I QUADRO RESUMO VARIÁVEL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "I QUADRO RESUMO VARIÁVEL"

Transcrição

1 CONTRATO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE FRAÇÃO IDEAL (UNIDADE IMOBILIÁRIA) E DE CONSTRUÇÃO A PREÇO FECHADO, PARA ENTREGA FUTURA, QUE ENTRE SI FAZEM: I QUADRO RESUMO VARIÁVEL 1. PARTES CONTRATANTES: 1.1. PROMITENTE ALIENANTE, doravante denominada simplesmente INCORPORADOR: NOME REPRESENTANTES LEGAIS ATIVIDADE SPE Reserva do Amazônia Yuri Vaz de Paula Erika Faria Florenzano Goldfeld Incorporação de empreendimentos imobiliários C.P.F. C.P.F CNPJ / INSC. ESTADUAL CNAE INSC. MUNICIPAL REG.JUCEG ENDEREÇO/SEDE Rua 109, 134, Qd G, Lt 08, Vila São João, Goiânia GO. Cep PROMITENTE COMPRADOR, doravante designado apenas ADQUIRENTE: PRIMEIRO PROPONENTE NOME FILIAÇÃO PROFISSÃO NACIONALIDADE NATURAL R. G. ESTADO CIVIL DT EMISSÃO R CASAMENTO ORG EMISSOR TELEFONE NASCIMENTO ENDEREÇO DE RESIDÊNCIA RUA BAIRRO CIDADE ESTADO CEP O ( A, S ) ADQUIRENTE ( S ) DECLARA ( M ) QUE NÃO VIVE ( M ) EM REGIME DE UNIÃO ESTÁVEL, CONFORME DISPOSIÇÕES DAS LEIS Nº 8971 / 94 E 9278 / 96. CÔNJUGE NOME NACIONALIDADE NATURAL PROFISSÃO C.P.F. R. G. NASCIMENTO _ 1 de 29

2 DT EMISSÃO ORG EMISSOR TELEFONE As partes ao obtiverem conhecimento prévio deste instrumento após a leitura, a compreensão e também, o alcance do respectivo documento, decidiram assiná-lo na presença das testemunhas abaixo, na sede do INCORPORADOR ou da imobiliária, de acordo com as seguintes cláusulas e condições livremente aceitas e pactuadas: 2. OBJETO DA PROMESSA: 2.1. Por este instrumento particular e na melhor forma de direito, as partes enunciadas e qualificadas contratam a promessa de compra e venda da fração ideal abaixo descriminada do terreno identificado no item 4. deste e a construção a preço fechado da unidade autônoma, também abaixo descriminada, e outros pactos: EMPREENDIMENTO Residencial Reserva do Amazônia LOCALIZAÇÃO Rua Pocema, Quadra 52, Lote 04 / 08 e 16/22, Setor Parque Amazônia, Goiânia, Goiás. Cep Área Total de Construção ,06 m² UNIDADE / APARTAMENTO Área Real Privativa Principal Área Real Privativa Total Fração Ideal Área de Construção (Equivalente) COMPOSIÇÃO VAGA DE GARAGEM Área da vaga de garagem ESCANINHO Área do escaninho 3. INCORPORAÇÃO (Termos da Lei nº / 64): Cartório Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia Registro R Prazo Carência 180 dias 3.1. A promitente alienante declara-se proprietária do terreno formado pelos lotes 04/08 e 16/22, na quadra 52, sito na Rua Pocema, Setor Parque Amazônia, Goiânia, Goiás, conforme item A promitente declara-se INCORPORADORA do empreendimento denominado Residencial Reserva do Amazônia, o qual será construído no terreno acima citado na forma de condomínio de que trata a Lei nº / 64 e Código Civil vigente neste ano, com área de construção de ,06 m². 4. ORIGEM DA PROPRIEDADE: _ 2 de 29

3 LOTE 17 REGISTRO R CARTÓRIO Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia TÍTULO AQUISIÇÃO Permuta PROTOCOLO LIVRO DE NOTAS 1P Folha: 48V LOTE 16 REGISTRO R CARTÓRIO Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia TÍTULO AQUISIÇÃO Permuta PROTOCOLO LIVRO DE NOTAS 1P Folha: 142V LOTE 04 ao 08 e 18 ao 22 REGISTRO R , , , , , , , , , CARTÓRIO Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia TÍTULO AQUISIÇÃO Permuta PROTOCOLO LIVRO DE NOTAS 1P Folha: 48V 4.1. O empreendimento será formado por 03 (três) edifícios com 20 (vinte) pavimentos cada, sendo 01 (um) sub-solo, 01 (um) térreo, 01 (um) mezanino, 17 (dezessete) pavimentos tipo com 04 (quatro) apartamentos por andar e 01 (um) pavimento ático com casa de máquina, barrilete e reservatório de água superior. 5. PREÇO TOTAL DA VENDA: Apartamento R$ Box de Garagem R$ Escaninho R$ 5.1. O ADQUIRENTE declara e confessa dever à INCORPORADORA o valor total do presente contrato, representado pelas parcelas descritas abaixo, e concorda expressamente que o presente contrato é título executivo extrajudicial na forma do Artigo 585, Inciso II, do Código de Processo Civil. 6. FORMAS DE PAGAMENTO: 6.1. SINAL PAGAMENTO (ARRAS): R$, como princípio de pagamento, sob os mesmos efeitos do artigo 417, 418, 419 e 420 do Código Civil Brasileiro, Lei nº , de 10 de janeiro de 2002 Arras As arras ou o sinal são dados para demonstrar que os contratantes estão com propósitos sérios a respeito do contrato, com a verdadeira intenção de contratar e manter o negócio, a que servirão as partes que caiam em inexecução do presente termo ter o direito de retê-las, ou buscá-las 6.2. DIVISÃO DO SINAL R$ ( ), representado por cheque de nº para pagamento em / / 3 de 29

4 R$ ( ), representado por cheque de nº _ para pagamento em / / R$ ( ), representado por cheque de nº para pagamento em / / R$ ( ), representado por cheque de nº para pagamento em / / Os pagamentos acima são representados por 4 (quatro) cheques, emitidos nesta data, para garantia do seu pagamento PARCELAS REAJUSTÁVEIS DE ACORDO COM O ÍNDICE PACTUADO NO ITEM 8.: R$ a pagar em parcelas mensais, de R$ cada, com vencimento da primeira em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; R$ a pagar em parcelas mensais, de R$ cada, com vencimento da primeira em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; R$ a pagar em parcelas semestrais, de R$ cada, com vencimento da primeira em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; R$ a pagar em parcelas semestrais, de R$ cada, com vencimento da primeira em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; R$ a pagar em parcela única, de R$, com vencimento em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; R$ a pagar em parcela (s) anual (is), de R$, com vencimento em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; PARCELA DA ENTREGA DA UNIDADE PROMETIDA (CHAVES): R$ a pagar em parcelas mensais, de R$ cada, com vencimento da primeira em, reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento; PARCELA DO FGTS (FINANCIAMENTO): R$, a pagar em parcela única, com vencimento na entrega da unidade prometida (das chaves) em / /, que poderá ser pago pelo ADQUIRENTE, com financiamento bancário ou mediante saque do FGTS, no prazo máximo de 60 dias após a expedição do habite-se, sendo de exclusiva responsabilidade do adquirente a providência das documentações necessárias à liberação do financiamento ou do FGTS. Se após o 60º (sexagésimo) dia posterior à liberação da averbação do habite-se, o processo de financiamento ou de saque do FGTS não vier a ser conseguido pelo ADQUIRENTE, seja qual for a causa ou o motivo, excetuando-se qualquer pendência de documentos e / ou certidões da INCORPORADORA, tal parcela deverá obrigatoriamente ser paga com recursos próprios, sob pena de inadimplemento contratual e constituição de mora. O ADQUIRENTE declara, que está ciente de que além das despesas habituais para proceder ao saque do FGTS o mesmo terá que arcar também com a contratação de um despachante para acompanhar e agilizar o referido processo perante a instituição financeira, sabendo ainda que os custos da confecção da escritura são por conta do ADQUIRENTE sendo a referida parcela e / ou financiamento reajustáveis de acordo com os índices pactuados no item 8. deste instrumento, até sua plena quitação. Tendo total ciência o ADQUIRENTE, que os atrasos no pagamento que não sejam por culpa da _ 4 de 29

5 INCORPORADORA, são de sua total responsabilidade. PARÁGRAFO PRIMEIRO O imóvel objeto do presente instrumento somente será entregue se o ADQUIRINTE estiver adimplente com suas obrigações contratuais e após o pagamento da parcela especificada no item , ou seja, a parcela das chaves. PARÁGRAFO SEGUNDO Conforme prevê este instrumento particular o ADQUIRENTE se compromete a viabilizar uma linha de financiamento aos termos do item ou não obtendo sucesso este deve quitar a totalidade do valor do imóvel objeto deste até o habite-se. II DAS CLÁUSULAS CONTRATUAIS É parte integrante do presente contrato o Quadro Resumo Variável, constante de 6 (seis) itens assim designados: 1 Partes contratantes; 2 Objeto da promessa; 3 Incorporação; 4 Origem da propriedade; 5 Preço total da venda; 6 Formas de pagamento. 7. DO IMÓVEL E DO EMPREENDIMENTO 7.1. A INCORPORADORA é a única senhora e legítima possuidora do imóvel localizado no município de Goiânia GO, objeto da matrícula no Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia, conforme item 4 deste; 7.2. A INCORPORADORA, para o desenvolvimento do empreendimento aqui objetivado, fez aprovar o respectivo projeto de construção do edifício junto à Prefeitura Municipal de Goiânia conforme Alvará de Construção expedido pela municipalidade de Goiânia, sob o n /2012; 7.3. O empreendimento, de fim residencial, tem a denominação de Residencial Reserva do Amazônia, e localizar-se-á no lote 04 / 08 e 16 / 22, quadra 52, situado na Rua Pocema, no setor Parque Amazônia, na cidade de Goiânia GO, com três edifícios de 20 (vinte) pavimentos cada, composto de: - Subsolo. - Térreo. - Mezanino (dezessete) pavimentos tipo. - Pavimento ático (duzentos e oito) Boxes de Garagens Privativas No Memorial de Incorporação e na Convenção de Condomínio, arquivadas perante o Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia - GO, acham-se perfeitamente descritas e caracterizadas as partes de propriedade e uso comuns, assim como aquelas de propriedade e de uso privativo; 7.5. A unidade autônoma objeto deste instrumento, bem como todo o imóvel, acham-se livres e desembaraçados de toda e qualquer restrição, real ou pessoal, judicial ou extrajudicial; 7.6. Entretanto, para a consecução do empreendimento, exclusivamente para fazer frente às despesas de _ 5 de 29

