Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "www.bicharalaw.com.br 2015 Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório."

Transcrição

1 Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório.

2 APRESENTAÇÃO Fundado em 2001 Mais de 130 advogados e 360 colaboradores Alianças operacionais com renomadas bancas de advocacia no Brasil e no exterior ESCRITÓRIOS Rio de Janeiro São Paulo Brasília Belo Horizonte Vitória 2015 Bichara, Barata & Costa Advogados. É proibida duplicação ou reprodução sem a permissão expressa do Escritório.

3 ÁREAS DE ATUAÇÃO Tributária Trabalhista Contencioso & Arbitragem Ambiental Comércio Internacional Administrativa Previdenciária Concorrencial Societária / M&A / Mercado de Capitais Minerária Infraestrutura Imobiliária

4 ALIANÇAS Criada em março de 2004, a ALAE é, hoje, a maior e mais prestigiada rede de escritórios de advocacia com abrangência no Brasil e na América Latina: os Escritórios Aliados estão presentes na maioria dos Estados brasileiros e dos países da América do Sul, além de no México. Com atuação em todas as áreas do Direito Empresarial, os Escritórios Aliados têm como princípio a excelência na prestação de serviços jurídicos a empresas que têm ou planejam ter negócios em diversos pontos do Brasil ou da América Latina. O objetivo da aliança é desenvolver e facilitar as aplicações das leis locais e globais, a comunicação entre os escritórios de advocacia independentes, atender às necessidades de seus clientes e aumentar a troca de conhecimentos profissionais. Para atingir esses objetivos, a aliança pretende estabelecer uma rede de consultoria, abrangendo os 5 continentes e 150 países, composto por escritórios de advocacia independentes sob o nome de "PRAE LEGAL" Legal Network. Trata-se de uma importante rede de escritórios boutique de advocacia nos Estados Unidos e Canadá. A aliança analisa as qualificações de cada membro e convida somente aqueles que representam o mais alto nível de conhecimento jurídico para participar da rede. A aliança também busca parcerias com os principais escritórios de advocacia full service em todo o mundo - Europa, África, Ásia, Austrália e América Latina - para garantir que os serviços jurídicos estejam sempre disponíveis para todos os membros.

5 PRÊMIOS, MENÇÕES E DESTAQUES 2014 e Latin Lawyer 250 As áreas Tributária, Trabalhista e Comércio Internacional são destaque na publicação por suas relevantes atuações no mercado, além do feedback positivo dos Clientes a 2014 The Legal 500 Menção ao Escritório no guia The Legal 500 e destaque nas principais áreas a 2015 Chambers and Partners Global Menção ao Escritório como um dos mais prestigiados do Brasil. Destaque aos Sócios Luiz Gustavo Bichara, Adriana Astuto, Carol Monteiro de Carvalho e Andrea Weiss Balassiano em suas respectivas áreas de atuação a 2014 As PMEs que mais crescem no Brasil Classificação do Escritório pela Deloitte/ Exame PME como uma das Pequenas e Médias Empresas que mais crescem no Brasil a 2015 Chambers and Partners Latin America s Client Guide Menção ao Escritório como um dos mais prestigiados do Brasil. Destaque aos Sócios em suas respectivas áreas e 2014 International Tax Review - Indirect Tax Leaders Prêmio aos Sócios Luiz Gustavo Bichara e Sandro Machado dos Reis e aos Advogados Enzo Megozzi e Luiz Eugênio P. Severo da Costa como Indirect Tax Leaders.

6 TERCEIRIZAÇÃO EVOLUÇÃO Surgimento da terceirização remonta idos da Segunda Guerra Mundial, quando empresas bélicas se encontravam com capacidade produtiva sobrecarregada e havia excesso de demanda, saneando o cenário com a delegação de alguns serviços a terceiros. Com o aumento da industrialização empresas ao redor do mundo passaram a terceirizar diversos tipos de serviço, buscando aumento de produtividade e especialização de serviços. Hoje, a terceirização é fenômeno amplamente difundido mundialmente.

7 TERCEIRIZAÇÃO LACUNA LEGAL E SÚMULA 331 DO TST A lei trabalhista brasileira, contudo, ainda apresenta lacuna em relação à regulamentação da terceirização. Com a lacuna legal, a terceirização, prática crescente, foi regulada por meio de mero entendimento jurisprudencial. Em 1986, o TST editou a Súmula n. 256, que estabeleceu como regra considerar ilegal a contratação por empresa interposta. Em 1993 é revisada a antiga Súmula n. 256, sendo aprovada a Súmula n. 331, que estabeleceu responsabilidade subsidiária do tomador de serviços, tendo passou por modificações e tem a atual redação remontando maio de 2011.

8 TERCEIRIZAÇÃO SÚMULA 331 DO TST Súmula CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. LEGALIDADE. I - A contratação de trabalhadores por empresa interposta é ilegal, formando-se o vínculo diretamente com o tomador dos serviços, salvo no caso de trabalho temporário (Lei nº 6.019, de ). II - A contratação irregular de trabalhador, mediante empresa interposta, não gera vínculo de emprego com os órgãos da Administração Pública direta, indireta ou fundacional (art. 37, II, da CF/1988). III - Não forma vínculo de emprego com o tomador a contratação de serviços de vigilância (Lei nº 7.102, de ) e de conservação e limpeza, bem como a de serviços especializados ligados à atividade-meio do tomador, desde que inexistente a pessoalidade e a subordinação direta. IV - O inadimplemento das obrigações trabalhistas, por parte do empregador, implica a responsabilidade subsidiária do tomador dos serviços quanto àquelas obrigações, desde que haja participado da relação processual e conste também do título executivo judicial. (...)

