Inserção Territorial e Laboral

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Inserção Territorial e Laboral"

Transcrição

1 Imigrantes na Região Autónoma dos Açores Inserção Territorial e Laboral Angra do Heroísmo, 30 de Maio de 2008 Aníbal C. Pires

2 1. Inserção territorial dos imigrantes na RAA 1.1 Número de cidadãos estrangeiros na RAA de 2001 a Considerados todos os títulos que habilitam a viver em Portugal - Considerado o contingente militar dos EUA estacionados na Base das Lajes A acentuada quebra de 2006 para 2007 deve-se sobretudo à diminuição do contingente militar dos EUA na Base das Lajes (cerca de menos 500) e à diminuição do número de vistos e AP.s.

3 1.1 Número de cidadãos estrangeiros na RAA de 2001 a 2007 (cont.) Títulos Ano (a) 2007 Nº Residentes Nº Vist. Trabalho Nº Vist. Estudo Visto de C.Duração Nº Vist. E. Temporaria Outros vistos Vistos de residência Nº Aut. Permanência TOTAL Depois do pico registado em 2003 o n.º de estrangeiros a viver na RAA tem vindo a decrescer. - As variações anuais do n.º de militares dos EUA e seus familiares distorcem os dados. - As recentes alterações à Lei da Imigração e o fim gradual das AP.s aumenta a estabilidade. O número de cidadãos com AR veio aumentar e denota alguma estabilidade nas movimentações da população imigrante

4 1.2 Estrangeiros com título de residente incluindo o contingente militar dos EUA estacionado na Base das Lajes. - Apesar do acentuado declínio que se verificou de 2006 para 2007 e que se deve, sobretudo, à diminuição do contingente militar dos EUA, verifica-se que o número de estrangeiros com título de residente tem vindo a aumentar. - O gradual aumento de títulos de residentes resulta directamente, e em primeira instância, da cessação das AP.s e a sua passagem a título de residente.

5 1.3 Estrangeiros com título de residente excluindo o contingente militar dos EUA estacionado na Base das Lajes por Concelho, ex- Distrito e Ilha Ex-Distrito de Ponta Delgada

6 1.3.2 Ex-Distrito de Angra do Heroísmo

7 1.3.3 Ex-Distrito da Horta

8 1.3.4 Evolução dos residentes estrangeiros por ex- Distrito PDL Angra Horta

9 1.4 Percentagem da população estrangeira (residentes em 2007) em relação à população nacional (censos de 2001) Na RAA e por ex-distrito

10 1.4.2 Por Ilha

11 1.5 Variação das nacionalidades mais representadas na RAA e o caso particular da Ilha do Corvo Ano de 2005

12 1.5.1 Ano de 2006

13 1.5.3 Ano de 2007

14 1.5.4 As nacionalidades representadas na Ilha do Corvo

15 2. Inserção laboral dos imigrantes na RAA 2.1 Depósitos/Comunicações de Contratos de Trabalho na RAA e por ex-distrito Depósitos/Comunicações* de Contratos de Trabalho Horta Angra PDL RAA(cor.)

16 2.2 Depósitos/Comunicações de Contratos de Trabalho

17 2.3 Depósitos/Comunicações por sector de actividade

18 Conclusões/Recomendações - O crescimento sustentado do número de cidadãos estrangeiros com o título de residente (excluindo o contingente militar dos EUA) é indiciador de alguma estabilidade em relação à mobilidade e à consolidação da sua presença na RAA, nomeadamente, os cidadãos oriundos de Cabo Verde, Brasil, Ucrânia e Angola. - Os imigrantes com título de residente representam 1,75% da população autóctone verificando-se, porém, que as ilhas do Pico, Faial, Flores e Corvo (ex-distrito da Horta) apresentam valores muito acima da percentagem regional (4, 36). - As ilhas do Faial e do Corvo são as que apresentam uma representação da população imigrante com maior peso relativo, 5, 83% e 5,65% respectivamente. - Os imigrantes, ainda que se concentrem nas cidades de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Horta, estão inseridos territorialmente de forma harmoniosa na RAA.

19 Conclusões/Recomendações (cont.) - O crescimento do n.º de estrangeiros residentes verifica-se na generalidade das ilhas, apenas as Flores apresentam um diminuição, no entanto, sem qualquer relevância. - O mesmo se verifica ao nível dos concelhos. Dos 19 concelhos apenas 4 apresentam uma ligeira e irrelevante descida. - O número de comunicações de contratos de trabalho tem vindo a diminuir. As razões podem ser de, entre outras: - Alterações legislativas e normativas - Estabilidade da relação laboral - Estabilidade do fluxo imigratório - Aumento do trabalho informal

20 Conclusões/Recomendações (cont.) - Os imigrantes na RAA A população imigrante na RAA trabalha maioritariamente na construção civil, seguindo-se os sectores da restauração e similares, a pesca e as actividades culturais e desportivas. - É desejável que as políticas de integração sejam articuladas entre o poder regional e o poder local. - Face ao declínio populacional de algumas das ilhas todas as políticas que a nível local e regional venham a ser adoptadas devem considerar, em igualdade, os cidadãos nacionais e estrangeiros. - Os cidadãos estrangeiros na RAA e na RAM estão a ser discriminados no acesso às tarifas aéreas de residente. A resolução deste problema afigura-se como uma medida de integração que urge ser resolvida.

21 Fontes - Relatório anual do SEF 2001 a Relatório de Actividades 2005, 2006 e 2007 da Direcção de Serviços de Trabalho (RAA)

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos

Principais Resultados Preliminares: Temos 110 038 alojamentos 3 de Junho de 211 CENSOS 211 Resultados Preliminares Principais Resultados Preliminares: Somos 246 12 residentes e 82 73 famílias Temos 11 38 alojamentos e 98 85 edifícios Os resultados preliminares dos

Leia mais

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DOS ACTIVOS DAS EMPRESAS DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO 2011/2012 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

III.9.1 - Indicadores de transportes por concelho, 2004. III.9.1 - Transport indicators by municipality, 2004

III.9.1 - Indicadores de transportes por concelho, 2004. III.9.1 - Transport indicators by municipality, 2004 III.9.1 - Indicadores de transportes por concelho, 2004 III.9.1 - Transport dicators by municipality, 2004 Veículos automóveis vendidos por 1000 habitantes Índice de gravidade dos acidentes Proporção de

Leia mais

Boletim Climatológico Mensal Junho de 2014

Boletim Climatológico Mensal Junho de 2014 Boletim Climatológico Mensal Junho de 2014 CONTEÚDOS Observatório Magnético e Sismológico de S. Miguel (c. 1944). 01 Resumo Mensal 02 Resumo das Condições Meteorológicas 02 Caracterização Climática Mensal

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, Exmas. e Exmos. Deputados, Exma. e Exmos. Membros do Governo Regional,

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, Exmas. e Exmos. Deputados, Exma. e Exmos. Membros do Governo Regional, Ilhas da Coesão Exmo. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa Regional dos Açores, Exma. e Exmos. Membros do Governo Regional, As Ilhas da Coesão são um conceito recentemente introduzido no dicionário

Leia mais

- 151 - Q.11.01 - Prédios transacionados, por Ilha e ano

- 151 - Q.11.01 - Prédios transacionados, por Ilha e ano Q.11.1 - Prédios transacionados, por Ilha e ano TOTAL AÇORES 6 522 7 26 6 911 7 1 7 16 7 615 6 66 6 719 6 795 6 774 6 61 1 19 868 149 617 155 257 164 769 234 346 267 938 33 49 351 873 4 137 432 143 36

Leia mais

População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal

População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal 13 de Dezembro 2007 População Estrangeira em Portugal 2006 População Estrangeira em Portugal A propósito do Dia Internacional dos Migrantes (18 de Dezembro), o Instituto Nacional de Estatística apresenta

Leia mais

Nº DE EMPRESAS EM NOME INDIVIDUAL NOS AÇORES, POR ANO

Nº DE EMPRESAS EM NOME INDIVIDUAL NOS AÇORES, POR ANO Q.15.1 - Número de Empresas em nome individual nos Açores, segundo a CAE Rev. 3, por ano AÇORES TOTAL 19 276 2 51 21 238 22 46 23 332 22 335 21 335 21 341 Agricultura, produção animal, caça, floresta e

Leia mais

Informação diagnóstico

Informação diagnóstico Informação diagnóstico O declínio demográfico da cidade de Lisboa e a periferização da área metropolitana Evolução Comparada das Populações de Portugal, da Área Metropolitana de Lisboa e do Concelho de

Leia mais

População estrangeira em Portugal modera crescimento

População estrangeira em Portugal modera crescimento As expressões sublinhadas encontram-se explicadas no final do texto População estrangeira em Portugal modera crescimento Em 2002, a população estrangeira com a situação regularizada, estatuto de residente

Leia mais

IV JORNADAS IBERO-ATLÂNTICAS DE ESTATÍSTICAS REGIONAIS 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS. João Cadete de Matos

IV JORNADAS IBERO-ATLÂNTICAS DE ESTATÍSTICAS REGIONAIS 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS. João Cadete de Matos 22 e 23 de junho de 2012 ESTATÍSTICAS FINANCEIRAS REGIONAIS João Cadete de Matos 1ª Parte Estatísticas do Banco de Portugal Estatísticas Financeiras Regionais 2 Evolução da difusão Estatística no Banco

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES RELATÓRIO E PARECER SOBRE AS SEGUINTES PROPOSTAS DE RESOLUÇÃO: - TRANSPORTES AÉREOS NOS AÇORES, APRESENTADA PELOS GRUPOS PARLAMENTARES DO PSD E DO PP; - TRANSPORTES AÉREOS ENTRE OS AÇORES E O CONTINENTE

Leia mais

Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa

Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa Observatório Luta Contra a Pobreza na Cidade de Apresentação Plenário Comissão Social de Freguesia www.observatorio-lisboa.eapn.pt observatoriopobreza@eapn.pt Agenda I. Objectivos OLCPL e Principais Actividades/Produtos

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DOS AGREGADOS FAMILIARES PORTUGUESES COM MENORES EM IDADE ESCOLAR Alguns resultados

CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DOS AGREGADOS FAMILIARES PORTUGUESES COM MENORES EM IDADE ESCOLAR Alguns resultados CARACTERIZAÇÃO SOCIAL DOS AGREGADOS FAMILIARES PORTUGUESES COM MENORES EM IDADE ESCOLAR Alguns resultados Os dados apresentados resultam do estudo: "Caracterização Social dos Agregados Familiares Portugueses

Leia mais

Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e. Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios

Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e. Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios Censos 2011 Resultados Preliminares 30 de Junho de 2011 Somos 10 555 853 residentes, Constituímos 4 079 577 famílias e Dispomos de 5 879 845 alojamentos em 3 550 823 edifícios Cem dias após o momento censitário

Leia mais

A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa;

A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa; 1 2 A Região Autónoma dos Açores é composta por nove ilhas localizadas no Atlântico Norte, entre a América do Norte e a Europa; As ilhas encontram-se dispersas por uma extensão de 600km, desde Santa Maria

Leia mais

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DAS MICROEMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO PARA 2010/2011

NECESSIDADES DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DAS MICROEMPRESAS DO SECTOR DO TURISMO PARA 2010/2011 REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

Revisão Regulamentar 2011

Revisão Regulamentar 2011 Revisão Regulamentar 2011 21 Junho 2011 Comentário Síntese Na generalidade: A quase totalidade t d das preocupações e sugestões apresentadas pela EDA nos últimos anos foram contempladas. No entanto, algumas

Leia mais

Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade

Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade 30 de maio de 2014 Dia Mundial da Criança 1 1 de junho Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente caiu para cerca de metade Em 50 anos a percentagem de crianças na população residente

Leia mais

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos

HOTELARIA 2008. AEP / Gabinete de Estudos HOTELARIA 2008 AEP / Gabinete de Estudos Junho de 2008 1 1. INFORMAÇÃO SOBRE AS EMPRESAS Segundo os dados das Empresas em Portugal 2005, do INE, em 2005 o sector do Alojamento e Restauração compreendia

Leia mais

Trocas comerciais entre os portos nacionais e os países lusófonos

Trocas comerciais entre os portos nacionais e os países lusófonos Trocas comerciais entre os portos nacionais e os países lusófonos ÍNDICE Introdução.. 3 PORTOS NACIONAIS trocas comerciais com os países lusófonos Trocas comerciais com os países lusófonos em 2003... 9

Leia mais

TRANSPORTES marítimos E aéreos nos açores. Direcção Regional dos Transportes Aéreos e Marítimos

TRANSPORTES marítimos E aéreos nos açores. Direcção Regional dos Transportes Aéreos e Marítimos TRANSPORTES marítimos E aéreos nos açores Direcção Regional dos Transportes Aéreos e Marítimos Corvo Graciosa Flores Terceira Faial S. Jorge Pico São Miguel Santa Maria 2 2 600km desde Santa Maria ao Corvo

Leia mais

3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA

3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA 3. IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL: DA HERANÇA COLONIAL À INTEGRAÇÃO NAS REDES INTERNACIONAIS DE RECRUTAMENTO E DISTRIBUIÇÃO DE MÃO-DE-OBRA A experiência de Portugal como país de imigração, é um fenómeno ainda recente.

Leia mais

25-10-2011 AS REGIÕES INSULARES AÇORES E MADEIRA. Autores: Gilberta Pavão Nunes Rocha DUAS REGIÕES DOIS ARQUIPÉLAGOS

25-10-2011 AS REGIÕES INSULARES AÇORES E MADEIRA. Autores: Gilberta Pavão Nunes Rocha DUAS REGIÕES DOIS ARQUIPÉLAGOS AS REGIÕES INSULARES AÇORES E MADEIRA Autores: Gilberta Pavão Nunes Rocha DUAS REGIÕES DOIS ARQUIPÉLAGOS COM POPULAÇÕES QUE REPRESENTAM, EM 2011, CERCA 5% DA TOTALIDADE DA POPULAÇÃO PORTUGUESA: 2,3% NO

Leia mais

Índice Geral. 1. Condições de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros do território nacional

Índice Geral. 1. Condições de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros do território nacional INTRODUCTION 5 Índice Geral Índice Alfabético 11 Índice Cronológico 15 Índice Sistemático 19 Nota Prévia 65 Parte I Estrangeiros em geral 1. Condições de entrada, permanência, saída e afastamento de estrangeiros

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DO TRABALHO E SOLIDARIEDADE SOCIAL DIRECÇÃO REGIONAL DO TRABALHO, QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL E DEFESA DO CONSUMIDOR OBSERVATÓRIO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL

Leia mais

O âmbito geográfico deste estudo é Portugal continental e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Saidas. Entradas. Mudanças de emprego

O âmbito geográfico deste estudo é Portugal continental e as regiões autónomas da Madeira e dos Açores. Saidas. Entradas. Mudanças de emprego Mobilidade dos Trabalhadores ESTATÍSTICAS STICAS em síntese O presente estudo baseia-se nas informações que integram a base do Sistema de Informação Longitudinal de Empresas, Estabelecimentos e Trabalhadores

Leia mais

A Actividade Económica dos Açores nas Estatísticas do Banco de Portugal

A Actividade Económica dos Açores nas Estatísticas do Banco de Portugal Jornadas de Estatística Regional Angra do Heroísmo, 29 de Novembro de 2013 A Actividade Económica dos Açores nas Estatísticas João Cadete de Matos Director, Departamento de Estatística Principais indicadores

Leia mais

O plano e orçamento 2010 que vos é proposto materializam o que queremos para o sector da Saúde nos Açores:

O plano e orçamento 2010 que vos é proposto materializam o que queremos para o sector da Saúde nos Açores: Plano e Orçamento para 2010 - Saúde O plano e orçamento 2010 que vos é proposto materializam o que queremos para o sector da Saúde nos Açores: Queremos um Serviço Público de Saúde cada vez mais próximo.

Leia mais

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006 O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2006 Elaborado por: Ana Paula Gomes Bandeira Coordenado por: Teresinha Duarte Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística

Leia mais

Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes.

Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes. Evolução da Agricultura Portuguesa no Período 1989/2010. Análise de Indicadores Relevantes. Deolinda Alberto 1, José Pedro Fragoso Almeida 2 1 Professor Adjunto, Escola Superior Agrária de Castelo Branco,

Leia mais

A IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL E NO ALENTEJO. A SINGULARIDADE DO CONCELHO DE ODEMIRA.

A IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL E NO ALENTEJO. A SINGULARIDADE DO CONCELHO DE ODEMIRA. A IMIGRAÇÃO EM PORTUGAL E NO ALENTEJO. A SINGULARIDADE DO CONCELHO DE ODEMIRA. - RESULTADOS PRELIMINARES - Alina Esteves Ana Estevens Jornadas de Reflexão 29 de Maio A Realidade da Imigração em Odemira

Leia mais

CANDIDATURAS AO ENSINO SUPERIOR. Divisão do Ensino Secundário e Profissional - Gabinete de Acesso ao Ensino Superior

CANDIDATURAS AO ENSINO SUPERIOR. Divisão do Ensino Secundário e Profissional - Gabinete de Acesso ao Ensino Superior CANDIDATURAS AO ENSINO SUPERIOR 2011 Nota Introdutória Com a elaboração do presente documento pretende-se reunir um conjunto de informação estatística relativamente ao processo de candidatura às 3 fases

Leia mais

Carta Escolar do Grupo Central

Carta Escolar do Grupo Central . Carta Escolar do Grupo Central 2 Carta Escolar Grupo Central Realização Faculdade de Letras Universidade de Coimbra Largo da Porta Férrea 349-53 Coimbra Direcção Regional da Educação e Formação Paços

Leia mais

3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS

3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS 3. POPULAÇÃO E INDICADORES DEMOGRÁFICOS 37 38 3.1. Introdução Para a interpretação dos dados de saúde, quer de morbilidade quer de mortalidade, e nomeadamente para, com base nesses dados, se fazer o planeamento

Leia mais

AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE

AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE AS COMUNIDADES PORTUGUESAS NO BRASIL NO PRESENTE Francisco Knopfli CARACTERIZAÇÃO DA COMUNIDADE PORTUGUESA NO BRASIL De acordo com os elementos disponíveis quando era embaixador em Brasília (2001) a população

Leia mais

VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO

VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO VALOR DOS DIREITOS DE PROPRIEDADE INTELECTUAL NO SECTOR CULTURAL E CRIATIVO A presente Nota Estatística visa apresentar informação relativa ao valor dos direitos de propriedade intelectual 1 no sector

Leia mais

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo

Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo Pela primeira vez na história demográfica recente, Portugal registou em 2007 um saldo natural negativo De acordo com os indicadores demográficos disponíveis relativos a 2007, a população residente em Portugal

Leia mais

Boletim Climatológico Mensal Setembro de 2013

Boletim Climatológico Mensal Setembro de 2013 Boletim Climatológico Mensal Setembro de 2013 CONTEÚDOS 23 de setembro 1923, atribuição ao observatório da Horta do nome de Príncipe Alberto de Mónaco. 01 Resumo Mensal 02 Resumo das Condições Meteorológicas

Leia mais

Boletim Climatológico Mensal Maio de 2014

Boletim Climatológico Mensal Maio de 2014 Boletim Climatológico Mensal Maio de 2014 CONTEÚDOS Detalhe do posto meteorológico de Angra do Heroísmo, instalado na Igreja do Colégio (c. 1927). 01 Resumo Mensal 02 Resumo das Condições Meteorológicas

Leia mais

Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Regional Senhora e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Regional Senhora e Senhores Membros do Governo Intervenção sobre cabo de fibra óptica Flores, do Deputado António Maria Gonçalves Senhor Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Regional Senhora e Senhores

Leia mais

REUNIÃO ANUAL 2014 EVOLUÇÃO DO NÚMERO - AÇORES DADOS DE EVOLUÇÃO E DE CARACTERIZAÇÃO ESPECÍFICA DE 2012-2013 4.810 4.748 4.896 4.899 4.765 4.510 4.

REUNIÃO ANUAL 2014 EVOLUÇÃO DO NÚMERO - AÇORES DADOS DE EVOLUÇÃO E DE CARACTERIZAÇÃO ESPECÍFICA DE 2012-2013 4.810 4.748 4.896 4.899 4.765 4.510 4. ATLETAS EVOLUÇÃO DO NÚMERO - AÇORES 6. 5. 4. 3. 2. 1. 4.899 4.765 4.51 4.661 4.81 4.748 4.896 1.371 1.794 2.29 2.181 2.43 2.356 1.78 26-7 27-8 28-9 29-1 21-11 211-12 212-13 DE 11 - Os dados desta época

Leia mais

Envelhecimento e Natalidade nos Açores, Ventilação espacial por Ilha/Município

Envelhecimento e Natalidade nos Açores, Ventilação espacial por Ilha/Município Envelhecimento e Natalidade nos Açores, Ventilação espacial por Ilha/Município Augusto Elavai S. P. Estatísticas Sociais (CSE) 18 Março 2013 Temas em análise Índice Envelhecimento Taxa Natalidade Taxa

Leia mais

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos. EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de março Prova Escrita de Economia A 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Prova 712/2.ª Fase 15 Páginas Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância:

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural Licença para Criar: Imigrantes nas Artes em Portugal Magda Nico, Natália Gomes, Rita Rosado e Sara Duarte Maio de 2007, Estudos OI 23 Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural (ACIDI)

Leia mais

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005

O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005 O TURISMO NO ESPAÇO RURAL 2005 Elaborado por: Maria Julieta Martins Coordenado por: Teresinha Duarte Direcção de Serviços de Estudos e Estratégia Turísticos Divisão de Recolha e Análise Estatística Índice

Leia mais

QUALIDADE DE SERVIÇO DE NATUREZA TÉCNICA NO SECTOR ELÉCTRICO

QUALIDADE DE SERVIÇO DE NATUREZA TÉCNICA NO SECTOR ELÉCTRICO QUALIDADE DE SERVIÇO TÉCNICA A qualidade de serviço de natureza técnica no sector eléctrico está associada à análise dos seguintes aspectos: Fiabilidade do fornecimento da energia eléctrica (continuidade

Leia mais

Neste particular, se trata da publicação e divulgação das estatísticas das telecomunicações em Cabo Verde referente ao ano 2007.

Neste particular, se trata da publicação e divulgação das estatísticas das telecomunicações em Cabo Verde referente ao ano 2007. COMPÊNDIO DAS ESTATÍSTICAS DOS MERCADOS DE SERVIÇOS PÚBLICOS DAS COMUNICAÇÕES ELECTRÓNICAS EM CABO VERDE ANO 27. SECTOR DAS TELECOMUNICAÇÕES: Enquadramento A ANAC enquanto autoridade reguladora do sector

Leia mais

Pessoas abrangidas pelo Seguro Social Voluntário. 1. Quem é abrangido pelo Regime do Seguro Social Voluntário

Pessoas abrangidas pelo Seguro Social Voluntário. 1. Quem é abrangido pelo Regime do Seguro Social Voluntário Pessoas abrangidas pelo Seguro Social Voluntário 1. Quem é abrangido pelo Regime do Seguro Social Voluntário Cidadãos nacionais, e cidadãos estrangeiros ou apátridas residentes em Portugal há mais de um

Leia mais

Boletim Climatológico Mensal Fevereiro de 2010

Boletim Climatológico Mensal Fevereiro de 2010 Boletim Climatológico Mensal Fevereiro de 2010 CONTEÚDOS Observatório José Agostinho 01 Resumo Mensal 02 Resumo das Condições Meteorológicas 03 Caracterização Climática Mensal 03 Precipitação total 04

Leia mais

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros

SUMÁRIO. 3º Trimestre 2009 RELATÓRIO DE EVOLUÇÃO DA ACTIVIDADE SEGURADORA. Produção de seguro directo. Custos com sinistros SUMÁRIO Produção de seguro directo No terceiro trimestre de, seguindo a tendência evidenciada ao longo do ano, assistiu-se a uma contracção na produção de seguro directo das empresas de seguros sob a supervisão

Leia mais

Evolução dos edifícios por ilha e município nos Açores

Evolução dos edifícios por ilha e município nos Açores Evolução dos edifícios por ilha e município nos Açores análise aos dados do Recenseamento Geral da Habitação 1981, 1991, 2001 & 2011 Vasco Silva Lisboa, 1 Dezembro 2014 1 RESUMO Com base nos dados recolhidos

Leia mais

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA

HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA HOTELARIA RELATÓRIO DE CONJUNTURA AEP / GABINETE DE ESTUDOS Julho de 2006 A actividade da hotelaria insere-se na CAE 55 Alojamento e Restauração, que, por sua vez, integra o sector do turismo, um dos sectores

Leia mais

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios)

CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) 08 de novembro de 2011 Censos 2011 21 de março de 2011 CENSOS 2011: Parque habitacional (Resultados pré-provisórios) Dada a importância que o tema reveste, no quadro da preparação dos resultados provisórios

Leia mais

S.R. DA ECONOMIA Portaria n.º 39/2012 de 29 de Março de 2012

S.R. DA ECONOMIA Portaria n.º 39/2012 de 29 de Março de 2012 S.R. DA ECONOMIA Portaria n.º 39/2012 de 29 de Março de 2012 O X Governo dos Açores deliberou introduzir alterações ao regime Sistema de Apoio à Promoção de Produtos Açorianos de forma a potenciar um conjunto

Leia mais

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS

MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS MINISTÉRIO DA ENERGIA E ÁGUAS DECLARAÇÃO ALUSIVA AO DIA MUNDIAL DA ÁGUA 22 DE MARÇO DE 2016 Água e Emprego DECLARAÇÃO ALUSIVA AO DIA MUNDIAL DA ÁGUA O dia 22 de Março foi instituído em 1992 pela Organização

Leia mais

VALORPNEU. 1 - Funcionamento do Sistema

VALORPNEU. 1 - Funcionamento do Sistema RELATÓRIO DE ATIVIDADES 213 VALORPNEU www.valorpneu.pt Entidade Actividade Licença Valorpneu Sociedade de Gestão de Pneus, Lda Gestão de um Sistema Integrado de Gestão de Pneus Usados (SGPU) Despacho nº

Leia mais

INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA

INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA Igualdade de Género INDICADORES SOBRE A IGUALDADE DE GÉNERO FACE AO EMPREGO EM MALTA, PORTUGAL E TURQUIA Para um conhecimento mais aprofundado da situação de Igualdade de Género e considerando o objectivo

Leia mais

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida

Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012. Folha de Informação Rápida Inventário Anual aos Estabelecimentos Hoteleiros 2012 Folha de Informação Rápida 2013 Instituto Nacional de Estatística Estatísticas do Turismo 2012 Inventario Anual dos Estabelecimentos Hoteleiros Presidente

Leia mais

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011

1. Introdução. 2. Metodologia e Taxa de Adesão. Resultados Nacionais Agregados de 2011 1 Resultados Nacionais Agregados de 11 Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados Nacionais Agregados de 11 1. Introdução Desde a sua criação em 02 que o Observatório Nacional de Recursos Humanos

Leia mais

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010

A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2010 16 de Fevereiro de 2011 A taxa de desemprego foi de 11,1% no 4º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2010 foi de 11,1%. Este

Leia mais

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010

Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2010 18 de Maio de 2010 A taxa de desemprego foi de 10,6% no 1º trimestre de 2010 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2010 foi de 10,6%. Este valor

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 36. Construção em 2009 verificou dois andamentos

Conjuntura da Construção n.º 36. Construção em 2009 verificou dois andamentos Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas ANEOP Associação Nacional dos Empreiteiros

Leia mais

13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES

13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES 2011 13 A 21 DE SETEMBRO ILHAS DOS AÇORES PROGRAMA VIAGEM AOS AÇORES 13 A 21 DE SETEMBRO DE 2011 1.º Dia 13 de Setembro FUNCHAL/ PONTA DELGADA / TERCEIRA Comparência dos senhores participantes no Aeroporto

Leia mais

VALORPNEU. 1 - Funcionamento do Sistema

VALORPNEU. 1 - Funcionamento do Sistema RELATÓRIO DE ATIVIDADES 211 VALORPNEU www.valorpneu.pt Entidade Actividade Licença Valorpneu Sociedade de Gestão de Pneus, Lda Gestão de um Sistema Integrado de Gestão de Pneus Usados (SGPU) Despacho nº

Leia mais

Intervenção do Sr. Deputado. Osório Silva. Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira. Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores

Intervenção do Sr. Deputado. Osório Silva. Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira. Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Intervenção do Sr. Deputado Osório Silva Intitulada: O Sector do Turismo na Ilha Terceira Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Sala das Sessões, Ilha do Faial O Partido Socialista/Açores,

Leia mais

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas

Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas Atividade Turística Dezembro de 2012 14 de fevereiro de 2013 Residentes no estrangeiro sustentam ligeiro aumento nas dormidas As dormidas na hotelaria atingiram 1,7 milhões em dezembro 2012, mais 1,9%

Leia mais

Programa Regional de Reestruturação dos Serviços de Apoio Domiciliário e de Apoio aos Cuidadores

Programa Regional de Reestruturação dos Serviços de Apoio Domiciliário e de Apoio aos Cuidadores Programa Regional de Reestruturação dos Serviços de Apoio Domiciliário e de Apoio aos Cuidadores 2015-2016 Entidades Promotoras: Direção Regional da Solidariedade Social Instituto de Segurança Social dos

Leia mais

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009

CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 CONTAS CONSOLIDADAS I.A.S. 1º Trimestre 2009 Av. Vasco da Gama, 1410 4431-956 Telefone 22-7867000 Fax 22-7867215 Registada na C.R.C. de sob o nº 500239037 Capital Social: Euro 35.000.000 Sociedade Aberta

Leia mais

Padrões de Casamento entre os Imigrantes

Padrões de Casamento entre os Imigrantes Padrões de Casamento entre os Imigrantes Ana Cristina Ferreira cristina.ferreira@iscte.pt Madalena Ramos madalena.ramos@iscte.pt Congresso Português de Demografia Contextualização O fenómeno da imigração

Leia mais

PROGRAMA PLURIANUAL 2008-2013 FUNDO EUROPEU DE REGRESSO

PROGRAMA PLURIANUAL 2008-2013 FUNDO EUROPEU DE REGRESSO PROGRAMA PLURIANUAL 2008-2013 FUNDO EUROPEU DE REGRESSO 1. SITUAÇÃO NO ESTADO MEMBRO 1.1. A Situação Nacional face aos Fluxos Migratórios Caracterização Geral No âmbito do regresso dos cidadãos nacionais

Leia mais

Síntese dos conteúdos mais relevantes

Síntese dos conteúdos mais relevantes Síntese dos conteúdos mais relevantes Nos últimos Censos de 2001, o Concelho da Lourinhã contabilizou 23 265 habitantes, reflectindo uma evolução de + 7,7% face a 1991. Em termos demográficos, no Concelho

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Recomendação de PARECER DO CONSELHO

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS. Recomendação de PARECER DO CONSELHO COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 13.2.2007 SEC(2007) 190 final Recomendação de PARECER DO CONSELHO em conformidade com o n.º 3 do artigo 9º do Regulamento (CE) n.º 1466/97 do Conselho, de 7

Leia mais

Região Autónoma dos Açores (RAA) Centro Regional dos Açores (CRA) Delegações da Horta e Angra do Heroísmo

Região Autónoma dos Açores (RAA) Centro Regional dos Açores (CRA) Delegações da Horta e Angra do Heroísmo Região Autónoma dos Açores (RAA) Centro Regional dos Açores (CRA) Delegações da Horta e Angra do Heroísmo Período de Visita de 28 de Junho a 01 de Julho de 2010 A Introdução 1. Em complemento da visita,

Leia mais

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO MINISTÉRIO DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO Índice Introdução Preço Médio por Dormida Proveito Médio de Aposento por Cama Conceitos Anexos 2 Introdução Com base em indicadores estatísticos disponibilizados pelo

Leia mais

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento.

Barómetro Regional da Qualidade Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade. Enquadramento. Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes sobre a Qualidade 2011 Entidade Promotora Concepção e Realização Enquadramento Vice-Presidência Avaliação das Atitudes e Conhecimentos dos Residentes

Leia mais

NOVA LEI DA IMIGRAÇÃO

NOVA LEI DA IMIGRAÇÃO 19 de Junho de 2007 NOVA LEI DA IMIGRAÇÃO Cláudia do Carmo Santos Advogada OBJECTIVOS Desburocratização de procedimentos Adequação da lei em vigor à realidade social Atracção de mão-de-obra estrangeira

Leia mais

Boletim Económico Angola

Boletim Económico Angola Boletim Económico Angola 1. Conjuntura: estabilidade macro económica reforçada 3º Trimestre de 2013 A informação disponível para caracterizar o desempenho da economia de Angola no 3º trimestre de 2013

Leia mais

O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda

O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda O IEFP e o INE divulgam os dados do Inquérito ao Emprego 2006 Desemprego em Queda O emprego em Cabo Verde entrou definitivamente na agenda do desenvolvimento. Os resultados que agora se divulgam visam

Leia mais

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9%

A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9% Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2007 16 de Novembro de 2007 A taxa de desemprego do 3º trimestre de 2007 foi de 7,9 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2007 foi de 7,9. Este valor

Leia mais

Observatório Nacional de Recursos Humanos

Observatório Nacional de Recursos Humanos RUBRICA AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO Observatório Nacional de Recursos Humanos Resultados nacionais agregados de 211 O Observatório Nacional de Recursos Humanos (ONRH) celebra este ano 1 anos de existência.

Leia mais

Caraterização do setor dos serviços em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa

Caraterização do setor dos serviços em Portugal. Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa Caraterização do setor dos serviços em Portugal Paula Menezes Coordenadora da Área da Central de Balanços 1 dezembro 2014 Lisboa 1. Estrutura e dinâmica do setor: o que mudou em 10 anos? 2. Análise económica

Leia mais

2. Enquadramento Orçamental para o Exercício de 2015

2. Enquadramento Orçamental para o Exercício de 2015 G R A N D E S O P Ç Õ E S D O P L A N O E O R Ç A M E N T O 2 9 2. Enquadramento Orçamental para o Exercício de 2015 GRANDES OPÇÕES DO PLANO E ORÇAMENTO 2015 3 0 G R A N D E S O P Ç Õ E S D O P L A N O

Leia mais

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map.

MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS. Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map. 8. Ribeira Brava MAPA 1. DEMARCAÇÃO GEOGRÁFICA DO CONCELHO DE RIBEIRA BRAVA E RESPECTIVAS FREGUESIAS Fonte:www.geocities.com/Heartland/Plains/9462/map.html (adaptado) A vila de Ribeira Brava, situada no

Leia mais

CONTRATAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PUBLICADA NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES. SETOR DA HOTELARIA, RESTAURAÇÃO e SIMILARES

CONTRATAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PUBLICADA NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES. SETOR DA HOTELARIA, RESTAURAÇÃO e SIMILARES CONTRATAÇÃO COLETIVA DE TRABALHO PUBLICADA NA REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SETOR DA HOTELARIA, RESTAURAÇÃO e SIMILARES DIREÇÃO DE SERVIÇOS DO TRABALHO novembro 2014 VICE-PRESIDÊNCIA, EMPREGO E COMPETITIVIDADE

Leia mais

4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA

4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA 4. CARACTERIZAÇÃO DA PROCURA TURÍSTICA NOÇÃO E FORMAS DE PROCURA A procura turística é tida como uma importante componente do sistema turístico, que pode ser traduzida como o conjunto de bens e serviços

Leia mais

(124) Planeamento urbano para a integração de imigrantes

(124) Planeamento urbano para a integração de imigrantes A análise dos grupos profissionais da população activa portuguesa e estrangeira residente na Área Metropolitana do Porto, de acordo com o concelho é a seguinte: Figura 25. Repartição da população activa

Leia mais

O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia e desceu 0.6 pontos na Área Euro.

O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia e desceu 0.6 pontos na Área Euro. Julho 2012 Jun-02 Jun-03 Jun-04 Jun-05 Jun-06 Jun-07 Jun-08 Jun-09 Jun-10 Jun-11 Jun-12 Indicador de Sentimento Económico O indicador de sentimento económico em Junho manteve-se inalterado na União Europeia

Leia mais

DESLOCAÇÃO DE DOENTES. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Senhores Deputados Senhores Membros do Governo

DESLOCAÇÃO DE DOENTES. Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Senhores Deputados Senhores Membros do Governo DESLOCAÇÃO DE DOENTES Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores No ano 2000, a Organização Mundial de Saúde, ao publicar o relatório sobre a Saúde Mundial, possibilitou

Leia mais

ESTUDO INFORMA D&B. Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013

ESTUDO INFORMA D&B. Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013 ESTUDO INFORMA D&B Gestão e Liderança Feminina em Portugal 3ª Edição, Fevereiro 2013 Portugal tem uma população activa de 5,5 milhões, dos quais 47% são mulheres. O objectivo deste estudo foi saber como

Leia mais

2006/2011 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE

2006/2011 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE 1 ES JOSÉ AUGUSTO LUCAS OEIRAS RESULTADOS DOS EXAMES DOS 11.º/12.º ANOS DE ESCOLARIDADE 2006/2011 2 3 INTRODUÇÃO 4 SUMÁRIO 5 A EVOLUÇÃO DOS RESULTADOS DOS EXAMES DO 12º ANO MÉDIAS POR ESCOLA 11 ANÁLISE

Leia mais

Proposta de Metodologia na Elaboração de Projectos

Proposta de Metodologia na Elaboração de Projectos Proposta de Metodologia na Elaboração de Projectos A Lei n.º115/99, de 3 de Agosto, estabeleceu o regime jurídico das associações representativas dos imigrantes e seus descendentes, prevendo o reconhecimento

Leia mais

TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA Informação à Comunicação Social 3 de Fevereiro de 2000 TIPOLOGIA SÓCIO-ECONÓMICA DA ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA Introdução Este estudo procura caracterizar as estruturas territoriais na Área Metropolitana

Leia mais

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL

1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL Ineficiência energética agrava a crise económica e social em Portugal Pág. 1 A INEFICIENCIA ENERGÉTICA EM PORTUGAL AGRAVA A CRISE ECONÓMICA E SOCIAL RESUMO DESTE ESTUDO A baixa eficiência como é utilizada

Leia mais

INTERVENÇÃO CERIMÓNIA DE ABERTURA

INTERVENÇÃO CERIMÓNIA DE ABERTURA INTERVENÇÃO DO SUBSECRETÁRIO REGIONAL DOS ASSUNTOS EUROPEUS E COOPERAÇÃO EXTERNA, EM REPRESENTAÇÃO DO PRESIDENTE DO GOVERNO DOS AÇORES CERIMÓNIA DE ABERTURA 2.ª EDIÇÃO DO CURSO INTENSIVO DE SEGURANÇA E

Leia mais

Retrato da. Cidade de Lisboa. Observatório de Luta Contra a Pobreza na. Cidade de Lisboa

Retrato da. Cidade de Lisboa. Observatório de Luta Contra a Pobreza na. Cidade de Lisboa Retrato da Cidade de Lisboa Observatório de Luta Contra a Pobreza na Cidade de Lisboa Pontos abordados na apresentação Análise de indicadores quantitativos - Peso do escalão etário dos 65+ - Índice de

Leia mais

A RAA em números. Geografia

A RAA em números. Geografia 09 Foto: Espectro A RAA em números Geografia O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas dispersas no Atlântico Norte ao longo de 600 km, segundo uma orientação noroeste-sudeste e enquadrado

Leia mais

População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento

População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento Dia Mundial da População 11 julho de 214 1 de julho de 214 População residente em Portugal com tendência para diminuição e envelhecimento Para assinalar o Dia Mundial da População (11 de julho), o Instituto

Leia mais

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO

A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO A POSIÇÃO DE PORTUGAL NA EUROPA E NO MUNDO Portugal situa-se no extremo sudoeste da Europa e é constituído por: Portugal Continental ou Peninsular (Faixa Ocidental da Península Ibérica) Parte do território

Leia mais