O períneo na saúde feminina

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O períneo na saúde feminina"

Transcrição

1 O períneo na saúde feminina Renata Olah Como vai seu períneo? Conhece ele? Já viu ele? Onde fica? Como é? Conversa sobre ele? Ele está bem? Está mal? Está mais ou menos? É forte? Ou fraco? Doula e Fisioterapeuta em Saúde da Mulher pela UNICAMP O que é períneo? A Pelve Chamamos de períneo a musculatura que envolve vagina e ânus, está diretamente relacionado com a pelve e tem como funções: - Dar apoio às vísceras - Participar da eliminação de urina e fezes - Contribuir para a função sexual - Estabilizar a pelve durante marcha/pé - Dar suporte à gestação e parto Oferece suporte e proteção aos órgãos pélvicos Transmite as forças da cabeça, braços e tronco às extremidades inferiores. Seus movimentos, auxiliam os movimentos do quadril e da coluna lombar. A pelve possui grande resistência e é formada pelos ossos: Ilíacos, Sacro, Cóccix Sacro Cóccix Ilíaco Tipos de pelve Existem quatro tipos de forma da abertura superior da pelve humana: Ginecóide: arredondada, mais favorável ao parto. É a mais comum entre as mulheres. Andróide: possui forma de coração. É a mais comum entre os homens. Antropóide (alongada) e Platipelóide (achatada) Articulação do quadril 1

2 Ginecóide: feminina Ligamentos e articulações Art. Sacroilíaca e sínfise púbica Lig. Sacroilíaco, sacrotuberal, sacroespinhal, membrana obturadora Relaxina amolecimento durante a gestação Andróide: masculina Sacroilíaca O que temos dentro da pelve? Contém a bexiga, final dos ureteres,órgãos genitais, pélvicos, reto, vasos sangüíneos, vasos linfáticos, nervos e músculos. Nas mulheres, também aloja ovários e útero. Para acomodar um feto no final da gestação, a pelve feminina é mais larga do que nos homens Determinação do sexo em ossadas e fósseis humanos. Sínfise púbica Músculos pélvicos Dois tipos: Extrínsecos: responsáveis pelo alinhamento e movimentos da pelve - Abdominais, paravertebrais, e mm. Quadril Músculos pélvicos Intrínsecos: responsáveis pelo controle da micção/defecação períneo O períneo é um conjunto de partes moles que fecham inferiormente a pelve óssea: elevadores do ânus, coccígeo, transverso superficial e profundo do períneo, esfíncter da uretra, isquiocavernoso, bulbo espinhoso 2

3 uretra isquiocavernoso vagina transverso superficial elevador do ânus bulboesponjoso ânus glúteo uretra vagina ânus piriforme ATEA = arco tendíneo do elevador do ânus EA: esfincter anal externo IC: iliococcígeo PR: puborretal PA: puboanal CP: corpo do períneo PV: pubovaginal PP: puboperineal Elevador do ânus coccígeo uretra ânus coccígeo piriforme Elevador do ânus O períneo na relação sexual Relaxamento perineal penetração Distensão e alongamento vaginal Aumento e elevação do útero Contração de vagina, ânus, útero,músculos e outras estruturas 3

4 Útero Ovário Gestação Trompas Colo do útero Sobrecarga aumentada. Dia-a-dia: Sustentação normal + sustentação do bebê, placenta, líquido amniótico, etc durante todo o dia - especialmente em pé/sentada Bexiga deslocada + alterações hormonais Músculo elevador do ânus Vagina Lábio menor Lábio maior Períneo enfraquecido Períneo na gestação Ideal: trabalho de períneo antes e durante gravidez. IU e prolapso genital podem surgir tanto no pós-parto imediato quanto tardiamente (anos depois). Períneo forte = pressão menor sobre bexiga, menores dores lombares, menor sobrecarga em ligamentos, menor risco de prolapso e melhor recuperação pós-parto. Dilatação: períneo/vagina dilatam? NÃÃÃÃO!! Quem dilata é o colo do útero!! A vagina e o períneo formam um túnel que abraça o bebê de acordo com sua descida! Expulsão No momento do parto, para que a cabeça do bebê alcance a superfície pélvica, o períneo e outras estruturas como a vagina, bexiga e uretra sofrem estiramentos, alongamentos, compressões e dilatações, formando então o canal de parto. 4

5 Episiotomia o pique Incisão feita no períneo para ampliar o canal de parto e prevenir a laceração perineal. Atinge pele, mucosa e músculos anestesia local 94% dos partos vaginais (Diniz e Chachan, 2004) Equivale a uma laceração grau II Benefícios???? A laceração ou ruptura perineal Ruptura dos tecidos do períneo pela passagem da cabeça do bebê. Classificação: I grau: atinge pele e mucosa II grau: atinge aponeurose e musculatura III grau: atinge o esfíncter anal IV: atinge a mucosa retal ISEA - Parto Humanizado Projeto Renascer RESULTADOS PERINEAIS: Nenhuma laceração vaginal = 41 (49,4%) Laceração de 1º. grau sem sutura = 11 (13,3%) Laceração de 1º. grau com sutura = 15 (18,1%) Laceração de 2º grau com sutura = 16 (19,3%) Lacerações semelhantes a uma episiotomia (extensão, profundidade) = 4 (3 fórceps, 1 feto macrossômico). Todas as outras menores. Protegendo o períneo Respeitar puxos voluntários Desprendimento lento da cabeça do bebê Períneo apoiado em compressa Parto em posição vertical Massagem perineal antenatal Dados: Dra. Melania Amorim Massagem perineal A partir da 34-36ª sem Mãos limpas Com ou sem óleo 10 min por dia Após banho ou compressa quente Uretra Massagem perineal - Estudos Massagem Perineal Pré-Natal para Reduzir o Trauma Perineal Beckmann MM, Garrett AJ. Objetivo: Avaliar o efeito da massagem perineal no período pré-natal na incidência de trauma perineal durante o parto e subseqüente morbidade associada. Conclusões: A massagem perineal pré-natal reduz a probabilidade de trauma perineal (principalmente episiotomias) e os relatos são geralmente de dor perineal pós-parto aceitável pelas mulheres. Assim sendo, as mulheres deveriam ser orientadas quanto aos benefícios da massagem perineal e serem informadas sobre como fazê-la. Fonte: The Cochrane Library, Issue 4, Oxford: Update Software. 5

6 Massagem perineal - Estudos Práticas que Minimizam Trauma ao Trato Genital no Parto: Uma Revisão Sistemática da Literatura - Mary J. Renfrew et al Introdução: Trauma do trato genital comumente ocorre durante o parto e pode causar morbidade de longo e de curto prazo. Medidas clínicas para reduzir sua ocorrência ainda não foram completamente identificadas. Resultados: Sem episiotomia maiores taxas de períneo intacto Parto com parteiras mais períneo intacto Não há benefícios em curto prazo ou em longo prazo com a prática indiscriminada de episiotomia Saída lenta e gentil do bebê num ambiente calmo mais períneo intacto E depois do parto??? Fase de desequilíbrio exercícios perineais leves pós-parto.. Reeducação através de exercícios que estimulem força, resistência e coordenação. Necessidade de recuperação para progredir para exercício globais. Uso de cones vaginais, bolas suiças, perineômetros, etc Fonte: BIRTH 1998; 25 (3) September: A primeira vez após o parto Aguardar cicatrização (se houver) e cessar sangramentos Diminuição da lubrificação uso de lubrificantes à base de água Preferir posições onde a mulher é mais ativa, para controlar profundidade de penetração O períneo na menopausa Menopausa: estrogênio (hormônio) Resultado: ressecamento vaginal, atrofia de vulva e lábios vaginais, frouxidão ligamentar e muscular... Consequência: dor durante relações, incontinência urinária, prolapsos, etc Sintomas de períneo fraco.. Sensação de peso nível genital, frequentemente à noite, depois de um dia em que esteve muito tempo de pé. Dificuldades em reter a urina, quando salta ou corre ou quando ri ou tosse; Dificuldades em reter os gases ou as fezes. Sensação de menor firmeza vaginal durante relação sexual Porque o períneo enfraquece? Situações com aumento de pressão intraabdominal: carregar peso, tossir, espirrar, praticar esportes pesados. Gestação Envelhecimento Cirurgias ginecológicas Outros fatores agravantes: obesidade,prisão de ventre 6

7 Como controlamos o xixi? Controle da micção Para fazer xixi: a bexiga contrai e o períneo relaxa Períneo = torneirinha!! Controle micção Para segurar xixi: bexiga relaxa, períneo contrai Incontinência urinária É a perda involuntária de urina Relacionada ao enfraquecimento de períneo Dois tipos básicos: IUE e BH Tratamento conservador: fisioterapia e mudança de hábitos Tratamento médico: medicamentos e cirurgia Prolapsos Genitais Bexiga caída Projeção de órgãos internos através da vagina: útero, intestino, bexiga Relacionados também ao enfraquecimento de períneo Atinge mulheres mais velhas Identificando o períneo Qual músculo deve ser contraído?? Três ações do períneo que podem ser percebidas pela mulher: segurar xixi, segurar pum, apertar a vagina/pênis. Força rigidez 7

8 Benefícios do exercício Utensílios Aumento da irrigação sanguínea é estimulada maior sensibilidade (favorece melhores condições que levam ao orgasmo e recuperação pós-parto). Reduz efeitos do envelhecimento da pele, mucosa e musculatura vaginal Melhora da continência urinária/fecal Melhora do desempenho sexual, por melhora da força, a resistência e a coordenação motora. Facilita distensão no período expulsivo Perineoplastia Vamos exercitar? Reposicionamento dos órgãos pélvicos que saíram do lugar e estreitamento do canal vaginal. Casos onde a Fisioterapia não funcionou. Necessidade de fisioterapia no pós-operatório (fortalecimento, dessensibilização e prevenção de aderência cicatricial, etc) Muita luz!! 8

Olhar fisiológico, patológico e funcional da SEXOLOGIA CLÍNICA FEMININA E MASCULINA

Olhar fisiológico, patológico e funcional da SEXOLOGIA CLÍNICA FEMININA E MASCULINA Olhar fisiológico, patológico e funcional da SEXOLOGIA CLÍNICA FEMININA E MASCULINA SEXOLOGIA CLÍNICA Rafaela Prado M. Fleury Fisioterapeuta em Urologia, Ginecologia, Obstetrícia e recuperação pós retirada

Leia mais

Anatomia e fisiologia dos Órgãos Reprodutores Femininos. # Divididos em dois grupos: órgãos internos e genitália externa

Anatomia e fisiologia dos Órgãos Reprodutores Femininos. # Divididos em dois grupos: órgãos internos e genitália externa 1 Anatomia e fisiologia dos Órgãos Reprodutores Femininos # Divididos em dois grupos: órgãos internos e genitália externa Órgãos Reprodutores Externos (fig.01) - Monte de Vênus (monte pubiano): Constituído

Leia mais

TERMO DE ESCLARECIMENTO E CONSENTIMENTO LIVRE E INFORMADO PARA PARTO

TERMO DE ESCLARECIMENTO E CONSENTIMENTO LIVRE E INFORMADO PARA PARTO TERMO DE ESCLARECIMENTO E CONSENTIMENTO LIVRE E INFORMADO PARA PARTO O objetivo deste Termo de Esclarecimento e Consentimento Informado, utilizado pelo HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA JOANA, é esclarecer

Leia mais

Prof. Enf. Obstetra Hygor Elias.

Prof. Enf. Obstetra Hygor Elias. Prof. Enf. Obstetra Hygor Elias. O QUE É O PARTO? Parto é o processo de movimentação do feto, da placenta e das membranas para fora do útero e através do canal de parto. TRABALHO DE PARTO É o processo

Leia mais

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes

ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Curso Inicial & Integração Novos Representantes ANATOMIA E FISIOLOGIA DO SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Curso Inicial & Integração Novos Representantes 1 SISTEMA REPRODUTOR FEMININO O conjunto de órgãos do sistema reprodutor feminino tem como função principal

Leia mais

Minha filha está ficando uma moça!

Minha filha está ficando uma moça! Minha filha está ficando uma moça! A UU L AL A O que faz as meninas se transformarem em mulheres? O que acontece com seu corpo? Em geral, todos nós, homens e mulheres, somos capazes de lembrar muito bem

Leia mais

Sistema Urogenital. Feminino

Sistema Urogenital. Feminino Sistema Urogenital Feminino Osvaldo Pelozo Jr. Silvio A. Garbelotti Jr. VÍSCERAS PÉLVICAS E PERÍNEO 1 VÍSCERAS PÉLVICAS VÍSCERAS PÉLVICAS E PERÍNEO 2 BEXIGA URINÁRIA URETRA 3 ÚTERO E ANEXOS ÚTERO E ANEXOS

Leia mais

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos

SISTEMA GENITAL MASCULINO. Testículos SISTEMA GENITAL MASCULINO Testículos - São as gônadas ou glândulas sexuais masculinas. Estes encontram-se alojados numa bolsa de pele, o escroto (saco escrotal); - Na fase embrionária estão dentro da cavidade

Leia mais

Aparelho Reprodutor Feminino

Aparelho Reprodutor Feminino Aparelho Reprodutor Feminino Profa Elaine C. S. Ovalle Aparelho Reprodutor Feminino Composto por: - ovários - tubas uterinas - útero - vagina - glândulas mamárias 1 Ovários Funções do Sistema Genital Feminino

Leia mais

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto

Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... Fisiologia do aparelho reprodutor Ciclos Sexuais Gravidez e Parto Transmissão da Vida... - Morfologia do Aparelho Reprodutor Feminino Útero Trompa de Falópio Colo do útero Vagina

Leia mais

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin

REPRODUÇÃO HUMANA. Profª Fernanda Biazin REPRODUÇÃO HUMANA Profª Fernanda Biazin Puberdade: período de transição do desenvolvimento humano, correspondente à passagem da fase da infância para adolescência. Alterações morfológicas e fisiológicas

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Fisioterapia 2010-1 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Fisioterapia 2010-1 O USO DA OXIGENIOTERAPIA DOMICILIAR NO PACIENTE DPOC Autora: ROSA, Ana Carolina

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

TECNOLOGIAS NÃO INVASIVAS DE CUIDADO DE ENFERMAGEM OBSTÉTRICA

TECNOLOGIAS NÃO INVASIVAS DE CUIDADO DE ENFERMAGEM OBSTÉTRICA TECNOLOGIAS NÃO INVASIVAS DE CUIDADO DE ENFERMAGEM OBSTÉTRICA TECNOLOGIA INDICAÇÃO FUNDAMENTAÇÃO MATERIAL 1-Proteção perineal Evitar as lacerações Alongamento períneo Massagem com óleo Não ao puxo voluntário

Leia mais

Incontinência urinaria. Claudia witzel

Incontinência urinaria. Claudia witzel Incontinência urinaria Claudia witzel A Incontinência Urinária (IU) é a queixa de qualquer perda involuntária de urina, caracterizando uma condição que gera grandes transtornos para a vida das pessoas

Leia mais

Pelve: Ossos, Articulações e Ligamentos. Dante Pascali

Pelve: Ossos, Articulações e Ligamentos. Dante Pascali CAPÍTULO 1 Pelve: Ossos, Articulações e Ligamentos Dante Pascali Capítulo 1 Pelve: Ossos, Articulações e Ligamentos 3 OSSOS PÉLVICOS A pelve é a base óssea na qual o tronco se apóia e através da qual o

Leia mais

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim

Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cinesioterapia\UNIME Docente:Kalline Camboim Cabeça do fêmur com o acetábulo Articulação sinovial, esferóide e triaxial. Semelhante a articulação do ombro, porém com menor ADM e mais estável. Cápsula articular

Leia mais

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS

LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS LESÕES DOS ISQUIOTIBIAIS INTRODUÇÃO Um grande grupo muscular, que se situa na parte posterior da coxa é chamado de isquiotibiais (IQT), o grupo dos IQT é formado pelos músculos bíceps femoral, semitendíneo

Leia mais

5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube

5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube 5ªs Jornadas de Medicina Desportiva do Leixões Sport Clube Centro de Congressos de Matosinhos Matosinhos, 23 de Abril de 2010 Hospital de S. João - Faculdade de Medicina - 1 PERSPECTIVA DO ORTOPEDISTA

Leia mais

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM

CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM CAMPANHA DE PREVENÇÃO DE FRATURAS NA OSTEOPOROSE FRATURAS NÃO PREVENÇÃO SIM O QUE É OSTEOPOROSE? Em termos simples, é a descalcificação do osso. O osso se enfraquece e fica mais fácil de quebrar. É um

Leia mais

Boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento

Boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento Boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento Em 1996, a Organização Mundial da Saúde (OMS) desenvolveu uma classificação das práticas comuns na condução do parto normal, orientando para o que deve

Leia mais

A Atuação Fisioterapêutica na Prevenção de Incontinência Urinária de esforço em Gestantes

A Atuação Fisioterapêutica na Prevenção de Incontinência Urinária de esforço em Gestantes A Atuação Fisioterapêutica na Prevenção de Incontinência Urinária de esforço em Gestantes 1 Zeida Azevedo Quintelo 1 zeida.azevedo@gmail.com Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-graduação em Fisioterapia em

Leia mais

Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos

Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos Reparação de prolapsos de órgãos pélvicos O prolapso de órgão pélvico é uma condição muito comum, principalmente em mulheres maiores de quarenta anos. Estima-se que a metade das mulheres que têm filhos

Leia mais

ANATOMIA HUMANA I. Acidentes Ósseos. Prof. Me. Fabio Milioni. Características Anatômicas de Superfície dos Ossos

ANATOMIA HUMANA I. Acidentes Ósseos. Prof. Me. Fabio Milioni. Características Anatômicas de Superfície dos Ossos ANATOMIA HUMANA I Acidentes Ósseos Prof. Me. Fabio Milioni Características Anatômicas de Superfície dos Ossos As superfícies dos ossos possuem várias características estruturais adaptadas a funções específicas.

Leia mais

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda.

www.rhvida.com.br Copyright RHVIDA S/C Ltda. A próstata é uma glândula que só existe no homem. Tem como função produzir substâncias que vão ajudar a tornar o sêmen mais fluido, facilitando a viagem dos espermatozóides. Quando nos alimentamos, o que

Leia mais

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Professor: João Paulo

SISTEMA REPRODUTOR FEMININO. Professor: João Paulo SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Professor: João Paulo SISTEMA REPRODUTOR FEMININO É constituído por: uma vulva (genitália externa), uma vagina, um útero, duas tubas uterinas (ovidutos ou trompas de Falópio),

Leia mais

Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária. www.tena.com.br

Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária. www.tena.com.br Líder Mundial em produtos para Incontinência Urinária www.tena.com.br Guia Completo Sobre a Incontinência Sobre a Incontinência Nas páginas seguintes falaremos de uma maneira prática e ilustrada sobre

Leia mais

Global Training. The finest automotive learning

Global Training. The finest automotive learning Global Training. The finest automotive learning Cuidar da saúde com PREFÁCIO O Manual de Ergonomia para o Motorista que você tem em agora em mãos, é parte de um programa da Mercedes-Benz do Brasil para

Leia mais

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda.

Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. www.rhvida.com.br. Copyright RHVIDA S/C Ltda. Oi, pai! Nós, da RHVIDA, queremos congratular você pelo seu dia. Se você não é pai com certeza é filho, e então vamos parabenizar você e seu pai. Você sabe que existem muitas coisas a fazer pelo seu filho.

Leia mais

Exercícios e bem estar na gestação

Exercícios e bem estar na gestação na gestação Sete motivos para você exercitar-se durante a gravidez. Aumente sua energia. Melhore a qualidade do seu sono. Reduza o desconforto. Prepare-se para a chegada do bebe. Reduza a ansiedade. Melhore

Leia mais

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 CURSO: Fisioterapia DEPARTAMENTO: Fisioterapia DISCIPLINA: Fisioterapia Uroginecológica e Obstetrica SÉRIE: 4º. Ano PROFESSOR RESPONSÁVEL:

Leia mais

Será que estou grávida?

Será que estou grávida? A UU L AL A Será que estou grávida? - Alzira tá diferente... Tá com a cara redonda, inchada. Está com cara de grávida! - Não sei o que eu tenho. Toda manhã acordo enjoada e vomitando. - A Neide engordou

Leia mais

Infecções sexualmente transmissíveis

Infecções sexualmente transmissíveis Escola secundária com 2º e 3º ciclos Anselmo de Andrade Infecções sexualmente transmissíveis 9ºD Ciências Naturais 2011/2012 Professora: Isabel Marques Trabalho realizado por: Inês Pinto nº9 Mariana Cantiga

Leia mais

O COMPLEXO DO OMBRO TENDINITE DE OMBRO. Dra. Nathália C. F. Guazeli

O COMPLEXO DO OMBRO TENDINITE DE OMBRO. Dra. Nathália C. F. Guazeli 3 Março/2013 TENDINITE DE OMBRO Dra. Nathália C. F. Guazeli GALERIA CREFITO 3 / 78.186 F O COMPLEXO DO OMBRO Para entender o que é Tendinite de Ombro, vale a pena conhecer um pouquinho como ele é composto,

Leia mais

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PARTURIENTES

TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PARTURIENTES TRATAMENTO FISIOTERAPÊUTICO EM PARTURIENTES POGLITSCH, Fabiane Ap. Borges¹ 1 Discente do Curso de Fisioterapia da Faculdade de Ciências Sociais e Agrária de Itapeva FAIT SHUMAN, Soraya ² 2 Docente da Faculdade

Leia mais

O que Realmente Funciona

O que Realmente Funciona Prisão de Ventre O mal conhecido como intestino preguiçoso, obstipação ou prisão de ventre atinge cerca de um em cada cinco pessoas. O tratamento é bastante simples, mas, na falta dele, a prisão de ventre

Leia mais

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2

Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Curso Anatomia e Preparação para o Parto Módulos 1 e 2 Segundo o programa Anatomía, Integración y Movimiento por Núria Vives Ciclo especial para enfemeiras especialistas em saúde materna e obstétrica,

Leia mais

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM

FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO. Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM FIBROMIALGIA EXERCÍCIO FÍSICO: ESSENCIAL AO TRATAMENTO Maj. Carlos Eugenio Parolini médico do NAIS do 37 BPM A FIBROMIALGIA consiste numa síndrome - conjunto de sinais e sintomas - com manifestações de

Leia mais

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS

TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS TÍTULO: EFICÁCIA DO KINESIO-TAPING NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM GESTANTES: ESTUDO DE CASOS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA

Leia mais

Prolapso dos Órgãos Pélvicos

Prolapso dos Órgãos Pélvicos Prolapso dos Órgãos Pélvicos Autor: Bercina Candoso, Dra., Ginecologista, Maternidade Júlio Dinis Porto Actualizado em: Julho de 2010 No prolapso dos órgãos pélvicos, a vagina e os órgãos adjacentes, uretra,

Leia mais

Sistema reprodutor masculino

Sistema reprodutor masculino Sistema reprodutor masculino O sistema reprodutor masculino é composto por: Testículos Vias espermáticas Glândulas anexas Pênis Saco escrotal Assim como o pênis está localizado externamente ao corpo,

Leia mais

Alterações da Estrutura Corporal

Alterações da Estrutura Corporal Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora Desvio

Leia mais

O que dizem as Evidências? O que diz a Organização Mundial de Saúde?

