Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H"

Transcrição

1 Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II Carga Horária total 75H PLANO DE CURSO I - EMENTA Gráficos e diagramas; Cartogramas; Nivelamento topográfico; Interpretação de imagens; Noções de Geoprocessamento; O Sistema de Informação Geográfica e sua aplicação no ensino de geografia; Resolução de problemas. OBJETIVOS: II OBJETIVOS GERAIS Possibilitar ao aluno a compreensão dos conteúdos básicos da disciplina leituras cartográficas II e sua aplicabilidade no que tange a prática de ensino em Geografia. Mediar através de um ambiente virtual de ensino e aprendizagem conteúdos básicos de Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas II tornando a disciplina compreensível. III - CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1 MAQUETES: AS REPRESENTAÇOES DO RELEVO EM TERECEIRA DIMENSÃO Compreender a importância das representações analógicas do relevo terrestre para o estudo e a compreensão da paisagem Entender passo a passo as etapas do processo de construção de uma maquete analógica Entender como o professor de Geografia pode se utilizar das representações do relevo no ensino de diferentes temas geográficos Analisar os resultados que podem ser obtidos ao se ensinar Geografia, dispondo-se de uma representação do relevo em terceira dimensão. 2- AS REPRESENTAÇOES TRIDIMENCIONAIS DIGITAIS DO RELEVO 2.1- Saber os conceitos de representação tridimensional do relevo Entender as principais aplicações da representação cartográfica em três dimensões Compreender as vantagens da representação dimensões tridimensional em relação àquela feita em duas em duas dimensões

2 3- OS CARTOGRAMASTEMÁTICOS QUALITATIVOS E A ANÁLISES GEOGRÁFICA Caracterizar as representações cartográficas de natureza qualitativa dos fenômenos geográficos Identificar os principais usos das representações cartográficas qualitativas no ensino da Geografia Entender a importância dessas representações no processo de produção do conhecimento em Geografia e do seu uso em sala de aula Relacionar os principais cartogramas temáticos qualitativos que podem ser utilizado no ensino da Geografia 4- BASES ESTATÍSTICAS PARA AS REPRESENTAÇÕES CARTOGRÁFICAS QUANTITAVAS 4.1- Compreender a importância da visualização cartográfica das informações geográficas Entender as principais operações matemático-estatísticas usadas no tratamento dos dados Classificar dados estatísticos para representá-los através de cartogramas temáticos quantitativos. 5 OS CARTOGRAMAS TEMÁTICOS QUANTITATIVOS Apresentar os principais tipos de cartogramas quantitativos utilizados na representação das temáticas geográficas Reconhecer a importância dos cartogramas quantitativos na interpretação dos assuntos estudados pela Geografia Compreender os processos envolvidos na elaboração dos cartogramas temáticos quantitativos. 6- O GLOBO TERRESTE E SEU USO NO ENSINO DA GEOGRAFIA 6.1 Compreender a importância do globo terrestre como instrumento didático e fundamental no ensino da Geografia. 6.2 Listar as principais aplicações do globo terrestre no ensino da Geografia. 6.3 Identificar as situações em que o globo terrestre deve ser obrigatoriamente utilizado.

3 6.4 - Mostrar as vantagens e desvantagens do uso de globos e mapas no ensino da Geografia. 7 OS MAPAS MENTAIS E A REPRESNTAÇAÕ INFORMAL DOS LUGARES Distinguir com clareza o significado geral da expressão mapa mental do seu significado na Cartografia Compreender a importância dos mapas mentais como expressão e linguagem do cotidiano Conhecer as potencialidades desta Cartografia informal para o processo de comunicação entre as pessoas Explorar o mapa mental como recurso importante para a expressão das ideias que envolvem o espaço, em especial no ensino da Geografia. 8 NOÇOES BÁSICAS DE SISTEMA DE POSICIONAMENTO GLOBAL GPS 8.1 Aprender os conceitos básicos do sistema de posicionamento global GPS Compreender a importância do sistema de posicionamento global na Geografia 8.3 Entender os limites operacionais GPS, tanto nas navegações quanto nos levantamentos terrestres Compreender a necessidade de observar certos cuidados no planejamento e realização das medições, para assegurar a qualidade das coordenadas obtidas. 9 SISTEMAS DE INFORÇÃO DE GEOGRÁFICA E SUA APLICAÇÃO NO ENSINO DA GEPGRAFIA Aprender os conceitos básicos dos sistemas de informação geográfica (SIGs) Compreender a importância desses sistemas no ensino da Geografia e na produção cartográfica Compreender o significado da geo-informação para a Geografia Compreender que o uso de novas tecnologias, em especial os SIGs, pode auxiliar você e seus futuros alunos no desenvolvimento do raciocínio, na capacidade de relacionar fenômenos isolados a um contexto mais amplo e na capacidade de coletar e analisar informações sobre a realidade social e ambiental.

