*Fonte: Fenabrave & Shell LubeMatch

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "*Fonte: Fenabrave & Shell LubeMatch"

Transcrição

1 LUBRIFICANTES E OFICINAS Ao procurar uma oficina para trocar o óleo de seu carro, o dono do veículo se sente mais seguro ao realizar esse serviço junto ao seu profissional de confiança. Com isso, aumenta a responsabilidade dos reparadores, pois os lubrificantes modernos não são mais apenas um complemento na manutenção preventiva dos motores, uma vez que estão mais parecidos com uma peça, que requer qualidade e aplicabilidade correta, para atender às necessidades cada vez mais exigentes dos motores modernos e de alto desempenho. Hoje em dia, caso o profissional abasteça o motor com o lubrificante errado, pode causar elevação do consumo, formação de borra, partidas difíceis, aumento das emissões e desgaste prematuro das peças internas do motor, entre outros graves desarranjos. Nesse sentido, existe uma oportunidade enorme para a correta aplicação e venda de lubrificantes nas oficinas independentes, pois a frota cresce ano a ano e, com essa mudança, um novo perfil de mercado vai sendo criado. O mercado automobilístico atualmente caminha para que todos os carros exijam na sua especificação lubrificantes sintéticos ou no mínimo semissintéticos. Como já vimos acima, os motores estão cada vez mais modernos, mais potentes e com novas tecnologias, e isso naturalmente traz a necessidade de novos lubrificantes que consigam atender a essas maiores exigências. A frota circulante de carros de passeio e utilitários fechou 2014 com mais de 48 milhões de veículos. Coopera para esse cenário positivo o fato de que em 2014, dos 15 modelos de carros mais vendidos, 14 pedem produtos 100% sintético e apenas 1 pede óleo semissintético *. Você e sua oficina precisam estar preparados para esta nova onda de serviços de troca de óleo com produtos sintéticos e semissintéticos, que como sabemos é cada vez mais frequente na oficina. Em tempos de concorrência acirrada é importante que você conheça muito bem as diferenças de aplicações dos lubrificantes, pois este será um diferencial importante na hora de oferecer esse serviço ao seu cliente. É por isso que a SHELL convida você a se tornar um Especialista em Lubrificantes Shell. *Fonte: Fenabrave & Shell LubeMatch

2 Qual é a IMPORTÂNCIA DOS SINTÉTICOS E SEMISSINTÉTICOS PARA A OFICINA? Os sintéticos em sua grande maioria são os produtos que possuem maior valor percebido pelo cliente. Aumentar as vendas de sintéticos significa aumentar a lucratividade do serviço e, o que é mais importante ainda, reforçar o elo de confiança que une você ao seu cliente. Por possuírem óleos básicos de maior qualidade e normalmente pacotes de aditivos mais robustos, os lubrificantes sintéticos são mais seguros e confiáveis, pois contribuem de forma mais significativa para a limpeza e proteção contra o desgaste, aumentando assim a vida útil do motor. Para o reparador, é fundamental entender a importância dos lubrificantes sintéticos e semissintéticos: n Trazem maior rentabilidade, quando comparado com a proporcionada pela linha mineral. n Devido às suas características mais robustas, contribuem de uma melhor maneira para a proteção do motor e consequentemente reduzem a chance de problemas. QUAL É A DIFERENÇA ENTRE LUBRIFICANTE MINERAL E SINTÉTICO? O lubrificante que você encontra em sua oficina é na verdade a mistura entre óleos básicos de aditivos. Existem dois tipos principais de óleo básico: o mineral e o totalmente sintético. Os lubrificantes para motores chamados de semissintéticos ou de tecnologia sintética contêm uma mistura desses dois tipos. Os óleos básicos minerais são derivados diretamente do petróleo. Para a produção desse tipo de óleo, petróleo bruto é processado em uma refinaria onde são separadas as frações que se deseja para a produção de lubrificantes. Nesse processo, também são utilizados mecanismos para diminuir a presença de elementos que possam prejudicar as características finais do óleo básico mineral. Alguns processos de refino são mais criteriosos e produzem óleos básicos com melhores características. É o caso dos óleos básicos sintéticos que normalmente passam por processos muito mais criteriosos e severos que os utilizados na produção de básicos minerais. Além disso, os básicos sintéticos são praticamente livres de certos contaminantes que mesmo após o refino, ainda estarão nos óleos básicos minerais e podem prejudicar sua resistência à oxidação e fluidez. Por essas razões, os óleos básicos sintéticos são superiores aos óleos básicos minerais. Uma vez que recebam o correto pacote de aditivos, os lubrificantes sintéticos certamente irão superar os lubrificantes minerais em praticamente todos os quesitos. A Shell seleciona óleos básicos de elevada qualidade para seus lubrificantes, seja ele mineral, semissintético ou sintético e, hoje, produz um dos óleos básicos sintéticos mais modernos do mundo por meio de seu exclusivo processo de refino, que transforma o gás natural em um óleo básico de excelente qualidade. VANTAGENS DOS SINTÉTICOS? Acabamos de mostrar que a tendência é cada vez mais as montadoras recomendarem lubrificantes sintéticos. Mas quais as vantagens que esses lubrificantes trazem para os motores quando comparados com os outros tipos? n Proporcionam maior limpeza interna ao motor. Um motor mais limpo trabalha de forma mais eficiente e com menor desgaste. n Apresentam em geral menor evaporação quando comparados a lubrificantes minerais de mesma viscosidade. Isso reduz a necessidade de reposição ao longo do intervalo estabelecido. n Apresentam excelente proteção contra o desgaste. n Em geral, os lubrificantes sintéticos apresentam melhor fluidez na partida a frio quando comparados a lubrificantes minerais. Mesmo em climas tropicais como temos no Brasil, a boa fluidez é de fundamental importância para reduzir o desgaste na partida a frio, principalmente nas partes superiores do motor (eixo comando, guias de válvula, tuchos etc). n Normalmente possuem uma maior gama de aprovações de montadoras. Isso reduz a necessidade de vários produtos para atender às recomendações dos veículos. n Em alguns casos, quando previsto pelo fabricante do veículo no manual, o uso de lubrificantes sintéticos proporciona o aumento do intervalo de troca. Isso cria um maior valor percebido pelo cliente. Ciente desse cenário, a Shell está fazendo chegar às suas mãos este material especialmente elaborado para que você se torne um Especialista em Lubrificantes Shell. Como está sendo orientado na divulgação do jornal Oficina Brasil, leia e estude atentamente este material e depois acesse o site e faça o teste. Com a participação, você receberá um Certificado Especialista em Lubrificantes Shell e, o mais importante, a garantia a você e seus clientes da informação adequada para aplicação do lubrificante correto, afinal, o lubrificante é fundamental para o bom funcionamento do motor. POR QUE OS ÓLEOS SINTÉTICOS TÊM UM DESEMPENHO TÃO BOM? Propriedades dos LUBRIFICANTES sintéticos Lubrificantes sintéticos de baixa viscosidade apresentam em geral menor atrito fluido, diminuindo o esforço necessário para que o motor execute um mesmo trabalho. Lubrificantes sintéticos apresentam maior índice de viscosidade quando comparados a lubrificantes minerais. Isso singnifica que eles apresentam excelente fluidez a baixas temperaturas e ao mesmo tempo mantêm a viscosidade estável em temperaturas extremas. Baixa evaporação, quando comparado a lubrificantes minerais de mesma viscosidade. Resistência à oxidação. Limpeza. Lubrificantes sintéticos, como os produtos da linha Shell Helix Ultra, apresentam excelente sinergia entre seus óleos básicos sintéticos e seu pacote de aditivos. Isso possibilita a máxima limpeza interna do motor, mesmo naqueles regimes mais severos de uso. Benefícios resultantes Economia de combustível. Certos lubrificantes podem trazer economia de até 4% quando comparados com lubrificantes de maior viscosidade. A rapida fluidez resulta em um menor desgate para o motor, além de facilitar a partida a frio. É nesse momento que cerca de 60% a 70% do desgaste em um motor ocorre. Por isso, uma boa fluidez é essencial. A viscosidade estável sobre temperaturas extremas garante a ótima proteção contra o desgaste. Redução no consumo de óleo, diminuindo a necessidade de completar o lubrificante com tanta frequência. Maior vida útil ao lubrificante. O motor trabalha limpo e com a maior eficiência possível. Maior vida útil ao motor e menor consumo de combustível, quando comparado a um motor sujo internamente.

3 PARTIDA A FRIO Um dos momentos cruciais para a boa conservação do motor e aumento da sua vida útil é o da partida a frio do carro. Nesse momento, o lubrificante está depositado no cárter, que fica na parte inferior do motor. Tanto o lubrificante quanto o motor estão frios e, por esse motivo, o lubrificante está no seu estado mais viscoso ( grosso ). Ao dar a partida, esse lubrificante é bombeado pelo motor para cima, pois precisa lubrificar todos os componentes críticos durante o seu funcionamento. Um lubrificante com boa fluidez em baixas temperaturas atingirá as partes altas do motor mais rapidamente, garantindo o menor desgaste possível e facilitando a partida. Os lubrificantes sintéticos apresentam melhor comportamento sob baixas temperaturas, proporciondo assim os beneficios citados anteriormente. O QUE SIGNIFICAM OS NÚMEROS E LETRAS NA EMBALAGEM? Os lubrificantes recebem números e letras para classificá-los em relação às suas características e desempenho, e são indicados por diferentes institutos ao redor do mundo. Conheça as principais classificações abaixo: SAE Sociedade dos Engenheiros Automotivos A viscosidade de um fluido é a propriedade que determina o valor de sua resistência ao escoamento (resistência a fluidez). A SAE define a classificiação de viscosidade para óleos automotivos. No mercado, há basicamente dois grupos: os monoviscosos (por exemplo: SAE 30 ou SAE 40), que se comportam sempre da mesma forma, independentemente da temperatura, e os multiviscosos (por exemplo: 10w30), que se comportam de formas diferentes de acordo da temperatura. Os monoviscosos são pouco utilizados em carros hoje em dia, devido à maior capacidade dos multiviscosos de apresentarem maior fluidez a baixas temperaturas e menor variação da viscosidade quando comparados ao aumento da temperatura com o motor em funcionamento, pois eles têm aditivos que auxiliam nesse processo. Vamos entender na prática? Considere para o exemplo um lubrificante de viscosidade SAE 5w40. O primeiro número dos multiviscosos (nesse caso, o 5w) indica o comportamento da viscosidade na partida com o motor frio (temperatura ambiente). Quanto mais baixo esse número, menor será o esforço do motor na hora de acioná-lo pela primeira vez no dia. Viscosidades mais baixas a frio ajudam a reduzir o desgaste do motor e facilitam a partida. À medida em que o motor vai aquecendo, passará a valer a viscosidade indicada pelo segundo número (nesse caso, 40). Esse, por sua vez, indica a viscosidade à temperatura quente, de funcionamento do motor. Quanto maior esse número, maior é a viscosidade quando o lubrificante está em altas temperaturas. Para cada motor, o fabricante testa os diferentes tipos de lubrificantes e verifica aquele que melhor se adequa às suas condições de trabalho. Por isso, a importância de seguir exatamente o que diz o manual da montadora para seu veículo. API Instituto Americano do Petróleo A classificação API (Instituto Americano do Petróleo) define os níveis de desempenho do óleo lubrificante e deve ser observada no momento da troca de óleo para se evitar erros que resultem em perda de desempenho/danos ao motor. Sempre verifique o nível mínimo do API descrito no manual do proprietário (por exemplo: API SL; SM; SN Motores ciclo Otto, essa classificação separa os lubrificantes em duas classes, dependendo do ciclo de funcionamento do motor. Lubrificantes para motores ciclo Diesel são classificados com a inicial C (comercial), e os lubrificantes para motores ciclo Otto (gasolina, etanol, GNV e Flex), com a inicial S (serviço). Já a segunda letra que sucede as iniciais indica o nível de desempenho do lubrificante, que aumenta conforme a sequência alfabética, ou seja, um API SL, por exemplo, indica um lubrificante para motores ciclo Otto de superior desempenho, se comparado com um API SJ. Entretanto, deve-se também atentar para a viscosidade, base do óleo e/ou aprovações recomendadas antes de qualquer aplicação.

4 SHELL HELIX ULTRA 0W20 API: SN / ILSAC GF-5 / ACEA A1/B1. Viscosidade: 0W20. Tipo: 100% sintético. Pistões 50% mais limpos, comparado aos requerimentos padrões da indústria 1. Ajuda a estender a vida útil do motor, mesmo nas condições mais severas 2. Principais Aplicações: Linha Honda 2011 > SHELL HELIX ULTRA ECT 5w30 Atende aos requeirmentos de performance de motor da ACEA C3. Viscosidade: 5W30. Tipo: 100% sintético. Proteção de última geração para os sistemas de emissões veículares. Até 1,7% maior economia de combustível *. Principais Aprovações: VW ; MB ; BMW LL-04 e Porsche C30. *Baseado nos resultados de economia de combustível da ACEA M111, comparado com o lubrificante de referência da indústria. SHELL HELIX ULTRA 5w40 API: SN/ACEA A3/B4. Viscosidade: 5W40. Tipo: 100% sintético. Nenhum outro óleo limpa melhor o seu motor. Principais Aprovações: VW ; FIAT Z2; MB 229.5; Renault 0700/0710; BMW LL-01; Ferrari. SHELL HELIX É a linha de lubrificantes Shell para veículos leves SHELL HELIX ULTRA: UMA REVOLUÇÃO EM LUBRIFICANTES Já imaginou se fosse possivel transformar gás natural em lubrificante? A Shell imaginou, desenvolveu essa tecnologia e trouxe para toda a sua linha Shell Helix Ultra. Por meio da revolucionária Tecnologia Shell PurePlus, a Shell consegue transformar o gás natural em um óleo básico cristalino, 100% sintético e sem as impurezas geralmente encontradas nos óleos básicos extraídos do petróleo bruto. E é com este óleo básico revolucionário, o principal componente de um lubrificante, que o Shell Helix Ultra com Tecnologia PurePlus é produzido, resultando em um produto que proporciona limpeza e proteção superiores 1, mesmo para os motores mais modernos, além de poder contribuir com uma melhoria de até 3% na economia de combustível 2. Benefícios da linha Shell Helix Ultra n Pistões 65% mais limpos. n Maior economia de combustível (até 3%). n Melhor desempenho do motor. n Proteção insuperável contra o desgaste. n Excelência de performance em extremos de temperatura. n A 1ª linha de lubrificantes feita a partir de gás natural, por meio da tecnologia Shell PurePlus. 1 Baseado na sequência VG do teste de borra de acordo com a performance de um lubrificante SAE 0W Baseado nos resultados de economia de combustível da ACEA M111, comparado com o lubrificante de referência da indústria. A economia de combustível oferecida pelo Shell Helix Ultra varia de 1,7% a 3%, dependendo do tipo de veículo e lubrificante de motor utilizado. SHELL HELIX HX8 5w30 API: SN/ACEA A3/B4. Viscosidade: 5W30. Tipo: 100% Sintético. Performance e proteção indiscutíveis. Principais Aprovações: VW ; MB 229.3; Renault 0700/0710 e outras aplicações que solicitem lubrificante SAE 5W-30 API SN 100% sintético. SHELL HELIX HX7 10w40 API: SN/ACEA A3/B4. Viscosidade: 10W40. Tipo: semissintético. Limpeza e proteção, mesmo em condições de tráfego intenso. Principais Aprovações: VW ; FIAT G2; MB 229.3; Renault 0700/0710. SHELL HELIX HX6 15w40 API: SN/ACEA A3/B3. Viscosidade: 15W40. Tipo: semissintético. Especialmente projetado para motores flex. Ajuda a proteger, o motor contra o desgaste e a formação de borra. Principais Aplicações: motores a gasolina flex que requeiram um lubrificante mineral ou semissintético SAE 15W-40 API SJ/SL/SM ou SN. SHELL HELIX HX5 15w40 API: SL. Viscosidade: 15W40. Tipo: mineral. Ajuda a remover a borra de motores sujos e mantém excelente nível de proteção. Principais Aplicações: pode ser aplicado em ampla variedade de veículos que requeiram um lubrificante mineral SAE 15W-40 e API SL. SHELL HELIX HX3 Alta quilometragem 25w60 API: SL. Viscosidade: 25W60. Tipo: mineral. Proteção para motores antigos com alta quilometragem. Principais Aplicações: ajuda a reduzir o consumo de lubrificante, melhora a compressão, reduz a emissão de fumaça e ruídos característicos de motores que apresentam desgaste. SHELL HELIX HX3 20w50 API: SL. Viscosidade: 20W50. Tipo: mineral. Proteção confiável para motores mais antigos. Pode ser aplicado em ampla variedade de veículos que requeiram um lubrificante mineral SAE 20W-50 e API SJ/SL.

5 MITOS E VERDADES SOBRE LUBRIFICAÇÃO Deve-se usar apenas a marca do lubrificante recomendada no manual Não necessariamente. Apesar de alguns fabricantes recomendarem no manual uma marca específica de lubrificante, em geral sempre existirá uma especificação aberta, pois nem sempre o usuário poderá encontrar aquele determinado produto recomendado. Tendo isso em vista, fique atento às recomendações de Viscosidade (Classificação SAE), API ou ACEA e/ou alguma aprovação especifica exigida pelo fabricante do veículo. Não existe diferença entre os LUBRIFICANTES Os lubrificantes não são todos iguais. Na verdade, muito longe disso. Inclusive lubrificantes com mesma base de óleo e viscosidades similares podem apresentar diferenças importantes de desempenho devido aos pacotes de aditivos utilizados. Atualmente, devido à necessidade cada vez mais crescente de lubrificantes que atendam a características específicas de cada tecnologia, essa diferença tem se tornado ainda mais aparente. O uso indiscriminado de produtos fora da especificação pautada na crença de que lubrificante é tudo igual certamente trará uma enorme dor de cabeça a quem pensa dessa forma. Apenas carros importados ou de alta performance precisam de lubrificante sintético ou semissintético A melhor forma de sair desse dilema é buscar quais as recomendações do manual do fabricante do veículo. Como a tendência de sintéticos está cada vez mais forte devido aos seus benefícios, na maioria dos casos a recomendação será de produtos sintéticos. Não precisamos ir muito longe para comprovar: basta olhar os 15 carros mais vendidos em 2014, todos são carros nacionais, em sua grande maioria populares, e pedem lubrificantes sintéticos ou semissintéticos. É possível comprar um lubrificante mais barato e colocar apenas o aditivo a parte A verdadeira dificuldade em uma formulação de lubrificante não está somente na seleção dos melhores óleos básicos e aditivos, mas sim no balanço dessa mistura. Além disso, essa formulação é testada milhares de horas em motores e laboratórios para garantir a boa performance do lubrificante. Colocar aditivos milagrosos indistintamente não é recomendável e certamente trará prejuízos à formulação e, consequentemente, à performance do lubrificante. Essa redução de performance poderá causar danos ao motor e prejuízo financeiro ao usuário. Problemas com garantia do veículo podem ocorrer se aditivos forem utilizados fora da recomendação do fabricante. Tenha em mente que os lubrificantes já estão devidamente preparados para atender ao motor (de acordo com a classificação de desempenho exigida) e que aditivos colocados posteriormente são totalmente supérfluos. Não é necessário usar um sintético mais caro, já que terei que trocar o lubrificante com o mesmo intervalo de troca O intervalo de troca e a especificação do lubrificante devem ser definidos de acordo com as recomendações da montadora no manual do veículo. Porém, é importante destacar que a utilização do lubrificante sintético não está condicionada ao intervalo de troca e sim às necessidades do motor: com a modernização dos motores, as novas tecnologias exigem lubrificantes com alta performance, como os sintéticos. A maioria dos motores atuais não comporta a utilização de lubrificantes minerais, e seu uso pode trazer problemas como consumo elevado, formação de depósitos, desgaste prematuro e borra. O lubrificante deve ser trocado mesmo sem atingir a quilometragem prevista pelo fabricante do veículo? Sim. A queima do combustível aliada à alta temperatura e umidade gera ácidos que podem atacar as superfícies metálicas do motor e o próprio óleo lubrificante. Se o período de troca for estendido, mesmo não tendo ultrapassado a quilometragem de troca, o lubrificante poderá formar borra/verniz, além de não evitar que as superfícies internas do motor sejam atacadas pelo ácido. Por essa razão, os fabricantes de veículos estabelecem o período de troca por tempo (que varia em média de 6 a 12 meses), além do período de troca por quilometragem. Um lubrificante de motor que fica preto NÃO é bom Isso não é correto. Muitos lubrificantes quando estão oxidados realmente mudam sua cor para uma cor escura, pois o processo de oxidação do lubrificante produz esse efeito. Entretanto, é preciso lembrar que um dos principais papéis de um lubrificante é a limpeza interna do motor, e essa ação também faz com que o lubrificante escureça devido ao contato com os produtos da oxidação e também com produtos da combustão, como a fuligem por exemplo. Dessa forma, é totalmente equivocado avaliar a qualidade de um lubrificante pela sua cor quando sai do motor. Posso estender o intervalo de troca quando usar um produto sintético ou semissintético? Não. É recomendável sempre seguir o período de quilometragem ou tempo indicado no manual do proprietário. O principal ganho em se utilizar lubrificantes sintéticos está em sua maior proteção e limpeza, refletidas em um maior desempenho e vida úitil do motor. SUPORTE SHELL Em caso de dúvida, estamos à disposição para ajudá-lo.

Óleo Vinte dúvidas que você tinha sobre o assunto (e não tinha para quem perguntar) Eduardo Hiroshi Fotos João Mantovani e divulgação

Óleo Vinte dúvidas que você tinha sobre o assunto (e não tinha para quem perguntar) Eduardo Hiroshi Fotos João Mantovani e divulgação Óleo Vinte dúvidas que você tinha sobre o assunto (e não tinha para quem perguntar) Eduardo Hiroshi Fotos João Mantovani e divulgação Vamos dar uma olhada no óleo, doutor?" Antes de deixar o frentista

Leia mais

a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint

a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint a linha de lubrificantes que torna a condução ainda mais agradável i-sint i-sint eni i-sint, a linha de lubrificantes automóvel de eni Cada motor necessita de um lubrificante adequado que proteja e melhore

Leia mais

Lubrificantes a Granel Tecnologia e performance ajudando a preservar o meio-ambiente

Lubrificantes a Granel Tecnologia e performance ajudando a preservar o meio-ambiente Lubrificantes a Granel Tecnologia e performance ajudando a preservar o meio-ambiente GRANEL. UM NOVO NEGÓCIO. UMA GRANDE OPORTUNIDADE. O lubrificante Estrutura do Programa Etapa 1 Origem FÁBRICA Lubrificante

Leia mais

Converter carro para GNV reduz gastos; veja prós e contras

Converter carro para GNV reduz gastos; veja prós e contras Converter carro para GNV reduz gastos; veja prós e contras Carro com dinheiro no compartimento do combustível: Para quem percorre quilometragens altas, a economia com o GNV pode compensar o custo do kit

Leia mais

PRINCÍPIOS DE LUBRIFICAÇÃO

PRINCÍPIOS DE LUBRIFICAÇÃO PRINCÍPIOS DE LUBRIFICAÇÃO Baseado no principio de que qualquer movimento relativo entre dois corpos (sólidos, líquidos e mesmo gasosos) leva ao surgimento do chamado atrito. Fenômeno que se opõe ao movimento

Leia mais

lubrificantes para motores diesel

lubrificantes para motores diesel lubrificantes para motores diesel presente no mundo. no brasil. na sua vida. PETRONAS TOWERS SEDE PETRONAS NA MALÁSIA PETRONAS, NO CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO. A PETRONAS foi incorporada como uma indústria

Leia mais

Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna. Sistemas auxiliares dos motores

Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna. Sistemas auxiliares dos motores Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna Sistemas auxiliares dos motores SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO O sistema de lubrificação tem como função distribuir o óleo lubrificante entre partes móveis

Leia mais

Guia do comprador de elevadores

Guia do comprador de elevadores Guia do comprador de elevadores Para os profissionais da assistência técnica Automotiva No quê prestar atenção quando se compra um elevador Aumente a Produtividade Melhore o balanço de contas De todas

Leia mais

lubrificantes e combustíveis

lubrificantes e combustíveis lubrificantes e combustíveis Lubrificantes A lubrificação é um dos principais itens de manutenção de máquinas agrícolas e deve ser entendida e praticada para aumento da vida útil das mesmas,devido se tornarem

Leia mais

catálogo AMBRA presente no mundo. no brasil. na sua vida.

catálogo AMBRA presente no mundo. no brasil. na sua vida. catálogo AMBRA presente no mundo. no brasil. na sua vida. PETRONAS TOWERS SEDE PETRONAS NA MALÁSIA PETRONAS, NO CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO. A PETRONAS foi incorporada como uma indústria de óleo nacional

Leia mais

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano Motores Térmicos 9º Semestre 5º ano Aula 20. Sistema de Lubrificação Introdução Tipos de Sistemas de Lubrificação O percurso do óleo lubrificante Componentes do Sistema de lubrificação Óleo lubrificante

Leia mais

PETRONAS TROCA SOB MEDIDA TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SUSTENTABILIDADE

PETRONAS TROCA SOB MEDIDA TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SUSTENTABILIDADE PETRONAS TROCA SOB MEDIDA TECNOLOGIA A SERVIÇO DA SUSTENTABILIDADE presente no mundo. no brasil. na sua vida. Toda a qualidade e tecnologia dos lubrificantes PETRONAS na medida exata da sua necessidade,

Leia mais

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos nova geração de motores a gasolina Guia de produtos VOLVO PENTA MOTORES MARÍTIMOS A GASOLINA O futuro está aqui. A Volvo Penta, líder absoluta em inovações náuticas, estabelece o novo padrão em tecnologia

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

Verde e amarelo: uma marca resistente. Filtros para máquinas agrícolas

Verde e amarelo: uma marca resistente. Filtros para máquinas agrícolas Verde e amarelo: uma marca resistente Filtros para máquinas agrícolas Rendimento elevado como no primeiro dia de trabalho. A gama de produtos MANN-FILTER para máquinas agrícolas: Filtros de ar Filtros

Leia mais

Rua Adelino Teste, 30 - Olhos D Água. BH. MG. CEP: 30390.070. Tel.: 31. 2125.2501. Fax: 31. 2125.2500 www.almaqsantanna.com.br

Rua Adelino Teste, 30 - Olhos D Água. BH. MG. CEP: 30390.070. Tel.: 31. 2125.2501. Fax: 31. 2125.2500 www.almaqsantanna.com.br ExpressoAlmaq Sant'anna nº 19 Lubrificação Importante ítem de manutenção preventiva e produtividade Editorial No primeiro Expresso Almaq Sant Anna de 2002, vamos começar do começo com o treinamento para

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10 DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-10 1) O que significa DBTE? Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos: o S-50 (2012) e o S-10 a partir de 2.013, onde S= enxofre, 10 ou 50 ppm=

Leia mais

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis.

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. GNV Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. REUNIÃO DE ESPECIALISTAS SOBRE TRANSPORTE URBANO SUSTENTÁVEL MODERNIZAR E TORNAR ECOLÓGICA A FROTA DE TÁXIS NAS CIDADES LATINO AMERICANAS

Leia mais

Lubrificantes com Tecnologia XTL para Motores de Veículos Pesados

Lubrificantes com Tecnologia XTL para Motores de Veículos Pesados Lubrificantes Automotive FUCHS Fuel Economy Update SAE 5W-30 *economia de combustível Lubrificantes com Tecnologia XTL para Motores de Veículos Pesados OS NOSSOS LUBRIFICANTES MANTÊM O MUNDO EM MOVIMENTO.

Leia mais

SHELL HELIX ULTRA CORE. Formulação Shell mais avançada para motores de elevado desempenho

SHELL HELIX ULTRA CORE. Formulação Shell mais avançada para motores de elevado desempenho 1 2 SHELL HELIX ULTRA CORE CATEGORIA VISCOSIDADE BENEFÍCIOS Shell Helix Ultra 0W-30, 0W-40, 5W-30, 5W-40 Formulação Shell mais avançada para motores de elevado desempenho Shell Helix Ultra Racing 10W-60

Leia mais

DICAS VOLVO. Olho Vivo no Diesel. olá! nesta edição, vamos falar sobre a qualidade do combustível que você usa no seu Volvo!

DICAS VOLVO. Olho Vivo no Diesel. olá! nesta edição, vamos falar sobre a qualidade do combustível que você usa no seu Volvo! Veja outras dicas legais nos DICAS DA VOLVO: Número 2 - Manutenção das unidades injetoras E Número 12 - Direção econômica! Depois de tudo isso... Será que vale mesmo a pena economizar alguns centavos usando

Leia mais

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia.

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Certificado de Garantia. Modelo Controle MonoGás Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

Não abasteça combustível adulterado

Não abasteça combustível adulterado Não abasteça combustível adulterado A maioria das pessoas acha que uma vez que o posto de gasolina tem bandeira (BR, Shell, Texaco, Esso, Ipiranga, etc) a qualidade do combustível está garantida. Não é

Leia mais

Scania Serviços. Serviços Scania.

Scania Serviços. Serviços Scania. Serviços Scania Scania Serviços. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar Tudo bem do o que seu o Scania, você precisa em um para só lugar. cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS

Leia mais

CERTIFICAÇÃO INMETRO. MAIS UMA GARANTIA DA NAKATA PARA VOCÊ.

CERTIFICAÇÃO INMETRO. MAIS UMA GARANTIA DA NAKATA PARA VOCÊ. CERTIFICAÇÃO INMETRO. MAIS UMA GARANTIA DA NAKATA PARA VOCÊ. A partir de 2013, alguns produtos automotivos devem estar certificados pelo Inmetro -- Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia.

Leia mais

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Em um cenário competitivo, o sucesso não é determinado apenas pela oferta

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50. Fonte: Metalsinter

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50. Fonte: Metalsinter DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 1) O que são os Diesel S-50 e S-10? Significa Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos que serão utilizados em veículos: o S-50 e o S-10.

Leia mais

Programas de Manutenção Scania.

Programas de Manutenção Scania. . Melhor performance, maior economia. SCAN1112_0857_Folheto_210x297mm.indd 1 A alta produtividade que somente um Scania pode apresentar é potencializada com os Programas de Manutenção Scania. Para oferecer

Leia mais

MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS.

MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS. MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS. Estela Rögelin Prass 1 Evandro Boneberg Prass 2 Amilto Müller 3 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo, apresentar um plano de negócio, os estudos e análise

Leia mais

CatálogodeProdutos ÓleoseGraxas Automotivas

CatálogodeProdutos ÓleoseGraxas Automotivas CatálogodeProdutos ÓleoseGraxas Automotivas EMPRESA CERTIFICADA A Empresa Fundada em 1969, a ELVIN LUBRIFICANTES, acumula em seus 44 anos de história, capacidade fabril, know how e qualidade na fabricação

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50

DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 DÚVIDAS FREQUENTES SOBRE O DIESEL S-50 1) O que são os Diesel S-50 e S-10? Significa Diesel de Baixo Teor de Enxofre. Aqui no Brasil são dois os tipos que serão utilizados em veículos: o S-50 e o S-10.

Leia mais

Equipamento de Compactação. Built to last

Equipamento de Compactação. Built to last Built to last Equipamento de Compactação Placas Vibratórias de Solo e Asfalto Trabalhos fortes exigem máquinas fortes Projetada para atender as altas demandas das empresas de aluguel e empreiteiras, a

Leia mais

Um mix mais completo. para otimizar o seu tanque

Um mix mais completo. para otimizar o seu tanque Um mix mais completo para otimizar o seu tanque Quando se trata de otimizar o seu tanque, a linha da Alfa Laval oferece uma ampla gama de possibilidades. Nenhum outro fornecedor oferece para você uma

Leia mais

Toyota é a melhor classificada no ranking de satisfação com o processo de vendas de veículos novos pelo segundo ano consecutivo

Toyota é a melhor classificada no ranking de satisfação com o processo de vendas de veículos novos pelo segundo ano consecutivo J.D. Power do Brasil informa: Toyota é a melhor classificada no ranking de satisfação com o processo de vendas de veículos novos pelo segundo ano consecutivo Proporcionar uma excelente experiência ao cliente

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ SEAD CENTRAL DE LICITAÇÕES DO ESTADO CEL

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ SEAD CENTRAL DE LICITAÇÕES DO ESTADO CEL GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DO ESTADO DO PIAUÍ SEAD CENTRAL DE LICITAÇÕES DO ESTADO CEL EXTRATO PUBLICAÇÃO PARCIAL XXXIV/2005 PROCESSO ADMINISTRATIVO 062/2005 CEL/SEAD SISTEMA

Leia mais

Suprimentos originais HP

Suprimentos originais HP Suprimentos originais HP Entendendo a função dos suprimentos HP na qualidade e confiabilidade da impressão. Cada vez que você utilizar suprimentos originais HP, terá impressos produzidos por componentes

Leia mais

Processo de fundição: Tixofundição

Processo de fundição: Tixofundição Processo de fundição: Tixofundição Disciplina: Processos de Fabricação. Professor Marcelo Carvalho. Aluno: Gabriel Morales 10/44940. Introdução O processo de fabricação conhecido como fundição pode ser

Leia mais

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar.

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. Serviços Scania Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS SCANIA Serviços Scania. Máxima disponibilidade do seu veículo para o melhor desempenho

Leia mais

Os ganhos ambientais para a sociedade

Os ganhos ambientais para a sociedade Proconve P7 Diesel e emissões A nova legislação 2012 Tudo o que você deve saber sobre o proconve P7 A nova etapa Proconve P7 estabelece limites de emissões mais rígidos para veículos pesados a diesel.

Leia mais

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água

Amboretto Skids. Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel e água Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, celulose e água 1 Disponível para Locação, Leasing e Cartão Amboretto Skids Soluções e manuseio de fluidos para indústria de óleo, gás, papel

Leia mais

Óleos Lubrificantes Automotivos

Óleos Lubrificantes Automotivos Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho UNESP Faculdade de Engenharia de Bauru Departamento de Engenharia Mecânica MANUTENÇÃO E LUBRIFICAÇÃO DE EQUIPAMENTOS Óleos Lubrificantes Automotivos

Leia mais

ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE. O diferencial que sua empresa busca para os negócios

ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE. O diferencial que sua empresa busca para os negócios ENTREGAS RÁPIDAS, EFICIENTES E COM QUALIDADE O diferencial que sua empresa busca para os negócios Índice APRESENTAÇÃO 03 CAPÍTULO 1 MOTIVOS DE SOBRA PARA TERCERIZAR SUA FROTA! 05 CAPÍTULO 2 POR QUE A TRANSMIT?

Leia mais

63 Química na cozinha: observando a chama

63 Química na cozinha: observando a chama A U A UL LA Atenção Mãos à obra Química na cozinha: observando a chama Vamos dar continuidade ao estudo que iniciamos na Aula 62, sobre reações químicas, aprofundando nossa compreensão sobre a reação de

Leia mais

ÓLEO DE MOTOR GENUINO HONDA

ÓLEO DE MOTOR GENUINO HONDA ÓLEO DE MOTOR GENUINO HONDA Designação: SAE 10W30 MA JASO T903 MA Embalagem de 1 litro Embalagem de 1Litro 08232M99SL1HE 13,90 Designação: SAE 10W30 MA JASO T903 MA Embalagem de 4 litros Embalagem de 4Litros

Leia mais

Extrusão de tubos, cabos e fios

Extrusão de tubos, cabos e fios Sistemas de marcação e codificação Extrusão de tubos, cabos e fios Conhecemos os desafios únicos que você enfrenta em suas linhas de produção Mais que qualquer outro setor, a produção de fios, cabos ou

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

BAIXA MANUTENÇÃO, EXCEPCIONAL RENDIMENTO

BAIXA MANUTENÇÃO, EXCEPCIONAL RENDIMENTO BAIXA MANUTENÇÃO, EXCEPCIONAL RENDIMENTO O projeto fundamental das bombas Iwaki Air manteve-se constante através dos anos. Este legado de qualidade significa que as bombas tem uma longa vida útil e não

Leia mais

Processo de Forjamento

Processo de Forjamento Processo de Forjamento Histórico A conformação foi o primeiro método para a obtenção de formas úteis. Fabricação artesanal de espadas por martelamento (forjamento). Histórico Observava-se que as lâminas

Leia mais

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO

Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO Referência na fabricação de lençóis de borracha com altíssima resistência ao desgaste CATÁLOGO A Pang do Brasil é uma empresa com 36 anos de experiência na fabricação de peças para revestimento em borracha.

Leia mais

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas

Hardware Básico. Refrigeração. Professor: Wanderson Dantas Hardware Básico Refrigeração Professor: Wanderson Dantas Ventoinhas Ventoinhas são pequenos ventiladores que melhoram o fluxo de ar dentro do computador, trazendo ar frio para dentro do computador e removendo

Leia mais

Jornada de Trabalho: 44 horas semanais. Repouso remunerado por escala de revezamento

Jornada de Trabalho: 44 horas semanais. Repouso remunerado por escala de revezamento O Profissional Postos Combustíveis FRENTISTA Requisito de escolaridade para exercício da função: Mínimo: Ensino fundamental completo; Comum: Ensino médio em curso; Desejável: estudantes universitários.

Leia mais

A pista de fórmula 1 para recipientes

A pista de fórmula 1 para recipientes A pista de fórmula 1 para recipientes Ele alcança altas velocidades e é impressionante devido a sua alta performance e eficiência: o sistema para transporte de recipientes HEUFT conveyor é uma verdadeira

Leia mais

6 Manutenção de Tratores Agrícolas

6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6 Manutenção de Tratores Agrícolas 6.1 Introdução Desenvolvimento tecnológico do país Modernização da agricultura Abertura de novas fronteiras agrícolas Aumento no uso de MIA Aumento da produtividade Maiores

Leia mais

F lu í d o s Re f ri g e r ant es. Capital Comércio de Refrigeração Ltda. Rua Guaiaúna, 380 São Paulo SP www.capitalrefrig.com.br

F lu í d o s Re f ri g e r ant es. Capital Comércio de Refrigeração Ltda. Rua Guaiaúna, 380 São Paulo SP www.capitalrefrig.com.br F lu í d o s Re f ri g e r ant es Alte rnat ivos NOSSO OBJETIVO COM ESTA A P RESENTAÇÃO Nosso objetivo! Compartilhar uma visão presente e futura para fluidos refrigerantes; Ajudar nossos clientes na tomada

Leia mais

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo.

TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. TPM no Coração do Lean Autor: Art Smalley. Tradução: Odier Araújo. A Manutenção Produtiva Total (TPM) tem sido uma ferramenta muito importante para os setores de manufatura intensivos em equipamentos.

Leia mais

Perguntas mais Frequentes

Perguntas mais Frequentes Perguntas mais Frequentes 1. O que significa PROCONVE fases P7 e L6? PROCONVE é o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores, criado pelo conselho Nacional de Meio Ambiente - CONAMA.

Leia mais

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer

Create PDF with GO2PDF for free, if you wish to remove this line, click here to buy Virtual PDF Printer A DIFERENÇA ENTRE GASOLINA E DIESEL HISTÓRICO Gasolina e diesel são produtos do refino de petróleo cru, achado no seu estado natural no subsolo em várias partes do mundo. Já o petróleo cru é um fluído

Leia mais

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?!

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! 20 dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! * Válido para veículos a partir do chassi 107000 É ISSO AÍ! MANTENHA A MANUTENÇÃO

Leia mais

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor.

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Objetivos Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Descrição Neste módulo são abordados os princípios de funcionamento do motor Ciclo Otto,

Leia mais

People. Passion. Performance.

People. Passion. Performance. People. Passion. Performance. Apresentando Chicago Pneumatic É simples assim. Você tem trabalho a fazer e clientes a atender. A CP está aqui para ajudá-lo a realizar seu trabalho, sem compromisso. Nosso

Leia mais

FILTROS. Filtros / Filters. Catálogo Catalogo Catalog. Vehicles: Passenger Cars & Light Trucks, Heavy Trucks, Buses & Off Highway

FILTROS. Filtros / Filters. Catálogo Catalogo Catalog. Vehicles: Passenger Cars & Light Trucks, Heavy Trucks, Buses & Off Highway FILTROS Filtros / Filters Catálogo Catalogo Catalog Vehículos: Paseo y Camionetas, Camiones, Autobuses y Vehículos Fuera de Carretera Veículos: Passeio e Pickups, Caminhões, Ônibus e Máquinas Agrícolas

Leia mais

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents

O poder. proteger. para. mundo. o seu. 3M Cuidado Institucional. Sorbents 3M Cuidado Institucional Sorbents O poder para proteger o seu mundo A 3M é pioneira no conceito de microfibra e polipropileno, com mais de 25 anos de experiência na fabricação de respiradores descartáveis.

Leia mais

Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil

Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil Álcool combustível histórico e situação atual no Brasil Doutorando: Julio Cesar Neves dos Santos Orientadora: Profa. Ph.D Eunice Maia de Andrade O que é Álcool combustível? Histórico UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

QUADRO DE VENCEDOR TRICAT PEÇAS PARA TRATORES LTDA EP CNPJ: 13.611.894/0001-06 UNIDA ITEM ESPECIFICAÇÃO QUANT. MARCA UNITÁRIO VALOR TOTAL DE LOTE 01

QUADRO DE VENCEDOR TRICAT PEÇAS PARA TRATORES LTDA EP CNPJ: 13.611.894/0001-06 UNIDA ITEM ESPECIFICAÇÃO QUANT. MARCA UNITÁRIO VALOR TOTAL DE LOTE 01 PROCESSO ADMINISTRATIVO: 07.00637/204 PREGÃO ELETRONICO: 060/204 SRP Nº 029/204 TRICAT PEÇAS PARA TRATORES LTDA EP CNPJ: 3.6.894/000-06 ENDEREÇO (Rua, n.º, bairro, cidade e estado): TELEFONE/FAX: (069)

Leia mais

Os carros que menos visitam as oficinas

Os carros que menos visitam as oficinas Getty Images Os carros que menos visitam as oficinas Pesquisa com nossos associados revela quais os modelos e marcas que menos apresentam problemas. Na frente, ficaram os japoneses. 8 Uma preocupação que

Leia mais

Turbocompressores Holset

Turbocompressores Holset Turbocompressores Holset ...Só pode ser Holset Turbocompressores Holset Os turbocompressores Holset são sinônimos de excelência em turbomáquinas e em manipulação de ar em todo o mundo. Projetados e fabricados

Leia mais

TEC OLOGIA JOH DEERE: MAIOR PRODUTIVIDADE COM ME OR CUSTO DE MA UTE ÇÃO. nº 1

TEC OLOGIA JOH DEERE: MAIOR PRODUTIVIDADE COM ME OR CUSTO DE MA UTE ÇÃO. nº 1 TEC OLOGIA JOH DEERE: MAIOR PRODUTIVIDADE COM ME OR CUSTO DE MA UTE ÇÃO nº 1 Treviso x John Deere Uma parceria de futuro Bom Dia! A Treviso, é um grupo composto por 10 concessionárias que representam a

Leia mais

JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO

JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO www.sinto.com.br JATEAMENTO - INTRODUÇÃO APLICAÇÃO O Jateamento com abrasivo é um método de trabalho a frio que consiste no arremesso de partículas contra uma determinada superfície, a elevadas velocidades,

Leia mais

Por: Marco Lassen. Diesel

Por: Marco Lassen. Diesel Por: Marco Lassen Diesel Óleo Diesel e a Evolução do Teor de Enxofre Evolução do Teor de Enxofre 3 Legislação e Teor de Enxofre 2000 ppm 350 ppm 500 ppm 10 ppm 50 ppm 10 ppm EUROPA EURO III EURO IV EURO

Leia mais

Ensaio de fadiga. Em condições normais de uso, os produtos. Nossa aula. Quando começa a fadiga

Ensaio de fadiga. Em condições normais de uso, os produtos. Nossa aula. Quando começa a fadiga A U A UL LA Ensaio de fadiga Introdução Nossa aula Em condições normais de uso, os produtos devem sofrer esforços abaixo do limite de proporcionalidade, ou limite elástico, que corresponde à tensão máxima

Leia mais

Qualidade dos Combustíveis:

Qualidade dos Combustíveis: Qualidade dos Combustíveis: Desafios para a manutenção da qualidade Oswaldo Luiz de Mello Bonfanti Coordenador Nacional do Sistema de Garantia da Qualidade Gestor de Assistência Técnica Ribeirão Preto,

Leia mais

É Semipesado. É Scania. É seu negócio sempre em movimento.

É Semipesado. É Scania. É seu negócio sempre em movimento. SCANIA Caminhões Semipesados É Semipesado. É Scania. É seu negócio sempre em movimento. Rentabilidade é o que nos move. Caminhões Semipesados Scania. Com um autêntico Scania, você sempre conta com resistência,

Leia mais

E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL

E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL Veja 15 dicas para economizar combustível no carro Da maneira de dirigir à escolha da gasolina, saiba o que pode trazer economia de consumo. Não existe mágica.

Leia mais

Manual Prensa Combo 8x1 JD INK JET

Manual Prensa Combo 8x1 JD INK JET Manual Prensa Combo 8x1 JD INK JET JD INK JET Apresentação. O desenvolvimento da prensa JD INK JET, foi criada e acompanhada por engenheiros Coreanos na China, e ao decorrer dos anos fomos aprimorando

Leia mais

Quem somos: Atuando há 15 anos no mercado brasileiro, - Inicialmente importando os produtos acabados dos EUA, posteriormente, envasando.

Quem somos: Atuando há 15 anos no mercado brasileiro, - Inicialmente importando os produtos acabados dos EUA, posteriormente, envasando. Linha Agrícola Quem somos: Atuando há 15 anos no mercado brasileiro, - Inicialmente importando os produtos acabados dos EUA, posteriormente, envasando. - Há mais de 10 anos produz no Brasil todos os produtos,

Leia mais

Apresentação Técnica. Compressores Estacionários CPN. People. Footer Passion. Performance.

Apresentação Técnica. Compressores Estacionários CPN. People. Footer Passion. Performance. Apresentação Técnica Compressores Estacionários CPN People. Footer Passion. Performance. 1. Date Novo CP Nano Compressor de ar de parafuso lubrificado Footer 2. Date Você conhece este Nano? E este Nano?

Leia mais

RESPOSTA TÉCNICA. Preciso de informações sobre reciclagem de thinner, fabricante de máquinas para reciclagem e viabilidade.

RESPOSTA TÉCNICA. Preciso de informações sobre reciclagem de thinner, fabricante de máquinas para reciclagem e viabilidade. RESPOSTA TÉCNICA Título Reciclagem de Thinner Resumo Informações de como é feita a reciclagem de solventes orgânicos como o thinner, fornecedores de equipamentos para reciclagem dos mesmos e viabilidade

Leia mais

dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira!

dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira! 21 dicas DA volvo Cuidados na troca de filtros Tomar certos cuidados ao trocar os filtros pode ser mais importante do que você pensa! Confira! 16 Não descarte os filtros usados em qualquer lugar Cuide

Leia mais

Medida Provisória 532/2011

Medida Provisória 532/2011 Ciclo de palestras e debates Agricultura em Debate Medida Provisória 532/2011 Manoel Polycarpo de Castro Neto Assessor da Diretoria da ANP Chefe da URF/DF Maio,2011 Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural

Leia mais

Câmara dos Deputados. Audiência Pública da Comissão Especial sobre o PL 1013-A/11 (motores a diesel para veiculos leves) Alfred Szwarc

Câmara dos Deputados. Audiência Pública da Comissão Especial sobre o PL 1013-A/11 (motores a diesel para veiculos leves) Alfred Szwarc Câmara dos Deputados Audiência Pública da Comissão Especial sobre o PL 1013-A/11 (motores a diesel para veiculos leves) Alfred Szwarc Brasilia, 03/12/2015 1. Mercado: Licenciamento de Veículos Leves Diesel

Leia mais

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano Motores Térmicos 9º Semestre 5º ano 19 Sistema de Refrigeração - Tópicos Introdução Meios refrigerantes Tipos de Sistemas de Refrigeração Sistema de refrigeração a ar Sistema de refrigeração a água Anticongelantes

Leia mais

5. Resultados e Análises

5. Resultados e Análises 66 5. Resultados e Análises Neste capítulo é importante ressaltar que as medições foram feitas com uma velocidade constante de 1800 RPM, para uma freqüência de 60 Hz e uma voltagem de 220 V, entre as linhas

Leia mais

PFERDErgonomics EDIÇÃO Nº 2

PFERDErgonomics EDIÇÃO Nº 2 PFERDErgonomics EDIÇÃO Nº 2 A ergonomia é uma disciplina que estuda a relação do homem e os ambientes em que ele interage. Um de seus principais objetivos é criar condições adequadas de trabalho tanto

Leia mais

Recomendamos esta seção caso queira se familiarizar mais com o mundo dos pneus automotivos.

Recomendamos esta seção caso queira se familiarizar mais com o mundo dos pneus automotivos. Tudo sobre pneus Aprendendo sobre o pneu Pirelli A experiência de mais de cem anos produzindo tecnologias para pneus permitiu à Pirelli combinar em seus produtos níveis máximos de segurança, longevidade,

Leia mais

HISTÓRICO DA EVOLUÇÃO DAS USINAS

HISTÓRICO DA EVOLUÇÃO DAS USINAS HISTÓRICO DA EVOLUÇÃO DAS USINAS Histórico da evolução das Usinas de Asfalto. USINAS VOLUMÉTRICAS. USINAS BATCH ou GRAVIMÉTRICAS. USINAS DRUM MIX FLUXO PARALELO. USINAS CONTRA FLUXO O processo volumétrico

Leia mais

Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos

Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos Aditivos para Redução de Atrito em Lubrificantes Industriais e Automotivos Conteúdo Agente de Lubricidade Polimérico para Óleos Integrais de Usinagem Agente de Lubricidade Não-Polimérico para Fluidos Hidráulicos

Leia mais

Seja bem vindo ao F1 Race Brasil, sua missão aqui é administrar uma equipe de F1, piloto, fornecedores, estratégias, etc.

Seja bem vindo ao F1 Race Brasil, sua missão aqui é administrar uma equipe de F1, piloto, fornecedores, estratégias, etc. Seja bem vindo ao F1 Race Brasil, sua missão aqui é administrar uma equipe de F1, piloto, fornecedores, estratégias, etc. Se mesmo após ler o Manual você tiver alguma duvida, tente ver se abaixo existe

Leia mais

USO DE ÓLEO BRUTO DE GIRASSOL EM MOTOR DIESEL

USO DE ÓLEO BRUTO DE GIRASSOL EM MOTOR DIESEL USO DE ÓLEO BRUTO DE GIRASSOL EM MOTOR DIESEL José Valdemar Gonzalez Maziero; Ila Maria Corrêa Centro APTA de Engenharia e Automação A retomada de estudos sobre o uso de óleos vegetais como combustível,

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001

TERMO DE ADJUDICAÇÃO. Item 0001 TERMO DE ADJUDICAÇÃO Às 14:41 horas do dia 01 de junho de 2012, o Pregoeiro Oficial da Prefeitura Municipal de Santo Antônio da Patrulha, designado pela portaria 907 após analise da documentação do Pregão

Leia mais

O Cenário Mundial de Lubrificantes

O Cenário Mundial de Lubrificantes ENTREVISTA O Cenário Mundial de Lubrificantes Em visita aos clientes brasileiros, em novembro, Geeta S. Agashe, Vice Presidente da Kline no segmento de energia, uma das mais importantes empresas de consultoria

Leia mais

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES

Inovação TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES Inovação EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA DAS MOTORIZAÇÕES DOSSIER 13 JORGE LIZARDO NEVES O futuro é sem dúvida eléctrico Vem aí a Era de motores menos poluentes e mais eficientes. Quem o diz é o Jorge Lizardo Neves,

Leia mais

Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex

Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex Prêmio AEA 2015 - Projetos de Meio Ambiente Sistema de Partida a Frio Eletrônico Auto-Controlável para Veículos Flex Tadeu Amaral, Fábio Moreira, Fernando Yoshino, Heitor Cavalhieri, Roberta Cruz Centro

Leia mais

Dicas para você e sua família

Dicas para você e sua família Dicas para você e sua família Dicas de Segurança O gás natural Você já sabe que o gás natural é mais leve que o ar e se dissipa rapidamente na atmosfera e que as tubulações de gás possuem dispositivos

Leia mais

Fiat Uno Mille Fire Flex, motor 1.0, 8 válvulas, 2 portas, ano de fabricação/modelo 2012, 0 km. Preço do bem: R$ 22.990,00.

Fiat Uno Mille Fire Flex, motor 1.0, 8 válvulas, 2 portas, ano de fabricação/modelo 2012, 0 km. Preço do bem: R$ 22.990,00. Sonho de consumo de dez Você entre sabe dez quanto brasileiros, custa o seu automóvel carro? de preocupada recursos. A maioria das pessoas, quando decide comprar pode um ser carro, um sorvedouro prestação

Leia mais

Instrução Geral de Preenchimento

Instrução Geral de Preenchimento 1) Significado dos campos de operação abaixo: Instrução Geral de Preenchimento Anexo II da RANP 10/2007 ANEXO II REGISTRO DE PRODUTOS ÓLEO LUBRIFICANTE Operação [ ] Registro Novo [ ] Revalidação [ ] Inclusão

Leia mais

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS SETOR DE MATERIAIS

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS SETOR DE MATERIAIS UFBA-ESCOLA POLITÉCNICA-DCTM DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DOS MATERIAIS SETOR DE MATERIAIS ROTEIRO DE AULAS CONCRETO FRESCO Unidade III Prof. Adailton de O. Gomes CONCRETO FRESCO Conhecer o comportamento

Leia mais

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo

PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC. Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC Carmen Figueiredo PARA SEMPRE CERTIFICAÇÃO FLORESTAL FSC 1ª edição 2005 Realização Apoio CRÉDITOS Produção Ethnos estratégias socio ambientais - ethnosconsultoria@uol.com.br

Leia mais

Combate à poluição: importante como o ar que você respira.

Combate à poluição: importante como o ar que você respira. Combate à poluição: importante como o ar que você respira. Ar A poluição do ar e a sua saúde O que é poluente atmosférico? É toda e qualquer forma de matéria ou energia em quantidade, concentração, tempo

Leia mais

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL COMISSÃO DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL PROJETO DE LEI N o 1.013, DE 2011 Dispõe sobre a fabricação e venda, em território nacional, de veículos utilitários movidos a óleo diesel, e dá

Leia mais

Legislação ambiental 1: uso regular

Legislação ambiental 1: uso regular Os testes tribológicos foram conduzidos em um equipamento específico para este tipo de análise, porque trabalha com pequenas quantidades de materiais (peça, ferramenta e fluído de corte). Tal equipamento

Leia mais