Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos. Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos. Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho"

Transcrição

1 Curso de Legislação de Gestão de Recursos Humanos Módulo 17 Rotinas e Rescisão de Contrato de Trabalho

2 Curso de Legislação de Recursos Humanos 2 Rotinas Trabalhistas Direitos e deveres da relação trabalhista Os direitos e os deveres da relação trabalhista decorrem do contrato de trabalho, o qual poderá ser escrito ou verbal por prazo determinado ou indeterminado, pois são ajustadas algumas condições para o trabalho tais como salário, horário, função, atribuições etc. Para efetuar o registro do contrato de trabalho um dos instrumentos utilizados é a Carteira de Trabalho; ela é obrigatória para o exercício de qualquer emprego. Carteira de Trabalho (artigos 14 a 16) É um instrumento obrigatório ao exercício de qualquer emprego, inclusive de natureza rural, ainda que em caráter temporário ou por conta própria de atividade profissional remunerada. A Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) é emitida pelas delegacias regionais do trabalho e emprego ou, mediante convênio, pelos órgãos federais, estaduais e municipais da administração direta e indireta. Não havendo convênios com os órgãos indicados ou inexistência destes, poderá ser admitido convênios com sindicatos para emissão da Carteira de trabalho. Na carteira de trabalho, além do número, série,data de emissão e folhas destinadas às anotações pertinentes ao contrato de trabalho e à Previdência Social, conterá: Fotografia, nome, idade, filiação, data e lugar de nascimento e assinatura, estado civil, número do documento de naturalização e demais elementos necessários. Anotação (artigos 29 a 34) O trabalhador deve apresentar a sua carteira de trabalho ao seu empregador,o qual terá 48horas para efetuar as seguintes anotações: data de admissão;

3 Curso de Legislação de Recursos Humanos 3 Função; Salário ou remuneração,(dinheiro ou em utilidade bem como gorjeta); as condições especiais, se houver. As anotações serão feitas : na data-base; a qualquer tempo por solicitação do trabalhador; no caso de rescisão de contratual ou necessidade de comprovação junto ao INSS: Enquanto o trabalhador continuar no mesmo emprego, todas as alterações e concessões de férias e outros benefícios precisam ser feitas pelo menos uma vez por ano; Em caso de afastamentos temporários do empregado, por doença, acidente, ou licença-maternidade, o responsável pelas anotações será o INSS; O empregador deve assinar a data de rescisão do contrato de trabalho; A recusa do empregador em efetuar as anotações concernentes na Carteira de Trabalho, o empregado deve comparecer pessoalmente ou por intermédio de seu Sindicato à Delegacia Regional do Trabalho ou órgão autorizado para apresentar a reclamação (artigos 36 a 39); É vedado ao empregador efetuar qualquer tipo de anotação na carteira de trabalho que desabone à conduta do empregado. O empregado dispensado por justa causa não terá mencionado em sua carteira de trabalho o fato, bem como a falta grave cometida. A empresa que retiver a carteira profissional do empregado por mais de 48 horas ou deixar de efetuar as anotações previstas em lei está sujeita a multa. O empregado deverá apresentar a carteira de trabalho para comprovar a relação de emprego, ao solicitar benefícios tais como: Reclamar direitos perante a justiça de trabalho, as varas de acidentes e a previdência social; Solicitar seguro-desemprego; Requerer aposentadoria. Da baixa em Carteira Profissional A data da baixa na carteira de trabalho é sempre o último dia trabalhado. No caso de aviso prévio em que o empregado optou por faltar 07 dias, a baixa na carteira será no 30º (trigésimo) dia, pois os dias de não-

4 Curso de Legislação de Recursos Humanos 4 comparecimento são considerados faltas abonadas e não indenizadas; esses dias são pagos como salário e não como indenização. Caso o aviso prévio seja indenizado, a baixa na carteira de trabalho será no dia do recebimento ou concessão desse. Salário Ao servidor sob regime CLT: salário mensal é o valor devido e pago diretamente ao trabalhador pela contraprestação de serviço em jornada normal de 40 horas semanal de trabalho; Ao servidor sob regime CLT: remuneração é a soma do salário fixo devido, as comissões, percentagens, gratificações ajustadas e diárias para viagem que não ultrapasse 50% do salário percebido (artigo 457); A verba salarial ao servidor sob regime CLT ou estatutário pode ser: Fixa - será calculada com base na unidade tempo, como hora, dia, mês etc. Variável - será calculada com base em gratificações, quotas, honorários, adicionais e diferenças salariais de função em virtude de exercício ou substituição de cargo vago. Se estipulado pagamento mensal do salário, será pago em período não superior a 30 dias, exceto o que se refere a comissões, gratificações e percentagens. O pagamento deverá ocorrer até o 5 dia útil do mês subseqüente ao vencido (artigo 459). Do Contrato e da Rescisão de Contrato Individual de Trabalho Contrato individual de trabalho é o acordo tácito ou expresso, poderá ser verbal ou por escrito referente à relação de emprego. O rompimento da relação trabalhista entre empregado e empregador consolida-se mediante assinatura do Termo de Rescisão do Contrato de Trabalho. A formalização do instrumento é imprescindível para que não haja qualquer conseqüência jurídica relativa ao compromisso de prestação e contraprestação assumido pelas partes.

5 Curso de Legislação de Recursos Humanos 5 O contrato de trabalho poderá ser por prazo: Determinado depende de termo pré-fixado, da execução de serviços especificados ou acontecimento com previsão aproximada e não poderá ser estipulado por mais de 02 anos, exceto se for prorrogado por mais de uma vez (artigos 445 e 451); O contrato determinado será válido: Se sua natureza ou transitoriedade justifique a predeterminação de prazo; Atividades empresariais de caráter transitório; Contrato de experiência (não poderá exceder 90dias). Indeterminado todo contrato que substituir dentro de 06 meses a outro contrato por prazo determinado, exceto se expiração deste dependeu da execução de serviço especializado ou a realização de certos acontecimentos. O contrato de trabalho, quando celebrado sem prazo determinado, pode ser extinto por: Vontade do empregado - ocorrerá mediante o pedido de demissão do serviço. Culpa recíproca caracterizada por infração das regras do pacto de trabalho pelo empregador e empregador. As conseqüências ao servidor sob regime CLT, nas hipóteses dos motivos por Vontade ou Culpa recíproca, são as mesmas aplicadas quando o contrato é rescindido por justa causa. Aposentadoria é forma de extinção do contrato, desde que o trabalhador não permaneça em atividade na mesma empresa; Desaparecimento de uma das partes quando do falecimento do empregado ou do empregador com direito de pessoa física e falência da empresa; Mútuo acordo quando da vontade de ambas as partes em extinguir o contrato de trabalho; Força maior é todo acontecimento inevitável à vontade do empregador, no qual não há participação deste direta ou indiretamente para sua realização (artigos 501 a 504); Vontade do empregador a rescisão por vontade do empregador poderá ser sem ou por justa causa.

6 Curso de Legislação de Recursos Humanos 6 Aviso Prévio (Artigos 487 a 491) Não havendo prazo estipulado, o empregado ou empregador sem justo motivo poderá rescindir o contrato de trabalho, devendo avisar sobre tal decisão com antecedência mínima de 30 (trinta) dias (artigo 487, modificado pelo artigo 7º, inciso XXI da CF88); Aviso prévio é a comunicação feita a uma das partes do contrato de trabalho, rescindido sem justa causa ao término de 30 dias, A falta de aviso prévio pelas partes (empregado ou empregador) dá direito conforme o caso, ao desconto ou pagamento dos salários correspondentes ao respectivo período; O valor das horas extraordinárias habituais integra o pagamento do aviso prévio indenizado; Qualquer reajuste salarial coletivo determinado no curso do aviso prévio beneficiará o empregado pré-avisado de dispensa; Durante o aviso prévio, na rescisão sem justa causa, o empregado terá direito ao horário reduzido de 02 horas diárias, no início ou no fim do expediente, sem prejuízo do salário integral; Se o empregado optar por trabalhar o período integral sem a redução das horas diárias, poderá faltar ao serviço por 07 dias corridos, sem prejuízo do salário integral (artigo 488, Parágrafo Único da CLT). Pedido de Demissão O pedido de demissão é um ato unilateral que expressa a vontade do empregado de rescindir o contrato de trabalho.

