CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE NA MATA ATLÂNTICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE NA MATA ATLÂNTICA"

Transcrição

1 PROGRAMAÇÃO I CURSO DE MANEJO E CONSERVAÇÃO DA FAUNA E FLORA COM ÊNFASE PERÍODO: 08 a 13 de Junho de 2015 LOCAL: ITEP 1º DIA SEGUNDA-FEIRA DATA: 08/06/15 HORÁRIO CRONOGRAMA PALESTRANTE 08:00-09:00h Abertura e Apresentação Introdução ao Curso. Distribuição de Material e Informações Gerais. 09:00-12:00h 12:00-14:00h O Processo de Mitigação de Impactos Ambientais: Licenciamento Ambiental, Quadro institucional e Instrumentos Legais. Almoço MSc. Ivan Dornelas Falcone de Melo Engenheiro Cartógrafo MSc. Paulo Alves Silva Filho Geógrafo :00-15:30h Métodos de Coleta e Manejo de Amostras Vegetais: Panorama para a Conservação e Biodiversidade. MSc. Katarina Pinheiro Botânica 15:35-16:00h Coffee Break :10-17:00h Métodos de Captura e Caracteres Morfológicos Importantes para a Identificação e Morfometria de Peixes. MSc. Valdir Paulo Ferreira Filho Ictiólogo

2 2º DIA TERÇA-FEIRA DATA: 09/06/15 HORÁRIO CRONOGRAMA PALESTRANTE 08:00-10:00h Atividade Prática - Coleta de Amostras Vegetais, Plotagem de Parcelas, Trilha Ecológica e Coleta de Peixes. MSc. Katarina Pinheiro - Botânica MSc. Valdir Paulo Ferreira Filho - Ictiólogo 10:15-12:00h Atividade Prática - Processamento do Material Coletado em Aula Prática Laboratório de Ecologia e Biodiversidade - LecoBio. Plantas e Peixes. MSc. Katarina Pinheiro - Botânica MSc. Valdir Paulo Ferreira Filho - Ictiólogo :00-15:30h Atividade Prática: Identificação de Peixes - Laboratório de Ecologia e Biodiversidade LecoBio MSc. Valdir Paulo Ferreira Filho Ictiólogo 15:35-16:00h Coffee Break :10-17:00h Atividade Prática - Práticas em Herbário: Tombamento, Manejo e Conservação de Amostras Vegetais. MSc. Katarina Pinheiro Botânica

3 3º DIA QUARTA-FEIRA DATA: 10/06/15 HORÁRIO CRONOGRAMA PALESTRANTE 08:00-10:00h Práticas com a Tecnologia do Sistema de Posicionamento Global por Satélite GNSS (GPS) - Teoria MSc. Diego Quintino Tecnólogo em Geoprocessamento 10:15-12:00h Práticas com a Tecnologia do Sistema de Posicionamento Global por Satélite GNSS (GPS) - Prática MSc. Diego Quintino Tecnólogo em Geoprocessamento :00-15:30h Anfíbios e Répteis da Mata Atlântica Conservação e Manejo de Espécimes. Igor Tadzio Azevedo Matias - Herpetólogo 15:35-16:00h Coffee Break :10-17:00h Técnicas de Captura e Marcação da Herpetofauna. Igor Tadzio Azevedo Matias - Herpetólogo

4 4º DIA QUINTA-FEIRA DATA: 11/06/15 HORÁRIO 08:00-10:00h CRONOGRAMA A Conservação de Mamíferos Terrestres na Mata Atlântica: Ecologia, Distribuição e Ameaças. PALESTRANTE MSc. Felipe Francisco Gomes da Silva Mastozoólogo 10:15-12:00h Estratégias de Amostragem e Técnicas de Identificação de Mamíferos Silvestres. MSc. Felipe Francisco Gomes da Silva Mastozoólogo :00-15:30h Diversidade, Biologia, Manejo e Identificação de Morcegos. MSc. Edson Silva Barbosa Leal - Mastozoólogo 15:35-16:00h Coffee Break :10-19:00h Principais Métodos de Captura, Equipamentos e Dados Utilizados em Trabalhos com Morcegos (Prática). MSc. Edson Silva Barbosa Leal - Mastozoólogo

5 5º DIA SEXTA-FEIRA DATA: 12/06/15 HORÁRIO CRONOGRAMA PALESTRANTE 08:00-10:00h Aves da Mata Atlântica e sua Conservação. MSc. Pedro Jorge Brainer Carvalho - Ornitólogo 10:15-12:00h Introdução e Princípios Básicos do Anilhamento de Aves. MSc. Pedro Jorge Brainer Carvalho - Ornitólogo :00-15:30h Contenção Física e Química de Animais Selvagens. Polly Ana Celina P. Lima Médica Veterinária 15:35-16:00h Coffee Break :10-17:00h Centro de Triagem: Funcionamento e Perspectivas para Trabalhos de Resgate de Fauna. Polly Ana Celina P. Lima Médica Veterinária

6 6º DIA SÁBADO DATA: 13/06/15 HORÁRIO TITULO PALESTRANTE MSc. Edson Silva Barbosa Leal - Mastozoólogo 08:00-10:00h 10:15-12:00h CAMPO - Avifauna/Herpetofauna/Mastofauna. CAMPO - Avifauna/Herpetofauna/Mastofauna. MSc. Felipe Francisco Gomes da Silva - Mastozoólogo Igor Tadzio Azevedo Matias Herpetólogo MSc. Pedro Jorge Brainer Carvalho - Ornitólogo MSc. Edson Silva Barbosa Leal - Mastozoólogo MSc. Felipe Francisco Gomes da Silva Mastozoólogo Igor Tadzio Azevedo Matias Herpetólogo MSc. Pedro Jorge Brainer Carvalho - Ornitólogo :00-15:30h ENCERRAMENTO + ENTREGA DOS CERTIFICADOS.

7 TEMAS ABORDADOS Principais equipamentos utilizados nos trabalhos com fauna e flora; Principais métodos de captura e marcação de animais silvestres (elastômero fluorescente, microchip, anilhas e brincos); Importância ecológica, econômica e de saúde pública; Procedimentos para identificação e coleta de fauna e flora; Metodologia para preparação de espécimes para coleções científicas e didáticas; Diversidade de fauna e flora no Brasil; Principais espécies que ocorrem no Bioma Mata Atlântica; Manejo, contenção física e química de animais selvagens; Noções de cartografia; Sistema de Posicionamento Global por Satélite GNSS; Operação com receptores do Tipo código C/A (Navegação).

8 OBJETIVOS E DIFERENCIAIS DO CURSO Diagnóstico das principais espécies da flora e da fauna do Bioma Mata Atlântica; Metodologia de capacitação diferenciada, com atividades práticas de campo para captura, coleta, identificação, manejo e coleta de dados, o que proporciona integração contínua e aplicação imediata dos conceitos; Entendimento da relação das etapas de manejo de fauna e flora (levantamento, monitoramento e resgate) com o licenciamento ambiental.

CURSOS PRÁTICAS EM BOTÂNICA PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA ATLÂNTICA CATARINENSE

CURSOS PRÁTICAS EM BOTÂNICA PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA ATLÂNTICA CATARINENSE CURSOS PRÁTICAS EM BOTÂNICA PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA ATLÂNTICA CATARINENSE 17 a 20 de dezembro de 2011 (sábado a terça-feira) 1. Local: RPPN Reserva Volta Velha, município de Itapoá, SC (área total:

Leia mais

Programa de Pesquisa em Biodiversidade Sítio Pernambuco (PEDI) Ana Carolina Lins e Silva anacarol@db.ufrpe.br

Programa de Pesquisa em Biodiversidade Sítio Pernambuco (PEDI) Ana Carolina Lins e Silva anacarol@db.ufrpe.br Programa de Pesquisa em Biodiversidade Sítio Pernambuco (PEDI) Ana Carolina Lins e Silva anacarol@db.ufrpe.br Rede PPBio Mata Atlântica Projeto de Coordenação de Rede Projeto Associado Nordeste BAHIA PERNAMBUCO

Leia mais

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 1º PERÍODO LETIVO AV2 6º ANO

CALENDÁRIO DE AVALIAÇÕES 1º PERÍODO LETIVO AV2 6º ANO 6º ANO 17/04 quarta-feira Ciências 18/04 quinta-feira 19/04 sexta-feira Informática 25/04 quinta-feira Matemática 26/04 sexta-feira Inglês 29/04 segunda-feira Historia 30/04 terça-feira Geografia Música

Leia mais

PCH Senhora do Porto Plano de Controle Ambiental - PCA PROGRAMAS AMBIENTAIS

PCH Senhora do Porto Plano de Controle Ambiental - PCA PROGRAMAS AMBIENTAIS PCH Senhora do Porto Plano de Controle Ambiental - PCA PROGRAMAS AMBIENTAIS 4.8 Programa de Acompanhamento e Resgate de Fauna durante a Limpeza e Enchimento da Área do Reservatório Revisão 00 NOV/2013

Leia mais

SINOPSE DAS OFICINAS

SINOPSE DAS OFICINAS SINOPSE DAS OFICINAS Oficina 1: Título: Diversidade de quelônios do sul do Brasil: Distribuição e ameaças Oficineiras: Raíssa Bressan - bióloga, doutoranda em Biologia Animal pela UFRGS, com experiência

Leia mais

Núcleo Santa Catarina: Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade do Parque Nacional de São Joaquim e Parque Estadual Acaraí

Núcleo Santa Catarina: Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade do Parque Nacional de São Joaquim e Parque Estadual Acaraí Núcleo Santa Catarina: Avaliação e Monitoramento da Biodiversidade do Parque Nacional de São Joaquim e Parque Estadual Acaraí Instituição Executora: UFSC - Universidade Federal de Santa Catarina Instituições

Leia mais

Abril / 2016. 25 Segunda-feira 17h, 18h e 19h 25 e 26/04. 27 Quarta-feira 17h, 18h e 19h 27 e 28/04. 29 Sexta-feira 17h, 18h e 19h 29/04 e 02/05

Abril / 2016. 25 Segunda-feira 17h, 18h e 19h 25 e 26/04. 27 Quarta-feira 17h, 18h e 19h 27 e 28/04. 29 Sexta-feira 17h, 18h e 19h 29/04 e 02/05 Cursos Abril / 2016 25 Segunda-feira 17h, e 19h 25 e 26/04 27 Quarta-feira 17h, e 19h 27 e 28/04 29 Sexta-feira 17h, e 19h 29/04 e 02/05 Cursos Maio / 2016 02 Segunda-feira 17h, e 19h 02 e 03/05 04 Quarta-feira

Leia mais

A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS)

A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS) Praia Grande, 29 de Agosto de 2014. A/C Sr. Marcos Vinicius de Mello - Gerente Setorial de Meio Ambiente PETROBRAS Unidade Operacional da Bacia de Santos (UO-BS) Endereço Ref: Resposta ao PAR 02022.000373/2014-61

Leia mais

Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global

Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global II Congresso de Mineração da Amazônia Mineração e Biodiversidade: lições aprendidas por uma mineradora global Vânia Somavilla Vale - Diretora de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Novembro de

Leia mais

CONTEÚDO 1.1 OBJETIVOS...1.1 1.2 ESTRUTURA DO DOCUMENTO...1.2 1.3 ESTRUTURA DOS PROGRAMAS AMBIENTAIS...1.3 3.1 INTRODUÇÃO...3.1

