TRABALHO DO PIA EM ENSINO RELIGIOSO 2013 / 2

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRABALHO DO PIA EM ENSINO RELIGIOSO 2013 / 2"

Transcrição

1 SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:6º TURMA(S): A-B-C-D DISCIPLINA: Ensino Religioso PROFESSOR: Antônio Neto ALUNO (A): Nº A T I V I D A D E S DATA: / / 2013 TRABALHO DO PIA EM ENSINO RELIGIOSO 2013 / 2 Leia o texto para responder as questões de 1-8 Os lugares considerados sagrados em diversas tradições religiosas podem ser rio montanhas, cidades, florestas, cavernas, grutas, entre outros. Esses lugares, desde sempre tiveram uma forte atração para muitas pessoas. (Foto ao lado: Estátua do Cristo Redentor Rio de Janeiro Rio de Janeiro). As pessoas que viajam aos lugares sagrados, motivadas geralmente pela fé e devoção são chamadas de peregrinos ou romeiros. Podem ser lugares de encontros periódicos ou permanentes, aos quais afluem peregrinos da mesma crença religiosa ou de crenças diferentes. 1- A partir do texto acima e, das aulas nossas, vimos que os Lugares Sagrados são os locais físicos onde as pessoas se encontram para terem uma experiência mais próxima e, ao mesmo tempo, mais comunitária, mais familiar do Sagrado. Marque a alternativa que melhor representa o significado de Sagrado: ( ) Sagrado é algo que merece nossa veneração, respeito. ( ) Sagrado é tudo aquilo que não deve ser respeitado. ( ) Sagrado é algo que não tem importância. ( ) Sagrado é algo com o qual nós não devemos nos preocupar. ( ) Só é Sagrado aquilo que nós podemos ver, sentir, tocar. 2-Quando dizemos que um local é sagrado, antes de tudo, temos que entender o que é ou o que seria um Lugar. Assim, Lugar é: ( ) Apenas um pedaço de terra. ( ) Um local onde podemos fazer compras. ( ) Um espaço familiar, onde se dão as relações diárias. ( ) Um local de muito perigo. ( ) Apenas uma cachoeira, um rio. 3-Nósvimos queo que torna um lugar Sagrado é a identificação e o valor atribuído a ele. Marque, assim, a alternativa que apresenta a função dos lugares sagrados. ( ) Os lugares sagrados de peregrinação são um espaço privilegiado de manifestação do sagrado, onde o devoto pode realizar uma profunda experiência de fé. ( ) Os lugares sagrados são locais próprios para se ganhar dinheiro com o comercio e o turismo. ( ) Os lugares sagrados não tem função alguma. ( ) Os lugares sagrados são locais comuns, assim como quaisquer outros. ( ) Os lugares sagrados servem somente para embelezar certas cidades. 4- Os Lugares Sagrados são simbolicamente onde o Sagrado se manifesta. Dentre esses lugares destacam-se dois grandes grupos: ( ) Lugares de comércio e lugares de investimentos. ( ) Lugares construídos e lugares na natureza. ( ) Lugares de turismo e lugares de comércio. ( ) Os rios e as igrejas. ( ) As montanhas e as cidades.

2 5- Vimos que vários lugares são considerados sagrados ao longo da história: rios, montanhas, igrejas, cemitérios, etc. Sendo assim, enumere a 2º coluna de acordo com a 1º. 1- Lugares sagrados construídos ( ) Rio Ganges. 2- Lugares sagrados naturais ( ) Catedral de Santiago de Compostela. ( ) Pirâmides do Egito. ( ) Rio Jordão. ( ) Cidade de Jerusalém 6-Observe a imagem: Jerusalém- Palestina. Conhecida como A cidade Santa, foi cenário de conflitos ente o Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo, as quais reivindicam sua posse. Foi invadida onze vezes e destruída em cinco ocasiões distintas. Para os judeus, Jerusalém é a antiga capital de Israel; é considerada como o mais sagrado dos lugares. Para os cristãos é o local onde Cristo ensinou e viveu momentos importantes de suas obras. Para os mulçumanos é o local por onde passou o profeta Maomé e onde está o terceiro mais importante santuário do islã. Milhões de peregrinos afluem anualmente a Jerusalém atraídos pela mística e história sagrada que envolve esse lugar. A partir da imagem acima e, das discussões nossas, tente responder: O que é um lugar sagrado? Quais são as características suas? Porque os lugares de peregrinação são importantes para muitas pessoas? 7-Leia essa pequena história: Toda vez que alguém bronqueava com Mariazinha, ela saía correndo e subia no morro da pedra bonita. Era um lugar no alto de um morro em que havia uma pedra grande de onde podia se ver toda a cidadezinha. Para ela, aquele lugar era sagrado,lá ela se sentia segura, ficava observando de cima toda a cidade e parecia que estava olhando para si mesma e aos poucos ia se acalmando. A partir da atitude de Mariazinha surge uma questão: O que faz com que um lugar seja considerado sagrado? Após responder esse questionamento, dê exemplos de lugares sagrados que você conheça ou que tenha pesquisado. 8- O que torna um lugar sagrado é a identificação e o valor atribuído a ele. A partir dessa frase diga quais lugares são considerados sagrados por você? Explique por quê?

3 Leia o texto: O mundo de hoje é marcado pela grande variedade de religiões existentes ao nosso redor. E um fenômeno interessante é que elas se multiplicam numa intensidade muito grande. Todas carregam sua importância dentro de suas comunidades de fé e, de alguma forma, contribuem de forma positiva para o mundo nosso. Mas, existe algo que sempre deve imperar quando falamos das tradições Religiosas: o Diálogo. Em se tratando de religiões isto é muito importante! Dialogar significa ser capaz de dizer o seu pensamento e escutar o pensamento do outro; não apenas ouvir, mas reconhecer o direito que o outro tem de pensar diferente. Após um momento de diálogo as pessoas não precisam sair todas pensando de igual maneira, mas, o que é fundamental é que elas compreendam os próprios pensamentos e, da mesma forma, compreendam e acolham os pensamentos dos outros. A partir daí, podem se estabelecer formas de estar junto, formas de cooperação em que todos contribuam sem se sentirem obrigados a mudar de opinião. 9- Não existe caminho para o diálogo. O diálogo é o caminho. Partindo dessa afirmação, do texto acima e, das aulas nossas, assinale a alternativa correta. Para que o diálogo aconteça é preciso que... ( ) que as pessoas tenham a mesma opinião. ( ) que a vontade de um prevaleça sobre a do outro. ( ) que cada um tenha sua opinião, sabendo respeitar a opinião do outro. ( ) que cada um tenha sua opinião, crença, prioridade e pronto. 10-As diferenças não podem nos colocar como inimigos e sim como pessoas humanas com culturas e religiões diferentes, com seus valores e suas propostas. Se temos discordâncias temos também valores em comum. Naquilo que não concordamos devemos dialogar e manifestar de modo civilizado nosso ponto de vista e nossas convicções sem agredir os outros. Tendo como base essa afirmação, e, as discussões nossas, assinale a alternativa correta. O Diálogo é importante para... ( ) o desenvolvimento e entendimento das culturas e religiões. ( ) construir a alegria entre as pessoas. ( ) o desenvolvimento das industrias. ( ) o desenvolvimento das riquezas. ( ) o empobrecimento dos povos e culturas. 11- A paz vem de dentro de você mesmo. Não a procure à sua volta. A partir dessa afirmação e, das aulas nossas, assinale a alternativa correta. A paz supõe, entre outras coisas,... ( ) ser feliz. ( ) uma ideia boa. ( ) diálogo entre culturas. ( ) muita alegria. ( ) muita riqueza. 12- A arte de viver é simplesmente a arte de conviver, de coexistir. Tendo como base essa frase e, as pesquisas suas, marque a alternativa correta. Coexistir é o mesmo que... ( ) comunicar-se com o outro. ( ) ser maldoso com o outro. ( ) existir junto com o outro.

4 ( ) ganhar dinheiro. ( ) alegria. 13- Leia a história abaixo: Conta-se certa vez que um índio ancião, muito sábio, porém sempre açoitado por conflitos interiores, havia dito que dentro dele havia algo semelhante a dois lobos ferozes que, continuamente, se digladiavam: um cruel e mau e o outro muito bom. A curiosidade de seus ouvintes foi tamanha que um deles lhe fez a seguinte pergunta: - Na sua opinião, qual dos dois lobos há de vencer a luta? A reposta foi curta e cheia de sabedoria. - Aquele que eu alimentar. Considerando o que você aprendeu ao longo desse ano sobre os ensinamentos das diferentes tradições religiosas e com essa história, escreva três ações que você pode desenvolver diariamente no ambiente em que vive: na família, no grupo de amigos ou na comunidade religiosa a qual você pertence, de modo a tornar melhor a convivência nesses espaços: A cidadania pressupõe respeito à diferença, à diversidade. A partir dessa afirmação e, das pesquisas suas, marque a alternativa correta. Diversidade é... ( ) aquilo que é tudo igual, da mesma maneira. ( ) tudo aquilo que se refere à diferença, à variedade seja religiosa ou cultural. ( ) tudo aquilo que devemos combater. ( ) uma cultura ou religião se achar melhor do que outras. ( ) algo sem importância. 15- Leia o texto: AS CULTURAS EM DIÁLOGO Se a democracia vem dos gregos, o cristianismo, dos judeus e a técnica de meditação, do Oriente... Se as cifras que somamos são árabes, as letras que escrevemos, latinas e a imprescindível roda é chinesa... Se a Ásia ofereceu arroz, os países mediterrâneos o trigo e a América, o milho... Se a raça humana é de todos os/ as Humanos / as desta terra... Por que não lutar para que todas as culturas dialoguem e colaborem na construção

5 de um mundo pleno de justiça e paz? Sabemos que existem culturas diferentes, e que elas manifestam-se diariamente através das mais diversas formas. As diferenças não podem nos colocar como inimigos e sim como pessoas humanas com culturas e religiões diferentes, com seus valores e suas propostas. Se temos discordâncias temos também valores em comum. Naquilo que não concordamos devemos dialogar e manifestar de modo civilizado nosso ponto de vista e nossas convicções sem agredir os outros. A partir do texto acima e, dessa afirmação, elabore um breve resposta demonstrando de que maneira a convivência fraterna com culturas e religiões diferentes ajudaria na construção de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária. 16- Viver em espírito de Tolerância não é perder a identidade religiosa a qual se pertence, mas, pelo contrário, é colocar em prática um ensino que está presente em todas as religiões. Leia o texto a seguir, o qual nos presenteia com uma belíssima reflexão sobre a tolerância e o diálogo. No intervalo de uma mesa-redonda sobre religião e paz entre os povos - na qual participavam Dalai Lama e Leonardo Boff -, eu, Leonardo Boff, maliciosamente, mas também com interesse teológico, perguntei a Dalai Lama, em meu inglês capenga: Santidade, qual é a melhor religião? Esperava que ele dissesse: É o budismo tibetano ou São as religiões orientais, muito mais antigas do que o cristianismo. O Dalai Lama fez uma pequena pausa, deu um sorriso, me olhou bem nos olhos e o que me desconcertou um pouco, por que eu sabia da malícia contida na pergunta, e afirmou: A melhor religião é a que mais te aproxima de Deus. É aquela que te transforma para melhor. Para sair da perplexidade diante de tão sábia resposta, voltei a perguntar: O que me faz melhor? Respondeu ele: Aquilo que te faz mais compassivo (e aí senti a ressonância tibetana, budista, taoísta de sua resposta), aquilo que te faz mais sensível, mais desapegado, mais amoroso, mais humanitário, mais responsável. A religião que conseguir fazer isso de ti é a melhor religião para você. (Fonte:http://www.correiodeuberlandia.com.br) Tendo como base o texto acima e, as discussões em aula, escreva um breve texto sobre a possibilidade ou não de haver uma religião melhor do que outra.

Leia o texto: 1- A partir do texto acima e, das discussões nossas em aula, marque a alternativa que expressa à finalidade dos textos sagrados:

Leia o texto: 1- A partir do texto acima e, das discussões nossas em aula, marque a alternativa que expressa à finalidade dos textos sagrados: SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:7º

Leia mais

O projeto será aplicado em turmas da 3ª série do ensino fundamental, na faixa etária entre 8 e 9 anos.

O projeto será aplicado em turmas da 3ª série do ensino fundamental, na faixa etária entre 8 e 9 anos. 1 TEMA Símbolos religiosos lembranças de uma história 2 SÉRIE 3ª série ou 1ª etapa do ciclo II 3 ALUNO Simone do Rocio Sueke simonesueke@yahoo.com.br 4 OBJETIVOS Perceber a existência de diferentes símbolos

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 8º ANO 18 A, B

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 8º ANO 18 A, B EDUCAÇÃO RELIGIOSA 8º ANO 18 A, B CONTEÚDOS DO EXAME Autoconhecimento. Relacionamento, amor, formação da identidade e afetividade. Sexualidade na perspectiva religiosa. Campanha da Fraternidade 2015 Práticas

Leia mais

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO

Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão ENSINO RELIGIOSO A Aula 5.2 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz Orientais Hinduísmo - Índia Budismo - Índia Taoísmo - China Xintoísmo - Japão 2 A Habilidades: Identificas as diferenças e semelhanças entre as religiões

Leia mais

A missão no contexto asiático

A missão no contexto asiático A missão no contexto asiático Pe. Joachim Andrade SVD Introdução O continente asiático é tão grande e tão diverso é muito difícil dar uma visão clara e contextual da missão dentro de poucos minutos. Além

Leia mais

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C

EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C EDUCAÇÃO RELIGIOSA 7º ANO 17B, C CONTEÚDOS DO EXAME Líderes religiosos, Motivação e Liderança Convivência com o grupo; Amizade e sentido de grupo Os projetos Solidários; O que é um projeto? Olhares sobre

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO. Símbolos Religiosos

ENSINO RELIGIOSO. Símbolos Religiosos SÍMBOLOS RELIGIOSOS Símbolos são imagens que identificam ou representam algo, como também comunicam de maneira resumida e única, ideias, conceitos, mensagens, avisos, e muito mais. Se analisarmos o nosso

Leia mais

Islamismo. Sobre a cultura árabe.

Islamismo. Sobre a cultura árabe. Islamismo O livro sagrado da religião islâmica é chamado Alcorão que é composto por 114 capítulos que traduzem a mensagem de Deus enviada a Maomé, porém, nem sempre foi assim, antes da revelação maometana,

Leia mais

Juventude e Relações Humanas

Juventude e Relações Humanas SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 03 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA.º ANO/EM PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

COLÉGIO MARISTA S.LUÍS ENSINO RELIGIOSO PROF.:Francisco Ferreira. Evolução histórica das reflexões sobre a Felicidade

COLÉGIO MARISTA S.LUÍS ENSINO RELIGIOSO PROF.:Francisco Ferreira. Evolução histórica das reflexões sobre a Felicidade COLÉGIO MARISTA S.LUÍS ENSINO RELIGIOSO PROF.:Francisco Ferreira Evolução histórica das reflexões sobre a Felicidade O Bem Pessoal e o Comunitário O que é o Bem? Bem é a qualidade de excelência ética que

Leia mais

AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO

AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO AS DIRETRIZES CURRICULARES DE ENSINO RELIGIOSO DO ESTADO DO PARANÁ COMO DOCUMENTO DE CONCEPÇÃO E ORIENTAÇÃO NIZER, Carolina do Rocio - SEED/PR carolnizer@seed.pr.gov.br VIEIRA, Wilson José - SEED/PR wilsonjosevieira@seed.pr.gov.br

Leia mais

Lista de exercícios para pra final de História. 5ª série

Lista de exercícios para pra final de História. 5ª série Lista de exer PROVÍNCIA BRASILEIRA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS FILHAS DA CARIDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO COLÉGIO VICENTINO SÃO JOSÉ Rua Pe. José Joaquim Goral, 182 Abranches Curitiba Fone (041) 3355-2200

Leia mais

História Geral. 3ª Edição - 2007

História Geral. 3ª Edição - 2007 História Geral 3ª Edição - 2007 Os Hebreus Localizado a leste da Mesopotâmia, constituía de um vasto planalto desértico rodeado de montanhas, entre a Mesopotâmia e a Índia. O Império Persa constituiu um

Leia mais

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização

Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização Curso: Teologia Prof. Nicanor Lopes Fundamentos, conceitos e paradigmas da evangelização OBJETIVOS DA AULA Oferecer aos estudantes a construção de um conhecimento consistente e crítico sobre Evangelização,

Leia mais

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO

Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 7.1 Conteúdo: Textos Sagrados: orais e escritos O que são os textos sagrados? O texto sagrado nas tradições religiosas 2 CONTEÚDO E HABILIDADES

Leia mais

O povo da Bíblia HEBREUS

O povo da Bíblia HEBREUS O povo da Bíblia HEBREUS A FORMAÇÃO HEBRAICA Os hebreus eram pastores nômades que se organizavam em tribos lideradas por chefes de família denominado patriarca. Principais patriarcas: Abraão, Jacó e Isaac.

Leia mais

Parte 1: Jesus Cristo é a pessoa do evangelho

Parte 1: Jesus Cristo é a pessoa do evangelho Série: Deus e o Evangelho da Esperança Tito: Parte 1: Jesus Cristo é a pessoa do evangelho Texto: Romanos 1:3-4 Tema: O Evangelho Proposta: Esperança entra na minha vida quando eu conheço a pessoa e creio

Leia mais

História Geral. 3ª Edição - 2007

História Geral. 3ª Edição - 2007 História Geral 3ª Edição - 2007 Arábia Pré Islâmica Os Muçulmanos (Religião Islâmica) Caaba Página de um Alcorão do século XIX. O texto sagrado do islamismo, composto de 114 suratas ou capítulos contém

Leia mais

Unidade III. Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. Cidadania e Movimento FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES

Unidade III. Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. Cidadania e Movimento FORTALECENDO SABERES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 17.1 Conteúdo Países árabes; Turquia. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidade:

Leia mais

O Movimento dos Focolares A ESPIRITUALIDADE DA UNIDADE

O Movimento dos Focolares A ESPIRITUALIDADE DA UNIDADE O Movimento dos Focolares A ESPIRITUALIDADE DA UNIDADE O Movimento dos Focolares Movimento Internacional: Está presente em 182 países. Sede Central: Rocca di Papa (Roma), Itália No mundo: Membros: 120

Leia mais

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA

Nº 8 - Mar/15. PRESTA atenção RELIGIÃO BÍBLIA SAGRADA SAGRADA Nº 8 - Mar/15 PRESTA atenção RELIGIÃO! BÍBLIA Apresentação Esta nova edição da Coleção Presta Atenção! vai tratar de um assunto muito importante: Religião. A fé é uma questão muito pessoal e cada

Leia mais

Diversidade Cultural

Diversidade Cultural Diversidade Cultural As grandes Civilizações: - Da África Negra; - Ocidental; - Chinesa; - Japonesa; - Hindu; - Eslava; - Ibero-Americana; - Islâmica. As Civilizações apresentam: - Factores de identidade

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO

PLANEJAMENTO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO COLÉGIO VICENTINO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Rui Barbosa, 1324, Toledo PR Fone: 3277-8150 PLANEJAMENTO ANUAL DE ENSINO RELIGIOSO 6ºs Anos PROFESSOR: André

Leia mais

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano

ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DR. VIEIRA DE CARVALHO Planificação Educação Moral e Religiosa Católica. Ano Letivo 2015/2016 3º Ciclo 7º Ano Unidade Letiva: 1 - As Origens Período: 1º 1. Questionar a origem, o destino e o sentido do universo e do ser humano. As origens na perspetiva científica L. Estabelecer um diálogo entre a cultura e a fé.

Leia mais

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 LOCALIZAÇÃO Compreende a região que se estende do Mar Vermelho e Canal de Suez, no Egito, até o Afeganistão, a leste. Também fazem parte do Oriente Médio a Ilha de Chipre,

Leia mais

ESPIRITUALIDADE E EDUCAÇÃO

ESPIRITUALIDADE E EDUCAÇÃO Instituto de Educação infantil e juvenil Outono, 2013. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo Início: término: total: Edição IX MMXIII texto Grupo A ESPIRITUALIDADE E EDUCAÇÃO Há alguns meses estamos trabalhando

Leia mais

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3

SUMÁRIO. Introdução... 2 Objetivos... 2 Possibilidades de Trabalho... 3 SUMÁRIO Introdução............................................ 2 Objetivos............................................. 2 Possibilidades de Trabalho........................... 3 INTRODUÇÃO A disciplina

Leia mais

Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho

Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Planificação do 7º Ano - Educação Moral e Religiosa Católica Unidades Temáticas Conteúdos Competências Específicas Instrumentos de Avaliação UL1- AS ORIGENS

Leia mais

GRUPO XI 4 o BIMESTRE PROVA A

GRUPO XI 4 o BIMESTRE PROVA A A GERAÇÃO DO CONHECIMENTO Transformando conhecimentos em valores www.geracaococ.com.br Unidade Portugal Série: 6 o ano (5 a série) Período: MANHÃ Data: 17/11/2010 PROVA GRUPO GRUPO XI 4 o BIMESTRE PROVA

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA

A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A ESCOLA CATÓLICA, UMA INSTITUIÇAO DE ENSINO COM MÍSTICA EVANGELIZADORA A escola católica será uma instituiçao com mística evangelizadora UMA ESCOLA A SERVIÇO DA PESSOA E ABERTA A TODOS UMA ESCOLA COM

Leia mais

Web-aula 5. Judaísmo, Cristianismo, Islamismo. José Roberto Bonome

Web-aula 5. Judaísmo, Cristianismo, Islamismo. José Roberto Bonome Web-aula 5 Judaísmo, Cristianismo, Islamismo José Roberto Bonome Pra começo de conversa! Nas diversas sociedades, em tempos remotos, as pessoas tiveram experiências diferentes com o ambiente onde viviam

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Observe a imagem e responda às questões 1 e 2. REPRODUÇÃO 1. Cite dois elementos presentes na imagem que representam a Igreja católica.

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária Caro jovem,, Que alegria saber que como você muitos jovens estão encontrando um caminho para a oração pessoal e diária. Continue animado com a busca de um relacionamento mais pessoal

Leia mais

ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA

ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA ENSINO RELIGIOSO: A TOLERÂNCIA E A INTOLERÂNCIA NA SALA DE AULA 1. Introdução Paula Martins Xavier Faculdade de História, Direito e Serviço Social UNESP/Campus Franca paulaxavier86@yahoo.com.br Gustavo

Leia mais

A palavra APOCALIPSE vem do grego e significa REVELAÇÃO. O livro não revela o fim do mundo, mas trata-se de um livro sobre as revelações de Jesus

A palavra APOCALIPSE vem do grego e significa REVELAÇÃO. O livro não revela o fim do mundo, mas trata-se de um livro sobre as revelações de Jesus - Oi, dona Jurema, como vai? - Tudo bem, e o senhor? - Dona Jurema, a senhora que lê a Bíblia, do que mais gosta? - Ah! Gosto do Apocalipse. O meu entendimento é fraco, mas, esse livro me traz conforto

Leia mais

Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém,

Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém, Uma leitura apressada dos Atos dos Apóstolos poderia nos dar a impressão de que todos os seguidores de Jesus o acompanharam da Galileia a Jerusalém, lá permanecendo até, pelo menos, pouco depois de Pentecostes.

Leia mais

segunda-feira, 20 de agosto de 12

segunda-feira, 20 de agosto de 12 o perigo: abordagens contemporâneas (remakes) Sempre e sempre, de novo, a figura de Jesus tem sido terrivelmente amputada a fim de adaptar-se ao gosto de cada geração. Durante toda a história da igreja

Leia mais

Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos.

Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos. ROGER BOTTINI PARANHOS Bilhões de estrelas no Universo. Imensidão de mundos. "Há muitas moradas na casa de meu Pai" Jesus. www.ramatislajeado.org.br 1 Ciclos de evolução planetária. Nós, espíritos imortais,

Leia mais

Considerações sobre o Evangelho de João

Considerações sobre o Evangelho de João 1 Considerações sobre o Evangelho de João. O Evangelho de João nasceu do anúncio vivo, da memória de homens e mulheres que guardavam e transmitiam os ensinamentos transmitidos por Jesus.. O chão = vida

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _5ª_ TURMA: TURNO: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSOR(A): Equipe de História Roteiro e Lista de recuperação

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

N.º de aulas (tempos letivos) 13 10 9. Apresentação/Avaliação diagnóstica 1 - - Instrumentos de avaliação 1 1 1. Desenvolvimento Programático

N.º de aulas (tempos letivos) 13 10 9. Apresentação/Avaliação diagnóstica 1 - - Instrumentos de avaliação 1 1 1. Desenvolvimento Programático Escola Secundária com 3.º CEB Poeta Al Berto Código 403192 720-902 - Sines Ano letivo: 2014/201 Departamento: Ciências Humanas e Sociais Grupo disciplinar: 290 Disciplina: Educação Moral Religiosa Católica

Leia mais

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno

www.projeto-timoteo.org 2ª edição Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo 1 Apostila do Aluno Como Viver a Plenitude de Deus Projeto Timóteo Coordenador do Projeto Dr. John Barry Dyer Equipe Pedagógica Marivete Zanoni Kunz Tereza

Leia mais

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento

Unidade III. Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. Cidadania e Movimento CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade III Cidadania e Movimento Aula 16.1 Conteúdo Aspectos políticos. A criação dos Estados nas regiões; os conflitos árabe-israelenses. 2

Leia mais

Observe as imagens, que pertencem ao manuscrito de um cronista inca, "Guaman Poma de Ayala" (1526-1614). (1,5)

Observe as imagens, que pertencem ao manuscrito de um cronista inca, Guaman Poma de Ayala (1526-1614). (1,5) Observe as imagens, que pertencem ao manuscrito de um cronista inca, "Guaman Poma de Ayala" (1526-1614). (1,5) Leia as afirmações seguintes, a respeito dos incas e marque a afirmativa INCORRETA. a) Tinham

Leia mais

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati

Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati ESCOLA VICENTINA SÃO VICENTE DE PAULO Disciplina: Ensino Religioso Professor(a): Rosemary de Souza Gelati Paranavaí / / 6º ANO TRADIÇÕES RELIGIOSAS TEXTOS SAGRADOS Se as religiões estão para humanizar

Leia mais

Por ocasião da Marcha para Jesus, o deputado Wasny de Roure. (PT-DF) pronuncia o seguinte discurso: No próximo dia 11 de

Por ocasião da Marcha para Jesus, o deputado Wasny de Roure. (PT-DF) pronuncia o seguinte discurso: No próximo dia 11 de 1 06.06.05 Por ocasião da Marcha para Jesus, o deputado Wasny de Roure (PT-DF) pronuncia o seguinte discurso: No próximo dia 11 de junho teremos mais uma Marcha para Jesus em Brasília, evento que acontece

Leia mais

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil

Israel Operadora. Autoridade no Turismo Religioso. Peregrinações Religiosas no Brasil Israel Operadora Autoridade no Turismo Religioso Peregrinações Religiosas no Brasil Nossa Especialidade A Israel Operadora, empresa do Grupo Skill Supertravel é especializada em turismo religioso. Com

Leia mais

Um sonho possível. O mundo vai ver uma flor Brotar do impossível chão.

Um sonho possível. O mundo vai ver uma flor Brotar do impossível chão. Um Sonho Possível Um sonho possível O mundo vai ver uma flor Brotar do impossível chão. Jesus foi morto e sepultado Um Sonho Possível: Encontrar-me com Deus, através da Cruz de Cristo. Um Sonho

Leia mais

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental Aulas 6 e 7 A Antiguidade Oriental Hebreus (Monoteísmo e judaísmo) III- I- Local: Economia: região da agricultura, Palestina pastoreio ( Canaã (rio ou Jordão) terra prometida ). e comércio Atualmente:

Leia mais

Apocalipse. Contexto:

Apocalipse. Contexto: Apocalipse Contexto: Última década do Século I Imperador Domiciano Culto ao Imperador Perseguição imperial Igreja de mártires João é o último apóstolo vivo João, o último apóstolo vivo, exilado na ilha

Leia mais

Investidura do Hábito Monástico dos Irmãos Johann, Leonardo e Fabrício. 16 de novembro de 2015

Investidura do Hábito Monástico dos Irmãos Johann, Leonardo e Fabrício. 16 de novembro de 2015 Investidura do Hábito Monástico dos Irmãos Johann, Leonardo e Fabrício. 16 de novembro de 2015 Meus caros irmãos: Hoje, memória de Santa Gertrudes, nossos irmãos Johann, Leonardo e Fabrício receberão o

Leia mais

Diálogo, bem comum, dignidade para todos - Papa no Congresso dos EUA 9

Diálogo, bem comum, dignidade para todos - Papa no Congresso dos EUA 9 Diálogo, bem comum, dignidade para todos - Papa no Congresso dos EUA 9 57 Imprimir 2015-09-24 Rádio Vaticana Francisco no Congresso Americano acolhido com grandes aplausos. É a primeira vez que um Papa

Leia mais

Easinfluências do Oriente.

Easinfluências do Oriente. IMPÉRIO BIZANTINO (séc IV a XV) Easinfluências do Oriente. PROFESSOR NICHOLAS GABRIEL MINOTTI LOPES FERREIRA INTRODUÇÃO O império romano caiu, dividiu-se em dois: Ocidental e Oriental. Oi Sua sede Bizâncio

Leia mais

As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo

As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo TRABALHO SOBRE As Três Grandes Religiões Cristianismo, Islamismo e Judaísmo Matéria: Cultura Religiosa Professor: Drº Aluno: Sérgio Moreira dos Santos, RA: 304395781. º do Curso de Direito, período noturno.

Leia mais

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder...

1º ano. 1) Relações de Trabalho, Relações de Poder... Liberdade, propriedade e exploração. A revolução agrícola e as relações comerciais. Capítulo 1: Item 5 Relações de trabalho nas sociedades indígenas brasileiras e americanas. Escravidão e servidão. Divisão

Leia mais

Plano de salvação e História de salvação

Plano de salvação e História de salvação Igreja Nova Apostólica Internacional Plano de salvação e História de salvação O artigo que se segue aborda a questão de como a salvação de Deus se evidencia na realidade histórica. A origem do pensamento

Leia mais

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO

ATIVIDADES ONLINE 9º ANO ATIVIDADES ONLINE 9º ANO 1) (UFV) Das alternativas, aquela que corresponde à causa do acordo entre Israel e a Organização para Libertação da Palestina (OLP) é: a) o fortalecimento do grupo liderado por

Leia mais

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo

CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA INTERATIVIDADE FINAL AULA SOCIOLOGIA. Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Conteúdo: Conflitos religiosos no mundo Habilidades: Reconhecer que a religião muitas vezes esconde razões políticas, econômicas e sociais de inúmeros conflitos no mundo contemporâneo; Reconhecer que a

Leia mais

O!JEJUM!MUÇULMANO!(RAMADÃ)!E!A!IGREJA!BRASILEIRA!

O!JEJUM!MUÇULMANO!(RAMADÃ)!E!A!IGREJA!BRASILEIRA! OJEJUMMUÇULMANO(RAMADÃ)EAIGREJABRASILEIRA Dr.$Jeferson$F$Chagas$ $ O$Ramadã$é$um$mês$especial$a$todo$muçulmano.$É$o$nono$mês$do$calendário$islâmico.$Eles$jejuam$ do$nascer$ao$pôr$do$sol.$acreditam$que$as$portas$dos$céus$se$abrem$e$as$do$inferno$se$fecham$sendo$

Leia mais

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento. .Leitura de textos a teoria científica e a teoria teológica. . Leitura em voz alta

ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Acolhimento. .Leitura de textos a teoria científica e a teoria teológica. . Leitura em voz alta ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes ESCOLA: Escola D. Miguel de Almeida DISCIPLINA: E.M.R.C. ANO: 7.º ANO LETIVO 2013/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS METAS DE APRENDIZAGEM (Registo global

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai. Objetivos 12/4/2012. Identidade e relevância da cristologia. Cláudio Ribeiro

O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai. Objetivos 12/4/2012. Identidade e relevância da cristologia. Cláudio Ribeiro O Deus testemunhado por Jesus Cristo o Pai Cláudio Ribeiro Objetivos Avaliar a doutrina de Trindade suas raízes, premissas fundamentais, ênfases e mudanças no contexto global da história da Igreja e as

Leia mais

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes

Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2. prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes Colégio Jardim São Paulo 2012 9 os Anos. ORIENTE MÉDIO 2 prof. Marcelo Duílio profa. Mônica Moraes 1 ORIENTE MÉDIO Quadro político e socioeconômico Essa região divide se politicamente em uma porção continental:

Leia mais

Papa Bento XVI visita o Brasil

Papa Bento XVI visita o Brasil Papa Bento XVI visita o Brasil Análise Segurança Fernando Maia 23 de maio de 2007 Papa Bento XVI visita o Brasil Análise Segurança Fernando Maia 23 de maio de 2007 No período de 09 a 13 de maio, o Papa

Leia mais

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG

VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG VALORES CULTURAIS (INDÍGENAS) KAINGANG Um cacique kaingang, meu amigo, me escreveu pedindo sugestões para desenvolver, no Dia do Índio, o seguinte tema em uma palestra: "Os Valores Culturais da Etnia Kaingáng".

Leia mais

Nasce uma nova Igreja

Nasce uma nova Igreja Nasce uma nova Igreja O Livro dos Atos dos Apóstolos é a segunda parte do Evangelho de São Lucas. No Evangelho, Lucas apresenta a vida e a atividade terrena de Jesus como a grande viagem que vai da Galiléia

Leia mais

Os encontros de Jesus. sede de Deus

Os encontros de Jesus. sede de Deus Os encontros de Jesus 1 Jo 4 sede de Deus 5 Ele chegou a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, que ficava perto das terras que Jacó tinha dado ao seu filho José. 6 Ali ficava o poço de Jacó. Era mais ou

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - História - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - História - 2º Bimestre Capítulo 5 1) O que se entende por Crescente Fértil? E quais regiões correspondiam? 2) Qual a importância dos rios para a história da humanidade? 3) Leia as afirmações abaixo: I Civilização é o estágio

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA.

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA. SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA. Proposta de organização de sequência de aulas de Ensino Religioso Autores: Carolina do Rocio Nizer (DEB),

Leia mais

CURRÍCULO 2014/2015. Disciplina: EMRC Ano de Escolaridade: 7º. 1.º Período Aulas Previstas: 13

CURRÍCULO 2014/2015. Disciplina: EMRC Ano de Escolaridade: 7º. 1.º Período Aulas Previstas: 13 CURRÍCULO 2014/2015 Disciplina: EMRC Ano de Escolaridade: 7º 1.º Período Aulas Previstas: 13 Conteúdos As origens 7. ano Unidade Lectiva 1 A maravilha do Universo e a grandeza do ser humano Os dados da

Leia mais

Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus

Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus Prédica sobre texto do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo, segundo o evangelista Marcos 12.28-34. Falar mais do amor de Deus Prezada comunidade! O tema de nosso culto é Falar mais do amor de Deus.

Leia mais

Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005)

Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005) Diálogo de Lama Lhundrup com os pacientes a um Hospital em Brasília (2005) Lhundrup: Sou um monge budista. Estou muito contente em encontrar vocês. Vocês já encontraram um monge budista antes? Uma paciente:

Leia mais

Construindo a nova relação entre judeus e cristãos

Construindo a nova relação entre judeus e cristãos Os Doze Pontos de Berlim e A História da Transformação de um Relacionamento I Construindo a nova relação entre judeus e cristãos No verão de 1947, 65 judeus e cristãos de 19 países reuniram-se em Seelisberg,

Leia mais

Uma tradução inspirada?

Uma tradução inspirada? Septuaginta - Uma Tradução da Bíblia que Mudou o Mundo Quando o profeta de Deus, Moisés, começou a escrever a Bíblia há mais de 3.500 anos, apenas uma nação pequena podia lê-la. (Deuteronômio 7:7) Era

Leia mais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais

Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Artes Visuais Colégio Pedro II Departamento de Desenho e Campus São Cristóvão II Coordenador pedagógico de Disciplina: Shannon Botelho 7º ano. TURMA: NOME: nº ARTE PÁLEO-CRISTÃ OU DAS CATACUMBAS Surgiu com os primeiros

Leia mais

A revelação do Sétimo Selo

A revelação do Sétimo Selo A revelação do Sétimo Selo Apocalipse 8:1. E havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora. Em todos os demais selos que João escreveu haviam símbolos. Primeiro selo: cavalo

Leia mais

Lição 1 Sábado, 4 de outubro de 2014. Achamos o Messias. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. João 1:29.

Lição 1 Sábado, 4 de outubro de 2014. Achamos o Messias. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. João 1:29. Lição 1 Sábado, 4 de outubro de 2014. Achamos o Messias Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. João 1:29. João foi enviado no espírito e poder de Elias a fim de preparar o caminho para Jesus.

Leia mais

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes Árabes Componentes: Sabrina, Lucille,Giovana, M, Lucas C, João Vitor Z, Samuel. Disciplina: Estudos Sociais, Informática Educativa, Língua Portuguesa. Professores: Uiliam Michael, Cristiane Keller, Daniele

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO

COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO COLÉGIO ESTADUAL PEDRO ARAUJO NETO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO General Carneiro 2010 APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO. O Ensino Religioso existiu num primeiro

Leia mais

Educação Moral e Religiosa Católica Gestão e Planificação: Ano Lectivo 2015/16

Educação Moral e Religiosa Católica Gestão e Planificação: Ano Lectivo 2015/16 METAS CURRICULARES 3º Ciclo do Ensino Básico DOMÍNIOS RELIGIÃO E EXPERIÊNCIA RELIGIOSA METAS A. Compreender o que são o fenómeno religioso e a experiência religiosa. B. Construir uma chave de leitura religiosa

Leia mais

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante.

Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar perguntas durante a exibição; montar grupos de reflexão após a exibição, e assim por diante. O Catequista, coordenador, responsável pela reunião ou encontro, quando usar esse material, tem toda liberdade de organizar sua exposição e uso do mesmo. Poderá interromper e dialogar com o grupo; montar

Leia mais

RELIGIOSIDADE E CONFLITOS NO MUNDO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br

RELIGIOSIDADE E CONFLITOS NO MUNDO Professor Romulo Bolivar. www.proenem.com.br RELIGIOSIDADE E CONFLITOS NO MUNDO Professor Romulo Bolivar www.proenem.com.br INSTRUÇÃO A partir da leitura dos textos motivadores seguintes e com base nos conhecimentos construídos ao longo de sua formação,

Leia mais

Diferenças entre o mundo rural e o urbano.

Diferenças entre o mundo rural e o urbano. Oficina Urbanização Esta oficina tem como objetivo analisar uma das principais características do mundo atual; a vida em cidades. Pretendemos compreender a evolução das cidades na história e como se configuram

Leia mais

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º

Disciplina ENSINO RELIGIOSO Ano Letivo 2015 Carga Horária 2 Turma 6º B Regime Anual Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º PLANO DE TRABALHO DOCENTE (PTD) Curso Ensino Fundamental Anos Finais Bimestre 1º * Respeito à diversidade religiosa * Declaração universal dos direitos Humanos e Constituição brasileira: respeito à liberdade

Leia mais

O Império Bizantino e o Islã Rupturas e transformações na Europa feudal

O Império Bizantino e o Islã Rupturas e transformações na Europa feudal 1 Observe a imagem abaixo e responda: Obra do artista polonês Piotr Mlodozeniec, na exposição Coexistência, iniciada na cidade de Jerusalém em 2001. 2001-2004 Mayang Adnin and William Smith/Archivo SM/ID/ES

Leia mais

Filosofia. para o dia a dia

Filosofia. para o dia a dia Filosofia para o dia a dia CIP-BRASIL. CATALOGAÇÃO NA PUBLICAÇÃO SINDICATO NACIONAL DOS EDITORES DE LIVROS, RJ P942f Pretti, Gleibe Filosofia para o dia a dia / Gleibe Pretti. - 1. ed. - São Paulo : Ícone,

Leia mais

O Sr. ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO (Prona- SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, manifestamos o especial

O Sr. ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO (Prona- SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, manifestamos o especial O Sr. ELIMAR MÁXIMO DAMASCENO (Prona- SP) pronuncia o seguinte discurso: Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, manifestamos o especial sentimento de ocupar a tribuna para tecermos comentários

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 26/03/2011 Nota: Professora: Élida Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

Reconhecer as diferentes manifestações religiosas, identificando semelhanças e

Reconhecer as diferentes manifestações religiosas, identificando semelhanças e 1 1 Adriana Cardozo Fontana Corá. 6º Período de Pedagogia, noturno. Adriana.cora@bol.com.br 2 TEMA Convivência com o diferente religioso. Ciclo: 1ª etapa do 1º ciclo 1ª série 3 EIXOS TEMÁTICOS ENSINO RELIGIOSO:

Leia mais

Roteiro 5 Os apóstolos de Jesus. A missão dos doze apóstolos.

Roteiro 5 Os apóstolos de Jesus. A missão dos doze apóstolos. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro 1 Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 5 Os apóstolos de Jesus. A missão dos doze apóstolos. 1 2 3 4 5

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5.

Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5. Vendo Jesus as multidões, subiu ao monte e, como se assentasse, aproximaram-se os seus discípulos; e Ele passou a ensiná-los dizendo... Mateus 5.1-2 E na minha nação excedia em judaísmo a muitos da minha

Leia mais

RESOLUÇÃO CEE 05/06 CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO

RESOLUÇÃO CEE 05/06 CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO CEE 05/06 CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO RESOLUÇÃO Nº 5, DE 9 DE MAIO DE 2006. Dispõe sobre a oferta de ensino religioso nas escolas públicas integrantes do Sistema de Ensino do

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

O MUNDO ISLÂMICO Prof. Nilson Urias

O MUNDO ISLÂMICO Prof. Nilson Urias O MUNDO ISLÂMICO Prof. Nilson Urias É a religião com maior número de seguidores e é a religião que mais cresce no mundo. Noite do Destino : Maomé recebe a revelação do anjo Gabriel. Só há um Deus, que

Leia mais

Objetivo. Justificativa

Objetivo. Justificativa Objetivo Levar ao conhecimento da comunidade evangélica, informações pertinentes a temas que tem sido as armas que Satanás mais tem utilizado para aprisionar as ovelhas do rebanho de Deus. Justificativa

Leia mais