6 edificação, poderá a INCORPORADORA obter financiamento bancário, com o que o ADQUIRENTE concorda plenamente, caso em que poderá conferir à instituição financeira contratada a hipoteca do terreno e de todo o empreendimento, ou parte destes, a título de garantia real, nos termos da lei. A INCORPORADORA poderá também caucionar ou ceder fiduciariamente, em favor da mesma instituição financeira, os créditos decorrentes das alienações das unidades autônomas, em garantia ao referido financiamento bancário, tudo conforme disposto no item ; 7.7. Para as unidades comercializadas após a conclusão da obra, não se aplicam as disposições relacionadas à construção do empreendimento. 8. ÍNDICE DE REAJUSTE CONTRATUAL E FORMA DE APLICAÇÃO (JUROS REMUNERATÓRIOS): 8.1. As partes convencionam, como condição essencial deste negócio, que o valor das prestações descritas no item 6.3. e seus sub-itens, serão corrigidas monetária e mensalmente, conforme prevê o Art. 46 da Lei nº /2004 Art. 46. Nos contratos de comercialização de imóveis, de financiamento imobiliário em geral e nos de arrendamento mercantil de imóveis, bem como nos títulos e valores mobiliários por eles originados, com prazo mínimo de trinta e seis meses, é admitida estipulação de cláusula de reajuste, com periodicidade mensal, por índices de preços setoriais ou gerais ou pelo índice de remuneração básica dos depósitos de poupança., a partir da assinatura deste contrato e da data de cada reajuste subsequente e na forma a seguir: Até o mês da liberação do habite-se pela municipalidade e/ou a entrega oficial do condomínio, objeto deste contrato (o que ocorrer primeiro), os valores serão reajustados mensalmente (CAPITALIZAÇÃO MENSAL) e acumuladamente pelo INCC Índice Nacional da Construção Civil (Coluna Edificações), publicado pela Fundação Getúlio Vargas. A correção será feita de acordo com a variação ocorrida entre o índice referente ao segundo mês anterior à assinatura deste instrumento e o índice referente ao segundo mês anterior ao vencimento da parcela; Após a liberação do habite-se pela municipalidade e/ou a entrega oficial do condomínio, objeto deste contrato (o que ocorrer primeiro), a correção será feita pelo IGPM - Índice Geral de Preços de Mercado, publicado pela Fundação Getúlio Vargas, mais juros de 1% (um por cento) ao mês (CAPITALIZADOS MENSALMENTE); 8.2. Na mesma oportunidade, as parcelas vincendas sofrerão a correção percentual encontrada no período apurado, sendo mantidos os novos valores pelo próximo período, e assim sucessivamente, até o pagamento final; 8.3. Havendo modificação do critério de periodicidade estabelecida pela Lei vigente para reajuste das parcelas as partes, desde já, acordam que será automaticamente aplicada ao presente contrato a periodicidade mínima admitida em lei; 8.4. A partir do mês de emissão do habite-se, todas as parcelas, inclusive as do financiamento (FGTS, etc.) serão reajustadas conforme item , assumindo-se que o referido financiamento (FGTS, etc.) será corrigido pelo mesmo índice até sua efetiva liberação e desbloqueio do referido valor pelo Agente Financeiro para a INCORPORADORA; 8.5. A INCORPORADORA e o ADQUIRENTE pactuaram regras de reajuste monetário e de revisão de preços porque destes reconhecem expressamente: Que a construção civil vem agindo, inclusive no empreendimento imobiliário, cuja unidade é objeto deste negócio jurídico, sem inclusão nos seus preços de qualquer expectativa inflacionária; _ 6 de 29

7 Que este contrato, nos termos do Art. 5, inciso XXXVI, da Constituição Federal de 1.988, é um ato jurídico perfeito representando a vontade das partes a qual não poderá ser prejudicada por lei ou decisão futura; Que o reajuste monetário é condição do negócio ajustado para proteger o equilíbrio econômico e financeiro contratual, portanto versa desenvolver o cronograma de obras do empreendimento, suporte desta avença contratual, bem assim assegurar os prazos estabelecidos neste instrumento; 8.6. A este contrato, nos termos do Art. 5, inciso XXXVI, da Constituição Federal de 1988, o qual dispõe acerca do ato jurídico perfeito e do direito adquirido, não se aplicará qualquer norma superveniente de congelamento ou deflação, bem como restrição ou alteração da forma de correção monetária, total ou parcial, do saldo devedor e/ou do valor de cada prestação; 8.7. Tendo em vista que os valores do preço de aquisição estabelecidos no item 5., foram calculados para o dia 1º (primeiro) de cada mês, o ADQUIRENTE declara expressamente estar ciente de que para a aplicação dos índices de correção monetária, serão consideradas as variações mensais integrais ocorridas nos índices eleitos, independentemente da data de assinatura deste contrato; 8.8. Se o adquirente vier a utilizar qualquer tipo de financiamento para amortização ou quitação do seu saldo devedor, ficará sujeito ao pagamento do respectivo reajuste, constante no item 8.1., e , do período que decorrer entre a assinatura deste contrato até a efetiva liberação do crédito pelo agente financeiro em favor da INCORPORADORA. 9. ÍNDICES SUBSTITUTIVOS E FORMA DE APLICAÇÃO 9.1. Em caso de extinção, congelamento, modificação ou não publicação do INCC (Índice Nacional da Construção Civil) e/ou dos índices utilizados para atualização monetária dos contratos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE), o reajuste de preço das parcelas vincendas, será calculado de acordo com a variação do CUB SINDUSCON GO; da seguinte forma: Apuram-se os valores atualizados até o último índice divulgado, a partir daí aplica-se o novo indexador; Em caso de extinção, congelamento, modificação ou não publicação do CUB SINDUSCON, adotar-se-á o IGPM, (ÍNDICE GERAL DE PREÇOS DE MERCADO), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas, para atualização monetária do valor das parcelas vincendas, sem prejuízo dos juros e da sua forma de aplicação previstas no item , retro; Em substituição ao IGPM / FGV, utilizar o IGP-DI (Índice Geral de Preços Disponibilidade Interna coluna 2) publicado mensalmente pela Fundação Getúlio Vargas. 10. DATA PREVISTA DE CONCLUSÃO DA OBRA: EMPREENDIMENTO DATA PREVISTA CARÊNCIA Residencial Reserva do Amazônia 180 Dias Não se condicionando este prazo às ligações dependentes de serviços públicos ou concessões destes, com o prazo de tolerância de 60 (sessenta) dias para obras de arremate. 11. CONDIÇÕES DO CONTRATO _ 7 de 29

8 11.1. Confirmado o pedido de reserva, anteriormente assinado, as partes acima qualificadas têm justa e comprometida, de modo irretratável e irrevogável, a compra e a venda da unidade imobiliária anteriormente descrita, pelo preço e forma de pagamentos lá determinados. As condições estabelecidas neste contrato que foram pelas partes contratantes previamente examinadas e aprovadas retroagirão à data do referido pedido. As partes não admitem arrependimento para este negócio e renunciam expressamente a faculdade conferida no artigo 420 do Novo Código Civil, aplicando-se aos herdeiros e sucessores todas as cláusulas do presente, devendo-os responder pelo mesmo; A unidade imobiliária prometida foi, está sendo ou será construída pela INCORPORADORA, em terreno que adquiriu na forma constante do item 4. retro, caracterizando-se o presente negócio como venda de imóvel para entrega futura, sem que haja qualquer relação contratual de empreitada ou outra prestação de serviços entre as partes; A eficácia da presente promessa é subordinada à condição de pagamento integral do preço. 12. OBRIGAÇÕES DAS PARTES SÃO OBRIGAÇÕES DA INCORPORADORA, DENTRE OUTRAS CONSTANTES DESTE CONTRATO Entregar a unidade prometida no prazo previsto e de acordo com as especificações constantes do memorial de incorporação, ressalvados os atrasos justificados de que trata o item 18. e seus sub-itens; Reparar, no prazo máximo de 180 (cento e oitenta) dias, os vícios e defeitos que foram reclamados, nas condições e prazos previstos em lei; Permitir ao ADQUIRENTE visitar as obras do edifício as quais pertencem à unidade prometida, desde que sejam atendidas as normas de segurança, o estágio da obra e os dias e horários nela fixados; Prestar as informações que forem solicitadas pelo ADQUIRENTE a respeito do andamento da obra; Correrão por conta da INCORPORADORA todas as despesas e os encargos fiscais relativos ao imóvel até a data de concessão do habite-se pela municipalidade e/ou a entrega oficial do condomínio, objeto deste contrato (o que ocorrer primeiro); A eventual cessão de seu crédito não exonerará a INCORPORADORA de suas obrigações e responsabilidades como incorporadora do empreendimento; SÃO OBRIGAÇÕES DO ADQUIRENTE, DENTRE OUTRAS CONSTANTES DESTE CONTRATO Pagar pontualmente as parcelas do preço e outros débitos que forem devidos em favor da INCORPORADORA, no local designado por esta, sendo que caso o mesmo não receba o boleto correspondente a qualquer parcela fixada no presente instrumento em sua residência ou no endereço que for indicado pelo mesmo em até 05 (cinco) dias antes do seu vencimento deverá o mesmo entrar em contato com o departamento financeiro da INCORPORADORA para que seja providenciada a segunda via do boleto. Portanto, a falta de recebimento do boleto não é motivo para a justificativa de inadimplência de qualquer parcela; Pagar no tempo devido os encargos fiscais, condominiais e outros os quais estiver sujeito, ressarcindo prontamente a INCORPORADORA quando esta for compelida a fazê-lo em seu nome; _ 8 de 29

9 Comunicar à INCORPORADORA qualquer alteração de seu endereço, imediatamente e necessariamente por escrito, com respectivos telefones, sob pena de continuar sendo considerado legalmente válido o endereço mencionado neste contrato, inclusive após o recebimento da chave; Comunicar por escrito à INCORPORADORA qualquer mudança de seu estado civil, se pessoa física ou qualquer mudança de tipo societário, ou fusão, cisão e incorporação; se pessoa jurídica; Correrão por conta do ADQUIRENTE todas as despesas e os encargos fiscais relativos à unidade prometida devidos a partir da data de concessão do habite-se pela municipalidade e/ou a entrega oficial do condomínio, objeto deste contrato (o que ocorrer primeiro), ainda que o ADQUIRENTE não tenha recebido a posse da unidade, tais como: As despesas de condomínio, ainda que o ADQUIRENTE não tenha recebido a posse da unidade; Os foros, impostos, taxas, seguro contra incêndio e outros encargos, fiscais ou não, que já incidam, na data do contrato, ou que venha a incidir sobre a unidade prometida, ainda que lançados em nome da INCORPORADORA, deverão ser pagos regular e pontualmente de modo a colocá-la a salvo de quaisquer cobranças ou ônus a eles relativos; Todas as despesas de escritura e transferência da unidade prometida, tais como certidões negativas, quitações fiscais, custas e emolumentos de cartórios, impostos, taxas, laudêmios, emolumentos de avaliação, taxas de agente financeiro e outras; As despesas de ligações definitivas dos serviços públicos, estando inclusos acessórios por estes solicitados, tais como medidores, bem como as despesas indispensáveis à instalação, funcionamento e regulamentação do condomínio; Quaisquer outros pagamentos que forem exigidos por órgãos públicos; Não estão incluídos no preço pactuado, todos os acessórios não expressamente previstos no memorial de incorporação, tais como, exemplificativamente: o custo e a instalação de luminária da unidade autônoma, dos armários embutidos, espelho de banheiro, fogão, exaustor, aparelhos de ar condicionado e sua instalação, instalações especiais, internas e externas, as quais venham ser exigidas pelos órgãos públicos, inclusive cabines e vaults, assim como o projeto e o valor da execução de benfeitorias voluptuárias, tais como jardins, decoração de halls, portarias, etc., também ficarão a cargo do ADQUIRENTE; Também não estão incluídos no preço pactuado do imóvel objeto deste contrato todos os móveis, armários, eletrodomésticos, objetos de decoração, detalhes em gesso, bancadas de granito, etc., que constem nas fotos ilustrativas, folders, site da internet, propagandas de jornais e/ou nos apartamentos decorados, sendo que os mesmos são de caráter meramente ilustrativo e decorativo. Os mesmos não serão entregues com o imóvel, não obrigam a INCORPORADORA, não integrarão o presente contrato, nos termos do Art. 30 da lei / 90, do Código de Defesa do Consumidor. Os adquirentes devem consultar o MEMORIAL DESCRITIVO anexo ao presente, o qual prevalece sobre quaisquer outras informações e/ou materiais promocionais; Da mesma forma o ADQUIRENTE tem ciência de que os materiais e mobiliário utilizados no apartamento modelo decorado e estande de vendas não fazem parte da unidade autônoma, sendo mera exemplificação de decoração; As unidades não comercializadas pela INCORPORADORA ficarão isentas da taxa de condomínio, _ 9 de 29

10 despesas comuns ou extraordinárias que por ventura vierem a existir, e esta isenção ficará automaticamente suspensa caso quaisquer das mencionadas unidades venham ser ocupadas. Despesas tais como consumo de gás, água e melhorias, não serão rateadas com estas unidades; Assim, fica claro que o MEMORIAL DESCRITIVO anexo contém todas as informações de material e acabamento das unidades autônomas, bem como equipamentos das áreas comuns respectivas, prevalecendo sobre quaisquer outros documentos; Ainda que não queira ou não possa receber as chaves, o ADQUIRENTE será o único e exclusivo responsável pelas despesas do condomínio e de rateio de quaisquer despesas de condomínio, a partir do momento de concessão do habite-se pela municipalidade e/ou a entrega oficial do condomínio, objeto deste contrato (o que ocorrer primeiro); A INCORPORADORA comunicará ao ADQUIRENTE a data da entrega do referido imóvel no endereço indicado neste contrato ou via telefone. Contudo, é obrigação do ADQUIRENTE entrar em contato com a INCORPORADORA no departamento de atendimento ao cliente com no mínimo 36 (trinta e seis) horas de antecedência da data do evento para confirmar presença na assembléia de entrega do condomínio; Como condição essencial do presente negócio e pelo prazo do mesmo, o (s) adquirente (s) se obriga (m) a manter seu nome e seu CPF isentos de quaisquer restrições cadastral, econômica, financeira e creditícia, sob pena de não receber o imóvel; O ADQUIRENTE se compromete, sob pena de cometer infração contratual, a fornecer à INCORPORADORA, quando solicitado, todas as informações e documentos que sejam necessários para fins de atualização cadastral, bem como comprovação de capacidade financeira; O ADQUIRENTE concorda também em contratar por suas expensas no ato da outorga da escritura de alienação fiduciária, os seguros para cobertura do saldo devedor, diante deste contrato, dos riscos de morte, invalidez permanente e danos físicos, obrigando-se a pagar os respectivos prêmios, com reajustes idênticos aos contratados naquele instrumento, juntamente com as prestações mensais a serem pactuadas. Se por inobservância do ADQUIRENTE quanto aos prazos e procedimentos de comunicação e/ou comprovação dos sinistros cuja cobertura venha a ser reconhecida pela seguradora, esta desembolsará indenização em valor insuficiente à quitação do saldo devedor deste contrato, ficará o mesmo obrigado à efetiva liquidação daquele saldo perante a INCORPORADORA. O ADQUIRENTE igualmente responderá por revisões das taxas dos seguros contratados, caso venham a ser alteradas no curso do pagamento da dívida, obrigando-se pelos valores que resultarem, sem prejuízo dos reajustes referido anteriormente; Fica vedada ao ADQUIRENTE a constituição de qualquer ônus sobre direitos aquisitivos, objeto deste contrato, sob pena de rescisão; Sem prejuízo das demais penalidades estipuladas neste contrato, a INCORPORADORA poderá optar por considerar rescindido o negócio, ou alternativamente, vencido antecipadamente todo o preço de aquisição da unidade, caso em que o ADQUIRNTE deverá quitar o saldo do preço, devidamente corrigido monetariamente e acrescido dos juros contratuais em até 15 (quinze) dias, nas seguintes hipóteses: Cessão total ou parcial pelo ADQUIRENTE dos direitos decorrentes deste contrato sem atendimento das normas aqui estabelecidas; Constituição de qualquer ônus sobre os direitos aquisitivos; Insolvência ou decretação de falência do ADQUIRENTE; _ 10 de 29

11 Descumprimento de qualquer obrigação prevista neste contrato, salvo aquelas que tenham penalidades especialmente previstas; Em caso de falência, recuperação judicial, concurso de credores ou insolvência dos adquirentes; O ADQUIRENTE deverá providenciar o registro de sua escritura aquisitiva dentro do prazo de 30 (trinta) dias da respectiva outorga, sob pena de responder pelos prejuízos acarretados à INCORPORADORA em função de sua demora; Sem prejuízo do aqui disposto, poderá a INCORPORADORA, a seu critério, efetuar o registro do título e cobrar as respectivas despesas, custas e emolumentos do ADQUIRENTE, o qual deverá efetuar reembolso no prazo máximo de 5 (cinco) dias, findo os quais ficará sujeito às mesmas penalidades por atraso das prestações. 13. PAGAMENTO DO PREÇO E ANTECIPAÇÕES O ADQUIRENTE declara e confessa dever à INCORPORADORA o valor total do presente contrato, representado pelas parcelas descritas no item 6.3. e seus sub-itens. Declara ainda expressamente que o presente contrato é título executivo extrajudicial na forma do Artigo 585, inciso II, do Código de Processo Civil; Fica estabelecido que o não recebimento do referido boleto não exime o ADQUIRENTE da obrigação do pagamento, nem constitui justificativa para atraso na liquidação de qualquer parcela; Para segurança e comodidade do ADQUIRENTE todas as parcelas serão pagas através de boletos bancários a serem enviados ao ADQUIRENTE, dirigidos ao endereço por ele fornecido por escrito, ou outra forma que venha a ser determinada pela INCORPORADORA, não podendo em nenhuma hipótese o ADQUIRENTE realizar depósitos em conta corrente da INCORPORADORA sem prévia autorização, sendo que os valores cobrados para emissão, postagem, taxas de devolução (títulos emitidos e não pagos) na rede bancária serão de inteira responsabilidade do ADQUIRENTE, ficando a empresa livre de quaisquer custos operacionais da referida cobrança, bem como do extravio ou atraso do agente responsável pela entrega das mesmas, sendo que o custo de emissão e postagem estarão inclusos no valor de cada título. O ADQUIRENTE, diante do não recebimento de sua parcela até 5 (cinco) dias antes do seu vencimento deverá entrar em contato através do telefone (062) com a INCORPORADORA para as devidas providências para a efetivação do pagamento, pois, a falta de recebimento do boleto não implicará no cancelamento de juros e multas mencionados neste contrato; Quaisquer obrigações e despesas pecuniárias derivadas do presente contrato, exceto aquelas expressamente pactuadas com indexadores, serão apuradas em real ou outra moeda que eventualmente venha substituí-la; Na hipótese de o (a) promissório (a) ADQUIRENTE desejar pagar por antecipação parcelas do preço, serão inicialmente quitadas as últimas parcelas vincendas, devendo ser integralmente corrigidas, sempre de maneira prevista neste contrato, até a data de seu pagamento; Não será permitida a antecipação de parcelas em períodos de congelamento de preços ou anomalia econômica, ou quando for iminente o aumento extraordinário da correção das parcelas em decorrência de fato previsível; Os pagamentos antecipados somente poderão ser efetuados mensalmente mediante autorização da _ 11 de 29

