O processo penal é um instrumento de. determinado fato histórico...

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O processo penal é um instrumento de. determinado fato histórico..."

Transcrição

1 TEORIA GERAL DA PROVA NO PROCESSO PENAL O processo penal é um instrumento de retrospecção, de reconstrução aproximativa de um determinado fato histórico... as provas são os meios através dos quais se fará essa reconstrução do fato passado (crime) Aury Lopes Jr.

2 A prova é o instrumento usado pelos sujeitos processuais para comprovar os fatos da causa, isto é, aquelas alegações que são deduzidas pelas partes como fundamento para o exercício da tutela jurisdicional Mougenot Meio de prova São todos os recursos, direitos ou indiretos, utilizados para alcançar a verdade dos fatos no processo. Nucci

3 Verdade Verdade REAL: Implica na diminuição de limites na atividade de busca da verdade material. Verdade FORMAL: Implica na aceitação da verdade conforme ela é trazida ao processo pelas partes. Verdade PROCESSUAL PROCESSUAL: Fruto da atividade conforme o due process of law.

4 Sentença como ato de convencimento/ crença/fé do juiz O juiz, na sentença, constrói a sua história do delito, elegendo significados que lhe parecem válidos, dando uma demonstração inequívoca de crença, de fé. O resultado final nem sempre é (e não precisa ser) a verdade, mas sim o resultado do seu convencimento. Aury Lopes Jr.

5 Objeto da prova O núcleo da pretensão punitiva e da pretensão de liberdade do réu, além de todas as circunstâncias que possam influenciar na demonstração dessas pretensões e na dosimetria da pena, eventualmente, aplicada ao réu.

6 CPP e a prova Art O juiz formará sua convicção pela livre apreciação da prova produzida em contraditório judicial, não podendo fundamentar sua decisão exclusivamente nos elementos informativos colhidos na investigação, ressalvadas as provas cautelares, não repetíveis e antecipadas. Parágrafo único. Somente quanto ao estado das pessoas serão observadas as restrições estabelecidas na lei civil.

7 Fatos notórios: não dependem de prova, pois são nacionalmente conhecidos. Incluem-se os fatos evidentes/axiomáticos, extraídos das ciências, e os intuitivos decorrentes da experiência e da lógica. Presunções absolutas - jure et de jure: não admitem prova em contrário (menoridade, embriaguez voluntária ou culposa). Presunções relativas juris tantum: admitem prova em contrário (imputabilidade).

8 Provas ilícitas: inadmissíveis - art. 5º, LVI, e art. 157 do CPP. Art. 157, 1º, Prova derivada da prova ilícita fruits of the poisonous tree doctrine * Prova ilícita pro reo e princípio proporcionalidade/razoabilidade. da Prova emprestada: Admite-se a utilização de prova produzida em outro processo, desde que, obedecidos os requisitos para a sua produção, ou seja, o devido processo legal. Assim, indispensável que a prova tenha sido produzida em processo que envolva as mesmas partes, sob pena de violação do direito ao contraditório.

9 Ônus da Prova Carga, fardo, peso. O ônus, portanto, é o encargo de provar. Distribuição do ônus da prova no processo penal: Em regra cabe à acusação provar imputação (fatos constantes da denúncia/queixa- crime) a

10 Álibi corresponde à alegação da defesa que inviabiliza a acusação ex: estar em cidade diversa no momento da ocorrência do crime. Acarreta o ônus da prova ao réu, o que, entretanto, não altera o ônus da acusação de provar os fatos imputados.

11 Ônus da Prova e o CPP Art A prova da alegação incumbirá a quem a fizer, sendo, porém, facultado ao juiz de ofício: I - ordenar, mesmo antes de iniciada a ação penal, a produção antecipada de provas consideradas urgentes e relevantes, observando a necessidade, adequação e proporcionalidade da medida; II - determinar, no curso da instrução, ou antes de proferir sentença, a realização de diligências para dirimir dúvida sobre ponto relevante.

12 Ônus do Acusado Cabe ao acusado comprovar a existência circunstâncias excludente da ilicitude culpabilidade, embora, não de maneira absoluta. de ou Art O juiz absolverá o réu, mencionando a causa na parte dispositiva, desde que reconheça:... VI - existirem circunstâncias que excluam o crime ou isentem o réu de pena (arts. 20, 21, 22, 23, 26 e 1º do art. 28, todos do Código Penal), ou mesmo se houver fundada dúvida sobre sua existência;

13 Momento de produção da prova Após a resposta do réu à acusação: Perícias e outras diligências antes da audiência para colheita da prova testemunhal e interrogatório. tomada de declarações do ofendido, os esclarecimentos dos peritos, às acareações e o reconhecimento de pessoas e coisas É sempre possível após a realização da audiência a determinação de diligências necessárias ao esclarecimento de circunstâncias ou fatos apurado na instrução, art. 402 e 156, II.

