CONSOLIDADO DE TODOS OS COMPONENTES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSOLIDADO DE TODOS OS COMPONENTES"

Transcrição

1 CONSOLIDADO DE TODOS OS COMPONENTES C O M P O N E N T E S Fonte de Financiamento CATEGORIAS I II III IV TODOS Banco Mundial Governo TOTAL CATEGORIA ( 1.000,00) OBRAS , , , , BENS #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! SERVIÇOS QUE NÃO SEJAM DE CONSULTORIA #REF! #REF! #REF! - #REF! #REF! #REF! SERVIÇOS DE CONSULTORIA #REF! #REF! #REF! #REF! - #REF! #REF! Empresas de Consultoria #REF! #REF! #REF! #REF! - #REF! #REF! Consultores Individuais #REF! #REF! #REF! #REF! - #REF! #REF! T O T A L #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! #REF! 2, #REF!

2 Natureza do Licitação Limites () Revisão Prévia Bens e Seviços de não consultoria ICB (LPI) Acima de 500mil Todas as etapas de todos os processos NCB (LPN) Entre 500mil e 100mil Todas as etapas de todos os processos Shopping Abaixo de 100mil A cargo da UGP, com revisão posterior do Banco ICB (LPI) