SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017"

Transcrição

1 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Abril/2017

2 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo 06. Ocupação do Território Brasileiro 07. Estrutura Fundiária Brasileira 08. PIB do Agronegócio Nacional 09. Balança Comercial do Agronegócio Brasileiro 10. Produção Agrícola 11. Produção Agrícola Nacional Grãos 25. Produção Nacional de Café 28. Complexo Sucroalcooleiro 34. Produção Pecuária 35. Pecuária Bovinocultura 39. Pecuária Suinocultura 43. Pecuária Avicultura 46. Exportações 61. Crédito Rural

3 3 APRESENTAÇÃO O presente trabalho traz um conjunto de informações sobre os indicadores do Agronegócio Nacional e de Minas Gerais. Os dados permitem ao usuário fazer uma avaliação da performance das atividades agropecuárias na economia brasileira e mineira.

4 POPULAÇÃO RURAL POPULAÇÃO BRASILEIRA: 203,2 milhões de habitantes (2014) GÊNERO: Homens: 48,4% Mulheres: 51,6% PORCENTAGEM DA POPULAÇÃO BRASILEIRA RURAL Total Pop. Rural: 30,4 milhões de habitantes (2014) População Brasileira População Rural Brasileira (%) * * 1991* 1980* 1970* 1960* 1950* 15,0 15,2 15,2 15,0 15,6 16,4 16,7 17,0 17,1 17,5 17,3 15,7 15,9 16,1 18,8 * Referem-se aos dados do Censo Demográfico. Os demais dados têm como fonte a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). Fonte: IBGE (PNAD) / Censo Demográfico 24,5 32,3 44,0 54,9 63,8 203,2 201,5 199,7 197,8 190,8 194,0 192,0 190,0 187,9 185,7 183,4 177,4 175,1 172,7 169,6 146,9 121,2 94,5 71,0 51,9 Milhões de hab. 4

5 HABITANTES NO CAMPO 30,4 milhões de habitantes (2014) PORCENTAGEM DA POPULAÇÃO NO CAMPO POR REGIÃO 13,8% ,9% 48,7% 19,1% 13,6% Fonte: IBGE (PNAD) 5

6 Fonte: IBGE, com adaptação do MAPA / ABRAF OCUPAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO DISTRIBUIÇÃO ÁREA (milhões ha) Floresta Amazônica ,1 Pastagens ,9 Áreas protegidas 55 6,5 Culturas anuais 47 5,5 Culturas permanentes 15 1,8 Cidades, rios, lagos, estradas, etc 20 2,4 Florestas plantadas 6 0,7 Subtotal ,8 Outros usos 37 4,3 Área não explorada (disponível para a agricultura) ,9 Total ,0 %

7 Fonte: Incra ESTRUTURA FUNDIÁRIA BRASILEIRA CLASSES IMÓVEIS Número % ÁREA Hectares (milhões) Grande Propriedade ,8 375,0 60,2 Média Propriedade ,5 108,5 17,4 Pequena Propriedade ,0 81,6 13,1 Minifúndio ,8 42,6 6,8 Não classificado (*) ,0 11,9 1,9 Não Classificado Projeto Técnico (**) 116 0,0 3,8 0,6 Total ,0 623,4 100,0 (*) Imóveis Rurais que não possuem informações de área explorável ou com informações entre os Formulários Dados sobre Estrutura e Dados sobre o Uso (**) Imóveis Rurais não classificados com declaração de projeto técnico, de acordo com o Art. 7 da Lei n. 8629/1993 %

8 Fonte: Cepea-USP /Faemg /Seapa 8 PIB DO AGRONEGÓCIO NACIONAL (* bilhões (em R$ 1.099, , ,91 841,30 961,52990,91 373,90 489,57 549,12 554,95 566,99 642,46 772,19 741, , , ** * Valores a preços correntes. ** Dados publicados em Abril de 2017, referentes a Janeiro de 2017.

9 Fonte: Aliceweb MDIC 9 BALANÇA COMERCIAL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO (** (2016* Exportações (em US$ bilhões) Importações Saldo 8,3 8,1 8,6 8,3 7,8 7,6 6,9 8,5 8,7 7,2 7,1 7,6 7,2 6,7 6,4 5,6 5,7 5,7 7,1 5,8 5,9 7,3 4,5 4,5 4,6 4,8 1,2 1,0 1,0 1,1 1,1 1,2 1,3 1,2 1,3 1,4 1,3 1,1 1,4 Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Jan Fev Mar *2016: fevereiro a dezembro **2017: janeiro a Março

10 PRODUÇÃO AGRÍCOLA 10

11 PRODUÇÃO AGRÍCOLA NACIONAL GRÃOS 119,1 PRODUÇÃO Milhões de toneladas 131,8 144,1 135,1 149,3 162,8 166,2 114,7 122,5 227,4 188,7 193,6 209,8 186,3 ÁREA Milhões de hectares 37,8 40,2 47,9 46,2 47,4 47,7 47,4 49,9 50,9 53,6 49,9 58,9 58,3 60,1 2003/ / / / / / / / / / / / /16* 2016/17* * Estimativa. Produtividade (kg/ha) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

12 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE GRÃOS RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Mato Grosso ,2 25,0 2º Paraná ,3 17,6 3º Rio Grande do Sul ,6 15,3 4º Goiás ,3 9,7 5º Mato Grosso do Sul ,7 7,7 6º Minas Gerais ,8 6,0 7º São Paulo 8.358,3 3,7 8º Bahia 7.693,7 3,4 9º Santa Catarina 6.861,6 3,0 Demais Estados ,3 8,6 Produção Total ,8 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

13 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE ALGODÃO (EM CAROÇO) RANKING DOS ESTADOS *( 16/17 (SAFRA Estado Produção (mil toneladas)* Participação % 1º Mato Grosso 2.445,8 66,4 2º Bahia 795,9 21,6 3º Mato Grosso do Sul 120,4 3,3 4º Goiás 106,6 2,9 5º Maranhão 86,9 2,4 6º Minas Gerais 73,5 2,0 7º Tocantins 17,9 0,5 8º Piauí 17,7 0,5 9º Roraima 10,5 0,3 Demais Estados 10,9 0,3 Produção Total 3.686,1 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

14 ALGODÃO (EM PLUMA) BALANÇO DE OFERTA E DEMANDA Oferta (mil toneladas) Demanda (mil toneladas) 2.203, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 2004/ / / / / / / / / / / /17* Estoque final(mil toneladas) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

15 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE ARROZ RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Rio Grande do Sul 8.502,9 71,2 2º Santa Catarina 1.098,4 9,2 3º Tocantins 733,4 6,1 4º Mato Grosso 440,3 3,7 5º Maranhão 218,8 1,8 6º Pará 174,4 1,5 7º Paraná 161,0 1,3 8º Rondônia 114,7 1,0 9º Piauí 105,5 0,9 Demais Estados 398,6 3,3 Produção Total ,0 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

16 ARROZ (EM CASCA) BALANÇO DE OFERTA E DEMANDA Oferta (mil toneladas) Demanda (mil toneladas) , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 2004/ / / / / / / / / / / /162016/17* Estoque final(mil toneladas) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

17 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE FEIJÃO TOTAL RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Paraná 768,6 23,4 2º Minas Gerais 534,2 16,3 3º Mato Grosso 367,5 11,2 4º Goiás 305,6 9,3 5º Bahia 293,5 8,9 6º São Paulo 265,8 8,1 7º Santa Catarina 142,1 4,3 8º Rio Grande do Sul 103,1 3,1 9º Ceará 100,9 3,1 Demais Estados 404,3 12,3 Produção Total 3.285,6 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

18 FEIJÃO (TOTAL) BALANÇO DE OFERTA E DEMANDA Oferta (mil toneladas) Demanda (mil toneladas) 3.295, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 2004/ / / / / / / / / / / /162016/17* Estoque final(mil toneladas) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

19 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE MILHO (1ª e 2ª Safras) RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas)* Participação % 1º Mato Grosso ,5 26,7 2º Paraná ,8 18,8 3º Goias 9.808,1 10,7 4º Mato Grosso do Sul 8.986,6 9,8 5º Minas Gerais 7.706,3 8,4 6º Rio Grande do Sul 6.085,0 6,7 7º São Paulo 4.382,5 4,8 8º Santa Catarina 3.202,4 3,5 9º Bahia 1.956,2 2,1 Demais Estados 7.701,0 8,4 Produção Total ,4 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

20 MILHO (TOTAL) BALANÇO DE OFERTA E DEMANDA Oferta (mil toneladas) Demanda (mil toneladas) , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 2004/ / / / / / / / / / / /162015/16* Estoque final(mil toneladas) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

21 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE MILHO (1ª Safra) RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Rio Grande so Sul 6.085,0 20,4 2º Minas Gerais 5.701,9 19,1 3º Paraná 4.517,1 15,1 4º Santa Catarina 3.202,4 10,7 5º São Paulo 2.335,0 7,8 6º Goiás 2.080,0 7,0 7º Bahia 1.475,3 4,9 8º Maranhão 1.108,2 3,7 9º Piauí 1.056,7 3,5 Demais Estados 2.299,5 7,7 Produção Total ,1 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

22 Posição * Estimativa. PRODUÇÃO NACIONAL DE MILHO (2ª Safra) RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Mato Grosso ,1 39,3 2º Paraná ,7 20,6 3º Mato Grosso do Sul 8.738,0 14,2 4º Goiás 7.728,1 12,5 5º São Paulo 2.047,5 3,3 6º Minas Gerais 2.004,4 3,3 7º Maranhão 848,0 1,4 8º Sergipe 777,0 1,3 9º Tocantins 655,0 1,1 Demais Estados 1.942,6 3,2 Produção Total ,4 100,0 Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

23 Posição PRODUÇÃO NACIONAL DE SOJA RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 16/17)* Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º Mato Grosso ,5 27,7 2º Paraná ,6 16,9 3º Rio Grande do Sul ,2 15,9 4º Goiás ,1 9,8 5º Mato Grosso do Sul 8.323,6 7,6 6º Bahia 4.835,7 4,4 7º Minas Gerais 4.595,5 4,2 8º São Paulo 2.987,9 2,7 9º Tocantins 2.786,1 2,5 Demais Estados 9.130,5 8,3 Produção Total ,7 100,0 * Estimativa. Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

24 SOJA BALANÇO DE OFERTA E DEMANDA Oferta (mil toneladas) Demanda (mil toneladas) , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,1 2004/ / / / / / / / / / / /162016/17* Estoque final (mil toneladas) Fonte: Conab 07º Levantamento de Grãos (Safra 2016/2017) abril/

25 PRODUÇÃO NACIONAL DE CAFÉ

26 Fonte: Conab 1ª Estimativa Safra 2017* Janeiro PRODUÇÃO NACIONAL DE CAFÉ RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 2016) Posição Estado Produção* (mil sacas) Participação % 1º Minas Gerais ,2 56,4 2º Espírito Santo 8.426,0 17,7 3º São Paulo 4.996,9 10,5 4º Bahia 3.139,0 6,6 5º Rondônia 1.985,7 4,2 6º Paraná 1.300,0 2,7 7º Rio de Janeiro 357,7 0,8 8º Goiás 207,2 0,4 9º Mato Grosso 174,1 0,4 Demais Estados 109,0 0,2 Produção Total ,8 100,0

27 Fonte: Conab 1ª Estimativa Safra 2017* Janeiro/ ÁREA COLHIDA E PRODUÇÃO NACIONAL DE CAFÉ PRODUÇÃO Milhões de sacas 48,48 28,82 39,27 32,94 42,51 33,74 45,99 36,07 48,09 43,48 50,83 49,15 45,34 43,24 47,50 ÁREA Milhões de hectares 2,2 2,3 2,2 2,2 2,2 2,2 2,1 2,1 2,1 2,1 2,1 2,0 1,9 1,9 1, *

28 COMPLEXO SUCROALCOOLEIRO 28

29 Posição PRODUÇÃO NACIONAL DE CANA-DE-AÇÚCAR RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 2016/2017) Estado Produção* (mil toneladas) Participação % 1º São Paulo ,8 57,7 2º Goiás ,5 9,9 3º Minas Gerais ,7 9,3 4º Mato Grosso do Sul ,0 7,0 5º Paraná ,5 6,6 6º Alagoas ,0 2,6 7º Mato Grosso ,5 2,4 8º Pernambuco ,1 1,9 9º Paraíba 5.787,1 0,8 Demais Estados ,6 1,9 Produção Total ,8 100,0 * Referente à produção de cana-de-açúcar destinada à fabricação de açúcar e etanol. Fonte: Conab 3º Levantamento da cana-de-açúcar Dezembro/

30 DESTINO DA PRODUÇÃO NACIONAL DE CANA-DE-AÇÚCAR (SAFRA 2016/2017) (em mil toneladas) Indústria Sucroalcooleira Estados AÇÚCAR % ETANOL % São Paulo ,9 52, ,9 47,6 Goiás ,6 23, ,0 76,8 Minas Gerais ,4 47, ,3 52,2 Mato Grosso do Sul ,3 29, ,7 71,0 Paraná ,7 51, ,6 42,0 Alagoas ,6 74, ,4 25,5 Mato Grosso 2.901,7 17, ,8 82,2 Pernambuco 8.745,8 65, ,2 34,6 Paraíba 1.850,5 32, ,6 68,0 Demais Estados 5.044,8 38, ,0 82,6 Total ,3 47, ,5 53,0 Fonte: Conab 3º Levantamento da cana-de-açúcar Dezembro/

31 Posição PRODUÇÃO NACIONAL DE AÇÚCAR RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 2016/2017) Estado Produção (mil toneladas) Participação % 1º São Paulo ,4 61,6 2º Minas Gerais 3.894,0 9,7 3º Paraná 3.387,7 8,5 4º Goias 2.710,0 6,8 5º Mato Grosso do Sul 1.574,5 3,9 6º Alagoas 1.518,7 3,8 7º Pernambuco 1.133,5 2,8 8º Mato Grosso 261,3 0,7 9º Pernambuco 224,9 0,6 Demais Estados 621,8 1,6 Produção Total ,8 100,0 Fonte: Conab 3º Levantamento da cana-de-açúcar Dezembro/

32 Posição PRODUÇÃO NACIONAL DE ETANOL RANKING DOS ESTADOS (SAFRA 2016/2017) Estado Produção* (mil litros) Participação % 1º São Paulo ,0 48,6 2º Goiás ,4 15,9 3º Minas Gerais ,6 9,9 4º Mato Grosso do Sul ,7 9,5 5º Paraná ,1 5,7 6º Mato Grosso ,0 4,8 7º Pernambuco ,9 1,3 8º Alagoas ,6 1,2 9º Paraíba ,3 1,1 Demais Estados ,1 2,1 Produção Total ,7 100,0 * Incorpora a produção de etanol anidro e hidratado. Fonte: Conab 3º Levantamento da cana-de-açúcar Dezembro/

33 USINAS EM MINAS GERAIS Legenda USINA DE AÇÚCAR E ETANOL USINA DE AÇÚCAR, ETANOL E BIOELETRICIDADE USINA DE AÇÚCAR E BIOELETRICIDADE USINA DE ETANOL E BIOELETRICIDADE ETANOL Jaíba TOTAL DE USINAS: 24 Paracatu Nanuque Araporã Tupaciguara Santa Vitória Limeira do Oeste Carneirinho Itapagipe Ituiutaba Prata Santa Juliana Uberaba Bambuí Frutal Pirajuba Campo Florido Passos Pompéu Guaranésia Monte Belo Fonte: Indi - Instituto de Desenvolvimento Integrado de MG 33

34 PRODUÇÃO PECUÁRIA 34

35 PECUÁRIA BOVINOCULTURA 35

36 Fonte: IBGE Pesquisa Pecuária Municipal / *ano produtivo (305 dias) 36 PRODUÇÃO NACIONAL DE LEITE Vacas em lactação: 21,8 milhões de cabeças (bilhões de litros) 21,6 22,3 23,5 24,6 25,4 26,1 27,6 29,1 30,7 32,1 32,3 34,3 35,2 35, Produtividade (litros/vaca/ano*) 1.151, , , , , , , , , , , , , ,1

37 POPULAÇÃO, REBANHO BOVINO E CONSUMO PER CAPITA (. hab População* (milhões de ( cabeças Rebanho Bovino (milhões de ( carcaça Consumo per capita (kg eq. 176,4 185,3 195,6 204,5 207,2 205,9 199,8 202,3 205,3 209,5 212,8 211,3 211,8 212,3 172,7 175,1 177,4 183,4 185,7 187,9 190,0 192,0 194,0 190,8 197,9 199,7 201,5 203,2 36,8 37,9 36,9 37,1 36,3 37,2 37,2 36,9 37,4** 37,4** * Os dados de 2000 e 2010 referem-se ao Censo Demográfico do IBGE. Para os demais anos, adotou-se os números da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE). **Estimativa CNPC. Fonte: IBGE - Pesquisa Pecuária Municipal/ IBGE - Censo Demográfico / IBGE PNAD / Conselho Nacional de Pecuária de Corte (CNPC) 37

38 REBANHO, ABATES E PESO DE CARCAÇAS DE BOVINOS NO BRASIL 4,7 Rebanho Bovino (milhões de cab.) Abate* (milhões de cab.) Peso de carcaças* (milhões t.) 185,3 19,9 195,6 5,0 204,5 5,9 6,3 21,6 25,9 28,0 207,2 205,9 205,3 199,8 202,3 6,9 7,0 30,4 30,7 209,5 6,6 6,7 7,0 6,8 212,8 211,3 211,8 212,3 215,2 7,4 8,2 8,1 28,7 28,1 29,3 28,8 31,1 34,4 33,9 Taxa de abate** (%) 10,7 11,1 12,7 13,5 14,8 15,4 14,2 13,7 14,0 13,5 14,7 16,3 16,0 14, * Dados referentes ao abate de bovinos sob inspeção Federal, Estadual e Municipal. ** Dados referentes à razão entre o abate inspecionado e o rebanho bovino. 9,4 30,7 29,7 7,3 Fonte: IBGE Pesquisa Pecuária Municipal / IBGE - Pesquisa Trimestral de Abate de Animais 38

39 PECUÁRIA SUINOCULTURA 39

40 Fonte: IBGE Pesquisa Pecuária Municipal / IBGE - Pesquisa Trimestral de Abate de Animais 40 REBANHO, ABATES E PESO DE CARCAÇAS DE SUÍNOS NO BRASIL Rebanho Suíno (milhões de cab.) Abate* (milhões de cab.) Peso de carcaças* (milhões t.) 31,9 32,3 33,1 34,1 35,2 35,9 38,0 36,8 39,0 39,3 38,8 36,7 37,9 40,3 22,3 22,6 21,6 23,5 25,2 27,4 28,8 30,9 32,5 34,9 36,0 36,1 37,1 42,3 39,3 2,9 3,1 3,4 3,5 3,1 3,2 3,4 3,7 2,2 2,3 2,5 2,6 1,9 1,9 1,9 Taxa de abate** (%) 69,8 69,8 65,4 68,9 71,7 76,3 78,3 81,3 83,5 88,7 92,7 98,1 97,9 97, * Dados referentes ao abate de suínos sob inspeção Federal, Estadual e Municipal. ** Dados referentes à razão entre o abate inspecionado e o rebanho suíno.

41 ALOJAMENTO DE MATRIZES (mil cabeças) 2.860, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 961,4 932,4 917,1 886,6 895,2 869,9 802,6 762,7 732,8 652, TOTAL INDUSTRIAL SUBSISTÊNCIA Fonte: Associação Brasileira de Proteína Animal - ABPA 41

42 PRODUÇÃO DE CARNE SUÍNA NO BRASIL (mil toneladas) 2.872, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,0 630,0 563,0 487,9 462,2 412,3 354,0 342,4 317,3 280,5 278,0 250,0 220, TOTAL INDUSTRIAL SUBSISTÊNCIA Fonte: Associação Brasileira de Proteína Animal - ABPA 42

43 PECUÁRIA AVICULTURA 43

44 Fonte: IBGE Pesquisa Pecuária Municipal / IBGE - Pesquisa Trimestral de Abate de Animais 44 PLANTEL, ABATES E PESO DE CARCAÇAS DE AVES NO BRASIL Plantel efetivo* (milhões cab.) Peso de carcaças** (milhões de t) Abate** (bilhões de cab.) 703,7 737,5 759,5 812,5 819,9 930,0 991, , , , , , , ,1 6,1 6,2 7,0 7,9 8,2 3,1 3,2 3,5 3,9 3,9 10,2 9,0 9,9 10,7 11,4 11,5 12,3 12,5 4,4 4,9 4,8 5,0 5,3 5,2 5,6 5,5 13,1 13,3 5,5 5, * Referente a galos, frangas, frangos e pintos. O plantel é um dado estático e não está associado ao abate. ** Referente ao abate de frangos sob inspeção Federal, Estadual e Municipal.

45 AVICULTURA DE POSTURA PLANTEL EFETIVO E PRODUÇÃO DE OVOS Plantel efetivo* (milhões cab.) Produção de ovos (bilhões de dúzias) 180,4 183,8 184,8 186,6 191,6 197,6 207,7 208,9 210,8 216,2 213,2 221,9 226,6 222,1 2,6 2,6 2,7 2,8 2,9 3,0 3,1 3,2 3,2 3,4 3,5 3,6 3,7 3, * Referente a galinhas. Fonte: IBGE Pesquisa Pecuária Municipal 45

46 EXPORTAÇÕES 46

47 Fonte: Aliceweb - MDIC 47 EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Total das Exportações 73,2 30,7 Total do Agronegócio 197,9 153,0 160,6 153,0 137,8 118,5 96,7 39,0 43,6 49,5 58,4 71,8 64,8 256,0 242,6 242,0 225,1 191,1 185,2 76,4 95,0 95,8 100,0 96,7 88,2 84,9 50,5 40,6 20,0 20,

48 Fonte: Aliceweb - MDIC 48 EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E MINEIRO (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Agronegócio BR Agronegócio MG 39,0 43,649,5 30,7 58,4 71,8 64,8 76,4 95,095,8 100,0 96,7 88,2 84,9 20,3 20,4 1,6 1,9 2,0 2,6 3,7 4,3 5,0 5,9 5,6 7,6 9,7 7,8 7,3 8,1 7,3 7,

49 Fonte: Aliceweb - MDIC 49 EXPORTAÇÕES DO COMPLEXO SOJA* (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Soja BR Soja MG 31,0 31,4 28,0 24,1 26,1 25,4 5,1 6,7 18,0 17,2 17,1 10,09,5 9,3 11,4 0,3 0,5 0,4 0,2 0,3 0,5 0,4 0,6 0,7 1,0 0,8 0,9 0,9 0,14 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG * Complexo Soja compreende soja em grão, farelo de soja e óleo de soja

50 EXPORTAÇÕES DE AÇÚCAR* (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Açúcar BR 14,9 Açúcar MG 12,8 12,8 11,8 10,4 9,5 8,4 7,6 7,6 6,2 5,1 5,5 3,9 2,6 0,1 0,2 0,4 0,3 0,3 0,6 1,0 1,3 1,3 1,1 0,9 0, ,63 2,18 0,19 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR M G * Referem-se às exportações de açúcar de cana e de beterraba. Fonte: Aliceweb - MDIC 50

51 Fonte: Aliceweb - MDIC 51 EXPORTAÇÕES DE ÁLCOOL (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Álcool BR 0,77 0,50 Álcool MG 1,60 1,48 2,39 1,34 1,01 1,49 2,19 1,87 0,90 0,67 0,88 0,90 0,55 0,71 0, ,011 0,03 0,08 0,120,14 0,09 0,06 0,05 0,08 0,050,05 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG

52 EXPORTAÇÕES DE CAFÉ E DERIVADOS* (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) 2,1 1,3 Café BR Café MG 4,8 4,3 3,9 2,9 3,4 1,9 2,1 2,6 3,0 2,9 5,8 4,1 8,7 5,8 6,5 6,7 6,2 5,3 5,5 4,1 3,8 3,7 3,1 3,5 1,3 1,4 0,8 1, QUANTIDADE EXPORTADA (mil sacas) BR MG * Café e Derivados compreende café verde, torrado, solúvel e outros derivados de café. Elaboração: SEAPA Fonte: Aliceweb - MDIC 52

53 Fonte: Aliceweb - MDIC 53 EXPORTAÇÕES DE CARNES (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Carnes BR Carnes MG 14,5 11,3 11,8 13,6 15,815,7 16,8 17,4 14,7 14,2 3,2 3,7 6,3 8,2 8,6 0,2 0,2 0,2 0,3 0,5 0,6 0,7 0,7 0,8 0,9 0,9 1,0 1,0 0,8 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG

54 EXPORTAÇÕES DE CARNE BOVINA (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Carne Bovina BR Carne Bovina MG 5,3 3,9 4,4 3,1 2,5 4,1 4,8 5,3 5,7 6,7 7,1 5,8 1,3 1,3 0,10 0,12 0,05 0,09 0,29 0,34 0,31 0,31 0,32 0,31 0,37 0,43 0,45 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG Fonte: Aliceweb - MDIC 54

55 Fonte: Aliceweb - MDIC 55 EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE BOVINA RANKING DOS PRINCIPAIS PAÍSES IMPORTADORES 2017* * Jan a Mar 2017 Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Hong Kong 242,8 18,7 2º China 219,6 16,9 3º Rússia 126,2 9,7 4º Irã 121,5 9,4 Demais Países (103 países) 588,5 45,3 Total 1.298,6 100,0 2016** ** Jan a Mar 2016 Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Hong Kong 307,5 22,9 2º Egito 183,2 13,6 3º China 150,0 11,1 4º Rússia 90,5 6,7 Demais Países (110 países) 614,5 45,7 Total 1.345,6 100,0

56 EXPORTAÇÕES DE CARNE DE FRANGO (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) 2,6 Carne de Frango BR Carne de Frango MG 6,4 5,3 4,6 3,5 3,2 6,3 7,6 7,2 7,5 7,4 6,6 6,4 1,4 1,7 0,07 0,09 0,06 0,10 0,11 0,16 0,20 0,19 0,250,34 0,31 0,34 0,31 0,30 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG Fonte: Aliceweb - MDIC 56

57 2017** Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Arábia Saudita 314,4 18,4 2º Japão 203,5 11,9 3º China 186,9 10,9 4º Emirados Árabes Unidos 134,4 7,9 2016*** EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE FRANGO RANKING DOS PRINCIPAIS PAÍSES IMPORTADORES ** Jan a Mar 2017 Demais Países (116 países) 868,2 50,8 Total 1.707,4 100,0 *** Jan a Mar 2016 Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Arábia Saudita 255,0 18,5 2º Japão 179,6 13,0 3º China 169,6 12,3 4º Emirados Árabes Unidos 123,1 8,9 Demais Países (116 países) 650,8 47,2 Total 1.378,2 100,0 Fonte: Aliceweb - MDIC 57

58 EXPORTAÇÕES DE CARNE SUÍNA (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA ACUMULADO (Jan a Mar) Carne Suína BR Carne Suína MG 1,2 1,2 1,0 1,5 1,2 1,3 1,4 1,5 1,4 1,6 1,3 1,5 0,3 0,4 0,8 0,008 0,011 0,05 0,07 0,03 0,04 0,06 0,11 0,08 0,07 0,12 0,14 0,16 0,03 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG Fonte: Aliceweb - MDIC 58

59 2017* Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Rússia 171,9 43,0 2º Hong Kong 76,9 19,2 3º China 32,5 8,1 4º Argentina 30,8 7,7 Demais Países (47 países) 87,8 22,0 2016** EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS DE CARNE SUÍNA RANKING DOS PRINCIPAIS PAÍSES IMPORTADORES * Jan a Mar 2017 Total 399,9 100,0 ** Jan a Mar 2016 Posição Países Valor (US$ Milhões) Participação (%) 1º Rússia 96,0 35,2 2º Hong Kong 72,4 26,6 3º Cingapura 20,6 7,6 4º China 20,1 7,4 Demais Países (55 países) 63,4 23,3 Total 272,5 100,0 59 Fonte: Aliceweb - MDIC 59

60 EXPORTAÇÕES DE LÁCTEOS (US$ bilhões) EVOLUÇÃO HISTÓRICA Lácteos BR 0,54 Lácteos MG 0,35 0,30 0,32 0,26 0,11 0,150,17 0,14 0,17 0,16 0,12 0,12 0,12 0,17 0,14 0,15 0,040,04 0,07 0,06 0,03 0,020,01 0,01 0, ACUMULADO (Jan a Mar) 0,04 0,03 0,01 0, QUANTIDADE EXPORTADA (mil t) BR MG Fonte: Aliceweb - MDIC 60

61 CRÉDITO RURAL 61

62 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES) * /04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 *previsão CRÉDITO EMPRESARIAL FAMILIAR Fonte: MAPA - MDA 62

63 Fonte: MDA - BACEN 63 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO PRONAF - BRASIL (R$ BILHÕES) /04 04/05 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 *previsão DISPONIBILIZADO UTILIZADO

64 64 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Rodovia Papa João Paulo II, Prédio Gerais 10º andar - Bairro Serra Verde Belo Horizonte - MG Fone:

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Março/2016 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no Campo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO. PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Janeiro/2015 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Rural 05. Habitantes no

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015

Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 Exportações de Carnes agronegócio Janeiro a Dezembro de 2015 1. Exportações de carnes de janeiro a dezembro de 2015 BRASIL As exportações brasileiras de carnes somaram US$ 14,7 bilhões no período de janeiro

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS Maio/2014 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES)

Leia mais

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013 Agronegócio em Mato Grosso Abril 2013 Brasil Visão Geral Brasil - Visão Geral Area 8,5 milhões km 2 (5º maior) População (2011) 195 milhões (6 º maior) PIB (2011) US$ 2,47 Trilhões (6 ª maior) Produção

Leia mais

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG

Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Dezembro/2015 Belo Horizonte - MG 2 03. Apresentação ÍNDICE 04. Dados de Minas Gerais 05. Área,

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS

SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEAPA SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO CRÉDITO RURAL EM DEZEMBRO/2013 EVOLUÇÃO DO CRÉDITO RURAL DISPONIBILIZADO - BRASIL (R$ BILHÕES) 157* 32,6

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050

5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 5 maiores Problemas da Humanidade até 2050 Água Energia Evolução da População Mundial 1950 2011 2050 2,5 bi 7,5 bi 9,3 bi Evolução dos Famintos 1950 2011 2050 0,5 bi 0,9 bi 1,3 bi Alimentos Lixo Pobreza

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos MATO GROSSO OUTUBRO DE 2015 DADOS GERAIS DO ESTADO DO MATO GROSSO Total Part % Brasil Part % Região Área Total - km² 903.386 10,63% 56,24% População

Leia mais

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro

Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro Dados estatísticos dos principais produtos do Agronegócio Brasileiro CADERNO DE ESTATÍSTICAS Uma publicação da Representação do IICA/Brasil Elaboração: Daniela Faria e Diego Machado 1. Apresentação 2.

Leia mais

Julho/2015 Belo Horizonte - MG

Julho/2015 Belo Horizonte - MG SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Julho/2015 Belo Horizonte - MG 2 03. Apresentação ÍNDICE 04. Dados de Minas Gerais 05. Área, Produção

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016

CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE AVÍCOLA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS SEMINÁRIO ESTRUTURA E PROCESSO DA NEGOCIAÇÃO COLETIVA CONJUNTURA DO SETOR RURAL E MERCADODETRABALHONOESTADO DE ESTADO CONTAG CARACTERÍSTICAS C C S GERAIS TABELA 1 CARACTERÍSTICAS GERAIS DO ESTADO DE MINAS

Leia mais

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO WALTER ANTÔNIO ADÃO SUPERINTENDENTE DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUARIO E DA SILVICULTURA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO CENÁRIOS - AGRONEGÓCIO 2

Leia mais

PANORAMA DA AGROPECUÁRIA

PANORAMA DA AGROPECUÁRIA PANORAMA DA AGROPECUÁRIA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO BELO HORIZONTE-MG NOVEMBRO/2006 ÍNDICE 1. Estado de Minas Gerais 2. Informações do Agronegócio 3. Produção agrícola

Leia mais

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira

O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira O Agronegócio e o Sucesso do Brasil no Mercado de Carnes Gedeão Silveira Pereira Vice Presidente FARSUL Terra arável disponível, por pessoa no mundo Brasil EUA Rússia Índia China União Européia Congo Austrália

Leia mais

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Alinne B. Oliveira Superintendente de Relações Internacionais Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA 17 de novembro de 2015. O agronegócio e

Leia mais

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio

Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Abordagem de mercado dos títulos de crédito do agronegócio Ivan Wedekin Seminário FEBRABAN sobre Agronegócios 2016 18.10.2016 Crédito e desenvolvimento do agronegócio Brasil: indicadores do crédito na

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE Milhares BOVINOCULTURA DE CORTE» MERCADO INTERNO Os preços médios da arroba do boi e da vaca na segunda semana de julho continuaram a crescer, finalizando o período em R$ 96,9 e R$91,11 (à vista e livre

Leia mais

O SETOR SUCROALCOOLEIRO NO BRASIL E EM MINAS GERAIS. LUIZ CUSTÓDIO COTTA MARTINS PRESIDENTE SIAMIG/SINDAÇÚCAR-MG Belo Horizonte 21/08/2008

O SETOR SUCROALCOOLEIRO NO BRASIL E EM MINAS GERAIS. LUIZ CUSTÓDIO COTTA MARTINS PRESIDENTE SIAMIG/SINDAÇÚCAR-MG Belo Horizonte 21/08/2008 O SETOR SUCROALCOOLEIRO NO BRASIL E EM MINAS GERAIS LUIZ CUSTÓDIO COTTA MARTINS PRESIDENTE SIAMIG/SINDAÇÚCAR-MG Belo Horizonte 21/08/2008 SETOR SUCROALCOOLEIRO BRASILEIRO CANA-DE- AÇÚCAR AÇÚCAR ETANOL

Leia mais

Projeto desenvolvido por:

Projeto desenvolvido por: Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e

COMO CITAR: PRINCIPAIS INDICADORES LEITE E DERIVADOS: boletim eletrônico mensal. Coordenadores, Glauco Rodrigues Carvalho e Coordenação Geral Glauco Carvalho Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Glauco Carvalho - Economista/Pesquisador Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de Leite

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 7, n. 53 - Abril/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br

Leia mais

O Comércio de Serviços do Brasil

O Comércio de Serviços do Brasil Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio e Serviços IV Seminário Estadual de Negócios Internacionais do Paraná O Comércio de Serviços do Brasil Curitiba, 17 de

Leia mais

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016.

Total das exportações do Rio Grande do Sul. Exportações no período acumulado de janeiro a fevereiro de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2016. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades FRANCISCO TURRA Presidente Executivo Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades Brasil é o 4º Maior Exportador Mundial de Produtos Agrícolas Exportação de produtos agrícolas

Leia mais

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016

CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE BOVINA NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2016

LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos LEITE E DERIVADOS NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Junho/2008 Três Pontas/MG Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento DIMENSÃO DEMOGRÁFICO DIMENSÃO SOCIOECONÔMICA DIMENSÃO SEGURANÇA

Leia mais

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015

Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 5 Nº 41 14/Setembro/2015 Ano 7, n. 61 - Dezembro/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424

Leia mais

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011

CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 CARNE BOVINA Período: JULHO/2011 MERCADO INTERNO BOVINO Quadro I - PREÇOS PAGOS AOS PRODUTORES - R$/unidade PERÍODOS ANTERIORES PRAÇA UF UNID 12 MESES 6 MESES 1 MÊS Barretos SP @ 81,55 104,88 100,70 97,27

Leia mais

Estrutura produtiva: 370 unidades e mais de 1000 municípios com atividade vinculadas à indústria sucroenergética no país.

Estrutura produtiva: 370 unidades e mais de 1000 municípios com atividade vinculadas à indústria sucroenergética no país. PERFIL DA PRODUÇÃO Estrutura produtiva: 370 unidades e mais de 1000 municípios com atividade vinculadas à indústria sucroenergética no país. 935 mil empregos formais (RAIS 2014). Divisas Externas: US$

Leia mais

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro

Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Coordenação Geral Kennya Beatriz Siqueira Alziro Vasconcelos Carneiro Equipe Técnica Kennya Beatriz Siqueira - Pesquisadora Embrapa Gado de Leite Alziro Vasconcelos Carneiro - Analista Embrapa Gado de

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos

Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos www.imea.com.br Perspec8vas para a agropecuária brasileira para os próximos cinco anos Daniel Latorraca Superintendente Agenda Visão da cadeia de grãos nos últimos 10 anos Visão da pecuária nos últimos

Leia mais

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro

Bilhões de Pessoas. Cenário Global. Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Maringá(PR) 18.05.2012 Bilhões de Pessoas Cenário Global Demanda População Mundial Mundial por Alimentos Fonte: ONU (dez/2010). Elaboração:FIEP-Deagro Cenário Global Urbanização 1,34 bi hab. 1,2 bi hab.

Leia mais

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio

Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial. Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio Evento: O Agronegócio e o Comércio Mundial Agronegócio Brasileiro: Atualidade e Desafio São Paulo, 22 de Setembro de 2015 Parece que estamos decolando ECONOMIA A BRASILEIR Agronegócio - Balança Comercial

Leia mais

Carne de Frango Var. Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1%

Carne de Frango Var. Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1% Carne de Frango Produção (milhões ton) Exportação (milhões ton) Disponibilidade (milhões ton) 2014 2015 Var. 12,69 13,146 3,58% 4,03 4,3 5% 8,59 8,84 3,1% Per capita (kg) 42,7 43,25 1,1% 2016 Produção

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 52 - Junho/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite

CIP-Brasil. Catalogação-na-publicação. Embrapa Gado de Leite Ano 7, n. 56 - Outubro/2016 Embrapa Gado de Leite Rua Eugênio do Nascimento, 610 - Bairro Dom Bosco 36038-330 Juiz de Fora/MG Telefone: (32) 3311-7400 Fax: (32) 3311-7424 www.embrapa.br www.embrapa.br/fale-conosco/sac

Leia mais

GRÃOS TABELA 2 PREÇOS MÉDIOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES

GRÃOS TABELA 2 PREÇOS MÉDIOS RECEBIDOS PELOS PRODUTORES INDICADORES ECONÔMICOS TABELA 1 PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICOS 2015 IPCA acumulado 12 meses anteriores ao mês de abril 8,17% 6,27% IPCA mês de abril 0,71% 0,67% PIB (último trimestre) 0,1% 2,7% 13,25%

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015.

Importações no período acumulado de janeiro até dezembro de 2015. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2015. Total das exportações do Rio Grande

Leia mais

População mundial crescerá 34% até 2050.

População mundial crescerá 34% até 2050. Agronegócio no Mundo Protagonista no Cenário Mundial População mundial crescerá 34% até 2050. 10.000 9.000 8.000 7.000 6.000 5.000 4.000 3.000 2.000 1.000-9.150 7.670 6.830 195 210 219 2009 2020 2050 Mundo

Leia mais

Agropecuária Brasileira: uma visão geral

Agropecuária Brasileira: uma visão geral Agropecuária Brasileira: uma visão geral Fevereiro 2009 Superintendência Técnica Agronegócio PIB Brasil 2007 US$ 1.274,90 bilhões PIB Agronegócio 2007 US$ 299,5 bilhões (24%) Agronegócio Agricultura US$213,0

Leia mais

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari Mercado de Trabalho Empregos formais Estado de São Paulo Município: Capivari SÍNTESE Estado de São Paulo População estimada em 2014 44.035.304 População 2010 41.262.199 Área (km²) 248.222,36 Densidade

Leia mais

BOVINOCULTURA DE CORTE

BOVINOCULTURA DE CORTE ISS 36-9 BOVINOCULTURA DE CORTE Os preços médios da arroba do boi e da vaca, em Mato Grosso do Sul, no mês de fevereiro, foram de R$8,8 e R$,99, respectivamente. Em relação ao mês anterior, houve um avanço

Leia mais

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL

CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL CONJUNTURA DO MERCADO DE MANDIOCA E DERIVADOS NO BRASIL 1 SEMESTRE/2011 Fábio Isaías Felipe Pesquisador do Cepea/ESALQ/USP E-mail: fifelipe@esalq.usp.br Fone: 55 19 3429-8847 Fax: 55 19 3429-8829 http://www.cepea.esalq.usp.br

Leia mais

Alagoas. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

Alagoas. Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos Alagoas Agosto de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos PERFIL DA POPULAÇÃO ALAGOAS ALAGOAS 3,38 1,06 milhões* milhão* População Domicílios 47,8% 52,2% Gênero 30,7 35,7 2017 2030 Idade

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Suínos

Balanço 2016 Perspectivas Suínos Suínos 137 138 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 EXPECTATIVAS DE QUEDA DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO O abastecimento doméstico de milho a preços equilibrados está garantido para o próximo ano.

Leia mais

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas

Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Ramo Agropecuário Rede de Cooperativas Agropecuárias das Américas Paulo César Dias do Nascimento Júnior Coordenador do Ramo Agropecuário da OCB Lima, 20 e 21 de março de 2013. Sistema OCB. Você participa.

Leia mais

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul

Relatório final da safra 2013/2014. Região Centro-Sul Relatório final da safra 2013/2014 Região Centro-Sul Tabela 1. Balanço final da safra 2013/2014 na região Centro-Sul Comparativo com a safra 2012/2013 Produtos Safra 2012/2013 2013/2014 Var. (%) Cana-de-açúcar

Leia mais

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013

SEAB Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento DERAL - Departamento de Economia Rural. MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 MILHO PARANENSE - SAFRA 2013/14 Novembro de 2013 A estimativa para a 1ª safra de milho, temporada 2013/14, aponta uma redução de aproximadamente 180 mil hectares, que representa um decréscimo de 23% em

Leia mais

V AVISULAT Porto Alegre/RS

V AVISULAT Porto Alegre/RS V AVISULAT Porto Alegre/RS Avanços e desafios para o agronegócio brasileiro no mercado externo. Eduardo Sampaio Marques Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio SRI/MAPA Panorama do Agronegócio

Leia mais

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil

LSPA. Levantamento Sistemático da Produção Agrícola. Dezembro de Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas no ano civil Diretoria de Pesquisas Coordenação de Agropecuária Gerência de Agricultura LSPA Dezembro de 2013 Levantamento Sistemático da Produção Agrícola Pesquisa mensal de previsão e acompanhamento das safras agrícolas

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

Brasil Em Números. Maio 2014

Brasil Em Números. Maio 2014 Brasil Em Números Maio 2014 Dados gerais Nome oficial - República Federativa do Brasil Capital: Brasília, localizada no Distrito Federal, Centro-Oeste do país e inaugurada oficialmente em 1960 Idioma:

Leia mais

NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano 2017

NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano 2017 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA E DO ABASTECIMENTO DEPARTAMENTO DE ECONOMIA RURAL Elaboração: SEAB/DERAL/DCA/PECUÁRIA Data: 04/01/2017 NÚMEROS DA PECUÁRIA PARANAENSE Ano

Leia mais

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Exportações no período acumulado de janeiro até maio de Total das exportações do Rio Grande do Sul. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de maio de 2015. Total das exportações do Rio Grande do

Leia mais

PREÇOS CORRENTES 14/08/2015

PREÇOS CORRENTES 14/08/2015 PREÇOS CORRENTES 14/08/2015 SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. Cotações Base Agrícola 05. Açúcar 07.

Leia mais

ISSN Versão Eletrônica Outubro, Documentos. ANUÁRIO ESTATÍSTICO - AVICULTURA Central de Inteligencia da Embrapa Suínos e Aves

ISSN Versão Eletrônica Outubro, Documentos. ANUÁRIO ESTATÍSTICO - AVICULTURA Central de Inteligencia da Embrapa Suínos e Aves ISSN 0101-6245 Versão Eletrônica Outubro, 2011 Documentos 147 ANUÁRIO ESTATÍSTICO - AVICULTURA Central de Inteligencia da Embrapa Suínos e Aves ISSN 0101-6245 Versão Eletrônica Outubro, 2011 Empresa Brasileira

Leia mais

19 de dezembro de 2014/ nº 007

19 de dezembro de 2014/ nº 007 Retrospectiva: O ano de 2014 se mostrou bastante delicado para a economia brasileira. O crescimento do PIB, projetado pelo Relatório Focus, que já foi de 2,00%, agora está em 0,16% para 2014, o IPCA, está

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

CANA-DE-AÇÚCAR NO BRASIL E NO MUNDO

CANA-DE-AÇÚCAR NO BRASIL E NO MUNDO CANA-DE-AÇÚCAR NO BRASIL E NO MUNDO Global Distribution of Sugarcane Netafim's Agriculture Department Valor e produção da cultura de cana-de-açúcar dos 20 principais produtores mundiais em 2010 FAO País

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO Março/2013 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População ocupada 06. PIB Mundial 07. PIB per capita Mundial 08. Exportação Mundial

Leia mais

29 de junho de 2015/ nº 013

29 de junho de 2015/ nº 013 Saldo das Operações de Crédito (milhões de R$) 29 de junho de 2015/ nº 013 Efeito PAP: No início de junho o governo federal anunciou o Plano Agrícola e Pecuário 2015/2016, disponibilizando crédito aos

Leia mais

Associação Brasileira dos Produtores de Soja

Associação Brasileira dos Produtores de Soja Associação Brasileira dos Produtores de Soja 1. PREVISÃO DE SAFRA E DESTINAÇÃO De acordo com o 7 Levantamento de safra 2015/16, publicado em abril pela Conab (Companhia Nacional de Abastecimento), a área

Leia mais

Balanço 2016 Perspectivas Aves

Balanço 2016 Perspectivas Aves Aves 129 130 Balanço 2016 Perspectivas 2017 Perspectivas 2017 OFERTA E EXPORTAÇÃO EM CRESCIMENTO E QUEDA DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO A produção brasileira de frango continuará crescendo em torno de 5% ao ano

Leia mais

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio

Diretoria de Agronegócios. BB e o Agronegócio Diretoria de Agronegócios BB e o Agronegócio Importância do Agronegócio no Brasil + 35% nas exportações do país 197,9 40,9% 41,1% 37,4% 55,1 58,2 60,4 20,6 23,8 24,8 41,9% 73,1 30,6 160,6 40,4% 137,5 118,3

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos CARNE SUÍNA AGOSTO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por

Leia mais

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul

Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Acompanhamento quinzenal da safra na região Centro-Sul Posição até 16/11/2016 Informações adicionais Safra 2016/2017 1ª quinzena de novembro A moagem pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu

Leia mais

Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013

Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013 Coletiva de Imprensa REVISÃO DE SAFRA 2012/2013 São Paulo, 20 de setembro de 2012 ROTEIRO I. Metodologia e fonte de dados II. Aspectos climáticos e condições agrícolas III. Evolução da safra da região

Leia mais

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande

PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG. Vale do Rio Grande PAINEL REGIONAL DA INDÚSTRIA MINEIRA REGIONAIS FIEMG Vale do Rio Grande Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais

Leia mais

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t )

BRASIL - IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 ( t ) ( US$ / t ) BRASIL IMPORTAÇÃO DE TRIGO 2017 (POR PAÍS) PAÍSES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ ARGENTINA Volume ( Ton/Liq ) 399.473,26 422.403,60 501.033,08 371.050,32 437.918,87 2.131.879,13 Valor

Leia mais

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso

Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Realização Parceria Técnica Clusters de etanol de milho em Mato Grosso Daniel Latorraca Ferreira daniel@imea.com.br Agenda Análise de mercado Escopo do trabalho Metodologia de composição dos clusters Resultados

Leia mais

VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO DE CANA CRESCE 1,97% ENTRE 2016 E 2017

VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO DE CANA CRESCE 1,97% ENTRE 2016 E 2017 Boletim Semanal sobre Tendências de Mercados Ano XIX /fevereiro/ n. VALOR BRUTO DA PRODUÇÃO DE CANA CRESCE,% ENTRE E A atualização de janeiro sobre o Valor VBP AGROPECUÁRIA - BRASIL Bruto da Produção [VBP]

Leia mais

INFORME RURAL ETENE EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO DO NORDESTE

INFORME RURAL ETENE EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO DO NORDESTE O nosso negócio é o desenvolvimento ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE INFORME RURAL ETENE EXPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO DO NORDESTE Ano 4 2010 Nº. 01 O nosso negócio é o desenvolvimento

Leia mais

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017

DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017 DEPEC - Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DISTRITO FEDERAL JULHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas

Leia mais

BRASIL E O AGRONEGÓCIO

BRASIL E O AGRONEGÓCIO FRANCISCO TURRA Presidente Executivo BRASIL E O AGRONEGÓCIO A ABPA Maior entidade da cadeia de proteína animal do Brasil; 132 associados, entre produtores e exportadores de aves, suínos, ovos, genética,

Leia mais

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016.

Parceiros Comerciais do RS no período de. janeiro a abril de 2016. Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio exterior do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de abril de 2016. Total das exportações do Rio Grande do Sul.

Leia mais

XXII Seminário. Econômica

XXII Seminário. Econômica XXII Seminário Internacional de Política Econômica Antônio Márcio Buainain e Patrícia Almeida Instituto de Economia da Unicamp Viçosa, 28 de Outubro de 2010 Objetivo central Analisar o funcionamento do

Leia mais

Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB

Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB Versão 21 Mai 14 IMPACTOS DO PNPB Aspectos mais relevantes das Externalidades Positivas do PNPB (Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel) e Impactos na Progressão da Mistura. Programa Nacional

Leia mais

2 de maio de 2016/ nº 023

2 de maio de 2016/ nº 023 Bilhões de R$ 2 de maio de 2016/ nº 023 Ritmo de subida: Em abril foi realizada a segunda estimativa do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) do Estado para o ano de 2016. Os dados recentes vieram

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de fevereiro de 2015. COMPARAÇÃO DO MÊS DE FEVEREIRO DE

Leia mais

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências

O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências O Agronegócio Hoje Atualidade e Tendências AMCHAM 13 de Julho de 2016 Agronegócio - Balança Comercial - US$ Bilhões Fonte: WTO. Elaboração MBAGro. Brasil: Liderança Global no Agronegócio Suco de laranja

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA BOVINOCULTURA FEVEREIRO / 2009 Presidente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Elaboração: Otávio L. M.

Leia mais

Valor da Produção Agropecuária: a geografia da agricultura e da pecuária brasileira em

Valor da Produção Agropecuária: a geografia da agricultura e da pecuária brasileira em v. 9, n. 12, dezembro 2014 Valor da Produção Agropecuária: a geografia da agricultura e da pecuária brasileira em 2012 1 O objetivo deste trabalho é apresentar a distribuição geográfica da produção da

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de dezembro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS DEZEMBRO COM O MÊS

Leia mais

Prof. Clésio Farrapo

Prof. Clésio Farrapo Prof. Clésio Farrapo Podemos dividir a área agrícola em dois tipos de Iavoura: cultura permanente e cultura temporária. No primeiro caso, as culturas Ievam mais de um ano para produzir; podem ser retiradas

Leia mais

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO

RELATÓRIO SOBRE AS EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES DO AGRONEGÓCIO GAÚCHO Este relatório tem por objetivo apresentar os principais números referentes ao comércio internacional do agronegócio do Rio Grande do Sul no mês de outubro de 2014. COMPARAÇÃO DO MÊS OUTUBRO COM O MÊS

Leia mais

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA

1 - INTRODUÇÃO 2 - METODOLOGIA SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Metodologia... 2 3. Estimativa da Área Plantada... 3 4. Estimativa da Produção... 3 5. Avaliação das Culturas... 4 5.1 Algodão... 4 5.2 Arroz... 4 5.3 Feijão... 5 5.4 Milho...

Leia mais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais

PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA. Minas Gerais PAINEL DA INDÚSTRIA MINEIRA Minas Gerais Julho/2016 Objetivo Prover informações econômicas básicas sobre a caracterização da indústria no Estado de Minas Gerais e nas Regionais FIEMG. Ficha Técnica Elaboração:

Leia mais

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL

ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL ANÁLISE HISTÓRICA E PERSPECTIVAS DA OFERTA E DA DEMANDA DO LEITE DO BRASIL Sebastião Teixeira Gomes 1 1. OFERTA A análise da oferta de leite e derivados do Brasil é realizada em dois módulos: produção

Leia mais

As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio

As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio As Florestas Plantadas na Sustentabilidade do Agronegócio Junho de GILMAN VIANA RODRIGUES SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL EVOLUÇÃO DO USO DE FONTES

Leia mais

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC

EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO TAXA DE JUROS SELIC Indicadores EXPECTATIVA MÉDIA ANUAL DO MERCADO PARA A ECONOMIA BRASILEIRA: PIB, JUROS, CÂMBIO E INFLAÇÃO - 2010-2014 ANO TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB TAXA DE JUROS SELIC TAXA DE CÂMBIO R$/US$ TAXA DE INFLAÇÃO

Leia mais