SUMARIO SINALIZAÇÃO TÁTIL DE PISO NORMA NBR PISO TÁTIL PISO TÁTIL DE ALERTA... 02

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMARIO SINALIZAÇÃO TÁTIL DE PISO NORMA NBR PISO TÁTIL PISO TÁTIL DE ALERTA... 02"

Transcrição

1 SUMARIO SINALIZAÇÃO TÁTIL DE PISO NORMA NBR PISO TÁTIL PISO TÁTIL DE ALERTA PISO TÁTIL DE DIRECIONAL COMPOSIÇÃO DOS PISOS TÁTEIS DE ALERTA E DIRECIONAL INSTRUÇÕES PARA APLICAÇÃO

2 1.0.0 SINALIZAÇÃO TÁTIL DE PISO NORMA NBR 9050 Esta norma estabelece critérios e parâmetros técnicos para condições de acessibilidade no projeto de construção, instalação, adaptação de edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Um dos requisitos para adequação à norma é a aplicação do piso Tátil PISO TÁTIL Por suas características diferenciadas de textura e coloração, os pisos táteis servem para orientar as pessoas com deficiência visual, em qualquer nível, durante sua passagem pelas áreas internas das agências. Estes pisos permitem identificar, pelo contato dos pés ou de bengalas, eventuais desníveis, mobiliários sobressalentes, rampas, degraus e rotas recomendadas. Os pisos táteis deverão ser de alerta e direcional. Ambos devem atender aos seguintes requisitos básicos: Possuir cor contrastante com o piso do entorno; Não estarem locados junto a pisos com rugosidade similar, que podem confundir a percepção das pessoas com deficiência visual; Quando as peças forem sobrepostas ao piso existente, o desnível entre os pisos deve ser chanfrado e não exceder 2 mm de altura; Quando as peças forem integradas ao piso do entorno não deve existir desnível PISO TÁTIL DE ALERTA O piso tátil de alerta deve ser utilizado para sinalizar ao deficiente visual a mudança de direção dentro da área de atendimento dos correios. Assim, deve ser empregado nas seguintes situações: Sob obstáculos suspensos que tenham entre 0,60 m e 2,10 m de altura quando o volume superior for maior que o da base. Neste caso, a superfície tátil deve exceder em 0,60 m a projeção do obstáculo; 2

3 No início e término de rampas, escadas fixas e passarelas, com largura de 30 cm, afastado no máximo a 0,32 m do ponto de mudança de plano; O piso tátil de alerta deverá colado no contra-piso existente com cola de contato para borracha a Características: Textura composta por um conjunto de relevos tronco-cônicos dispostos conforme a figura acima; Modulação que garanta a continuidade de textura e o padrão da informação; Instalação em posição perpendicular ao sentido do deslocamento; Atender ao dimensionamento de 30 cm x 30 cm e altura do relevo entre 3 mm e 5 mm, conforme especificado na Norma NBR 9050 de acessibilidade para deficientes visuais; Confeccionado com borracha macia e atóxica, antiderrapante e anti-reflexo. Não conter PVC PISO TÁTIL DIRECIONAL O piso tátil direcional deve ser utilizado como referência para o deslocamento das pessoas até o balcão de atendimento, ou onde não houver guia de balizamento. Assim, deve ser empregado nas seguintes situações: 3

4 Ser instalada no sentido do deslocamento; Atender ao dimensionamento de 30 cm x 30 cm, com altura dos relevos entre 3 e 5 m, conforme especificado na Norma NBR 9050 de acessibilidade para deficientes visuais; O piso tátil direcional deverá colado no contra-piso existente com cola de contato para borracha a Características: Textura composta por quatro guias de relevos tronco-cônicos dispostos conforme a figura acima; Modulação que garanta a continuidade de textura e o padrão da informação; Instalação no sentido do deslocamento; Confeccionado com borracha macia e atóxica, antiderrapante e anti-reflexo. Não conter PVC. IMPORTANTE: ambos os pisos (de alerta e direcional) devem ter coloração azul contrastante com o piso do entorno. 4

5 1.3.0 COMPOSIÇÃO DOS PISOS TÁTEIS DE ALERTA E DIRECIONAL A composição dos dois pisos táteis - de alerta e direcional - oferece aos deficientes visuais ou pessoa com baixa visão uma leitura total do espaço. No caso de mudança de direção, a junção do piso tátil de alerta indica o ponto de alteração no trajeto. Figura 1: Composição de pisos táteis de alerta e direcional. 5

6 1.4.0 INSTRUÇÕES PARA APLICAÇÃO Limpar as superfícies, deixando-as isentas de gordura ou oxidação. Aplicar solvente específico e lixar se necessário, utilizar luvas de proteção em todos os procedimentos; Delimitar as partes externas com fita adesiva; Aplicar o piso tátil no chão imediatamente com um auxilio de uma espátula dentada. Posicionar as placas de borracha. Após alguns instantes verificar o posicionamento das placas e corrigir se necessário. Evitar aplicar o produto em partes não desejadas, pois as placas são difíceis serem removidas após a secagem; Retirar as fitas, e se preciso limpar possíveis respingos com o solvente adequado para a remoção dos mesmos. 6

MEMORIAL DESCRITIVO ACESSIBILIDADE ARQ. CÉSAR LUIZ BASSO

MEMORIAL DESCRITIVO ACESSIBILIDADE ARQ. CÉSAR LUIZ BASSO MEMORIAL DESCRITIVO ACESSIBILIDADE RESPONSÁVEL: ARQ. CÉSAR LUIZ BASSO CREA/CAU: A5819-0 CONTRATANTE: OBRA: CAMPUS EIRUNEPÉ LOCAL: AMAZONAS 1 CONTROLE DE REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 26/08/2016 EMISSÃO

Leia mais

3. Que esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação;

3. Que esta Resolução entrará em vigor na data de sua publicação; RESOLUÇÃO CPA/SMPED-G/015/2008 A Comissão Permanente de Acessibilidade CPA, em sua 43ª Reunião Ordinária do corrente ano, realizada em 14 de novembro de 2008, Considerando as disposições do Decreto Municipal

Leia mais

INFRA ESTRUTURA URBANA. Acessibilidade Urbana

INFRA ESTRUTURA URBANA. Acessibilidade Urbana INFRA ESTRUTURA URBANA Acessibilidade Urbana acessibilidade definição Acessibilidade: possibilidade e condição de alcance, para a utilização com segurança e autonomia, de edificações, espaços, mobiliário

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Brasil borracha sintética alerta e direcional.

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Brasil borracha sintética alerta e direcional. TOTAL ACESSIBILIDADE SV. E COM. DE PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE LTDA www.totalacessibilidade.com.br ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO PRODUTO Revisão: 05 Data: 03/12/2015 Página: 1/6 CÓDIGO DO PRODUTO: STH10015S

Leia mais

CARAVANA DA INCLUSÃO, ACESSIBILIDADE E CIDADANIA

CARAVANA DA INCLUSÃO, ACESSIBILIDADE E CIDADANIA CARAVANA DA INCLUSÃO, ACESSIBILIDADE E CIDADANIA GUIA DE ACESSIBILIDADE EM LOCAIS DOS EVENTOS UVESP União de Vereadores do Estado de São Paulo Luiz Baggio Neto Este guia prático de Acessibilidade foi preparado

Leia mais

MANUAL DE ACESSIBILIDADE

MANUAL DE ACESSIBILIDADE ACESSIBILIDADE A acessibilidade tem vantagens para todos os cidadãos, para a comunidade e para o Estado, pois permite o exercício pleno da e participação ativa nos diversos domínios de atividades da sociedade.

Leia mais

NBR 9050:2004 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos

NBR 9050:2004 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos Versões: NBR 9050:2004 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos NBR 9050:2015 (Vigente) Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos Descrição:

Leia mais

Rampas. Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas

Rampas. Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas Rampas Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas RAMPAS: conceito De acordo com a Pontifícia Universidade Católica (2009), as rampas, diferentemente das escadas, podem se constituir meios de circulação

Leia mais

UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II

UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II UNISALESIANO Curso de Arquitetura e Urbanismo Projeto Arquitetônico Interdisciplinar II Prof. Dr. André L. Gamino Araçatuba Setembro - 2013 1 Acessibilidade a Edificações 1.1 Introdução A norma brasileira

Leia mais

SINALIZAÇÃO TÁTIL DE ALERTA NO PISO EM ESCADAS E RAMPAS E SEUS PATAMARES

SINALIZAÇÃO TÁTIL DE ALERTA NO PISO EM ESCADAS E RAMPAS E SEUS PATAMARES Boletim nº2 GT Acessibilidade SINALIZAÇÃO TÁTIL DE ALERTA NO PISO EM ESCADAS E RAMPAS E SEUS PATAMARES A Norma Brasileira de Acessibilidade ABNT NBR 9050, desde sua primeira edição em 01/09/1985, estabelece

Leia mais

4 Acessibilidade a Edificações

4 Acessibilidade a Edificações 4 Acessibilidade a Edificações 4.1 Introdução A norma brasileira NBR 9050 (2004) fixa critérios exigíveis para o projeto e detalhamento de espaços físicos destinados a portadores de necessidades especiais.

Leia mais

Rampas. Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas

Rampas. Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas Rampas Fabrícia Mitiko Ikuta e Verônica de Freitas RAMPAS: CONCEITO De acordo com a Pontifícia Universidade Católica (2009), as rampas, diferentemente das escadas, podem se constituir meios de circulação

Leia mais

6.2 ACESSOS - Condições gerais

6.2 ACESSOS - Condições gerais 6.2 ACESSOS - Condições gerais 6.2.1 Nas edificações e equipamentos urbanos todas as entradas devem ser acessíveis, bem como as rotas de interligação às principais funções do edifício. 6.2.2 Na adaptação

Leia mais

Projeto realizado em disciplina no curso de Engenharia Civil da Unijuí. 2

Projeto realizado em disciplina no curso de Engenharia Civil da Unijuí. 2 ANÁLISE DA ACESSIBILIDADE EM CALÇADAS E PASSEIOS NO MUNICÍPIO DE BOA VISTA DO BURICÁ 1 ANALYSIS OF ACCESSIBILITY IN FOOTWEAR AND TOURS IN THE MUNICIPALITY OF BOA VISTA DO BURICÁ Carla Letícia Hunhoff 2,

Leia mais

ACESSIBILIDADE Arq. Paula Dias

ACESSIBILIDADE Arq. Paula Dias ACESSIBILIDADE DESENHO UNIVERSAL ACESSIBILIDADE Possibilidade e condição de uso, com segurança, autonomia e independência de edificações, espaços, mobiliários, vias públicas, equipamentos urbanos e de

Leia mais

ABNT NBR 9050 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos

ABNT NBR 9050 NORMA BRASILEIRA. Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos NORMA BRASILEIRA ABNT NBR 9050 Segunda edição 31.05.2004 Válida a partir de 30.06.2004 Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos Acessibility to buildings, equipment and

Leia mais

QUESTIONÁRIO PARA SELEÇÃO DE ESTÁGIO_2017

QUESTIONÁRIO PARA SELEÇÃO DE ESTÁGIO_2017 NOME:GABARITO QUESTIONÁRIO PARA SELEÇÃO DE ESTÁGIO_2017 INST. ENSINO: DATA: 01. Com relação ao AutoCAD, assinale a alternativa que apresenta a função correspondente ao ícone da imagem abaixo em português

Leia mais

QUESTIONÁRIO ACESSIBILIDADE ARQUITEÔNICA EM AMBIENTES ESCOLARES

QUESTIONÁRIO ACESSIBILIDADE ARQUITEÔNICA EM AMBIENTES ESCOLARES Prezado(a) Sr(a), Este questionário tem como objetivo mapear e caracterizar a situação da educação dos alunos com deficiência na Rede Estadual de Ensino para auxiliar na melhoria da educação. A sua participação

Leia mais

- A sinalização com piso tátil não seguia o Projeto de Padronização de Calçadas da Prefeitura de Belo Horizonte, o que deve ser regularizado;

- A sinalização com piso tátil não seguia o Projeto de Padronização de Calçadas da Prefeitura de Belo Horizonte, o que deve ser regularizado; LAUDO DE 3 DE JULHO DE 2013 1. CALÇADAS Não havia sinalização com piso tátil de alerta junto às entradas de alguns dos estacionamentos, em desacordo com a NBR 9050, bem como não havia sinalização sonora

Leia mais

FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo. ACESSOS DE EDIFÍCIOS E CIRCULAÇÕES VERTICAIS - escadas. Prof. Manuel Vitor Curso - Edifícios

FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo. ACESSOS DE EDIFÍCIOS E CIRCULAÇÕES VERTICAIS - escadas. Prof. Manuel Vitor Curso - Edifícios FATEC - SP Faculdade de Tecnologia de São Paulo ACESSOS DE EDIFÍCIOS E CIRCULAÇÕES VERTICAIS - escadas Prof. Manuel Vitor Curso - Edifícios Normas pertinentes NBR 9077/1993-2001 (Saídas de Emergência em

Leia mais

Aula 07 Acessibilidade

Aula 07 Acessibilidade Aula 07 Acessibilidade Sumário 1. Introdução 2. Instalações e equipamentos Portas Cozinha Copa / Refeições Sala de estar Banheiro Piso Tátil Elevadores Rampas Cadeiras Elevadoras Plataformas Elevadoras

Leia mais

DECRETO Nº 3057, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015

DECRETO Nº 3057, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 3057, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Dispõe sobre a regulamentação da implementação de piso tátil direcional e de alerta nas calçadas e dá outras providências. O PREFEITO DE

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1 Preliminares 1.1 Atualização de projetos/as Built (A2) 1,00 vb. 50,00 135,00 50,00 135,00 185,00 TOTAL MATERIAL 50,00 TOTAL MÃO-DE-OBRA 135,00 VALOR TOTAL DO ITEM 185,00 2 Implantação

Leia mais

Ambientes. Acessibilidade ao edifício

Ambientes. Acessibilidade ao edifício Acessibilidade ao edifício PROGRAMA ARQUITETÔNICO MÓDULO BÁSICO DATA Ciclo I - Ciclo II - Ensino Médio M1 - M2 - M3 - M4 - M5 - M6 Outubro/ 2008 Ambientes DIRETRIZES DE PROJETO Os aspectos de acessibilidade

Leia mais

AGÊNCIA RIO DE JANEIRO AUTO ATENDIMENTO DAS 8H ÀS 22H

AGÊNCIA RIO DE JANEIRO AUTO ATENDIMENTO DAS 8H ÀS 22H SINLIZÇÃO 2.7 Sinalização visual e tátil noa cesso 180 mm PLC crílico ou policarbonatotransparente 6 mm adesivado pelo verso em película adesiva de vinil jateada, referência SCOTCHCL 3M BR7300-314 FIXÇÃO

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ACESSIBILIDADE

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ACESSIBILIDADE MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO PROJETO DE ADEQUAÇÃO DE ACESSIBILIDADE Este documento técnico tem por finalidade descrever as ações e/ou serviços a serem executados referentes a acessibilidade da Unidade Básica

Leia mais

ACESSIBILIDADE MANUAL DE TERMINAIS RODOVIÁRIOS

ACESSIBILIDADE MANUAL DE TERMINAIS RODOVIÁRIOS ACESSIBILIDADE MANUAL DE TERMINAIS RODOVIÁRIOS Índice Apresentação 06 O que precisa ser adaptado 07 O custo das adaptações 10 Sinalização 12 Piso 14 Sinalização do piso 16 Rampas 18 Como deve ser uma

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ACESSIBILIDADE DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE - UBS

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ACESSIBILIDADE DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE - UBS MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE ACESSIBILIDADE DA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE - UBS LINDÓIA DO SUL, SETEMBRO DE 2017 O presente memorial trata-se do projeto de adequações da Unidade Básica de Saúde na Rua Tamandaré,

Leia mais

INSTALAÇÃO POR COLAGEM DIRETA SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL POR ELEMENTOS DISCRETOS. Gabaritos para colagem direta: alerta e direcional.

INSTALAÇÃO POR COLAGEM DIRETA SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL POR ELEMENTOS DISCRETOS. Gabaritos para colagem direta: alerta e direcional. SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL POR ELEMENTOS DISCRETOS Gabaritos para colagem direta: alerta e direcional. Colagem Direta Utilizando-se os gabaritos que acompanham os produtos, os elementos são colados diretamente

Leia mais

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Durable concreto alerta e direcional.

DESCRIÇÃO DO PRODUTO CORES MODELO Piso tátil Durable concreto alerta e direcional. TOTAL ACESSIBILIDADE SV. E COM. DE PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE LTDA www.totalacessibilidade.com.br ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA DO PRODUTO Revisão: 04 Data: 05/12/2016 Página: 1/6 CÓDIGO DO PRODUTO: STH10030S

Leia mais

CALÇAdA cidada. Conheça as regras para pavimentar sua calçada.

CALÇAdA cidada. Conheça as regras para pavimentar sua calçada. CALÇAdA cidada Essa publicação tem por objetivo divulgar o regramento de construção e manutenção das calçadas da cidade de Canoas. Apresentação Cuidar de sua calçada é um sinal de amor à cidade e de respeito

Leia mais

CALÇADA ACESSÍVEL COMO FAZER SUA CALÇADA DE ACORDO COM O NOVO PADRÃO PASSEIOS PÚBLICOS

CALÇADA ACESSÍVEL COMO FAZER SUA CALÇADA DE ACORDO COM O NOVO PADRÃO PASSEIOS PÚBLICOS CALÇADA ACESSÍVEL COMO FAZER SUA CALÇADA DE ACORDO COM O NOVO PADRÃO PASSEIOS PÚBLICOS INSTRUÇÕES NORMATIVAS - DECRETO N. 5470/2018 SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO...4 2. O QUE É CALÇADA?...5 3. ACESSIBILIDADE...6

Leia mais

GUIA PRÁTICO DE ACESSIBILIDADE

GUIA PRÁTICO DE ACESSIBILIDADE GUIA PRÁTICO DE ACESSIBILIDADE EM EDIFICAÇÕES ÍNDICE APRESENTAÇÃO.......................................... 3 PESSOAS PORTADORAS DE DEFICIÊNCIA OU COM MOBILIDADE REDUZIDA........................... 4 CIRCULAÇÃO

Leia mais

ARQUITETURA INCLUSIVA: Um Estudo da Acessibilidade por Meio de Escada em Um Prédio no Município de Três Lagoas

ARQUITETURA INCLUSIVA: Um Estudo da Acessibilidade por Meio de Escada em Um Prédio no Município de Três Lagoas ARQUITETURA INCLUSIVA: Um Estudo da Acessibilidade por Meio de Escada em Um Prédio no Município de Três Lagoas Heloísa Ferreira de Souza Graduanda em Arquitetura e Urbanismo, Faculdades Integradas de Três

Leia mais

ANEXO I LISTA DE VERIFICAÇÃO EM ACESSIBILIDADE

ANEXO I LISTA DE VERIFICAÇÃO EM ACESSIBILIDADE ANEXO I LISTA DE VERIFICAÇÃO EM ACESSIBILIDADE ITEM DESCRIÇÃO ATENDIMENTO* ETAPA DE VERIFICAÇÃO PELO CONCEDENTE PELO N/A - PELO NÃO OU CONVENENTE Justificar CONVENENTE SIM nesta MANDATÁRIA** NO PROJETO

Leia mais

Artigo produzido na disciplina de Urbanismo no Curso de Graduação em Engenharia Civil da Unijuí - Santa Rosa/RS. 2

Artigo produzido na disciplina de Urbanismo no Curso de Graduação em Engenharia Civil da Unijuí - Santa Rosa/RS. 2 ESTUDO DO PASSEIO PÚBLICO PADRÃO APLICADO NO MUNICIPIO DE SANTA ROSA/RS E COMPARAÇÃO COM A LEGISLAÇÃO VIGENTE 1 STUDY OF PUBLIC PATTERN PUBLIC PATTERN APPLIED NOT MUNICIPALITY OF SANTA ROSA/RS AND COMPARISON

Leia mais

Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho

Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho. Prof. Roberto Monteiro de Barros Filho NOÇÕES DE ESTRUTURAS ESCADAS E RAMPAS Definição de Escada Série de degraus para subiredescer Dicionário Aurélio Construção formada por uma série de degraus, destinadas a ligar locais com diferenças de

Leia mais

GUIA SIMPLIFICADO PARA ANÁLISE E VISTORIA DOS SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA BASEADO NA NBR13434 PARTE 1 E PARTE 2

GUIA SIMPLIFICADO PARA ANÁLISE E VISTORIA DOS SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA BASEADO NA NBR13434 PARTE 1 E PARTE 2 16 GUIA SIMPLIFICADO PARA ANÁLISE E VISTORIA DOS SISTEMAS DE SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA BASEADO NA NBR13434 PARTE 1 E PARTE 2 Objetivo Fixar os requisitos exigíveis que devem ser satisfeitos pela instalação

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO TERMO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA Nº 21/ 2009 Pelo presente instrumento, com fundamento no artigo 5º, 6º, da Lei nº 7.347/85, de 24 de julho de 1985, de um lado, o MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pela Procuradora

Leia mais

PROJETO COMPLEMENTAR DE ACESSIBILIDADE (PCA) RELATÓRIO DE ACESSIBILIDADE

PROJETO COMPLEMENTAR DE ACESSIBILIDADE (PCA) RELATÓRIO DE ACESSIBILIDADE PROJETO COMPLEMENTAR DE ACESSIBILIDADE (PCA) RELATÓRIO DE ACESSIBILIDADE Estacionamento da Inspetoria Regional de Pau dos Ferros Proprietário: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do RN 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE PARA ADEQUAÇÃO DOS ESPAÇOS DO ASILO VILA VICENTINA DE ITAJUBÁ - MG

PROJETO DE ACESSIBILIDADE PARA ADEQUAÇÃO DOS ESPAÇOS DO ASILO VILA VICENTINA DE ITAJUBÁ - MG PROJETO DE ACESSIBILIDADE PARA ADEQUAÇÃO DOS ESPAÇOS DO ASILO VILA VICENTINA DE ITAJUBÁ - MG Kamila Mariana Rocha e Silva¹, Fábio Luís Figueiredo Fernandes² 1 FEPI- Centro Universitário de Itajubá/Engenharia

Leia mais

Instruções de instalação da sinalização PVC de 2mm de espessura e acessórios

Instruções de instalação da sinalização PVC de 2mm de espessura e acessórios Instalação O sistema de sinalização Everlux () pode ser instalado diretamente em vários tipos de superfícies, dependendo do modo de fixação, por colagem ou por meio de parafusos. Se a instalação for por

Leia mais

NORMA BRASILEIRA - ABNT NBR 9050 Segunda edição Válida a partir de

NORMA BRASILEIRA - ABNT NBR 9050 Segunda edição Válida a partir de NORMA BRASILEIRA - ABNT NBR 9050 Segunda edição 31.05.2004 Válida a partir de 30.06.2004 1 Objetivo ( NBR 9050 ) 1.1 Esta Norma estabelece critérios e parâmetros técnicos a serem observados quando do projeto,

Leia mais

a) anel com textura contrastante com a superficie do corrimao, instalado 1,00 mantes das extremidades, conforme figura 57;

a) anel com textura contrastante com a superficie do corrimao, instalado 1,00 mantes das extremidades, conforme figura 57; 5.11.1 As superficies horizontais ou inclinadas (ate 15% em relayao ao piso) contendo informayoes em Braille, pianos e mapas tateis devem ser instaladas a altura entre 0,90 m e 1,10 m, conforme figura

Leia mais

Visite https://www.i9treinamentos.com ANEXO I

Visite https://www.i9treinamentos.com ANEXO I . ITEM. SIM. CALÇADAS. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18. 19. 20. 21 A ANEXO I LISTA DE VERIFICAÇÃO EM ACESSIBILIDADE. ROTA ACES- SÍVEL DESCRIÇÃO AT E N D I M E N TO * ETAPA DE VERIFICAÇÃO

Leia mais

Acessibilidade e Desenho Universal

Acessibilidade e Desenho Universal Acessibilidade e Desenho Universal DESENHO UNIVERSAL De acordo com as definições de Ron Mace (1991), É a criação de ambientes e produtos que podem ser usados por todas as pessoas na sua máxima extensão

Leia mais

PARTE II ACESSIBILIDADE

PARTE II ACESSIBILIDADE PARTE II ACESSIBILIDADE Manual de Sinalização de Acessibilidade - Ano 2013 Detalhamento Técnico Especificações CAPA ACESSIBILIDADE REGRA GERAL PARA CONFECÇÃO DAS PLACAS VISUAL/BRAILLE 1- Todos os textos

Leia mais

TÁTILINOX ACESSIBILIDADE

TÁTILINOX ACESSIBILIDADE A TÁTILINOX ACESSIBILIDADE situada em São Bernardo do Campo, região metropolitana de São Paulo, iniciou suas atividades no ano de 2009, atuando no desenvolvimento de produtos especialmente para pessoas

Leia mais

MANUAL DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO INTERPARQUET

MANUAL DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO INTERPARQUET Manual de limpeza MANUAL DE LIMPEZA E MANUTENÇÃO INTERPARQUET O piso de PVC se destaca devido às suas inúmeras vantagens. Além da beleza e praticidade de instalação, este material oferece facilidade de

Leia mais

SINALIZAÇÃO UNIVERSAL ACESSIBILIDADE NA MOBILIDADE URBANA E A NOVA NBR 9050 : 2015

SINALIZAÇÃO UNIVERSAL ACESSIBILIDADE NA MOBILIDADE URBANA E A NOVA NBR 9050 : 2015 SINALIZAÇÃO UNIVERSAL ACESSIBILIDADE NA MOBILIDADE URBANA E A NOVA NBR 9050 : 2015 O SER HUMANO Estatística Alarmante "As quedas fatais entre idosos representam cerca de 12% de todos os óbitos na população

Leia mais

Carla Moraes Técnica em Edificações CTU - Colégio Técnico Universitário

Carla Moraes Técnica em Edificações CTU - Colégio Técnico Universitário Carla Moraes Técnica em Edificações CTU - Colégio Técnico Universitário PREVENÇÃO SAÍDAS DE EMERGÊNCIA Visam o abandono seguro da população, em caso de incêndio ou pânico, e permitir o acesso de bombeiros

Leia mais

Guia de acessibilidade

Guia de acessibilidade Piso tátil Resumo do guia de calçadas de Campo Grande, para dar maior apoio e informação aos nossos clientes, sobre elaboração e execução das calçadas conforme a legislação da capital, atendendo as condições

Leia mais

Projeto. Calçada para todos. Por uma melhor qualidade de vida. Programa de revitalização do centro

Projeto. Calçada para todos. Por uma melhor qualidade de vida. Programa de revitalização do centro Projeto Calçada para todos Por uma melhor qualidade de vida Programa de revitalização do centro PREFEITURA MUNICIPAL DE GASPAR Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento 2 DIRETRIZES 1) Considerar o

Leia mais

Como NÃO construir uma calçada acessível Ter, 13 de Outubro de :54

Como NÃO construir uma calçada acessível Ter, 13 de Outubro de :54 Basta darmos uma voltinha pela cidade para sentirmos uma certa dificuldade em passarmos livremente pelas calçadas. Se você estiver com um carrinho de bebê então já começa a ficar complicado: desvia daqui

Leia mais

ABNT NBR 9050/04 Reunião de revisão da Norma de Acessibilidade Item 6 Acessos e Circulação

ABNT NBR 9050/04 Reunião de revisão da Norma de Acessibilidade Item 6 Acessos e Circulação ABNT NBR 9050/04 Reunião de revisão da Norma de Acessibilidade Item 6 Acessos e Circulação Resumo Reunião dia 30/07/08 Para dar início aos trabalhos, é preciso ter em mente que a ABNT tem como objetivo

Leia mais

ANEXO II. Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos

ANEXO II. Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos I Normas Gerais ANEXO II Normas para aplicação de pavimentos táteis em espaços públicos 1 Para efeito das presentes normas entende -se por pavimento tátil os pavimentos que utilizam cumulativamente cor

Leia mais

Instruções de instalação da sinalização Sinais, lâminas, adesivos, discos e perfis fotoluminescentes

Instruções de instalação da sinalização Sinais, lâminas, adesivos, discos e perfis fotoluminescentes 1. Escopo Este guia pretende indicar a forma correta de instalação dos diversos elementos que compõem o sistema de segurança Everlux. Para informação complementar deve ser consultado o catálogo da Everlux.

Leia mais

PERICIA NA ACESSIBILIDADE

PERICIA NA ACESSIBILIDADE AGOSTO 2017 Eng. Mecânico Sergio Yamawaki Presidente da Comissão de Acessibilidade do CREA-PR PERICIA NA ACESSIBILIDADE Segundo a ONU - 2012 Deficientes no Mundo 1 bilhão Segundo a ONU - 2012 A cada 5

Leia mais

Acessibilidade & Mobilidade para todos! Acessibilidade em edificações e mobilidade urbana, uma questão mais que social.

Acessibilidade & Mobilidade para todos! Acessibilidade em edificações e mobilidade urbana, uma questão mais que social. ETEC VASCO ANTONIO VENCHIARUTTI MEIO AMBIENTE/SANEAMENTO/EDIFICAÇÕES Acessibilidade & Mobilidade para todos! Acessibilidade em edificações e mobilidade urbana, uma questão mais que social. lamaripalma@hotmail.com

Leia mais

Checklist de Acessibilidade dos Espaços Internos da UFES

Checklist de Acessibilidade dos Espaços Internos da UFES Checklist de Acessibilidade dos Espaços Internos da UFES Introdução Segundo o art. 205 da Constituição Federal de 1988, a educação é um direito de todos e dever do Estado e da família, já que orienta no

Leia mais

TABELA DE PREÇO REGIÃO NORTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/ Valores válido até 31/12/2019

TABELA DE PREÇO REGIÃO NORTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/ Valores válido até 31/12/2019 TABELA DE PREÇO REGIÃO NORTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/2019 - Valores válido até 31/12/2019 SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL COM PISOS TÁTEIS 1 PISO TÁTIL BRASIL BORRACHA

Leia mais

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas

Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas Instruções para Uso dos Guias e Especificações Técnicas 1. Introdução As orientações aqui contidas têm o objetivo de auxiliar a FRANQUEADA na instalação da AGF. Seguindo todas as orientações e tirando

Leia mais

TABELA DE PREÇO REGIÃO CENTRO-OESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/ Valores válido até 31/12/2019

TABELA DE PREÇO REGIÃO CENTRO-OESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/ Valores válido até 31/12/2019 TABELA DE PREÇO REGIÃO CENTRO-OESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Janeiro/2019 - Valores válido até 31/12/2019 SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL COM PISOS TÁTEIS 1 PISO TÁTIL BRASIL

Leia mais

Acessibilidade, conforme a Lei /00: Uma Avaliação da Real Situação do Instituto Federal de Alagoas Campus Marechal Deodoro¹

Acessibilidade, conforme a Lei /00: Uma Avaliação da Real Situação do Instituto Federal de Alagoas Campus Marechal Deodoro¹ Acessibilidade, conforme a Lei 10. 098/00: Uma Avaliação da Real Situação do Instituto Federal de Alagoas Campus Marechal Deodoro¹ Roberta de Sousa Novais², Thaylane Eloise Gomes dos Santos², Givaldo Oliveira

Leia mais

INTRODUÇÃO. Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida SMPED 43

INTRODUÇÃO. Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida SMPED 43 CHECK LIST INTRODUÇÃO Este documento tem como objetivo possibilitar uma verificação rápida dos princípios de acessibilidade de edificações e vias públicas, porém, as instruções complementares para a observância

Leia mais

Linha de Acessibilidade.

Linha de Acessibilidade. Manual de Produto Guerra Metais Linha de Acessibilidade. Qualidade de Corte Corte Laser YAG Qualidade em Dobra Curvadora de Tubos CNC Produto Certificado Associação Brasileira de Normas Técnicas Linha

Leia mais

ACESSIBILIDADE. APRESENTAÇÃO de produtos

ACESSIBILIDADE. APRESENTAÇÃO de produtos APRESENTAÇÃO de produtos ACESSIBILIDADE piso tátil sinalização em braile e alto relevo mapa tátil sinalização visual de degraus estêncil para demarcação proteção de impacto para porta sumário A ADVComm

Leia mais

PROGRAMA AÇÕES FISCAIS PARA ACESSIBILIDADE ESCLARECIMENTOS BÁSICOS PARA O PREENCHIMENTO DO RVH RELATIVOS À ACESSIBLIDADE

PROGRAMA AÇÕES FISCAIS PARA ACESSIBILIDADE ESCLARECIMENTOS BÁSICOS PARA O PREENCHIMENTO DO RVH RELATIVOS À ACESSIBLIDADE GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL AGÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL Superintendência de Planejamento, Normas e Procedimentos PROGRAMA AÇÕES FISCAIS PARA ACESSIBILIDADE PROJETO : ACESSIBILIDADE EM PASSEIOS

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE SÃO PAULO SETEC RI nº. 1188 PARECER TÉCNICO INTERESSADA: Promotoria de Justiça de Itapevi INQUÉRITO CIVIL: nº. 25/07 ASSUNTO: Acessibilidade às pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, no local conhecido

Leia mais

NORMAS ELEVADORES E DE ACESSIBILIDADE

NORMAS ELEVADORES E DE ACESSIBILIDADE ELEVADORES E S DE ACESSIBILIDADE Arquitetos e profissionais da construção civil tendem a começar suas pesquisas sobre acessibilidade buscando informações na 9050 ABNT NBR 9050:2015 Acessibilidade a edificações,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DA ACESSIBILIDADE DA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - 20 DISTRITO, ITABAIANA/SE

MEMORIAL DESCRITIVO DA ACESSIBILIDADE DA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - 20 DISTRITO, ITABAIANA/SE MEMORIAL DESCRITIVO DA ACESSIBILIDADE DA PROCURADORIA REGIONAL DO TRABALHO - 20 DISTRITO, ITABAIANA/SE APRESENTAÇÃO As obras consistem na reforma do acesso principal da Procuradoria Regional do Trabalho

Leia mais

Sistema vertical de transporte Tecnologia das construções Profª Bárbara Silvéria

Sistema vertical de transporte Tecnologia das construções Profª Bárbara Silvéria Sistema vertical de transporte Tecnologia das construções Profª Bárbara Silvéria As escadas servem para unir, por degraus sucessivos, os diferentes níveis de uma construção. Para isso deveremos seguir

Leia mais

Pisos Daud Sempre presente nas grandes obras. Apresentação Corporativa

Pisos Daud Sempre presente nas grandes obras. Apresentação Corporativa Sempre presente nas grandes obras Apresentação Corporativa 2018 A EMPRESA Fundada em 1935 no bairro da Mooca em São Paulo Em 1990 mudou-se para Leme, no interior de São Paulo Fonte: DAUD, 2011 Atendemos

Leia mais

As regras completas para a sinalização de emergência estão contidas na IT-20 Sinalização de Emergência.

As regras completas para a sinalização de emergência estão contidas na IT-20 Sinalização de Emergência. SINALIZAÇÃO As regras completas para a sinalização de emergência estão contidas na IT-20 Sinalização de Emergência. A sinalização de emergência tem como finalidade reduzir o risco de ocorrência de incêndio,

Leia mais

MAPEAMENTO DA ACESSIBILIDADE DO MOBILIÁRIO PÚBLICO DE CAMPINA GRANDE

MAPEAMENTO DA ACESSIBILIDADE DO MOBILIÁRIO PÚBLICO DE CAMPINA GRANDE MAPEAMENTO DA ACESSIBILIDADE DO MOBILIÁRIO PÚBLICO DE CAMPINA GRANDE Autoria: Laudicéia Araújo Santana (orientadora) FACISA/IFPB E-mail: laudiceia.araujo@hotmail.com RESUMO AMPLIADO O tema da pesquisa

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO MOBILIÁRIO CÂMARA DOS VEREADORES CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA

MEMORIAL DESCRITIVO MOBILIÁRIO CÂMARA DOS VEREADORES CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA MEMORIAL DESCRITIVO MOBILIÁRIO CÂMARA DOS VEREADORES CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA PLENARIO VER. SOLY ANTONIO VALIAT 1 INSTRUÇÕES GERAIS: 1.1. Para a fabricação dos móveis é indispensável seguir o projeto, detalhamentos,

Leia mais

11ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Forum Técnico PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS EM ACESSIBILIDADE

11ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Forum Técnico PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS EM ACESSIBILIDADE 11ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Forum Técnico PLANO PLURIANUAL DE INVESTIMENTOS EM ACESSIBILIDADE 2005-2014 1 APRESENTAÇÃO O Metrô de São Paulo encaminhou ao Governo do Estado, através da Secretaria

Leia mais

TABELA DE PREÇO REGIÃO SUDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2017 Atualizada em Janeiro/ Valores validos até 30/06/2017

TABELA DE PREÇO REGIÃO SUDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2017 Atualizada em Janeiro/ Valores validos até 30/06/2017 TABELA DE PREÇO REGIÃO SUDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2017 Atualizada em Janeiro/2017 - Valores validos até 30/06/2017 SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL COM PISOS TÁTEIS 1 PISO TÁTIL BRASIL BORRACHA

Leia mais

MUNICÍPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DE ERECHIM PREFEITURA MUNICIPAL MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PASSEIO PÚBLICO PROPRIETÁRIO: LOCAL: RUA COMANDANTE HENRIQUE SALOMONI, CENTRO ERECHIM - RS TEMPO ESTIMADO DE EXECUÇÃO: 90 DIAS 1 Observações: A obra deverá ser entregue limpa,

Leia mais

TABELA DE PREÇO REGIÃO NORDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/ Valores válido até 31/01/2020

TABELA DE PREÇO REGIÃO NORDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/ Valores válido até 31/01/2020 TABELA DE PREÇO REGIÃO NORDESTE - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/2019 - Valores válido até 31/01/2020 SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL COM PISOS TÁTEIS 1 PISO TÁTIL BRASIL BORRACHA

Leia mais

TABELA DE PREÇO REGIÃO SUL - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/ Valores válido até 31/01/2020

TABELA DE PREÇO REGIÃO SUL - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/ Valores válido até 31/01/2020 TABELA DE PREÇO REGIÃO SUL - PRODUTOS PARA ACESSIBILIDADE - ANO 2019 Atualizada em Maio/2019 - Valores válido até 31/01/2020 SINALIZAÇÃO TÁTIL HORIZONTAL COM PISOS TÁTEIS 1 PISO TÁTIL BRASIL BORRACHA SINTÉTICA

Leia mais

BEPA 2016;13(156):31-38

BEPA 2016;13(156):31-38 Nesta edição Nº 20 Acessibilidade de pessoas com deficiência e mobilidade reduzida nos Serviços de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde Accessibility to the people with disabilities and reduced mobility

Leia mais

CARTILHA DE CALÇADAS ACESSÍVEIS

CARTILHA DE CALÇADAS ACESSÍVEIS CARTILHA DE CALÇADAS ACESSÍVEIS 2018 1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 03 1.1 Calçada Ideal...03 1.2 Definições...03 1.3 O que diz a Lei...04 2. DESENHO DA CALÇADA...05 3. PADRÕES DAS CALÇADAS...06 3.1 Dimensões

Leia mais

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PRAÇA DOS ESPORTES E DA CULTURA MEMORIAL DESCRITIVO E ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA PROJETO: INCÊNDIO Modelo: 3.000 m2 MAIO 2011 SUMÁRIO 1. Apresentação... 03 2. Extintores... 04 3. Iluminação de Emergência...

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM MISSÃO SALESIANA DE MATO GROSSO MANTENEDORA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM MISSÃO SALESIANA DE MATO GROSSO MANTENEDORA INFRAESTRUTURA DA INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LABORATÓRIO DE ADMINISTRAÇÃO: Destinado à realização de aulas práticas. Sua infraestrutura está composta com 33 computadores interligados em redes com

Leia mais

Direito da Acessibilidade nas Escolas: subsídios para a inclusão P R O F ª DRª P R I S CILA M O R E I RA CORRÊA E S E B A /UFU

Direito da Acessibilidade nas Escolas: subsídios para a inclusão P R O F ª DRª P R I S CILA M O R E I RA CORRÊA E S E B A /UFU Direito da Acessibilidade nas Escolas: subsídios para a inclusão P R O F ª DRª P R I S CILA M O R E I RA CORRÊA E S E B A /UFU O DIREITO DA ACESSIBILIDADE NAS ESCOLAS Com a inclusão educacional as escolas

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM MISSÃO SALESIANA DE MATO GROSSO MANTENEDORA

CENTRO UNIVERSITÁRIO CATÓLICO SALESIANO AUXILIUM MISSÃO SALESIANA DE MATO GROSSO MANTENEDORA INFRAESTRUTURA DA INSTITUIÇÃO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR LABORATÓRIO DE CONTABILIDADE: Destinado à realização de aulas práticas. Sua infraestrutura está composta com 32 computadores interligados em redes com

Leia mais

PROJETO COMPLEMENTAR DE ACESSIBILIDADE (PCA1 RELATÓRIO DE ACESSIBILIDADE

PROJETO COMPLEMENTAR DE ACESSIBILIDADE (PCA1 RELATÓRIO DE ACESSIBILIDADE SERVIÇO PUBLICO FEDERAL Avenida Senador Salgado Filho, 1840 - Lagoa Nova - Natal-RN CEP: 59056-000 Tel.: (Oxx84) 4006-7200 Fax: (Oxx84)4006-7203 - E-mail: fiscalizacao@crea-rn.org.br PROJETO COMPLEMENTAR

Leia mais

Ministério da Justiça e Cidadania Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Ministério da Justiça e Cidadania Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência LAUDO / CHECK LIST DE ACESSIBILIDADE PARA AVALIAÇÃO DE CONFORMIDADE ÀS NORMAS DE ACESSIBILIDADE (CONFORME NBR 9050:) TOTAL DE 2 CIDADE São Francisco do Sul ESTADO Santa Cataina RUA / AV Rod. Duque de Caxias

Leia mais

ESTUDO COMPARADO SOBRE A ACESSIBILIDADE DO CAMPUS I DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE- PB EM RELAÇÃO À NBR 9050

ESTUDO COMPARADO SOBRE A ACESSIBILIDADE DO CAMPUS I DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE- PB EM RELAÇÃO À NBR 9050 ESTUDO COMPARADO SOBRE A ACESSIBILIDADE DO CAMPUS I DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE- PB EM RELAÇÃO À NBR 9050 João Joacélio Duarte Araújo Júnior Éder Wilian de Macedo Siqueira Rafael Wesley Barbosa

Leia mais

ROTEIRO BÁSICO PARA VISTORIA

ROTEIRO BÁSICO PARA VISTORIA M I N I S T É R I O P Ú B L I C O F E D E R A L PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO PROCURADORIAS DA REPÚBLICA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO Ações implementadas para a obtenção da acessibilidade

Leia mais

CC ( ) TP ( ) CP( ) PLANILHA DE ORÇAMENTOS - COMPRA DE MATERIAIS E/OU SERVIÇOS 1. OBJETO: MNAUTENÇÃO E COMPLEMENTOS ACESSIBILIDADE

CC ( ) TP ( ) CP( ) PLANILHA DE ORÇAMENTOS - COMPRA DE MATERIAIS E/OU SERVIÇOS 1. OBJETO: MNAUTENÇÃO E COMPLEMENTOS ACESSIBILIDADE FOLHA 1/13 PLANILHA DE ORÇAMENTOS - COMPRA DE MATERIAIS E/OU SERVIÇOS 1. OBJETO: MNAUTENÇÃO E COMPLEMENTOS ACESSIBILIDADE CC ( ) TP ( ) CP( ) 2. ENDEREÇO DE EXECUÇÃO/ENTREGA: Vários locais, conforme TR

Leia mais

Pavimentos Tácteis para Invisuais

Pavimentos Tácteis para Invisuais Pavimentos Tácteis para Pavimentos de Borracha Pavimento de Informação Táctil para Trelleborg Tactil Guidance Systems (TGS) é a solução excelente para a mobilidade de pessoas invisuais e para a redução

Leia mais

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO

SECRETARIA DE PLANEJAMENTO LEI COMPLEMENTAR Nº 019, DE DEZEMBRO DE 2010 Regulamenta os artigos 34, 35, 36, 37, 38 e 39 da Lei Complementar nº002 de 31 de outubro de 1995, que institui o Código de Obras do Município e da outras providências.

Leia mais

Laudo técnico de acessibilidade MODELO DATA R00. 0

Laudo técnico de acessibilidade MODELO DATA R00.  0 Laudo técnico de acessibilidade MODELO DATA R00 www.nucaa.com.br 0 Objetivo Este laudo técnico de acessibilidade tem como objetivo analisar as condições físicas das instalações do edifício localizado em

Leia mais

RECOMENDAÇÕES PARA OS MUNICÍPIOS. a) Necessidades especiais - Adaptabilidade espacial

RECOMENDAÇÕES PARA OS MUNICÍPIOS. a) Necessidades especiais - Adaptabilidade espacial 1 RECOMENDAÇÕES PARA OS MUNICÍPIOS a) Necessidades especiais - Adaptabilidade espacial 2 b) Verificação das barreiras urbanísticas ESCADAS Buracos, desníveis, raízes de árvores, carros estacionados, mesas

Leia mais

portadoras de necessidades especiais participem de atividades que incluem o usode produtos, serviços e informação, mas a inclusão e extensão do uso

portadoras de necessidades especiais participem de atividades que incluem o usode produtos, serviços e informação, mas a inclusão e extensão do uso O que é acessibilidade? Significa não apenas permitirque pessoas portadoras de necessidades especiais participem de atividades que incluem o usode produtos, serviços e informação, mas a inclusão e extensão

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense Reitoria

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal Catarinense Reitoria LAUDO DE ACESSIBILIDADE REITORIA Blumenau/SC, dezembro de 2017 1/12 Marcelo Bradacz Lopes Arquiteto e Urbanista CAU A59736-8 RRT 6444081 2/12 INTRODUÇÃO O Art. 120. da Lei 13.146, de 2015, estabeleceu

Leia mais

PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 2 INFRA ESTRUTURA - FISICA

PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 2 INFRA ESTRUTURA - FISICA PROGRAMA GESTÃO DO PARCEIRO (PGP) MÓDULO 2 INFRA ESTRUTURA - FISICA INFRA ESTRUTURA GESTÃO PGP MODELO DE ATUAÇÃO COMERCIAL INFRA ESTRUTURA INDICADORES PROCESSOS CAPACITAÇÃO ESTRUTURA FÍSICA ESTRUTURA

Leia mais