ACNE: UM TRATAMENTO PARA CADA PACIENTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ACNE: UM TRATAMENTO PARA CADA PACIENTE"

Transcrição

1 ACNE 257 ACNE: UM TRATAMENTO PARA CADA PACIENTE ACNE: A TREATMENT FOR EACH PATIENT Fabiane Mulinari BRENNER 1 Fernanda Manfron Batista ROSAS 2 Guilherme Augusto GADENS 2 Martha Lenardt SULZBACH 2 Victor Gomide CARVALHO 2 Vivian TAMASHIRO 2 R E S U M O A acne é uma dermatose de alta prevalência, especialmente em adolescentes e adultos jovens. Acomete homens e mulheres, mas geralmente os homens são afetados pelas formas mais graves da acne. Muitas vezes os pacientes são inicialmente avaliados pelo clínico ou pediatra. Diversas opções terapêuticas estão disponíveis, desde os esfoliantes, antibióticos tópicos e sistêmicos até a isotretinoína sistêmica. A opção terapêutica depende da forma clínica da acne, sua gravidade e algumas características individuais, como adesão ao tratamento e desejo de gestação. A terapia costuma ser de longa duração. O objetivo deste artigo é esclarecer ao médico generalista as nuances da acne e seu tratamento, avaliando o custo e o benefício das terapêuticas disponíveis. Termos de indexação: acne vulgar, adolescente; dermatopatias; terapêutica. A B S T R A C T Acne is a prevalent disorder especially in adolescents and young adults. Severe acne is more common in male patients. Usually, patients are initially seen by the 1 Professora, Curso de Medicina, Departamento de Clínica Médica, Serviço de Dermatologia, Universidade Federal do Paraná. Rua General Carneiro, 181, , Curitiba, PR, Brasil. Correspondência para/correspondence to: F.M. BRENNER. 2 Acadêmicos, Curso de Medicina, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, PR, Brasil.

2 258 F.M. BRENNER et al. clinicians or by the pediatricians. Several therapeutic options are available from exfoliating products, topical and systemic antibiotic to systemic isotretinoin. A few factors must be considered when treating acne: clinical presentation, severity and individual characteristics such as therapy adhesion and pregnancy. The goal of this paper is to clarify to the general practitioners the clinical spectrum of acne and its treatment, taking into account cost and efficacy. Indexing terms: severe acne; adolescent; skin diseases, therapeutics. I N T R O D U Ç Ã O A acne vulgar é uma enfermidade inflamatória da unidade pilossebácea da pele, caracterizada inicialmente pela presença de um cômedo, comedão ou cravo. Essa estrutura ocorre pela obstrução do orifício de saída da unidade pilossebácea, com acúmulo de secreções, restos celulares e algumas vezes um ácaro: o demodex foliculorum. A acne ocorre mais freqüentemente em jovens e adolescentes, sendo possível caracterizá-la como fisiológica em muitos casos pela freqüência com que ocorre nessa faixa etária 1. Estes dois dados - inflamação com origem comedoniana e faixa etária jovem - envolvem as principais características clínicas da acne. Estima-se que 80% da população sofre de algum tipo de acne durante a vida 1. A acne é, freqüentemente, uma manifestação temporária da puberdade, correlacionando-se mais com a idade puberal do que com a idade cronológica. Entretanto pode acompanhar o indivíduo até os 30 anos de idade, especialmente no sexo feminino. O comprometimento severo é mais comum no sexo masculino 2. a produção de sebo, a colonização bacteriana pelo Propionibacterium acnes (P. Acnes) e o processo inflamatório (Figura 1). Os dois primeiros são diretamente favorecidos pela mudança dos padrões estruturais da glândula por estímulo hormonal, que geralmente ocorre na adolescência e em distúrbios hiperandrogênicos. As glândulas pilossebáceas sofrem uma modificação fundamental para o processo de formação da acne. Há uma hipertrofia de toda a glândula decorrente da ação androgênica sobre sua estrutura, não necessariamente levando à formação de acne, mas criando condições para a formação do cômedo. Uma hiperproliferação no infundíbulo da glândula (porção epidérmica) forma uma rolha e oclui o óstio ductal, impedindo a drenagem do sebo normalmente produzido pela glândula e favorecendo a comedogênese. Vários são os fatores que influenciam a gravidade do quadro e o seu surgimento. Porém a elevação da carga hormonal com as modificações características da pele são os principais responsáveis. É possível que a acne possua componente genético na conformação do folículo, facilitando a obstrução 3. A severidade das lesões é variada, desde cômedos isolados até nódulos dolorosos e cicatrizes deformantes, o que justifica a procura dos pacientes e a preocupação do médico. Fisiopatologia Quatro são os principais pilares da patogênese da acne: a comedogênese (formação do cômedo), Figura 1. Patogênese da acne - anatomia do folículo.

3 ACNE 259 Além da barreira mecânica produzida pelo cômedo, existe também uma hiperestimulação androgênica para a produção da secreção sebácea. A produção de sebo retida pelo cômedo oclusivo propicia a colonização principalmente bacteriana pelo P. acnes e a instalação do processo inflamatório e infeccioso em toda a glândula. Os pacientes com acne têm glândulas sebáceas maiores e produzem mais sebo que indivíduos sem acne, que praticamente não têm o P. acnes na flora cutânea 4. Manifestações clínicas O diagnóstico da acne é clínico e se estabelece por uma mescla de lesões localizadas principalmente na face, no dorso e no tórax. As lesões devem ser caracterizadas pela presença do cômedo, que pode ser fechado, com aspecto esbranquiçado, geralmente medindo de 1 a 2mm; ou aberto, de cor enegrecida devido à oxidação das gorduras e aumento da deposição de melanina por atividade dos melanócitos (Figura 2) 2. podendo evoluir com a formação de pústulas circunscritas de até 1cm de diâmetro (Figura 2). Cistos, nódulos e abscessos correspondem a uma fase avançada da acne, tendo tamanhos variados. Esses freqüentemente drenam secreção purulenta e deixam cicatrizes, que podem ser uma conseqüência natural das lesões inflamatórias, ou o resultado da manipulação das lesões pela destruição das células germinativas localizadas na região mediana do folículo. Além do período da adolescência, a acne pode ocorrer também em outras fases da vida. A ação dos andrógenos maternos nas primeiras seis semanas de vida é responsável pela acne neonatal 4. A acne infantil é mais comum em meninos e se inicia entre o terceiro e sexto mês de vida, pelas secreções precoces de andrógenos gonadais. A acne do adulto é mais freqüente em mulheres (acne da mulher madura), sendo uma continuação da acne da adolescência ou tendo início na idade adulta. Na acne da mulher madura o quadro se exacerba com o ciclo menstrual e pode estar associado a outros sinais de hiperandrogenismo, como seborréia, acne, hirsutismo e alopecia. Outras variantes incluem a acne escoriada, fundamentalmente de origem neurótica ou psicótica; a acne estival ou do verão, que ocorre após a exposição solar, e a acne cosmética, decorrente do uso de produtos tópicos oclusivos 5. Classificação clínica Figura 2. Acne grau I, aspecto clínico do cômedo, comedão ou cravo e pápulas. Pápulas eritematosas e sólidas com até 1cm de diâmetro podem ocorrer ao redor dos cômedos, o que indica atividade inflamatória da doença, A acne vulgar pode ser dividida em inflamatória e não-inflamatória, conforme as lesões predominantes, podendo ser graduada de I a V conforme a gravidade do quadro. 4 A acne grau I, não inflamatória ou comedoniana, apresenta predomínio de cômedos (Figura 2). A acne inflamatória é responsável pelos graus II, III, IV e V. Na acne grau II há predomínio de lesões pápulo-pustulosas além dos cômedos. Na acne grau III nódulos e cistos podem ser observados (Figura 3). A acne grau IV ou conglobata é uma forma severa da doença com múltiplos nódulos inflamatórios, formação de abscessos e fístulas (Figura 3). Uma forma rara e

4 260 F.M. BRENNER et al. rápido das lesões. Nas meninas, o plano de gestação deve ser considerado. Figura 3. Acne grau III cistos, abscessos e fístulas. grave, de instalação abrupta, acompanhada de manifestações sistêmicas (febre, leucocitose e artralgia), é a acne fulminante ou grau V. Um aspecto a ser considerado na dimensão da severidade da acne é o grau de sofrimento psicossocial do paciente 1. O período da adolescência é conturbado pelas diversas modificações corporais e psicológicas. Muitas vezes o aparecimento da acne favorece quadros de depressão e fobia social. Geralmente, o diagnóstico de acne vulgar não é difícil, o quadro clínico é bastante típico, com lesões e sintomas locais característicos e ausência de manifestações sistêmicas. Os principais diagnósticos diferenciais envolvem: foliculites, rosácea, dermatite perioral, erupções acneiformes e tumores benignos como: hiperplasia sebácea, siringoma e esclerose tuberosa. Bases do tratamento O tratamento da acne pode ser tópico, sistêmico e até cirúrgico, quando predominam as cicatrizes, os cômedos e cistos. A escolha depende do grau de acometimento da pele, da tolerância e, no nosso meio, do poder aquisitivo dos pacientes (Quadro 1). Muitas vezes as três modalidades podem ser usadas simultaneamente para o controle mais Alguns cuidados do dia-a-dia podem auxiliar o tratamento da acne. A lavagem das áreas afetadas várias vezes ao dia tem pouco efeito, excetuando- -se a melhoria do aspecto da face oleosa. Qualquer sabonete de boa qualidade pode ser utilizado. Sabonetes antibacterianos não são particularmente benéficos, os abrasivos podem esfoliar a pele, mas também podem irritá-la e diminuir a aderência ao tratamento. As compressas de água quente ajudam a amolecer os cômedos, tornando a sua remoção mais fácil 5. O uso de produtos pouco oleosos com base alcoólica ou em gel são indicados, enquanto cremes, loções e cosméticos oleosos devem ser evitados. Apesar de muitos pacientes referirem piora das lesões com a ingesta de determinados alimentos, atualmente não há estudos que comprovem tal relação 6. Tratamento tópico O tratamento tópico tem papel importante em todos os pacientes com acne e pode ser usado isoladamente nas formas leves a moderadas. Os produtos prescritos mais freqüentemente são os antibióticos em associação a outros agentes como peróxido de benzoíla, ácido retinóico, ácido salicílico, nicotinamida e ácido azelaico 7. Peróxido de benzoíla O peróxido de benzoíla tem atividade antibacteriana e ceratolítica e é a primeira linha de tratamento para acne leve a moderada. A combinação de peróxido de benzoíla com antibióticos tópicos (eritromicina ou clindamicina) ou retinóides tópicos é mais efetiva que a monoterapia 8,9. O peróxido de benzoíla possui efeito antinflamatório e comedolítico menor que os retinóides tópicos. Os microorganismos da flora residente não desenvolvem resistência ao peróxido de benzoíla 10.

5 ACNE 261 Quadro 1. Alguns medicamentos tópicos e sistêmicos disponíveis no mercado e seus preços médios. Produtos Nome comercial Preço médio, em reais, por 10mg ou ml ou comprimido) Peróxido de Benzoíla Benzac, Panoxil, Solugel 05,21b Retinóides Adapaleno Isotretinoína Tretinoina Diferin gel/ creme Isotrex gel Retacnyl, Retin A, Vitanol A 17,76b 16,03b 10,03b Sistêmicos Tópicos Antibióticos Combinados Outros Antibióticos Antiandrógenos Clindamicina Eritromicina Ácido azelaico Nicotinamida Ácido Salicílico (sabonetes) Tetraciclina Oxitetraciclina Minociclina Limeciclina Eritromicina Azitromicina Espironolactona Ciproterona Contraceptivos hormonais Clinagel, Clindacne, Dalacin T Eritrex A, Ilosone, Stiemycin Clindoxyl (Peróxido de benzoíla com clindamicina) Isotrexin (Isotretinoína com Eritromicina) Azelan Creme Papuless gel Dermax, SAStid, Soapex, Salisoap Tetraciclina,Tetrex Terramicina Minoderm, Minomax Tetralysal Eritromicina, Eripan, Eritax, Eritrex Astro, Azi,Selimax, Zitromax Espironolactona, Aldactone Androcur etinilestradiol +ciproterona Diane 35, Selene etinilestradiol + drosperinona Yasmin etinilestradiol + desogestrel Femina, Mercilon, Microdiol, Minian, Primera 10,87b 01,97b 09,89b 16,52b 12,45b 15,61b 01,82b 0 00,57b 00,79b 03,37b b03,59bb 02,00b 10,73b 00,70b 04,14b 00,72b 0 2,13b 01,01b etinilestradiol + gestodeno Diminut, Femiane, Gynera, Harmonet, Minulet, 01,18b 0 Minesse Mirelle Retinóide Isotretinoína Isotretinoína, Isoface, Lurantal, Roacutan 4,16b Nota: Extraído da Revista ABCFARMA, órgão oficial da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico. Ano 1, número 1, junho de Baseado no preço máximo por 10g ou 10mL dos produtos nos estados com ICMS de 17% (Rio de Janeiro tem alíquota de 19% e São Paulo, Minas Gerais e Paraná têm alíquota de 18%). Uma redução de 90% dos microorganismos e de 40% dos ácidos graxos livres é observada após poucos dias de uso de peróxido de benzoíla. O peróxido de benzoíla deve ser aplicado, uma vez ao dia, em toda a pele da face e não só nas lesões visíveis. As concentrações disponíveis variam desde 1% até 10% e podem ser usadas na gestação 1,11. A supressão do P. acnes é similar com as concentrações de 2,5%, 5,0% ou 10,0%, o que determina a opção pelas baixas concentrações que são menos irritantes 10. Os efeitos adversos mais comuns são pele seca, eritema e descamação. Os pacientes devem ser advertidos que o peróxido de benzoíla pode manchar roupas e tecidos. Retinóides tópicos Os retinóides são os agentes comedolíticos mais efetivos para o tratamento da acne 10. Esses agentes atuam na comedogênese, normalizando a descamação do epitélio folicular, prevenindo a formação de novos microcômedos e reduzindo os