9 TERCEIRIZAÇÃO SÚMULA 331 DO TST Súmula CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS. LEGALIDADE. (...) V - Os entes integrantes da Administração Pública direta e indireta respondem subsidiariamente, nas mesmas condições do item IV, caso evidenciada a sua conduta culposa no cumprimento das obrigações da Lei n.º 8.666, de , especialmente na fiscalização do cumprimento das obrigações contratuais e legais da prestadora de serviço como empregadora. A aludida responsabilidade não decorre de mero inadimplemento das obrigações trabalhistas assumidas pela empresa regularmente contratada. VI A responsabilidade subsidiária do tomador de serviços abrange todas as verbas decorrentes da condenação referentes ao período da prestação laboral.

10 TERCEIRIZAÇÃO SÚMULA 331 DO TST - DISCUSSÕES Em que pese tenha consolidado entendimento sobre o tema terceirização, a Súmula n. 331 do TST não esgota as questões que a cercam. Persiste discussão residual sobretudo quanto ao conceito de atividade-meio e atividade-fim. Regulamentação por lei poderia legitimar o instituto e sanear discussões residuais.

11 TERCEIRIZAÇÃO REGULAMENTAÇÃO POR LEI PL 4.330/04 Projeto de Lei PL 4.330/04 Proposto pelo ex-deputado Sandro Mabel nos idos de 2004, o PL 4.330/04 ficou dormente por mais de 10 (dez) anos, até ser recentemente incluído na ordem do dia. Na última quarta-feira (08/04/2015), a Câmara aprovou o textobase do PL, que regulamenta a terceirização. A votação de emendas e destaques está agendada para hoje (14/04/2015), quando pontos polêmicos deverão ser definidos em votações separadas.

12 TERCEIRIZAÇÃO PL 4.330/04 - ATUAL CENÁRIO Principais pontos do texto-base até então aprovado: Se aplica a empresas privadas, públicas, sociedades de economia mista e subsidiária e controladas; Não se aplica no âmbito da administração pública direta; Autoriza terceirizar parcela de qualquer de suas atividades sem distinguir atividade-meio ou atividade-fim; Admite quarteirização, mas somente se (i) previsto no contrato de terceirização, (ii) se refira a parcela específica do objeto do contrato e trate de serviços técnicos especializados; e (iii) seja comunicado ao sindicato da categoria dos trabalhadores;

13 TERCEIRIZAÇÃO PL 4.330/04 - ATUAL CENÁRIO Principais pontos do texto-base até então aprovado : Veda terceirizar contratando empresa cujo sócio ou titular seja administrador da contratante; Veda prestação de serviço diretamente por sócio da terceirizada; Veda terceirizar contratando empresa cujos titulares ou sócios tenham sido empregados da contratante nos últimos 24 (vinte e quatro) meses, exceto se eles tenham se aposentado; Veda imposição ou proibição de contratação de empregado da contratante pela contratada;

14 TERCEIRIZAÇÃO PL 4.330/04 - ATUAL CENÁRIO Principais pontos do texto-base até então aprovado : Especifica cláusulas obrigatórias a todos os contratos de terceirização, dentre as quais destacam-se: (i) exigência de garantia pela contratada (seguro garantia, caução em dinheiro ou fiança bancária); (ii) possibilidade de interrupção de pagamentos pela contratante se apurado inadimplemento de obrigações trabalhistas e previdenciárias; e (iii) possibilidade de retenção de pagamento pela contratante, para adimplir tais obrigações inadimplidas pela contratada; A contratante deve informar ao sindicato da categoria o(s) setor(es) envolvidos em terceirização; Na sucessão de empresas na prestação de serviços terceirizados com admissão de empregados da antiga contratada, a nova contratada deve assegurar a manutenção do salário e demais direitos previstos no contrato anterior;

15 TERCEIRIZAÇÃO PL 4.330/04 - ATUAL CENÁRIO Principais pontos do texto-base até então aprovado : A responsabilidade do contratante de serviços terceirizados é SUBSIDIÁRIA se comprovada fiscalização do cumprimento de obrigações da contratada e SOLIDÁRIA se não comprovada a fiscalização; A fiscalização tratada para fins da forma de responsabilidade da contratante se dá pela exigência mensal de documentos elencados na normatização;

16 TERCEIRIZAÇÃO PL 4.330/04 - ATUAL CENÁRIO Principais pontos do texto-base até então aprovado : A retenção de má-fé, pela contratada, de pagamento à terceirizada é caracterizada como apropriação indébita, na forma da lei penal; A normatização não se aplica a trabalho doméstico; A violação de preceitos específicos da normatização sujeita o infrator a penalidades administrativas (multas); Os contratos já vigentes deverão ser adequados à nova lei (180 dias);

17 CONTATOS OBRIGADO! Rio de Janeiro São Paulo Brasília Belo Horizonte Vitória

Projeto de Lei nº. 4.330/14 Terceirização

Projeto de Lei nº. 4.330/14 Terceirização São Paulo, 28 de Abril de 2015 Projeto de Lei nº. 4.330/14 Terceirização Objetivos da Terceirização Aumentar a produtividade e reduzir custos. Aumento de qualidade em razão da especialização das empresas

Leia mais

Terceirização: o que é? terceirização

Terceirização: o que é? terceirização Terceirização: o que é? A terceirização é o processo pelo qual uma empresa deixa de executar uma ou mais atividades realizadas por trabalhadores diretamente contratados por ela, e as transfere para outra

Leia mais

Terceirização. A precarização das relações trabalhistas No Brasil

Terceirização. A precarização das relações trabalhistas No Brasil Terceirização A precarização das relações trabalhistas No Brasil RELAÇÃO DE EMPREGO (ARTIGO 3º DA CLT) Pessoalidade Subordinação Trabalho não eventual remuneração O QUE É TERCEIRIZAÇÃO? É uma prática administrativa

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Controle de Ponto do Trabalhador terceirizado

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Controle de Ponto do Trabalhador terceirizado Controle de Ponto do Trabalhador terceirizado 13/11/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações

Leia mais

A REFORMA DA LEI DAS SOCIEDADES ANÔNIMAS

A REFORMA DA LEI DAS SOCIEDADES ANÔNIMAS A REFORMA DA LEI DAS SOCIEDADES ANÔNIMAS Tocantins Advogados TERCEIRIZAÇÃO * * * * PROJETO DE LEI - 4.330/04 CENÁRIO ATUAL Não existe lei de terceirização, mas sim, lei de trabalho temporário (Lei 6.019/74)