4 10 AS FOTOGRAFIAS AÉREAS EU SUA UTILIZAÇÃO PELA CARTOGRAFIA Aprender os conceitos básicos de fotogrametria e foto interpretação Compreender a importância que a fotogrametria representa para a Cartografia 10.3 Compreender como as informações são obtidas das fotografias aéreas e transformadas em produtos cartográficos. 11 INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DE SATÉLITE 11.1 Aprender os conceitos básicos de sensoriamento remoto 11.2 Compreender a importância das imagens de satélite para os estudos ambientais Aprender a importância da interpretação das imagens de satélite para elaboração de mapas (Cartografia de Temática) Perceber a importância do sensoriamento remoto como recurso didático. 12- A CARTOGRAFIA E A INTERNET Entender a riqueza de informações que a Internet pode trazer ao aluno sobre a Cartografia Aprender como utilizar a Internet em pesquisas escolares. IV METODOLOGIA Apresentação da proposta pedagógica; 4.2- Leituras e análises dos conteúdos disponibilizados para os alunos; 4.3- Planejamento e produção dos recursos para utilização nas aulas de Geografia; 4.4- Acompanhamento individual do aluno através dos ambientes disponibilizados à Educação a Distância; 4.5- Utilização e discussão sobre os recursos produzidos e/ou disponibilizados a prática do ensino de Geografia. VI AVALIAÇÃO A avaliação deverá desenvolver-se através das atividades sugeridas nos fascículos disponibilizados nos ambientes, bem como através de avaliações escritas presenciais.

5 VI - REFERÊNCIAS ANDERSON, Paul S. Fundamentos para Fotointerpretação SBC_ ANDRADE, Dinarte F. P. Nunes. Fotogrametria Básica IME, ANDRADE, Luís Antonio de. Proposta Metodológica para a Confecção de Carta Imagem Satélite. Artigo da Quadicon Com. E Rep. LTDA. BERALDO, Primo/ Soares, Sergio Monteiro GPS. Introdução e Aplicações Práticas. Brasília, Cartografia e Aerolevantamento Legislação COCAR, CARVALHO,E. A. de. Os Cartogramas temáticos e sua utilização pela Geografia. Cooperativa Cultural UFRN, Coleção de Aula 12. Natal RN, p. COELHO, A. G. de S. Uso Potencial dos sensores Remotos. Revista Brasileira da Cartografia. N. 10. DUARTE, P. A. Escala: fundamentos. 2 ed. Florianópolis. UFSC, p. ESPARTEL, L. Curso de Topografia. Ed. Globo. 9 ed. Rio de Janeiro RJ, 1987, 655p. Especificações e Normas Gerais para Levantamentos Geodésicos (Coletânea das Normas Vigentes), Fundação IBGE GARCIA, G. J. Sensoriamento Remoto, Princípios e Interpretação de Imagens, Ed. Nobel, Imagens ERTS... Suas possibilidades, Fundação IBGE JOLY, F. La Cartografia. Coleção Magellan La Carographie et sés problémes n.34. Paris/ França: P.U.F, 1976,271p. LIBAULT, A. Geocartografia. São Paulo SP: Companhia Editora Nacional e Editora da USP, 1975, 390p. LIMA, M. I. C. de. Manuais Técnicos em Geociências n. 3. MAGALHÂES, W. G. Noções Básicas de cartografia. Rio de Janeiro (RJ): IBGE, p. (Treinamento Geociências). Manuais Técnicos em Geociências nº 2 - Manual de Normas, Especificações e procedimentos Técnicos para a Carta Internacional do Mundo ao Milionésimo, Fundação IBGE, Manuais Técnicos em Geociências nº 3 Introdução à Interpretação Radargeológica, Fundação IBGE, Manuais Técnicos em Geociências nº 5 Manual de Geomorfologia, Fundação IBGE, 1995.Manual da carta Internacional do Mundo ao Milionésimo CIM Fundação IBGE, Manual da Complicação de Carta na esc. 1: ( minuta), Fundação IBGE, Manual Técnico Restituição Fotogramétrica Ministério do Exterior, Manual Técnico das Noções Básicas de Cartografia Fundação IBGE, Manual Técnico T Convenções Cartográficas Ministério do Exército, MARTINELLI, M. Curso de Cartografia Temática. São Paulo SP: Editora Contexto. 1991, 179p. MELLO, M. P. de. Cadernos de Geociências n. 1, Fundação IBGE, NETO, G. C. Perspectivas em Cartografia por Satélite no Brasil: 1985 a 1990, Revista Brasileira de cartografia n.41, Notas de Noções Básicas de Cartografia SBC, NOVO, E. M.L. de M. Sensoriamento Remoto Princípios e Aplicações, Ed. E. Blücher, 1992.

6 OLIVEIRA, C. Curso de Cartografia Moderna. Rio de Janeiro: IBGE, Oliveira, M. A. et all, Metodologia de Atualização para Cartas e Mapas, Fundação IBGE. RAISZ,E. Cartografia Geral. 2 ed. Rio de Janeiro ( RJ): Ed. Científica, 1969,414p. SPIEGEL, M. R. Estatística. 2ª ed. Rio de Janeiro: Mcgraw-Hill, VIADANA, M. I. C. de F. Artigo, Alguma Metodologia de Aplicação Cartográfica. Rio Claro: BIBLIOGRAFIAS COMPLEMENTARES: Curso de GPS e Cartografia Básica FUNDAMENTOS DA CARTOGRAFIA. Instituto CEUB de Pesquisa e Desenvolvimento. HESS, Elizabeth de Souza Machado. Revista Eletrônica Saberes da Educação. vol.2. n Noções Básicas de Cartografia Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. SITES PARA COMPLEMENTAR REFERENCIAL

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO / DIURNO PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: CARTOGRAFIA E TOPOGRAFIA CÓDIGO: CRT003 CLASSIFICAÇÃO: Obrigatória PRÉ-REQUISITO: não tem CARGA HORÁRIA: TÉORICA : 30 horas

Leia mais

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS

FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS Ministério da Educação e do Desporto Universidade Federal do Ceará Pró-Reitoria de Graduação FORMULÁRIO PARA CRIAÇÃO DE DISCIPLINAS 1 2 Curso Geografia Código: 35 3 4 Modalidade(s): Licenciatura / Bacharelado