CONTEÚDO 1.1 OBJETIVOS...1.1 1.2 ESTRUTURA DO DOCUMENTO...1.2 1.3 ESTRUTURA DOS PROGRAMAS AMBIENTAIS...1.3 3.1 INTRODUÇÃO...3.1 CONTEÚDO Pág. 1 INTRODUÇÃO...1.1 1.1 OBJETIVOS...1.1 1.2 ESTRUTURA DO DOCUMENTO...1.2 1.3 ESTRUTURA DOS PROGRAMAS AMBIENTAIS...1.3 2 CONTEXTO GEOGRÁFICO...2.1 3 CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO MINERAL...3.1

Leia mais

Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO

Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO Título do projeto: Educação Ambiental e Difusão Científica da Biodiversidade da Mata Atlântica no Museu de Biologia Prof. Mello Leitão BIOAÇÃO Proponente: Sociedade de Amigos do Museu de Biologia Mello

Leia mais

Biotecnologia Ambiental

Biotecnologia Ambiental Ambiental 1º MÓDULO 27 28 29 (AGOSTO) Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira (27/08) Sexta-feira (28/08) Sábado (29/08) //Marco //Marco Ambiental 2º MÓDULO 17 18 19 (SETEMBRO) Segunda-feira

Leia mais

Gato-do-mato-pequeno. Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação. Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes

Gato-do-mato-pequeno. Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação. Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes Zoo é notícia Ano 3 - No. 8 - Junho 2013 Gato-do-mato-pequeno Filhote de menor felino do Brasil nasce na Fundação Congresso ALPZA recebe mais de 400 participantes - Mestrado Profissional em parceria com

Leia mais

PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA COM ARAUCÁRIA. 21 e 22 de abril de 2012 (sábado e domingo) NOVA PETRÓPOLIS, RS

PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA COM ARAUCÁRIA. 21 e 22 de abril de 2012 (sábado e domingo) NOVA PETRÓPOLIS, RS PRÁTICAS EM BOTÂNICA NA MATA COM ARAUCÁRIA 21 e 22 de abril de 2012 (sábado e domingo) NOVA PETRÓPOLIS, RS 1. LOCAL Estadia, alimentação, laboratório e sala de aula Hospedaria Bom Pastor Linha Brasil Nova

Leia mais

Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção

Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção Ações de Conservação da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção Diretoria de Fauna e Recursos Pesqueiros DIFAP Rômulo Mello Coordenção Geral de Fauna CGFAU Ricardo Soavinski Coordenação de Conservação da

Leia mais

TÍTULO: MONITORAMENTO DA FAUNA SILVESTRE ATROPELADA NAS RODOVIAS BR-277, PR-508 E PR-407, NO LITORAL DO PARANÁ.

TÍTULO: MONITORAMENTO DA FAUNA SILVESTRE ATROPELADA NAS RODOVIAS BR-277, PR-508 E PR-407, NO LITORAL DO PARANÁ. TÍTULO: MONITORAMENTO DA FAUNA SILVESTRE ATROPELADA NAS RODOVIAS BR-277, PR-508 E PR-407, NO LITORAL DO PARANÁ. INTRODUÇÃO O Brasil figura com louvor entre os países que detêm as maiores biodiversidades

Leia mais

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção

Conservação das Espécies Ameaçadas de Extinção Programa 0508 Biodiversidade e Recursos Genéticos - BIOVIDA Objetivo Promover o conhecimento, a conservação e o uso sustentável da biodiversidade e dos recursos genéticos e a repartição justa e eqüitativa

Leia mais

PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DE AUTORIZAÇÕES DE CAPTURA, COLETA E TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLÓGICO NO ÂMBITO DO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL

PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DE AUTORIZAÇÕES DE CAPTURA, COLETA E TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLÓGICO NO ÂMBITO DO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DIRETORIA DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DILIC PROCEDIMENTO PARA EMISSÃO DE AUTORIZAÇÕES DE CAPTURA, COLETA E TRANSPORTE DE MATERIAL BIOLÓGICO NO ÂMBITO DO PROCESSO DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL 1. Esse documento

Leia mais

Semana do Meio Ambiente do Jardim Botânico de Brasília JBB

Semana do Meio Ambiente do Jardim Botânico de Brasília JBB CONVITE Semana do Meio Ambiente do Jardim Botânico de Brasília JBB 05 a 10 de Junho de 2011, das 09 às 17h Jardim Botânico de Brasília SMDB Conjunto 12 Lago Sul Informações: 3366-1438 jardimbotanicodebrasilia@gmail.com

Leia mais

FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL

FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL FUNDAÇÃO TOYOTA DO BRASIL Criada em 2009 Unificação dos esforços sociais da Toyota do Brasil Respeito pelo meio ambiente Contribuir com o desenvolvimento sustentável Promover a sustentabilidade, por meio

Leia mais

Monitoramento de Biodiversidade. Por Paulo Henrique Bonavigo

Monitoramento de Biodiversidade. Por Paulo Henrique Bonavigo Monitoramento de Biodiversidade Por Paulo Henrique Bonavigo CDB Convenção da Diversidade Biológica (Eco 92). Metas de Aichi 2020. 5 objetivos estratégicos A. Tratar das causas fundamentais de perda de

Leia mais

Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a

Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a Portfólio 2014 APRESENTAÇÃO Composta por profissionais qualificados com experiência na área ambiental, a Biophilium Consultoria Ambiental Ltda realiza estudos técnicos voltados para o licenciamento de

Leia mais

Extensão do Sistema de Metadados para Recursos Naturais

Extensão do Sistema de Metadados para Recursos Naturais Extensão do Sistema de Metadados para Recursos Naturais Andreia Fernandes da Silva (IBGE/DI/COBAD) Celso José Monteiro Filho (IBGE/DGC/CREN) Hesley da Silva Py (IBGE/DI/COBAD) Resumo Tendo em vista a grande

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA

EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO SERIDÓ CERES DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA DGEO PROJETO EDUCAÇÃO AMBIENTAL, RESGATAR A IMPORTÂNCIA DO BIOMA CAATINGA Caicó/RN 2015 UNIVERSIDADE

Leia mais

CONTRATAÇÃO DE INSTRUTORES NA ÁREA AMBIENTAL PARA SERVIÇOS DE CONSULTORIA.

