MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA"

Transcrição

1 MÉTODOS DE MANEJO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BIULCHI, P.A. 2 ; VASCONCELOS, R.F. 3 1 Estudante de Agronomia do CEFET Uberaba MG, bolsista FAPEMIG, 2 Prof. CEFET Uberaba MG, s: 3 Tecnólogo em Irrigação e Drenagem, CEFET Uberaba MG. RESUMO Este trabalho foi realizado na Unidade I do Centro Federal de Educação Tecnológica de Uberaba-MG (CEFET Uberaba MG). O objetivo foi avaliar o desempenho da cultura da alface americana, cultivada em um sistema orgânico, submetida a diferentes métodos de manejo da irrigação. O delineamento experimental utilizado foi o DIC com cinco tratamentos (métodos de manejo da irrigação): Irrigas, DUPEA, tensiometria, método padrão de estufa e tanque evaporímetro alternativo. Foram avaliadas: produção total, número de folhas externas, circunferência da cabeça, produção comercial e número de folhas internas. De acordo com as análises estatísticas realizadas, concluiu-se que o DUPEA é um equipamento indicado tecnicamente para efetuar o manejo da irrigação; e maiores lâminas são aplicadas quando se empregam os tensiômetros e menores o Irrigas. Menores valores em todas as variáveis foram encontrados quando o manejo da irrigação foi realizado com o Irrigas. Palavras-chave: DUPEA, Irrigas, tensiometria. INTRODUÇÃO A alface (Lactuca sativa L.) é uma planta de porte herbáceo pertencente à família das asteráceas que ocupa importante posição entre as principais folhosas produzidas em várias regiões do Brasil. Entre os grupos cultivados, destaca-se a americana. Em determinadas épocas do ano o uso da irrigação se torna primordial para o cultivo dessa cultura. O que os produtores vêm realizando é uma irrigação baseada em experiências individuais, acarretando ora em excesso, ora em déficit hídrico. Para Marouelli & Silva (1996), em geral, as hortaliças, tanto em condições de campo como em ambientes protegidos, têm seu desenvolvimento intensamente influenciado pelas condições de umidade ambiental. A 21

2 deficiência de água no solo é, normalmente, o fator mais limitante para a obtenção de produtividades elevadas e produtos de boa qualidade, mas o excesso também pode ser prejudicial. Assim, a reposição de água ao solo por meio da irrigação na quantidade adequada, e no momento oportuno é decisiva para o sucesso da produção de hortaliças. A alface é uma olerícola muito susceptível ao déficit hídrico. A aplicação de quantidades adequadas de água associadas a outras técnicas de cultivo melhoram a produtividade e a qualidade de produto final, além de assegurar melhores lucratividades ao empreendimento agrícola. A irrigação é um fator de extrema importância para o cultivo em estufas e indispensável durante todo o ciclo da alface. Segundo Cararo (2000), a aplicação de água em excesso ou com déficit e a falta de drenagem, são os maiores problemas relacionados à irrigação em estufas. Para se minimizar o consumo de energia, maximizar a eficiência de uso de água e manter favoráveis as condições de umidade do solo e de fitossanidade das plantas, é importante realizar um manejo racional da irrigação (SILVA & MAROUELI, 1998). O uso da irrigação e a quantidade de água a aplicar, inserem-se em decisão a ser tomada com base no conhecimento das relações água-solo-planta-atmosfera. É necessário conhecer o comportamento de cada cultura em função das diferentes quantidades de água a ela fornecidas, da determinação das fases de seu desenvolvimento e do maior consumo de água. Há os períodos críticos, em que a falta ou excesso de água redundaria em queda da produção (BERNARDO, 1996). Um manejo correto da irrigação para obtenção de uma produtividade viável economicamente seria, aquele em que, aplica-se água no solo no momento oportuno e em quantidade suficiente para suprir às necessidades hídricas da cultura, sem falta ou desperdício. Para que isto ocorra, cada cultura exige uma quantidade diferenciada de água no solo. Existem, porém métodos alternativos, que auxiliam aos produtores na aplicação adequada de água sem desperdícios. Dentre eles destacam-se: o Irrigas (desenvolvido pela EMBRAPA Hortaliças), o DUPEA (desenvolvido pela UFV) e tanques evaporímetros alternativos (diversos modelos). Todos esses devem passar por averiguações técnicas para estudo da precisão, comparados com o método padrão (ESTUFA). A partir disso, o presente trabalho teve como objetivo submeter a cultura da alface americana, cultivada em sistema orgânico a diferentes métodos de manejo da irrigação. São eles: método padrão estufa, DUPEA, Irrigas, tanque evaporímetro alternativo e tensiometria. MATERIAL E MÉTODOS 22

3 O experimento foi conduzido em casa-de-vegetação, localizada na área experimental do Setor de Olericultura do Centro Federal de Educação Tecnológica de Uberaba, MG. A cultivar empregada foi a Lucy Brown. O delineamento do experimento foi inteiramente casualizado com cinco tratamentos (métodos de manejo da irrigação: Irrigas, DUPEA, método padrão estufa, tensiometria e tanque evaporímetro alternativo), e 80 plantas, das quais 16 foram consideradas úteis (coleta de dados). Todos os tratos culturais seguiram conforme manejo orgânico da cultura. Diariamente foram coletados os dados para fornecimento de água de cada tratamento, sendo: a) Irrigas: irrigação realizada quando o equipamento acusava o momento; b) DUPEA: foram coletadas amostras e obtidos valores de umidade elevando-se o solo à capacidade de campo; c) tanque evaporímetro alternativo: leituras de evaporação transformadas em valores de lâminas de água (correlação direta do volume de água e a área do tanque de evaporação); d) método padrão estufa: coleta diária da umidade do solo elevando-o à capacidade de campo e, e) tensiometria: coleta diária da tensão de água no solo e elevando-o à capacidade de campo. O sistema de irrigação utilizado foi o gotejamento com vazão de 3 L h -1 espaçados de 0,35m. Foram avaliados: produção total (peso da planta), produção comercial (peso da parte comercial cabeça), número de folhas internas e externas e circunferência da cabeça. RESULTADOS E DISCUSSÃO A análise de variância revelou efeito significativo dos tratamentos em todas as variáveis, exceto para o número de folhas externas. Os valores médios de todas as variáveis encontram-se na Tabela 1. Médias semelhantes foram encontradas quando o manejo da irrigação foi efetuado com tensiômetro, DUPEA, tanque evaporímetro e estufa padrão para as variáveis de produção comercial, número de folhas internas e circunferência da cabeça. Quando o manejo foi realizado com o Irrigas, as plantas apresentaram o menor valor médio em todas as suas variáveis. Resultados semelhantes foram encontrados por Santana et al. (2001). A maior produção total foi encontrada quando o manejo da irrigação foi realizado com o DUPEA. A eficiência do uso da água (EUA) está apresentada na Tabela 2. Quando o manejo foi realizado com o DUPEA observou-se maior valor da EUA. A menor EUA foi verificada quando o manejo foi realizado com o tensiômetro, e, lâminas deficitárias levaram à maior EUA. Tabela 1. Valores médios encontrados para as variáveis estudadas. VARIÁVEIS PT PC NFI CC 23

4 271,56 c 1 185,56 b 11,12 b 36,81 b TENSIÔMETROS 432,00 b 301,81 a 13,43 a 45,50 a TANQUE 434,37 b 294,25 a 13,81 a 47,25 a ESTUFA 492,37 b 322,06 a 13,56 a 48,90 a DUPEA 561,62 a 374,43 a 15,43 a 50,28 a 1 os valores seguidos pela mesma letra na vertical não diferem estatisticamente entre si. Tabela 2. Produção comercial, lâmina aplicada e eficiência do uso da água (EUA) para os diferentes tratamentos aplicados. TRATAMENTO PC (g planta -1 ) LÂMINA APLICADA (mm) EUA (g mm -1 ) DUPEA 374,43 201,42 1,85 ESTUFA 322,06 223,07 1,44 IRRIGAS 185,56 170,46 1,08 TANQUE 294,25 533,30 0,55 TENSIÔMETRO 301,81 645,66 0,46 CONCLUSÃO Diante do exposto concluiu-se que o DUPEA é um equipamento indicado para efetuar o manejo da irrigação; maiores lâminas são aplicadas quando se empregam os tensiômetros; e menores, o Irrigas. Menores valores, em todas as variáveis, foram encontrados quando o manejo da irrigação foi realizado com o Irrigas. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS BERNARDO, S. Manual de irrigação. Viçosa, MG, UFV, Imp. Universitária, ed. 596p. CARARO, D.C. Efeito de diferentes lâminas de água na presença e ausência de CO 2 Injetado na água de irrigação sobre a cultura do tomate (Lycopersicon esculentum Mill.) cultivado em estufa p. Dissertação (Mestrado em Irrigação e Drenagem) Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba. MAROUELLI, W.A; SILVA, H.R. Manejo da irrigação em hortaliças. 4 ed., Brasília: EMBRAPA-SPI, p. SANTANA, M.J.; CARVALHO, J.A.; QUEIROZ, T.M.; LEDO, C.A.S.; NANNETTI, D.C. Resposta do pimentão (Capsicum annuum L.) a diferentes níveis de déficit hídrico e de adubação nitrogenada. In: 41 CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA. Anais do 41 CBO Brasília, DF. v. CD-ROM. 24

5 SILVA, W.L.C.; MAROUELLI, W.A. Manejo da irrigação em hortaliças no campo e em ambientes protegidos. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. UFLA/SBEA, p

PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA SUBMETIDA A DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO

PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA SUBMETIDA A DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA SUBMETIDA A DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; PAULA, J.C. 3 ; BARRETO, A.C. 2 1 Estudante do curso de Agronomia do CEFET Uberaba

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO *

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DO CULTIVO DO TOMATEIRO IRRIGADO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 * Projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG).

Leia mais

VIABILIDADE ECONÔMICA DO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA, IRRIGADA COM DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA

VIABILIDADE ECONÔMICA DO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA, IRRIGADA COM DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA VIABILIDADE ECONÔMICA DO CULTIVO DA ALFACE AMERICANA, IRRIGADA COM DIFERENTES NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 ; PEREIRA, W.E. 3 1 Estudante do curso de Agronomia

Leia mais

Efeito do turno de rega na produtividade da cultura da alface americana.

Efeito do turno de rega na produtividade da cultura da alface americana. FERREIRA AF; SANTANA MJ de; OLIVEIRA ARC de. Efeito do turno de rega na produtividade da cultura da alface americana. 2010. Horticultura Brasileira 28: S3064-S3068. Aline Faria Ferreira 1 ; Márcio José

Leia mais

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM*

EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* EFEITO DOS NÍVEIS DE SALINIDADE DA ÁGUA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO COMUM* SILVEIRA, A.L. 1 ; SANTANA, M.J. ; BARRETO, A.C. ; VIEIRA, T.A. 3 * Projeto com apoio da FAPEMIG. 1 Estudante Agronomia

Leia mais

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO COEFICIENTES DE CULTURA PARA O ALHO IRRIGADO RESENDE, B.P.M.C. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; SILVEIRA, A.L. da 3 ; TAVARES, W.A. 1 ; BARRETO, A.C. 2 ; CRUZ, O.C. 2 1 Estudante de Tecnologia de Irrigação e Drenagem

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICA SOB DE DIFERENTES LÂMINAS E TENSÕES DE ÁGUA NO SOLO JOAQUIM ALVES DE LIMA JUNIOR 1, GERALDO MAGELA PEREIRA 2 ; LUCIANO OLIVEIRA GEISENHOFF 3, IZABELE PEREIRA ANDRADE 4, WELLIGTON

Leia mais

RESPOSTA DO TOMATEIRO IRRIGADO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO *

RESPOSTA DO TOMATEIRO IRRIGADO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO * RESPOSTA DO TOMATEIRO IRRIGADO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; BARRETO, A.C. 2 ; BEIRIGO, J.D.C. 3 ; SOUZA, S.S. de 4 * Projeto financiado pelo CNPq. 1 Estudante

Leia mais

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO TOMATE PARA DIFERENTES LÂMINAS*

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO TOMATE PARA DIFERENTES LÂMINAS* FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO TOMATE PARA DIFERENTES LÂMINAS* CAMPOS, T.M. 1 ; SOUZA, S.S. de 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ;VIEIRA, T.A. 3 ; PEREIRA, U.C. 4 ; BEIRIGO, J.D.C. 4 *Parte de projeto financiado

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.)

EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.) EFEITO DE DIFERENTES LÂMINAS E ÉPOCA DE SUSPENSÃO DA IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DO ALHO (Allium sativum L.) TAVARES, W.A.C. 1 ; SILVEIRA, A.L. da 2 ; CRUZ, O.C. 3 ; BARRETO, A.C. 3 ; SANTANA, M.J. de 3 ; RESENDE,

Leia mais

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO PIMENTÃO PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO PIMENTÃO PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DO PIMENTÃO PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO CAVALCANTI, R.A. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; DEAMO, J.C.M. 1 ; VIEIRA, T.A. 3 1 Estudante de Tecnologia de Irrigação e Drenagem

Leia mais

LÂMINA ÓTIMA ECONÔMICA E PARCELAMENTO DE POTÁSSIO NO CULTIVO DA CENOURA

LÂMINA ÓTIMA ECONÔMICA E PARCELAMENTO DE POTÁSSIO NO CULTIVO DA CENOURA LÂMINA ÓTIMA ECONÔMICA E PARCELAMENTO DE POTÁSSIO NO CULTIVO DA CENOURA BEIRIGO, J.D. 1 ; CRUZ, O.C. 2 ; SANTANA, M.J. 2 ; BARRETO, A.C. 2 ;VIEIRA, T.A. 3 1 Estudante do Curso Superior de Tecnologia em

Leia mais

RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO*

RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO* RESPOSTA DO MILHO A NÍVEIS DE REPOSIÇÃO DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO* SILVEIRA, A.L. 1 ; REIS, H.P.O. 2 ; BARRETO, A.C. 3 ; SANTANA, M.J. 3 *Apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DE PIMENTÃO CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO

AVALIAÇÃO DE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DE PIMENTÃO CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO AVALIAÇÃO DE LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO NA PRODUÇÃO DE PIMENTÃO CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO M. B. BRAGA 1 ; W.A. MAROUELLI 1 ; I. M. R. GUEDES 1 ; M. CALGARO RESUMO: Este trabalho teve como objetivo determinar

Leia mais

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO *

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO * COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO * PEREIRA, U.C. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; VIEIRA, T.A. 3 ; CAMPOS, T.M. 4 *Parte de projeto financiado pelo CNPq. 1 Estudante de Tecnologia de Irrigação

Leia mais

Produção de mudas de alface (Lactuca sativa) utilizando diferentes substratos

Produção de mudas de alface (Lactuca sativa) utilizando diferentes substratos Produção de mudas de alface (Lactuca sativa) utilizando diferentes substratos Sylmara SILVA ¹;Raiy Magalhães FERRAZ¹ ; Roberta FONSECA¹; Luiz Fernando Ghetti PEREIRA ¹;Raul Magalhães FERRAZ ¹; Luciano

Leia mais

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro

Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Índice de clorofila em variedades de cana-de-açúcar tardia, sob condições irrigadas e de sequeiro Thiago Henrique Carvalho de Souza

Leia mais

MANEJO DA ÁGUA NO CULTIVO DE ALFACE IRRIGADO PELO SISTEMA DE MICROASPERSÃO

MANEJO DA ÁGUA NO CULTIVO DE ALFACE IRRIGADO PELO SISTEMA DE MICROASPERSÃO MANEJO DA ÁGUA NO CULTIVO DE ALFACE IRRIGADO PELO SISTEMA DE MICROASPERSÃO HELRIJESUS ALVES LIMA 1 ; LEIDE PRISCILLA SANTANA SANTOS2; GABRIEL VINICIOS DOSANJOS ALVES3; TIAGO TORRES DIAS4; DELAÍDES SILVA

Leia mais

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO PRODUÇÃO DO PIMENTÃO IRRIGADO COM DIFERENTES LÂMINAS DE REPOSIÇÃO PIZOLATO NETO, A. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; CARDOZO, M.T.D. 3 ; GALBIATTI, J.A. 4 1 Estudante de Engenharia Agronômica do IFTM- Uberaba,

Leia mais

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DA CENOURA PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO

FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DA CENOURA PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO FUNÇÃO DE PRODUÇÃO DA CULTURA DA CENOURA PARA DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO BEIRIGO, J.D.C. 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ;VIEIRA, T.A. 3 1 Estudante de Tecnologia de Irrigação e Drenagem do IFTM- Uberaba.

Leia mais

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO IRRIGADO

VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO IRRIGADO VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA DA PRODUÇÃO DO FEIJOEIRO IRRIGADO VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; BRAGA NETO, J.A. 3 ; BARRETO, A.C. 2 ; PAULA, J.C. 3 1 Estudante do curso de Agronomia do Centro Federal

Leia mais

AJUSTE DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO FEIJÃO

AJUSTE DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO FEIJÃO AJUSTE DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO FEIJÃO KARINA ROSALEN 1,2*, VANDERLÉIA FORTUNA 1,2, PATRICIA MARA DE ALMEIDA 1,2, LEONARDO PANDOLFI 1, HUGO VON LINSINGEN PIAZZETTA 1,2 1 Universidade

Leia mais

EFEITO DA IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO (Coffea arabica L.) 1

EFEITO DA IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO (Coffea arabica L.) 1 EFEITO DA IRRIGAÇÃO NA PRODUTIVIDADE DO CAFEEIRO (Coffea arabica L.) 1 GOMES, M.C.R. 2 ; BERNARDO, S. 3 e SOUSA, E.F. 4 1 Projeto financiado pelo CONSÓRCIO BRASILEIRO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DO CAFÉ;

Leia mais

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Desempenho de Cultivares de Alface Roxa sob

Leia mais

APLICAÇÃO DE SULFATO DE AMÔNIO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA CULTURA DA ALFACE

APLICAÇÃO DE SULFATO DE AMÔNIO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA CULTURA DA ALFACE APLICAÇÃO DE SULFATO DE AMÔNIO COMO FONTE DE NITROGÊNIO NA CULTURA DA ALFACE 1 INTRODUÇÃO A alface (Lactuca sativa L.) pertence à família Asteraceae, antiga Compositae. É uma planta anual, folhosa, florescendo

Leia mais

CARACTERÍSTICAS FENOLÓGICAS, ACAMAMENTO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO ARROZ-DE-SEQUEIRO (Oryza sativa L.), CONDUZIDA SOB DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS.

CARACTERÍSTICAS FENOLÓGICAS, ACAMAMENTO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO ARROZ-DE-SEQUEIRO (Oryza sativa L.), CONDUZIDA SOB DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS. CARACTERÍSTICAS FENOLÓGICAS, ACAMAMENTO E PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO ARROZ-DE-SEQUEIRO (Oryza sativa L.), CONDUZIDA SOB DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS. Ricardo Antonio Ferreira RODRIGUES 1, Edmar José SCALOPPI

Leia mais

Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado

Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado Coeficientes de cultura e evapotranspiração da cultura do alho irrigado Márcio José de Santana, Bruno Phelipe M. da Cunha Resende, Othon Carlos da Cruz, Amanda Letícia da Silveira Eng. Agrônomo, Dr. Engenharia

Leia mais

REÚSO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS APLICADO POR GOTEJAMENTO NO CULTIVO DE TOMATE DE MESA

REÚSO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS APLICADO POR GOTEJAMENTO NO CULTIVO DE TOMATE DE MESA REÚSO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS APLICADO POR GOTEJAMENTO NO CULTIVO DE TOMATE DE MESA Alberto Batista Felisberto 1 ; Marco Sathler 2 ; Delvio Sandri 3; Michael Silveira Thebaldi 4 ; Sebastião Avelino

Leia mais

DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO

DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO DESEMPENHO DO MÉTODO DAS PESAGENS EM GARRAFA PET PARA A DETERMINAÇÃO DA UMIDADE DO SOLO E. D. ARAÚJO 1 ; A. M. A. AVILEZ 1 ; J. M. SANTOS 1 ; E. C. MANTOVANI 2 1 Estudante de Mestrado, Universidade Federal

Leia mais

CONCENTRAÇÃO DE CAPSACININA E DIHIDROCAPSAICINA EM PLANTAS DE PIMENTA TABASCO EM FUNÇÃO DE DOSES DE CO 2, APLICADAS VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO.

CONCENTRAÇÃO DE CAPSACININA E DIHIDROCAPSAICINA EM PLANTAS DE PIMENTA TABASCO EM FUNÇÃO DE DOSES DE CO 2, APLICADAS VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO. CONCENTRAÇÃO DE CAPSACININA E DIHIDROCAPSAICINA EM PLANTAS DE PIMENTA TABASCO EM FUNÇÃO DE DOSES DE CO 2, APLICADAS VIA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO. Fabiana Luiza Matielo de Paula², Adalberto Luiz de Paula³[orientador]*,

Leia mais

COMPARAÇÃO ENTRE TRÊS MÉTODOS PARA ESTIMAR A LÂMINA DE IRRIGAÇÃO DO FEIJOEIRO NA REGIÃO DE BAMBUÍ-MG

COMPARAÇÃO ENTRE TRÊS MÉTODOS PARA ESTIMAR A LÂMINA DE IRRIGAÇÃO DO FEIJOEIRO NA REGIÃO DE BAMBUÍ-MG COMPARAÇÃO ENTRE TRÊS MÉTODOS PARA ESTIMAR A LÂMINA DE IRRIGAÇÃO DO FEIJOEIRO NA REGIÃO DE BAMBUÍ-MG Iago Túlio Barbosa Gonçalves 1 ; Josiane Isolina Mesquita da Silva 1 ; Luciano Eduardo Carvalho 1 ;Sylmara

Leia mais

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba

Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar do Projeto Jaíba Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 8., 2011, Belo Horizonte Características biométricas de cafeeiro intercalado com diferentes sistemas de produção de abacaxizeiro para agricultura familiar

Leia mais

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE

XXV CONIRD Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem 08 a 13 de novembro de 2015, UFS - São Cristóvão/SE AVALIAÇAO DA PRODUTIVIDADE DO MILHO (Zea mays L.) SOB DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO E DOSES DE ADUBAÇÃO NITROGENADA NA REGIÃO DOS COCAIS MARANHENSE 1 K. F. de Almeida 2 ; W. L. Castro Júnior 3 ; E. B.

Leia mais

DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO DE SEMENTES POR FITA.

DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO DE SEMENTES POR FITA. 6ª Jornada Científica e Tecnológica e 3º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 04 e 05 de novembro de 2014, Pouso Alegre/MG DESEMPENHO DE UMA SEMEADORA-ADUBADORA UTILIZANDO UM SISTEMA DE DEPOSIÇÃO

Leia mais

ÁGUA NA HORTICULTURA: NOVAS ATITUDES E USO SUSTENTÁVEL

ÁGUA NA HORTICULTURA: NOVAS ATITUDES E USO SUSTENTÁVEL 49º CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA ÁGUA NA HORTICULTURA: NOVAS ATITUDES E USO SUSTENTÁVEL José Geraldo Eugênio de França Diretor-Executivo Águas de Lindóia - SP Agosto/2009 OS DEZ MAIORES PROBLEMAS

Leia mais

VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS

VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS VARIEDADES DE CANA-DE-AÇÚCAR SOB IRRIGAÇÃO NO NORTE DE MINAS GERAIS Geraldo Magela da Silva (1), Geraldo Antônio Resende Macêdo (2), Édio Luiz da Costa (3), Heloísa Mattana Saturnino (3), Fúlvio Rodriguez

Leia mais

QUALIDADE DE MAMÃO TAINUNG 01 PRODUZIDO POR SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR

QUALIDADE DE MAMÃO TAINUNG 01 PRODUZIDO POR SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR VII SIMPÓSIO DO PAPAYA BRASILEIRO Produção e Sustentabilidade Hídrica Vitória-ES, 22 a 25 de agosto de 2018 QUALIDADE DE MAMÃO TAINUNG 01 PRODUZIDO POR SECAMENTO PARCIAL DO SISTEMA RADICULAR Ariane Castricini

Leia mais

PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS

PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS PRODUÇÃO HIDROPÔNICA DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATOS À BASE DE RESÍDUOS ORGÂNICOS Fred Carvalho Bezerra 1 ; Tiago da Costa Silva²; Fernando Vasconcellos Meyer Ferreira²; Daniel Barbosa Araújo 3 1 Eng.

Leia mais

Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco.

Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco. Desempenho de Cultivares de Alface Americana Para Mesorregião da Mata do Estado de Pernambuco. Humberto P. Lyra Filho 1 ; Maria Cristina L. da Silva 2 ; Elizabeth A. de A. Maranhão 1 ; Silvio Luiz Tavares

Leia mais

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O PIMENTÃO IRRIGADO *

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O PIMENTÃO IRRIGADO * COEFICIENTES DE CULTURA PARA O PIMENTÃO IRRIGADO * VIEIRA, T.A. 1 ; SANTANA, M.J. 2 ; CAMARGOS, A.E.V. 3 *Parte de projeto financiado pelo CNPq. 1 Estudante de Engenharia Agronômica, bolsista FAPEMIG.

Leia mais

Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-de-açúcar no Submédio São Francisco

Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-de-açúcar no Submédio São Francisco Eficiência de uso da água de irrigação em dois sistemas de cultivo de cana-de-açúcar no Submédio São Francisco M. Calgaro 1, W. L. Simões 2, M. B. Braga 3, J. M. Pinto 2, M.A de Souza 4, J.A. Lima 4 RESUMO:

Leia mais

INDUSTRIAL TOMATO PLANT PRODUCTION IN FUNCTION OF IRRIGATION LEVELS, IN THE SOUTH REGION OF GOIÁS

INDUSTRIAL TOMATO PLANT PRODUCTION IN FUNCTION OF IRRIGATION LEVELS, IN THE SOUTH REGION OF GOIÁS PRODUÇÃO DO TOMATEIRO INDUSTRIAL EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO, NA REGIÃO SUL DE GOIÁS C. J. da SILVA 1 ; C. A. da SILVA 2 ; N. E. P. da SILVA 3 ; L. SAMPAIO 3 ; L. F. M. da SILVA 3 ; E. E. BASILIO

Leia mais

Utilização do Bagaço de Cana-de-Açúcar Moído na Formação de Mudas da Alface (Lactuca sativa L.).