7 Curso de Legislação de Recursos Humanos 7 Direitos e descontos decorrentes do PEDIDO DE DEMISSÃO Empregado com menos de 01 ano Direitos Descontos do INSS sobre Desconto de Imposto de Renda Saldo de salário; FGTS: 8% (depósito em conta vinculada): mês da rescisão e do mês imediatamente anterior (se for o caso). saldo de salário; 13 Salário. saldo de salários; 13º salário. Empregado com mais de 01 ano de serviço Saldo de salários; Férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso); Férias proporcionais; Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso) e proporcionais; FGTS 8% (depósito em conta vinculada): do mês da rescisão e mês imediatamente anterior (se for o caso). saldo de salário; 13º salário. saldo de salários; férias indenizadas; férias proporcionais; 13º salário. Dispensa Sem Justa Causa A dispensa sem justa causa do empregado é um ato unilateral por vontade do empregador, independente da concordância do empregado. Esse procedimento não se efetuará quando o empregado gozar de estabilidade, mesmo que provisória, seja de Licença Maternidade, dirigentes sindicais, pessoas que exercem mandatos eletivos etc.; Os servidores celetistas do Estado gozam de estabilidade provisória também no período eleitoral. Estabilidade Provisória A estabilidade provisória está definida por lei ou convenção coletiva de trabalho;

8 Curso de Legislação de Recursos Humanos 8 A rescisão contratual POR JUSTA CAUSA deverá ser devidamente comprovada. Tipos de Estabilidade Provisória Licença-Maternidade: desfrutará de estabilidade provisória até 05 meses após o parto; CIPA: Comissão Interna de Prevenção de Acidente, a partir de sua candidatura até 01 ano após o final do seu mandato; Dirigente Sindical: a partir de sua candidatura a cargo de direção ou representação de entidade sindical ou associação profissional até 01 ano após o final de seu mandato, inclusive se eleito para suplente; Serviço Militar: a partir da incorporação, até 30 dias após a respectiva baixa; Acidente de Trabalho: 12 meses após a cessão do auxílio-acidentário. Os exemplos citados aplicam-se ao servidor estatutário.

9 Curso de Legislação de Recursos Humanos 9 Direitos e descontos decorrentes da DISPENSA SEM JUSTA CAUSA Empregado com menos de 01 ano de serviço Direitos Descontos de INSS Descontos do Imposto de Renda Saldo de salário; FGTS: 8% (depósito em saldo de salário; saldo de salários; conta vinculada): mês da rescisão e do mês ou imediatamente anterior (se for periculosidade; o caso). FGTS: importância igual a 40% do montante; do FGTS saque 01 (saque imediato pelo trabalhador). 13 Salário. Férias proporcionais. Empregado com mais de 01 ano de serviço Saldo de salários; Aviso prévio; Férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso); Férias proporcionais; Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso) e proporcionais; 3º salário; FGTS 8% (depósito em conta vinculada): do mês da rescisão e mês anterior (se for o caso); FGTS: importância igual a 40% do (pagamento direto). saldo de salário; 13º salário. saldo de salários; férias indenizadas; férias proporcionais; ou periculosidade; 13º salário. Dispensa com Justa Causa O empregado será dispensado por justa causa, se cometer uma das situações previstas no artigo 482 da CLT. Constituem justa causa para a rescisão do contrato de trabalho: Ato de improbidade O ato de improbidade é todo ato de imoralidade, má conduta ética do empregado praticada contra o empregador. Incontinência de conduta e mau procedimento

10 Curso de Legislação de Recursos Humanos 10 São procedimentos e condutas pessoais dos empregados incompatíveis à moral e bons costumes. Condenação criminal A Condenação passada em julgado, caso não tenha havido suspensão da execução da pena caracteriza justa causa para rescisão contratual do empregado. A prisão para averiguação ou em flagrante não caracteriza a justa causa, por não existir sentença de detenção ou reclusão transitada em julgado. Desídia no desempenho das respectivas funções A falta de interesse, a negligência e imprudência no trabalho configuram a desídia. Exemplo: atrasos e falta ao serviço freqüentemente, danificação ao material utilizado na função, diminuição da qualidade de serviço. Embriaguez habitual ou em serviço A rescisão do contrato por justa causa pode ser aplicada devido a embriaguez habitual, mesmo fora dos perímetros da empresa ou cometida uma única vez na empresa. Violação de segredo da empresa A divulgação de conhecimentos de segredos de empresa constitui motivo de justa causa, caso constitua prejuízo ao empregador. Ato de indisciplina ou insubordinação A indisciplina é o desrespeito às normas gerais estabelecidas pela empresa para ser cumprida por todos os empregados. A insubordinação é a desobediência de ordem direta dada pelo chefe imediato, ao empregado. Abandono de emprego Ocorre quando o empregado, sem nenhuma justificativa, deixa de comparecer no prazo de 30 dias ao emprego. (Enunciado TST n. 32) Caso o empregado esteja trabalhando em outro emprego, não há necessidade de se aguardar 30 dias para a rescisão contratual. Deverá se efetuar notificação ao empregado através de carta registrada ou telegrama. Prática constante de jogos de azar Jogos de azar são todos aqueles que dependem do fator sorte, a configuração para justa causa depende da habitualidade quando não praticada em serviço. Atos atentatórios à segurança nacional

11 Curso de Legislação de Recursos Humanos 11 O ato atentatório à segurança nacional deve ser comprovado em inquérito administrativo. Falta contumaz de pagamento de dívida Caracteriza-se por deixar efetuar pagamento de dívidas legalmente exigíveis. A justa causa deve ser comprovada, pois o juiz do trabalho poderá cancelar a penalidade aplicada, caso fique comprovada a severidade do empregador, na qualificação do ato praticado pelo empregado; A justa causa deve ser concedida por escrito, relatando-se de forma clara e precisa os fatos que originaram a rescisão contratual por justa causa; Recomenda-se ao empregador aplicar advertência e suspensão, antes de conceder a rescisão contratual por justa causa, salvo se a falta cometida justificar a penalidade aplicada. Direitos e descontos decorrentes de DISPENSA COM JUSTA CAUSA Empregado com menos de 01 ano Direitos Descontos do INSS sobre Desconto de Imposto de Renda Saldo de salário; FGTS: 8% (depósito em conta vinculada): mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso). saldo de salário; ou periculosidade. saldo de salários; ou periculosidade. Empregado com mais de 01 ano de serviço Saldo de salários; Férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso); Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso) e proporcionais; FGTS 8% (depósito em conta vinculada): do mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso). saldo de salário; ou periculosidade. saldo de salários; férias indenizadas; férias proporcionais;

12 Curso de Legislação de Recursos Humanos 12 Aposentadoria A aposentadoria por invalidez deixará o contrato suspenso durante o prazo fixado pelas leis de previdenciária social até a efetivação do benefício (conforme art. 475 da CLT). Esse dispositivo garante ao empregado o retorno à função no mesmo emprego após recuperação da capacidade laborativa. Não havendo a recuperação da capacidade laborativa no lapso temporal de 05 anos e não houver mais interesse do empregador em manter o empregado, poderá rescindir o contrato sem justa causa. Nas rescisões por aposentadoria, deverão ser observados: Aposentadoria Voluntária: a rescisão será nos termos da dispensa sem justa causa, e a importância relativa aos 40% do FGTS recairá somente sobre o tempo após a concessão da aposentadoria. A aposentadoria por idade: pode ser requerida pela empresa quando o empregado completar 70 anos.

