LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO /2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010"

Transcrição

1 LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO /2010

2 ESCOLA DE Pedal Batatais

3 Histórico da Entidade e Descritivo de Atividades Fundada em 1999 por JOSÈ REGINALDO CARDOSO, atleta da modalidade de ciclismo de estrada, consagrou-se como um dos melhores ciclistas nacionais pedalando desde seus 16 anos até os dias atuais que se encontra atualmente com 50 anos de idade, ou seja, suas pedaladas não têm pretensões de parar tão cedo, representando o Brasil inúmeras vezes em eventos internacionais nas Américas, Europa e Pan-americano de Winipeg, residente e domiciliado em Batatais no interior de São Paulo, continua propagando a pratica do ciclismo de estrada, sua paixão pelas duas rodas resume-se em sua história de vida, ou seja, a bicicleta o formou para a vida, assim sua associação quer o mesmo dos atendidos em seu projeto, que é voltado através de princípios de ética e cidadania por meio de intervenções e ações proporcionadas pela pratica de esportes, ide pendente a modalidade. Neste projeto estamos apresentando uma proposta formulada com a observação técnica da Federação Paulista de Ciclismo, que atua em programa de desenvolvimento do ciclismo de grande importância para a modalidade no Estado de São Paulo, tais como: Programa dos Centros de Excelência Esportiva - Ciclismo e BMX e os Jogos Escolares do Estado de São Paulo Ciclismo, dentre outros. Como mais uma das estratégias de desenvolvimento para a modalidade, tanto para o nosso município como para a região de Ribeirão Preto, este PROJETO ESCOLA DE - NÚCLEO PEDAL BATATAIS, contempla a oportunidade do atendimento jovens alunos da rede de ensino como beneficiários, iniciantes em modalidade olímpica. O Estado tem grande potencial para grandes eventos da modalidade de ciclismo, tais como: Volta Internacional do Estado de São Paulo, Copa América de Ciclismo, Corrida Nove de Julho, Campeonato Paulista de Resistência sendo estas provas de referência para o alto rendimento e esporte de excelência. O Município Batatais encontra-se a 366 km de distância da Capital Paulista, logo os recursos da entidade são escassos diante da realidade necessária, mas com os benefícios derivados de renúncias fiscais previstos artigo 30 do Decreto nº , possibilitara a que possamos desenvolver trabalho de iniciação na modalidade e formação para jovens alunos da rede de ensino e para que venham a despontar, no futuro a cidade de Batatais, a RA de Ribeirão Preto, ao alcance de maior expressão no cenário dos eventos oficial da Federação Paulista de Ciclismo e Confederação Brasileira de Ciclismo.

4 OBJETO DO PROJETO: Implantação do PROJETO ESCOLA DE - NÚCLEO PEDAL BATATAIS, com a administração e supervisão desta entidade e tendo como observador a Federação Paulista de Ciclismo, atendendo 100 (cem) alunos da rede de ensino, na iniciação a pratica da modalidade ciclismo, auxiliando no processo de aprendizagem e formação de cidadania e da prática de modalidade olímpica. O funcionamento do projeto se dará pelo atendimento em turmas de até 25 alunos, onde os mesmos terão aulas com foco educativo e preventivo relacionado à segurança no trânsito e o uso consciente das duas rodas e meio de transporte alternativo e sustentável incorporando a ação de pedalar como uma atividade de lazer para toda a família. O núcleo pretendem atender diretamente crianças e jovens, utilizando as técnicas de iniciação da modalidade e dirigidos às categorias estudantis em ambos os sexos, permitindo a formação de cidadãos e a formação esportiva, com possibilidade de descoberta de novos talentos, em esporte olímpico. Pretende-se, socializar jovens por meio da pratica esportiva, oferecendo locais seguros, profissionais qualificados, acompanhamento técnico necessário à prática sistemática dos fundamentos do Ciclismo, ao desenvolvimento esportivo e integral dos alunos beneficiados por este projeto, quais sejam: A EDUCAÇÃO DO JOVEM CICLISTA NA FASE ESCOLAR EM BATATAIS A Escola de Ciclismo Núcleo Batatais tem como objetivo, a inclusão socioeducativa dos jovens em idade escolar, oferecendo aos beneficiários a oportunidade de participar de atividades esportivas, recreativas e de lazer, visando proporcionar-lhes melhor qualidade de vida, melhor relacionamento social e familiar, bom estado de saúde, e também a revelação de talentos anônimos através da prática esportiva e principalmente oferecendo aos jovens da região, a oportunidade de adquirir noções de educação no trânsito, quando em vias públicas, pois são de vital importância a correta orientação e instrução transmitida a uma criança, na condução e comportamento daquele que é o seu primeiro veículo, com o qual, servirá como meio de locomoção no trânsito, a bicicleta.

5 ABC - ASSOCIAÇÃO BATATENSE DE Instruída corretamente, a criança não adquire os vícios de má condução, difíceis de corrigir na vida adulta, e com certeza, este jovem, quando na direção de um veículo automotor, também terá a dimensão exata do que significa uma bicicleta no trânsito, dedicando assim maior atenção e cuidado com os ciclistas. A bicicleta é considerada objeto de desejo da grande maioria das crianças, além de ser um veículo que não polui, melhorando as condições físicas e de saúde do usuário com seu uso continuado, servindo de condução para vencer pequenas e médias distâncias no trânsito, trazendo ainda uma série de outros benefícios para aqueles que usam a bicicleta com maior frequência. O atendimento aos beneficiários terá a frequência de até 03 vezes por semana os alunos no contra turno escolar. Os módulos atenderão as recomendações técnicas contidas no Programa Brasileiro de Mobilidade por Bicicleta, emitida pelo Ministério das Cidades. Apresentar aos alunos a modalidade Ciclismo, nas fases de iniciação e formação, apresentados aos alunos os elementos da modalidade, com oportunidade de participação em eventos esportivos, para aqueles alunos em estágio de formação, com possibilidade de alcançarem resultados atuando em eventos estudantis. Oferecer aprendizado e orientação destinados ao aprimoramento das posturas e a coordenação específicas da modalidade ou quando se inicia a organização e sistematização do treinamento. Prepara-los para o treinamento orientado, que compreende a fase de estabilidade das capacidades condicionais. Possibilitar melhoria das condições técnicas dos alunos beneficiários do projeto para participação nos Jogos Escolares do Estado de São Paulo - Ciclismo, realizado por esta SELJ, em parceria com a Federação Paulista de Ciclismo. Os alunos beneficiários deste projeto poderão compor seu currículo esportivo mediante resultados em competições nas categorias estudantis, para fins de pleito no Programa do Bolsa Talento Esportivo - Categoria Estudantil, da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. Encaminhar os beneficiários do projeto que alcancem os melhores desempenhos técnicos, em casos específicos, para que continuem seus treinamentos e/ou concorram a vaga perante o programa dos Centros de Excelência Esportiva do Estado de São Paulo - Ciclismo e BMX, realizado em parceria pela Federação Paulista de Ciclismo e a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude.

6 Público Alvo do Projeto O projeto atenderá crianças e adolescentes de ambos os sexos, com idade entre 06 a 16 anos, sem qualquer tipo de discriminação de classe, etnia, raça, religião, gênero e nível socioeconômico, mas será dada prioridade para as crianças em estado de vulnerabilidade social, que estão inseridas nos programas da Secretaria Municipal de Esportes e núcleos da Secretaria Municipal de Assistência Social - vinculados a rede de ensino. Beneficiários diretos (cem) alunos da rede de ensino Beneficiários Indiretos 700 (quinhentos) familiares, amigos, fornecedores, admiradores da modalidade e patrocinadores. Execução do Projeto Seleção de profissionais especializados: Compra dos implementos (materiais de treinamento e confecção dos uniformes para treinamento e competição); Seleção dos alunos beneficiários Elaboração e plano de aula e orientações individuais e coletivas de acordo com desempenho de cada grupo de alunos; Ensino sobre o uso consciente da bicicleta como meio de transporte e de lazer; Grade horária dos Profissionais Função/ número de profissionais Horas semanais 01 - Coordenador do Núcleo 24 h 02 - Professores de Educação Física e Técnicos 24 h 01 - Mecânico 24 h 02 - Monitores Estagiários de Educação Física 12 h Grade Horária das atividades do Projeto Segunda-feira Quarta-feira Sexta-feira 8.00 as 9.30 h as 9.30 h as 9.30 h as 12.00h as 12.00h as 12.00h - 25 TOTAL 50 TOTAL 50 TOTAL as h as h as h a horas a horas a horas 25 TOTAL 100 TOTAL 100 TOTAL 100

7 Escola de Ciclismo Pedal Batatais CNPJ: / Agência: Conta bloqueio: Conta livre movimento: Convênio de cobrança de n : Convênio Líder n : VALOR DO INVESTIMENTO R$ ,00 ( Cento e nove mil reais ) Publicação em Diário Oficial do Estado 15/04/2014 Pag.46 Poder Executivo 100 ASSOCIAÇÃO BATATENSE DE ESCOLA DE PEDAL BATATAIS EDUCACIONAL ,04 04/04/2014 APROVADO COM GLOSA

Escola de Ciclismo Facex LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010

