CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: /

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02"

Transcrição

1 CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: / REALCAP PRESENTE - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: / WEB-SITE: II - GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que adquire o Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada nestas Condições Gerais. Titular é o próprio subscritor ou outra pessoa expressamente indicada pelo mesmo. É o proprietário do Título, a quem devem ser pagos todos os valores originados pelo mesmo. Capital é o valor constituído na reserva de capitalização. Capital Nominal corresponde ao valor mínimo do Título formado ao final do prazo de vigência. Reserva de capitalização - Será constituída por um percentual do pagamento único, de 74,138% atualizada mensalmente na data de aniversário, pela taxa de remuneração básica aplicada à caderneta de poupança do primeiro dia do mês anterior e capitalizada à taxa de juros de 100% da taxa de juros da caderneta de poupança, gerando o valor de resgate do Título. Sorteio(s) e Carregamento Os percentuais para os custos de sorteio e carregamento são de 6,129% e 19,733% e se destinam, respectivamente, à realização dos sorteios e às diversas despesas dos títulos, tais como: administração, operação e comercialização. Data de aniversário é o mesmo dia do início de vigência para todos os meses subseqüentes, enquanto o plano estiver em vigor. III - OBJETIVO Este título tem por objetivo a constituição de um determinado Capital, de acordo com o plano aprovado, que será pago em moeda corrente ao Titular, desde que respeitado o disposto nestas condições gerais A aprovação deste título pela SUSEP, não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação à sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. IV - NATUREZA DO TÍTULO Os direitos relativos ao Título não poderão ser comercializados separadamente. É facultada a cessão parcial ou total dos direitos ou obrigações do Título, a qualquer momento, mediante comunicação escrita à Sociedade de Capitalização. 4.2 Cumpre ao Subscritor ou Titular comunicar à Sociedade de Capitalização a realização da transferência, informando os dados cadastrais do novo

2 Subscritor ou Titular, respectivamente, ficando vedada a cobrança de qualquer espécie. 4.3 Cumpre ao Subscritor ou Titular manter seus dados cadastrais atualizados perante à Sociedade de Capitalização, para efeito de registro e controle. V - VIGÊNCIA A vigência do Título é de 60 (sessenta) meses, sendo que todos os direitos dele decorrentes se iniciam na data do pagamento único. VI - PAGAMENTO Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada. VII - CARÊNCIA Carência para Resgate Antecipado O valor de resgate antecipado, calculado na forma estabelecida no item IX, somente estará disponível ao Titular após 12 (doze) meses do início de vigência. VIII - RESERVA DE CAPITALIZAÇÃO A Reserva de Capitalização será constituída por um percentual do pagamento único, de 74,138% atualizada mensalmente na data de aniversário, pela taxa de remuneração básica aplicada à caderneta de poupança do primeiro dia do mês anterior e capitalizada à taxa de juros de 100% da taxa de juros da caderneta de poupança, gerando o valor de resgate do Título Caso ocorra a extinção deste índice, será utilizado o índice que for considerado para atualização da caderneta de poupança O capital formado neste título será atualizado pela Taxa de Remuneração Básica aplicada às cadernetas de poupança (TR), que corresponde ao rendimento das cadernetas de poupança sem a parcela de juros mensais. 8.3 A aplicação da taxa de juros cessará a partir do resgate antecipado, ou ainda, a partir da data do término da vigência. IX RESGATE Ao final do prazo de vigência do Título ou na liquidação antecipada do Título por sorteio, o Titular terá direito a 100% do valor constituído na reserva de capitalização A tabela abaixo apresenta o valor mínimo que poderá ser resgatado pelo Titular, respeitado o prazo de carência e decorridos 1 (um) mês de cada mês vigente:

3 Resgate sobre Resgate sobre a Resgate sobre a Mês a parcela paga Mês parcela paga (em Mês parcela paga (em Vigente (em percentual) Vigente percentual) Vigente percentual) 1 70,783% 21 78,208% 41 90,959% 2 71,137% 22 78,599% 42 91,414% 3 71,492% 23 78,992% 43 91,871% 4 71,850% 24 79,387% 44 92,331% 5 72,209% 25 79,784% 45 92,792% 6 72,570% 26 80,182% 46 93,256% 7 72,933% 27 80,583% 47 93,722% 8 73,298% 28 80,986% 48 94,191% 9 73,664% 29 81,391% 49 94,662% 10 74,032% 30 81,798% 50 95,135% 11 74,403% 31 82,207% 51 95,611% 12 74,775% 32 82,618% 52 96,089% 13 75,149% 33 83,031% 53 96,569% 14 75,524% 34 83,446% 54 97,052% 15 75,902% 35 83,864% 55 97,538% 16 76,281% 36 88,719% 56 98,025% 17 76,663% 37 89,163% 57 98,515% 18 77,046% 38 89,608% 58 99,008% 19 77,431% 39 90,056% 59 99,503% 20 77,819% 40 90,507% ,000% Os percentuais apresentados nesta tabela demonstrativa consideram: a) apenas aplicação de juros de 0,5% ao mês, isto é, sem considerar o índice de atualização; b) fatores de redução sobre a reserva de capitalização, previstos na tabela 11.1 do item XI, quando o resgate ocorrer antes do término do prazo de vigência Se ocorrer alteração na taxa de juros que remunera a caderneta de poupança, a tabela acima será recalculada considerando a nova taxa, a partir da data da alteração O valor do resgate será colocado à disposição do Titular em até 15 dias úteis após o término da vigência, ou, ainda, após a solicitação por parte do Titular no caso de resgate antecipado, observada a carência estabelecida no item VII. Para efetivar o pagamento será necessária a apresentação dos documentos, exigidos pela legislação vigente, à Sociedade de Capitalização Somente serão devidos juros moratórios de 0,5% ao mês, proporcionalmente ao número de dias em atraso, caso a Sociedade de Capitalização não disponibilize no prazo de 15 dias úteis o valor do pagamento do resgate e desde que atendidas as disposições do item O valor de resgate será atualizado pela taxa de remuneração básica aplicada à caderneta de poupança, a partir da: a) data de sua solicitação até o efetivo pagamento nos casos de resgate antecipado;

4 b) data do término de sua vigência até a data do efetivo pagamento, nos casos de resgate total O resgate do Título, em razão do término de vigência ou do resgate antecipado encerra quaisquer direitos previstos nestas Condições Gerais Caso o valor de resgate seja superior ao valor do pagamento único haverá incidência de Imposto de Renda sobre a diferença do valor de resgate e do pagamento único, conforme legislação em vigor, ressalvado os casos de resgate antecipado parcial. X - SORTEIO O Título concorrerá a sorteios, durante a sua vigência, de acordo com os critérios abaixo estabelecidos: Os títulos serão ordenados em série de (quinhentos mil) A cada título serão atribuídos aleatoriamente 2 (dois) números de 6 dígitos compreendidos entre e , distintos entre si e dos demais números atribuidos aos outros títulos da mesma série, para concorrer aos sorteios O título passará a concorrer aos sorteios a partir da data do pagamento único Independentemente da data de sua aquisição, o Título que tiver o pagamento efetuado terá direito de participar dos 60 (sessenta) sorteios, concorrendo a 80 (oitenta) prêmios, exceto nos casos previstos no ítem O título deixará de participar dos sorteios a partir da solicitação de resgate antecipado ou se sorteado na modalidade especial, conforme previsto no ítem O título concorrerá aos sorteios, conforme definido nas modalidades a seguir: Sorteio mensal: a apuração do número sorteado nesta modalidade será realizada com base na Extração da Loteria Federal do Brasil do último sábado de cada mês, totalizando 60 sorteios. Será contemplado o Título cujo o número para sorteio coincidir com o número formado pela dezena simples e unidade simples do primeiro prêmio e unidade simples do segundo ao quinto prêmio da Loteria Federal lidos verticalmente do 1º ao 5º prêmio, ou seja, de cima para baixo.

5 O valor do prêmio bruto de cada um dos sorteios mensais corresponderá a 142,857 vezes o valor do pagamento único Sorteio especial: a apuração do número sorteado nesta modalidade será realizada com base na Extração da Loteria Federal do Brasil do último sábado dos meses de março, junho, setembro e dezembro, totalizando 20 sorteios. Será contemplado o Título cujo o número para sorteio coincidir com o número formado com o algarismo da centena simples do primeiro prêmio seguido dos algarismos das dezenas simples dos cinco primeiros prêmios da extração da Loteria Federal do Brasil do último sábado dos meses de março, junho, setembro e dezembro, lidos verticalmente do 1º ao 5º prêmio, ou seja, de cima para baixo. O valor do prêmio bruto dos sorteios especiais corresponderá a 1.333,333 vezes o valor do pagamento único. Exemplo de premiação: se na extração da Loteria Federal os 5 primeiros prêmios forem: Extração Loteria Federal Dezena de Unidade de Centena Simpes Dezena Simples Unidade Simples 1º prêmio da 2º prêmio º prêmio º prêmio º prêmio O título sorteado será aquele cujo número para sorteio coincidir com: Exemplo 1 - Modalidade mensal Exemplo 2 - Modalidade especial: Caso um mesmo título for sorteado, numa mesma data, no sorteio mensal e no sorteio especial, fará jus aos dois prêmios O valor de contribuição única para efeito de sorteio será atualizado anualmente, com base na variação do IGPM, referente ao período de 12 meses apurado com defasagem de 2 (dois) meses em relação a data do aniversário.

6 Caso não ocorra extração da Loteria Federal do Brasil em uma das datas previstas, para efeito de apuração substitutiva, será considerado o número apurado com base na próxima extração da Loteria Federal de quarta-feira que venha a ser realizada, prevalecendo os demais critérios de apuração dos títulos sorteados descritos no ítem Cessando os sorteios da Loteria Federal do Brasil ou havendo alteração sistemática nos mesmos, de modo a torná-los incompatíveis com a forma de apuração deste título, a Sociedade de Capitalização os promoverá em suas dependências em até 30 dias da data original, após ampla divulgação, com a presença de auditoria independente e com acesso garantido aos Subscritores e Titulares deste plano Sobre o valor do prêmio de sorteio, incidirá Imposto de Renda de 25% (vinte e cinco por cento) nas premiações especiais e de 30% (trinta por cento) nas premiações mensais, conforme previsto em lei Os Títulos sorteados nas premiações especiais serão resgatados antecipadamente quando da realização do respectivo sorteio Quando ocorrer a liquidação antecipada de Título sorteado, o valor referente ao custeio dos sorteios futuros e dos quais o Titular não concorrerá, será devolvido juntamente com o valor de resgate do Título, atualizado pela taxa de remuneração básica aplicada à caderneta de poupança O valor do prêmio de sorteio será colocado a disposição do Titular em até 15 dias úteis após a data de sua realização e atualizado a partir da data do sorteio até a data do efetivo pagamento, pela taxa de remuneração básica aplicada à caderneta de poupança. Para efetivar o pagamento será necessária a apresentação dos documentos, exigidos pela legislação vigente, à Sociedade de Capitalização O titular contemplado em sorteio deverá ser notificado deste fato pela sociedade de capitalização, por escrito, mediante correspondência expedida com aviso de recebimento AR, ou pela mídia impressa ou eletrônica, caso o pagamento do sorteio não tenha sido efetuado em até 15 (quinze) dias úteis de sua realização Somente serão devidos juros moratórios de 0,5% ao mês, proporcionalmente ao número de dias em atraso, caso a Sociedade de Capitalização não disponibilize no prazo de 15 dias úteis o valor do prêmio de sorteio e desde que atendidas as disposições do item

7 XI - TABELAS TABELA DE FATORES DE REDUÇÃO Mês de vigencia % 1 ao 35 5% 36 ao 60 0% XII- DISPOSIÇÕES GERAIS 12.1 Obrigações: Compete à Sociedade de Capitalização: a) Efetuar o pagamento dos prêmios de sorteio e resgates aos respectivos titulares; b) Disponibilizar as informações necessárias ao acompanhamento dos valores inerentes ao título, por meio de (meio(s) de informação), além de prestar quaisquer informações ao Subscritor/Titular, sempre que solicitado Compete ao Subscritor: a) Preencher corretamente a Ficha de Cadastro; b) Efetuar o pagamento da parcela; c) Informar e manter atualizados os seus dados cadastrais e do Titular, quando for seu representante legal; d) Comunicar à Sociedade de Capitalização a realização de cessão, informando os dados cadastrais do novo Subscritor, quando houver Compete ao Titular: a) Manter seus dados cadastrais atualizados; b) Solicitar expressamente o resgate antecipado. c) Comunicar à Sociedade de Capitalização a realização de cessão, informando os dados cadastrais do novo Titular, quando houver. d) Observar os procedimentos estabelecidos nos subitens 9.5 e Prescrição: Todos os direitos e obrigações decorrentes deste Título, incluindo, resgate e sorteio, cessam, automaticamente e de pleno direito, no prazo estabelecido na legislação em vigor Tributos: Os tributos que forem devidos em decorrência direta ou indireta deste Título, constituem ônus do contribuinte, assim definido na legislação fiscal vigente. Se forem criados novos tributos ou modificados os existentes durante a vigência do Título, a repercussão será implementada neste Título, sem necessidade de alteração destas Condições Gerais. XIII- Foro O foro competente para dirimir eventuais questões oriundas destas Condições Gerais será, sempre, o do domicílio do Titular.

Regulamento Pecúlio por Morte 01/2011

Regulamento Pecúlio por Morte 01/2011 102 Regulamento Pecúlio por Morte 01/2011 ÍNDICE 1) DAS CARACTERÍSTICAS 05 2) DO objetivo 06 3) DAS definições 06 4) DAS CONDIÇÕES DE INGRESSO 10 5) DO PAGAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO, MANUTENÇÃO E DO CANCELAMENTO

Leia mais

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PENSÃO AO CÔNJUGE OU COMPANHEIRA(O) ÍNDICE

REGULAMENTO DO PLANO INDIVIDUAL DE PENSÃO AO CÔNJUGE OU COMPANHEIRA(O) ÍNDICE ÍNDICE DAS CARACTERÍSTICAS... 2 DO OBJETIVO... 2 DAS DEFINIÇÕES... 2 DAS CONDIÇÕES DE INGRESSO... 4 DO PAGAMENTO DA CONTRIBUIÇÃO, MANUTENÇÃO E DO CANCELAMENTO DA COBERTURA... 6 DA ATUALIZAÇÃO... 7 DA APLICABILIDADE

Leia mais

É proibida a venda de título de capitalização a menores de dezesseis anos. - Art. 3o, I do Código Civil

É proibida a venda de título de capitalização a menores de dezesseis anos. - Art. 3o, I do Código Civil Seguradora: Itaú Seguros S.A. CNPJ: 61.557.039/0001-07. Processo SUSEP Seguro Acidentes Carro e Lar: 005.194/00. Estipulante: Banco Itaucard S/A - CNPJ: 17.192.451/0001-70 Corretora: MARCEP Corretagem

Leia mais

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA CONTROLE

CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA CONTROLE CONTRATO DE ADESÃO AO PLANO ALTERNATIVO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO DA LINHA CONTROLE Pelo presente instrumento particular, a TELEFÔNICA BRASIL S.A., com sede na Rua Martiniano de Carvalho, nº

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CAIXA QUEM TEM SONHOS TEM POUPANÇA

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CAIXA QUEM TEM SONHOS TEM POUPANÇA REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CAIXA QUEM TEM SONHOS TEM POUPANÇA 1 DA PARTICIPAÇÃO 1.1 A Caixa Econômica Federal, com sede no SBS, Quadra 4, Lotes 3/4, Brasília, Distrito Federal, inscrita no CNPJ nº 00.360.305/0001

Leia mais

AVISTA S.A ADMINISTRADORA ADORA DE CARTÕES DE CREDITO (AVIS11)

AVISTA S.A ADMINISTRADORA ADORA DE CARTÕES DE CREDITO (AVIS11) AVISTA S.A ADMINISTRADORA ADORA DE CARTÕES DE CREDITO (AVIS11) Simples ESCRITURA PARTICULAR DA PRIMEIRA EMISSÃO DE DEBÊNTURES SIMPLES, NÃO CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, EM SÉRIE ÚNICA, DA ESPÉCIE COM GARANTIA

Leia mais

CONTRATO DE CREDENCIAMENTO E ADESÃO AO SISTEMA ACQIO PAGAMENTOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA

CONTRATO DE CREDENCIAMENTO E ADESÃO AO SISTEMA ACQIO PAGAMENTOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA CONTRATO DE CREDENCIAMENTO E ADESÃO AO SISTEMA ACQIO PAGAMENTOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE TECNOLOGIA Por este instrumento, a pessoa física ou a pessoa jurídica qualificada no Cadastro de Identificação

Leia mais

SÃO PAULO TURISMO S. A.