13 Curso de Legislação de Recursos Humanos 13 Direitos e descontos decorrentes de RESCISÃO POR APOSENTADORIA COMPULSÓRIA Empregado com menos de 01 ano Direitos Descontos do INSS sobre Desconto de Imposto de Renda aldo de salário; Férias vencidas (simples e/ou em dobro); Férias Proporcionais; Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso) e proporcionais; FGTS: 8% (depósito em conta vinculada): mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso). FGTS: saque 05 (código de saque da conta vinculada) saldo de salário; Empregado com mais de 01 ano de serviço férias proporcionais; saldo de salários; férias proporcionais. Saldo de salários; Férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso); Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro) e proporcionais; FGTS 8% (depósito em conta vinculada): do mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso); FGTS: saque 05 (código de saque da conta vinculada) campo 24. saldo de salário; férias proporcionais. saldo de salários; férias indenizadas; férias proporcionais; férias proporcionais Falecimento O contrato de trabalho se extingue na data do falecimento do empregado. A extinção do contrato de trabalho por morte do empregado pode ser equiparada à extinção dos contratos por término do prazo pré-determinado; Os créditos trabalhistas estão sujeitos à vocação hereditária, para eles concorrem os herdeiros (ascendentes ou descendentes) do falecido e seu cônjuge meeiro.

14 Curso de Legislação de Recursos Humanos 14 A Lei n , de 24/11/1980 dispõe sobre o pagamento de valores não recebidos em vida pelos respectivos titulares aos dependentes ou sucessores. A legislação do FGTS (Lei n , de 11/5/1990) contém dispositivo disciplinando o pagamento do saldo da conta individualizada no caso de falecimento do empregado. Na falta de dependente habilitado, deve-se exigir do interessado a apresentação do competente ALVARÁ JUDICIAL. Direitos e descontos decorrentes de FALECIMENTO (Dependentes e Sucessores) Empregado com menos de 01 ano Direitos Descontos do INSS sobre Desconto de Imposto de Renda Saldo de salário; Férias vencidas (simples e/ou em dobro); FGTS: 8% (depósito em conta vinculada): mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso). FGTS: Cód.saque 23 da conta vinculada.(campo 24) saldo de salário; Empregado com mais de 01 ano de serviço férias proporcionais. saldo de salários; férias proporcionais. Saldo de salários; Férias vencidas (simples e/ou em dobro, conforme o caso); Adicional de 1/3 sobre férias vencidas (simples e/ou em dobro) e proporcionais; FGTS 8% (depósito em conta vinculada): do mês da rescisão e do mês anterior (se for o caso). FGTS: Cód.saque 23 da conta vinculada, (campo 24). saldo de salário; férias proporcionais. saldo de salários; férias indenizadas; férias proporcionais; férias proporcionais Comprovação (Artigo 456) A prova do contrato individual de trabalho será feita pelas anotações em carteira profissional ou por meio de instrumento escritas e supridas por todos os meios permitidos em direito;

15 Curso de Legislação de Recursos Humanos 15 A falta de prova ou inexistência de cláusula expressa a esse respeito, entende-se que o empregado obrigou-se a qualquer serviço compatível com sua condição pessoal. Direitos O empregado fará jus às verbas indenizatórias conforme o motivo da rescisão do seu contrato de trabalho: a) Pedido de demissão: terá direito ao 13º salário proporcional e se tiver mais de 01 ano de serviço fará jus a férias proporcionais (Enunciado n. 261 do TST). O empregado deve avisar previamente o empregador; b) Culpa recíproca: 13º salário proporcional aos meses trabalhados (reduzido a 50%), multa de 20% do FGTS. (Art. 484 da CLT e Enunciado n. 14 do TST); c) Aposentadoria: fará jus ao 13 salário e às férias proporcionais; d) Desaparecimento de uma das partes: fará jus ao13º salário proporcional e se tiver mais de 01 ano de serviço terá direito às férias proporcionais; e) Mútuo acordo: as partes estabelecem quais as conseqüências da cessação do contrato. Deve-se observar, com vistas no caráter de proteção da legislação trabalhista, se realmente o empregado teve a intenção de que fosse terminado o vínculo empregatício, ou se foi coagido. f) Força maior: o empregador estará isento do pagamento de quaisquer verbas rescisórias. g) Despedida sem justa causa ou rescisão indireta: Fará jus ao 13º salário proporcional, aviso prévio, multa de 40% do FGTS e liberação das guias do seguro-desemprego e se tiver mais de 01 ano de serviço terá direito também, às férias proporcionais. h) Despedida por justa causa: não tem direito às verbas rescisórias. Prazo de Pagamentos de Verbas Rescisórias O pagamento a que fizer jus o empregado será efetuado no ato da homologação da rescisão do contrato. O pagamento restante das parcelas constante no instrumento de rescisão ou recibo de quitação deverá ser efetuado nos seguintes prazos:

16 Curso de Legislação de Recursos Humanos 16 Até o 1 dia útil imediato ao término do contrato (quando o aviso prévio for trabalhado); Até o 10 dia contados da data da notificação da demissão, quando da ausência de aviso prévio,por indenização do mesmo ou dispensa de seu cumprimento. (Art. 477, 6º da CLT); O não-cumprimento desses prazos pelo empregador incorrerá no pagamento de uma multa equivalente ao salário do empregado. Formalização da Rescisão de Contrato de Trabalho Homologação da rescisão: quando o contrato de trabalho tiver duração superior a 01 ano, sua rescisão deverá ser homologada perante o Sindicato respectivo ou Ministério do Trabalho, sob pena de invalidade. Compensação na rescisão: no pagamento das verbas rescisórias, o empregador poderá compensar no máximo 01 mês de remuneração do empregado. Quitação: na rescisão deve ser especificada a natureza de cada parcela paga ao empregado e discriminado o seu valor, pois será dada apenas a quitação das parcelas indicadas (art. 477, 2º da CLT). Regras importantes com relação à rescisão contratual Nas rescisões de contrato de trabalho utiliza-se para quitação, o termo de rescisão de contrato, contendo campos específicos para identificar a modalidade da rescisão; No âmbito das secretarias de Estado, nos pedidos de demissão é recomendável o cumprimento do aviso prévio pelo empregado, salvo na hipótese devidamente comprovada de exercício em outra função ou emprego, ou mudança de município; No caso de dispensa sem justa causa deverá observar o cumprimento do período do aviso prévio, salvo em situações peculiares. No caso de recusa do empregado em assinar o termo de rescisão ou as declarações complementares no verso, recomenda-se a presença de 02(duas) testemunhas que declararão esse fato.

17 Curso de Legislação de Recursos Humanos 17 Deverá ser colhida a assinatura do empregado na folha do livro de registro, providenciada a baixa em carteira profissional e recolhida a credencial e objetos de uso da unidade. Com base nas disposições no inciso I do artigo 1º do Decreto-lei n. 779/69, recomenda-se constar no verso do termo de rescisão os seguintes dizeres: Rescisão, a partir de / /, dispensada a homologação, com fundamento no inciso I, artigo 1º do Decreto Lei n. º 779/69. As verbas rescisórias serão creditadas ao empregado na c/c n. º, servindo o depósito bancário de quitação. Seguro Desemprego É um benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa. Está previsto no artigo 7, II da CF/88 e regulado pela Lei n 7.998/90. É um benefício que auxilia os trabalhadores na busca ou preservação do emprego, promovendo ações integradas de orientação, recolocação e qualificação profissional. Exigências (Artigo 3 da Resolução n 64/94) Ter recebido salários consecutivos nos últimos 06 meses; Ter trabalhado pelo menos 06 meses nos últimos 36 meses; Não estar recebendo nenhum benefício da previdência social de prestação continuada, exceto auxílio-acidente ou pensão por morte; Não possuir renda própria para o seu sustento e de seus familiares. Considera-se 1 mês de atividade dos (6 a 36 meses), a fração igual ou superior a 15 dias Requerimento (artigo 9 da Resolução n 64/94) Ao ser dispensado, o empregador fornecerá ao empregado formulário próprio Requerimento do Seguro-desemprego, em 02 vias, devidamente preenchido. Dirigir-se a um dos locais de entrega munido dos seguintes documentos: Carteira profissional (CTPS);