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO TERCEIRIZAÇÃO

ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO TERCEIRIZAÇÃO ROTEIRO DE ESTUDOS DIREITO DO TRABALHO TERCEIRIZAÇÃO Estudamos até o momento os casos em que há vínculo empregatício (relação bilateral, nas figuras de empregado e empregador) e, também, casos em que existe

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

TERCEIRIZAÇÃO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS TERCEIRIZAÇÃO NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Projeto de Lei 4330 de 2004 (Autor Dep. Sandro Mabel) Aprovado na CDEIC e CTASP COMISSÃO ESPECIAL Relator Dep. Roberto Santiago CCJC Relator Dep. Arthur Maia Comissão

Leia mais

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO

PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO PROJETO DE LEI 4330 DISCUSSÃO ACERCA DA TERCEIRIZAÇÃO Análise acerca das últimas discussões sobre o Projeto de Lei 4330, que regula o contrato de prestação de serviços terceirizados e as relações de trabalho

Leia mais

PL 4330 Reunião realizada no dia

PL 4330 Reunião realizada no dia PL 4330 Reunião realizada no dia PL 4330 Propostas de alteração Observações das Centrais Sindicais Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes.

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO. Autor: Ivaldo Kuczkowski, Advogado Especialista em Direito Administrativo e Conselheiro de Tributos da Empresa AUDICONT Multisoluções.

TERCEIRIZAÇÃO. Autor: Ivaldo Kuczkowski, Advogado Especialista em Direito Administrativo e Conselheiro de Tributos da Empresa AUDICONT Multisoluções. TERCEIRIZAÇÃO Autor: Ivaldo Kuczkowski, Advogado Especialista em Direito Administrativo e Conselheiro de Tributos da Empresa AUDICONT Multisoluções. INTRODUÇÃO Para que haja uma perfeita compreensão sobre

Leia mais

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA

PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA PROJETO DE LEI DA CUT PARA A REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇÃO NAS EMPRESAS PRIVADAS E DE ECONOMIA MISTA O texto que se segue foi elaborado pela CUT, por meio do GT Terceirização, coordenado pela Secretaria

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL:

TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL: TERCEIRIZAÇÃO NO BRASIL: Qual trabalho para o desenvolvimento sustentável Painel: A Evolução da Terceirização no Brasil e no Mundo Seminário Terceirização, Evolução e Marco Legal Valor Econômico Artur

Leia mais

C A R T I L H A. final do Projeto de Lei nº 4330.

C A R T I L H A. final do Projeto de Lei nº 4330. C A R T I L H A Perguntas e Respostas sobre a redação final do Projeto de Lei nº 4330. Esta cartilha elaborada pelo Departamento Jurídico do Sindeprestem e pela Fenaserhtt tem o propósito de detalhar o

Leia mais

O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei regula os contratos de

O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei regula os contratos de Dispõe sobre os contratos de terceirização e as relações de trabalho deles decorrentes. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei regula os contratos de terceirização e as relações de trabalho deles

Leia mais

Companheiros e companheiras,

Companheiros e companheiras, Companheiros e companheiras, Utilizada sob o falso argumento de modernizar as relações de trabalho e garantir a especialização no serviço, a terceirização representa na realidade uma forma de reduzir o

Leia mais

1 Informações diversas Projeto de Terceirização A Câmara dos Deputados concluiu dia 22/04 a votação do projeto de lei que regulamenta contratos de terceirização. O texto principal foi aprovado no último

Leia mais

8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal

8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal 8º.Seminário de Qualificação do Servidor Público Municipal FUP Federação Única dos Petroleiros Secretaria de Relações Internacionais e Setor Privado Anselmo Ernesto Ruoso Jr. Porto Alegre, 10 de maio de

Leia mais

Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações de trabalho dele decorrentes.

Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações de trabalho dele decorrentes. COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A PROMOVER ESTUDOS E PROPOSIÇÕES VOLTADAS À REGULAMENTAÇÃO DO TRABALHO TERCEIRIZADO NO BRASIL SUGESTÃO DE SUBSTITUTIVO AO PROJETO DE LEI Nº 4.330, DE 2004 Dispõe sobre o contrato

Leia mais

Consultoria TRABALHISTA SINDICAL

Consultoria TRABALHISTA SINDICAL Café com Ideias Sindilojas Caxias do Sul Flávio Obino Filho -Maio 2015 Consultoria TRABALHISTA SINDICAL Regulamentação da Terceirização e as consequências nas relações empresariais e de trabalho Consultoria

Leia mais

A nova Terceirização. Aspectos contratuais e repercussões da Lei Anticorrupção. Evento

A nova Terceirização. Aspectos contratuais e repercussões da Lei Anticorrupção. Evento A nova Terceirização Aspectos contratuais e repercussões da Lei Anticorrupção Evento APRESENTAÇÃO DO ESCRITÓRIO HISSA & GALAMBA ADVOGADOS SEDE EM PERNAMBUCO, ATUA EM PARCERIA NO BRASIL E NO EXTERIOR, COM

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO IMPACTO NAS EMPRESAS PROJETO DE LEI 4.330/15 PROJETO DE LEI DA CÂMARA 30/15

TERCEIRIZAÇÃO IMPACTO NAS EMPRESAS PROJETO DE LEI 4.330/15 PROJETO DE LEI DA CÂMARA 30/15 TERCEIRIZAÇÃO IMPACTO NAS EMPRESAS PROJETO DE LEI 4.330/15 PROJETO DE LEI DA CÂMARA 30/15 ENRY FALBO Sócio de Aoki e Falbo Advogados MARIA CRISTINA MATTIOLI Desembargadora do Trabalho do Tribunal Regional