6 262 F.M. BRENNER et al. cômedos preexistentes em até 60% 12,13. Devido a seu efeito comedolítico, permitem a penetração no folículo de outras substâncias com atividade antibacteriana. Os retinóides tópicos demonstram atividade sobre a acne inflamatória pelos efeitos imunomoduladores diretos e pela reversão do microcômedo 14. Os retinóides não têm efeito antibacteriano. A tretinoína foi o principal retinóide tópico durante décadas. Contudo o seu uso é limitado pela ocorrência de irritação logo após o início da terapia 15. Novos retinóides, como a isotretinoína, e o adapaleno, são mais toleráveis e podem ser associados aos antimicrobianos desde o início da terapia para a acne inflamatória 10. Todos os retinóides podem causar eritema, descamação e sensibilidade na pele com o uso excessivo. O uso da tretinoína (ácido retinóico) deve iniciar com concentrações baixas (0,010% a 0,025%) e gradativamente aumentar para concentrações maiores (até 0,100%) dependendo da resposta clínica. Os pacientes devem ser advertidos da fotossensibilidade associada ao uso de retinóides, sendo necessário o uso de filtro solar e proteção adicional durante o uso desses produtos. O adapaleno tem uma efetividade semelhante à tretinoína na redução dos comedões e tem menos efeito irritativo que a tretinoína, mas um pico de ação mais rápido e menor irritação da pele 14,16,17. Antibióticos tópicos Os antibióticos tópicos propiciam, de forma geral, um efeito bacteriostático sobre o P. acnes 10. A eritromicina (2% a 4%) e a clindamicina (1%) são os mais utilizados topicamente e estão disponíveis em soluções, loções e géis, bem como em associação com peróxido de benzoíla e isotretinoína. 10 O P. acnes é geralmente mais resistente à eritromicina do que à clindamicina. As combinações de eritromicina ou clindamicina com peróxido de benzoíla têm demonstrado um efeito aditivo comparado com a administração desses agentes como monoterapia, prevenindo o aparecimento de resistência bacteriana aos antibióticos tópicos 1,18. A clindamicina não deve ser usada durante a gestação, enquanto a eritromicina pode ser usada nesse período. Os antibióticos tópicos podem ser usados na acne inflamatória, principalmente nas formas moderadas ou localizadas. Os antibióticos tópicos são menos efetivos do que os orais e do que o próprio peróxido de benzoíla 9. A ação combinada dos retinóides e antibióticos tópicos, particularmente eritromicina e clindamicina, leva a uma maior redução dos cômedos e das lesões inflamatórias 19. A clindamicina reduz os efeitos irritantes da tretinoína 13. Outros produtos tópicos O ácido salicílico é um ceratolítico e ajuda a reduzir os cômedos. É usado em loções e sabonetes, geralmente em associação com outras terapias. Contudo pode ser irritante causando eritema e descamação 14,15. O ácido azelaico tem efeito clareador nas hiperpigmentações residuais em concentrações de 15% a 20%, e tem eficácia comparável a alguns antibióticos (com ação contra Streptococcus epidermidis e P. acnes); está indicado para acne comedoniana e nas formas leves pápulo-pustulosas e pode ser usado na gestação. Uma outra opção para o período da gestação é a nicotinamida tópica, um produto com leve ação antinflamatória. Tratamento sistêmico O tratamento sistêmico deve ser considerado nas formas inflamatórias da acne e nas de difícil controle. Podem ser usados antibióticos, antiandrógenos e retinóides sistêmicos. Antibioticoterapia Os antibióticos atuam na supressão do P. acnes, na redução da inflamação e dos ácidos graxos

7 ACNE 263 livres. São utilizados no tratamento da acne inflamatória moderada e grave, pápulo-pustulosa e conglobata. Atualmente são utilizados principalmente as tetraciclinas e os macrolídeos. Tetraciclinas A primeira geração de tetraciclinas (clortetraciclina, oxitetraciclina, hidrocloreto de tetraciclina e dimetil-clortetraciclina) foi introduzida em 1951, sendo largamente utilizada no tratamento da acne. As tetraciclinas de segunda geração (doxiciclina, limeciclina e minociclina) são substâncias semi- -sintéticas, com meia-vida mais longa, melhor atividade antibacteriana e menor toxicidade. As tetraciclinas exercem um efeito bacteriostático por inibição da síntese de proteínas bacterianas. Sua absorção no tubo digestivo é sempre incompleta e diminui mais na presença de substâncias alcalinas e quelantes, em especial o leite e os sais de alumínio, cálcio, magnésio e ferro. Os efeitos colaterais relacionados às tetraciclinas incluem sensibilidade da pele ao sol (fototoxicidade), distúrbios gastrintestinais, alteração da função renal e crescimento excessivo de organismos não susceptíveis, especialmente a Candida albicans (facilitando o desenvolvimento de vulvovaginite e queilite). O uso de tetraciclinas associado com retinóides orais pode levar à ocorrência de hipertensão intracraniana benigna ou pseudotumor cerebral (cefaléia, perda da concentração e papiledema). A minociclina pode causar pigmentação da pele e membranas mucosas, bem como tonturas, vertigem e ataxia. As contra-indicações ao uso das tetraciclinas incluem: antecedentes de hipersensibilidade, insuficiência renal ou hepática e gestação. Não deve ser usada em crianças menores de oito anos pelo risco de provocar retardo da maturação óssea, hiperplasia do esmalte dental e descoloração dos dentes. A terapia deve ser iniciada com um grama ao dia, dividido em quatro tomadas, até a melhora evidente das lesões. A dose pode então ser diminuída a um nível de manutenção ( mg/dia) até a melhora da acne 20. Eritromicina Os macrolídeos possuem ação antibacteriana e antiinflamatória. A eritromicina está indicada no tratamento da acne inflamatória leve e moderada. Tem como efeitos colaterais relativamente comuns os distúrbios gastrintestinais (náuseas, vômitos e diarréia), outros mais raros incluem toxicidade hepática, ototoxicidade e pancreatite. Todos os sintomas desaparecem rapidamente com a suspensão da administração da droga. É utilizada na dose de 1mg por dia 20. A azitromicina também pode ser usada, pela sua afinidade com o tecido inflamatório e atividade contra várias espécies anaeróbias, incluindo o P. acnes. Diferente de outros antibióticos sistêmicos, a azitromicina possui uma farmacocinética que a torna capaz de mover-se rapidamente do sangue para os tecidos, e permanecer por períodos prolongados em uma concentração inibitória para a maioria dos agentes patogênicos. Possui poucos efeitos adversos gastrintestinais em relação a outros macrolídeos. É utilizada na dose de 500mg ao dia durante três dias com intervalo de sete dias, em até três ciclos 1. Tratamento hormonal Algumas mulheres não respondem à terapia convencional devido ao excesso de hormônios androgênicos ou hipersensibilidade periférica a eles. Nesses casos pode ocorrer a associação da acne com hirsutismo, oleosidade da pele (seborréia) e alopecia. Uma boa resposta clínica pode ser obtida com bloqueadores de receptores de androgênios, antiandrogênicos e inibidores da produção de androgênios adrenais ou ovarianos.

8 264 F.M. BRENNER et al. Antiandrogênicos Essas substâncias podem ter estrutura esteróide como o acetato de ciproterona e a espironolactona, ou não esteroidal como a flutamida. Essas drogas inibem a ação dos androgênios em seus tecidos dependentes, como a próstata, vesículas seminais e principalmente os ductos sebáceos. A duração do tratamento varia de acordo com as necessidades individuais e às vezes prolonga-se por anos. Acetato de ciproterona O acetato de ciproterona é um derivado da 17-α-hidroxiprogesterona, e é ao mesmo tempo progestágeno e antiandrogênico, o que lhe confere um mecanismo de ação central e outro periférico. Como progestágeno potente, inibe a síntese e a secreção do hormônio luteinizante e, conseqüentemente, a produção dos androgênios ovarianos. A atividade antiandrogênica está na inibição da síntese da 5-alfa-redutase, que reduz a transformação da testosterona em dihidro-testosterona, sua forma mais ativa na pele e folículos pilosos. É usado comumente na dosagem de 2mg, associado a 35µg de etinilestradiol. Essa combinação com o estrogênio aumenta sua eficácia e o transforma em um anovulatório, anticoncepcional. Os resultados apresentam-se como uma redução da oleosidade em cerca de 25%-35%, diminuição na formação de comedões e redução no desenvolvimento de lesões inflamatórias. Os efeitos colaterais mais comuns incluem: náuseas e vômitos, mastalgia, fadiga, retenção hídrica, edemas de membros inferiores, cefaléia e melasma. Trombose coronária e periférica, embora rara, é a complicação mais séria 1. Espironolactona A espironolactona é um diurético antagonista da aldosterona que possui várias ações antiandrogênicas. Compete pelo receptor androgênico na unidade pilossebácea, inibe a ação da enzima 5-alfa-redutase e bloqueia a síntese dos androgênios. Os efeitos colaterais são similares ao acetato de ciproterona. Contraceptivos orais Os contraceptivos orais contêm dois agentes, um estrogênio (geralmente etinilestradiol) e um progestágeno. Têm sido utilizados para tratar os sintomas androgênicos devido à sua habilidade de suprimir a secreção de gonadotrofinas e androgênios ovarianos ou adrenais, estimular a síntese hepática da globulina de ligação aos hormônios sexuais (SHBG), resultando na diminuição da fração de testosterona livre, além de inibir a enzima 5-alfa- -redutase, responsável pela conversão de testosterona em dihidro-testosterona 1. Efeitos colaterais comuns ao uso de contraceptivos orais incluem náuseas, vômitos, aumento de peso e sangramentos irregulares. Uma nova opção no tratamento da acne é a utilização de um contraceptivo combinado de baixa dose, contendo etinilestradiol e drosperinona, um progestágeno análogo da espironolactona. A drosperinona possui além de efeitos antiandrogênicos, ação anti-mineralocorticóide, que reduz a retenção hídrica do paciente. Retinóides sistêmicos A isotretinoína é um metabólito da vitamina A indicado para acne grave, nodular e inflamatória, ou quando outros tratamentos falham. Ocasionalmente é usada nos casos com cicatrizes deformantes, com estresse psicológico significativo ou com recaídas freqüentes após a parada da terapia convencional 1. Um dos seus principais mecanismos de ação dosedependente é a atrofia das glândulas sebáceas com conseqüente redução da produção de sebo. Também atua na normalização da descamação

9 ACNE 265 epitelial folicular, tem ação antinflamatória e reduz a população de P. acnes devido à redução do sebo. A isotretinoína evita a formação de novos cômedos e reduz os diâmetros dos poros faciais em um terço a um quinto do tamanho inicial 1. É um medicamento de rápida absorção após administração oral, especialmente se ingerido com alimentos gordurosos. Sua metabolização é por via hepática. Sua toxicidade está relacionada ao excesso de vitamina A e inclui fadiga, fraqueza, letargia, pele seca, queda de cabelo e cefaléia. Os retinóides são embriotóxicos e teratogênicos quando administrados sistemicamente na gravidez 1. É preciso excluir a gravidez antes da utilização da medicação e utilizar um método contraceptivo eficaz durante o uso e até três meses após a parada da medicação. Os efeitos adversos mais comuns manifestam-se na pele e mucosas sendo a maioria decorrente da diminuição da produção de sebo: xerose, rachadura dos lábios ou queilite. Ressecamento das membranas mucosas (boca, lábios, nasal, retal, uretral e vaginal), e aumento da fragilidade cutânea são também bastante comuns. Esses sintomas podem ser tratados com uma hidratação adequada com do uso de lubrificantes e emolientes. A dose empregada varia de 0,1 a 2,0mg/kg/dia por 15 a 20 semanas. Várias estratégias de tratamento podem ser traçadas com doses de 0,5mg/kg/dia nos casos moderadamente graves, ou doses altas com respostas rápidas e baixas taxas de recorrência, mas com inevitáveis efeitos adversos 1. Durante o tratamento é preciso acompanhar o hemograma, a função hepática e renal, e os lipídios plasmáticos, além disso, o β-hcg deve ser solicitado em mulheres em idade fértil, mesmo que em anticoncepção. A anormalidade laboratorial mais significativa em pacientes com uso de retinóides é a elevação dos níveis de triglicerídeos plasmáticos. Pode ocorrer também um aumento moderado do HDL e do colesterol total. Certa toxicidade hepática pode ocorrer em aproximadamente 15% dos pacientes, e constitui-se na elevação da atividade das enzimas hepáticas 1. Todos estes efeitos são reversíveis com a parada da medicação. C O N C L U S Ã O A grande prevalência da acne traz a necessidade de outros especialistas, além do dermatologista, conhecerem a fisiopatologia e as opções atuais de tratamento. Diversos tratamentos tópicos e sistêmicos estão disponíveis e cada paciente se adapta a um tipo de tratamento. É preciso avaliar o custo e o benefício das drogas e as melhores indicações conforme o aspecto clínico das lesões. R E F E R Ê N C I A S 1. Plewig G, Kligman AM. Acne and Rosácea. Berlin: Springer-Verlag; Rivitti EA, Sampaio SAP. Dermatología. 2a. ed. São Paulo: Artes Médicas; Strauss JS. Glândulas sebáceas. In: Fitzpatrick TB, Eisen AZ, Wolff K, et al. Dermatologia em medicina general. Buenos Aires: Panamericana; p FreedBerg IM, Eisen AZ, Wolf K, Austein KF, Goldsmith LA, Katz SL. Fitzpatrick s dermatology in general medicine. 5th ed. New York: McGraw-Hill; Sá CMD. Acne: tratamento atualizado. São Paulo: EPUB; Rasmussen JE. Diet and acne. Semin Dermatol. 1982; 6: Leyden JJ. A review of the use of combination therapies for the treatment of acnes vulgaris. J Am Acad Dermatol. 2003; 49:S Eady EA, Bojar RA, Jones CE, Cove JH, Holland KT, Cunliffe WJ. The effects of acne treatment with a combination of bezoyl peroxide and erythromycin on skin carriage of erythromycin-resistant propionibacteria. Br J Dermatol. 1996; 134(1): Berson DS, Shalita AR. The treatment of acne: the role of combination therapies. J Am Acad Dermatol. 1995; 32(5 Pt 3): Thibout D. Acne. Semin Dermatol. 2002; 47: Sykes NL, Webster GF. Acne. A review of optimum treatment. Drugs. 1994; 48(1): Bergfeld WF. The evolving role of retinoids in the management of cutaneous conditions. Clinician. 1998; 16: Chalker DK, Shalita A, Smith JG Jr, Swann RW. A double-blind study of the effectiveness of a 3%

10 266 F.M. BRENNER et al. erythromycin and 5% benzoyl peroxide combination on the treatment of acne vulgaris. J Am Acad Dermatol. 1983; 9(6): Weiss JS. Current options for the topical treatment of acne vulgaris. Pediatr Dermatol. 1997; 14(6): Webster GF. Topical tretinoin in topical therapy. J Am Acad Dermatol. 1998; 39(2 Pt 3):S Verschoore M, Poncet M, Czernielewski J, Sorba V, Clucas A. Adapalene 0,1% gel has low skin-irritation potencial. J Am Dermatol. 1997; 36(6 Pt 2):S Cunliffe WJ, Poncet M, Loesche C, Verschoore M. A comparison of the efficacy and tolerability of adapaleno 0,1% gel versus tretinoin 0,025% gel in pacients with acne vulgaris: a meta-anlysis of five randomized trials. Br J Dermatol. 1998; 139(Suppl 52): Wolf JE Jr, Kaplan D, Kraus SJ, Loven KH, Rist T, Swinyer LJ, et al. Eicacy and tolerability of combined topical treatment of acne vulgaris with adapaleno and clindamycin: a multicenter randomized study, investigator-blinded study. J Am Acad Dermatol. 2003; 49(3 Suppl):S Kligman AM. The growing importance of topical retinoids in clinical dermatology: a retrospective and prospective analysis. J Am Acad Dermatol. 1998; 39(2 Pt 3):S Kenneth AA. Manual of dermatologic therapeutic. 5th ed. Boston: Spiral; p.9. Recebido em: 30/5/2005 Aprovado em: 17/10/2005

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais ACNE Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são:

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são: Acne Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em 2009, acne é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas, além de ser o motivo

Leia mais

abscessos interconectados e cicatrizes.

abscessos interconectados e cicatrizes. Tabela 1. Tipologia da acne e suas características clinicas TIPO DE ACNE CARACTERÍSTICA Acne Vulgar ou Juvenil Forma mais comum da acne, de elevada prevalência na adolescência (85%) acomete ambos os sexos.

Leia mais

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral:

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral: Geral: TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - Profa. Ms. Priscila Torres ACNE: síndrome cutânea exteriorizada clinicamente por elementos eruptivos, onde podem estar presente comedões,

Leia mais

ILOSONE. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g

ILOSONE. Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g ILOSONE Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda Gel 20 mg/g ILOSONE eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico (20mg/g) - Embalagem com uma bisnaga de 60 g. USO EXTERNO VIA TÓPICA USO ADULTO

Leia mais

MÉTODOS HORMONAIS. São comprimidos que contêm estrogênio e progestogênio associados.

MÉTODOS HORMONAIS. São comprimidos que contêm estrogênio e progestogênio associados. MÉTODOS HORMONAIS 1 - ANTICONCEPCIONAIS HORMONAIS ORAIS (PÍLULAS) É o método mais difundido e usado no mundo. As pílulas são consideradas um método reversível muito eficaz e o mais efetivo dos métodos

Leia mais

Adacne 30 g. Apresentação de Adacne. gel com 30 g. Adacne - Indicações

Adacne 30 g. Apresentação de Adacne. gel com 30 g. Adacne - Indicações Adacne 30 g Apresentação de Adacne gel com 30 g Adacne - Indicações Adacne CLIN é um gel que contém adapaleno e fosfato de clindamicina indicado no tratamento tópico da acne vulgar leve a moderada, sendo

Leia mais

DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg

DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg DALAP (adapaleno) Biosintética Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico 1 mg BULA PARA PROFISSIONAL DE SAÚDE Bula de acordo com a Resolução-RDC nº 47/2009 I- IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO DALAP adapaleno APRESENTAÇÕES

Leia mais

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g

Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém: eritromicina base... 20 mg excipiente q.s.p... 1 g Ilosone Gel Tópico eritromicina Forma farmacêutica e apresentação Gel Tópico: Cartucho com 1 bisnaga contendo 60 g. USO ADULTO E PEDIÁTRICO USO EXTERNO Composição Cada grama de Ilosone Gel Tópico contém:

Leia mais

Nicotinamida. Identificação

Nicotinamida. Identificação Material Técnico Nicotinamida Identificação Fórmula Molecular: C 6 H 6 N 2 O Peso molecular: 122.1 DCB / DCI: 06346 - nicotinamida CAS: 98-92-0 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não aplicável Sinonímia:

Leia mais

ACNE E SEUS TRATAMENTOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 1. ZUCHETO, Gabrieli²; BRANDÃO, Mariana²; TASQUETTO, Ana³; ALVES, Marta 4.

ACNE E SEUS TRATAMENTOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 1. ZUCHETO, Gabrieli²; BRANDÃO, Mariana²; TASQUETTO, Ana³; ALVES, Marta 4. ACNE E SEUS TRATAMENTOS: UMA REVISÃO BIBLIOGRÁFICA 1 ZUCHETO, Gabrieli²; BRANDÃO, Mariana²; TASQUETTO, Ana³; ALVES, Marta 4. 1 Revisão Bibliográfica _UNIFRA 2 Aluna do Curso de Farmácia do centro universitário

Leia mais

Peróxido de benzoíla

Peróxido de benzoíla Material Técnico Peróxido de benzoíla Identificação Fórmula Molecular: C 14 H 10 O 4 Peso molecular: 242,2 DCB / DCI: 07003 Peróxido de benzoíla CAS 94-36-0 INCI: Benzoyl peroxide Denominação botânica:

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA

MODELO DE TEXTO DE BULA MODELO DE TEXTO DE BULA Azelan ácido azeláico Forma Farmacêutica: Gel Via de administração: Uso tópico (não oftálmico) Apresentação: Cartucho com bisnaga de 15 g (10 e 30g) Uso Adulto Composição: Cada

Leia mais

Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais.

Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais. Tricologia Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais. Anexo da pele Anatomia do couro cabeludo Doenças de couro cabeludo Protocolo Definições patológicas Tratamento patológicos Matérias e

Leia mais

Ácido Retinóico (Tretinoina)

Ácido Retinóico (Tretinoina) Material Técnico Ácido Retinóico (Tretinoina) Identificação Fórmula Molecular: C 20 H 28 O 2 Peso molecular: 300,4 DCB / DCI: 08848 Tretinoina CAS: 302-79-4 INCI: Não aplicável Denominação botânica: Não

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

TETRALYSAL limeciclina CÁPSULAS. 150 mg e 300 mg

TETRALYSAL limeciclina CÁPSULAS. 150 mg e 300 mg TETRALYSAL limeciclina CÁPSULAS 150 mg e 300 mg 1 TETRALYSAL 150 & 300 limeciclina Cápsulas APRESENTAÇÕES: TETRALYSAL 150 cápsulas: embalagens com 16 unidades. TETRALYSAL 300 cápsulas: embalagens com 8,

Leia mais

Corticóides na Reumatologia

Corticóides na Reumatologia Corticóides na Reumatologia Corticóides (CE) são hormônios esteróides produzidos no córtex (área mais externa) das glândulas suprarrenais que são dois pequenos órgãos localizados acima dos rins. São produzidos

Leia mais

Relatório Especial de Milagre Para A Acne

Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 1 A Acne: Chega de Mentiras Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 2 Existem pessoas que, durante toda sua vida, nunca sofrem de acne, enquanto outras

Leia mais

Evidências sobre o tratamento da acne

Evidências sobre o tratamento da acne Revisão narrativa da literatura Caroline Sousa Costa I, Ediléia Bagatin II Centro Cochrane do Brasil e Departamento de Dermatologia da Escola Paulista de Medicina Universidade Federal de São Paulo (EPM-Unifesp)

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg VITACID ACNE Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg Vitacid Acne fosfato de clindamicina e tretinoína USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS FORMA

Leia mais

DERIVA C MICRO (adapaleno + fosfato de clindamicina)

DERIVA C MICRO (adapaleno + fosfato de clindamicina) DERIVA C MICRO (adapaleno + fosfato de clindamicina) Glenmark Farmacêutica Ltda. Gel dermatológico de liberação prolongada 1 mg/g + 10 mg/g Deriva C Micro_VPS01 Página 1 DERIVA C MICRO adapaleno + fosfato

Leia mais

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg. .com.br

VITACID ACNE. Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel. fosfato de clindamicina 12mg e tretinoína 0,25mg. .com.br .com.br VITACID ACNE Theraskin Farmacêutica Ltda. Gel fosfato de clindamicina 2mg e tretinoína 0,25mg Vitacid Acne fosfato de clindamicina e tretinoína USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico

Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Folheto informativo: Informação para o utilizador Finacea, 150 mg/g, gel Ácido azelaico Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

REBECA FACH DE OLIVEIRA

REBECA FACH DE OLIVEIRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE FARMÁCIA DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO E CONTROLE DE MEDICAMENTOS DISCIPLINA DE ESTÁGIO CURRICULAR EM FARMÁCIA Adapaleno e Tazaroteno: uma revisão sobre

Leia mais

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g.

FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. Vitacid Gel tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: - Vitacid Gel Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%.Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO:

Leia mais

ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO

ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO Ana Paula Serra de Araújo 1 ; Daniela Cardoso Delgado 2 ; Regiane Marçal 3 RESUMO: O presente estudo

Leia mais

Acne vulgar: bases para o seu tratamento

Acne vulgar: bases para o seu tratamento Acne vulgar: bases para o seu tratamento ANA LÚCIA VAZ* RESUMO Pertinência do tema: O atraso na procura de ajuda médica para o tratamento do acne pode levar ao desenvolvimento de cicatrizes tanto a nível

Leia mais

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g Acnase Ltda. Creme Dermatológico Enxofre + Peróxido de benzoíla 20mg/g + 50 mg/g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Acnase enxofre peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES: Creme dermatológico com 20 mg/g de enxofre

Leia mais

caixas com 25 ampolas de 1 ml

caixas com 25 ampolas de 1 ml AROVIT Palmitato de retinol (gotas e ampolas) Acetato de retinol (drágeas) VITAMINA A IDENTIFICAÇÃO DO PRODUTO - AROVIT Nomes genéricos Palmitato de retinol (gotas e ampolas) Acetato de retinol (drágeas)

Leia mais

Tensulan palmitato de retinol + cloridrato de piridoxina + acetato de tocoferol Sistema Vitamínico-mineral. Cada cápsula de Tensulan contém: (%)

Tensulan palmitato de retinol + cloridrato de piridoxina + acetato de tocoferol Sistema Vitamínico-mineral. Cada cápsula de Tensulan contém: (%) Tensulan palmitato de retinol + cloridrato de piridoxina + acetato de tocoferol Sistema Vitamínico-mineral Forma farmacêutica e Apresentação Cápsulas - caixa com 30 cápsulas. USO ADULTO / VIA ORAL Composição

Leia mais

MODELO DE FORMATO DE BULA

MODELO DE FORMATO DE BULA APRESENTAÇÕES OMCILON-A M (triancinolona acetonida + sulfato de neomicina + gramicidina + nistatina) pomada é apresentado em embalagens contendo 1 tubo com 30 g. USO TÓPICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO

Leia mais

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate.

Azeloglicina. Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante. INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina Clareador, sebonormalizante, antiacnéico e hidratante INCI Name: potassium azeloyl diglycinate. Azeloglicina é o diglicinato de azeloil potássio, um ativo dermocosmético derivado da condensação

Leia mais

Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel. 150mg/g

Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel. 150mg/g Dermazelaic (ácido azelaíco) Germed Farmacêutica Ltda. Gel 150mg/g Dermazelaic ácido azelaico APRESENTAÇÕES Gel 150 mg/g: cartucho contendo bisnaga com 10 g, 15 g, 20 g ou 30 g de gel. USO TÓPICO USO ADULTO

Leia mais

Clindoxyl Control peróxido de benzoíla

Clindoxyl Control peróxido de benzoíla Clindoxyl Control peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES Gel 50 mg/g (5%) ou 100 mg/g (10%) em bisnaga de 45g USO EXTERNO VIA TÓPICA USO ADULTO E PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Clindoxyl Control 5%

Leia mais

- O medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente (15-30 C) e protegido da umidade.

- O medicamento deve ser mantido em temperatura ambiente (15-30 C) e protegido da umidade. ANDROCUR Acetato de ciproterona FORMA FARMACÊUTICA: Comprimido APRESENTAÇÃO: Cartucho com frasco com 20 comprimidos USO ADULTO COMPOSIÇÃO: Cada comprimido de Androcur contém 50 mg de acetato de ciproterona.

Leia mais

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay O que é Acne? Acne é uma condição da pele que ocorre quando os pelos ficam obstruídos por sebo e células mortas, ficando colonizados por bactérias

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

NORESTIN. Biolab Sanus Farmacêutica Ltda. Comprimido. noretisterona. 0,35 mg

NORESTIN. Biolab Sanus Farmacêutica Ltda. Comprimido. noretisterona. 0,35 mg NORESTIN Farmacêutica Ltda. Comprimido noretisterona 0,35 mg MODELO DE BULA DO PACIENTE NORESTIN noretisterona IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO APRESENTAÇÕES Comprimido 0,35 mg Caixa com 35 comprimidos. USO

Leia mais

EPIDUO adapaleno e peróxido de benzoíla GEL. 1,0 mg/g e 25,0 mg/g

EPIDUO adapaleno e peróxido de benzoíla GEL. 1,0 mg/g e 25,0 mg/g EPIDUO adapaleno e peróxido de benzoíla GEL 1,0 mg/g e 25,0 mg/g 1 EPIDUO adapaleno e peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES Gel contendo adapaleno 1mg/g e peróxido de benzoíla 25mg/g. Apresentado em bisnagas

Leia mais

TRATAMENTO DE PELE ACNEICA: PROPOSTA DE TRATAMENTO DIFERENCIADO

TRATAMENTO DE PELE ACNEICA: PROPOSTA DE TRATAMENTO DIFERENCIADO TRATAMENTO DE PELE ACNEICA: PROPOSTA DE TRATAMENTO DIFERENCIADO Marcela Altvater canaldoprofissional@buonavita.com.br DEFINIÇÃO A Acne é uma afecção da pele que atinge a unidade pilossebácea e é caracterizada

Leia mais

Vitanol-A Laboratórios Stiefel Ltda. Gel 0,25mg/g, 0,5mg/g e 1mg/g

Vitanol-A Laboratórios Stiefel Ltda. Gel 0,25mg/g, 0,5mg/g e 1mg/g Vitanol-A Laboratórios Stiefel Ltda. Gel 0,25mg/g, 0,5mg/g e 1mg/g I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Vitanol-A tretinoína APRESENTAÇÕES Vitanol-A Gel 0,10 mg/g (0,01%) ou 0,25 mg/g (0,025%) ou 0,50 mg/g

Leia mais

Dalacin T fosfato de clindamicina. APRESENTAÇÕES Dalacin T solução tópica em embalagens contendo 1 frasco de 30 ml com aplicador.

Dalacin T fosfato de clindamicina. APRESENTAÇÕES Dalacin T solução tópica em embalagens contendo 1 frasco de 30 ml com aplicador. Dalacin T fosfato de clindamicina I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Dalacin T Nome genérico: fosfato de clindamicina APRESENTAÇÕES Dalacin T solução tópica em embalagens contendo 1 frasco

Leia mais

Guia de orientação e aconselhamento para contracepção hormonal com Sistema Intrauterino (SIU)

Guia de orientação e aconselhamento para contracepção hormonal com Sistema Intrauterino (SIU) Guia de orientação e aconselhamento para contracepção hormonal com Sistema Intrauterino (SIU) Material distribuído exclusivamente por profissionais de saúde às pacientes usuárias de SIU, a título de orientação.

Leia mais

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE

APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE TOPISON furoato de mometasona APRESENTAÇÕES Pomada: 1 mg/g de furoato de mometasona em embalagem com 20 g. USO DERMATOLÓGICO USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 02 ANOS DE IDADE COMPOSIÇÃO Cada g de Topison

Leia mais

TRATAMENTO DA ACNE VULGAR COM ISOTRETINOINA

TRATAMENTO DA ACNE VULGAR COM ISOTRETINOINA TRATAMENTO DA ACNE VULGAR COM ISOTRETINOINA Elzira Diniz de Moraes 1 ; Fernanda Feliciano Coelho 2, Maria Inês Sanches 3 RESUMO A acne vulgar é uma inflamação da unidade pilos sebácea da pele, que ocorre

Leia mais

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa

Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Shampoo de Ureia Apresenta Eficácia nas Principais Causas da Caspa Melhora a Hidratação do Couro Cabeludo Remove o Excesso de Queratina Auxilia na Remoção de Placas Reduz o Prurido Aumenta a Permeação

Leia mais

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico.

Descrição/ especificação técnica: Pó branco a quase branco com o mínimo 99% de Ácido azeláico. Material Técnico Identificação Fórmula Molecular: C 9 H 16 O 4 Peso molecular: 188,2 DCB/ DCI: 00113 ácido azeláico CAS: 123-99-9 INCI: Lipoic acid Sinonímia: Acid azélaiique; Acidum azelaicum; Anchic

Leia mais

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO Claudia de Lima Witzel SISTEMA MUSCULAR O tecido muscular é de origem mesodérmica (camada média, das três camadas germinativas primárias do embrião, da qual derivam

Leia mais

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico

ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico ESTE MATERIAL FAZ PARTE DO CURSO 2 em 1: Despigmentantes: Conhecimento, Automedicação Responsável e Visita ao Médico FICHA RESUMO Hiperpigmentação da Pele Condições-chave Hiperpigmentação da pele: Excesso

Leia mais

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares

Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Facial Prof a. Bianca. Lesões elementares Lesões elementares Modificações da pele determinadas por processos inflamatórios, circulatórios, metabólicos, degenerativos, tumorais, defeitos de formação. Lesões Elementares Lesões Primárias Alteração

Leia mais

Propil* propiltiouracila. Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos.

Propil* propiltiouracila. Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. Propil* propiltiouracila I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Propil* Nome genérico: propiltiouracila APRESENTAÇÕES Propil* comprimidos de 100 mg em embalagem contendo 30 comprimidos. VIA DE

Leia mais

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

TRINULOX. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida EMS S/A. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g TRINULOX hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES Creme para

Leia mais

MANTECORP ARQUIVO: B-QUA4F2 QUADRIDERM. QUADRIDERM valerato de betametasona + sulfato de gentamicina + tolnaftato + clioquinol.

MANTECORP ARQUIVO: B-QUA4F2 QUADRIDERM. QUADRIDERM valerato de betametasona + sulfato de gentamicina + tolnaftato + clioquinol. BULA PARA O PACIENTE QUADRIDERM valerato de betametasona + sulfato de gentamicina + tolnaftato + clioquinol Creme e Pomada FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES QUADRIDERM é indicado para uso dermatológico.

Leia mais

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo

Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo Vitacid tretinoína CREME 0,05% GEL 0,025% Uso adulto Uso externo FORMAS FARMACÊUTICAS E APRESENTAÇÕES: Gel 0,025% e Creme dermatológico 0,05%. Gel e Creme: bisnaga com 25g. COMPOSIÇÃO: Cada grama de VITACID

Leia mais

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações.

Betacariofileno: é um germicida natural obtido do óleo essencial da Copaifera officinalis, sendo excelente para prevenção de infecções e inflamações. TRIPLE A SYSTEM TRIPLO NO COMBATE CONTRA A ACNE Redução de 30% dos comedões e de 65% da oleosidade Aprovado por mais de 85% dos pacientes TRIPLE A SYSTEM é um sistema triplo no combate à acne, formado

Leia mais

Advantan aceponato de metilprednisolona. Informação importante! Leia com atenção! Forma farmacêutica: loção

Advantan aceponato de metilprednisolona. Informação importante! Leia com atenção! Forma farmacêutica: loção Advantan aceponato de metilprednisolona Informação importante! Leia com atenção! Forma farmacêutica: loção Apresentações: Cartucho contendo bisnaga com 20 g (50 g). Uso Adulto e Pediátrico Composição:

Leia mais

LADOGAL danazol USO ADULTO USO ORAL

LADOGAL danazol USO ADULTO USO ORAL LADOGAL danazol SANOFI-AVENTIS USO ADULTO USO ORAL Forma farmacêutica e de apresentação LADOGAL 100mg - cartucho contendo 50 cápsulas. LADOGAL 200mg - cartucho contendo 30 cápsulas. Composição Cada cápsula

Leia mais

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM

PRURIDO VULVAR DIFÍCIL ABORDAGEM PRURIDO VULVAR DE DE DIFÍCIL DIFÍCIL ABORDAGEM ABORDAGEM Diretora Administrativa da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO) Conselheira do Conselho Regional de Medicina

Leia mais

FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A. Gel 10mg/g

FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A. Gel 10mg/g FOSFATO DE CLINDAMICINA EMS S/A Gel 10mg/g fosfato de clindamicina Medicamento genérico Lei n 9.787 de 1999 APRESENTAÇÕES Gel - Caixa contendo 1 bisnaga de 20g, 25g, 30g ou 45 g USO EXTERNO USO TÓPICO

Leia mais

Clindoxyl Gel clindamicina 10 mg/g + peróxido de benzoíla 50 mg/g

Clindoxyl Gel clindamicina 10 mg/g + peróxido de benzoíla 50 mg/g Clindoxyl Gel clindamicina 10 mg/g + peróxido de benzoíla 50 mg/g Clindoxyl Gel_Bula do Paciente_GDS v1_28/jun/2013 1 Clindoxyl clindamicina + peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES Gel de clindamicina 10

Leia mais

ADEFORTE. palmitato de retinol colecalciferol acetato de racealfatocoferol

ADEFORTE. palmitato de retinol colecalciferol acetato de racealfatocoferol ADEFORTE palmitato de retinol colecalciferol acetato de racealfatocoferol Forma farmacêutica e apresentações Solução oleosa oral. Caixa com 1, 3, 25 e 50 ampolas com 3 ml. Solução oral. Frasco com 15 ml.

Leia mais

PUBERDADE. Fase fisiológica com duração de 2 a 5 anos, durante a qual ocorre a maturação sexual

PUBERDADE. Fase fisiológica com duração de 2 a 5 anos, durante a qual ocorre a maturação sexual Puberdade PUBERDADE Transição entre a infância e a vida adulta Transformações físicas e psíquicas complexas Fase fisiológica com duração de 2 a 5 anos, durante a qual ocorre a maturação sexual Desenvolvimento

Leia mais

Avaliação e tratamento do doente com acne Parte II:

Avaliação e tratamento do doente com acne Parte II: 66 dossier: pele Avaliação e tratamento do doente com acne Parte II: Tratamento tópico, sistémico e cirúrgico, tratamento da acne na grávida, algoritmo terapêutico Américo Figueiredo, 1 António Massa,

Leia mais

Zovirax. aciclovir. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas

Zovirax. aciclovir. Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas Creme aciclovir I) Identificação do medicamento Formas farmacêuticas, vias de administração e apresentações comercializadas Creme é apresentado em bisnagas contendo 10 g, para uso tópico. Composição Cada

Leia mais

Azeloglicina. Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição:

Azeloglicina. Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição: Azeloglicina Inci Name Potassium Azeolaoyl Diglycinate Denominação Científica: Diglicinato de Azeloil Potássio. Descrição: O Ácido Azeláico é um dos ativos mais conhecidos no mundo pela sua eficácia no

Leia mais

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional

Tipos de Diabetes. Diabetes Gestacional Tipos de Diabetes Diabetes Gestacional Na gravidez, duas situações envolvendo o diabetes podem acontecer: a mulher que já tinha diabetes e engravida e o diabetes gestacional. O diabetes gestacional é a

Leia mais

PRODUTOS FARMACÊUTICOS MILLET ROUX LTDA. Suspensão injetável 25 mg de acetato de medroxiprogesterona e 5 mg de cipionato de estradiol

PRODUTOS FARMACÊUTICOS MILLET ROUX LTDA. Suspensão injetável 25 mg de acetato de medroxiprogesterona e 5 mg de cipionato de estradiol PRODUTOS FARMACÊUTICOS MILLET ROUX LTDA. Suspensão injetável 25 mg de acetato de medroxiprogesterona e 5 mg de cipionato de estradiol acetato de medroxiprogesterona e cipionato de estradiol FORMA FARMACÊUTICA

Leia mais

Despigmentantes ou agentes clareadores:

Despigmentantes ou agentes clareadores: Despigmentantes ou agentes clareadores: Na pele os melanócitos estão presentes na camada basal da epiderme,na junção dermoepiderme e são responsáveis pela produção de melanina. Ocorrem numa taxa de aproximadamente

Leia mais

Objetivo geral Descrever a etiologia da acne e suas implicações sociais.

Objetivo geral Descrever a etiologia da acne e suas implicações sociais. 7 1-INTRODUÇÃO A acne vulgar é uma condição inflamatória crônica da unidade polissebácea, muito comum em adolescentes e adultos jovens. Apesar de não haver relatos de casos de mortalidade relacionados

Leia mais

Propecia (finasterida), MSD

Propecia (finasterida), MSD FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES Propecia (finasterida), MSD é apresentado em caixas contendo 30 comprimidos. USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido contém 1 mg de finasterida, MSD, como composto ativo.

Leia mais

ESTÉTICA APERFEIÇOAMENTO EM ACNE E ROSÁCEA

ESTÉTICA APERFEIÇOAMENTO EM ACNE E ROSÁCEA ESTÉTICA APERFEIÇOAMENTO EM ACNE E ROSÁCEA Senac-SP 2007 ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO SENAC NO ESTADO DE SÃO PAULO Gerência de Desenvolvimento Cláudio Luiz de Souza Silva Coordenação Técnica Patrícia Torres

Leia mais

Acneless Tratamento Cosmético da Acne

Acneless Tratamento Cosmético da Acne INCI: Water (and) Salvia officinalis (and)quillaya saponaria (and) Zizyphus joazeiro (and) Alcohol (and) Glycerin (and) Saccharomyces silicon ferment (and) Saccharomyces magnesium ferment (and)saccharomyces

Leia mais

1 ml de Testoviron Depot contém 250 mg de enantato de testosterona (o equivalente a cerca de 180 mg de testosterona) em solução oleosa.

1 ml de Testoviron Depot contém 250 mg de enantato de testosterona (o equivalente a cerca de 180 mg de testosterona) em solução oleosa. Folheto informativo: Informação para o utilizador Testoviron Depot 250 mg/ml solução injetável Enantato de testosterona Leia com atenção todo este folheto antes de começar a utilizar este medicamento pois

Leia mais

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Androcur 10 mg comprimidos Acetato de ciproterona

Folheto informativo: Informação para o utilizador. Androcur 10 mg comprimidos Acetato de ciproterona Folheto informativo: Informação para o utilizador Androcur 10 mg comprimidos Acetato de ciproterona Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento pois contém informação importante

Leia mais

HIRSUTISMO E HIPERANDROGENISMO

HIRSUTISMO E HIPERANDROGENISMO HIRSUTISMO E HIPERANDROGENISMO Prof. Dr. Marcos Felipe Silva de Sá Setor de Reprodução Humana Departamento de Ginecologia e Obstetrícia Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto USP CONCEITO Síndrome HIPERANDROGÊNICA

Leia mais

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol

Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Trinizol -M Tinidazol Nitrato de miconazol Creme vaginal Uso intravaginal APRESENTAÇÃO TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa contendo bisnaga com 80 g de creme e 1 aplicador. TRINIZOL -M CREME VAGINAL: caixa

Leia mais

TETRALYSAL 150 & 300 LIMECICLINA Cápsulas. FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: cápsulas em embalagens com 16 e 28 unidades.

TETRALYSAL 150 & 300 LIMECICLINA Cápsulas. FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: cápsulas em embalagens com 16 e 28 unidades. MODELO DE BULA TETRALYSAL 150 & 300 LIMECICLINA Cápsulas FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES: cápsulas em embalagens com 16 e 28 unidades. USO ADULTO COMPOSIÇÃO Limeciclina (expressa como tetraciclina base)...

Leia mais

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO Disciplina: Microbiia e Parasitia Patrícia de Lima Martins INTRODUÇÃO O que é Microbiota? MICROBIOTA São os microrganismos (bactérias, fungos, vírus e protozoários)

Leia mais

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia.

O sistema esquelético ou sistema ósseo é formado por vários ossos, cujo estudo é chamado de osteologia. SISTEMA ESQUELÉTICO Ossos do corpo humano se juntam por meio das articulações. E são responsáveis por oferecer um apoio para o sistema muscular permitindo ao homem executar vários movimentos. O sistema

Leia mais

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos

TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA. Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos TRATAMENTO ESTÉTICO DA PELE NEGRA Prof. Esp. Maria Goreti de Vasconcelos A etnia confere características herdadas que devem ser valorizadas na indicação de procedimentos e tratamentos e na avaliação de

Leia mais

HORMOSKIN. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g

HORMOSKIN. hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Creme dermatológico. 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g HORMOSKIN hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida GERMED FARMACÊUTICA LTDA. Creme dermatológico 40 mg/g + 0,5 mg/g + 0,1 mg/g HORMOSKIN hidroquinona, tretinoína e fluocinolona acetonida APRESENTAÇÕES

Leia mais

QUAIS SÃO OS TIPOS MAIS COMUNS DE ANABOLIZANTES DO MERCADO?

QUAIS SÃO OS TIPOS MAIS COMUNS DE ANABOLIZANTES DO MERCADO? O QUE SÃO? Os anabolizantes ou esteróides anabólicos são produzidos a partir do hormônio masculino testosterona, potencializando sua função anabólica, responsável pelo desenvolvimento muscular. QUAIS SÃO

Leia mais

BETOGENTA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g

BETOGENTA. Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g BETOGENTA Geolab Indústria Farmacêutica S/A Creme Dermatológico 0,5mg/g + 1mg/g MODELO DE BULA PARA O PACIENTE Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento.

Leia mais

ANDROGEL (testosterona)

ANDROGEL (testosterona) ANDROGEL (testosterona) BESINS HEALTHCARE BRASIL Gel 25 mg e 50 mg ANDROGEL testosterona IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ANDROGEL testosterona APRESENTAÇÕES GEL Caixas com 30 envelopes de 2,5 g contendo 25

Leia mais

Berlison acetato de hidrocortisona. Formas farmacêuticas: pomada e creme. Via de administração: Uso tópico (não oftálmico)

Berlison acetato de hidrocortisona. Formas farmacêuticas: pomada e creme. Via de administração: Uso tópico (não oftálmico) Berlison acetato de hidrocortisona Formas farmacêuticas: pomada e creme Via de administração: Uso tópico (não oftálmico) Apresentações: Pomada: cartucho contendo bisnaga com 15 g e 30 g Creme: cartucho

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

Farlutal acetato de medroxiprogesterona

Farlutal acetato de medroxiprogesterona Farlutal acetato de medroxiprogesterona I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Farlutal Nome genérico: acetato de medroxiprogesterona APRESENTAÇÕES Farlutal 10 mg em embalagens contendo 10 ou

Leia mais

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida

Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda Esta bula é continuamente atualizada. Favor proceder a sua leitura antes de utilizar o medicamento. Anandron nilutamida FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO Comprimidos de

Leia mais

III EGEPUB/COPPE/UFRJ

III EGEPUB/COPPE/UFRJ Luiz Otávio Zahar III EGEPUB/COPPE/UFRJ 27/11/2014 O que é a próstata? A próstata é uma glândula pequena que fica abaixo da bexiga e envolve o tubo (chamado uretra) pelo qual passam a urina e o sêmen.

Leia mais

MODELO DE TEXTO DE BULA

MODELO DE TEXTO DE BULA Organon do MODELO DE TEXTO DE BULA Exluton linestrenol Forma farmacêutica e apresentação Comprimidos. Cartucho com 28 comprimidos. USO ADULTO Composição Cada comprimido contém: linestrenol... 0,5 mg excipientes

Leia mais

Conclusões científicas

Conclusões científicas Anexo II Conclusões científicas e fundamentos para a alteração do Resumo das Características do Medicamento, da Rotulagem e do Folheto Informativo apresentados pela Agência Europeia de Medicamentos 7 Conclusões

Leia mais

Rivastigmina (Port.344/98 -C1)

Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Rivastigmina (Port.344/98 -C1) Alzheimer DCB: 09456 CAS: 129101-54-8 Fórmula molecular: C 14 H 22 N 2 O 2.C 4 H 6 O 6 Nome químico: (S)-N-Ethyl-3-[(1-dimethylamino)ethyl]-N-methylphenylcarbamate hydrogen

Leia mais

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos

Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Propilenoglicol e potencial alergênico em cosméticos Os cuidados com a aparência física e a busca incessante pelo ideal de beleza levam as pessoas a se submeterem aos mais variados tratamentos estéticos

Leia mais

APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g.

APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g. TARFIC tacrolimo monoidratado Pomada dermatológica 0,03% ou 0,1% APRESENTAÇÕES Cada 1 g de pomada contém 0,30 mg ou 1,00 mg de tacrolimo em bisnagas com 10 g ou com 30 g. TARFIC 0,03% - USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Leia mais