18 Curso de Legislação de Recursos Humanos 18 Cartão do PIS/Pasep ou extrato atualizado; Termo de rescisão do contrato de trabalho (TRCT), devidamente quitado; Comprovante de recebimento do FGTS; 02 (dois) últimos demonstrativos de pagamentos; Sentença judicial ou homologação de acordo (para trabalhadores com reclamação trabalhista). Prazos (Artigo 10 da Resolução n 64/94) O trabalhador terá um prazo de 07 a 120 dias contado a partir da data de sua dispensa para requerer o Seguro - Desemprego nas Delegacias Regionais do Trabalho. Locais Postos de atendimento das Delegacias Regionais do Trabalho, do Sistema Nacional de Empregos - SINE ou da Caixa Econômica Federal (CEF). Quantidade de Parcelas (Artigo 5 da Resolução n 64/94) O seguro-desemprego é concedido em parcelas variáveis de 03 ao máximo de 05 parcelas, de forma contínua ou alternada, a cada período aquisitivo de 16 meses, conforme a seguinte relação: 03 (três) parcelas: comprovação de vínculo empregatício de no mínimo 06 meses e no máximo 11 meses, nos últimos 36 meses; 04 (quatro) parcelas: comprovação de vínculo empregatício de no mínimo 12 meses e no máximo 23 meses, nos últimos 36 meses; 05 (cinco) parcelas: comprovação de vínculo empregatício de no mínimo 24 meses, nos últimos 36 meses. Período aquisitivo será contado da data de dispensa que deu origem a ultima habilitação, não podendo ser interrompido quando a concessão estiver em curso. O Seguro - Desemprego é pessoal e intransferível, salvo nos casos de: Morte do segurado, o qual será pago aos dependentes;

19 Curso de Legislação de Recursos Humanos 19 Grave molesta do segurado comprovada por perícia médica do INSS Valor do Benefício TABELA PARA CÁLCULO SEGURO- DESEMPREGO - VIGÊNCIA: MAIO/2004 Calcula se o valor dos últimos 03 meses trabalhados e aplica-se na Tabela abaixo: FAIXAS DE SALÁRIO MÉDIO VALOR DA PARCELA Até R$ 429,20 Multiplica-se salário médio por 0.8 (80%) Mais de R$ 429,20 e até R$ 715,40 Multiplica-se 429,20 por 0.8 (80%) e o que exceder a 429,20 multiplica-se por 0.5 (50%) e somam-se os resultados. Acima de 715,40 O valor da parcela será de R$ 486,46, invariavelmente. Obs.: O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do salário mínimo, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) O CAGED foi criado pelo governo federal, através da Lei n /65, que instituiu o registro permanente de admissões e dispensas de empregados sob o regime da CLT. Finalidade As informações do CAGED são utilizadas pelo programa de Seguro- Desemprego para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas e liberar os benefícios. Com base nessas Informações e Estatísticas, o Governo Federal e a sociedade elaboram políticas de emprego e salário, bem como pesquisas e estudos sobre mercado de trabalho. Exigências Todo estabelecimento que dispensar e admitir empregados com contrato de trabalho regido pela CLT deve informar às Delegacias Regionais do trabalho do Ministério do Trabalho.

20 Curso de Legislação de Recursos Humanos 20 Os estabelecimentos que descumprirem tal determinação estarão sujeitos à aplicação de multa de 1/3 do salário mínimo regional por empregado. Procedimentos As informações devem ser fornecidas em disquete ou formulário padronizado aerograma. O formulário padronizado (aerograma) pode ser adquirido em qualquer papelaria e deve ser utilizado pelos estabelecimentos que não optarem pela declaração via disquete; O formulário deve ser preenchido em 02(duas) vias: a) A 1ª via deve conter o carimbo do CNPJ da empresa e ser remetida às Delegacias Regionais do Trabalho (DRT). b) A 2ª via deve ser protocolada pela agência dos correios e arquivada no estabelecimento para fiscalização do Ministério do trabalho. Todas as instruções para preenchimento dos campos estão disponíveis no verso do formulário padronizado. Endereço As informações devem ser enviadas pelo correio a um dos Postos das Delegacias Regionais do Trabalho ou pelo endereço eletrônico WWW. MTE.GOV.BR Prazo O prazo de entrega é até o dia 7 do mês subseqüente da referência das informações. Penalidades, caso as informações sejam entregues fora do prazo Procedimentos - Multas Preencher o documento de arrecadação de receitas federais (Darf) em 02(duas) vias, informando no campo 04 (código da receita), "2877", e no campo 14 (outras informações), Multa Automática Lei n /65".

21 Curso de Legislação de Recursos Humanos 21 A multa é calculada de acordo com o tempo de atraso e a quantidade de empregados omitidos. O período de atraso inicia-se a partir do dia 15 do mês subseqüente à movimentação não declarada. TABELA PRÁTICA DE INCIDÊNCIAS DE DESCONTOS LEGAIS PARCELAS INSS FGTS IRRF 1- Adicionais (de insalubridade, periculosidade, noturno) SIM SIM SIM 2 Aviso prévio trabalhado SIM SIM SIM 3 13º salário proporcional ( na rescisão contratual) SIM SIM SIM 4 13º salário a) 1ª parcela até 30/11 NÃO SIM NÃO b) 2ª parcela até 20/12 SIM SIM SIM c) proporcional (na rescisão contratual) SIM SIM SIM 5 Férias normais gozadas na vigência do contrato de trabalho (simples e proporcionais) SIM SIM SIM 6 Férias pagas na rescisão com mais 1/3 NÃO NÃO SIM 7 Horas extras SIM SIM SIM 8 Adicional noturno SIM SIM SIM 9 Salário-família sem exceder ao valor legal NÃO NÃO NÃO 10 Salário-maternidade SIM SIM SIM 11- Saldo de salário salários atrasados, pagos acumulativamente SIM SIM SIM correspondentes ao ano-base SIM SIM SIM relativos a exercícios anteriores SIM SIM SIM 11 Terço constitucional SIM SIM SIM

22 Curso de Legislação de Recursos Humanos 22 Modelos de Termos DISPENSA SEM JUSTA CAUSA COM AVISO PRÉVIO São Paulo, / / Ao Sr. (a) ; CTPS /, RG ( funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Comunicamos-lhe que não mais necessitamos de seus serviços, ficando V.Sª. dispensado (a) da função de... que vem exercendo desde / /, devendo, portanto, cessar suas atividades em / /. No dia / / deverá se apresentar ao Serviço de Pessoal, munido de Carteira de Trabalho, para o cumprimento das formalidades exigidas para a cessação do Contrato de Trabalho. Este documento é um Aviso Prévio, em conformidade com o artigo 487 item II da CLT, ficando V.Sª. com direito de reduzir 02 horas diárias de seu trabalho normal, conforme parágrafo único do artigo 488 da CLT. Agradeço a colaboração prestada, Atenciosamente, Responsável pela unidade Opção: ( ) duas horas diárias ( ) sete dias corridos Ciente em: / / funcionário TERMO DE COMPROMISSO Eu,, RG, contratado (a) em regime CLT para exercer a (o), no (a), comprometo-me a entregar ao Órgão de Pessoal o Comunicado de Aposentadoria solicitado em / / junto ao Instituto Nacional de Seguro Social, no dia imediato ao recebimento, sob pena de estar infringindo determinação dos Comunicados CRHE de 20/06 e 19/7/1995. Estou ciente que o não-cumprimento do presente Termo poderá acarretar no ressarcimento de verbas recebidas indevidamente. São Paulo, de de Funcionário

23 Curso de Legislação de Recursos Humanos 23 DISPENSA SEM JUSTA CAUSA COM AVISO PRÉVIO INDENIZADO São Paulo, / / Ao Sr. (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Comunicamos-lhe que não mais necessitamos de seus serviços, ficando V.Sª dispensado(a) da função de... que vem exercendo desde / /, devendo, portanto, cessar suas atividades em / /. Fica dispensado do cumprimento do aviso prévio, sendo indenizado nos termos do artigo 487, 1º, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Até o prazo de 10 dias a partir do recebimento deste deverá comparecer ao Serviço de Pessoal, com Carteira de Trabalho para a formalização exigida na cessação do Contrato de Trabalho. Atenciosamente, Chefia Imediata Responsável pela unidade Ciente em: / / Funcionário PEDIDO DE DISPENSA COM CUMPRIMENTO DE AVISO PRÉVIO São Paulo, / / Ao Senhor (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Comunico a V.Sª. a minha demissão da função de..., que venho exercendo desde / /. Não havendo nada que me desabone, disponho-me a cumprir o aviso prévio sujeito por lei, nos termos do artigo 487 item II da CLT. Atenciosamente, Funcionário Chefia Imediata Responsável pela unidade PEDIDO DE DISPENSA COM DISPENSA DE AVISO PRÉVIO São Paulo, / / Ao Senhor (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Comunico a V.Sª. que, a partir desta data, estou me desligando da função de...que venho exercendo desde / /. Ciente dos descontos, por falta do cumprimento do aviso prévio nos termos do parágrafo 2º do artigo 487 da CLT. Funcionário Responsável pela unidade

24 Curso de Legislação de Recursos Humanos 24 PEDIDO DE DISPENSA COM DISPENSA DE AVISO PRÉVIO JUSTIFICADO São Paulo, / / Ao Senhor (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Venho comunicar a V.Sª. o meu pedido de demissão da função de...que venho exercendo desde / /. Tendo em vista que vou assumir exercício a partir de / /, em outro local, conforme carta anexa, solicito que me dispensem do cumprimento do aviso prévio a que estou sujeito por lei, na forma do item II do artigo 487 da CLT. Aguardando pronunciamento favorável, antecipo meus sinceros agradecimentos. Atenciosamente, Funcionário Ciente e de acordo com a liberação do aviso prévio. Chefia Imediata Ciente em: / / DISPENSA SEM JUSTA CAUSA EM VIRTUDE DE APOSENTADORIA SEM CUMPRIMENTO DO AVISO PRÉVIO São Paulo, / / Ao Senhor (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Servimo-nos da presente para informar a V.Sa. que a partir de / /, seu Contrato de Trabalho fica rescindido, tendo em vista Comunicado de Aposentadoria enviado a esta, através do Instituto Nacional de Seguro Social. Agradeço a colaboração prestada, Atenciosamente, Responsável pela unidade Ciente em: / / funcionário

25 Curso de Legislação de Recursos Humanos 25 DISPENSA SEM JUSTA CAUSA EM VIRTUDE DE APOSENTADORIA COM CUMPRIMENTO DO AVISO PRÉVIO São Paulo, / / Ao Senhor (a) ; CTPS /, RG (funcionário) ( n. ) (série) ( n.) Informamos a V. Sa. que após 30 (trinta) dias contados de / /, seu Contrato de Trabalho fica rescindido, tendo em vista Comunicado de Aposentadoria enviado a esta, através do Instituto Nacional de Seguro Social. Agradecendo a colaboração prestada, subscrevemo-nos. Atenciosamente, Responsável pela unidade Ciente em: / / Funcionário

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º,

13º SALARIO Posteriormente, a Constituição Federal de 1988, em seu art. 7º, 13º SALARIO Trabalhadores beneficiados Farão jus ao recebimento do 13º salário os seguintes trabalhadores: a) empregado - a pessoa física que presta serviços de natureza urbana ou rural à empresa, em caráter

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000

RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 RESOLUÇÃO Nº 253 DE 4 DE OUTUBRO DE 2000 Estabelece procedimentos para a concessão do benefício do Seguro-Desemprego ao Empregado Doméstico. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador CODEFAT,

Leia mais

Fim do contrato por prazo determinado: este contrato termina no fim do prazo ou quando finda a obra para a qual foi o empregado contratado.

Fim do contrato por prazo determinado: este contrato termina no fim do prazo ou quando finda a obra para a qual foi o empregado contratado. Legislação Social Profª Mestre Ideli Raimundo Di Tizio p 25 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Na doutrina não há unanimidade no uso dos termos qualificadores do término do contrato de trabalho, são empregadas

Leia mais

DEPARTAMENTO PESSOAL

DEPARTAMENTO PESSOAL DEPARTAMENTO PESSOAL DÚVIDAS MAIS FREQUENTES 1 1. Documentos necessários para admissão Para o processo de admissão, o novo funcionário deverá apresentar a relação de documentos abaixo: *Carteira de Trabalho

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações

SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações SEGURO-DESEMPREGO - EMPREGADO DOMÉSTICO - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 26/10/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Seguro-Desemprego 3 - Finalidade 4 - Requisitos 4.1

Leia mais

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO

DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO Autora: Idinéia Perez Bonafina Escrito em julho/2015 DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO 1. DIREITOS DO TRABALHADOR NA RESCISÃO DO CONTRATO O presente artigo abordará os direitos do trabalhador

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/

http://www.lgncontabil.com.br/ 1. INTRODUÇÃO ADMISSÃO DE EMPREGADOS PROCEDIMENTOS Para cada admissão a empresa deve observar, além dos itens descritos nesta matéria, as normas relativas à Segurança do Trabalho, conforme Portaria MTb

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

1- CONTRATO DE TRABALHO

1- CONTRATO DE TRABALHO 1- CONTRATO DE TRABALHO 1.1 - ANOTAÇÕES NA CARTEIRA DE TRABALHO Quando o empregado é admitido - mesmo em contrato de experiência -, a empresa tem obrigatoriamente que fazer as anotações na carteira de

Leia mais

- GUIA DO EMPRESÁRIO - ABANDONO DE EMPREGO

- GUIA DO EMPRESÁRIO - ABANDONO DE EMPREGO - GUIA DO EMPRESÁRIO - ABANDONO DE EMPREGO Planeta Contábil 2008 Todos os Direitos Reservados (www.planetacontabil.com.br) 1/8 NOTA: Para todos os efeitos os textos deste artigo são fundamentos na legislação

Leia mais

Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1. 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4.

Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1. 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4. Parte I - Direito do trabalho - parte geral, 1 1 Evolução histórica, 3 1 Evolução mundial, 3 2 Evolução no Brasil, 4 2 Denominação, 6 3 Conceito e divisão da matéria, 8 4 Posição enciclopédica, 9 5 Fontes,

Leia mais

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS ROTEIRO DO CURSO ROTINAS TRABALHISTAS A A CIRCULAÇÃO O Curso de Rotinas Trabalhistas é composto de 7 módulos que serão remetidos aos cursandos de 15 em 15 dias. AUTORA VERA HELENA PALMA Advogada trabalhista,

Leia mais

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE O SEGURO DESEMPREGO Benefício temporário concedido ao trabalhador desempregado dispensado sem justa causa é composto por 3 a 5 parcelas mensais, pagas em dinheiro, de valores

Leia mais

A Identificação e o Registro Profissional do Trabalhador

A Identificação e o Registro Profissional do Trabalhador 1 A Identificação e o Registro Profissional do Trabalhador 1 - A identificação e o Registro Profissional do Trabalhador 1.1 Introdução 1.2 - Como adquirir 1.3 - O modelo 1.4 - A emissão 1.5 - A obrigatoriedade

Leia mais

Deverá, então, dirigir-se a um dos locais de entrega munido dos seguintes documentos:

Deverá, então, dirigir-se a um dos locais de entrega munido dos seguintes documentos: SEGURO-DESEMPREGO BREVE HISTÓRICO. O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art.7º dos Direitos Sociais da Constituição Federal e tem por finalidade prover assistência

Leia mais

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011.

SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. SEGURO-DESEMPREGO - NOVOS VALORES - MARÇO/2011 Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 09/03/2011. Sumário: 1 - Introdução 2 - Requisitos 3 - Comprovação 4 - Parcelas 4.1 - Parcelas Adicionais

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO. Empregado Preso

CONTRATO DE TRABALHO. Empregado Preso CONTRATO DE TRABALHO Empregado Preso Muitas dúvidas surgem quando o empregador toma conhecimento que seu empregado encontra-se preso. As dúvidas mais comuns são no sentido de como ficará o contrato de

Leia mais

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 4º Semestre - 2011 Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula. 15º Ponto Aviso Prévio.

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 4º Semestre - 2011 Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula. 15º Ponto Aviso Prévio. Aviso Prévio 1. Conceito 2. Cabimento 3. Prazo 4. Início da contagem do prazo 5. Ausência do aviso prévio 6. Anotação na CTPS da data do encerramento do contrato de trabalho 7. Renúncia do período de aviso

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO ANOTAÇÃO CTPS NA EMPREGADO DISPENSADO, SEM JUSTA CAUSA, NO PERÍODO DE 30 DIAS QUE ANTECEDE A DATA DE SUA CORREÇÃO SALARIAL MULTA DO

Leia mais

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos

Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Mini Curso de Setor de Recursos Humanos Carlos Antônio Maciel Luciano Nóbrega Cerqueira Maio/Junho 2009 1 SUMÁRIO 1 Admissões 2 Elaboração da Folha de Pagamento 3 Rescisões Contratuais 4 Obrigações Acessórias

Leia mais

Dispensa Sem Justa Causa. Dispensa com Justa Causa. (**) Culpa Recíproca ou Força Maior. Rescisão Indireta. Pedido de Demissão

Dispensa Sem Justa Causa. Dispensa com Justa Causa. (**) Culpa Recíproca ou Força Maior. Rescisão Indireta. Pedido de Demissão RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO VERBAS RESCISÓRIAS (Antes de qualquer procedimento rescisório, importante ler os cuidados especiais ao final Verbas adicionais) Dispensa Sem Justa Causa AvisoPrévio Dispensa

Leia mais

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 -

ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL. DEPARTAMENTO PESSOAL ONLINE www.departamentopessoalonline.com - 3 - ÍNDICE CURSO DE DEPARTAMENTO PESSOAL INTRODUÇÃO... 008 DISPOSIÇÕES GERAIS... 009 Conceito de empregador... 009 Conceito de empregado... 009 Direitos do empregado... 010 ASSÉDIO MORAL E SEXUAL NO TRABALHO...

Leia mais

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃ ÇÃO O TRABALHISTA PROGRAMA EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) EMPREGADO DOMÉSTICO A Lei 5859/72 regulamentada pelo Decreto 71885/73 tornou reconhecida

Leia mais

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias

NORMA DE PROCEDIMENTOS. Férias pág.: 1/6 1 Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos para programação, concessão e pagamento de férias aos empregados da COPASA MG. 2 Referências Para aplicação desta norma poderá ser necessário

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002

RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 RESOLUÇÃO Nº 306, DE 6 DE NOVEMBRO DE 2002 Estabelece procedimentos para a concessão do benefício do Seguro- Desemprego ao trabalhador resgatado da condição análoga à de escravo. O Conselho Deliberativo

Leia mais

Concurso CEF/2012. Prof: Fernando Aprato

Concurso CEF/2012. Prof: Fernando Aprato Concurso CEF/2012 CETEC POA Prof: Fernando Aprato Programa Seguro- Desemprego Introdução O Seguro-Desemprego é um benefício integrante da seguridade social, garantido pelo art.7º dos Direitos Sociais da

Leia mais

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário

Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Manual Prático Trabalhista e Previdenciário Qual é o prazo para pagamento dos salários dos empregados? R: O pagamento deve ser realizado até o 5º dia útil do mês seguinte. Esta deve ser a data em que deve

Leia mais

Módulo Recursos Humanos

Módulo Recursos Humanos Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Recursos Humanos Folha de Pagamento. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO

RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO 1 RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO E SUA ALTERAÇÃO Camila Cristina Verly Vieira 1 Márcia Serafim Alves 2 Resumo: Como base sobre o termo rescisório o objetivo é demonstrar as diversas formas de se rescindir

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 Estabelece procedimentos relativos à concessão do Seguro-Desemprego. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - CODEFAT, no uso das atribuições

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2004/2005 S A N T U R Termo de Acordo Coletivo de Trabalho, que entre si celebram o SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE ASSESSORAMENTO, PERÍCIA, PESQUISA E INFORMAÇÕES

Leia mais

Registro. Pessoal. Fernando Silva da Paixão

Registro. Pessoal. Fernando Silva da Paixão Registro de Pessoal Fernando Silva da Paixão Rescisão por Término do Contrato Determinado O empregado terá direito a: 1. Saldo de salário (art. 462 da CLT art.. 7º, inciso X da CF) 2. Férias vencidas e

Leia mais

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico

Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Perguntas e Respostas do esocial Empregador Doméstico Versão 1.0 29/09/2015 Alterações em relação à versão anterior Não se aplica Simples Doméstico esocial 1. O que é o SIMPLES Doméstico? Vivemos um momento

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta os procedimentos para habilitação e concessão de Seguro-Desemprego para empregados domésticos dispensados sem justa causa na forma do art. 26 da Lei

Leia mais

A Constituição Federal88 determina em seu art. 201 a garantia do benefício de salário-família aos trabalhadores de baixa renda.

A Constituição Federal88 determina em seu art. 201 a garantia do benefício de salário-família aos trabalhadores de baixa renda. SALÁRIO-FAMÍLIA - Considerações Gerais Matéria atualizada com base na legislação vigente em: 07/05/2013. Sumário: 1 - Introdução 2 - Salário-Família 3 - Beneficiários 3.1 - Filho - Equiparação 3.2 - Verificação

Leia mais

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA

15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15 - BASES DE INCIDÊNCIA E NÃO INCIDÊNCIA 15.1 - Integram a remuneração para fins de cálculos dos valores devidos à Previdência Social e a serem recolhidos para o FGTS, dentre outras, as seguintes parcelas:

Leia mais

FEVEREIRO 2015 BRASÍLIA 1ª EDIÇÃO

FEVEREIRO 2015 BRASÍLIA 1ª EDIÇÃO Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e Identificação Profissional SEGURO-DESEMPREGO E ABONO SALARIAL NOVAS

Leia mais

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão:

Módulo de Rescisão. Passaremos a explicar abaixo os campos da tela do cálculo da rescisão: Módulo de Rescisão Para calcular a rescisão, é necessário informar para quem se deseja calcular (Código, Divisão, Tomador), depois informar tipo de dispensa, data de aviso prévio, data de pagamento, dias

Leia mais

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO

DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO DIREITO NAS ORGANIZAÇÕES MÓDULO 3 OUTROS TIPOS DE CONTRATOS DE TRABALHO Índice 1. Outros Tipos de Contratos de Trabalho...3 1.1. Trabalho Rural... 3 1.2. Estagiário... 4 1.3. Trabalho Temporário... 5 1.4.

Leia mais

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas

Férias Proporcionais Até 5 faltas 6 a 14 faltas 15 a 23 faltas 24 a 32 faltas FÉRIAS ASPECTOS GERAIS Férias é o período de descanso anual, que deve ser concedido ao empregado após o exercício de atividades por um ano, ou seja, por um período de 12 meses, período este denominado

Leia mais

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO

FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO LEGAL APLICÁVEL NAS RESCISÕES DOS CONTRATOS DE TRABALHO ANOTAÇÃO CTPS NA EMPREGADO DISPENSADO, SEM JUSTA CAUSA, NO PERÍODO DE 30 DIAS QUE ANTECEDE A DATA DE SUA CORREÇÃO SALARIAL MULTA DO

Leia mais

Tabela Prática de Verbas que compõem a Base de Cálculo para incidência de INSS, FGTS e IRRF

Tabela Prática de Verbas que compõem a Base de Cálculo para incidência de INSS, FGTS e IRRF Tabela Prática de Verbas que compõem a Base de Cálculo para incidência de INSS, FGTS e IRRF Discriminação INSS Fundamento legal FGTS Fundamento legal IRRF Fundamento legal Abono de férias - pecuniário

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A doença do empregado e o contrato de trabalho Rodrigo Ribeiro Bueno*. A COMPROVAÇÃO DA DOENÇA DO EMPREGADO A justificação da ausência do empregado motivada por doença, para a percepção

Leia mais

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS AO CONTRATO DE TRABALHO

OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS AO CONTRATO DE TRABALHO MÓDULO 9 OBRIGAÇÕES ACESSÓRIAS AO CONTRATO DE TRABALHO 9.4 SEGURO- DESEMPREGO ESTE FASCÍCULO SUBSTITUI O DE IGUAL NÚMERO ENVIADO ANTERIORMENTE AOS NOSSOS ASSINANTES. RETIRE O FASCÍCULO SUBSTITUÍDO, ANTES

Leia mais

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial

Desconto Valor Desconto Valor Desconto Valor 100 Pensão Alimentícia 101 Adiantamento Salarial ANEXO I TERMO DE RESCISÃO DO CONTRATO DE TRABALHO IDENTIFICAÇÃO DO EMPREGADOR 01 CNPJ/CEI 02 Razão Social/Nome 03 Endereço (logradouro, nº, andar, apartamento) 04 Bairro 05 Município 06 UF 07 CEP 08 CNAE

Leia mais

Manual de Recursos Humanos

Manual de Recursos Humanos Manual de Recursos Humanos Associação dos Amigos do Paço das Artes Francisco Matarazzo Sobrinho Organização Social de Cultura 1 Finalidade: Disponibilizar princípios básicos de gestão de pessoal que devem

Leia mais

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01

Auxiliar Jurídico. Módulo IV. Aula 01 Auxiliar Jurídico Módulo IV Aula 01 1 CÁLCULOS TRABALHISTAS Neste módulo você irá aprender a realizar os cálculos de verbas rescisórias e Liquidação de Sentença. I. VERBAS RESCISÓRIAS Podemos entender

Leia mais

Direito do Trabalho CARACTERÍSTICAS. Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS.

Direito do Trabalho CARACTERÍSTICAS. Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS. CARACTERÍSTICAS Empregados urbanos e rurais contratados a partir de 1988 inserem-se automaticamente no sistema do FGTS. O FGTS consiste em recolhimentos pecuniários mensais feitos pelo empregador em uma

Leia mais

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS

Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS Lição 11. Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS (Lei nº 8.036, de 11/5/90, e Decreto nº 99.684, de 8/11/90). 11.1. CONSIDERAÇÕES GERAIS O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é uma conta

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000334/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 08/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039626/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001278/2014-33 DATA DO

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 665, de 30 de dezembro de 2014

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 665, de 30 de dezembro de 2014 Quadro comparativo da 1 Lei nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 Art. 3º Terá direito à percepção do segurodesemprego o trabalhador dispensado sem justa causa que comprove: I - ter recebido salários de pessoa

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS

INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS INSS/FGTS/IRRF TABELA DE INCIDÊNCIAS Abonos de qualquer natureza Evento Descrição INSS FGTS IRRF Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença

Leia mais

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01)

Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) HOMOLOGNET Base Legal (Perguntas e Respostas 02.01) Portaria Nº 1.620, de 14/07/2010: Institui o sistema Homolognet; Portaria Nº 1.621, de 14/07/2010: Aprova modelos de TRCT e Termos de Homologação; Instrução

Leia mais

Direitos do Empregado Doméstico

Direitos do Empregado Doméstico Direitos do Empregado Doméstico Com a aprovação da Emenda Constitucional n 72, que ocorreu em 02/04/2013, o empregado doméstico passou a ter novos direitos. Alguns deles independem de regulamentação e,

Leia mais

Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT

Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT O contrato de trabalho por prazo determinado é aquele cuja duração dependa de termo prefixado ou da execução de serviços específicos ou ainda

Leia mais

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV.

II - Termo de Homologação sem ressalvas - Anexo III; e. III - Termo de Homologação com ressalvas - Anexo IV. PORTARIA N o 1621 DE 14 DE JULHO DE 2010 Aprova modelos de Termos de Rescisão de Contrato de Trabalho e Termos de Homologação. O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuições que lhe

Leia mais

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS

CALENDÁRIO DE OBRIGAÇÕES MENSAIS Data Vencimento 07 Obrigação Salário Mensal Fato Gerador e Fundamento Legal Pagamento mensal da remuneração. (ver nota 1) Salário-Mínimo Valor atual de R$ 788,00 - Decreto nº 8.381/14. Pró-labore Código

Leia mais

EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais)

EMPREGADO DOMÉSTICO (Aspectos Legais) Le f is c L e g i s l a c a o F i s c a l CONSELHO REGIONAL DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL MINÁRIO DE ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO ASSUNTOS CONTÁBEIS DE PORTO ALEGRE SEMINÁRIO DE

Leia mais

CIRCULAR CEF Nº 506, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2010 DOU 02.02.2010

CIRCULAR CEF Nº 506, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2010 DOU 02.02.2010 CEF - Circular nº 506/2010 2/2/2010 CIRCULAR CEF Nº 506, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2010 DOU 02.02.2010 Dispõe sobre condições e procedimentos operacionais para a formalização do Termo de Habilitação aos créditos

Leia mais

Perguntas Frequentes - Trabalhista

Perguntas Frequentes - Trabalhista Perguntas Frequentes - Trabalhista 01) O empregador poderá descontar do empregado as importâncias correspondentes a danos por eles causados? 1º do art. 462 da CLT prevê a possibilidade de que, em caso

Leia mais

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO

MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE LUCAS DO RIO VERDE CONTROLE INTERNO 1/8 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos operacionais na administração de recursos humanos; 1.2) Garantir maior segurança na admissão e exoneração de pessoal; 1.3) Manter atualizado

Leia mais

AVISO PRÉVIO AVISO PRÉVIO - CONCEITO. (art. 7, XXI, CRFB/88 e art. 487, CLT)

AVISO PRÉVIO AVISO PRÉVIO - CONCEITO. (art. 7, XXI, CRFB/88 e art. 487, CLT) Direito do Trabalho Aviso prévio Maria Inês Gerardo (art. 7, XXI, CRFB/88 e art. 487, CLT) - CONCEITO É comunicação que uma parte do contrato deve fazer à outra de que pretende rescindir o referido pacto

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE)

TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE) TERMO DE CONVÊNIO DE ESTÁGIO ( IES x ENTIDADE CONCEDENTE) PARTES ESSENCIAIS: I- QUALIFICAÇÃO DAS PARTE; II- INFORMAÇÕES RELEVANTES; III- CLÁUSULAS; IV- ASSINATURAS: das partes através de seus representantes

Leia mais

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências

INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências INSS/FGTS/IRRF - TABELA DE INCIDÊNCIAS Tabela de incidências Evento Descrição INSS FGTS IRRF Abonos de qualquer natureza Acidente de Trabalho - Típico - Trajeto - Doença Laboral Acidente de Trabalho -

Leia mais

ANEXO CONSELHO DELIBERATIVO DO FUNDO DE AMPARO AO TRABALHADOR RESOLUÇÃO Nº 736, DE 8 DE OUTUBRO DE 2014 Torna obrigatório aos empregadores o uso do

ANEXO CONSELHO DELIBERATIVO DO FUNDO DE AMPARO AO TRABALHADOR RESOLUÇÃO Nº 736, DE 8 DE OUTUBRO DE 2014 Torna obrigatório aos empregadores o uso do ANEXO CONSELHO DELIBERATIVO DO FUNDO DE AMPARO AO TRABALHADOR RESOLUÇÃO Nº 736, DE 8 DE OUTUBRO DE 2014 Torna obrigatório aos empregadores o uso do aplicativo Empregador Web no Portal Mais Emprego para

Leia mais

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS

A A CIRCULAÇÃO D O CD OU E-MAIL. receber por e-mail. UTORAIS ROTEIRO DO CURSO ROTINAS TRABALHISTAS A A CIRCULAÇÃO O Curso de Rotinas Trabalhistas é composto de 7 módulos que serão remetidos aos cursandos de 15 em 15 dias. AUTORA VERA HELENA PALMA Advogada trabalhista,

Leia mais

LAY OFF LEGISLAÇÃO encontra-se transcrito todo o texto, posto que pertinente. Ao final de cada item,

LAY OFF LEGISLAÇÃO encontra-se transcrito todo o texto, posto que pertinente. Ao final de cada item, LAY OFF LEGISLAÇÃO O Lay Off encontra-se definido por legislação específica. Seguem os três itens legislativos a serem considerados, sendo que, nos casos dos itens 1 e 3, respectivamente o artigo 476-A

Leia mais

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná

TERMO DE CONVÊNIO. Item 1- Razão Social:. CNPJ:. Item 2 - Denominada simplesmente:. EMPRESA- Item 3 - Endereço: Fone: (45) Foz do Iguaçu Paraná TERMO DE CONVÊNIO De um lado a GUARDA MIRIM DE FOZ DO IGUAÇU Entidade de direito privado, de fins educacionais e de assistência social, de utilidade pública sem fins lucrativos, com sede à Travessa Tadeu

Leia mais

Solicitação de Saque do FGTS Pagamento a Residente no Exterior

Solicitação de Saque do FGTS Pagamento a Residente no Exterior 1 - Identificação do trabalhador Nome do Trabalhador Solicitação de Saque do FGTS Pagamento a Residente no Exterior PIS/PASEP CTPS Nº e Série Doc. identidade Data de nascimento / / CPF Endereço eletrônico

Leia mais

CÁLCULOS TRABALHISTAS

CÁLCULOS TRABALHISTAS CÁLCULOS TRABALHISTAS Remuneração - Salário acrescido da média das variáveis (exemplo: comissões) dos últimos 12 meses. - Média: soma das 6 maiores parcelas variáveis mês a mês, divididas por 6, dentro

Leia mais

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS)

ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS. ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) 1689/2015 - Sexta-feira, 20 de Março de 2015 Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região 1 ANEXO I CHECKLIST PARA O INÍCIO DA PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS ITEM VERIFICADO SIM NÃO Anotações em Carteira de Trabalho

Leia mais

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS

INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Digite o título aqui INFORMATIVO 14/2015 LEI COMPLEMENTAR REGULAMENTA DIREITO DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS Lei Complementar nº 150, de 1º de junho de 2015 -

Leia mais

1. O que o Auditor-Fiscal do Trabalho deverá entender por trabalho temporário?

1. O que o Auditor-Fiscal do Trabalho deverá entender por trabalho temporário? Trabalho temporário Fonte: Fecomercio Em acréscimo ao Mix Legal Express, nº 168, de 2014, que trata de algumas peculiaridades do trabalho temporário, a que se refere à Lei nº 6.019 de 1974 e Portaria do

Leia mais

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL

NORMA CORPORATIVA DEPARTAMENTO PESSOAL 1. OBJETIVO Estabelecer a sistemática para rotinas de Departamento Pessoal. 2. DEFINIÇÕES TRCT: Termo de Rescisão de Contrato de Trabalho. DP: Departamento Pessoal; DP Central: Departamento Pessoal de

Leia mais

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE

CLÁUSULA TERCEIRA VALE TRANSPORTE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2005/2006 PELO PRESENTE INSTRUMENTO DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO DE UM LADO O SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EMPRESAS DE RÁDIODIFUSÃO DO ESTADO DO PARANÁ, A SEGUIR DENOMINADO

Leia mais

Instruções de Impressão

Instruções de Impressão Instruções de Impressão 1. O modelo deverá ser plano e impresso em papel A4, na cor branca, com 297 milímetros de altura e 210 milímetros de largura em papel com, ao menos, 75 gramas por metro quadrado.

Leia mais

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE José, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, CTPS, PIS, residente e domiciliado na, vem, respeitosamente, perante V. Exa., por meio de seu advogado,

Leia mais

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes

Menor Aprendiz Perguntas Frequentes Menor Aprendiz Perguntas Frequentes A aprendizagem é regulada pela CLT e passou por um processo de modernização com a promulgação das Leis nºs. 11.180/2005, 10.097/2008 e 11.788/2008. O Estatuto da Criança

Leia mais

NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO. Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER

NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO. Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER NOVAS REGRAS SEGURO DESEMPREGO Maria Aparecida Guimarães Gerente/GRTE SL Cristiane G. Oliveira Chefe SEATER Legislação LEI Nº 7.998, DE 11 DE JANEIRO DE 1990 LEI Nº 8.900, DE 30 DE JUNHO DE 1994 RESOLUÇÃO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS Disciplina: Direito do Trabalho II Professora: Cláudia Glênia JUR: MATERIAL APENAS PARA ROTEIRO DISCIPLINAR, NÃO DEVE SER USADO

Leia mais

Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e

Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e Secretaria de Políticas Públicas de Emprego Departamento de Emprego e Salário Coordenação-Geral do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e Identificação Profissional NOVAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO E

Leia mais

1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado?

1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado? 1 - Qual o prazo que o empregador tem para efetuar o pagamento de salário ao empregado? O pagamento em moeda corrente, mediante recibo, deverá ser feito até o 5º dia útil do período (mês, quinzena, semana)

Leia mais

PLANO DEMISSÃO VOLUNTÁRIA -NOSSA CAIXA

PLANO DEMISSÃO VOLUNTÁRIA -NOSSA CAIXA Sindicato dos Trabalhadores em Empresas do Ramo Financeiro do Grande ABC Rua Cel. Francisco Amaro, 87 - B. Casa Branca - Santo André CEP.: 09020-250 - Tel. ( 11 ) 4993-8299 Fax. ( 11 ) 4993-8290 CNPJ 43.339.597/0001-06

Leia mais

DA IDENTIFICAÇÃO PROFISSIONAL

DA IDENTIFICAÇÃO PROFISSIONAL DA IDENTIFICAÇÃO PROFISSIONAL * Da Carteira de Trabalho e Previdência Social Art. 13 - A Carteira de Trabalho e Previdência Social é obrigatória para o exercício de qualquer emprego, inclusive de natureza

Leia mais

DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008)

DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008) DÚVIDAS FREQÜENTES SOBRE A NOVA LEI DE ESTÁGIO (LEI 11.788/2008) 1. O que é o estágio? Resposta: Estágio é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL

MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS DEPARTAMENTO DE PESSOAL Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 1/18 MANUAL DE NORMAS E PROCEDIMENTOS Registro de Ponto Copia Controlada nº Código: RHP07 V05 Emissão: 30/05/2012 Folha: 2/18 1 Conteúdo

Leia mais

2 Lei 13.134/2015. 2.3 Alterações no Abono Salarial: 2.3.1 Quanto ao período de tempo e valor

2 Lei 13.134/2015. 2.3 Alterações no Abono Salarial: 2.3.1 Quanto ao período de tempo e valor 2 Lei 13.134/2015 2.2 Conteúdo da Lei 13.134/2015: Altera as Leis no 7.998, de 11 de janeiro de 1990, que regula o Programa do Seguro-Desemprego e o Abono Salarial e institui o Fundo de Amparo ao Trabalhador

Leia mais

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1

Apostila de 13 Salário. Capacitação e Treinamento 1 Apostila de 13 Salário Capacitação e Treinamento 1 Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

Gestão de Pessoas - 4w

Gestão de Pessoas - 4w P á g i n a 1 Gestão de Pessoas - 4w Modulo Administração de Pessoal (Rubi) Processo: Férias P á g i n a 2 Sumário 1 Conceito... 3 1.1 Parametrizações no Sistema... 3 1.1.1 - Sindicato... 3 1.1.2 - Situações...

Leia mais

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas.

Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. A NK Assessoria Contábil e Fiscal Ltda. Faz parte de um grupo empresarial nacional voltado para a prestação de serviços às empresas privadas e públicas. Nossa organização iniciou suas atividades em 1977,

Leia mais

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim)

PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) PAUTA DE REIVINDICAÇÕES PATRONAL 2015 (Fetquim) CLÁUSULAS PARA DISCUSSÃO CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 1º

Leia mais