Leia mais

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria

Geomática Aplicada à Engenharia Civil. 1 Fotogrametria Geomática Aplicada à Engenharia Civil 1 Fotogrametria Conceitos 2 Segundo Wolf (1983), a Fotogrametria pode ser definida como sendo a arte, a ciência e a tecnologia de se obter informações confiáveis de

Leia mais

Curso: Geografia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Prática de redação, leitura e interpretação de textos geográficos. Língua Portuguesa 60 horas

Curso: Geografia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco. Prática de redação, leitura e interpretação de textos geográficos. Língua Portuguesa 60 horas Curso: Geografia ( 1 ª Licenciatura) I Bloco Língua Portuguesa 60 horas Metodologia Científica 60 horas Introdução à Ciência Geográfica 90 horas Geologia Aplicada à Geografia 60 horas Filosofia da Educação

Leia mais

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1

PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009. PROFESSORA: Bianca de Souza NÚCLEO 3 TURMA N3-8 OBJETIVOS 1 PLANEJAMENTO TRIMESTRAL III Trimestre / 2009 PROFESSORA: Bianca de Souza OBJETIVOS 1 Os objetivos para o terceiro trimestre com a turma N3-8 é o estudo e a construção de uma maquete da escola. Uma sequência

Leia mais

CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE

CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE INPE-8984-PUD/62 CAPÍTULO 12 USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO COMO RECURSO DIDÁTICO PEDAGÓGICO NO ESTUDO DO MEIO AMBIENTE Vânia Maria Nunes dos Santos INPE São José dos Campos 2002 C A P Í T U L O 12

Leia mais

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com

Bases de Dados Geoespaciais: Conceitos e Tendências. Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Paulo Costa Paulo.fernando.costa@vale.com Sumário Dados e informações Base de dados Normatização dos Dados Banco de dados único Interoperabilidade de dados Tendências DADOS E INFORMAÇÕES Dados são observações

Leia mais

www.efoto.eng.uerj.br PROJETO E-FOTO: UMA ESTAÇÃ EDUCACIONAL EM AMBIENTE DE SOFTWARE LIVRE

www.efoto.eng.uerj.br PROJETO E-FOTO: UMA ESTAÇÃ EDUCACIONAL EM AMBIENTE DE SOFTWARE LIVRE Autores: Grupo de Pesquisa Multidisciplinar em Geomática: Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Programa de Mestrado Acadêmico em Engenharia de Computação Área de Concentração: GEOMÁTICA (Departamento

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I)

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha

Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Projeto de Engenharia Ambiental Sensoriamento remoto e Sistema de Informação Geográfica Grupo: Irmandade Bruna Hinojosa de Sousa Marina Schiave Rodrigues Raquel Bressanini Thaís Foffano Rocha Sensoriamento

Leia mais

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS

GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS GEONFORMAÇÃO PARA NÃO ESPECIALISTAS - Produtos Cartográficos - Geoprocessamento - Sistemas de Informações Geográficas (GIS) - Serviços de Mapas - Demo de um GIS aplicado na PMSP CARTOGRAFIA (conceitos)

Leia mais

Departamento de Engenharia Civil Caixa Postal 476 - CEP:88010/970 - Florianópolis, SC {lia, lapolli, franzoni}@ecv.ufsc.br

Departamento de Engenharia Civil Caixa Postal 476 - CEP:88010/970 - Florianópolis, SC {lia, lapolli, franzoni}@ecv.ufsc.br O Ensino de Sensoriamento Remoto, Sistema de Informações Geográficas e Fotogramentria nos Cursos de Graduação e Pós-Graduação em Engenharia Civil na UFSC LIA CAETANO BASTOS 1 ÉDIS MAFRA LAPOLLI 1 ANA MARIA

Leia mais

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*.

EMENTÁRIO. Princípios de Conservação de Alimentos 6(4-2) I e II. MBI130 e TAL472*. EMENTÁRIO As disciplinas ministradas pela Universidade Federal de Viçosa são identificadas por um código composto por três letras maiúsculas, referentes a cada Departamento, seguidas de um número de três

Leia mais

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG Aplicado ao Meio Ambiente - 2011 GA020- SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene S. Delazari -

Leia mais

Tecnologias Digitais de Geoprocessamento

Tecnologias Digitais de Geoprocessamento Gilberto Pessanha Ribeiro Engenheiro Cartógrafo - UERJ Mestre em Ciências Geodésicas - UFPR Doutor em Geografia UFF Especialista em Geologia do Quaternário Museu Nacional/UFRJ gilberto@eng.uerj.br gilberto@globalgeo.com.br

Leia mais

Módulo 4. Uso do GPS voltado para coleta de dados e a práticas educacionais.

Módulo 4. Uso do GPS voltado para coleta de dados e a práticas educacionais. UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura Plena em Geografia Disciplina: Cartografia B Carga Horária: 60hs Teórica: 32hs Prática: 28hs Semestre: 2013.2 Professor: Antonio Marcos dos

Leia mais

CONSIDERANDO as Resoluções CNE/CES nº 14, de 13 de março de 2002, que estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Geografia;

CONSIDERANDO as Resoluções CNE/CES nº 14, de 13 de março de 2002, que estabelece as Diretrizes Curriculares para os cursos de Geografia; Resolução CONSEPE nº 555/2012. Credenciada pelo Decreto Federal de 03/07/97 - D. O. U. Nº 126, de 04/07/97 Cria o Curso de Geografia Licenciatura e estabelece a matriz curricular correspondente, para oferta

Leia mais

Metodologia para Representação da Estruturação de Dados Geoespacial Vetorial (EDGV) em Bancos de Dados Geográficos Relacionais

