-EXECUÇÃO TRABALHISTA- DESPACHOS E PROCEDIMENTOS MANUAL PRÁTICO - EXECUÇÃO TRABALHISTA - DESPACHOS E PROCEDIMENTOS MANUAL PRÁTICO 12ª VERSÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "-EXECUÇÃO TRABALHISTA- DESPACHOS E PROCEDIMENTOS MANUAL PRÁTICO - EXECUÇÃO TRABALHISTA - DESPACHOS E PROCEDIMENTOS MANUAL PRÁTICO 12ª VERSÃO"

Transcrição

1 - EXECUÇÃO TRABALHISTA - 12ª VERSÃO Kathleen Mecchi Zarins Stamato Laura Bittencourt Hinz Leandra da Silva Guimarães Maria Inês Corrêa de Cerqueira César Targa Renata dos Reis D Avilla Calil Juízas do Trabalho da 15ª Região CAMPI NAS SP JUNHO

2 APRESENTAÇÃO Prezados colegas: As decisões ora compiladas têm sido elaboradas ao longo de muitos anos por diversos magistrados. Meramente as recolhemos e contamos com a colaboração de todos para manter este texto atualizado e para que nele sejam inseridas novas idéias ou observações, o que poderá ser realizado por meio do endereço eletrônico Não podíamos, entretanto, deixar de colher a oportunidade de apresentar esta apostila para fazer algumas considerações. Costumeiramente, a execução tem seus trâmites efetivados pelas Secretarias das Varas do Trabalho e, conquanto contemos com servidores habilitados, queremos modificar este paradigma. Por algum motivo desconhecido, sempre utilizamos as nossas melhores forças e recursos para viabilizar céleres procedimentos durante a fase de conhecimento, relegando a execução. A criação do procedimento sumaríssimo e de outras alterações legislativas, que em nenhum momento se preocuparam com a alteração dos procedimentos de execução trabalhista, bem retrata essa especificidade. Assim agindo, conferimos uma meia vitória àquele que veio à Justiça. Sinceramente, não sabemos o que é pior: não ter a prestação jurisdicional, não ter certeza da violação de determinado bem jurídico ou vê-lo reconhecido e sem eficácia. Ao contrário, quando exercemos nosso poder jurisdicional de forma completa, é certo que se agiganta nossa responsabilidade, mas também a boa sensação do dever cumprido. E, permitam-nos, para duas questões queremos mais claramente chamar a atenção dos nossos colegas. A primeira, para que tenham outra visão da execução, imprimindo-lhe celeridade. A segunda se refere à importância da realização de audiências de conciliação em execução. Pois bem. A atualização dos procedimentos é imperativa sob nosso ponto de vista. Não há mais motivos para mandados, para cartas precatórias, expedientes quase medievais. Para que determinar aos oficiais de justiça a realização de atos que podem ser praticados com mais eficácia e celeridade por nós mesmos, magistrados? No tempo do , não deve ser admitida a remessa de documento a outro Juízo para que ele determine a seu subordinado que o cumpra. No tempo de tantas inovações tecnológicas, não há o porquê de se digitar um mandado, repetindo o teor de 2

3 decisões antes exaradas. Parece que confiamos mais nas ações do oficial de justiça do que nas nossas! Vamos mudar esse paradigma. Um bom exemplo é a concessão de força de mandado e força de alvará ou ofício aos próprios despachos e às atas de audiência. Além disso, deve ser efetivado o protesto da sentença, procedimento que acarreta a inserção dos devedores nas listas de proteção ao crédito e, de plano, realizado arresto on line nas oportunidades em que vemos o executado se furtando ao cumprimento de sua obrigação. Outra forma adequada de resolver com celeridade a execução é a audiência de conciliação. Se nos permitem, essa é a nossa menina dos olhos. Experiência que queremos dividir e que tem sido extremamente eficaz. Além de permitir às partes espaço e atenção adequados para resolução do conflito processual e sociológico (o último por vezes mais amplo que o primeiro), a conciliação é a melhor forma de sua pacificação. Ainda que não se concretize o acordo, permite a aceleração do procedimento como não o fez nenhuma outra prática antes experimentada. E nem se argumente que a audiência de conciliação não está prevista na legislação. O juiz pode, a qualquer momento, ordenar o comparecimento das partes, nos termos do art. 599, I, do CPC. Os procedimentos em primeiro lugar são atualizados, revisitados pelos seus aplicadores. Em momento posterior é que se dá, no geral, alteração legislativa destinada a positivá-lo. Exemplo claro é a penhora via sistema Bacen Jud, viabilizada pelo Banco Central, em face do grande número de ofícios recebidos naquela instituição. Apesar de realizada há muito tempo, somente foi regularizada pela inserção do art. 655-A do Código de Processo Civil, em 6 de dezembro de Finalmente, também queremos propor uma discussão de atualização dos procedimentos para que adotemos aqueles já inseridos nas modificações perpetradas no Código de Processo Civil. É patente que o Processo do Trabalho sempre foi o berço das alterações procedimentais, tendo sido esse paradigma rompido. Por que não adotá-las? Afinal, o Direito é informado por princípios, e eles devem ser considerados na nossa atuação jurisdicional. Atentos à legislação vigente, mas não legalistas, devemos estar absolutamente imbuídos de nossa função de apaziguadores e solucionadores de conflitos. São essas, basicamente, as linhas que informam os modelos de decisões que ora apresentamos. Esperando que possam ser úteis, subscrevemo-nos cordialmente. Campinas, 1º de junho de As autoras. 3

4 SUMÁRIO I. LIQUIDAÇÃO, HOMOLOGAÇÃO DE CÁLCULOS E CITAÇÃO/INTIMAÇÃO 1. Providências preliminares 1.1 Alvarás para saque do FGTS e habilitação ao seguro-desemprego 1.2 Intimação para inserção de valores em folha de pagamento 1.3 Anotação ou retificação da CTPS 2. Cálculos 2.1 Designação de perito para liquidar o débito 2.2 Designação de perito para conferir cálculos 3. Homologação 3.1 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e intimação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 475-J do CPC 3.2 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e citação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 880 da CLT, com expedição de Mandado de Citação e determinação para pagamento ou nomeação de bens à penhora 3.3 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e citação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 880 da CLT, com expedição de Carta Precatória Executória 3.4 Homologação de cálculos e citação de órgãos públicos 4

5 3.5 Homologação de obrigação definida em lei como de pequeno valor e citação da Fazenda Pública 3.6 Homologação de cálculos em caso de Massa Falida, com expedição de Carta Precatória Executória 3.7 Homologação de cálculos com direcionamento da execução à devedora subsidiária 3.8 Homologação de cálculos em execução provisória II- PENHORA 1. Rejeição de indicação de bens e BACEN JUD 2. BACEN JUD - execução definitiva 3. BACEN JUD - execução provisória 4. Providências a adotar no caso de ser infrutífera a diligência realizada no sistema BACEN JUD 5. Penhora de faturamento 6. Penhora de aluguéis 7. Penhora de percentual de salário/benefício previdenciário/proventos de aposentadoria 8. Penhora de restituição de imposto de renda 9. Penhora de valores em empresas operadoras de cartões de crédito 10. Penhora de ações e outros ativos financeiros 11. Penhora de veículo alienado fiduciariamente 12. Ciência da penhora por meio do advogado constituído 13. Penhora de valores do devedor encontrados em caderneta de poupança 5

6 III. PROCEDIMENTOS PRÉVIOS À EXPROPRIAÇÃO E EXPROPRIAÇÃO PROPRIAMENTE DITA 1. Parcelamento da dívida - art. 745-A do CPC 2. Adjudicação direta ou alienação dos bens penhorados 3. Alienação por iniciativa particular pedido do(a) exequente 4. Alienação por iniciativa particular pedido do executado 5. Usufruto da empresa 6. Designação de hasta pública quando a Vara não nomeia leiloeiro 7. Designação de leiloeiro e fixação da possibilidade de aquisição de imóvel em prestações 8. Aquisição Originária - Veículo 9. Aquisição Originária - imóvel IV - PROVIDÊNCIAS FINAIS A SEREM ADOTADAS APÓS INSUCESSO DA EXECUÇÃO PELOS MEIOS ORDINÁRIOS 1. Intimação do devedor antes da realização do protesto 2. Protesto extrajudicial da sentença 3. Extração de certidão da dívida e remessa dos autos ao arquivo definitivo V - AUDIÊNCIA DE CONCILIAÇÃO EM EXECUÇÃO 1. Notificação para que as partes compareçam à Audiência para Tentativa de Conciliação na Execução 2. Notificação para que as partes compareçam à Audiência para Tentativa de Conciliação munidas de seus cálculos 3. Aplicação de multa quando a executada não comparece 4. Sobrestamento em face de possível acordo, com citação 6

7 5. Acordo 6. Acordo sem anuência da responsável solidária/subsidiária (em fase de conhecimento) 7. Acordo sem anuência da responsável solidária/subsidiária (em fase de execução) 8. Guia de retirada 8.1 Guia de retirada parcial 9. Alvará para saque do depósito recursal 9.1 Alvará para saque parcial do depósito recursal VI - EMBARGOS À EXECUÇÃO 1. Processamento dos Embargos à Execução nos próprios autos 2. Processamento dos Embargos à Execução em autos apartados VII - OUTROS DESPACHOS 1. Liberação de valores em execução provisória sem a prestação de caução 2. Prosseguimento da execução em face da responsável subsidiária com liberação do depósito recursal 3. Nomeação de depositário para bem móvel 4. Arresto on line em caso de acordo descumprido 5. Arresto on line quando o devedor não é encontrado 7

8 6. Precatório - intimação da Fazenda Pública, antes da expedição do precatório, para abatimento de eventuais débitos do(a) exequente. 7. Precatório - fracionamento 8. Bem do executado em nome de terceiro - possível fraude 9. Apreensão Do Veículo Penhorado 10. Execução plúrima ou reunião das execuções em face de um mesmo devedor, tendo em vista a existência de bem penhorado que garanta as execuções, ou parcela delas ou, ainda que inexistente penhora, para que as execuções se processem de forma mais célere e adequada. 11. Fraude à execução 12. Ausência de depósito de valores em penhora de faturamento 13. Intimação do Sr. Prefeito para cumprir obrigação de fazer sob pena de indisponibilização de seu patrimônio I. LIQUIDAÇÃO, HOMOLOGAÇÃO DE CÁLCULOS E CITAÇÃO/INTIMAÇÃO 1. Providências preliminares 1.1 Alvarás para saque do FGTS e habilitação ao seguro-desemprego Considerando a inexistência de controvérsia a respeito da imotivada demissão do(a) reclamante/ exequente, nos termos da r. sentença/v. acórdão (ou, ainda, confissão do reclamado colhida em audiência), fica autorizado(a) a efetuar o saque dos valores referentes ao FGTS relativo ao período de seu contrato de trabalho, pelo código 01, bem como a se habilitar ao recebimento do seguro-desemprego, verificadas pelo órgão competente as condições legais ensejadoras da percepção do direito, exceto realização, pela empregadora, dos depósitos do FGTS, acrescidos da indenização de 40%, valores estes que foram incluídos na r. sentença exequenda e cujo pagamento se requer na presente ação. Este juízo informa ao Ministério do Trabalho: Nome do reclamante/ exequente: Endereço Nº da CTPS PIS 8

9 CNPJ da(o) reclamada(o)/executada Três últimos salários do(a) trabalhador(a) Período do contrato de trabalho: As parcelas devidas ao(a) reclamante/exequente a título de seguro-desemprego deverão ser liberadas em um único lote, nos termos do 4º, do artigo 17, da Resolução CODEFAT 467/2005. O(A) reclamante/ exequente deverá comprovar os valores sacados de sua conta vinculada de FGTS em 10 dias, para viabilizar a apuração/liquidação de eventual diferença. Presta-se cópia deste despacho/ata, com a firma do(a) magistrado(a) devidamente reconhecida pela Secretaria da Vara, como ALVARÁ JUDICIAL para as finalidades supra indicadas, que recebem os números e. Reconheço como autêntica a firma do MM. Juiz do Trabalho Dr.. Dou fé., de de. Assinatura do Diretor da Secretaria Obs.: É importante que este despacho seja realizado antes do início da liquidação, para evitar inúmeras celeumas por ocasião da elaboração dos cálculos e para garantir ao trabalhador o percebimento das parcelas do seguro-desemprego, notadamente quando a(o) executada(o) é empresa insolvente. 1.2 Intimação para inserção de valores em folha de pagamento Intime-se o(a) executado(a) a inserir em folha de pagamento a verba, no importe, nesta data, de R$, em 30 dias, sob pena de multa diária ora fixada em R$, nos termos do art. 461 do CPC. Obs.: Antes dessa determinação, não se deve proceder à apuração dos valores devidos, sob pena de se proceder a várias liquidações, com retardamento da solução do litígio. Note-se que os advogados nem sempre requerem tal providência, que deve ser determinada de ofício pelo magistrado. 1.3 Anotação ou retificação da CTPS Intime-se o(a) exequente para que apresente sua CTPS no prazo de 10 dias, a fim de sejam efetuadas as anotações/retificações determinadas em sentença. Após, intimese a(o) executada(o) para que cumpra a respectiva obrigação de fazer, também no prazo de 9

10 10 dias, sob a penalidade já fixada na r. sentença exequenda/sob pena de multa diária de R$ 50,00. ou Intime-se o reclamante a comparecer a esta secretaria, munido de sua CTPS que, no momento de sua apresentação, será devidamente anotada/retificada nos termos consignados na decisão que já transitou em julgado. Validará a anotação antes indicada, a ser procedida sem aposição de qualquer carimbo ou alusão a esta Justiça do Trabalho, cópia deste despacho e da r. sentença (ou do v. acórdão) que serão entregues ao trabalhador e ficarão sob sua guarda. Finalmente, reconhecido o vínculo empregatício (ou salário superior ao anotado em CTPS) e não sendo competência desta Justiça do Trabalho apurar e executar os valores devidos à União a título de contribuições previdenciárias decorrentes do reconhecimento do vínculo ou de pagamento de salário superior ao consignado em folha de pagamento, a teor do que decidido nos autos do RE , pelo E. Supremo Tribunal Federal, cópia do presente despacho e da decisão que transitou em julgado serão encaminhados à Procuradoria da União, para que adote as providências que o caso requer. Intimem-se e cumpra-se. Obs.: Este procedimento será utilizado apenas caso não seja agendada futura audiência de conciliação em execução, considerando-se que o mais adequado é promover a regularização da CTPS do trabalhador em audiência, evitando, assim, que tenha que comparecer à secretaria ou entregar o documento à empresa, o que poderá gerar seu extravio ou, ainda, anotações equivocadas (é costumeiro que a empresa consigne, no campo observações, que a CTPS foi tardiamente anotada em face da determinação judicial). Mesmo quando a anotação da CTPS é procedida pela Vara, a mera aposição do carimbo da Justiça do Trabalho basta para que o trabalhador tenha dificuldades de encontrar novo emprego. Assim, ao ser realizada a anotação da carteira, não deve haver a aposição de qualquer carimbo da Justiça do Trabalho (sequer daquele que identifica o servidor), bastando, para validar a anotação, que se entregue ao trabalhador cópia da sentença ou do acórdão que reconheceu o vínculo e do despacho que determinou a anotação na CTPS. Anteriormente ao início da liquidação, deverá ser determinado o cumprimento das obrigações de fazer, como anotação da CTPS, inclusão de valores em folha de pagamento e entrega de documentos, e deverão ser providenciadas a liberação do FGTS depositado na conta vinculada do trabalhador e a sua habilitação ao seguro-desemprego. 2. Cálculos 2.1 Designação de perito para liquidar o débito Considerando que a sentença exequenda é ilíquida, podendo a conta ser elaborada pelas partes, pelos órgãos auxiliares da Justiça do Trabalho, ou, 10

11 quando complexos, como no caso vertente, por perito, nos termos dos 3º e 6º, do art. 879, da CLT; Considerando que a verificação de cálculos eventualmente apresentados pelas partes é de difícil realização, sendo, em geral, mais morosa do que a própria apuração dos valores devidos; Considerando o elevado número de processos submetidos à análise do Sr. Assistente de Cálculo nesta Vara e a responsabilidade do Juízo de velar pela observância da coisa julgada, independentemente até de impugnação dos cálculos apresentados e, finalmente, Considerando os princípios da economia e da celeridade processual, que informam a tramitação dos feitos nesta Justiça do Trabalho, bem como a obrigação do magistrado de promover a célere finalização do processo, nos termos do art. 5º, LXXVIII, da CF, determino a elaboração dos cálculos diretamente por profissional de confiança deste Juízo, designando, para tanto, o Sr. Perito Contábil, que deverá entregar, no prazo de trinta dias, os cálculos, que atentarão para o quanto determinado na r. sentença ou no v. acórdão. Existindo omissão na r. sentença ou no v. acórdão, o sr. Perito observará os seguintes parâmetros: a) evolução salarial; b) correção monetária de acordo com a Tabela Única para Atualização e Conversão de Débitos Trabalhistas e Súmula 381 do C. TST; c) incidência de juros sobre a importância da condenação já corrigida monetariamente, devendo ser calculados no percentual de 1% ao mês, contados do ajuizamento da ação e aplicados pro rata die até a data do efetivo pagamento, sendo que na hipótese de parcelas vencidas a partir da propositura da ação, deverão os juros ser contados a partir do vencimento da obrigação. Tratando-se, entretanto, de executada Fazenda Pública, será observado o inteiro teor da OJ 07 do Pleno do C. TST; d) indicação das contribuições previdenciárias devidas pelo empregado e pelo empregador, observada a legislação pertinente; e) indicação dos valores devidos a título de imposto de renda, calculados nos termos do art. 12-A da Lei n.º , de ; f) exclusão da base de cálculo do IRRF dos juros de mora (Orientação Jurisprudencial n.º 400 da SBDI-1 do C. TST); das verbas que têm natureza jurídica de indenização e dos valores apurados sob as rubricas de férias não-gozadas - integrais, proporcionais ou em dobro - convertidas em pecúnia, de abono pecuniário, e de adicional de um terço constitucional quando agregado ao pagamento de férias (Solução de Divergência SRFB/CGT n.º 01, de 02/01/2009). Autoriza-se ao Sr. Perito que diligencie diretamente junto a qualquer agência da Caixa Econômica Federal, com o intuito específico de obter extratos de contas vinculadas ao FGTS em nome do(a) exequente, para fins de elaboração do laudo pericial, bastando, para tanto, a apresentação deste despacho ao responsável pela agência. 11

12 Apresentados os cálculos, inclua-se o feito na pauta de audiências. Intimem-se partes e o perito designado. Obs.: a) Atentar para a existência de entendimento no sentido de não serem executadas as contribuições previdenciárias do período do vínculo reconhecido em sentença, podendo nesse caso ser adotada a seguinte fundamentação: Quanto às contribuições previdenciárias decorrentes do vínculo empregatício reconhecido em sentença, é certo que, nos termos da decisão proferida pelo E. STF (Recurso Extraordinário nº ), restou decidido que a competência desta Justiça Especializada quanto à execução das contribuições previdenciárias limita-se às sentenças condenatórias em pecúnia que proferir e aos valores objeto do acordo homologado, que integrem salário-de-contribuição, excluída pois a cobrança das parcelas previdenciárias referidas ao início do parágrafo. Assim, intime-se, oportunamente, a Procuradoria da União para que adote as providências que o caso requer com relação ao período do vínculo reconhecido em sentença, cujos valores devidos deverão ser apurados e cobrados administrativamente. b) Se for necessário anotar a CTPS e se houver na Vara do Trabalho a prática de realização de audiências de conciliação em execução, deverá constar do despacho: Apresentados os cálculos, inclua-se o feito na pauta de audiências, ocasião em que o(a) exequente deverá apresentar sua CTPS, para que sejam feitas as anotações deferidas em sentença, ficando suspensa, por ora, a cominação de multa imposta para cumprimento de citada obrigação de fazer. c) Inserir no despacho o posicionamento quanto à competência para a execução do valor devido ao Seguro de Acidente do Trabalho e as contribuições devidas às entidades denominadas terceiros. Importante, igualmente, indicar no despacho como devem ser elaborados os cálculos do valor devido a título de contribuição previdenciária, ou seja, qual o fato gerador do tributo que se entende aplicável. d) Devolvidos os autos pelo perito, os cálculos são homologados ou, conforme o caso, inclui-se o feito em pauta de audiência de conciliação em execução, ocasião em que se busca acordo das partes em litígio ou na qual os cálculos são homologados, com a consequente citação/intimação do executado para pagar os valores devidos. 2.2 Designação de perito para conferir cálculos Considerando o elevado número de processos que aguardam exame dos cálculos para homologação do valor devido; Considerando a responsabilidade do magistrado de velar pela rápida solução das causas sob sua responsabilidade (art. 765 da CLT e art. 5º, LXXVIII, da CF) e, finalmente, Considerando a possibilidade da liquidação se valer de cálculos elaborados pelas partes, pela secretaria, por auxiliares do juiz ou perito, DETERMINO que a conferência dos valores apresentados neste processo seja realizada pelo Sr., perito 12

13 contábil de confiança deste juízo, que deverá, no prazo de 15 dias, apresentar informação detalhada sobre os mesmos, retificando verbas e valores apurados ou, se necessário, elaborando outros que sejam adequados à r. sentença ou ao v. acórdão. Obs.: Devolvidos os autos pelo perito, os cálculos são homologados ou, conforme o caso, inclui-se o feito em pauta de audiência de conciliação em execução, ocasião em que os cálculos são homologados e, no mesmo momento, a parte é citada/intimada para pagar os valore devidos. Note-se que, também aqui, é necessário indicar parâmetros para que o perito realize os cálculos seguindo o entendimento do juízo (base de cálculo de cada uma das verbas deferidas, contribuições fiscais e previdenciárias e momento a partir do qual são devidos juros e correção monetária, só para citar exemplos. Verificar, a respeito, texto do despacho anterior). 3. Homologação 3.1 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e intimação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 475-J do CPC HOMOLOGO os cálculos efetuados pelo reclamante/reclamado/pela secretaria/sr. Perito às fls., porque consentâneos com a r. sentença proferida, com as alterações realizadas na planilha juntada à fl., que dizem respeito: a) à forma de cálculo do imposto de renda, apurado nos termos do art. 12-A da Lei n.º , de ; b) à exclusão da base de cálculo do IRRF dos juros de mora (Orientação Jurisprudencial n.º 400 da SBDI-1 do C. TST); das verbas que têm natureza jurídica de indenização e dos valores apurados sob as rubricas de férias não-gozadas - integrais, proporcionais ou em dobro - convertidas em pecúnia, de abono pecuniário, e de adicional de um terço constitucional quando agregado ao pagamento de férias (Solução de Divergência SRFB/CGT n.º 01, de 02/01/2009). Portanto, fixo o valor bruto da execução em R$. O montante se compõe das seguintes parcelas:, atualizado até Principal corrigido R$ Juros R$ Total Bruto R$ Contribuições previdenciárias devidas pelo(a) empregado(a) R$ Imposto de renda R$ Total líquido R$ Contribuições previdenciárias devidas pelo(a) empregador(a) R$ 13

14 O débito exequendo será atualizado e majorado por juros de mora até a data do efetivo pagamento. O débito previdenciário será acrescido de juros e multa nos termos do que determina o 4º, do art. 879, da CLT, caso não quitado no prazo indicado no art. 43, 3º, da Lei 8.212/91. A(O) executada(o) pagará ainda os seguintes valores, que serão devidamente atualizados: a) honorários periciais ao Sr., fixados nesta data em R$. b) custas processuais: R$, fixadas para / Custas já recolhidas por ocasião da interposição do Recurso Ordinário. Comprovado o recolhimento das contribuições previdenciárias, intime-se a União para que, no prazo de 30 dias, impugne os cálculos respectivos ou diga se seu crédito restou integralmente satisfeito, implicando seu silêncio na quitação da obrigação previdenciária. (Obs.: Esta redação considerou que a União não foi intimada nos termos do art. 879, 3º, da CLT e que apenas terá ciência dos valores apurados após a garantia do juízo). ou Fica dispensada a intimação da União, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda, por ser o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, inferior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00. OU Intime-se a União, uma vez que o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, é superior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda. Na hipótese da(o) executada(o) não efetuar os recolhimentos fiscais e previdenciários, oficie-se a Receita Federal do Brasil e executem-se as contribuições previdenciárias, na forma da Lei /2000, intimando-se a União tão-somente após a garantia do Juízo para, querendo, apresentar impugnação aos cálculos homologados, no prazo de 30 dias, nos termos do art. 884 da CLT cc art. 1º-B da Lei 9.494/1997. Observe a Secretaria que a União deverá ser incluída no polo ativo da execução, em momento oportuno, quando necessária a sua manifestação nos autos, conforme art. 1º-A do Capítulo INSS cc art. 16 do Capítulo AUT, ambos inseridos na Consolidação das Normas da Corregedoria do E. TRT da 15ª Região. 14

15 Saliente-se que ultrapassada a data-limite para o recolhimento das contribuições previdenciárias, serão devidos multa e juros, nos termos do art. 879, 4º, da CLT. Considerando-se o valor dos cálculos homologados, libere-se ao(à) exequente ou a seu advogado Dr., OAB, o valor atualizado do depósito recursal realizado. Concedo a esta ata força de alvará judicial, que ora recebe o número e que será apresentado ao banco acompanhado de cópia do depósito recursal de fl... Esclarece-se à fonte pagadora que os valores referentes ao imposto de renda serão posteriormente deduzidos do crédito exequendo, procedendo-se ao seu devido reajustamento, nos termos da legislação vigente. Intime-se a(o) executada(o), por meio de seu(sua) i. patrono(a), nos termos do art. 652, 4º, do CPC, para quitar o valor homologado à fl., no prazo de 15 dias, sob pena do montante da condenação ser acrescido de multa no percentual de 10%, nos termos do caput do art. 475-J do CPC. Deverá ser abatido o importe de R$, que corresponde ao valor do depósito recursal, devendo o(a) exequente comprovar o valor efetivamente soerguido. Para atualização do montante do débito trabalhista, a parte poderá valer-se da ferramenta Atualização de Valores, menu Serviços, disponibilizada no site do e. TRT da 15ª região (www.trt15.jus.br), e para a atualização do débito previdenciário, usar a ferramenta Cálculo de Contribuições Previdenciárias e emissão de GPS, menu Pagamentos, no site da Receita Federal do Brasil (www.receita.fazenda.gov.br). Tão-logo o juízo esteja garantido, o(a) exequente será intimado para apresentar Impugnação à Sentença de Liquidação, no prazo de 05 dias, se assim desejar. 3.2 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e citação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 880 da CLT, com expedição de Mandado de Citação e determinação para pagamento ou nomeação de bens à penhora HOMOLOGO os cálculos efetuados pelo Sr. Perito às fls. consentâneos com a r. sentença proferida, com as alterações de fls. respeito:, porque, que dizem c) à forma de cálculo do imposto de renda, apurado nos termos do art. 12-A da Lei n.º , de ; 15

16 d) à exclusão da base de cálculo do IRRF dos juros de mora (Orientação Jurisprudencial n.º 400 da SBDI-1 do C. TST); das verbas que têm natureza jurídica de indenização e dos valores apurados sob as rubricas de férias não-gozadas - integrais, proporcionais ou em dobro - convertidas em pecúnia, de abono pecuniário, e de adicional de um terço constitucional quando agregado ao pagamento de férias (Solução de Divergência SRFB/CGT n.º 01, de 02/01/2009). Portanto, fixo o valor bruto da execução em R$. O montante se compõe das seguintes parcelas:, atualizado até Principal corrigido R$ Juros R$ Total Bruto R$ Contribuições Previdenciárias devidas pelo(a) empregado(a) R$ Imposto de renda R$ Total líquido R$ Contribuições previdenciárias devidas pelo(a) empregador(a) R$ atualizados: A(O) executada(o) pagará ainda os seguintes valores, que serão devidamente a) honorários periciais ao Sr., fixados nesta data em R$. b) custas processuais: R$, fixadas para / ou/ As custas processuais já foram recolhidas por ocasião da interposição do Recurso Ordinário. Comprovado o recolhimento das contribuições previdenciárias, intime-se a União para que, no prazo de 30 dias, impugne os cálculos respectivos ou diga se seu crédito restou integralmente satisfeito, implicando seu silêncio na quitação da obrigação previdenciária. (Obs.: Esta redação considerou que a União não foi intimada nos termos do art. 879, 3º, da CLT e que apenas terá ciência dos valores apurados após a garantia do juízo). ou Fica dispensada a intimação da União, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda, por ser o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, inferior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00. ou Intime-se a União, uma vez que o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, é superior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda. 16

17 Na hipótese da(o) executada(o) não efetuar os recolhimentos fiscais e previdenciários, oficie-se a Receita Federal do Brasil e executem-se as contribuições previdenciárias, na forma da Lei /2000, intimando-se a União tão-somente após a garantia do Juízo para, querendo, apresentar impugnação aos cálculos homologados, no prazo de 30 dias, nos termos do art. 884 da CLT cc art. 1º-B da Lei 9.494/1997. Observe a Secretaria que a União deverá ser incluída no polo ativo da execução, em momento oportuno, quando necessária a sua manifestação nos autos. Saliente-se que ultrapassada a data-limite para o recolhimento das contribuições previdenciárias, serão elas acrescidas de multa e juros, nos termos do art. 879, 4º, da CLT. Considerando-se o valor dos cálculos homologados, libere-se ao(à) exequente o depósito recursal realizado, valendo cópia desta ata como alvará judicial para esta finalidade. O(a) exequente, ou seu advogado Dr., OAB, deverá comparecer ao banco com cópia do depósito recursal de fl.. O alvará ora expedido recebe o nº. Em atenção ao 2º do art. 73 da Consolidação dos Provimentos da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, esclarece-se à fonte pagadora que os valores referentes ao imposto de renda serão posteriormente deduzidos do crédito exequendo, procedendo-se ao devido reajustamento, nos termos da legislação vigente. EXECUTE-SE. Cópia da presente decisão tem a função de MANDADO DE CITAÇÃO, PENHORA E AVALIAÇÃO, que ora recebe o nº, devendo a(o) executada(o) pagar o débito em 48 horas ou garantir a execução, mediante depósito do valor devido, inclusive das contribuições previdenciárias, nos termos do art. 880 da CLT, ou nomear bens à penhora, observada a ordem preferencial do art. 655 do CPC, consoante determina o art. 882 da CLT. A ausência de observância a tais determinações implicará desrespeito ao art. 600, IV, do CPC, o que acarretará a aplicação da multa de 20% sobre o valor da execução, nos termos do art. 601, do mesmo código. Autoriza-se, desde logo, que o Oficial de Justiça Avaliador se valha das prerrogativas previstas nos arts. 172, 227, 228, 660 e 662 do CPC, requisitando força, se necessário, com a mera apresentação deste à Autoridade Policial. Restando infrutíferas as pesquisas realizadas por meio dos convênios BACEN JUD, RENAJUD, INFOJUD e ARISP, deverá o Oficial de Justiça proceder às diligências necessárias para localizar e penhorar bens, tantos quanto bastem ao pagamento da importância da condenação (art. 883 da CLT), onde quer que se encontrem (art. 659, 1º, do CPC), independentemente de nova ordem, podendo a constrição recair sobre créditos do devedor (art. 671 do CPC). 17

18 Para atualização do montante do débito trabalhista, a parte poderá valer-se da ferramenta Atualização de Valores, menu Serviços, disponibilizada no site do e. TRT da 15ª região (www.trt15.jus.br), e para a atualização do débito previdenciário, usar a ferramenta Cálculo de Contribuições Previdenciárias e emissão de GPS, menu Pagamentos, no site da Receita Federal do Brasil (www.receita.fazenda.gov.br). Tão-logo o juízo esteja garantido, o(a) exequente será intimado para apresentar Impugnação à Sentença de Liquidação, no prazo de 05 dias, se assim desejar. 3.3 Homologação de cálculos com liberação ao(a) exequente do depósito recursal e citação para o devedor pagar a execução nos termos do art. 880 da CLT, com expedição de Carta Precatória Executória HOMOLOGO os cálculos efetuados pelo Sr. Perito às fls. consentâneos com a r. sentença proferida, com as alterações de fls. respeito:, porque, que dizem e) à forma de cálculo do imposto de renda, apurado nos termos do art. 12-A da Lei n.º , de ; f) à exclusão da base de cálculo do IRRF dos juros de mora (Orientação Jurisprudencial n.º 400 da SBDI-1 do C. TST); das verbas que têm natureza jurídica de indenização e dos valores apurados sob as rubricas de férias não-gozadas - integrais, proporcionais ou em dobro - convertidas em pecúnia, de abono pecuniário, e de adicional de um terço constitucional quando agregado ao pagamento de férias (Solução de Divergência SRFB/CGT n.º 01, de 02/01/2009). Portanto, fixo o valor bruto da execução em R$. O montante se compõe das seguintes parcelas:, atualizado até Principal corrigido R$ Juros R$ Total Bruto R$ Contribuições Previdenciárias devidas pelo(a) empregado(a) R$ Imposto de renda R$ Total líquido R$ Contribuições previdenciárias devidas pelo(a) empregador(a) R$ atualizados: A(O) executada(o) pagará ainda os seguintes valores, que serão devidamente a) honorários periciais ao Sr., fixados nesta data em R$. 18

19 b) custas processuais: R$, fixadas para / ou/ As custas processuais já foram recolhidas por ocasião da interposição do Recurso Ordinário. Comprovado o recolhimento das contribuições previdenciárias, intime-se a União para que, no prazo de 30 dias, impugne os cálculos respectivos ou diga se seu crédito restou integralmente satisfeito, implicando seu silêncio na quitação da obrigação previdenciária. (Obs.: Esta redação considerou que a União não foi intimada nos termos do art. 879, 3º, da CLT e que apenas terá ciência dos valores apurados após a garantia do juízo). ou Fica dispensada a intimação da União, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda, por ser o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, inferior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00. ou Intime-se a União, uma vez que o montante total das parcelas que integram o salário de contribuição, constantes do cálculo de liquidação em epígrafe, é superior ao valor teto de contribuição, que atualmente equivale a R$ ,00, nos termos da Portaria 176/2010 do Ministério da Fazenda. Na hipótese da(o) executada(o) não efetuar os recolhimentos fiscais e previdenciários, oficie-se a Receita Federal do Brasil e executem-se as contribuições previdenciárias, na forma da Lei /2000, intimando-se a União tão-somente após a garantia do Juízo para, querendo, apresentar impugnação aos cálculos homologados, no prazo de 30 dias, nos termos do art. 884 da CLT cc art. 1º-B da Lei 9.494/1997. Observe a Secretaria que a União deverá ser incluída no polo ativo da execução, em momento oportuno, quando necessária a sua manifestação nos autos. Saliente-se que ultrapassada a data-limite para o recolhimento das contribuições previdenciárias, serão elas acrescidas de multa e juros, nos termos do art. 879, 4º, da CLT. Considerando-se o valor dos cálculos homologados, libere-se ao(à) exequente o depósito recursal realizado, valendo cópia desta ata como alvará judicial para esta finalidade. O(a) exequente, ou seu advogado Dr., OAB, deverá comparecer ao banco com cópia do depósito recursal de fl.. O alvará ora expedido recebe o nº. Em atenção ao 2º do art. 73 da Consolidação dos Provimentos da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, esclarece-se à fonte pagadora que os valores referentes ao imposto de renda serão posteriormente deduzidos do crédito exequendo, procedendo-se ao devido reajustamento, nos termos da legislação vigente. 19

20 EXECUTE-SE. Cópia da presente decisão tem a função de CARTA PRECATÓRIA EXECUTÓRIA, que ora recebe o nº, solicitando-se ao MM. Juízo de uma das Varas do Trabalho de que exare seu respeitável CUMPRA-SE, a fim de que seja CITADA(O) a(o) executada(o) supramencionada(o), para pagar o débito em 48 horas ou garantir a execução, nos termos do art. 880 da CLT, determinando-se-lhe que, neste último caso, deposite à disposição deste Juízo os valores devidos, inclusive de contribuições previdenciárias, ou nomeie bens à penhora, observada a ordem preferencial do art. 655 do CPC, nos termos do art. 882 da CLT. A ausência de observância a tais determinações implicará desrespeito ao art. 600, IV, do CPC, o que acarretará a aplicação da multa de 20% sobre o valor da execução, nos termos do art. 601, do mesmo código. As partes e seus procuradores poderão ser notificados diretamente dos atos processuais nos endereços registrados neste documento. Tão-logo o juízo esteja garantido, o(a) exequente será intimado para apresentar Impugnação à Sentença de Liquidação, no prazo de 05 dias, se assim desejar. 3.4 Homologação de cálculos e citação de órgãos públicos HOMOLOGO os cálculos efetuados pelo Sr. Perito às fls. consentâneos com a r. sentença proferida, com as alterações de fls. respeito:, porque, que dizem g) à forma de cálculo do imposto de renda, apurado nos termos do art. 12-A da Lei n.º , de ; h) à exclusão da base de cálculo do IRRF dos juros de mora (Orientação Jurisprudencial n.º 400 da SBDI-1 do C. TST); das verbas que têm natureza jurídica de indenização e dos valores apurados sob as rubricas de férias não-gozadas - integrais, proporcionais ou em dobro - convertidas em pecúnia, de abono pecuniário, e de adicional de um terço constitucional quando agregado ao pagamento de férias (Solução de Divergência SRFB/CGT n.º 01, de 02/01/2009); c) observância dos juros devidos pelos entes públicos, na forma da OJ 07 do Tribunal Pleno do C. TST. Portanto, fixo o valor bruto da execução em R$. O montante se compõe das seguintes parcelas:, atualizado até Principal corrigido R$ 20

PROVIMENTO Nº 04/2008

PROVIMENTO Nº 04/2008 PROVIMENTO Nº 04/2008 Disciplina os procedimentos relativos aos débitos das Fazendas Públicas Federal, Estadual e Municipal, em virtude de sentença judicial transitada em julgado, sujeitos ao regime de

Leia mais

EXECUÇÃO E CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

EXECUÇÃO E CUMPRIMENTO DE SENTENÇA EXECUÇÃO E CUMPRIMENTO DE SENTENÇA 1. Processo de execução Título executivo extrajudicial art. 876, CLT e art. 4º, Lei 6.830/80 (Lei de Execução Fiscal LEF) a) Termo de ajustamento de conduta firmado com

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 13, DE 5 DE NOVEMBRO DE 2014. Regulamenta os procedimentos a serem adotados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região em virtude da implantação do PJe- JT, revoga o Provimento

Leia mais

04/08/2011 10:40:03 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 2 / 5

04/08/2011 10:40:03 Sistema de Acompanhamento de Processos em 1ª Instância pág. 2 / 5 PROCESSO Nº 0000527-83.2011.5.19.0010 (RECLAMAÇÃO TRABALHISTA) SENTENÇA VISTOS, ETC... I - RELATÓRIO: DISPENSADO( ART. 852-I/CLT). II - FUNDAMENTAÇÃO: 1. DA PRELIMINAR DE ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM

Leia mais

TÍTULO I DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS DO RECLAMANTE

TÍTULO I DAS CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS DO RECLAMANTE Insubsistente pelo advento da Lei 10.035, de 25.10.2000, DOU de 26.10.2000. PROVIMENTO Nº 208 (*) Dispõe sobre os procedimentos relativos à execução de contribuições sociais a teor do disposto no artigo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03.

RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03. RESOLUÇÃO Nº T2-RSP-2012/00079 DE 24 DE SETEMBRO DE 2012 PUBLICADA NO E-DJF2R DE 27/09/2012, ÀS FLS. 01/03. Disciplina, no âmbito do Tribunal Regional Federal da 2ª Região, os procedimentos relativos à

Leia mais

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor)

BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV. (Requisição de Pequeno Valor) BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A RPV (Requisição de Pequeno Valor) Hugo Soares Porto Fonseca O caput do art. 100 da Constituição Federal 1 determina que os pagamentos de valores devidos pelas Fazendas Federal,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA TCE-TO Nº 003, DE 23 DE SETEMBRO DE 2009. Consolidada pela IN nº 03/2012 de 02/05/2012. Acresce o 7 ao artigo 9º da Instrução Normativa nº 003, de 23 de setembro de 2009, que estabelece

Leia mais

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho

VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho VI Exame OAB 2ª FASE Padrão de correção Direito do Trabalho Peça 1) Estrutura inicial O examinando deve elaborar uma contestação, indicando o fundamento legal (artigo 847 da CLT ou artigo 300 do CPC),

Leia mais

PORTARIA VT SÃO JOÃO DEL REI N. 1, DE 07 DE MAIO DE 2013

PORTARIA VT SÃO JOÃO DEL REI N. 1, DE 07 DE MAIO DE 2013 TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO PORTARIA VT SÃO JOÃO DEL REI N. 1, DE 07 DE MAIO DE 2013 A Excelentíssima Juíza do Trabalho, Dra. BETZAIDA DA MATTA MACHADO BERSAN, Titular da Vara do Trabalho

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO AGRAVANTE(S): BANCO BMG S.A. (1) PRESTASERV - PRESTADORA DE SERVICOS LTDA. (2) AGRAVADO(S): OS MESMOS E (1) ELIZANGELA GOUVEA SALES (2) RH TIME RECURSOS HUMANOS LTDA. (3) EMENTA: HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS

Leia mais

LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR

LEGISLAÇÃO COMPLEMENTAR ATUALIZAÇÃO 9 De 1.11.2014 a 30.11.2014 VADE MECUM LEGISLAÇÃO 2014 CÓDIGO CIVIL PÁGINA LEGISLAÇÃO ARTIGO CONTEÚDO 215 Lei 10.406/2002 Arts. 1.367 e 1.368-B Art. 1.367. A propriedade fiduciária em garantia

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À TERCEIRA EDIÇÃO... 15 PREFÁCIO... 17 INTRODUÇÃO... 19 Capítulo I FLEXIBILIZAÇÃO... 21 1.1. Definição... 21 1.2. Flexibilização da norma... 23 1.3. Flexibilizar a interpretação e

Leia mais

O empregado caminhando na empresa, cai e se machuca vai pedir uma indenização na justiça do trabalho. (empregado x empregador);

O empregado caminhando na empresa, cai e se machuca vai pedir uma indenização na justiça do trabalho. (empregado x empregador); Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Processo do Trabalho / Aula 04 Professor: Leandro Antunes Conteúdo: Procedimento Sumário, Procedimento Sumaríssimo. A competência para julgar acidente de trabalho:

Leia mais

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO

AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO 1 1) O DIREITO MATERIAL DE PAGAMENTO POR CONSIGNAÇÃO a) Significado da palavra consignação b) A consignação como forma de extinção da obrigação c) A mora accipiendi 2 c)

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS

PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS PROCEDIMENTOS PARA AJUIZAR AÇÃO DE RECUPERAÇÃO DE PERDAS NO FGTS O Sindicato dos Administradores, dando continuidade aos procedimentos para ajuizar ação judicial contra a Caixa Econômica Federal, na Justiça

Leia mais

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região;

CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002. CONSIDERANDO as conclusões apresentadas pelo Fórum de Juízes Distribuidores da 2ª Região; CORREGEDORIA-GERAL PROVIMENTO Nº 001 DE 13 DE MARÇO DE 2002 A Excelentíssima Doutora MARIA HELENA CISNE CID, Corregedora- Geral da Justiça Federal da 2ª Região, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 637, DE 24 DE JUNHO DE 2014

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 637, DE 24 DE JUNHO DE 2014 AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 637, DE 24 DE JUNHO DE 2014 Aprova o Regulamento de Parcelamento de Créditos Não Tributários Administrados pela Agência Nacional de Telecomunicações Anatel

Leia mais

HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO

HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO HASTAS PÚBLICAS UNIFICADAS DA JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRO GRAU EM SÃO PAULO REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO As Hastas Públicas Unificadas serão realizadas em dois leilões, sendo: 1º leilão: os lotes de bens oferecidos

Leia mais

1 - AÇÕES. Modelo: AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL - DÍVIDA ATIVA ESTADUAL (PROCEDIMENTO ORDINÁRIO)

1 - AÇÕES. Modelo: AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL - DÍVIDA ATIVA ESTADUAL (PROCEDIMENTO ORDINÁRIO) Modelo: AÇÃO ANULATÓRIA DE DÉBITO FISCAL - DÍVIDA ATIVA ESTADUAL (PROCEDIMENTO ORDINÁRIO) ESC.DIV.ATIVA EST. 1106-4 211,76 Recolhimento das custas referentes ao ato dos escrivães no valor de R$ 211,76,

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013 RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No-328, DE 22 DE ABRIL DE 2013 Altera a Resolução Normativa - RN 4, de 19 de abril de 2002, que dispõe sobre o parcelamento de débitos tributários e não tributários para com a

Leia mais

PORTARIA N 1/2012. O DR. JOÃO CARLOS DE OLIVEIRA UCHOA, JUIZ TITULAR DA 15ª VARA DO TRABALHO DE FORTALEZA, no uso de suas atribuições legais,

PORTARIA N 1/2012. O DR. JOÃO CARLOS DE OLIVEIRA UCHOA, JUIZ TITULAR DA 15ª VARA DO TRABALHO DE FORTALEZA, no uso de suas atribuições legais, PORTARIA N 1/2012 O DR. JOÃO CARLOS DE OLIVEIRA UCHOA, JUIZ TITULAR DA 15ª VARA DO TRABALHO DE FORTALEZA, no uso de suas atribuições legais, CONSIDERANDO a implantação do Processo Judicial Eletrônico (PJE)

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS

ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRA-ESTRUTURA DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES E TERMINAIS RESOLUÇÃO N o 03/06 Aprova Manual de Instrução para Inscrição de Créditos do DETER, em Dívida Ativa.

Leia mais

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1

S E N T E N Ç A JOSÉ. 3ª Vara do Trabalho de São José RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 - Sentença - p. 1 3ª VARA DO TRABALHO DE SÃO JOSÉ - SC TERMO DE AUDIÊNCIA RTOrd 0000307-11.2012.5.12.0054 Aos 17 dias do mês de abril do ano de dois mil e doze, às 17h57min, na sala de audiências da, por ordem da Exma.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014

MINISTÉRIO DA FAZENDA. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 MINISTÉRIO DA FAZENDA PUBLICADO NO DOU DE 06/02 SEÇÃO 1, PÁG. 53 Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional PORTARIA PGFN Nº 79, DE 03 FEVEREIRO DE 2014 Disciplina o parcelamento do valor correspondente à

Leia mais

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM

NÚCLEO PREPARATÓRIO DE EXAME DE ORDEM ENDEREÇAMENTO E QUALIFICAÇÃO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA... VARA DO TRABALHO DE... A, estado civil..., profissão..., portador do RG nº..., inscrito no CPF nº..., portador da CTPS..., série...,

Leia mais

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br

Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br JUROS E CORREÇÃO MONETÁRIA DECORRENTES DE SENTENÇA Novély Vilanova da Silva Reis. Juiz Federal em Brasília. novely@df.trf1.gov.br Qualquer débito decorrente de decisão judicial, incide juros ainda que

Leia mais

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014

DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 DECRETO Nº 15.219 DE 30 DE JUNHO DE 2014 Regulamenta a Lei nº 12.949, de 14 de fevereiro de 2014 que estabelece mecanismos de controle do patrimônio público do Estado da Bahia, dispondo sobre provisões

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº201070500071489/PR RELATORA : Juíza Ana Carine Busato Daros RECORRENTE : FRANCISCA DE OLIVEIRA RODRIGUES RECORRIDA : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL VOTO DIVERGENTE

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º DE DE 2015. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ), no uso de suas atribuições legais e regimentais,

RESOLUÇÃO N.º DE DE 2015. O PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA (CNJ), no uso de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO N.º DE DE 2015 Regula o procedimento a ser adotado nas medidas assecuratórias em matéria processual-penal e as providências a serem adotadas quando decretada a perda de bens móveis ou imóveis

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E:

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E: ESTADO DO PARANÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 O Desembargador Fernando Wolff Bodziak, 2º Vice-Presidente e Supervisor-Geral dos Juizados Especiais, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o

Leia mais

PORTARIA Nº 1453, DE 04 DE AGOSTO DE 2011.

PORTARIA Nº 1453, DE 04 DE AGOSTO DE 2011. PORTARIA Nº 1453, DE 04 DE AGOSTO DE 2011. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS, no uso de suas atribuições legais e regimentais, e CONSIDERANDO a necessidade de disciplinar o processamento

Leia mais

Custas, pela reclamada, no valor de R$200,00, calculadas sobre o valor de R$10.000,00, arbitrado à condenação acima.

Custas, pela reclamada, no valor de R$200,00, calculadas sobre o valor de R$10.000,00, arbitrado à condenação acima. 3 - CONCLUSÃO: Face ao exposto, no exercício do poder que emana do povo, na titularidade da 10ª Vara do Trabalho de Maceió/AL., e por tudo que consta dos autos, resolvemos JULGAR PROCEDENTE EM PARTE a

Leia mais

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001.

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Dispõe sobre a instituição dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal. Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 08/08/2012.

CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS - Considerações. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 08/08/2012. CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS - Considerações Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 08/08/2012. Sumário: 1 - Introdução 2 - Prova da Inexistência de Débitos Trabalhistas 3 -

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 5a Turma Comprovado pelo laudo pericial que o Reclamante laborava em condições perigosas, devido o adicional de periculosidade. Vistos, relatados e discutidos os presentes autos de RECURSO ORDINÁRIO

Leia mais

Carlos Roberto Occaso Subsecretário de Arrecadação e Atendimento da Receita Federal do Brasil

Carlos Roberto Occaso Subsecretário de Arrecadação e Atendimento da Receita Federal do Brasil Ofício nº. 071/2014 PRE Brasília, 29 de maio de 2014. Ilmo. Sr. Carlos Roberto Occaso Subsecretário de Arrecadação e Atendimento da Receita Federal do Brasil Marcelo de Melo Souza Subsecretário de Gestão

Leia mais

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014

Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Portaria PGFN nº 164, de 27.02.2014 - DOU de 05.03.2014 Regulamenta o oferecimento e a aceitação do seguro garantia judicial para execução fiscal e seguro garantia parcelamento administrativo fiscal para

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA INÍCIO análise inicial Verificar a existência de demonstrativo de débito e contrato

Leia mais

Instrução Normativa nº 03, de 11 de setembro de 2006.

Instrução Normativa nº 03, de 11 de setembro de 2006. Instrução Normativa nº 03, de 11 de setembro de 2006. Dispõe sobre o Sistema Integrado de Protocolização e Fluxo de Documentos Eletrônicos do Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (e-doc). O Juiz-Presidente

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAUCAIA

MUNICÍPIO DE CAUCAIA LEI N 1765, DE 25 DE AGOSTO 2006. Institui o Programa de Recuperação Fiscal - REFIS no Município de Caucaia, e dá outras providências. A PREFEITA MUNICIPAL DE CAUCAIA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 24 JANEIRO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 24 JANEIRO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01, DE 24 JANEIRO DE 2012. Ementa: Dispõe sobre os procedimentos de expedição, processamento e pagamento dos precatórios e das requisições de pequeno valor, no âmbito do Tribunal

Leia mais

CAPÍTULO VIII DOS DEPÓSITOS E LEVANTAMENTOS JUDICIAIS

CAPÍTULO VIII DOS DEPÓSITOS E LEVANTAMENTOS JUDICIAIS BLOCO DE ATUALIZAÇÃO Nº 26 CAP. VIII - 1 CAPÍTULO VIII DOS DEPÓSITOS E LEVANTAMENTOS JUDICIAIS SEÇÃO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 1. Todo depósito judicial excetuando-se o destinado a despesas de condução

Leia mais

Art. 2º Recebidos os ofícios requisitórios (precatórios) da Autarquia, estes serão remetidos, de imediato, à Procuradoria Jurídica.

Art. 2º Recebidos os ofícios requisitórios (precatórios) da Autarquia, estes serão remetidos, de imediato, à Procuradoria Jurídica. NORMA DE EXECUÇÃO/INCRA/Nº 14, DE 31 DE MAIO DE 2001 (Publicação: Diário Oficial n 110-E, de 7/6/2001, seção 1, pág. 123 e Boletim de Serviço n 24, de 11/6/2001) Estabelece procedimentos técnicos e administrativos

Leia mais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015. Capítulo I Disposições Gerais

PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015. Capítulo I Disposições Gerais PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR nº 38/2015 Institui o Programa de Recuperação Fiscal REFIS do Município de Jaboticabal, e dá outras providências. Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º Fica instituído, nos

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO - 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL Fl. 1. 1ª Vara do Trabalho de Bagé

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO - 4ª REGIÃO RIO GRANDE DO SUL Fl. 1. 1ª Vara do Trabalho de Bagé Fl. 1 Reclamante: JURACI SILVA DA PORCIUNCULA Reclamada: LIDERANÇA LIMPEZA E CONSERVAÇÃO LTDA. VISTOS, ETC. JURACI SILVA DA PORCIUNCULA ajuíza ação trabalhista contra LIDERANÇA LIMPEZA E CONSERVAÇÃO LTDA.

Leia mais

CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE.

CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE. CÓDIGO: 248 IMPOSTO DE RENDA DEVOLUÇÃO DE IR RECOLHIDO NA VENDA DE FÉRIAS, LICENÇA PRÊMIO E ABONO ASSIDUIDADE. Pedido: Requer a compensação dos valores indevidamente tributados relativos a conversão em

Leia mais

OSCAR PLENTZ MARCELO ABBUD Advogados

OSCAR PLENTZ MARCELO ABBUD Advogados EXMO(A). SR(A). DR(A). JUIZ(A) DO TRABALHO DESTA MM. VARA DO TRABALHO. AUTOR: SINDICATO DOS ENGENHEIROS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL, com sede na Av. Érico Veríssimo, nº 960, CEP 90.160-180, nesta Capital,

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606, DE 2011

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606, DE 2011 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 606, DE 2011 O Congresso Nacional decreta: Altera e acrescenta dispositivos à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRA INSTÂNCIA Seção Judiciária do Rio Grande do Norte 6ª Vara PORTARIA Nº POR.0006.

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRA INSTÂNCIA Seção Judiciária do Rio Grande do Norte 6ª Vara PORTARIA Nº POR.0006. PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE PRIMEIRA INSTÂNCIA Seção Judiciária do Rio Grande do Norte 6ª Vara PORTARIA Nº POR.0006.000006-0/2014 O Juiz Titular da 6ª Vara Federal da Seção Judiciária do Rio Grande

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 1ª TURMA RECURSAL JUÍZO C JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870530002293/PR RELATORA : Juíza Márcia Vogel Vidal de Oliveira RECORRENTE : NILVA SGARBOZA SANCHES RECORRIDO : INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL 200870530002293

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005

RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 RESOLUÇÃO Nº 467, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2005 Estabelece procedimentos relativos à concessão do Seguro-Desemprego. O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador - CODEFAT, no uso das atribuições

Leia mais

REGULAMENTO DA CARTEIRA DE EMPRÉSTIMO BÁSICO

REGULAMENTO DA CARTEIRA DE EMPRÉSTIMO BÁSICO Rev. 01 Data: 21/05/2014 Página 1 de 8 CAPÍTULO I DEFINIÇÕES Art. 1º - Para fins de aplicação deste Regulamento, o masculino incluirá o feminino e o singular incluirá o plural, a menos que o contexto indique

Leia mais

PRAZOS DE GUARDA AC AI. 1 ano Eliminação. 3 + Interessado 1 Unidade. 1 ano após regularização. 1 Processo Prazo de processo

PRAZOS DE GUARDA AC AI. 1 ano Eliminação. 3 + Interessado 1 Unidade. 1 ano após regularização. 1 Processo Prazo de processo 100 ADMINISTRAÇÃO JUDICIÁRIA 101 Normatização de procedimentos judiciais PRAZOS DE GUARDA DESTINAÇÃO Cf. interesse Guarda Permanente VER TAMBÉM: classificação 010 110 ADMINISTRAÇÃO DE GABINETES / EXPEDIENTES

Leia mais

Dívidas não parceladas anteriormente

Dívidas não parceladas anteriormente Débitos abrangidos Dívidas não parceladas anteriormente Artigo 1º da Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 6, de 2009 Poderão ser pagos ou parcelados, em até 180 (cento e oitenta) meses, nas condições dos arts.

Leia mais

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS

MANUAL DOS DIREITOS DOS COMERCIÁRIOS 11. DIREITOS NA HORA DA DEMISSÃO É de fundamental importância saber quais os direitos dos trabalhadores na hora da rescisão do contrato de trabalho. Devese ter especial atenção no caso de demissões sem

Leia mais

Doc.: 3163 Pag.: 1. 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG. Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1

Doc.: 3163 Pag.: 1. 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG. Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1 Pag.: 1 17ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte- MG Ata de audiência Autos nº: 858-2012-017-03-00-1 Aos três dias do mês de agosto de 2011, às 17h31min, na 17ªVara do Trabalho de Belo Horizonte-MG, a Meritíssima

Leia mais

Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA. Índice 1.

Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA. Índice 1. Fiscal Online Disciplina: Direito Tributário Prof. Eduardo Sabbag Data: 13.07.2012 MATERIAL DE APOIO MONITORIA Índice 1. Anotações de Aula 1. ANOTAÇÕES DE AULA DIREITO TRIBUTARIO NO CTN Art. 155-A CTN.

Leia mais

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário.

executivo e sua remuneração era de R$ 3.000,00 acrescida de gratificação de um terço de seu salário. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE FLORIANÓPOLIS/SC ANA KARENINA, estado civil..., profissão..., residente e domiciliada na Rua..., nº..., cidade... estado..., CEP..., representada

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10a Turma PODER JUDICIÁRIO FEDERAL CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA. DECADÊNCIA. PRESCRIÇÃO. PRAZO INICIAL. O processo do trabalho guarda perfeita simetria ao processo administrativo tributário posto

Leia mais

PROVIMENTO GP-CR Nº 03/2012

PROVIMENTO GP-CR Nº 03/2012 PROVIMENTO GP-CR Nº 03/2012 Altera o Provimento GP-CR 01/2009, que dispõe sobre o pagamento de honorários periciais nos casos de justiça gratuita e dá outras providências. A PRESIDÊNCIA E A CORREGEDORIA

Leia mais

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO NACIONAL PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO

ESTADO DO TOCANTINS PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO NACIONAL PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO LEI N.º 2.178, DE 02 DE JUNHO DE 2.014. *VERSÃO IMPRESSA ASSINADA Dispõe sobre o Programa de Recuperação e Estímulo à Quitação de Débitos Fiscais REFIS PORTO 2014 e dá outras providências. Eu, PREFEITO

Leia mais

PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ

PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ PROVIMENTO nº 42/2013-CGJ O Excelentíssimo Senhor Desembargador SEBASTIÃO DE MORAES FILHO, Corregedor Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, previstas nos artigos

Leia mais

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV.

REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. REGULAMENTO DE EMPRÉSTIMO A PARTICIPANTE DO PLANO DE BENEFICIO CEBPREV. Sumário Capítulo I Da finalidade...1 Capítulo II - Dos contratantes...1 Capítulo III - Dos limites individuais...2 Capítulo IV -

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CODÓ ESTADO DO MARANHÃO LEI Nº 1552, DE 18 DE AGOSTO DE 2011. Disciplina a dação em pagamento de obras, serviços e bem móvel como forma de extinção da obrigação tributária no Município de Codó, prevista no inciso XI do artigo

Leia mais

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE

EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE EXMO. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE José, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, CTPS, PIS, residente e domiciliado na, vem, respeitosamente, perante V. Exa., por meio de seu advogado,

Leia mais

Processo Civil. PROCESSO DE EXECUÇÃO Execução de Títulos Extrajudiciais

Processo Civil. PROCESSO DE EXECUÇÃO Execução de Títulos Extrajudiciais PROCESSO DE EXECUÇÃO A partir das reformas processuais implementadas pela Lei 11.232/2005 e Lei 11.382/2006, há que se distinguir os dois procedimentos existentes para a satisfação de uma obrigação. PROCESSO

Leia mais

http://www.lgncontabil.com.br/ Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS

http://www.lgncontabil.com.br/ Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS Empregado aposentado - Rescisão do contrato de trabalho - Multa do FGTS Sumário Introdução I - Contribuição previdenciária II - FGTS e demais verbas trabalhistas III - Rescisão contratual IV - Entendimentos

Leia mais

Por despacho fundamentado, o juiz indeferiu o pedido de tutela antecipada.

Por despacho fundamentado, o juiz indeferiu o pedido de tutela antecipada. TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 19ª REGIÃO. 10ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL. PROCESSO Nº. 0001576-96.2010.5.19.0010. No dia 10 de agosto de 2011, às 17h11min, na 10ª VARA DO TRABALHO DE MACEIÓ/AL.,

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 REGULAMENTO PARA ARRECADAÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO DAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA O FUNDO DE UNIVERSALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011. O Congresso Nacional decreta:

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011. O Congresso Nacional decreta: PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2011 Altera e acrescenta dispositivos à Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, para disciplinar o cumprimento das

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.190-ANTAQ, DE 24 DE JUNHO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº 4.190-ANTAQ, DE 24 DE JUNHO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº 4.190-ANTAQ, DE 24 DE JUNHO DE 2015. APROVA A PROPOSTA DE NORMA QUE DISPÕE SOBRE O PARCELAMENTO E A RECUPERAÇÃO DE CRÉDITOS ADMINISTRADOS PELA AGÊNCIA NACIONAL DE TRANSPORTES AQUAVIÁRIOS ANTAQ.

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA LEI Nº 3.256, DE 24 DE DEZEMBRO DE 2003 Institui o programa de recuperação de créditos tributários da fazenda pública municipal REFIM e dá outras providências. Piauí Lei: O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA,

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências.

TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3a REGIÃO. Gabinete da Presidência ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. outras providências. ORDEM DE SERVIÇO GP N. 2, DE 16 DE NOVEMBRO DE 2015. Regulamenta a prestação de serviços durante o período de recesso previsto na Lei n. 5.010/66 e dá outras providências. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL

Leia mais

Número Único: 01653004820065020058 (01653200605802006) Comarca: São Paulo Vara: 58ª Data de Inclusão: 13/01/2009 Hora de Inclusão: 14:46:35

Número Único: 01653004820065020058 (01653200605802006) Comarca: São Paulo Vara: 58ª Data de Inclusão: 13/01/2009 Hora de Inclusão: 14:46:35 ATENÇÃO - Texto meramente informativo, sem caráter intimatório, citatório ou notificatório para fins legais. PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 2ª Região Número Único: 01653004820065020058

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI Nº 4.696, DE 1998 Acrescenta dispositivos à Consolidação das Leis do Trabalho, dispondo sobre execução na Justiça do Trabalho. Autor:

Leia mais

Redução Juros sobre Multa Punitiva. Redução Multa Punitiva. Parcela Única 60% 60% 75% 75% - N/A

Redução Juros sobre Multa Punitiva. Redução Multa Punitiva. Parcela Única 60% 60% 75% 75% - N/A TRIBUTÁRIO 16/11/2015 ICMS - Regulamentação do Programa Especial de Parcelamento do Estado de São Paulo PEP Reduções Com base na autorização do Convênio ICMS 117/2015, de 07 de outubro de 2015, no último

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Guilherme Campos) Dispõe sobre juros de mora e atualização monetária dos débitos judiciais. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta lei disciplina os juros de mora

Leia mais

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS

Caderno de apoio Master MASTER /// JURIS Turma e Ano: Flex B ( 2014 ) Matéria/Aula : Direito Empresarial - Títulos de crédito em espécie e falência / aula 07 Professor: Wagner Moreira. Conteúdo: Ações Cambiais / Monitoria / Cédulas e Notas de

Leia mais

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS

OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS PEÇA PROCESSUAL: OAB EXAME IX 2012.3 FEVEREIRO/2013 2.ª ETAPA COMENTÁRIOS OAB 2ª ETAPA PRÁTICA TRABALHISTA Caros amigos e alunos do Pro Labore, Primeiramente, gostaria de externar a minha satisfação quanto

Leia mais

Agrupadores. GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE Jessiane Carla Siqueira Moreira Assessoria de Apoio à Primeira Instância JUIZ E SEUS ASSISTENTES

Agrupadores. GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE Jessiane Carla Siqueira Moreira Assessoria de Apoio à Primeira Instância JUIZ E SEUS ASSISTENTES Agrupadores JUIZ E SEUS ASSISTENTES»Processos com pedido liminar ou de antecipação de tutela não apreciado GESTÃO DE VARA ELETRÔNICA - PJE DIRETOR E SEUS ASSISTENTES»Processos com Petições Avulsas»Processos

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. Vigência Regulamento Dispõe sobre a instituição dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no

Leia mais

Associação dos Advogados de São Paulo - AASP CUMPRIMENTO DE SENTENÇA DEFINITIVO E PROVISÓRIO. Prof. Luís Eduardo Simardi Fernandes @LuisSimardi

Associação dos Advogados de São Paulo - AASP CUMPRIMENTO DE SENTENÇA DEFINITIVO E PROVISÓRIO. Prof. Luís Eduardo Simardi Fernandes @LuisSimardi Associação dos Advogados de São Paulo - AASP CUMPRIMENTO DE SENTENÇA DEFINITIVO E PROVISÓRIO Prof. Luís Eduardo Simardi Fernandes @LuisSimardi INTRODUÇÃO - TÍTULO EXECUTIVO - DINAMARCO: Título executivo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 754, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta os procedimentos para habilitação e concessão de Seguro-Desemprego para empregados domésticos dispensados sem justa causa na forma do art. 26 da Lei

Leia mais

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV

REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV REGULAMENTO EMPRÉSTIMO CASANPREV 1/9 CAPÍTULO I Do Objeto Art. 1º Este documento, doravante denominado Regulamento de Empréstimo, estabelece os direitos e as obrigações da CASANPREV, dos Participantes,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DE CANOAS PRIMEIRA VARA FEDERAL PORTARIA 002/08

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL CIRCUNSCRIÇÃO JUDICIÁRIA DE CANOAS PRIMEIRA VARA FEDERAL PORTARIA 002/08 PORTARIA 002/08 Os Doutores GUILHERME PINHO MACHADO, Juiz Federal da Vara Federal Cível da Subseção Judiciária de Canoas, e DANIEL LUERSEN, Juiz Federal Substituto, no uso de suas atribuições legais, e

Leia mais

3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO

3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO Material disponibilizado pelo Professor: 3ª aula: REFORMAS DO CPC E SEUS REFLEXOS NO PROCESSO DO TRABALHO REMIÇÃO DA EXECUÇÃO CPC, 651. Antes de adjudicados ou alienados os bens, pode o executado, a todo

Leia mais

Honorários Periciais Judiciais

Honorários Periciais Judiciais Honorários Periciais Judiciais Atualização monetária Juros legais de mora Impugnação aos Cálculos CAROLINE DA CUNHA DINIZ Máster em Medicina Forense pela Universidade de Valência/Espanha Título de especialista

Leia mais

GESTÃO DOS DEPÓSITOS RECURSAIS E JUDICIAIS TRABALHISTAS: APRESENTAÇÃO DE UM CASE DE SUCESSO. www.millanbrito.com.br

GESTÃO DOS DEPÓSITOS RECURSAIS E JUDICIAIS TRABALHISTAS: APRESENTAÇÃO DE UM CASE DE SUCESSO. www.millanbrito.com.br GESTÃO DOS DEPÓSITOS RECURSAIS E JUDICIAIS TRABALHISTAS: APRESENTAÇÃO DE UM CASE DE SUCESSO www.millanbrito.com.br Dra. Michelle Faria Lima Diretora Jurídica da empresa Millan Brito Business Consulting;

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Rômulo Delgado Silva, brasileiro, viúvo, empresário, portador da identidade 113, CPF 114, residente e domiciliado na Avenida Brás Montes, casa 72 Boa Vista Roraima

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 10ª Turma INDENIZAÇÃO. DANO MORAL. ATRASO NA ENTREGA DAS GUIAS DO FGTS E SEGURO- DESEMPREGO. A demora injustificada na entrega das guias do FGTS e do Seguro- Desemprego, feita ultrapassado o decêndio

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, ESTADO DO PIAUÍ

O PREFEITO MUNICIPAL DE TERESINA, ESTADO DO PIAUÍ 1 LEI COMPLEMENTAR Nº 4.448, DE 17 DE SETEMBRO DE 2013. Publicado no DOM n 1.555, de 18.09.2013. Institui o Programa de Recuperação de Créditos Tributários e não Tributários do Município de Teresina RETRIMT

Leia mais

OBSERVAÇÕES E EFEITOS DA MODULAÇÃO DAS ADIS 4357 E 4425 NO CÁLCULO DOS ATRASADOS EM AÇÕES CONTRA A FAZENDA PÚBLICA SEM PRECATÓRIO EXPEDIDO.

OBSERVAÇÕES E EFEITOS DA MODULAÇÃO DAS ADIS 4357 E 4425 NO CÁLCULO DOS ATRASADOS EM AÇÕES CONTRA A FAZENDA PÚBLICA SEM PRECATÓRIO EXPEDIDO. OBSERVAÇÕES E EFEITOS DA MODULAÇÃO DAS ADIS 4357 E 4425 NO CÁLCULO DOS ATRASADOS EM AÇÕES CONTRA A FAZENDA PÚBLICA SEM PRECATÓRIO EXPEDIDO. Bernardo Rücker No último dia 25 de maio de 2015, o Plenário

Leia mais

caso; c) seja consolidada a propriedade do autor junto ao bem objeto do contrato; d) seja declarada a quitação do contrato em questão, bem como seja

caso; c) seja consolidada a propriedade do autor junto ao bem objeto do contrato; d) seja declarada a quitação do contrato em questão, bem como seja Estado do Rio de Janeiro Poder Judiciário Fls. Processo: 0047641-29.2012.8.19.0205 Processo Eletrônico Classe/Assunto: Procedimento Ordinário - Revisão Contratual / Obrigações / D. Civil Em 09/07/2014

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO DECISÃO 2012 PROCESSO : 36098-81.2012.4.01.3400 IMPETRANTE : SINDICATO DOS TRABALHADORES EM SAÚDE TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO IMPETRADO : SECRETARIO DE GESTÃO PÚBLICA DO MINISTÉRIO

Leia mais