12 INCORPORADORA no mesmo dia do vencimento da parcela devida, igualmente feitos com boletos bancários, que serão enviados ao ADQUIRENTE após sua solicitação, dirigido ao endereço por ele fornecido por escrito, a menos que instruções expressas da INCORPORADORA autorizem os pagamentos em datas alternativas. Neste caso, o pagamento da parcela deverá sempre incorporar a correção pró-rata-die da dívida. A amortização do débito deverá corresponder ao valor integral de uma ou mais prestações, porém o saldo devedor a ser antecipado deverá sempre incorporar a correção pró-rata-die da dívida O recibo de pagamento da última prestação vencida não significa quitação da anterior, sendo direito da INCORPORADORA exigir em qualquer época, a prova do correto pagamento de uma obrigação, ficando o ADQUIRENTE a tanto obrigado; Sempre que qualquer pagamento for efetuado por cheque, a dívida só estará quitada após a sua efetiva compensação; a falta de liquidação do cheque por qualquer causa implicará a automática incidência das cominações para os casos de mora e inadimplemento, notadamente os juros moratórios, a multa convencional e o reajuste contratual incidentes sobre o valor da obrigação; As prestações somente poderão ser satisfeitas pelo (a) promissório (a) ADQUIRENTE juntamente com o valor do seu reajuste monetário, pelo que o seu não pagamento acarretará para o (a) promissário (a) ADQUIRENTE as cominações relativas aos casos de mora e de inadimplemento; O pagamento em atraso de qualquer obrigação sem a conseqüente cobrança das respectivas cominações contratuais, quaisquer que sejam as circunstâncias, mesmo reiteradamente, não impedirá a INCORPORADORA de corrigir a omissão, a qualquer tempo, exigindo da ADQUIRENTE a diferença acrescida das cominações previstas neste contrato. Se a INCORPORADORA não exigir o pagamento, será a atitude dela tida, para todos os efeitos, como ato de simples tolerância, não induzindo liberalidade, novação, renúncia ou mesmo alteração de qualquer avença, permanecendo todas íntegras e exigíveis; A antecipação de pagamento, mesmo se realizada mais de uma vez, não implicará novação ou modificação dos critérios de reajuste monetário ou do modo de pagamento aqui estipulados; Os bens de propriedade do ADQUIRENTE que porventura venham a ser negociados com a imobiliária ou corretor, não são do conhecimento da INCORPORADORA, portanto compete ao ADQUIRENTE e à IMOBILIÁRIA se responsabilizarem por todo processo, isentando a INCORPORADORA de qualquer responsabilidade sobre o fato. 14. DA CONSTRUÇÃO As obras serão executadas pela INCORPORADORA ou por quem esta indicar; O edifício será construído com fiel observância das plantas aprovadas, das especificações e do memorial descritivo que integram o memorial de incorporação, ficando a INCORPORADORA, desde já, autorizada por conveniências técnica ou estética (relevantes) devidamente justificadas, por determinação do Poder Público ou por exigência das empresas concessionárias de serviços públicos, a promover modificações no projeto aprovado, sem que assista a quaisquer das partes direito à indenização ou à compensação; Serão toleradas as diferenças não superiores a 5% (cinco por cento) nas dimensões do projeto aprovado que resultem da execução das obras sem que assista a qualquer das partes direito à indenização ou à compensação; O ADQUIRENTE não poderá interferir direta ou indiretamente no andamento normal da obra, quer seja mantendo entendimentos com seu encarregado ou operários, quer permanecendo no local, sem _ 12 de 29

13 autorização prévia da INCORPORADORA. Igualmente, não poderá introduzir na obra, operários ou materiais antes da efetiva entrega das chaves; Na hipótese de falta de material no mercado, poderá a INCORPORADORA substituir parcialmente os equipamentos ou acabamentos mencionados no memorial descritivo, desde que os materiais utilizados sejam de mesmo padrão daqueles substituídos e compatíveis com o padrão do EMPREENDIMENTO; O ADQUIRENTE declara ainda que tem conhecimento dos contratos de parceria referentes à prestações de serviços que foram feitos nesse empreendimento, os quais poderão ou não estar devidamente especificados no memorial descritivo (mas que estes estão disponíveis da na sede da INCORPORADORA para que qualquer ADQUIRENTE tenha acesso. 15. DAS VISITAS À OBRA A fim de serem evitados acidentes, atrasos ou prejuízos na produtividade dos operários, as visitas às obras somente deverão ser feitas com prévia autorização da INCORPORADORA e em horários e datas por ela fixados, marcados pelo departamento de atendimento de cliente; É extremamente proibida a visita de menores de 16 (dezesseis) anos, mesmo com a presença de seus responsáveis, bem como o transporte de visitantes em elevadores de carga; Os fornecedores dos ADQUIRENTES somente poderão visitar a sua unidade mediante prévia autorização e acompanhamento do responsável pela obra. Ficam ainda os fornecedores dos ADQUIRENTES autorizados a tirarem quaisquer medidas somente após a entrega da mesma, comprovado através de termo de vistoria e recebimento da unidade. 16. MODIFICAÇÕES NA UNIDADE O ADQUIRENTE não poderá efetuar, mesmo que às suas expensas, qualquer modificação na unidade objeto deste até a entrega do mesmo. Caso se interesse em realizar modificação, existem normas específicas que obrigatoriamente devem ser seguidas sob pena de PERDA DE GARANTIA DO IMÓVEL, e ainda se as alterações afetarem qualquer outra unidade autônoma ou ainda qualquer área do empreendimento, será responsabilizado o ADQUIRENTE; Conforme normas específicas, o ADQUIRENTE poderá solicitar por escrito à INCORPORADORA modificações em sua unidade, podendo ser aceita ou não, após ser avaliada em face do atendimento às normas técnicas da ABNT, da fase de construção da unidade, da complexidade da modificação, e dos riscos de danos materiais e pessoais dela decorrentes; Qualquer modificação somente será autorizada pela INCORPORADORA se não comprometer o cronograma físico da obra e serviços executados na unidade, assim como não prejudiquem ou alterem a estrutura e/ou as paredes de descida de prumadas de água, esgoto, rede frigorígena e drenagem da edificação; Caso as modificações autorizadas demandem aprovações na Prefeitura, toda a responsabilidade pelos trâmites desta aprovação perante à Prefeitura, assim como seus custos, ficarão a cargo do ADQUIRENTE e cuja cópia assinada pelas partes passará a fazer parte integrante deste contrato; As modificações só poderão ser feitas após assinatura do formulário próprio de aceitação de proposta de modificação e pagamento do preço estipulado pela INCORPORADORA para tal; A INCORPORADORA não concederá posse provisória, nem permitirá, sob nenhuma hipótese, _ 13 de 29

14 instalação de quaisquer equipamentos ou armários, a colocação de quaisquer bens móveis ou qualquer personalização da unidade pelo ADQUIRENTE, antes da entrega das chaves; O ADQUIRENTE arcará com todos os custos provenientes do desfazimento das modificações solicitadas por ele, desde que tais modificações já tenham sido devidamente executadas pela INCORPORADORA, para que a unidade volte a seu estado original, cujos custos serão descontados quando da rescisão contratual, caso isso venha a ocorrer; Para as unidades comercializadas após a conclusão da obra não se aplicam as disposições relacionadas nesse item. 17. SOBRECARGA MÁXIMA A sobrecarga (carga útil) máxima permitida no edifício é prevista pela ABNT. Em razão disso o ADQUIRENTE não poderá sobrecarregar a sua unidade com cargas superiores ao limite por ela estabelecidos. 18. CONCLUSÃO DAS OBRAS É admitida uma tolerância de 180 (cento e oitenta) dias úteis no prazo previsto para a conclusão da obra, bem como sua prorrogação pela ocorrência de caso fortuito ou força maior, de acordo com o art. 393 do Código Civil, entendendo-se como tal, exemplificada, mas, não exclusivamente: a) Greves parciais ou gerais, guerras, revoluções que afetem o setor imobiliário; b) Suspensão ou falta de meios de transportes; c) Falta de água ou energia elétrica; d) Falta de materiais na praça ou de mão de obra especializada para contratação no mercado; e) Chuvas prolongadas, comprovadas através de índices do instituto de meteorologia, que impeçam ou dificultem substancialmente etapas importantes da obra; f) Eventuais embargos da construção não resultante de incúria ou erro da INCORPORADORA, ou que sejam provocados por autoridades públicas ou proprietários vizinhos; g) Demandas judiciais em relação a vizinhos ou terrenos lindeiros; h) Demora na execução dos serviços que são próprios de empresas concessionárias de serviços públicos; i) Demora do poder público na concessão do "habite-se" e outras autorizações legais, por motivos que não dependam da INCORPORADORA; j) Reformas econômicas ou outros atos governamentais que interfiram no setor da construção; k) Alterações na legislação que tenham reflexos sobre a obra; l) Atraso no pagamento das prestações por parte de mais de 30 % (trinta por cento) dos ADQUIRENTES; Ocorrendo o previsto no item 18.1., a data de conclusão das obras ficará automaticamente prorrogada, pelo mesmo tempo que perdurar a (s) circunstância (s) motivadora (s) do atraso, sem que caiba qualquer tipo de indenização ou compensação ao ADQUIRENTE; O prazo será prorrogado automaticamente na superveniência de motivo de força maior, caso fortuito, ou fatos estranhos, não enquadráveis no item deste contrato, mas reconhecidos de direito; No prazo estimado de conclusão das obras, obtenção do habite-se do empreendimento em questão, não se inclui o tempo necessário à execução de serviços acessórios ou complementares, como os de ajardinamento, averbação da construção e implantação do condomínio de utilização do edifício; Se a INCORPORADORA não concluir a obra no prazo estabelecido, após vencer o prazo de tolerância avençado no item e descontados os dias de atrasos do ADQUIRENTE, caso não haja prorrogação, _ 14 de 29

15 pagará a INCORPORADORA ao ADQUIRENTE, a título de pena convencional, o equivalente a 0,5% (zero virgula cinco por cento) do preço atualizado da unidade, por mês ou fração de mês de atraso, exigível até a data em que o imóvel tenha habitabilidade; Fica estabelecido que o imóvel prometido será tido como pronto e acabado, desde que concedido o seu "habite-se". Mesmo que na ocasião ainda existam alguns serviços de acabamento a serem feitos na unidade, nas demais unidades ou nas partes comuns do edifício, essas circunstâncias não poderão servir de pretexto para o ADQUIRENTE recusar a receber as chaves da unidade ou impedir a instalação formal do condomínio da edificação; Em vista do vulto do empreendimento, poderão ser obtidos junto à Prefeitura Municipal local autos de conclusão ( habite-se ) parciais. Para cada auto de conclusão obtido far-se-á a instalação provisória do correspondente condomínio, elegendo-se o respectivo subsíndico. As despesas condominiais serão rateadas unicamente entre as unidades cujos edifícios já tenham o respectivo auto de conclusão. 19. DA ENTREGA DA UNIDADE E VISTORIA Após a conclusão da obra, a INCORPORADORA poderá notificar o ADQUIRENTE para que no prazo de 15 (quinze) dias seguintes ao recebimento da notificação cumpra todas as providências a ele incumbidas para o recebimento das chaves, sob pena de inadimplemento contratual; É facultado à INCORPORADORA o direito de retenção da unidade enquanto não liquidadas todas as obrigações exigíveis do ADQUIRENTE por força do presente, sem prejuízo das obrigações do ADQUIRENTE estipuladas neste instrumento. Caso na época da transferência da posse o ADQUIRENTE e ou seus fiadores (se houver) apresentem restrições cadastrais nos órgãos de proteção ao crédito em seu (s) nome (s), também aplica-se o direito de retenção da unidade, até que sejam regularizadas tais restrições; A partir do auto de conclusão do imóvel ( habite-se ) iniciam-se os prazos decadenciais de garantia previstos no manual do proprietário relativos à unidade, independentemente do recebimento da unidade pelo ADQUIRENTE; Antes da entrega de chaves a INCORPORADORA convidará o ADQUIRENTE para que procedam à vistoria em sua unidade condominial. Este deverá proceder à respectiva vistoria e apresentar suas reclamações em relação aos defeitos aparentes ou de fácil constatação em termo próprio firmado pelas partes. Após a conclusão dos possíveis reparos a INCORPORADORA convocará o ADQUIRENTE para receber as chaves de seu imóvel; O recebimento das chaves pelo ADQUIRENTE não importará em qualquer renúncia de seu direito à reparação dos defeitos constatados, que ficará ressalvado no respectivo termo; Após a entrega da unidade, a INCORPORADORA poderá vistoriá-la periodicamente para acompanhar o desempenho das estruturas e fundações; A entrega das chaves e posse da unidade, objeto deste instrumento, poderão ser efetuadas durante os 60 (sessenta) dias posteriores à data da expedição do Auto de Conclusão de Obras ( habite-se ) do edifício que integra a unidade deste instrumento, estando o (a) ADQUIRENTE (s) em dia com todas as obrigações assumidas neste instrumento, sobretudo o disposto no item deste; Se o ADQUIRENTE, por qualquer meio ou forma, ocupar sua unidade autônoma sem ter previamente cumprido todas suas obrigações, cometerá infração ao disposto no art. 52, da Lei de nº 4.591/64, sendo considerado, assim, esbulhador, e, nesta hipótese, fica assegurado à INCORPORADORA o exercício dos _ 15 de 29

16 direitos ali previstos, através das medidas legais e judiciais, sendo que essa ocupação indevida ensejará, inclusive, sua reintegração da posse, através de ordem judicial liminar; Ocorrendo tal hipótese, o ADQUIRENTE será obrigado a pagar multa diária de ocupação; O ADQUIRENTE será imitido da posse da unidade obedecendo ao seguinte: UNIDADE QUITADA Após a lavratura da escritura, por instrumento público devidamente registrada no Cartório de Registro de Imóvel, do local do imóvel, ou a critério da INCORPORADORA, mediante assinatura de Termo de Entrega de Chaves pelo ADQUIRENTE, desde que tenha cumprido todas as obrigações contratuais ora previstas; EXISTÊNCIA DE SALDO DEVEDOR POSSE PROVISÓRIA A entrega das chaves somente se dará a critério da INCORPORADORA, a qual optará por um dos sub-itens abaixo; As cláusulas abaixo terão validade somente se houver interesse da incorporadora em refinanciar o saldo devedor do ADQUIRENTE, nos casos em que este não consiga sucesso junto ao financiamento bancário, deixando bem claro que É UMA FACULDADE da INCORPORADORA, visto que esta pode não entregar o imóvel ao ADQUIRENTE inadimplente e ainda promover a EXECUÇÃO deste contrato, aos termos do artigo 586 e seguintes do Código de Processo Civil, a fim de receber seu crédito, servindo para este fim também os direitos do ADQUIRENTE em face deste contrato de compra e venda de imóvel; Após a lavratura e assinatura de escritura por instrumento público com cláusula de alienação fiduciária em garantia do saldo do preço a ser pago, de acordo com a Lei de 20/11/1997, com o respectivo registro no CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS competente, que deve ser feito de imediato e recolhido o respectivo imposto de transmissão pelo ADQUIRENTE, conforme item , ficando assim regularmente constituída a propriedade fiduciária. Neste caso haverá o desdobramento da posse, sendo o ADQUIRENTE o detentor da posse direta e a INCORPORADORA detentora da posse indireta do imóvel, atendendo aos requisitos exigidos pela legislação, prevendo, inclusive, a consolidação da propriedade em favor do credor fiduciário no caso de vencida e não paga a dívida, conforme previsto no artigo 26 e 27 da citada lei. A formalização da alienação será feita por meio de uma só escritura pública, que simultaneamente encerrará: a) Uma transação compra e venda do imóvel pelo ADQUIRENTE; b) Uma confissão de dívida pelo valor total que o ADQUIRENTE estiver devendo a INCORPORADORA quando da lavratura dita escritura, cujo pagamento será feito no mesmo número das parcelas correspondentes ao saldo devedor então existente; c) Constituição da garantia fiduciária promitente dita gravando o imóvel com ônus real; Após a assinatura do Termo de Confissão de Dívida, assinado pelo (a) ADQUIRENTE (s), com 02 (dois) fiadores, possuidores de no mínimo 02 (dois) imóveis na capital do estado onde está sendo construído o imóvel, objeto deste, livres e desembaraçados de quaisquer ônus, sem restrição cadastral de seus CPFs, que também deverão assinar tal documento. É obrigatório o reconhecimento de firma (como VERDADEIRA) neste documento. A aceitação da capacidade sócio-econômica de tais fiadores é de exclusiva responsabilidade da INCORPORADORA, a qual poderá solicitar a apresentação de novos fiadores a seu exclusivo critério; _ 16 de 29

17 Para tanto, todavia, quando da conclusão das obras do empreendimento e averbação do habite-se, o ADQUIRENTE deverá necessariamente e cumulativamente se enquadrar nas seguintes condições: a) A idade do ADQUIRENTE somada a do prazo do financiamento do saldo deverá ser inferior a 70 (setenta) anos e 6 (seis) meses; b) O ADQUIRENTE, se assalariado: até 1 (um) ano no atual emprego, deve comprovar 3(três) anos no emprego anterior. Se autônomo ou sócio-proprietário: deve comprovar no mínimo 3 (três) anos na atividade; c) À época não poderão haver quaisquer parcelas em atraso, nem ter havido qualquer negociação do contrato, bem como, nos últimos 12 (doze) meses, não poderá ter ocorrido o pagamento de qualquer parcela com atraso superior a 30 (trinta) dias; d) O valor máximo a ser financiado seja inferior a 70% (setenta por cento) do valor do presente instrumento; e) O ADQUIRENTE não deverá apresentar restrições no SERASA ou outro sistema similar; UNIDADE COM SALDO DEVEDOR E FINANCIAMENTO BANCÁRIO POSSE PROVISÓRIA Ainda que a INCORPORADORA não tenha contratado financiamento para o empreendimento da unidade comprometida, o ADQUIRENTE poderá optar pelo pagamento do saldo devedor deste contrato através de financiamento junto a Agente do Sistema Financeiro, neste caso todas as diligências para a obtenção do financiamento deverão ser implementadas pelo ADQUIRENTE antes do vencimento da parte do preço que promete resgatar com o financiamento; REVOGADA Se iniciado o processo de financiamento e este não vier a ser conseguido pelo ADQUIRENTE, seja qual for a causa ou o motivo, o valor da (s) parcela (s) que seriam pagas com o financiamento, deverá obrigatóriamente ser pago pelo ADQUIRENTE no prazo máximo de 60 (sessenta) dias após a data da liberação da averbação do habite-se, sob pena de inadimplemento contratual, acrescida das cominações previstas neste Contrato de Compra e Venda; Se o valor do financiamento for inferior ao da parcela a liquidar e seu reajuste com acréscimo de juros, ou se a quantia líquida a ser recebida pela INCORPORADORA, com o financiamento, for menor que o valor corrigido e a pagar, a diferença resultante, devidamente atualizada monetariamente (correção + juros), deverá ser paga pelo ADQUIRENTE antes da assinatura do Contrato de Compra e Venda, com Pacto Adjeto de Hipoteca ou alienação fiduciária em favor do financiador, sob pena de execução imediata do saldo devedor remanescente; No caso da INCORPORADORA, para o fim do financiamento, atendendo a solicitação do ADQUIRENTE, fornecer dados ou firmar documentos para o Agente Financiador, serão eles entendidos como de simples cumprimento de formalidades. Restarão sempre válidas e exigíveis, sem qualquer modificação, as estipulações deste contrato particular, mesmo no caso de os dados e documentos fornecidos e/ou assinados, colidirem com elas, pois destinam-se às formalidades burocráticas em alterações imprevisíveis e constantes junto aos agentes financeiros; Nos casos em que o ADQUIRENTE optar pelo pagamento de parte do saldo devedor através de financiamento e/ou saque de FGTS, a unidade será entregue ao ADQUIRENTE somente após a liberação e o registro em cartório do documento firmado para liberação do financiamento, assim como da liberação e desbloqueio na conta da INCORPORADORA, da referida parcela, e ainda do acerto das diferenças apuradas em função de reajuste do preço, até o pleno pagamento; _ 17 de 29

