Astronomia. O nosso Universo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Astronomia. O nosso Universo"

Transcrição

1 Astronomia O nosso Universo O sistema solar Distância entre a Lua e a Terra: Km (aprox. 1 seg-luz Velocidade da luz (c) : Km/s Distância média entre a Terra e o Sol: 146 milhões Km (aprox. 8 min-luz), chamada Unidade Astronômica (UA). Júpiter: 11 vezes maior que a Terra (5 UA do Sol). Saturno (anéis): 9 vezes o tamanho da Terra (10 UA do Sol). Plutão: mais distante da Terra (40 UA), a luz do sol leva 5,5 h para chegar a ele. Limite do sistema solar: região onde se originam os cometas ( vezes mais distante do Sol do que a Terra (1,5 ano-luz do Sol). A Terra: nosso planeta é constituído predominantemente de matéria sólida, apesar de apresentar substâncias líquidas nos oceanos e no seu núcleo, e gás em sua atmosfera.

2 Júpiter, Saturno e Plutão Está foto de 1999 mostra a lua Io e sua sombra refletida sobre a superfície de Júpiter. O planeta tem 67 luas confirmadas. A Io é uma das quatro maiores, conhecidas como luas galileanas, pois foram descobertas por Galileu Galilei. A sombra da Io anda sobre a superfície de Júpiter a uma velocidade de 17 km por segundo (Telescópio Hubble). As auroras de Saturno são parecidas com as terrestres e se elevam a mais de 1,6 milhão de quilômetros acima das nuvens dos pólos do planeta. Partículas carregadas se concentram nos pólos e produzem cor ao interagir com a atmosfera.

3 Plutão: planeta anão

4 As estrelas mais próximas Estrela Alfa Centauri (mais próxima de nós), vezes mais distante do Sol que Saturno ( UA). α Cen é um sistema estelar triplo:: duas estrelas de brilho semelhante (α Cen A e B) e uma terceira (Próxima Centauri), mais fraca e afastada das outras duas (distuinguíveis com telescópio pequeno). As estrelas binárias são importantes, pois permitem determinar as massas delas. A massa é a propriedade física mais importante de uma estrela. Como estimar a distância a α Cen? A luz emitida por um objeto espalha-se em todas as direções fazendo com que, longe do objeto, seu brilho observado diminua com o aumento da distância até ele. Se dobrarmos a nossa distância até uma lâmpada, seu brilho observado diminuirá de 4 vezes. α Cen é uma das estrelas mais brilhantes do céu, pode ser vista melhor no outono, no prolongamento leste do braço menor do Cruzeiro do Sul: primeiro você encontrará β Cen (outra estrela dupla brilhante) e em seguida α Cen. α Cen A é uma estrela semelhante ao Sol, mas seu brilho aparente é cerca de 40 bilhões de vezes menor que o que recebemos do Sol. Como α Cen e o Sol são semelhantes, podemos achar a distância a α Cen (distância multiplicada por ela mesma = 40 bilhões ou dist = vezes mais distante que o sol = 3 anos-luz). A distância é 4,3 anos-luz.

5 Estrelas mais próximas As estrelas mais fracas a olho nu têm brilho aparente cerca de 400 vezes mais fraco que α Cen, ou seja, se elas forem semelhantes ao Sol, estarão 20 vezes mais distantes que α Cen (dá um ideia das distâncias no nosso sistema estelar, a Galáxia, num raio de 17 anos-luz do Sol, são conhecidas umas 50 estrelas. As distâncias das estrelas mais próximas podem ser determinadas pela paralaxe anual. À medida que a Terra se move ao redor do Sol, ao longo do ano, vemos um deslocamento aparente das estrelas mais próximas comparadas com as mais distantes. Técnica: estender o dedo e olhar com um olho e o outro olho, os olhos fazem o papel da Terra, o dedo da estrela próxima, e a paisagem das estrelas ao fundo. Este ângulo medido desde a órbita da Terra é extremamente pequeno. Para objetos mais distantes: usamos o fato de que o brilho aparente de uma estrela medido na Terra depende de quanta radiação ela emite por segundo em todas as direções (luminosidade) e que o brilho aparente cai com o inverso do quadrado da distância da estrela (ex de α Cen). No caso de α Cen, ela tem a mesma luminosidade do Sol (semelhantes), então a diferença de brilho observada entre o Sol e α Cen é devida a diferença de distâncias entre estas estrelas e nós. Considere a estrela Sirius (α Canis Majoris) da constelação do Cão Maior, a mais brilhante estrela do céu, próxima à constelação de Orion, no prolongamento leste das Três Marias (está a 8,6 anos-luz de nós ou vezes mais distante que o Sol). O brilho de Sirius que recebemos na Terra é cerca de 10 bilhões de vezes menor que o do Sol. Se Sirius tivesse a mesma luminosidade que o Sol, deveria ser x = 300 bilhões de vezes mais fraca que o Sol; mas ela parece 10 bilhões de vezes mais fraca, então Sirius deve ser 300/10 = 30 vezes mais luminosa que o Sol. Assim, podemos calcular a luminosidade das estrelas conhecendo sua distância e seu brilho aparente.

6 A nossa Galáxia Vamos nos afastar da nossa estrela mais próxima, α Cen, vezes a distância entre ela e o Sol, 4,3 anos-luz. Vemos o conjunto de estrelas que forma a nossa Galáxia. O Sol e as estrelas mais próximas encontram-se a aproximadamente anos-luz do centro desse sistema estelar, Galáxia Via Láctea, que contém 100 bilhões de estrelas. A distribuição das estrelas na nossa Galáxia é principalmente sob a forma de um disco que possui um movimento de rotação em torno do seu centro. A velocidade do Sol e das estrelas da sua vizinhança em torno desse centro é de 250 km/s, completando uma volta a cada 250 milhões de anos. Sistema Solar formado a 5 bilhões de anos atrás. O tamanho aproximado do disco da Galáxia é de anos-luz. A forma achatada da nossa Galáxia é evidente quando, em noites de inverno claras e sem luar, é possível ver no céu uma faixa de estrelas, a Via Láctea, visão que resulta de nossa posição particular na Galáxia, ou seja, o Sol está no disco de nosso sistema estelar. Quando olhamos ao longo do disco, vemos um número maior de estrelas do que quando olhamos para fora do plano da Galáxia.

7 A Via Láctea A Via Láctea no Observatório Paranal, no Chile. O laser adaptativo do telescópio aponta para o centro galáctico.

8 A Via Láctea

9 A Lua A Lua, satélite natural da Terra, possui cerca de três décimos do diâmetro desta. Na sua superfície, podemos distinguir várias crateras. As maiores têm diâmetros de centenas de quilômetros, enquanto que as menores são quase microscópicas.

10 O Sol SOHO (Solar and Heliospheric Observatory) image of the sun in the extreme ultraviolet range with the EIT instrument (image credit: ESA, NASA). Imagem óptica do Sol, nossa estrela: ele é essencialmente uma bola de gás muito quente que se mantém coesa pela ação de sua própria gravidade (SOHO/NASA).

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de :00

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de :00 4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 15 de Abril de 2009 15:00 Duração máxima 120 minutos Nota: Ler atentamente todas as questões. Existe uma tabela com dados no final

Leia mais

Universidade da Madeira. Grupo de Astronomia. Nós s e o Universo. (c) 2009/2014 Grupo de Astronomia da Universidade da Madeira

Universidade da Madeira. Grupo de Astronomia. Nós s e o Universo. (c) 2009/2014 Grupo de Astronomia da Universidade da Madeira Nós s e o Universo 1 (c) 2009/2014 da Universidade da Madeira A Terra, a Lua e o Sol 2 Sol Terra http://umbra.nascom.nasa.gov/sdac.html http://www.msss.com/earth/earth.html 700 000 Km 6 370 Km 3 O raio

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da eliminatória regional 18 de março de 2015 15:00 (Continente e Madeira) / 14:00 (Açores) Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões.

Leia mais

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova Final Nacional 5 de Junho de :00

4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova Final Nacional 5 de Junho de :00 4 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova Final Nacional 5 de Junho de 2009 15:00 Duração máxima 120 minutos Leia atentamente todas as questões. A questão 1 é de escolha múltipla. Nas restantes questões

Leia mais

CAPÍTULO 03 O Universo..

CAPÍTULO 03 O Universo.. CAPÍTULO 03 O Universo.. 03/03/2016 6º Ano B Profº Delsomar de Sousa Barbosa Páginas: 34 a 40 Itens 01 a 03. Estrutura Temática Astros do universo. Planetas Satélites Estrelas Distâncias no Espaço. Sistemas,

Leia mais

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes

Espaço. 1. Universo. Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Espaço 1. Universo Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Básica Manuel Figueiredo Agrupamento de Escolas Gil Paes Corpos celestes 1.1 Distinguir vários corpos celestes. Estrela Astro

Leia mais

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante

Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante 2º ano D Beatriz e Alexandre 2º ano Diamante A Terra é o terceiro planeta do Sistema Solar a contar a partir do Sol e o quinto em diâmetro. Os oitos planetas que compõe o Sistema Solar são Mercúrio, Vênus,

Leia mais

Planetas fora do Sistema Solar

Planetas fora do Sistema Solar Planetas fora do Sistema Solar José Eduardo Costa Dep. Astronomia Instituto de Física UFRGS (2016-2) O Sistema Solar Massa do Sol = 2 x 1030 Kg (333 000x a massa da Terra; 1 000x a massa de Júpiter) Diâmetro

Leia mais

Terra Marte Júpiter Saturno. O Sistema Solar. Introdução à Astronomia Fundamental. O Sistema Solar

Terra Marte Júpiter Saturno. O Sistema Solar. Introdução à Astronomia Fundamental. O Sistema Solar Introdução à Astronomia Fundamental Lua Distância média da Terra: 384 400 km Diâmetro equatorial: 3480 km Massa: 0,012 massa terrestre Gravidade: 1,62 m/s 2 Densidade: 3340 kg/m 3 Rotação: 27,32 dias Período

Leia mais

A Galáxia. Roberto Ortiz EACH/USP

A Galáxia. Roberto Ortiz EACH/USP A Galáxia Roberto Ortiz EACH/USP A Galáxia (ou Via-Láctea) é um grande sistema estelar contendo cerca de 2 x 10 11 estrelas, incluindo o Sol, ligadas gravitacionalmente. As estrelas (e demais componentes)

Leia mais

Introdução à astronomia O Sistema Solar

Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução à astronomia O Sistema Solar Introdução a astronomia A Lua A Terra Viver na Terra Introdução a Astronomia Astronomia é a ciência que estuda os astros e os fenômenos celestes. Universo é o conjunto

Leia mais

Planetas são:

Planetas são: Características dos planetas (Pp. 71 a 78) Planetas do Sistema Solar Planeta Planeta anão Mercúrio Vénus Terra Marte Júpiter Saturno Úrano Neptuno Atenção às Páginas do MANUAL Manual Espaço Manual Pg.

Leia mais

2.2 Os planetas e as características que os distinguem

2.2 Os planetas e as características que os distinguem Período de rotação O tempo que um planeta demora para realizar uma rotação completa em torno do seu eixo chama-se período de rotação e corresponde a um dia nesse planeta. Mercúrio Vénus Saturno 59 dias

Leia mais

O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia. A Via Láctea

O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia. A Via Láctea NÓS E O UNIVERSO 1 O Nosso sistema solar faz parte de uma galáxia A Via Láctea VIA LÁCTEA OUTRAS GALÁXIAS Andrómeda Grande Nuvem de Magalhães Pequena Nuvem de Magalhães SISTEMA SOLAR S M V T M J S U N

Leia mais

Ficha de Avaliação Sumativa 2

Ficha de Avaliação Sumativa 2 Ficha de Avaliação Sumativa 2 DISCIPLINA: Física e Química 7 ºAno de escolaridade 2015/2016 Data: Nome: Turma: N.º Classificação: (%) A Docente: E. E: As respostas às questões deste enunciado devem ser

Leia mais

O Universo e o Sistema Solar

O Universo e o Sistema Solar O Universo e o Sistema Solar 1 O cientista não estuda a natureza porque ela é útil; ele a estuda porque tem prazer nisso, e ele tem prazer nisso porque ela é linda. Se a natureza não fosse linda, não valeria

Leia mais

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges

Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Material de Aperfeiçoamento de Estudos MAE 5ª série 1º Bimestre Professora MaristelA Borges Um pouco de história da Astronomia A regularidade dos movimentos do Sol e das outras estrelas, da Lua, o aparecimento

Leia mais

OBA Astronomia. Prof. MSc. Elton Dias Jr.

OBA Astronomia. Prof. MSc. Elton Dias Jr. OBA-2011 -Astronomia Prof. MSc. Elton Dias Jr. Astronomia de Posição 1. Astronomia de Posição 1.1. Coordenadas Celestes Devemos imaginar que as estrelas estão fixas na superfície de uma esfera oca, cujo

Leia mais

O movimento dos planetas, visto da Terra

O movimento dos planetas, visto da Terra O movimento dos planetas, visto da Terra Quando são visíveis da Terra, os planetas não acompanham as estrelas (a palavra planeta vem da palavra grega vagabundo ). Em relação às estrelas, os planetas não

Leia mais

Universo Competências a atingir no final da unidade

Universo Competências a atingir no final da unidade Universo Competências a atingir no final da unidade Constituição e origem do Universo. Como é constituído globalmente o Universo. Saber mencionar e distinguir objectos celestes como galáxia, supernova,

Leia mais

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos.

Considera-se que o Sistema Solar teve origem há cerca de 5 mil milhões de anos. Sumário 3 - Como se formou o Sistema Solar? Constituição do Sistema Solar. - Os planetas do Sistema Solar. - Outros astros do Sistema Solar. Formação do Sistema Solar Considera-se que o Sistema Solar teve

Leia mais

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como?

Você acha que só no nosso planeta há vida? Como você acha que a vida surgiu? Quando e como? Atividade: Vida Entregar dia: 11/02/2016 (2 feira) Manuscrito Cabeçalho; Data; Nome O que é vida? O que significa para você estar vivo? O que é um ser vivo? Você acha que só no nosso planeta há vida? Como

Leia mais

Evolução Estelar. Introdução à Astronomia Prof. Alessandro Moisés Colegiado Acadêmico de Ciências da Natureza SBF

Evolução Estelar. Introdução à Astronomia Prof. Alessandro Moisés Colegiado Acadêmico de Ciências da Natureza SBF Evolução Estelar Introdução à Astronomia 2015.2 Prof. Alessandro Moisés Colegiado Acadêmico de Ciências da Natureza SBF http://www.univasf.edu.br/~ccinat.bonfim http://www.univasf.edu.br/~alessandro.moises

Leia mais

Apresentado por Joice Maciel Universidade Federal do ABC Abril de 2013

Apresentado por Joice Maciel   Universidade Federal do ABC Abril de 2013 Apresentado por Joice Maciel Email: joice.maciel@live.com Universidade Federal do ABC Abril de 2013 O Sol é uma estrela comum, uma das mais de cerca de 100 bilhões de estrelas que constituem a nossa galáxia,

Leia mais

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B

TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B 2º ano B TUENNY NUNES AMARAL ANA BEATRIZ MAGNANELLI 2º ano B SISTEMA SOLAR O SISTEMA SOLAR É FORMADO POR OITO PLANETAS QUE GIRAM AO REDOR DO SOL. O NOSSO SISTEMA SOLAR ESTÁ LOCALIZADO EM UMA GALÁXIA CHAMADA

Leia mais

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57)

Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Manual Espaço (62-63) Manual Terra no Espaço (56-57) Astros do Sistema Solar: a sua origem e os seus astros (Pp. 64 a 70) Objetos celestes do Sistema Solar Teoria da Nebulosa Solar Sistema Solar Sol Planetas

Leia mais

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR

O Sistema Solar. Os Astros do Sistema Solar. 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Unidade 2 O SISTEMA SOLAR Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 2 O SISTEMA SOLAR O Sistema Solar 1. Astros do Sistema Solar 2. Os planetas do Sistema Solar Os Astros do Sistema Solar 2 1 Competências a desenvolver:

Leia mais

Deus, Você e as Estrelas Morena Calado

Deus, Você e as Estrelas Morena Calado O Cão Maior Deus, Você e as Estrelas Morena Calado 1 Deus, pois, fez os dois grandes luminares: o luminar maior para governar o dia, e o luminar menor para governar a noite; fez também as estrelas. Gênesis

Leia mais

Antônio de Brum Camara Arthur Lima

Antônio de Brum Camara Arthur Lima Nível 1 2º ano C Antônio de Brum Camara Arthur Lima O Sistema Solar é formado por um conjunto de oito planetas, satélites naturais, milhares de asteroides e cometas que se ligam ao Sol através da gravidade.

Leia mais

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP

Grandes estruturas no Universo. Roberto Ortiz EACH/USP Grandes estruturas no Universo Roberto Ortiz EACH/USP A luz se propaga com velocidade finita. Portanto, quanto mais distante olhamos, há mais tempo foi gerada a imagem... Olhar para longe significa olhar

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 16: Forma da Via Láctea

Astrofísica Geral. Tema 16: Forma da Via Láctea ema 16: Forma da Via Láctea Outline 1 Forma e dimensões 2 Componentes da Galáxia 3 Anatomia da Galáxia 4 Bibliografia 2 / 37 Outline 1 Forma e dimensões 2 Componentes da Galáxia 3 Anatomia da Galáxia 4

Leia mais

Quantidades Básicas da Radiação

Quantidades Básicas da Radiação Quantidades Básicas da Radiação Luminosidade e Brilho Luminosidade = energia emitida por unidade de tempo. Brilho = fluxo de energia(energia por unidade de tempo e por unidade de superfície) Luminosidade

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET

Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET Universidade de São Paulo Instituto de Química de São Carlos Programa de Educação Tutorial - PET Monografia: Sol suas origens e seus elementos químicos Alunos: Ana Paula Brumann Clemente, Gabriela Ribeiro

Leia mais

Movimento Uniforme (M.U.)

Movimento Uniforme (M.U.) Movimento Uniforme (M.U.) A principal característica do movimento uniforme é a velocidade escalar constante. Quando um móvel qualquer se movimenta com velocidade escalar constante, não existe variação

Leia mais

3 o Ano Ensino Fundamental I

3 o Ano Ensino Fundamental I 2011 FUNDADOR PROF. EDILSON BRASIL SOÁREZ O Colégio que ensina o aluno a estudar APICE 3 o Ano Ensino Fundamental I ALUNO(A): TURMA: Ciências [1 a Etapa] Você está recebendo o APICE (Atividade para Intensificar

Leia mais

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante CONCEITOS GERAIS 01. LUZ Onda eletromagnética Energia radiante c = 300.000 km/s c = velocidade da luz no vácuo (01) Um raio laser e um raio de luz possuem, no vácuo, a mesma velocidade OBSERVAÇÕES Todas

Leia mais

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede.

1 A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. 5 Nome: Data: unidade A partir da análise das duas figuras a seguir, responda ao que se pede. Lua Sol Terra Mercúrio Vênus Júpiter ilustrações: Paulo Manzi Marte Saturno Figura A Saturno Júpiter Marte

Leia mais

DESCOBRINDO O UNIVERSO

DESCOBRINDO O UNIVERSO DESCOBRINDO O UNIVERSO OS ALUNOS DO 4 A TÊM UMA MISSÃO DE FAZER VOCÊ DESCOBRIR OS SEGREDOS DO UNIVERSO. NESSE LIVRO VOCÊ PODE ENCONTRAR ALGUMAS INFORMAÇÕES SOBRE O SISTEMA SOLAR, AS ESTRELAS, OS PLANETAS

Leia mais

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Hipertexto: http://www.astro.if.ufrgs.br Fundamentos de Astronomia e Astrofísica Movimento Anual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Rogemar A. Riffel e-mail: rogemar@ufrgs.br http://www.if.ufrgs.br/~rogemar

Leia mais

FORMAÇÃO DO SISTEMA SOLAR A TERRA E OS PLANETAS TELÚRICOS

FORMAÇÃO DO SISTEMA SOLAR A TERRA E OS PLANETAS TELÚRICOS FORMAÇÃO DO SISTEMA SOLAR A TERRA E OS PLANETAS TELÚRICOS Constituído por: uma estrela central, o SOL ( que ocupa cerca de 99% da massa do Sistema Solar); 8 planetas 3 planetas anões cerca de 58 satélites

Leia mais

Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo!

Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo! Pagamos caro pelo desperdício de energia elétrica, iluminando para cima enquanto nós vivemos e andamos aqui em baixo! Sem contar que já existem milhares de lugares no mundo onde as pessoas não enxergam

Leia mais

A Escala Astronômica de Distâncias

A Escala Astronômica de Distâncias mailto:ronaldo@astro.iag.usp.br 8 de junho de 2006 1 Introdução Paralaxe - O Indicador Fundamental Vizinhança Solar Paralaxe Estatística A Galáxia 2 Padrão da Curva de Luz Relação Período-Luminosidade

Leia mais

Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar.

Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar. Urano(Úrano em Portugal) é o sétimo planeta a partir do Sol, o terceiro maior e o quarto mais massivo dos oito planetas do Sistema Solar. Foi nomeado em homenagem ao deus grego do céu, Urano, o pai de

Leia mais

O Sistema Solar, a Galáxia e o Universo. Prof Miriani G. Pastoriza Dep de Astronomia, IF

O Sistema Solar, a Galáxia e o Universo. Prof Miriani G. Pastoriza Dep de Astronomia, IF O Sistema Solar, a Galáxia e o Universo Prof Miriani G. Pastoriza Dep de Astronomia, IF O Sistema Solar Matéria do Sis. Solar (%) Sol 99.85 Planetas 0.135 Cometas:0.01 Satélites Meteoróides Meio Interplanetario

Leia mais

Telescópios na Escola. Osvaldo Souza Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP

Telescópios na Escola. Osvaldo Souza Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP Telescópios na Escola Osvaldo Souza (osvald.souza@usp.br) Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas USP Instituto de Física - USP Recentemente o sistema educacional brasileiro vem aumentando

Leia mais

Aula 11: Distâncias Astronômicas.

Aula 11: Distâncias Astronômicas. Aula 11: Distâncias Astronômicas. Maria de Fátima Oliveira Saraiva, Kepler de Souza Oliveira Filho & Alexei Machado Müller. Ilustração do uso da triangulação para medir a distância da Terra à Lua. Introdução

Leia mais

tem 4 Pontos Cardeais todo Planeta é um OCIDENTAL (OESTE) gira em torno do SOL LUA

tem 4 Pontos Cardeais todo Planeta é um OCIDENTAL (OESTE) gira em torno do SOL LUA Mapa de Conceitos Astros Iluminados Asteróide, Satélite, Cometa, Planeta, Planeta Anão... (meteoros, galáxias) Astros Luminosos Sol, Estrelas Astros Iluminados não possuem luz própria, recebem a luz de

Leia mais

Estrutura da Matéria Prof. José Antonio Souza

Estrutura da Matéria Prof. José Antonio Souza Estrutura da Matéria Prof. José Antonio Souza Aula 1 Estrutura do Universo Interações fundamentais O Universo geocentrismo vs heliocentrismo Nicolau Copérnico Tycho Brahe Galileu e Galilei Ptolomeu afirmava

Leia mais

ESTRELAS. Distâncias e Magnitudes

ESTRELAS. Distâncias e Magnitudes ESTRELAS Distâncias e Magnitudes Tendo estudado de que forma as estrelas emitem sua radiação, e em seguida descrito algumas das características de uma estrela que nos é bem conhecida - o Sol - vamos agora

Leia mais

Aula 2 Efeitos do meio nas observações (atmosfera terrestre, meio interplanetário e meio interestelar)

Aula 2 Efeitos do meio nas observações (atmosfera terrestre, meio interplanetário e meio interestelar) Aula 2 Efeitos do meio nas observações (atmosfera terrestre, meio interplanetário e meio interestelar) Prof. Dr. Sergio Pilling sergiopilling@yahoo.com.br http://www1.univap.br/spilling A atmosfera terrestre.

Leia mais

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e)

o módulo da quantidade de movimento do satélite, em kg m s, é, aproximadamente, igual a: a) b) c) d) e) 1. Considere que um satélite de massa m 5,0 kg seja colocado em órbita circular ao redor da Terra, a uma altitude h 650 km. Sendo o raio da Terra igual a 6.350 km, sua massa igual a 4 5,98 10 kg e a constante

Leia mais

Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela.

Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela. Segundo astrônomos, buraco negro no centro de nossa galáxia está atraindo nuvem de gás e poeira cósmica que envolve uma jovem estrela. Estrela é atraída por buraco negro no centro da Via Láctea, diz estudo

Leia mais

O tamanho, idade e conteúdo do Universo: sumário

O tamanho, idade e conteúdo do Universo: sumário O tamanho, idade e conteúdo do Universo: sumário Unidadese métodos de determinação de distâncias Tamanhos no Sistema Solar Tamanho das Estrelas Tamanho das Galáxias Tamanho dos Aglomerados de Galáxias

Leia mais

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia

10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia 10 as Olimpíadas Nacionais de Astronomia Prova da final nacional PROVA EÓRICA 17 de abril de 2015 16H45 Duração máxima 120 minutos Notas: Leia atentamente todas as questões. odas as respostas devem ser

Leia mais

Cœlum Australe. Jornal Pessoal de Astronomia, Física e Matemática - Produzido por Irineu Gomes Varella

Cœlum Australe. Jornal Pessoal de Astronomia, Física e Matemática - Produzido por Irineu Gomes Varella Cœlum Australe Jornal Pessoal de Astronomia, Física e Matemática - Produzido por Irineu Gomes arella Criado em 1995 Retomado em Junho de 212 Ano I Nº 28 - Janeiro de 213 ESTIMANDO O DIÂMETRO DAS GALÁXIAS

Leia mais

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica 1.0 Definições Raios de luz Linhas orientadas que representam, graficamente, a direção e o sentido de propagação da luz. Conjunto de raios de luz Feixe

Leia mais

Sumário 4- As distâncias no Universo Ficha de trabalho

Sumário 4- As distâncias no Universo Ficha de trabalho Sumário 4- As distâncias no Universo - Que unidades se usam para medir distâncias no nosso dia-a-dia? - A unidade astronómica, o ano-luz e o parsec. Ficha de trabalho. Vídeo: Distâncias no dia-a-dia Que

Leia mais

Unidades de Distância, Tempo e Massa

Unidades de Distância, Tempo e Massa Unidades de Distância, Tempo e Massa Para podermos comparar medidas em astrofísica precisamos estabelecer unidades que sirvam como padrão. Precisamos definir unidades de distância, de tempo e de massa

Leia mais

Planetas Externos. Paulo Roberto - A astronomia é uma experiência de humildade e formação de caráter.

Planetas Externos. Paulo Roberto -  A astronomia é uma experiência de humildade e formação de caráter. Planetas Externos Paulo Roberto - http://www.laboratoriodopaulo.com.br A astronomia é uma experiência de humildade e formação de caráter. [Carl Sagan em O pálido ponto azul.] Planetas Externos? Planetas

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 15: Exoplanetas

Astrofísica Geral. Tema 15: Exoplanetas ma 15: Exoplanetas Outline 1 Desafio observacional 2 Técnicas observacionais 3 Quadro de descobertas 4 Atmosferas 5 Bibliografia 2 / 26 (Joinville Recife) Considere a rra do tamanho Outline 1 Desafio observacional

Leia mais

3.1. Terra e Sistema Solar (1)

3.1. Terra e Sistema Solar (1) 1 Ciências Físico-químicas - 7º ano de escolaridade Unidade 3 PLANETA TERRA (1) Movimentos dos planetas Órbitas dos planetas Prof. Marília Silva Soares Unidade 3 PLANETA TERRA Competências No final desta

Leia mais

Colisões de galáxias. Gastão B. Lima Neto IAG/USP

Colisões de galáxias. Gastão B. Lima Neto IAG/USP Colisões de galáxias Gastão B. Lima Neto IAG/USP AGA extensão junho / 2008 O que são galáxias? Do grego, Galaxias Kyklos = círculo leitoso (γαλαξίας =galaxias = leite). Segundo a mitologia grega, leite

Leia mais

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC.

I - colocam-se 100 g de água fria no interior do recipiente. Mede-se a temperatura de equilíbrio térmico de 10ºC. Questão 1: Um recipiente metálico, isolado termicamente, pode ser usado como calorímetro. Com esse objetivo, é preciso determinar primeiramente a capacidade térmica C do calorímetro, o que pode ser feito

Leia mais

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ

CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ENSINO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO CIÊNCIAS PROVA 2º BIMESTRE 6º ANO PROJETO CIENTISTAS DO AMANHÃ Prova elaborada

Leia mais

Galáxias Ativas, Quasares e Buracos Negros Supermassivos

Galáxias Ativas, Quasares e Buracos Negros Supermassivos Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Astronomia Galáxias Ativas, Quasares e Buracos Negros Supermassivos Rogério Riffel riffel@ufrgs.br Núcleo Ativo de Galáxia

Leia mais

Outros constituintes do Sistema Solar. Roberto Ortiz EACH/USP

Outros constituintes do Sistema Solar. Roberto Ortiz EACH/USP Outros constituintes do Sistema Solar Roberto Ortiz EACH/USP Planetas anões O primeiro planeta anão do sistema solar foi descoberto em 1801, denominado Ceres. Ceres dista 2.8 U.A. do Sol e seu diâmetro

Leia mais

Sumário. O Universo. Vídeo: Distâncias no Universo 27/10/ e 14

Sumário. O Universo. Vídeo: Distâncias no Universo 27/10/ e 14 Sumário Correção do TPC. Que unidades se usam para medir distâncias no nosso dia-a-dia? A unidade astronómica, o ano-luz e o parsec. Ficha de trabalho. Vídeo: 1 Distâncias no dia-a-dia Que unidades se

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO ESTELAR:

CLASSIFICAÇÃO ESTELAR: CLASSIFICAÇÃO ESTELAR: TÓPICO 2 AS ESTRELAS NÃO SÃO IGUAIS Jane C. Gregório Hetem 2.1 Espectros Estelares 2.2 A ordem dos tipos espectrais 2.3 Comparando as diversas categorias de estrelas 2.4 O tamanho

Leia mais

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP

Eclipses Solares e Lunares. Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses Solares e Lunares Roberto Ortiz EACH/USP Eclipses A palavra procede do grego, que significa desaparecimento. Os eclipses podem ser solares ou lunares. Eclipses solares Ocorrem quando há o alinhamento

Leia mais

SISTEMA SOLAR Planetas e outros corpos. Sérgio Mittmann dos Santos. Astronomia Licenciatura em Ciências da Natureza IFRS Câmpus Porto Alegre 2013

SISTEMA SOLAR Planetas e outros corpos. Sérgio Mittmann dos Santos. Astronomia Licenciatura em Ciências da Natureza IFRS Câmpus Porto Alegre 2013 SISTEMA SOLAR Planetas e outros corpos Sérgio Mittmann dos Santos Astronomia Licenciatura em Ciências da Natureza IFRS Câmpus Porto Alegre 2013 Planetas Terrestres tipo da Terra: Mercúrio, Vênus, Terra

Leia mais

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V

Esse planeta possui maior velocidade quando passa pela posição: a) ( ) I b) ( ) II c) ( ) III d) ( ) IV e) ( ) V 1. Desde a antiguidade, existiram teorias sobre a concepção do universo. Por exemplo, a teoria Aristotélica propunha que a Terra seria o centro do universo e todos os astros descreveriam órbitas circulares

Leia mais

Os Planetas do Sistema Solar

Os Planetas do Sistema Solar Os Planetas do Sistema Solar Laurindo Sobrinho 17 de novembro de 2012 Image Credit: NASA/CXC/SAO 1 Terra Universidade da Madeira 2 Atmosfera da Terra http://www.theozonehole.com/atmosphere.htm 3 Variação

Leia mais

Introdução À Astronomia e Astrofísica 2010

Introdução À Astronomia e Astrofísica 2010 CAPÍTULOS 11 E 12 Origem da Vida e Vida Extraterrestres. Escala do Universo. Galáxias. Universo e Cosmologia. Recapitulando a aula anterior: Capítulos 9 e 10. O Nosso Sistema Solar. Sol nossa Estrela.

Leia mais

I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL

I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL I Olimpíada Brasileira de Astronomia Brasil, 22 de agosto de 1998. Nível 1 GABARITO OFICIAL Questão 1 a) (VALOR: 0,2 pts) Quais os planetas do Sistema Solar que têm sistema de anéis? R: Saturno, Júpiter,

Leia mais

NOTAS DE AULA Marta F. Barroso 2006/2 Introdução à Física UNIDADE 4 - NOTAS DE AULA

NOTAS DE AULA Marta F. Barroso 2006/2 Introdução à Física UNIDADE 4 - NOTAS DE AULA NOTAS DE AULA Marta F. Barroso 006/ UNIDADE 4 - NOTAS DE AULA O Sistema Solar A observação do mundo ao nosso redor é um dos interesses mais antigos da humanidade. Os movimentos do Sol e da Lua, os dois

Leia mais

Capítulo 15 A GALÁXIA

Capítulo 15 A GALÁXIA Capítulo 15 A GALÁXIA Este capítulo será dedicado ao estudo da Via Láctea, nossa galáxia. Serão apresentadas suas propriedades e sua estrutura, bem como os mecanismos propostos para explicar sua formação.

Leia mais

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet

Física Legal.NET - O seu site de Física na Internet 11. (Fei 97) A luz solar se propaga e atravessa um meio translúcido. Qual das alternativas a seguir representa o que acontece com a propagação dos raios de luz? 12. (Fuvest 93) A luz solar penetra numa

Leia mais

O SISTEMA SOLAR: PLANETAS EXTERNOS

O SISTEMA SOLAR: PLANETAS EXTERNOS O SISTEMA SOLAR: PLANETAS EXTERNOS RELEMBRANDO O SISTEMA SOLAR O Sistema solar é constituído do sol que possui 99,85% da massa do sistema. Dos Planetas Interiores: Mercúrio, Venus, Terra e Marte. Dos Planetas

Leia mais

Física B Extensivo V. 1

Física B Extensivo V. 1 Física B Extensivo V. 1 Exercícios 01) 38 01. Falsa. f Luz > f Rádio 02. Verdadeira. Todas as ondas eletromagnéticas são transversais. 04. Verdadeira. Do tipo secundária. 08. Falsa. Do tipo secundária.

Leia mais

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas

Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Espaço A Terra, a Lua e forças gravíticas Ciências Físico-Químicas 7º Ano Nelson Alves Correia Escola Secundária de Maria Lamas Agrupamento de Escolas Gil Paes Rotação da Terra 4.1 Indicar o período de

Leia mais

Galáxias. Roberto Ortiz EACH/USP

Galáxias. Roberto Ortiz EACH/USP Galáxias Roberto Ortiz EACH/USP Definição Galáxias são sistemas estelares gravitacionalmente ligados contendo um número entre 107 e 1012 estrelas, incluindo sistemas estelares binários ou múltiplos, aglomerados

Leia mais

Lentes e Telescópios

Lentes e Telescópios Lentes e Telescópios Profª. Maria de Fátima Saraiva 1 Objetivos: Determinar a distância focal de uma lente Mostrar que as imagens formadas por lentes são invertidas Verificar como o tamanho da imagem se

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 02: Noções de Astronomia

Astrofísica Geral. Tema 02: Noções de Astronomia ma 02: Noções de Astronomia Outline 1 Forma e movimentos da rra 2 Constelações 3 Estações do ano 4 Esfera celeste 5 Medidas de tempo 6 Bibliografia 2 / 48 Outline 1 Forma e movimentos da rra 2 Constelações

Leia mais

GABARITO DA PROVA OLÍMPICA DO NÍVEL II DA II OBA

GABARITO DA PROVA OLÍMPICA DO NÍVEL II DA II OBA 1. A astronomia estuda tudo que está fora da Terra, como por exemplo, os planetas, as estrelas, os cometas, as galáxias, as constelações, os movimentos destes corpos, etc. Para observar estes corpos basta

Leia mais

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes.

Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Camadas da atmosfera Composição Camadas Troposfera Camada onde se dão a vida e os fenômenos meteorológicos. As temperaturas são menores quanto maiores forem as altitudes. Estratosfera Camada onde quase

Leia mais

Movimentos da Terra e da Lua e eclipses. Gastão B. Lima Neto IAG/USP

Movimentos da Terra e da Lua e eclipses. Gastão B. Lima Neto IAG/USP Movimentos da Terra e da Lua e eclipses Gastão B. Lima Neto IAG/USP AGA 210 2 semestre/2006 Nascer do Sol Movimento aparente do Sol Movimento aparente dos astros frequência quotidiana. Interpretação? (1)

Leia mais

9. Galáxias Espirais. II. A estrutura espiral

9. Galáxias Espirais. II. A estrutura espiral 9. Galáxias Espirais II. A estrutura espiral Teoria dos epiciclos (Lindblad) Consideremos uma estrela no disco em órbita circular no raio r0 Se ela sofre uma pequena perturbação radial, sua equação de

Leia mais

CIAA Divisão de Astrofísica (DAS INPE) José Roberto Cecatto.

CIAA Divisão de Astrofísica (DAS INPE) José Roberto Cecatto. CIAA - 2011 Divisão de Astrofísica (DAS INPE) José Roberto Cecatto Email: jrc@das.inpe.br Nascimento Visão humana Estrutura: Interior e fonte de energia, Atmosfera (Camadas) Campos magnéticos do Sol Regiões

Leia mais

Aula 18 - Classes de luminosidade e Diagrama HR.

Aula 18 - Classes de luminosidade e Diagrama HR. Aula 18 - Classes de luminosidade e Diagrama HR. Maria de Fátima Oliveira Saraiva, Kepler de Oliveira Filho & Alexei Machado Müller O diagrama HR é uma das ferramentas mais importantes da Astrofísica Estelar;

Leia mais

Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica

Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica www.fisicanaveia.com.br Física 3 aulas 19 e 20 Introdução à Óptica www.fisicanaveia.com.br/cei 1 De acordo com o Eletromagnetismo, particularmente das equações de James Clerk Maxwell (1831-1879), ao final

Leia mais

Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS

Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS Astronomia A MÃE DE TODAS AS CIENCIAS O que é Astronomia? Astronomia é uma ciência exata que se preocupa com a origem, evolução, composição, classificação e dinâmica dos corpos celestes todos eles. (zênite.nu)

Leia mais

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I

TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I TESTE TIPO Nº1 UNIVERSO GRUPO I 1. Exemplos de astros com luz própria são: A. o Sol e a Lua. B. as estrelas e a Lua. C. as estrelas. 2. As galáxias são formadas por: A. apenas estrelas. B. estrelas e planetas.

Leia mais

As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano.

As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano. PROFESSORA NAIANE As estações do ano acontecem por causa da inclinação do eixo da Terra em relação ao Sol. O movimento do nosso planeta em torno do Sol, dura um ano. A este movimento dá-se o nome de movimento

Leia mais

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS.

2. Observe atentamente o mapa PLANISFÉRIO FUSOS HORÁRIOS. SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR SARGENTO NADER ALVES DOS SANTOS SÉRIE/ANO: 6ª Ano

Leia mais

1. Classifica as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas corrigindo as falsas. B. As nebulosas são grandes nuvens de gases e poeiras cósmicas.

1. Classifica as afirmações seguintes em verdadeiras ou falsas corrigindo as falsas. B. As nebulosas são grandes nuvens de gases e poeiras cósmicas. Agrupamento de Escolas Anselmo de Andrade Teste de Ciências Físico - Químicas 7.º Ano Ano Lectivo 08/09 Duração do Teste: 45 minutos Data: 06 / 11 / 08 Prof. Dulce Godinho Nome N.º Turma Prof. Classificação

Leia mais

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses

Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses Movimento Annual do Sol, Fases da Lua e Eclipses FIS02010 Professora Ana Chies Santos IF/UFRGS https://anachiessantos.wordpress.com/ensino/fis02010/ Facebook #AstroUFRGS Relembrando... Sistemas de Coordenadas

Leia mais

Astrofísica Geral. Tema 03: Noções de Gravitação

Astrofísica Geral. Tema 03: Noções de Gravitação ma 03: Noções de Gravitação Outline 1 Leis de Kepler 2 Lei da gravitação de Newton 3 Força de maré 4 Limite de Roche 5 Conceitos de Relatividade 6 Bibliografia 2 / 46 Outline 1 Leis de Kepler 2 Lei da

Leia mais

ROTEIRO DO PROFESSOR

ROTEIRO DO PROFESSOR VISITAS DE ESTUDO ROTEIRO DO PROFESSOR Para a realização da visita escolar ao Centro Ciência Viva de Constância, o professor pode escolher de entre os seguintes Menus apresentados, tendo em conta o nível

Leia mais

O Sistema Solar 20/3/2011. Centro Educacional Adventista do Gama CEAG

O Sistema Solar 20/3/2011. Centro Educacional Adventista do Gama CEAG 20/3/2011 Centro Educacional Adventista do Gama CEAG O nosso sistema solar consiste de uma estrela média, a que chamamos o Sol, os planetas Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno

Leia mais

Universidade da Madeira Estudo do Meio Físico-Natural I Astronomia Problemas propostos

Universidade da Madeira Estudo do Meio Físico-Natural I Astronomia Problemas propostos Universidade da Madeira Estudo do Meio Físico-Natural I Astronomia Problemas propostos J. L. G. Sobrinho 1,2 1 Centro de Ciências Exactas e da Engenharia, Universidade da Madeira 2 Grupo de Astronomia

Leia mais