MANUAL DO PATROCINADOR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO PATROCINADOR"

Transcrição

1 MANUAL DO PATROCINADOR

2 Neste manual você irá encontrar informações sobre os serviços que o trevo criativo oferece aos patrocinadores, além de informações sobre o funcionamento e benefícios das leis de incentivo à cultura em todo o Brasil, divididas nas seguintes seções: QUEM SÃO OS PATROCINADORES DE PROJETOS CRIATIVOS, MARKETING CULTURAL, PRODUTOS DA MEDIAÇÃO, PORQUE USAR O TREVO CRIATIVO, PASSO A PASSO DO CADASTRO E LEIS DE INCENTIVO À CULTURA 1. QUEM SÃO OS PATROCINADORES DE PROJETOS CRIATIVOS MARKETING CULTURAL Benefícios do patrocínio cultural - pessoa jurídica Benefícios do patrocínio cultural - pessoa física Modalidades de patrocínio PRODUTOS DA MEDIAÇÃO Cadastro de perfil de patrocínio Negociação entre patrocinadores e projetos PORQUE USAR O TREVO CRIATIVO PASSO A PASSO DO CADASTRO LEIS DE INCENTIVO À CULTURA

3 1. QUEM SÃO OS PATROCINADORES DE PROJETOS CRIATIVOS Cadastram-se como patrocinadores no trevo criativo pessoas jurídicas que queiram associar sua marca a projetos criativos através de ações de marketing e pessoas físicas interessadas em contribuir com o crescimento da área cultural e projetos criativos no Brasil. 2. MARKETING CULTURAL O marketing cultural é uma ferramenta inovadora da comunicação institucional que rompe barreiras da comunicação tradicional e possibilita a fluidez da mensagem a partir de parâmetros emocionais, com os quais os clientes identificam seu estilo de vida. Através do patrocínio a projetos culturais, a empresa conquista benefícios como mais visibilidade da marca, publicidade gratuita, renúncia fiscal e aumento do nível de comprometimento dos funcionários Benefícios do patrocínio cultural - pessoa jurídica Marketing institucional A divulgação da empresa aliada à proposta do projeto posiciona o patrocinador para seus funcionários, clientes e sociedade como uma empresa socialmente responsável e incentivadora da cultura Mídia A marca do patrocinador é divulgada em todo o material gráfico e mídia paga do projeto, circulando nos meios de comunicação e chegando ao público-alvo de forma eficiente e mais barata em comparação com a propaganda tradicional Renúncia fiscal No caso de patrocínios via leis de incentivo à cultura, o patrocinador pode deduzir de impostos (IR, ICMS, ISS, IPTU) o valor total ou parcial investido no patrocínio, de acordo com as regulamentações estabelecidas por cada lei de incentivo à cultura (federais, estaduais e municipais). 3

4 Responsabilidade social Toda empresa que investe em projetos culturais contribui para o crescimento cultural e social do país. Pesquisas e depoimento de gerentes de marketing confirmam que o consumidor atual reconhece as empresas que praticam patrocínios como instituições mais responsáveis perante a sociedade Benefícios do projeto O patrocinador recebe cotas de ingressos e produtos e outros benefícios definidos no projeto ou acordados em negociação. Para empresas o acesso a este tipo de benefício pode potencializar ações de marketing institucional e merchandising Benefícios do patrocínio cultural pessoa física Renúncia fiscal No caso de patrocínios via leis de incentivo à cultura, o patrocinador pessoa física pode deduzir de impostos (IR ou IPTU) o valor total ou parcial investido no patrocínio, de acordo com as regulamentações estabelecidas por cada lei de incentivo à cultura (federais e municipais) Responsabilidade social Toda pessoa que investe em projetos culturais contribui para o crescimento cultural e social do país Benefícios do projeto O patrocinador recebe cotas de ingressos e produtos e outros benefícios definidos no projeto ou acordados em negociação. Para pessoas físicas esta é uma possibilidade de participar de um projeto cultural de forma mais interativa. 4

5 2.3. Modalidades de patrocínio Incentivo Fiscal Patrocino através da utilização de leis de incentivo à cultura que permitem a pessoas jurídicas e pessoas físicas deduzir de determinados impostos o valor total ou parcial investido no projeto. Veja os limites de renúncia permitido por cada lei na seção LEIS DE INCENTIVO À CULTURA Patrocínio direto Patrocínio realizado com verbas de marketing da empresa, sem utilização de leis de incentivo, oferecendo mais liberdade de negociação entre patrocinadores e proponentes. Pessoas físicas interessadas em estimular o desenvolvimento da cultura e de projetos criativos também patrocinam projetos culturais sem a utilização de leis de incentivo, recebendo como contrapartida os benefícios oferecidos pelos projetos. 3. PRODUTOS DA MEDIAÇÃO O trevo criativo oferece um serviço inovador chamado Mediação. Para os patrocinadores de projetos criativos este serviço contempla: 3.1. Cadastro de perfil de patrocínio O patrocinador preenche gratuitamente um formulário online, no site do trevo criativo, com informações sobre seu potencial de patrocínio e o perfil de projeto que pretende incentivar. Caso necessite, a equipe do trevo criativo pode auxiliar o patrocinador na definição do perfil para o cadastro Negociação entre patrocinadores e projetos Ao detectar projetos afinados com o perfil de patrocínio, o trevo criativo indica os projetos ao patrocinador e o perfil de patrocínio aos proponentes dos projetos. Quando ambos sinalizam interesse é iniciada a negociação, com o objetivo de promover a assinatura do contrato de projeto. A negociação é feita pela equipe do trevo criativo. Durante esta etapa proponentes e patrocinadores poderão propor novas cotas, benefícios e sugerir ações até então não previstas, que deverão ser acordados entre as partes. Para o patrocinador todos os serviços oferecidos pelo trevo criativo são gratuitos. 5

6 4. PORQUE USAR O TREVO CRIATIVO 4.1. Dinamização Recebimento, através de s e ambiente de usuário, somente de projetos compatíveis com a sua política/interesse de patrocínio, não recebendo, assim, projetos fora de seu escopo de incentivo Conveniência O trevo criativo identifica os projetos que se enquadram no perfil cadastrado e informa periodicamente ao patrocinador sem que este precise fazer uma busca por projetos Assessoria As negociações de patrocínio são acompanhadas por uma equipe especializada, que acompanha seus clientes desde a identificação da afinidade entre projeto e patrocinador até a assinatura do contrato de projeto Otimização da seleção de patrocínios Melhor aproveitamento do processo de seleção de patrocínios, com redução de tempo (avaliação somente de propostas dentro do perfil), redução de custos (dispensa necessidade de estrutura para recebimento de projetos e retorno negativo ao proponente) e ampliação das possibilidades de patrocínio (acesso a projetos provenientes de todo o Brasil) Divulgação dos patrocínios nas redes do trevo criativo Todos os projetos realizados através da mediação do trevo criativo serão divulgados no nosso site, nas áreas de notícias e agenda de eventos. Além disso, haverá divulgação nas redes sociais e através de newsletter Gratuidade do serviço Todos os serviços oferecidos pelo trevo criativo ao patrocinador são gratuitos. 6

7 5. PASSO A PASSO DO CADASTRO Siga os passos abaixo para iniciar seu cadastro no trevo criativo 1- Entre no site e acesse o link cadastre-se na página inicial ou no ambiente do Patrocinador. 2- Preencha o cadastro geral com informações de identificação, selecione o perfil patrocinador e clique no botão continuar agora. Atenção! Leia o contrato de serviço e certifique-se que você concorda com nossos termos. 3- Prossiga o cadastro definindo as características de projetos que pretende patrocinar e com informações sobre o seu potencial de patrocínio. 4- Na etapa 3 será necessário entrar com as seguintes informações de texto:. Descrição do patrocinador (pessoa física ou jurídica, área de atuação, tipo de produtos ou serviços, etc) até caracteres. Histórico e política de patrocínio até caracteres 5- Ao final da etapa 3 poderá ser anexado arquivo com material descritivo do patrocinador (doc, jpeg ou pdf). Anexo não obrigatório. 6- Clique no botão finalizar cadastro. 7- Pronto! Seu cadastro foi concluído. Uma mensagem com a confirmação do cadastro e seu código de usuário aparecerá na tela. Esta mesma confirmação será enviada para o seu . Para alterar dados do seu cadastro, cadastrar novos projetos ou cadastrar novos perfis acesse sua área de usuário com seu e senha. Se precisar de ajuda entre em contato conosco que auxiliaremos você no seu cadastro. 6. LEIS DE INCENTIVO À CULTURA No Brasil existem leis de incentivo à cultura de abrangência federal, estadual e municipal. Cada lei possui funcionamento e limites próprios. Abaixo listamos informações sobre percentuais de renúncia fiscal e de dedução permitidos aos patrocinadores em cada lei de incentivo à cultura. BRASIL LEI ROUANET (LEI FEDERAL) IR Pessoas jurídicas contribuintes do IR- tributadas com base no lucro real Pessoas físicas contribuintes do IR Pessoa jurídica 4% do IR Pessoa física 6% do IR 7

8 BRASIL Pessoa Jurídica e Pessoa Física projetos nas áreas: artes cênicas, livro, música instrumental ou erudita, exposição de artes visuais, doação de acervo, audiovisual (curta e média-metragem e difusão), patrimônio cultural e construção e manutenção de teatros e cinemas em municípios com menos de 100 mil habitantes. dedução: 100% do valor patrocinado Pessoa Jurídica projetos das demais áreas dedução: 30% do valor patrocinado contrapartida: 70% do valor patrocinado Pessoa Física projetos das demais áreas dedução: 60% do valor patrocinado contrapartida: 40% do valor patrocinado LEI DO AUDIOVISUAL (LEI FEDERAL) - IR Pessoas jurídicas contribuintes do IR- tributadas com base no lucro real Pessoas físicas contribuintes do IR patrocinador adquire cotas dos direitos de comercialização da obra: Pessoa jurídica 1% do IR Pessoa física 3% do IR patrocinador investe na obra sem adquirir cotas: Pessoa jurídica 4% do IR Pessoa física 6% do IR dedução: 100% do valor patrocinado BAHIA CEARÁ REGIÃO NORDESTE LEI ESTADUAL BAHIA ICMS Pessoa jurídica contribuinte do ICMS no estado da Bahia. 5% do ICMS a recolher anual superior a R$ ,00 7,5% do ICMS a recolher anual entre R$ ,01 e R$ ,00 10% do ICMS a recolher anual até R$ ,00 projeto que não possua nome do patrocinador no título projeto que possua o nome do patrocinador no título dedução: 40% do valor patrocinado contrapartida: 60% do valor patrocinado LEI ESTADUAL DO CEARÁ ICMS Pessoa jurídica contribuinte do ICMS no estado do Ceará. 2% do ICMS 8

9 patrocínio com finalidade promocional quando há participação do patrocinador no resultado financeiro do projeto dedução: 50% do valor patrocinado contrapartida: 50% do valor patrocinado LEI ESTADUAL RIO GRANDE DO NORTE - ICMS Pessoa jurídica contribuinte do ICMS no estado do Rio Grande do Norte. 2% do ICMS RIO GRANDE DO NORTE LEI MUNICIPAL NATAL ISS/IPTU Pessoas jurídicas contribuintes do ISS ou do IPTU no município de Natal. Pessoas físicas contribuintes do IPTU no município de Natal. 20% do ISS 20% do IPTU patrocínio com finalidade promocional quando há participação do patrocinador no resultado financeiro do projeto dedução: 30% do valor patrocinado contrapartida: 70% do valor patrocinado PARÁ REGIÃO NORTE LEI ESTADUAL PARÁ ICMS Pessoas jurídicas contribuintes do ICMS no estado do Pará. 5% do ICMS LEI MUNICIPAL BELÉM ISS/IPTU Pessoas jurídicas contribuintes do ISS ou do IPTU no município de Belém. Pessoas físicas contribuintes do IPTU no município de Belém. 20% do ISS 20% do IPTU 9

10 REGIÃO SUDESTE ESPIRITO SANTO MINAS GERAIS LEI MUNICIPAL VITÓRIA ISS/IPTU Pessoas jurídicas e pessoas físicas contribuintes do ISS ou do IPTU no município de Vitória 20% do ISS 20% do IPTU dedução: 100% do valor patrocinado LEI ESTADUAL ICMS Pessoas jurídicas contribuintes do ICMS no estado de Minas Gerais. 10% do ICMS devido Receita bruta anual entre e milhões 7% do ICMS devido Receita bruta anual acima de até milhões 3% do ICMS devido Receita bruta anual acima de milhões LEI MUNICIPAL BELO HORIZONTE ISS Pessoas jurídicas contribuintes do ISS no município de Belo Horizonte. 20% do ISS dedução: 100% do valor patrocinado RIO DE JANEIRO LEI ESTADUAL - ICMS Pessoas jurídicas contribuintes do ICMS no estado do Rio de Janeiro 4% do ICMS a cada período - produções nacionais 1% do ICMS a cada período - produções estrangeiras projetos sem ligação específica com patrocinador projetos que tenham o nome do patrocinador ou realizados em instituições vinculadas a ele dedução: 60% do valor patrocinado contrapartida: 40% do valor patrocinado projetos com realização condicionada à comercialização exclusiva de produtos do patrocinador dedução: 40% do valor patrocinado contrapartida: 60% do valor patrocinado LEI MUNICIPAL RIO DE JANEIRO ISS Pessoas jurídicas contribuintes do ISS no município do Rio de Janeiro. 10

11 20% do ISS (limitado a R$ ,00) projetos classificados como especiais dedução: 75% do valor patrocinado contrapartida: 25% do valor patrocinado projetos classificados como normais dedução: 50% do valor patrocinado contrapartida: 50% do valor patrocinado SÃO PAULO LEI ESTADUAL ICMS Pessoas jurídicas contribuintes do ICMS no estado do São Paulo. 0,038% - imposto a recolher anual igual ou superior a R$ ,00 0,06% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,10% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,15% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,20% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,30% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,50% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 0,75% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 1,25% - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 2 % - imposto a recolher anual entre R$ ,00 e R$ ,99 3% - imposto a recolher anual igual ou inferior a R$ ,99 dedução: 100% do valor patrocinado LEI MUNICIPAL SÃO PAULO ISS/IPTU Pessoas jurídicas contribuintes do ISS ou do IPTU no município de São Paulo. Pessoas físicas contribuintes do ISS no município de São Paulo. 20% do ISS 20% do IPTU dedução: 70% do valor patrocinado contrapartida: 30% do valor patrocinado REGIÃO SUL PARANÁ LEI MUNICIPAL CURITIBA ISS/IPTU Pessoas jurídicas contribuintes do ISS ou do IPTU no município de Curitiba. Pessoas físicas contribuintes do IPTU no município de Curitiba. 20% do ISS 20% do IPTU dedução: 70% do valor patrocinado contrapartida: 30% do valor patrocinado 11

12 RIO GRANDE DO SUL LEI ESTADUAL RIO GRANDE DO SUL ICMS Pessoa jurídica contribuinte do ICMS no estado do Rio Grande do Sul. 3% do ICMS devido - imposto a recolher a cada período de R$ ,01 para cima 5% do ICMS devido - imposto a recolher a cada período entre R$ ,01 e R$ ,00 10% do ICMS devido - imposto a recolher cada período entre R$ ,01 e R$ ,00 15% do ICMS devido - imposto a recolher a cada período entre R$ ,01 e R$ ,00 20% do ICMS devido - imposto a recolher a cada período até ,00 dedução: 100% do valor patrocinado - condicionada ao repasse dos seguintes valores ao Fundo de Apoio à Cultura:. 5% - projetos culturais referentes à construção e restauração de patrimônio. 10% - projetos das demais áreas. 25% quando o valor do projeto for superior a R$ ,00 (setecentos mil reais). Para mais informações leia nossas perguntas frequentes ou entre em contato com a equipe do trevo criativo: 12

COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós!

COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós! COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? O Corpo Cidadão utiliza diversos mecanismos de incentivo fiscal, fontes de financiamento, parcerias, doações, programas de voluntariado e cria ações de marketing

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS LEI ROUANET LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI Nº 8131/91; LEI 9.874/99 E A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 2228-1/2001 Soluções Culturais O que é? Neste

Leia mais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais A B B C Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais MARCELO DE AGUIAR COIMBRA Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia, Alemanha.

Leia mais

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor.

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Histórico Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções realiza projetos em diversificados setores, atendendo principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Em 2010 abriu escritório

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS

PERGUNTAS FREQUENTES EDITAL 2015/2016 SELEÇÃO NACIONAL DE PROJETOS CULTURAIS 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. 3. Não consigo abrir o formulário de inscrição.

Leia mais

a questão das leis de incentivo à cultura

a questão das leis de incentivo à cultura a questão das leis de incentivo à cultura 25/10/2004 Dia 25/10 - das 8h30 às 11h Tema: A questão das leis de incentivo à cultura Palestrante: Gilberto Gil Ministro da Cultura a questão das leis de incentivo

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL

DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL DIRETRIZES PARA O PATROCÍNIO CULTURAL A Brookfield Incorporações é hoje uma das maiores incorporadoras do país. Resultado da integração de três reconhecidas empresas do mercado imobiliário Brascan Residential,

Leia mais

Índice. 1. O Natura Musical. 2. Tipos de projetos beneficiados. 3. Como participar dos editais. 4. Qual o caminho até o patrocínio

Índice. 1. O Natura Musical. 2. Tipos de projetos beneficiados. 3. Como participar dos editais. 4. Qual o caminho até o patrocínio 2015 Índice 1. O Natura Musical 2. Tipos de projetos beneficiados 3. Como participar dos editais 4. Qual o caminho até o patrocínio 5. Atendimento aos proponentes Anexos: Contrapartidas e 3 4 6 9 16 17

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PRONAC N. 148285 APRESENTAÇÃO DO PROJETO Anjos da Noite Teatro (18 anos); apresenta o projeto Cadê a água!? com a montagem do Espetáculo Teatral Cadê a água!? e sua Circulação por 07 cidades de Santa

Leia mais

PROJETOS DE PATROCÍNIOS. Manual de Inscrição

PROJETOS DE PATROCÍNIOS. Manual de Inscrição PROJETOS DE PATROCÍNIOS 2013 Manual de Inscrição Conteúdo INSCRIÇÃO DE PROJETOS/EVENTOS PARA PATROCÍNIO... 3 CADASTRAMENTO DO USUÁRIO... 3 DADOS DO PROPONENTE... 4 PASSO A PASSO... 5 CADASTRAMENTO DE SOLICITAÇÃO

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO DOS CENTROS CULTURAIS OI FUTURO

PERGUNTAS FREQUENTES SELEÇÃO PROGRAMAÇÃO DOS CENTROS CULTURAIS OI FUTURO 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. 3. Não consigo abrir o formulário de inscrição.

Leia mais

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Se você ou sua empresa deseja patrocinar um projeto cultural aprovado pelo Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, isso significa

Leia mais

FAQ (Frequently Asked Questions) PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ (Frequently Asked Questions) PERGUNTAS FREQUENTES 1. Onde faço a inscrição dos meus projetos? No site www.oifuturo.org.br. 2. Há alguma forma de fazer inscrição dos projetos por outro meio? Não, somente online. Os anexos não serão aceitos por correio.

Leia mais

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais;

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais; perfil A D'color Produções Culturais é uma empresa que tem como objetivo assessorar, planejar e executar projetos ambientais, sociais e culturais, em parceria com instituições, produtoras e artistas dos

Leia mais

Como utilizar Leis de Incentivo

Como utilizar Leis de Incentivo Como utilizar Leis de Incentivo Por que doar o seu imposto? É de extrema importância que a sociedade brasileira se posicione, escolhendo e apoiando projetos que julga importantes, por meio da renúncia

Leia mais

Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais. Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor

Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais. Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor Congresso Ministério Público e Terceiro Setor Atuação Institucional na Proteção dos Direitos Sociais Painel: Formas de Fomento ao Terceiro Setor Outubro-2010 ESTADO BRASILEIRO SUBSIDIÁRIO COM A PARTICIPAÇÃO

Leia mais

Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA

Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA Procedimentos para o CMDCA de Campinas Atualizado até 10-nov-2011 PNEF Programa Nacional de Educação Fiscal GDIR - Grupo de Destinação do Imposto de Renda

Leia mais

Acesso Público. Programa de apoio a iniciativas culturais, educativas e sociais da REDE MINAS

Acesso Público. Programa de apoio a iniciativas culturais, educativas e sociais da REDE MINAS Acesso Público Programa de apoio a iniciativas culturais, educativas e sociais da REDE MINAS Sumário Definição e objetivos 4 Comitê 5 Política de aprovação 7 Premissas para seleção 8 Critérios de avaliação

Leia mais

Política de investimento cultural 3M

Política de investimento cultural 3M Política de investimento cultural 3M 1. Objetivo A presente política tem por finalidade estabelecer os critérios para investimento em projetos e programas culturais e que sejam passíveis de usufruírem

Leia mais

Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário

Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM

Leia mais

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Módulo 2: Leis de incentivo André Fonseca Santo André / maio 2009 Pronac Programa Nacional de Apoio à Cultura (1991) estabeleceu três mecanismos de

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS OS INCENTIVOS FISCAIS Incentivos fiscais são instrumentos utilizados pelo governo para estimular atividades específicas, por prazo determinado (projetos). Existem

Leia mais

Uma grande oportunidade. O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing?

Uma grande oportunidade. O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing? Uma grande oportunidade O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing? Só na Lumen Comunicação isto é possível! Conseguimos oferecer contrapartidas

Leia mais

Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho

Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho Veja no rosto do irmão, a Face de Deus! 1. Renúncia fiscal Em 1990, sob a inspiração democrática da Constituição de 1988, foi elaborado o

Leia mais

Acesse o site www.viradaculturalbh.com.br 1clique no link Inscreva-se!

Acesse o site www.viradaculturalbh.com.br 1clique no link Inscreva-se! TUTORIAL 2015 Acesse o site www.viradaculturalbh.com.br 1clique no link Inscreva-se! 2 Esta será a primeira tela que você verá. Se for o primeiro acesso, você deverá clicar em Cadastre-se 3 Para se cadastrar,

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA PETROBRAS CULTURAL MINAS GERAIS EDIÇÃO 2014 REGULAMENTO GERAL

SELEÇÃO PÚBLICA PETROBRAS CULTURAL MINAS GERAIS EDIÇÃO 2014 REGULAMENTO GERAL SELEÇÃO PÚBLICA PETROBRAS CULTURAL MINAS GERAIS EDIÇÃO 2014 REGULAMENTO GERAL 1. OBJETO Este regulamento estabelece as regras gerais da Seleção Pública Petrobras Cultural Minas Gerais Edição 2014. São

Leia mais

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br

Incentivos Fiscais: Cultura. Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Incentivos Fiscais: Cultura Marcelo de Aguiar Coimbra mcoimbra@cfaadvogados.com.br Data 28 de Outubro de 2008 Curriculum Vitae Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia,

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1

INCENTIVOS FISCAIS. Cultura Esporte - Saúde - Social. Legislação, Benefícios e Oportunidades. Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 INCENTIVOS FISCAIS Cultura Esporte - Saúde - Social Legislação, Benefícios e Oportunidades Luiz Fernando Rodrigues 22/10/2015 1 CENÁRIO ATUAL Os mecanismos de incentivo fiscal federal, estaduais e municipais

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO A FESTIVAIS DE TEATRO E DANÇA PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1 O presente Regulamento tem por objeto a seleção para patrocínio de projetos de festivais

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

ANO 2015. Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE:

ANO 2015. Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Pág. 1 de 10 ANO 2015 Atenção: Procedimentos para o envio do seu projeto ao SEBRAE: 1. A solicitação de patrocinio ao SEBRAE deve ser realizada

Leia mais

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW

Incentivo Fiscal. Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Incentivo Fiscal Uma abordagem sobre a sua utilização em projetos sociais. PJW Objetivo Conhecer as principais leis de incentivo fiscal e sua utilização com foco em ações sociais. Compreender as dificuldades

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS MARCONDES WITT Auditor-Fiscal e Delegado-Adjunto da Receita Federal do Brasil em Joinville I like to pay taxes, with them I buy civilization.

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO AO ARTESANATO BRASILEIRO PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO AO ARTESANATO BRASILEIRO PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA CAIXA DE APOIO AO ARTESANATO BRASILEIRO PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1 O presente regulamento tem por objeto a seleção para patrocínio de projetos a serem realizados

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE A Lei nº 11.438/06, regulamentada pelo Decreto nº 6.180/07, possibilita a: Pessoa Jurídica tributada com base no lucro real - deduzir até 1% do imposto devido (art. 1º, 1º, I da Lei 11.438/06). - Esse

Leia mais

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS

PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS PROPOSTA MICRO-FRANQUIAS ON-LINE Alterada dia 13/01/2015-13h00 Venha fazer parte do sucesso de vendas de camisetas que mais cresce na Internet... Já são mais de 100 micro-franqueados e franqueados no Brasil!

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br INCENTIVOS FISCAIS Contexto MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA

LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA CULTURA E INVESTIMENTO PANORAMA E PERSPECTIVAS LEI ROUANET POTENCIAL DE CRESCIMENTO DO INVESTIMENTO POR PESSOA FÍSICA PORTO ALEGRE, 26 DE MARÇO DE 2015 Retrato da Doação no Brasil (Fevereiro/2014) Estudo

Leia mais

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos AABB Esportes Manual Manual de de Captação Captação de de Recursos Recursos Parabéns! Seu projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte. O próximo passo é a captação de recursos. AABB Esportes COMO

Leia mais

É Simples e Não Tem Custos

É Simples e Não Tem Custos INVESTIR EM CULTURA É Simples e Não Tem Custos TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA PATROCINAR PROJETOS NA LEI ROUANET 1 SUMÁRIO Direção Cultura 3 Investir em Cultura Antoine Kolokathis 4 Afinal, o que é

Leia mais

SEO E SEM. 1. Apresentação

SEO E SEM. 1. Apresentação 1. Apresentação A Construtiva Internet Software, com o objetivo de oferecer soluções completas e integradas em ambientes digitais apresenta 3 novos serviços para posicionamento online e monitoramento das

Leia mais

A PRODUÇÃO CULTURAL NO BRASIL

A PRODUÇÃO CULTURAL NO BRASIL Por: Davi Andrade A PRODUÇÃO CULTURAL NO BRASIL A produção cultural no Brasil nunca esteve tão aquecida, contudo, ao contrário do que muitos pensam ela não se resume apenas ao cinema e a shows musicais.

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social

Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social Instituto CSHG Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social Você sabia que pode destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social? A legislação brasileira

Leia mais

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM 4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM REGULAMENTO 1. Tipos de projetos beneficiados 2. Leis de incentivo à cultura 3. Categoria especial Acessibilidade 4. Cronograma do Edital 5. Valores de investimento 6. Inscrição

Leia mais

1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012.

1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012. PETROBRAS CULTURAL EDIÇÃO 2012 SELEÇÃO PÚBLICA: REGULAMENTO GERAL 1. OBJETO Este regulamento define e torna públicas as regras gerais da Seleção Pública do Petrobras Cultural 2012. São objetivos da Seleção

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015.

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015. DELIBERAÇÃO PLENÁRIA N 20, DE 26 DE MAIO DE 2015. Regulamenta a concessão de apoio institucional pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO), caracteriza as suas modalidades e dá outras

Leia mais

Sumário. Edital de Seleção Pública para Projetos de Patrocinios 2015 2

Sumário. Edital de Seleção Pública para Projetos de Patrocinios 2015 2 Sumário 1. Preâmbulo... 3 2. Funcionamento Geral do Aplicativo... 3 3. Cadastramento Do Proponente... 4 3.1 Dados do Proponente... 5 4. Cadastramento da Solicitação de Patrocínio... 6 4.1 Descrição do

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Características da Atividade Atividade planejada e complexa: envolve marketing, comunicação,

Leia mais

G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS

G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS G N R E CONSIDERAÇÕES INICIAIS O Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais GNRE é um documento para operações de vendas que são feitas para fora do estado de produção do produto, sujeitas à substituição

Leia mais

Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni

Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni Investimento cultural e o Sistema Jurídico Brasileiro Laura Fragomeni PANORAMA HISTÓRICO BRASILEIRO: Históricamente o Brasil viveu 20 (vinte) anos de regime militar. Neste período houve um grande esforço

Leia mais

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio Incentivo à Cultura Investir em Cultura é um Bom Negócio O que é Incentivo Cultural? Trata-se de um instrumento complementar, que dinamiza e impulsiona o fazer cultural, ao envolver o conjunto da sociedade,

Leia mais

É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda.

É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda. Pessoa Física III Encontro Nacional Brasil Solidário É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda. Existe um benefício fiscal que

Leia mais

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL

PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL PROJETOS PARA OS CENTROS CULTURAIS DO BANCO DO BRASIL Os Centros Culturais Banco do Brasil estão localizados nas cidades de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Qualquer pessoa física

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I. Formulário para Solicitação de Patrocínio CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO Nº 01/2014 ANEXO I Formulário para Solicitação de Patrocínio Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/GO: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio

Leia mais

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS

MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS À MULTIPLICAÇÃO DOS MECANISMOS UM TRAJETO DE DISCUSSÃO QUE CHEGA A SUA ETAPA DECISIVA Foram seis anos de debate com os setores artísticos, acúmulo interno e gestão do atual modelo de fomento à cultura.

Leia mais

CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL

CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL CONTEÚDO JURÍDICO DAS LEIS DE INCENTIVO FISCAL DEMAREST ADVOGADOS - CARLOS EDUARDO ORSOLON (CEORSOLON@DEMAREST.COM.BR) - RICARDO VALIM (RVALIM@DEMAREST.COM.BR) 29 DE MAIO DE 2014 INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda, uma

Leia mais

A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade.

A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade. A Ricardo Maia Produções Artísticas apresenta a seguir uma seleção de projetos culturais que têm como tema principal a sustentabilidade. Considerando o crescente interesse geral de mobilização sobre o

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor

GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO. Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor GOVERNO DO ESTADO DE ALAGOAS CSGII - COORDENADORIA SETORIAL DE GESTÃO DA INFORMÁTICA E INFORMAÇÃO Nota Fiscal Alagoana Manual do Consumidor Versão 1.0 07/11/2008 Índice Analítico 1. Considerações Gerais...

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO CAIXA ECONÔMICA FEDERAL PROGRAMA DE OCUPAÇÃO DOS ESPAÇOS DA CAIXA CULTURAL PATROCÍNIO 2013 REGULAMENTO 1. OBJETO 1.1 O presente Regulamento tem por objeto a seleção para patrocínio de projetos culturais

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s

Byte Software POLÍTICA COMERCIAL. Parceiros Comerciais/CVB s Byte Software POLÍTICA COMERCIAL Parceiros Comerciais/CVB s 2013 1. Apresentação Este guia descreve o Programa de Parceria Byte Software através de uma estrutura básica, incluindo como participar e, ainda,

Leia mais

I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante

I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante I.H.C. Inventário de Habilidades e Competências Manual de Utilização do Contratante Olá, Seja bem-vindo ao Instituto Lexec. Este manual foi criado por nossa equipe para orientar nossos clientes no acesso

Leia mais

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br Manual Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha www.atualy.com.br ESCLARECENDO DÚVIDAS SOBRE A NOTA FISCAL GAÚCHA 1- O que é a Nota Fiscal Gaúcha? Nota Fiscal Gaúcha é um programa que, por meio da distribuição

Leia mais

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.