Leia mais

Auditoria em Finanças. Rosilene Berton Paschoalin Marcia Cristina Feltes

Auditoria em Finanças. Rosilene Berton Paschoalin Marcia Cristina Feltes Auditoria em Finanças Rosilene Berton Paschoalin Marcia Cristina Feltes Atribuições (Lei Municipal nº 10.130/2000) Art. 8º -Ficam acrescidas às competências da Secretaria Municipal de Finanças, descritas

Leia mais

DIREITO TRABALHO. Análise da Súmula 331 do TST (texto atualizado cf. Res. 174/2011 TST) PROFESSORA EVELIN POYARES

DIREITO TRABALHO. Análise da Súmula 331 do TST (texto atualizado cf. Res. 174/2011 TST) PROFESSORA EVELIN POYARES DIREITO TRABALHO Análise da Súmula 331 do TST (texto atualizado cf. Res. 174/2011 TST) PROFESSORA EVELIN POYARES Análise da Súmula 331 do TST (texto atualizado cf. Res. 174/2011 TST) O artigo de hoje é

Leia mais

Parecer nº 001/2015 SINFITO RJ Rio de Janeiro, 18 de Junho de 2015

Parecer nº 001/2015 SINFITO RJ Rio de Janeiro, 18 de Junho de 2015 Reconhecido em 10/08/1988 Código: 012.350.49525-9 Parecer nº 001/2015 SINFITO RJ Rio de Janeiro, 18 de Junho de 2015 Consultoria Jurídica Consulente: Sindicato dos Fisioterapeutas e Terapeutas Ocupacionais

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO - Principais tipos de relação de trabalho

DIREITO DO TRABALHO - Principais tipos de relação de trabalho ROTEIRO DE AULAS - PARTE 4 DIREITO DO TRABALHO - Principais tipos de relação de trabalho Relação de Trabalho Autônomo: - Trabalhador autônomo é pessoa física que exerce por conta própria uma atividade

Leia mais

O PROCESSO DE TERCEIRIZAÇÃO

O PROCESSO DE TERCEIRIZAÇÃO O PROCESSO DE TERCEIRIZAÇÃO E SUAS DIFICULDADES Jeferson Alves dos Santos Auditor Chefe da UNIFAL-MG OBJETIVO * Abordar as principais dificuldades inerentes à execução dos processos de terceirização. *

Leia mais

Terceirização. Ivan Luís Bertevello

Terceirização. Ivan Luís Bertevello Terceirização Ivan Luís Bertevello INTRODUÇÃO Terceirizar os serviços é delegar para outras empresas serviços e atividades não essenciais (atividades-meio) da sua empresa, a fim de que possa se concentrar

Leia mais

Abrangência da terceirização

Abrangência da terceirização Reportagem especial explica os pontos polêmicos do projeto da terceirização A proposta que regulamenta a terceirização no Brasil e derrubou a reunião da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

Leia mais

% terceiros x empregados

% terceiros x empregados Cenário: crescimento da terceirização em três aspectos Volume de contratos e recursos terceirizados Volume de atividades terceirizadas Importância estratégica das áreas terceirizadas Fonte: CNI % terceiros

Leia mais

Prof. Ms. Jouberto de Quadros Pessoa Cavalcante

Prof. Ms. Jouberto de Quadros Pessoa Cavalcante Tema: Relações Trilaterais. Trabalho temporário. privada. Cooperativas de trabalho. Terceirização na iniciativa Prof. Ms. Jouberto de Quadros Pessoa Cavalcante Advogado. Professor da Faculdade de Direito

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO: DESREGULAMENTAÇÃO PROGRAMADA CONGRESSO CNTU

TERCEIRIZAÇÃO: DESREGULAMENTAÇÃO PROGRAMADA CONGRESSO CNTU TERCEIRIZAÇÃO: DESREGULAMENTAÇÃO PROGRAMADA CONGRESSO CNTU Maceió Outubro - 2015 Antônia Mara Vieira Loguercio - amavilog@gmail.com Façamos o homem à nossa imagem e semelhança Michelangelo, Capela Sistina

Leia mais

INFORME DO ACOMPANHAMENTO LEGISLATIVO

INFORME DO ACOMPANHAMENTO LEGISLATIVO INFORME DO ACOMPANHAMENTO LEGISLATIVO 1. MONITOR DA REGULAMENTAÇÃO DA TERCEIRIZAÇAO DO TRABALHO Proposição Ementa Resumo Tramitação PL 4330/2004, de autoria do deputado Sandro Mabel (PMDB GO), apresentada

Leia mais

Contratação de Mão de Obra Terceirizada

Contratação de Mão de Obra Terceirizada Contratação de Mão de Obra Terceirizada Projeto de Lei nº 4.330/2004 Junho/2015 Agenda Cenário Atual Aspectos Trabalhistas Terceirização no Mundo Suporte para Atendimento a Legislação Dúvidas 2 Agenda

Leia mais

IMPLICAÇÕES JURÍDICAS DA TERCEIRIZAÇÃO NO B R A S I L S I T U A Ç Ã O ATUAL E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO. São Paulo, 14 de abril de 2015.

IMPLICAÇÕES JURÍDICAS DA TERCEIRIZAÇÃO NO B R A S I L S I T U A Ç Ã O ATUAL E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO. São Paulo, 14 de abril de 2015. IMPLICAÇÕES JURÍDICAS DA TERCEIRIZAÇÃO NO B R A S I L S I T U A Ç Ã O ATUAL E PERSPECTIVAS PARA O FUTURO São Paulo, 14 de abril de 2015. ÍNDICE Cenário Por que as empresas terceirizam? Regramento legal

Leia mais

PARECER DO RELATOR, PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA, ÀS EMENDAS DE PLENÁRIO APRESENTADAS AO PROJETO DE LEI Nº 4.330, DE 2004.

PARECER DO RELATOR, PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA, ÀS EMENDAS DE PLENÁRIO APRESENTADAS AO PROJETO DE LEI Nº 4.330, DE 2004. PARECER DO RELATOR, PELA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA, ÀS EMENDAS DE PLENÁRIO APRESENTADAS AO PROJETO DE LEI Nº 4.330, DE 2004. (SUBEMENDA SUBSTITUTIVA GLOBAL) O SR. ARTHUR OLIVEIRA

Leia mais

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2013. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2013 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 87, de 2010, do Senador Eduardo Azeredo, que dispõe sobre a contratação de serviços de terceiros

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI N 0 4.330, DE 2004 Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes. Autor: Deputado

Leia mais

C Â MARA DOS DEPUTADOS Deputado Federal MIGUEL CORRÊA PT/MG

C Â MARA DOS DEPUTADOS Deputado Federal MIGUEL CORRÊA PT/MG COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO. PROJETO DE LEI N o 1.621, DE 2007 (Apenso o PL nº 6.832, de 2010) Dispõe sobre as relações de trabalho em atos de terceirização e na prestação

Leia mais

Reunião Plenária do Comtextil

Reunião Plenária do Comtextil NAL- Núcleo de Acompanhamento Legislativo Reunião Plenária do Comtextil Dia 28 de abril de 2015. TERCEIRIZAÇÃO = ESPECIALIZAÇÃO A terceirização traz: Agilidade; Eficiência e competitividade; Formalização

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998 COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA PROJETO DE LEI Nº 4.302-C, DE 1998 SUBSTITUTIVO DO SENADO FEDERAL AO PROJETO DE LEI Nº 4.302-B, DE 1998, que altera dispositivos da Lei nº 6.019, de 3

Leia mais

A TERCEIRIZAÇÃO E SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO TRABALHISTA

A TERCEIRIZAÇÃO E SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO TRABALHISTA A TERCEIRIZAÇÃO E SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO TRABALHISTA Luciano Rocha Mariano 1 Limita-se o presente tema acerca da terceirização perante o Direito do Trabalho, focado no âmbito empresarial privado. De plano,

Leia mais

Terceirização de serviços na construção civil em Goiânia

Terceirização de serviços na construção civil em Goiânia 1 Roberto Éder Machado robertoeder@gmail.com MBA em Gestão de Projetos para Engenharias e Arquitetura Instituto de Pós-Graduação - IPOG Goiânia, GO, 08 de janeiro de 2014. Resumo Com o propósito de ressaltar

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.036/05 Aprova a NBC T 11.8 Supervisão e Controle de Qualidade. O Conselho Federal de Contabilidade, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, Considerando que as Normas

Leia mais

PONTO 1: Contrato Individual 1. CONTRATO INDIVIDUAL. 1.1 PRINCÍPIOS, RELAÇÃO DE EMPREGO e DEFINIÇÃO

PONTO 1: Contrato Individual 1. CONTRATO INDIVIDUAL. 1.1 PRINCÍPIOS, RELAÇÃO DE EMPREGO e DEFINIÇÃO 1 DIREITO DO TRABALHO PONTO 1: Contrato Individual 1. CONTRATO INDIVIDUAL 1.1 PRINCÍPIOS, RELAÇÃO DE EMPREGO e DEFINIÇÃO Relação de emprego, conforme a CLT, é apenas para trabalhadores urbanos. Art. 7º

Leia mais

PROCURADORIA-GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO

PROCURADORIA-GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Origem: PRT 4ª Região Membro Oficiante: Dr. Fabiano Holz Beserra Interessado 1: TRT 4ª Região Interessado 2: Prefeitura Municipal de Porto Alegre Assunto: Fraudes Trabalhistas 03.01.09 - Trabalho na Administração

Leia mais

ARTIGO: DA IMPOSSIBILIDADE DA APLICAÇÃO DO ENUNCIADO 331 DO TST EM CONTRATO DE CONVÊNIO COM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.

ARTIGO: DA IMPOSSIBILIDADE DA APLICAÇÃO DO ENUNCIADO 331 DO TST EM CONTRATO DE CONVÊNIO COM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. ARTIGO: DA IMPOSSIBILIDADE DA APLICAÇÃO DO ENUNCIADO 331 DO TST EM CONTRATO DE CONVÊNIO COM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Autores: SANDRA CRISTINA FLORIANO PEREIRA DE OLIVEIRA SANCHES, bacharel em direito pela

Leia mais

Contratos de prestação de serviços - Terceirização

Contratos de prestação de serviços - Terceirização Contratos de prestação de serviços - Terceirização Inicialmente há que se esclarecer quais os pontos básicos que podem definir a licitude ou ilicitude da terceirização de serviços, tendo como base as permissões

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO ASPECTOS JURÍDIC FUNDAMENTAIS

TERCEIRIZAÇÃO ASPECTOS JURÍDIC FUNDAMENTAIS 39 TERCEIRIZAÇÃO OS ASPECTOS JURÍDIC FUNDAMENTAIS 1 A série SAIBA MAIS esclarece as dúvidas mais frequentes dos empresários atendidos pelo SEBRAE nas mais diversas áreas: organização empresarial, finanças,

Leia mais

PONTO 1: Litisconsórcio na Seara Laboral PONTO 2: Sucessão Trabalhista PONTO 3: Terceirização 1. LITISCONSÓRCIO NA SEARA LABORAL

PONTO 1: Litisconsórcio na Seara Laboral PONTO 2: Sucessão Trabalhista PONTO 3: Terceirização 1. LITISCONSÓRCIO NA SEARA LABORAL 1 DIREITO DO TRABALHO PONTO 1: Litisconsórcio na Seara Laboral PONTO 2: Sucessão Trabalhista PONTO 3: Terceirização 1. LITISCONSÓRCIO NA SEARA LABORAL 1.1 FORMAÇÃO DE LITISCONSÓRCIO PASSIVO FACULTATIVO

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO. (ART. 442 ao 456, CLT)

CONTRATO DE TRABALHO. (ART. 442 ao 456, CLT) Direito do Trabalho Aula 02 Contrato de Trabalho; Terceirização e afins; alteração contratual Maria Inês Gerardo CONTRATO DE TRABALHO (ART. 442 ao 456, CLT) CONTRATO DE TRABALHO Requisitos de validade

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização.

Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. Resumo Aula-tema 03: Relações de Trabalho: empregado x empregador. Terceirização. O Direito do Trabalho não se preocupa apenas e tão somente com as relações entre empregado e empregador. Sua abrangência

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS E IMPACTO NA DESPESA COM PESSOAL

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS E IMPACTO NA DESPESA COM PESSOAL TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS E IMPACTO NA DESPESA COM PESSOAL Bruno Anselmo Bandeira Auditor Público Externo Secretário Chefe da INTRODUÇÃO 2 OBJETIVO Apresentar os principais aspectos concernentes

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 762/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 762/2014 MINISTÉRIO PÚBLICO DA UNIÃO AUDITORIA INTERNA SECRETARIA DE ORIENTAÇÃO E AVALIAÇÃO PARECER SEORI/AUDIN-MPU Nº 762/2014 Referência : E-mail de 17/2/2014. Protocolo AUDIN-MPU nº 341/2014. Assunto : Contábil.

Leia mais

Programa Saber Direito TV Justiça Outubro de 2010. DIREITO DO TRABALHO APLICADO À ADMINISTRAÇÃO SABER DIREITO Prof Rogerio Neiva

Programa Saber Direito TV Justiça Outubro de 2010. DIREITO DO TRABALHO APLICADO À ADMINISTRAÇÃO SABER DIREITO Prof Rogerio Neiva Programa Saber Direito TV Justiça Outubro de 2010 Curso: Regime do Emprego Público Professor: Rogerio Neiva DIREITO DO TRABALHO APLICADO À ADMINISTRAÇÃO SABER DIREITO Prof Rogerio Neiva = ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Controle de Ponto do Trabalhador Terceirizado

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Controle de Ponto do Trabalhador Terceirizado Segmentos 27/02/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Portaria 1.510 De 2009... 5 3.2 Portaria 373 De 2011... 8 3.3

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A TERCEIRIZAÇÃO NO DIREITO DO TRABALHO. Guilherme Brandão Advogado

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A TERCEIRIZAÇÃO NO DIREITO DO TRABALHO. Guilherme Brandão Advogado TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A TERCEIRIZAÇÃO NO DIREITO DO TRABALHO Guilherme Brandão Advogado As principais referências legais sobre a terceirização tiveram início na década de 60, no âmbito das

Leia mais

Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho

Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho Quadro comparativo sobre propostas de regulamentação da terceirização do trabalho PL do deputado Sandro Mabel (PL 4.330/2004) Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de

Leia mais

REGULAMENTO DOS PRÊMIOS MÉRITO EM SERVIÇOS DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E BENEMÉRITO DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E ESTADUAL

REGULAMENTO DOS PRÊMIOS MÉRITO EM SERVIÇOS DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E BENEMÉRITO DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E ESTADUAL REGULAMENTO DOS PRÊMIOS MÉRITO EM SERVIÇOS DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E BENEMÉRITO DA SEGURANÇA PRIVADA NACIONAL E ESTADUAL DELIBERAÇÃO A Diretoria Executiva da Federação Nacional das Empresas de Segurança

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora à vencer as barreiras internacionais.

Leia mais

I FORÚM DE TERCEIRIZAÇÃO Vander Morales 27 de Agosto - 2015

I FORÚM DE TERCEIRIZAÇÃO Vander Morales 27 de Agosto - 2015 I FORÚM DE TERCEIRIZAÇÃO Vander Morales 27 de Agosto - 2015 Como o Sindeprestem e a Fenaserhtt avaliam os processos de Terceirização atuais e as perspectivas caso seja aprovado o novo projeto que regulamenta

Leia mais

A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe

A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe voltadas para ter e exercer esses valores diariamente.

Leia mais

distinguir a terceirização das demais formas de sub-contratação de serviços;

distinguir a terceirização das demais formas de sub-contratação de serviços; Terceirização 1. Introdução O objeto de estudo da presente aula será o fenômeno moderno representado pela terceirização de determinadas atividades pelas empresas, seja como forma de aumentar sua produtividade

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado da União

TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado da União TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado da União LEI 8.666/1993 Art. 71. O contratado é responsável pelos encargos trabalhistas, previdenciários, fiscais e comerciais resultantes da execução

Leia mais

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB art. 7 CRFB São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: art. 7 CLT Os

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO É. precarização. Não ao PL 4330

TERCEIRIZAÇÃO É. precarização. Não ao PL 4330 TERCEIRIZAÇÃO É precarização Não ao PL 4330 CNTC TERCEIRIZAÇÃO É PRECARIZAÇÃO NÃO AO PL 4330 TRATAMENTO JUSTO E IGUALITÁRIO para todos os trabalhadores A CNTC é contrária ao modelo de terceirização que

Leia mais

::PORTFOLIO PORTFOLIO

::PORTFOLIO PORTFOLIO PORTFOLIO ::PORTFOLIO :: A EMPRESA Cesar e Cesar Sociedade de Advogados, é um escritório de advocacia e de assessoria jurídica formado por uma equipe de profissionais com experiência nas áreas relacionadas

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997. Art. 1º Baixar as seguintes instruções a serem observadas pela Fiscalização do Trabalho.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997. Art. 1º Baixar as seguintes instruções a serem observadas pela Fiscalização do Trabalho. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 03, DE 1º DE SETEMBRO DE 1997 Dispõe sobre a fiscalização do trabalho nas empresas de prestação de serviços a terceiros e empresas de trabalho temporário. O MINISTRO DE ESTADO DE

Leia mais

Lei nº 13.003/14 e resoluções. Contratualização entre OPS e prestadores

Lei nº 13.003/14 e resoluções. Contratualização entre OPS e prestadores Lei nº 13.003/14 e resoluções Contratualização entre OPS e prestadores Normas aplicáveis: Lei nº 13.003/2014 altera a Lei nº 9.656/98 ANS: RN nº 363/2014 regras pra celebração de contratos RN nº 364/2014

Leia mais

Controle de Meios e Controle de Resultados: desafios do controle de parcerias com Organizações da Sociedade Civil. Brasília, 18 de novembro de 2014

Controle de Meios e Controle de Resultados: desafios do controle de parcerias com Organizações da Sociedade Civil. Brasília, 18 de novembro de 2014 Controle de Meios e Controle de Resultados: desafios do controle de parcerias com Organizações da Sociedade Civil Brasília, 18 de novembro de 2014 ESTRUTURA DA LEI Nº 13.019/2014 Disposições Preliminares

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2004

PROJETO DE LEI Nº, DE 2004 PROJETO DE LEI Nº, DE 2004 (Do Sr. Sandro Mabel) Dispõe sobre o contrato de prestação de serviço a terceiros e as relações de trabalho dele decorrentes. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta Lei regula

Leia mais

Ciclo de Palestras para Síndicos e Administradoras de Condomínios do Grande ABC.

Ciclo de Palestras para Síndicos e Administradoras de Condomínios do Grande ABC. Ciclo de Palestras para Síndicos e Administradoras de Condomínios do Grande ABC. QUESTÕES TRABALHISTAS EM CONDOMÍNIOS Palestrante: Carlos Alexandre Cabral 2/30 1 -ESCALA 6 POR 1 Antonio (auxiliar ou servente)

Leia mais

CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS

CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS CANCELAMENTO DE SÚMULAS E ORIENTAÇÕES JURISPRUDENCIAIS COMO ERA OJ 156 SDI 1 COMPLEMENTAÇÃO DE APOSENTADORIA. DIFERENÇAS. PRESCRIÇÃO (inserida em 26.03.1999) Ocorre a prescrição total quanto a diferenças

Leia mais

Riscos na Contratação de Terceiros

Riscos na Contratação de Terceiros Riscos na Contratação de Terceiros Monitoramento das Obrigações Trabalhistas e Previdenciárias Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil 22 de agosto de 2013 Legislação Inexiste legislação específica

Leia mais

Reclamação 17.383-SP-Eletrônico Celso de Mello

Reclamação 17.383-SP-Eletrônico Celso de Mello Nº 2.791 PGR-RJMB -Eletrônico Relator: Ministro Celso de Mello Reclamante: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Reclamado: Tribunal Superior do Trabalho RECLAMAÇÃO. CONSTITUCIONAL E ADMINIS- TRATIVO.

Leia mais

1. Trabalhadores equiparados. Temporário, avulso, representante comercial. Estagiário. 2. Terceirização de atividades.

1. Trabalhadores equiparados. Temporário, avulso, representante comercial. Estagiário. 2. Terceirização de atividades. 1. Trabalhadores equiparados. Temporário, avulso, representante comercial. Estagiário. 2. Terceirização de atividades. 1. Trabalhadores equiparados aos empregados São trabalhadores equiparados aos empregados,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO E DO TRABALHO. Fernanda Manfio

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO E DO TRABALHO. Fernanda Manfio UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE DIREITO DEPARTAMENTO DE DIREITO ECONÔMICO E DO TRABALHO Fernanda Manfio O ENQUADRAMENTO SINDICAL DOS EMPREGADOS TERCEIRIZADOS PORTO ALEGRE 2014 FERNANDA

Leia mais

ENTENDENDO O TRABALHO TEMPORÁRIO NO BRASIL

ENTENDENDO O TRABALHO TEMPORÁRIO NO BRASIL ENTENDENDO O TRABALHO TEMPORÁRIO NO BRASIL Marcos Abreu Diretor Jurídico da Asserttem Presidente do Grupo Employer marcos@employer.com.br HISTÓRIA DO TRABALHO TEMPORÁRIO Para entender o trabalho temporário

Leia mais

A Lei 6.019/74 que trata da contratação da mão de obra temporária abrange todos os segmentos corporativos ou há exceções?

A Lei 6.019/74 que trata da contratação da mão de obra temporária abrange todos os segmentos corporativos ou há exceções? LUANA ASSUNÇÃO ALBUQUERK Especialista em Direito do Trabalho Advogada Associada de Cheim Jorge & Abelha Rodrigues - Advogados Associados O CONTRATO TEMPORÁRIO DE TRABALHO São as conhecidas contratações

Leia mais

A D V O G A D O S. Apresentação

A D V O G A D O S. Apresentação Apresentação O Escritório de Advocacia Gomes e Mello Frota Advogados destaca-se no meio jurídico como uma forte referência em função da equipe que o compõe, e da respeitabilidade que a mesma possui. Este

Leia mais

75 ANOS DE TRADIÇÃO JURÍDICA.

75 ANOS DE TRADIÇÃO JURÍDICA. ANOS 75 ANOS DE TRADIÇÃO JURÍDICA. Fundado em 1937, URBANO VITALINO ADVOGADOS é um escritório com larga experiência e tradição jurídica, que prima pela excelência na prestação de seus serviços e atua em

Leia mais

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas.

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. A NK Assessoria Contábil e Fiscal Ltda. Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. Nossa organização iniciou suas atividades em 1977,

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA EM SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA RESUMO

TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA EM SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA RESUMO TERCEIRIZAÇÃO DE MÃO DE OBRA EM SOCIEDADES DE ECONOMIA MISTA MARIA FRANCISCA RODRIGUES DOS SANTOS Estudante do Curso de Bacharelado em Direito da Faculdade Integrada de Pernambuco Professor Orientador

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE XINGUARA, Estado do Pará, faz saber que a câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei.