SÃO PAULO TURISMO S. A. ESTATUTO SOCIAL SÃO PAULO TURISMO S. A. TITULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO, PRAZO DE DURAÇÃO E OBJETIVO SOCIAL. Artigo 1º - SÃO PAULO TURISMO S.A. é uma sociedade anônima de capital autorizado, regida

Leia mais

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS

Fundação de Previdência Complementar dos Empregados ou Servidores da FINEP, do IPEA, do CNPq, do INPE e do INPA PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS PLANO DE BENEFÍCIOS PREVIDENCIÁRIOS DOS ASSOCIADOS DA FIPECqV I D A REGULAMENTO DO FIPECqPREV Regulamento adaptado à Resolução CGPC nº 20, de 25/09/2006 e ajustado o Benefício de Risco. Regulamento aprovado

Leia mais

Lei 12.996/2014 - Regulamentação

Lei 12.996/2014 - Regulamentação Lei 12.996/2014 - Regulamentação Regulamentada pela Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 13, de 30/07/2014, que estabelece as condições para adesão ao Parcelamento ou Pagamento à vista de que tratam o artigo

Leia mais

DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS AOS CONTRATOS DO BNDES NORMAS E INSTRUÇÕES DE ACOMPANHAMENTO

DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS AOS CONTRATOS DO BNDES NORMAS E INSTRUÇÕES DE ACOMPANHAMENTO DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS AOS CONTRATOS DO BNDES Resolução 665/87 NORMAS E INSTRUÇÕES DE ACOMPANHAMENTO Resolução 660/87 1 ÍNDICE RESOLUÇÃO Nº 665/87 4 DISPOSIÇÕES APLICÁVEIS AOS CONTRATOS DO BNDES 5 (Anexo

Leia mais

3 REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NOVO MERCADO 9 SEÇÃO IV - CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA COMPANHIA 9 SEÇÃO V - CONSELHO FISCAL DA COMPANHIA

3 REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NOVO MERCADO 9 SEÇÃO IV - CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA COMPANHIA 9 SEÇÃO V - CONSELHO FISCAL DA COMPANHIA ÍNDICE 3 REGULAMENTO DE LISTAGEM DO NOVO MERCADO 3 SEÇÃO I - OBJETO 3 SEÇÃO II - DEFINIÇÕES 6 SEÇÃO III - AUTORIZAÇÃO PARA NEGOCIAÇÃO NO NOVO MERCADO 9 SEÇÃO IV - CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA COMPANHIA

Leia mais

ANÚNCIO DE INÍCIO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DA 1ª SÉRIE DA 8ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS DO AGRONEGÓCIO DA

ANÚNCIO DE INÍCIO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DA 1ª SÉRIE DA 8ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS DO AGRONEGÓCIO DA ANÚNCIO DE INÍCIO DA OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO DA 1ª SÉRIE DA 8ª EMISSÃO DE CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS DO AGRONEGÓCIO DA GAIA AGRO SECURITIZADORA S.A. Companhia Aberta - CVM nº 02276-4 CNPJ/MF nº

Leia mais

BB PROTEÇÃO INFORMÁTICA

BB PROTEÇÃO INFORMÁTICA BB PROTEÇÃO INFORMÁTICA ÍNDICE GERAL 1. Condições Gerais Acidentes Pessoais...3 2. Condições Particulares Acidentes Pessoais...30 3. Condições Especiais Acidentes Pessoais... 38 4. Condições Gerais Compreensivo

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tributos Microempreendedor Individual (MEI)

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Tributos Microempreendedor Individual (MEI) 04/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1 Contratação de Empregado... 7 3.2 Cessão ou Locação de Mão-de-Obra... 7

Leia mais

A - QUALIFICAÇÃO DAS PARTES I)ARRENDADORA - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF

A - QUALIFICAÇÃO DAS PARTES I)ARRENDADORA - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF Por este instrumento particular, com fundamento nas disposições contidas na Lei 10.188, de 12 de fevereiro de 2.001, alterada pela Lei 10.859, de 14 de abril de 2004, as partes adiante mencionadas e qualificadas

Leia mais

ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: 03.502.099/0001-18 SEGURO DE PESSOAS PROCESSO SUSEP: 10.002766-00-19 CONDIÇÕES GERAIS

ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: 03.502.099/0001-18 SEGURO DE PESSOAS PROCESSO SUSEP: 10.002766-00-19 CONDIÇÕES GERAIS ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: 03.502.099/0001-18 SEGURO DE PESSOAS PROCESSO SUSEP: 10.002766-00-19 CONDIÇÕES GERAIS 1. OBJETIVO 1.1. O presente seguro tem por objetivo garantir o pagamento de uma importância

Leia mais

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO SICREDI

CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO SICREDI CONTRATO DE EMISSÃO E UTILIZAÇÃO DO CARTÃO SICREDI A COOPERATIVA DE CRÉDITO pertencente ao Sicredi Sistema de Crédito Cooperativo, devidamente qualificada no termo de adesão a este instrumento, doravante

Leia mais

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO DA CORSAN R.S.A.E.