Cetac - Centro de Ensino e Treinamento em Anatomia e Cirurgia Veterinária Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com. Manual Técnico do Sistema Administrativo do site Cetacvet.com.br SÃO PAULO - SP SUMÁRIO Introdução... 3 Autenticação no sistema administrativo... 4 Apresentação do sistema administrativo... 5 Gerenciamento

Leia mais

Página como comprar REQUISITOS

Página como comprar REQUISITOS Página como comprar REQUISITOS Só poderão realizar compras de Ingressos Corporativos Super Saver pessoas Jurídicas, ou seja, empresas registradas no Brasil que possuam CNPJ válidos. 1ª ETAPA - CADASTRO

Leia mais

UNIMED NATAL CULTURAL 2014

UNIMED NATAL CULTURAL 2014 UNIMED NATAL CULTURAL 2014 APRESENTAÇÃO: A Unimed Natal Sociedade Cooperativa de Trabalho Médico abre seleção para inscrições de projetos culturais incentivados pela Lei de Incentivo à Cultura Djalma Maranhão

Leia mais

Leis de Incentivo Fiscal para Cultura

Leis de Incentivo Fiscal para Cultura Investimento Social Privado Leis de Incentivo Fiscal para Cultura Joinville (SC), 27 de junho de 2012 Indicadores da Exclusão Cultural Brasil Fonte: Ministérioda Cultura Quantosbrasileirosfrequentamcinema?

Leia mais

MATRÍCULAS ABERTAS PARA

MATRÍCULAS ABERTAS PARA Olá, você acessou o Manual para Inscrição de Matrículas de Alunos Novos do Colégio Medianeira. Leia atentamente as orientações abaixo. Elas vão facilitar o correto preenchimento de seu Cadastro que é OBRIGATÓRIO

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa Informações importantes para o Contador da Empresa É a lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura PRONAC, visando à captação de recursos para investimentos em projetos culturais. As pessoas

Leia mais

Tabela de Preços Sugeridos

Tabela de Preços Sugeridos WEBSITE Estrutura básica Área institucional Área estática: quem somos, o que fazemos, onde estamos etc. Área de contato E-mail, telefone, formulário etc. Área core Gerenciador de conteúdo para cadastro

Leia mais

PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO

PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO ELETRÔNICO Este formulário é o canal exclusivo para o envio dos projetos concorrentes ao Edital de Patrocínio do Banco do Nordeste para 2015. Seu correto preenchimento é imprescindível

Leia mais

Política de Patrocínio

Política de Patrocínio SUMÁRIO APRESENTAÇÃO...02 1. OBJETIVO INSTITUCIONAL...03 2. OBJETIVOS ESTRATÉGICOS...04 3. LINHAS DE ATUAÇÃO...05 3.1 Projetos prioritários...05 3.2 Projetos que não podem ser patrocinados...05 4. ABRANGÊNCIA...06

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS

CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS CHAMADA PÚBLICA PARA CADASTRO E SELEÇÃO DE OBRAS AUDIOVISUAIS BRASILEIRAS 1. Sobre a Sétima A SÉTIMA quer ajudar os realizadores, artistas, coletivos de audiovisual, distribuidoras e produtoras, que não

Leia mais

CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA

CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA DEPARTAMENTO DE CULTURA CARTILHA PROGRAMA MUNICIPAL DE INCENTIVO À CULTURA SUMÁRIO 1 Sobre a cartilha... 03 2 O que é o Programa Municipal de Incentivo à Cultura... 04 3 Finalidades do programa... 04 4

Leia mais

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação FIA O QUE É O FIA De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente ECA, os Conselhos Municipais, Estaduais ou Federal são órgãos ou instâncias colegiadas de caráter deliberativo, de composição paritária

Leia mais

1º Edital Petrobras de Festivais de Música

1º Edital Petrobras de Festivais de Música 1º Edital Petrobras de Festivais de Música REGULAMENTO OBJETIVOS DO EDITAL O apoio previsto neste regulamento tem como objetivos promover: 01. a formação de público para os diversos segmentos da música

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

O MUSICAL PROPOSTA DE PATROCÍNIO

O MUSICAL PROPOSTA DE PATROCÍNIO O MUSICAL PROPOSTA DE PATROCÍNIO O MUSICAL - APRESENTAÇÃO O projeto Cássia Eller - O Musical presta uma homenagem à vida e à obra desta que foi uma das mais talentosas cantoras da história brasileira.

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

LEI DE INCENTIVO À CULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Tatiana Richard

LEI DE INCENTIVO À CULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Tatiana Richard LEI DE INCENTIVO À CULTURA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Tatiana Richard INCENTIVO À CULTURA O Governo do Estado do Rio de Janeiro investe no setor cultural através de diferentes mecanismos de fomento. Assim

Leia mais

VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012. VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012.

VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012. VALE CULTURA. Lei n. 12.761, de 27 de dezembro de 2012. VALE CULTURA OBJETIVOS 1. possibilitar o acesso e a fruição dos produtos e serviços culturais; 2. estimular a visitação a estabelecimentos culturais e artísticos; 3. incentivar o acesso a eventos e espetáculos

Leia mais

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física

Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Nota Salvador - NFS-e Acesso ao Sistema - Pessoa Física Versão 1.0 Nota Salvador NFS-e Versão do Manual: 1.0 pág. 2 Manual do Sistema Nota Salvador NFS-e Acesso ao Sistema para Pessoa Física ÍNDICE 1.

Leia mais

PROCEDIMENTO / AJUDA. Clique no Edital desejado: CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL

PROCEDIMENTO / AJUDA. Clique no Edital desejado: CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL BANCO DO BRASIL PROCEDIMENTO / AJUDA Clique no Edital desejado: BANCO DO BRASIL CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL Início: primeiro acesso código de acesso recuperar código de acesso Inscrição de projetos: cadastro da empresa

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Guia para 1 Definir o destino de parte do imposto que você vai, obrigatoriamente, pagar é uma possibilidade legítima e acessível. Basta escolher qual projeto, seja ele cultural, esportivo ou social, você

Leia mais

Participantes. Passo a Passo Icatu Online -

Participantes. Passo a Passo Icatu Online - Participantes Passo a Passo Icatu Online - Participantes, Sejam bem vindos ao Icatu Online. Para a sua ajuda, formulamos esse passo a passo para que você navegue pelo nosso site com a máxima facilidade.

Leia mais

PREFEITURA MUNCIPAL DE CONTAGEM MANUAL DO USUÁRIO. versão 1.0 SISTEMA IPTU ONLINE

PREFEITURA MUNCIPAL DE CONTAGEM MANUAL DO USUÁRIO. versão 1.0 SISTEMA IPTU ONLINE MANUAL DO USUÁRIO versão 1.0 SISTEMA IPTU ONLINE Caro contribuinte, você acaba de acessar a página na internet da Prefeitura Municipal de Contagem que disponibiliza a prestação de serviços eletrônicos.

Leia mais

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015

Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 ANEXO II Formulário para Solicitação de Patrocínio Edital 001/2015 Procedimentos para o envio de projeto ao CAU/MS: 1. Após preencher o Formulário para Solicitação de Patrocínio ao CAU/MS, confira os itens

Leia mais

Proposta Revista MARES DE MINAS

Proposta Revista MARES DE MINAS SATIS 2011 Proposta Revista MARES DE MINAS 21/03/2011 A SATIS Índice 1 A Satis 1 A Proposta 1 Serviços 2 Mapa do Site 2 SEO 3 Sistema de gerenciamento de conteudo 4 Cronograma e Prazos 5 Investimento 6

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS

INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS INTRODUÇÃO 1- Basicamente, o que são essas leis? O Governo criou uma espécie de renúncia fiscal pra incen3var a cultura, o esporte e o social. Ou seja, o Governo topou

Leia mais

SEM SENTIMENTOS NAS ESCOLAS

SEM SENTIMENTOS NAS ESCOLAS S PRONAC 150565 - LEI ROUANET - ART. 26 PROPOSTA DE NEGÓCIO E PLANO DE MARKETING POSSIBILIDADES DE NEGÓCIOS E AÇÕES DE MARKETING: - Exposição da marca: Exposição da marca nas peças publicitárias previstas

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA LEI Nº 931/2010 Dispõe sobre incentivo fiscal para a realização de projetos culturais no Município de Juranda, Estado do Paraná, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE JURANDA, ESTADO DO PARANÁ,

Leia mais

19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO

19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO 19º PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO Dr. Nilo Marciano de Oliveira, mineiro, pediatra, fundador da Federação das Unimeds de Minas Gerais, foi reconhecido por sua conduta

Leia mais

Edital do XII Concurso de Projetos. Desenvolvimento Institucional das Organizações e Grupos de Mulheres e Meninas Negras no Nordeste do Brasil

Edital do XII Concurso de Projetos. Desenvolvimento Institucional das Organizações e Grupos de Mulheres e Meninas Negras no Nordeste do Brasil Edital do XII Concurso de Projetos Desenvolvimento Institucional das Organizações e Grupos de Mulheres e Meninas Negras no Nordeste do Brasil O ELAS, Fundo de Investimento Social, organização sediada no

Leia mais

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa Proposta de Franquia SMS Marketing A Empresa A DeOlhoNaWeb Soluções Digitais é uma empresa de internet em forte crescimento, que foi fundada em 2012 com objetivo de oferecer soluções inovadoras por um

Leia mais

Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet

Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet 1 Passo a Passo: Reiniciar Senha do Contribuinte na Internet A funcionalidade Reiniciar Senha no SIARE/Internet será utilizada pelos usuários que esqueceram sua senha e possuem a Identificação tipo: Inscrição

Leia mais

M a n u a l d o S i s u 2 0 1 6 P á g i n a 1

M a n u a l d o S i s u 2 0 1 6 P á g i n a 1 M a n u a l d o S i s u 2 0 1 6 P á g i n a 1 O Sistema de Seleção Unificada (Sisu) consiste num ambiente virtual criado e gerenciado pelo Ministério da Educação desde 2010. Funciona com um processo seletivo

Leia mais