CONTRATAÇÃO DE INSTRUTORES NA ÁREA AMBIENTAL PARA SERVIÇOS DE CONSULTORIA. CONTRATAÇÃO DE INSTRUTORES NA ÁREA AMBIENTAL PARA SERVIÇOS DE CONSULTORIA. 1. OBJETIVO Contratação de profissionais com formação nas áreas de ciências biológicas, florestais, agronômicas, econômicas e

Leia mais

Escala horária de propaganda em rede para televisão 08/10/2010 a 29/10/2010

Escala horária de propaganda em rede para televisão 08/10/2010 a 29/10/2010 Justiça Eleitoral Página 1 de 5 Cargo: Presidente Data da propaganda: 08/10/2010 SEXTA-FEIRA PARA O BRASIL SEGUIR MUDANDO 13:00:00 13: 20:30:00 20:40:00 O Brasil Pode Mais 13: 13:20:00 20:40:00 20:50:00

Leia mais

Biotecnologia Agroalimentar/Agroindustrial

Biotecnologia Agroalimentar/Agroindustrial /Agroindustrial 1º MÓDULO 27 28 29 (AGOSTO) Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira (27/08) Sexta-feira (28/08) Sábado (29/08) II: II: /Agroindustrial 2º MÓDULO 17 18 19 (SETEMBRO) Segunda-feira

Leia mais

Compilar, organizar e disponibilizar os resultados das pesquisas científicas sobre a Unidade de Conservação;

Compilar, organizar e disponibilizar os resultados das pesquisas científicas sobre a Unidade de Conservação; 4. PROGRAMAS DE MANEJO 4.1 PROGRAMA DE PESQUISA Objetivo Geral Visa dar suporte, estimular a geração e o aprofundamento dos conhecimentos científicos sobre os aspectos bióticos, abióticos, sócio-econômicos,

Leia mais

Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves

Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves Programa de Estágio em Educação Ambiental Jardim Zoobotânico de Toledo Parque das Aves Estamos cadastrando alunos cursando Biologia interessados em trabalhar em atividades monitoradas em Ed.Ambiental no

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS

PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE CIÊNCIAS 7º ANO PROFESSORA: LUCIANA PERES

Leia mais

Horário dos Cursos Técnicos da Escola Técnica Estadual de Educação Profissional e Tecnológica/SECITEC

Horário dos Cursos Técnicos da Escola Técnica Estadual de Educação Profissional e Tecnológica/SECITEC I Adm Geral Implantação e Manejo Encerra Inglês segunda-feira, 30 de março de 2015 terça-feira, 31 de março de 2015 quarta-feira, 1 de abril de 2015 quinta-feira, 2 de abril de 2015 Inglês Sanidade Animal

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO CTASP. PROJETO DE LEI N o 2.593, DE 2011

CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO CTASP. PROJETO DE LEI N o 2.593, DE 2011 PROJETO DE LEI N o 2.593, DE 2011 Altera a delimitação da Reserva Particular do Patrimônio Natural Emílio Einsfeld Filho em Santa Catarina e dá outras providências. Autor: Deputado Onofre Santo Agostini

Leia mais

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. COORDENADORA Mara Garcia Tavares mtavares@ufv.br

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. COORDENADORA Mara Garcia Tavares mtavares@ufv.br CIÊNCIAS BIOLÓGICAS COORDENADORA Mara Garcia Tavares mtavares@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2009 117 Bacharelado ATUAÇÃO O Bacharelado em Ciências Biológicas tem como objetivo principal formar e capacitar

Leia mais

EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA.

EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA. EDITAL N 01/2008/INPA CONCURSO PÚBLICO ANEXO I VAGAS CONFORME AS CARREIRAS E PERFIS CORRESPONDENTES E LISTA DE TEMAS PARA PROVA ESCRITA. 1. CARREIRA DE PESQUISA EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA CARGO DE PESQUISADOR

Leia mais

Getulio de Assis Gurgel

Getulio de Assis Gurgel Getulio Av. Parque Águas Claras Qd. 105 Lt. 2495 Bl. B apt o 202. CEP: 71.930-000 Fone(s): +55(61) 8111-0373. getulio.gurgel@yahoo.com.br Informações Pessoais Pós Graduando em Avaliação de Flora e Fauna

Leia mais

Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF

Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF Glossário das Camadas do SISTEMA CADEF Imagem dos Corredores Ecológicos: Exibe a imagem de satélite baixa resolução de SPOT-5, adquirida em 2005. Esta imagem está como padrão defaut ao iniciar o sistema,

Leia mais

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO

CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO CONCEPÇÕES SOBRE CERRADO 1 LEICHTWEIS, Kamila Souto 2 TIRADENTES, Cibele Pimenta 3 INTRODUÇÃO A educação ambiental envolve atividades educativas que visam informar sobre o meio ambiente e suas relações.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS 1 o PERÍODO (Bacharelado em Ciências ) 2 o SEMESTRE/2012 Animal I Inorgânica* Inorgânica Vegetal I* Fundamentos Ciência do Animal I Inorgânica* Inorgânica Vegetal I* Fundamentos Ciência do Animal I* Sociedade

Leia mais

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02

Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo. Número de Inscrição: PMP71327G02 Banco de dados virtual para enriquecimento do levantamento de fauna no Município de São Paulo Número de Inscrição: PMP71327G02 Introdução Divisão Técnica de Medicina Veterinária e Manejo da Fauna Silvestre(DEPAVE-3)

Leia mais

UNIVERSIDADE IGUAÇU Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde TÍTULO. Roney Rodrigues Guimarães Professor Orientador

UNIVERSIDADE IGUAÇU Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde TÍTULO. Roney Rodrigues Guimarães Professor Orientador UNIVERSIDADE IGUAÇU Faculdade de Ciências Biológicas e da Saúde PROJETO DE PESQUISA TÍTULO COMPOSIÇÃO E ESTRUTURA DA ICTIOFAUNA DO PARQUE MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU, ESTADO DO RIO DE JANEIRO, BRASIL. Roney

Leia mais

O Guia de Boas Práticas em Licenciamento Ambiental e Meio Ambiente Vale

O Guia de Boas Práticas em Licenciamento Ambiental e Meio Ambiente Vale O Guia de Boas Práticas em Licenciamento e Meio Ambiente Vale CONTEXTO E OBJETOS DO GUIA Guia de Boas Práticas em Licenciamento e Meio Ambiente Vale Contexto e Objetos do Guia O Guia de Boas Práticas em

Leia mais

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução

PRIMEIRA CIRCULAR. Introdução PRIMEIRA CIRCULAR Introdução A Universidade de Santa Cruz do Sul UNISC, através do Pólo de Modernização Tecnológica Vale do Rio Pardo - e do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental, sediará o

Leia mais

1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal

1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal 1º Seminário Catarinense sobre a Biodiversidade Vegetal Ações do Governo Federal Visando à Valorização e Conservação da Biodiversidade Vegetal João de Deus Medeiros joao.medeiros@mma.gov.br Departamento

Leia mais

Figura1: Trajeto da Trilha da Saracura com seus respectivos pontos interpretativos.

Figura1: Trajeto da Trilha da Saracura com seus respectivos pontos interpretativos. PLANEJAMENTO E IMPLANTAÇÃO DE UMA TRILHA INTERPRETATIVA NA MATA ATLÂNTICA PARA ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS RIO DO SUL Autores: Alessandra Lariza KRUG, Marcelo

Leia mais

Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical

Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical Centro de Conhecimento em Biodiversidade Tropical - Ecotropical Realização: Instituto Energias do Brasil Endereço: Rua Bandeira Paulista, 530 11º andar CEP: 04532-001 São Paulo São Paulo, Brasil. Responsável:

Leia mais

I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA

I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA I SIMPÓSIO DA REDE PPBio MATA ATLÂNTICA 11 de Agosto de 2015 Sandro Muniz Biólogo Gestor de Unidade de Conservação DEMANDAS DAS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO PN Serra da Lontra PEIG Hidrogeologia Conhecer

Leia mais

Calendário de Provas 2014

Calendário de Provas 2014 Calendário de Provas 1º BIMESTRE (de 27/01/ a 02/04/) 25 de Fevereiro Terça-feira Horário de Aula Produção Textual 26 de Fevereiro Quarta-feira P1 de Português 27 de Fevereiro Quinta-feira Horário de Aula

Leia mais

Criação e Comércio de ANIMAIS Silvestres e Exóticos no Brasil.. Processo de Licenciamento. Gerenciamento. Mercado

Criação e Comércio de ANIMAIS Silvestres e Exóticos no Brasil.. Processo de Licenciamento. Gerenciamento. Mercado Criação e Comércio de ANIMAIS Silvestres e Exóticos no Brasil. Processo de Licenciamento. Gerenciamento. Mercado ABRASE Associação Brasileira de Criadores e Comerciantes De Animais Silvestres e Exóticos

Leia mais

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA

II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA II SIMPÓSIO NACIONAL DE FORMAÇÃO E EDUCACAO CONTINUADA EM MEDICINA VETERINÁRIA ESCOLA SUPERIOR SÃO FRANCISCO DE ASSIS - ESFA Caracterização: A formação continuada é uma maneira de complementar a formação

Leia mais

HORÁRIO DE AULAS 2º SEMESTRE DE 2015 CURSO: PEDAGOGIA TURNO: NOTURNO 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira

HORÁRIO DE AULAS 2º SEMESTRE DE 2015 CURSO: PEDAGOGIA TURNO: NOTURNO 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira 1º PERÍODO HORA Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Leitura e Produção de Textos Leitura e Produção de Textos Pesquisa e Construção do Conhecimento Cargo 5 Pesquisa e Construção

Leia mais

Até 20 vagas (de acordo com a disponibilidade dos orientadores) Apresentação. Objetivos. Bolsas. Número de Vagas

Até 20 vagas (de acordo com a disponibilidade dos orientadores) Apresentação. Objetivos. Bolsas. Número de Vagas Exame de Seleção para o Programa de Pós-graduação em Zoologia de Vertebrados PUC Minas Área de Concentração: Zoologia de Vertebrados de Ambientes Impactados Nível: Mestrado strictu sensu Apresentação Início

Leia mais

Especialização em Desenvolvimento Sustentável e Manejo Ambiental

Especialização em Desenvolvimento Sustentável e Manejo Ambiental Especialização em Desenvolvimento Sustentável e Manejo Ambiental 3ª Edição - 2013 Finalmente um curso construído para um entendimento real da situação ambiental e das formas de manejo, com ênfase nas questões

Leia mais

INFORMAÇÕES BÁSICAS DA PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DA FLORESTA NACIONAL DE PASSA QUATRO MG

INFORMAÇÕES BÁSICAS DA PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DA FLORESTA NACIONAL DE PASSA QUATRO MG INFORMAÇÕES BÁSICAS DA PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DA FLORESTA NACIONAL DE PASSA QUATRO MG (Desde de 2005 vem sendo discutida a proposta de ampliação da Flona de Passa Quatro, ano em que foi elaborado o projeto

Leia mais

O desmatamento das florestas tropicais responde por 25% das emissões globais de dióxido de carbono, o principal gás de efeito estufa.

O desmatamento das florestas tropicais responde por 25% das emissões globais de dióxido de carbono, o principal gás de efeito estufa. Biodiversidade Introdução Na Estratégia Nacional para a Biodiversidade, desenvolvida pelo Ministério do Meio Ambiente, acordou-se que o Brasil deve dar ênfase para seis questões básicas: conhecimento da

Leia mais

HORÁRIOS DE AULA ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÃO 1º SEMESTRE/2013

HORÁRIOS DE AULA ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÃO 1º SEMESTRE/2013 HORÁRIOS DE AULA ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÃO 1º SEMESTRE/2013 FACIT 1º Período Engenharia de Telecomunicações Metodologia Científica (Prof. Eduardo Simões) Introdução Computação (Prof. Renato) Introdução

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio da Água, o ar, as rochas e o solo - materiais terrestres, o aluno deve ser capaz de: Compreender a Terra como um planeta especial

Leia mais

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2

EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA. Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 37 EXTINÇÃO DA FAUNA BRASILEIRA Djenicer Alves Guilherme 1, Douglas Luiz 2 Resumo: Com a urbanização, o tráfico nacional e internacional de espécies e exploração dos recursos naturais de maneira mal planejada

Leia mais

BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864)

BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864) BOTO-CINZA: SOTALIAGUIANENSIS (VAN BÉNÉDEN, 1864) Juliana Ywasaki Lima Leonardo Serafim da Silveira Boto-cinza: Sotaliaguianensis (Van Bénéden, 1864) Juliana Ywasaki Lima, MV, MSc., Doutoranda do Programa

Leia mais

Semana do Meio Ambiente no Jardim Botânico do Rio de Janeiro

Semana do Meio Ambiente no Jardim Botânico do Rio de Janeiro Semana do Meio Ambiente no Jardim Botânico do Rio de Janeiro De 2 a 10 de junho Jardim comemora Semana do Meio Ambiente com várias atividades, lançamento de nova plataforma virtual e reabertura do Centro

Leia mais

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS

CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS CURSO DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO E CONSERVAÇÃO DE RECURSOS HÍDRICOS EM REGIÕES HIDROGRÁFICAS DO ESTADO DO AMAZONAS UM CONVITE PARA O CONHECIMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS AMAZÔNICOS! OBJETIVO GERAL Capacitar

Leia mais

Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab.

Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab. Adoção de Requisitos da Qualidade e Produtividade em Software no Programa BIOTA-MS, Através de Implantação da Fábrica de Software do Batlab. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul Campo Grande - MS

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DAS EXCURSÕES COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA UMA EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL

A IMPORTÂNCIA DAS EXCURSÕES COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA UMA EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL A IMPORTÂNCIA DAS EXCURSÕES COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA UMA EXPERIÊNCIA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL Fábio Martinho da Silva (1); Maria Janoelma França Gomes (2); Nahum Isaque dos S. Cavalcante (3); Rafael Trindade

Leia mais

RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013

RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013 RESOLUÇÃO CONEPE nº 005/2013 Aprova alterações na grade curricular do Curso de Bacharelado em Ciências Biológicas, Ênfase Biologia Marinha e e Ênfase Gestão Ambiental Marinha e. O Conselho de Ensino, Pesquisa

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NA CONCEPÇÃO DE DISCENTES, DE UMA ESCOLA LOCALIZADA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO.

CARACTERIZAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NA CONCEPÇÃO DE DISCENTES, DE UMA ESCOLA LOCALIZADA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO. CARACTERIZAÇÃO DO BIOMA CAATINGA NA CONCEPÇÃO DE DISCENTES, DE UMA ESCOLA LOCALIZADA NO SEMIÁRIDO PARAIBANO. OLIVEIRA, Mayara Cecile Nascimento¹-UEPB SILVA, Renata Lima Machado¹-UEPB CARLOS, Angélica Cardoso

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. Análise Ambiental

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. Análise Ambiental PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Análise Ambiental Belo Horizonte, Novembro/2008 1 SUMÁRIO Nível do Curso... 3 Titulação... 3 Direção e Coordenação... 3 Apresentação... 4 Foco do Curso... 4 Objetivos do Curso...

Leia mais

CALENDÁRIO DAS AVALIAÇÕES II UNIDADE

CALENDÁRIO DAS AVALIAÇÕES II UNIDADE 6º ANO M1 / M2 / T1 11/05 Segunda-feira: 6º M1 1ª e 2ª Aulas 6º M2 3ª e 4ª Aulas 6º T1 1ª e 2ª Aulas 18/05 Segunda-feira Redação e Lógica 1ª e 2 ª aulas 16/06 Terça feira Matemática Básica 17/06 Quarta-feira

Leia mais

2.080 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/2013

2.080 H/AULA (*) CURRÍCULO PLENO/2013 Curso: Graduação: Regime: Duração: MATRIZ CURRICULAR GESTÃO AMBIENTAL (Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança) TECNOLÓGICA SERIADO ANUAL - NOTURNO 3 (TRÊS) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Ministério do Meio Ambiente IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Unidade de Conservação Área geograficamente estabelecida para se alcançar um objetivo específico de conservação por meio do uso controlado dos recursos biológicos

Leia mais

UM ANO DE RESULTADOS

UM ANO DE RESULTADOS Ano II N º 16 Dezembro de 2014 EDIÇÃO ESPECIAL UM ANO DE RESULTADOS Com o empenho de pessoas, auxílio de equipamentos e tecnologias de ponta, trabalhos pioneiros foram realizados em diversos âmbitos, como

Leia mais

Núcleo Acre: conhecendo a biota regional e preenchendo. lacunas na informação sobre biodiversidade

Núcleo Acre: conhecendo a biota regional e preenchendo. lacunas na informação sobre biodiversidade Núcleo Acre: conhecendo a biota regional e preenchendo SIMPÓSIO DE INTEGRAÇÃO PPBIO-CENBAM - OUT/2010 lacunas na informação sobre biodiversidade Marcos Silveira - coordenador Flávio Obermuller - bolsista

Leia mais

Grupo de Ecologia Ambiental

Grupo de Ecologia Ambiental Grupo de Ecologia Ambiental Queremos nosso planeta feliz! LUCAS MARTINS MIRANDA MATEUS MARQUES DOS SANTOS ORIENTAÇÃO: ELIAS ALVES DE SOUZA Goianésia, 2014 INTRODUÇÃO Atualmente, no planeta, o ser humano

Leia mais

Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011

Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011 Deliberação CONSEMA Normativa 2, de 9-11-2011 289ª Reunião Ordinária do Plenário do CONSEMA Dispõe sobre a elaboração e a atualização de lista de espécies exóticas com potencial de bioinvasão no Estado

Leia mais

AVALIAÇÃO RÁPIDA ESTRATÉGICA (ARE) PARA CRIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

AVALIAÇÃO RÁPIDA ESTRATÉGICA (ARE) PARA CRIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO AVALIAÇÃO RÁPIDA ESTRATÉGICA (ARE) PARA CRIAÇÃO DE UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Informações do Processo: Nome do Interessado: Nº do Processo: Data / de 20 Município: Localidade: Vistoria: Data: / / 20 Técnicos

Leia mais

Programação. De 24 a 27 de novembro de 2015 São Paulo - SP

Programação. De 24 a 27 de novembro de 2015 São Paulo - SP Programação De 24 a 27 de novembro de 2015 São Paulo - SP PROGRAMAÇÃO - III Semana de Qualidade da Informação do Transporte Aéreo Dia 24/11/2015, terça-feira Cerimônia de Abertura 09:00 10:00 Credenciamento

Leia mais

Espanhol Nara. Prod. Texto. Jullyana

Espanhol Nara. Prod. Texto. Jullyana Horário de aulas do 6 Ano Ensino Fundamental ao 3ª Ensino Médio Segunda- feira Segunda - feira Ed. Ed. 4 aula Ed. Ed. Ed. Terça- feira - Terçafeira Ed. Ed. 4 aula Ed. Ed. Ed. Quarta-feira Quartafeira Ed.

Leia mais

Impactos Significativos Licenciamento Ambiental - EIA

Impactos Significativos Licenciamento Ambiental - EIA Impactos Significativos Licenciamento Ambiental - EIA Principais etapas do planejamento de um EIA PLANEJAMENTO caracterização das alternativas caracterização preliminar ao empreendimento do ambiente identificação

Leia mais

I - Centros com expertise técnico-científica em biomas, ecossistemas ou manejo sustentado dos recursos naturais.

I - Centros com expertise técnico-científica em biomas, ecossistemas ou manejo sustentado dos recursos naturais. Nº 170, sexta-feira, 4 de setembro de 2009 ISS 1677-7042 PORTARIA o- 78, DE 3 DE SETEMBRO DE 2009 O PRESIDENTE DO INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE, no uso de suas atribuições, Considerando

Leia mais

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão

SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO. Missão SÍNTESE PROJETO PEDAGÓGICO Curso: Gestão Ambiental campus Angra Missão O Curso Superior de Tecnologia em Gestão Ambiental da Universidade Estácio de Sá tem por missão a formação de Gestores Ambientais

Leia mais

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas. Definição dos objetos conservação. Definição de metas de importância relativa de cada objeto. Definição das principais fontes de dados/informações

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA Nº 007 Consultoria especializada (pessoa física) para elaborar e implantar novas metodologias

Leia mais

Relação Animal x Cativeiro

Relação Animal x Cativeiro Relação Animal x Cativeiro Criatório científico de Animais Silvestres Departamento de Veterinária Universidade Federal de Viçosa Casa 01 Vila Secundino, Campus Universitário Cep 36571-000. Tel : 0XX31

Leia mais

CET - Qualidade Ambiental

CET - Qualidade Ambiental CET - Qualidade Ambiental Calendário Escolar Horário (h) Dia Mês Dia Semana Manhã Tarde Tarde Sala 13-Out Segunda-feira Gestão Res Sólidos 14.00-17.00 G4-S0/02 14-Out Terça-feira Ecologia, Cons Ecoturismo

Leia mais

Fauna Silvestre no Ambiente Urbano: licenciamento ambiental. Dra. Renata Cardoso Vieira

Fauna Silvestre no Ambiente Urbano: licenciamento ambiental. Dra. Renata Cardoso Vieira Fauna Silvestre no Ambiente Urbano: licenciamento ambiental Dra. Renata Cardoso Vieira Tipologia de Estudos EIA /RIMA laudo de fauna monitoramento de fauna resgate de fauna IN 146/2007 IBAMA Licenciamento

Leia mais

Estudo Sistemático, Paleoecológico e Geocronológico de Invertebrados Fósseis da Gruta do Urso Fóssil, no Parque Nacional de Ubajara/CE, Brasil

Estudo Sistemático, Paleoecológico e Geocronológico de Invertebrados Fósseis da Gruta do Urso Fóssil, no Parque Nacional de Ubajara/CE, Brasil Ministério do Meio Ambiente - MMA Insituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade - SISBIO Parque Nacional de Ubajara Autorização para

Leia mais

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas, e fonte de imenso

A Biodiversidade é uma das propriedades fundamentais da natureza, responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas, e fonte de imenso Biodiversidade Pode ser definida como a variedade e a variabilidade existente entre os organismos vivos e as complexidades ecológicas nas quais elas ocorrem. Pode ser entendida como uma associação de vários

Leia mais

HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS 09, 10 E 11 DE DEZEMBRO DE 2015 SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS 09, 10 E 11 DE DEZEMBRO DE 2015 SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL HORÁRIO DE TIRA DÚVIDAS PARA EXAMES FINAIS SEXTO ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 7h30min às 8h20min LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA 8h20min às 9h05min LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA INGLÊS GEOGRAFIA 10h15min às 11h05min

