ASTROSOLAR, UM SOFTWARE DIDÁTICO PARA A APRESENTAÇÃO DE CONCEITOS DE ASTRONOMIA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASTROSOLAR, UM SOFTWARE DIDÁTICO PARA A APRESENTAÇÃO DE CONCEITOS DE ASTRONOMIA"

Transcrição

1 ASTROSOLAR, UM SOFTWARE DIDÁTICO PARA A APRESENTAÇÃO DE CONCEITOS DE ASTRONOMIA Márlon Caetano Ramos Pessanha a Sabrina Gomes Cozendey a Victor Hugo Rangel de Oliveira a Marcelo de Oliveira Souza a a Laboratório de Ciências Físicas Universidade Estadual do Norte Fluminense RESUMO APRESENTAMOS NESTE TRABALHO UM SOFTWARE DIDÁTICO QUE DESENVOLVEMOS, QUE PODE SER UTILIZADO COMO FERRAMENTA AUXILIAR NO ENSINO E DIVULGAÇÃO DA ASTRONOMIA PARA O PÚBLICO EM GERAL. O SOFTWARE POSSUI DADOS SOBRE ASTROS DO UNIVERSO E DICAS PARA OBSERVAÇÃO DO CÉU, COM INFORMAÇÕES SOBRE ORIENTAÇÃO ATRAVÉS DAS CONSTELAÇÕES. HÁ UM ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO QUE SE BASEIA NA LOCALIZAÇÃO DAS CONSTELAÇÕES. O ROTEIRO CONSISTE DE UM CATÁLOGO COM AS 88 CONSTELAÇÕES, ONDE HÁ A IMAGEM DA CONSTELAÇÃO COM E SEM AS LIGAÇÕES ENTRE AS ESTRELAS, UMA LEGENDA COM O NOME E O BRILHO DE CADA OBJETO PRESENTE NA CONSTELAÇÃO. TAMBÉM SÃO APRESENTADAS INFORMAÇÕES DETALHADAS SOBRE OS OBJETOS DO CATÁLOGO MESSIER E UM GUIA PARA LOCALIZAÇÃO A PARTIR DO BRASIL, DOS OBJETOS DESSE CATÁLOGO, VISÍVEIS NO MOMENTO EM QUE FOREM REALIZADAS AS OBSERVAÇÕES. UM ESTUDO SOBRE OS ECLIPSES, AS FASES DA LUA E AS MARÉS TAMBÉM PODE SER ACESSADO NO SOFTWARE. OS DADOS APRESENTADOS SÃO ATUAIS, INCLUINDO NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA SOLAR. HÁ UMA SEÇÃO ESPECÍFICA SOBRE OS PLANETAS ANÕES. DADOS RECENTES OBTIDOS PELAS SONDAS QUE ESTÃO EXPLORANDO SATURNO, MARTE E VÊNUS ESTÃO INCLUÍDOS, ASSIM COMO IMAGENS OBTIDAS PELO TELESCÓPIO ESPACIAL HUBBLE. PARA AUXILIAR O ENTENDIMENTO DOS TEXTOS, O SOFTWARE POSSUI AINDA UMA SEÇÃO DE AJUDA, NA QUAL ALGUNS DOS TERMOS UTILIZADOS NOS TEXTOS SÃO DEFINIDOS. QUALQUER TERMO QUE TENHA SUA DEFINIÇÃO DISPONÍVEL NA SEÇÃO DE AJUDA DO SOFTWARE POSSUI UM LINK, QUE AO SER ACIONADO, DISPONIBILIZARÁ UMA JANELA DE AJUDA. O SOFTWARE É DO TIPO FREEWARE, DE DISTRIBUIÇÃO LIVRE, E FOI ELABORADO NO AMBIENTE DE DESENVOLVIMENTO TURBO DELPHI EXPLORER. PALAVRAS-CHAVE

2 Astronomia, Novas Tecnologias, Informática Educativa. INTRODUÇÃO Desde a antiguidade, o ser humano busca explicações para o que ele consegue observar ao seu redor. Foi através destas observações que se descobriu uma diversidade de tipos de astros. O estudo da Astronomia tem fascinado as pessoas desde tempos mais remotos, fazendo com que a Astronomia seja considerada por muitos como a mais antiga das ciências. Os fenômenos astronômicos são fenômenos naturais que podem ser observados e acompanhados, em grande parte dos casos, com o auxílio de equipamentos simples ou até mesmo através da observação ao olho desarmado. Muitos desses fenômenos estão presentes no nosso cotidiano, como é o caso das marés. Sendo assim, é importante que sejam desenvolvidas ferramentas que possibilitem o entendimento destes fenômenos, tão presentes no nosso dia a dia. O uso de novas tecnologias, em particular, da computação, é algo a ser considerado na elaboração das novas ferramentas para o Ensino de Astronomia. Simulações, vídeos, e materiais didáticos virtuais são ótimas ferramentas para a difusão e o ensino da Astronomia, pois aproximam o conteúdo do cotidiano dos estudantes. Além disto, é notável o estímulo dos estudantes quando utilizam estas novas tecnologias, como é o caso da informática. O uso de novas tecnologias no ensino já foi alvo de diversas análises 1, 2, 3. Nas quais é possível verificar a necessidade de que as escolas incorporem essa nova ferramenta em seu cotidiano. As características gerais dos planetas, das estrelas, do Sol e os astros do Sistema Solar, podem ser compreendidos melhor com a utilização de um material didático multimídia, com o uso de novas tecnologias. DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO Desenvolvemos um software que serve de material didático auxiliar no ensino de Astronomia, além de também ser possível sua utilização como ferramenta de divulgação da Astronomia. O software aborda alguns conceitos gerais de Astronomia, com ênfase no Sistema Solar. O software foi elaborado utilizando-se o ambiente de desenvolvimento Turbo Delphi Explorer 4 da Borland. Os conteúdos do software são divididos em tópicos. O software possui uma Tela Principal, onde é possível acessar estes tópicos. Ao selecionar um dos tópicos, uma outra tela é apresentada, sendo possível acessar os conteúdos. Todos os conteúdos possuem ilustrações nas explicações, com desenhos, esquemas, etc. O software possui ainda uma seção de ajuda, na qual quem acessa o software, possuindo dúvida de algum termo como palavras, fórmulas, ou outros, poderá verificar se a definição para o que ele tem dúvida está disponível, e estando disponível, acessar. A Figura 1 mostra Tela Principal do Software e a Figura 2 mostra a Tela onde são apresentados os conteúdos.

3 Figura 1 Tela Principal do Software Figura 2 Tela de Conteúdos Tópicos Abordados no software e seus conteúdos Os tópicos abordados no software são: Sistema Solar Neste tópico é apresentada uma introdução, e são apresentados de modo ilustrado os principais astros existentes no Sistema Solar, com as suas características principais.

4 Sol Neste tópico são apresentados dados gerais do Sol, com destaque para a sua formação, composição, dimensão e estrutura. Estrelas São disponibilizadas informações sobre a evolução estelar, com detalhes sobre o diagrama Hertzprung-Russel e exemplos de estrelas em fases diferentes de evolução. Galáxias Dados sobre os tipos de galáxias existentes no Universo e imagens recentes obtidas pelo Hubble são apresentados nesse tópico. Planetas Este tópico apresenta os 8 planetas do Sistema Solar, descrevendo suas características. São apresentadas também as classificações dos Planetas, no que diz respeito à região do Sistema Solar que se encontram, composição, número de luas, etc. Planetas Anões A mais nova classificação de astros da União Astronômica Internacional, os Planetas Anões, já está incluída no software. É abordada neste tópico a definição de Planeta Anão, além de apresentar os Planetas Anões atualmente reconhecidos, são também apresentados os dados e características destes astros. Cometas São apresentados, além da definição de cometa, dados sobre alguns dos cometas mais conhecidos, com imagens atuais. Asteróides e Meteoróides São apresentados dados sobre os maiores asteróides presentes no cinturão localizado entre os planetas Marte e Júpiter e é apresentada uma análise da freqüência com que meteoróides e asteróides colidem com a Terra. O software ainda disponibiliza dados sobre os Eclipses, as Fases da Lua, e as Marés. Roteiro para a Observação do Céu Esse roteiro de observação se baseia na localização dessas constelações.

5 A primeira parte consta de um catálogo com as 88 constelações, onde há a imagem da constelação com e sem as ligações entre as estrelas, uma legenda com o nome e o brilho de cada objeto presente na constelação. Os objetos apresentados no catálogo são os mais brilhantes de sua constelação. Todos esses objetos podem ser vistos a olho nu, dependendo da iluminação ambiente. Ou seja, em cidades muito iluminadas, o número de objetos que poderão ser vistos é bem menor que em cidades menos iluminadas. Em alguns casos, constelações inteiras ficarão totalmente invisíveis. Esse efeito acontece, pois a iluminação artificial das cidades ofusca o brilho desses objetos. Catálogo das constelações O catálogo das constelações consta de duas imagens para cada constelação. A primeira é como a constelação é vista no firmamento (pode haver variações no tamanho e no brilho dos objetos, pois as imagens não são reais). A segunda é uma cópia da primeira, porém com suas estrelas ligadas pelas linhas imaginárias, e com as referências da legenda. A legenda apresentará o nome de cada objeto (indicando se é uma nebulosa, aglomerado, etc., quando for o caso) e o seu brilho (magnitude aparente). Ajuda do Software A ajuda pode ser acessada a qualquer momento pelo usuário do software. Para isto, caso o termo esteja disponível na ajuda, o cursor do mouse irá mudar quando o mesmo for passado sobre o termo. A linguagem desta seção de ajuda é simplificada, para facilitar o entendimento. A Figura 3 mostra uma tela capturada com um exemplo de um termo que poderá ser acessado e a Figura 4 mostra uma tela capturada da seção de ajuda do software, no momento em que se está fazendo a consulta. Figura 3 Exemplo de um termo que poderá ser acessado.

6 Figura 4 Seção de ajuda do software com explicações sobre o termo selecionado RESULTADOS O software desenvolvido apresenta um funcionamento perfeito e conforme o esperado. A classificação dos temas abordados no software, na forma de tópicos, facilita o acesso às telas do software. O software conta com dados atuais, logo, novas classificações como os Planetas Anões já estão presentes no software. A ferramenta de ajuda do software tem se mostrado muito útil na solução de dúvidas, visto que o software também é direcionado para o público em geral, não somente para estudantes. Além disto, outros termos mais específicos das áreas de Física, Química e Astronomia, também citados nos textos, possuem definições na Ajuda do software. CONCLUSÃO Esperamos, com este software, divulgar a Astronomia para os estudantes, assim como também para o público geral. Em conseqüência das constantes descobertas astronômicas, o software passará por atualizações periódicas que estarão disponíveis para acesso através da internet. Uma primeira versão já lançada anteriormente obteve uma boa aceitação, tendo sido um dos softwares mais acessados num site 5 especializado em softwares de Astronomia. REFERÊNCIAS 1-da Silva, P. R., O Uso de Computador no Ensino de Física. Parte 1: Potencialidades e Uso Real, Revista Brasileira de Ensino de Física, vol. 17, nº. 2, p.182, Fiolhais, C., Trindade, J., Física no Computador: O Computador como uma Ferramenta no Ensino e na Aprendizagem das Ciências Físicas, Revista Brasileira de Ensino de Física, vol. 25, no. 3, Setembro, 2003, Disponível em: Acesso em 30 de set Tarouco, L., Avaliação de objetos de aprendizagem, Disponível em: Acesso em 30 de set

7 4-Borland Software Corporation, Turbo Delphi, Disponível em: Acesso em 15 de set AstroTips.com - astronomy software & amateur observation. Disponível em:

CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA

CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA INTRODUÇÃO TEÓRICA E OBSERVACIONAL 1 Introdução Este curso destina-se a todas as pessoas interessadas por observações astronômicas, sendo adequado a qualquer pessoa. Estudantes

Leia mais

CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA

CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA CURSO DE INTRODUÇÃO À ASTRONOMIA INTRODUÇÃO TEÓRICA E OBSERVACIONAL 1 Introdução Este curso destina-se a todas as pessoas interessadas por observações astronômicas, sendo adequado a qualquer pessoa. Estudantes

Leia mais

2º ano E ESTUDO PARA OBA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA

2º ano E ESTUDO PARA OBA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA 2º ano E ESTUDO PARA OBA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA Wesley e Victor ASTRONAUTA BRASILEIRO Marcos Pontes é um astronauta brasileiro e foi o primeiro a ir ao espaço. Ele foi para o espaço no dia

Leia mais

Curso de Introdução à Astronomia e Utilização de Telescópios

Curso de Introdução à Astronomia e Utilização de Telescópios Curso de Introdução à Astronomia e Utilização de Telescópios Esta acção de formação destina-se a utilizadores de telescópios com pouca experiência prática de observação ou amadores que queiram saber mais

Leia mais

ROTEIRO DO PROFESSOR

ROTEIRO DO PROFESSOR VISITAS DE ESTUDO ROTEIRO DO PROFESSOR Para a realização da visita escolar ao Centro Ciência Viva de Constância, o professor pode escolher de entre os seguintes Menus apresentados, tendo em conta o nível

Leia mais

Curso de Introdução à Astronomia e Utilização de Telescópios

Curso de Introdução à Astronomia e Utilização de Telescópios Curso de à Astronomia e Utilização de Telescópios Esta acção de formação destina-se a utilizadores de telescópios com pouca experiência prática de observação ou amadores que queiram saber mais sobre o

Leia mais

Telescópios na Escola. Osvaldo Souza Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP

Telescópios na Escola. Osvaldo Souza Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP Telescópios na Escola Osvaldo Souza (osvald.souza@usp.br) Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP Recentemente o sistema educacional brasileiro vem aumentando

Leia mais

XX OBA Material de estudo. Fontes de Pesquisa

XX OBA Material de estudo. Fontes de Pesquisa XX OBA 2017 Conteúdos das Avaliações Material de estudo Fontes de Pesquisa Constituição da Avaliação 7 perguntas de Astronomia; 3 perguntas de Astronáutica. Perguntas Práticas e/ou Observacionais Poderá

Leia mais

AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA. Ementa Detalhada. 1 Telescópios 2 Radiação e estrutura do átomo 3 O Sol, nossa estrela

AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA. Ementa Detalhada. 1 Telescópios 2 Radiação e estrutura do átomo 3 O Sol, nossa estrela 1 AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA 1 Telescópios 2 Radiação e estrutura do átomo 3 O Sol, nossa estrela 4 Planetas, asteroides e cometas do Sistema Solar 5 Exoplanetas 6 Bio-astronomia 7 Magnitude,

Leia mais

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como?

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como? Atividade: Vida Entregar dia: 11/02/2016 (2 feira) Manuscrito Cabeçalho; Data; Nome O que é vida? O que significa para você estar vivo? O que é um ser vivo? Você acha que só no nosso planeta há vida? Como

Leia mais

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante 2º ano D Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante A Terra é o terceiro planeta do Sistema Solar a contar a partir do Sol e o quinto em diâmetro. Os oitos planetas que compõe o Sistema Solar são Mercúrio, Vênus,

Leia mais

Nível 1. 2º ano Incrível

Nível 1. 2º ano Incrível Nível 1 2º ano Incrível Júlia Nóbrega, Nayara Rebecchi e Mariana Peligrinelli 2º ano Incrível O que é o Sistema Solar? O Sistema Solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao redor

Leia mais

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo

Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo Ciências Físico-Químicas 7.º Ano Terra em Transformação / Terra no Espaço Carlos Alberto da Silva Ribeiro de Melo QUÍMICA TEMAS OBJECTIVOS DE APRENDIZAGEM SITUAÇÕES E EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS AULAS TERRA

Leia mais

ENSINANDO FÍSICA POR MEIO DE IMAGENS ASTRONÔMICAS RESUMO

ENSINANDO FÍSICA POR MEIO DE IMAGENS ASTRONÔMICAS RESUMO ENSINANDO FÍSICA POR MEIO DE IMAGENS ASTRONÔMICAS Palavras-chave: telescópio: observações imagens digitais: análise interdisciplinaridade Dr. André de Castro Milone (Divisão de Astrofísica, INPE) RESUMO

Leia mais

PASSAPORTE DA ASTRONOMIA

PASSAPORTE DA ASTRONOMIA COORDENAÇÃO: Profa.EDUARDO NETO FERREIRA PASSAPORTE DA ASTRONOMIA PROJETO eduneto@fumec.br Professor Colaborador: Orlando Abreu Gomes (FACE; orlando.gomes@fumec.br) Professor Voluntário: Alair Dias Júnior

Leia mais

ROTEIRO DO PROFESSOR

ROTEIRO DO PROFESSOR VISITAS DE ESTUDO ROTEIRO DO PROFESSOR Para a realização da visita escolar ao Centro Ciência Viva de Constância, o professor pode escolher de entre os seguintes Menus apresentados, tendo em conta o nível

Leia mais

Sumário. O Universo. Modelo geocêntrico

Sumário. O Universo. Modelo geocêntrico Sumário 2- Estudo do Universo - Modelos de organização do Universo: Teoria Geocêntrica e Teoria Heliocêntrica. - Da Astronomia a olho nu às lunetas e telescópios. Explorando o espaço. - Teoria do Big Bang

Leia mais

AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA. Ementa Detalhada

AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA. Ementa Detalhada 1 AGA 0100 Astronomia: Uma Visão Geral I EMENTA 1 Telescópios 2 Radiação e estrutura do átomo 3 O Sol, nossa estrela 4 Planetas, asteroides e cometas do Sistema Solar 5 Exoplanetas 6 Bio-astronomia 7 Magnitude,

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 2

Ficha de Avaliação Sumativa 2 Ficha de Avaliação Sumativa 2 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

Astronomia. O nosso Universo

Astronomia. O nosso Universo Astronomia O nosso Universo O sistema solar Distância entre a Lua e a Terra: 384.000 Km (aprox. 1 seg-luz Velocidade da luz (c) : 300.000 Km/s Distância média entre a Terra e o Sol: 146 milhões Km (aprox.

Leia mais

Pensar criativamente e colocar as coisas em perspectiva pode ajudar. Aqui está um pouco de astronomia para ajudá-lo a colocar sua vida em perspectiva

Pensar criativamente e colocar as coisas em perspectiva pode ajudar. Aqui está um pouco de astronomia para ajudá-lo a colocar sua vida em perspectiva Pensar criativamente e colocar as coisas em perspectiva pode ajudar Aqui está um pouco de astronomia para ajudá-lo a colocar sua vida em perspectiva Hubble O telescópio Hubble está localizado fora de nossa

Leia mais

Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet. Alberto Krone-Martins em nome da Equipe do TnE

Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet. Alberto Krone-Martins em nome da Equipe do TnE Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet Alberto Krone-Martins em nome da Equipe do TnE Telescópios na Escola A importância da Astronomia Astronomia na Escola? O TnE hoje O projeto

Leia mais

Matheus e Ana Clara 2º ano Estrela

Matheus e Ana Clara 2º ano Estrela Matheus e Ana Clara 2º ano Estrela O sistema solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao redor do Sol. O nosso sistema solar é constituído por oito planetas: Mercúrio, Terra, Marte,

Leia mais

Colégio Santa Dorotéia

Colégio Santa Dorotéia INSTRUÇÕES Colégio Santa Dorotéia Área de Ciências Humanas Disciplina: Ano: 6º - Ensino Fundamental Professor: Rogério Duarte VERIFIQUE A PUBLICAÇÃO DO GABARITO. O professor estará disponível para esclarecer

Leia mais

Objetivos gerais. Metodologia de trabalho

Objetivos gerais. Metodologia de trabalho Fundamentos de Astronomia e Astrofísica: plano de ensino Alexei Machado Müller, Maria de Fátima Oliveira Saraiva Objetivos gerais Importante Fique atento aos prazos de entrega das atividades de avaliação

Leia mais

Calendarização da Componente Letiva

Calendarização da Componente Letiva AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANDRÉ SOARES (150952) Calendarização da Componente Letiva 7º Ano Físico-Química Períodos 1º 2º 3º Período Período Período Número de aulas previstas (45 minutos) 39 36 25 Apresentação

Leia mais

Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet. Osvaldo de Souza (Grupo de Astronomia Sputnik)

Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet. Osvaldo de Souza (Grupo de Astronomia Sputnik) Telescópios na Escola: observações astronômicas via Internet Osvaldo de Souza (Grupo de Astronomia Sputnik) Telescópios na Escola Astronomia na Escola? O TnE hoje O projeto para amanhã Astronomia na Escola

Leia mais

POR QUE GEOCENTRISMO PREVALECEU?

POR QUE GEOCENTRISMO PREVALECEU? POR QUE GEOCENTRISMO PREVALECEU? Não percebemos a Terra se movendo contraintuitivo Modelo heliocêntrico contrariava frontalmente o pensamento aristotélico. Aristóteles: Sol jamais poderia ocupar o centro

Leia mais

Introdução à astronomia O Sistema Solar

Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução a astronomia A Lua A Terra Viver na Terra Introdução a Astronomia Astronomia é a ciência que estuda os astros e os fenômenos celestes. Universo é o conjunto

Leia mais

O USO DE SOFTWARE PARA SIMULAÇÃO DO CÉU NOTURNO

O USO DE SOFTWARE PARA SIMULAÇÃO DO CÉU NOTURNO O USO DE SOFTWARE PARA SIMULAÇÃO DO CÉU NOTURNO Jóyce Monteiro Sampaio Bolsista UEMS 1 ; Edmilson de Souza Orientador 2 1 Estudante do Curso de Física da UEMS, Unidade Universitária de Dourados, joyce_fisica@hotmail.com

Leia mais

Curso de Iniciação à. Astronomia e Astrofísica. Observatório Astronómico de Lisboa. Rui Jorge Agostinho José Manuel Afonso. Janeiro e Junho de 2013

Curso de Iniciação à. Astronomia e Astrofísica. Observatório Astronómico de Lisboa. Rui Jorge Agostinho José Manuel Afonso. Janeiro e Junho de 2013 Curso de Iniciação à Astronomia e Astrofísica do Observatório Astronómico de Lisboa Rui Jorge Agostinho José Manuel Afonso Janeiro e Junho de 2013 Conteúdo Objectivos e Estrutura do Curso.............................

Leia mais

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva

1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva Página1 1ª Ficha de Avaliação de Conhecimentos de Física e Química do 7ºAno Ano Letivo: 2012/2013 Data: outubro 2012 Professora: Paula Melo Silva Critérios de Correção 1. 11 pontos 1.1. Opção A 1.2. Opção

Leia mais

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Espaço 1. Universo Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Corpos celestes 1.1 Distinguir vários corpos celestes. Estrela Astro

Leia mais

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016

ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016 ACOMPANHE A PROGRAMAÇÃODE FÉRIAS DO PLANETÁRIO! 18 à 22 de julho de 2016 Data Horário Sessão/vivência 18/07 (2ª feira) Sessão: Universo na mente das crianças Por meio de imagens reais e animadas podemos

Leia mais

Disciplina: Físico-Química 7ºX Aula nº X Data XX/XX/201X Plano de aula

Disciplina: Físico-Química 7ºX Aula nº X Data XX/XX/201X Plano de aula Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Infante D. Henrique Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Disciplina: Físico-Química 7ºX Aula nº X Data XX/XX/201X Plano de aula Duração da aula: 45 min Unidade

Leia mais

Escola Secundária Dom Manuel Martins

Escola Secundária Dom Manuel Martins Escola Secundária Dom Manuel Martins Setúbal Prof. Carlos Cunha 1ª Ficha de Avaliação Físico Química Ano Lectivo 2007/ 2008 N. º NOME: TURMA: B CLASSIFICAÇÃO 1. O Rui e a Sofia são alunos do 7º ano. Depois

Leia mais

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução.

Correção do TPC. Astronomia É a Ciência que estuda o Universo, numa tentativa de perceber a sua estrutura e evolução. Sumário 1. Constituição do Universo Correção do TPC. A organização do Universo - O sistema planetário, as galáxias, os quasares, os enxames e os superenxames. - A nossa galáxia - A Via Láctea, a sua forma

Leia mais

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Um pouco de história da Astronomia A regularidade dos movimentos do Sol e das outras estrelas, da Lua, o aparecimento

Leia mais

O Sistema Solar é um conjunto de planetas, asteroides. e cometas que giram ao redor do Sol.

O Sistema Solar é um conjunto de planetas, asteroides. e cometas que giram ao redor do Sol. Leandro e João O Sistema Solar é um conjunto de planetas, asteroides e cometas que giram ao redor do Sol. O Sistema Solar é composto por 8 planetas: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano

Leia mais

Este material foi preparado para auxiliar você no decorrer do curso. É um referencial teórico que deve ser consultado aula após aula.

Este material foi preparado para auxiliar você no decorrer do curso. É um referencial teórico que deve ser consultado aula após aula. Apresentação Este material foi preparado para auxiliar você no decorrer do curso. É um referencial teórico que deve ser consultado aula após aula. Você também precisa, paralelamente à leitura do mesmo,

Leia mais

2- LEIA o anúncio abaixo referente ao Observatório Astronômico da UFMG.

2- LEIA o anúncio abaixo referente ao Observatório Astronômico da UFMG. Atividade de Estudo - Ciências 5º ano Nome: 1- OBSERVE a imagem abaixo. APONTE o nome desse instrumento e a sua finalidade. 2- LEIA o anúncio abaixo referente ao Observatório Astronômico da UFMG. a) CITE

Leia mais

Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo!

Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo! Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo! Sem contar que já existem milhares de lugares no mundo onde as pessoas não enxergam

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JOINVILLE CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM MOBILIDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JOINVILLE CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM MOBILIDADE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CAMPUS JOINVILLE CENTRO DE ENGENHARIAS DA MOBILIDADE CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM MOBILIDADE SEMESTRE 2016/1 I. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Nome: Astrofísica

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Observe a figura seguinte,

Leia mais

SESSÕES DE PLANETÁRIO

SESSÕES DE PLANETÁRIO SESSÕES DE PLANETÁRIO Neste documento você encontra a descrição das sessões de planetário disponíveis para as visitas agendadas. Abaixo das descrições estão sinalizados o tempo de duração e a classificação

Leia mais

CONSTELAÇÕES. Autor: Viviane Lopes da Costa

CONSTELAÇÕES. Autor: Viviane Lopes da Costa CONSTELAÇÕES Autor: Viviane Lopes da Costa Contexto: Esta aula se insere no decorrer do curso de ciências para a 5 a série (3 o ciclo do Ensino Fundamental). Os alunos já deverão ter tido contato com os

Leia mais

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede.

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. 5 Nome: Data: unidade A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. Lua Sol Terra Mercúrio Vênus Júpiter ilustrações: Paulo Manzi Marte Saturno Figura A Saturno Júpiter Marte

Leia mais

Universidade sem Fronteiras GIED Grupo de Informática Educativa. Água. Resumo Iconográfico. Pré-requisitos técnicos

Universidade sem Fronteiras GIED Grupo de Informática Educativa. Água. Resumo Iconográfico. Pré-requisitos técnicos Água Resumo Iconográfico Duração Pré-requisitos Pré-requisitos técnicos Estratégias Avaliação LEGENDA Uma hora-aula de 45 minutos Conhecimentos adquiridos em aulas passadas Conhecimentos de Informática

Leia mais

Apresentação para estudo elaborada pelos alunos do 2º ano A

Apresentação para estudo elaborada pelos alunos do 2º ano A Apresentação para estudo elaborada pelos alunos do 2º ano A Nosso Sistema Solar na Galáxia Via Láctea Felipe e Lara SOL O Sol é a estrela mais próxima da Terra. Ele assegura as condições necessárias de

Leia mais

Planetas fora do Sistema Solar

Planetas fora do Sistema Solar Planetas fora do Sistema Solar José Eduardo Costa Dep. Astronomia Instituto de Física UFRGS (2016-2) O Sistema Solar Massa do Sol = 2 x 1030 Kg (333 000x a massa da Terra; 1 000x a massa de Júpiter) Diâmetro

Leia mais

MATERIAL DE ESTUDO OBA. 2º Ano Harmonia Prof a Luciana Morita

MATERIAL DE ESTUDO OBA. 2º Ano Harmonia Prof a Luciana Morita MATERIAL DE ESTUDO OBA 2º Ano Harmonia Prof a Luciana Morita Bruno e Ana Clara Sistema Solar O sistema solar é formado por 8 planetas e uma estrela. O Sol é uma estrela que tem luz e calor. Cada planeta

Leia mais

Nome: Turma: Data: / /

Nome: Turma: Data: / / ATIVIDADE DE LABORATÓRIO Nome: Turma: Data: / / Medir distâncias no Universo INTRODUÇÃO Medir distâncias a objetos astronômicos é um problema fundamental em Astronomia e um grande desafio aos astrônomos.

Leia mais

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu O que será abordado neste curso: O Caminho até a Teoria da Gravitação de Newton: Parte 1 (4 aulas) Conceitos básicos de Astronomia: Movimento do Sol e dos

Leia mais

Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos

Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos Tutorial de utilização do EAD-IBRAV Treinamentos Amarildo Roberto Ribeiro CASCAVEL- 2016 SUMÁRIO 1. ACESSO AO CURSO... 3 2. LOGIN DO SISTEMA... 4 3. TELA PRINCIPAL DO ALUNO... 5 4. TELA PRINCIPAL DO CURSO...

Leia mais

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu PARTE 2 do curso Ptolomeu, Copérnico e Galileu O que será abordado neste curso: O Caminho até a Teoria da Gravitação de Newton: Parte 1 (4 aulas) Conceitos básicos de Astronomia: Movimento do Sol e dos

Leia mais

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13

Agrupamento de Escolas Luís António Verney. Escola EB 2,3 Luís António Verney. Ano lectivo de 2012/13 Tema B- Terra em Transformação Nº aulas prevista s Materiais Constituição do mundo material Substâncias e misturas de substâncias Relacionar aspectos do quotidiano com a Química. Reconhecer que é enorme

Leia mais

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B 2º ano B TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B SISTEMA SOLAR O SISTEMA SOLAR É FORMADO POR OITO PLANETAS QUE GIRAM AO REDOR DO SOL. O NOSSO SISTEMA SOLAR ESTÁ LOCALIZADO EM UMA GALÁXIA CHAMADA

Leia mais

tem 4 Pontos Cardeais todo Planeta é um OCIDENTAL (OESTE) gira em torno do SOL LUA

tem 4 Pontos Cardeais todo Planeta é um OCIDENTAL (OESTE) gira em torno do SOL LUA Mapa de Conceitos Astros Iluminados Asteróide, Satélite, Cometa, Planeta, Planeta Anão... (meteoros, galáxias) Astros Luminosos Sol, Estrelas Astros Iluminados não possuem luz própria, recebem a luz de

Leia mais

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Galileu e Copérnico

PARTE 2 do curso Ptolomeu, Galileu e Copérnico PARTE 2 do curso Ptolomeu, Galileu e Copérnico O que será abordado neste curso: O Caminho até a Teoria da Gravitação de Newton: Parte 1 (4 aulas) Conceitos básicos de Astronomia: Movimento do Sol e dos

Leia mais

HARMONIA DO MUNDO. Documentário da série Avisos da Natureza: lições não aprendidas

HARMONIA DO MUNDO. Documentário da série Avisos da Natureza: lições não aprendidas HARMONIA DO MUNDO Documentário da série Avisos da Natureza: lições não aprendidas SINOPSE Um professor de física discute e apresenta uma proposta de atividade sobre o documentário A Harmonia dos Mundos,

Leia mais

1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo Quando terá ocorrido o Big Bang?

1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo Quando terá ocorrido o Big Bang? Escola Físico-Química 7. Ano Data Nome N.º Turma Professor Classificação 1. A teoria do Big Bang é a teoria científica hoje mais aceite acerca da origem do Universo. 1.1. Quando terá ocorrido o Big Bang?

Leia mais

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011

ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SALESIANA DE MANIQUE TESTE DE AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS ANO LECTIVO 2010/2011 Nome: 7.º Ano Turma Nº: Encarregado de Educação: Classificação: Professor: 1. Observe a figura seguinte,

Leia mais

1. Acesso Portal do Discente Atualizar Foto e Perfil Meus Dados Pessoais Minhas Notas... 7

1. Acesso Portal do Discente Atualizar Foto e Perfil Meus Dados Pessoais Minhas Notas... 7 Sumário 1. Acesso... 3 2. Portal do Discente... 4 3. Atualizar Foto e Perfil... 5 4. Meus Dados Pessoais... 6 5. Minhas Notas... 7 6. Atestado de Matrícula... 8 7. Histórico... 9 8. Declaração de Vínculo...

Leia mais

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos.

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos. Sumário 3 - Como se formou o Sistema Solar? Constituição do Sistema Solar. - Os planetas do Sistema Solar. - Outros astros do Sistema Solar. Formação do Sistema Solar Considera-se que o Sistema Solar teve

Leia mais

3 o Ano Ensino Fundamental I

3 o Ano Ensino Fundamental I 2011 FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ O Colégio que ensina o aluno a estudar APICE 3 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Ciências [1 a Etapa] Você está recebendo o APICE (Atividade para Intensificar

Leia mais

Sistema de Informação

Sistema de Informação Sistema de Informação TCC em Re vista 2009 125 LOTTE, Rodolfo Georjute. Aprendizado conexionista em um sistema de busca por imagens. 2009. 104 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Sistemas

Leia mais

O Universo e o Sistema Solar

O Universo e o Sistema Solar O Universo e o Sistema Solar 1 O cientista não estuda a natureza porque ela é útil; ele a estuda porque tem prazer nisso, e ele tem prazer nisso porque ela é linda. Se a natureza não fosse linda, não valeria

Leia mais

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57)

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Astros do Sistema Solar: a sua origem e os seus astros (Pp. 64 a 70) Objetos celestes do Sistema Solar Teoria da Nebulosa Solar Sistema Solar Sol Planetas

Leia mais

Ano de escolaridade:

Ano de escolaridade: Quantas estrelinhas consegues ver, a olho nu, na rua onde moras? Sabias que no céu existem milhares de milhões de estrelas? Não consegues imaginar um céu assim tão estrelado? Pois é, a culpa é da POLUIÇÃO

Leia mais

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I 1. Exemplos de astros com luz própria são: A. o Sol e a Lua. B. as estrelas e a Lua. C. as estrelas. 2. As galáxias são formadas por: A. apenas estrelas. B. estrelas e planetas.

Leia mais

Universidade sem Fronteiras GIED Grupo de Informática Educativa. Resumo Iconográfico. Pré-requisitos técnicos

Universidade sem Fronteiras GIED Grupo de Informática Educativa. Resumo Iconográfico. Pré-requisitos técnicos Sistema Solar Resumo Iconográfico Duração Pré-requisitos Pré-requisitos técnicos Estratégias Avaliação LEGENDA Uma hora-aula de 45 minutos Conhecimentos adquiridos em aulas passadas Conhecimentos de Informática

Leia mais

MANUAL DE USO ASSINADOR DE DOCUMENTOS DIGITAIS PROTESTO ELETRÔNICO

MANUAL DE USO ASSINADOR DE DOCUMENTOS DIGITAIS PROTESTO ELETRÔNICO MANUAL DE USO ASSINADOR DE DOCUMENTOS DIGITAIS PROTESTO ELETRÔNICO Data: 23/08/2016 Páginas: 12 DOC: Manual de uso - Assinador de Documentos Digitais Protesto Eletrônico Responsável: Marina Adrielle da

Leia mais

Guia do Professor Introdução

Guia do Professor Introdução Guia do Professor Introdução Uma simulação é um modelo dinâmico que busca representar, de maneira virtual, o funcionamento real de um sistema, explorando as relações nele presentes. O Objeto Educacional,

Leia mais

Manual para abertura de ticket

Manual para abertura de ticket Manual para abertura de ticket Santo André 2015 Resumo A Tec House Informática desenvolveu este manual de forma prática e intuitiva com o objetivo de auxiliar você, cliente, na resolução de problemas encontrados

Leia mais

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CERTIDÃO DE ADIMPLEMENTO SGPCCEE

MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CERTIDÃO DE ADIMPLEMENTO SGPCCEE MANUAL DE ORIENTAÇÃO PARA SOLICITAÇÃO DE CERTIDÃO DE ADIMPLEMENTO SGPCCEE Câmara de Comercialização de Energia Elétrica CCEE Setembro de 2014 SUMÁRIO 1. Apresentação... 3 1.1. Propósito... 3 1.2. Público

Leia mais

O movimento dos planetas, visto da Terra

O movimento dos planetas, visto da Terra O movimento dos planetas, visto da Terra Quando são visíveis da Terra, os planetas não acompanham as estrelas (a palavra planeta vem da palavra grega vagabundo ). Em relação às estrelas, os planetas não

Leia mais

Considerações sobre o Ensino da Astronomia em Portugal. Osvaldo de Souza Carlos Martins

Considerações sobre o Ensino da Astronomia em Portugal. Osvaldo de Souza Carlos Martins Considerações sobre o Ensino da Astronomia em Portugal Osvaldo de Souza osouza@astro.up.pt Carlos Martins carlos.martins@astro.up.pt Universidade de São Paulo (Física) Mobilidade na Universidade do Porto

Leia mais

EFEMÉRIDES DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2014

EFEMÉRIDES DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2014 EFEMÉRIDES DO MÊS DE DEZEMBRO DE 2014 POSIÇÃO GEOGRÁFICA: LATITUDE: -8.1º LONGITUDE: -34.9º LATITUDE: 8º 0 48.1 Sul LONGITUDE: 34º 51 3.4 Oeste CALENDÁRIO DO CÉU COM OS HORÁRIOS DE VISIBILIDADE DOS OBJETOS

Leia mais

Antônio de Brum Camara Arthur Lima

Antônio de Brum Camara Arthur Lima Nível 1 2º ano C Antônio de Brum Camara Arthur Lima O Sistema Solar é formado por um conjunto de oito planetas, satélites naturais, milhares de asteroides e cometas que se ligam ao Sol através da gravidade.

Leia mais

Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno

Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno Manual de Acesso ao Ambiente Usuário: Aluno Índice 1. Objetivo. 2. Sobre o Ambiente Virtual de Aprendizagem. 3. Como acessar o Ambiente Virtual de Aprendizagem. 4. Como visualizar as disciplinas disponíveis

Leia mais

INFORMÁTICA 15/04/2016. Com o Professor: Rene Maas. Considere a figura abaixo, que ilustra uma planilha do LibreOffice Calc em edição:

INFORMÁTICA 15/04/2016. Com o Professor: Rene Maas. Considere a figura abaixo, que ilustra uma planilha do LibreOffice Calc em edição: INFORMÁTICA Considere a figura abaixo, que ilustra uma planilha do LibreOffice Calc em edição: Com o Professor: Rene Maas Caso a célula G20 desta planilha apresente a fórmula =SE(A1A2;MAIOR(A1:B2;2);MÍNIMO(B2:C3)),

Leia mais

Feito pela Professora Elizabete Soares. Disponibilizado especialmente a Resumos.tk

Feito pela Professora Elizabete Soares. Disponibilizado especialmente a Resumos.tk Feito pela Professora Elizabete Soares Disponibilizado especialmente a Resumos.tk Meteoróides Sistema Solar Ficha de trabalho nº3 Comparação do maior vulcão do Sistema Solar com o maior vulcão da Terra

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA

CENTRO EDUCACIONAL SIGMA CENTRO EDUCACIONAL SIGMA 5ºano CIÊNCIAS 1º período 1.5 30 de março de 2015 Cuide da organização da sua avaliação: escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso

Leia mais

Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar.

Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar. Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar. Foi nomeado em homenagem ao deus grego do céu, Urano, o pai de

Leia mais

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP Grandes estruturas no Universo Roberto Ortiz EACH/USP A luz se propaga com velocidade finita. Portanto, quanto mais distante olhamos, há mais tempo foi gerada a imagem... Olhar para longe significa olhar

Leia mais

Universo Competências a atingir no final da unidade

Universo Competências a atingir no final da unidade Universo Competências a atingir no final da unidade Constituição e origem do Universo. Como é constituído globalmente o Universo. Saber mencionar e distinguir objectos celestes como galáxia, supernova,

Leia mais

Sistema de Visualização de Sistemas Convectivos. Sistema de Visualização de Sistemas Convectivos

Sistema de Visualização de Sistemas Convectivos. Sistema de Visualização de Sistemas Convectivos Sistema de Visualização de Sistemas Convectivos 1. Introdução: O aplicativo Previsão a Curto Prazo e Evolução dos Sistemas Convectivos denominado de FORTRACC, foi desenvolvido com o objetivo de obter a

Leia mais

MOVIMENTOS SOL TERRA LUA

MOVIMENTOS SOL TERRA LUA MOVIMENTOS SOL TERRA LUA CONSIDERAÇÕES INICIAIS Para entender melhor o que você vai estudar, tenha sempre em mente as seguintes ideias: No período de 24h podemos considerar que Sol, Terra e Lua praticamente

Leia mais

AGA 210 Introdução à Astronomia. Apresentação do Curso

AGA 210 Introdução à Astronomia. Apresentação do Curso AGA 210 Introdução à Astronomia 2o Semestre de 2015 Apresentação do Curso Segundas e quintas das 16h as 18h, site: www.astro.iag.usp.br/~aga210 Disponibilização dos Roteiros-Aulas Profa. Sandra dos Anjos,

Leia mais

2.2 Os planetas e as características que os distinguem

2.2 Os planetas e as características que os distinguem Período de rotação O tempo que um planeta demora para realizar uma rotação completa em torno do seu eixo chama-se período de rotação e corresponde a um dia nesse planeta. Mercúrio Vénus Saturno 59 dias

Leia mais

R θ. Linha de visada. Procedimento: 1. Inicializar o programa e entrar as informações do estudante

R θ. Linha de visada. Procedimento: 1. Inicializar o programa e entrar as informações do estudante MOVIMENTO DE REVOLUÇÃO DAS LUAS DE JÚPITER 1 Objetivos: 1. Aplicar as leis do movimento (ou 3 a lei de Kepler) para calcular a massa de Júpiter. 2. Estimar o período orbital e o raio orbital para as luas

Leia mais

1. DO PROCESSO SELETIVO

1. DO PROCESSO SELETIVO EDITAL PTB Nº.08/2016 SELEÇÃO DE CANDIDATOS PARA MATRÍCULA NO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA (FIC) FUNDAMENTOS PARA O ENSINO DE ASTRONOMIA (turmas 1 e 2) DO IFSP - CÂMPUS PIRITUBA O Câmpus Pirituba

Leia mais

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola

Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Blog Tecnologia na Educação Passo a passo de como organizar o evento de programação Hora do Código na sua escola Karina Padial Antes de qualquer coisa, vamos explicar o que é a Hora do Código. Trata-se

Leia mais

Relatório de Atividades Observações com o telescópio Argus E. E. Patriarca da Independência 04/09/2008

Relatório de Atividades Observações com o telescópio Argus E. E. Patriarca da Independência 04/09/2008 Relatório de Atividades Observações com o telescópio Argus E. E. Patriarca da Independência 04/09/2008 Resumo: Nível: Tipo: Imagens obtidas: Tempo de observação: Número de alunos envolvidos: Disciplinas

Leia mais

Divergência Não Planejada Planilha de Cálculo. SPC-DNP Versão /2005 Instruções de Uso

Divergência Não Planejada Planilha de Cálculo. SPC-DNP Versão /2005 Instruções de Uso Divergência Não Planejada Planilha de Cálculo SPC-DNP Versão 2.0 11/2005 Instruções de Uso Ministério da Previdência Social Secretaria de Previdência Complementar Elaboração: Departamento de Assuntos Econômicos

Leia mais

Capítulo 6. Gravitação Universal

Capítulo 6. Gravitação Universal Capítulo 6 Gravitação Universal Os céus manifestam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos. Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. Não há linguagem,

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET

Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET Monografia: Sol suas origens e seus elementos químicos Alunos: Ana Paula Brumann Clemente, Gabriela Ribeiro

Leia mais

Acessar e Visualizar Treinamentos. Treinamento & Desenvolvimento

Acessar e Visualizar Treinamentos. Treinamento & Desenvolvimento Sumário 1. Acessar o Portal RH... 3 2.... 4 3. Solicitar Liberação de Treinamentos... 8 4. Navegar e Realizar um Treinamento... 14 5. A Visão do Gestor... 22 6. Gerar Relatórios... 24 6.1 Relatório de

Leia mais

Sistema Solar. Amanda e Karis. 2º ano D

Sistema Solar. Amanda e Karis. 2º ano D Sistema Solar Amanda e Karis 2º ano D O que é o Sistema Solar? O Sistema Solar é um conjunto de planetas que giram ao redor do Sol. Ele é formado pelos planetas : Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano,

Leia mais

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte

Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Sistema de Atendimento a Chamados e Suporte Versão 1.0 Guia Rápido do Usuário SUMÁRIO SUMÁRIO 2 1 APRESENTAÇÃO 3 2 ACESSANDO O SACS 4 3 ABRINDO UM CHAMADO 5 4 CONSULTA AOS CHAMADOS ABERTOS 7 5 ACRESCENTANDO

Leia mais