Metodologia para Representação da Estruturação de Dados Geoespacial Vetorial (EDGV) em Bancos de Dados Geográficos Relacionais Metodologia para Representação da Estruturação de Dados Geoespacial Vetorial (EDGV) em Bancos de Dados Geográficos Relacionais Rogério Luís Ribeiro Borba 3, Guilherme L. A. Mota 1,3, Jorge Luís Nunes e

Leia mais

MAPEAMENTO FLORESTAL

MAPEAMENTO FLORESTAL MAPEAMENTO FLORESTAL ELISEU ROSSATO TONIOLO Eng. Florestal Especialista em Geoprocessamento OBJETIVO Mapear e caracterizar a vegetação visando subsidiar o diagnóstico florestal FUNDAMENTOS É uma ferramenta

Leia mais

MAPEAMENTO MORFOGRÁFICO DO BAIRRO DE PINHEIROS SÃO PAULO E ARREDORES

MAPEAMENTO MORFOGRÁFICO DO BAIRRO DE PINHEIROS SÃO PAULO E ARREDORES MAPEAMENTO MORFOGRÁFICO DO BAIRRO DE PINHEIROS SÃO PAULO E ARREDORES George Alfredo LONGHITANO Geografia/ FFLCH/ USP georgelonghitano@yahoo.com.br I - INTRODUÇÃO E OBJETIVOS Entre os métodos de obtenção

Leia mais

Curso de Especialização em TOPOGRAFIA E SENSORIAMENTO REMOTO

Curso de Especialização em TOPOGRAFIA E SENSORIAMENTO REMOTO Curso de Especialização em TOPOGRAFIA E SENSORIAMENTO REMOTO ÁREA DO CONHECIMENTO: Engenharia. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em TOPOGRAFIA E SENSORIAMENTO REMOTO. AMPARO

Leia mais

Representando as cidades-sede da Copa do Mundo no Brasil

Representando as cidades-sede da Copa do Mundo no Brasil Projeto Didático: Representando as cidades-sede da Copa do Mundo no Brasil Ensino Fundamental: 1º ao 5º ano Disciplina: Geografia 1. Tema Os principais pontos históricos e turísticos de cada cidade do

Leia mais

Elisa Pinheiro de Freitas. Mestre e Doutoranda em Geografia Humana USP E mail: elisafreitas@usp.br

Elisa Pinheiro de Freitas. Mestre e Doutoranda em Geografia Humana USP E mail: elisafreitas@usp.br Elisa Pinheiro de Freitas Mestre e Doutoranda em Geografia Humana USP E mail: elisafreitas@usp.br Participação no IX Curso de Uso Escolar de Sensoriamento Remoto (INPE) 2006 Participação do I curso de

Leia mais

O USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO

O USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO O USO ESCOLAR DO SENSORIAMENTO REMOTO Marcos Roberto Martines mmartines@ufscar.br 2045 Curso: Geografia Ricardo Vicente Ferreira rcrdvf@gmail.com Curso: Geografia Resumo O uso de imagens de satélites e

Leia mais

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF)

TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) TREINAMENTO ONLINE PARA O SISTEMA DE APOIO À GESTÃO AMBIENTAL RODOVIÁRIA FEDERAL (SAGARF) Maio de 2007 Maria Rachel Barbosa Fundação Trompovsky (Apoio ao NEAD CENTRAN) rachel@centran.eb.br Vanessa Maria

Leia mais

Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I D I S C I P L I N A. Escala. Autores. Edilson Alves de Carvalho. Paulo César de Araújo.

Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I D I S C I P L I N A. Escala. Autores. Edilson Alves de Carvalho. Paulo César de Araújo. D I S C I P L I N A Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Escala Autores Edilson Alves de Carvalho Paulo César de Araújo aula 05 Governo Federal Presidente da República Luiz Inácio Lula

Leia mais

Guilherme Galvão Camargo Licenciando pela UFSCar/Sorocaba, SP. e-mail: guilhermegalca@gmail.com

Guilherme Galvão Camargo Licenciando pela UFSCar/Sorocaba, SP. e-mail: guilhermegalca@gmail.com Guilherme Galvão Camargo Licenciando pela UFSCar/Sorocaba, SP. e-mail: guilhermegalca@gmail.com Paola Camargo e Rafael Da Róz. Licenciandos do Curso de Geografia UFSCAR/ Sorocaba, SP. Prof. Dr. Ismail

Leia mais

O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR

O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR Machado, F. (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE - UNICENTRO) ; Pelegrina,

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA PROGRAMA DA DISCIPLINA CÓDIGO DISCIPLINA NATUREZA ANO ADM025 COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL Obrigatória 2012.1 CARGA HORÁRIA PRÉ-REQUISITO 72 horas PROFESSOR RESPONSÁVEL Roberto Paz/ Ludmilla F. Fiscina

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2013. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec Dr. Francisco Nogueira de Lima Código: 059 Município: Casa Branca Eixo Tecnológico: Ambiente, Saúde e Segurança Habilitação Profissional: Técnica de Nível

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL 1. INTRODUÇÃO E REFERENCIAL TEÓRICO A área de geoprocessamento

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 80 horas Semestre do Curso: 8º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 80 horas Semestre do Curso: 8º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: Pedagogia Disciplina: Conteúdos e Metodologia de Geografia Carga Horária Semestral: 80 horas Semestre do Curso: 8º 1 - Ementa (sumário, resumo) Ementa: O

Leia mais

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto

15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto 15- Representação Cartográfica - Estudos Temáticos a partir de imagens de Sensoriamento Remoto O Sensoriamento Remoto é uma técnica que utiliza sensores, na captação e registro da energia refletida e emitida

Leia mais

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação

PLANO DE ENSINO. 1. Identificação 1. Identificação PLANO DE ENSINO Curso: A INTERNET E SUAS FERRAMENTAS Disciplina: A Internet e suas Ferramentas Período Ministrado/Semestre- Bimestre- Mês/Ano: 03 de setembro a 08 de outubro/2º Semestre

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO "Departamento de Licitações"

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE CANOINHAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO Departamento de Licitações PROCESSO N.º 02/2009 TOMADA DE PREÇOS N.º 0/2009 ANEXO IV CRONOGRAMA FÍSICO PRAZO DE EXECUÇÃO (MESES) ITEM DESCRIÇÃO DOS PRODUTOS E SERVIÇOS o MÊS 2 o MÊS 3 o MÊS 4 o MÊS 5 o MÊS 6 o MÊS 7 o MÊS 8 o MÊS

Leia mais

TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DE ÁREAS FLORESTADAS.

TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DE ÁREAS FLORESTADAS. TÉCNICAS DE GEOPROCESSAMENTO NO MONITORAMENTO DE ÁREAS FLORESTADAS. CARLOS A. VETTORAZZI Departamento de Engenharia Rural da ESALQ/USP INTRODUÇÃO O enfoque principal deste trabalho é a discussão da possibilidade

Leia mais

Sistema de Informações Geográficas

Sistema de Informações Geográficas UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Pós Graduação Ecologia e Manejo de Recursos Naturais Sistema de Informações Geográficas Prof. Fabiano Luiz Neris Criciúma, Março de 2011. A IMPORTÂNCIA DO ONDE "Tudo

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NAS SÉRIES INICIAIS

ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NAS SÉRIES INICIAIS ALFABETIZAÇÃO CARTOGRÁFICA: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS NAS SÉRIES INICIAIS Ricardo Bahia Rios/Universidade do Estado da Bahia rbrios@uneb.br Julyend Silva Mendes/Universidade do Estado da Bahia july.mendess@hotmail.com

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA

ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA ESTUDO COMPARATIVO DE SOFWARES GRATUITOS DE GEOPROCESSAMENTO PARA ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE ENGENHARIA 1. Introdução Nos últimos anos, a área de geotecnologias ganhou maior visibilidade através da popularização

Leia mais

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira

ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. Quartafeira ERRATA DO EDITAL nº 01/15 MOT/CIGEx, de 08 de abril de 2015. 11. DAS CONDIÇÕES PARA CONTRATAÇÃO Onde se lê : Total de horas semanais Terça-feira Segundafeira Quartafeira Quintafeira Sexta-feira da Salário

Leia mais

DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS - DEP:

DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS - DEP: DIRETORIA DE ESTUDOS E PESQUISAS - DEP: DEP Departamento de Contas Regionais e Estudos Populacionais DCRP Departamento de Conjuntura Econômica e Estudos Sociais DCES Departamento de Estudos Urbanos e Regionais

Leia mais

PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS 02; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 EMENTA OBJETIVOS

PROGRAMA. Número de Créditos: TEÓRICOS 02; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 EMENTA OBJETIVOS Disciplina: TOPOGRAFIA 2 PROGRAMA Código: CIVL0053 Carga Horária : 90 HORAS Obrigatória: SIM Eletiva: Número de Créditos: TEÓRICOS ; PRÁTICOS 01; TOTAL 03 Pré-Requisito: TOPOGRAFIA 1 Co-requisito: EMENTA

Leia mais

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz

Mapa. CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz Mapa CONSULTORAS Patrícia Corsino e Hélen A. Queiroz SINOPSE geral da série Chico, 6 anos, adora passar as tardes na estamparia de fundo de quintal do seu avô. Nela, Vô Manu construiu um Portal por onde

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB210 GEOPROCESSAMENTO SEGUNDO SEMESTRE DE 2013 PROF. DR. CARLOS ALBERTO

Leia mais

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR GEOGRAFIA

PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR GEOGRAFIA Fundamentos teóricos da disciplina PROPOSTA PEDAGÓGICA CURRICULAR GEOGRAFIA O ensino da Geografia leva o educando a perceber que as relações sociais e as relações do homem com a natureza estão projetadas

Leia mais

EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA E RISCOS SOCIOAMBIENTAIS: EXPERIÊNCIAS EM ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA E RISCOS SOCIOAMBIENTAIS: EXPERIÊNCIAS EM ATIVIDADES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA III Congresso Internacional III Congresso Internacional, I Simpósio Ibero-Americano e VIII Encontro Nacional de Riscos Guimarães EDUCAÇÃO GEOGRÁFICA E RISCOS SOCIOAMBIENTAIS: EXPERIÊNCIAS EM ATIVIDADES

Leia mais

O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR.

