COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós!

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? Junte-se a nós!"

Transcrição

1

2 COMO SE TORNAR UM PARCEIRO DO CORPO CIDADÃO? O Corpo Cidadão utiliza diversos mecanismos de incentivo fiscal, fontes de financiamento, parcerias, doações, programas de voluntariado e cria ações de marketing e projetos personalizados para viabilizar suas atividades ao longo do ano. POR QUE VOCÊ OU A SUA EMPRESA DEVEM CONTRIBUIR? Ao colaborar com o Corpo Cidadão, você ou a sua empresa se tornam um parceiro e contribuem diretamente para a manutenção e a formação continuada de centenas de crianças e jovens. O Corpo Cidadão foi criado por artistas e amigos do Grupo Corpo Companhia de Dança que queriam contribuir para o desenvolvimento das potencialidades humanas, de crianças e jovens, por meio da experiência da arte e da cultura. Ao longo da sua trajetória de treze anos, o projeto vem colaborando para a transformação da realidade de 600 crianças e jovens a cada ano, utilizando a arte-educação como instrumento restaurador da autoestima e de construção da cidadania. O Corpo Cidadão investe no desenvolvimento do potencial desses jovens como cidadãos criativos, competentes, solidários e autônomos para (re)escrever a própria história. Veja como você pode se engajar nesse projeto e contribuir para a construção de um futuro cheio de novas possibilidades para centenas de crianças e jovens atendidos pela instituição. Nas páginas seguintes apresentamos uma série de opções para que você e a sua empresa se tornem nosso parceiro. Junte-se a nós!

3 LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA (OU LEI ROUANET): A Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei nº de 23 de dezembro de 1991) também conhecida como Lei Rouanet estimula empresas e profissionais a investirem no setor cultural. Essa lei permite que você e a sua empresa destinem parte do Imposto de Renda a projetos culturais aprovados junto ao Ministério da Cultura. Como funciona? A Lei Rouanet é um mecanismo de renúncia fiscal do governo federal que permite que você e a sua empresa invistam em projetos como o Corpo Cidadão. Esse mecanismo gera benefícios fiscais para investidores que apoiam nossos projetos culturais sob forma de doação ou patrocínio. Você e sua empresa podem utilizar a isenção de até 100% do valor no Imposto de Renda devido. Passo a passo: Os projetos culturais do Corpo Cidadão são encaminhados ao Ministério de Cultura para análise e quando aprovados, recebem um número de protocolo no Programa Nacional de Incentivo à Cultura PRONAC; A aprovação é então publicada no Diário Oficial da União, com o nome do projeto (por exemplo: Manutenção do Corpo Cidadão 2012), proponente (Corpo Cidadão) e o valor aprovado; Com esta aprovação, O Corpo Cidadão obtém a autorização do Ministério da Cultura a buscar recursos junto à iniciativa privada, ou seja, empresas que recolhem Imposto de Renda (IR) sobre o lucro real e pessoas que optam pela declaração de imposto de renda completa. Empresas como a sua podem investir até 4% sobre o Imposto de Renda devido a cada ano fiscal. Você pode investir até 6% sobre seu Imposto de Renda anualmente. Os projetos do Corpo Cidadão estão aprovados no Artigo 18 da Lei Rouanet e assim podem ser dedutíveis em 100% do Imposto de Renda a ele destinado. Essa informação também é publicada no Diário Oficial da União conforme irá constar na documentação a ser apresentada a sua empresa, certificando que o projeto está dentro dessa faixa de isenção fiscal. Se você ou a sua empresa tiverem interesse em investir nos projetos culturais do Corpo Cidadão, o aporte de recursos pode ser feito dentro do exercício fiscal anual, ou seja, até o dia 31/12 de cada ano. * Para obter informações detalhadas sobre como investir recursos via Lei Federal de Incentivo à Cultura (ou Lei Rouanet), entre em contato conosco para agendarmos uma visita.

4 LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA A Lei Estadual de Incentivo à Cultura é um instrumento de apoio às iniciativas culturais realizadas em Minas Gerais. Ela permite que empresas situadas no estado invistam em projetos culturais e que o valor investido seja deduzido do imposto a ser recolhido ou ICMS Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação. Como funciona? Seleção Pública ou Edital: todo ano é aberto um edital público para a seleção de projetos, no qual o Corpo Cidadão inscreve os seus projetos. Esses projetos são analisados por uma comissão composta por membros da Secretaria de Estado de Cultura do Estado de Minas Gerais e representantes do setor cultural a CTAP Comissão Técnica de Análise de Projetos. Proponente: o Corpo Cidadão é responsável pela sua gestão e execução (ou seja, proponente) de projetos apresentados no edital da Lei Estadual de Incentivo à Cultura. Quando aprovados, os projetos do Corpo Cidadão obtêm um número de C.A. que é a Carta de Aprovação no edital. Esse documento, emitido pela Secretaria de Estado de Cultura a cada seleção anual, permite ao Corpo Cidadão a captação de recursos junto a empresas como a sua, que recolhem o ICMS. Incentivador: são as empresas como a sua que utilizam a Lei Estadual de Cultura e a isenção do ICMS para apoiar e patrocinar projetos culturais como os do Corpo Cidadão. A empresa pode investir até 80% do valor do projeto aprovado que será abatido do imposto na hora do pagamento do tributo. Contrapartida: são os outros 20% restantes investidos pelas empresas no projeto sem a dedução do ICMS. Essa contrapartida pode ser repassada aos projetos do Corpo Cidadão em bens e serviços necessários à execução do projeto a ser patrocinado. Repasse de Recursos: o valor que a sua empresa irá destinar a um ou mais projetos do Corpo Cidadão poderá ser repassado de uma única vez ou, no máximo, em até doze parcelas. A forma de repasse se dará por meio de cheque nominal ou transferência eletrônica (TED ou DOC), depositado em conta bancária específica para cada projeto aprovado. Limites de isenção fiscal: a dedução de 80% dos recursos investidos é efetuada a cada mês, em percentuais que variam entre 3%, 7% ou 10% do ICMS a ser pago no período, no número de parcelas que forem necessárias até atingir o total dos recursos que serão destinados ao Corpo Cidadão, de acordo com do faturamento anual da sua empresa. Veja na tabela abaixo em que faixa de receita anual a sua empresa se encaixa e o percentual que pode ser deduzido do ICMS. DEDUÇÃO PERFIL DA EMPRESA 10% Receita bruta anual entre e milhões 7% Receita bruta anual acima de até milhões 3% Receita bruta anual acima de milhões * Para obter informações detalhadas sobre como investir recursos via Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais entre em contato conosco para agendarmos uma visita.

5 FIA FUNDO PARA A INFÂNCIA E A ADOLESCÊNCIA O QUE É? O Fundo Para Infância e a Adolescência F.I.A. foi criado em 1990 e é a legislação que permite você e a sua empresa ajudar as crianças e adolescentes brasileiros. Os recursos arrecadados pelo F.I.A. são destinados ao atendimento de políticas, programas e ações voltadas ao público infantojuvenil em situação de risco social e pessoal. COMO FUNCIONA? Empresas e profissionais podem destinar parte do Imposto de Renda devido, ao Fundo Para a Infância e Adolescência F.I.A. e assim contribuir com centenas de crianças e adolescentes atendidos em um dos núcleos e projetos do Corpo Cidadão em Belo Horizonte e Ibirité. Empresas que recolhem Imposto de Renda (IR) sobre o lucro real, podem destinar até 1% do I.R. devido. Profissionais que pagam Imposto de Renda anualmente podem destinar até 6% do I.R. devido. Todos os recursos arrecadados são investidos em projetos sociais selecionados e a prestação de contas é pública. O Fundo Para a Infância e a Adolescência é controlado pelos conselhos municipais e estaduais dos direitos da criança e do adolescente. COMO DESTINAR RECURSOS? A sua Empresa: De acordo com a legislação, todas as empresas que são tributadas sobre o lucro real, podem destinar contribuições para projetos selecionados para participar do Fundo Para a Infância e a Adolescência. A dedução das empresas está limitada a 1% do IR devido ao mês, trimestre ou ano, calculado com base no lucro real. A soma dos valores de incentivos fiscais referentes à destinação do FIA, Lei Rouanet e Audiovisual, é limitada a 4% do Imposto de Renda Devido. Você: A dedução é limitada a 6% do IR devido. Para utilizar o FIA, é preciso que a sua declaração de Imposto de Renda seja feita no formulário completo e que a destinação seja no ano-base da declaração, ou seja, até o dia 31 de dezembro de cada ano. Caso você tenha restituição a receber, imposto a pagar ou se o imposto pago durante o ano for o valor exato devido, você também poderá beneficiar-se dessa Lei. Importante: a dedução dos valores destinados ao FIA não prejudica outras deduções, como aquelas relativas a dependentes, saúde, educação e pensão alimentícia. * Para obter informações detalhadas sobre como investir recursos via Fundo Para a Infância e Adolescência entre em contato conosco para agendarmos uma visita.

6 PROGRAMA AMIGOS DO CORPO CIDADÃO O QUE É? É um programa de relacionamento com apoiadores, parceiros e colaboradores dos projetos e atividades realizadas pelo Corpo Cidadão que oferece uma série de benefícios, tais como: sorteio do Kit Corpo Cidadão, de CDs, de DVDs, dos catálogos dos espetáculos e de ingressos para os espetáculos anuais. Cada parceiro também recebe o adesivo para carro de Amigo do Corpo Cidadão. Além dessas vantagens os Amigos do Corpo Cidadão podem acompanhar as atividades dos núcleos do projeto em Belo Horizonte e Ibirité por meio do Newsletter mensal. COMO PARTICIPAR? O Programa Amigos do Corpo Cidadão é destinado a todos os nossos parceiros (pessoas físicas) que colaboram diretamente com doações (F.I.A. e Lei Rouanet), Voluntariado e Campanhas Institucionais do Corpo Cidadão. Faça a sua adesão agora e veja como participar atividades do Corpo Cidadão. Envie um para com seus dados e no campo assunto escreva Programa Amigos do Corpo Cidadão e entraremos em contato para realizar o seu cadastro. Campanha 2012 Eu sou amigo do Corpo Cidadão e você? Contato: Tel: (31) Site:

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação

FIA O QUE É O FIA. Os Fundos da Infância e da Adolescência FIA. Como sua empresa pode fazer uma doação. Como as pessoas físicas podem fazer uma doação FIA O QUE É O FIA De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente ECA, os Conselhos Municipais, Estaduais ou Federal são órgãos ou instâncias colegiadas de caráter deliberativo, de composição paritária

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS OS INCENTIVOS FISCAIS OS INCENTIVOS FISCAIS Incentivos fiscais são instrumentos utilizados pelo governo para estimular atividades específicas, por prazo determinado (projetos). Existem

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR

MANUAL DO PATROCINADOR MANUAL DO PATROCINADOR Neste manual você irá encontrar informações sobre os serviços que o trevo criativo oferece aos patrocinadores, além de informações sobre o funcionamento e benefícios das leis de

Leia mais

É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda.

É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda. Pessoa Física III Encontro Nacional Brasil Solidário É possível colaborar financeiramente com os projetos do Instituto Brasil Solidário* doando parte do imposto de renda. Existe um benefício fiscal que

Leia mais

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA

Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA Incentivo Fiscal Imposto de Renda sobre Pessoa Física IMPOSTO DE RENDA O Imposto de Renda sobre Pessoa Física - IRPF é um tributo federal obrigatório a todos os trabalhadores brasileiros que obtiveram

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS.

Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS. Associação Síndrome de Down, Piracicaba (SP) VOCÊ MUDA O DESTINO DE PARTE DO SEU IMPOSTO E ACABA MUDANDO MUITOS OUTROS. Caro(a) colega, É com muito orgulho que anunciamos uma nova edição do programa Cidadãos

Leia mais

ParticiPar SEMGaStar

ParticiPar SEMGaStar Participar SEMGASTAR Parte do seu imposto de renda pode transformar sonhos em realidade Você sabia que seu Imposto de Renda pode ajudar muitas crianças e jovens? Foi pensando neste mecanismo que a Rede

Leia mais

Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L

Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei nº 8.069/90): Artigos 260 a 260-L Art. 260. Os contribuintes poderão efetuar doações aos Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente nacional, distrital, estaduais

Leia mais

Participe! vamos decolar o futuro!

Participe! vamos decolar o futuro! Participe! vamos decolar o futuro! Caro(a) colega, Estamos iniciando mais uma edição do programa Cidadãos do Amanhã, uma iniciativa de sucesso, empreendida há 15 anos pela ArcelorMittal junto aos seus

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE?

DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? 1. O que são os FUNDOS DE DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE? São recursos públicos mantidos em contas bancárias específicas. Essas contas têm a finalidade de receber repasses orçamentários e depósitos

Leia mais

Secretaria da Receita Federal do Brasil. Missão. Valores

Secretaria da Receita Federal do Brasil. Missão. Valores Secretaria da Receita Federal do Brasil Missão Exercer a administração tributária e o controle aduaneiro, com justiça fiscal e respeito ao cidadão, em benefício da sociedade. Respeito ao cidadão Integridade

Leia mais

CLUBE ATLÉTICO METROPOLITANO BLUMENAU SC

CLUBE ATLÉTICO METROPOLITANO BLUMENAU SC BLUMENAU SC PÁGINA 2 APRESENTAÇÃO É difícil de imaginar um clube com apenas 09 anos de existência conseguir seu espaço no coração dos blumenauenses e expandir suas raízes a toda uma região. Mas o Clube

Leia mais

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios.

Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. Cartilha de Informações: Doações e Patrocínios. O Instituto Abramundo é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) e com isso pode receber doações e incentivos para a execução de seus

Leia mais

DÚVIDAS FREQUENTES. 3. Como é acompanhada a evolução do processo de apoio?

DÚVIDAS FREQUENTES. 3. Como é acompanhada a evolução do processo de apoio? DÚVIDAS FREQUENTES 1. O que é o Programa Amigo de Valor? R: O Amigo de Valor pretende fortalecer programas de atendimento à criança e ao adolecente em situação de vulnerabilidade, e, em alguns casos, às

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade.

APRESENTAÇÃO. Missão Educar para a cidadania ativa, solidária e responsável, em parceria com a escola, a família e a comunidade. APRESENTAÇÃO O propósito deste folheto é orientar indivíduos e empresas sobre os incentivos fiscais existentes, para que façam doações para projetos de cunho social, contribuindo, assim, para o desenvolvimento

Leia mais

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4

Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 MANUAL DE BENEFÍCIOS FISCAIS DOAÇÕES EFETUADAS À FFM São Paulo SP 2014 Índice Introdução... 3 Certificações da FFM... 4 1. Doações a Entidades sem Fins Lucrativos... 5 1.1. Imposto de Renda e Contribuições

Leia mais

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio

Incentivo à Cultura. Investir em Cultura é um Bom Negócio Incentivo à Cultura Investir em Cultura é um Bom Negócio O que é Incentivo Cultural? Trata-se de um instrumento complementar, que dinamiza e impulsiona o fazer cultural, ao envolver o conjunto da sociedade,

Leia mais

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão

Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Projetos culturais: desenvolvimento, captação e gestão Módulo 2: Leis de incentivo André Fonseca Santo André / maio 2009 Pronac Programa Nacional de Apoio à Cultura (1991) estabeleceu três mecanismos de

Leia mais

Como utilizar Leis de Incentivo

Como utilizar Leis de Incentivo Como utilizar Leis de Incentivo Por que doar o seu imposto? É de extrema importância que a sociedade brasileira se posicione, escolhendo e apoiando projetos que julga importantes, por meio da renúncia

Leia mais

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE

LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE LEI 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e dá outras providências. * V. Dec. 6.180/2007 (Regulamenta a Lei 11.438/2006).

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Informações Importantes para o Empresário Patrocinador Se sua empresa deseja Patrocinar um dos projeto culturais, aprovados pelo Ministério da Cultura por meio por da Lei Rouanet. Isso significa que como

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS

INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS INCENTIVOS FISCAIS PARA PROJETOS SOCIAIS, CULTURAIS E ESPORTIVOS MARCONDES WITT Auditor-Fiscal e Delegado-Adjunto da Receita Federal do Brasil em Joinville I like to pay taxes, with them I buy civilization.

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter desportivo e

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. Texto compilado Dispõe sobre incentivos e benefícios para fomentar as atividades de caráter

Leia mais

DOAÇÕES ao FIA. TODOS PODEM DOAR, porém...

DOAÇÕES ao FIA. TODOS PODEM DOAR, porém... DOAÇÕES ao FIA TODOS PODEM DOAR, porém... Somente AS DOAÇÕES que atendem ao disposto no artigo 260 do ECRIAD, poderão ser deduzidas na DECLARAÇÃO ANUAL DA PESSOA FÍSICA OU JURÍDICA Art. 260. Os contribuintes

Leia mais

projeto educa para o futuro

projeto educa para o futuro projeto educa para o futuro 15,7% das crianças, nas ruas, têm até 6 anos de idade? 54,7%, tem entre 12 e 17 e quase 30% entre 7 e 11 anos? as crianças estão nas ruas há cerca de 3 anos e meio? 82,6% permanecem

Leia mais

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador

Lei Rouanet. Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Informações importantes para o Patrocinador Lei Rouanet Se você ou sua empresa deseja patrocinar um projeto cultural aprovado pelo Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, isso significa

Leia mais

NBC T 10.16. Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT

NBC T 10.16. Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT NBC T 10.16 Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações AUDIT NBC T 10.16 - Entidades que recebem subvenções, contribuições, auxílios e doações Foco do seminário em: Conceito (conceituando

Leia mais

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos?

Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? Semana de Sustentabilidade Como Captar Recursos? 17.Set.2014 Esta atividade faz parte do Programa de Educação Ambiental conforme requerido pelo Licenciamento Ambiental Federal conduzido pelo IBAMA Como

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa

PROGRAMA DE APOIO AO INCENTIVO: P.A.I ( Lei Rouanet) Informações importantes para o Contador da Empresa Informações importantes para o Contador da Empresa É a lei que institui o Programa Nacional de Apoio à Cultura PRONAC, visando à captação de recursos para investimentos em projetos culturais. As pessoas

Leia mais

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS

Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS Soluções Culturais INCENTIVO FISCAL POR DENTRO DAS LEIS LEI ROUANET LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA LEI Nº 8131/91; LEI 9.874/99 E A MEDIDA PROVISÓRIA Nº 2228-1/2001 Soluções Culturais O que é? Neste

Leia mais

OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA

OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA OPERACIONALIZAÇÃO FISCAL DAS DOAÇÕES HENRIQUE RICARDO BATISTA Programa de Voluntariado da Classe Contábil Com o objetivo de incentivar o Contabilista a promover trabalhos sociais e, dessa forma, auxiliar

Leia mais

Imposto de Renda Pessoa Física 2015

Imposto de Renda Pessoa Física 2015 Imposto de Renda Pessoa Física 2015 1 IRPF É um imposto federal brasileiro que incide sobre todas as pessoas que tenham obtido um ganho acima de um determinado valor mínimo. Anualmente este contribuinte

Leia mais

Destinação de recursos para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente

Destinação de recursos para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente Destinação de recursos para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente Fernando Elias Gerente de Projetos Sociais Instituto Telemig Celular 2007 TÓPICOS: Visão geral dos Conselhos e FIA em MG.

Leia mais

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP

MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI. 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP MODALIDADES PARTICIPATIVAS DE CONTRIBUIÇÃO AO INSTITUTO COI 1. Doação ao ICOI, que possui o título de OSCIP 2. Doação/Patrocínio de Projeto Cultural por pessoa jurídica (art. 18 da Lei Rouanet) e 3. Doação/Patrocínio

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL

INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL INCENTIVOS FISCAIS, UMA VISÃO GERAL Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS Características da Atividade Atividade planejada e complexa: envolve marketing, comunicação,

Leia mais

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos

AABB. Esportes. Manual de Captação. Captação de Recursos. Recursos AABB Esportes Manual Manual de de Captação Captação de de Recursos Recursos Parabéns! Seu projeto foi aprovado pelo Ministério do Esporte. O próximo passo é a captação de recursos. AABB Esportes COMO

Leia mais

LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008)

LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008) LEI Nº 17.615, DE 4 DE JULHO DE 2008. (MG de 05/07/2008) O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, Dispõe sobre a concessão de incentivo fiscal com o objetivo de estimular a realização de projetos culturais

Leia mais

Uma grande oportunidade. O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing?

Uma grande oportunidade. O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing? Uma grande oportunidade O que você pensaria se parte do Imposto de Renda que a sua empresa paga fosse usado como verba de marketing? Só na Lumen Comunicação isto é possível! Conseguimos oferecer contrapartidas

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É O FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA O Fundo da Infância e da Adolescência

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente

Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente Como destinar parte do seu Imposto de Renda Devido a Instituições de Apoio à Criança e ao Adolescente VOCÊ PODE DOAR SEM GASTAR O SEU DINHEIRO! Você tem perfil para contribuir nesta ação? Se você tem o

Leia mais

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais;

perfil São utilizadas modernas ferramentas, atuantes nas seguintes áreas: Formatação de ações culturais, ambientais e sociais; perfil A D'color Produções Culturais é uma empresa que tem como objetivo assessorar, planejar e executar projetos ambientais, sociais e culturais, em parceria com instituições, produtoras e artistas dos

Leia mais

Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista. Maisa Signor Relações Institucionais

Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista. Maisa Signor Relações Institucionais Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista Maisa Signor Relações Institucionais O que é Nota Fiscal Paulista Nota Fiscal Paulista é um programa criado em 2007 pelo governo do Estado de São Paulo para

Leia mais

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo.

AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA. Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. AASP Associação dos Advogados de São Paulo MATERIAL EXPLICATIVO AASP PREVIDÊNCIA Plano administrado pelo HSBC Instituidor Fundo Múltiplo. Introdução Através deste Material Explicativo você toma conhecimento

Leia mais

PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR

PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR PROJETO FUMCAD 2011 RODA DE CONVERSA: O QUE EU QUERO SER QUANDO CRESCER? COMO DOAR O projeto pretende atingir 22.000 alunos, professores, dirigentes e familiares por meio de atividades lúdicas, artísticas

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.438, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte

Leia mais

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2

Guia de Declaração de IRPF 2011. Ano-calendário 2010. Previdência. IR 2010 Prev e Cp_v2 Guia de Declaração de IRPF 2011 Ano-calendário 2010 Previdência IR 2010 Prev e Cp_v2 Quem é obrigado a declarar? Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda referente

Leia mais

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007.

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento,

Leia mais

ESTOU NESSA! Equipe de Educação Fiscal Alfândega da Receita Federal do Brasil do Porto de Santos Delegacia da Receita Federal do Brasil em Santos

ESTOU NESSA! Equipe de Educação Fiscal Alfândega da Receita Federal do Brasil do Porto de Santos Delegacia da Receita Federal do Brasil em Santos Incentivos fiscais do Imposto de Renda em benefício de Crianças e Adolescentes ESTOU NESSA! Equipe de Educação Fiscal Alfândega da Receita Federal do Brasil do Porto de Santos Delegacia da Receita Federal

Leia mais

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial

IRPF IR2013. Chegou a hora de declarar o. Especial Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Bradesco Vida e Previdência Março de 2013 Especial IRPF 2013 Chegou a hora de declarar o IR2013 >> Fique por dentro >> Onde informar

Leia mais

Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho

Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho Manual do adestrador de leões: Transforme a fera Em um gatinho Veja no rosto do irmão, a Face de Deus! 1. Renúncia fiscal Em 1990, sob a inspiração democrática da Constituição de 1988, foi elaborado o

Leia mais

Brasília, 27 de maio de 2013.

Brasília, 27 de maio de 2013. NOTA TÉCNICA N o 20 /2013 Brasília, 27 de maio de 2013. ÁREA: Desenvolvimento Social TÍTULO: Fundo para Infância e Adolescência (FIA) REFERÊNCIAS: Lei Federal n o 4.320, de 17 de março de 1964 Constituição

Leia mais

Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário

Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM ARTISTA EXCEPCIONAL na LEI ROUANET. Documentário Apoie nossa causa! Aprovado o Documentário MANO DOWN - LIÇÕES DE VIDA DE UM

Leia mais

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006

Lei do ICMS São Paulo Lei 12.268 de 2006 Governo do Estado Institui o Programa de Ação Cultural - PAC, e dá providências correlatas. O GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Faço saber que a Assembléia Legislativa decreta e eu promulgo a seguinte

Leia mais

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007.

Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. Lei Federal de Incentivo ao Esporte Lei n 11.438, de 29/12/2006 Decreto Lei n 6.180, de 3/8/2007 Portaria n 177, de 11/9/2007. O QUE É A LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE? Instrumento que permite o financiamento,

Leia mais

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25%

Inferior ou igual a 2 anos 35% Superior a 2 anos e inferior ou igual a 4 anos 30% Superior a 4 anos e inferior ou igual a 6 anos 25% Perguntas e respostas 1- Como funciona a Tabela Regressiva dos Planos de Previdência Complementar? R A Tabela Regressiva foi prevista a partir da Lei nº 11.053, de 29 /12 /2004. Em vigor desde 01/01/2005,

Leia mais

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009

CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 CONFIRA COMO ENVIAR A DECLARAÇÃO DO IR 2009 Passo 1 - Tipo de declaração Nesta tela, o contribuinte escolhe se deseja fazer a declaração de ajuste anual, para prestar conta sobre seus rendimentos e despesas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro

Parecer Consultoria Tributária Segmentos DUB-ICMS do Rio de Janeiro DUB-ICMS do Rio de Janeiro 27/12/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares...

Leia mais

Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA

Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA Passo a Passo Destinação de 6% IR Devido - CMDCA Procedimentos para o CMDCA de Campinas Atualizado até 10-nov-2011 PNEF Programa Nacional de Educação Fiscal GDIR - Grupo de Destinação do Imposto de Renda

Leia mais

Captação de Recursos. Fernando Cavalcanti 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Captação de Recursos. Fernando Cavalcanti 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Captação de Recursos Fernando Cavalcanti 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Como Captar Recursos? Existem diversas maneiras das organizações conseguirem

Leia mais

Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social

Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social Instituto CSHG Como destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social Você sabia que pode destinar parte do seu Imposto de Renda devido para investimento social? A legislação brasileira

Leia mais

na modalidade Contribuição Definida

na modalidade Contribuição Definida 1 DIRETORIA * Estruturados DE PREVIDÊNCIA na modalidade Contribuição Definida legislação Conforme a Legislação Tributária vigente*, aplicável aos Planos de Previdência Complementar modelados em Contribuição

Leia mais

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA

RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA DICAS PARA UTILIZAÇÃO DE RENÚNCIA FISCAL DO IMPOSTO DE RENDA Oportunidades e Legislação Parceria ÍNDICE EDITORIAL Uma oportunidade de contribuir com a transformação social 1. O QUE É RENÚNCIA FISCAL 1.1

Leia mais

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo

Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Projeto Tênis nas Escolas - São Paulo Identificação do Projeto Nome: Tênis nas Escolas Proponente: Instituto Patrícia Medrado Aprovação Ministério do Esporte: 18/12/2013 Publicação Diário Oficial: 30/01/2014

Leia mais

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00

Número de. Empregados. Pessoa Física Nenhum R$ 50,00 R$ 600,00. Microempresa Até 5 R$ 70,00 R$ 840,00. Acima de 5 R$ 400,00 R$ 4800,00 FICHA DE ADESÃO Por esta Ficha de adesão, solicito meu ingresso como associado da ABRIMPE ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INCENTIVO E MELHORIA EM PROJETOS EMPRESARIAIS, EMPREENDEDORISMO E EDUCACIONAL, comprometendo-me

Leia mais

IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO

IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO IMPOSTO DE RENDA SOLIDÁRIO FOCO DE ATUAÇÃO DA RMS PÚBLICO PRIORITÁRIO CONTEXTO Incentivos Fiscais FIA: Fomentar a participação da sociedade visando fortalecer os fundos das infâncias e adolescências. Pessoa

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil?

Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Que tal investir parte dos impostos da sua empresa em um dos mais importantes trabalhos sociais do Brasil? Conheça o Instituto Bola Pra Frente O Instituto Bola Pra Frente, iniciativa do tetracampeão mundial

Leia mais

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA!

SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! SAIBA TUDO SOBRE O PLANO III DE PREVIDÊNCIA PRIVADA! Prezado participante, 2 Brasil Foods Sociedade de Previdência Privada Cartilha Plano III Um dos grandes objetivos da política de recursos humanos de

Leia mais

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor.

Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções. principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Histórico Criada em 1999 em Campinas, a Direção Cultura Produções realiza projetos em diversificados setores, atendendo principalmente empresas, artistas e entidades do terceiro setor. Em 2010 abriu escritório

Leia mais

Departamento de Responsabilidade Social (DRS) Diretoria Regional de Sorocaba

Departamento de Responsabilidade Social (DRS) Diretoria Regional de Sorocaba Departamento de Responsabilidade Social (DRS) Organograma do Departamento de Responsabilidade Social 80 anos Conselho de Administração do DRS Coordenador Geral Dr. Luiz Pagliato Coord. Amadeu Andreosi

Leia mais

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas.

ESPECIAL. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? Fique por dentro. Prazos e multas. As novidades de 2014. Tire suas dúvidas. Chegou a hora de declarar. E o que mudou para esse ano? de 0 Boletim Informativo dirigido a participantes de planos de previdência da Vida e. Março de 0 de 0 Foi dada a largada para o acerto de contas

Leia mais

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 13/2015 São Paulo, 23 de Fevereiro de 2015. IRPF 2015 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2014 Prezado cliente, No dia 03 de fevereiro de 2015 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado

TERCEIRO SETOR. Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado TERCEIRO SETOR Financiamento com recursos do orçamento público e ou do setor privado Modalidade de apoio e financiamento por parte do Estado ESPÉCIE Auxílios Contribuições Subvenções PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS

Leia mais

INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO

INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO INCENTIVOS FISCAIS DO IR DEVIDO IMPOSTO DE RENDA PESSOA FÍSICA IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA INTRODUÇÃO: Poderão utilizar os INCENTIVOS FISCAIS objetos desta apresentação: As pessoas físicas que entregarem

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Guia para 1 Definir o destino de parte do imposto que você vai, obrigatoriamente, pagar é uma possibilidade legítima e acessível. Basta escolher qual projeto, seja ele cultural, esportivo ou social, você

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS

INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS INFORMAÇÕES SOBRE PROJETOS DE LEIS INTRODUÇÃO 1- Basicamente, o que são essas leis? O Governo criou uma espécie de renúncia fiscal pra incen3var a cultura, o esporte e o social. Ou seja, o Governo topou

Leia mais

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM

4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM 4º EDITAL CULTURAL VOTORANTIM REGULAMENTO 1. Tipos de projetos beneficiados 2. Leis de incentivo à cultura 3. Categoria especial Acessibilidade 4. Cronograma do Edital 5. Valores de investimento 6. Inscrição

Leia mais

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais:

CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: CARTILHA DE INCENTIVOS FISCAIS* Nesta Cartilha, preparada a pedido da AMARRIBO, abordamos os seguintes incentivos fiscais: A. Doação à AMARRIBO, que possui o título de OSCIP; B. Doação/Patrocínio de Projeto

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 110, DE 2015

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 110, DE 2015 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 110, DE 2015 Institui programa de concessão de créditos da União no âmbito do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, denominado Nota Fiscal Brasileira, com o objetivo de incentivar

Leia mais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais

Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais A B B C Projetos Culturais, Esportivos e Sociais: como aproveitar melhor os incentivos fiscais MARCELO DE AGUIAR COIMBRA Graduado e Mestre em Direito pela USP/Doutorando pela Universidade de Colônia, Alemanha.

Leia mais

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014

IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 IRPF 2014 CARTILHA IR 2014 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES

2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2012 RELATÓRIO DE ATIVIDADES Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, desenvolvimento da comunidade e formação de jovens fazem parte da história do Instituto.

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Manual sobre uso de INCENTIVOS FISCAIS

Manual sobre uso de INCENTIVOS FISCAIS Manual sobre uso de INCENTIVOS FISCAIS 2 APRESENTAÇÃO Ciente de que os governos (seja o federal, estadual ou municipal) utilizam os incentivos fiscais como maneira de estimular as empresas ou pessoas físicas

Leia mais

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados

Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres. Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos Fiscais Como incentivar? Incentivos fiscais para doações livres Incentivos fiscais para doações/patrocínio a projetos chancelados Incentivos fiscais para doações a fundos públicos Incentivos

Leia mais

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física

IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física CIRCULAR Nº 09/2012 São Paulo, 10 de Fevereiro de 2012. IRPF 2012 Imposto de Renda Pessoa Física Ano-Base 2011 Prezado cliente, No dia 06 de Fevereiro de 2012 a Receita Federal publicou a Instrução Normativa

Leia mais

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS

CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS CAPTAÇÃO DE RECURSOS POR MEIO DE INCENTIVOS FISCAIS FEDERAIS Comissão de Direito do Terceiro Setor Danilo Brandani Tiisel danilo@socialprofit.com.br INCENTIVOS FISCAIS Contexto MOBILIZAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

IRPF 2012 Cartilha IR 2012

IRPF 2012 Cartilha IR 2012 IRPF 2012 Cartilha IR 2012 A MAPFRE Previdência desenvolveu para os participantes de plano de previdência complementar PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre), FGB Tradicional (Fundo Gerador de Benefício)

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É O FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA O Fundo da Infância e da Adolescência

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO PRONAC N. 148285 APRESENTAÇÃO DO PROJETO Anjos da Noite Teatro (18 anos); apresenta o projeto Cadê a água!? com a montagem do Espetáculo Teatral Cadê a água!? e sua Circulação por 07 cidades de Santa

Leia mais

Projeto Futuros Craques São Paulo

Projeto Futuros Craques São Paulo Projeto Futuros Craques São Paulo O Projeto Futuros Craques é considerado o carro chefe da B16 em São Paulo, a sua programação destina-se à oferecer esportes de maneira saudável para crianças da rede pública

Leia mais

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida

Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil. Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Contribuição definida Plano de Previdência ArcelorMittal Brasil Este folheto contém as principais características do Plano de Previdência Complementar da ArcelorMittal

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música LEI FEDERAL DE INCETIVO À CULTURA LEI ROUANET Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É A LEI ROUANET A Lei Rouanet (Lei 8.313/1991), instituiu o Programa

Leia mais

IRPJ. Lucro Presumido

IRPJ. Lucro Presumido IRPJ Lucro Presumido 1 Características Forma simplificada; Antecipação de Receita; PJ não está obrigada ao lucro real; Opção: pagamento da primeira cota ou cota única trimestral; Trimestral; Nada impede

Leia mais

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas

ANEXO I ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS FIA 2011. Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas Cada projeto deve conter no máximo 20 páginas 1. APRESENTAÇÃO Faça um resumo claro e objetivo do projeto, considerando a situação da criança e do adolescente, os dados de seu município, os resultados da

Leia mais

ISEE. Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06. Fonte: Ministério do Esporte

ISEE. Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06. Fonte: Ministério do Esporte ISEE Apresentação Lei de Incentivo ao Esporte Lei 11438/06 2011 Introdução - A Lei de Incentivo ao Esporte prevê a possibilidade de PF e PJ destinarem uma parcela do imposto de renda devido em benefício

Leia mais

Especial Imposto de Renda 2015

Especial Imposto de Renda 2015 Especial Imposto de Renda 2015 01. Durante o ano de 2014 contribuí para a Previdência Social como autônoma. Como devo fazer para deduzir esses valores? Qual campo preencher? Se pedirem CNPJ, qual devo

Leia mais