O PREFEITO MUNICIPAL DE XINGUARA, Estado do Pará, faz saber que a câmara Municipal aprovou e ele sanciona a seguinte lei. DO DO PARÁ LEI Nº 877/13 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2013. Institui a Política Municipal de Saneamento Básico, e o Plano de Saneamento Básico (PMSB) do Município de Xinguara-Pa e dá outras providências. O PREFEITO

Leia mais

Inscrição de Pessoas Jurídicas no Conselho que Terceirizam Serviços de Fonoaudiologia. Consulta

Inscrição de Pessoas Jurídicas no Conselho que Terceirizam Serviços de Fonoaudiologia. Consulta Inscrição de Pessoas Jurídicas no Conselho que Terceirizam Serviços de Fonoaudiologia. Parecer Jurídico Consulta A Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho Regional de Fonoaudiologia 6ª Região,

Leia mais

377/14 São Paulo, 14 de fevereiro de 2014. Ao Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC At.: Sr. Alexandre Tanaami

377/14 São Paulo, 14 de fevereiro de 2014. Ao Instituto Brasileiro de Governança Corporativa - IBGC At.: Sr. Alexandre Tanaami Tel.: +55 11 3848 588o Rua Major Quedinho 90 Fax: + 55 11 3045 7363 Consolação São Paulo, SP - Brasil www.bdobrazil.com.br 01050-030 377/14 São Paulo, 14 de fevereiro de 2014. Ao Instituto Brasileiro de

Leia mais

TERCEIRIZAÇÃO - Esclarecimentos Necessários

TERCEIRIZAÇÃO - Esclarecimentos Necessários TERCEIRIZAÇÃO - Esclarecimentos Necessários CONTEXTUALIZAÇÃO O cenário produtivo e de negócios vem sofrendo contínuas transformações que ampliam o grau de competição entre as organizações, especialmente

Leia mais

1. Por que o corretor de seguros deve. 2. Quais são os principais fundamentos. 3. Critérios importantes na escolha da SEGURO GARANTIA AGENDA

1. Por que o corretor de seguros deve. 2. Quais são os principais fundamentos. 3. Critérios importantes na escolha da SEGURO GARANTIA AGENDA SEGURO GARANTIA SINCOR-ES Vitória / 21set2010 AGENDA 1. Por que o corretor de seguros deve operar no segmento do Seguro Garantia? 2. Quais são os principais fundamentos técnicos do Seguro Garantia? 3.

Leia mais

TRANSFERÊNCIA DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - Estudo técnico

TRANSFERÊNCIA DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - Estudo técnico TRANSFERÊNCIA DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR - Estudo técnico 1. - Necessidade de existência de mantenedoras das instituições educacionais No Brasil é obrigatório que uma escola, tanto de educação

Leia mais

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014

VIGENTE A PARTIR DE 01.01.2014 - Portaria Interministerial MPS/MF 19/2014 1 DESCONTO NO CONTRA CHEQUE Ao receber o contra cheque é muito comum ver as pessoas indignadas com a quantidade de descontos no salário. Entretanto não existe salário sem descontos, por isso há uma diferença

Leia mais

Construindo Ambiente Meritocrático

Construindo Ambiente Meritocrático Construindo Ambiente Meritocrático Vanderlei Heloany Fevereiro de 2015 A Gestão de Terceiros no ambiente empresarial Agenda O que é um terceiro? O serviço terceirizado e a justiça do trabalho. Cuidados

Leia mais

SOCIEDADES COMERCIAIS

SOCIEDADES COMERCIAIS Legislação Societária / Direito Comercial Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 11 SOCIEDADES COMERCIAIS Sociedade comercial é a pessoa jurídica de direito privado, nãoestatal, que tem por objeto social

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1

LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 LEI COMPLEMENTAR Nº 306 1 Institui hipótese de responsabilidade pelo pagamento do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza - ISSQN e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE. Faço

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE DE MAIO DE 2011. (Do Sr. PENNA)

PROJETO DE LEI Nº, DE DE MAIO DE 2011. (Do Sr. PENNA) PROJETO DE LEI Nº, DE DE MAIO DE 2011. (Do Sr. PENNA) Dispõe sobre a regulamentação do exercício profissional de Designer, e dá providências. O Congresso Nacional decreta: Capítulo I Caracterização e atribuições

Leia mais

DESEMPENHO DOS BANCOS BRASILEIROS

DESEMPENHO DOS BANCOS BRASILEIROS DESEMPENHO DOS BANCOS BRASILEIROS Porto Alegre - RS 22 de Junho de 2013 SITUAÇÃO DOS BANCOS - 2012 AS MEDIDAS DO GOVERNO: QUEDA DE 3,6 P.P. NO SPREAD (ENTRE MAR/12 E MAR/13) 30,0 25,0 20,0 15,0 21,0 21,8

Leia mais

COMPENSAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO

COMPENSAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO COMPENSAÇÃO DE JORNADA DE TRABALHO Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil - São Paulo, Brasil - 31 de janeiro de 2013 CONCEITO A compensação da jornada de trabalho ocorre quando o empregado

Leia mais

Terceirização e as consequências da requalificação para efeitos previdenciários. Celia Murphy Mestre e doutoranda PUC/SP

Terceirização e as consequências da requalificação para efeitos previdenciários. Celia Murphy Mestre e doutoranda PUC/SP da requalificação para efeitos previdenciários Celia Murphy Mestre e doutoranda PUC/SP TERCEIRIZAÇÃO Que é terceirizar? Transferir para um terceiro a responsabilidade pela execução de uma determinada atividade

Leia mais

Contrato de Facção não é Terceirização

Contrato de Facção não é Terceirização Contrato de Facção não é Terceirização A jurisprudência do Tribunal Superior do Trabalho tem distinguindo com bastante clareza o contrato de facção (que fragmenta a produção delegando a sua execução a

Leia mais

Autônomo e Contrato de prestac ão de servic os

Autônomo e Contrato de prestac ão de servic os Autônomo e Contrato de prestac ão de servic os O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009.

RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. RESOLUÇÃO NORMATIVA RN Nº 195, DE 14 DE JULHO DE 2009. Dispõe sobre a classificação e características dos planos privados de assistência à saúde, regulamenta a sua contratação, institui a orientação para

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO PROCURADORIA-GERAL CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO Câmara de Coordenação e Revisão Origem: PRT 3ª Região. Interessados: Assunto: - Temas Gerais 09.10. 1. CETUS HOSPITAL DIA ONCOLOGIA LTDA 2. TERRA NOVA SERVIÇOS LTDA ME 3. SOMA TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS

Leia mais