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO DA CORSAN R.S.A.E. REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO DA CORSAN (Publicado no DOE em 01/07/2009) (Resolução 1093 AGERGS, publicada no DOE em 23/04/2009) R.S.A.E. 2009 REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE ÁGUA E ESGOTO DA CORSAN...

Leia mais

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA BRADESCO S.A. CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS ( Bradesco Corretora )

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA BRADESCO S.A. CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS ( Bradesco Corretora ) REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA BRADESCO S.A. CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS ( Bradesco Corretora ) É propósito da Bradesco Corretora atuar sempre no melhor interesse de seus clientes ( Cliente

Leia mais

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A.

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. Relatório Anual Exercício 2009 AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. 5ª Emissão de Debêntures Simples Rating Emissão: Standard & Poor s: braa- Í NDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA... 3 CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES...

Leia mais

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2012. Capítulo XIV - Lucro Arbitrado 2013

ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2012. Capítulo XIV - Lucro Arbitrado 2013 ARQUIVO ATUALIZADO ATÉ 31/12/2012 Capítulo XIV - Lucro Arbitrado 2013 001 O que é lucro arbitrado? O arbitramento de lucro é uma forma de apuração da base de cálculo do imposto de renda utilizada pela

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS VIDA DA GENTE

CONDIÇÕES GERAIS VIDA DA GENTE CONDIÇÕES GERAIS VIDA DA GENTE CONDIÇÕES GERAIS VIDA DA GENTE Processo SUSEP nº. 15414.300119/2008-51 Versão: 08/2010 sumário 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 anexo I -

Leia mais

SECRETARIA DE PROVISÃO E SUPRIMENTOS DIRETORIA DE LICITAÇÕES EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 01/2013

SECRETARIA DE PROVISÃO E SUPRIMENTOS DIRETORIA DE LICITAÇÕES EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 01/2013 EDITAL DE LICITAÇÃO PREGÃO PRESENCIAL Nº 01/2013 TIPO: MENOR PREÇO POR ITEM SOB O CRITÉRIO DO MAIOR PERCENTUAL DE DESCONTO OBEJETO: AQUISIÇÃO DE COMBUSTÍVEL, COM FORNECIMENTO CONTÍNUO E FRACIONADO, CONFORME

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA 2014/2015

CONVENÇÃO COLETIVA 2014/2015 1/15 CONVENÇÃO COLETIVA 2014/2015 SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BELO HORIZONTE E REGIÃO METROPOLITANA, CNPJ n. 17.220.179/0001-95, neste ato representado por seu Presidente, Sr. JOSÉ CLOVES RODRIGUES

Leia mais

PLANO DE OPERAÇÃO Promoção Mãe não é tudo igual Samsung ATIV Book

PLANO DE OPERAÇÃO Promoção Mãe não é tudo igual Samsung ATIV Book PLANO DE OPERAÇÃO Promoção Mãe não é tudo igual Samsung ATIV Book Processo 90104.000309/15-00 Certificado de Autorização CAIXA 1-0331/2015 DADOS DA EMPRESA PROMOTORA Nome: SAMSUNG ELETRÔNICA DA AMAZÔNIA

Leia mais

LEI Nº 4595 DE 31 DE DEZEMBRO DE

LEI Nº 4595 DE 31 DE DEZEMBRO DE LEI Nº 4595 DE 31 DE DEZEMBRO DE 1964 Dispõe sobre a política e as instituições monetárias, bancárias e creditícias, cria o Conselho Monetário Nacional e dá outras providências. CAPÍTULO I DO SISTEMA FINANCEIRO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ILMO.SR. Dr. Delegado Regional do Trabalho em Osasco O Sindicato dos Empregados nas Empresas de Refeições Coletivas, Refeições Convênio, Cozinhas Industriais, Restaurantes Industriais e Afins de Osasco,

Leia mais

FPC PAR CORRETORA DE SEGUROS S.A.

FPC PAR CORRETORA DE SEGUROS S.A. AVISO AO MERCADO FPC PAR CORRETORA DE SEGUROS S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ/MF n 42.278.473/0001-03 - NIRE n 53.300.007.241 Setor Hoteleiro Norte, Quadra 01, Área Especial (A), Bloco

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/FNDE/CD/N o 32 DE 10 DE AGOSTO DE 2006.(*) FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Constituição Federal, art. 205 e 208

Leia mais