Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos"

Transcrição

1 Pacto pela Transparência Municipal Projeto Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Secretaria Executiva: Instituto Ethos Porto Alegre, 30 de janeiro 2013

2 Projeto Jogos Limpos Objetivos Transparência Integridade Controle Social O objetivo geral do projeto é promover maior transparência e integridade sobre os investimentos da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016, através da criação de mecanismos de ações coletivas, monitoramento e controle social. Busca-se uma oportunidade de aproveitar os investimentos dos jogos para realmente perpetuar um conjunto de bens materiais e imateriais, de estrutura e valores.

3 Ações coletivas Para aumentar o nível de transparência, integridade e controle social, o projeto prevê a realização de ações coletivas com grande engajamento do setor público, da sociedade civil, de empresas ligadas aos setores estratégicos selecionados e de organizações dos trabalhadores.

4 Projeto Jogos Limpos Estratégias 1. Acordos Setoriais 2. Indicadores de Transparência 3. Pacto pela Transparência 4. Ferramentas de Controle Social 5. Mobilização

5 Pacto pela Transparência Municipal Carta pública, assinada pelos novos gestores municipais das 11 cidades-sede da Copa, contendo 5 compromissos: 1. Adotar os princípios da Lei de Acesso à Informação e da Parceria para Governo Aberto 2. Desenvolver e implantar ações que visem à melhoria do Índice de Transparência Municipal 3. Incluir a identificação dos investimentos para a Copa nas peças orçamentárias do município 4. Regulamentar a Lei de Acesso à Informação 5. Implantar as propostas discutidas e priorizada na Consocial

6 Indicadores de Transparência - Inovação Qual o diferencial dessa nova ferramenta? Permite a medição da transparência da administração pública de uma forma prática Traduz em indicadores os pilares fundamentais de um governo transparente Qual a utilidade dessa nova ferramenta? Cidadãos e organizações podem aplicá-la Governos podem usá-la como referência para suas ações de transparência. Ao longo do processo, por exemplo, algumas prefeituras efetuaram mudanças em seus portais na internet com base nos indicadores.

7 Indicadores de Transparência - Aplicação Período de coleta de informações: maio (após a entrada em vigor da LAI) a novembro de 2012; Envio de ofícios às prefeituras solicitando informações sobre os indicadores Cidade-sede Ofício protocolado Retorno Tempo de resposta Belo Horizonte 04/julho 03/agosto 30 dias Brasília 06/junho Sem resposta Cuiabá 30/maio Sem resposta Curitiba 21/maio 14/junho 24 dias Fortaleza 15/junho Sem resposta Manaus 28/junho 20/julho 22 dias Natal 19/junho Sem resposta Porto Alegre 29/maio 23/julho 55 dias Recife 02/julho 31/julho 29 dias Rio de Janeiro 01/junho 23/julho 52 dias Salvador 10/julho 11/outubro 93 dias São Paulo 30/maio 30/junho 30 dias

8 Metodologia dos Indicadores 93 indicadores distribuídos em: Conteúdo 51 Canais de informação 30 Mecanismos de participação 12 Aplicação nas cidades-sede, no contexto Copa do Mundo A avaliação da transparência é feita com base em 4 questões: Os canais de informação existem? Funcionam bem? Fornecem todas as informações exigíveis? Permitem a participação social?

9 Aplicação dos Indicadores - Resultados 100,00 90,00 80,00 70,00 60,00 Cidade referência 75,02 50,00 40,00 30,00 Belo Horizonte Porto Alegre 20,00 10,00 0,00 Brasília Cuiabá Curitiba Manaus Natal Fortaleza Rio de Janeiro Recife Salvador São Paulo

10 Resultado Final Cidade-sede Índice Transparência Belo Horizonte 48,44 Média Brasília 14,29 Muito baixa Cuiabá 10,17 Muito baixa Curitiba 15,24 Muito baixa Fortaleza 13,94 Muito baixa Manaus 13,01 Muito baixa Natal 15,36 Muito baixa Porto Alegre 48,87 Média Recife 14,01 Muito baixa Rio de Janeiro 14,98 Muito baixa Salvador 14,46 Muito baixa São Paulo 18,36 Muito baixa

11 Próximos passos: - Reunião com as novas gestões municipais para discutir e estabelecer metas de melhoria do Índice de Transparência Municipal; - Aplicação dos indicadores no 12 estados - Nova aplicação dos indicadores nos municípios que serão sede da Copa das Confederações em maio de Nova aplicação dos indicadores aos demais municípios no final de 2013.

12 Obrigada! Angélica Rocha Coordenadora de Mobilização Local (Curitiba, Porto Alegre e São Paulo) Participe:

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Instituto Ethos Apoio: Siemens Integrity Initiative www.jogoslimpos.org.br A realização da Copa do Mundo e Jogos Olímpicos nos coloca uma oportunidade e um desafio:

Leia mais

Amostra MUNICIPAL BRASILEIRAS NAS CAPITAIS AVALIAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA CIDADE TRANSPARENTE

Amostra MUNICIPAL BRASILEIRAS NAS CAPITAIS AVALIAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA CIDADE TRANSPARENTE CIDADE TRANSPARENTE AVALIAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA MUNICIPAL NAS CAPITAIS BRASILEIRAS Am os tra CIDADE TRANSPARENTE AVALIAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA MUNICIPAL NAS CAPITAIS BRASILEIRAS AVALIAÇÃO DA TRANSPARÊNCIA

Leia mais

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro

O MTUR e a Copa 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro Copa do Mundo da FIFA Encontro Econômico Brasil- Alemanha 2009 2014 Vitória ES - Brasil 30 de agosto a 1º de setembro O MTUR e a Ponto de partida : garantias oferecidas pelo governo federal, estados e

Leia mais

Marcas de alto renome da FIFA

Marcas de alto renome da FIFA s de alto renome da FIFA Reconhecido o alto renome das marcas, nos termos do art. 125 da LPI, e de acordo com o disposto no artigo 3º da lei n.º 12.663 de 05/06/2012 (Lei da Copa). Os efeitos deste reconhecimento

Leia mais

Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro

Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro Code-P0 Copa 204 Situação das ações do Governo Brasileiro Rio de Janeiro Rio de Janeiro, 7 de Junho de 20 Code-P O que o Brasil quer com a Copa do Mundo FIFA Mobilizar o país Promover o país no mundo Constituir

Leia mais

COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil

COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil COPA ORGÂNICA E SUSTENTÁVEL Copa 2014 Brasil BRASIL - UM PAÍS DIFERENCIADO Megadiversidade ambiental e social Reconhecido como país estratégico no cenário global Sequência de mega eventos com visibilidade

Leia mais

COPA DE Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo. AESABESP FENASAN Agosto/2010

COPA DE Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede. José Roberto Bernasconi. Presidente Sinaenco São Paulo. AESABESP FENASAN Agosto/2010 COPA DE 2014 Infraestrutura e Saneamento das Cidades-Sede José Roberto Bernasconi Presidente Sinaenco São Paulo AESABESP FENASAN Agosto/2010 As sedes Durante a Copa 2014, 64 jogos serão realizados, em

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 Code-P0 Copa do Mundo FIFA 2014 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE Claudio Langone Coordenador da CTMAS/ME Code-P1 O QUE O BRASIL QUER COM A COPA DO MUNDO FIFA Mobilizar o país Promover o país

Leia mais

III Encontro Nacional de Médicos Veterinários das Forças Armadas e Polícias Militares. Santos, SP, 4 a 6 de dezembro de 2012

III Encontro Nacional de Médicos Veterinários das Forças Armadas e Polícias Militares. Santos, SP, 4 a 6 de dezembro de 2012 III Encontro Nacional de Médicos Veterinários das Forças Armadas e Polícias Militares Santos, SP, 4 a 6 de dezembro de 2012 2 Possibilidades: Suporte veterinário ao emprego de equinos (policiamento hipomóvel)

Leia mais

PERFIL DO DIRETOR ESCOLAR. Realização: Ibope

PERFIL DO DIRETOR ESCOLAR. Realização: Ibope PERFIL DO DIRETOR ESCOLAR Realização: Ibope A Fundação Victor Civita, que tem por missão contribuir para a melhoria da qualidade da Educação Básica no Brasil, produzindo publicações, sites, material pedagógico,

Leia mais

A FNP também faz parte da Agenda de Convergência representando os governos municipais.

A FNP também faz parte da Agenda de Convergência representando os governos municipais. . A Frente Nacional de Prefeitos (FNP) é a única representante dos municípios brasileiros dirigida exclusivamente por prefeitos e prefeitas em efetivo exercício de mandatos. É organizada em diretoria executiva,

Leia mais

Frente Nacional dos Prefeitos

Frente Nacional dos Prefeitos Frente Nacional dos Prefeitos 2013 e 2014 Campanha Não desvie o Olhar Enfrentamento a Exploração Sexual e troca de Experiências exitosas de Proteção a Infância (Ex: G.A.M.E, Comunicação e Marketing Recife,

Leia mais

Copa do Mundo Consumidores

Copa do Mundo Consumidores Copa do Mundo 2014 Consumidores Junho de 2014 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Mapear expectativas e primeiras impressões sobre a Copa do Mundo Avaliação da infraestrutura da cidade Manifestações Slide 2 METODOLOGIA

Leia mais

Situação Atual da... Maioria. Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha

Situação Atual da... Maioria. Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha RESÍDUOS NO BRASIL Situação Atual da... Maioria Das catadoras e catadores de materiais recicláveis em nossa Capital Gaúcha ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS CARROCEIROS E CATADORES DE MATERIAIS RECICLAVEIS ANCAT

Leia mais

Code-P0. Copa Situação das ações do Governo Brasileiro. Apresentação CREA/SP. São Paulo, 21 de junho de 2011

Code-P0. Copa Situação das ações do Governo Brasileiro. Apresentação CREA/SP. São Paulo, 21 de junho de 2011 Code-P0 Copa 204 Situação das ações do Governo Brasileiro Apresentação CREA/SP São Paulo, 2 de junho de 20 Code-P O que o Brasil quer com a Copa do Mundo FIFA Mobilizar o país Promover o país no mundo

Leia mais

TELECOMUNICAÇÕES COPA DO MUNDO COPA DO MUNDO 2014

TELECOMUNICAÇÕES COPA DO MUNDO COPA DO MUNDO 2014 TELECOMUNICAÇÕES COPA DO MUNDO COBERTURA ESTÁDIO NACIONAL INDOOR DE BRASÍLIA MANÉ NOS GARRINCHA ESTÁDIOS COPA DO MUNDO 2014 o Setor de Telecomunicações está entregando a cobertura indoor em todos os estádios

Leia mais

Mesa Redonda da Madeira Tropical Sustentável

Mesa Redonda da Madeira Tropical Sustentável Mesa Redonda da Madeira Tropical Sustentável Rede Amigos da Amazônia Quem somos nós? 2000 Influenciar o setor público a adotar políticas responsáveis de consumo de madeira tropical Estados Amigos da Amazônia

Leia mais

Code-P0. Copa 2014. Situação das ações do Governo Brasileiro. Brasília, 2 de junho de 2011

Code-P0. Copa 2014. Situação das ações do Governo Brasileiro. Brasília, 2 de junho de 2011 Code-P0 Copa 2014 Situação das ações do Governo Brasileiro Brasília, 2 de junho de 2011 Code-P1 O que o Brasil quer com a Copa do Mundo FIFA Mobilizar o país Promover o país no mundo Constituir arenas

Leia mais

Contexto Internacional Ranking Global de Competitividade 2013/14

Contexto Internacional Ranking Global de Competitividade 2013/14 Contexto Internacional Ranking Global de Competitividade 2013/14 Brasil 56ª colocação dentre 148 países Queda de oito posições em relação a 2012/13 Rebaixamento em 11 dos 12 pilares que compõem o Índice

Leia mais

Ouvidoria-Geral da União. Transparência na Gestão, Prevenção e Combate à Corrupção

Ouvidoria-Geral da União. Transparência na Gestão, Prevenção e Combate à Corrupção Ouvidoria-Geral da União Transparência na Gestão, Prevenção e Combate à Corrupção OUVIDORIA PÚBLICA CONTROLE E PARTICIPAÇÃO SOCIAL ACESSO ÀS INFORMAÇÕES PÚBLICAS Cidadão gestão controle Trabalho em 3

Leia mais

PROJETO COPA DO MUNDO 2014

PROJETO COPA DO MUNDO 2014 PROJETO COPA DO MUNDO 2014 Setembro/2010 2010 FIFA WORLD CUP SOUTH AFRICA TM 9 Cidades-sede 57 Sites de Competição 10 estádios 15 venues específicas de treinamento 32 team base camps 3,2MM de Ingressos

Leia mais

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08

SORTEADOS 2016 MÊS SORTEIO DATA Nº PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO SORTEIO 10/ SETEMBRO 03/ /08 MÊS SORTEIO DATA Nº SORTEIO SETEMBRO AGOSTO JULHO JUNHO MAIO 10/09 0093082 03/09 0028075 27/08 PRODUTO FILIAL VALOR SORTEIO Prestamista CDC Florianópolis R$ 500,00 Prestamista CDC Salvador R$ 4.000,00

Leia mais

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade.

O Baobá. é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. O Baobá é a árvore da vida, e tem em si a mais profunda mensagem de sustentabilidade e prosperidade. Especializada em gestão e sociedade, com foco em sustentabilidade para os setores público e privado.

Leia mais

VISÃO PLURI O Estádio Mané Garrincha e a Lei da utilidade marginal decrescente

VISÃO PLURI O Estádio Mané Garrincha e a Lei da utilidade marginal decrescente VISÃO PLURI O Estádio Mané Garrincha e a Lei da utilidade marginal decrescente PLURI Consultoria Pesquisa, Valuation, Gestão e marketing Esportivo. Twitter: @pluriconsult www.facebook/pluriconsultoria

Leia mais

Caio Magri Gerente executivo de Políticas Publicas.

Caio Magri Gerente executivo de Políticas Publicas. Caio Magri Gerente executivo de Políticas Publicas. Instituto Ethos Fundado em 1998 por um grupo de 11 empresas; 1324 empresas associadas (micro,pequenas,médias e grandes); Missão Mobilizar, sensibilizar

Leia mais

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal

Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal São Paulo, 24 de fevereiro de 2016 Agenda Contexto da TI na APF Estratégia de Governança Digital - Histórico - Conceito - Elaboração - Monitoramento

Leia mais

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011

REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS. Programa SOS Emergências. Ministério da Saúde Brasil. Lançamento Nacional em 08/11/2011 REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS Programa SOS Emergências Ministério da Saúde Brasil Ação Estratégica do Ministério da Saúde para as Portas de Entrada Hospitalares Prioritárias Lançamento Nacional

Leia mais

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI

Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação PETI 2012 2013 APRESENTAÇÃO O Planejamento Estratégico tem como objetivo descrever a situação desejada de uma organização e indicar os caminhos para

Leia mais

Prevenção e Combate à Corrupção no Brasil. Fiscalização

Prevenção e Combate à Corrupção no Brasil. Fiscalização Prevenção e Combate à Corrupção no Brasil Fiscalização de obras públicas JORGE HAGE SOBRINHO Ministro de Estado Chefe da CGU Fevereiro de 2011 1 ÁREAS E FORMAS DE ATUAÇÃO DA CGU A CGU desenvolve ações

Leia mais

Cobertura 3G/4G para a Copa das Confederações e Plano Operacional da Fiscalização 23 de maio de 2013

Cobertura 3G/4G para a Copa das Confederações e Plano Operacional da Fiscalização 23 de maio de 2013 Code-P0 Cobertura / para a Copa das Confederações e Plano Operacional da Fiscalização 23 de maio de 2013 Code-P1 Cobertura de Telefonia Móvel na Copa das Confederações (OI) Cidade Estádios e Centro de

Leia mais

Governo Aberto Avanços e Desafios para a Administração Pública

Governo Aberto Avanços e Desafios para a Administração Pública Governo Aberto Avanços e Desafios para a Administração Pública Alzira Ester Angeli Secretária de Estado de Transparência e Controle do Distrito Federal - Adjunta maio/2013 Parceria para Governo Aberto

Leia mais

PROGRAMA DE GOVERNO 2017/2020

PROGRAMA DE GOVERNO 2017/2020 PROGRAMA DE GOVERNO EDUCAÇÃO A EDUCAÇÃO É PRIORIDADE EM NOSSO PLANO DE GOVERNO, ONDE SERÃO DESENVOLVIDAS AÇÕES DE APERFEIÇOAMENTO NA QUALIDADE DE ENSINO EM TODAS AS SUAS MODADLIDADES, CUMPRINDO TODAS AS

Leia mais

OPORTUNIDADES MÍDIA AVULSA

OPORTUNIDADES MÍDIA AVULSA OPORTUNIDADES MÍDIA AVULSA O projeto ABRIL NA COPA abre oportunidades para que sua marca entre em campo e vibre junto na melhor cobertura da Copa do Mundo! OPORTUNIDADES Edições Especiais ABRIL NA COPA

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA COMISSÃO DE MINAS E ENERGIA - CÂMARA DOS DEPUTADOS 10 de abril de 2013 1 Estrutura da apresentação O SIN - Sistema Interligado Nacional Robustez do SIN Ações em curso para aprimorar

Leia mais

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO

O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO O ORÇAMENTO PÚBLICO MUNICIPAL E OS RECURSOS PARA A INFÂNCIA A ORIGEM DOS RECURSOS E O PLANEJAMENTO PARA O ORÇAMENTO 1. Qual a origem dos recursos disponíveis no orçamento para a área da INFÂNCIA? Todos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL SEGURANÇA DE INFRAESTRUTURAS CRÍTICAS ROTEIRO INTRODUÇÃO - ESTRUTURA DO GSI - BASE

Leia mais

SECRETARIA DE GESTÃO. Brasília, Fevereiro de 2016

SECRETARIA DE GESTÃO. Brasília, Fevereiro de 2016 SECRETARIA DE GESTÃO Brasília, Fevereiro de 2016 ENTREGAS PARA A SOCIEDADE Integrar novos parceiros à rede Estimular novos arranjos institucionais Melhorar a qualidade dos serviços públicos Estimular investimentos

Leia mais

Transparência Pública. Realizações Projetos e Perspectivas

Transparência Pública. Realizações Projetos e Perspectivas Transparência Pública Realizações Projetos e Perspectivas Marcos da Transparência no Brasil Acesso à informação como direito fundamental LRF Portal da Transparência Páginas de Transparência 2009 LAI remuneração

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Análise realizada até o dia 01 de julho de 2014: doze dias antes do fim do Mundial O estudo Principais mercados emissores Chegadas internacionais

Leia mais

Prefeitura dá transparência à composição da tarifa de ônibus

Prefeitura dá transparência à composição da tarifa de ônibus Prefeitura dá transparência à composição da tarifa de ônibus Reafirmando o compromisso com a transparência na gestão, o prefeito Nelson Marchezan Júnior determinou a divulgação completa da composição da

Leia mais

Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido

Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido Liderança direta líder da área onde o programa de voluntariado está inserido 1. Quais as principais causas da falta de apoio ao programa? Quando o gestor diretor é da área responsável pelo programa ele

Leia mais

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal

Desenvolvimento de Negócios. Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Desenvolvimento de Negócios Planejamento Estratégico Legal: da concepção à operacionalização Competências necessárias para o Gestor Legal Gestão Estratégica Para quê? Por Quê? Para fazer acontecer e trazer

Leia mais

II FORTEC NE DINE/UFPE

II FORTEC NE DINE/UFPE II FORTEC NE DINE/UFPE NIT/PROPLAN/UECE Vladimir Spinelli Chagas Pró-Reitor PROPLAN Teresa Mota NIT Recife, 13 de abril, 2007 Recife, 13 de abril, 2007 Sumário Estrutura Objetivo Geral Objetivos Específicos

Leia mais

Câmara dos Deputados. Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015

Câmara dos Deputados. Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015 Câmara dos Deputados Comissão Especial de Telecomunicações PL 6.789/2013 DF, 25/08/2015 UMA GRANDE EMPRESA BRASILEIRA Pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz

Leia mais

É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem.

É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem. É um projeto da sociedade, uma Política Pública de Qualidade (PPQ), focada na escola, na promoção e no acompanhamento do ensino e da aprendizagem. Está pautada no compromisso, no diálogo, no planejamento

Leia mais

Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana

Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Projetos Ferroviários V BRASIL NOS TRILHOS 2012 Brasília, 4 e 5 de Setembro de 2012 Estratégia de atuação O Ministério das Cidades tomou como estratégia

Leia mais

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados

GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC. Câmara dos Deputados GOVERNANÇA E GESTÃO DE TIC Câmara dos Deputados GOVERNANÇA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS Comitê de Gestão Estratégica Escritório Corporativo de Gestão Estratégica Comitês Setoriais de Gestão Escritórios Setoriais

Leia mais

Avaliação da Qualidade dos Gastos Públicos

Avaliação da Qualidade dos Gastos Públicos Seminário Avaliação da Qualidade dos Gastos Públicos A Experiência do Estado do Espírito Santo - SiMAPP Brasília, 14 de Fevereiro de 2017 O Brasil não sabe aplicar o dinheiro público porque não avalia

Leia mais

RESOLUÇÃO ATRICON Nº 01/2013

RESOLUÇÃO ATRICON Nº 01/2013 RESOLUÇÃO ATRICON Nº 01/2013 Estabelece RECOMENDAÇÕES aos Tribunais de Contas sobre procedimentos e ações de orientação, fiscalização e julgamento da transparência dos órgãos jurisdicionados, especialmente

Leia mais

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO!

Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! Pesquisa Nacional VIA TELEFONE (URA) - JULHO! 2 0 1 7! A pesquisa METODOLOGIA! A PESQUISA:! PERIODO! Dias: 11 a 25 de julho.!! AMOSTRA PROBABILISTICA! Total de chamadas respondidas: 10.063! Total de 37

Leia mais

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI

Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI 2ª REUNIÃO DO COMITÊ DE LÍDERES DA MEI DE 2016 Prioridades da Agenda de Marco Institucional da MEI Gilberto Peralta GE 13 de maio de 2016 MARCO INSTITUCIONAL Emenda Constitucional nº 85 Inserção da inovação

Leia mais

Senado Federal Audiência Pública Conjunta CMA; CI; CCT 20/05/2014

Senado Federal Audiência Pública Conjunta CMA; CI; CCT 20/05/2014 Senado Federal Audiência Pública Conjunta CMA; CI; CCT 20/05/2014 Empresa pioneira na prestação de serviços convergentes no país, oferece transmissão de voz local e de longa distância, telefonia móvel,

Leia mais

Visão do Setor Industrial Brasileiro sobre o Acordo de Paris

Visão do Setor Industrial Brasileiro sobre o Acordo de Paris Visão do Setor Industrial Brasileiro sobre o Acordo de Paris Shelley de Souza Carneiro Gerente Executivo de Meio Ambiente e Sustentabilidade Confederação Nacional da Indústria - CNI Sumário O que é a CNI?

Leia mais

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa

Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Política de Governança Digital Brasileira: em pauta a participação social e a transparência ativa Pós-doutorado em Semiótica Cognitiva e Novas Mídias pela Maison de Sciences de l Homme, Professora Titular

Leia mais

PLANO DE METAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CADERNO EXECUTIVO E ORGANOGRAMA

PLANO DE METAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CADERNO EXECUTIVO E ORGANOGRAMA PLANO DE METAS PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CADERNO EXECUTIVO E ORGANOGRAMA PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E CADERNO EXECUTIVO Novos tempos, nova direção, NOVO CORITIBA! Equívocos sucessivos e gestões desastrosas

Leia mais

Audiência Pública Senado_. 20 de maio de 2014_

Audiência Pública Senado_. 20 de maio de 2014_ Audiência Pública Senado_ 20 de maio de 2014_ Agenda_ Copa do Mundo Qualidade de Rede Atendimento Conclusões Copa do Mundo Qualidade de Rede Atendimento Conclusões Infraestrutura e rede de acesso_ Copa

Leia mais

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC

BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos. Secretaria Executiva/MEC BPM como subsídio à Gestão Estratégica Escritório de Gestão de Processos e Projetos Estratégicos Secretaria Executiva/MEC Histórico do Escritório de Processos Mapeamento de Sistemas na Diretoria de TI

Leia mais

PLANO MITIGADOR DOS RISCOS DA COPA 2014 NO BRASIL

PLANO MITIGADOR DOS RISCOS DA COPA 2014 NO BRASIL PLANO MITIGADOR DOS RISCOS DA COPA 2014 NO BRASIL O Brasil foi escolhido para sediar um dos maiores eventos esportivo do planeta: a Copa do Mundo de 2014. Além do esforço de articulação e negociação do

Leia mais

PROGRAMA ANTP OBSERVADORES DA MOBILIDADE URBANA COPA DAS CONFEDERACOES FIFA Belo Horizonte Brasília Fortaleza Recife Rio de Janeiro Salvador

PROGRAMA ANTP OBSERVADORES DA MOBILIDADE URBANA COPA DAS CONFEDERACOES FIFA Belo Horizonte Brasília Fortaleza Recife Rio de Janeiro Salvador PROGRAMA ANTP OBSERVADORES DA MOBILIDADE URBANA COPA DAS CONFEDERACOES FIFA 2013 Belo Horizonte Brasília Fortaleza Recife Rio de Janeiro Salvador Objetivos Conhecimento do Plano Operacional de Mobilidade

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO. Estratégia de Governança Digital. do Governo Federal Estratégia de Governança Digital do Governo Federal Histórico da Governança Digital 2000 Comitê Executivo de Governo Eletrônico 2005 eping: padrões de interoperabilidade 2010 Estratégia Geral de TI (EGTIC)

Leia mais

INSTITUCIONAL CS Terceirização e Trabalho Temporário

INSTITUCIONAL CS Terceirização e Trabalho Temporário CS TERCEIRIZAÇÃO INSTITUCIONAL A CS Terceirização e Trabalho Temporário foi fundada em 2010 por profissionais que acompanham a evolução deste mercado há mais de 20 anos. Toda a experiência adquirida ao

Leia mais

Brasília-DF, abril de 2012.

Brasília-DF, abril de 2012. Ministério da Saúde / Secretaria-Executiva Departamento de Monitoramento e Avaliação do SUS (DEMAS) Coordenação Geral de Monitoramento e Avaliação (CGMA) Brasília-DF, abril de 2012. Política de Monitoramento

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 020, DE 31 DE MAIO DE CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL

PROJETO DE LEI Nº 020, DE 31 DE MAIO DE CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL PROJETO DE LEI Nº 020, DE 31 DE MAIO DE 2017. INSTITUI O PLANO PLURIANUAL DO MUNICÍPIO DE NOVA PÁDUA PARA O PERÍODO DE 2018-2021. CAPÍTULO I DO PLANEJAMENTO GOVERNAMENTAL E DO PLANO PLURIANUAL Art. 1 -

Leia mais

A reputação das cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol 2014 no Brasil Resultados da Pesquisa City RepTrak Brasil

A reputação das cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol 2014 no Brasil Resultados da Pesquisa City RepTrak Brasil A reputação das cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol 2014 no Brasil Resultados da Pesquisa City RepTrak Brasil Maio de 2014 O ESTUDO A reputação é um dos temas que tem cada vez mais ganhado espaço

Leia mais

Projetos de Pesquisa NEF 2015

Projetos de Pesquisa NEF 2015 Projetos de Pesquisa NEF 2015 Eurico Marcos Diniz de Santi Isaias Coelho Gisele Barra Bossa Ana Teresa Lima Rosa Bruno Nepomuceno de Souza Laura Romano Campedelli Guilherme Saraiva Grava Miguel Nicacio

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Declaração Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável das áreas onde atuamos e das

Leia mais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais

Capítulo 12. Precipitações nas capitais Capítulo 12 Precipitações nas capitais 12-1 Capítulo 12- Precipitações nas capitais 12.1 Introdução Vamos mostrar as precipitações médias mensais das capitais no Brasil no período de 1961 a 1990 fornecidas

Leia mais

Controladoria-Geral da União: Zelando pela boa aplicação dos recursos públicos. VALDIR AGAPITO TEIXEIRA Secretário Federal de Controle Interno

Controladoria-Geral da União: Zelando pela boa aplicação dos recursos públicos. VALDIR AGAPITO TEIXEIRA Secretário Federal de Controle Interno Controladoria-Geral da União: Zelando pela boa aplicação dos recursos públicos VALDIR AGAPITO TEIXEIRA Secretário Federal de Controle Interno Maio de 2013 O desafio do Controle é do tamanho do Brasil!

Leia mais

Mobilidade Sustentável para um Brasil Competitivo. Otávio Vieira Cunha Filho Brasília, 28 de Agosto de 2013

Mobilidade Sustentável para um Brasil Competitivo. Otávio Vieira Cunha Filho Brasília, 28 de Agosto de 2013 Mobilidade Sustentável para um Brasil Competitivo Otávio Vieira Cunha Filho Brasília, 28 de Agosto de 2013 Estrutura da Apresentação 1. Contexto 1.1. Situação atual da Mobilidade Urbana; 1.2. Manifestações:

Leia mais

Roteiros especiais. Rua São Miguel Arcanjo, 126 V. Prudente S. Paulo

Roteiros especiais. Rua São Miguel Arcanjo, 126 V. Prudente S. Paulo A ASR Mídia entende a mídia exterior como uma poderosa ferramenta de comunicação, fundamental para construção de uma imagem positiva para sua marca. Roteiros especiais A ASR Mídia Exterior tem a maior

Leia mais

NOTA TÉCNICA PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA

NOTA TÉCNICA PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA NOTA TÉCNICA 22 2012 PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE OU PROJETOS SIMILARES DE ATIVIDADE FÍSICA Repasse de recursos financeiros do Piso Variável de Vigilância e Promoção da Saúde para apoio técnico, monitoramento

Leia mais

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS. Centro de Defesa da Criança e do Adolescente no Ceará

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS. Centro de Defesa da Criança e do Adolescente no Ceará ORÇAMENTO PARTICIPATIVO: RELATO DE EXPERIÊNCIAS OBJETIVO GERAL Apresentar o Orçamento Participativo como um instrumento de democratização, que visa assegurar a participação direta da população (beneficiários)

Leia mais

SUBSÍDIOS PARA A INSTITUIÇÃO DO TERMO DE COMPROMISSO ENTRE EQUIPES DA SAÚDE DA FAMÍLIA E GESTOR MUNICIPAL

SUBSÍDIOS PARA A INSTITUIÇÃO DO TERMO DE COMPROMISSO ENTRE EQUIPES DA SAÚDE DA FAMÍLIA E GESTOR MUNICIPAL MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DA ATENÇÃO BÁSICA SUBSÍDIOSPARAAINSTITUIÇÃODOTERMODECOMPROMISSOENTRE EQUIPESDASAÚDEDAFAMÍLIAEGESTORMUNICIPAL

Leia mais

Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed

Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed Encontro Nacional de Sustentabilidade Unimed 6 de novembro 2015 Iniciativas do Instituto Ethos em integridade e no combate à corrupção INSTITUTO ETHOS Missão Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas

Leia mais

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul

Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Desdobrando o Mapa Estratégico da Justiça Federal do Rio Grande do Sul Marcelo De Nardi Porto Alegre, 04 de julho de 2011. CONTEXTUALIZAÇÃO Poder Judiciário no Contexto da Gestão Pública Nacional Processos

Leia mais

I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana

I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana I Chamada Pública do Fundo Casa para Mobilidade Urbana 1. Apresentação Formada em 2013 por ativistas, pesquisadores e cidadãos identificados com a visão de um Rio mais integrado, a Casa Fluminense acredita

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA METODOLOGIA DE COBRANÇA E PREÇOS PÚBLICOS UNITÁRIOS

ATUALIZAÇÃO DA METODOLOGIA DE COBRANÇA E PREÇOS PÚBLICOS UNITÁRIOS COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO FRANCISCO XXXII Reunião Plenária Ordinária do CBHSF ATUALIZAÇÃO DA METODOLOGIA DE COBRANÇA E PREÇOS PÚBLICOS UNITÁRIOS Alberto Simon Schvartzman Diretor Técnico

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

PMGIRS Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos em Piracicaba HISTÓRICO E RESULTADOS

PMGIRS Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos em Piracicaba HISTÓRICO E RESULTADOS Prefeitura do Município de Piracicaba Estado de São Paulo Brasil Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente PMGIRS Plano Municipal de Gestão Integrada de em Piracicaba HISTÓRICO E RESULTADOS Celise

Leia mais

Revisão de PE Projeto Empresarial

Revisão de PE Projeto Empresarial Revisão de PE Projeto Empresarial EMPRESA: CBVela COORDENADOR TÉCNICO: Mauro Pumar DATA: 22/8/2017 PARTICIPANTES DA REUNIÃO: Daniel (Diretor), Torben, Jônatas (Facilitador PAEX), Andrea (parte), Alexandre,

Leia mais

Conferência Livre para Dados Abertos

Conferência Livre para Dados Abertos Conferência Livre para Dados Abertos Conferência Livre é uma das etapas da 1ª Consocial 1 Etapa Nacional * 2 Etapas Preparatórias Conferências Municipais / Regionais * Conferências Estaduais / Distrital

Leia mais

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE

CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE CONSUMO COMO ALCANCE DA FELICIDADE Junho de 2015 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Identificar a relação entre felicidade e posse de bens na vida dos brasileiros; Compreender as preferências para alcance da

Leia mais

Indicadores de Belo Monte

Indicadores de Belo Monte Indicadores de Belo Monte Controle Social 2 de 6 Avaliação sobre o envolvimento de espaços de participação social na implementação do saneamento básico Município Situação em fevereiro de 2015 Situação

Leia mais

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação

III WTR PoP-BA RNP Salvador, set 2012 Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Cidades Digitais: Construindo um ecossistema de cooperação e inovação Américo T Bernardes Departamento de Infraestrutura para Inclusão Digital Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Secretaria de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Avaliação independente do projeto JOGOS LIMPOS DENTRO E FORA DOS ESTÁDIOS. Março de 2016

TERMO DE REFERÊNCIA Avaliação independente do projeto JOGOS LIMPOS DENTRO E FORA DOS ESTÁDIOS. Março de 2016 TERMO DE REFERÊNCIA Avaliação independente do projeto JOGOS LIMPOS DENTRO E FORA DOS ESTÁDIOS Março de 2016 1. INTRODUÇÃO O Instituto Ethos conduzirá uma avaliação independente do projeto técnico JOGOS

Leia mais

Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC

Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Modelo de Monitoramento do Programa de Aceleração do Crescimento - PAC Pedro Bertone Secretario-Adjunto de Planejamento e Investimentos Estratégicos Brasilia, 10 de outubro de 2011 CONFEA Projeto Pensar

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Simpósio Novas Fronteiras Farmacêuticas nas Ciências da Regulamentação, Tecnologia e Sistema da Qualidade

AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA. Simpósio Novas Fronteiras Farmacêuticas nas Ciências da Regulamentação, Tecnologia e Sistema da Qualidade AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA ANVISA Simpósio Novas Fronteiras Farmacêuticas nas Ciências da Regulamentação, Tecnologia e Sistema da Qualidade Dirceu Barbano Diretor-Presidente Brasília, 25

Leia mais

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo

AlphaVille Urbanismo. Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos. Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo AlphaVille Urbanismo Eficiência e qualidade, compromissos cumpridos Sede - AlphaVille Urbanismo AlphaVille, São Paulo História A história de um conceito de bem viver 1974 1994 História A história de um

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

Copa do Mundo 2014 PJ

Copa do Mundo 2014 PJ Copa do Mundo 2014 PJ Março de 2014 Slide 1 OBJETIVOS DO ESTUDO Mensurar as expectativa com a Copa do Mundo Investimento e adequações feitas nos pontos de venda Percepção sobre o perfil e necessidades

Leia mais

PROGRAMA CARGA HORÁRIA DATA REALIZAÇÃO LOCAL DE REALIZAÇÃO

PROGRAMA CARGA HORÁRIA DATA REALIZAÇÃO LOCAL DE REALIZAÇÃO PROGRAMA CARGA HORÁRIA DATA REALIZAÇÃO Especialização em Gestão 450h/a 06/03/2017 (DS) 31/03/2017 (FS) Campus FDC, Belo Horizonte - MG Especialização em Gestão 513h/a 10/04/2017 Campus FDC, Rio de Janeiro

Leia mais

Obrigações Acessórias Eletrônicas no ISSQN. Modelos Conceituais: objetivos desenvolvimento sinergias BHISS Digital

Obrigações Acessórias Eletrônicas no ISSQN. Modelos Conceituais: objetivos desenvolvimento sinergias BHISS Digital Obrigações Acessórias Eletrônicas no ISSQN Modelos Conceituais: objetivos desenvolvimento sinergias BHISS Digital EUGÊNIO VELOSO FERNANDES Gerente de Tributos Mobiliários Secretaria Municipal de Finanças

Leia mais

ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS

ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS ESCRITÓRIO DE PRIORIDADES ESTRATÉGICAS Evolução dos modelos de gestão III Encuentro de la Red de Monitoreo y Evaluación de Política Pública en Colombia GOVERNO DE MINAS GERAIS Evolução constante 3 GERAÇÕES,

Leia mais

Luis Ricardo Marques Pedro

Luis Ricardo Marques Pedro Luis Ricardo Marques Pedro Colaboração na Cadeia de Suprimentos Case TOP LOG - CBD Agenda Nossa Empresa Cadeia de Suprimentos Performance 2005 Resultado TOP LOG 2005 Expectativas para 2006 Números do TOP

Leia mais

#CARANOVA RESUMO PLANO DE GESTÃO. Ricardo Barbosa Vice-Presidente. Cyro Delgado Presidente CHAPA CARA NOVA - CBDA

#CARANOVA RESUMO PLANO DE GESTÃO. Ricardo Barbosa Vice-Presidente. Cyro Delgado Presidente CHAPA CARA NOVA - CBDA RESUMO PLANO DE GESTÃO CHAPA CARA NOVA - CBDA Cyro Delgado Presidente Ricardo Barbosa Vice-Presidente NOSSA VISÃO GERAL QUEM É, E PORQUE CYRO DELGADO? Cyro Delgado é ex-atleta, medalhista olímpico e conhece

Leia mais

Alinhamento PPA e o Inpe

Alinhamento PPA e o Inpe Alinhamento PPA e o Inpe Modelo de gestão por programas Décio Castilho Ceballos ceballos@dir.inpe.br Apresentação ao grupo gestor PE do INPE 06 de outubro de 2006 Alinhamentos diversos Alinhamento político

Leia mais

4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe

4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe 4ª Reunião de Especialistas sobre Consumo e Produção Sustentáveis da América Latina e Caribe Marcelo Kós Diretor Técnico de Assuntos Industriais Abiquim São Paulo, 18 de outubro de 2007 O Programa Atuação

Leia mais

FRANCHISING PA N O R A M A E P R O J E Ç Õ E S

FRANCHISING PA N O R A M A E P R O J E Ç Õ E S FRANCHISING PA N O R A M A E P R O J E Ç Õ E S CENÁRIO MACROECONÔMICO Índice de confiança do consumidor (set/17- set/16): + 3,0** IPCA 3,06 % PROJEÇÕES para 2017 PIB 0,73% Índice de confiança empresarial

Leia mais

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca Agenda Regulatória ANS Debates GVSaúde João Luis Barroca Secretário Executivo da ANS São Paulo, 05 de novembro de 2012 Evolução do Processo de Regulação Até 1997 1997 1998 1999 2000 Debates no Congresso

Leia mais

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP. São Paulo,07de Outubrode 2014

Rodrigo da Rocha Loures Presidente do CONIC-FIESP. São Paulo,07de Outubrode 2014 Estratégias para a Inovação e Empreendedorismo Ecossistemas Regionais de Inovação, por meio do Empreendedorismo de Base Tecnológica e empresas Startups de Classe Mundial Visão de Futuro (2022), Competitividade

Leia mais