O que dizem as Evidências? O que diz a Organização Mundial de Saúde? O que dizem as Evidências? As evidências científicas têm vindo a demonstrar que no início e durante o trabalho de parto [TP] as mulheres que adotam posições verticais (em pé) têm menos dores 1, menos necessidade

Leia mais

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS

TRATAMENTO PARA AS DORES. DA GESTAÇão e MUSCULOESQUELÉTICAS TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇão e do PUERPério BIOMECÂNICA GESTACIONAL TRATAMENTO PARA AS DORES MUSCULOESQUELÉTICAS DA GESTAÇÃO E DO PUERPÉRIO Estima-se que 45% das gestantes e

Leia mais

Perpetuando a vida - 1

Perpetuando a vida - 1 A U A UL LA Perpetuando a vida - 1 Atenção Exercícios Lineu chegou radiante à lanchonete. Finalmente tinha recebido a notícia do médico, a notícia que tanto esperava. Em vez do tradicional suco de laranja,

Leia mais

Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO

Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Profa. Juliana Normando Pinheiro UNIC -Universidade de Cuiabá SISTEMA REPRODUTOR FEMININO Funções Produz gametas: óvulos Produz hormônios da reprodução Recebe as células reprodutivas do macho Fornece local

Leia mais

Preservativo Feminino

Preservativo Feminino Preservativo Feminino Há milhares de anos que as mulheres usam os métodos contraceptivos de que dispõem. Na bíblia, há referência ao coito interrompido e nos registos do Egipto antigo existem descrições

Leia mais

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima

PILATES E BIOMECÂNICA. Thaís Lima PILATES E BIOMECÂNICA Thaís Lima RÍTMO LOMBOPÉLVICO Estabilidade lombopélvica pode ser definida como a habilidade de atingir e manter o alinhamento ótimo dos segmentos da coluna (lombar e torácica), da

Leia mais

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs

VAMOS FALAR SOBRE. AIDS + DSTs VAMOS FALAR SOBRE AIDS + DSTs AIDS A AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) atinge indiscriminadamente homens e mulheres e tem assumido proporções assustadoras desde a notificação dos primeiros

Leia mais

ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008

ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008 ORIENTAÇÃO GERAL LOMBALGIA DR.ROBERTO ANTONIO ANICHE CRM 54.132 TEOT 04.626 MÉDICO ORTOPEDISTA NOVEMBRO/2008 LOMBALGIA O QUE É? Vulgarmente conhecida como dor nas costas, é a dor que acomete a coluna vertebral

Leia mais

C. Guia de Treino ------------------------------------------------

C. Guia de Treino ------------------------------------------------ C. Guia de Treino ------------------------------------------------ A FORÇA / RESISTÊNCIA ( FUNÇÃO MOVIMENTO OSCILAÇÃO ) A01 Joelhos inclinados Com os pés afastados na plataforma, segure a barra de apoio

Leia mais

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia

Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Ergonomia Corpo com Saúde e Harmonia Dr. Leandro Gomes Pistori Fisioterapeuta CREFITO-3 / 47741-F Fone: (16) 3371-4121 Dr. Paulo Fernando C. Rossi Fisioterapeuta CREFITO-3 / 65294 F Fone: (16) 3307-6555

Leia mais

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA

Escola Básica Vasco da Gama de Sines A REPRODUÇÃO HUMANA Página1 A REPRODUÇÃO HUMANA Reprodução sexuada e dimorfismo sexual A reprodução é uma função dos seres vivos que permite dar origem a outros seres da mesma espécie. Reprodução sexuada Na espécie humana

Leia mais

EXERCÍCIO PARA DESENVOLVER O CONTROLE DA EJACULAÇÃO. { Baseado no e-book CORPO E MENTE NO CONTROLE TOTAL DA EJACULAÇÃO. Uma iniciativa do blog:

EXERCÍCIO PARA DESENVOLVER O CONTROLE DA EJACULAÇÃO. { Baseado no e-book CORPO E MENTE NO CONTROLE TOTAL DA EJACULAÇÃO. Uma iniciativa do blog: EXERCÍCIO 1 PARA DESENVOLVER O CONTROLE DA EJACULAÇÃO { Baseado no e-book CORPO E MENTE NO CONTROLE TOTAL DA EJACULAÇÃO Uma iniciativa do blog: ESCLARECIMENTOS NECESSÁRIOS 2 Você já deve ter ouvido falar

Leia mais

Plano de Parto. , e. (gestante) (acompanhante) (bebê) I- Nossa filosofia para o nascimento

Plano de Parto. , e. (gestante) (acompanhante) (bebê) I- Nossa filosofia para o nascimento Plano de Parto, e (gestante) (acompanhante) (bebê) I- Nossa filosofia para o nascimento O plano de parto expressa nossos desejos e preferências para o nascimento do nosso bebê. Nós nos informamos antes

Leia mais

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM

PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM PARTO NORMAL: A NATUREZA SE ENCARREGA, MAMÃE E BEBÊ AGRADECEM Hospital Materno Infantil Público Tia Dedé *Merielle Barbosa Lobo São nove meses de expectativa e durante a gestação a barriga cresce e a mãe

Leia mais

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade

SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA. Sexualidade X Sensualidade SENSUALIDADE E SEXUALIDADE NA ADOLESCÊNCIA A adolescência é uma fase de transição, mudança da infância para a vida adulta. Nesse momento acontecem várias modificações no corpo, surgem várias dúvidas, medo,

Leia mais

Traumaesportivo.com.br. Capsulite Adesiva

Traumaesportivo.com.br. Capsulite Adesiva Capsulite Adesiva Capsulite adesiva, também chamada de ombro congelado, é uma condição dolorosa que leva a uma severa perda de movimento do ombro. Pode ocorrer após uma lesão, uma trauma, uma cirurgia

Leia mais

TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES

TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES TREINAMENTO FUNCIONAL PARA GESTANTES Prof.ª Msc. Clarissa Rios Simoni Mestre em Atividade Física e Saúde UFSC Especialista em Personal Trainer UFPR Licenciatura Plena em Educação Física UFSC Doutoranda

Leia mais

Alterações. Músculo- esqueléticas

Alterações. Músculo- esqueléticas Alterações Músculo- esqueléticas Sistema Neurológico Alteração no tempo de reação e equilíbrio. A instabilidade articular. Alteração da visão Sensibilidade da córnea. c Aumento ou diminuição dos sentidos

Leia mais

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS

SISTEMAS GENITAIS HUMANOS https://naturalmath.wikispaces.com/birds+and+learning SISTEMAS GENITAIS HUMANOS Maximiliano Mendes 2015 maxaug.blogspot.com Youtube.com/maxaug 1 Somos uma espécie: Dioica: cada organismo possui apenas

Leia mais

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC

COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC COSMETOLOGIA (Farmácia) Profa. Thabata Veiga PRONATEC Índice de Massa Corporal Classificação quanto a Distribuição de Gordura: Difusa: distribuição generalizada por todo o corpo Androide: relacionada a

Leia mais

HIDROTERAPIA PARA GESTANTES

HIDROTERAPIA PARA GESTANTES HIDROTERAPIA PARA GESTANTES Profa. Ms. DANIELA VINCCI LOPES ANATOMIA DO ABDOME E DA PELVE ÚTERO 3 camadas de músculos. NÃO GESTANTE GESTANTE FORMA ESFÉRICA CILÍNDRICA VOLUME 500 ml 5000 ml MASSA 70 g 1100

Leia mais

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS Doenças Sexualmente Transmissíveis são aquelas que são mais comumente transmitidas através da relação sexual. PRINCIPAIS DOENÇAS SEXUALMENTE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CAMPUS DE PALOTINA HOSPITAL VETERINÁRIO RELATÓRIO DE EXAME NECROSCÓPICO Identificação do animal Nome/número RG do HV Espécie: Raça: Idade: Sexo: Peso: Cor: Data e hora do

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR

CIÊNCIAS DA NATUREZA REVISÃO 1 REVISÃO 2 INTERATIVIDADE SISTEMA SOLAR SISTEMA SOLAR 2 Aula de Revisão 1 Planeta terra Somos todos habitantes do planeta Terra. É nosso dever mantê-lo habitável. 3 Planeta Terra habitável 4 Planeta Terra não habitável 5 Dicas para cuidar melhor

Leia mais

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual.

Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Glossário A Abstinência sexual: acto de privar-se temporária ou permanentemente da actividade sexual. Afrodisíaco: substância que se acredita excitar o desejo sexual e aumentar a capacidade para a actividade

Leia mais

O segundo estádio do trabalho de parto

O segundo estádio do trabalho de parto CAPÍTULO 32 O segundo estádio do trabalho de parto 1 Introdução 2 Diagnóstico do início do segundo estádio do trabalho de parto 3 Expulsão durante o segundo estádio do trabalho de parto 4 Posição durante

Leia mais

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010

UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 UNILUS CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA PLANO ANUAL DE ENSINO ANO 2010 CURSO: Fisioterapia DEPARTAMENTO: Fisioterapia DISCIPLINA: Uroginecologia e Obstetrícia SÉRIE: 3º. Ano PROFESSOR RESPONSÁVEL: Prof. Esp.

Leia mais

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula

É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia. Clavícula Fratura da Clavícula Dr. Marcello Castiglia Especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo É uma fratura comum que ocorre em pessoas de todas as idades. Anatomia O osso da clavícula é localizado entre o

Leia mais

Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação CIÊNCIAS DA NATUREZA

Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação CIÊNCIAS DA NATUREZA CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Conteúdo: - Puberdade e adolescência: A maturidade sexual - Os sistemas genitais masculinos e femininos - O que é menstruação 2 CONTEÚDO E HABILIDADES

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

Perpetuando a vida - 2

Perpetuando a vida - 2 A U A UL LA Acesse: http://fuvestibular.com.br/ Perpetuando a vida - 2 Atenção - Maria, olhe só o resultado do exame: positivo para gonadotrofina coriônica! Alberto e Maria olharam um para o outro, sem

Leia mais

Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação.

Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação. Arquivo criado por RH VIDA. Entendendo ser importante, solicitamos e conseguimos autorização para sua divulgação. Academia Snooker Clube Sorocaba - SP Paulo Dirceu Dias www.snookerclube.com.br paulodias@pdias.com.br

Leia mais

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz

Lombociatalgia. www.fisiokinesiterapia.biz Lombociatalgia www.fisiokinesiterapia.biz Conceitos Lombalgia; Lombociatalgia; Ciatalgia/Ci /Ciática; Característica região lombar Fonte: NETTER, Frank H.. Atlas de Anatomia Humana Vértebra lombar Fonte:

Leia mais

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas

GUIA DO PACIENTE. Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica. O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas GUIA DO PACIENTE Dynesys Sistema de Estabilização Dinâmica O Sistema Dynesys é o próximo passo na evolução do tratamento da dor lombar e nas pernas Sistema de Estabilização Dinâmica Dynesys O Sistema Dynesys

Leia mais

Amenorreia Ausência do fluxo menstrual.

Amenorreia Ausência do fluxo menstrual. AAcne Doença da pele típica da adolescência, caracterizada por uma inflamação crónica das glândulas sebáceas, com formação de espinhas e borbulhas, especialmente no rosto e nas costas. Adolescência ou

Leia mais

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida

DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Dr. JOSÉ BENTO Médico ginecologista e obstetra A MELHOR IDADE DA MULHER Manual prático para viver com saúde os melhores anos da vida Sumário Apresentação... 7 Introdução... 11 Capítulo 1 Um corpo de mudanças...

Leia mais

REGRA PARA CÁLCULO DE DPP ( REGRA DE NAGELE).

REGRA PARA CÁLCULO DE DPP ( REGRA DE NAGELE). PRIMEIRA CONSULTA DE PRÉ NATAL. HISTÓRIA: Entrevista (nome, idade, procedência, estado civil, endereço e profissão) História familiar de problemas de saúde. História clínica da gestante. História obstétrica.

Leia mais

ANATOMIA HUMANA II. Sistema Urinário

ANATOMIA HUMANA II. Sistema Urinário ANATOMIA HUMANA II Educação Física Sistema Genito-urinário Prof. Me. Fabio Milioni Sistema Urinário Função Excretar substâncias do corpo urina (Micção) (ác. úrico, ureia, sódio, potássio, etc) Órgãos rins

Leia mais

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem SAÚDE DO HOMEM Por preconceito, muitos homens ainda resistem em procurar orientação médica ou submeter-se a exames preventivos, principalmente os de

Leia mais

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES

CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES CINCO PRINCÍPIOS BÁSICOS STOTT PILATES Utilizando os Princípios do Pilates Contemporâneo para atingir um nível ótimo de condição física. Por Moira Merrithew, STOTT PILATES Executive Director, Education

Leia mais

Centro de Educação Integrado Curso Técnico em Radiologia CRN-90 Cleide Labor. 5º Módulo Noturno

Centro de Educação Integrado Curso Técnico em Radiologia CRN-90 Cleide Labor. 5º Módulo Noturno Centro de Educação Integrado Curso Técnico em Radiologia CRN-90 Cleide Labor 5º Módulo Noturno Elton Carvalho Lima Gislene Matioli Macedo Roseli Antunes S. Miranda Patologias identificadas por raios-x

Leia mais

PARQVE Projeto Artrose Recuperando Qualidade de Vida pela Educação

PARQVE Projeto Artrose Recuperando Qualidade de Vida pela Educação PARQVE Projeto Artrose Recuperando Qualidade de Vida pela Educação Dra. Márcia Uchoa de Rezende Dr. Alexandre Felício Pailo Dr. Gustavo Constantino de Campos Dr. Renato Frucchi Dr. Thiago Pasqualin O que

Leia mais

FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA PHISYITHERAPY IN GENECOLOGY AND OBSTETRIC

FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA PHISYITHERAPY IN GENECOLOGY AND OBSTETRIC 57 Iniciação Científica Cesumar mar.-jul. 2002, Vol. 04 n.01, pp. 57-61 FISIOTERAPIA APLICADA À GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA Cintia Raquel Bim 1 Alline Lilian Perego 1 Bacharelado em Fisioterapia Hugo Pires-Jr.

Leia mais