Utilização do Bagaço de Cana-de-Açúcar Moído na Formação de Mudas da Alface (Lactuca sativa L.). 4ª Jornada Científica e Tecnológica e 1º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 16, 17 e 18 de outubro de 2012, Muzambinho MG Utilização do Bagaço de Cana-de-Açúcar Moído na Formação de Mudas da Alface

Leia mais

ANALISE DE PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA E CRESPA EM AMBIENTES DIFERENTES

ANALISE DE PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA E CRESPA EM AMBIENTES DIFERENTES ANALISE DE PRODUÇÃO DA ALFACE AMERICANA E CRESPA EM AMBIENTES DIFERENTES Keison Pereira SOUZA* INTRODUÇÃO A alface (Lactuca sativa) é uma hortaliça da familia Asteraceae, de origem Asiática.com o crescimento

Leia mais

TAXA DE DECOMPOSIÇÃO DE ESTERCOS EM FUNÇÃO DO TEMPO E DA PROFUNDIDADE DE INCORPORAÇÂO SOB IRRIGAÇÃO POR MICRO ASPERSÃO

TAXA DE DECOMPOSIÇÃO DE ESTERCOS EM FUNÇÃO DO TEMPO E DA PROFUNDIDADE DE INCORPORAÇÂO SOB IRRIGAÇÃO POR MICRO ASPERSÃO TAXA DE DECOMPOSIÇÃO DE ESTERCOS EM FUNÇÃO DO TEMPO E DA PROFUNDIDADE DE INCORPORAÇÂO SOB IRRIGAÇÃO POR MICRO ASPERSÃO Cícero Antônio de Sousa Araújo 1, Maria do Socorro Conceição de Freitas 2, Glauber

Leia mais

SIMULAÇÃO DA ECONOMIA DE ENERGIA E ÁGUA PARA A HORTA IFSULDEMINAS CÂMPUS INCONFIDENTES RESUMO

SIMULAÇÃO DA ECONOMIA DE ENERGIA E ÁGUA PARA A HORTA IFSULDEMINAS CÂMPUS INCONFIDENTES RESUMO 5ª Jornada Científica e Tecnológica e 2º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 06 a 09 de novembro de 2013, Inconfidentes/MG SIMULAÇÃO DA ECONOMIA DE ENERGIA E ÁGUA PARA A HORTA IFSULDEMINAS CÂMPUS

Leia mais

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010)

Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) Anais do Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão- CONPEEX (2010) 5771-5775 AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE ARROZ IRRIGADO NO USO DE NITROGÊNIO CARVALHO, Glaucilene Duarte 1 ; DE CAMPOS, Alfredo Borges 2 & FAGERIA,

Leia mais

CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA ALFACE, CV. CINDERELA, SUBMETIDA À DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO

CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA ALFACE, CV. CINDERELA, SUBMETIDA À DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA ALFACE, CV. CINDERELA, SUBMETIDA À DIFERENTES NÍVEIS DE IRRIGAÇÃO Autores: Reinaldo de Alencar Paes 1 ; Lígia Sampaio Reis 1 ; Igor Santos Costa Damasceno 2 ; Rodrigo Mota Gama

Leia mais

DOSES ÓTIMAS DE BORO PARA O MILHO FORRAGEIRO

DOSES ÓTIMAS DE BORO PARA O MILHO FORRAGEIRO DOSES ÓTIMAS DE BORO PARA O MILHO FORRAGEIRO REIS, H.P.O. dos 1 ; SANTANA, M.J. de 2 ; SILVEIRA, A.L da. 3 1 Estudante de Zootecnia do IFTM -Uberaba, bolsista PIBIC/IFTM. 2 Prof. IFTM- Uberaba, e-mail:

Leia mais

INFLUÊNCIA DA COBERTURA MORTA NA PRODUÇÃO DA ALFACE VERÔNICA RESUMO

INFLUÊNCIA DA COBERTURA MORTA NA PRODUÇÃO DA ALFACE VERÔNICA RESUMO INFLUÊNCIA DA COBERTURA MORTA NA PRODUÇÃO DA ALFACE VERÔNICA Cyntia S. dos SANTOS 1 ; Cláudio A. dos PASSOS 2 ; Anivaldo B. M. FREITAS 3 ; Darlan P. de AZEVEDO 4 ; Felipe LONARDONI 5 ; Marcell T. M. da

Leia mais

VARIAÇÃO DO POTENCIAL HÍDRICO FOLIAR EM RELAÇÃO A TENSÃO DE ÁGUA NO SOLO NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO

VARIAÇÃO DO POTENCIAL HÍDRICO FOLIAR EM RELAÇÃO A TENSÃO DE ÁGUA NO SOLO NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO VARIAÇÃO DO POTENCIAL HÍDRICO FOLIAR EM RELAÇÃO A TENSÃO DE ÁGUA NO SOLO NA REGIÃO DO CERRADO MINEIRO Gustavo Dantas Silva 1, Eusímio F. Fraga Júnior 2, Gilmar Jerônimo da Silva Junior 3, Hanna Eduarda

Leia mais

RENDIMENTO E EFICIÊNCIA DO USO DA ÁGUA PELA ALFACE EM FUNÇÃO DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO E NÍVEIS DE FERTIRRIGAÇÃO NPK

RENDIMENTO E EFICIÊNCIA DO USO DA ÁGUA PELA ALFACE EM FUNÇÃO DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO E NÍVEIS DE FERTIRRIGAÇÃO NPK RENDIMENTO E EFICIÊNCIA DO USO DA ÁGUA PELA ALFACE EM FUNÇÃO DA LÂMINA DE IRRIGAÇÃO E NÍVEIS DE FERTIRRIGAÇÃO NPK Márcio Aurélio Lins dos Santos 1, Raimundo Rodrigues Gomes Filho 2, Inajá Francisco de

Leia mais

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental

Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Anais do Seminário de Bolsistas de Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Ocidental Herança de Caracteres de Frutos e Sementes

Leia mais

22/2/2012. Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Introdução. Coeficiente de esgotamento (f)

22/2/2012. Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar. Introdução. Coeficiente de esgotamento (f) Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Aula 8: Projeto Agronômico Disciplina: Irrigação e drenagem Prof.: Marcos Eric Barbosa Brito Introdução Necessidade

Leia mais

Efeito do método de irrigação localizada na cultura do morangueiro, submetida às diferentes frequências de irrigação e forma de fertilização

Efeito do método de irrigação localizada na cultura do morangueiro, submetida às diferentes frequências de irrigação e forma de fertilização Efeito do método de irrigação localizada na cultura do morangueiro, submetida às diferentes frequências de irrigação e forma de fertilização Polliana Basília Santana (1), Édio Luiz da Costa (2), Polyanna

Leia mais

Costa e Silva, Mossoró RN, m-

Costa e Silva, Mossoró RN,  m- Avaliação da uniformidade de aplicação de água na produção do tomate Antonio F. Mendonça Júnior 1 ; Ketson B. Silva 2 ; Rafael O. Batista 3 ; Simone Keily C. Silva 3 ; Raquel Karuliny A. Fernandes 3 ;

Leia mais

Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas

Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 10., 2013. Belo Horizonte Resposta das bananeiras BRS Platina e PA 9401 à irrigação no segundo ciclo nas condições do Norte de Minas Miquéias Gomes dos

Leia mais

CRESCIMENTO DO PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE ÁGUA E ADUBAÇÃO NITROGENADA

CRESCIMENTO DO PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE ÁGUA E ADUBAÇÃO NITROGENADA CRESCIMENTO DO PINHÃO MANSO (Jatropha curcas L.) EM FUNÇÃO DE NÍVEIS DE ÁGUA E ADUBAÇÃO NITROGENADA Walker Gomes de Albuquerque 1, Carlos A. V. de Azevedo 1, Napoleão Esberard de Macêdo Beltrão 2, Maria

Leia mais

PRODUTIVIDADE DE ALFACE AMERICANA EM DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E COBERTURA AGROTÊXTIL

PRODUTIVIDADE DE ALFACE AMERICANA EM DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E COBERTURA AGROTÊXTIL PRODUTIVIDADE DE ALFACE AMERICANA EM DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E COBERTURA AGROTÊXTIL W. L. SIMÕES 1 ; J. E. YURI 2 ; M. J. M. GUIMARÃES 3 ; J. E. dos SANTOS 4 ; J. A. LIMA 4 ; J. M. da SILVA 5

Leia mais

TAXAS DE CRESCIMENTO EM DIÂMETRO CAULINAR DA MAMONEIRA SUBMETIDA AO ESTRESSE HÍDRICO-SALINO(*)

TAXAS DE CRESCIMENTO EM DIÂMETRO CAULINAR DA MAMONEIRA SUBMETIDA AO ESTRESSE HÍDRICO-SALINO(*) TAXAS DE CRESCIMENTO EM DIÂMETRO CAULINAR DA MAMONEIRA SUBMETIDA AO ESTRESSE HÍDRICO-SALINO(*) Luis Nery Rodrigues 1, Aparecida Rodrigues Nery 2, Pedro Dantas Fernandes 3 e Napoleão Esberard de Macedo

Leia mais

TÍTULO: PRODUTIVIDADE DA RÚCULA (ERUCA SATIVA), EM FUNÇÃO DO TIPO DE SUBSTRATO E NÚMERO DE PLANTAS NO SISTEMA HIDROPÔNICO NFT

TÍTULO: PRODUTIVIDADE DA RÚCULA (ERUCA SATIVA), EM FUNÇÃO DO TIPO DE SUBSTRATO E NÚMERO DE PLANTAS NO SISTEMA HIDROPÔNICO NFT TÍTULO: PRODUTIVIDADE DA RÚCULA (ERUCA SATIVA), EM FUNÇÃO DO TIPO DE SUBSTRATO E NÚMERO DE PLANTAS NO SISTEMA HIDROPÔNICO NFT CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA SUBÁREA: CIÊNCIAS AGRÁRIAS

Leia mais

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica

VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica VIII Semana de Ciência e Tecnologia do IFMG- campus Bambuí VIII Jornada Científica Casca de café carbonizada e vermiculita como substrato alternativo para produção de mudas de tomate Jakeline Aparecida

Leia mais

Vegetal, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, , Jaboticabal-SP. RESUMO

Vegetal, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane s/n, , Jaboticabal-SP.   RESUMO Produtividade de cultivares de almeirão em hidroponia. Roberto Luciano Coelho (1) ; Arthur Bernardes Cecílio Filho (1). (1) FCAV-UNESP - Depto. Produção Vegetal, Via de Acesso Prof. Paulo Donato Castellane

Leia mais

INFLUENCE OF IRRIGATION UNDER DIFFERENT CUCUMBER INDUSTRIAL PRODUCTIVITY TO PRESERVE ENVIRONMENT PROTECTED GROWN

INFLUENCE OF IRRIGATION UNDER DIFFERENT CUCUMBER INDUSTRIAL PRODUCTIVITY TO PRESERVE ENVIRONMENT PROTECTED GROWN INFLUÊNCIA DE DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO SOB A PRODUTIVIDADE DO PEPINO INDÚSTRIA PARA CONSERVA CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO E. M. S. Mota 1, D. A. L. dos Santos 2, L. C. Salomão 3, F. S. de Cantuário

Leia mais

USO DE TORTA DE FILTRO COMO ADUBO PARA CULTIVO DE ALFACE

USO DE TORTA DE FILTRO COMO ADUBO PARA CULTIVO DE ALFACE USO DE TORTA DE FILTRO COMO ADUBO PARA CULTIVO DE ALFACE Kelly Caroline da Silva 1, Guilherme Miglioli 2, Naiara Golfeto de Almeida 3, Thais de Oliveira Iácono Ramari 4, Francielli Gasparotto 5 1 Acadêmica

Leia mais

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO *

EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO * EFICIÊNCIA AGRONÔMICA DE UM POLIFOSFATO SULFORADO (PTC) NO ALGODOEIRO EM SOLO DE GOIÂNIA-GO * Wilson Mozena Leandro 1, Juarez Patrício de Oliveira Jr. 1, Marcelo Vieira Rolim 2. Fabio do Vale 2, Adriano

Leia mais

PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA SOB INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E DOSES DE MATERIAL HÚMICO

PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA SOB INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E DOSES DE MATERIAL HÚMICO PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA SOB INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E DOSES DE MATERIAL HÚMICO Edilene Carvalho Santos Marchi 1 ; Giuliano Marchi 1 Carlos Alberto Silva 2 ; Jarso Luiz de Souza Filho 2 ; Marco

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA

INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA INFLUÊNCIA DA ADUBAÇÃO ORGÂNICA E MATERIAL HÚMICO SOBRE A PRODUÇÃO DE ALFACE AMERICANA Edilene Carvalho Santos Marchi 1 ; Giuliano Marchi 1 Carlos Alberto Silva 2 ; Jarso Luiz de Souza Filho 2 ; Marco

Leia mais

Efeito de lâminas efetivas totais de água sobre a produtividade, açúcar total recuperável e atributos qualitativos da cana-de-açúcar, segunda ''soca''

Efeito de lâminas efetivas totais de água sobre a produtividade, açúcar total recuperável e atributos qualitativos da cana-de-açúcar, segunda ''soca'' Efeito de lâminas efetivas totais de água sobre a produtividade, açúcar total recuperável e atributos qualitativos da cana-de-açúcar, segunda ''soca'' Fernando Carvalho NASCIMENTO 1 ; Áureo Rodrigues PEREIRA

Leia mais

Avaliação da eficiência do sistema de pivô central e sua uniformidade de aplicação de lâmina d água

Avaliação da eficiência do sistema de pivô central e sua uniformidade de aplicação de lâmina d água Avaliação da eficiência do sistema de pivô central e sua uniformidade de aplicação de lâmina d água Tiago PARCA¹, ²; José CORDEIRO NETO¹, ²; Diorge de OLIVEIRA¹; Flávio GODINHO³ ¹Estudante de Agronomia.

Leia mais

IRRIGAÇÃO AUTOMATIZADA COM UM ACIONADOR DE BAIXO CUSTO AUTOMATIC IRRIGATION WITH A LOW COST CONTROLLER

IRRIGAÇÃO AUTOMATIZADA COM UM ACIONADOR DE BAIXO CUSTO AUTOMATIC IRRIGATION WITH A LOW COST CONTROLLER IRRIGAÇÃO AUTOMATIZADA COM UM ACIONADOR DE BAIXO CUSTO D. F. Carvalho 1, D. P. Gomes 2, F. V. Gonçalves 2, S. C. O. Batista 3, L. O. Medici 4 RESUMO: O manejo da água de irrigação consiste na aplicação

Leia mais

INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA NA CULTURA DA RÚCULA EM CULTIVO ORGÂNICO INTRODUÇÃO

INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA NA CULTURA DA RÚCULA EM CULTIVO ORGÂNICO INTRODUÇÃO INFLUÊNCIA DA IRRIGAÇÃO COM ÁGUA SALINA NA CULTURA DA RÚCULA EM CULTIVO ORGÂNICO 1 José Felipe Bezerra da Silva, 1 Mirandy dos Santos Dias; 2 Ligia Sampaio Reis Universidade Federal de Alagoas. Centro

Leia mais

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO (Capsicum annuum L.) IRRIGADO SOB DIFERENTES TENSÕES DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO 1

PRODUÇÃO DO PIMENTÃO (Capsicum annuum L.) IRRIGADO SOB DIFERENTES TENSÕES DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO 1 PRODUÇÃO DO PIMENTÃO (Capsicum annuum L.) IRRIGADO SOB DIFERENTES TENSÕES DE ÁGUA NO SOLO E DOSES DE CÁLCIO 1 Sweet pepper production (Capsicum annuum L.) under different soil water tension and calcium

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE NICOSULFURON E ATRAZINE NO CONTROLE DE SOJA TIGUERA EM MILHO SAFRINHA CONSORCIADO COM BRAQUIÁRIA

INTERAÇÃO ENTRE NICOSULFURON E ATRAZINE NO CONTROLE DE SOJA TIGUERA EM MILHO SAFRINHA CONSORCIADO COM BRAQUIÁRIA INTERAÇÃO ENTRE NICOSULFURON E ATRAZINE NO CONTROLE DE SOJA TIGUERA EM MILHO SAFRINHA CONSORCIADO COM BRAQUIÁRIA José Fernando Jurca Grigolli (1), André Luis Faleiros Lourenção (2) Introdução A região

Leia mais

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS

AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS PONTES JÚNIOR, Vilmar de Araújo 1 ; MELO, Leonardo Cunha 3 ; FARIA, Luís Cláudio 2 ; COSTA, Joaquim Geraldo Cáprio 2 ; PEREIRA, Helton Santos

Leia mais

Comunicado Técnico. Tensão de Água no Solo para Maiores Lucratividades do Feijoeiro Irrigado em Ambiente de Cerrado. Material e Métodos.

Comunicado Técnico. Tensão de Água no Solo para Maiores Lucratividades do Feijoeiro Irrigado em Ambiente de Cerrado. Material e Métodos. Comunicado Técnico 150 ISSN 1517-1469 Planaltina, DF Outubro, 008 Foto: Sebastião Francisco Figuerêdo Tensão de Água no Solo para Maiores Lucratividades do Feijoeiro Irrigado em Ambiente de Cerrado Sebastião

Leia mais

MANEJO DA IRRIGAÇÃO NA CULTURA DA ALFACE CULTIVADA EM AMBIENTE PROTEGIDO

MANEJO DA IRRIGAÇÃO NA CULTURA DA ALFACE CULTIVADA EM AMBIENTE PROTEGIDO 1 MANEJO DA IRRIGAÇÃO NA CULTURA DA ALFACE CULTIVADA EM AMBIENTE PROTEGIDO Estênia Marcolino da Silva 2 ; Wellington Farias Araújo 3 INTRODUÇÃO Tradicionalmente, a alface é cultivada em canteiros, em condições

Leia mais

BIOMETRIA DE PLANTAS DE TOMATE CEREJA CULTIVADAS SOB DIFERENTES ADUBAÇÕES ORGÂNICAS, EM AMBIENTES COM E SEM BARREIRA VIVA

BIOMETRIA DE PLANTAS DE TOMATE CEREJA CULTIVADAS SOB DIFERENTES ADUBAÇÕES ORGÂNICAS, EM AMBIENTES COM E SEM BARREIRA VIVA BIOMETRIA DE PLANTAS DE TOMATE CEREJA CULTIVADAS SOB DIFERENTES ADUBAÇÕES ORGÂNICAS, EM AMBIENTES COM E SEM BARREIRA VIVA Letícia Kenia Bessa de Oliveira 1, Rafael Santiago da Costa 1, Francisco Evair

Leia mais

IT AGRICULTURA IRRIGADA

IT AGRICULTURA IRRIGADA 4 Manejo da irrigação 4.1 Introdução A água é fator limitante para o desenvolvimento agrícola, sendo que tanto a falta ou excesso afetam o crescimento, a sanidade e a produção das plantas. O manejo racional

Leia mais

Desempenho de cultivares de alface em cultivo de verão na região Campo das Vertentes de Minas Gerais

Desempenho de cultivares de alface em cultivo de verão na região Campo das Vertentes de Minas Gerais Seminário de Iniciação Científica e Tecnológica, 7., 2010, Belo Horizonte Desempenho de cultivares de alface em cultivo de verão na região Campo das Vertentes de Minas Gerais Suelen Francisca Ribeiro (1),

Leia mais

Rendimento de Pimenta em Função das Diferentes Lâminas de Água Através da Irrigação Por Gotejamento.

Rendimento de Pimenta em Função das Diferentes Lâminas de Água Através da Irrigação Por Gotejamento. Rendimento de Pimenta em Função das Diferentes Lâminas de Água Através da Irrigação Por Gotejamento. Benito Moreira de Azevedo 1 ; Sérgio Weine Paulino Chaves 1 ; José Francismar de Medeiros 2 ; Thales

Leia mais

CRESCIMENTO VEGETAL E DE PRODUÇÃO DE MELANCIA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS

CRESCIMENTO VEGETAL E DE PRODUÇÃO DE MELANCIA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS CRESCIMENTO VEGETAL E DE PRODUÇÃO DE MELANCIA EM FUNÇÃO DE DIFERENTES ESPAÇAMENTOS Caíke de Sousa Pereira 1* ; Antônio Veimar da Silva 2 1 Graduandos em Agronomia pela Universidade Estadual do Piauí UESPI,

Leia mais

Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2

Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2 Avaliação de diferentes cultivares de milho (Zea mays) para a produção de minimilho na região Bambuí MG Leonardo Henrique Duarte de Paula 1 ; Rodrigo de Paula Crisóstomo 1 ; Fábio Pereira Dias 2 1 Estudante

Leia mais

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO

COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO 11 ISSN 188-3765 COEFICIENTES DE CULTURA PARA O TOMATEIRO IRRIGADO Márcio José de Santana¹; Uander da Costa Pereira²; José Daniel Cambraia Beirigo²; Stefany Silva de Souza³; Talita Melo Campos 4 ; Thiago

Leia mais

CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO

CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO RESUMO CULTIVO DA MELANCIA IRRIGADA POR GOTEJAMENTO E SULCO SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS DE IRRIGAÇÃO Josimar Alberto Pereira 1 ; Delvio Sandri 2 ; Rônega Boasorte Vargas 3 1 Mestrando, Engenharia Agrícola,

Leia mais

CULTIVO DE MANJERICAO VERDE EM FIBRA DE COCO FERTIIRRIGADO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA

CULTIVO DE MANJERICAO VERDE EM FIBRA DE COCO FERTIIRRIGADO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA CULTIVO DE MANJERICAO VERDE EM FIBRA DE COCO FERTIIRRIGADO EM SOLUÇÃO NUTRITIVA Jessilanne Plínia Barbosa de Medeiros Costa 1 ; Ricardo Carlos Pereira da Silva ; Carla Jamile Xavier Cordeiro Silva 3 ;

Leia mais

COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE ETc PARA O FEIJÃO- COMUM EM UNAÍ - MG

COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE ETc PARA O FEIJÃO- COMUM EM UNAÍ - MG COMPARAÇÃO DOS MÉTODOS DE ESTIMATIVA DE ETc PARA O FEIJÃO- COMUM EM UNAÍ - MG D. L. SANTOS 1 ; F. C. BASTOS 1 ; I. S. SANTOS 1 ; E. C. MANTOVANI 2 ¹Estudante de Mestrado, Universidade Federal de Viçosa;

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Dinâmica Populacional de Lepidópteros Pragas em Milho (Zea mays L.) Cultivado em Sistema de Produção Orgânica Luana

Leia mais

ESTABILIDADE DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS PARA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS, CICLO 2005/2006 1

ESTABILIDADE DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS PARA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS, CICLO 2005/2006 1 ESTABILIDADE DE GENÓTIPOS DE FEIJOEIRO COMUM NO ESTADO DE GOIÁS PARA PRODUTIVIDADE DE GRÃOS, CICLO 2005/2006 1 PONTES JÚNIOR, Vilmar de Araújo 1 ; MELO, Leonardo Cunha 3 ; FARIA, Luís Cláudio 2 ; COSTA,

Leia mais

Desenvolvimento de raízes de rabanete sob diferentes coberturas do solo

Desenvolvimento de raízes de rabanete sob diferentes coberturas do solo 1 Desenvolvimento de raízes de rabanete sob diferentes coberturas do solo ANDREANI JUNIOR,R & BERTI, M. A. UNICASTELO-Fernandópolis-SP-Cx postal 221. kozusny@acif.com.br RESUMO A produção de hortaliças,

Leia mais

EFEITO DA COBERTURA MORTA E ADUBAÇÃO COM ESTERCO BOVINO NA CULTURA DA ALFACE

EFEITO DA COBERTURA MORTA E ADUBAÇÃO COM ESTERCO BOVINO NA CULTURA DA ALFACE EFEITO DA COBERTURA MORTA E ADUBAÇÃO COM ESTERCO BOVINO NA CULTURA DA ALFACE SILVEIRA, L.H.da 1 ; CAMARGOS, A.E.V. 1 ; MAXIMIANO, A.R. 1 ; FURQUIM, S.G.S. 1 ; SILVEIRA, A.L.da 1 ; PIZOLATO NETO, A. 1 ;

Leia mais

DESEMPENHO AGRONÔMICO DE SEIS GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL

DESEMPENHO AGRONÔMICO DE SEIS GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL DESEMPENHO AGRONÔMICO DE SEIS GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO- AZEDO CULTIVADOS NO DISTRITO FEDERAL Simone de Paula Miranda Abreu 1 ; José Ricardo Peixoto 2 ; Nilton Tadeu Vilela Junqueira 3 e Marcelo Alves

Leia mais

Efeito do raleio de frutos na produtividade de tomate

Efeito do raleio de frutos na produtividade de tomate Efeito do raleio de frutos na produtividade de tomate Tiago PARCA¹,²; Diorge de OLIVEIRA²; Willian DUARTE²; Luciano GOLÇALVES³ ¹Técnico em Agricultura Técnico em Zootecnia, ²Estudante de Agronomia. ³Professor

Leia mais

Prof. Vital Pedro da Silva Paz

Prof. Vital Pedro da Silva Paz Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Centro de Ciência Agrárias, Ambientais e Biológicas Núcleo de Engenharia de Água e Solo Disciplina: CCA 039 - Irrigação e Drenagem Prof. Vital Pedro da Silva

Leia mais

CONSTRUÇÃO E ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MINI-TANQUE EVAPORIMÉTRICO DE BAIXO CUSTO NO MANEJO DA IRRIGAÇÃO

CONSTRUÇÃO E ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MINI-TANQUE EVAPORIMÉTRICO DE BAIXO CUSTO NO MANEJO DA IRRIGAÇÃO 5ª Jornada Científica e Tecnológica e 2º Simpósio de Pós-Graduação do IFSULDEMINAS 06 a 09 de novembro de 2013, Inconfidentes/MG CONSTRUÇÃO E ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DE UM MINI-TANQUE EVAPORIMÉTRICO DE BAIXO

Leia mais

CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA MAMONEIRA FERTIRRIGADA EM MOSSORÓ RN

CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA MAMONEIRA FERTIRRIGADA EM MOSSORÓ RN CRESCIMENTO E PRODUÇÃO DA MAMONEIRA FERTIRRIGADA EM MOSSORÓ RN Antonio Ferreira de Sousa Dias¹, Francisco de Queiroz Porto Filho², José Francismar de Medeiros², Alisson Magno de Sousa Oliveira¹, Paulo

Leia mais

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012

XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 XXIX CONGRESSO NACIONAL DE MILHO E SORGO - Águas de Lindóia - 26 a 30 de Agosto de 2012 Influência de Diferentes Épocas de Corte e Densidade de Plantas no Desempenho Agronômico de Duas Cultivares de Sorgo

Leia mais

IT AGRICULTURA IRRIGADA

IT AGRICULTURA IRRIGADA 4 Manejo da irrigação 4.1 Introdução A água é fator limitante para o desenvolvimento agrícola, sendo que tanto a falta ou excesso afetam o crescimento, a sanidade e a produção das plantas. O manejo racional

Leia mais

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica

Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Manejo de água em cultivo orgânico de banana nanica Water management in organic cultivation of banana nanica PINTO, José Maria. Embrapa Semiárido, Petrolina, PE, jmpinto@cpatsa.embrapa.br; GALGARO, Marcelo.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA

DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE TOMATE EM SUBSTRATO CONTENDO TORTA DE MAMONA Rafael Garcia Gouzalez 1 Luiz Antônio Augusto Gomes 2 Antônio Carlos Fraga 3 Pedro Castro Neto 4 RESUMO Com o objetivo de avaliar

Leia mais