O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR. O SENSORIAMENTO REMOTO E SUAS TÉCNICAS DE ANÁLISE: UMA COMPARAÇÃO ENTRE NOVAS E VELHAS TECNOLOGIAS, UM ESTUDO DE CASO SOBRE A TECNOLOGIA LIDAR. (O mapeamento de território através das arvores). Diogo Caio

Leia mais

AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA

AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA AULA 4 SISTEMAS DE REFERÊNCIA Objetivos TOPOGRAFIA Gerais Visão geral de Sistemas de Referência Específicos Sistemas de Coordenadas; Sistema de Referência; Datum Geodésico; Sistemas de Referência De acordo

Leia mais

PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DE PRODUTOS DO ZEE PREVISTOS NO EDITAL 001/2009

PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DE PRODUTOS DO ZEE PREVISTOS NO EDITAL 001/2009 PARECER TÉCNICO DE ANÁLISE DE PRODUTOS DO ZEE PREVISTOS NO EDITAL 001/2009 1. Nome do Produto: 3º Relatório Básico Caderno I Dimensão Físico Biótica, Caderno II - Dimensão Socioeconômica, Caderno III -

Leia mais

Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Câmpus de Bauru PLANO DE DISCIPLINA

Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Câmpus de Bauru PLANO DE DISCIPLINA PLANO DE DISCIPLINA 1. UNIDADE: Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação 2. PROGRAMA: Pós-graduação em Televisão Digital: Informação e Conhecimento 3. NÍVEL: Mestrado Profissional 4. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO:

Leia mais

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE

A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE 1 A EFICÁCIA DE CURSOS A DISTÂNCIA PARA A FORMAÇÃO DE AGENTES DE METROLOGIA LEGAL E FISCAIS DA QUALIDADE Rio de Janeiro, RJ, Maio 2012 Categoria: F - Pesquisa e Avaliação Setor Educacional: 5 Classificação

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04. 4 80 aulas Professores: Fernando Camacho, Edna, Paulo Lins e Sérgio Wiederhecker

PLANO DE ENSINO. Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04. 4 80 aulas Professores: Fernando Camacho, Edna, Paulo Lins e Sérgio Wiederhecker Ramo: Projeto de Arquitetura Disciplina: PLANO DE ENSINO Topografia na Arquitetura e Urbanismo Período: Quarto Créditos: Código: ARQ 1090 Turmas: A01, A02, A03 e A04 Seqüência: Desenho Projetivo TP Pré-requisitos:

Leia mais

Site da disciplina: Site do Laboratório de Geotecnologias Aplicadas: https://moodleinstitucional.ufrgs.br. http://www.ufrgs.

Site da disciplina: Site do Laboratório de Geotecnologias Aplicadas: https://moodleinstitucional.ufrgs.br. http://www.ufrgs. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Geociências Departamento de Geografia Sistemas de Informações Geográficas I GEO 01007 Professora: Eliana Lima da Fonseca Site da disciplina: https://moodleinstitucional.ufrgs.br

Leia mais

SENRORIAMENTO REMOTO E SIG. Aula 1. Prof. Guttemberg Silvino Prof. Francisco das Chagas

SENRORIAMENTO REMOTO E SIG. Aula 1. Prof. Guttemberg Silvino Prof. Francisco das Chagas SENRORIAMENTO REMOTO E SIG Aula 1 Programa da Disciplina 1 CONCEITOS, HISTÓRICO E FUNDAMENTOS (8 aulas) 2 Sensoriamento remoto. Histórico e definições 3 Domínios do Sensoriamento Remoto 4 Níveis de Coleta

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho GEOPROCESSAMENTO Herondino Filho Sumário 1. Introdução 1.1 Orientações Avaliação Referência 1.2 Dados Espaciais 1.2.1 Exemplo de Dados Espaciais 1.2.2 Aplicações sobre os Dados Espaciais 1.3 Categoria

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO (SIG) DOS SERVIÇOS TURÍSTICOS DO CENTRO DE PELOTAS-RS

SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO (SIG) DOS SERVIÇOS TURÍSTICOS DO CENTRO DE PELOTAS-RS SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO (SIG) DOS SERVIÇOS TURÍSTICOS DO CENTRO DE PELOTAS-RS Autor(es): Apresentador: Orientador: Revisor 1: Revisor 2: Instituição: SCHMIDT, Kelly Raquel; RAMOS, Maria da Graça

Leia mais

As disciplinas de Sistemas CNC garantem ao educando subsídios para o entendimento das técnicas de utilização e programação das máquinas CNC.

As disciplinas de Sistemas CNC garantem ao educando subsídios para o entendimento das técnicas de utilização e programação das máquinas CNC. I. Dados Identificadores Curso Tecnologia em Mecatrônica Industrial Disciplina Sistemas CNC Professor Rogério Campos Semestre / Módulo 5º semestre Período Noturno Módulo 3FM5A Carga Horária Semanal: 4

Leia mais

Planejamento de uma aula virtual de acordo com a metodologia Intera desenvolvido por Marcelino Felix. PLANEJAMENTO DE AULA VIRTUAL

Planejamento de uma aula virtual de acordo com a metodologia Intera desenvolvido por Marcelino Felix. PLANEJAMENTO DE AULA VIRTUAL Planejamento de uma aula virtual de acordo com a metodologia Intera desenvolvido por Marcelino Felix. PLANEJAMENTO DE AULA VIRTUAL Tema da aula: 1 Abordagem Pedagógica em Webconferência. Objetivo: Contextualização

Leia mais

SPRING 3.6.03 - Apresentação

SPRING 3.6.03 - Apresentação SPRING 3.6.03 - Apresentação GEOPROCESSAMENTO Conjunto de ferramentas usadas para coleta e tratamento de informações espaciais, geração de saídas na forma de mapas, relatórios, arquivos digitais, etc;

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Conjunto de ferramentas usadas para coleta e tratamento de informaçõ. ções espaciais, geraçã

GEOPROCESSAMENTO. Conjunto de ferramentas usadas para coleta e tratamento de informaçõ. ções espaciais, geraçã GEOPROCESSAMENTO Conjunto de ferramentas usadas para coleta e tratamento de informaçõ ções espaciais, geraçã ção o de saídas na forma de mapas, relatórios, rios, arquivos digitais, etc; Deve prover recursos

Leia mais

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90.

Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4, 8, 32, 36, 72 e 90. porta aberta Nova edição Geografia 2º ao 5º ano O estudo das categorias lugar, paisagem e espaço tem prioridade nesta obra. 25383COL05 Conheça também! As demais disciplinas desta coleção nas páginas 4,

Leia mais

Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica

Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica Isabel Angela dos Santos Matos (CPRM) - isabel.matos@cprm.gov.br Resumo: Este

Leia mais

O TRABALHO DE MONOGRAFIA

O TRABALHO DE MONOGRAFIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Módulo VI-a 27 a 29 de janeiro de 2011 O TRABALHO DE MONOGRAFIA PRINCÍPIO PARA O CONHECIMENTO E A FORMAÇÃO PROFISSIONAL Prof. Ms. Adriana Fernandes

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: :CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais

Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia e Prática de Ensino de Ciências Sociais Metodologia I nvestigativa Escolha de uma situação inicial: Adequado ao plano de trabalho geral; Caráter produtivo (questionamentos); Recursos (materiais/

Leia mais

Universidade de Pernambuco (UPE) Escola Politécnica de Pernambuco (POLI) Curso de Engenharia Civil PROGRAMA

Universidade de Pernambuco (UPE) Escola Politécnica de Pernambuco (POLI) Curso de Engenharia Civil PROGRAMA PROGRAMA Disciplina: Topografia 1 C. H. Semestral: 60 horas-aula (72 encontros) Créditos: Teóricos 30 Práticos 30 TOTAL 60 Código: TOP01 OBRIGATÓRIA ELETIVA Pré-Requisito: Expressão Grafica 1 - EXP01 Co-Requisito:

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos EE: Arlindo Bittencourt Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO EM MUNICÍPIOS DA PARAÍBA

CAPACITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO EM MUNICÍPIOS DA PARAÍBA CAPACITAÇÃO PARA IMPLANTAÇÃO DE CADASTRO TÉCNICO MULTIFINALITÁRIO EM MUNICÍPIOS DA PARAÍBA XAVIER, Ana Paula Campos 1 COSTA, Antônio Carlos Brito Vital 2 DANTAS, José Carlos 3 OLIVEIRA, Nádja Melo 4 SILVA,

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO 04/04/2013 Leonardo Scharth Loureiro Silva Sumário 1 Fundamentos básicos de Sensoriamento Remoto 2 Levantamento aerofotogramétrico para fins de cadastro

Leia mais

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli

Componente curricular: Topografia e Cartografia. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli Componente curricular: Topografia e Cartografia Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli 1. Introdução a Topografia. 1.1. Definição. Como seria uma cidade se os donos de propriedades

Leia mais

O USO DO SIG NA ADMINISTRAÇÃO E AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS DA COMPANHIA IMOBILIÁRIA DE BRASÍLIA TERRACAP

O USO DO SIG NA ADMINISTRAÇÃO E AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS DA COMPANHIA IMOBILIÁRIA DE BRASÍLIA TERRACAP O USO DO SIG NA ADMINISTRAÇÃO E AVALIAÇÃO DE IMÓVEIS DA COMPANHIA IMOBILIÁRIA DE BRASÍLIA TERRACAP Thais Borges Sanches Lima e Bruno Tamm Rabello Setembro/2012 Introdução 1. Experiência de um grupo de

Leia mais

COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK TERMO DE REFERÊNCIA

COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK TERMO DE REFERÊNCIA COMUNICADO Nº 001/2010 ESTIMATIVA DE DEMANDA PARA ATA DE REGISTRO DE PREÇOS DE TREINAMENTO DE SOFTWARES AUTODESK ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 1. OBJETO TERMO DE REFERÊNCIA Aquisição de CURSOS DE SOFTWARE AUTODESK,

Leia mais

Introdução ao Geoprocessamento

Introdução ao Geoprocessamento Sistema de Informação Geográfica SIG Introdução ao Geoprocessamento Professor: Daniel Luis Nithack e Silva O processo de urbanização marcha em um ritmo mais acelerado do que as possibilidades de planejar

Leia mais

PROJETO DE INFORMÁTICA

PROJETO DE INFORMÁTICA CEEBJA - CEAD Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos CEAD-Pólo Poty Lazzarotto PROJETO DE INFORMÁTICA INFORMÁTICA EDUCATIVA PARA PROFESSORES Ricardo Hasper Curitiba-PR 2001 A educação

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antônio Magliano. Código: 088 Município: Garça. Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais. Habilitação Profissional: Técnica

Leia mais

Por que Geoprocessamento?

Por que Geoprocessamento? Um pouco sobre a NOSSA VISÃO Processamento Digital é um endereço da Web criado pelo geógrafo Jorge Santos com objetivo de compartilhar dicas sobre Geoprocessamento e Software Livre. A idéia surgiu no ano

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS (SP) Área de conhecimento: CIÊNCIAS HUMANAS E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular: GEOGRAFIA

Leia mais

Plano de Aula. Sumário

Plano de Aula. Sumário P r o f. Ti a g o B a d r e M a r i n o G e o p r o c e s s a m e n t o D e p a r t a m e n t o d e G e o c i ê n c i a s I n s t i t u t o d e A g r o n o m i a U F R R J 2 Sobre o Professor - Formação

Leia mais

Pedagogia. Comunicação matemática e resolução de problemas. PCNs, RCNEI e a resolução de problemas. Comunicação matemática

Pedagogia. Comunicação matemática e resolução de problemas. PCNs, RCNEI e a resolução de problemas. Comunicação matemática Pedagogia Profa. Luciana Miyuki Sado Utsumi Comunicação matemática e resolução de problemas PCNs, RCNEI e a resolução de problemas Consideram aspectos fundamentais, como: As preocupações acerca do ensino

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!!

CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!! CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS 360h - FAÇA SUA MATRÍCULA!!! CERTIFICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DA AMAZÔNIA - UFRA TURMA EM MARABÁ COORDENAÇÃO DSC. Luiz Gonzaga da

Leia mais

ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA

ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA ORIENTAÇÃO PARA A PRODUÇÃO DE MATERIAL CARTOGRÁFICO PARA AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL - AIA É indispensável que um estudo de impacto ambiental contenha, ao menos, os seguintes documentos cartográficos:

Leia mais

MNT: Modelagem Numérica de Terreno

MNT: Modelagem Numérica de Terreno MNT: Modelagem Numérica de Terreno I. 1ntrodução MODELO : Representação da realidade sob a forma material (representação tangível) ou sob a forma simbólica (representação abstrata). MODELO DO TERRENO:

Leia mais

CADASTRO TÉCNICO: DIGITAL OU ANALÓGICO?

CADASTRO TÉCNICO: DIGITAL OU ANALÓGICO? CADASTRO TÉCNICO: DIGITAL OU ANALÓGICO? Leila Meneghetti 1 1 Prof a. do curso de Transportes e Obras de Terra da FATEC-SP. leilam@fatecsp.br Resumo O cadastro técnico representa um vasto campo de atuação

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA Jugurta Lisboa Filho Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa (MG) jugurta@dpi.ufv.br Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Tópicos

Leia mais

PROPOSTA PRELIMINAR PARA A ADOÇÃO DE UM REFERÊNCIAL GEOCÊNTRICO NO BRASIL

PROPOSTA PRELIMINAR PARA A ADOÇÃO DE UM REFERÊNCIAL GEOCÊNTRICO NO BRASIL PROPOSTA PRELIMINAR PARA A ADOÇÃO DE UM REFERÊNCIAL GEOCÊNTRICO NO BRASIL 1 Seminário sobre Referencial Geocêntrico no Brasil Rio de Janeiro - IBGE/CDDI 1 O que é um sistema geodésico de referência? É

Leia mais

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O

P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O DISCIPLINA: Geografia ANO: 7ºano TURMAS: B, C ed ANO LECTIVO: 2011/2012 P L A N I F I C A Ç Ã O A M É D I O P R A Z O UNIDADE DIDÁTICA 1: A Terra: Estudos e Representações (1º Período) AULAS PREVISTAS:

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Técnico em Informática

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: Técnico em Informática Administração Central Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em

Leia mais

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP

MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista. Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP MJ Secretaria Nacional de Segurança Pública Orientações para o Conteudista Estruturação dos Materiais Básicos para os Cursos da SENASP Contacto: erisson.pitta@mj.gov.br Telefono: 5561 2025 8991 Prezado(a)

Leia mais

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V.

Aula 1. Atividades. V. A cartografia é a arte que tem o interesse de explicar a origem do planeta Terra. Estão corretas: e) II, IV e V. Aula 1 1. Atividades A palavra cartografia é relativamente nova, sendo utilizada pela primeira vez em 8 de dezembro de 1839. Seu uso aconteceu na carta escrita em Paris, enviada pelo português Visconde

Leia mais

Definição. Cartografia é a ciência que têm como principal. objetivo a representação do espaço geográfico, de

Definição. Cartografia é a ciência que têm como principal. objetivo a representação do espaço geográfico, de Definição Cartografia é a ciência que têm como principal objetivo a representação do espaço geográfico, de seus elementos e de suas diversas atividades por meio da confecção de mapas, assim como sua utilização.

Leia mais

PERSPECTIVAS DO PROJETO DE ENSINO FÁBRICA DE SOFTWARE *

PERSPECTIVAS DO PROJETO DE ENSINO FÁBRICA DE SOFTWARE * PERSPECTIVAS DO PROJETO DE ENSINO FÁBRICA DE SOFTWARE * Hudson Henrique de Souza LOPES 1 ; Wellington Garcia PEREIRA 2 ; Getúlio Antero de DEUS JÚNIOR 3. 1 Bolsista do PET EEEC/UFG hudsonhsl@hotmail.com.

Leia mais

Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE

Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Guia Como Baixar e Usar Dados Geográficos do IBGE Este guia vai ajudar você a pesquisar e encontrar dados geoespaciais no Portal de Mapas do Instituto

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.2. 72h 6º Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Dinâmica Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Arquivos & Certificados Webinar 10 Mitos Geo Resultados

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UPE Campus Petrolina PROGRAMA DA DISCIPLINA Curso: Licenciatura Plena em Geografia Disciplina: Hidrogeografia Carga Horária: 60hs Teórica: 60hs Prática: 00hs Semestre: 2013.2 Professor: Antonio Marcos

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações.

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações. PROCESSO 014-2014 ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações. A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações

Leia mais

Marisa L. P. Zuccas. Participantes: Alunos do IEQ Polo Itaquera. marisazuc@hotmail.com

Marisa L. P. Zuccas. Participantes: Alunos do IEQ Polo Itaquera. marisazuc@hotmail.com VERIFICAÇÃO DAS ALTERAÇÕES AMBIENTAIS ORIUNDAS DA CONSTRUÇÃO DA ARENA CORINTHIANS EM SÃO PAULO, ATRAVÉS DA UTILIZAÇÃO DO SENSORIAMENTO REMOTO, PARA OS ALUNOS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DO IEQ. Autora: Marisa

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Área de conhecimento: :CIENCIAS DA NATUREZA, MATEMATICA E SUAS TECNOLOGIAS Componente Curricular:

Leia mais