14 Sistemas de apreciação da prova Ordálico (religioso): O julgador somente constata o resultado final. Prova legal (tarifada): Hierarquia e peso para cada prova prova tachada ou tarifada - o juiz só analisa. Exame de corpo de delito para crimes que deixam vestígios. Íntima convicção (prova livre): a prova é apreciada livremente, sem a necessidade de motivação da decisão. Sistema utilizado pelos jurados no Tribunal do Júri.

15 Persuasão racional (livre convencimento motivado): Método misto que permite ao juiz apreciar livremente a prova e impõe a necessidade de motivação da decisão. Art O juiz formará sua convicção pela livre apreciação da prova produzida em contraditório judicial, não podendo fundamentar sua decisão exclusivamente nos elementos informativos colhidos na investigação, ressalvadas as provas cautelares, não repetíveis e antecipadas.

16 Princípios informadores da atividade probatória Não auto-incriminação incriminação: o acusado não pode ser obrigado a produzir prova contra mesmo; Comunhão ou aquisição dos meios de prova: a prova produzida por qualquer das partes pode prejudicar ou beneficiá-las las;

17 Audiência contraditória: possibilidade de conhecer o teor, impugnar e apresentar contra- prova; Auto-responsabilidade das provas: ônus da prova. Compete à parte comprovar o que alegou; Livre apreciação da prova: Art. 155 do CPP;

18 Oralidade: prevalece a oralidade sobre os escritos; da) Publicidade: restrição às exceções legais; (subprincípio só admite (subprincípio da) Concentração: as provas deverão ser produzidas em audiência, salvo necessidade de urgência ou antecipação da prova.

19 da) Imediação: direito/físico do juiz com a prova. (subprincípio contato Proporcionalidade: mitigação da proibição de provas ilícitas. FIM

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Teoria Geral da Prova. Gustavo Badaró. aulas de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Teoria Geral da Prova. Gustavo Badaró. aulas de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Teoria Geral da Prova Gustavo Badaró aulas de 25.10.2016 01.11.2016 PLANO DA AULA 1. Processo penal e busca da verdade 2. Conceitos e significados 3. Meios

Leia mais

PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese

PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese PRINCÍPIOS INFORMADORES DO DIREITO PROCESSUAL PENAL PRINCÍPIO = começo; ideia-síntese os princípios da política processual de uma nação não são outra coisa senão os segmentos de sua política (ética) estatal

Leia mais

Aula 01. Deste modo, o juiz pode condenar alguém com base nos elementos do inquérito policial?

Aula 01. Deste modo, o juiz pode condenar alguém com base nos elementos do inquérito policial? Turma e Ano: Regular 2015 Master B Matéria / Aula: Direito Processual Penal - Aula 01 Professor: Elisa Pittaro Monitora: Kelly Soraia Aula 01 Vamos começar o segundo módulo do nosso curso de Processo Penal.

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br As alterações ocorridas pela Lei nº 11.690/2008 Dr. Rodrigo Vieira * Diante da publicação da Lei nº 11.690 no DOU na data de 10.06.2008, essa entrará em vigor no dia 09.08.2008,

Leia mais

Prof. Murillo Sapia Gutier

Prof. Murillo Sapia Gutier Prof. Murillo Sapia Gutier www.murillogutier.com.br Objetivo: É o meio considerado idôneo pelo ordenamento jurídico para demonstrar a existência ou inexistência de um fato jurídico. A prova é vista como

Leia mais

Direito processual penal Conceito e finalidade

Direito processual penal Conceito e finalidade Direito processual penal Conceito e finalidade O Direito é uno, logo não devemos interpretar as disciplinas do direito de forma isolada, mas sim em um sistema único que se comunica com as outras disciplinas

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 02/03 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV dias. i)- Sentença em audiência ou no prazo de 10 - Prazo para encerramento da Primeira Fase do

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Procedimento Comum e Ordinário Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal PROCEDIMENTO COMUM E ORDINÁRIO LIVRO II Dos Processos em Espécie

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br Teoria Geral da Prova no Processo Civil Daniel Nobre Morelli INTRODUÇÃO Podemos considerar prova como o meio pelo qual se procura demonstrar que certos fatos, expostos no processo,

Leia mais

AULA 21. Quando falamos em destinatários da prova, a doutrina apresenta dois destinatários da prova. O destinatário direto e o destinatário indireto.

AULA 21. Quando falamos em destinatários da prova, a doutrina apresenta dois destinatários da prova. O destinatário direto e o destinatário indireto. Turma e Ano: Master A (2015) 29/06/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 21 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol AULA 21 CONTEÚDO DA AULA: Teoria Geral das provas. Destinatário

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULAS ABRIL E MAIO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULAS ABRIL E MAIO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL III AULAS ABRIL E MAIO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com PROCEDIMENTO SUMÁRIO - Regulado no Capítulo V, do Título II, do Livro II (arts. 531

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento comum: ordinário e sumário. Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Procedimento comum: ordinário e sumário. Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017 Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento comum: ordinário e sumário Gustavo Badaró aulas 22 e 29 de março de 2017 PLANO DA AULA 1. Comparação dos procedimentos ordinários 2. Procedimento

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 5 Inquérito policial (arts. 4º a 23 do cpp) 5.1 Conceito

SUMÁRIO. Capítulo 5 Inquérito policial (arts. 4º a 23 do cpp) 5.1 Conceito SUMÁRIO Introdução Capítulo 1 PRINCÍPIOS INFORMADORES DO PROCESSO PENAL 1.1 Devido processo legal (due process of law) ou justo processo 1.2 Publicidade dos atos processuais 1.3 Presunção de inocência,

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 10.2.5. Características - Procedimento escrito: não se permite uma investigação verbal. Todas

Leia mais

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL

PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL P á g i n a 1 Questão 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar: I - Podem ser decretadas de ofício pelo juiz

Leia mais

19/08/2012 PROCESSO PENAL II

19/08/2012 PROCESSO PENAL II II 5ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 1 RASCUNHÃO DO PROFESSOR RUBENS!!! 2 Alterações pós 2008: Defesa preliminar complexa e completa, garantindo o contraditório e ampla defesa e não apenas um

Leia mais

Sumário CAPÍTULO I CAPÍTULO II

Sumário CAPÍTULO I CAPÍTULO II Sumário CAPÍTULO I Introdução ao processo penal... 17 1. Conceito e função do processo penal... 17 2. Ação. Processo. Procedimento... 18 3. Princípios do processo penal... 19 3.1. Devido processo legal...

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5 Sumário Capítulo 1 Introdução... 1 Capítulo 2 Processo Penal... 3 Capítulo 3 Ação Penal... 5 3.1. Considerações Gerais...5 3.1.1. Ação penal pública incondicionada...5 3.1.2. Ação penal pública condicionada

Leia mais

SUMÁRIO. Limites à persuasão racional do juiz e seu caráter relativo (inquérito policial)

SUMÁRIO. Limites à persuasão racional do juiz e seu caráter relativo (inquérito policial) SUMÁRIO 1. TEORIA GERAL DA PROVA 1.1 Conceito 1.2 Sentidos da prova e suas espécies 1.3 Finalidade e objeto da prova Finalidade da prova e verdade processual 1.4 Sistemas de avaliação da prova 1.4.1 Disciplina

Leia mais

Direito Processual do Trabalho. Professor Raphael Maia

Direito Processual do Trabalho. Professor Raphael Maia Direito Processual do Trabalho Professor Raphael Maia 2.1 Funções dos Princípios no Processo do Trabalho: a) Função informadora: a) Tem por objetivo é orientar o legislador b) Função Interpretativa: a)

Leia mais

SUMÁRIO. Resumos p Conc v13 -Mendonca -Proc Penal-1ed.indd 9 25/04/ :35:43

SUMÁRIO. Resumos p Conc v13 -Mendonca -Proc Penal-1ed.indd 9 25/04/ :35:43 Capítulo 1 Da aplicação da Lei Processual Penal... 17 1. Lei processual penal no espaço... 17 2. Lei processual penal no tempo... 19 3. Imunidades (aplicação da lei processual quanto às pessoas)... 21

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sentença Penal. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Sentença Penal. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Sentença Penal Gustavo Badaró aula de 04.08.2015 1. Conceito PLANO DA AULA 2. Classificação e denominações 3. Elementos da sentença 4. Sentença penal absolutória

Leia mais

PROCESSO PENAL I 3ª - Part r e Pro r f o e f ss s o s r o : r :Ru R b u ens s Co C r o r r e r ia a Jun u ior

PROCESSO PENAL I 3ª - Part r e Pro r f o e f ss s o s r o : r :Ru R b u ens s Co C r o r r e r ia a Jun u ior I 3ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 I Princípios 2 PRINCÍPIOS CONSTITUCIONAIS: Os Princípios são considerados a base interpretativa das normas. Traça as diretrizes constitucionais que devem

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA DIA 03 DE MARÇO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA DIA 03 DE MARÇO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL III AULA DIA 03 DE MARÇO DE 2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com - Superada a questão da rejeição da peça inaugural acusatória, caberá ao magistrado,

Leia mais

PROCESSO PENAL I Fontes Formais Imediatas:

PROCESSO PENAL I Fontes Formais Imediatas: PROCESSO PENAL I 1. NOÇÕES INTRODUTÓRIAS: Todo poder emana do Povo: Poder do Estado é limitado pelo direito e disciplina seu exercício. Surgimento do processo: meio determinado pelo direito para exercício

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Correlação entre acusação e sentença. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Correlação entre acusação e sentença. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Correlação entre acusação e sentença Gustavo Badaró aula de 11.08.2015 1. Noções Gerais PLANO DA AULA 2. Distinção entre fato penal e fato processual penal

Leia mais

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões

4. AÇÃO CIVIL EX DELICTO 4.1 Questões SUMÁRIO 1. APLICAÇÃO DO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1.1 A lei processual no espaço 1.2 A lei processual no tempo (irretroatividade) 1.3 A lei processual em relação às pessoas 1.3.1 Imunidades 1.3.2 Imunidade

Leia mais

Impedimentos decorrentes de participação em julgamento anterior Competência para mais dé"um julgamento

Impedimentos decorrentes de participação em julgamento anterior Competência para mais déum julgamento SUMÁRIO LEI PROCESSUAL PENAL NO TEMPO I 1.1 Princípio do efeito imediato. da aplicação imediata ou do tempus regic actum.. I 1.2 arma mista e princípios da temporalidade da lei penal 2 1.3 A "reforma processual

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

Resumo Processo Penal II Teoria Geral Da Prova

Resumo Processo Penal II Teoria Geral Da Prova Resumo Processo Penal II Teoria Geral Da Prova Sujeitos processuais = autor, juiz, réu Conceito Prova é todo elemento trazido ao processo, pelo juiz ou pelas partes ( titularidade), destinado a comprovar

Leia mais

LFG MAPS. INQUÉRITO POLICIAL 08 questões. qualquer diligência, que será realizada, ou não, a juízo da autoridade.

LFG MAPS. INQUÉRITO POLICIAL 08 questões. qualquer diligência, que será realizada, ou não, a juízo da autoridade. NOÇÕES DE DIREITO PENAL Nível de importância Tema QTDE de Questões Porcentagem (%) 1 Inquérito Policial 8 32% 2 Prisões 7 28% 3 Provas 6 24% 4 Ação Penal 2 8% 5 Habeas Corpus 2 8% TOTAL 25 100% INQUÉRITO

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: TEMAS EMERGENTES DE DIREITO PENAL PROFESSOR: GUSTAVO SENNA MIRANDA TURMA: 9ºEN SETOR PEDAGÓGICO Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. UNIDADES

Leia mais

Estudo teórico do direito e dos elementos estruturais do direito processual civil e penal.

Estudo teórico do direito e dos elementos estruturais do direito processual civil e penal. 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 PROFESSOR: Wellington José Tristão 1.2 DEPARTAMENTO: Disciplinas de Formação Fundamental 1.3 DISCIPLINA: Teoria Geral do Direito e do Processo 1.4 SÉRIE: 1º TURMAS: A e B TURNOS:

Leia mais

AÇÃO PENAL E PROVAS CRIMINAIS

AÇÃO PENAL E PROVAS CRIMINAIS TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL AÇÃO PENAL E PROVAS CRIMINAIS AÇÃO PENAL - Direito Subjetivo Processual: a)estado: Público P (Ministério Público); P b)particular: Privado (Ofendido/Repr Repr.Legal); -Características

Leia mais

19/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II

19/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II II 4ª - Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 II Acessem!!!!!! www.rubenscorreiajr.blogspot.com 2 1 Conteúdo programático UNIDADE I PROCESSOS E PROCEDIMENTOS PENAIS: Tribunal do júri, comum, sumário,

Leia mais

Breves linhas a respeito da prova no Processo Penal

Breves linhas a respeito da prova no Processo Penal Breves linhas a respeito da prova no Processo Penal Caroline Araujo 1 Yuri Felix 2 Resumo: O presente estudo objetiva uma breve análise do direito à prova no Processo Penal brasileiro. O processo penal

Leia mais

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito I 5ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 I Relação com os outros ramos do direito 2 1 Relação do direito Processual Penal com outros ramos do Direito e ciências auxiliares Direito Constitucional.

Leia mais

O VALOR DA CONFISSÃO COMO PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR

O VALOR DA CONFISSÃO COMO PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR O VALOR DA CONFISSÃO COMO PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR Viviane Cuenca de Oliveira Assis * I. INTRODUÇÃO O presente trabalho tem o condão de avaliar e comparar o valor da confissão como prova no processo

Leia mais

Princípios informativos do Direito Processual aquelas normas ideais que representam uma aspiração de melhoria do aparelhamento processual. Esses princ

Princípios informativos do Direito Processual aquelas normas ideais que representam uma aspiração de melhoria do aparelhamento processual. Esses princ PRINCÍPIOS INFORMADORES DO DIREITO PROCESSUAL preceitos Os princípios processuais são fundamentais que dão forma e caráter aos sistemas processuais. (Araújo Cintra, Grinover, Dinamarco. Teoria Geral do

Leia mais

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos...

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... Sumário CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 21 1.1 Considerações... 21 1.2 As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... 23 CAPÍTULO 2 ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Inquérito Policial Professor Joeberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal INQUÉRITO POLICIAL TÍTULO II Do Inquérito Policial Art. 4º A polícia judiciária

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL...

INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL... SUMÁRIO Sumário Coleção Sinopses para Concursos... 17 Guia de leitura da Coleção... 19 Agradecimentos... 21 Nota à 4ª edição... 23 Apresentação... 25 Prefácio... 27 Capítulo I INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br O processo criminal brasileiro e o ônus da prova: Análise feita a partir da doutrina de Afrânio Silva Jardim Sidio Rosa de Mesquita Júnior * 1. INTRODUÇÃO Afrânio Silva Jardim declara

Leia mais

Procedimento dos crimes dolosos contra a vida Tribunal do Júri I

Procedimento dos crimes dolosos contra a vida Tribunal do Júri I Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento dos crimes dolosos contra a vida Tribunal do Júri I Gustavo Badaró aulas de 3, 10 e 17 de maio de 2017 PLANO DA AULA Tribunal do Júri 1. Noções

Leia mais

CONCEITO NATUREZA DO INQUÉRITO POLICIAL

CONCEITO NATUREZA DO INQUÉRITO POLICIAL CONCEITO Inquérito Policial é todo o procedimento policial destinado a reunir elementos necessários à apuração da pratica de uma infração penal. É destinado sempre ao Ministério publico ou diretamente

Leia mais

Ação civil ex delicto

Ação civil ex delicto Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Ação civil ex delicto Gustavo Badaró aula de 02.08.2016 1. Noções Gerais PLANO DA AULA 2. Formas de satisfação do dano causado pelo crime 3. Sistemas de

Leia mais

A questão baseia-se na literalidade do art. 283, 284 e 285 do CPP:

A questão baseia-se na literalidade do art. 283, 284 e 285 do CPP: Cargo: S01 - AGENTE DE POLÍCIA CIVIL Disciplina: Noções de Direito Processual Penal Questão Gabarito por extenso Justificativa A questão baseia-se na literalidade do art. 283, 284 e 285 do CPP: Conclusão

Leia mais

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal.

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal. DIREITO PROCESSUAL PENAL PROGRAMA I INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. O funcionamento real do sistema penal: os dados da PGR (2010), do Relatório Anual de Segurança Interna (2011) e o tratamento

Leia mais

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal

Índice Geral. Índice Sistemático do Código de Processo Penal Índice Geral Código de Processo Penal Decreto-lei 3.689, de 3 de outubro de 1941... 13 Súmulas Criminais do STF e do STJ Comentadas... 1645 Índice Alfabético-Remissivo... 1905 Bibliografia... 1923 Índice

Leia mais

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório...

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório... Sumário Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de 1988...2 Contexto Político e Histórico... 2 Características da Constituição de 1937... 4 Código de Processo Penal de

Leia mais

PROCESSUALÍSTICA - QUESTÕES

PROCESSUALÍSTICA - QUESTÕES 1. Acerca do exame de corpo de delito previsto no Código de Processo Penal vigente, julgue as assertivas abaixo: a) O exame de corpo de delito e outras perícias serão realizados por dois peritos oficiais,

Leia mais

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS

QUESTÃO 1 ASPECTOS MACROESTRUTURAIS QUESITOS AVALIADOS QUESTÃO Capacidade de expressão na modalidade escrita e do uso das normas do registro formal culto da língua portuguesa 2. Responsabilidade do juiz, do Estado ou de ambos por ato jurisdicional doloso.00

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO DO CURSO DE DIREITO RELATÓRIO DE AUDIÊNCIAS CRIMINAIS. Assinatura da autoridade: ACADÊMICO(A): TURMA PROFESSOR/ORIENTADOR:

COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO DO CURSO DE DIREITO RELATÓRIO DE AUDIÊNCIAS CRIMINAIS. Assinatura da autoridade: ACADÊMICO(A): TURMA PROFESSOR/ORIENTADOR: COORDENAÇÃO DE ESTÁGIO DO CURSO DE DIREITO RELATÓRIO DE AUDIÊNCIAS CRIMINAIS Assinatura da autoridade: 1 IDENTIFICAÇÃO ACADÊMICO(A): TURMA PROFESSOR/ORIENTADOR: DISCIPLINA: MATRÍCULA: 2 DADOS DO PROCESSO

Leia mais

CAPÍTULO 5 PEÇAS ACUSATÓRIAS

CAPÍTULO 5 PEÇAS ACUSATÓRIAS Sumário CAPÍTULO 1 O PROCESSO PENAL BRASILEIRO 1.1. Conceito e finalidade 1.2. Fontes do direito processual penal 1.3. Sistemas processuais penais 1.3.1. Sistema acusatório 1.3.2. Sistema inquisitório

Leia mais

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial.

Por iniciativa das partes (art. 262 Regra Geral). Princípio da Inércia. Princípio Dispositivo. Desenvolvimento por impulso oficial. Direito Processual Civil I EXERCÍCIOS - 2º BIMESTRE Professor: Francisco Henrique J. M. Bomfim 1. a) Explique como ocorre a formação da relação jurídica processual: R. Início do Processo: Por iniciativa

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL III AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com PROCEDIMENTO PROBATÓRIO 2.3. Produção das Provas a) Proposição: momento ou instante em que se

Leia mais

Em várias situações a legislação consagra da junção das jurisdições civil e criminal.

Em várias situações a legislação consagra da junção das jurisdições civil e criminal. Ação civil ex delicto Objetivo: Propiciar a reparação do dano causado pelo delito. Sentença penal condenatória e reparação do dano Art. 91, I, CP: Obrigação de indenizar o dano Art. 63, CPP e 475-N, II,

Leia mais

CONCEITO DE PROCESSO: CÂMARA ramos da ciência jurídica que estuda e regulamente o exercício, pelo Estado, da função jurisdicional.

CONCEITO DE PROCESSO: CÂMARA ramos da ciência jurídica que estuda e regulamente o exercício, pelo Estado, da função jurisdicional. CONCEITO DE PROCESSO: CÂMARA ramos da ciência jurídica que estuda e regulamente o exercício, pelo Estado, da função jurisdicional. Conjunto de princípios e normas que visam regular a função jurisdicional.

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Processual Penal II Professor: João Batista Santos Filho Código: DIR36 Carga Horária: 80 H Créditos: 04 Pré-requisito(s):

Leia mais

CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I. 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto;

CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I. 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto; CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto; 2. Evolução História do Processo Penal 2.1 Processo penal no Brasil; 2.2 Sistemas

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal II. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º.

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal II. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º. PLANO DE ENSINO I Identificação Disciplina Direito Processual Penal II Código PRO0066 Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º II Ementário Da prova no processo penal. Das perícias. Do

Leia mais

IUS RESUMOS. Da Ação Civil Ex Delicto. Organizado por: Max Danizio Santos Cavalcante

IUS RESUMOS. Da Ação Civil Ex Delicto. Organizado por: Max Danizio Santos Cavalcante Da Ação Civil Ex Delicto Organizado por: Max Danizio Santos Cavalcante SUMÁRIO I DA AÇÃO CIVIL EX DELICTO... 3 1. Noções introdutórias... 3 1.1 Modalidades de ação civil ex delicto... 4 2. Legitimidade...

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Prisão Preventiva Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal PRISÃO PREVENTIVA CÓDIGO DE PROCESSO PENAL TÍTULO IX CAPÍTULO III Da Prisão

Leia mais

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que :

1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : 1 1) Com relação aos Atos do Escrivão ou do Chefe de Secretaria é INCORRETO afirmar que : a) Os atos e termos do processo serão datilografados ou escritos com tinta escura indelével, assinado-os as pessoas

Leia mais

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL

SUMÁRIO. Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Parte I Código de PROCESSO PENAL Comentado DECRETO-LEI Nº 3.689, DE 3 DE OUTUBRO DE 1941 LIVRO I DO PROCESSO EM GERAL Título I Disposições preliminares (Arts. 1º a 3º)... 3 Título II Do inquérito policial

Leia mais

CURSO DE DIREITO. Maribel Wilmar A (IN) ADMISSIBILIDADE DAS PROVAS ILÍCITAS NO PROCESSO PENAL À LUZ DO PRINCÍPIO DA PROPORCIONALIDADE

CURSO DE DIREITO. Maribel Wilmar A (IN) ADMISSIBILIDADE DAS PROVAS ILÍCITAS NO PROCESSO PENAL À LUZ DO PRINCÍPIO DA PROPORCIONALIDADE 0 CURSO DE DIREITO Maribel Wilmar A (IN) ADMISSIBILIDADE DAS PROVAS ILÍCITAS NO PROCESSO PENAL À LUZ DO PRINCÍPIO DA PROPORCIONALIDADE Santa Cruz do Sul 2015 1 Maribel Wilmar A (IN) ADMISSIBILIDADE DAS

Leia mais

O Principio da Publicidade tem seu campo de maior atuação no Administrativo, Assim, José Afonso da Silva 2, diz que:

O Principio da Publicidade tem seu campo de maior atuação no Administrativo, Assim, José Afonso da Silva 2, diz que: Principio da Publicidade. O Presente Trabalho vem elucidar dois princípios da suma importância para o Estado democrático de direito ao qual estamos inseridos, freqüentemente ouvimos falar sobre esses princípios,

Leia mais

Sumário NÃO CREEM NA TEORIA GERAL DO PROCESSO, MAS QUE ELA EXISTE, EXISTE... AS BRUXAS ESTÃO SOLTAS... 73

Sumário NÃO CREEM NA TEORIA GERAL DO PROCESSO, MAS QUE ELA EXISTE, EXISTE... AS BRUXAS ESTÃO SOLTAS... 73 Sumário Capítulo 1 NOTAS SOBRE A TEORIA DA JURISDIÇÃO... 53 1. O Estado... 53 1º O Estado como criação do homem... 53 2º O escopo do Estado... 54 3º O Estado e o Direito como instrumentos para a realização

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.396 INSTRUÇÃO Nº 958-26.2013.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre a apuração de crimes eleitorais.

Leia mais

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito

PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Disciplina: Direito Processual Penal II C.H. Teórica: 60 PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM CURSO: Direito Período Letivo: Série: Periodo: 1 sem/2012 7ª Série Não definido C.H. Outras: 20 Semestre de Ingresso:

Leia mais

Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial

Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial Gustavo Badaró aula de 15 de setembro de 2015 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Procedimento

Leia mais

RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL.

RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. RESOLUÇÃO N XXXXXXX INSTRUÇÃO N xxx-xx.20xx6.00.0000 - CLASSE 19 - BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro Dias Toffoli. Interessado: Tribunal Superior Eleitoral. Dispõe sobre a apuração de crimes

Leia mais

LEI Nº , DE 20 JUNHO DE 2008.

LEI Nº , DE 20 JUNHO DE 2008. LEI Nº 11.719, DE 20 JUNHO DE 2008. Altera dispositivos do Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941 - Código de Processo Penal, relativos à suspensão do processo, emendatio libelli, mutatio libelli

Leia mais

Em primeiro lugar, deverá o examinando requerer, em preliminar, o desentranhamento das provas ilícitas.

Em primeiro lugar, deverá o examinando requerer, em preliminar, o desentranhamento das provas ilícitas. OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE PENAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL O recurso cabível é o recurso em sentido estrito, na forma do art. 581, IV, do Código de Processo Penal, dirigido ao Juiz da 1ª

Leia mais

Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 1. Procedimentos 1.1. Procedimento Ordinário. Considerações Preliminares * Processo e Procedimento: Enquanto o processo é uma sequência de

Leia mais

PERSECUÇÃO PENAL INVESTIGAÇÃO CRIMINAL ACUSAÇÃO CRIMINAL

PERSECUÇÃO PENAL INVESTIGAÇÃO CRIMINAL ACUSAÇÃO CRIMINAL PERSECUÇÃO PENAL INVESTIGAÇÃO CRIMINAL ACUSAÇÃO CRIMINAL INVESTIGAÇÃO CRIMINAL Polícia judiciária Procedimento inquisitivo Ausência de partes Contraposição de interesses Dupla função FUNÇÕES DA INVESTIGAÇÃO

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de

Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo. Revisão Criminal. Gustavo Badaró aula de Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Revisão Criminal Gustavo Badaró aula de 10.11.2015 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Condições da ação 3. Pressupostos processuais 4. Procedimento 1. NOÇÕES

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Citação e Intimação Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal CITAÇÃO E INTIMAÇÃO TÍTULO X Das Citações e Intimações CAPÍTULO I DAS CITAÇÕES

Leia mais

DEPOIMENTO PESSOAL (ARTIGOS 342/347 C.P.C.)

DEPOIMENTO PESSOAL (ARTIGOS 342/347 C.P.C.) DEPOIMENTO PESSOAL (ARTIGOS 342/347 C.P.C.) CONCEITO QUEM MELHOR CONHECE OS FATOS QUE ORIGINAM TODA RELAÇÃO CONFLITUOSAS SÃO AS PESSOAS NELA ENVOLVIDAS, OU SEJA, AS PARTES. O DEPOIMENTO PESSOAL É NOTÁVEL

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO

CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO PAULO EDUARDO BEHRENS Autor Prefácio Rui Licínio de Castro Paixão Área específica Ética Médica, Processo Penal e Processo Civil O presente trabalho

Leia mais

PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores /2014)

PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores /2014) PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores - 2013/2014) 1. Aulas: I- METODOLOGIA As sessões de trabalho vão decorrer: a) Leitura, seguida de esclarecimentos e discussão

Leia mais

O ÔNUS DA PROVA NO PROCESSO PENAL

O ÔNUS DA PROVA NO PROCESSO PENAL O ÔNUS DA PROVA NO PROCESSO PENAL Gustavo de Oliveira Santos Estudante do 7º período do curso de Direito do CCJS-UFCG. Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/4207706822648428 Desde que o Estado apossou-se

Leia mais

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos.

Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. Plano de Ensino 1. Petição inicial. Requisitos. (CPC, arts. 282 a 285-A) Petição Inicial Conceito: petição inicial é o ato formal do autor que introduz a causa em juízo (Vicente, 135). Características:

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

A PRESUNÇÃO COMO PROVA. Limites à sua utilização

A PRESUNÇÃO COMO PROVA. Limites à sua utilização A PRESUNÇÃO COMO PROVA Limites à sua utilização BASE LEGAL Código Civil Art. 212. Salvo o negócio jurídico a que se impõe forma especial, o fato jurídico pode ser provado mediante: (...) IV - presunção

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 18/05 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV 2.3 PROCEDIMENTO DA LEI DE DROGAS (Lei 11.343/06) - Procedimento Previsto nos artigos 54 a 59 da

Leia mais

A Dúvida e a Perícia Contábil na Arbitragem

A Dúvida e a Perícia Contábil na Arbitragem A Dúvida e a Perícia Contábil na Arbitragem Prof. MSc. Wilson Alberto Zappa Hoog i Resumo: O artigo apresenta de forma sucinta como uma dúvida resulta em perícia na arbitragem. E com este referente, tratamos

Leia mais

PROCESSO PENAL E FALSAS MEMÓRIAS: REFLEXOS NO RECONHECIMENTO DE PESSOAS 1

PROCESSO PENAL E FALSAS MEMÓRIAS: REFLEXOS NO RECONHECIMENTO DE PESSOAS 1 PROCESSO PENAL E FALSAS MEMÓRIAS: REFLEXOS NO RECONHECIMENTO DE PESSOAS 1 Maiara Müller Vincensi 2, Patrícia Borges Moura 3. 1 Projeto de pesquisa da monografia final do Curso de Graduação em Direito da

Leia mais

- DEFINIÇÃO: documento é qualquer suporte material que represente um fato juridicamente relevante (Badaró)

- DEFINIÇÃO: documento é qualquer suporte material que represente um fato juridicamente relevante (Badaró) PROVA DOCUMENTAL - DEFINIÇÃO: documento é qualquer suporte material que represente um fato juridicamente relevante (Badaró) - art. 232 do CPP: documentos escritos (documentos em sentido estrito) - art.

Leia mais

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11

Interpretação e integração da lei penal Interpretação...11 Sumário Notas Preliminares Finalidade do Direito Penal...2 Bens que podem ser protegidos pelo Direito Penal...2 Códigos do Brasil...3 Código Penal atual...3 Direito Penal...3 Garantismo...3 Garantias...4

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso sétimo módulo. Falaremos da petição inicial, da(s) resposta(s) do réu e do fenômeno da revelia. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 7 PETIÇÃO INICIAL. RESPOSTA DO RÉU. REVELIA. Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos

Leia mais

A PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR INDÍCIOS KARINA CILENE BRUSAROSCO

A PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR INDÍCIOS KARINA CILENE BRUSAROSCO A PROVA NO PROCESSO PENAL MILITAR INDÍCIOS KARINA CILENE BRUSAROSCO Advogada, Especialista em Direito Penal e Processual Penal Militar pela Universidade Cruzeiro do Sul e Chefe do Departamento Administrativo

Leia mais

SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS. 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES

SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS. 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES 1. Dignidade da pessoa humana 1.1 Aspectos do crime e a dignidade da pessoa humana 1.2 Aspectos do processo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.363 INSTRUÇÃO Nº 1160-71.2011.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Arnaldo Versiani Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre a apuração de crimes

Leia mais

RECENTES ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL: NOVO RITO DO PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO 1

RECENTES ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL: NOVO RITO DO PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO 1 RECENTES ALTERAÇÕES DO CÓDIGO DE PROCESSO PENAL: NOVO RITO DO PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO 1 Wanessa Carneiro Molinaro Ferreira 2 Juíza Federal Substituta Vara Federal de Barra do Piraí - RJ RESUMO: Este

Leia mais

DÉBORA DANIELY ZIMMER HOFFMANN MEIOS DE PROVA NO PROCESSO PENAL E A ADMISSIBILIDADE DA INTERCEPTACÃO AMBIENTAL

DÉBORA DANIELY ZIMMER HOFFMANN MEIOS DE PROVA NO PROCESSO PENAL E A ADMISSIBILIDADE DA INTERCEPTACÃO AMBIENTAL DÉBORA DANIELY ZIMMER HOFFMANN MEIOS DE PROVA NO PROCESSO PENAL E A ADMISSIBILIDADE DA INTERCEPTACÃO AMBIENTAL Monografia final do Curso de Graduação em Direito objetivando a aprovação no componente curricular

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO PASSO A PASSO

IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO PASSO A PASSO IDENTIFICAÇÃO DO PROCEDIMENTO PASSO A PASSO a) CONTRAVENÇÕES PENAIS b) CRIMES DO CÓDIGO PENAL Procedimento Sumaríssimo da Lei 9099/95, ainda que tenham previsão de Procedimento Especial em Leis Esparsas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O I IDENTIFICAÇÃO Curso: Direito Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Ano Letivo: 2016 Semestre: 2º Semestre Turno:

Leia mais

TIPOS DE PROCESSO. Os processos são classificados de acordo. com o tipo de provimento jurisdicional. pretendido / depende do tipo de

TIPOS DE PROCESSO. Os processos são classificados de acordo. com o tipo de provimento jurisdicional. pretendido / depende do tipo de TIPOS DE PROCESSO Os processos são classificados de acordo com o tipo de provimento jurisdicional pretendido / depende do tipo de resultado esperado pela parte Processo de Conhecimento é aquele em que

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Processo Penal II Código

Leia mais