SUMÁRIO. Limites à persuasão racional do juiz e seu caráter relativo (inquérito policial)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SUMÁRIO. Limites à persuasão racional do juiz e seu caráter relativo (inquérito policial)"

Transcrição

1 SUMÁRIO 1. TEORIA GERAL DA PROVA 1.1 Conceito 1.2 Sentidos da prova e suas espécies 1.3 Finalidade e objeto da prova Finalidade da prova e verdade processual 1.4 Sistemas de avaliação da prova Disciplina legal: art. 155, CPP Persuasão racional Livre convencimento motivado Limites à persuasão racional do juiz e seu caráter relativo (inquérito policial) Poder do juiz de avaliar a conveniência de produção da prova Liberdade na avaliação das provas Restrições à prova Limitação à produção da prova na esfera criminal 1.5 Meios de prova Critério geral para a prova emprestada 1.6 Ônus da prova Destinatário natural do ônus da prova Relação com presunção de inocência Inversão do ônus da prova Disciplina legal: art. 156, caput, CPP 1.7 Sistema inquisitivo-acusatório Alegação do acusado e ônus da prova Disciplina legal: art. 156, II, CPP 1.8 Produção antecipada de provas Disciplina legal: art. 156, I, CPP Requisitos da produção antecipada de provas Viabilidade da produção antecipada de provas Busca da verdade real e atividade judicial

2 Atuação de ofício e imparcialidade do magistrado 1.9 Provas ilícitas Disciplina legal: art. 157, caput, CPP Consideração da violação de norma processual como ilícita Admissibilidade de ingestão de remédio ao preso Admissibilidade de colheita de testemunho em país estrangeiro Prova ilícita por derivação Os frutos da árvore envenenada Disciplina legal: art. 157, 1.º, CPP Fonte independente Disciplina legal: art. 157, 2.º, CPP Procedimento para apurar a ilicitude da prova Disciplina legal: art. 157, 3.º, CPP 2. PROVA DA EXISTÊNCIA DA INFRAÇÃO PENAL 2.1 Conceito 2.2 Natureza jurídica 2.3 Meios de prova da existência do crime 2.4 Disciplina legal: art. 167, CPP Desnecessidade do exame pericial Suprimento do laudo pericial por testemunhas Porte ilegal de arma e seu funcionamento Indispensabilidade do laudo pericial em certos delitos de arma de fogo 2.5 Corpo de delito e indícios 3. PROVA PERICIAL 3.1 Conceito Exame de corpo de delito 3.2 Meios de produção da perícia: exame de corpo de delito direto e indireto Exame de corpo de delito indireto como prova pericial 3.3 Disciplina legal: art. 158, CPP A perícia e a arma de fogo Indispensabilidade do laudo Dispensabilidade do laudo 3.4 Formalidades gerais Disciplina legal: art. 159, caput, CPP Relativização do dispositivo Disciplina legal: art. 159, 1.º e 2.º, CPP Imprescindibilidade das formalidades legais Disciplina legal: art. 159, 3.º e 4.º, CPP Disciplina legal: art. 159, 5.º, 6.º e 7.º, CPP Sobre os quesitos do assistente técnico Disciplina legal: art. 160, CPP

3 Desnecessidade de expor a metodologia do laudo Prazo impróprio para apresentação do laudo Disciplina legal: art. 177, CPP Disciplina legal: art. 180, CPP Disciplina legal: arts. 181 e 184, CPP Indeferimento válido de perícia pelo juiz Disciplina legal: art. 182, CPP Relevância do laudo para o juiz Possibilidade de decidir em sentido diverso ao laudo Desnecessidade do laudo 3.5 Autópsia 3.6 Lesões corporais Ausência do laudo complementar: consequências Laudo complementar apresentado depois dos trinta dias 3.7 Local do crime 3.8 Laboratório 3.9 Destruição ou rompimento de obstáculo e escalada Vestígios do arrombamento demandam perícia Inviabilidade do exame pericial e suprimento Vestígios da escalada 3.10 Avaliação Avaliação dispensável Avaliação indireta 3.11 Incêndio Relevância do laudo 3.12 Reconhecimento de escritos 3.13 Instrumentos do crime 3.14 Crimes sexuais Prescindibilidade do laudo 4. COLABORAÇÃO DO ACUSADO 4.1 O acusado na persecução penal 4.2 Colaboração como meio de defesa 4.3 Interrogatório Conceito, natureza jurídica e interligação com confissão e direito ao silêncio Amplitude do direito ao silêncio Inaplicação do direito ao silêncio à qualificação Inaplicação do direito ao silêncio à atribuição de identidade falsa Presença do defensor Interrogatório como ato processual obrigatório Direito do réu de estar presente

4 Valoração do silêncio do acusado pelo Judiciário O interrogatório e a confissão no Tribunal do Júri Momento e lugar do interrogatório Facultatividade do interrogatório do réu quando localizado para intimação Obrigatoriedade de apresentação do réu preso para interrogatório O interrogatório por videoconferência e disciplina legal Excepcionalidade do interrogatório por videoconferência Prazo da intimação da defesa O procedimento do interrogante e a intervenção das partes Possibilidade de intervenção do defensor de um corréu no interrogatório de outro Não obrigatoriedade da presença do defensor de corréu no interrogatório de outro Retirada de corréu da sala no momento do interrogatório de outro Direito ao silêncio somente na delegacia Ausência de aviso ao acusado quanto ao seu direito ao silêncio Interrogatório ou inquirição de pessoa deficiente A postura do interrogante Disciplina legal: art. 187, CPP Não formulação de todas as perguntas constantes do art Disciplina legal: arts. 189, 190 e 196, CPP Discricionariedade do juiz para avaliar as provas requeridas Momentos para a realização do interrogatório 4.4 Confissão Conceito e natureza jurídica Objeto da confissão Espécies de confissão Confissão qualificada não serve para configurar a atenuante da confissão espontânea Fundamentos da confissão Requisitos para a validade da confissão judicial Meios de extração da confissão Retratabilidade da confissão Valoração da retratação Divisibilidade da confissão Avaliação da confissão judicial Valor da confissão em juízo Avaliação da confissão extrajudicial Confissão extrajudicial, com retratação posterior: critérios para a formação do convencimento do juiz Confissão extrajudicial associada a outras provas 4.5 Delação Institutos diversos: delação e confissão

5 Participação de defensor na delação de corréu Meio de prova aceitável 5. OFENDIDO 5.1 Conceito 5.2 Atuação no processo penal 5.3 Valoração da palavra da vítima Suficiência da palavra da vítima para a condenação Insuficiência da palavra da vítima para a condenação 5.4 Comparecimento em juízo Presença do ofendido em juízo 5.5 Direito de livre versão acerca dos fatos 5.6 Comunicações dos atos processuais 5.7 Apoio ao ofendido 5.8 Preservação da intimidade 6. PROVA TESTEMUNHAL 6.1 Conceito e natureza jurídica 6.2 Classificação das testemunhas 6.3 Compromisso da verdade, isenção e proibição para depor Valoração das declarações de informantes Salvo conduto para não ser coagida a depor Depoimento de policial Validade dos depoimentos de policiais Exigência de firmeza e coerência 6.4 Formalidades do depoimento Ratificação de depoimentos prestados na fase extrajudicial em juízo Inquirição conjunta de testemunhas: como regra, nulidade absoluta Prova da incomunicabilidade Ordem de inquirição Ausente o membro do MP, validada a colheita de provas Nulidade relativa dependente da prova de prejuízo: ordem de inquirição Falso testemunho Contradita Presença do réu Retirada do réu da sala e cerceamento de defesa: inexistência Condução coercitiva Precatória e rogatória Substituição de testemunhas em rogatória Inquirição de testemunhas por rogatória Inversão da ordem de inquirição 6.5 Disciplina legal: art. 209, CPP

6 7. RECONHECIMENTO DE PESSOAS E COISAS 7.1 Conceito e natureza jurídica 7.2 Formalidades Reconhecimento informal Nulidade relativa Mera irregularidade Reconhecimento em várias fontes Reconhecimento informal como prova testemunhal Ausência de formalidade e ilicitude da prova Existência de outras provas Relevância do seguimento às formalidades Reconhecimento fotográfico Viabilidade do reconhecimento quando cotejado com outras provas Reconhecimento por videoconferência 8. ACAREAÇÃO 8.1 Conceito e natureza jurídica 8.2 Admissibilidade da acareação Necessidade de contradição 8.3 Objeto da acareação 8.4 Procedimento 8.5 Acareação à distância 9. PROVA DOCUMENTAL 9.1 Conceito e natureza jurídica 9.2 Formalidades Prova da reincidência Prova da pobreza Discricionariedade do juiz para acolhimento dos documentos Autenticidade do documento Prova da materialidade Cópia reprográfica Tradução de documento Ilicitude da instrução paralela 9.3 Preservação da intimidade Filmagem e outras gravações Filmagem de circuito interno de estabelecimento bancário Gravação por um dos interlocutores 9.4 Disciplina legal: art. 234, CPP Busca judicial pela prova 9.5 Prova emprestada

7 Validade da interceptação emprestada Prova emprestada e prova documental 9.6 Gravação de depoimentos e de interceptação telefônica Desnecessidade de degravação Juntada, aos autos, do material colhido pela interceptação 10. PROVA INDICIÁRIA 10.1 Conceito e natureza jurídica 10.2 Valor probatório dos indícios Possibilidade de emprego da prova indiciária 10.3 Indício e presunção Presunção como prova 10.4 Contraindícios 10.5 Materialidade formada por indícios 10.6 Autoria formada por indícios Indícios para o recebimento da denúncia ou queixa Indícios para a decretação da prisão Não aceitação dos indícios para firmar a autoria 11. BUSCA E APREENSÃO 11.1 Conceito de busca e natureza jurídica 11.2 Conceito de apreensão e natureza jurídica Apreensão de produto do crime 11.3 Atuação conjunta ou isolada 11.4 Finalidades Admissibilidade da violação de correspondência apreendida Momento de realização: fase extrajudicial ou judicial Necessidade de indícios mínimos para a busca 11.5 Busca domiciliar e busca pessoal Desnecessidade de mandado Fundada suspeita Entrega espontânea 11.6 Formalidades Maior discricionariedade à atividade policial Indicação possível diante da prova existente Inadmissibilidade de mandado indeterminado Revista feita por policial de sexo diverso do averiguado 11.7 Disciplina legal: art. 242, CPP 11.8 Horários das buscas Irregularidade 11.9 Desvio de finalidade Apreensão de bens de terceiro Agentes de realização da busca e apreensão

8 Em crime permanente 12. PROVAS E AÇÕES DE IMPUGNAÇÃO 12.1 Habeas corpus 12.2 Revisão criminal Inversão do ônus da prova Ausência de prova nova Vedação à simples reavaliação da prova 12.3 Mandado de segurança 13. PROVAS E TRIBUNAL DO JÚRI 13.1 As fases do procedimento do júri 13.2 A base probatória da pronúncia Dispensabilidade da prova plena para a pronúncia Valoração comedida das provas na pronúncia 14. PROVAS E NULIDADES 14.1 Nulidades 14.2 Prova do prejuízo Prova do prejuízo em relação à deficiência da defesa Nulidade relativa, exigindo prova efetiva do prejuízo BIBLIOGRAFIA OBRAS DO AUTOR

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório...

Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de Processo Penal...8. Sistema Acusatório... Sumário Autoritarismo do Código de Processo Penal de 1941 vs. Constituição Federal de 1988...2 Contexto Político e Histórico... 2 Características da Constituição de 1937... 4 Código de Processo Penal de

Leia mais

CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I. 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto;

CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I. 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto; CONTEUDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL PENAL I 1. Introdução: 1.1 Conceito de Direito Processual; 1.2 Conteúdo; 1.3 Objeto; 2. Evolução História do Processo Penal 2.1 Processo penal no Brasil; 2.2 Sistemas

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5

Sumário. Capítulo 1 Introdução Capítulo 2 Processo Penal Capítulo 3 Ação Penal... 5 Sumário Capítulo 1 Introdução... 1 Capítulo 2 Processo Penal... 3 Capítulo 3 Ação Penal... 5 3.1. Considerações Gerais...5 3.1.1. Ação penal pública incondicionada...5 3.1.2. Ação penal pública condicionada

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO: Curso: Bacharelado em Direito Disciplina: Direito Processual Penal II Professor: João Batista Santos Filho Código: DIR36 Carga Horária: 80 H Créditos: 04 Pré-requisito(s):

Leia mais

LFG MAPS. INQUÉRITO POLICIAL 08 questões. qualquer diligência, que será realizada, ou não, a juízo da autoridade.

LFG MAPS. INQUÉRITO POLICIAL 08 questões. qualquer diligência, que será realizada, ou não, a juízo da autoridade. NOÇÕES DE DIREITO PENAL Nível de importância Tema QTDE de Questões Porcentagem (%) 1 Inquérito Policial 8 32% 2 Prisões 7 28% 3 Provas 6 24% 4 Ação Penal 2 8% 5 Habeas Corpus 2 8% TOTAL 25 100% INQUÉRITO

Leia mais

CAPÍTULO 5 PEÇAS ACUSATÓRIAS

CAPÍTULO 5 PEÇAS ACUSATÓRIAS Sumário CAPÍTULO 1 O PROCESSO PENAL BRASILEIRO 1.1. Conceito e finalidade 1.2. Fontes do direito processual penal 1.3. Sistemas processuais penais 1.3.1. Sistema acusatório 1.3.2. Sistema inquisitório

Leia mais

SUMÁRIO. Resumos p Conc v13 -Mendonca -Proc Penal-1ed.indd 9 25/04/ :35:43

SUMÁRIO. Resumos p Conc v13 -Mendonca -Proc Penal-1ed.indd 9 25/04/ :35:43 Capítulo 1 Da aplicação da Lei Processual Penal... 17 1. Lei processual penal no espaço... 17 2. Lei processual penal no tempo... 19 3. Imunidades (aplicação da lei processual quanto às pessoas)... 21

Leia mais

Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial

Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo Procedimento especial: crimes contra a propriedade imaterial Gustavo Badaró aula de 15 de setembro de 2015 PLANO DA AULA 1. Noções gerais 2. Procedimento

Leia mais

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal II. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º.

PLANO DE ENSINO. I Identificação Direito Processual Penal II. Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º. PLANO DE ENSINO I Identificação Disciplina Direito Processual Penal II Código PRO0066 Carga horária 72 horas/aula Créditos 4 Semestre letivo 6º II Ementário Da prova no processo penal. Das perícias. Do

Leia mais

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site:

SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: SISTEMA EDUCACIONAL INTEGRADO CENTRO DE ESTUDOS UNIVERSITÁRIOS DE COLIDER Av. Governador Julio Campos, Lote 13, Loteamento Trevo Colider/MT Site: www.sei-cesucol.edu.br e-mail: sei-cesucol@vsp.com.br FACULDADE

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES 2007/1 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL PENAL I Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Em primeiro lugar, deverá o examinando requerer, em preliminar, o desentranhamento das provas ilícitas.

Em primeiro lugar, deverá o examinando requerer, em preliminar, o desentranhamento das provas ilícitas. OAB 2010.3 GABARITO COMENTADO SEGUNDA FASE PENAL PEÇA PRÁTICO PROFISSIONAL O recurso cabível é o recurso em sentido estrito, na forma do art. 581, IV, do Código de Processo Penal, dirigido ao Juiz da 1ª

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Procedimento Comum e Ordinário Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal PROCEDIMENTO COMUM E ORDINÁRIO LIVRO II Dos Processos em Espécie

Leia mais

SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS. 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES

SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS. 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES SUMÁRIO I. PRINCÍPIOS 1. Conceito e amplitude 2. Graduação dos princípios II. PRINCÍPIOS REGENTES 1. Dignidade da pessoa humana 1.1 Aspectos do crime e a dignidade da pessoa humana 1.2 Aspectos do processo

Leia mais

O processo penal é um instrumento de. determinado fato histórico...

O processo penal é um instrumento de. determinado fato histórico... TEORIA GERAL DA PROVA NO PROCESSO PENAL O processo penal é um instrumento de retrospecção, de reconstrução aproximativa de um determinado fato histórico... as provas são os meios através dos quais se fará

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS Ponto 1. Ponto 2

Sumário APRESENTAÇÃO LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS Ponto 1. Ponto 2 Sumário APRESENTAÇÃO... 15 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 17 Ponto 1 Introdução... 19 Ponto 2 Inquérito Policial... 23 2.1 Considerações gerais... 23 2.2 Conceito... 29 2.3 Natureza jurídica... 29 2.4

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D- 21 DIREITO PROCESSUAL PENAL I(MATRIZ 2008/01) D- 23 DIREITO PROCESSUAL PENAL I(MATRIZ 2008/02)

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D- 21 DIREITO PROCESSUAL PENAL I(MATRIZ 2008/01) D- 23 DIREITO PROCESSUAL PENAL I(MATRIZ 2008/02) Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D.30 Nome da Disciplina 5º 04 Semanal Semestral 04 60 DIREITO PROCESSUAL PENAL II D- 21 DIREITO PROCESSUAL PENAL I(MATRIZ 2008/01) D- 23 DIREITO PROCESSUAL

Leia mais

Prova. Sujeitos Processuais. Da Prisão e da Liberdade Provisória. Comunicação dos Atos Processuais. Procedimentos em Espécie.

Prova. Sujeitos Processuais. Da Prisão e da Liberdade Provisória. Comunicação dos Atos Processuais. Procedimentos em Espécie. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: D - 22 PERÍODO: 5º CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL PENAL II NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL:

Leia mais

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal.

PROGRAMA. 4. O conceito de crime e o processo penal: pressupostos materiais e processuais da responsabilidade penal. DIREITO PROCESSUAL PENAL PROGRAMA I INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. O funcionamento real do sistema penal: os dados da PGR (2010), do Relatório Anual de Segurança Interna (2011) e o tratamento

Leia mais

PROCESSO PENAL I 7ª - Part r e Pro r f o e f ss s o s r o : r :Ru R b u ens s Co C r o r r e r ia a Jun u ior

PROCESSO PENAL I 7ª - Part r e Pro r f o e f ss s o s r o : r :Ru R b u ens s Co C r o r r e r ia a Jun u ior PROCESSO PENAL I 7ª - Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 PROCESSO PENAL I 2 PROCESSO PENAL FORMA Será escrito art. 9 do CPP objetivando o controle dos atos e posteriormente servir de base ao processo;

Leia mais

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que:

1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: P á g i n a 1 PROVA DAS DISCIPLINAS CORRELATAS DIREITO PROCESSUAL PENAL 1. Sobre as medidas cautelares pessoais no processo penal, é correto afirmar que: I - De acordo com o Código de Processo Penal, as

Leia mais

19/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II

19/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II II 4ª - Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 II Acessem!!!!!! www.rubenscorreiajr.blogspot.com 2 1 Conteúdo programático UNIDADE I PROCESSOS E PROCEDIMENTOS PENAIS: Tribunal do júri, comum, sumário,

Leia mais

ÍNDICE VOLUME 1. 1.Compreensão e interpretação de textos; 2 Tipologia Textual... 01/44

ÍNDICE VOLUME 1. 1.Compreensão e interpretação de textos; 2 Tipologia Textual... 01/44 Polícia Militar de Pernambuco Oficiais da Polícia Militar QOPM 1. LÍNGUA PORTUGUESA ÍNDICE VOLUME 1 1.Compreensão e interpretação de textos... 01 2.Tipologia textual... 04 3.Ortografia oficial... 09 4.Acentuação

Leia mais

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários:

CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL. Proposta de programa a desenvolver em sumários: CNEF FASE DE FORMAÇÃO INICIAL SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL PENAL Proposta de programa a desenvolver em sumários: I Do inicio do processo o crime e sua natureza. - Crimes públicos, semi-públicos e particulares;

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015. Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL I AULA DIA 04/05/2015 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com 10.2.5. Características - Procedimento escrito: não se permite uma investigação verbal. Todas

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ESQUEMATIZADO: ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA ADMINISTRATIVA DE ACORDO COM O EDITAL N 1, DE 24 DE NOVEMBRO DE 201, DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE SÃO PAULO, TRE-SP CONHECIMENTOS BÁSICOS

Leia mais

PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores /2014)

PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores /2014) PROGRAMA PROCESSO PENAL (V Curso formação Juízes, Procuradores e Defensores - 2013/2014) 1. Aulas: I- METODOLOGIA As sessões de trabalho vão decorrer: a) Leitura, seguida de esclarecimentos e discussão

Leia mais

Perícia Forense Computacional - Introdução

Perícia Forense Computacional - Introdução - Introdução Carlos Gustavo A. da Rocha Análise Forense A aplicação de princípios das ciências físicas ao direito na busca da verdade em questões cíveis, criminais e de comportamento social para que não

Leia mais

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4" edição Nota à 3" edição Nota à 2" edição e sumário)...

índice INTRODUÇÃO Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição Nota à 4 edição Nota à 3 edição Nota à 2 edição e sumário)... índice Abreviaturas... 9 Nota à 5ª edição...... 25 Nota à 4" edição... 27 Nota à 3" edição......... 31 Nota à 2" edição... 33 INTRODUÇÃO 1. O chamado "processo de conhecimento"... 35 2. Do "processo de

Leia mais

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO

TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO TJ - SP Processo Penal NILMAR DE AQUINO 1)Cabe recurso de apelação das decisões em que a) julgarem procedentes as exceções, salvo a de suspeição b) decretar a prescrição ou julgar, por outro modo, extinta

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: TEMAS EMERGENTES DE DIREITO PENAL PROFESSOR: GUSTAVO SENNA MIRANDA TURMA: 9ºEN SETOR PEDAGÓGICO Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. UNIDADES

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO DE APELAÇÃO nº 2006.0003066-4/0, DO JUIZADO ESPECIAL CRIMINAL DA COMARCA DE FAXINAL Recorrente...: VILSON RODRIGUES Recorrido...: MINISTÉRIO PÚBLICO Relator...: J. S. FAGUNDES CUNHA RECURSO DE

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA

DIREITO PROCESSUAL PENAL III. AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA DIREITO PROCESSUAL PENAL III AULA 26 de maio Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com PROCEDIMENTO PROBATÓRIO 2.3. Produção das Provas a) Proposição: momento ou instante em que se

Leia mais

Ofício Circular nº 01/2014 CGMP Curitiba, 17 de janeiro de Senhor(a) Promotor(a) de Justiça:

Ofício Circular nº 01/2014 CGMP Curitiba, 17 de janeiro de Senhor(a) Promotor(a) de Justiça: Ofício Circular nº 01/2014 CGMP Curitiba, 17 de janeiro de 2014. Senhor(a) Promotor(a) de Justiça: Tendo sido detectado problemas de ordem técnica, por ocasião da geração do CD anteriormente apresentado

Leia mais

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação

SECÇÃO III - Prestação de trabalho a favor da comunidade e admoestação Código Penal Ficha Técnica Código Penal LIVRO I - Parte geral TÍTULO I - Da lei criminal CAPÍTULO ÚNICO - Princípios gerais TÍTULO II - Do facto CAPÍTULO I - Pressupostos da punição CAPÍTULO II - Formas

Leia mais

Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda

Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda Comunicações Processuais Prof. Gladson Miranda CITAÇÃO, INTIMAÇÃO E NOTIFICAÇÃO (Arts. 351 ao 372) CITAÇÃO Conceito Finalidade da Citação art. 396 do CPP FORMAS DE CITAÇÃO 1) Citação real realizada por

Leia mais

Inquérito Policial Esquematizado - PF

Inquérito Policial Esquematizado - PF Inquérito Policial Esquematizado - PF SUMÁRIO UNIDADE 1 Processo Penal UNIDADE 2 Persecução penal 2.1 Diferença entre Policia Administrativa e Polícia Judiciária UNIDADE 3 Conceito 3.1 Finalidade UNIDADE

Leia mais

Aula 12 Meios de prova no Processo do Trabalho.

Aula 12 Meios de prova no Processo do Trabalho. Aula 12 Meios de prova no Processo do Trabalho. Documental: é a forma de uma coisa poder ser conhecida por alguém, de modo a reproduzir certa manifestação de pensamento. O documento vai representar um

Leia mais

CONCEITO DE AUTORIDADE

CONCEITO DE AUTORIDADE - LEGISLAÇÃO PENAL ESPECIAL - - Lei nº 4.898/65 - Abuso de Autoridade - Professor: Marcos Girão - CONCEITO DE AUTORIDADE 1 CONCEITO DE AUTORIDADE LEI Nº 4.898/65 Pode ser considerado autoridade o servidor

Leia mais

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. Processo penal I

23/09/2012 PROCESSO PENAL I. Processo penal I I 10ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Processo penal I 2 1 CLASSIFICAÇÃO - Quanto ao titular; A ação penal pública é condicionada sempre que houver exigência de alguma observância formal à sua

Leia mais

AUTOS Nº PEDIDO DE PRISÃO PREVENTIVA REQUERENTE: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REQUERIDO: MAURÍCIO MACHADO

AUTOS Nº PEDIDO DE PRISÃO PREVENTIVA REQUERENTE: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REQUERIDO: MAURÍCIO MACHADO AUTOS Nº 0003405-73.2010.403.6111 PEDIDO DE PRISÃO PREVENTIVA REQUERENTE: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REQUERIDO: MAURÍCIO MACHADO Trata-se de pedido de prisão preventiva dinamizado pelo Ministério Público

Leia mais

Disciplina: Processo Penal I Carga horária: 72 h/a Período: 5º Pré-requisito: Teoria Geral Do Processo

Disciplina: Processo Penal I Carga horária: 72 h/a Período: 5º Pré-requisito: Teoria Geral Do Processo Disciplina: Processo Penal I Ano letivo: Carga horária: 72 h/a Período: 5º Pré-requisito: Teoria Geral Do Processo EMENTA Princípios do processo civil. Inquérito policial. Jurisidição e competência. Conflito

Leia mais

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios.

Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da verdade. Jurisdição: Conceito, Princípios. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Penal / Aula 08 Professor: Elisa Pittaro Conteúdo: Ação Penal nos Crimes contra a Honra: Pedido de explicações, audiência de conciliação, exceção da

Leia mais

Direito Processual Penal

Direito Processual Penal Direito Processual Penal Citação e Intimação Professor Joerberth Nunes www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Processual Penal CITAÇÃO E INTIMAÇÃO TÍTULO X Das Citações e Intimações CAPÍTULO I DAS CITAÇÕES

Leia mais

GUILHERME DE SOUZA NUCCI Juiz de Direito em São Paulo. Professor da PUC-SP, da UNIP, da Escola Paulista da Magistratura e da UniToledo (Araçatuba).

GUILHERME DE SOUZA NUCCI Juiz de Direito em São Paulo. Professor da PUC-SP, da UNIP, da Escola Paulista da Magistratura e da UniToledo (Araçatuba). STJ00061439 GUILHERME DE SOUZA NUCCI Juiz de Direito em São Paulo. Professor da PUC-SP, da UNIP, da Escola Paulista da Magistratura e da UniToledo (Araçatuba). NÁILA CRISTINA FERREIRA NUCCI Advogada em

Leia mais

PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 CURSO: ANO LETIVO: 2007 TURMA: 4º ANO PERICIA CONTÁBIL EMENTA

PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 CURSO: ANO LETIVO: 2007 TURMA: 4º ANO PERICIA CONTÁBIL EMENTA PLANO DE ENSINO ANO DO VESTIBULAR: 2004 DEPARTAMENTO CIÊNCIAS CONTÁBEIS CAMPUS UNIVERSITÁRIO TANGARÁ DA SERRA CURSO: ANO LETIVO: 2007 CIÊNCIAS CONTÁBEIS TURMA: 4º ANO DISCIPLINA: PERICIA CONTÁBIL CARGA

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N 001/2012 PJCM

RECOMENDAÇÃO N 001/2012 PJCM RECOMENDAÇÃO N 001/2012 PJCM O Ministério Público do Estado do Pará, neste ato representado pelos Promotores de Justiça Lorena de Moura Barbosa, Ely Soraya Silva Cezar e Carlos Eugênio Salgado, no pleno

Leia mais

Vistos e examinados os autos.

Vistos e examinados os autos. CONCLUSÃO Em 08 de fevereiro de 2013, faço estes autos conclusos à MMª. Juíza Federal Titular da 3ª Vara Federal de Sorocaba, Drª SYLVIA MARLENE DE CASTRO FIGUEIREDO. Técnico Judiciário RF 5448 PROCESSO

Leia mais

A EQUIPE DO DIREITO CONCENTRADO ESTÁ COM VOCÊ!

A EQUIPE DO DIREITO CONCENTRADO ESTÁ COM VOCÊ! Olá CONCENTRADOS! Como está a sua preparação para a 2ª fase da OAB? Muito estudo e dedicação? Sabemos como é difícil conseguir conciliar tudo nesta fase, o período é curto, a matéria longa e você precisa

Leia mais

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana

Textos, filmes e outros materiais. Habilidades e Competências. Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Tipo de aula. Semana PLANO DE CURSO DISCIPLINA: PROCESSO DE CONHECIMENTO (CÓD. ENEX 60123) ETAPA: 4ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos,

Leia mais

CURSO DE PROCESSO PENAL

CURSO DE PROCESSO PENAL CURSO DE PROCESSO PENAL ÍNDICE Sobre o Autor...7 Abreviaturas...9 Prefácio...37 Nota do Autor...41 1. Introdução...45 1.1. Conceito de processo penal...45 1.2. O processo penal e o direito de punir...45

Leia mais

PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS

PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS 1 Introdução: a contextualização histórica da gênese da Lei nº 9.099/95 2 As características básicas dos Juizados Especiais Cíveis 2.1 A estrutura

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV

DIREITO PROCESSUAL PENAL IV AULA DIA 09/03 Docente: TIAGO CLEMENTE SOUZA E-mail: tiago_csouza@hotmail.com DIREITO PROCESSUAL PENAL IV 1.2 LIBELO CRIME-ACUSATÓRIO Tratava-se da peça acusatória, cujo conteúdo era fixado pela decisão

Leia mais

ÍNDICE CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO DIREITO CIVIL CAPÍTULO CAPÍTULO 07...

ÍNDICE CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO CAPÍTULO DIREITO CIVIL CAPÍTULO CAPÍTULO 07... DIREITO CIVIL ÍNDICE CAPÍTULO 01... 9 Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro - LINDB... 9 Introdução...9 Disposições da LINDB...9 CAPÍTULO 02... 12 Das Pessoas... 12 Introdução...12 Pessoas

Leia mais

RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP

RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP RECOMENDAÇÃO N 001/2016-CGMP O CORREGEDOR-GERAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DO PARANÁ, com fundamento nos artigo 17, inciso IV, da Lei Federal n 8.625/93 e no artigo 36, inciso IV, da Lei Complementar

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO 1. IDENTIFICAÇÃO PERÍODO: 4º CARGA HORÁRIA SEMANAL: 03 CRÉDITO: 03 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 45 NOME DA DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL I NOME DO CURSO: DIREITO 2. EMENTA Estrutura do Código de Processo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ PLANO DE ENSINO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS REGIONAL JATAÍ PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO I. IDENTIFICAÇÃO Unidade Acadêmica Especial de Letras, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas Regional Jataí Curso: Direito. Disciplina: Direito Processual Civil II. Carga horária semestral:

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO

CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO CÓDIGO DE PROCESSO ÉTICO- PROFISSIONAL MÉDICO COMENTADO PAULO EDUARDO BEHRENS Autor Prefácio Rui Licínio de Castro Paixão Área específica Ética Médica, Processo Penal e Processo Civil O presente trabalho

Leia mais

Faculdade de Direito de Franca. Processo Penal II. I Plano de ensino. II - Programa

Faculdade de Direito de Franca. Processo Penal II. I Plano de ensino. II - Programa Faculdade de Direito de Franca Processo Penal II I Plano de ensino II - Programa 2013 2 I PLANO DE ENSINO 1. INFORMAÇÕES GERAIS: 1.1 Professor: Antonio Milton de Barros 1.2 Departamento: Direito Público

Leia mais

PROGRAMA DIDÁTICO. CARGA HORÁRIA: 80 horas

PROGRAMA DIDÁTICO. CARGA HORÁRIA: 80 horas PROGRAMA DIDÁTICO CURSO: GRADUAÇÃO EM DIREITO COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Penal III (Quinta-feira - 18:50 às 22:20) CÓDIGO: CARGA HORÁRIA: 80 horas PROFESSOR (ES): Vera Lúcia de Oliveira

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL

RESOLUÇÃO Nº INSTRUÇÃO Nº CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL RESOLUÇÃO Nº 23.396 INSTRUÇÃO Nº 958-26.2013.6.00.0000 CLASSE 19 BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL Relator: Ministro Dias Toffoli Interessado: Tribunal Superior Eleitoral Dispõe sobre a apuração de crimes eleitorais.

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO CAPÍTULO I A INVESTIGAÇÃO POLICIAL CONSTITUCIONALIZADA... 29

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO CAPÍTULO I A INVESTIGAÇÃO POLICIAL CONSTITUCIONALIZADA... 29 SUMÁRIO 11 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 21 NOTA DOS AUTORES À 2ª EDIÇÃO... 23 PREFÁCIO... 25 CAPÍTULO I A INVESTIGAÇÃO POLICIAL CONSTITUCIONALIZADA... 29 1. A constitucionalização do direito e da investigação

Leia mais

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23

CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 SUMÁRIO Capítulo I CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE A AÇÃO CIVIL PÚBLICA... 23 1. Previsão normativa... 23 1.1. A tradição individualista na tutela dos direitos... 23 1.2. Surgimento e consolidação da tutela

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 Capítulo I PROVAS... 13 1. Introdução... 13 2. Das provas aspectos gerais (arts. 155 a 157 do CPP)... 13 3. Ônus da prova, provas antecipadas e provas de ofício... 14 4. Prova

Leia mais

PROCESSO PENAL I Fontes Formais Imediatas:

PROCESSO PENAL I Fontes Formais Imediatas: PROCESSO PENAL I 1. NOÇÕES INTRODUTÓRIAS: Todo poder emana do Povo: Poder do Estado é limitado pelo direito e disciplina seu exercício. Surgimento do processo: meio determinado pelo direito para exercício

Leia mais

CURSO O NOVO CPC ESA/MT

CURSO O NOVO CPC ESA/MT CURSO O NOVO CPC ESA/MT INOVAÇÕES DIREITO PROBATÓRIO (ARTS. 369 A 484, CPC) E AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO Prof. Welder Queiroz do Santos TEORIA GERAL DAS PROVAS CONCEITO DE PROVAS É todo elemento

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...19 PREFÁCIO...23

SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...19 PREFÁCIO...23 SUMÁRIO NOTA DOS COORDENADORES DA COLEÇÃO...19 PREFÁCIO...23 CAPÍTULO I INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL PENAL...27 1. Noções gerais sobre o Direito Processual Penal...27 2. Fontes do Direito Processual

Leia mais

ARTIGO 26, III, DA LEI N /2006 E

ARTIGO 26, III, DA LEI N /2006 E TABELA DE TAXONOMIA DO CADASTRO NACIONAL DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR CONTRA A MULHER ARTIGO 26, III, DA LEI N. 11.340/2006 E RESOLUÇÃO N. 135/2016 CNMP (VERSÃO APROVADA NA REUNIÃO DO COMITÊ GESTOR,

Leia mais

PONTO 1: Procedimento do Júri PONTO 2: 1ª Fase Juízo de Acusação PONTO 3 Opções decisórias PONTO 4: 2ª Fase Juízo da Causa 1,. PROCEDIMENTO DO JURI

PONTO 1: Procedimento do Júri PONTO 2: 1ª Fase Juízo de Acusação PONTO 3 Opções decisórias PONTO 4: 2ª Fase Juízo da Causa 1,. PROCEDIMENTO DO JURI 1 PROCESSO PENAL PROCESSO PENAL PONTO 1: Procedimento do Júri PONTO 2: 1ª Fase Juízo de Acusação PONTO 3 Opções decisórias PONTO 4: 2ª Fase Juízo da Causa 1,. PROCEDIMENTO DO JURI A Lei 11.689/08 modificou

Leia mais

Algumas questões tiveram um nível relativamente elevado, considerando o cargo a que destinadas. Contudo, não vejo possibilidade de recurso.

Algumas questões tiveram um nível relativamente elevado, considerando o cargo a que destinadas. Contudo, não vejo possibilidade de recurso. Olá, pessoal Para quem não me conhece ainda, meu nome é Renan Araujo e sou professor aqui no Estratégia Concursos, lecionando as matérias de Direito Penal, Processual Penal e Legislação aplicada ao MP

Leia mais

Direito processual penal Conceito e finalidade

Direito processual penal Conceito e finalidade Direito processual penal Conceito e finalidade O Direito é uno, logo não devemos interpretar as disciplinas do direito de forma isolada, mas sim em um sistema único que se comunica com as outras disciplinas

Leia mais

NOVO PROCEDIMENTO PENAL - RITO ORDINÁRIO

NOVO PROCEDIMENTO PENAL - RITO ORDINÁRIO NOVO PROCEDIMENTO PENAL - RITO ORDINÁRIO AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO E JULGAMENTO (p/ réus presos em 60 dias) OITIVA DO OFENDIDO OITIVA DAS TESTEMUNHAS DE ACUSAÇÃO (8) DENÚNCIA OU QUEIXA RECEBIMENTO REJEIÇÃO

Leia mais

Contraordenações Rodoviárias Advogados

Contraordenações Rodoviárias Advogados Francisco Marques Vieira Santa Maria da Feira 18 de setembro de 2015 Contraordenações Rodoviárias Advogados Defesa do Arguido Impugnação Judicial Recurso 2 Dinâmica do Processo Fiscalização Auto de notícia

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. D-35 6º 04 Semanal Mensal 04 60

Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária. D-35 6º 04 Semanal Mensal 04 60 e Cód. Disciplina Período Créditos Carga Horária D-35 6º 04 Semanal Mensal 04 60 Nome da Disciplina DIREITO PROCESSUAL PENAL III Curso DIREITO D- 28 DIREITO PROCESSUAL PENAL II(MATRIZ 2008/01) D- 30 DIREITO

Leia mais

Imunidades dos agentes diplomáticos Imunidades dos agentes consulares Esquema comparativo Imunidades parlamentares

Imunidades dos agentes diplomáticos Imunidades dos agentes consulares Esquema comparativo Imunidades parlamentares SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO AO PROCESSO PENAL. SISTEMAS PROCESSUAIS PENAIS. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS E CONSTITUCIONAIS 1.1 Introdução ao processo penal 1.1.1 Considerações gerais 1.1.2 O processo penal

Leia mais

NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL

NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL NOÇÕES DE DIREITO PROCESSUAL PENAL SUMÁRIO UNIDADE 1 Inquérito Policial 1.1 histórico 1.2 Natureza 1.3 Conceito 1.4 Finalidade 1.5 Características 1.6 Fundamento 1.7 Titularidade 1.8 Grau de cognição 1.9

Leia mais

OAB 2ª Fase Processo Penal Assunto: Marcação do CPP Estefânia Rocha

OAB 2ª Fase Processo Penal Assunto: Marcação do CPP Estefânia Rocha OAB 2ª Fase Processo Penal Assunto: Marcação do CPP Estefânia Rocha 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. MARCAÇÃO DO CÓDIGO de PROCESSO PENAL conforme o EDITAL

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Nº 25.662/CS HABEAS CORPUS N. 135.921 SANTA CATARINA IMPETRANTE: EUNICE ANISETE DE SOUZA TRAJANO E OUTRO(A/S) PACIENTE: PEDRO FERNANDES GUERREIRO JUNIOR COATOR: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA RELATORA: MINISTRA

Leia mais

CONCEITO NATUREZA DO INQUÉRITO POLICIAL

CONCEITO NATUREZA DO INQUÉRITO POLICIAL CONCEITO Inquérito Policial é todo o procedimento policial destinado a reunir elementos necessários à apuração da pratica de uma infração penal. É destinado sempre ao Ministério publico ou diretamente

Leia mais

Prof. Luis Fernando Alves

Prof. Luis Fernando Alves 1 Prof. Luis Fernando Alves www.professorluisfernando.jur.adv.br 2 PARTE I - TEORIA 1º PASSO - COMPREENDENDO O PROBLEMA 1. DICAS INICIAIS 3 Compreensão do problema: é a partir dos dados nele contidos que

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011, 98/2013, 113/2014 e 121/2015) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007.

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO. (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011, 98/2013, 113/2014 e 121/2015) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007. CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO (Alterada pelas Resoluções nº 65/2011, 98/2013, 113/2014 e 121/2015) RESOLUÇÃO Nº 20, DE 28 DE MAIO DE 2007. Regulamenta o art. 9º da Lei Complementar nº 75, de

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

PROVAS (Arts. 155 ao 250 do CPP)

PROVAS (Arts. 155 ao 250 do CPP) PROVAS (Arts. 155 ao 250 do CPP) Professor Gladson Miranda www.gladsonmiranda.jur.adv.br Objeto O objeto das provas abrange o fato criminoso e sua autoria, todas as circunstâncias objetivas e subjetivas

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DIREITO PENAL E MEDICINA LEGAL 2014 PROFESSOR(ES) ROBERTO FERREIRA ARCHANJO DA SILVA / REINALDO MENDES DE ASSIS

DEPARTAMENTO DE DIREITO PENAL E MEDICINA LEGAL 2014 PROFESSOR(ES) ROBERTO FERREIRA ARCHANJO DA SILVA / REINALDO MENDES DE ASSIS DE DIREITO PENAL E MEDICINA LEGAL 2014 EMENTA 1. Direitos Fundamentais da Pessoa Humana que norteiam o poder-dever de punir do Estado. 2. Investigação Criminal no Estado Democrático de Direito. 3. Teoria

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Gestão e Negócios Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico

Leia mais

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto

DECRETO N.º 378/X. Artigo 1.º Objecto DECRETO N.º 378/X Estabelece medidas de protecção de menores, em cumprimento do artigo 5.º da Convenção do Conselho da Europa contra a exploração sexual e o abuso sexual de crianças e procede à segunda

Leia mais

De qualquer sorte, como já salientado, a jurisprudência sustenta a obrigatoriedade da formulação do referido quesito, sob pena de nulidade, reparese:

De qualquer sorte, como já salientado, a jurisprudência sustenta a obrigatoriedade da formulação do referido quesito, sob pena de nulidade, reparese: Gostaria de saber se é obrigatória a quesitação genérica da absolvição quando se trata de tese única de negativa de autoria e os jurados respondem positivamente aos dois primeiros quesitos? Em se tratando

Leia mais

26/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II

26/08/2012 PROCESSO PENAL II PROCESSO PENAL II II 5ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 II Acessem!!!!!! www.rubenscorreiajr.blogspot.com 2 1 RASCUNHAO DO PROFESSOR RUBENS 2 Lei 9.099 de setembro de 1995; Todas as contravenções penais; Os crimes

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

SALA DE ESTUDO CONCURSOS JURÍDICOS

SALA DE ESTUDO  CONCURSOS JURÍDICOS CONCURSOS JURÍDICOS SALA DE ESTUDO www.concursosjuridicos.com.br Prática Jurídica da Ação Penal A Ação Penal Pública Noções Gerais Recebendo os autos do inquérito policial ou outra peça de informação,

Leia mais

DIREITO DE DEFESA NO TRIBUNAL DO JÚRI

DIREITO DE DEFESA NO TRIBUNAL DO JÚRI DIREITO DE DEFESA NO TRIBUNAL DO JÚRI O texto que segue tem o objetivo de explicar o funcionamento do projeto DIREITO DE DEFESA NO TRIBUNAL DO JÚRI, bem como estabelecer, entre os associados participantes,

Leia mais

21 e 22/10/2013/10/2013 Brasília DF SINDICÂNCIA E PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR. Apresentação. Objetivo. Público-Alvo. Conteúdo Programático

21 e 22/10/2013/10/2013 Brasília DF SINDICÂNCIA E PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR. Apresentação. Objetivo. Público-Alvo. Conteúdo Programático Apresentação Apresentar-se-á uma exposição dos dispositivos legais com uma rica abordagem teórica e principiológica do regime disciplinar, com firme fundamento na jurisprudência dos Tribunais Superiores,

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL PENAL II PROF. MARCELO LEONARDO

DIREITO PROCESSUAL PENAL II PROF. MARCELO LEONARDO DIREITO PROCESSUAL PENAL II PROF. MARCELO LEONARDO 17-09-2012 RELAÇÃO PROCESSUAL PENAL Sujeitos processuais Juiz jurisdição Independência CF/88, art. 95 garantias constitucionais da magistratura (por exemplo,

Leia mais

Defensoria Pública Processo Penal Exercício Lei Processual no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco

Defensoria Pública Processo Penal Exercício Lei Processual no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco Defensoria Pública Processo Penal Exercício Lei Processual no Tempo e no Espaço Emerson Castelo Branco 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Defensoria - Exercício

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO ALTO TAQUARI VARA ÚNICA

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO ALTO TAQUARI VARA ÚNICA Trata-se de pedido de prisão preventiva formulado pelo Ministério Público contra EVANDERLY DE OLIVEIRA LIMA, CPF n. 735.435.786-34, RG M5.000.332- SSP/MG,, brasileiro, natural de Contagem/MG, enfermeiro,

Leia mais

Práticas Processuais: Direito Civil

Práticas Processuais: Direito Civil Práticas Processuais: Direito Civil Curso de Formação Contínua Objetivo: A criação do curso procura dar resposta à necessidade de complementar a formação académica dos participantes com as noções elementares

Leia mais

TEMA 1 : Prisão Preventiva para evitar a dissipação do dinheiro desviado (arts. 16 do PL) CPP PL 4.850/16 SUBSTITUTIVO Art (...

TEMA 1 : Prisão Preventiva para evitar a dissipação do dinheiro desviado (arts. 16 do PL) CPP PL 4.850/16 SUBSTITUTIVO Art (... CÂMARA DOS DEPUTADOS CONSULTORIA LEGISLATIVA ÁREA XXII - DIREITO PENAL, PROCESSUAL PENAL E PROCEDIMENTOS INVESTIGATÓRIOS PARLAMENTARES COMISSÃO ESPECIAL PL 4.850/16 10 MEDIDAS CONTRA A CORRUPÇÃO MEDIDA

Leia mais

INTRODUÇÃO AO PROCESSO PENAL. SISTEMAS PROCESSUAIS PENAIS. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS E CONSTITUCIONAIS

INTRODUÇÃO AO PROCESSO PENAL. SISTEMAS PROCESSUAIS PENAIS. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS E CONSTITUCIONAIS Sumário 1. INTRODUÇÃO AO PROCESSO PENAL. SISTEMAS PROCESSUAIS PENAIS. PRINCÍPIOS PROCESSUAIS PENAIS E CONSTITUCIONAIS 1.1 Introdução ao processo penal 1.1.1 Considerações gerais 1.1.2 O processo penal

Leia mais