Escola de Ciclismo Facex LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 LEI PAULISTA DE INCENTIVO AO ESPORTE PIE PROGRAMA DE INCENTIVO AO ESPORTE DECRETO 55.636/2010 Histórico da Entidade e Descritivo de Atividades Após uma carreira repleta de desafios, conquistas e vitórias

Leia mais

Capacitação Gerencial PST

Capacitação Gerencial PST Capacitação Gerencial PST Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social SNELIS Ministério do Esporte Direito Social É dever do estado fomentar práticas desportivas formais e não formais:

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

Praça Engenheiro José Rebouças Ponta da Praia Santos SP CEP 11030-000 Tel. 3269 8080 gab.semes@santos.sp.gov.br

Praça Engenheiro José Rebouças Ponta da Praia Santos SP CEP 11030-000 Tel. 3269 8080 gab.semes@santos.sp.gov.br Praça Engenheiro José Rebouças Ponta da Praia Santos SP CEP 11030-000 Tel. 3269 8080 gab.semes@santos.sp.gov.br ROTEIRO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO 1. Título do Projeto: Educando com o Taekwondo 2. Manifestação:

Leia mais

ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO

ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO Quem somos Atuando desde 2010, a ABEC ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ESPORTES E CULTURA DE RIO CLARO é pessoa jurídica de direito privado, entidade beneficente que não faz discriminação ou distinção de qualquer

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Formando Cidadão na Lagoa

Mostra de Projetos 2011. Formando Cidadão na Lagoa Mostra de Projetos 2011 Formando Cidadão na Lagoa Mostra Local de: São José dos Pinhais Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais Nome da Instituição/Empresa: Clube de

Leia mais

Número de cadastro do proponente: 02SP026432008. São Carlos Clube de Natação

Número de cadastro do proponente: 02SP026432008. São Carlos Clube de Natação Número de cadastro do proponente: 02SP026432008 São Carlos Clube de Natação SÃO CARLOS CLUBE O São Carlos Clube é um dos clubes mais tradicionais do interior do estado de São Paulo fundado em 1944. A história

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA CAMPUS IRECÊ DEPARTAMENTO DE ENSINO COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA PROGRAMA DE MONITORIA DOS CURSOS INTEGRADOS, SUBSEQUENTES

Leia mais

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte

Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte SEMINÁRIO NACIONAL DO ESPORTE EM CONSTRUÇÃO: SISTEMAS PÚBLICOS NACIONAIS E MODELOS ESPORTIVOS INTERNACIONAIS Resoluções sobre Financiamento das três edições da Conferência Nacional do Esporte Prof. Dr.

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE UM DIREITO SEU QUE TRANSFORMA VIDAS Realização: OS TRÊS SERVIÇOS PIRÂMIDE INSTITUCIONAL ORGANOGRAMA: SEDE O QUE É: Uma ação socioesportiva que transforma positivamente a vida

Leia mais

Gianna Perim. Ministério do Esporte. Abril/2007 Brasília/DF O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS. Ministério do Esporte

Gianna Perim. Ministério do Esporte. Abril/2007 Brasília/DF O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS. Ministério do Esporte Gianna Perim Abril/2007 Brasília/DF Ministério do Esporte O PROGRAMA NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS ESPORTIVAS Ministério do Esporte 1 Princípio Constitucional É dever do estado fomentar práticas desportivas

Leia mais

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS

POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA PÓS-GRADUAÇÃO DA CAPÍTULO I DA DEFINIÇÃO E DOS PRINCÍPIOS Art. 1. A Política de Assistência Estudantil da Pós-Graduação da UFGD é um arcabouço de princípios e diretrizes

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DA JUVENTUDE E DO TRABALHO

ESTADO DO MARANHÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE IMPERATRIZ SECRETARIA MUNICIPAL DA JUVENTUDE E DO TRABALHO EDITAL DE SELEÇÃO PARA PARTICIPAÇÃO DE JOVENS NO NÚCLEO DE FORMAÇÃO DE AGENTE CULTURAL DA JUVENTUDE NEGRA NUFAC EDITAL N. 002 /2014 SEJUT Seleção para preenchimento de vagas para as atividades do Núcleo

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO REGULAMENTO DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Coordenador do Curso de Administração Prof. Marcos Eduardo dos Santos Supervisor de Estágio do Curso Prof. Marcos Eduardo dos Santos JUIZ DE

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE FÁBRICA

PROJETO ESCOLA DE FÁBRICA PROJETO APRESENTAÇÃO O projeto Escola de Fábrica é uma iniciativa do Governo Federal, através do e da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, que pretende possibilitar a inclusão social de jovens

Leia mais

Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza

Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza Basquetebol de Base da ASPAB de Fortaleza Ass. Dos Pais Amigos e Atletas do Basquetebol Cearense Entidade fundada no dia 06 de Agosto de 2009, é uma sociedade civil de direito privado, sem fins lucrativos.

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE

MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE 1 MANUAL DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES PARA OS CURSOS DE BACHARELADO EM SAÚDE Olinda PE Agosto / 2014 2 Introdução As atividades complementares representam um conjunto de atividades extracurriculares que

Leia mais

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga

INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA. TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA CONS - OPE 03 01 Vaga 1. IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Consultoria para promover estudos, formular proposições e apoiar as Unidades

Leia mais

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil?

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Conheça o Instituto Bola Pra Frente O Instituto Bola Pra Frente, iniciativa do tetracampeão mundial

Leia mais

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Identificação do Projeto Nome: Tênis nas Escolas Proponente: Instituto Patrícia Medrado Aprovação Ministério do Esporte: 18/12/2013 Publicação Diário Oficial: 30/01/2014

Leia mais

Lions Clube Centro-São José dos Campos

Lions Clube Centro-São José dos Campos Lions Clube Centro-São José dos Campos Projeto Transformação BRASIL Transformação é um projeto que visa ampliar as oportunidades educativas, investindo no desenvolvimento do potencial de cada criança e

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional O Serviço Social do Transporte (SEST) e o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT) são entidades civis sem fins lucrativos criadas em 14 de setembro de 1993, pela

Leia mais

PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO. 1 P á g i n a

PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO. 1 P á g i n a PROJETO ESCOLINHA DE FUTEBOL FORMANDO CIDADÃOS E ATLETAS PARA O FUTURO 1 P á g i n a DESEMBARGADOR OTONI/MG 2014 ÍNDICE 1. SÍNTESE 2. JUSTIFICATIVA 3. OBJETIVOS GERAIS 4. OBJETIVOS ESPECÍFICOS 5. METODOLOGIA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2606 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2606 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 13/09/2013-17:59:14 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2606 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL

Leia mais

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV

SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SERVIÇOS DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS SCFV SOCIOASSISTENCIAL X SOCIOEDUCATIVO SOCIOASSISTENCIAL apoio efetivo prestado a família, através da inclusão em programas de transferência de renda

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS HUMANAS CURSO DE SERVIÇO SOCIAL PLANO DE ESTÁGIO CURRICULAR OBRIGATÓRIO PARA ESTUDANTES DO CURSO DE SERVIÇO SOCIAL INTRODUÇÃO O estágio curricular obrigatório é aquele definido

Leia mais

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos!

ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! ESPORTE NÃO É SÓ PARA ALGUNS, É PARA TODOS! Esporte seguro e inclusivo. Nós queremos! Nós podemos! Documento final aprovado por adolescentes dos Estados do Amazonas, da Bahia, do Ceará, do Mato Grosso,

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 SERVIÇO SOCIAL MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade

Apoio à Valorização da Diversidade no Acesso e na Permanência na Universidade Programa 1377 Educação para a Diversidade e Cidadania Objetivo Combater as desigualdades étnico-racial, de gênero, orientação sexual, geracional, regional e cultural no espaço escolar. Justificativa Público

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 030/2013.

PROJETO DE LEI N.º 030/2013. PROJETO DE LEI N.º 030/2013. Institui o Programa Menor Aprendiz no âmbito do Município de Bela Vista de Minas e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO DO CONVÊNIO

ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DO DOCUMENTO TÉCNICO DO PROJETO PLANEJAMENTO PEDAGÓGICO DO CONVÊNIO Ministério do Esporte Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social Departamento de Formulação de Política e Estratégias Coordenação-Geral de Esporte e Lazer ROTEIRO DE ELABORAÇÃO DO

Leia mais

T E M E X E, G U R I!

T E M E X E, G U R I! APRESENTAÇÃO DA ENTIDADE T E M E E, G U R I! A Associação Santa Cruz do Sul Chacais, entidade sem fins lucrativos e com foco na pratica esportiva, inscrita no CNPJ sob o n 13.631.001/0001-86, registrada

Leia mais

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE

Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE IV. CÂMARA TEMÁTICA DA EDUCACÃO, CULTURA E DESPORTOS Diretrizes: 1. Cumprir as metas do Compromisso Todos Pela Educação- TPE Meta 1 Toda criança e jovem de 4 a 17 anos na escola; Meta 2 Até 2010, 80% e,

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Terceira Idade e Movimento

Mostra de Projetos 2011. Terceira Idade e Movimento Mostra de Projetos 2011 Terceira Idade e Movimento Mostra Local de: Campina Grande do Sul Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais. Nome da Instituição/Empresa: Secretaria

Leia mais

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR

SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR SALA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO SUPERIOR Metas PNE - Meta 12 Elevar a taxa bruta de matrícula na Educação Superior para 50% (cinquenta por cento) e a taxa líquida para 33% (trinta e três por cento) da população

Leia mais

Lei Estadual de Incentivo ao Esporte

Lei Estadual de Incentivo ao Esporte Lei Estadual de Incentivo ao Esporte A Lei de Incentivo A Lei de Incentivo é um instrumento legal do Estado do Rio de Janeiro que dá incentivo fiscal para a empresa que promove eventos culturais e esportivos

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais

Especialização em Gestão Estratégica de Projetos Sociais Especialização em Gestão Estratégica de Apresentação CAMPUS COMÉRCIO Inscrições Abertas Turma 02 --> Início Confirmado: 07/06/2013 últimas vagas até o dia: 05/07/2013 O curso de Especialização em Gestão

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade

Mostra de Projetos 2011. Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra de Projetos 2011 Projeto Exercitando Direitos do PELC - Programa de Esporte e Lazer da Cidade Mostra Local de: Piraquara Categoria do projeto: I - Projetos em implantação, com resultados parciais.

Leia mais

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I.

3. Cronograma. Encaminhamento da solicitação de apoio, formatada conforme Roteiro de elaboração de projetos estabelecido no Anexo I. PROPOSTA DE EDITAL O Instituto de Compromisso com o Desenvolvimento Humano, fundado aos 09 (nove) dias do mês de Maio de 2007, tendo como objetivo promover o desenvolvimento humano em diversos âmbitos,

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE A Lei nº 11.438/06, regulamentada pelo Decreto nº 6.180/07, possibilita a: Pessoa Jurídica tributada com base no lucro real - deduzir até 1% do imposto devido (art. 1º, 1º, I da Lei 11.438/06). - Esse

Leia mais

SÃO PAULO, DEZEMBRO 2014

SÃO PAULO, DEZEMBRO 2014 SÃO PAULO, DEZEMBRO 2014 Objetivo e público Programa para incentivar a prática esportiva nas escolas, democratizar o acesso ao esporte, desenvolver e difundir valores olímpicos e paraolímpicos entre estudantes

Leia mais

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL

UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL Número de cadastro do proponente: 01SP025312008 UNIVERSIDADE MUNICIPAL DE SÃO CAETANO DO SUL É uma instituição de ensino superior, com sede no Município de, Estado de São Paulo, mantendo diversos cursos

Leia mais

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DOS CURSOS DE DESENVOLVIMENTO DE SERVIDORES PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL COORDENADORIA DE DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS 1. DA MODALIDADE DO PROGRAMA E DOS SEUS OBJETIVOS

Leia mais

Plano Anual de Atividades Esportivas

Plano Anual de Atividades Esportivas Histórico Plano Anual de Atividades Esportivas Em 2009 a BAESA começou a aplicar recursos incentivados em projetos pela Lei de Incentivo ao Esporte, porém, não existia projeto esportivo aprovado pelo Ministério

Leia mais

BOLSA ATLETA FORMADOR

BOLSA ATLETA FORMADOR Curitiba, 02 de Junho de 2015. Prezados Atletas e Instrutores, Ref. Talento Olímpico do Paraná TOP 2016 Abriram as inscrições para o programa talento olímpico 2015 a todos os atletas interessados e que

Leia mais

GESTÃO DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL E INDICADORES DE DESEMPENHO: CASO DA REDE MUNICPAL DE ENSINO DE ESTEIO

GESTÃO DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL E INDICADORES DE DESEMPENHO: CASO DA REDE MUNICPAL DE ENSINO DE ESTEIO GESTÃO DA EDUCAÇÃO MUNICIPAL E INDICADORES DE DESEMPENHO: CASO DA REDE MUNICPAL DE ENSINO DE ESTEIO Autoras: Elisane Cristina Kolz Rieth Lisandra Schneider Scheffer Marilan de Carvalho Moreira Observatório

Leia mais

Escola de esportes na Natureza

Escola de esportes na Natureza Escola de esportes na Natureza INTRODUÇÃO O Brasil reúne condições ideais para a prática de esportes na Natureza. Temos temperaturas do ar e da água amenas, clima relativamente calmo e uma infinidade de

Leia mais

6h diárias - 11 meses

6h diárias - 11 meses 6h diárias - 11 meses PROPOSTA PEDAGÓGICA PROGRAMA DE APRENDIZAGEM EM AUXILIAR DE VAREJO ÍNDICE 1 - Apresentação da Entidade ijovem 3 2 - Justificativa do Programa. 3 3 Público-alvo: 4 4 Objetivo geral:

Leia mais

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007

A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM. Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJOVEM Síntese da proposta de Ação Comunitária de seus desafios 2007 A AÇÃO COMUNITÁRIA NO PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO Dimensão formativa do programa voltada à educação para a cidadania

Leia mais

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014

INVESTIMENTO SOCIAL. Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Agosto de 2014 INVESTIMENTO SOCIAL Nós promovemos o desenvolvimento sustentável de diversas maneiras Uma delas é por meio do Investimento Social INVESTIMENTO INVESTIENTO SOCIAL - Estratégia

Leia mais

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional

REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS. PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional REFERENCIAIS ESTRATÉGICOS Projeto de Lei nº 8.035, de 2010 PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO 2011-2020: metas que envolvem a Educação Profissional O PNE é formado por: 10 diretrizes; 20 metas com estratégias

Leia mais

ESTATUTO Nº 01/15. UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

ESTATUTO Nº 01/15. UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESTATUTO Nº 01/15. Dispõe sobre a institucionalização do Laboratório de Atividade Física e Esportiva (LAFE) no âmbito da Universidade Anhembi Morumbi (UAM). RESOLVE: Art. 1º - Dispor sobre normas gerais

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA

PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA PREFEITURA MUNICIPAL DE LORENA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROJETO JUDÔ NA ESCOLA: A SALA DE AULA E O TATAME Projeto: Domingos Sávio Aquino Fortes Professor da Rede Municipal de Lorena Semeie um pensamento,

Leia mais

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes

Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Minuta do Capítulo 8 do PDI: Políticas de Atendimento aos Discentes Elaborada pela Diretoria de Assuntos Estudantis 1 1 Esta minuta será apreciada pelo Colegiado de Ensino, Pesquisa e Extensão nos dias

Leia mais

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM)

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) A extensão é o processo educativo, cultural e científico que articula, amplia, desenvolve e reforça o ensino e a pesquisa,

Leia mais

Número de cadastro do proponente: 02SP020592008. Basquetebol sobre rodas desafiando limites

Número de cadastro do proponente: 02SP020592008. Basquetebol sobre rodas desafiando limites Número de cadastro do proponente: 02SP020592008 Basquetebol sobre rodas desafiando limites ASSOCIAÇÃO PARADESPORTIVA DA BAIXADA SANTISTA. A ASSOCIAÇÃO PARADESPORTIVA DA BAIXADA SANTISTA- APBS fundada em

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE SAÚDE INTEGRAL DA POPULAÇÃO DO CAMPO E DA FLORESTA Departamento de Apoio à Gestão Participativa /DAGEP Secretaria de Gestão Estratégica e Participativa /SGEP Ministério

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA

TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA INSTITUTO INTERAMERICANO DE COOPERAÇÃO PARA A AGRICULTURA TERMO DE REFERÊNCIA (TR) GAUD 4.6.8 01 VAGA 1 IDENTIFICAÇÃO DA CONSULTORIA Contratação de consultoria pessoa física para serviços de preparação

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO FUTEBOL PARA TODOS EDUCANDO ATRAVÉS DO ESPORTE

PROJETO DE EXTENSÃO FUTEBOL PARA TODOS EDUCANDO ATRAVÉS DO ESPORTE PROJETO DE EXTENSÃO FUTEBOL PARA TODOS EDUCANDO ATRAVÉS DO ESPORTE *Luciano Leal Loureiro *Jéssica Finguer RESUMO O presente texto busca explicar o que é o projeto Futebol Para Todos, oferecido pelo curso

Leia mais

Igor kamikaze Currículo esportivo 2013

Igor kamikaze Currículo esportivo 2013 Igor kamikaze Currículo esportivo 2013 O Atleta Igor [Kamikaze] França Tsuzuki, 23 anos.o atleta é natural de Rondônia, mas possui como sua terra de coração a cidade de Bela Vista de Goiás, localizada

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO INTERNO DE PROJETOS Nº 02/2014 ANEXO I FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO

EDITAL DE CHAMAMENTO INTERNO DE PROJETOS Nº 02/2014 ANEXO I FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO EDITAL DE CHAMAMENTO INTERNO DE PROJETOS Nº 0/04 ANEXO I FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROJETO. IDENTIFICAÇÃO DA ENTIDADE PROPONENTE Nome da Entidade CNPJ Dirigente da Entidade. HISTÓRICO DA PROPONENTE..

Leia mais

Programa Institucional de Bolsas e Auxílios para Ações de Extensão. PIBAEX

Programa Institucional de Bolsas e Auxílios para Ações de Extensão. PIBAEX Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul Programa Institucional de Bolsas e Auxílios para Ações de Extensão. PIBAEX MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Profissional

Leia mais

LINHAS GERAIS DE AÇÕES Núcleo de Esportes Social

LINHAS GERAIS DE AÇÕES Núcleo de Esportes Social LINHAS GERAIS DE AÇÕES Núcleo de Esportes Social Manifestações Esportivas Sócio Educativo Rendimento Participação Projeto Proposto O Programa Segundo Tempo constitui-se numa iniciativa do Ministério do

Leia mais

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO

Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO Pós graduação em Psicologia Educacional DESCRITIVO DE CURSO 1. Apresentação O curso de Pós Graduação Lato Sensu em Psicologia Educacional da POSGLOGAL visa a formação profissional de graduados que tenham

Leia mais

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA EIXO 4 PLANEJAMENTO E GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA Disciplina: D 4.5 Sistema de Planejamento Federal (32h) (Caso 1: Plano de Monitoramento Global - Programa - Educação Profissional e Tecnológica) 12

Leia mais

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS

FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS FORMAÇÃO DA CIDADANIA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração e acompanhamento das políticas públicas na área de cidadania, em nível municipal, estadual e nacional, promovendo

Leia mais

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL

SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL -Principais serviços que a Assistência Social possui para atendimento de idosos: - Proteção Social Básica (atendimento preventivo) - Centro de Convivência do Idoso - atualmente

Leia mais

A EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: A QUALIDADE DA OFERTA A DISTÂNCIA DO CURSO DE PEDAGOGIA A PARTIR DA LDB DE 1996

A EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: A QUALIDADE DA OFERTA A DISTÂNCIA DO CURSO DE PEDAGOGIA A PARTIR DA LDB DE 1996 A EXPANSÃO DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: A QUALIDADE DA OFERTA A DISTÂNCIA DO CURSO DE PEDAGOGIA A PARTIR DA LDB DE 1996 RESUMO Aila Catori Gurgel Rocha 1 Rosana de Sousa Pereira Lopes 2 O problema proposto

Leia mais

Faculdade Escola Paulista de Direito

Faculdade Escola Paulista de Direito REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO São Paulo 2014 ESCOLA PAULISTA DE DIREITO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE DIREITO ATIVIDADES COMPLEMENTARES As atividades

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES

REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ATIVIDADES COMPLEMENTARES NORMAS OPERACIONAIS PARA ACOMPANHAMENTO E REGISTRO DOS ESTUDOS COMPLEMENTARES O Parecer do CNE/CES nº 492/2001, assim define as atividades complementares:

Leia mais

CULTURA OBJETIVOS E METAS

CULTURA OBJETIVOS E METAS CULTURA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração das políticas públicas na área de cultura com a participação de mais entidades e partidos políticos, via projetos e via mobilização

Leia mais

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015.

LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. LEI Nº. 602/2015, DE 08 DE OUTUBRO DE 2015. DISPÕE SOBRE FIXAÇÃO DE REGRAS PARA PROMOÇÃO DO ESPORTE NO MUNICÍPIO DE MATADE SÃO JOÃO-BA. O Prefeito Municipal de Mata de São João, Estado da Bahia, faz saber

Leia mais

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social

O PETI e o Trabalho em Rede. Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social O PETI e o Trabalho em Rede Maria de Fátima Nassif Equipe Proteção Social Especial Coordenadoria de Ação Social Secretaria de Desenvolvimento Social Articulação da rede de serviços socioassistenciais Proteção

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER

EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER EDITAL Nº 004/2015 SECRETARIA DE EDUCAÇÃO E SECRETARIA DE TURISMO, ESPORTE E LAZER DISCIPLINA, O PROCESSO DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA FINS DE CADASTRO DOS ATLETAS INTERESSADOS A SEREM BENEFICIADOS COM O

Leia mais

A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA.

A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA. A PRÁTICA PROFISSIONAL DO ASSISTENTE NA APAM-ASSOCIAÇÃO DE PROMOÇÃO A MENINA DE PONTA GROSSA. SILVA, Jessica Da¹. NADAL, Isabela Martins². GOMES, R.C. Ana³. RESUMO: O presente trabalho é referente à prática

Leia mais

EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE

EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE MINISTÉRIO DO ESPORTE EIXOS DA POLÍTICA PÚBLICA DO ESPORTE PARA JUVENTUDE APOLINÁRIO REBELO DANIELLE FERMIANO DOS SANTOS GRUNEICH Representantes do Ministério do Esporte no CONJUVE Marco no Governo Lula:

Leia mais

MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA NACIONAL DE ESPORTE EDUCACIONAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA CHAMADA PÚBLICA SNEED / SETEC n.º 01 /2010 CHAMADA PÚBLICA DE PROPOSTAS

Leia mais

PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL. Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA INSTITUTO EQUIPAV

PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL. Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA INSTITUTO EQUIPAV 1 PROPOSTA DE INVESTIMENTO SOCIAL Lei Federal de Incentivo ao Esporte FUNDAÇÃO GOL DE LETRA & INSTITUTO EQUIPAV e 1 APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A Fundação Gol de Letra é uma organização sem fins lucrativos,

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CE (TERRITÓRIO CEARÁ PACÍFICO VICENTE PINZON)

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CE (TERRITÓRIO CEARÁ PACÍFICO VICENTE PINZON) EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE FORTALEZA-CE (TERRITÓRIO CEARÁ PACÍFICO VICENTE PINZON) EDITAL Nº 21/2015 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo

Leia mais

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h

Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30 às 17h Programa e Projetos Secretaria Municipal de Assistência Social Rua José Teodoro Ramos, nº 16 - Fones (18) 3341-1412 - 3341-4681 Horário de Atendimento de segunda a sexta-feira das 8h às 12h e das 13h30

Leia mais

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO 21 de novembro de 1978 SHS/2012/PI/H/1 Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL

PLANO DE TRABALHO FUTEBOL PLANO DE TRABALHO FUTEBOL Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER

Leia mais

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009.

Plano de Ação. Colégio Estadual Ana Teixeira. Caculé - Bahia Abril, 2009. Plano de Ação Colégio Estadual Ana Teixeira Caculé - Bahia Abril, 2009. IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE ESCOLAR Unidade Escolar: Colégio Estadual Ana Teixeira Endereço: Av. Antônio Coutinho nº 247 bairro São

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904

Câmara Municipal de Uberaba A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 A Comunidade em Ação LEI Nº 7.904 Disciplina a Política Municipal de Enfrentamento à Violência Sexual e dá outras providências. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional)

COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão. Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) COORDENADORA: Profa. Herica Maria Castro dos Santos Paixão Mestre em Letras (Literatura, Artes e Cultura Regional) Universidade Federal de Roraima UFRR Brasil Especialista em Alfabetização (Prática Reflexiva

Leia mais

Instrução Normativa nº 01/2011

Instrução Normativa nº 01/2011 Instrução Normativa nº 01/2011 Institui e normatiza o Programa de Assistência Estudantil do Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG. As PRÓ-REITORIAS DE ADMINISTRAÇÃO; ENSINO; EXTENSÃO; PESQUISA, INOVAÇÃO

Leia mais

Sistema Dual Técnico de Formação Profissional

Sistema Dual Técnico de Formação Profissional + Iniciativa: Sistema Dual Técnico de Formação Profissional O Ensino Dual Técnico de Formação Profissional existe na Alemanha desde o século XIX, e tem como objetivo a formação de jovens de forma bem sucedida.

Leia mais

TEATRO SOCIAL: VALORES PARA A VIDA

TEATRO SOCIAL: VALORES PARA A VIDA TEATRO SOCIAL: VALORES PARA A VIDA Utilizando o Teatro como Ferramenta de Ensino e Transformação Social CONEXÃO SOCIAL REDE NACIONAL DE ENSINO SOCIOEMOCIONAL IASEA 2015 1. APRESENTAÇÃO TEATRO SOCIAL é

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE O PARFOR 1. Como são os cursos ofertados pela plataforma freire e quais os benefícios para os professores que forem selecionados? O professor sem formação poderá estudar nos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DO PAULISTA ANEXO I QUADRO DE VAGAS I - PARA A SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE EMPREGO / FORMAÇÃO TOTAL DE VAGAS VAGAS RESERVADA S P / PCD ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL 01 - ANALISTA AMBIENTAL FORMAÇÃO

Leia mais

1- Apoiar a construção coletiva e a implementação do Plano Municipal de Educação. 2 - Educação Inclusiva

1- Apoiar a construção coletiva e a implementação do Plano Municipal de Educação. 2 - Educação Inclusiva Projeto do Plano Conferência Projeto realizado Conferência realizada Elaborar o Plano com ampla participação dos setores da sociedade Realizar a Conferência com a participação de todos os setores da sociedade

Leia mais

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE

EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE EDITAL PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS MUNICÍPIO DE CAUCAIA-CE 1. INTRODUÇÃO A ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE LUZIA LOPES GADÊLHA, por meio do Termo Convênio nº 05/2015, como parte integrante do Projeto Fortalecendo

Leia mais

Projeto Verão Para Todos

Projeto Verão Para Todos Projeto à Projeto Verão Para Todos O Verão Para Todos visa ser o maior torneio de São Paulo de esportes de praia incluindo modalidades de paradesporto. Levaremos ao litoral diversas competições em um mês

Leia mais