COMPARTILHANDO VALORES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMPARTILHANDO VALORES"

Transcrição

1

2 COMPARTILHANDO VALORES Para nós, da Duratex, tão importante quanto ter um modelo de negócios alinhado à sustentabilidade é ter uma cadeia de suprimentos que também esteja de acordo com nossos objetivos e aspirações, a fim de que empresa e fornecedores possam se desenvolver e gerar valor juntos para a sociedade. E, nessa direção, fortalecemos ainda mais nossa relação com nossos fornecedores, com ações por meio do GFD (Gestão de Fornecedores Duratex). Reforçamos que Cadeia de Fornecimento Responsável é um tema estratégico da Duratex, que se compromete a ampliar cada vez mais seu impacto positivo socioambiental de ponta a ponta, a partir do aprimoramento contínuo de suas operações e do rastreamento e monitoramento das atividades de toda sua cadeia de valor. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE UM NEGÓCIO SUSTENTÁVEL Perenidade e legado: esses são alguns dos compromissos fundamentais para um negócio sustentável. O Brasil tem muitos desafios e com as empresas não é diferente. Os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU elucidam bem esses desafios, que são, entre outros, alcançar a igualdade de gênero, reduzir desigualdades, assegurar padrões de consumo e produção sustentáveis e garantir uma vida mais saudável, além de promover o crescimento econômico sustentável e inclusivo.

3 GERANDO VALOR COMPARTILHADO Uma empresa que pensa a longo prazo adota medidas para evoluir gradativamente, começando por questões mais críticas e que impactam o negócio e a sociedade. Iniciativas ligadas à redução de resíduos e de consumo de recursos como água, energia e combustível, por exemplo, trazem benefícios financeiros para o negócio e garantem oferta de recursos de forma eficiente para a sociedade. A implementação de um Código de Conduta dá mais clareza sobre o comportamento esperado de todos os seus públicos, incluindo os colaboradores. Outro mecanismo eficiente é promover o engajamento contínuo com grupos estratégicos para estabelecer um relacionamento consistente e ampliar as possibilidades de inovação do negócio.

4 ESTRATÉGIA DE SUSTENTABILIDADE DA DURATEX ANTECIPANDO NECESSIDADES FUTURAS ALICERÇADOS EM VALORES PERENES Nossa Estratégia de Sustentabilidade contempla 3 grandes metas até 2025 com nossa Cadeia de Fornecimento Responsável. PRODUTOS E SERVIÇOS NOVOS MODELOS DE NEGÓCIOS Gerando novos negócios sustentáveis 80% Dos fornecedores estratégicos com índice de desempenho igual ou acima de 8 100% Das compras estratégicas considerando critérios socioambientais 100% Dos fornecedores críticos avaliados até o 2º nível da cadeia de fornecimento PROCESSOS Inovando em soluções sustentáveis PILARES PESSOAS Ampliando o impacto positivo socioambiental de ponta a ponta ASPIRAÇÕES Desenvolvendo Pessoas e Criando Valor em Rede Ecoeficiência Insumos e soluções sustentáveis Mudança do Clima TEMAS Condições de Trabalho e Desenvolvimento dos Colaboradores Engajamento de Clientes e Consumidores Manejo Sustentável das Florestas Cadeia de Fornecimento Responsável Relacionamento com Comunidades e Desenvolvimento Local

5 GFD POR QUE ESSE PROGRAMA É TÃO IMPORTANTE? Ele é o principal mecanismo da companhia para a gestão do relacionamento com seus fornecedores. Foi lançado em 2012 e tem como propósito estimular a adoção de práticas mais sustentáveis que contribuam para negócios mais perenes e para uma sociedade mais justa. Anualmente, é realizada uma avaliação que também traz recomendações de melhoria, com o apoio da consultoria Gestão Origami, que tem como papel auxiliar a Duratex no envolvimento dos fornecedores para o desenvolvimento de melhores práticas, mitigando riscos e estimulando valores cada vez mais sólidos.

6 COMO FUNCIONA O PROGRAMA SETORES DE ATUAÇÃO DOS PARTICIPANTES DO GFD Um questionário setorial de autoavaliação é aplicado Os fornecedores são selecionados pela área de Suprimentos Um percentual dos fornecedores é selecionado e recebe visitas inloco para validação das informaçoes 1% 12% 13% UTILITIES 2 SERVIÇOS 21 MINERAÇÃO 22 Periodicamente sao realizados encontros com os participantes para diálogos sobre as questões apontadas pelo GFD 5 4 São enviados os relatórios de feedback e recomendações para o desenvolvimento de planos de ação de melhoria 34% 40% SERVIÇOS PESADOS 57 INDÚSTRIA 69

7 GFD EM NÚMEROS EM 2017, 145 EMPRESAS RESPONDERAM AO QUESTIONÁRIO ONLINE. 8% EMPRESAS ESTRANGEIRAS GRANDES EMPRESAS 25% 67% MICRO/PEQUENAS/MÉDIAS EMPRESAS

8 CATEGORIAS DE PREMIAÇÃO EM 2017 Anualmente, a Duratex premia os fornecedores que mais se destacaram no ano por meio das categorias abaixo. UTILITIES SERVIÇOS MINERAÇÃO SERVIÇOS PESADOS INDÚSTRIA COMBATE À EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES ENGAJAMENTO

9

sumário 5 SUSTENTABILIDADE 15 PRÊMIO 16 REFERÊNCIAS CONSTRUINDO UMA SOCIEDADE MAIS SUSTENTÁVEL OS DESAFIOS DE SUSTENTABILIDADE SÃO GLOBAIS NA DURATEX

sumário 5 SUSTENTABILIDADE 15 PRÊMIO 16 REFERÊNCIAS CONSTRUINDO UMA SOCIEDADE MAIS SUSTENTÁVEL OS DESAFIOS DE SUSTENTABILIDADE SÃO GLOBAIS NA DURATEX sumário 3 4 CONSTRUINDO UMA SOCIEDADE MAIS SUSTENTÁVEL OS DESAFIOS DE SUSTENTABILIDADE SÃO GLOBAIS 5 SUSTENTABILIDADE NA DURATEX 6 8 10 11 GESTÃO DE FORNECEDORES DURATEX FERRAMENTAS QUE CONTRIBUEM PARA

Leia mais

Política. Página 1 de 6. Assunto: Política de Sustentabilidade Código da Norma: NSU-1. Área responsável: Gerência de Sustentabilidade e Comunicação

Política. Página 1 de 6. Assunto: Política de Sustentabilidade Código da Norma: NSU-1. Área responsável: Gerência de Sustentabilidade e Comunicação Página 1 de 6 Índice Resumo: Estabelece os princípios para o desenvolvimento sustentável das atividades da empresa.. 1. OBJETIVO 2. ABRANGÊNCIA 3. DEFINIÇÕES 3.1. Desenvolvimento Sustentável 3.2. Responsabilidade

Leia mais

Gerenciamento de resíduos e efluentes na indústria. Marina Reis Costa Sustentabilidade

Gerenciamento de resíduos e efluentes na indústria. Marina Reis Costa Sustentabilidade Gerenciamento de resíduos e efluentes na indústria Marina Reis Costa Sustentabilidade QUEM SOMOS 67 ANOS DE HISTÓRIA que garantem pioneirismo em nossos negócios e liderança nos mercados em que atuamos

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DA B3

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DA B3 POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 26/07/2019 INFORMAÇÃO PÚBLICA SUMÁRIO 1 OBJETIVOS... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIAS... 3 4 PRINCÍPIOS... 4 5 A POLÍTICA... 4 6 GOVERNANÇA DA SUSTENTABILIDADE...

Leia mais

Política de Sustentabilidade Lojas Renner S.A

Política de Sustentabilidade Lojas Renner S.A Política de Sustentabilidade Lojas Renner S.A SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 2 2 A QUEM SE APLICA...2 3 POLÍTICA... 2 3.1 Princípios... 2 3.2 Compromissos... 4 3.3 Diretrizes estratégicas... 4 4 RESPONSABILIDADES...

Leia mais

valor compartilhado, pelo qual pautamos nossas ações e desejamos ser parceiro no desen volvimento das pessoas e da sociedade.

valor compartilhado, pelo qual pautamos nossas ações e desejamos ser parceiro no desen volvimento das pessoas e da sociedade. 26. POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 26.1 Introdução Nossa visão é ser uma referência em performance sustentável e em satisfação dos associados. Para nós, performance sustentável

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CORPORATIVA CARTA DE COMPROMETIMENTO

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CORPORATIVA CARTA DE COMPROMETIMENTO CARTA DE COMPROMETIMENTO O Grupo Cataratas acredita no efeito transformador que o ecoturismo pode ter na criação de experiências de sensibilização e conscientização em torno da causa do desenvolvimento

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL RJI CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. RJI GESTÃO & INVESTIMENTOS LTDA. Número da Política: PRSA Data da Publicação: 2 de janeiro de 2019 Página

Leia mais

POLÍTICAS DOS ÓRGÃOS DE GESTÃO

POLÍTICAS DOS ÓRGÃOS DE GESTÃO POLÍTICAS DOS ÓRGÃOS DE GESTÃO Processo Sustentabilidade Sub-Processo Sustentabilidade Emissão Código 25/05/2018 POG.10.000.R10 br.ccb.com Informação Confidencial Propriedade do CCB Brasil 1 1. OBJETIVO

Leia mais

política de sustentabilidade política de SUSTENTABILIDADE

política de sustentabilidade política de SUSTENTABILIDADE política de SUSTENTABILIDADE INTRODUÇÃO Esta Política representa o compromisso da Santos Brasil em enraizar a Sustentabilidade em sua cultura, nas decisões de negócio e em suas práticas diárias, servindo

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá)

CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) CARTA DE PRINCÍPIOS Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) A Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), entidade que representa institucionalmente as principais empresas do setor de árvores plantadas, criada

Leia mais

A Sustentabilidade no Grupo Boticário

A Sustentabilidade no Grupo Boticário A Sustentabilidade no Grupo Boticário BELEZA É O QUE A GENTE FAZ O Grupo Boticário é brasileiro e tem orgulho disso Está entre as maiores empresas mundiais nos segmentos de cosméticos e perfumaria Tem

Leia mais

Política de Sustentabilidade Introdução

Política de Sustentabilidade Introdução Introdução Para a Unimed Cascavel, cooperativa de trabalho médico que desenvolve planejamento estratégico, o compromisso com a sustentabilidade é inerente ao negócio. Esse posicionamento está em nossa

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Política de e RSA 2/12 Título Subtítulo Versão Data da Revisão Gestor da Informação Nome do Arquivo Política de e Responsabilidade Socioambiental 1.0

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2

Sumário. 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz Objetivos Abrangência Diretrizes...2 Rede D Or São Luiz Sumário 1. Política de Sustentabilidade da Rede D Or São Luiz...2 1.1. Objetivos...2 1.2. Abrangência...2 1.3. Diretrizes...2 Diretriz Econômica...2 Diretriz Social...3 Diretriz Ambiental...4

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA... 2 3. MISSÃO, VISÃO E VALORES... 2 3.1 Missão da OdontoPrev... 2 3.2 Visão da OdontoPrev... 2 3.3 Valores da OdontoPrev... 2 4. CONCEITO DE SUSTENTABILIDADE PARA

Leia mais

Estratégia de sustentabilidade

Estratégia de sustentabilidade Estratégia de sustentabilidade Fusão I Itaú + Unibanco Visão I Itaú Unibanco Perguntas norteadoras I 2010 - Itaú Unibanco 1 2 3 O que é Performance Sustentável e qual a relação entre Performance Sustentável

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 11/08/2017 INFORMAÇÃO PÚBLICA SUMÁRIO 1 OBJETIVOS... 3 2 ABRANGÊNCIA... 3 3 REFERÊNCIAS... 3 4 PRINCÍPIOS... 3 5 A POLÍTICA... 4 6 GOVERNANÇA DA SUSTENTABILIDADE... 5 7 RESPONSABILIDADES... 6 8 DISPOSIÇÕES

Leia mais

A Responsabilidade Socioambiental. Daniel Feffer Suzano Holding

A Responsabilidade Socioambiental. Daniel Feffer Suzano Holding A Responsabilidade Socioambiental Daniel Feffer Suzano Holding O Modelo de Gestão Suzano CONTROLE FAMILIAR Crescimento Rentável, Responsável e Sustentável FORTE RELAÇÃO COM O MERCADO DE CAPITAIS GESTÃO

Leia mais

CNPJ / Companhia Aberta NIRE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A.

CNPJ / Companhia Aberta NIRE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. CNPJ 60.872.504/0001-23 Companhia Aberta NIRE 35300010230 1. Introdução POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. Nossa visão

Leia mais

PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS. São Paulo, 19 de outubro de 2017

PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS. São Paulo, 19 de outubro de 2017 PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS São Paulo, 19 de outubro de 2017 LINHA DO TEMPO 2011 1992 2002 2012 2015 2003 LINHA DO TEMPO 1992 2002 2003 Consumo Sustentável é o uso de bens e serviços que atenda às

Leia mais

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6

Política Institucional Comitê de Sustentabilidade. Política de Sustentabilidade. Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 Código: PI.HPEG.CSUST.001 Versão: 001 Página: 1/6 SUMÁRIO 1. Apresentação... 02 2. Objetivo... 02 3. Princípios... 02 4. Documentos de Referencias... 03 5. Diretrizes... 03 6. Compromissos e Prestação

Leia mais

MÓDULO I. Sustentabilidade na. Prática

MÓDULO I. Sustentabilidade na. Prática MÓDULO I Sustentabilidade na Prática ROTEIRO DO WEBINAR 2 Como lucrar com a Sustentabilidade em minha empresa?; Benefícios para se lucrar com a sustentabilidade EVITANDO PERDAS Evitando perdas com...

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

POLITICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Vigência: 01/07/2015 a 30/06/2016 Abrangência: CORPORATIVO Macroprocesso/ Processo:

POLITICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Vigência: 01/07/2015 a 30/06/2016 Abrangência: CORPORATIVO Macroprocesso/ Processo: POLITICA DE SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Vigência: 01/07/2015 a 30/06/2016 Abrangência: CORPORATIVO Macroprocesso/ Processo: Executivo /Gerir a Comunicação. MANUAIS VINCULADOS CÓD./ORG.

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL PO 900/03

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL PO 900/03 MANUAL DE ASSUNTOS GERAIS PO 900/03 ASSUNTO: SUSTENTABILIDADE SOCIOAMBIENTAL APROVAÇÃO: Deliberação DIREX nº 92, de 23/11/2017. Deliberação CONSAD nº 32, de 27/11/2017. VIGÊNCIA: 27/11/2017 POLÍTICA DE

Leia mais

Câmara Temática Prestação de Serviços e Relacionamento com Clientes. Assunto: Selo Qualidade da Prestação de Serviços de Saneamento Ambiental

Câmara Temática Prestação de Serviços e Relacionamento com Clientes. Assunto: Selo Qualidade da Prestação de Serviços de Saneamento Ambiental Câmara Temática Prestação de Serviços e Relacionamento com Clientes Assunto: Selo Qualidade da Prestação de Serviços de Saneamento Ambiental Selo da Qualidade dos Fornecedores de Saneamento Ambiental OBJETIVO

Leia mais

Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA.

Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA. SUSTENTABILIDADE Para a Unimed, sustentabilidade significa o equilíbrio entre SAÚDE AMBIENTAL, SAÚDE SOCIAL e SAÚDE ECONÔMICA. Na busca deste equilíbrio, propõe-se a reduzir resíduos e emissões, estimular

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL Unidades Gestoras: Diretoria de Gestão Estratégica e Controladoria - DIGEC Superintendência de Controladoria SUCON Área de Gestão de Capital e Riscos - ARGER

Leia mais

SÉRIE UES: COMPARTILHANDO CONHECIMENTO OS 17 OBJETIVOS PARA DESENVOLVIMENTO AGENDA SUSTENTÁVEL

SÉRIE UES: COMPARTILHANDO CONHECIMENTO OS 17 OBJETIVOS PARA DESENVOLVIMENTO AGENDA SUSTENTÁVEL SÉRIE UES: COMPARTILHANDO CONHECIMENTO 01 OS 17 OBJETIVOS PARA AGENDA 2030 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL AGENDA 2030 OS 17 OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL Retrospectiva No ano 2000, patrocinado

Leia mais

Aplicável a todas as áreas e macroprocessos, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou que atuem em seu nome.

Aplicável a todas as áreas e macroprocessos, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou que atuem em seu nome. 1. OBJETIVO A Política de Sustentabilidade ( Política ) do Grupo Fleury estabelece premissas e governança para a Sustentabilidade, fornecendo diretrizes que impulsionam o valor da sustentabilidade em todos

Leia mais

Mais informações: (31)

Mais informações: (31) Segundo a definição do GRI (Global Reporting Initiative), um dos principais desafios do desenvolvimento sustentável é a exigência de escolhas inovadoras e novas formas de pensar. Hoje o Brasil corporativo

Leia mais

Relatório de Resultados Programa de Gestão de Fornecedores Duratex

Relatório de Resultados Programa de Gestão de Fornecedores Duratex Relatório de Resultados 2017 Programa de Gestão de Fornecedores Duratex RELATÓRIO DE RESULTADOS 2017 1 COMPARTILHANDO VALORES Para nós da Duratex, tão importante quanto ter um modelo de negócios alinhado

Leia mais

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO LAJ.DIR.POL.0002 INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE

CÓDIGO TÍTULO VERSÃO LAJ.DIR.POL.0002 INOVAÇÃO E SUSTENTABILIDADE SISTEMA NORMATIVO CÓDIGO TÍTULO VERSÃO LAJ.DIR.POL.0002 00 APROVADO POR DIRETORIA SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. HISTÓRICO DAS REVISÕES... 3 3. APLICAÇÃO... 3 4. REFERÊNCIAS EXTERNAS... 3 5. DEFINIÇÕES...

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE 1. OBJETIVO Estabelecer as regras e princípios da Contax Participações S.A. e suas controladas (Liq) sobre Sustentabilidade, indicando as ações mínimas necessárias e os valores que devem ser gerados para

Leia mais

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES

CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Presidência da República Secretaria de Governo Secretaria Nacional de Articulação Social CLXV Reunião Ordinária do Conselho Pleno da ANDIFES Natal RN, 27 de julho de 2017 Etapas da Agenda 2030 ETAPA DE

Leia mais

BELEZA É O QUE A GENTE FAZ

BELEZA É O QUE A GENTE FAZ BELEZA É O QUE A GENTE FAZ [ ] Somos referência em beleza, sustentabilidade e conservação da natureza no Brasil e no mundo. MULTIBUSINESS Nossa essência Mais de 7.000 colaboradores diretos 4.000 lojas

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CREDISIS

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CREDISIS P R S A POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO SISTEMA CREDISIS Versão: Março/2018 SUMÁRIO 1. OBJETIVO... 3 2. DIRETRIZES... 3 3. ABRANGÊNCIA... 3 4.

Leia mais

COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE. Atualizado em 30/06/2014

COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE. Atualizado em 30/06/2014 COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE Atualizado em 30/06/2014 Alinhados à agenda de desenvolvimento do País e aos compromissos empresariais que assumimos, estabelecemos metas anuais e acompanhamos

Leia mais

Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho

Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho O QUE É O MODELO O Modelo SESI de Sustentabilidade no Trabalho é uma ferramenta de diagnóstico e auto-avaliação que propõe às indústrias brasileiras uma reflexão

Leia mais

Acordo de Acionistas NORMA DE da CPFL Energia S.A. ENGAJAMENTO

Acordo de Acionistas NORMA DE da CPFL Energia S.A. ENGAJAMENTO Acordo de Acionistas NORMA DE da CPFL Energia S.A. ENGAJAMENTO Atual DE Denominação PÚBLICOS Social DE da Draft II Participações INTERESSE S.A. Sumário Introdução 3 Objetivo da Norma 4 Conceitos básicos

Leia mais

Evolução dos investimentos sociais: 2007 a 2016

Evolução dos investimentos sociais: 2007 a 2016 1 2 3 4 Evolução dos investimentos sociais: 2007 a 2016 5 Evolução dos investimentos sociais: 2007 a 2016 Média anual dos investimentos sociais 2007 a 2011: R$ 2,3 bilhões 6 2012 a 2016: R$ 2,8 bilhões

Leia mais

COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE. Atualizado em 21/01/2015

COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE. Atualizado em 21/01/2015 COMPROMISSOS ASSUMIDOS COM A SUSTENTABILIDADE Atualizado em 21/01/2015 Alinhados à agenda de desenvolvimento do País e aos compromissos empresariais que assumimos, estabelecemos metas anuais e acompanhamos

Leia mais

Programa de Gestão de Fornecedores Duratex

Programa de Gestão de Fornecedores Duratex Programa de Gestão de Fornecedores Duratex 2016 SUMÁRIO Relatório 2016 SUMÁRIO 3 UM PRESENTE E FUTURO QUE GERAM VALOR PARA TODOS 4 PROGRAMA DE GESTÃO DE FORNECEDORES DURATEX 4 O QUE É SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Fonte: Adaptado de UNEP-FI (2006)

Fonte: Adaptado de UNEP-FI (2006) Sem seguros, negócios e indivíduos não poderiam tomar riscos e proteger seus ativos; A disponibilidade de seguros encoraja indivíduos a adquirirem bens e pensar no futuro; Seguros permitem que pessoas

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS GESTÃO SUSTENTÁVEL

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS GESTÃO SUSTENTÁVEL PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS GESTÃO SUSTENTÁVEL POR QUE O ETHOS Os problemas éticos, sociais e ambientais são um enorme desafio para a sociedade. As empresas têm um papel-chave na necessária

Leia mais

Código de Conduta do Grupo Cindapa Copyright 2019 Todos os Direitos Reservados à CINDAPA DOC-0180 Versão 01. DOC-0180 Versão 01

Código de Conduta do Grupo Cindapa Copyright 2019 Todos os Direitos Reservados à CINDAPA DOC-0180 Versão 01. DOC-0180 Versão 01 cindapa.com.br 1 Nossa Missão Fornecer soluções em segurança patrimonial privada, mitigando riscos e prevenindo perdas, ser excelência em atendimento e serviços, gerando a satisfação e resultados aos clientes,

Leia mais

A Enel e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

A Enel e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável A Enel e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Enel no mundo 4 29 continentes países 70 83 mil empregados GW Capacidade instalada 1,9 72 milhões de KM extensão de rede milhões consumidores Presença

Leia mais

MRV ENGENHARIA IMPLEMENTANDO OS ODS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

MRV ENGENHARIA IMPLEMENTANDO OS ODS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL MRV ENGENHARIA IMPLEMENTANDO OS NA ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU estão alinhados e geram valor para a MRV Produzido por ImpactLab - Junho 2018 Em 2016,

Leia mais

POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO

POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO POLÍTICA DE CONFORMIDADE CORPORATIVA DA TRANSPETRO SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO E ABRANGÊNCIA 3. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA E COMPLEMENTARES 3.1. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.2. DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Leia mais

Diretoria Executiva Gestão Eudes de Freitas Aquino Presidente. Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente

Diretoria Executiva Gestão Eudes de Freitas Aquino Presidente. Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente Diretoria Executiva Gestão 2013 2017 Eudes de Freitas Aquino Presidente Orestes Barrozo Medeiros Pullin Vice-Presidente João Saad Diretor Administrativo Euclides Malta Carpi Diretor Financeiro Valdmário

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA LOJAS RENNER E SUAS CONTROLADAS 1 INTRODUÇÃO A Lojas Renner acredita que para alcançar a sua meta de ser a maior e melhor loja de departamentos das Américas precisa ir além

Leia mais

SUSTENTABILIDADE E LEGADOS SOCIAIS

SUSTENTABILIDADE E LEGADOS SOCIAIS SUSTENTABILIDADE E LEGADOS SOCIAIS nossos propósitos Neste planejamento do 15º ano, Brasília Capital Moto Week dá mais um importante passo, voltado para inspirar pessoas para a adoção de boas práticas

Leia mais

POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO AMAGGI.COM.BR

POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO AMAGGI.COM.BR POSICIONAMENTO GLOBAL RUMO A UMA CADEIA DE GRÃOS LIVRE DE DESMATAMENTO E CONVERSÃO NOVA VERSÃO - 2019 Há mais de quatro décadas avançamos de forma sustentável em cada etapa da cadeia produtiva do agronegócio,

Leia mais

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC)

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Título Norma de Responsabilidade Socioambiental Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Abrangência Agências, Departamentos, Empresas Ligadas e Unidades no Exterior Sinopse Diretrizes

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL 2 1. Introdução A Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores Públicos dos Municípios da Região Metropolitana da Grande Vitória COOPMETRO é uma entidade

Leia mais

PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS

PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS HISTÓRICO Agenda 21 (Rio de Janeiro, 1992): A maior causa da deterioração continuada do meio ambiente global são os padrões insustentáveis de consumo e produção. Plano de

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental 13/09/017 Política de Responsabilidade Socioambiental Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 1909 - Vila Nova, São Paulo SP 13/09/017 ÍNDICE 1. Disposições Gerais...3. Propósito...4 3. Partes Responsáveis...4

Leia mais

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE

DURATEX S.A. CNPJ / Companhia Aberta NIRE DURATEX S.A. CNPJ. 97.837.181/0001-47 Companhia Aberta NIRE 35300154410 ATA SUMÁRIA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 30 DE MAIO DE 2017 DATA, HORA E LOCAL: em 30 de maio de 2017, às

Leia mais

Declaração de Garantia

Declaração de Garantia Declaração de Garantia A BSD Consulting realizou a verificação independente do processo de elaboração do Relatório de Sustentabilidade de 2016 da Klabin, desenvolvido de acordo com as diretrizes da GRI

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA APDL

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA APDL POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DA APDL A nossa política de sustentabilidade assenta no reconhecimento de três princípios fundamentais: 1. A sustentabilidade contribui para um negócio mais duradouro, permitindo

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM SUSTENTABILIDADE - CTNS. Guilherme Velloso Leão Diretor Executivo ABRAPP Área de Sustentabilidade

GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM SUSTENTABILIDADE - CTNS. Guilherme Velloso Leão Diretor Executivo ABRAPP Área de Sustentabilidade GUIA DE MELHORES PRÁTICAS EM SUSTENTABILIDADE - CTNS Guilherme Velloso Leão Diretor Executivo ABRAPP Área de Sustentabilidade Principles for Responsible Investment (PRI): Investidores institucionais têm

Leia mais

Alimentação Escolar Saudável

Alimentação Escolar Saudável Alimentação Escolar Saudável A obesidade infantil é considerada um grave problema de saúde em todo o mundo. A obesidade infantil cresceu cinco vezes nos últimos 10 anos no mundo. Três milhões de pessoas

Leia mais

Pacto de Constituição da Rede ODS Universidades Brasil

Pacto de Constituição da Rede ODS Universidades Brasil Pacto de Constituição da Rede ODS Universidades Brasil Artigo 1º: ODS Universidades Brasil é uma rede de Instituições de Educação Superior e Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICT) que

Leia mais

Conselhos Fortes, Direitos Assegurados Caminhos para a implementação dos ODS nas cidades. Realização Cofinanciamento Apoio

Conselhos Fortes, Direitos Assegurados Caminhos para a implementação dos ODS nas cidades. Realização Cofinanciamento Apoio Conselhos Fortes, Direitos Assegurados Caminhos para a implementação dos ODS nas cidades Realização Cofinanciamento Apoio Instituições fortes no combate à desigualdade: O papel do CMDCA, do Conselho Tutelar

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2018 2 MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO É com imenso orgulho que apresentamos o nosso primeiro relatório de sustentabilidade. A BDOIS cultiva desde o início de sua história, há mais

Leia mais

Perspectiva do CICLO DE VIDA. do produto

Perspectiva do CICLO DE VIDA. do produto Perspectiva do CICLO DE VIDA do produto A SABARÁ QUÍMICOS E INGREDIENTES faz parte do GRUPO SABARÁ, que com mais de 60 anos de história, é genuinamente brasileiro e reconhecido pela sua capacidade de inovação

Leia mais

Objetivos. Prêmio ODS Brasil. Você faz. O Brasil reconhece. O mundo fica melhor. de Desenvolvimento Sustentável

Objetivos. Prêmio ODS Brasil. Você faz. O Brasil reconhece. O mundo fica melhor.   de Desenvolvimento Sustentável Objetivos de Desenvolvimento Sustentável Prêmio ODS Brasil. Você faz. O Brasil reconhece. O mundo fica melhor. www.odsbrasil.gov.br 1 ods.indd 1 30/04/2018 17:55:14 2 ods.indd 2 30/04/2018 17:55:15 1ª

Leia mais

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A Junho /2010 PI.034.00000001 Rev. A SUMÁRIO 1. SUSTENTABILIDADE : ESSÊNCIA DA CAB AMBIENTAL 2. MISSÃO 3.VISÃO 4. OBEJTIVO 5. SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA 6. COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO CHAVES PARA O SUCESSO

Leia mais

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DO SICOOB CREDIOESTE

POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DO SICOOB CREDIOESTE POLÍTICA DE SUSTENTABILIDADE DO SICOOB CREDIOESTE 1ª edição: 29.04.2019 Página 1/6 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO... 3 3. DIRETRIZES GERAIS... 3 3.1. DIRETRIZES ECONÔMICAS... 4 3.2. DIRETRIZES SOCIAIS...

Leia mais

Programa Sustentabilidade Rede

Programa Sustentabilidade Rede Programa Sustentabilidade Rede Desenvolvimento sustentável não é um tema novo para a Fiat. Atenta ao seu importante papel ocupado na sociedade e para a redução dos impactos socioambientais causados pela

Leia mais

Task Force on Climate Related Financial Disclosures

Task Force on Climate Related Financial Disclosures Task Force on Climate Related Financial Disclosures Agenda 1. Estratégia de Sustentabilidade 2. Gestão de Riscos e Oportunidades 3. Facilidades e Desafios do Task Force Agenda 1. Estratégia de Sustentabilidade

Leia mais

Prof. Heráclito Ney Suiter

Prof. Heráclito Ney Suiter Prof. Heráclito Ney Suiter Definições importantes: Pensamento Complexo: Não predomina o raciocínio fragmentado (o modelo mental binário do ou/ou ).Nem o utopismo da primazia do todo - o sistemismo reducionista..

Leia mais

Conselho Deliberativo do ISE (CISE)

Conselho Deliberativo do ISE (CISE) 1 Conselho Deliberativo do ISE (CISE) Órgão máximo de governança do índice. Tem como missão garantir um processo transparente de construção do índice e de seleção das empresas. Composto por representantes

Leia mais

Aplicável a todas as áreas e macroprocessos, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou que atuem em seu nome.

Aplicável a todas as áreas e macroprocessos, colaboradores, médicos, terceiros e fornecedores do Grupo Fleury ou que atuem em seu nome. 1. OBJETIVO A Política de Sustentabilidade ( Política ) do Grupo Fleury estabelece premissas e governança para a gestão de Sustentabilidade, fornecendo diretrizes que impulsionam o valor da sustentabilidade

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA

RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA RESPONSABILIDADE SOCIAL CORPORATIVA NA GESTÃO DA CADEIA LOGÍSTICA Coordenadoria de Economia Mineral Diretoria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral Premissas do Desenvolvimento Sustentável Economicamente

Leia mais

Relacionamento com nossos públicos

Relacionamento com nossos públicos Relacionamento com nossos públicos RELACIONAMENTO COM NOSSOS PÚBLICOS Na estratégia de crescimento e desenvolvimento dos negócios da AES Brasil, a gestão dos públicos de relacionamento é fundamental para

Leia mais

Diagnóstico. Social. Participativo da Biosev. Uma iniciativa para a construção de diálogo e relacionamento local

Diagnóstico. Social. Participativo da Biosev. Uma iniciativa para a construção de diálogo e relacionamento local Diagnóstico Social Participativo da Biosev Uma iniciativa para a construção de diálogo e relacionamento local A Biosev é a segunda maior processadora de cana-de-açúcar do mundo. Atuando como elo das cadeias

Leia mais

DESCRIÇÃO DE CARGO CBO:

DESCRIÇÃO DE CARGO CBO: MISSÃO DO CARGO Responder pelas estratégias de campanhas, liderando as ações utilizando e desenvolvendo conhecimento específico sobre os temas ou casos bem como articulando parceiros, organizações da sociedade

Leia mais

Indicadores do Planejamento Estratégico. Brasília/DF

Indicadores do Planejamento Estratégico. Brasília/DF Indicadores do Planejamento Estratégico Brasília/DF INDICADORES DO MAPA ESTRATÉGICOS A flexibilidade do Plano Estratégico é fundamental para a estratégia, uma vez que esta estratégia não é um fim em si

Leia mais

Congresso de. Atuação Responsável 15/08/2018

Congresso de. Atuação Responsável 15/08/2018 Congresso de Atuação Responsável 15/08/2018 Visão Empresas e comunidades evoluindo em sinergia. Missão Qualificar a atuação social das empresas, contribuindo para a competividade dos negócios e o desenvolvimento

Leia mais

Seminário de divulgação. 1ª Edição

Seminário de divulgação. 1ª Edição Seminário de divulgação 1ª Edição Apoio Local: AMUPE, Recife/PE 16 de maio de 2018 Sumário O que é a Agenda 2030 A Governança da Agenda 2030 Prêmio ODS Brasil 1ª Edição O que é a Agenda 2030? 17 objetivos

Leia mais

ESTRATÉGIAS PARA A SUSTENTABILIDADE PROPOSTA DE VALOR. Correlações

ESTRATÉGIAS PARA A SUSTENTABILIDADE PROPOSTA DE VALOR. Correlações 93 ESTRATÉGIAS PARA A SUSTENTABILIDADE 7.4.2 - Determinação da direção de uma organização rumo à responsabilidade social Estratégia e Análise G4-1 e G4-2 PROPOSTA DE VALOR 4.2 Accountability, 5.2 Reconhecimento

Leia mais

Fátima Lima destaca os temas prioritários que planeja discutir com demais membros da Comissão da CNseg

Fátima Lima destaca os temas prioritários que planeja discutir com demais membros da Comissão da CNseg Fátima Lima destaca os temas prioritários que planeja discutir com demais membros da Comissão da CNseg A Comissão de Sustentabilidade da CNseg tem novo titular: Fátima Lima, que é diretora de Sustentabilidade

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS - PPR

DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS - PPR Modelo Conceitual PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS - PPR 1 DESENVOLVIMENTO DO PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS - PPR Instrumento estratégico de alavancagem dos resultados setoriais e global

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental 1. Introdução A Política de Responsabilidade Socioambiental PRSA ( Política ) estabelece princípios, diretrizes e procedimentos para as práticas socioambientais

Leia mais

5º PRÊMIO ABICALÇADOS 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS

5º PRÊMIO ABICALÇADOS 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE 5º PRÊMIO DIREÇÕES ABICALÇADOS 5º PRÊMIO ABICALÇADOS CATEGORIA PRÊMIO SUSTENTABILIDADE OBJETIVO Premiar a empresa calçadista brasileira que através de boas práticas de sustentabilidade, incluindo responsabilidade social, ambiental e

Leia mais

Título: Gestão de Pessoas: Comitê de Qualidade de Vida no Trabalho e Sustentabilidade

Título: Gestão de Pessoas: Comitê de Qualidade de Vida no Trabalho e Sustentabilidade Prêmio Ajufe: Boas Práticas de Gestão Ficha de inscrição Dados pessoais do(s) autor(es) da prática: Nome: José Carlos da Silva, Rita de Cássia Araújo Alves Mendonça e Anna Elizabete C. B. Ferreira Cargo:

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental - PRSA

Política de Responsabilidade Socioambiental - PRSA Política de Responsabilidade Socioambiental - PRSA Versão Consolidada: 2.0 Data da Aprovação: 29/12/2015 Aprovado por: Diretoria Data da última revisão 09/11/2016 ÍNDICE OBJETIVO E ABRANGÊNCIA... 3 VIGÊNCIA...

Leia mais

GESTÃO DE SUSTENTABILIDADE NA INDÚSTRIA DE SEGUROS. Rio de Janeiro, Brasil 29 de julho, 2016

GESTÃO DE SUSTENTABILIDADE NA INDÚSTRIA DE SEGUROS. Rio de Janeiro, Brasil 29 de julho, 2016 GESTÃO DE SUSTENTABILIDADE NA INDÚSTRIA DE SEGUROS Rio de Janeiro, Brasil 29 de julho, 2016 1. O desenvolvimento sustentável e o papel da indústria de seguros O crescimento econômico (Produto Mundial Bruto

Leia mais

Panorama da gestão para a sustentabilidade nas empresas

Panorama da gestão para a sustentabilidade nas empresas Panorama da gestão para a sustentabilidade nas empresas Clarissa Lins Fabiana Moreno Iaci Lomonaco Agenda Introdução Resultados do Estudo Conclusões e Desafios Futuros 2 Introdução Objetivo e Metodologia

Leia mais

SGI 006 Política Ambiental

SGI 006 Política Ambiental SGI 006 Ambiental Controle de Revisão Revisão D. Revisão Alteração Resp. Revisão D. Aprovação Aprovado Por 00 N/A Elaboração da Sistemática Kássio Soares N/A N/A 01 28/02/18 Revisão Geral do Documento

Leia mais

Acordo de Acionistas Política da de CPFL Sustentabilidade do Grupo CPFL Energia. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas Política da de CPFL Sustentabilidade do Grupo CPFL Energia. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Política da de CPFL Sustentabilidade Energia S.A. do Grupo CPFL Energia Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário 1. Introdução 3 2. Objetivo 4 3. Âmbito de

Leia mais

Tatiana Donato Trevisan Diretora do MM360

Tatiana Donato Trevisan Diretora do MM360 Tatiana Donato Trevisan Diretora do MM360 Por que igualdade de gênero? Estudos comprovam que as empresas que possuem maior número de mulheres (mais equilíbrio de gênero) em posição de liderança apresentam

Leia mais

Integração da Cadeia Produtiva na Gestão de Empreendimentos da Sabesp

Integração da Cadeia Produtiva na Gestão de Empreendimentos da Sabesp Diretoria de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente ENCONTRO DE FORNECEDORES 2012 Busca de parcerias em ambiente sustentável Integração da Cadeia Produtiva na Gestão de Empreendimentos da Sabesp 07/08/2012

Leia mais

SIMPLESMENTE RESPONSÁVEL

SIMPLESMENTE RESPONSÁVEL SIMPLESMENTE RESPONSÁVEL POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE CORPORATIVA C Conteúdo Prefácio 1 Valorização do colaborador 2 Responsabilidade na cadeia de abastecimento 3 Conservação de recursos 4 Compromisso

Leia mais