18 POSSE PRECÁRIA Poderá a INCORPORADORA, a seu critério conceder ao ADQUIRENTE, em caráter excepcional, a posse do imóvel comprometido, após a conclusão da obra e antes da outorga da escritura definitiva, ou do contrato de financiamento, desde que esteja ele em dia com suas obrigações. Tal posse será exercida, no entanto, em caráter precário e temporário, sempre em nome da INCORPORADORA, sendo vedado ao ADQUIRENTE realizar benfeitorias que não possam ser removidas, sem prejuízo a coisa; O ADQUIRENTE imitido na posse precária, deverá manter, por sua própria conta, o imóvel segurado contra incêndio e outros danos, tendo como beneficiária a INCORPORADORA; A posse, assim tolerada, cessará de pleno direito em caso de inadimplemento do ADQUIRENTE ou de rescisão do contrato, qualquer que seja a sua causa, hipótese em que deverá restituir o imóvel no prazo de 15 (quinze) dias após a sua notificação através do cartório de registro de títulos e documentos, sob pena de constituir-se em possuidor de má-fé e caracterizar-se esbulho, sujeito a reintegração liminar, independentemente de qualquer outra ação ou procedimento cautelar visando ao cumprimento ou execução deste contrato; Até a efetiva devolução do imóvel, na hipótese do item anterior, o ADQUIRENTE não terá direito de indenização pelas benfeitorias feitas sem autorização da INCORPORADORA, salvo as comprovadamente necessárias; Para que a INCORPORADORA faça a entrega das chaves da unidade contratada ao ADQUIRENTE, este deverá já ter quitado no mínimo o equivalente a 20% do valor contratado, com suas devidas correções, caso os valores que perfaçam este montante sejam objeto de reajuste, de acordo com as condições estabelecidas neste instrumento, além de ter que cumprir com todas as exigências previstas para a entrega e posse provisória contidas neste, seja para o ADQUIRENTE realizar a escritura com alienação fiduciária, seja por meio de financiamento bancário, quitar o saldo remanescente; 20. RESCISÃO DO CONTRATO Na hipótese de rescisão do presente Contrato de Promessa de Compra e Venda de Unidade Imobiliária, fica assegurada a devolução das quantias até então pagas, de acordo com os critérios dos itens que se seguem; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 5% (cinco por cento) sobre o valor total de aquisição mencionado no item 5., devidamente atualizado monetariamente pelos índices pactuados, que corresponde aos custos de comercialização, promoção, publicidade e despesas imediatas efetuadas pela INCORPORADORA, designado aqui DC; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 10% (dez por cento) sobre o valor total de aquisição mencionado no item 5., devidamente atualizado monetariamente pelos índices pactuados, a título de despesas administrativas e tributárias, designado aqui DA; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 3% (três por cento) sobre os valores até então recebidos pela INCORPORADORA, devidamente atualizado monetariamente pelos índices pactuados, ou o percentual vigente na época da rescisão, referentes ao imposto COFINS; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 0,65% (sessenta e cinco centésimos por cento) sobre os valores até então recebidos pela INCORPORADORA, devidamente _ 18 de 29

19 atualizado monetariamente pelos índices pactuados, ou o percentual vigente na época da rescisão, referentes ao imposto PIS; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o valor correspondente às despesas efetuadas ou a serem efetuadas para voltar a unidade ao estado original, designado aqui MODIFICAÇÕES; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 1% (um por cento) sobre o valor total de aquisição mencionado no item 5., devidamente atualizado monetariamente pelos índices pactuados, para cada mês, do período compreendido entre o habite-se até a devolução do mesmo à INCORPORADORA, a título de aluguel, designado aqui FRUIÇÃO; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE outros impostos, tributos ou contribuições, incidentes sobre este negócio imobiliário, ainda que venham a ser criados no curso deste contrato, designado aqui OUTROS IMPOSTOS; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE o equivalente a 10% (dez por cento) sobre o valor total de aquisição mencionado no item 5., a título de multa compensatória (art. 410 Código Civil Brasileiro), designado aqui CLÁUSULA PENAL; Serão deduzidos dos valores efetivamente pagos pelo ADQUIRENTE, na hipótese da rescisão operar-se após a transferência da posse do imóvel ao ADQUIRENTE, este ficará obrigado a pagar 5% (cinco por cento) ao ano ou fração de ano (da data do habite-se até a efetiva devolução do imóvel) sobre o valor total de aquisição mencionado no item 5., devidamente atualizado monetariamente pelos índices pactuados, a título de depreciação do imóvel, designado aqui DEPRECIAÇÃO; CLÁUSULA GERAL DA RESCISÃO: NO CASO DE RESCISÃO CONTRATUAL POR INADINPLÊNCIA OU AINDA POR DISTRATO FICA GARANTIDO AO ADQUIRENTE A QUANTIA MÍNIMA DE 40% DO VALOR POR ELE PAGO DEVIDAMENTE ATUALIZADO, SENDO QUE A DITA DEVOLUÇÃO SERÁ FEITA PELA INCORPORADORA EM NO MÁXIMO 06 (SEIS) PARCELAS, SENDO PAGAS MENSALMENTE. PARÁGRAFO ÚNICO: PARA QUE AJA A RESTITUIÇÃO NO MÍNIMO DE 40% DO QUE FORA PAGO, DEVO O ADQUIRENTE, COMPROVAR A QUITAÇÃO DO I.P.T.U, CONDOMÍNIO, ÁGUA, ENERGIA, E DESPESAS BÁSICAS DO IMÓVEL, E AINDA DOS HONORÁRIOS DE ADVOGADOS SE TIVEREM SIDO NECESSÁRIOS A fórmula para cálculo da restituição, conforme os itens acima é a seguinte: VR = VP DC DA COFINS PIS MODIFICAÇÕES FRUIÇÃO OUTROS IMPOSTOS MULTA - DEPRECIAÇÃO, onde: VR é o valor da restituição e VP é o valor pago; Caso a Rescisão do Contrato ocorra após a entrega do Condomínio aos condôminos, o ADQUIRENTE deverá fornecer os seguintes documentos (atualizados) à INCORPORADORA para a efetivação da rescisão da Promessa de Compra e Venda: Declaração do síndico de que a unidade descrita no preâmbulo deste contrato encontra-se em dia com as taxas de condomínio e despesas extras relacionadas ao referido imóvel; _ 19 de 29

20 Certidão de quitação de IPTU, expedida pela Prefeitura Municipal; Na hipótese da promessa de compra e venda ter sido averbada no Cartório de Registro de Imóveis, a rescisão só terá validade se o ADQUIRENTE efetuar de imediato a averbação desta, arcando, portanto, com todas as despesas, sem nenhum prejuízo à INCORPORADORA; A INCORPORADORA será ressarcida das despesas com taxas e rateios de condomínio, tributos relativos ao imóvel, energia, seguros, gás, aquisição de equipamentos, quando não adimplidas pelo ADQUIRENTE, ocorridas durante o período entre a conclusão do imóvel e a devolução do mesmo à INCORPORADORA; A restituição (VR) pela INCORPORADORA ao ADQUIRENTE será em igual número de vezes e na mesma proporção estabelecida para o pagamento das parcelas efetivamente recebidas (sinal, intermediárias, mensais, chaves, etc.); Os valores das devoluções serão corrigidos pelos mesmos índices e formas de aplicação do referido contrato; Os valores a serem restituídos ao ADQUIRENTE terão seu início 30 (trinta) dias após o término da obra ou quando da efetiva revenda do referido imóvel, priorizando-se o fato que primeiro ocorrer; Sem prejuízo do pactuado no item retro, fica reconhecido o direito da INCORPORADORA de se reintegrar liminarmente na posse direta do Imóvel, sendo que na hipótese de resolução, judicial ou extrajudicial, a INCORPORADORA terá livre disponibilidade sobre o imóvel, podendo inclusive, aliená-lo, desde logo, a terceiros, ainda que não tenha restituído ao ADQUIRENTE as quantias a ele porventura devidas, na forma deste contrato, inclusive no caso em que o ADQUIRENTE deixará de recebê-las, por sua ação ou omissão; Em caso de rescisão contratual poderá a INCORPORADORA alienar a terceiros a unidade objeto deste contrato, sem que o ADQUIRENTE possa alegar posse ou retenção de qualquer natureza; Na hipótese de já ter ocorrido a entrega do imóvel ao ADQUIRENTE, este somente receberá a referida devolução de possíveis prestações, desde que o imóvel tenha sido restituído à INCORPORADORA, livre e desocupado de pessoas e coisas, e reposto ao idêntico estado de quando lhe foi entregue; Na hipótese do valor efetivamente pago ser inferior aos valores descontados (somados), fica o ADQUIRENTE isento da obrigação de pagar esse resíduo à INCORPORADORA. 21. MORA E INADIMPLEMENTO O atraso no pagamento de parcela do preço sujeitará o ADQUIRENTE a pagar à INCORPORADORA: O valor da dívida vencida, reajustada monetariamente pelo indexador eleito, acrescida da variação pro-rata-temporis-die, da data de vencimento até o dia do mês em que for feito o pagamento; Juros de mora de 1% (um por cento) ao mês, capitalizados mensalmente; Juros compensatórios de 1% (um por cento) ao mês, capitalizados mensalmente; Multa de 2% (dois por cento) aos termos do 1º do artigo 52 do CDC, esta incidindo sob cada parcela _ 20 de 29

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo.

Empreendimento: Condomínio Residencial Vila Branca. Localização: Rua Jaú, nº. 125, bairro Parque Universitário, Americana, Estado de São Paulo. CONDOMÍNIO RESIDENCIAL VILA BRANCA QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Condomínio

Leia mais

Empreendimento: Lacqua Residencial.

Empreendimento: Lacqua Residencial. LACQUA RESIDENCIAL QUADRO RESUMO CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA PARA ENTREGA FUTURA DE APARTAMENTO, VAGA DE GARAGEM E CESSÃO DE FRAÇÃO IDEAL DE TERRENO. Empreendimento: Lacqua Residencial. Localização:

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes

FAQ Perguntas Frequentes FAQ Perguntas Frequentes Índice 01. Incorporação Imobiliária...3 02. Contrato...4 03. Pagamento e Boletos...5 04. Financiamento...6 05. Distrato e Transferência...8 06. Documentações...9 07. Instalação

Leia mais

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o

5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o 5) COMPROMISSO PARTICULAR DE VENDA E COMPRA E OUTRAS AVENÇAS PARTES CONTRATANTES COMPROMISSÁRIO VENDEDOR:..., brasileiro, solteiro, produtor rural, inscrito no CPF sob o n.... e no RG sob o n...., residente

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA

MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA MINUTA DE CONTRATO CONTRATO DE COMPRA E VENDA TERMO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL QUE ENTRE SI FAZEM A FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE - FUNIARP E. Na forma abaixo: FUNDAÇÃO

Leia mais

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL

I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) PRODUTO(S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL Nº DA CÉDULA CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO I - EMITENTE II - INTERVENIENTE(S) / AVALISTA(S) III - CARACTERÍSTICAS DO(S) (S) MARCA MODELO ANO/MODELO COR COMBUSTÍVEL RENAVAN CHASSI PLACA NOTA FISCAL (CASO VEÍCULO

Leia mais

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL

MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Sugestão de Contrato de Promessa de Compra e Venda de Imóvel MODELO DE CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA DE IMÓVEL Pelo presente instrumento de promessa de compra e venda, de um lado como promitente

Leia mais

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN

Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN Regulamento da Promoção TEST LIFE EVEN A) DO TEST LIFE 1. A presente promoção é realizada pela EVEN CONSTRUTORA E INCORPORADORA S/A, por si e pelas empresas de seu grupo econômico, doravante GRUPO EVEN,

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS

REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS REGULAMENTO PROMOÇÃO ISENÇÃO DE CONDOMÍNIO, IPTU E ESCRITURA GRÁTIS Promoção a ser realizada por GUARENAS INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob nº

Leia mais

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS

CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS CCB Cédula de Crédito Bancário Consignação INSS Pela presente CÉDULA DE CRÉDITO BANCARIO, doravante designada como CÉDULA, pagarei ao Banco Ibi S.A. Banco Múltiplo, com sede na Alameda Rio Negro, 585,

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES:

CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA. PROMITENTES VENDEDORES: <identificação dos vendedores, nome endereço cpf cgc etc> CONTRATO DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA PROMITENTES VENDEDORES: PROMITENTES COMPRADORES:

Leia mais

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973.

*ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. *ESTE CONTRATO ESTÁ REGISTRADO NO 9O. OFICIAL DE REGISTRO DE TÍTULOS E DOCUMENTOS DE SÃO PAULO SOBRE O NÚMERO 793973. CONTRATO DE LOCAÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO DE BEM MÓVEL Contrato

Leia mais

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições:

Resolvem, na melhor forma de direito, celebrar o presente Contrato de Mútuo ( Contrato ), de acordo com os seguintes termos e condições: CONTRATO DE MÚTUO Prelo presente instrumento particular, [O Estudante, pessoa física proponente de empréstimo com determinadas características ( Proposta )], identificado e assinado no presente contrato

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato:

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL. Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL Nome do Participante/Assistido: Empresa: Matrícula: Telefone: ( ) Valor do Empréstimo: Quantidade de Prestações: Renegociação? ( ) NÃO ( ) SIM Novo Contrato: Valor liquido

Leia mais

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA

CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA CONTRATO DE COMPROMISSO DE COMPRA E VENDA Pelo presente instrumento de Promessa de Compra e Venda, de um lado, como PROMITENTE VENDEDORA, VILLAS DO ARRAIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., pessoa jurídica

Leia mais

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA

MODELO DO CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA CONTRATO DE ADESÃO AO SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE REDE INTERNA São partes no presente instrumento, de um lado, (i) o usuário dos serviços de telecomunicações da Brasil Telecom S.A., doravante individualmente

Leia mais

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro,

Que fazem entre si, de um lado a empresa..., na..., aqui representada. por..., brasileiro, 34) INSTRUMENTO DE CONTRATO DE COMPRA E VENDA Que fazem entre si, de um lado a empresa..., inscrita no CNPJ/MF sob nº...., com sede na..., aqui representada por..., brasileiro, maior, casado, administrador

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS

CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS CONTRATO DE FORNECIMENTO DE GÁS NATURAL CANALIZADO CONTENDO AS CONDIÇÕES GERAIS DE FORNECIMENTO DE GÁS CANALIZADO REFERENTES AOS CLIENTES COMERCIAIS DA CEG 1.º PARTES a) CEG: COMPANHIA DISTRIBUIDORA DE

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições:

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS. I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO DE COMPRAS I -DEFINIÇÕES: para os fins deste CONTRATO, serão adotadas as seguintes definições: a) PASSA TEMPO ADMINISTRADORA DE CARTÃO LTDA., com sede na Rua

Leia mais

Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado)

Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado) Contrato de compra e venda (imóvel na planta financiado) EDIFÍCIO APARTAMENTO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA E VENDA QUE ENTRE SI FAZEM, COMO PROMITENTE(S) VENDEDOR(ES) E PROMISSÁRIO(S) COMPRADOR(ES)

Leia mais

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador.

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador. SEGURO-GARANTIA - CONDIÇÕES GERAIS Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador no contrato principal, firmado com o segurado, conforme os termos da apólice. I. Seguro-Garantia:

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL GERDAU PREVIDÊNCIA Capítulo I Da Finalidade Artigo 1 - O presente Regulamento de Empréstimo Pessoal, doravante denominado Regulamento, tem por finalidade definir normas

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES

CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES CONTRATO DE LOCAÇÃO DE SISTEMA DE ENGENHARIA GERENCIADOR DE OBRAS ON LINE IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTES LOCADOR: Obra24horas Soluções Web para Engenharia Ltda., com sede na Rua Formosa, 75 1º andar

Leia mais

V AL R Qualificação do Microempreendedor

V AL R Qualificação do Microempreendedor V AL R Qualificação do Microempreendedor Data: Nome Completo: CPF/CNPJ: Nº Identidade: Órgão Emissor : Sexo: Data de Nascimento: Estado Civil: Naturalidade: Nome do Pai: Nome da Mãe: Endereço: Bairro:

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO A CONSTRUTORA Massai, empresa inscrita no CNPJ/MF sob o nº 01.295.921/0001-91, com sede na Av. Monteiro da Franca, Nº 1092, CEP 58038-20 - bairro Manaíra, em JOÃO PESSOA /PB, realizará

Leia mais

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO

REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO REGULAMENTO APLICÁVEL ÀS LETRAS DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO BANCO CRUZEIRO DO SUL S.A., instituição financeira com sede na Cidade e Estado de São Paulo, na Rua Funchal, nº 418, 7º a 9º andares, Vila Olímpia,

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA REGULAMENTO DA PROMOÇÃO RENDA GARANTIDA HAF SPE017 HA JARDIM BOTÂNICO LTDA., pessoa jurídica de direito privado, com sede na Rua Prof. Pedro Viriato Parigot de Souza, nº. 1280, Mossunguê, nesta Capital,

Leia mais

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA

CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CONTRATO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO COM FINALIDADE ESPECÍFICA CAIXA DE PREVIDÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO DO BRASIL, entidade fechada de previdência complementar, com sede na Praia de Botafogo, nº

Leia mais

Regulamento do Plano de Empréstimo. Aprovado em 01 de Janeiro de 2015

Regulamento do Plano de Empréstimo. Aprovado em 01 de Janeiro de 2015 Regulamento do Plano de Empréstimo 2015 Aprovado em 01 de Janeiro de 2015 1. Dos Objetivos a) Estabelecer os direitos e obrigações da Previplan - Sociedade de Previdência Privada (aqui designada como Sociedade

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03 Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 Cláusula 1ª - OBJETO Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo Tomador no contrato principal,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO -

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA - PARCELADO - 1 LOTE Nº: I PROMITENTE VENDEDOR II PROMITENTE COMPRADOR III IMÓVEL A SITUAÇÃO DO IMÓVEL ( ) OCUPADO ( ) DESOCUPADO ( ) FRAÇÃO IDEAL IV

Leia mais

REGULAMENTO DE PREMIAÇÃO

REGULAMENTO DE PREMIAÇÃO A Odebrecht Realizações Imobiliárias e Participações S/A, estabelecida na Avenida A, número 4165, sala 101 Torre 4, no bairro da Praia do Paiva, Cabo de Santo Agostinho-PE, CEP 54.522-005, inscrita no

Leia mais

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS.

CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. CONTRATO QUE DISCIPLINA A CONSTITUIÇÃO E O FUNCIONAMENTO DE GRUPOS DE CONSÓRCIO REFERENCIADOS EM BENS IMÓVEIS. Cláusula 1ª - A Proposta de Adesão é o instrumento pelo qual o proponente, doravante denominado

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE LOCAÇÃO Pelo presente instrumento e na melhor forma de direito, as partes, de um lado, na qualidade de LOCADOR, e doravante assim designado, Landlord, e, de outro

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 Ementa: Altera e estabelece o Regulamento Financeiro para os cursos de graduação da Faculdade Metodista Granbery. O TESOUREIRO DO INSTITUTO

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da Boticário Prev, dos Participantes e Assistidos, para a concessão

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPRA E VENDA DE BEM IMÓVEL Por meio deste instrumento de contrato particular pelo qual: De um lado NOME PROPRIETÁRIO(OS), brasileiro, comerciário, solteiro, RG SSP/SP, CPF,

Leia mais

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO

CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO CONDIÇÕES DE FORNECIMENTO I - Formalização e Aceitação do Pedido 1.1 - O Aceite será automático caso o fornecedor não faça uma recusa parcial ou total, Por escrito no prazo de 2(dois) após o recebimento

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF

PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) Nome. Matrícula Lotação Tel. Comercial. Email: Carteira de Identidade CPF ELETRA - FUNDAÇÃO CELG DE SEGUROS E PREVIDÊNCIA www.eletra.org.br - versão: 05/2015 12.08.2015 - pág.: 1 PROPOSTA DE EMPRÉSTIMO MODALIDADE PRÉ-FIXADO (Preenchimento Obrigatório) ( ) ATIVO ( ) APOSENTADO

Leia mais

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:-

CONTRATO DE LOCAÇÃO LOCADOR:- CONTRATO DE LOCAÇÃO Pelo presente instrumento, as pessoas abaixo nomeadas e qualificadas contratam a locação do bem imóvel descrito e caracterizado, adiante designado simplesmente Objeto, com a finalidade,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE COMPRA DE VENDA DE APARTAMENTO EM CONSTRUÇÃO Valor: R$...000,00 Pelo presente instrumento particular de promessa de compra e venda de apartamento em construção, entre

Leia mais

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO DESCONTO

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CONVÊNIO DESCONTO CCB CONV DESC VJ 04/2011 (540) CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CCB Nº VIA: Negociável (CREDOR) Não Negociável (EMITENTE) I - EMITENTE Nome/Razão Social CPF /CNPJ Banco Agência Conta Corrente nº II TERCEIROS

Leia mais

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS

CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1 - OBJETIVO CAGEPREV - REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS 1.1 Estabelecer normas para concessão de empréstimos aos participantes ativos e assistidos. 2 - QUALIFICAÇÃO PARA O EMPRÉSTIMO 2.1 Ser

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS LETHALLHOST TEAMSPEAK CONTRATO: CN-613XXXXXXXXXXXX A LETHALLHOST NETWORKING, Provê serviços de aluguel de servidor de TeamSpeak. Tem a responsabilidade de proteger cada

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO ITBI PREMIADO MRV MAIO 2014

REGULAMENTO PROMOÇÃO ITBI PREMIADO MRV MAIO 2014 REGULAMENTO PROMOÇÃO ITBI PREMIADO MRV MAIO 2014 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. ( MRV ), pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 08.343.492/0001-20, com sede na Av. Raja Gabaglia,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO

CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO CONTRATO PARA REALIZAÇÃO DE OPERAÇÕES NOS MERCADOS ADMINISTRADOS POR BOLSA DE VALORES E/OU POR ENTIDADE DO MERCADO DE BALCÃO ORGANIZADO NOVA FUTURA DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA,

Leia mais

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo.

