Sangue rubro-negro Campanha do Vitória aumenta doações de sangue em 47% e sensibiliza o Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sangue rubro-negro Campanha do Vitória aumenta doações de sangue em 47% e sensibiliza o Brasil"

Transcrição

1 revista oficial do esporte clube vitória outubro / novembro 2012 R$ 5,99 Sangue rubro-negro Campanha do Vitória aumenta doações de sangue em 47% e sensibiliza o Brasil Uma nova Canabrava Veja como o Leão transformou o bairro em parque socioambiental e melhorou a vida da população Victor Ramos Xerifão da zaga rubro-negra fala sobre a vida e declara estar em seu melhor momento #2

2

3

4 galeria curta No primeiro jogo da campanha O Meu Sangue É Rubro-Negro, o VITÓRIA entrou em campo com listras brancas no lugar das vermelhas. Nos quatro jogos seguintes, o vermelho foi tomando seu lugar Garra de Uelliton e Victor Ramos. Esse é o espírito do acesso do Leão Foto: Felipe Oliveira Foto: Zecops Foto: Fabriciano Júnior Para não se perder Marra rubro-negra. Isso que é garoto esperto 06 A Delegata Patrícia Nuno foi prestigiar o Leão, com sua Vitória Magazine Foto: Fabriciano Júnior

5 galeria curta Estar bem alimentado, pesar mais de 50 quilos e ter entre 16 e 67 anos de idade são pré-requisitos para ser um doador de sangue Nonono no nononono nononon no nononono nono nononono Foto: Fabriciano Júnior Foto: Zecops Nino Paraíba, inspirado, no controle da pelota Foto: Felipe Oliveira Sou eu, sou eu, sou eu Imbatíveis sou eu... Atenção, muita atenção... Foto: Felipe Oliveira Alegria, alegria. Menino feliz é menino rubro-negro 09

6 índice curta Essa foi uma atitude admirável, pois o clube abriu mão momentaneamente da tradição de seu uniforme, pensando somente na ação Carlos Saraiva, Gerente de Relações Esportivas da Penalty, sobre a campanha Foto: Fabriciano Júnior Foto: Zecops Fera rubro-negra Xerifão da zaga do Leão, Victor Ramos fala sobre as experiências internacionais e revela estar muito feliz por jogar no time que o revelou 26 Foto: Yordan Bosco Parque socioambiental Veja como o VITÓRIA colaborou para levar melhorias sociais, ambientais, econômicas e urbanísticas ao bairro de Canabrava 52 Editorial Palavra do presidente Brado da galera Giro Paixão no Barradão Copa do Nordeste Sou Mais Vitória Entrevita - Acelino Popó Ilustre Torcedor Da base Pé de moleque Esportes Olímpicos Felina Análise Leão na rede Tu tens grande história Meu sangue é rubro-negro Campanha de incentivo à doação de sangue teve repercussão internacional e foi responsável pelo aumento de 47% no estoque da Fundação Hemoba. Zagueirão Gabriel fez a sua parte 30 Se saia de poblema Foto de capa: Pedro Ken dá sangue pelo VITÓRIA e nação rubro-negra doa sangue para salvar vidas (Foto: Felipe Oliveira)

7 editorial Yordan Bosco - Editor VITÓRIA faz a diferença O momento não poderia ser melhor. O Leão disparado na disputa da Série B, rumo ao acesso e ao título, que, pelo andar da carruagem, tudo indica virão antecipados. O time tá sobrando, jogando muito e batendo em todos que aparecem pela frente. Seja no Barradão ou em qualquer outro campo. Esta segunda edição da Vitória Magazine celebra, junto com a nação rubro-negra, este momento mágico que o time vem passando. Em uma campanha à altura da grandeza rubro-negra, temos superado, em percentual, todas as outras equipes que disputaram e ganharam a Série B na história dos pontos corridos. Nem Corinthians, nem Vasco, nem Coritiba e nem Atlético Mineiro fizeram o que estamos fazendo até aqui. Isso é motivo de orgulho para todos os torcedores. Não temos dúvida. Porém, orgulho maior ainda foi ver o Leão surpreender o país e ser notícia internacional com uma inédita campanha de doação de sangue. O Vitória sempre deu o sangue por você. É hora de retribuir. Doe. é um dos slogans da campanha que teve início no jogo VITÓRIA 2x0 Avaí, no dia 30 de junho, e foi finalizada no dia 14 de agosto, na partida VITÓRIA 2x0 Guaratinguetá. Durante esse período, as doações de sangue na Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) aumentaram em 47%, segundo dados da instituição. Sem falar nas mobilizações em outros estados do país. Idealizada pela Penalty, pela agência Leo Burnett e pelo Departamento de Marketing do Rubro-Negro, a ação foi notícia até na TV inglesa BBC. Para sensibilizar as pessoas, o time do VI- TÓRIA iniciou jogando com listras brancas no uniforme, em substituição às vermelhas. Nas quatro partidas seguintes, no Barradão, o vermelho foi tomando o lugar do branco, à medida que as doações foram aumentando. A campanha, que também contou com a parceria da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), não foi abraçada apenas pela nação rubro-negra, mas por todos os baianos, inclusive pelos torcedores rivais. E por isso superou todas as expectativas. Além de incrementar o estoque da instituição que fornece hemocomponentes (hemácias, plaquetas e plasma) para todas as unidades hospitalares assistenciais da Bahia, tocou o coração das pessoas para a importância da doação, tornando-se um marco na saúde pública do estado. É por atitudes como essa que o EC VITÓRIA comprova ser uma agremiação esportiva diferenciada. É uma instituição atuante em causas de cunho social, de cidadania, ambiental, entre outras. É uma entidade que, de forma eficiente e inteligente, usa sua grande influência entre os torcedores para fazer a diferença na sociedade. É um time que orgulha sua nação, não apenas pelos resultados em campo e pelas conquistas esportivas, mas por sua grande importância social. curta Quem teve diagnóstico de hepatite após 11 anos de idade, grávidas e lactantes e quem apresentar sintomas de gripe ou febre não pode doar sangue expediente A revista VITÓRIA MAGAZINE é uma publicação bimestral do Esporte Clube Vitória e tem tiragem de 10 mil exemplares. A revista é produzida pela empresa Quatro Linhas Soluções em Comunicação. Presidente do Conselho Deliberativo: José Rocha Vice-presidente do Conselho Deliberativo: Silvoney Sales Presidente do EC VITÓRIA: Alexi Portela Jr. Vice-presidente do EC VITÓRIA: Carlos Falcão Edição e produção: Yordan Bosco (DRT BA 2992) Projeto gráfico, diagramação e tratamento de imagens: Alexandre Karr Direção executiva: Francisco Fidalgo Marco Trinchão Revisão: Socorro Araújo Contato comercial: Telefone: (71) Colunistas: Leando Silveira, Mário Ferraz, Maurício Naiberg, Moysés Suzart e Paulo Leandro. Colaboraram nesta edição: (textos) Francisco Ribeiro e Roque Mendes; (fotos) Fabriciano Júnior, Felipe Oliveira, Francisco Aguiar, Jade Matarazzo, Mário Ferraz, Tracy Kraft Leboe e Zecops. Ilustrações: Guri Comunicação Impressão: Vox Editora Os textos assinados reproduzem as opiniões dos seus autores e não necessariamente do veículo e do clube. Contatos por Correspondências: Rua Frederico Simões, 98, Edf. Advanced Trade Center - sala Caminho das Árvores - Salvador BA CEP

8 palavra do presidente Alexi Portela Jr. Presidente do VITÓRIA Momento mágico É com imenso prazer que falo à nação rubro-negra, mais uma vez, através desta coluna da Vitória Magazine. E se o simples exercício de comunicar com o torcedor é sempre uma grande alegria para mim, celebrar grandes feitos do VITÓRIA, então, é motivo de satisfação plena. É como vibrar com um gol decisivo, em uma final de campeonato. Da edição inicial da nossa revista oficial para este segundo número, muitas coisas boas ocorreram. Neste curto espaço de tempo alcançamos a liderança da Série B e já sentimos o acesso à Série A cada vez mais próximo. Tivemos ainda importantes resultados nas Divisões de Base, nos esportes olímpicos e apresentamos um completo e ousado planejamento estratégico para os anos , que vai promover um grande salto na nossa gestão e, com certeza, importantes conquistas dentro de campo. Fui aclamado novo presidente da Liga do Nordeste, por ocasião do lançamento oficial da edição 2013 do Campeonato do Nordeste, trazendo de volta uma importante competição, que vai representar uma receita extra, mais visibilidade aos clubes da região, além de instigar a volta da rivalidade sadia. Vale ressaltar que entre os meses de junho e agosto promovemos uma das mais criativas e eficientes campanhas de doação de sangue que este país já viu. Quando a diretoria da Penalty e sua agência de propaganda, Leo Burnett, nos apresentaram a ideia de uma campanha para sensibilizar os torcedores e toda a sociedade sobre a importância de doar sangue para salvar vidas, nos interessamos de imediato. Afinal, o exercício da cidadania e a responsabilidade social estão entre as principais marcas da nossa gestão e têm feito do EC VITÓRIA uma instituição de futebol diferenciada. Tirar temporariamente o vermelho da nossa camisa foi de uma ousadia muito grande. O aumento de quase 50% nas doações de sangue no principal hemocentro da Bahia (Hemoba), a repercussão em todo o país, além dos destaques na imprensa internacional, mostraram que marcamos mais um golaço. O VITÓRIA e sua torcida são sempre surpreendentes. Criatividade, garra, sensibilidade e talento estão em nosso DNA. Mostramos, mais uma vez, que somos diferentes e que temos uma forma peculiar para tudo. Para comemorar, para sofrer, para exigir melhorias no time, para gozar os rivais e para ajudar ao próximo. Por isso, agradecemos e dividimos o sucesso da campanha Meu Sangue É Rubro-Negro com todos os torcedores do VITÓRIA, o povo baiano, a Penalty, a Leo Burnett, o Governo do Estado da Bahia, a OAS Empreendimentos, a TIM e o Jornal A Tarde. Saudações rubro-negras Foto: Zecops 14

9 brado da galera Foto na revista Lucas Deda, com a tia Eliane Viana, a pedido da mamãe, Juliana Minha família é fanática pelo VITÓRIA, especialmente meu filho Lucas, de 11 anos. O sonho dele é ver uma foto sua na revista do VITÓRIA. Será que isso é possível??? Obrigada pela atenção, Juliana Deda Resposta: Juliana, está aí a foto do seu bambino. Foto: Arquivo Pessoal Verdadeiro vencedor Na página 37 da primeira edição da Vitória Magazine aparece uma foto minha. Fui ganhador da promoção, porém vocês erraram o nome. Sou Lucas Brandão e não Marcelo Aragão. Lucas Correa Brandão Resposta: Desculpa nossa falha, Lucas. Segue agora a foto com o nome correto. Lucas Brandão, vencedor da promoção Bote Fé no Leão Erros grosseiros Li a primeira edição da revista Vitória Magazine e na matéria Rumo à Série A, escrita por Yordan Bosco, existem alguns erros grosseiros. Primeiro o Barcelona de Guayaquil, que na matéria é citado como um clube colombiano, na verdade é o Barcelona Sporting Club, tradicional equipe de futebol equatoriana. Segundo, o Atlético Paranaense foi campeão brasileiro da Série A em 2001, contra o São Caetano, e não em 2004, como na matéria. Em 2004, o campeão brasileiro foi o Santos Futebol Clube. Att. Luiz Valente Neto Resposta: Nobre Luiz, muito obrigado pelas correções e pela gentileza de apontar nossos erros grosseiros. Estamos trabalhando para minimizá-los já nesta segunda edição. Só não podemos prometer zerá-los, pois é difícil. Valeu a colaboração e grande abraço! Recursos inexcedíveis Olá, amigos da revista Vitória Magazine. Com vivo interesse li todas as páginas do primeiro exemplar da revista oficial do Esporte Clube Vitória - Vitória Magazine - e a que ora me reporto para assinalar minha fecunda alegria tanto pelo que se escreveu, assim como pelo projeto gráfico e de tratamento de imagens. O editorial Estamos na Área foi um convite que me foi dirigido a de uma só vez afundar, página a página, todo o consistente conteúdo com recursos pictóricos rubro-negros inexcedíveis. Sinceros parabéns! Minha expectativa é muito grande para a chegada da próxima edição. Cordiais saudações Iraci de Souza Spínola Resposta: Ora, pois, Iraci, ficamos lisonjeados com tamanho reconhecimento. É de um regozijo incomensurável saber que temos leitores como você. 16

10 giro curta Para poder doar sangue, as pessoas com 16 e 17 anos de idade só podem fazê-lo com autorização formal e a presença de um responsável no local da doação 18 Foto: Felipe Oliveira Foto: Divulgação EC VITÓRIA Uelliton recebe homenagem de aniversário No dia que completou 25 anos, o volante Uelliton voltou a ter seu nome chamado pela torcida, que cantou parabéns e atendeu ao pedido de perdão do jogador. Feliz, o capitão foi homenageado no vestiário com um bolo de chocolate. Não teve presente melhor que a torcida gritar meu nome, além da vitória, disse Uelliton. Estou imensamente feliz com o perdão da torcida. O capitão fez aniversário no dia 28 de agosto, quando Leão homenageia supervisor Mário Silva Aniversariante do dia 30 de agosto, o supervisor Mário Silva foi homenageado antes do jogo VITÓRIA x Criciúma (4 de setembro), quando o presidente Alexi Portela Júnior entregou-lhe uma camisa com o número 43, referência aos anos de trabalho do funcionário. Mário, que chegou ao clube como office boy e foi posteriormente efetivado na função de supervisor, é o funcionário mais antigo do clube. Surpreso com a homenagem, ele ficou bastante emocionado e agradeceu aos companheiros. O volante se emocionou ao ter seu nome cantado pela torcida o Rubro-Negro venceu o Barueri por 1x0. Quem também foi homenageado no Barradão, só que no dia 12 de junho, na vitória contra o Guarani, foi o atacante Marquinhos. Ele completou 100 jogos como profissional com a camisa rubro-negra. O vice-presidente Carlos Sergio Falcão, acompanhado do gestor de futebol Raimundo Queiroz, entregou uma placa de prata ao jogador, que entrou em campo com a camisa número 100. Tácio Caldas ganha bola da Penalty O estudante de Direito Tácio Caldas é o grande vencedor da promoção Gol do Leão, da revista Vitória Magazine. Graças à emocionante descrição de um gol do Rubro-Negro sobre o Grêmio, do Brasileirão de 2009, ele ganhou uma bola oficial da Penalty. Torcedor venceu promoção Gol do Leão com declaração emocionante Foto: Yordan Bosco Memorial ganha faixa de campeão de 1963 O delegado e jornalista Antônio Matos, 64 anos, deu um grande presente ao VITÓRIA. Ele entregou ao vice-presidente do clube, Carlos Sérgio Falcão, a faixa de bicampeão juvenil invicto, que recebeu em 1963 ao conquistar o título, como lateral-esquerdo titular, para integrar o acervo do Memorial 13 de Maio. Tínhamos como destaques daquele time Domingos, no gol, Márcio Mont Alegre (ex-presidente do clube), meu amigo-irmão, no meio da zaga, e os gêmeos Paulo e Roberto Adami de Sá, além de Wellington Sampaio, no meio de campo, e Santa Rosa que depois se transformou num excepcional quarto-zagueiro no ataque, disse um saudoso Matos, na época chamado de Nininho, um adolescente de 16 anos. Barradão é elogiado por diretor da CBF O diretor de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Virgilio Elísio da Costa Neto, destacou que o Estádio Manoel Barradas está entre os 10 maiores do Brasil, ao participar do seminário sobre Operações de Estádios, em Fortaleza. Os projetos baianos para a Copa do Mundo de 2014 também foram destacados no seminário. A Arena Fonte Nova foi observada como o primeiro estádio para a Copa do Mundo de 2014 que já está desenvolvendo o processo de operação. Planejamento estratégico do Leão tem metas ousadas até 2020 Uma das principais referências de administração entre os grandes do futebol do Brasil, o EC VITÓRIA deu mais um passo importante para a consolidação profissional da sua gestão e do futebol. No início de setembro, a diretoria do Leão e o Instituto de Gestão, Educação, Política e Estratégia (Ingepe) apresentaram o planejamento estratégico do clube para o período entre 2012 e Intitulado Vitória: um Presente para o Futuro, o programa consiste em uma série de ações e estratégias administrativas que têm como principal meta colocar o Rubro-Negro entre as dez maiores instituições do futebol brasileiro até O VITÓRIA sempre foi vanguarda no futebol nordestino e agora o alvo é colocar o Rubro-Negro conhecido nacional e internacionalmente pela qualidade da gestão, pelas conquistas no futebol profissional, pela presença nos esportes olímpicos e pela excelência nas categorias de base. O planejamento estratégico é que vai balizar todas as metas e é importante saber para onde vamos como agremiação esportiva. Não há vento favorável a quem não sabe para que porto quer navegar, comentou o vice-presidente do clube, Carlos Falcão, que destacou ainda a qualificação profissional de todos. Diagnóstico Foram seis meses de levantamento de diagnósticos e oficinas com os mais diversos segmentos do clube para planejar o futuro da instituição a partir do pensamento, das vozes e das propostas de conselheiros, diretores, funcionários, torcedores e representantes da imprensa especializada. Todo o processo foi dividido em quatro fases: diagnóstico completo, delineamento da política de recursos humanos, construção do planejamento estratégico e relatório final. O planejamento tem o objetivo de aprender com o passado para pautar nossas ações do presente e construirmos um amanhã de muitas outras vitórias, explicou o presidente Alexi Portela Júnior. É chegada a hora de nós, rubro-negros, de posse dos valiosos instrumentos que foram construídos até aqui, arregaçarmos as mangas e fazermos o que for necessário para que o nosso amado clube possa cumprir sua missão, concretizar sua visão e alcançar todos os seus objetivos, sempre pautados nos valores que nos fazem ser muito mais que um time de futebol, destaca Portela. De acordo com o presidente do Ingepe, Rodrigo Santos, nenhum outro time teve a coragem de fazer um autorretrato como o VITÓRIA fez. Para buscar oportunidades, tem que mostrar suas falhas. Por isso foi feita uma radiografia completa em todas as áreas estratégicas da instituição. Da gestão, do futebol, da comunicação, da base, entre outros setores, explica. Entendemos que tudo que vai acontecer a partir de agora vai ser fundamental para o sucesso do planejamento. Hoje o VITÓRIA tem um planejamento estratégico que não deve nada a nenhum outro clube do Brasil, complementa Rodrigo Santos. O presidente do Ingepe, Rodrigo Santos, passa o planejamento às mãos Silvoney Sales, observados por Alexi Portela 19 Foto: Yordan Bosco

11 paixão no Barradão A peregrinação de Marcus Lyrio acompanhando o VITÓRIA começou nas últimas rodadas da Série A de 2010 Fotos: Arquivo pessoal Sempre viajei para ver, em média, uns dez jogos por ano fora de Salvador. Decidi continuar a viajar para ajudar o VITÓRIA no retorno à Série A, e depois de 80 jogos me planejei para seguir até os 113 em homenagem ao aniversário do clube Homenagem às andanças pelo Brasil, em nome do amor ao Rubro-Negro Marcus com família no Frasqueirão (RN) em 2011, um ano antes de atingir a marca dos 113 jogos seguidos 113 jogos seguidos no 113º aniversário do Leão O engenheiro e empresário Marcus André Lyrio completou a simbólica marca no jogo ABC 0x1 VITÓRIA, em Natal (RN). Em pouco menos de dois anos ele percorreu 112 mil quilômetros e foi a 29 cidades Você toparia o desafio de assistir a mais de 100 jogos consecutivos do VITÓRIA, dentro e fora de Salvador? Num período de quase dois anos, você deveria gastar mais de R$ 30 mil em viagens, hospedagens e ingressos, percorreria 112 mil quilômetros e 29 cidades de quatro regiões do país. Enfrentaria a fúria de algumas torcidas organizadas de outros estados e constantemente se veria longe da família. Complicado, não? Pois o engenheiro químico e empresário Marcus André Lyrio, 36 anos, alcançou a façanha de acompanhar o Leão em 113 jogos seguidos, justamente no ano em que o clube completa 113 anos. Tudo começou em O ano tinha iniciado bem com a conquista de mais um tetra estadual e a participação na final da Copa do Brasil, mas terminava de maneira inesperada. Em 7 de novembro daquele ano (na véspera do aniversário de Marcus), o VITÓRIA perdeu por 1x0 para o Cruzeiro, no Barradão. Restavam quatro jogos para o fim do campeonato e o Rubro-Negro seguia ameaçado na tabela. Foi ali que ele decidiu seguir o time em todos os jogos restantes, Por Francisco Ribeiro dentro e fora de casa, para ajudar na corrente contra o rebaixamento. Não deu. O VITÓRIA amargou a vaga que restava no Z4, perdendo para o Atlético-GO apenas no número de vitórias. Mas a tragédia rubro-negra não abalou Lyrio, que prometeu continuar fazendo valer a máxima de que estamos contigo em qualquer lugar, presente em um dos versos do hino antigo. Fui um dos fundadores da torcida Os Imbatíveis e sempre viajei para ver, em média, uns dez jogos por ano fora de Salvador. Decidi continuar a viajar para ajudar o VITÓRIA no retorno à Série A, e depois de 80 jogos me planejei para seguir até os 113, em homenagem ao aniversário do clube, conta. Presentão Exatamente um ano e dez meses depois, percorridos mil quilômetros, em viagens aéreas e pelas estradas do Brasil, enfim ele assistiu ao 113º jogo consecutivo, justamente na vitória heroica, nos últimos segundos, por 1x0 sobre o ABC, em Natal. Não poderia ter sido melhor! Mas confesso que já estou ficando coroa e esse tipo de jogo é muito complicado para o coração, brinca. O desfecho eletrizante da partida foi um verdadeiro presente ao final da louca empreitada. Final? Eu já havia comprado passagens para quase todos os jogos até o final do primeiro turno do Brasileiro e estou garantido em mais algumas viagens até o final do ano, revela Marcus Lyrio. Mas, mesmo com presença certa em mais alguns jogos, Marcus, que é pai de três filhos, promete diminuir o ritmo após Fica um pouco maçante por causa da família, explica. Mas a esposa, a professora Tânia Mara, 37, desconfia. Acho que ele não vai conseguir parar. Já se acostumou com tudo isso e vai acabar viajando para ver mais jogos, diz Tânia, que também é rubro-negra e de início achou tudo uma loucura. Depois, fui vendo a empolgação dele e acabei me acostumando. Até fui assistir a um jogo junto com nossos filhos, em Natal, no ano passado, lembra. João Vitor (9), Pedro Lucas (8) e Maria Vitória (7) formam o time de pequenos rubro-negros da casa. O início da família também é ligado ao VITÓRIA, pois Marcus e Tânia se conheceram nos anos 90, justamente Ilustração: Guri Comunicação no Barradão. Eu fazia parte da antiga Torcida Jovem e ela cursava Educação Física na Universidade Católica (Ucsal). Dois amigos meus de torcida, Rubinho e Flávio, também estudavam lá e a gente se via sempre, lembra Marcus. O trabalho de Lyrio também é ligado ao EC Vitória. Ele é dono da loja Leão da Barra do Shopping Paseo Itaigara, em Salvador. Além disso, uma das quatro tatuagens que possui mostra o mapa do Brasil, o escudo do Leão e os dizeres que comprovam a fidelidade do torcedor rubro-negro: Estamos contigo em qualquer lugar

12 paixão no Barradão curta A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) fornece hemocomponentes (hemácias, plaquetas e plasma) para todas as unidades hospitalares assistenciais do estado da Bahia Fotos: Zecops Gabriel Araújo, lateral esquerdo do Vitória Torcedor ilustre Quem estava nas cadeiras do Barradão, assistindo ao jogo Vitória 2x0 Avaí, foi o lateral esquerdo, então recentemente contratado, Gabriel Araújo. Torcedor do Leão desde criança, o jogador, de 21 anos, destacou a emoção de ver pela primeira vez um jogo na condição de atleta do VITÓRIA: Fiquei meio nervoso, porque queria tá lá embaixo, ajudando os companheiros. Mas, como não deu, fiquei na torcida. Emoção total. Estreia em grande estilo Estreante no Barradão, o pequeno João Miguel Soares, de 2 anos, estava muito à vontade. Pulava, corria, brincava, mas sempre olhando para o campo. Filho de rubro-negros, João foi levado pelo tio, o administrador de empresas Bruno Palmeira. De acordo com Palmeira, o moleque é apaixonado por bola e só quer ficar vestido com o manto rubro-negro. Presença certa Faça chuva, sol ou ventania, a bancária Lícia Magalhães Oliveira e o marido, José Oliveira, são presenças certas nos jogos do VITÓRIA, nas cadeiras do Barradão. Pura confiança, a torcedora afirma que o Leão vai subir para a Série A e destaca a alavancada do time nos 13 primeiros jogos. Momentos inesquecíveis? O casal Oliveira destaca duas partidas de 2010: a decisão do Baianão e a final da Copa do Brasil, contra o Santos. Lícia e José Oliveira, de boa Confiança entre amigas Batom, maquiagem, cabelos arrumados, camisa do time e muita confiança. É assim que as amigas Nelma França, Luana Tavares e Tainá Moraes adoram ir, juntas, ao Barradão. Vizinhas e parceiras de arquibancada, todas são apaixonadas pelo VITÓRIA. Junto com elas estão sempre o maridão e os filhos de Nelma, que concorreu para ser musa do time em Tainá e Luana são filhas de rubro-negros. Essa parceria é de sucesso. Sempre trazemos sorte ao nosso time, afirma Tainá. Paixão em família O Industriário Lázaro Soares pode se orgulhar da família quando o assunto é torcer para o Leão. Sempre que pode, vai ao Barradão levar vibrações positivas para o time, com a mulher, Lusimeire, e as filhas, Larissa, 13, e Luana, 6. Nos conhecemos rubro-negros e as meninas já nasceram VITÓRIA, conta Lázaro. Toda vez que estamos juntos aqui, o Leão sempre vence, diz Larissa. Lusimeire, Larissa, Lázaro e Luana Tal pai, tal filho Os garotos Pedro e Luigi estão no mesmo caminho do pai, o empresário Manoel Mute. E que caminho bom. O trio está sempre no santuário rubro-negro, torcendo pelo Leão. Os garotos adoram o programa e sempre levam sorte para o time. Eles nasceram rubro-negros, conta o pai, coruja e confiante pelo acesso do time este ano. Manoel Mute e os filhos Luigi e Pedro Nelma, Luana e Tainá O pequeno João Miguel aprontou na sua primeira ida ao Barradão 22 23

13 Copa do Nordeste Para se associar ao programa de sócio-torcedor do VITÓRIA, ligue para (71) Foto: Divulgação Pentacampeão da competição, o VITÓRIA briga pelo bicampeonato consecutivo, já que foi vencedor da última versão, em 2010 Nordestão volta com força em 2013 Competição contará com 16 clubes, acontece entre os dias 19 de janeiro e 17 de março e será transmitida pela Rede Globo e pelo canal Esporte Interativo Em solenidade realizada no Hotel Marina Park, em Fortaleza (CE), foi lançada oficialmente, no dia 13 de setembro, a 10ª versão da Copa do Nordeste. A competição, promovida pela Liga do Nordeste e pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), terá 16 clubes e acontece entre os dias 19 de janeiro e 17 de março. Durante o lançamento, que contou com a presença do presidente da CBF, José Maria Marin, o presidente rubro-negro, Alexi Portela Júnior, foi aclamado, pela assembleia, como o novo presidente da Liga do Nordeste. A prova será dividida em uma primeira fase de grupos, seguida de mata-mata, a partir das quartas de final. O sistema de sorteio tem como inspiração a Liga dos Campeões da Europa. Pentacampeão da competição e vencedor da última versão, realizada em 2010, o VITÓRIA inicia na Copa do Nordeste 2013 no dia 20 de janeiro e será o cabeça de chave do Grupo C, composto ainda por América (RN), Asa (AL) e Salgueiro (PE). O critério de seleção dos 16 participantes é baseado nas colocações nos campeonatos estaduais. A Copa do Nordeste 2013 terá transmissões das emissoras da Rede Globo e do canal Esporte Interativo. A Globo transmitirá um jogo por semana para a região Nordeste, enquanto o Esporte Interativo exibirá duas partidas para todo o Brasil a cada semana. A competição voltará com toda força, pois estimulará a rivalidade regional e promoverá as equipes nacionalmente. Vale destacar ainda a expectativa de estádios cheios durante os jogos. Além de reacender a rivalidade entre os clubes da região dentro do campo, o Nordestão vai voltar a representar uma receita extra, que vai nos ajudar a montar equipes mais competitivas para entrarmos fortalecidos nas competições nacionais, acredita o presidente Alexi Portela Júnior, que sempre foi um dos principais defensores da competição. O campeonato trará mais visibilidade. Não apenas para o VITÓRIA, mas também para os demais clubes da região, complementa o presidente, que esteve em Fortaleza acompanhado do vice, Carlos Falcão, e do diretor Nilton Almeida. O presidente da CBF, José Maria Marin, também destacou a oportunidade de reeditar a competição. O torcedor do Nordeste, apaixonado pelos seus clubes, capaz de quebrar recordes de comparecimento de público, terá agora, em boa hora, mais uma oportunidade de demonstrar a força do futebol na região. A Copa do Nordeste volta para ficar, é uma realidade no nosso calendário, explica Marin. O vice-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, e o diretor de Competições, Virgílio Elísio, também estiveram presentes, assim como o presidente da Federação Baiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues, e os demais representantes das federações dos demais estados da região. Grupos da 1ª fase Grupo A: Bahia, Ceará, ABC e Itabaiana Grupo B: Sport, Fortaleza, Confiança e Sousa Grupo C: VITÓRIA, América/RN, Asa e Salgueiro Grupo D: Santa Cruz, CRB, Campinense e Feirense Fotos: Zecops 24 25

14 fera rubro-negra curta Ramos chegou à Base do VITÓRIA com 10 anos de idade e, aos 19, no primeiro ano como profissional, foi vendido para o Standard de Liége, da Bélgica Victor Ramos Estou no meu melhor momento Por Yordan Bosco De bem com a vida e muito feliz por estar de volta ao VITÓRIA e a Salvador, depois de três temporadas na Bélgica, o zagueirão Victor Ramos é uma das principais peças rubro-negras na brilhante campanha do time para retornar à Série A. Inquieto, irreverente e franco, ele comemora a atual fase nos gramados - que considera a melhor de sua carreira - e destaca que as experiências adquiridas na Europa o fizeram amadurecer muito. Ramos fala também sobre sua paixão pela vida e confessa não estar nem aí para as especulações da mídia sobre sua vida pessoal desde que começou um namoro com a modelo e ex-paniquete Nicole Bahls Estou em casa outra vez. Precisava muito disso. Amo este clube, esta torcida, este ambiente daqui, onde tudo começou. É maravilhoso estar na minha cidade, nas minhas origens O ambiente é de total tranquilidade. O silêncio e a paz da Concentração Vidigal Guimarães permitem ouvir a sinfonia de pássaros, ecoada das diversas árvores espalhadas pelo hotel rubro-negro. Por volta das 16h, na véspera do jogo contra o CRB (que o Leão venceu por 1x0), alguns jogadores, a exemplo de Nino Paraíba, Leílson, Michel e Neto Baiano, saem direto do cochilo da tarde para o quiosque que abriga um salão de jogos, um refeitório e uma sala de cinema. Eis que surge o xerifão da zaga rubro-negra, no alto dos seus 1,92 metro. Ele chega meio sonolento, mas, logo, logo, o sorriso e a empolgação aparecem e a cara de maresia vai embora. À beira da piscina, o papo começa a desenrolar. Victor Ramos Fonseca tem os traços característicos de um jovem vencedor de 23 anos. Inquieto, direto e determinado, ele não foge às perguntas, diz tudo na lata. Mas coloca sempre a emoção à frente. Emoção, por sinal, é o que não falta quando o assunto é sua relação com o Leão. Ele não esconde a felicidade e o orgulho de estar de volta depois de três anos na Bélgica. Principalmente por fazer parte de um grupo especial, formado por diversos amigos de Base. Um dos artilheiros do VITÓRIA na Série B, com cinco gols até a 25ª rodada, Victor Ramos é um zagueiro veloz, pegador, seguro e de bom passe. Ele tem sido decisivo, tanto na defesa quanto no ataque, na excelente campanha do time para retornar à elite do futebol brazuca. O cara tem dado sangue e o reconhecimento da torcida é recíproco. A cada jogo no Barradão seu nome é aclamado e isso tem incentivado o jogador, que passa, segundo o próprio, pelo melhor momento da carreira. Ares europeus Ramos chegou à Base do VITÓRIA com 10 anos de idade e, aos 19, no primeiro ano como profissional, foi vendido para o Standard de Liége, da Bélgica. Na Europa, evoluiu tecnicamente e viveu novas experiências de vida que o ajudaram a amadurecer muito. Fui muito novo, sofri, mas me habituei. Conheci outros países e aprendi a me virar no francês. Fui com contrato de quatro anos, mas na terceira temporada pedi aos dirigentes para voltar para o Brasil, explica o zagueiro, que no ano da transferência, em 2009, chegou a ser convocado pela Seleção Canarinho para disputar o Mundial Sub-20 do Egito. Mas, como não era obrigatório, a CBF o liberou, a pedido do clube belga. Victor Ramos arriou as malas em Liége com moral e logo assumiu a vaga de titular. Disputou a Champions League e a Copa da Uefa e sagrou-se campeão da Supercopa da Bélgica - no ano que chegou - e da Copa da Bélgica - na temporada 2010 /11. Vivi momentos bons e ruins na Europa, o que é normal. Fui com uma namorada na época. É complicado morar sozinho fora do país, principalmente quando se é muito novo. São outros costumes, outra língua. Minha mãe ia sempre, minha irmã também, e cheguei a morar com um amigo. Amadureci como profissional, como pessoa e, graças a Deus, foi um momento muito bom e uma oportunidade única. Cheguei a jogar com 15 graus negativos. Treinava e jogava com várias camisas por baixo, agasalhos, luvas e gorro. O frio às vezes desanimava, mas mesmo assim aprendi muito, fui ídolo da torcida e ganhei títulos, detalha. Lá, o futebol é mais duro. Os juízes não marcam qualquer falta. Do pescoço pra baixo é canela, brinca. Sangue rubro-negro Antes de retornar à Toca, no início deste ano, Victor Ramos teve uma passagem pelo Vasco da Gama no segundo semestre de 2011, mas não se firmou no time carioca devido a uma série de contusões. Melhor para a torcida rubro-negra, que o recebeu de braços abertos. Disputou o baiano, foi Foto: Fabriciano Júnior

15 fera rubro-negra 28 um dos que mais atuaram nesta temporada e revela que está muito feliz no Leão. Estou em casa outra vez. Precisava muito disso. Amo este clube, esta torcida, este ambiente daqui, onde tudo começou. É maravilhoso estar na minha cidade, nas minhas origens. É bom ir à praia, dá uma saidinha nos dias de folga e estar perto da família, comemora. Em relação ao time, Ramos explica que está encaixando, tudo está dando certo e o grupo tá fechado e unido. Estamos em um só pensamento, em uma só maré. Tá todo mundo remando junto e todos focados em um principal objetivo, que é subir com o VITÓRIA para a Série A. Ele ressalta ainda que o fato de ter muitos jogadores formados na base proporciona uma identificação do elenco com o clube. Já joguei com muita gente do time. Com Vovô - Uelliton - Dankler, Gabriel, Léo, Marquinhos, entre outros. Acho que isso faz a diferença e contagia os outros jogadores, acredita. É natural que um cara da Base tenha um carinho especial pelo clube, pelos funcionários e pelos colegas, pois só a gente sabe o que passou aqui dentro. Desafio da Série B No Brasil, Victor Ramos havia disputado uma Série A pelo Rubro-Negro em 2009 e outra pelo Vasco no ano passado. Com a quarta participação do VITÓRIA na Série B, o zagueiro experimenta uma nova experiência na carreira e tem se adaptado fácil à nova rotina de viagens e a um estilo de jogo muito diferente. Os campos, os estádios e as viagens têm outras características. Temos vivido verdadeiras aventuras. Na Série A você tem mais espaço pra jogar, enquanto na série B é mais pegado, corrido, bola lá e bola cá. Muito desgaste, mas vim pra cá sabendo que seria assim e estou feliz. Quero botar o Vitória no caminho certo da Série A, promete. Como exemplo das aventuras da competição, Ramos destaca a ida para Varginha, em Minas Gerais, para jogar contra o Boa Esporte. Depois de uma viagem de avião até Belo Horizonte, o grupo teve que ir de ônibus por mais seis horas. Tu tá comentado Desde quando começou a namorar a modelo e ex-paniquete Nicole Bahls, Victor Ramos passou a virar assunto nacional em sites de fofoca e de celebridades. Na volta ao Brasil, a vida pessoal começou a ser exposta, com constantes especulações sobre a vida do casal. A rotina foi novidade na vida do jovem jogador, já acostumado à frieza e à imparcialidade belga quando o assunto é a vida alheia. Mas quem pensa que ele se abala com o assédio da mídia está muito enganado. Não está nem aí. É normal você virar notícia por namorar uma pessoa famosa. Você termina caindo no foco da também. Mas não estou nem aí, isso não preocupa, não me abala, minimiza. E, no momento de felicidade que Victor Ramos vive profissionalmente, pouca coisa lhe abala mesmo. Estar de novo em Salvador, com minha família e meus amigos, é muito bom. Ele conta que tem trabalhado duro, está muito focado no time, mas, assim como todo jovem da sua idade, tem curtido a vida bastante. Mas com moderação, é claro, destaca. Gosto de ir à praia, de pegar uma nightzinha e dar uma voltinha. Não vou mentir que gosto de uma balada. Tem jogador que mente, dizendo que não gosta, mas comigo não tem isso não. Não mascaro. Umas duas vezes na semana gosto de dar um rolezinho, até para pegar um gás novo (risos), confessa. Faço coisas que não prejudicam minha atividade profissional. Também saio muito para almoçar e jantar com minha família, principalmente com minha avó. Ramos conta ainda que sempre vai à praia tomar um banho de mar e relaxar. Olhar a galera (mais risos). Foto: Felipe Oliveira Ramos é um dos artilheiros do VITÓRIA no Brasileirão da Série B, com 5 gols

16 Sangue rubro-negro salva vidas Por Yordan Bosco O VITÓRIA sempre deu sangue por você. É hora de retribuir. Doe. foi um dos slogans da campanha Foto: Felipe Oliveira O Leão iniciou a campanha em 30 de junho, quando entrou em campo sem as listras vermelhas da camisa Foto: Zecops Entre os meses de junho e agosto, o VITÓRIA realizou uma campanha de doação de sangue inédita entre os clubes de futebol do Brasil, intitulada Meu Sangue É Rubro-Negro. O Leão abriu mão temporariamente do vermelho na camisa - começou com listras pretas e brancas e foi recolocando a cor à medida que as doações foram aumentando. A ação teve repercussão internacional, sensibilizou o país inteiro para a dificuldade dos bancos de sangue equilibrarem seus estoques e aumentou em 47% a quantidade de doadores na Fundação Hemoba, que é o maior hemocentro da Bahia O ano de 2012 não vai ficar marcado na história do EC VITÓRIA apenas pela brilhante campanha na Série B e pelo provável acesso com o título. Esta temporada será lembrada pela ousadia do Leão em tirar temporariamente o vermelho da camisa para salvar vidas. A campanha Meu Sangue É Rubro-Negro - idealizada pela agência de propaganda da Penalty, a Leo Burnett, e realizada em parceria com o Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab) - repercutiu em todo o país e até na imprensa internacional. A ação, que mobilizou torcida, jogadores, patrocinadores, autoridades, artistas, órgãos públicos, imprensa e a população, foi responsável pelo aumento de 47% no volume de doação de sangue do principal hemocentro da Bahia, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba), durante 46 dias. A iniciativa de tirar todas as quatro listras vermelhas da camisa rubro-negra e ir recolocando-as à medida que o volume de doações fosse aumentando foi ousada e desafiadora. Porém, os resultados do time em campo, a nobreza da causa em si e um eficiente planejamento de mídia, arquitetado pelo Departamento de Marketing do VITÓRIA, de imediato contagiaram os corações dos baianos, rubro-negros ou não, e alertaram todo o país para um dos problemas que mais preocupam as autoridades mundiais de saúde, que é a manutenção de um nível necessário dos estoques de bolsas de sangue para doação. A campanha iniciou quando o Rubro-Negro entrou em campo no dia 30 de junho, na vitória de 2x0 contra o Avaí, com listras pretas e brancas no uniforme. Na quarta partida se- guinte no Manoel Barradas, no triunfo também de 2x0 sobre o Guaratinguetá, em 14 de agosto, finalmente o manto sagrado do Leão teve todo o seu vermelho de volta. O sucesso da campanha superou todas as expectativas. Inicialmente, a estimativa de aumento nas doações era em torno de 25%, mas o estoque de bolsas de sangue da Fundação Hemoba teve um aumento quase duas vezes maior que esta projeção. O VITÓRIA é um clube que não pensa só no futebol, pensamos muito no lado social também. Isso foi uma sacada muito grande que, graças a Deus, deu certo e mostra que com um detalhezinho a gente consegue reverter um problema social que é a falta de doadores de sangue na maioria dos hospitais, analisa o presidente do Leão, Alexi Portela Júnior. Se cada um fizer sua parte, nós vamos conseguir dar um pouquinho mais de qualidade de vida para as pessoas que precisam. De acordo com o gerente de Marketing do clube, Adilson Baptista, quando a ideia foi apresentada, em dezembro do ano passado, de imediato a diretoria gostou e concordou em participar da campanha que, naquela época, ainda não tinha nome, parceiros nem slogan. Desde abril, começamos a conversar com todos os parceiros da campanha. A Secretaria da Saúde do Estado, a Fundação Hemoba, a OAS Empreendimentos, o Jornal A Tarde, além da Penalty e da agência Leo Burnett. Todas as peças da campanha (anúncios, VTs, outdoors, folheteria, entre outros) ficaram prontas no final de maio, e foram Ilustração: Guri Comunicação 30 31

17 Foto: Zecops Ilustração: Guri Comunicação Robinson Almeida O sangue rubro-negro é a paixão do torcedor O Secretário de Comunicação do Estado da Bahia, Robinson Almeida, fez uma avaliação sobre os resultados da campanha, louvou a atitude do EC VITÓRIA e comentou a participação do poder público estadual no projeto. Vitória Magazine - Fale sobre a participação do Governo, através da Fundação Hemoba, nessa campanha: Robinson Almeida - Para o Governo da Bahia, esta parceria com o VITÓRIA foi super válida, porque resultou no aumento do estoque nos bancos de sangue e das doações, em mais de 40%. A equipe de Marketing do VITÓRIA, junto com a Sesab, conseguiu fazer uma ampla mobilização da sociedade e quem ganhou foi o povo baiano, pois teve o banco de sangue com a sua capacidade aumentada e muitas vidas foram salvas a partir da campanha. VM - Qual o efeito do apelo de um clube de futebol, sobretudo da maneira criativa como foi feito, para doação de sangue? RA - Primeiro, a forma inédita de um clube de futebol estar associado à campanha de doação de sangue, pelo menos aqui na Bahia, e fazer com que a paixão pelo clube fosse o capital mobilizado das pessoas para doar o seu sangue. Metaforicamente, o sangue rubro-negro, que é a paixão do torcedor, virou o sangue vermelho nas bolsas da Fundação Hemoba para abastecer o seu banco Torcedor Ilberto Santos foi fazer sua doação e encontrou os ídolos Gabriel Paulista e Pedro Ken e atender à sociedade. Foi muito convergente e criativa a campanha, porque trabalhou com elementos simbólicos da emoção do futebol, do trocadilho do sangue, que é o suor pela camisa, com o sangue real que salvou várias vidas a partir desta iniciativa. VM - Fale sobre o esforço do clube de tirar momentaneamente a cor de maior identificação do uniforme, por uma questão tão nobre: RA - Eu achei de uma grande ousadia, porque a camisa é chamada de manto sagrado. São coisas difíceis de mexer, que dão identidade ao time, que é rubro-negro por conta do vermelho na camisa. Deu certo esta ousadia, com a adesão da torcida de uma forma muito intensa e que combinou também com um momento muito positivo da campanha na série B do campeonato brasileiro, e isto criou uma sinergia mobilizadora para doação. Foto: Divulgação / Secom produzidas as primeiras camisas para o dia 30 de junho. Para reforçar o apelo, rubro-negros ilustres convocaram a torcida através de depoimentos em vídeos institucionais, produzidos para a campanha.. Em um deles, o ator Wagner Moura, o Capitão Nascimento do filme Tropa de Elite, narra um texto emocionante, em que o sangue rubro-negro faz um apelo aos torcedores e depois vem o slogan: O VITÓRIA está jogando sem o vermelho em sua camisa, e só com a sua doação de sangue a cor vai voltar ao normal. Outros VTs trazem depoimentos pessoais do próprio Wagner Moura, de Durval Lellys, do jogador Pedro Ken, do presidente Alexi Portela Júnior, do radialista Renato Lavigne, entre outros. Além de idealizar a campanha para o VITÓRIA, a Penalty também mergulhou fundo para fazer dela um sucesso. Nos sentimos muito orgulhosos em participar de uma ação tão importante como essa. Foi muito bem aceita pelos torcedores, declara o gerente de Relações Esportivas da empresa, Carlos Augusto Saraiva. Esta foi uma atitude admirável, pois o clube abriu mão momentaneamente da tradição de seu uniforme, pensando somente na campanha, que, por fim, foi bem aceita por todos os rubro-negros e também pela sociedade, complementa Saraiva. Estrelas dão sangue Durante quase dois meses, a Fundação Hemoba teve uma movimentação intensa de doadores, motivados pelo incentivo do Leão. Todos os setores do clube compareceram. No dia em que atendeu o apelo do time do coração e foi fazer sua doação, o promotor de vendas Ilberto Souza Santos, 32 anos, deu a sorte de encontrar os ídolos Pedro Ken e Gabriel Paulista. O torcedor estava feliz e orgulhoso por contribuir para uma causa tão nobre e poder bater um papo com os ídolos. É uma iniciativa muito boa. No início, achei um pouco estranho ver meu time jogar sem o vermelho na camisa. Mas quando você começa a ver os resultados, as pessoas doando e o estoque de sangue subindo, aí é que vemos a importância da campanha, comenta Ilberto Santos. Espero que outros clubes se sensibilizem e ajudem nesta causa. O VITÓRIA sai na frente mais uma vez, comemora o torcedor. Ao lado de Ilberto, o meia Pedro Ken reforçou a importância da iniciativa rubro-negra. É muito louvável o VITÓ- RIA usar o poder de influência entre os torcedores para ajudar a salvar vidas. Poderia ser no Brasil inteiro, sugere uma das principais estrelas do time na campanha do acesso à Série A. O zagueiro Gabriel Paulista também fez coro para elogiar a iniciativa do VITÓRIA. É gratificante, a cada jogo, a gente ver o vermelho voltando à camisa e saber que os torcedores estão doando sangue. Déficit de doadores A campanha Meu Sangue É Rubro Negro é mais uma ação pioneira e inovadora do VITÓRIA, que tradicionalmente promove a cidadania. A campanha fez os rubro-negros chamarem a atenção de todo o país para um problema recorrente de saúde pública. Segundo a Organização Mundial da Saúde, para atender a demanda de sangue é preciso que 3% das pessoas sejam doadoras. Na Bahia, apenas 1% da população se enquadra nesse perfil. Já a média brasileira de doadores é de 2,5%. O secretário da Saúde da Bahia, Jorge Solla, celebra o sucesso da campanha e aponta as dificuldades da rede pública para atender a demanda de pacientes que necessitam de doação de sangue. Com a ampliação da rede hospitalar na Bahia, foram novos leitos e cinco novos hospitais. Aumentou muito a capacidade de atender a população. E essa é uma matéria-prima essencial, que a gente não compra na farmácia, que depende da solidariedade e da decisão de cada um de fazer a sua parte nesse processo, alerta Solla. Existe uma mobilização constante da Secretaria da Saúde da Bahia e da Fundação Hemoba para captar doadores 32 33

18 de sangue. São trabalhos permanentes, nas unidades hospitalares e na mídia, para conscientizar sobre a doação voluntária. A instituição criou projetos importantes, a exemplo do Doador do Futuro e do Hemoba Solidário. O primeiro orienta os jovens e adolescentes, que serão os futuros doadores. Já o segundo estimula a doação entre os funcionários da própria fundação. A média de comparecimento ao hemocentro é de 150 pessoas por dia, com aproximadamente 110 doações efetivadas. Muitos candidatos que comparecem estão impossibilitados de fazer a doação ao final da entrevista, por algum motivo clínico. O ideal é que tivéssemos uma média de coleta diária de 200 a 250 bolsas de sangue, explica o diretor de Hemoterapia da Fundação Hemoba, Marinho Marques. É importante que se diga que não existe um estoque de sangue em litros, trabalhamos com bolsas de sangue, destaca. Todo o sangue coletado em um dia pela instituição é enviado para as diferentes unidades hospitalares da rede de assistência pública do estado. Há um pequeno estoque estratégico, com algumas bolsas dos diferentes tipos de sangue, para o atendimento de alguma situação emergencial. Foto: Divulgação / EC VITÓRIA Foto: Divulgação / Hemoba Robinson Almeida com Alexi Portela e Carlos Falcão, no lançamento da campanha Galera da torcida Os Imbatíveis dá exemplo de cidadania e amor ao próximo Atletas olímpicos fazem sua parte Representantes das torcidas organizadas, jogadores, funcionários e atletas dos esportes olímpicos aderiram à campanha Meu Sangue É Rubro-Negro e foram doar sangue. Sob a coordenação do diretor de Esportes Olímpicos Mário Ferrari, atletas e comissões técnicas das equipes de judô, basquete, voleibol, remo, futebol feminino, boliche e a nadadora Mônica Veloso compareceram ao banco de sangue da Fundação Hemoba durante o mês de julho e deram exemplo de solidariedade e amor ao próximo. Foram mais de cem pessoas que se engajaram na campanha. Foto: Divulgação / EC Vitória Mais de 100 atletas dos esportes olímpicos do VITÓRIA foram doar sangue

19 entrevista Acelino Popó Freitas curta Me considero um Imbatível e acredito que todos que têm uma história de muita luta e superação, como a minha, e que torcem para o nosso time devem receber esse título Fotos: Jade Matarazzo Olhos de Leão Por Yordan Bosco Popó comemora com o filho Popozinho, 6 anos, a vitória sobre o paulista Michael Oliveira, em junho Cinco anos após pendurar as luvas, o tetracampeão mundial peso pena de boxe Acelino Popó Freitas aceitou o desafio de enfrentar a nova promessa do boxe brasileiro, o paulista Michael Oliveira, 22, no mês de junho passado. Aos 36 anos, o rubro-negro fez uma preparação especial e nocauteou o adversário. A vitória de Popó foi motivo de orgulho para todos os baianos, sobretudo para o pequeno Popozinho, 6 anos, filho do pugilista. O garoto sonhava em ver o pai lutar e botou pilha para ele voltar ao campo de batalha. Este foi apenas mais um capítulo da história de conquistas do guerreiro Popó, que hoje defende o esporte e os assuntos de interesse do povo em Brasília, como deputado federal. Em um papo com a Vitória Magazine, ele fala sobre a volta aos ringues, sobre seu amor pelo VITÓRIA, sobre política, entre outros assuntos VITÓRIA MAGAZINE - Popó, é verdade que sua volta ao ringue foi motivada por um pedido de um dos seus filhos? Fale como se deu isso. Popó - Popozinho nunca me viu lutar. Há tempos ele me pede para que eu faça uma última luta para ele acompanhar. E, quando apareceu a oportunidade de fazer a minha luta de despedida, eu pensei nele. Ele é o meu filho caçula, fruto do meu relacionamento de 10 anos com Eliana. Tem o meu nome - Acelino Popó Guimarães Freitas Jones. Uma criança linda que tem 6 anos de idade e gosta de esportes, como o pai. Ele treina judô. VM - Depois da vitória contra Michael Oliveira, você vai fazer outras lutas? P - Recentemente, Michael Oliveira me fez um novo desafio. Ele quer uma revanche. Eu aceitei e vou bater nele de novo. VM - Já passou por sua cabeça disputar mais um cinturão? P - Sim, mas acho que todo atleta tem a sua fase e a minha já passou. Acho que o esporte do momento é o MMA e os novos ídolos do Brasil e da Bahia já conquistaram o mundo. Torço para que os nossos boxeadores e campeões olímpicos possam trazer o boxe à tona novamente. VM - Como foi a entrega na preparação para enfrentar um adversário bem mais novo, considerado uma revelação, depois de cinco anos sem lutar? P - Bem tranquila. Com Ulysses Pereira, meu treinador há 10 anos, ao lado do meu irmão Luiz Cláudio, que é pugilista e o responsável pela minha entrada no mundo do boxe, e de Alejarra, meu grande amigo e preparador físico, treinei em curtos espaços de tempo, tentando conciliar a preparação para a luta com a atividade parlamentar. Quanto à idade, acredito que a experiência conta muito nessa hora. VM - Essa garra é de rubro-negro? O time tem uma história de luta e superação muito grande também. Fale de sua identificação com o Leão e com a torcida. P - Sou VITÓRIA desde que Bebeto jogou no time. Ele me ajudou muito no início da minha carreira. A partir daí, passei a admirar o time e me identificar com a torcida. Sou fã dessa torcida e gosto da bandeira Os Imbatíveis. VM - Fale sobre momentos inesquecíveis como torcedor do VITÓRIA: P - Foram vários momentos, porém, inesquecível pra mim foram as várias manifestações de carinho dos torcedores do VITÓRIA, dias antes da minha luta. Eles se movimentaram nas redes sociais e bombardearam meu twitter com mensagens positivas, desejando boa sorte e demonstrando a confiança que tinham na minha vitória. Isso sim foi inesquecível. VM - Hoje você é um deputado federal, mas construiu sua história por representar valores diferentes do que a maioria dos brasileiros atribui aos homens de Brasília. Fale sobre essa vida nova e como você lida com isso. P - Eu não me considero um político. Sou um esportista na politica com o intuito de ajudar a melhorar a vida das pessoas, principalmente as do meu estado. Achei que as coisas por aqui fossem mais fáceis, mas é muito difícil e burocrático. Tenho minhas revoltas quanto à apreciação de projetos que já deveriam ter sido votados e que não acontecem. A PEC dos policiais, a jornada de trabalho dos Detentor de quatro cinturões mundiais, Popó calou a boca do desafiante, 14 anos mais novo, com um nocaute enfermeiros, várias questões relacionadas aos aposentados que têm que contribuir até hoje com a Previdência. VM O que é mais difícil, lutar contra a burocracia ou derrubar os adversários no ringue? P - São muitas proposições importantes que deveriam ser votadas em regime de urgência, mas tudo depende de um colegiado. Costumo dizer que a vida de lutador é bem mais fácil do que a de deputado federal, pois quando eu subia no ringue a vitória dependia só da minha atuação. Aqui não, todo projeto que criamos para beneficiar e atender a população brasileira precisa passar por várias análises e aguardar aprovação de 513 deputados. VM - Seus filhos são rubro-negros? Vai ao Barradão com eles? P - Tenho seis filhos. Cinco são Imbatíveis e um apenas torce pelo Bahia. VM - E Os Imbatíveis, fale sobre sua relação com essa torcida e o carinho que eles têm com você. Você é um Imbatível? P - Como falei anteriormente, é a bandeira que mais aprecio. Me considero um Imbatível e acredito que todos que têm uma história de muita luta e superação, como a minha, e que torcem para o nosso time devem receber esse título. Gostaria de agradecer à torcida do VITÓRIA pelas manifestações de carinho e dizer que somos imbatíveis porque representamos um estado maravilhoso. Nossa cultura é viva, nosso povo abençoado e nossos esportistas são figuras marcadas porque se tornaram grandes ídolos. 36

20 ilustre torcedor Rubro-negro das Yuri Soledade Hoje, Yuri Soledade acompanha os jogos do VITÓRIA pela internet, mas antes tinha que ligar para saber os resultados O rubro-negro tomou gosto pelas ondas grandes no Brasil, mas aperfeiçoou as técnicas no Havaí ondas grandes Por Yordan Bosco Um dos surfistas mais respeitados do planeta quando o assunto é onda gigante, o baiano de Ilhéus Yuri Soledade, 36 anos, é rubro-negro fiel desde que se entende por gente. Ele mora no Havaí há quase 20 anos e ganhou notoriedade por arriscar o pescoço em ondas de mais de 20 metros de altura. Entre uma aventura e outra pelo mundo, Soledade comanda um dos mais badalados restaurantes da ilha de Maui, onde reside com a mulher e os três filhos. Nas linhas abaixo, ele nos fala sobre sua vida, sobre a apreensão de torcer a distância para o VITÓRIA e comenta as semelhanças e diferenças entre o surf e o futebol, o Havaí e o Brasil VITÓRIA MAGAZINE - Como começou a torcer pelo VITÓRIA? Yuri Soledade - Desde que me entendo por gente, aos 5 ou 6 anos de idade, me identifiquei com o nome e virei um torcedor fanático. VM - Você tem acompanhado os jogos? YS - Sempre. Agora acompanho todos os jogos pela internet, mas logo que mudei aqui para o Havaí ligava para o Brasil só para saber os resultados dos jogos. Sinto falta de ir aos estádios, mas, fora isso, tô sempre acompanhando e sei de tudo que acontece por aí. VM - Qual o jogo mais inesquecível pra você? YS - Foram tantos, mas lembro de um jogo pelo campeonato baiano de 2007, no qual Índio marcou quatro gols e o VITÓRIA venceu o Bahia por 6x5. Foi o jogo mais emocionante que já vi. VM - E o jogador que você mais gostou de ver jogar? YS - Foram vários, principalmente quando ia aos jogos na década de 90. Alex Alves, Paulo Isidoro e Roberto Cavalo foram sensacionais naquele ano da final contra o Palmeiras, em 93. Ultimamente, gosto do Neto, pois ele vai lá e faz os gols. Gostei do Petkovic na sua passagem por aqui também. VM - Você é celebridade do mundo das ondas grandes. Mas já pensou algum dia em ser jogador de futebol? Como você acha que seria a sua vida se fosse jogador? YS - Quando criança, antes de conhecer o surf, queria ser artilheiro, mas acho que teria mais sorte como volante, pois é a posição que jogo nos babas por aqui. Sempre na marcação e ali pelo meio do campo. Se fosse profissional, provavelmente ia morrer de fome, pois o que tenho de Fotos: Arquivo Pessoal paixão pelo futebol falta de técnica e de talento natural (risos). VM - Como você vê a diferença entre o mundo da bola e das ondas? Fale sobre a paixão do povo havaiano pelo surf e a do povo brasileiro pelo futebol. YS - São mundos totalmente distintos. O surf é bastante individual e o futebol é em conjunto. No surf, dependemos na mãe natureza e no futebol só precisamos da bola. Mas o que temos em comum é a paixão dos admiradores com os seus respectivos esportes. Aqui no Havaí, tudo acontece em função do surf. Se tem onda boa é como final de Copa do Mundo. Ninguém aparece para trabalhar e vira feriado para todos. As crianças almejam ser profissionais no surf, assim como as crianças aí do Brasil querem virar jogador profissional. Aí todo mundo sabe quem é o Neymar e aqui todo mundo sabe quem é o Jhon-Jhon Florence (havaiano, que é a nova sensação do surf mundial). Enfim, o havaiano ama o surf e o brasileiro ama o futebol. VM - No Havaí tem time de futebol profissional? Como são os campeonatos aí? Você torce para algum time local? Já foi em jogos? YS - Não, não temos time de futebol profissional, mas temos ligas amadoras que são bastante competitivas, desde crianças até adultos. O futebol, ou soccer, como é chamado por aqui, não tem o destaque de outros esportes como o basquete, o beisebol e até mesmo o surf, que é o esporte mais popular e praticado entre crianças e jovens de até 18 anos. Sempre que posso, bato um baba com os amigos brasileiros. E acabei de inscrever meus filhos na liga daqui do Havaí. VM - Fale sobre o atual time do VITÓ- RIA e sobre suas expectativas para o time retornar à Primeira Divisão. YS - Gosto muito do time. Apesar de termos perdido o campeonato baiano, temos um grupo aguerrido com a mistura de jogadores novos e outros mais experientes. Tenho total confiança e sei que vamos voltar à Primeira Divisão este ano. O Vitória tem um grupo aguerrido com a mistura de jogadores novos e outros mais experientes. Tenho total confiança e sei que vamos voltar à Primeira Divisão este ano Soledade com a mulher, Maria, e os filhos no Havaí Foto: Tracy Kraft Leboe / Divulgação Mahalo

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS GEÓRGIA BALARDIN (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto: Garimpando

Leia mais

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter

O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter O andebol oferece-me coisas que a faculdade não tem é a demonstração de carácter Aos 24 anos Ricardo Pesqueira tem já um longo percurso andebolístico. Cresceu para o desporto no Águas Santas, mas no currículo

Leia mais

R E L A T Ó R I O A B E R T O D E A Ç Õ E S D E M A R K E T I N G 2 0 1 5 COMERCIALIZAÇÃO A 10 Sports disponibilizou 3 agentes comerciais para apresentar os projetos de patrocínio da temporada 2015,

Leia mais

Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal:

Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal: Fernandinho, jogador do Shakhtar Donetsk da Ucrânia, de férias em Londrina, concede entrevista exclusiva, em sua visita a Arena Futsal: 1) Arena Futsal: Conte um pouco da sua trajetória no futebol, desde

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

ANUAL DO CORITIBA RETRIBUI 2014. Ações desenvolvidas pelo programa Coritiba Retribui durante o ano de 2014

ANUAL DO CORITIBA RETRIBUI 2014. Ações desenvolvidas pelo programa Coritiba Retribui durante o ano de 2014 ANUAL DO CORITIBA RETRIBUI 2014 Ações desenvolvidas pelo programa Coritiba Retribui durante o ano de 2014 coritiba foot ball club ANUAL DO CORITIBA RETRIBUI «2014 Coritiba Retribui em Foz 17 de janeiro

Leia mais

Copa Diarinho entra na reta final

Copa Diarinho entra na reta final DIÁRIO DO VALE 1 Sul-Fluminense, Terça-feira, 18 de agosto de 2015 - Suplemento especial do Diário do Vale - Não pode ser vendido separadamente Copa Diarinho entra na reta final Faltando menos de 15 dias

Leia mais

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL

PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL PASSADO, PRESENTE E FUTURO DAS DIVISÕES DE BASE NO FUTEBOL DO BRASIL Tenho lido e ouvido muitos comentários nos últimos dias sobre o trabalho de formação no Brasil. Algumas pessoas, alguns profissionais

Leia mais

O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO A CAMISA DE CLUBE MAIS USADA NO MARANHÃO É A DO SAMPAIO A MARCA MAIS FORTE DO ESTADO

O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO A CAMISA DE CLUBE MAIS USADA NO MARANHÃO É A DO SAMPAIO A MARCA MAIS FORTE DO ESTADO 1 2 O SAMPAIO CORRÊA É O TIME DO MOMENTO Com sede em São Luís, capital do Maranhão, o Sampaio Corrêa é um dos clubes de futebol mais populares do Norte/Nordeste. E que se fortaleceu muito nos últimos anos

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Escola Municipal de Ensino Fundamental David Canabarro Florianópolis, 3892 Mathias Velho/Canoas Fone: 34561876/emef.davidcanabarro@gmail.com DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Nome: Stefani do Prado Guimarães Ano

Leia mais

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL

PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL PLANO DE PATROCÍNIO EVENTO REGIONAL VICE-PRESIDÊNCIA COMERCIAL Dir. Nac. de Marketing Jun/13 APRESENTAÇÃO As emoções da Copa Espírito Santo de Futebol estão de volta. A Rede Vitória, pelo sexto ano consecutivo,

Leia mais

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente

Felipe Luis do Nascimento Rodrigues. O sobrevivente O sobrevivente Felipe Luis do Nascimento Rodrigues O sobrevivente São Paulo, 2011 Editor responsável Zeca Martins Projeto gráfico e diagramação Claudio Braghini Junior Controle editorial Manuela Oliveira

Leia mais

174.000 O TIME DA CIDADE. são bentistas

174.000 O TIME DA CIDADE. são bentistas O TIME DA CIDADE É impossível não associar o E.C. São Bento à Sorocaba. Desde sua fundação, em 1913, o time leva o nome da cidade para os 4 cantos do Brasil. Centenário, o E.C. São Bento possui a maioria

Leia mais

09/09/2004. Discurso do Presidente da República

09/09/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na solenidade de recepção da delegação brasileira que participou das Olimpíadas de Atenas Palácio do Planalto, 09 de setembro de 2004 Meu caro Grael, Meu querido René Simões,

Leia mais

Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa

Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa Dadá Maravilha: Brasil não tem condições de falar em Copa Categories : Copa Pública, Reportagens Date : 17 de maio de 2013 Eu tenho propriedade para falar o que eu falo e o povo tem que me ouvir e me respeitar,

Leia mais

Novas arenas ampliam público, renda e até gols do Brasileirão

Novas arenas ampliam público, renda e até gols do Brasileirão B O L E T I M OFERECIMENTO SEGUNDA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2015 NÚMERO DO DIA R$ 2,3 mi o Palmeiras ganha em média por partida no Allianz Parque; é quem mais arrecada por jogo EDIÇÃO 319 Novas arenas ampliam

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

O Torneio Gol de Letra

O Torneio Gol de Letra O Torneio Gol de Letra Um evento que promove uma disputa amistosa entre empresas comprometidas com a responsabilidade social Todos os recursos revertidos para a Fundação Gol de Letra 20 empresas participantes

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ANDRÉIA DOS SANTOS (MAYCON) (depoimento) 2014 FICHA TÉCNICA ENTREVISTA CEDIDA PARA PUBLICAÇÃO NO REPOSITÓRIO

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão , Luiz Inácio Lula da Silva, na visita ao Assentamento Lulão Santa Cruz de Cabrália-BA, 28 de setembro de 2005 Meu caro governador Paulo Souto, governador do estado da Bahia, Meu querido companheiro Miguel

Leia mais

Eu, Você, Todos Pela Educação

Eu, Você, Todos Pela Educação Eu, Você, Todos Pela Educação Um domingo de outono típico em casa: eu, meu marido, nosso filho e meus pais nos visitando para almoçar. Já no final da manhã estava na sala lendo um livro para tentar relaxar

Leia mais

Sem alarde, P&G deixa CBF em. Em meio ao escândalo de corrupção

Sem alarde, P&G deixa CBF em. Em meio ao escândalo de corrupção B O L E T I M OFERECIMENTO SEGUNDA-FEIRA, 7 DE DEZEMBRO DE 2015 NÚMERO DO DIA R$ 120 mi é a soma do desvio de dinheiro da CBF que teria sido feito pelos três últimos presidentes EDIÇÃO 396 Sem alarde,

Leia mais

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS

EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS EC PINHEIROS OLÍMPICO AQUÁTICOS ESPORTE CLUBE PINHEIROS NÚMEROS QUE IMPRESSIONAM 112 ANOS de existência umas das instituições mais tradicionais do país, oferecendo atividades esportivas, sociais e culturais

Leia mais

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil

Em crise, Band abre mão de Estadual do Rio e Copa do Brasil B O L E T I M OFERECIMENTO QUINTA-FEIRA, 14 DE JANEIRO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 990 mi a Globo paga a 11 clubes pelos direitos do Brasileirão; os outros 9 times dividem R$ 280 milhões EDIÇÃO 420 Em crise,

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

Primeira brasileira a entrar na Vila, Ana Sátila controla ansiedade glo...

Primeira brasileira a entrar na Vila, Ana Sátila controla ansiedade glo... 1 de 8 20/01/2013 19:13 globoesporte.globo.com notícias esportes entretenimento vídeos Série A Série A Série B Série C 17/07/2012 07h58 - Atualizado em 17/07/2012 09h35 Primeira brasileira a entrar na

Leia mais

Quem mais torce, incentiva, acompanha e

Quem mais torce, incentiva, acompanha e Capa esporte de pai para filho Edgard Rondina, o filho Felipe e uma paixão em comum: velejar no Lago Paranoá Por Leane Ribeiro Quem mais torce, incentiva, acompanha e muitas vezes até sofre com a carreira

Leia mais

PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016

PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016 PLANO COMERCIAL PÉ DE VENTO 2014 À 2016 QUEM SOMOS A Associação Atlética Pé de Vento é uma organização não governamental. Considerada hoje uma das maiores equipes de corrida de longa distância da América

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

Aranha é chamado de 'macaco' por torcida do Grêmio

Aranha é chamado de 'macaco' por torcida do Grêmio Aranha é chamado de 'macaco' por torcida do Grêmio Publicado em 28/08/2014, 22:09 / Atualizado em 29/08/2014, 02:38ESPN.com.br O jogo entre Santos e Grêmio terminou 2 a 0 para o time alvinegro, mas a cena

Leia mais

Em jogo de baixo apelo, Arena Corinthians vive dia de ativações

Em jogo de baixo apelo, Arena Corinthians vive dia de ativações B O L E T I M OFERECIMENTO SEGUNDA-FEIRA, 11 DE ABRIL DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 50 mi é o custo anual de manutenção do estádio do Maracanã, sob a adminsitração da Odebrecht EDIÇÃO 479 Em jogo de baixo apelo,

Leia mais

Escolas comunicadoras

Escolas comunicadoras Comunicação e Cultura Local de atuação: Ceará, Pernambuco, Pará e Bahia Data de fundação: 1996 Escolas comunicadoras No Ceará, quase quinhentas mil crianças da rede pública estudam em escolas que unem

Leia mais

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL

OS 3 PASSOAS PARA O SUCESSO NA SEGURANÇA PATRIMONIAL WWW.SUPERVISORPATRIMONIAL.COM.BR SUPERVISOR PATRIMONIAL ELITE 1 OS 3 PASSOS PARA O SUCESSO NA CARREIRA DA SEGURANÇA PATRIMONIAL Olá, companheiro(a) QAP TOTAL. Muito prazer, meu nome e Vinicius Balbino,

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Copa do Nordeste 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO... 4 CAPÍTULO

Leia mais

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos

Produzindo e divulgando fotos e vídeos. Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Produzindo e divulgando fotos e vídeos Aula 3 Divulgação de fotos e vídeos Objetivos 1 Entender o que são as redes sociais. 2 Definir Marketing Viral. 3 Entender como divulgar fotos e vídeos nas redes

Leia mais

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana)

Amor em Perspectiva Cultural - Mário Quintana. 1. A amizade é um amor que nunca morre. (Mário Quintana) Page 1 of 5 Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia da Cultura Educador: João Nascimento Borges Filho Amor em Perspectiva

Leia mais

Plano de Mídia TV PAJUÇARA

Plano de Mídia TV PAJUÇARA Campeonato Alagoano A emoção do Campeonato Alagoano faz parte do Pajuçara Sistema de Comunicação desde 2008. E, de lá pra cá, já virou tradição de todo alagoano acompanhar todos os lances do seu time do

Leia mais

União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis

União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis 2 3 União das Polícias faz violência cair no Município Após assumir há seis meses a Seccional de Diadema, a delegada Martha Rocha de Castro (foto) afirma que está feliz com o trabalho da Polícia Civil,

Leia mais

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto.

Tendo isso em conta, o Bruno nunca esqueceu que essa era a vontade do meu pai e por isso também queria a nossa participação neste projecto. Boa tarde a todos, para quem não me conhece sou o Ricardo Aragão Pinto, e serei o Presidente do Concelho Fiscal desta nobre Fundação. Antes de mais, queria agradecer a todos por terem vindo. É uma honra

Leia mais

OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO

OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO OS GRANDES ARTILHEIROS DO FUTEBOL SERGIPANO Viana Filho O futebol é o esporte coletivo que mais proporciona emoções aos expectadores. Daí ter se tornado, disparadamente, o mais popular entre todos disputados

Leia mais

Jornal O Norte - Página 08

Jornal O Norte - Página 08 CLIPPING - 9ªSC 07 de Junho de 2011 Jornal O Norte - Página 08 CLIPPING - 9ªSC 07 de Junho de 2011 Jornal O Norte - Página 11 CLIPPING - 9ªSC 07 de Junho de 2011 Jornal O Norte - Página 09 CLIPPING - 9ªSC

Leia mais

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor.

OSVALDO. Como também foi determinante a motivação e a indicação feita por um professor. OSVALDO Bom dia! Meu nome é Osvaldo, tenho 15 anos, sou de Santa Isabel SP (uma cidadezinha próxima à Guarulhos) e, com muito orgulho, sou bolsista ISMART! Ingressei no ISMART este ano e atualmente estou

Leia mais

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida +informado Ano VII - nº 4 - Dezembro de 2013 Ele estudou e conseguiu um bom emprego... E, HOJE, É INSTRUTOR DO SENAI Guilherme Moreira fez o curso de Instalador Hidráulico Amanco... Conheça uma história

Leia mais

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014

Mídia Kit 2015. Publicidade. Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Mídia Kit 2015 Publicidade Tabela com vigência a partir de janeiro de 2015 Versão I em 26/11/2014 Multiplataforma A Prazeres da Mesa é hoje a mais dinâmica produtora de conteúdo de gastronomia em várias

Leia mais

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance

Alta Performance Como ser um profissional ou ter negócios de alta performance Sobre o autor: Meu nome é Rodrigo Marroni. Sou apaixonado por empreendedorismo e vivo desta forma há quase 5 anos. Há mais de 9 anos já possuía negócios paralelos ao meu trabalho e há um pouco mais de

Leia mais

COB lança campanha para engajar torcedores brasileiros

COB lança campanha para engajar torcedores brasileiros B O L E T I M OFERECIMENTO SEXTA-FEIRA, 27 DE NOVEMBRO DE 2015 NÚMERO DO DIA US$ 195 mi é o que a GM investe ao ano em patrocínio esportivo nos EUA, segundo a consultoria IEG POR DUDA LOPES EDIÇÃO 390

Leia mais

Novidade no Brasileirão, jogo às segundas é criticado na Europa

Novidade no Brasileirão, jogo às segundas é criticado na Europa B O L E T I M OFERECIMENTO TERÇA-FEIRA, 10 DE MAIO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 4,75 mi o Flamengo faturou com a venda de bilheteria de jogos nos quatro primeiros meses deste ano EDIÇÃO 498 Novidade no Brasileirão,

Leia mais

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros!

6) Sublinhe com lápis colorido a frase em que o verbo papar é empregado como nesta: (...) Ele já papou muitos e muitos livros! FICHA DA SEMANA 5º ANO A / B Instruções: 1- Cada atividade terá uma data de realização e deverá ser entregue a professora no dia seguinte; 2- As atividades deverão ser copiadas e respondidas no caderno,

Leia mais

Sucesso em 2015, jogo às 11h ainda não empolga este ano

Sucesso em 2015, jogo às 11h ainda não empolga este ano B O L E T I M OFERECIMENTO TERÇA-FEIRA, 24 DE MAIO DE 2016 NÚMERO DO DIA 155 mi por ano é o valor estimado para o novo contrato de camisa do Barcelona, firmado com a Nike POR DUDA LOPES EDIÇÃO 508 Sucesso

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS RAFAEL VIEIRA (Depoimento) 2013 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto: Garimpando

Leia mais

DO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO A PRIMEIRA ELEIÇÃO MUNICIPAL

DO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO A PRIMEIRA ELEIÇÃO MUNICIPAL DO PROCESSO DE EMANCIPAÇÃO A PRIMEIRA ELEIÇÃO MUNICIPAL O processo de emancipação e a primeira eleição municipal de São João da Ponta ocorreram com muitas dificuldades. Para entendermos um pouco mais como

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Art. 1º A Copa do Brasil Sub 17, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos mutuamente complementares identificados a seguir:

Art. 1º A Copa do Brasil Sub 17, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos mutuamente complementares identificados a seguir: COPA DO BRASIL SUB 7/204 CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. º A Copa do Brasil Sub 7, doravante denominada Copa, é regida por dois regulamentos mutuamente complementares identificados a seguir:

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

Pág. 1. Painel Descrição Diálogo

Pág. 1. Painel Descrição Diálogo Mico Leão Dourado Pág. 1 1.1 (PG) Visão geral da árvore onde Chico mora, com os barracos nos galhos, a pequena comunidade na base, com o campinho onde as crianças jogam futebol. Todos estão assistindo

Leia mais

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1

Histórias de. Comunidade de Aprendizagem. Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Histórias de Comunidade de Aprendizagem Histórias de Comunidade de Aprendizagem 1 Introdução O projeto Comunidade de Aprendizagem é baseado em um conjunto de atuações de êxito voltadas para a transformação

Leia mais

VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO.

VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO. VOCÊ DÁ O SEU MELHOR TODOS OS DIAS. CONTINUE FAZENDO ISSO. Qualquer hora é hora de falar sobre doação de órgãos. Pode ser à mesa do jantar, no caminho para o trabalho ou até mesmo ao receber este folheto.

Leia mais

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada

Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Terça-feira, 11 de março de 2014 Seis mulheres e o único desejo: um futuro diferente Entrevistadas denunciam desigualdade velada Nádia Junqueira Goiânia - Dalila tem 15 anos, estuda o 2º ano no Colégio

Leia mais

A partida dos vencedores - Livro de Atividades. Autora Sandra Aymone. Coordenação editorial Maria Fernanda Moscheta Sílnia Nunes Martins Prado

A partida dos vencedores - Livro de Atividades. Autora Sandra Aymone. Coordenação editorial Maria Fernanda Moscheta Sílnia Nunes Martins Prado A partida dos vencedores - Livro de Atividades Autora Sandra Aymone Coordenação editorial Maria Fernanda Moscheta Sílnia Nunes Martins Prado Ilustração Pierre Trabbold Diagramação Linea Creativa Realização

Leia mais

Palavra do Presidente

Palavra do Presidente Palavra do Presidente Estou feliz por reiniciar os trabalhos de nossa entidade, especialmente em ano de véspera de copa do mundo uma temporada diferente pela realização do próximo mundial sendo no Brasil

Leia mais

Leitura e Mediação Pedagógica

Leitura e Mediação Pedagógica Protocolo Colaborador: 12 Leitura e Mediação Pedagógica G. Pesquisador: Rosineide Magalhães de Sousa Corinthians(2) x Palestra(1)#Rosineide\cor_pal.jpg.jpg# Transcrição 80) P: Então Gabriel... eu vou pedir

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

por futebol profissional ou amador?

por futebol profissional ou amador? Tabela 3 - Síntese das entrevistas com torcedores I O que é o futebol pra você? Uma paixão. É um esporte que eu pratico, que gosto. O meu time de futebol é a razão do meu viver. Você se interessa mais

Leia mais

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando

Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social. O Projeto Social Luminando Lúmini Art Centro de Pesquisa, Cultura e Ação Social O Projeto Social Luminando O LUMINANDO O Luminando surgiu como uma ferramenta de combate à exclusão social de crianças e adolescentes de comunidades

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

PRIMEIRO RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO DE LONGA DURAÇÃO Monique Corrêa M. Gonçalves - Petrópolis, RJ Portales, New Mexico

PRIMEIRO RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO DE LONGA DURAÇÃO Monique Corrêa M. Gonçalves - Petrópolis, RJ Portales, New Mexico PRIMEIRO RELATÓRIO DE INTERCÂMBIO DE LONGA DURAÇÃO Monique Corrêa M. Gonçalves - Petrópolis, RJ Portales, New Mexico Eu sempre quis, desde pequena, conhecer os Estados Unidos. Eu sempre via a minha irmã

Leia mais

FutebolCard mira aumento de 15% na venda de bilhete online

FutebolCard mira aumento de 15% na venda de bilhete online B O L E T I M OFERECIMENTO TERÇA-FEIRA, 4 DE AGOSTO DE 2015 NÚMERO DO DIA 500 mi foi o valor obtido por Silvio Berlusconi ao negociar 48% do Milan a investidores asiáticos EDIÇÃO 310 FutebolCard mira aumento

Leia mais

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração.

Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Primeiro relatório de intercâmbio de longa duração. Marcus Vinícius Rodrigues Garcia. Petrópolis, Rio de Janeiro, Brasil. Liège, Belgica. Bom, agora já faz quase três meses que eu estou aqui na Bélgica

Leia mais

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga?

Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam uma vaga? Abdias Aires 2º Ano EM Arthur Marques 2º Ano EM Luiz Gabriel 3º Ano EM Como é ser aprovado no vestibular de uma Universidade Pública, em que sabemos da alta concorrência entre os candidatos que disputam

Leia mais

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Meus queridos brasileiros e brasileiras, É com muita emoção

Leia mais

O Renal é um ser humano como todos e tem seu direito de ser respeitado e não ter vergonha de ser renal. Jaderson

O Renal é um ser humano como todos e tem seu direito de ser respeitado e não ter vergonha de ser renal. Jaderson Jaderson é um garoto de 11 anos, portador de insuficiência renal crônica, paciente do Serviço de Hemodiálise Pediátrica do Hospital Roberto Santos em Salvador-BA. É uma criança muito inteligente e talentosa,

Leia mais

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch

Historinhas para ler durante a audiência dos pais. Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Historinhas para ler durante a audiência dos pais Pio Giovani Dresch Ilustrações: Santiago Arte: www.espartadesign.com.br Contatos

Leia mais

Confederação Brasileira de Futebol

Confederação Brasileira de Futebol Confederação Brasileira de Futebol Diretoria de Competições Regulamento Específico da Competição Campeonato Brasileiro Sub 20 2015 1 SUMÁRIO DEFINIÇÕES... 3 CAPÍTULO I - DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO...

Leia mais

Copa Diarinho tem craques para mostrar

Copa Diarinho tem craques para mostrar DIÁRIO DO VALE 1 Sul-Fluminense, Terça-feira, 4 de agosto de 2015 - Suplemento especial do Diário do Vale - Não pode ser vendido separadamente Copa Diarinho tem craques para mostrar Do goleiro ao atacante,

Leia mais

Ministério muda sistema de avaliação e exalta novos estádios

Ministério muda sistema de avaliação e exalta novos estádios B O L E T I M OFERECIMENTO SEXTA-FEIRA, 29 DE JANEIRO DE 2016 NÚMERO DO DIA R$ 4 mi é o prêmio que será dado para o campeão paulista em 2016; é a maior premiação dos Estaduais EDIÇÃO 431 Ministério muda

Leia mais

1. Em busca do sonho olímpico

1. Em busca do sonho olímpico 1. Em busca do sonho olímpico O Globo Jornal 22/05/2011 Vale (Sustentabilidade) 6 e 7 Página 1 Página 2 Página 3 Página 4 Adolescentes da seleção brasileira de judô sub-17 abrem mão de programas da idade,

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

A Copa do Mundo no Brasil

A Copa do Mundo no Brasil Uma publicação da Ano XI nº Dezembro /3 Atividades infantis para aprender brincar e se divertir! A Copa do Mundo no Brasil Roberta Rubinho Kátia Biguccino Mauri Junior Caça-palavras erros Enigma Jogo das

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

Prospecto para Patrocínadores

Prospecto para Patrocínadores Esporte Clube São Bento Prospecto para Patrocínadores Apresentação A Ogli Consultoria e Gestão de Negócios, terá a responsabilidade de gerir todo o projeto desde a captação de recursos, formação de elenco

Leia mais

QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA?

QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA? QUAL É A SUA MAIOR DÚVIDA? Sonhos, Execução e Responsabilidade. ROBERTO FERMINO (ROCO) Q uer saber... Esta semana você é minha prioridade! Fiquei tão movido pelas dúvidas e mensagens de apoio que o mínimo

Leia mais

O time também conta com a volta de jogadores que vinham se recuperando de lesão, que é o caso do atacante Marciano e do zagueiro Alex Mineiro.

O time também conta com a volta de jogadores que vinham se recuperando de lesão, que é o caso do atacante Marciano e do zagueiro Alex Mineiro. Depois da conquista da edição 2011 do campeonato mato-grossense no dia 24 de abril, a equipe do Cuiabá Esporte Clube ficou um mês de recesso e retornou aos trabalhos no dia 23 de maio mantendo a maioria

Leia mais

Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008

Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008 Registro da Experiência: Acampamento Vaga Lume 2008 A Vaga Lume é uma organização social de interesse público, sem fins lucrativos, fundada a partir da crença de que o investimento em seres humanos é a

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro

A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil DESTAQUES. Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro Curitiba, 26 de setembro de 2012 l 6ª Edição - Setembro/Outubro DESTAQUES A Copa do Mundo e a importância dos CT s no Brasil Fifa indica estádios de futebol, mas seleções da Copa poderão escolher seus

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS

CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS CENTRO DE MEMÓRIA DO ESPORTE ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL PROJETO GARIMPANDO MEMÓRIAS SAMARA DA SILVA VIEIRA (depoimento) 2014 CEME-ESEF-UFRGS FICHA TÉCNICA Projeto:

Leia mais

PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI

PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI PROJETO REAÇÃO OLÍMPICO VI Temporada 2016/2017 Breve Histórico Criado pelo medalhista olímpico Flávio Canto em 2003, o Instituto Reação é uma organização não governamental que promove o desenvolvimento

Leia mais

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)?

Jornalista: Eu queria que o senhor comentasse (incompreensível)? Entrevista concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, após cerimônia de apresentação dos resultados das ações governamentais para o setor sucroenergético no período 2003-2010 Ribeirão

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só

Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só Acorda, seu Zé Preguiça, hoje é domingo. Dia do Senhor. A sua mãe tá passando a roupa que você separou ontem, e o seu café já está pronto, só esperando a sua boa vontade. Felipe tentou voltar a dormir,

Leia mais

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos

LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos Lição 3: Alegria LIÇÃO 8 MANSIDÃO: Agir com mansidão com todos RESUMO BÍBLICO Gálatas 5:23; Gálatas 6:1; 2 Timóteo 2:25; Tito 3; 1 Pedro 3:16 Como seres humanos estamos sempre à mercê de situações sobre

Leia mais

A hora é agora! Vamos juntos alcançar um verdadeiro legado social.

A hora é agora! Vamos juntos alcançar um verdadeiro legado social. A hora é agora! Vamos juntos alcançar um verdadeiro legado social. 2013 foi ótimo! Mas, 2014 está sendo ainda melhor. Um ano de oportunidades, transformações... Mais uma chance de fazer melhor e com excelência!

Leia mais

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 Rio de Janeiro, 2 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Meu nome é Ivo Barcelos Assumpção, nasci dia 13 do doze de 1954 em Rezende, Estado do Rio de Janeiro. FORMAÇÃO Eu estudei engenharia química na UFRJ, entrei

Leia mais

Jornal Informativo - Edição Agosto 2014. Acima, foto da equipe Sub 17 Educando/Dois toques e abaixo, foto da equipe feminina do XV de Piracicaba

Jornal Informativo - Edição Agosto 2014. Acima, foto da equipe Sub 17 Educando/Dois toques e abaixo, foto da equipe feminina do XV de Piracicaba Jornal Informativo - Edição Agosto 2014 PRINCIPAL: Amistoso Projeto Dois Toques x Feminino do XV Cerimônia de Abertura Copa Rocha Netto Premiação Copa do Mundo do Brasil 2º Curso de Capacitação Copa Rocha

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar?

Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar? MEDALHAS PARA TODOS Fábio Mercadante Mortari Festa é festa, e trabalhar com novos grupos não combina com comemoração. Mas será que em algum momento essas atividades não poderiam se encontrar? A idéia era

Leia mais