TERMO DE REFERÊNCIA 47/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação 6 Local do Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA 47/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação 6 Local do Trabalho"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA 47/2012 Objeto: Realizar proposta de planos de aquisição, bem como estudo técnico comparativo entre os acordos de empréstimo firmados no âmbito do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais com vistas à otimização dos processos. Pesquisas e estudo de parâmetros definidos pelo Banco Mundial para execução do Aids/SUS para elaboração de planos de aquisição. Levantamento e análise das aquisições do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais; Levantamento e análise de contratações de pessoa jurídica realizadas; Realizar Pesquisa em Manuais e Normas correlatas; Participar de reuniões técnicas com as áreas; Levantamento e análise de projetos empréstimo firmados entre o Banco Mundial e o Ministério da Saúde. R$ ,00 (Noventa e oito mil cento e quarenta e dois reais) 1 - Documento técnico contendo proposta de plano de aquisições do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais para o ano de 2012, de acordo com os parâmetros definidos pelo Banco Mundial para execução do Aids/SUS. 2 - Documento técnico contendo estudo comparativo entre os acordos de empréstimo firmados entre o Banco Mundial e o Ministério da Saúde nos projetos Aids I, Aids II, Aids III e Aids SUS. 3 - Documento técnico contendo proposta de conteúdo para a elaboração de termo de referência objetivando a verificação de alcance técnico das metas vinculadas a desembolso no Aids/SUS (IVA). 4 - Documento técnico contendo estudo e proposta de conteúdo sobre aquisições a ser incluído no Manual de Operações do Projeto (MOP) do Aids/SUS. 5 - Documento técnico contendo estudo e proposta para padronização de fluxograma de trabalho para o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais visando a otimização dos processos. 6 - Documento técnico contendo análise críitica das contratações realizadas para apoio à delegação do Brasil na Conferência Internacional de Aids, realizada em julho de 2012, Washington- EUA. 7 - Documento técnico contendo estudo e proposta de conteúdo para o treinamento sob o enfoque das normas de aquisição usadas em projetos de cooperação internacional. 8 - Documento técnico contendo proposta de plano de aquisições do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais para o ano de 2013, de acordo com os parâmetros definidos pelo Banco Mundial para execução do Aids/SUS. Código 047/2012 Consultor em gestão de convênios e contratos. Pós-graduação em Gestão Pública. Experiência de 08 (oito) anos em gestão de convênios e contratos públicos e/ou privados. Conhecimento de regras do Banco Mundial e de organismos internacionais. Conhecimento de processos licitatórios, logística, controle de materiais de consumo e bens permanentes.

2 TERMO DE REFERÊNCIA 48/2012 Objeto: Desenvolvimento de estudo técnico sobre o impacto do Design Emocional bem como proposta de indicadores com vistas ao aperfeiçoamento da gestão dos projetos financiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Elaboração de pesquisa bibliográfica e de referencial teórico; Consulta a banco de dados de projetos do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais; Levantamento e análise de dados referentes a projetos; Desenvolvimento informações e ferramentas gerenciais; Análise do planejamento de acordo com o Plano de Ações e Metas para apoiar estudos e pesquisas. R$ ,00 (Noventa e sete mil e duzentos reais). 1 - Documento técnico contendo estudo do impacto do Design Emocional na recuperação de informações sobre aids na Home Page do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais por usuários sob os efeitos do diagnóstico positivo. 2 - Documento técnico contendo proposta de Plano de Monitoramento dos projetos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 3 - Documento técnico contendo proposta de indicadores gerenciais do Núcleo Operacional de Gerenciamento de Projetos, Convênios, Contratos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 4 - Documento técnico contendo proposta de implementação de Informativo do Núcleo Operacional de Gerenciamento de Projetos, Convênios, Contratos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 5 - Documento técnico contendo análise dos projetos de Pesquisa de Desenvolvimento Tecnológico referentes à Vacina anti-hiv. 6 - Documento técnico contendo análise dos projetos de Pesquisa de Desenvolvimento Tecnológico referente à polução negra. 7 - Documento técnico contendo análise das metas propostas, alcançadas e não alcançadas e da performance do Núcleo Operacional de Gerenciamento de Projetos, Convênios, Contratos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais no primeiro bimestre de Documento técnico contendo proposta da gestão da informação dos projetos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais por meio da ferramenta Business Inteligence. Código 048/2012 Consultor em avaliação de programas e projetos; Nível superior completo nas áreas de ciências humanas, sociais ou saúde. Pós-graduação em Gestão. Experiência de 08 (oito) anos em elaboração ou avaliação de programas e/ou projetos. Conhecimento de políticas públicas e processos de gestão de programas e/ou projetos. Experiência em programas e/ou projetos voltados às saúde pública e/ou às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

3 TERMO DE REFERÊNCIA 49/2012 Objeto: Desenvolvimento de plataforma gerencial de integração da informação para aprimoramento da gestão do Departamento de Vigilância Prevenção e Controle das DST,AIDS e Hepatites Virais. Desenho das Rotinas de Carga (ETL) Definição dos requisitos de negócio Elaboração do modelo dimensional, Desenho físico do modelo dimensional na aplicação analítica, Criação e Implantação dos DashBoards na aplicação analítica. R$ ,00 (Noventa e sete mil e duzentos reais). 1 - Documento técnico contendo estudo para o processo de criação do Sistema de Informações Gerenciais: DW_EVENTOS do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. 2 - Documento técnico contendo elaboração dos Painéis de Bordo (DashBoards) do sistema DW_EVENTOS, utilizando a solução OLAP: Oracle Business Intelligence Enterprise Edition OBIEE. 3 - Documento técnico contendo estudo para o processo de criação do Sistema de Informações Gerenciais: DW_VIGILANCIA do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. 4 - Documento técnico contendo elaboração dos Painéis de Bordo (DashBoards) do sistema DW_VIGILANCIA, utilizando a solução OLAP: Oracle Business Intelligence Enterprise Edition OBIEE. 5 - Documento técnico contendo estudo para o processo de criação do Sistema de Informações Gerenciais: DW_SIMOP do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. 6 - Documento técnico contendo a elaboração dos Painéis de Bordo (DashBoards) do sistema DW_SIMOP, utilizando a solução OLAP: Oracle Business Intelligence Enterprise Edition OBIEE. 7 - Documento técnico contendo estudo para o processo de criação do Sistema de Informações Gerenciais: DW_PV do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. 8 - Documento técnico contendo elaboração dos Painéis de Bordo (DashBoards) do sistema DW_PV, utilizando a solução OLAP: Oracle Business Intelligence Enterprise Edition OBIEE. Código 049/2012 Analista de sistemas; Experiência mínima de 08 (oito) anos em desenvolvimento ou manutenção de sistemas de informação. Requerida experiência em sistemas corporativos. Experiência em implementação de sistema e serviços e SQL.

4 TERMO DE REFERÊNCIA 50/2012 Objeto: Elaborar edições, propostas de roteiros, bem como produção de vídeos de materiais educativos em DST/Aids/HV para o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. Produção e gravação do material audiovisual em DST/HIV/AIDS/HV; Levantamento, análise de transmissões ao vivo; Participação em reuniões técnicas com as áreas do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. Mapeamento de conteúdos das reuniões; Levantamento e armazenagem de conteúdos técnicos. R$ ,00 (Oitenta e um mil quatrocentos e cinco reais) 1 - Documento técnico contendo edição de entrevistas gravadas e editadas adicionada ao sítio do Aids Media Center com o objetivo de ser o disparador da discussão da organização dos teste rápido da gravidez, HIV e Sífilis na Atenção Básica. 2 - Documento técnico contendo roteiro de vídeo para Orientações para execução de projeto de mobilização do Orgulho Gay. 3 - Documento técnico contendo proposta de pré-teste e avaliação para o curso online de prevenção do HIV/aids para empregados dos Correios. 4 - Documento técnico contendo roteiro para edição de vídeo para Orientações para execução do projeto de Defesa dos Direitos Humanos 5 - Documento técnico contendo revisão das edições de 12 vídeos educativos (seminário Brasil/França, Congressos, Consultas e audiências, e Reuniões técnicas) para posterior inclusão no Aids Media Center. 6 - Documento técnico contendo produção de vídeo sobre Adesão dos municípios e Estados na Rede Cegonha no âmbito da implementação dos testes rápidos de HIV, Sífilis e gravidez. 7 - Documento técnico contendo a edição das reuniões técnico-científicas postadas no sítio do Aids Media Center no ano de Documento técnico contendo roteiro e produções internas audiovisuais para o Congresso Brasileiro de Prevenção de DST/Aids/HV de Código 050/2012 Consultor em educação Nível superior completo em ciências humanas, sociais ou da saúde. Experiência mínima de 06 (seis) anos em educação na saúde e desenvolvimento de tecnologias educacionais aplicadas à saúde pública. Conhecimento de metodologias pedagógicas ativas. Experiência em DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

5 TERMO DE REFERÊNCIA 51/2012 Objeto: Elaborar estudo técnico sobre alocação de recursos bem como produção de relatórios analíticos com vistas ao aperfeiçoamento do processo de prestações de contas e produção de informação para tomada de decisão relacionada aos subprojetos financiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. Levantamento e análise de informações financeiras de ações desenvolvidas entre o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais e Instituições Parceiras; Pesquisa bibliográfica acerca de procedimentos contábeis; Elaborar Notas Técnicas e pareceres sobre as prestações de contas encaminhadas pelas Instituições executoras de projetos financiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais; Participar de reuniões técnicas com as áreas do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. R$ ,00 (Setenta e quatro mil duzentos e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo relatório analítico da recuperação de ativos dos subprojetos financiados pelo Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais no primeiro semestre de Documento técnico contendo estudo sobre a alocação dos recursos disponibilizados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais em 2011 para as instituições da região Sul/Sudeste. 3 - Documento técnico contendo proposta de guia para checagem e acompanhamento de processos de analise e tramitação de prestação de contas. 4 - Documento técnico contendo análise financeira dos recursos destinados a projetos de Contratos de Serviço (CSV) realizados em 2011, identificando os recursos financeiros disponibilizados e efetivamente utilizados na execução dos projetos. 5 - Documento técnico contendo análise financeira dos recursos destinados a projetos de Termo de Cooperação (TC) e Contrato de Financiamento de Atividade (CFA) realizados em 2011, identificando os recursos financeiros disponibilizados e efetivamente utilizados na execução dos projetos. 6 - Documento técnico contendo relatório analítico da recuperação de ativos dos subprojetos financiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais no segundo semestre de Documento técnico contendo proposta de padronização da comunicação formal estabelecido com as instituições beneficiárias de recursos financeiros disponibilizados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais. Código 051/2012 Consultor em análise de prestação de contas; Experiência mínima de 04 (quatro) anos na área de prestação contas. Requerida experiência em análise de prestação de contas de projetos financiados com recursos de projetos de cooperação técnica internacional. Conhecimento na área de orçamento e finanças públicas.

6 TERMO DE REFERÊNCIA 52/2012 Objeto: Análise técnica das ações de articulação com a Sociedade Civil e promoção dos Direitos Humanos, relacionadas a epidemia do HIV/Aids e outras DST, desenvolvida pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Análise dos documentos finais das indicações referendadas pelas plenárias dos Encontros Regionais de ONG Aids ERONG e do Encontro Nacional de ONG Aids ENONG; Análise dos documentos finais das indicações referendadas pelas plenárias do Encontro Nacional de Travestis, Transexuais e Transgêneros que atuam na luta contra a Aids ENTLAIDS; Análise da relatoria e encaminhamentos das reuniões estratégicas dos grupos de trabalho responsáveis pelo acompanhamento da implementação do Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia do HIV/Aids e outras DST entre Gays, outros HSH e Travestis; Análise da relatoria e encaminhamentos das reuniões estratégicas mensais do grupo de trabalho ampliado intersetorial responsável pelo acompanhamento da implementação do Plano Integrado de Enfrentamento da Feminização da Epidemia do HIV/Aids e outras DST; Análise da relatoria e encaminhamentos do grupo de trabalho responsável pela definição, confecção e divulgação de campanha estratégica dirigida à população negra e religiões de matriz africana; Análise da relatoria e encaminhamentos das reuniões dos grupos de trabalho governamentais, responsáveis pela indicação de modalidades de financiamento público dirigido a Organizações da Sociedade Civil. R$ ,00 (Setenta e quatro mil duzentos e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo estudo comparativo do resultado da articulação entre gestão e sociedade civil na execução dos Encontros Regionais de ONG Aids ERONG e do Encontro Nacional de ONG Aids ENONG em 2010 e Documento técnico contendo estudo das ações voltadas a Travestis e Transexuais que atuam na luta contra a Aids, implementadas em 2011 como resultado do XVII Encontro Nacional - ENTLAIDS Documento técnico contendo análise da consolidação das agendas afirmativas que integram o Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia do HIV/Aids e outras DST entre Gays, outros HSH e Travestis, no ano de 2011, com foco na interlocução entre gestão e sociedade civil. 4 - Documento técnico contendo análise da consolidação das agendas afirmativas que integram o Plano Integrado de Enfrentamento da Feminização da Epidemia do HIV/Aids e outras DST, no ano de 2011, com foco na interlocução entre gestão e sociedade civil. 5 - Documento técnico contendo análise da interlocução entre gestão federal e sociedade civil no desenvolvimento de campanha estratégica dirigida à população negra e religiões de matriz africana no ano de Documento técnico contendo análise de processo e indicações referentes a modalidades de financiamento público dirigido a Organizações da Sociedade Civil, no ano de Código 052/2012 Consultor em participação comunitária e controle social Experiência de mínima de 04 (anos) em projetos de cooperação local e/ou internacional, advocacy, ativismo e fortalecimento de redes da sociedade civil. Requerido conhecimento em controle social com participação ou representação em espaços de controle social. Requerida experiência em projetos voltados às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

7 TERMO DE REFERÊNCIA 53/2012 Objeto: Estudo técnico por meio de métodos mistos, modelos lógicos e análises de indicadores do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais, para subsidiar os sistemas de monitoramento e avaliação da resposta às DST, Aids e hepatites virais. Revisão de métodos mistos, inclusive triangulação, aplicados ao monitoramento e avaliação; Análise de indicadores epidemiológicos e operacionais à luz dos objetivos e resultados esperados do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais para prevenção e controle desses agravos; Construção de modelos lógicos para objetivos específicos de prevenção da transmissão vertical da hepatite B; Preparação da base de dados de Sistemas de Informações em Saúde; Tabulação e organização de dados de mortalidade e morbidade e cálculo de taxas. R$ ,00 (Setenta e quatro mil duzentos e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo proposta de aplicação da metodologia de triangulação para as Hepatites Virais. 2 - Documento técnico contendo modelo lógico para prevenção da transmissão vertical da Hepatite B. 3 - Documento técnico contendo equiparação das causas de óbito por hepatites virais, neoplasia de fígado e doença hepática crônica considerando a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde em sua 9ª e 10ª revisão. 4 - Documento técnico contendo a descrição da rotina para tabulação de causas de óbito relacionadas às hepatites virais. 5 - Documento técnico contendo análise temporal da mortalidade por Hepatite B no Brasil de 2000 a Documento técnico contendo análise da tendência de mortalidade por cirrose hepática no Brasil de Documento técnico contendo análise dos indicadores que se referem às hepatites virais do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais constantes na Agenda Estratégica da Secretaria de Vigilância em Saúde. Código 053/ Consultor em epidemiologia Experiência mínima de 4 (quatro) anos em vigilância epidemiológica, manuseio de base de dados e de sistemas de informação na área de saúde. Experiência em análise epidemiológica de dados relacionados às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

8 TERMO DE REFERÊNCIA 54/2012 Objeto: Estudo técnico dos processos de aquisição de medicamentos e demais insumos críticos em saúde destinados ao atendimento das demandas Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais, com vistas a melhoria do acesso aos medicamentos pelos usuários do SUS. Levantamento e análise dos processos de aquisição de medicamentos e demais insumos críticos em saúde, inclusive aqueles demandados por ordem judicial; Análise da eficiência e efetividade dos procedimentos licitatórios de aquisição de medicamentos e correlatos, inclusive por meio de demanda judicial; Analise dos dispositivos legais sobre licitações e contratos e orientações jurisprudências do Tribunal de Contas da União - TCU; Verificação das impugnações, pedidos de esclarecimento, recursos, sanções administrativas e pesquisa em legislação, doutrina e jurisprudência; Análise de dados técnicos e operacionais quanto aos impactos econômicos das aquisições no âmbito do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. R$ ,00 (Cinquenta e sete mil, trezentos e quarenta e oito reais). 4 Produtos 1 - Documento técnico contendo análise de caso envolvendo prescrição incompatível com o protocolo clínico para a doença de base e que, apesar da intervenção da Consultoria Jurídica do Ministério da Saúde, a ordem judicial foi cumprida nos termos que se apresentavam. 2 - Documento técnico contendo análise dos fluxos de fornecimento dos medicamentos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais demandados por ordem judicial apresentando sugestões de melhoria para otimização dos procedimentos técnicos envolvidos. 3 - Documento técnico contendo análise das aquisições do medicamento Rosuvastatina, relativas ao tratamento para pacientes portadores de HIV/AIDS, realizadas pelo Ministério da Saúde para atendimento das Decisões Judiciais no ano de 2011, bem como seu impacto econômico no âmbito do Ministério da Saúde. 4 - Documento técnico contendo análise dos processos de aquisição dos medicamentos utilizados na terapêutica contra Hepatite B para atendimento das Demandas Judiciais no ano de 2011, bem como seu impacto econômico no âmbito do Ministério da Saúde. 5 - Documento técnico contendo análise das aquisições do medicamento Maraviroque, relativas ao tratamento para pacientes portadores de HIV/AIDS, realizadas pelo Ministério da Saúde para atendimento das Decisões Judiciais no ano de 2011e seu impacto econômico no âmbito do Ministério da Saúde. 6 - Documento técnico contendo análise comparativa entre processos adquiridos pelo Ministério da Saúde e processos que seguiram o procedimento de compra direta pelo paciente por meio de depósito judicial para medicamentos demandados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais, no ano de Código 054/2012 Farmacêutico Nível superior completo em farmácia. Experiência mínima de 3 (dois) anos em desenvolvimento, produção ou análise de fármacos. Requerida experiência em logística de insumos e medicamentos.

9 TERMO DE REFERÊNCIA 55/2012 Objeto: Elaboração de documentos técnicos com vistas a ampliação das estratégias de diagnóstico e prevenção primária para pessoas que vivem com HIV/AIDS e Hepatites Virais. Levantamento e análise de documentos de referencia para fortalecer a rede publica para insumos estratégicos de prevenção a fim de melhorar a gestão e pactuações; Levantamento e análise do processo de trabalho institucional para a ampliação do acesso ao diagnostico e a prevenção para HIV, DST e Hepatites Virais; Desenvolver analise do fortalecimento da qualificação de Edital de pesquisa para insumos de prevenção; Estudo da implantação do diagnostico rápido na rede de saúde; Analisar estudos e pesquisas que subsidiem a definição de prioridades na formulação de politicas para a redução do HIV, da AIDS e das hepatites virais. R$ ,00 (Cento e treze mil e quatrocentos reais). 1 - Documento técnico contendo estratégia para realização de estudos sócio comportamental para aprimoramento dos programas de prevenção e clínicos das DST, Aids e Hepatites Virais. 2 - Documento técnico contendo análise dos processos de trabalho da área de Risco e Vulnerabilidade do Departamento de Vigilância, Controle e Prevenção das DST, Aids e Hepatites Virais, para melhoria da resposta da referida área. 3 - Documento técnico contendo escopo de projeto para organização das linhas do cuidado de teste rápido na rede básica de saúde para atendimento a Rede Cegonha. 4 - Documento técnico contendo a proposta de projeto para convenio de 2012, anual, com a Fábrica de Preservativos Masculinos Natex (Xapuri). 5 - Documento técnico contendo a proposta de plano de ampliação do acesso à população de insumos estratégicos de prevenção para as DST/HIV/aids. 6 - Documento técnico contendo especificações para qualificação de Edital de Pesquisa de Custo- Efetividade do Uso do Preservativo Masculino na Prevenção das DST/HIV/aids. 7 - Documento técnico contendo o Termo de Referência para qualificação de Edital de Pesquisa de Aceitabilidade e Acessibilidade do Preservativo Feminino para Ações de Prevenção das DST/HIV/aids. 8 - Documento técnico contendo a elaboração do Projeto de Monitoramento de Programa para Avaliação do preservativo masculino de látex de borracha natural adquirido e distribuído para as ações de prevenção das DST/HIV/aids e Hepatites Virais. Código 055/ Consultor em saúde coletiva com foco na prevenção das DST/HIV/aids Nível superior completo nas áreas da saúde, ciências sociais ou humanas. Experiência mínima de 10 (dez) anos em acompanhamento e execução de projetos de prevenção das DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais. Conhecimento em logística de distribuição de insumos estratégicos em saúde. Experiência de gestão na área de risco e vulnerabilidade.

10 TERMO DE REFERÊNCIA 56/2012 Objeto: Avaliação das ações desenvolvidas no âmbito do Ministério da Saúde, Organizações não Governamentais e Coordenações Estaduais de DST, Aids no enfretamento a Feminização das DST, HIV e Aids. Participar de reuniões técnicas com o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e HV e Coordenações Estaduais de DST/Aids para sistematizar e avaliar as ações referentes a implementação do Plano Integrado de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids; Participar de reuniões técnicas com o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e HV e área técnica da saúde da mulher e Secretária de Política para as Mulheres para sistematizar e avaliar as ações referentes a implementação dos 27 Planos Estaduais de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids, bem como para sistematizar as vídeo conferências realizadas com as 27 UF sobre as agendas afirmativas dos Planos Estaduais de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids; Participar de reuniões com técnicos do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST/HIV/Aids e HV e com representações do movimento de mulheres lésbicas para a construção de materiais específicos para a prevenção das DST/HIV/Aids entre mulheres lésbicas e mulheres que fazem sexo com mulheres. Participar de reuniões técnicas com o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e HV e representações da área técnica da saúde da mulher, para realizar avaliação das atividades no âmbito das agendas afirmativas de representações de mulheres vivendo com HIV/Aids; Pesquisa bibliográfica sobre a temática prevenção das DST/HIV/Aids para mulheres jovens e adultas; Levantamento e análise das ações e projetos estratégicos de prevenção de ONG s que atuam junto a mulheres com HIV/Aids e profissionais do sexo; R$ ,00 (Oitenta e dois mil, trezentos e mil e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo relatório de avaliação final das ações referentes a implementação do Plano Integrado de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids no âmbito do Ministério da Saúde. 2 - Documento técnico contendo avaliação das ações referentes a implementação dos 27 Planos Estaduais de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids no período de 2007 a Documento técnico contendo resultado da sistematização de vídeos conferências realizadas com as 27 Unidades da Federação sobre as agendas afirmativas dos Planos Estaduais de Enfrentamento a Feminização das DST/HIV/Aids. 4 - Documento técnico contendo proposta de material informativo, voltado para gestores e profissionais de saúde, sobre prevenção das DST/HIV/Aids entre mulheres lésbicas e mulheres que fazem sexo com mulheres. 5 -Documento técnico contendo avaliação das atividades desenvolvidas pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e HV, no âmbito das agendas afirmativas do Plano de Enfrentamento da Feminização das DST/Aids, de mulheres vivendo com HIV/Aids. 6 - Documento técnico contendo proposta de conteúdo sobre direitos humanos, direitos sexuais e reprodutivos, prevenção das DST/HIV/Aids para cartilha informativa voltada a mulheres jovens e adultas, que recebem auxílio por meio do programa do governo federal - Bolsa Família, contendo informações sobre prevenção das DST/HIV/Aids. 7 - Documento técnico contendo avaliação do Projeto coordenado pela Organização Não Governamental Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS, em parceria com o Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, AIDS e Hepatites Virais: Análise do contexto da prostituição em relação à direitos humanos, trabalho, cultura e saúde em cidades brasileiras. 8 - Documento técnico contendo avaliação do Projeto Rede Posithiva das ações estratégicas para promover a participação de mulheres vivendo com HIV/Aids em ações de prevenção positiva. Código 056/2012 Consultor em saúde sexual e reprodutiva Experiência mínima de 06 (seis) anos em projetos de saúde sexual ou em saúde reprodutiva. Conhecimento em elaboração de projetos em saúde reprodutiva. Experiência em formulação de políticas de prevenção voltadas às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

11

12 TERMO DE REFERÊNCIA 57/2012 Objeto: Análise técnica do condicionamento de insumos, correlatos e medicamentos do almoxarifado do Ministério da Saúde e fluxo logístico de medicamentos antirretrovirais para os Estados. Realizar a verificação, in loco, da disposição das embalagens e caixas dispostos nos pallets; Consulta de dados no SISMAT (Sistema de Materiais do Ministério da Saúde); Pesquisa bibliográfica das resoluções 306/2004 da ANVISA e 358/2005 do CONAMA; Verificação de espaços físicos do armazém do Ministério da Saúde; Analisar a relação entre peso e volume; dimensões da carga; grau de fragilidade e perecibilidade dos produtos; compatibilidade entre as cargas; Verificação do layout do armazém do Ministério da Saúde; Consulta de dados e documentos físicos de entrada e saída de medicamentos e insumos estratégicos de saúde; Analise do fluxo do transporte utilizado pelo Ministério da Saúde; Levantamento estatístico a quanto saídas de medicamentos para as regiões Sudeste e Centro Oeste e do fluxo logístico através da base de dados do SISMAT e dos relatórios de entrada e saída emitidos. R$ ,00 (Setenta e três mil, duzentos e setenta e oito reais). 1 -Documento técnico contendo análise do recebimento, acondicionamento e distribuição de medicamentos antirretrovirais contemplando os requisitos técnicos mínimos previstos pelo Procedimento Operacional Padrão POP definido para o Serviço de Armazenagem e Distribuição do Ministério da Saúde. 2 -Documento técnico contendo análise de estudos das atuais condições do sistema logístico de medicamentos dentro das instalações do almoxarifado do Ministério da Saúde, com proposta para melhoria da estrutura física. 3 - Documento técnico contendo propostas de otimização do procedimento logístico de distribuição de medicamentos e outros insumos, com enfoque central no controle de estoques dos medicamentos antirretrovirais armazenados no almoxarifado do Ministério da Saúde. 4 - Documento técnico contendo análise dos aspectos sanitários das atuais dependências do almoxarifado do Serviço de Armazenagem e Distribuição de Medicamentos, apresentando propostas de adequações e melhorias. 5 -Documento técnico contendo análise da legislação sanitária geral aplicada à cadeia logística farmacêutica, com foco nas atividades principais do âmbito do armazenamento, terceirização de armazenagem (logística indoor), distribuição de medicamentos e outros insumos pelo almoxarifado do Ministério da Saúde. 6 - Documento técnico contendo proposta de viabilidade para implementação de plano de logística reversa que defina a destinação de medicamentos antirretrovirais em desuso no almoxarifado do Ministério da Saúde. Código 057/2012 Farmacêutico Nível superior completo em farmácia. Experiência mínima de 04 (quatro) anos em desenvolvimento, produção ou análise de fármacos. Requerida experiência em logística de insumos e medicamentos.

13 TERMO DE REFERÊNCIA 58/2012 Objeto: Elaboração de conteúdo para manuais e capacitações, bem como monitoramento de ações voltadas a implantação dos testes rápidos de sífilis e HIV na atenção básica. Análise bibliográfica das temáticas voltadas às Doenças sexualmente transmissíveis; Análise de guidelines nacionais e internacionais do HIV, sífilis; Análise de artigos científicos nacionais e internacionais para subsidiar elaboração dos produtos; Reunião com grupo de trabalho para discussão e planejamento de material pedagógico das capacitações dos testes rápidos; Reuniões com técnicos do Ministério da Saúde para análise de materiais de referência sobre testes rápidos de HIV, sífilis e gravidez; Participação em videoconferências com estados para discussões da implantação e monitoramento dos testes rápidos de HIV, sífilis no âmbito da Rede Cegonha. R$ ,00 (Oitenta e dois mil, trezentos e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo proposta de conteúdo para compor Manual do Teste Rápido de sífilis para implantação na Atenção Básica. 2 - Documento técnico contendo proposta de conteúdo para compor Manual do Teste Rápido de HIV para implantação na Atenção Básica. 3 - Documento técnico contendo proposta de Projeto de videoconferências para articulação da implantação dos Testes Rápidos de sífilis e HIV na Atenção Básica no âmbito da Rede Cegonha com os estados confederados. 4 - Documento técnico contendo conteúdo pedagógico para capacitações de implantação dos testes rápidos de sífilis, HIV e gravidez no âmbito da Rede Cegonha. 5 - Documento técnico contendo análise referente às ações dos testes HIV, sífilis e hepatites virais em três Planos de Ações e Metas PAM, enviados pelos estados em Documento técnico contendo proposta do monitoramento de ações resultantes das três videoconferências com os estados acerca da implantação de Testes rápidos de sífilis e HIV na Atenção Básica. 7 - Documento técnico contendo proposta de elaboração do Espaço Gestor no Fique Sabendo em Congressos científicos. 8 - Documento técnico contendo proposta de revisão técnica dos materiais informativos e educativos do Fique Sabendo. Código 058/2012 Consultor em saúde pública Nível superior completo na área da saúde, ciências humanas ou sociais. Pós-graduação na área de saúde. Experiência mínima de 06 (seis) anos em saúde pública ou em serviços públicos de atenção à saúde em DST, Aids e Hepatites Virais. Conhecimentos em planejamento de políticas públicas de saúde e legislação do Sistema Único de Saúde.

14 TERMO DE REFERÊNCIA 59/2012 Objeto: Estudo técnico das ações promovidas pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais junto as Organizações da Sociedade Civil (OSC) e movimentos sociais para defesa do protagonismo e dos direitos humanos das pessoas com DST/HIV/Aids e Hepatites Virais. Levantamento de necessidades e demandas de participação social dos portadores de hepatites virais; Levantamento e análise das ações e projetos de prevenção às DST, Aids e hepatites virais; Análise dos resultados das discussões das Organizações da Sociedade Civil junto ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e hepatites virais (CAMS e CNAIDS); Levantamento e análise das ações realizadas por Organizações da Sociedade Civil nas cinco regiões do país. R$ ,00 (Noventa e sete mil e duzentos reais). 1 - Documento técnico contendo análise dos resultados e propostas apresentados durante o IV Encontro Regional de Organizações Não Governamentais (ONG) de Hepatites Virais das regiões Norte e Nordeste, realizado em Documento técnico contendo análise dos resultados e propostas apresentados durante o IV Encontro Regional de Organizações Não Governamentais (ONG) de Hepatites Virais da região Sul, realizado em Documento técnico contendo análise e parecer das ações realizadas por Organizações da Sociedade Civil, no ano de 2011, da Região Sul do Brasil e que desenvolvem projetos de prevenção ao enfrentamento às hepatites virais apoiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e hepatites virais. 4 - Documento técnico contendo análise das ações realizadas por Organizações da Sociedade Civil, no ano de 2011, da Região Sudeste do Brasil que desenvolvem projetos de prevenção ao enfrentamento às hepatites virais apoiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e hepatites virais. 5 - Documento técnico contendo análise das ações realizadas por Organizações da Sociedade Civil, no ano de 2011, da Região Nordeste do Brasil que desenvolvem projetos de prevenção ao enfrentamento às hepatites virais apoiados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e hepatites virais. 6 - Documento técnico contendo análise dos resultados e da participação do movimento de hepatites virais na Comissão de Articulação com Movimentos Sociais (CAMS) e Comissão Nacional de DST/Aids e Hepatites Virais (CNAIDS), no ano de Documento técnico contendo análise da participação da sociedade civil organizada no II Congresso Brasileiro de Prevenção das Hepatites Virais a ser realizado em agosto de Documento técnico contendo análise e parecer do X Encontro Nacional de Organizações da Sociedade Civil que desenvolvem ações no enfrentamento às hepatites virais, a ser realizado em Código 059/ Consultor em avaliação de programas e projetos sociais Nível superior completo nas áreas de saúde, ciências humanas ou sociais. Pós-graduação na área da saúde. Experiência de 08 (oito) anos em elaboração ou avaliação de programas e/ou projetos sociais. Conhecimento de políticas públicas e processos de gestão de programas e/ou projetos sociais. Experiência em programas e/ou projetos sociais voltados à saúde pública e/ou às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

15 TERMO DE REFERÊNCIA 60/2012 Objeto: Desenvolvimento de ações de vigilância epidemiológica de HIV/AIDS, sífilis na gestação e congênita, hepatites virais e, fatores comportamentais associados ao risco de infecções. Preparação da base de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação SINAN, acrescidos dos dados registrados no Sistema de Informação de Exames Laboratoriais SISCEL e Sistema de Informações sobre Mortalidade SIM fundamentado na técnica de relacionamento probabilístico com o objetivo de fornecer dados para caracterizar o perfil de morbidade. Reunião técnica com técnicos de epidemiologia das Doenças Sexualmente Transmissíveis DST e AIDS dos países partes do MERCOSUL Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela para estabelecimento dos indicadores morbimortalidade. Reunião técnica com o Ministério da Saúde e o Ministério da Defesa com o objetivo de integrar ações para conhecer e prevenir a infecção pelo HIV e outras infecções sexualmente transmissíveis na população de conscritos do Exército do Brasil. Preparação da base de dados do Sistema de Controle Logístico de Medicamentos SICLOM, validação das informações contidas no Sistema de Controle de Exames Laboratoriais - SISCEL, quando do relacionamento desse com o Sistema de Informação de Mortalidade SIM. Tabulação dos dados epidemiológicos de incidência e mortalidade e cálculo das taxas utilizando os denominadores populacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, que estabelecem o contexto demográfico em que ocorre a epidemia de AIDS no Brasil. Confecção de gráficos e tabelas com as taxas de incidência e mortalidade segundo variáveis selecionadas. Elaboração de análises descritivas das séries temporais específicas das taxas de incidência e mortalidade por AIDS. R$ ,00 (Noventa e dois mil, seiscentos e dez reais). 1 - Documento técnico contendo análise epidemiológica da transmissão vertical do HIV no Brasil. 2 - Documento técnico contendo proposta de boletim epidemiológico de HIV/AIDS dos países partes do Mercado Comum do Sul MERCOSUL, Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. 3 - Documento técnico contendo proposta de estudo com Conscritos das Forças Armadas para estimativa de prevalência da sífilis, do HIV, das hepatites B e C e fatores comportamentais associados. 4 - Documento técnico contendo análise epidemiológica de HIV/AIDS dos estados das Regiões Norte - Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins - e Centro-Oeste - Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal - do Brasil, com relação a incidência de casos, faixa etária, raça/cor, categoria de exposição e mortalidade. 5 - Documento técnico contendo análise epidemiológica de HIV/AIDS nos estados da Região Nordeste - Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe - do Brasil, com relação a incidência de casos, faixa etária, raça/cor, categoria de exposição e mortalidade. 6 - Documento técnico contendo análise epidemiológica de HIV/AIDS nos estados das Regiões Sudeste - São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro - e Sul - Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina - do Brasil, com relação a incidência de casos, faixa etária, raça/cor, categoria de exposição e mortalidade. 7 - Documento técnico contendo análise do cenário epidemiológico de HIV/AIDS no Brasil de 1980 a 2011, com vistas à definição de políticas públicas. 8 - Documento técnico contendo análise epidemiológica da prevalência de HIV e sífilis em parturientes do Brasil, Código 60/ Consultor em epidemiologia Experiência mínima de 5 (cinco) anos em vigilância epidemiológica, manuseio de base de dados e de sistemas de informação na área de saúde. Experiência em análise epidemiológica de dados relacionados às DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

16 TERMO DE REFERÊNCIA 61/2012 Objeto: Planejamento e implementação de projetos educativos na modalidade a distância a serem realizados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Fazer levantamento de ferramentas ou recursos tecnológicos que poderão contribuir para os processos educativos e de gestão do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais; Efetuar pesquisa na internet sobre propostas ou ofertas de cursos a distância sobre DST e aids e hepatites virais; Levantamento e análise dos documentos e ações norteadoras sobre as estratégias de educação e promoção da saúde; Avaliar pertinência na inclusão de temáticas sugeridas à proposta da Universidade Aberta do SUS. R$ ,00 (Noventa e sete mil e duzentos reais). 1 - Documento técnico contendo proposta para elaboração de projeto pedagógico para cursos na modalidade a distância a serem ofertados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 2 - Documento técnico contendo atualização do Documento de Diretrizes do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais para educação a distância. 3 - Documento técnico contendo proposta para utilização de tecnologia da informação e comunicação nos processos educativos e de gestão do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 4 - Documento técnico contendo mapeamento de cursos nas temáticas de DST e/ou aids ofertados por instituições públicas na modalidade a distância. 5 - Documento técnico contendo mapeamento de conteúdos de DST/Aids a serem integrados ao projeto da Universidade Aberta do SUS UNASUS. 6 - Documento técnico contendo proposta para elaboração de conteúdos de cursos a distância a serem ofertados pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 7 - Documento técnico contendo proposta pedagógica para o curso Saúde e Prevenção nas Escolas. 8 - Documento técnico contendo revisão de conteúdo do curso Aconselhamento em DST/Aids. Código 61/2012 Consultor em educação a distância Pós-graduação em educação a distância. Experiência mínima de 8 (oito) anos em educação a distância. Conhecimento em elaboração, execução e acompanhamento de projetos de educação a distância; conhecimento de tecnologias da informação e comunicação para atividades educativas mediadas por tecnologia; noções de transposição de conteúdos de cursos presenciais para cursos a distância. Experiência em DST/HIV/aids e/ou Hepatites Virais.

17 TERMO DE REFERÊNCIA 62/2012 Objeto: Planejamento e desenvolvimento de ações para melhoria da informação do Portal Aids/HV e sites promocionais do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Análise da linguagem e produção dos textos produzidos pelo Departamento Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais; Pesquisa, análise, moderação e inserção de novos conteúdos no Portal Aids, como eventos e comentários, feitos por usuários externos; Estudos e proposta de aperfeiçoamento da atual estrutura do Portal, de modo a melhorar as condições de acesso à informação, no que diz respeito à clareza, acessibilidade e usabilidade; Estudos e produção de conteúdo para o desenvolvimento de novos sites promocionais específicos para campanhas e eventos. R$ ,00 (Setenta e oito mil e trezentos reais). 1 - Documento técnico contendo proposta de aprimoramento das informações divulgadas no hotsite Fique Sabendo. 2 - Documento técnico contendo análise de relatório com o gerenciamento de atualização de informação no Portal Aids/HV no período de março de 2012 a junho de Documento técnico contendo classificação das publicações divulgadas para implementação no Portal Aids/HV. 4 - Documento técnico contendo análise da legislação nacional referente a HIV/aids, hepatites virais e outras doenças sexualmente transmissíveis publicadas no Diário Oficial dos anos 2011 e 2012, para inserção no Portal Aids/HV. 5 - Documento técnico contendo proposta de disposição do conteúdo em destaque nas páginas principais das seções Aids, DST, Hepatites Virais, Previna-se, Gestores, Organizações da Sociedade Civil, Legislação e Publicações do Portal Aids/HV. 6 - Documento técnico contendo proposta de atualização dos textos e da estrutura de conteúdo do hotsite Vidas em Crônica. Código 62/2012 Consultor em Comunicação Social Experiência mínima de 5 (cinco) anos em jornalismo, publicidade, cinema, fotografia ou rádio e TV. Experiência em análise de materiais de informação, comunicação e educação. Experiência no trabalho com organizações governamentais (OG) ou organizações não-governamentais (ONG).

18 TERMO DE REFERÊNCIA 63/2012 Objeto: Elaboração de especificações técnicas para insumos de hepatites virais bem como análise de ações realizadas para esse agravo, com intuito de subsidiar ações do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Participação em reunião; Análise de documentação; Pesquisa bibliográgica. R$ ,00 (Oitenta e nove mil e cem reais). 1 - Documento técnico contendo elaboração de especificações técnicas para compor o termo de referência para quantificação da carga viral do vírus da hepatite B- HBV pelo Ministério da Saúde. 2 - Documento técnico contendo elaboração de especificações técnicas para compor o termo de referência para aquisição de testes para o diagnóstico sorológico das hepatites B e C testes automatizados, pelo Ministério da Saúde. 3 - Documento técnico contendo elaboração de especificações técnicas para compor o termo de referência para aquisição de testes para a quantificação da carga viral do vírus da hepatite C -HCV pelo Ministério da Saúde. 4 - Documento técnico contendo elaboração de especificações técnicas para compor o termo de referência para aquisição de testes para a genotipagem do vírus da hepatite C -HCV pelo Ministério da Saúde. 5 - Documento técnico contendo elaboração de especificações técnicas para compor o termo de referência para aquisição de testes para o diagnóstico sorológicos da hepatite A,B,C e D pelo Ministério da Saúde. 6 - Documento técnico contendo análise técnica da utilização dos equipamentos necessários à realização da quantificação da carga viral do vírus da hepatite B, nos laboratórios descritos no Anexo I-A do Termo de referência referente ao processo nº / Documento técnico contendo análise técnica da utilização dos equipamentos automatizados necessários à realização de testes sorológicos para o diagnóstico das hepatites B e C nos laboratórios descritos no Anexo I-A do Termo de referência referente ao processo nº / Documento técnico contendo análise técnica da utilização dos equipamentos (Lavadora e leitora) necessários à realização de testes sorológicos para o diagnóstico das hepatites A, B, C e D nos laboratórios descritos no Anexo I-A do Termo de referência referente ao processo nº / Código 63/2012 Farmacêutico Nível superior completo em farmácia. Pós-graduação na área da saúde Experiência mínima de 6 (seis) anos em desenvolvimento, produção ou análise de fármacos. Requerida experiência em logística de insumos e medicamentos.

19 TERMO DE REFERÊNCIA 64/2012 Objeto: Desenvolvimento de ações para aprimoramento do portal DST/Aids e de sites promocionais do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Realizar estudos sobre as necessidades e as adequações para os sites em questão; Desenvolver pesquisas de imagens e design adequados à proposta dos sites; Levantar aspectos importantes a serem contemplados no site, no que diz respeito às informações técnicas de prevenção, assistência e outros assuntos relacionados a HIV/DST/aids; Participar de reuniões junto às Unidades Técnicas e à Diretoria com o intuito de levantar e definir as informações a serem contempladas nos sites; Incluir novas seções, subseções e conteúdo conforme levantamento das necessidades das Unidades Técnicas e Assessorias; Elaborar proposta de projeto para descentralização da inclusão dos conteúdos para as Unidades Técnicas; Prestar apoio às Unidades Técnicas com relação à inclusão de conteúdo nas seções da homepage; Prestar apoio ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais com relação à criação de hotsites, fóruns e questionários. R$ ,00 (Oitenta e hum mil reais). 1 - Documento técnico contendo arquitetura de informação, design e desenvolvimento de website para a iniciativa Fórum Virtual de Coordenadores. 2 - Documento técnico contendo arquitetura de informação e design de website para o Congresso de Prevenção Documento técnico contendo proposta de guia para migração do Sistema Gerenciador do Conteúdo Drupal para servidor web em Linux. 4 - Documento técnico contendo proposta design para adequação da nova proposta do website para a iniciativa Vidas em Crônica. 5 - Documento técnico contendo desenvolvimento e design de website para Intranet do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 6 - Documento técnico contendo análise das alterações realizadas na estrutura do portal DST/Aids no ano Código 64/2012 Programador Web Experiência mínima de 6 (seis) anos em programação para Internet (Web). Domínio em programação com ASP, PHP, Access, Java Script; conhecimento de SQL e noções de web designer. Requerido conhecimento em HTML, dream weaver, fire works, flash, photo shop, corel draw, ilustrator, java (JSPs), visual interdev 6, visual basic 6, Vbscript, Jscript, plataforma Windows NT/2000, IIS 4/IIS5.

20 TERMO DE REFERÊNCIA 65/2012 Objeto: Avaliar o cenário existente de coleta, do manuseio e da disseminação das informações em saúde para o planejamento e a implementação da Política de Informação em Saúde do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Avaliação do cenário existente de coleta, do manuseio e da disseminação das informações em saúde no ambiente institucional do órgão. Redação das diretrizes, das normas e dos procedimentos para a coleta, o manuseio e a disseminação de informações em saúde inseridas na Política de Informação em Saúde do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Criação e implementação de mecânicas e ferramentas para a coleta, o manuseio e a disseminação de informações em saúde institucionais ou referentes a parceiros estratégicos a fim de disponibilizá-las entre os colaboradores, as coordenações estaduais, distrital ou municipais de saúde e as organizações da sociedade civil. Levantamento e análise dos procedimentos padrões em informação em saúde para a avaliação da adesão dos colaboradores à Política e a indicação de possíveis readequações. R$ ,00 (Setenta e quatro mil, duzentos e cinquenta reais). 1 - Documento técnico contendo proposta de Diretrizes Gerais da Informação em Saúde voltadas ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 2 Documento técnico contendo proposta de Norma para Coleta das Informações em Saúde voltada ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 3 - Documento técnico contendo proposta de Norma para Classificação das Informações em Saúde voltada ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 4 - Documento técnico contendo proposta de Norma para Manuseio das Informações em Saúde voltada ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 5 - Documento técnico contendo proposta de Norma para Arquivamento das Informações em Saúde voltada ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 6 - Documento técnico contendo proposta de Norma para Disseminação das Informações em Saúde voltada ao Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 7 - Documento técnico contendo proposta de Formulário Eletrônico para Avaliação da Informação em Saúde custodiadas pelo Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. 8 - Documento técnico contendo proposta de arquitetura da informação para disseminação de Informações em Saúde no SharePoint do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais. Código 65/2012 Consultor em Comunicação Social Experiência mínima de 4 (quatro) anos em jornalismo, publicidade, cinema, fotografia ou rádio e TV. Experiência em análise de materiais de informação, comunicação e educação. Experiência no trabalho com organizações governamentais (OG) ou organizações não governamentais (ONG).

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 17/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 17/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006 PLANILHA DE EDITAL 17/12 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA//006 PROJETO BRA//006 Código 147/12 Consultor em análise de prestação de contas Experiência mínima de 4 (quatro) anos na

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade. Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 19/2014 Publicação de perfil(is) para contratação de profissional(is) na(s) área(s), cuja(s) vaga(s) está(ão) disponível (is) na página da

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 197/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação

TERMO DE REFERÊNCIA 197/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação TERMO DE REFERÊNCIA 197/2012 Objeto: Desenvolvimento de roteiros para produtos audiovisuais e impressos, gravação e apresentação de conteúdos audiovisuais voltados aos temas DST, aids e hepatites virais

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA 212/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação

TERMO DE REFERÊNCIA 212/2012 Objeto: 1 Atividades 2 Prazo para Execução do Contrato 3 Valor do Contrato 4 Produtos 5 Qualificação TERMO DE REFERÊNCIA 212/2012 Objeto: Análise técnica da logística realizada para distribuição, bem como cobertura de insumos, correlatos e medicamentos pelo Ministério da Saúde para os estados. Avaliação

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 03/2015 1. Perfil: 044/2014 - Consultor em gestão de processos de negócio 3. Qualificação educacional: Nível superior completo em qualquer

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO BRA/K57

Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO BRA/K57 Contrata 1. Perfil: Contratação na modalidade produto de 01 (um) profissional objetivando implementação de sistemas de informação do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO DE JANEIRO Objetivo 1 - Apresentar e difundir o Plano Enfrentamento do HIV/Aids e outras DST junto à

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 10/2015 1. Perfil: Código: 20/ 2015 - Consultor em epidemiologia 3. Qualificação educacional: Nível superior completo na área da saúde. Pós-graduação

Leia mais

HIV/aids no Brasil - 2012

HIV/aids no Brasil - 2012 HIV/aids no Brasil - 2012 Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Novembro de 2012 HIV Dados gerais Prevalência do HIV maior entre homens (15

Leia mais

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS

OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS OFICINA DE ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE GAYS, HSH E TRAVESTIS METAS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS 1 Estimular 80% da população de gays, HSH e travestis do

Leia mais

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 15/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 15/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006 PLANILHA DE EDITAL /12 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA//006 PROJETO BRA//006 Código 4/12 Analista de sistemas Experiência mínima de 7 (sete) anos em desenvolvimento ou manutenção

Leia mais

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1

Resumo do Perfil epidemiológico por regiões. HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 SAÚDE 1 Resumo do Perfil epidemiológico por regiões HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 Resumo do perfil epidemiológico por regiões SAÚDE 1 HIV e Aids no Município de São Paulo 2014 APRESENTAçÃO Hoje, no

Leia mais

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 18/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 18/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006 PLANILHA DE EDITAL 18/12 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA//006 PROJETO BRA//006 Código 172/12 Consultor em saúde pública Nível superior completo na área da saúde, ciências humanas

Leia mais

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis.

Objetivo 2 Ampliar e qualificar o acesso integral e universal à prevenção das DST/HIV/aids para Gays, outros HSH e Travestis. Histórico 1º semestre de 2008 Elaboração do Plano Nacional de Enfrentamento da Epidemia de Aids e das DST entre gays, hsh e travestis Agos/08 Oficina Macro Sudeste para apresentação do Plano Nacional Set/08

Leia mais

Incentivo às Ações de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais

Incentivo às Ações de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais Incentivo às Ações de Vigilância, Prevenção e Controle das DST, Aids e Hepatites Virais Departamento DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde www.aids.gov.br Maio/2014

Leia mais

Informes dos Membros da CNAIDS

Informes dos Membros da CNAIDS Informes dos Membros da CNAIDS 119ª Reunião da Comissão Nacional de DST, AIDS e Hepatites Virais Local: Brasília-DF Data: 26 de agosto de 2014 Capacitações Regionais do Projeto Advocacy em Saúde (PAS)

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade

Contrata Consultor na modalidade Contrata Consultor na modalidade PROJETO 914/BRZ/1138 EDITAL Nº 04/2013 1. Perfil: Código 031/2013 Analista de redes. 4. Experiência profissional: Experiência mínima de 06 (seis) anos na área de redes.

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PARÁ Objetivo 1 - Garantir ações de enfrentamento do HIV/DST/aids para gays, outros HSH e travestis, do ponto

Leia mais

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais.

3.1 Planejar, organizar logística e tecnicamente das Oficinas temáticas de formação da Agentes de Prevenção e seus parceiros locais. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 10/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009

PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 COORDENADORIA DE PROMOÇÃO E PROTEÇÃO À SAÚDE - COPROM NÚCLEO DE PREVENÇÃO E CONTROLE DE DOENÇAS NUPREV PLANO INTEGRADO DE ENFRENTAMENTOÀ FEMINIZAÇÃO DA AIDS NO CEARÁ - 2009 Responsáveis pela elaboração:

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura SISTEMA NACIONAL DE CULTURA Processo de articulação, gestão, comunicação e de promoção conjunta de políticas públicas de cultura, mediante a pactuação federativa. Objetivo Geral do SNC Implementar políticas

Leia mais

PORTARIA Nº 1.824/GM, em 02 de setembro de 2004.

PORTARIA Nº 1.824/GM, em 02 de setembro de 2004. PORTARIA Nº 1.824/GM, em 02 de setembro de 2004. Dispõe sobre as normas relativas aos recursos adicionais destinados a estados, ao Distrito Federal e a municípios, qualificados para o recebimento de incentivo

Leia mais

A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO

A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO A RESPOSTA DA EPIDEMIA DE AIDS EM PARCERIA COM O MUNDO DO TRABALHO Histórico da Parceria com o Setor Privado Década de 1990 -AIDS SUS Local de Trabalho Necessidade de combinar esforços públicos e privados

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS PERNAMBUCO OBJETIVO GERAL DO PLANO ESTADUAL Enfrentar a epidemia do HIV/aids e das DST entre gays, outros HSH

Leia mais

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 16/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006

PLANILHA DE AVALIAÇÃO CURRICULAR EDITAL 16/2012 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA/10/006 PLANILHA DE EDITAL 16/12 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PNUD - BRA//006 PROJETO BRA//006 Código 122/12 Consultor em arte de projetos gráficos e diagramação Experiência mínima de 6 (seis) anos

Leia mais

Hepatites virais no Brasil: situação, ações e agenda

Hepatites virais no Brasil: situação, ações e agenda Hepatites virais no Brasil: situação, ações e agenda Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde I. Apresentação II. Contexto epidemiológico III.

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE-SPAIS Goiânia Agosto/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE - SPAIS 6. GERÊNCIA DE

Leia mais

Termos de Referência Projeto BRA5U201

Termos de Referência Projeto BRA5U201 Plano Integrado de enfrentamento à epidemia Projeto: BRA5U201 Fortalecimento das capacidades nacionais para a promoção e atenção à saúde sexual e reprodutiva e redução da morbi-mortalidade materna Produto

Leia mais

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades

de Gays, HSHe Travestis, criado em março de 2008, pelo Governo Federal. Considerando que o plano traça diretrizes de combate às vulnerabilidades GOVERNO DAPARAIBA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COMISSÃO INTERGESTORES BIPARTITE Resolução n Q 174/11 João Pessoa, 14 de outubro de 2011 o Presidente da Comissão Intergestores Bipartite no uso de suas

Leia mais

INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS

INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS NOTA TÉCNICA 32/2011 INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS POR CASAS DE APOIO PARA PESSOAS VIVENDO COM HIV/AIDS Brasília, 18 de agosto de 2011. INCENTIVO PARA O FINANCIAMENTO DAS AÇÕES

Leia mais

Fórum Paranaense de ONG AIDS.

Fórum Paranaense de ONG AIDS. RELATÓRIA TRABALHO DE SUBTEMAS XVII ERONG PR SUL 2013 REGIÃO SUL CURITIBA. ERONG PR SUL 2013 Cidade: CURITIBA UF: PARANÁ Pessoa/s de contato:amauri Instituição/es: Fórum Paranaense de ONG AIDS, Ferreira

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST. ano VIII nº 01

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST. ano VIII nº 01 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST ano VIII nº 01 27ª a 52ª semanas epidemiológicas - julho a dezembro de 2010 01ª a 26ª semanas epidemiológicas - janeiro a junho de 2011 2012. Ministério

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Hanseníase no Brasil DADOS E INDICADORES SELECIONADOS

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Hanseníase no Brasil DADOS E INDICADORES SELECIONADOS MINISTÉRIO DA SAÚDE Hanseníase no Brasil DADOS E INDICADORES SELECIONADOS Brasília DF 2009 MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância Epidemiológica Hanseníase no

Leia mais

Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro

Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro Perguntas e respostas baseadas nas videoconferências dos dias 8, 9 e 15 de fevereiro 1 - Qual será o cronograma do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais para as próximas videoconferências sobre

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia Porto Alegre, 21-24 de outubro 2008 Célia Landmann Szwarcwald celials@cict.fiocruz.br

Leia mais

EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA

EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 03/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 03/2012 TIPO: QUALIFICAÇÃO TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

3.1 Planejar, organizar e realizar oficinas de mapeamento participativo utilizando técnicas de educação popular e promoção da saúde;

3.1 Planejar, organizar e realizar oficinas de mapeamento participativo utilizando técnicas de educação popular e promoção da saúde; EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 05/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 05/2012 TIPO: MELHOR TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita

Leia mais

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS

ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra a AIDS Carta ANAIDS 1º de Dezembro - Dia Mundial de Luta contra a AIDS Cada um tem sua cara e a aids também tem... A ANAIDS Articulação Nacional de Luta Contra Aids - colegiado que reúne os Fóruns de ONG Aids

Leia mais

Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica. Rede Cegonha

Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica. Rede Cegonha Orientações para a Implantação dos Testes Rápidos de HIV e Sífilis na Atenção Básica Rede Cegonha SUMÁRIO Apresentação... 05 1. Introdução... 07 2. Implantação dos Testes Rápidos de HIV e sífilis e Aconselhamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA N.º

TERMO DE REFERÊNCIA N.º MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO E DIVERSIDADE DIRETORIA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL, DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM

Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM Experiência: Sistema de Controle logístico de Medicamentos Antirretrovirais - SICLOM Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Responsável: Juliana Monteiro da Cruz, Gerente de Desenvolvimento

Leia mais

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência Programa Momento do Programa: Momento LOA+Créditos Tipo de Programa: Temático Macrodesafio Fortalecer a cidadania Eixo Direitos da Cidadania e Movimentos Sociais R$ 50.000.000 Notas de usuário para Programa

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS GOIÁS OBJETIVOS ATIVIDADES RESPONSÁVEIS E PARCERIAS Estimular 80% da população de gays, HSH e travestis do

Leia mais

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS

POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais POLÍTICA BRASILEIRA DE ENFRENTAMENTO DA AIDS RESULTADOS, AVANÇOS E PERSPECTIVAS A Epidemia Prevenção Diagnóstico Assistência e Tratamento Sustentabilidade e

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES CNHD Supervisão

Leia mais

3. 1 Executar e monitorar as metas e etapas previstas no Plano de Trabalho assim com sua execução operacional, administrativa e financeira.

3. 1 Executar e monitorar as metas e etapas previstas no Plano de Trabalho assim com sua execução operacional, administrativa e financeira. EDITAL DO CENTRO DE PROMOÇÃO DA SAÚDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2012 COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇO Nº 02/2012 TIPO: MELHOR QUALIFICAÇÃO TÉCNICA O Centro de Promoção da Saúde, entidade privada sem fins lucrativos,

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS

EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS EDITAL PROCESSO SELETIVO 2013 - PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS O seguinte edital tem por objetivo convidar organizações da sociedade civil a participarem do processo de seleção de projetos para obtenção de apoio

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO HEPATITES VIRAIS. ano III nº 01

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO HEPATITES VIRAIS. ano III nº 01 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO HEPATITES VIRAIS ano III nº 01 2012. Ministério da Saúde É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte. Expediente Boletim Epidemiológico Hepatites

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ1127/SETEC EDITAL Nº 03/2009 1. Perfil: ACOMPANHAMENTO DA GESTÃO EM PROJETOS - PERFIL I Ministério da Educação. Especialização na área de educação,

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

PORTARIA Nº 1.944, DE 27 DE AGOSTO DE 2009

PORTARIA Nº 1.944, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 PORTARIA Nº 1.944, DE 27 DE AGOSTO DE 2009 Institui no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS), a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem. O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO NACIONAL DE HIPERTENSÃO E DIABETES JANEIRO/2011 HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS MORBIDADE AUTO REFERIDA

Leia mais

PROJETO DE FORMAÇÃO E MELHORIA DA QUALIDADE DA REDE DE SAUDE QUALISUS-REDE

PROJETO DE FORMAÇÃO E MELHORIA DA QUALIDADE DA REDE DE SAUDE QUALISUS-REDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2015 Consultor Conteudista para elaboração do Curso EAD voltado à Implantação de Serviço de Clínica Farmacêutica Intervenção Sistêmica Gestão da Assistência Farmacêutica : Implantação

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS DISTRITO FEDERAL Objetivo 1: Contribuir para a redução das vulnerabilidades às DST, hepatites e HIV/aids,

Leia mais

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico

Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher. Termo de Referência. Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Termo de Referência Assessoria à Supervisão Geral Assessor Técnico No âmbito do Programa Pernambuco Trabalho e Empreendedorismo da Mulher conveniado

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 HIV AIDS. Brasília - 2012

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 HIV AIDS. Brasília - 2012 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 HIV AIDS Brasília - 2012 Ano I - nº 01 até semana epidemiológica 52ª - dezembro de 2012 Sumário Apresentação... 03 Introdução... 05 HIV e Aids no Brasil... 06

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS PROJETO BRA/10/007 BOAS PRÁTICAS EM REDES NA IMPLANTAÇÃO E IMPLEMENTAÇÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA: SIPIA CONSELHO

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL

PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL PLANO DE ENFRENTAMENTO DA EPIDEMIA DE AIDS E DAS DST ENTRE A POPULAÇÃO DE GAYS, HSH E TRAVESTIS RIO GRANDE DO SUL Criar dados sobre a população de gays, HSH e travestis. Encaminhamentos (SINAN x campos

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) Tratamento do Tabagismo

Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) Tratamento do Tabagismo Programa Nacional de Controle do Tabagismo (PNCT) Tratamento do Tabagismo O tabagismo é, reconhecidamente, uma doença crônica, resultante da dependência à droga nicotina, e um fator de risco para cerca

Leia mais

NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS

NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS NOTA TÉCNICA 50 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA, PREVENÇÃO E CONTROLE DAS DST/AIDS E HEPATITES VIRAIS Brasília, 18 de novembro de 2013 REGULAMENTAÇÃO DO INCENTIVO ÀS AÇÕES DE VIGILÂNCIA,

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS

PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS PLANO ESTADUAL DE ENFRENTAMENTO DA FEMINIZAÇÃO DA EPIDEMIA DE AIDS DE GOIÁS Diagnóstico Operacionalização do Plano Estadual Contexto de vulnerabilidade 1. Relações desiguais de gênero Ações governamentais

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI Seminário Metas do Plano e dos Sistemas Municipal, Estadual e Nacional de Cultura Vitória-ES 05/Dez/2011 Secretaria de Articulação Institucional SAI A Construção

Leia mais

Termos de Referência Consultoria Aids Tchê Grupos focais Projeto Promotor@s de Saúde da População negra BRA5U201 (2 cópias)

Termos de Referência Consultoria Aids Tchê Grupos focais Projeto Promotor@s de Saúde da População negra BRA5U201 (2 cópias) Termos de Referência Consultoria Aids Tchê Grupos focais Projeto Promotor@s de Saúde da População negra BRA5U201 (2 cópias) Data limite para apresentação de candidaturas: 26/08/2013 Endereço eletrônico

Leia mais

Termos de Referência Projeto BRA5U201

Termos de Referência Projeto BRA5U201 (02 cópias) Data limite para apresentação de candidaturas: 08/08/2013 Endereço eletrônico para envio de candidaturas: selecao@unfpa.org.br Identificação a ser utilizada como título do e-mail de candidatura:

Leia mais

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL

NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL NÚCLEO TÉCNICO FEDERAL Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte PPCAAM Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente Secretaria de Direitos Humanos Presidência

Leia mais

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015 Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 37 de 2015 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012)

DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS. (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO MOVIMENTO NACIONAL PELA CIDADANIA E SOLIDARIEDADE/NÓS PODEMOS (aprovada em 2010 e 1ª revisão em agosto de 2012) Artigo 1º O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade/Nós

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR)

TERMO DE REFERÊNCIA (TOR) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO CONTINUADA, ALFABETIZAÇÃO, DIVERSIDADE E INCLUSÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS PARA EDUCAÇÃO DO CAMPO E DIVERSIDADE COORDENAÇÃO GERAL DE EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRZ4011 EDITAL Nº 01/2010 1. Perfil: Iphan Central 15 3. Qualificação educacional: - Graduação concluída em Arquitetura e Urbanismo, desejável Pósgraduação

Leia mais

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015

Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos. 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Pactuação do processo de construção da Estratégia de Educação Permanente do Sisan para os próximos 4 anos 9º Encontro Caisan 11/03/2015 Contribuição das Conferências de SAN ao debate da educação e formação

Leia mais

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008

Tabela 1 - Conta de produção por operações e saldos, segundo as Grandes Regiões e as Unidades da Federação - 2004-2008 (continua) Produção 5 308 622 4 624 012 4 122 416 3 786 683 3 432 735 1 766 477 1 944 430 2 087 995 2 336 154 2 728 512 Consumo intermediário produtos 451 754 373 487 335 063 304 986 275 240 1 941 498

Leia mais

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL

TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL TEXTO BASE PARA UM POLÍTICA NACIONAL NO ÂMBITO DA EDUCAÇÃO PATRIMONIAL Eixos Temáticos, Diretrizes e Ações Documento final do II Encontro Nacional de Educação Patrimonial (Ouro Preto - MG, 17 a 21 de julho

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher

TERMO DE REFERENCIA. Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher TERMO DE REFERENCIA Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher Supervisão Geral No âmbito do Programa Pernambuco: Trabalho e Empreendedorismo da Mulher, conveniado com a Secretaria Especial

Leia mais

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social

Desenvolvimento de Novos Produtos e Serviços para a Área Social Programa 0465 SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO - INTERNET II Objetivo Incrementar o grau de inserção do País na sociedade de informação e conhecimento globalizados. Público Alvo Empresas, usuários e comunidade

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST. ano VII nº 01

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST. ano VII nº 01 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO ISSN 1517 1159 AIDS DST ano VII nº 01 27ª a 52ª semanas epidemiológicas - julho a dezembro de 2009 01ª a 26ª semanas epidemiológicas - janeiro a junho de 2010 2010. Ministério

Leia mais

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD.

Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 2013. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. Edital para publicação no site período de 23 a 30 de junho de 203. PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. GESTÃO EAD Os currículos deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico

Leia mais

a) Situação-problema e/ou demanda inicial que motivou e/ou requereu o desenvolvimento desta iniciativa;

a) Situação-problema e/ou demanda inicial que motivou e/ou requereu o desenvolvimento desta iniciativa; TÍTULO DA PRÁTICA: PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DOS CASOS DE TUBERCULOSE DO DISTRITO SANITÁRIO CENTRO 2011: apresentação regular dos dados de tuberculose as unidades do Distrito Sanitário Centro CÓDIGO DA PRÁTICA:

Leia mais

Taxa de detecção em torno de 22 casos para cada 100 mil habitantes

Taxa de detecção em torno de 22 casos para cada 100 mil habitantes Cerca de 42 mil casos novos por ano Taxa de detecção em torno de 22 casos para cada 100 mil habitantes Ano de diagnóstico Casos Taxa de detecção 2009 41.477 21,7 2010 41.476 21,7 2011 43.778 22,8 2012

Leia mais

14/Mar/2013 :: Edição 31 ::

14/Mar/2013 :: Edição 31 :: 14/Mar/2013 :: Edição 31 :: Cadernos do Poder Executivo Poder Geraldo Julio de Mello Filho Executivo DECRETO Nº 26.993 DE 13 DE MARÇO DE 2013 EMENTA: Descreve as competências e atribuições dos cargos comissionados

Leia mais

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014

Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014 Boletim Epidemiológico Secretaria de Vigilância em Saúde Ministério da Saúde Influenza: Monitoramento até a Semana Epidemiológica 29 de 2014 A vigilância da influenza no Brasil é composta pela vigilância

Leia mais

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES CCBB SCES, Trecho 2, Lote 22 Edifício Tancredo Neves, 1º andar Cep 70200-002 Brasília / DF Telefone (61) 3313-7101 Central de Atendimento

Leia mais

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ

DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ DOCUMENTO FINAL 11ª CONFERÊNCIA DE SAÚDE DO PARANÁ EIXO 1 DIREITO À SAÚDE, GARANTIA DE ACESSO E ATENÇÃO DE QUALIDADE Prioritária 1: Manter o incentivo aos Programas do Núcleo Apoio da Saúde da Família

Leia mais

7- Documento técnico contendo desenvolvimento de design gráfico (criação, lay out, diagramação, artefinal

7- Documento técnico contendo desenvolvimento de design gráfico (criação, lay out, diagramação, artefinal TERMO DE REFERÊNCIA 122/2012 Objeto: Desenvolvimento de design gráfico, incluindo a criação de lay out, capa, diagramação e arte-final, para publicações do Departamento de Vigilância, Prevenção e Controle

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM )

Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM ) Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM ) PROGRAMA NACIONAL DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE AMBIENTAL DOS RISCOS DECORRENTES DOS DESASTRES NATURAIS Documento em discussão COORDENAÇÃO GERAL DE

Leia mais

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE

VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE VIGILÂNCIA E PROMOÇÃO À SAÚDE Um modelo de assistência descentralizado que busca a integralidade, com a participação da sociedade, e que pretende dar conta da prevenção, promoção e atenção à saúde da população

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA4007 EDITAL Nº 3/2010 1. Perfil: no. 1 Sol e Praia 3. Qualificação educacional: Pós-graduação em turismo, geografia, educação ambiental, recreação

Leia mais

Pactuação de Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2013-2015. Videoconferências. Brasília-DF, 30 e 31 de março de 2015

Pactuação de Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2013-2015. Videoconferências. Brasília-DF, 30 e 31 de março de 2015 Pactuação de Diretrizes, Objetivos, Metas e Indicadores 2013-2015 Videoconferências Brasília-DF, 30 e 31 de março de 2015 PAUTA Orientações sobre o processo de pactuação para o ano de 2015; Abertura do

Leia mais

COLÉGIO BRSILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE RELATÓRIO DE GESTÃO DIREÇÃO NACIONAL BIÊNIO 2007-2009 2009 Fernando Mascarenhas Presidente Dinah Vasconcellos Terra Vice-Presidente Yara Maria de Carvalho Diretora

Leia mais

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Erradicação do Trabalho Infantil Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Estrutura do MTE para o Combate ao Trabalho Infantil a Serviço da Rede de Proteção à Infância.

Leia mais