1 - A MUTUANTE concede ao MUTUÁRIO um empréstimo no valor, prazo e demais condições indicadas no Termo de Requerimento de Mútuo. Folha 1 DE 6 Cláusulas e Condições Gerais do Contrato de Mútuo que entre si fazem a Fundação Vale do Rio Doce de Seguridade Social - VALIA e seus participantes na forma do seu Regulamento Básico. Fundação

Leia mais

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS II - GLOSSÁRIO PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU HARTFORD CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73

Leia mais

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV 1/9 CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da CASANPREV, dos Participantes,

Leia mais

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação

Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação Anexo 1.2.7 : Modelo de instrumento de cessão de crédito sem coobrigação INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE CRÉDITOS SEM COOBRIGAÇÃO Por este instrumento, as partes a seguir designadas e qualificadas,

Leia mais

Sumario. 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir

Sumario. 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir CARTILHA DO CLIENTE 1. Contrato 1.1 Assinatura 1.2 Recebimento 1.3 Cessão de Direitos Transferência 1.4 Distrato Reincidir Sumario 2. Planta e Acabamento 2.1 Opções de planta 2.2 Opções de Kit de Acabamento

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS. Quadro Resumo INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONSTITUIÇÃO DE GARANTIA DE PENHOR DE DIREITOS Quadro Resumo BANCO CNPJ/MF Banco Bradesco S.A. 60.746.948/0001 12 Sede Cidade de Deus, Município e Comarca de Osasco, Estado de

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME

INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME INSTRUMENTO PARTICULAR DE FIANÇA CURSO DE MEDICINA BACHARELADO FAMINAS-ME 1. (FIADOR), naturalidade:, estado civil:, profissão:, data de nascimento: / /, residente e domiciliado na cidade de:, estado:,cep:

Leia mais

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES

NORMA DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS AOS PARTICIPANTES 1. OBJETIVO Esta norma tem por objetivo estabelecer os critérios e procedimentos a serem adotados para concessão e liberação de empréstimos aos participantes. 2. CAMPO DE APLICAÇÃO As operações de empréstimos

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO DE FIAÇÃO INTERNA Pelo presente instrumento particular, a A.TELECOM S.A. inscrita no CNPJ/MF sob o nº 03.498.897/0001-13, com sede na Alameda Campinas, 1070

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem:

O mútuo, objeto deste contrato, será concedido conforme condições que se seguem: SÃO PARTES DESTE CONTRATO: CONTRATO DE EMPRÉSTIMO FUNCEF NA MODALIDADE DE CREDINÂMICO FUNCEF 13º SALÁRIO QUE ENTRE SI FAZEM AS PARTES ABAIXO IDENTIFICADAS, NAS CONDIÇÕES QUE SE SEGUEM: A FUNDAÇÃO DOS ECONOMIÁRIOS

Leia mais

Plano de Outorga de Opção de Compra de Ações

Plano de Outorga de Opção de Compra de Ações Plano de Outorga de Opção de Compra de Ações 1. OBJETIVO DO PLANO 1.1. O objetivo deste Plano de Outorga de Opção de Compra de Ações ( Plano ) da QGEP Participações S.A. ( Companhia ), instituído nos termos

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.406/12 Dispõe sobre o Regime de Parcelamento de Débitos de Anuidades e Multas (Redam III) para o Sistema CFC/CRCs. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: CEDENTE ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São Paulo -SP, na Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha, nº 100 Torre Olavo Setubal,

Leia mais

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA

CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA TENDENCIA COD CONTRATO DE TEF, COMODATO E/OU COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS DE RECARGA Pelo presente instrumento particular, de um lado TENDÊNCIA INFORMAÇÕES E SISTEMAS LTDA., com sede na Rua São Jorge, 103,

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA

OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO - CGTEE Nº 002/2014 OFERTA PÚBLICA DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA EDITAL DE LEILÃO CGTEE Nº 002/2014 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS

Leia mais

Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS

Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS Condições Gerais do Contrato de Concessão de Empréstimo mediante Consignação em Benefícios de Aposentadoria e Pensão do INSS ESTAS CONDIÇÕES GERAIS REGEM O CONTRATO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO MEDIANTE

Leia mais

CIRCULAR N 3.084. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.432, de 3/2/2009.

CIRCULAR N 3.084. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.432, de 3/2/2009. CIRCULAR N 3.084 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.432, de 3/2/2009. Dispõe sobre obrigação financeira, recursos não procurados, adiantamento a fornecedores, agregação de despesas e encerramento

Leia mais

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal:

TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE. Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: Representante legal: TERMO DE ADESÃO A CONTRATO DE OPERAÇÃO DE PLANO PRIVADO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE Associado: Endereço: CNPJ: Inscrição Estadual: CEP: Telefone: Representante legal: RG: CPF: 1. Por este termo, o associado

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS

INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS INSTRUMENTO PARTICULAR DE COMPROMISSO DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEIS, CESSÃO DE DIREITOS AQUISITIVOS SOBRE BENS IMÓVEIS E OUTRAS AVENÇAS As Partes: PROMITENTE VENDEDOR ITAÚ UNIBANCO S.A., com sede em São

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

Guia Rápido do Cliente

Guia Rápido do Cliente Guia Rápido do Cliente Seja bem-vindo! Está chegando a hora de viver a vida em Alphaville. Para nós, é um grande prazer recebê-lo e poder compartilhar esse momento de realização com você. Nesse Guia Rápido,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram:

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROMESSA DE VENDA E COMPRA DE IMÓVEL URBANO, que entre si celebram: I - de um lado, na qualidade de Promitente VENDEDORA, a FUNDAÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL DO BANCO ECONÔMICO S/A-ECOS,

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer as condições, critérios e normas de concessão de Empréstimo Pessoal aos participantes da PREVICEL Previdência Privada da CELEPAR, obedecendo as disposições legais vigentes sobre

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP TORCIDA BRASIL MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MODALIDADE: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005233/2011-75

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI

PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI PROGRAMA COMPROU, GANHOU MÓVEIS PLANEJADOS - VERDE MORUMBI REALIZADORA BONNAIRE RESIDENCIAL EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A., sociedade por ações, inscrita no CNPJ sob n. 09.259.333/0001-04, com seus

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS REGULAMENTO DA PROMOÇÃO INDICAÇÃO PREMIADA URBAMAIS URBAMAIS PROPERTIES E PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade por ações, inscrita no CNPJ/MF sob o nº 10.571.175/0001-02, com sede na Av. Raja Gabaglia, nº 2720,

Leia mais

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS

CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO E VENDA DOS IMÓVEIS CONDIÇÕES DE PAGAMENTO O pagamento deverá ser a vista para os imóveis arrematados por qualquer valor, com pagamento no ato da arrematação. Sobre o valor do arremate,

Leia mais

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES

REGULAMENTO PARA CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES SUMÁRIO 1. DEFINIÇÕES... 2 2. FINALIDADE... 3 3. DESTINATÁRIOS... 3 4. DOCUMENTAÇÃO... 4 5. VALOR MÁXIMO E MÍNIMO... 5 6. PRAZOS... 5 7. ENCARGOS E ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA... 6 8. GARANTIAS... 7 9. CONDIÇÕES

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples.

REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES. 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. REGULAMENTO DE CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS SIMPLES 1 OBJETIVO 1.1 Estabelecer as diretrizes para a concessão de empréstimo simples. 2 CONCESSÃO 2.1 O empréstimo simples poderá ser concedido exclusivamente

Leia mais

EDITAL DE VENDA GV1OAB

EDITAL DE VENDA GV1OAB EDITAL DE VENDA GV1OAB A FUNCEF Fundação dos Economiários Federais, entidade de previdência complementar, com sede em Brasília/DF, no Setor Comercial Norte, Quadra 02, Bloco A, 12º e 13º andar, Edifício

Leia mais

CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE

CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE CONTRATO DE ASSINATURA E UTILIZAÇÃO DE PLATAFORMA PARA SITE Partes Contratantes: De um lado a AML MARKETING DIGITAL doravante denominada como CONTRATADA e do outro lado, como CONTRATANTE, aquele que preencheu

Leia mais

Lei nº 11.196, de 21.11.2005 (DOU-1 22.11.2005)

Lei nº 11.196, de 21.11.2005 (DOU-1 22.11.2005) LUCRO IMOBILIÁRIO PESSOA FÍSICA ISENÇÃO E TRIBUTAÇÃO PELO IMPOSTO DE VENDA NOVA GARANTIA DA LOCAÇÃO: FUNDO DE INVESTIMENTO INCORPORAÇÃO POSSE EM ÁREAS PÚBLICAS Lei nº 11.196, de 21.11.2005 (DOU-1 22.11.2005)

Leia mais

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA

ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA ANEXO I CONTRATO DE MÚTUO (EMPRÉSTIMO) COM DESTINAÇÃO ESPECÍFICA O, autarquia criada pela Lei n. 1079, de 5 de novembro de 1987, e mantido pela Lei n. 3.344, de 28 de dezembro de 2001, com sede nesta cidade,

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO INSTRUMENTO PARTICULAR DE CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ATUALIZAÇÃO E SUPORTE TÉCNICO Pelo presente instrumento particular, as partes, de um lado, VARITUS BRASIL EIRELI, inscrita no CNPJ sob nº

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOA FÍSICA CONDIÇÕES GERAIS

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOA FÍSICA CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOA FÍSICA CONDIÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOA FÍSICA CONTRATO DE EMPRÉSTIMO PESSOA FÍSICA Condições Gerais Abaixo estão as Condições Gerais do

Leia mais

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA.

REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. REGULAMENTO A CONCESSÃO E MANUTENÇÃO DE EMPRÉSTIMO SIMPLES AOS PARTICIPANTES E ASSISTIDOS DO PLANO BENEFÍCIO PREV-RENDA. Índice Capítulo I Da Carteira de Empréstimo Simples... 3 Capítulo II Dos Recursos

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CURSO DE FOTOGRAFIA Objeto deste contrato: Curso Completo de Fotografia Digital Por este instrumento particular de contrato de um lado AG2 BRASIL LTDA AGENCIA DE PUBLICIDADE,

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA AQUISIÇÃO DE IMÓVEL RESIDENCIAL Nota: Os documentos abaixo relacionados deverão ser apresentados na forma original ou por cópia autenticada em cartório. DOCUMENTOS DO COMPRADOR

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais