UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA COMPUTAÇÃO MÓVEL CONTROLE DE GASTOS PARA ORÇAMENTO DOMÉSTICO Fred Paulino Ferreira, Leonardo Couto, Renato Maia, Luiz G. Montanha Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa

2 ÍNDICE 1. Introdução e motivação Documentação Produto Mobile Diagrama de contexto Funções do produto Interfaces de usuário Tela do Menu Principal Layout sugerido Campos Comandos Tela de Cadastro de Despesa Layout sugerido Campos Comandos Tela de Relatório de Despesas Layout sugerido Campos Comandos Tela de Cadastro de Tipo Layout sugerido Campos Comandos Tela de Relatório de Tipos Layout sugerido Campos Comandos Tela de Exportar Dados Layout sugerido Campos Comandos Diagrama de fluxo das telas Produto Desktop

3 Diagrama de contexto Funções do produto Interfaces de usuário Tela de Visualização dos Tipos Cadastrados Layout sugerido Campos Comandos Tela de Visualização das Despesas Cadastradas Layout sugerido Campos Comandos Tela de Comunicação Bluetooth Layout sugerido Campos Comandos Diagrama de classes persistentes Classes persistentes Tecnologia utilizada Bluetooth J2ME / NetBeans Firebird (PC) RMS (MOBILE) Requisitos do sistema Funcionamento do sistema Dificuldades encontradas Conclusão Bibliografia

4 1. Introdução e motivação Este texto é um relatório sobre um pequeno sistema desenvolvido para dispositivos móveis como parte do requisito de avaliação da disciplina de Computação Móvel da Universidade Federal de Viçosa. Este mini-sistema para ambiente de computação móvel aplica os conhecimentos de engenharia de software, banco de dados, redes e sistemas distribuídos e utiliza a tecnologia Bluetooth para comunicação de dados. O sistema foi desenvolvido por quatros estudantes que aproveitaram a oportunidade para desenvolver um pequeno aplicativo que fosse útil para o dia a dia e não só para atender os requisitos de avaliação da disciplina. Durante a vida acadêmica, muitos estudantes, inclusive os integrantes do grupo, têm o dinheiro contado para os gastos do mês e diversos tipos de gastos, como alimentação, xérox, livros, aluguel, festas devem ser controlados para não extrapolar o limite de créditos por mês. Este tipo de controle já é feito usando programas já disponíveis na internet, planilhas feitas em computador, ou mesmo anotando em cadernos e somando no final do mês. A grande questão é que muitos gastos não tem como serem registrados no exato momento e ao final do dia um gasto pode ser esquecido. Celular é um aparelho que se encontra bem difundido e é fácil carregar para qualquer lugar então, a idéia é desenvolver um sistema para celulares e no exato momento do gasto registrá-lo e ao final do dia exportar estes dados para o computador de forma fácil e rápido. Apesar de muitos celulares já virem de fábrica com um pequeno sistema de controle de gastos, eles não possuem uma forma de exportá-los para o computador. O sistema tem duas partes, uma a ser instalada no celular e foi desenvolvida usando a linguagem de programação Java para celulares (J2ME) e a outra parte a ser instalada no computador e desenvolvida em Java para desktop. Aplicação no celular é o cliente e a do computador é o servidor. Ao executar o servidor o computador procura um celular que esteja pronto para exportar, estabelecendo a conexão (via Bluetooth) o celular envia os dados e o servidor recebe e armazena no banco de dados (FireBird). 4

5 2. Documentação Produto Mobile Diagrama de contexto Funções do produto Número de ordem Caso de uso 1 Cadastrar Tipo Cadastro de novos tipos de despesas 2 Cadastrar Despesa Cadastro de Despesas 3 Visualizar relatório de Tipos 4 Visualizar relatório de Despesas Descrição Mostra todos os tipos de despesas cadastrados no aplicativo Mostra todas as despesas cadastradas 5 Exportar Dados Envia para a aplicação Desktop todos os tipos e todas as despesas cadastrados no celular 5

6 Interfaces de usuário Número de ordem Nome Ator Caso de uso Descrição 1 Tela do Menu Principal Usuário Interface principal do aplicativo. Usuário acessa as outras interface através do menu. 2 Tela de Cadastro de Despesa 3 Tela de Relatório de Despesas 4 Tela de Cadastro de Tipo 5 Tela de Relatório de Tipos Usuário Cadastrar Despesa Usuário Visualizar relatório de Despesas Interface para cadastro de despesas Interface para mostrar todas as despesas já cadastradas Usuário Cadastrar Tipo Interface para cadastro de tipos Usuário Visualizar relatório de Tipos Interface para mostrar todos os tipos já cadastrados 6 Tela de Exportar Dados Usuário Exportar Dados Interface que permite exportar dados para a aplicação Desktop Tela do Menu Principal Layout sugerido 6

7 Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Cadastrar Despesa 2 Relatório de Despesas Acesso à tela de Cadastro de Despesa Acesso à tela de Relatório de Despesas Sempre habilitado. Sempre habilitado. 3 Cadastrar Tipo Acesso à tela de Cadastro de Tipo Sempre habilitado. 4 Relatório de Tipos Acesso à tela de Relatório de Tipos Sempre habilitado 5 Exportar Acesso à tela de Exportar dados Sempre habilitado 6 Sair Sair do sistema Sempre habilitado Tela de Cadastro de Despesa Layout sugerido 7

8 Campos Número Nome Descrição Valores válidos 1 Data Data da despesa Caracteres alfanuméricos 2 Tipo Tipo da despesa Caracteres alfanuméricos 3 Valor Valor da despesa 4 Descrição Descrição da despesa Caracteres numéricos Caracteres alfanuméricos Formato Tipo Restrições sss, dd mmm aaaa Date Obrigatório/alterável 3 caracteres String Obrigatório/alterável.## float Obrigatório/alterável máximo 40 caracteres String Alterável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Salvar Salva a despesa cadastrada e limpa os campos para um novo cadastro Sempre habilitado. 2 Voltar Volta para a tela de menu principal Sempre habilitado Tela de Relatório de Despesas Layout sugerido 8

9 Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Voltar Volta para a tela de menu principal Sempre habilitado Tela de Cadastro de Tipo Layout sugerido Campos Número Nome Descrição Valores válidos 1 Tipo Tipo do tipo 2 Descrição do tipo Descrição do tipo Caracteres alfanuméricos Caracteres alfanuméricos Formato Tipo Restrições 3 caracteres String Obrigatório/alterável Mínimo de 5 e máximo de 15 caracteres String Obrigatório/alterável 9

10 Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Salvar Salva o tipo da despesa cadastrado e limpa os campos para um novo cadastro Sempre habilitado. 2 Voltar Volta para a tela de menu principal Sempre habilitado Tela de Relatório de Tipos Layout sugerido Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Voltar Volta para a tela de menu principal Sempre habilitado. 10

11 Tela de Exportar Dados Layout sugerido Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Exportar Tenta conectar com a aplicação Desktop. Se estabelecer conexão, exporta os dados. Sempre habilitado. 2 Voltar Volta para a tela de menu principal Sempre habilitado. 11

12 2.1.4 Diagrama de fluxo das telas 12

13 2.2 - Produto Desktop Diagrama de contexto Funções do produto Número de ordem Caso de uso Descrição 1 Conectar Bluetooth Abre o servidor para receber dados do celular via Bluetooth 2 Visualizar Tipos Mostra todos os tipos de despesas cadastrados 3 Visualizar Despesas Mostra todas as despesas cadastradas Interfaces de usuário Número de ordem 1 Tela de Visualização dos Tipos Cadastrados 2 Tela de Visualização das Despesas Cadastradas 3 Tela de Comunicação Bluetooth Nome Ator Caso de uso Descrição Usuário Visualizar Tipos, Conectar Bluetooth Usuário Visualizar Tipos, Conectar Bluetooth Interface para visualização dos tipos de Despesas cadastrados. Interface para visualização das Despesas cadastradas. Usuário - Interface para mostrar o status da conexão via Bluetooth com o celular. Mostra os dados enviados pelo celular. 13

14 Tela de Visualização dos Tipos Cadastrados Layout sugerido Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Importar dados de dispositivo 2 Cadastro de Despesas Acesso à tela de Comunicação Bluetooth para mostrar o status da conexão Acesso à tela de Visualização das Despesas Cadastradas Sempre habilitado. Sempre habilitado. 14

15 Tela de Visualização das Despesas Cadastradas Layout sugerido Campos Não aplicável Comandos Número Nome Ação Restrições 1 Importar dados de dispositivo Acesso à tela de Comunicação Bluetooth para mostrar o status da conexão Sempre habilitado. 2 Cadastro de Tipos Acesso à tela de Visualização dos Tipos Cadastrados Sempre habilitado. 15

16 Tela de Comunicação Bluetooth Layout sugerido Campos Número Nome Descrição Valores válidos 1 Dispositivos conectados 2 Qtde de Tipos Transferidos 3 Qtde de Despesas Transferidas 4 Lista de dados transferidos Informa o número de dispositivos que estão conectados com a aplicação Informa o número de Tipos que o dispositivo exportou Informa o número de Despesas que o dispositivo exportou Informa os Tipos e Despesas transferidas pelo dispositivo Caracteres numéricos Caracteres numéricos Caracteres numéricos Caracteres alfasnuméricos Formato Tipo Restrições - int Obrigatório/inalterável - int Obrigatório/inalterável - int Obrigatório/inalterável - String inalterável Comandos Não aplicável 16

17 Diagrama de classes persistentes Classes persistentes Número de ordem Nome 1 Despesa Informação relativa a uma despesa Descrição 2 Tipo Informação relativa a um tipo de despesa 17

18 3. Tecnologia utilizada Bluetooth É uma tecnologia de comunicação entre dispositivos de uso pessoal (PDAs, Celulares, Notebooks, etc) e de baixo custo para a comunicação sem fio entre estes a curtas distâncias. O Bluetooth começou a ser desenvolvido em 1994, pela Ericsson, e a partir de 1998 pelo Bluetooth Special Interest Group (SIG), consórcio inicialmente estabelecido pela Sony, Ericsson, IBM, Intel, Toshiba e Nokia. Hoje este consórcio inclui mais de 2000 empresas. Dispositivos Bluetooth operam na faixa ISM (Industrial, Scientific, Medical) centrada em 2,45 GHz que era formalmente reservada para alguns grupos de usuários profissionais. Cada dispositivo é dotado de um número único de 48 bits que serve de identificação. Os dispositivos Bluetooth se comunicam entre si e formam uma rede denominada piconet, na qual podem existir até oito dispositivos interligados, sendo um deles o mestre (master) e os outros dispositivos escravos (slave); Em relação à sua velocidade pode chegar a 721 Kbps e possui três canais de voz. As desvantagens desta tecnologia são o seu raio de alcance, 10 metros (alguns podem chegar a 100 metros) e o número máximo de 7 dispositivos que podem se conectar ao mesmo tempo J2ME / NetBeans J2ME é uma tecnologia que nos possibilita o desenvolvimento de software para sistemas e aplicações embarcadas, ou seja, toda aquela que roda em um dispositivo de propósito específico, desempenhando alguma tarefa que seja útil para o dispositivo. É a plataforma Java para dispositivos compactos, como celulares, PDAs, controles remotos, e uma outra gama de dispositivos. Primeiro eles definiram o ambiente de execução Java (JRE), e um conjunto de classes básicas que operam sobre cada dispositivo. Isso foi denominado Configurações. Uma configuração define a JVM (Java Virtual Machine) para um pequeno e específico dispositivo computacional. Há duas configurações para um dispositivo embarcado, uma para dispositivos com maior capacidade computacional, denominado CDC. A outra com menor capacidade computacional, denominado CLDC. A segunda abordagem foi definida como um perfil. Um perfil consiste em um conjunto de classes que possibilita os desenvolvedores de softwares implementarem as aplicações de acordo com as características das aplicações dos pequenos dispositivos computacionais. Foi denominado o MIDP, oferecendo recursos como rede, componentes de interface, armazenamento local, etc. No desenvolvimento do nosso trabalho foi utilizada a configuração CLDC1.1 e o perfil MIDP 2.0. E para facilitar o desenvolvimento utilizamos a IDE NetBeans 5.5 que nos auxiliou principalmente na criação das interfaces e na criação do fluxo de interfaces do sistema Firebird (PC) É um sistema gerenciador de bases de dados compatível com os Sistemas Operacionais Linux, Windows, Mac OS e uma variedade de plataformas Unix. Baseado no código do Interbase da Borland, quando da abertura de seu código na versão 6.0 (em Julho de 2000), alguns programadores em associação, assumiram o projeto de identificar e corrigir inúmeros bugs da versão original, surgindo aí o Firebird, que se tornou um banco de dados com características próprias, obtendo uma aceitação imediata no círculo de 18

19 programadores. O banco de dados é livre em todos os sentidos: não há limitações de uso, e seu suporte amplamente discutido em listas na internet, o que facilita enormemente a obtenção de ajuda técnica. O produto se mostrou bastante seguro, suportando sistemas com dezenas de usuários simultâneos e bases de dados acima de 2GB de tamanho. Foi utilizado a versão Firebird 1.5 na parte do servidor do projeto RMS (MOBILE) O RMS (Record Management System) é um ambiente de armazenamento persistente dentro do MIDP e é baseado em armazenamento de fluxos de dados. Os fluxos permitem estabelecer canais de comunicação entre aplicativos e arquivos ou um dispositivo específico. Leitura de arquivos, enviar dados para o monitor, ler o teclado só conseguimos graças aos fluxos de dados que nos permite fazer essa comunicação. Assim, as tarefas de leitura e escrita de registros são realizadas pelo RMS e podem ser vistas como atividades de fluxos que manipulam apenas bytes. Para permitir a persistência de diversos tipos de dados, utilizaremos classes de controle de fluxo. Para escrever dados, dois fluxos são abertos. Um para manipular tipos de dados Java e outra para gerar um array de bytes, a partir do primeiro fluxo, para enviar para o repositório. Um esquema de leitura e escrita de registros com os fluxos pode ser vista na figura abaixo. Esquema de escrita no repositório RMS. Esquema de leitura no repositório RMS. 19

20 4. Requisitos do sistema A biblioteca responsável pelo controle da comunicação buetooth no PC, chamada BlueCove, requer que a Microsoft Bluetooth stack esteja instalada e ela se encontra disponível no Windows XP SP2 ou superior. O adaptador Bluetooth USB deve ser suportado pela Microsoft Bluetooth stack. Java 1.4 ou superior Para o correto funcionamento, os dispositivos devem implementar a especificação JSR-82, a API Bluetooth Java oficial. O dispositivo deve suportar CLDC 1.1 e MIDP Funcionamento do sistema O funcionamento do sistema é dividido em duas partes, uma é a execução do servidor e a outra a execução do aplicativo no celular. Ambos os módulos funcionam em conjunto. Para a execução do servidor é preciso que um dispositivo Bluetooth esteja conectado ao computador. Dispositivo Bluetooth conectado na entrada USB do computador O servidor possui uma tela principal onde podem ser visualizados os dados armazenados no computador. Estes dados são carregados do banco de dados projetado no sistema gerenciador de banco de dados Firebird. Nesta tela possui um botão que clicando executa a tela que estabelece a conexão com até 7 dispositivos móveis com Bluetooh. O que o servidor faz é procurar um celular com Bluetooth ativado e ao encontrar aguarda a confirmação de conexão do celular. Agora o servidor continua procurando mais dispositivos e ao mesmo tempo mantém a conexão com o celular em questão. Qualquer dispositivo conectado ao servidor que enviar um dado, o servidor obtém este dado, processa-o e armazena na sua respectiva tabela do banco de dados e logo em seguida a tela principal do servidor atualiza as tabelas de despesas e tipos de despesas. Resumindo, o papel do servidor é bem simples, procura um dispositivo móvel, estabelece conexão, continua procurando mais dispositivos e a qualquer momento que um dos dispositivos enviar dados, o servidor armazena no banco de dados. O aplicativo a ser instalado no dispositivo móvel (celular) possui um menu principal com as opções de cadastrar despesas, cadastrar tipos, relatório de despesas, relatório de tipos e exportas dados. Todo o dado gravado via este aplicativo é salvo em um método de persistência de dados chamado RMS (Record Management System) e o usuário não tem acesso aos arquivos deste formato, somente a aplicação. Ao escolher a opção de relatório de despesas ou de tipos o que programa faz é buscar estes dados e exibi-los na 20