Leia mais

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador

Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Instituição executora do projeto: Centro de Pesquisas Ambientais do Nordeste (CEPAN) Coordenador Geral: Felipe Pimentel Lopes de Melo Coordenador Técnico: Maria das Dores de V. C. Melo Coordenação Administrativa-Financeira:

Leia mais

Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga

Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga Origem, Evolução e Diversidade da Fauna do Bioma Caatinga Adrian Antonio Garda Departamento de Zoologia Laboratório de Anfíbios e Répteis Universidade Federal do Rio Grande do Norte Estrutura da apresentação

Leia mais

Cálculo II (Leandro Teles Antunes dos Santos) Álgebra Linear (José Roberto Lima) Cálculo II (Leandro Teles Antunes dos Santos)

Cálculo II (Leandro Teles Antunes dos Santos) Álgebra Linear (José Roberto Lima) Cálculo II (Leandro Teles Antunes dos Santos) - 2º PERÍODO Química II (PB) Álgebra Linear (José Roberto Lima) Topografia I (A) Desenho Técnico (B) Química II Álgebra Linear (José Roberto Lima) Topografia I (A) Desenho Técnico (B) Sociologia (Mirian

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA ESTUDO DOS COMPONENTES LENHOSOS NA COBERTURA VEGETAL DA ENCOSTA DA FACULDADE MACHADO SOBRINHO, JUIZ DE FORA, MINAS GERAIS, BRASIL

PROJETO DE PESQUISA ESTUDO DOS COMPONENTES LENHOSOS NA COBERTURA VEGETAL DA ENCOSTA DA FACULDADE MACHADO SOBRINHO, JUIZ DE FORA, MINAS GERAIS, BRASIL PROJETO DE PESQUISA Professor Flávio José Soares Júnior Biólogo graduado pela Universidade Federal de Juiz de Fora; Mestre em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Viçosa; Doutorando em Botânica

Leia mais

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT

Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT Universidade de Aveiro Projeto BRIGHT ACÇÃO E.2 Monitorização e Avaliação de Resultados do Projeto Objetivos UA -Monitorização e Avaliação de Resultados do Projeto:

Leia mais

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária

FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA. Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Ano Base: 2013 FACULDADES INTEGRADAS TERESA D ÁVILA NÚCLEO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA Formulário para Registro de Projetos de Extensão Universitária Título do Projeto: Biodiversidade Tipo de Projeto: projeto

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO DO PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO MORCEGUINHO-DO-CERRADO

SUMÁRIO EXECUTIVO DO PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO MORCEGUINHO-DO-CERRADO SUMÁRIO EXECUTIVO DO PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA A CONSERVAÇÃO DO MORCEGUINHO-DO-CERRADO O Brasil como país megadiverso é responsável pela gestão do maior patrimônio natural do mundo. São mais de 120 mil

Leia mais

23/11/2015 Segunda-feira BLOCO H 3P (CIMBA) 24/11/2015 Terça-Feira Manhã BLOCO H 3P (CIMBA) 24/11/2015 Terça-Feira Tarde BLOCO H 3P (CIMBA)

23/11/2015 Segunda-feira BLOCO H 3P (CIMBA) 24/11/2015 Terça-Feira Manhã BLOCO H 3P (CIMBA) 24/11/2015 Terça-Feira Tarde BLOCO H 3P (CIMBA) PROGRAMAÇÃO DO 11º SEMINÁRIO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA UFT Organização: Coordenação de Iniciação Científica CÂMPUS DE ARAGUAÍNA E TOCANTINÓPOLIS 23 A 25/11/2015 23/11/2015 Segunda-feira A partir das 13:00

Leia mais

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 002358 - ECOLOGIA E ANALISE AMBIENTAL Nivel: Superior

PLANO DE ESTAGIO INTEGRADO A PROPOSTA PEDAGOGICA DO CURSO. Curso: 002358 - ECOLOGIA E ANALISE AMBIENTAL Nivel: Superior (1) Auxiliar na analise de relatorios de pesquisa mineral (1) Preencher relatorios tecnicos (1) Acompanhar programas de pesquisa ambiental (1) Acompanhamento supervisionado para elaborar planilhas e relatorios

Leia mais

1. PROGRAMA DE PRESERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE ECOSSISTEMAS

1. PROGRAMA DE PRESERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE ECOSSISTEMAS 1. PROGRAMA DE PRESERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DE ECOSSISTEMAS O Programa de Preservação e Recuperação de Ecossistemas visa o aumento da biodiversidade e a recuperação da paisagem. É composto por um conjunto

Leia mais

Biologia da Conservação

Biologia da Conservação Biologia da Conservação Prof. Alexandre R. T. Palma Conservação de espécies Introdução Conservação in-situ Conservação ex-situ Biologia da Conservação Prof. Alexandre R. T. Palma Conservação de espécies

Leia mais

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020. São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Convenção sobre Diversidade Biológica: O Plano de Ação de São Paulo 2011/2020 SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE São Paulo, 06 de março de 2.012 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Contexto Convenção sobre Diversidade

Leia mais

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos

PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos PROGRAMA PETROBRAS SOCIOAMBIENTAL: Desenvolvimento Sustentável e Promoção de Direitos Pra começo de conversa, um video... NOVO PROGRAMA Programa Petrobras SOCIOAMBIENTAL 2014-2018 3 ELABORAÇÃO DO NOVO

Leia mais

PORTARIA N o 51, DE 7 DE OUTUBRO DE 2008. (publicada no DOU de 8/10/2008, seção I, página 57)

PORTARIA N o 51, DE 7 DE OUTUBRO DE 2008. (publicada no DOU de 8/10/2008, seção I, página 57) PORTARIA N o 51, DE 7 DE OUTUBRO DE 2008. (publicada no DOU de 8/10/2008, seção I, página 57) A SECRETÁRIA DE ORÇAMENTO FEDERAL, tendo em vista a autorização constante do art. 60, inciso III, da Lei n

Leia mais