Meio Rural X Meio Agrário:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Meio Rural X Meio Agrário:"

Transcrição

1 Introdução

2 Rural X Urbano: Urbano: presença de construções (casas, prédios, comércio, escolas, hospitais, etc.); Rural: presença maior da natureza e atividades agrárias;

3 Meio Rural X Meio Agrário: Rural: também podem existir atividades urbanas. Ex.: comércio, turismo, ensino; Agrário: agricultura, pecuária, extrativismo;

4 Algumas ideias antigas sobre o campo já não são mais verdadeiras; Sinônimo de atraso Predomínio do caipira; Só existiam empresas arcaicas; Produtividade baixa etc.; Meio rural moderno, se expandindo cada vez mais;

5 Atividades não-agrárias se multiplicaram: Turismo rural e ecológico; Hotéis-fazenda; Spas; Condomínios de chácaras; Parques de diversões; Surgimento da agroindústria ou agrobusiness; Cadeia de produção agrícola com o uso de máquinas e equipamentos;

6 Agropecuária: atividade primária fundamental da economia brasileira; Após a industrialização brasileira, a agropecuária possuiu três funções: Aumentar os lucros do país a partir das exportações; Fornecer matérias-primas para a indústria; Fornecer alimento à população urbana.

7 Os cultivos passaram por grande modernização; Tratores e outras máquinas; Fertilizantes e herbicidas; Maior parte da produção voltada para a exportação.

8 O Brasil tem excelente condições de expandir o agronegócio; Enorme disponibilidade de terras agricultáveis ainda não aproveitadas; Alta disponibilidade de água; Tecnologia apropriada (máquinas e uso do solo);

9 Em 1985: 23,3 milhões de pessoas trabalhando em 231,3 milhões de hectares; Em 2006: 16,4 milhões de pessoas em 249 milhões de hectares; Aumento da mecanização do campo e das atividades agropecuárias; Eliminando parte da mão-de-obra;

10 No entanto, a mecanização brasileira não supera a dos EUA e da Europa; Concentração da mecanização no Sudeste e no Centro-Oeste; Nas Regiões Norte, Nordeste e Sul a mecanização é bem menor.

11 Cultivada principalmente em Mato Grosso, Paraná, Goiás, Rio grande do Sul e Mato Grosso do Sul; Grande destaque da agricultura brasileira; Se expandiu consideravelmente nas terras do cerrado; Muito utilizada na produção de óleo de cozinha, ração e farelos para o gado;

12 Segundo produto mais importante do agronegócio brasileiro; Cultivado desde a época colonial; Produção de açúcar e álcool para o mercado interno e externo; Maiores produtores: São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Alagoas e Pernambuco; Expansão para o Cerrado a para a Amazônia;

13 Introduzido no Brasil no Século XVIII; Ocupando solos de terra roxa; Desde o Século XIX, tornou-se o principal produto de exportação; Mais da metade das exportações brasileiras; Atualmente: apenas 4% das exportações; Minas Gerais, Espírito Santo e Paraná.

14 Algodão, arroz, cacau, laranja, feijão, milho, mandioca, pimenta-do-reino, uva, fumo, banana, trigo.

15 Bovinos (bois): cerca de 210 milhões de cabeças; concentra-se em Minas Gerais, Goiás, Rio Grande do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul;

16 Aves: cerca de 950 milhões de aves, maior produção da América; concentra-se no Sudeste e no Sul;

17 Suínos (porcos): cerca de 35 milhões de cabeças; Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e Minas Gerais;

18 No Brasil, existe uma extrema concentração da propriedade; Maior parte das terras com os melhores solos estão nas mãos de um pequeno número de proprietários os latifundiários;

19 Crescimento das grandes propriedades em detrimento dos minifúndios; Queda na produção de gêneros alimentícios básicos e crescimento de produtos para exportação.

20 Envolvem principalmente posseiros (ocupantes de terras sem serem os donos) e grileiros (contratados pelos donos para expulsar os posseiros); Lutas armadas, assumindo proporções trágicas, com inúmeras mortes todos os anos;

21 Conflitos também envolvem indígenas, seringueiros e mesmo os pequenos proprietários legais; Necessidade de mudanças no campo visando corrigir essas distorções.

22 Redistribuição de terra de maneira igualitária; Mudança efetuada pelo Estado; Desapropria grandes fazendeiros e distribui lotes de terras a famílias camponesas;

23 Não é uma política comunista ou socialista; A redistribuição de terras beneficia o capitalismo; Estados Unidos e Japão: promoveram a Reforma Agrária;

24 Maioria das propriedades rurais são familiares; Não é possível um desenvolvimento econômico e social sem redistribuição das terras rurais.

25 1. O que significa Estrutura Fundiária? Qual é o principal problema da estrutura fundiária do Brasil? 2. O que é a Reforma Agrária? Na sua opinião, ela vem sendo executada de maneira correta no Brasil? Por quê? 3. O Brasil possui, atualmente, uma grande produção agrícola, sendo um dos maiores exportadores atuais de vários produtos agrícolas, como a soja e o milho. Faça uma relação de cinco gêneros agrícolas produzidos em sua comunidade. Comente sobre a importância deles na economia local.

CAPÍTULO 3 - AGROPECUÁRIA E AGRONEGÓCIO PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ 7º ANO

CAPÍTULO 3 - AGROPECUÁRIA E AGRONEGÓCIO PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ 7º ANO CAPÍTULO 3 - AGROPECUÁRIA E AGRONEGÓCIO PROFESSOR LEONAM JUNIOR COLÉGIO ARI DE SÁ 7º ANO QUEM SÃO OS TRABALHADORES BRASILEIROS E ONDE DESENVOLVEM SUAS ATIVIDADES ECONÔMICAS P. 37 PEA do Brasil: 100 milhões

Leia mais

Concentração fundiária brasileira Passado histórico colonial. Lei de terras de 1850 (estabelecia a compra como a única forma de acesso à terra). Forte

Concentração fundiária brasileira Passado histórico colonial. Lei de terras de 1850 (estabelecia a compra como a única forma de acesso à terra). Forte AGRICULTURA BRASILEIRA Concentração fundiária Relações de trabalho no campo A fronteira agrícola Principais produtos agrícolas Concentração fundiária brasileira Passado histórico colonial. Lei de terras

Leia mais

5. O PAPEL DAS REGIÕES BRASILEIRAS NA ECONOMIA DO PAÍS

5. O PAPEL DAS REGIÕES BRASILEIRAS NA ECONOMIA DO PAÍS GEOGRAFIA 5. O PAPEL DAS REGIÕES BRASILEIRAS NA ECONOMIA DO PAÍS 1. Observe os mapas: Mapa 1 Fonte: IBGE. Atlas geográfico escolar. 6. ed. Rio de Janeiro, 2012. Adaptação. Parte integrante do livro didático

Leia mais

Curso Técnico em Agricultura AGRICULTURAS I

Curso Técnico em Agricultura AGRICULTURAS I Curso Técnico em Agricultura AGRICULTURAS I Milena Mendes Barra da Estiva Julho / 2015 AGRICULTURA I - Ementa Origem, histórico e evolução; Aspectos morfológicos e fisiológicos; Distribuição Geográfica;

Leia mais

RUI MANGIERI A AGROPECUÁRIA NO MUNDO

RUI MANGIERI A AGROPECUÁRIA NO MUNDO RUI MANGIERI A AGROPECUÁRIA NO MUNDO A agropecuária na América Anglo- Saxônica I- Os norte-americanos são os principais representantes da agropecuária comercial no mundo,com cultivos e criações intensamente

Leia mais

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL

CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL CRÉDITO RURAL PRINCÍPIOS E APLICAÇÃO NO BRASIL Crédito Rural Conceito Suprimento de recursos financeiros pelo SNCR, para aplicação exclusiva nas finalidades e condições do MCR (MCR 1-1) Elemento unificador

Leia mais

Agricultura no Brasil. Luciano Teixeira

Agricultura no Brasil. Luciano Teixeira LUCIANO TEIXEIRA Agricultura no Brasil Luciano Teixeira Agricultura Extensiva Caracterizada geralmente pelo uso de técnicas rudimentares ou tradicionais na produção. Normalmente é utilizada para mercado

Leia mais

Introdução. Neste livro o tema abordado será a economia de Mato Grosso do Sul, o qual, com dedicação dos autores, será explicado.

Introdução. Neste livro o tema abordado será a economia de Mato Grosso do Sul, o qual, com dedicação dos autores, será explicado. Economia- MS Introdução Neste livro o tema abordado será a economia de Mato Grosso do Sul, o qual, com dedicação dos autores, será explicado. Sumário Introdução...01 Quais são as elas?...03 Quais são elas?

Leia mais

Exercícios Revolução Verde

Exercícios Revolução Verde Exercícios Revolução Verde 1. Considerando os conhecimentos sobre o espaço agrário brasileiro e os dados apresentados no gráfico, é correto afirmar que, no período indicado, *Soja, Trigo, Milho, Arroz

Leia mais

A ATIVIDADE AGRÍCOLA

A ATIVIDADE AGRÍCOLA A ATIVIDADE AGRÍCOLA AGRICULTURA Atividade que consiste no plantio de sementes e na colheita de vegetais. PECUÁRIA Atividade que consiste na criação de rebanhos. AGROPECUÁRIA Junção das atividades rurais:

Leia mais

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Ramo Agropecuário Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Paulo César Dias do Nascimento Júnior Coordenador do Ramo Agropecuário da OCB Lima, 20 e 21 de março de 2013. Sistema OCB. Você participa.

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Julho 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM JULHO Exportações As exportações da indústria atingiram o nível mais baixo desde 2006 para o

Leia mais

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin.

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin. GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD Professor Rodolfo Visentin. QUE É GEOGRAFIA AGRÁRIA A estrutura agrária reúne as condições sociais e fundiárias de um espaço, envolvendo aspectos referentes á legalidade das terras,

Leia mais

Economia de MS e a globalização

Economia de MS e a globalização Economia de MS e a globalização Sumario 1. Economia de Mato Grosso do Sul pag.1 2. Agricultura e Pecuária pag.4 3. Setor Industrial e Energético pag.5 4. O extrativismo mineral pag.8 5. Turismo pag.10

Leia mais

AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL

AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO RURAL Critérios para a Classificação dos Condados Norte-Americanos segundo o Rural-Urban Continuum Code Condados Metropolitanos 0 1 2 3 Condados centrais de áreas metropolitanas

Leia mais

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Balança Comercial do Rio Grande do Sul Agosto 2015 Unidade de Estudos Econômicos O COMÉRCIO EXTERIOR DO RS EM AGOSTO Exportações As exportações da indústria registraram o nível mais baixo para o mês desde

Leia mais

Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira

Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira Disciplina - Geografia 3 a Série Ensino Médio Professor: Gelson Alves Pereira O processo de modernização subordinou a agropecuária às necessidades do capital urbanoindustrial. Os velhos complexos rurais

Leia mais

Transposição de água entre bacias, via economia. Carlos Roberto Azzoni Professor Titular de Economia FEAUSP

Transposição de água entre bacias, via economia. Carlos Roberto Azzoni Professor Titular de Economia FEAUSP Transposição de água entre bacias, via economia Carlos Roberto Azzoni Professor Titular de Economia FEAUSP Disponibilidade per capita de água, 2010 Fonte: Plano Estadual de Recursos Hídricos 2012-2015

Leia mais

CAPÍTULO 27 O MEIO RURAL E SUAS TRANSFORMAÇÕES

CAPÍTULO 27 O MEIO RURAL E SUAS TRANSFORMAÇÕES Disciplina - Geografia 2 a Série Ensino Médio CAPÍTULO 27 O MEIO RURAL E SUAS TRANSFORMAÇÕES Professor: Gelson Alves Pereira 1- INTRODUÇÃO Revolução Neolítica Importância Em primeiro plano fornecer alimentos.

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas 2017

Balanço 2016 Perspectivas 2017 2203 Valor Bruto da Produção (VBP) 23 24 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 AGRICULTURA PUXA CRESCIMENTO DO VBP EM 2017 O cenário econômico internacional será o responsável pelo comportamento

Leia mais

Aulas 05 e 06: Estrutura fundiária brasileira e industrialização. Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida (Platão)

Aulas 05 e 06: Estrutura fundiária brasileira e industrialização. Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida (Platão) Aulas 05 e 06: Estrutura fundiária brasileira e industrialização. Não espere por uma crise para descobrir o que é importante em sua vida (Platão) O comércio mundial de alimentos. Commodity: valor que um

Leia mais

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Alinne B. Oliveira Superintendente de Relações Internacionais Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA 17 de novembro de 2015. O agronegócio e

Leia mais

GEOGRAFIA -EBC. Professor ANDERSON CARLOS

GEOGRAFIA -EBC. Professor ANDERSON CARLOS GEOGRAFIA -EBC Professor ANDERSON CARLOS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS NO BRASIL S U M Á R I O 1. ASPECTOS DA AGRICULTURA BRASILEIRA 2. ESTRUTURA FUNDIÁRIA NO BRASIL 3. LUTA PELA TERRA E VIOLÊNCIA NO MEIO RURAL

Leia mais

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016

Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Boletim da Balança Comercial do RS Dezembro de 2016 Tópicos 1. Exportações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores de atividade CNAE 2.0 Principais destinos 2. Importações do Rio Grande do Sul Dezembro Setores

Leia mais

Oferecimento Fábrica de Camisas Grande Negão

Oferecimento Fábrica de Camisas Grande Negão Oferecimento Fábrica de Camisas Grande Negão O ESPAÇO RURAL E A PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA PROFº CLAUDIO F GALDINO - GEOGRAFIA AGRICULTURA É o cultivo de espécies de plantas FINALIDADES: Produção de: ALIMENTOS

Leia mais

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Ivan Wedekin Seminário FEBRABAN sobre Agronegócios 2016 18.10.2016 Crédito e desenvolvimento do agronegócio Brasil: indicadores do crédito na

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Col.Naval 2014) Leia o trecho a seguir. Um dos graves problemas que o Brasil vem enfrentando desde 2001 é a crise de energia com ameaças dos apagões. Para minimizar tal preocupação, muito se fala na

Leia mais

AGRICULTURA E SEGURANCA ALIMENTAR (Reuniao da ASSECA-PLP) Castro Camarada

AGRICULTURA E SEGURANCA ALIMENTAR (Reuniao da ASSECA-PLP) Castro Camarada AGRICULTURA E SEGURANCA ALIMENTAR (Reuniao da ASSECA-PLP) Castro Camarada 23-11-2014 CONTEUDO Dimensoes da Seguranca Alimentar Seguranca Alimentar em Africa e na CPLP O papel Fundamental da Agricultura

Leia mais

População mundial crescerá 34% até 2050.

População mundial crescerá 34% até 2050. Agronegócio no Mundo Protagonista no Cenário Mundial População mundial crescerá 34% até 2050. 10.000 9.000 8.000 7.000 6.000 5.000 4.000 3.000 2.000 1.000-9.150 7.670 6.830 195 210 219 2009 2020 2050 Mundo

Leia mais

Arthur Santos nº 03 Giovanna Macedo nº11 Gustavo Tinen nº13 João Pedro Oliveira nº17 Maria Eduarda de Godoi nº24 Matheus Souza nº25

Arthur Santos nº 03 Giovanna Macedo nº11 Gustavo Tinen nº13 João Pedro Oliveira nº17 Maria Eduarda de Godoi nº24 Matheus Souza nº25 Arthur Santos nº 03 Giovanna Macedo nº11 Gustavo Tinen nº13 João Pedro Oliveira nº17 Maria Eduarda de Godoi nº24 Matheus Souza nº25 Os Estados Unidos possuem uma grande extensão territorial, e grande parte

Leia mais

SUPERVISOR: Fátima Edília BOLSISTAS: Jusciana do Carmo Marta Claudino

SUPERVISOR: Fátima Edília BOLSISTAS: Jusciana do Carmo Marta Claudino UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) ESCOLA ESTADUAL MASCARENHAS

Leia mais

Sectores da Economia. Sector Primário Sector Secundário Sector Terciário Sector Quaternário

Sectores da Economia. Sector Primário Sector Secundário Sector Terciário Sector Quaternário Sectores da Economia Sector Primário Sector Secundário Sector Terciário Sector Quaternário Sector Primário O sector primário está relacionado com a produção através da exploração de recursos da natureza.

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil O DESAFIO DO PAÍS NA ABORDAGEM DO BINÔMIO ÁGUA E ALIMENTO João Martins da Silva Junior Presidente da CNA Fatores que influenciam na produção de alimentos

Leia mais

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo;

A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; A agricultura A agricultura: Atividade económica do setor primário; A palavra agricultura significa a cultura do campo; Paisagem agrária: É a forma de cultivo e a divisão dos campos; É condicionada por

Leia mais

Dinâmica do Sector Agrário em Moçambique

Dinâmica do Sector Agrário em Moçambique Dinâmica do Sector Agrário em Moçambique O Papel da Agricultura Comercial Familiar na Redução da Pobreza A transformação estrutural da economia: papel do sector agrário Nível macro: Ao longo do tempo,

Leia mais

AUP 266 Planejamento de Estruturas Urbanas I Prof. Maria Cristina Leme SETOR 6

AUP 266 Planejamento de Estruturas Urbanas I Prof. Maria Cristina Leme SETOR 6 AUP 266 Planejamento de Estruturas Urbanas I Prof. Maria Cristina Leme SETOR 6 Aruã Wagner Kim Hoffmann Luis Fernando Meyer Marieta Ribeiro Marina Leonardi Jundiaí faz parte da Região Administrativa de

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHONOESTADO DE ESTADO CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS TABELA 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS

Leia mais

Região Sudeste. Aspectos naturais humanos e econômicos.

Região Sudeste. Aspectos naturais humanos e econômicos. Região Sudeste Aspectos naturais humanos e econômicos. Quadro natural: Relevo Do litoral para o interior, sucedem-se: planície costeira, com grandes baixadas, costas altas, praias, dunas, restingas, lagoas

Leia mais

Cana-de-açúcar Cultivada desde a época da colonização inicialmente no Nordeste, aproveitava o solo de massapé, o clima tropical e a proximidade do litoral e os elevados valores no mercado europeu. Os maiores

Leia mais

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF

HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF HISTÓRICO DE ATUAÇÃO E DEMANDAS TECNOLÓGICAS DO SETOR AGROPECUÁRIO DO DF Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal SETEMBRO 2016 O QUE É A EMATER-DF? Empresa Pública, criada em

Leia mais

ROTATIVO. 6-24h R$2.165,00. Giro do Boi R$ 4.344,00. Mercado & Cia - 12h20 R$ 5.563,00. Mercado & Cia - 18h30 R$ 5.563,00. Rural Notícias R$ 5.

ROTATIVO. 6-24h R$2.165,00. Giro do Boi R$ 4.344,00. Mercado & Cia - 12h20 R$ 5.563,00. Mercado & Cia - 18h30 R$ 5.563,00. Rural Notícias R$ 5. Tabela de Preços Preços da tabela expressos em reais. Base 30 ROTATIVO 6-24h R$2.165,00 DETERMINAÇÃO POR PROGRAMA VALOR POR INSERÇÃO Giro do Boi R$ 4.344,00 Mercado & Cia - 12h20 R$ 5.563,00 Mercado &

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 7R Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA 1. Agricultura no Brasil: Breve histórico - Brasil Colônia: monocultura da cana se destacava como produto principal,

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (G1 - ifsp 2014) A partir de meados da década de 1980, começaram a ganhar importância econômica no meio rural brasileiro algumas atividades que até então eram dispersas. Convencionou-se chamar essa

Leia mais

01- Analise a figura abaixo e aponte as capitais dos 3 estados que compõem a Região Sul.

01- Analise a figura abaixo e aponte as capitais dos 3 estados que compõem a Região Sul. PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 7º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL - PARTE 1 ============================================================================================= 01- Analise

Leia mais

Questão Agrária na América Latina. Professor Thiago Espindula - Geografia

Questão Agrária na América Latina. Professor Thiago Espindula - Geografia Questão Agrária na América Latina Professor Thiago Espindula - Geografia Objetivos da Aula -Traçar uma linha histórica dos problemas da estrutura fundiária da América Latina e de suas dificuldades teóricas

Leia mais

Processo de Produção Agropecuária. Prof. Luciel Oliveira

Processo de Produção Agropecuária. Prof. Luciel Oliveira Processo de Produção Agropecuária Prof. Luciel Oliveira luciel@fae.br Visão geral dos produtos agropecuários Finalidade: ALIMENTOS x NÃO ALIMENTOS Origem: ANIMAL, VEGETAL, FUNGI, MINERAL Modelo de negócio:

Leia mais

A expansão cafeeira no Brasil.

A expansão cafeeira no Brasil. A expansão cafeeira no Brasil. - A expansão cafeeira reforçou a importação de escravos africanos no Brasil e gerou capitais para investir na indústria e transporte. - O café chegou ao Brasil, na segunda

Leia mais

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas

Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas Apresentação: Objectivos e hipótese Produção alimentar Recursos para a agricultura Modelo de política agrária A província daa Zambézia Políticas públicas Objectivo: Qual a razão da Zambézia, com grande

Leia mais

As estimativas preliminares da FEE para o ano de 2001 no Estado indicam

As estimativas preliminares da FEE para o ano de 2001 no Estado indicam . AS COI^ÍTAS REGIOXAIS A economia gaúcha em 2001: terceiro ano consecutivo de crescimento* Adalberto A. Mala Neto** As estimativas preliminares da FEE para o ano de 2001 no Estado indicam um crescimento

Leia mais

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações: GOIÂNIA, 06 / 05/ 2016 PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE:7º ALUNO(a): No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a lista de exercícios leia atentamente as seguintes orientações:

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. Tabela 1 Valor exportado do agronegócio brasileiro

1 INTRODUÇÃO. Tabela 1 Valor exportado do agronegócio brasileiro 1 INTRODUÇÃO O Brasil encontra-se num ambiente favorável de crescimento econômico nos últimos anos. A economia brasileira tem como principais forças o comércio, o setor industrial e o agronegócio. O agronegócio,

Leia mais

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café Valter Casarin IPNI Programa Brasil Ranking da produção e exportação mundial Suco de laranja Açúcar Café Carne Soja Frango Milho Porco

Leia mais

PRODUÇÃO DE ALIMENTOS EM ÁREAS DE RENOVAÇÃO DE CANAVIAIS: VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA, POTENCIAL DE PRODUÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL.

PRODUÇÃO DE ALIMENTOS EM ÁREAS DE RENOVAÇÃO DE CANAVIAIS: VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA, POTENCIAL DE PRODUÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL. PRODUÇÃO DE ALIMENTOS EM ÁREAS DE RENOVAÇÃO DE CANAVIAIS: VIABILIDADE TÉCNICA E ECONÔMICA, POTENCIAL DE PRODUÇÃO E RESPONSABILIDADE SOCIAL. São Paulo, 17/04/07 Silvio Borsari Filho 1 AGRADECIMENTOS é a

Leia mais

ZONA DA MATA AGRESTE SERTÃO SEMIÁRIDO INDÚSTRIA DA SECA; MEIO-NORTE

ZONA DA MATA AGRESTE SERTÃO SEMIÁRIDO INDÚSTRIA DA SECA; MEIO-NORTE REGIÃO NORTE Possui 7 estados ( Acre, Amazonas, Pará, Roraima, Amapá, Rondônia e Tocantins); Possui mais de 15 milhões de habitantes; No período colonial não despertou o interesse do colonizador, pois

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES

UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES UNIVERSIDADE DE TAUBATÉ PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA, CONTÁBEIS E ADMINISTRAÇÃO - ECA NÚCLEO DE PESQUISAS ECONÔMICO-SOCIAIS NUPES 1. CESTA BÁSICA FAMILIAR No mês de maio, o custo da

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Fruticultura

Balanço 2016 Perspectivas Fruticultura Fruticultura 93 94 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 ADOÇÃO DE NOVAS TECNOLOGIAS DE PRODUÇÃO E PÓS-COLHEITA SERÃO OS DESTAQUES DA FRUTICULTURA Mesmo com as adversidades climáticas que atingiram

Leia mais

Desafios da educação profissional. Otávio Celidonio

Desafios da educação profissional. Otávio Celidonio Desafios da educação profissional Otávio Celidonio O FUTURO DO AGRO BILHÕES DE PESSOAS 9,73 De 2016 a 2050 estima-se que a população mundial crescerá 31%. 6,34 3,21 MUNDIAL URBANA RURA L Fonte: FAO O FUTURO

Leia mais

AGENDA. 1. Apresentação. 2. Motivação. 3. A Fábrica. 4. Governança. 5. Próximos Passos

AGENDA. 1. Apresentação. 2. Motivação. 3. A Fábrica. 4. Governança. 5. Próximos Passos PARECIS S/A AGENDA 1. Apresentação 2. Motivação 3. A Fábrica 4. Governança 5. Próximos Passos 1. APRESENTAÇÃO CAMPO NOVO DO PARECIS MATO GROSSO Distância da Capital do Estado: 390 km Distância da Capital

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF

PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF C. S. Tecnologia do Agronegócio 3º Semestre PROGRAMA NACIONAL DE FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR PRONAF Acadêmicos: Bruno Farias, Clodinei Uria,Mauricio, Renan Fontoura, Milton Fábrica, Ricardo

Leia mais

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif.

Fechamento dos Mercados Segunda-feira 07/11/16 granoeste.com.br (45) Atual Ant. Dif. COMPLEXO SOJA CBOT - Soja (U$/Bushel = 27,216) Máx Min NOV 989,25 981,50 7,75 992,00 981,75 JAN 998,50 990,75 7,75 1.001,75 990,00 MAR 1005,50 997,25 8,25 1.007,75 996,25 MAI 1012,25 1004,00 8,25 1.014,25

Leia mais

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará

Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Oportunidade de Atração de Investimentos no Setor de Celulose no Brasil Potencial de Negócios em Celulose no Pará Belém, PA Junho -2016 1 Mercado de Floresta Plantada 2 Mercado de Floresta Plantada Distribuição

Leia mais

ESALQ. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade de São Paulo. Prof. Dr. Walter F. Molina Jr Depto de Eng. de Biossistemas 2015

ESALQ. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade de São Paulo. Prof. Dr. Walter F. Molina Jr Depto de Eng. de Biossistemas 2015 ESALQ Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Universidade de São Paulo Prof. Dr. Walter F. Molina Jr Depto de Eng. de Biossistemas 2015 www.ler.esalq.usp.br/molina.htm Walter Molina: wfmolina@usp.br

Leia mais

JORNADA NACIONAL DE LUTA DO MCP EM DEFESA DA AGRICULTURA CAMPONESA PELA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS

JORNADA NACIONAL DE LUTA DO MCP EM DEFESA DA AGRICULTURA CAMPONESA PELA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS JORNADA NACIONAL DE LUTA DO MCP EM DEFESA DA AGRICULTURA CAMPONESA PELA PRODUÇÃO DE ALIMENTOS SAUDÁVEIS O Movimento Camponês Popular (MCP) a partir da organização coletiva das famílias camponesas, pautado

Leia mais

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL

REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL RELATÓRIO DA SAFRA DE SOJA E MILHO REGIÕES DE MAIOR CONCENTRAÇÃO NA PRODUÇÃO DE SOJA NO BRASIL Relatório do USDA traz levantamento das regiões de produção de soja no Brasil, com a concentração da produção

Leia mais

Plano de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O plano de bacias tem como objetivo a programação de ações no âmbito de cada bacia hidrográfica.

Plano de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco. O plano de bacias tem como objetivo a programação de ações no âmbito de cada bacia hidrográfica. Departamento de Engenharia Hidráulica e Sanitária PHD - 2537 Água em Ambientes Urbanos Plano de Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco Elídio Nunes Vieira, Henrique Leite Agostinho, Lauro Dela Libera

Leia mais

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Realização Parceria Técnica Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Daniel Latorraca Ferreira daniel@imea.com.br Agenda Análise de mercado Escopo do trabalho Metodologia de composição dos clusters Resultados

Leia mais

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Hospitalar e Agroindústria AULA 1 Prof.º Cleverson Luis

FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho. Módulo de Hospitalar e Agroindústria AULA 1 Prof.º Cleverson Luis FTST Formação Técnica em Segurança do Trabalho Módulo de Hospitalar e Agroindústria AULA 1 Prof.º Cleverson Luis Competências a serem trabalhadas nesta aula Conhecer o segmento econômico da Agroindústria

Leia mais

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69

Esalq a vista 150,67-0,02 150,69 COTAÇÕES AGRÍCOLAS SEMANAL SEMANA: 43 sexta-feira, 21 de outubro de 216 BOI (contrato 33@) - Em R$/@ Esalq a vista 15,67 -,2 15,69 out/16 15,81 -,76 15,7 151, 263 9.546 151,57-25,8 nov/16 152,2 -,58 151,7

Leia mais

Índices gerais base: ago. 94 = * - Col Col Col Col Dez. 438, , , ,591

Índices gerais base: ago. 94 = * - Col Col Col Col Dez. 438, , , ,591 Índices gerais base: ago. 94 = 100 Índice Geral de Preços Índice de Preços ao Produtor Amplo 2 Oferta Global Disponibilidade Interna Oferta Global Disponibilidade Interna 1 161392* - Col. 1 161384 - Col.

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 52 - Junho/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

Resolução de Questões do ENEM (Manhã)

Resolução de Questões do ENEM (Manhã) Resolução de Questões do ENEM (Manhã) Resolução de Questões do ENEM (Manhã) 1. O processo indicado no gráfico demonstra um aumento significativo da população urbana em relação à população rural no Brasil.

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 56 - Outubro/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

Índices gerais base: ago. 94 = * - Col Col Col Col Ago. 490, , , ,626

Índices gerais base: ago. 94 = * - Col Col Col Col Ago. 490, , , ,626 Índices gerais base: ago. 94 = 100 Índice Geral de Preços Índice de Preços ao Produtor Amplo 2 Oferta Global Disponibilidade Interna Oferta Global Disponibilidade Interna 1 161392* - Col. 1 161384 - Col.

Leia mais

Agronegócio brasileiro

Agronegócio brasileiro Agronegócio brasileiro Rogério Luiz Iuspa Zootecnista, especialização na Chambre d Agriculture de La Mayenne França, MBA em Marketing - ESPM Gerente Nacional - Aves de Corte Agroceres Multimix Bilhões

Leia mais

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA

URBANIZAÇÃO BRASILEIRA URBANIZAÇÃO BRASILEIRA Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas,

Leia mais

Organização do Território

Organização do Território Organização do Território 1. No século XXI, a participação do Produto Interno Bruto (PIB) do Nordeste no PIB brasileiro vem aumentando paulatinamente, o que indica que a região passa por um ciclo de crescimento

Leia mais

OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL. Variável: Produção Agropecuária 1

OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL. Variável: Produção Agropecuária 1 OBSERVATÓRIO DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL BANCO DE DADOS REGIONAL Variável: Produção Agropecuária 1 A variável Produção Agropecuária do Banco de Dados Regional reúne dados estatísticos relativos aos principais

Leia mais

Novas Tendências da Pecuária Brasileira

Novas Tendências da Pecuária Brasileira VII Seminário ABMR&A da Cadeia Produtiva da Carne Bovina FEICORTE Novas Tendências da Pecuária Brasileira Segmentação Geográfica Cana x Pastagens JOSÉ VICENTE FERRAZ São Paulo, 22 de Junho 2007 DISTRIBUIÇÃO

Leia mais

Cadeia Produtiva da Silvicultura

Cadeia Produtiva da Silvicultura Cadeia Produtiva da Silvicultura Silvicultura É a atividade que se ocupa do estabelecimento, do desenvolvimento e da reprodução de florestas, visando a múltiplas aplicações, tais como: a produção de madeira,

Leia mais

Animais de Produção. Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial

Animais de Produção. Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial Animais de Produção Luís Eduardo T. Grégio Diretor Executivo Comercial Agenda Setor Pecuário e Tendências Estratégia de Comercialização Portfólio de Produtos Estratégia de Crescimento Setor Pecuário e

Leia mais

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016

PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES. ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016 zx GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: ANDERSON JOSÉ SOARES DISCIPLINA: GEOGRAFIA SÉRIE:7º ALUNO(a): Lista de atividade P1 Bimestre III Data da prova: 23/09/2016 No Anhanguera você é + Enem Antes de iniciar a

Leia mais

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA

OBJETIVO º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA OBJETIVO 2016 1º ANO E.M. MÓDULO 19 INDUSTRIALIZAÇÃO DA AMÉRICA INTRODUÇÃO Palco da Segunda Revolução Industrial EUA; Petróleo como a principal fonte de energia; Fordismo; EUA: ocupam o segundo lugar no

Leia mais

Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34

Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34 * Explorando a América do Sul Allan Nº1 GabrielNº7 Pedro F. Nº27 Pedro S. Nº28 Renan Nº31 Vitor Nº33 Vitoria Nº34 *Caracterização geral da América do Sul * América do Sul abrange um território de 18 milhões

Leia mais

1. IDENTIFICAÇÃO 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: 8º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04

1. IDENTIFICAÇÃO 3. OBJETIVOS 4. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: 8º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: 020031 PERÍODO: 8º CRÉDITO: 04 CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 NOME DA DISCIPLINA: ECONOMIA AGRÍCOLA NOME DO CURSO: ECONOMIA 2. EMENTA A agricultura

Leia mais

O CENSO AGROPECUÁRIO 2006 BRASIL E REGIÕES. Gerson Teixeira 1

O CENSO AGROPECUÁRIO 2006 BRASIL E REGIÕES. Gerson Teixeira 1 APRESENTAÇÃO O CENSO AGROPECUÁRIO 2006 BRASIL E REGIÕES Gerson Teixeira 1 gersonteixeira@terra.com.br Em dezembro de 2007, logo após a divulgação dos resultados preliminares do Censo Agropecuário 2006,

Leia mais

Trabalho no campo ou no meio rural

Trabalho no campo ou no meio rural Trabalho no campo ou no meio rural Compreender o que é o trabalho rural passa, antes, por uma compreensão sócioeconômica e histórica deste contexto Herança colonial Exploração do ser humano e da natureza

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO DESENVOLVIMENTO OPORTUNIDADES E DESAFIOS AVALIAÇÕES TÉCNICAS / FEVEREIRO DE 2016 LUIZ ANTONIO FAYET Consultor da CNA AGRONEGÓCIO BRASILEIRO EVOLUÇÃO HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR

Leia mais

Contas Nacionais Trimestrais

Contas Nacionais Trimestrais Contas Nacionais Trimestrais Indicadores de Volume e Valores Correntes 2º Trimestre de 2013 Coordenação de Contas Nacionais 30 de agosto de 2013 Tabela Resumo Principais resultados do PIB a preços de mercado

Leia mais

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG

EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA DE MINAS GERAIS - EPAMIG C L I P P I N G 13/1/2011 Produção Ascom Diário do Comércio 12/1/2011 Agência Minas 12/1/2011 www.agenciaminas.mg.gov.br Programa Minas Leite terá

Leia mais

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de

A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso tem por objetivo unir e valorizar os produtores rurais do Estado, oferecendo serviços de informação, educação, apoio e representação política.

Leia mais

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 33 OS ELEMENTOS AGRÍCOLAS E OS SISTEMAS DE CULTIVO

GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 33 OS ELEMENTOS AGRÍCOLAS E OS SISTEMAS DE CULTIVO GEOGRAFIA - 3 o ANO MÓDULO 33 OS ELEMENTOS AGRÍCOLAS E OS SISTEMAS DE CULTIVO Como pode cair no enem Um sistema agrícola singular é caracterizado pela existência de pequenas comunidades de agricultores,

Leia mais

Crescimento demográfico da América Anglo-Saxônica e da América Latina

Crescimento demográfico da América Anglo-Saxônica e da América Latina Respostas das sugestões de avaliação Unidade 4 1. a) A população americana se distribui de maneira irregular pelo seu território; ou seja, algumas regiões são mais povoadas que outras. b) Essa distribuição

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

ASPECTOS DA IMPORTÂNCIA DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ESTADO DO AMAPÁ

ASPECTOS DA IMPORTÂNCIA DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ESTADO DO AMAPÁ 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ASPECTOS DA IMPORTÂNCIA DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ESTADO DO AMAPÁ Irenildo Costa da Silva 1 ; Roni Mayer Lomba 2 RESUMO: Esta pesquisa tem como objetivo

Leia mais

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário

Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário Grãos, Proteína Animal, Floresta Plantada e Palma Visão de longo prazo e adequação ambiental para o setor agropecuário São Paulo 3/08/2015 Rodrigo C. A. Lima Leila Harfuch Luciane Chiodi Wilson Zambianco

Leia mais

CONFINAMENTO DE BOVINOS DE CORTE Luís Fernando G. de Menezes

CONFINAMENTO DE BOVINOS DE CORTE Luís Fernando G. de Menezes CONFINAMENTO DE BOVINOS DE CORTE Luís Fernando G. de Menezes LUCROS DO CONFINAMENTO GANHO DO PRODUTOR Valorizaçãodo boi magro Peso de abate (logisticae produtividadepormatriz) Manejoda Pastagem e Recria

Leia mais

A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA

A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA I. INTRODUÇÃO O Brasil é possuidor de uma das maiores áreas agrícolas do planeta, ocupando cerca de 3,5 milhões de km 2 ou 353,6 milhões de hectares (41,4% da área territorial

Leia mais