21 tela do celular sem nenhum tipo de filtro, somente exibi na ordem em que foram armazenados. O tratamento mais elaborado sobre os dados é feita pela aplicação servidor, uma vez que o celular somente armazena os dados. Também seria ineficiente deixar todo o processamento de dados, como ordenação, para um dispositivo móvel, pois sabemos que este tipo de operação consome bateria que ainda é um fator limitante para desenvolvimento de aplicações móveis. Para exportar os dados para o computador o usuário escolhe no menu a opção de exportação e depois o tipo de exportação (para este sistema somente via Bluetooh). A partir deste momento o celular passa a procurar uma conexão e os serviços disponíveis que neste caso é o servidor. Estabelecido a conexão aparecerá em uma interface o nome do computador (ou uma lista de nomes de computadores, caso tenha mais de um computador com o servidor executando) que o usuário escolherá. Uma mensagem de segurança do próprio sistema operacional do celular será exibida e o usuário deve confirmar a conexão, assim os dados serão enviados para o computador selecionado. Os dados são enviados registro por registro devido à restrição de tamanho de dados para transferência e ao mesmo tempo é exibido um relatório do que foi enviado. O servidor se encarrega de receber os dados, tratá-los, gravá-los no banco de dados e exibi-los na interface principal. Os testes foram feito usando um celular da Sony Ericsson modelo W810i e a seguir são exibidas algumas interfaces do sistema neste celular. Tela principal Cadastro de Tipos Menu Relatório de Despesas 21

22 6. Dificuldades encontradas Aparelho celular: No começo do desenvolvimento os testes eram feito usando um celular Nokia 3650 que não permitia algumas funções e alguns comandos. A aplicação foi desenvolvida usando MIDP2.0 e CLDC1.1 e o celular só funcionava com MIDP1.0 e CLDC1.1 e naquele celular não tem nenhuma informação a respeito. Bluetooh USB: Foi usado no começo um Bluetooh USB versão 1.2 e na fase de teste de conexão não era possível estabelecer uma conexão com o servidor no computador. A princípio os desenvolvedores pensaram que o erro estava no código e só depois de testar com outro Bluetooth USB (versão 2.0) a conexão obteve sucesso. Persistência no celular: Os dados tinham que ser armazenados no celular usando algum método de persistência de dados, porém não foi encontrado nenhum banco de dados para celular. A forma encontrada foi usando RMS, que permite que os dados sejam salvos em uma tira de bytes e não é permitido processálos como em um sistema de banco de dados. Estes dados ficam em alguma parte do celular onde não se pode ter acesso, somente via aplicação. Erros no código: Não era possível depurar o código responsável pela conexão e exportação de dados no programa do celular, então cada erro era difícil de ser encontrado e removido. Interface: O relatório de despesas e tipos não tinha a mesma formatação em todos os celulares, uma vez que cada celular tem uma tela com tamanho diferente. Foi ajustada uma formatação que não variasse muito de celular para celular. Documentação: Na internet continha pouca documentação sobre comunicação Bluetooth, as bibliotecas eram limitadas e a biblioteca utilizada (BlueCove) está restrita ao Windows XP SP2. Compatibilidade: A aplicação funcionou perfeitamente no celular Sony Ericsson modelo W810i e não funcionou no celular Nokia 3650 e em outro modelo de celular da Nokia somente a exportação não funcionou. Também a data tem formato diferente em cada celular o que não permitiu manipulação para exibir os relatórios ordenados por data. Não obtivemos êxito com alguns aparelhos celulares testados talvez por eles não implementarem a especificação oficial JSR Conclusão Desenvolver aplicações para dispositivos móveis e trabalhar com comunicação sem fio é um desafio interessante para quem gosta de assuntos novos e de tecnologia. Aplicações desktop diferem muito de aplicações voltadas para ambiente móvel. Existem várias limitações: memória, processamento, bateria e tamanho da tela. Tudo isto interfere de forma significativa nos resultados. Como é uma área que está em constante aperfeiçoamento e mudança, não estão bem definidas questões de padronização e é necessário do desafiante dedicação e paciência na hora de aprender e desenvolver. 22

23 8. Bibliografia 1) Bluetooth: Microsoft Dicas para resolução de problemas de conexão Bluetooth no XP SP2 Conectando PC e Fone utilizando a Java API Bluetooth Parte 1 Conectando PC e Fone utilizando a Java API Bluetooth Parte 2 Tutorial BlueCove 4.new 2) Record Management System: Fórum explicativo sobre API Record Management System Artigo Entendendo a API Record Management System 23

Manual de Operação Aplicativo ClickIt

Manual de Operação Aplicativo ClickIt Manual de Operação Aplicativo ClickIt Rev. 1.1 Agosto/2010 GSControl Automação Ltda. Rua Washington Luiz, 675 ITC Conjunto 1101 Centro Porto Alegre RS CEP 90010-460 Telefone: (51)3026-0945 / (51)3287-2167

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis. Prof. Wallace Borges Cristo

Programação para Dispositivos Móveis. Prof. Wallace Borges Cristo Programação para Dispositivos Móveis Prof. Wallace Borges Cristo Acesso a informação Notícias, Ringtones, Vídeos Messenger/Chat Jogos Acesso a instituições financeiras M-commerce (Mobile Commerce) Aplicações

Leia mais

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis

Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Agregador de feeds RSS para dispositivos móveis Disciplina: Computação Móvel Professor: Mauro Nacif Rocha Data: 27/02/2007 Hadriel Toledo Lima 50290 Juliana Pinheiro Campos 47683 Luis Felipe Hussin Bento

Leia mais

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick

MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S. Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick MAGREGISTER 1.0: GERADOR DE INTERFACES DE COLETAS DE DADOS PARA PDA S Acadêmico: Gilson Chequeto Orientador: Adilson Vahldick Roteiro Introdução Objetivos do trabalho Fundamentação teórica Desenvolvimento

Leia mais

5 Mecanismo de seleção de componentes

5 Mecanismo de seleção de componentes Mecanismo de seleção de componentes 50 5 Mecanismo de seleção de componentes O Kaluana Original, apresentado em detalhes no capítulo 3 deste trabalho, é um middleware que facilita a construção de aplicações

Leia mais

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5

Manual do usuário. Softcall Java. versão 1.0.5 Manual do usuário Softcall Java versão 1.0.5 Sumário Iniciando SoftCall...3 Tela Principal...3 Configurando o SoftCall...4 Agenda...5 Incluindo um contato...5 Procurando um contato...6 Apagando um contato...6

Leia mais

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A

Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A Digifort Mobile Manual Version 1.0 Rev. A 2 Digifort Mobile - Versão 1.0 Índice Parte I Bem vindo ao Manual do Digifort Mobile 1.0 5 1 Screen... Shots 5 2 A quem... se destina este manual 5 3 Como utilizar...

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE

UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CENTRO DE INFORMÁTICA UM FRAMEWORK PARA DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS EM WINDOWS MOBILE. PROPOSTA DE TRABALHO DE GRADUAÇÃO Aluno:

Leia mais

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação

www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação www.neteye.com.br NetEye Guia de Instalação Índice 1. Introdução... 3 2. Funcionamento básico dos componentes do NetEye...... 3 3. Requisitos mínimos para a instalação dos componentes do NetEye... 4 4.

Leia mais

Manual de Instalação ProJuris8

Manual de Instalação ProJuris8 Manual de Instalação ProJuris8 Sumário 1 - Requisitos para a Instalação... 3 2 - Instalação do Firebird.... 4 3 - Instalação do Aplicativo ProJuris 8.... 8 4 - Conexão com o banco de dados.... 12 5 - Ativação

Leia mais

mobile PhoneTools Guia do Usuário

mobile PhoneTools Guia do Usuário mobile PhoneTools Guia do Usuário Conteúdo Requisitos...2 Antes da instalação...3 Instalar mobile PhoneTools...4 Instalação e configuração do telefone celular...5 Registro on-line...7 Desinstalar mobile

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software

LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP. Guia de instalação do software LASERJET ENTERPRISE M4555 SÉRIE MFP Guia de instalação do software HP LaserJet Enterprise M4555 MFP Series Guia de instalação do software Direitos autorais e licença 2011 Copyright Hewlett-Packard Development

Leia mais

Marcus Vinicius Cruz Xavier. Rascunho do trabalho de conclusão de curso

Marcus Vinicius Cruz Xavier. Rascunho do trabalho de conclusão de curso Universidade Federal de Santa Catarina Departamento de Informática e Estatística Curso de Bacharelado em Ciências da Computação Marcus Vinicius Cruz Xavier Rascunho do trabalho de conclusão de curso Título

Leia mais

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS DESENVOLVIMENTO EM DISPOSITIVOS MÓVEIS UTILIZANDO BANCO DE DADOS Leandro Guilherme Gouvea 1, João Paulo Rodrigues 1, Wyllian Fressatti 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil leandrog.gouvea@gmail.com,

Leia mais

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS

INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS INSTALAÇÃO DO SISTEMA CONTROLGÁS 1) Clique duas vezes no arquivo ControlGasSetup.exe. Será exibida a tela de boas vindas do instalador: 2) Clique em avançar e aparecerá a tela a seguir: Manual de Instalação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Pizzaria Manão

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Pizzaria Manão UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Pizzaria Manão Emilio Gonçalves 41281 Fabrício Luís Santos da Silva 50293 Filipe Ribeiro Nalon 50295

Leia mais

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário

Shop Control 8 Pocket. Guia do usuário Shop Control 8 Pocket Guia do usuário Abril / 2007 1 Pocket O módulo Pocket permite fazer vendas dos produtos diretamente em handhelds Pocket PC, pelos vendedores externos da empresa. Os cadastros (clientes,

Leia mais

Java. para Dispositivos Móveis. Thienne M. Johnson. Novatec. Desenvolvendo Aplicações com J2ME

Java. para Dispositivos Móveis. Thienne M. Johnson. Novatec. Desenvolvendo Aplicações com J2ME Java para Dispositivos Móveis Desenvolvendo Aplicações com J2ME Thienne M. Johnson Novatec Capítulo 1 Introdução à computação móvel 1.1 Computação móvel definições Computação móvel está na moda. Operadoras

Leia mais

G-Bar IGV. Instalação Versão 4.0

G-Bar IGV. Instalação Versão 4.0 G-Bar Software para Gerenciamento de Centrais de Corte e Dobra de Aço IGV Software Interpretador/ Gerenciador/ Visualizador de dados digitais de projetos CAD-TQS Instalação Versão 4.0 Manual do Usuário

Leia mais

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas

Linguagem de Programação JAVA. Professora Michelle Nery Nomeclaturas Linguagem de Programação JAVA Professora Michelle Nery Nomeclaturas Conteúdo Programático Nomeclaturas JDK JRE JEE JSE JME JVM Toolkits Swing AWT/SWT JDBC EJB JNI JSP Conteúdo Programático Nomenclatures

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Depurando aplicações Professor: Danilo Giacobo OBJETIVOS DA AULA Aprender dicas e técnicas para encontrar erros em aplicações Android. Conhecer os recursos que auxiliam

Leia mais

Java ME e suas principais tecnologias de conectividade. Gracieli Begia Mateus

Java ME e suas principais tecnologias de conectividade. Gracieli Begia Mateus Java ME e suas principais tecnologias de conectividade Gracieli Begia Mateus Telefones Celulares no Mundo Fonte: UIT e Wireless Intelligence (Ovum/GSM Association) Posição do Brasil no Mundo Principais

Leia mais

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados.

Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO. Versão: 1.0 Direitos reservados. Bem Vindo GDS TOUCH Manual de utilização GDS Touch PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touchscreen de controle residencial, com design totalmente 3D, interativo

Leia mais

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096

TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO. Rua Maestro Cardim, 354 - cj. 121 CEP 01323-001 - São Paulo - SP (11) 3266-2096 TUTORIAL DE UTILIZAÇÃO Índice Geral Antes de Começar 2 Procedimento de Instalação 3 Exportar dados para o 8 Acesso ao 10 Ordens de Serviço no 11 Solicitações de Serviço no 17 Folhas de Inspeção no 19 Importar

Leia mais

Guia. PDA e SmartPhones. Windows Mobile, Pocket PC e CE.

Guia. PDA e SmartPhones. Windows Mobile, Pocket PC e CE. Guia PDA e SmartPhones Windows Mobile, Pocket PC e CE. Referência completa para o integrador do sistema Module. Aborda os recursos necessários para a itulização, instalação do software e importação das

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION

DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION DESENVOLVIMENTO DE APLICATIVOS PARA CELULAR JAVA 2 MICRO EDITION Robison Cris Brito Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Unidade de Pato Branco robison@pb.cefetpr.br RESUMO Engana-se quem acha

Leia mais

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP

CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP CAPÍTULO IV Sistema Operacional Microsoft Windows XP Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais são programas que como o próprio nome diz tem a função de colocar o computador em operação. O sistema Operacional

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1

Princípios de TI - Computadores. Sistema Operacional. CECOMP Colegiado de Engenharia da Computação. Prof. Fábio Nelson. Slide 1 Sistema Operacional Slide 1 Sistema Operacional Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos do computador (CPU, dispositivos periféricos). Estabelece

Leia mais

1. Conhecendo o Pligg

1. Conhecendo o Pligg MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Conhecendo o Pligg....................................................... 1 2. Como instalar o Pligg...................................................... 2 3. Como ativar

Leia mais

J2ME, Uma Platarfoma de programação para Dispositivos Móveis

J2ME, Uma Platarfoma de programação para Dispositivos Móveis J2ME, Uma Platarfoma de programação para Dispositivos Móveis Jesseildo F. Gonçalves 07/10/2010 Jesseildo F. Gonçalves () 07/10/2010 1 / 50 1 Introdução ao J2ME História Arquitetura do J2ME MIDLets 2 RMS:

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn

CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn ...6 CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn 20/01/2012 Versão 1.4 Sumário 1.0 Pré Requisitos de instalação do w-vpn...2 2.0 Instalação do Serviço...2 3.0 Dicas...8 4.0 Suporte...11 1 1.0

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

Introdução a Computação

Introdução a Computação Sistemas Operacionais: Software Oculto Introdução a Computação Sistemas Operacionais Serve como um intermediário entre o hardware e os softwares aplicativos. Sistema Operacional Software de sistemas Kernel

Leia mais

PROTÓTIPO DE APLICATIVO PARA DISPOSITIVO MÓVEL (PDA) USANDO A TECNOLOGIA J2ME E BANCO DE DADOS

PROTÓTIPO DE APLICATIVO PARA DISPOSITIVO MÓVEL (PDA) USANDO A TECNOLOGIA J2ME E BANCO DE DADOS PROTÓTIPO DE APLICATIVO PARA DISPOSITIVO MÓVEL (PDA) USANDO A TECNOLOGIA J2ME E BANCO DE DADOS Acadêmico: Robson Luis da Silva Orientador: Alexander R. Valdameri Roteiro Introdução Objetivos Fundamentação

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

mvbuilder - Manual do Usuário

mvbuilder - Manual do Usuário mvbuilder - Manual do Usuário mvbuilder Editor de mapas para o meavox Parte integrante da Suite meavox de comunicação alternativa. Manual do Usuário do mvbuilder Autor: Gustavo Furtado Versão deste documento:

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4.

Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. 1 Sumário 1. SOBRE O NFGoiana DESKTOP... 3 1.1. Apresentação... 3 1.2. Informações do sistema... 3 1.3. Acessando o NFGoiana Desktop... 3 1.4. Interface do sistema... 4 1.4.1. Janela Principal... 4 1.5.

Leia mais

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1

DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 DEFINIÇÃO DE REQUISITOS SISTEMA DE CONTROLE DE FINANÇAS WEB 1.0 MANTER FUNCIONÁRIO RELEASE 4.1 SUMÁRIO DEFINIÇÃO DE REQUISITOS 4 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FINALIDADE 4 1.2 ESCOPO 4 1.3 DEFINIÇÕES, ACRÔNIMOS

Leia mais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais

Professor: Roberto Franciscatto. Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Professor: Roberto Franciscatto Curso: Engenharia de Alimentos 01/2010 Aula 3 Sistemas Operacionais Um conjunto de programas que se situa entre os softwares aplicativos e o hardware: Gerencia os recursos

Leia mais

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX

AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX AULA 10 TUTORIAL VIRTUALBOX 1 Sumário Tutorial VirtualBox - Configurações e Utilização... 3 Requisitos Mínimos... 3 Compatibilidade... 3 Download... 3 Instalação do VirtualBox... 4 Criando a Máquina Virtual

Leia mais

Programação de Computadores

Programação de Computadores Programação de Computadores Aula 04: Sistema Operacional Material Didático do Livro: Introdução à Informática Capron,, H. L. e Johnson, J. A Pearson Education Sistemas Operacionais: Software Oculto Serve

Leia mais

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye

1. Introdução. 2. Funcionamento básico dos componentes do Neteye 1. Introdução Esse guia foi criado com o propósito de ajudar na instalação do Neteye. Para ajuda na utilização do Software, solicitamos que consulte os manuais da Console [http://www.neteye.com.br/help/doku.php?id=ajuda]

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup

MANUAL DO USUÁRIO. Software de Ferramenta de Backup MANUAL DO USUÁRIO Software de Ferramenta de Backup Software Ferramenta de Backup Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial

TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8. Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial TUTORIAL VMWARE WORKSTATION 8 Aprenda a instalar e configurar corretamente uma máquina virtual utilizando VMware Workstation com este tutorial INTRODUÇÃO O uso de máquinas virtuais pode ser adequado tanto

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 2.1. Atualização... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 6 4.1. Tela Principal... 6 4.2.

Leia mais

Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular

Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular Procedimento para instalação do BLACKBERRY Software de Imagem via Celular Atenção: este aplicativo é compatível somente com a versão do sistema operacional do BlackBerry 4.6 ou superior. Os modelos de

Leia mais

Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth

Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth Medidor Eletrônico de Energia em Baixa Tensão com Teleleitura via Tecnologia Bluetooth Bose, R.C. 1 ; Kolm, D. 1 ; Paim, F. 1 ; Caetano,C.D.C. 2 ; Garbelotto,L.A. 2 ; Moraes, R. 1 1 - Engenharia Elétrica

Leia mais

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS

J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS J2ME PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO JAVA PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Ana Paula Carrion 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1, Jaime Willian Dias 1 1 Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil anapaulacarrion@hotmail.com,

Leia mais

Santa Cruz do Sul, outubro de 2015.

Santa Cruz do Sul, outubro de 2015. MANUAL DO USUÁRIO Santa Cruz do Sul, outubro de 2015. Adilson Ben da Costa & Ederson Luis Posselt Programa de Pós-graduação em Sistemas e Processos Industriais, Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC),

Leia mais

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD

Soluções de Acessibilidade. VLibras - Desktop. Manual de Instalação da Ferramenta. Microsoft Windows R. Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD Soluções de Acessibilidade VLibras - Desktop Manual de Instalação da Ferramenta Microsoft Windows R Núcleo de Pesquisa e Extensão / LAViD 2015 INTRODUÇÃO Objetivo Este manual contém introdução e informações

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Sistemas Operacionais. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Sistemas Operacionais Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Estruturas de Sistemas Operacionais Um sistema operacional fornece o ambiente no qual os programas são executados. Internamente,

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Prof. M.Sc. Diego Fernandes Emiliano Silva diego.femiliano@gmail.com Agenda Infraestrutura de TI Infraestrutura de TI: hardware Infraestrutura de TI: software Administração dos recursos

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Manual. ID REP Config Versão 1.0

Manual. ID REP Config Versão 1.0 Manual ID REP Config Versão 1.0 Sumário 1. Introdução... 3 2. Pré-Requisitos... 3 3. Instalação do ID REP Config... 4 4. Visão Geral do Programa... 8 4.1. Tela Principal... 8 4.2. Tela de Pesquisa... 12

Leia mais

BlackBerry Mobile Voice System

BlackBerry Mobile Voice System BlackBerry Mobile Voice System Versão: 5.0 Service pack: 2 Testes de verificação SWD-980801-0125102730-012 Conteúdo 1 Visão geral... 4 2 Tipos de telefones e contas de usuário... 5 3 Verificando a instalação

Leia mais

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0

User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Version 3.6 Manual do Usuário Versão 2.0.0.0 User Manual Manual do Usuário I EasyLock Manual do Usuário Sumário 1. Introdução... 1 2. Requisitos do Sistema... 2 3. Instalação... 3 3.1. Configurar

Leia mais

Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho

Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho Na primeira aula deste curso, mostramos o porquê de começar a trabalhar neste sistema operacional, além das novidades que o sistema possui na sua versão.

Leia mais

TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS PALM VIA FTP USANDO REDES GPRS

TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS PALM VIA FTP USANDO REDES GPRS TRANSMISSÃO DE ARQUIVOS PALM VIA FTP USANDO REDES GPRS Dr. George SILVA; Dr. Gilbert SILVA; Gabriel GUIMARÃES; Rodrigo MEDEIROS; Tiago ROSSINI; Centro Federal de Educação Tecnológica do Rio Grande do Norte

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

Manual do aplicativo Conexão ao telefone

Manual do aplicativo Conexão ao telefone Manual do aplicativo Conexão ao telefone Copyright 2003 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. O logotipo da Palm e HotSync são marcas registradas da Palm, Inc. O logotipo da HotSync e Palm são marcas

Leia mais

01/04/2012. Voltar. Voltar

01/04/2012. Voltar. Voltar Introdução à Informática Capítulo 3 Sistemas Operacionais: Software em Segundo Plano Objetivos Descrever as funções de um sistema operacional. Explicar os fundamentos do sistema operacional de um computador.

Leia mais

Motorola Phone Tools. Início Rápido

Motorola Phone Tools. Início Rápido Motorola Phone Tools Início Rápido Conteúdo Requisitos mínimos... 2 Antes da instalação Motorola Phone Tools... 3 Instalar Motorola Phone Tools... 4 Instalação e configuração do dispositivo móvel... 5

Leia mais

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software SUMÁRIO Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento Etapas de preparação Hardware Software Aplicação Discussão Conclusão Perguntas MOTIVAÇÃO Interesse em novas tecnologias Interesse no desenvolvimento

Leia mais

CONECTO. Tecnologia Java. Rua Henrique Setter, 85 Itoupava Central 89062-440 - Blumenau SC www.cechinel.com.br Página - 1

CONECTO. Tecnologia Java. Rua Henrique Setter, 85 Itoupava Central 89062-440 - Blumenau SC www.cechinel.com.br Página - 1 Apresentação CONECTO Tecnologia Java Página - 1 Sumário 1. Descrição...3 2. Estrutura da comunicação... 4 3. Apresentação...5 4. Funcionamento...6 5. Transmissão das Ocorrências...7 6. Mensagens...8 7.

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI. Manual do Usuário. Versão 1.0

SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI. Manual do Usuário. Versão 1.0 1 SISTEMA PARA CATALOGAR PALAVRAS INDÍGENAS SISCAPI Manual do Usuário Versão 1.0 Para usar o sistema acesse: www.palavrasindigenas.com.br Equipe: Dener Guedes Mendonça Local: Instituto Federal do Norte

Leia mais

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual

Passo 3: Posicionando a Câmera na Prova Didática Teórica ou na Prova de Defesa da Produção Intelectual Este manual descreve um procedimento para o registro de Concursos Públicos por meio de áudio e vídeo utilizando-se recursos tecnológicos básicos i. A gravação segue o disposto na Resolução 020/09 da UFSM

Leia mais

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com

Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs. Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com Sistemas Operacionais Aula 03: Estruturas dos SOs Ezequiel R. Zorzal ezorzal@unifesp.br www.ezequielzorzal.com OBJETIVOS Descrever os serviços que um sistema operacional oferece aos usuários e outros sistemas

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

Conceitos sobre Sistemas Operacionais. Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.

Conceitos sobre Sistemas Operacionais. Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu. Conceitos sobre Sistemas Operacionais Técnico de Informática 2º. Módulo Profa. Madalena Pereira da Silva madalena.silva@ifsc.edu.br Agenda Retrospectiva da aula anterior Processo de Boot do SO Diversidade

Leia mais

Resumo cap. 4. Tecnologia de rede e telecomunicações - Proporciona a conectividade de dados, voz e vídeo a funcionários, clientes e fornecedores

Resumo cap. 4. Tecnologia de rede e telecomunicações - Proporciona a conectividade de dados, voz e vídeo a funcionários, clientes e fornecedores Resumo cap. 4 4.1) Infra-estrutura de TI: hardware As empresas contemporâneas exigem uma ampla variedade de equipamentos computacionais, software e recusos de comunicação apenas para funcionar e resolver

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 6 Estrutura de Sistemas Operacionais Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Baseado no material disponibilizado por: SO - Prof. Edilberto Silva Prof. José Juan Espantoso

Leia mais

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br

Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Prof. Marcelo Machado Cunha www.marcelomachado.com mcelobr@yahoo.com.br Ementa Introdução a Banco de Dados (Conceito, propriedades), Arquivos de dados x Bancos de dados, Profissionais de Banco de dados,

Leia mais

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto

Sistemas Operacionais. (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO. Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Sistemas Operacionais (Capítulo 3) INTRODUÇÃO À ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto Estrutura 1. Definições 2. Classificações 3. CPU 4. Memória 5. Utilitários O que se

Leia mais

Programa de Instalação do Lince GPS

Programa de Instalação do Lince GPS Esse programa instala o software Lince GSP em aparelhos portáteis que tenham GPS, como navegadores e celulares. O software Lince GPS é um programa destinado a alertar sobre a aproximação a pontos previamente

Leia mais

MANUAL GDS TOUCH. Versão: 1.0 Direitos reservados.

MANUAL GDS TOUCH. Versão: 1.0 Direitos reservados. MANUAL GDS TOUCH Versão: 1.0 Direitos reservados. GDS TOUCH PAINEL TOUCH-SCREEN CONTROLE RESIDENCIAL INTERATIVO O GDS Touch é um painel wireless touch-screen de controle residencial, com design totalmente

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D

Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE. Tutorial SweetHome3D Universidade Federal do Rio de Janeiro NCE/PGTIAE Tutorial SweetHome3D Trabalho apresentado ao Prof. Carlo na Disciplina de Software Livre no curso Pós Graduação em Tecnologia da Informação Aplicada a

Leia mais

7 Utilização do Mobile Social Gateway

7 Utilização do Mobile Social Gateway 7 Utilização do Mobile Social Gateway Existem três atores envolvidos na arquitetura do Mobile Social Gateway: desenvolvedor do framework MoSoGw: é o responsável pelo desenvolvimento de novas features,

Leia mais

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas O conteúdo deste documento tem como objetivos geral introduzir conceitos mínimos sobre sistemas operacionais e máquinas virtuais para posteriormente utilizar

Leia mais

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1

Informática I. Aula 19. http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Informática I Aula 19 http://www.ic.uff.br/~bianca/informatica1/ Aula 19-20/11/06 1 Ementa Histórico dos Computadores Noções de Hardware e Software Microprocessadores Sistemas Numéricos e Representação

Leia mais

Guia de instalação e ativação

Guia de instalação e ativação Guia de instalação e ativação Obrigado por escolher o memoq 2013, o melhor ambiente de tradução para tradutores freelance, agências e empresas de tradução. Este guia orienta o usuário no processo de instalação

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais