diferentes: arquivos nos mais diversos formatos (por exemplo, XML, CSV, posicional,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "diferentes: arquivos nos mais diversos formatos (por exemplo, XML, CSV, posicional,"

Transcrição

1 SEÇÃO JAVA: NESTA SEÇÃO VOCÊ ENCONTRA ARTIGOS INTERMEDIÁRIOS E AVANÇADOS SOBRE JAVA JasperETL A plataforma de integração de dados da A pesar de todos os avanços que arquiteturas com SOA trazem para a integração entre sistemas corporativos, a integração via transferência de dados ainda é amplamente utilizada nas corporações. Pensando nisto, e para incrementar a sua plataforma de BI (que inclui o popular JasperReports), em Janeiro de 2007 a JasperSoft assinou uma parceria com a Talend SA. A Talend é uma companhia francesa com produtos de código aberto na área de integração de dados, entre eles o Open Studio, que passou a fazer parte da solução Jasper BI Suite como JasperETL. O que é ETL? Extract, Transform and Load, em inglês captura, transformação e carga. É a expressão que denomina ferramentas que facilitam a integração de sistemas via integração de dados. Estas ferramentas geram aplicações para tratamento de dados em lote (batch), que podem usar várias fontes de dados diferentes: arquivos nos mais diversos formatos (por exemplo, XML, CSV, posicional, etc.), bases de dados, web services, , e LDAP; realizar transformações nestes dados, como join, lookup, eliminação de duplicados, cálculos e outros; e por ultimo enviar os resultados para outro sistema. O JasperETL permite a geração de aplicações que efetuam estas transformações utilizando um ambiente gráfico, definindo a seqüência de passos necessária como um conjunto de componentes ligados entre si, sem ser necessário escrever código. Isto facilita a adoção da ferramenta em ambientes onde os profissionais possuem conhecimento da lógica de negócio e da estrutura dos dados a serem manipulados, porém, não têm intimidade com a linguagem Java. Dentro da área em questão, a de integrar sistemas via transferência de dados, este é um fator importante que todas as ferramentas acompanham. Inclusive, o JasperETL tem uma seção específica, o Business Modeler, para gerar diagramas de negócio Resumo DevMan De que se trata o artigo: O artigo apresenta a ferramenta JasperETL, que permite a geração de aplicações para tratamento de dados em lote, apresentando os seus conceitos e ilustrando com a construção de um exemplo completo. Para que serve: Este artigo serve para poder assimilar mais rapidamente os elementos desta ferramenta e o seu correto uso. Ele acelera o aprendizado apresentando conceitos que não são óbvios na documentação existente e passando por um exemplo que exercita rapidamente os mesmos. Em que situação o tema é útil: Focado especialmente em ambientes de produção, a ferramenta facilita a automação de tarefas rotineiras e ajuda na integração de sistemas heterogêneos via importação e exportação de dados. Pode ser usada por pessoas familiares com ambientes de programação e com linguagens de scripts, porém não necessariamente especialistas Nota do DevMan Veja o que você vai aprender adicionalmente neste artigo: O conceito de BPEL; A definição de LDAP. em Java. Permite a elaboração rápida de rotinas de transferência e carga de dados, mantendo uma plataforma mais homogênea de aplicações auxiliares sem precisar sair da linguagem Java. JasperETL: Use a ferramenta no lugar de scripts para automatizar processos e tarefas comuns num ambiente de produção como importar e exportar dados. Configure as fontes de dados e as estruturas no Repositório para poder reutilizar rapidamente. Arrastre e solte os elementos do repositório diretamente na área de trabalho, eles serão substituídos pelos componentes necessários automaticamente. Complemente com elementos da paleta de componentes e ligue os mesmos através das opções de Row e Trigger. Com prática, o exemplo do artigo pode ser montado em 10 minutos. 26 Java Magazine Edição 62 J

2 PABLO JORGE MADRIL melhor o problema, separada do Job De- Instalação do JasperETL previamente instalada uma versão da Java TL Community Edition Jasper ou também o site do Talend, que possui tutoriais e um eco-sistema de com- Conectando do JasperETL começa pela sua tela Figura 1, os botões que nos permitem criar um novo quadro, Run Job e aperte o botão Run Figura 1. Tela após criar uma conexão local e importar o projeto Demos. quadro A ferramenta Quando executar pela primeira vez o JasperETL, solicite para importar o projeto Demo, que possui demonstrações de todos os componentes. Várias das tarefas dos exemplos precisam de arquivos de entrada. Crie um diretório chamado talend_ files (por exemplo: c:\talend_files), na janela do repositório expanda o item Contexts e clique duas vezes no globalcontext. Na janela que aparece, clique no botão Next e escolha a aba Values as table. Verifique se o valor da variável defaultdir corresponde ao diretório que foi criado e ajuste caso contrário. Após fazer isto, abra a tarefa beforerunjobs clicando duas vezes nela, e execute a tarefa com a tecla F6. Esta tarefa prepara o ambiente para rodar os demos. Os exemplos do projeto Demo estão organizados da seguinte forma: t01_compo Diversos jobs que mostram como usar todos os componentes. A documentação do Help faz referência a eles para apresentar o uso de cada componente; t02_concatening Exemplos do uso de Run if e tratamentos de erro, tdie, twarn, OnComponentError, OnSubjobError; t03_demoroutines Exemplos do uso de Java no JasperETL; t04_context Exemplos do uso de contextos, incluindo um exemplo de carga dinâmica desde um arquivo. Edição 62 Java Magazine 27

3 acostumado com o desenvolvimento em Java, O que é gerado? <projeto>.jar: contendo todas via linha de comando simplesmente escre- o script.bat.sh <projeto>.war: uma aplicação ser instalado em um servlet container Toda vez que você cria um novo projeto usando o botão Create na tela de login, aparece uma janela para colocar o nome do projeto e uma opção para escolher a linguagem que será usada no mesmo, Perl ou Java. O Talend Open Studio originalmente era um produto que gerava código Perl, sendo a geração de código Java uma evolução posterior. Atualmente a maior parte dos componentes existentes são suportados nas duas plataformas, porém a evolução das próximas versões do produto só é garantida para a linguagem Java. Figura 2. Perspectiva do JasperETL. tas do tipo BPEL de integração de processos onde os serviços gerados pelo JasperETL implementam Entendendo o ambiente Figura 2 vemos a perspectiva normal do Job Designer - : jobs : Área de desenho, onde aparece - : Paleta de componentes, onde podemos escolher os mais diversos ele- : Tela de resumo, que lista a navegação no caso do desenho não caber : Detalhes : : Preparação do comando O Repositório Este nos apresenta todos os elementos de operações que represente o processo que constantes e seus respectivos valores agrupan- - podemos escrever código Java em classes melhor organização podemos separar as rotinas em pastas, porém estas pastas não re- todas as classes criadas serão armazenadas no mesmo pacote routines com o banco de dados, arquivos dos mais services, estruturas de dados genéricas Generic schemas - 28 Java Magazine Edição 62

4 são apagados acabam aqui, de onde podem Princípios de funcionamento de um componente Todos os componentes seguem um modelo criado processando um registro ou uma linha aqueles componentes que podem começar Para cada componente, clicando com o botão direito do mouse sobre o mesmo, apa- Figura 3 Row Trigger O JasperETL cuida da semântica de tal forma que apenas podemos conectar componentes que são compatíveis Figura 4 - do componente, o que indica alguma condi- - A Figura 5 de processo onde os componentes são conectados usando a opção Main Se acrescentarmos algum componente, como por que lista os arquivos a Figura 6 Gatilhos (Triggers) As opções do gatilho nos permitem contro- código gerado pelo JasperETL veremos que Linha (Row) - - Row - - vos ou tabelas de um banco de dados, por não Figura 3. Menu de contexto, opções para a Linha (Row) e para Gatilho (Trigger). Figura 4. Componentes com erros e warnings. Figura 5. Fluxo de processamento de dados mais usado. Edição 62 Java Magazine 29

5 +BTQFS&5- Figura 6. Adicionando um componente que oferece a opção Iterate. Figura 7. Concatenando sub-tarefas com OnSubjobOk. ȱ ȱ ³ä ȱ ȱ ȱ ȱ ³ä ǰȱ blocos try..catchȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ä ǯȱ ȱfigura 7ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱ a opção ǯ As opções e OnComponentError nos permitem tratar os casos ȱ ³ ǯȱ ȱ ³ ȱ OnComponentError ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ Ç ǰȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ³ ȱonsub intercepta qualquer erro que possa acontecer na linha do processo, mesmo que ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ Figura 8ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ ȱ ȱ ȱ ȱ, que nos permite ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ä ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ Porém, devemos lembrar que o principal ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ aplicações para processamento em lote, onde registros são tratados um a um em ȱ û¹ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ³ä ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ¹Ȭ ǯ Erros e logs Figura 8. Gatilhos (Trigger) - Tratamento de erros. 30 Java Magazine t Edição 62 ȱ ³ ȱ ȱ ȱ em um processamento em lote é o trata ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱǻ Ǽǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ DZȱtWarn, tdie, tlogcatcher, tlogrow e outros componentes da paleta Log & Errorsǯȱ ȱ ȱ ³ DZ Ȋȱ DZȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ componente do tipo tcatcherȱ ǻtlogcatcherǰȱ ȱ Ǽȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Dz Ȋȱ DZȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ nente do tipo tcatcherȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱtcatcher ȱ ȱ ȱ ȱ Dz Ȋȱ DZȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ç ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ

6 site da Talend, dois componentes ideais para e tlog4j nhecida biblioteca Apache Log4J com todas Transformações: tmap nente do JasperETL que implementa esta tmap - por si próprio, então apresentaremos um - dados: uma só, ou separar uma única linha em duas quer tipo de campo: Permite mudar os campos: Permite concatenar o conteúdo restrições: Permite tratar os regis- - Main Lookup Montando uma tarefa - - c:\talend_files\in\in\csv customer1.csv e customer2.csv a cargo do próprio processo a criação da arquivo da lista ler todas as linhas e para cada linha importar um registro na tabela ler a tabela que acabamos de importar e imprimir no console os registros da Para isto vamos precisar dos seguintes File/ Management linha a linha, com campos separados por File/Input Misc - Databases/ MySQL componentes para a maior parte dos geren- Caso você use outro banco, substitua o - - Log & Errors Internet Configurando a conexão com o banco de dados Me tadata>dbconnections>demomysql e clique nele Next para ace- Figura 9 - test, criada Conectando os componentes Row - Trigger acordo com a Figura 10 Configurando os componentes A aba Component Figura 10 - mited Componente tfilelist Este componente lista os arquivos de um Directory instalação dos arquivos demo, procurando a pasta csv que contém os arquivos que estrutura padrão este diretório corresponde a c:\talend_files\in\in\csv propriedade Filemask Edição 62 Java Magazine 31

7 +BTQFS&5- Componente tfileinputdelimited Definindo uma estrutura de dados (schema) Figura 9. Exemplo da configuração da conexão com o banco. Figura 10. Conectando os componentes. 32 Java Magazine t Edição 62 Este componente introduz duas novi ǯȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ priedade FileNameȱ ȱ ȱ ȱ Ç ȱ ȱ componente anterior, tfilelistǯȱ ȱ ǰȱ podemos observar no OutlineȱǻFigura 11Ǽǰȱ que o componente tfilelistȱ ȱ ȱ DZȱCURRENT_FILE e CURRENT_FILEPATH, que ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱǻ ȱ por Flowȱ ȱ ȱ ȱ Ǽǯȱ ȱ Ȭ lar, CURRENT_FILEPATHȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ o cursor no campo da propriedade FileName do componente ǻ ȱ ȱ ø ȱ ȱ ȱ Ǽȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱƹȱ, ǯȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ç ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ lista até achar a que nos interessa, como mostra a Figura 12ǯ A Figura 13 mostra o resultado após ȱ ³ ǯ ȱ à ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǻ Ǽǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ esta propriedade, o componente Ȭ tdelimitedȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ à ǯȱ ǰȱ ȱ ȱ ³ ȱ Metadata>File Delimited>customerǯȱ ȱ ȱ vezes na opção customerȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ guração e clique no botão Nextȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱfile ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ com o botão Browse até o arquivo certo, no caso, customer1.csvȱǻ ȱcustomer2.csv tem a mes ȱ Ǽȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱc:\talend_files\in\in\csvǯȱ ȱfigura 14 ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ Passando com o botão Nextȱ ȱ ȱ à ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱȃ Ȭ Ȅȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱǻ ȱfigura 15Ǽǯ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ra metadataȱ ȱ ȱ ȱ ȱ customer, veremos que não corresponde ao ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǻ ȱ

8 Figura 11. Imagem da view Outline mostrando as variáveis do U'JMF-JTU. Figura 16Ǽǯȱ ȱ Ȭ ǰȱ ȱ ȱ ȱ Guessǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ estrutura precisa ser atualizada, clique em OKȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ç ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ da primeira linha, porém despreza as restan ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ø ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱȱ ȱ ȱ ȱid como chave não nula de ȱřǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱcustomeraddressȱ ȱśŗǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǻ ȱ ȱdate PatternǼȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȃ Ȧ Ȧ ȱ DZ Ȅȱ ȱ ȱ RegTimeȱ ȱȃ Ȭ Ȭ ȱ DZ DZ ǯ Ȅȱ ȱ campo RegisterTime, como indica a Figura 17ǯ Muito bem, depois de todo este trabalho temos uma estrutura de dados pronta e de acordo com a estrutura dos arquivos que ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȃ Ȅȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ǰȱ Ȭ lha a opção Repository no lugar do padrão Built inǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ se as alterações precisam ser propagadas ǻfigura 18Ǽǯȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ propagada a todos os outros componentes ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ do componente ǯ Figura 12. Escolhendo a variável da lista. Figura 13. A propriedade File Name, já definida. Figura 14. O arquivo customer1.csv. Edição 62 t Java Magazine 33

9 +BTQFS&5- ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ à ǰȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ Ao escolher a opção Repository no campo Schema, aparece um novo campo com o nome da estrutura e do lado um botão com três pontos ǻǯǯǯǽȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ à ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱfigura 19 ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ componentes é a descrita no quadroȱȃ ȱ ȱ à ȱ ȱ ȱ ȱ Ȅǯ Componente tmysqloutput Importando o arquivo no banco de dados Figura 15. Mágica do assistente de CSV. ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ dados e as opções de criação da tabela e de im ³ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱproperty Type ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ Repository no lugar de Built Inǯȱ ȱ àȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ¹ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ä ȱ ȱ ȱ ȱ à ǯȱ àȱ precisamos completar o nome da tabela, para ȱ ȱ ȱȃ Ȅǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ à ȱ ³ ǯ ȱ ³ ȱ Action on Table escolha Create table if not existsDzȱ ȱ ȱ ³ ȱaction on data escolha Insert or updateǯȱ ȱfigura 20 mostra ȱ ³ ȱ ǯȱ Componente tmsgbox_1 e tmsgbox_2 Figura 16. Estrutura original que não corresponde ao arquivo. 6TBOEP P SFQPTJUØSJP DPNP QBMFUB EF DPNQPOFOUFT O JasperETL oferece um poderoso recurso que agiliza ainda mais o desenvolvimento de aplicações. Você pode usar diretamente um elemento do repositório, como uma definição de banco de dados, e arrastar o mesmo para a área de trabalho. O componente certo é escolhido automaticamente, no caso um U.ZTRM*OQVU, e configurado numa única operação. Usando Retrive Schema no menu de contexto podemos por exemplo, importar a estrutura do banco de dados no repositório. As tabelas do banco ficam então disponíveis para serem usadas como componentes U.ZTRM*OQVU ou (usando a tecla <Ctrl>) U.ZTRM0VUQVU ao arrastar até a área de trabalho. A mesma coisa acontece com as definições de layouts de arquivos que se transformam em componentes U'JMF*OQVU%FMJNJUFE. Podemos então, deixar o repositório pronto com os elementos mais usados, acelerando o desenvolvimento de novas aplicações. 34 Java Magazine t Edição 62 Como em qualquer programa, o tratamento ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ de tratamento em lote, que normalmente ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ para tratamento de erros, vamos apresentar a mensagem de erro dos respectivos compo ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǻ Ǽǯȱ ȱfigura 21 mostra um dos com ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ǀ ǁȱƸȱǀ, ǁȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ Componente tmysqlinput Lendo a tabela resultante ȱ ȱ ȱ ȱ àȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ banco de dados, a estrutura dos dados

10 ǻ Ǽǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ǻ Ǽǯȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ à ǰȱ selecionando a opção Repository no campo Property Type e no campo Schemaǯȱ ȱ ø ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱȃ ȱșȱ ȱ Ȅǯȱ ȱfigura 22 apresenta a ³ ȱ ǯ Componentes tlogrow e tsendmail ȱ ȱtlogrow não precisa de ³ ǯȱ ȱ ³ ȱ ȱ Ȭ ponente tsendmailȱ ȱ Ȭ ȱ bastando indicar os dados para envio de e os dados de acesso ao servidor ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ tudo estar testado, desabilite o componente clicando com o botão da direita nele e escolhendo a opção Deactivate tsendmailǯ Figura 18. Propagando a nova estrutura de dados (schema). Figura 17. Estrutura nova já corrigida. Figura 19. Configuração final do tfileinputdelimited.!<a. 1< 2C.; LDAP: Ou Lightweight Directory Access Protocol, é um protocolo para atualizar e pesquisar diretórios rodando sobre TCP/IP. Um diretório LDAP geralmente segue o modelo X.500, que é uma árvore de nós, cada um consistindo de um conjunto de atributos com seus respectivos valores. O JasperETL pode usar um servidor LDAP como fonte de dados. Edição 62 t Java Magazine 35

11 +BTQFS&5- Executando e depurando o job Figura 20. Configuração do tmysqloutput. ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ŝȱ ȱ ȱrun em Run jobǯȱ Ȭ mos depurar e colocar pontos de controle ǻ Ǽǯȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ a perspectiva de depuração do Eclipse para Java, o que nos permite ter total controle ȱ à ȱ ȱ ³ ǯ A Figura 23ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ǯȱ Vemos que aparecem mensagens de erro em vermelho e a continuação, a listagem ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱȃ Ȅǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱǻ ȱ Ǽȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ tão propositadamente errados nos arquivos ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ä ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ǯ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ o botão Debug no lugar de Runǯȱ ȱfigura 24 mostra a perspectiva de depuração que apare ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ Gerando os executáveis Figura 21. Configuração do tmsgbox. 36 Java Magazine t Edição 62 ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ à ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ selecionamos a opção Export Job Scripts, como mostra a Figura 25ǯȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ³ ȱǻ ȱfigura 26Ǽȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ç ȱ ǰȱ ȱ ȱ ³ DZȱȃ ȄȱǻPlain Old Java ObjectǼȱ ȱȃ ȱ ȱ Ȅȱǻ.war ou.zipǽǯȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱȃ Ȅȱ ȱ ³ä ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱǻ ȱ ȱ Ǽȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ.bat ou.sh que ȱ ȱ ȱ ǯ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ descompacte o arquivo.zip criado e na pasta JM_Exemploȱ ȱ ȱ ȱ JM_Exemplo_run.batȱǻ ȱjm_exemplo_run.shǽǯ

12 ȱ ȱ ȱ ȱȃ ȱ ȱ Ȅǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱǻ ȱ Ǽȱ pronto para ser instalado em um servlet ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱǯ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱwebappsȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ǯ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ DZȱ DZȦȦ DZŞŖŞŖȦǀ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱǯ ǁȦ Ȧǀ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǁǵ ƽ ǯȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȏ ȏŗǯŗǯ ǰȱ DZ Figura 22. Configuração do tmysqlinput. DZȦȦ DZŞŖŞŖȦ ȏ ȏŗǯŗȧ Ȧ ȏ ǵ ƽ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ DZ DZȦȦ DZŞŖŞŖȦ ȏ ȏŗǯŗȧ Ȧ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱfigura 27ǯ Figura 23. Execução normal da tarefa. Figura 25. Gerando os executáveis.!<a. 1< 2C.; Figura 24. Depurando. BPEL: Estas são as siglas para Business Process Execution Language ou linguagem para descrição de execução de processos de negócio, um padrão definido pelo grupo OASIS. Ela permite especificar uma seqüência de processos baseados em Web Services. O JasperETL permite implementar um destes processos como um Web Service e ferramentas de BPEL como o Oracle BPEL, podem fazer uso do processo criado pelo JasperETL. Veja mais a respeito do Oracle BPEL na Java Magazine 57. Edição 62 t Java Magazine 37

13 +BTQFS&5-38 Java Magazine t Edição 62 Página de entrada para os projetos do conjunto de soluções de BI da JasperSoft, entre eles, o JasperETL. Siga o link do JasperETL e da documentação. O site do projeto open source da Talend apresenta um excelente resumo dos links mais importantes com destaque para os tutorais em Flash. Pablo Jorge Madril é consultor senior pela Summa Technologies do Brasil, sendo um dos fundadores do SouJava, grupo de usuários Java e tendo representado a UNIFESP na OMG no segmento CORBA Healthcare. É Engenheiro Eletrônico formado pela Universidade de Buenos Aires e atua no mercado de aplicações corporativas há mais de 20 anos. Dê seu feedback sobre esta edição! open-source-etl Um resumo de links para outras ferramentas de ETL Open Source. Dê seu voto sobre este artigo, através do link: A Java Magazine tem que ser feita ao seu gosto. Para isso, precisamos saber o que você, leitor, acha da revista! Dê s Outra excelente fonte de documentação é o próprio site da Talend, em particular, leia o User Guide e o Installation Guide. Feedback eu sobre e s ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ de aplicações para processo de dados em ǯȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ um arquivo cronǰȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ Ȭ grações de dados essenciais em ambientes ȱ ³ ǯ ȱ ȱ àȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ componentes como um modelo aberto para ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ componentes de código aberto que tende a crescer com o tempo, semelhante a linha ȱ ȱ ȱ ǯ ȱ à ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ depuração para quem domina a linguagem ǰȱ Ç ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ limitações e não é recomendado o uso para ȱ ȱ ȱ ȱ ǯȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ǰȱ ȱ apresenta como uma solução robusta e ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ Ȭ ȱ ȱ ǯ Combinado com os outros produtos da ȱ ȱ ȱ ȱ ǰȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ³ ȱ ȱ ȱ ȱ ȱ ǯ d i çã o Conclusões Figura 27. Verificando a exportação do serviço. e ta Figura 26. Assistente de exportação.

Introdução ao BPEL utilizando o Oracle SOA Suíte 10g

Introdução ao BPEL utilizando o Oracle SOA Suíte 10g Introdução ao BPEL utilizando o Oracle SOA Suíte 10g 1. Introdução Neste artigo serão apresentados alguns conceitos inerentes a SOA Service Oriented Architecture e um exemplo prático de construção de processo

Leia mais

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG

Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Manual de Instalação: Agente do OCS Inventory NG Abril 2013 Sumário 1. Agente... 1 2. Onde instalar... 1 3. Etapas da Instalação do Agente... 1 a. Etapa de Instalação do Agente... 1 b. Etapa de Inserção

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans

Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Desenvolvendo Aplicações Web com NetBeans Aula 3 Cap. 4 Trabalhando com Banco de Dados Prof.: Marcelo Ferreira Ortega Introdução O trabalho com banco de dados utilizando o NetBeans se desenvolveu ao longo

Leia mais

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart.

BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. 16/08/2013 BI Citsmart Fornece orientações necessárias para instalação, configuração e utilização do BI Citsmart. Versão 1.0 19/12/2014 Visão Resumida Data Criação 19/12/2014 Versão Documento 1.0 Projeto

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX)

ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX) ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL ZIM 8.50 PRIMEIROS PASSOS (WINDOWS E UNIX) Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os primeiros passos para utilizar a versão mais recente do Zim 8.50 para

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5

Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 Manual do Teclado de Satisfação Online Web Opinião Versão 1.0.5 09 de julho de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação

Leia mais

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede

Usar Atalhos para a Rede. Logar na Rede GUIA DO USUÁRIO: NOVELL CLIENT PARA WINDOWS* 95* E WINDOWS NT* Usar Atalhos para a Rede USAR O ÍCONE DA NOVELL NA BANDEJA DE SISTEMA Você pode acessar vários recursos do software Novell Client clicando

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CAMPUS SÃO LUÍS MONTE CASTELO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I PROFESSOR:

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB

PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Sumep Julho/2006 PROCEDIMENTOS PARA A INSTALAÇÃO E UTILIZAÇÃO DO APLICATIVO DE LEILÃO ELETRÔNICO DA CONAB Objetivo

Leia mais

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em

Utilizaremos a última versão estável do Joomla (Versão 2.5.4), lançada em 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de gestão de conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.2.2 18 de fevereiro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.4.1 26 de agosto de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014

Ambientação JAVA. Versão 0.1 MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 UNIVERSIDADE CEUMA 08/01/2014 UNIVERSIDADE CEUMA Ambientação JAVA Versão 0.1 08/01/2014 Este é um modelo de configuração para desenvolvimento no ambiente Java. MICHEL CORDEIRO ANALISTA DE NEGÓCIO (NTI 2014) 1 Sumário Sumário... 2 1

Leia mais

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7

PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 PostgreSQL & PostGIS: Instalação do Banco de Dados Espacial no Windows 7 Sobre o PostGIS PostGIS é um Add-on (complemento, extensão)

Leia mais

Aula Dirigida de Introdução ao Dev-C++

Aula Dirigida de Introdução ao Dev-C++ Aula Dirigida de Introdução ao Dev-C++ 1 Introdução Departamento de Ciência da Computação IME/USP J.C. de Pina, J. Soares e C.H. Morimoto O que vem a ser um programa em C? Você talvez já tenha ouvido falar

Leia mais

Dominando Action Script 3

Dominando Action Script 3 Dominando Action Script 3 Segunda Edição (2014) Daniel Schmitz Esse livro está à venda em http://leanpub.com/dominandoactionscript3 Essa versão foi publicada em 2014-05-02 This is a Leanpub book. Leanpub

Leia mais

Configuração de assinatura de e-mail

Configuração de assinatura de e-mail Configuração de assinatura de e-mail Este manual irá lhe auxiliar a configurar a sua assinatura de E-mail no Microsoft Outlook (Desktop) e no Outlook Web App (Webmail). Gerando a sua assinatura de e-mail

Leia mais

Ficha Técnica Xenos Developer Studio

Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Ficha Técnica Xenos Developer Studio Xenos Developer Studio Soluções de Enterprise Output Management que reduz custos associados à impressão tradicional, ao mesmo tempo em que facilita

Leia mais

Nome N Série: Ferramentas

Nome N Série: Ferramentas Nome N Série: Ferramentas Competências: Identificar e utilizar técnicas de modelagem de dados; Habilidades: Utilizar ferramentas de apoio ao desenvolvimento de software; Bases Tecnológicas: Metodologias

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3

Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 AULA Conhecendo o Visual FoxPro 8.0 Parte 3 Continuando nossa saga pelas ferramentas do Visual FoxPro 8.0, hoje vamos conhecer mais algumas. A Ferramenta Class Designer A Class Designer é a ferramenta

Leia mais

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition

Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition 1 Integrando Eclipse e Websphere Application Server Community Edition Sobre o Autor Carlos Eduardo G. Tosin (carlos@tosin.com.br) é formado em Ciência da Computação pela PUC-PR, pós-graduado em Desenvolvimento

Leia mais

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider

Ferramenta: Spider-CL. Manual do Usuário. Versão da Ferramenta: 1.1. www.ufpa.br/spider Ferramenta: Spider-CL Manual do Usuário Versão da Ferramenta: 1.1 www.ufpa.br/spider Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 14/07/2009 1.0 15/07/2009 1.1 16/07/2009 1.2 20/05/2010 1.3 Preenchimento

Leia mais

Manual de Atualização de Versão

Manual de Atualização de Versão Este documento fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão da Plataforma Citsmart. Versão 2.0 05/03/2014 Visão Resumida Data Criação 05/03/2014 Versão Documento 2.0 Projeto

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados

Módulo e-rede OpenCart v1.0. Manual de. Instalação do Módulo. estamos todos ligados Módulo e-rede OpenCart v1.0 Manual de Instalação do Módulo estamos todos ligados 01 02 03 04 Introdução 3 Versão 3 Requerimentos 3 Manual de instalação 4 05 06 4.1 vqmod 4 4.2 Instalação e ativação do

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica

Tutorial. O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Tutorial O Trade e a Nota Fiscal Eletrônica Este tutorial explica como configurar o Trade Solution e realizar as principais atividades relacionadas à emissão e ao gerenciamento das Notas Fiscais Eletrônicas

Leia mais

Manual da Ferramenta Metadata Editor

Manual da Ferramenta Metadata Editor 4 de março de 2010 Sumário 1 Introdução 3 2 Objetivos 3 3 Visão Geral 3 3.1 Instalação............................. 3 3.2 Legenda.............................. 4 3.3 Configuração Inicial........................

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

O Primeiro Programa em Visual Studio.net

O Primeiro Programa em Visual Studio.net O Primeiro Programa em Visual Studio.net Já examinamos o primeiro programa escrito em C que servirá de ponto de partida para todos os demais exemplos e exercícios do curso. Agora, aprenderemos como utilizar

Leia mais

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software

MANUAL DO ANIMAIL 1.0.0.1142 Terti Software O Animail é um software para criar campanhas de envio de email (email Marketing). Você pode criar diversas campanhas para públicos diferenciados. Tela Principal do sistema Para melhor apresentar o sistema,

Leia mais

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice

Guião de Introdução ao Eclipse IDE Índice Índice 1. Introdução... 2 1.1. O que é um ambiente de desenvolvimento (IDE)?... 2 1.2. Visão geral sobre o Eclipse IDE... 2 2. Iniciar o Eclipse... 3 2.1. Instalação... 3 2.2. Utilizar o Eclipse... 3 3.

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.*

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd SqlServer C) Procedimentos

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima

GUIA DE INSTALAÇÃO. Plataforma Windows. Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes da Silva, Tiago França Melo de Lima Laboratório de Engenharia e Desenvolvimento de Sistemas LEDS/UFOP Universidade Federal de Ouro Preto UFOP GUIA DE INSTALAÇÃO Plataforma Windows Relatório Técnico Versão 0.1 (201305032030) Leandro Gomes

Leia mais

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView Essa aula apresenta o software TerraView apresentando sua interface e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados neste documento bem como o executável

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Laboratório - Exploração do FTP

Laboratório - Exploração do FTP Objetivos Parte 1: Usar o FTP em um prompt de comando Parte 2: Baixar um arquivo FTP usando WS_FTP LE Parte 3: Usar o FTP em um navegador Histórico/cenário O File Transfer Protocol (FTP) faz parte do conjunto

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

Manual do Usuário. Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia. REV. 2.0 Diadema Outubro 2010. Índice

Manual do Usuário. Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia. REV. 2.0 Diadema Outubro 2010. Índice Manual do Usuário Aplicativo Intranet Geração de Grade - SmartMídia REV. 2.0 Diadema Outubro 2010 Índice Introdução Este manual tem como objetivo detalhar o funcionamento do aplicativo Intranet responsável

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 17.*

MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MULTIACERVO - VERSÃO 17.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 16.* PARA 17.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura Cliente/Servidor MS-SQL-SERVER

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.*

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd MS-SQL-SERVER C) Procedimentos

Leia mais

CA Nimsoft Unified Reporter

CA Nimsoft Unified Reporter CA Nimsoft Unified Reporter Guia de Instalação 7.5 Histórico de revisões do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Março de 2014 Versão inicial do UR 7.5. Avisos legais Este sistema de ajuda

Leia mais

PL/SQL Developer. Solução para Ambiente de Desenvolvimento Integrado Oracle

PL/SQL Developer. Solução para Ambiente de Desenvolvimento Integrado Oracle Solução para Ambiente de Desenvolvimento Integrado Oracle PL/SQL Developer é um ambiente de desenvolvimento integrado (IDE) que foi especialmente destinado ao desenvolvimento de programas armazenados em

Leia mais

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características:

Para que o NSBASIC funcione corretamente em seu computador, você deve garantir que o mesmo tenha as seguintes características: Cerne Tecnologia www.cerne-tec.com.br Conhecendo o NSBASIC para Palm Vitor Amadeu Vitor@cerne-tec.com.br 1. Introdução Iremos neste artigo abordar a programação em BASIC para o Palm OS. Para isso, precisaremos

Leia mais

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br

Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Data: 22 de junho de 2004. E-mail: ana@lzt.com.br Manual do Suporte LZT LZT Soluções em Informática Sumário VPN...3 O que é VPN...3 Configurando a VPN...3 Conectando a VPN... 14 Possíveis erros...16 Desconectando

Leia mais

Microsoft Access XP Módulo Um

Microsoft Access XP Módulo Um Microsoft Access XP Módulo Um Neste primeiro módulo de aula do curso completo de Access XP vamos nos dedicar ao estudo de alguns termos relacionados com banco de dados e as principais novidades do novo

Leia mais

Ferramentas: jar e javadoc

Ferramentas: jar e javadoc Ferramentas: jar e javadoc Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/ 1 Objetivos

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Ave: Manual do usuário

Ave: Manual do usuário As iniciais no canto superior esquerdo indicam a atual lista de espécies em uso. Clique neste campo para abrir uma grade com todas Ave: Manual do usuário Introdução A Janela Inicial O botão Listas Sobre

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3

ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3. A série... 3 WORD 2007 E 2010 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 A série... 3 01 CAPTURAS DE TELA WORD 2010... 3 02 IMAGENS 2007/2010... 5 03 NOTAS DE RODAPÉ... 13 04 NUMERAÇÃO DE PÁGINAS... 15 05 CONTAR PALAVRAS...

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Instruções de trabalho

Instruções de trabalho Navegação Básica SAP R/3 - Versão 4.7 Instruções de trabalho Objetivo Use estas instruções de trabalho para aprender a navegação básica do sistema SAP R/3, versão 4.7. Procedimento Fazer Logon no Sistema

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Clique no botão novo

Clique no botão novo Tutorial para uso do programa Edilim Criado pela profª Carina Turk de Almeida Correa 1- Abra o programa Edilim. Clique no botão novo, como mostrado abaixo: Clique no botão novo 2- Todos os arquivos a serem

Leia mais

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios?

RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling. Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? RESUMO DA SOLUÇÃO CA ERwin Modeling Como eu posso gerenciar a complexidade dos dados e aumentar a agilidade dos negócios? O CA ERwin Modeling fornece uma visão centralizada das principais definições de

Leia mais

Moodlerooms Instructor Essentials

Moodlerooms Instructor Essentials Moodlerooms Instructor Essentials [Type the company address] 2015 Moodlerooms Índice VISÃO GERAL DO BOLETIM JOULE... 4 Benefícios do Boletim Joule... 4 Documentação do professor no Boletim Joule... 4 Acesso

Leia mais

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados:

Relatório do GPES. Descrição dos Programas e Plugins Utilizados. Programas Utilizados: Relatório do GPES Relatório referente à instalação dos programas e plugins que estarão sendo utilizados durante o desenvolvimento dos exemplos e exercícios, sendo esses demonstrados nos próximos relatórios.

Leia mais

Manual de Utilização do Aplicativo Validador. Documento 3040

Manual de Utilização do Aplicativo Validador. Documento 3040 Manual de Utilização do Aplicativo Validador Documento 3040 1. Introdução Para que validar o documento 3040? A cada data-base as instituições financeiras enviam ao Banco Central do Brasil informações sobre

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE

ROTEIRO ILUSTRADO PARA SISTEMA COMPUTACIONAL INSANE UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS PROPEEs - Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Estruturas INSANE - INteractive Structural ANalysis Environment ROTEIRO ILUSTRADO PARA INSTALAÇÃO DO SISTEMA COMPUTACIONAL

Leia mais

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível

Versão 1.0 Janeiro de 2011. Xerox Phaser 3635MFP Plataforma de interface extensível Versão 1.0 Janeiro de 2011 Xerox Phaser 3635MFP 2011 Xerox Corporation. XEROX e XEROX e Design são marcas da Xerox Corporation nos Estados Unidos e/ou em outros países. São feitas alterações periodicamente

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Tutorial: Serviços web e suas composições

Tutorial: Serviços web e suas composições Tutorial: Serviços web e suas composições Objetivo: Este tutorial tem como objetivo apresentar o desenvolvimento de serviços web através do framework Axis2. Além disso, realizar uma composição através

Leia mais

Tutorial Administrativo (Backoffice)

Tutorial Administrativo (Backoffice) Manual - Software ENTRANDO NO SISTEMA BACKOFFICE Para entrar no sitema Backoffice, digite no seu navegador de internet o seguinte endereço: http://pesquisa.webbyapp.com/ Entre com o login e senha. Caso

Leia mais

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte.

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Omondo EclipseUML Ricardo Rodrigues Lecheta Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Introdução Neste tutorial será apresentado

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 2.9 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Snap Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

Instrução para Instalação de Certificados Digitais de Servidor Web

Instrução para Instalação de Certificados Digitais de Servidor Web Instrução para Instalação de Certificados Digitais de Servidor Web Certificado Digital do tipo A1 Sistemas Operacionais: Windows 2000 Server Windows 2003 Server Dezembro/2010 Proibida a reprodução total

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 -

5 O Joomla: Web Apache Banco de Dados MySQL http://www.joomla.org/ - 55 - 5 O Joomla: O Joomla (pronuncia-se djumla ) é um Sistema de Gestão de Conteúdos (Content Management System - CMS) desenvolvido a partir do CMS Mambo. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO. Motor Periférico Versão 8.0 MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO Motor Periférico Versão 8.0 1. Apresentação... 3 2. Instalação do Java... 3 2.1 Download e Instalação... 3 2.2 Verificar Instalação... 3 3. Download do Motor Periférico...

Leia mais

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza

Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza Data Transformation Services (DTS) por Anderson Ferreira Souza O Sql Server possui um recurso extremamente poderoso que é muito pouco utilizado pelos administradores e programadores. Com certeza, sendo

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01 : Guia de conceitos básicos Copyright 2011 Amazon Web Services LLC ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Conceitos básicos do Amazon RDS... 1 Cadastre-se no Amazon RDS... 2 Inicie uma instância

Leia mais

Programação Web Prof. Wladimir

Programação Web Prof. Wladimir Programação Web Prof. Wladimir Linguagem de Script e PHP @wre2008 1 Sumário Introdução; PHP: Introdução. Enviando dados para o servidor HTTP; PHP: Instalação; Formato básico de um programa PHP; Manipulação

Leia mais

Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação

Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação 1 - Como posso inserir mais de um fundo em uma apresentação? 2 - Como uso o slide de uma apresentação em outra apresentação? 3 - Quando recorto um documento

Leia mais

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0

Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 Manual do Teclado de Satisfação Local Versão 1.6.0 09 de novembro de 2015 Departamento de Engenharia de Produto (DENP) SEAT Sistemas Eletrônicos de Atendimento 1. Introdução O Teclado de Satisfação é uma

Leia mais

Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS)

Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS) Tutorial 160 CP FBs - Elipse Scada (RS232 Protocolo MODBUS) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus Sistemas

Leia mais

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada.

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada. Editor de Ladder para VS7 Versão Teste O editor de ladder é um software de programação que permite que o VS7 e o µsmart sejam programados em linguagem de contatos. Esse editor está contido na pasta Público

Leia mais

NeXT Help Desk Manual do usuário. Abril/2011. NeXT Software

NeXT Help Desk Manual do usuário. Abril/2011. NeXT Software NeXT Help Desk Manual do usuário Abril/2011 NeXT Software Página 1 de 11 Índice Descrição e características do NeXT Help Desk... 3 Conectando no NeXT Help Desk... 4 Menu de acesso... 5 Enviando chamado

Leia mais

Instalação do ByYou ESB. Guia de Instalação e Atualização do ByYou ESB

Instalação do ByYou ESB. Guia de Instalação e Atualização do ByYou ESB Instalação do ByYou ESB Guia de Instalação e Atualização do ByYou ESB Instalação do ByYou ESB Copyright 2010 TOTVS S.A. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser copiada, reproduzida,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o uso do TerraView Essa aula apresenta a interface principal do TerraView e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados nesse documento são disponibilizados junto

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DE PROCEDIMENTOS MINI-TUTORIAL PARA ACESSAR O FTP DA ELETRONORTE EQUIPE DE BACKUP

DOCUMENTAÇÃO DE PROCEDIMENTOS MINI-TUTORIAL PARA ACESSAR O FTP DA ELETRONORTE EQUIPE DE BACKUP DOCUMENTAÇÃO DE PROCEDIMENTOS DOCUMENTAÇÃO DE PROCEDIMENTOS MINI-TUTORIAL PARA ACESSAR O FTP DA ELETRONORTE EQUIPE DE BACKUP Mini-Tutorial Para Acessar O FTP da Eletronorte Versão: 1.3 Histórico da Revisão

Leia mais

Tutorial para atividades do Trabalho Prático da disciplina DCC 603 Engenharia de Software

Tutorial para atividades do Trabalho Prático da disciplina DCC 603 Engenharia de Software Tutorial para atividades do Trabalho Prático da disciplina DCC 603 Engenharia de Software Antes de iniciar o tutorial, baixar os seguintes arquivos da página do Prof. Wilson: Plataforma reutilizável: http://homepages.dcc.ufmg.br/~wilson/praxis/3.0/praxis.zip

Leia mais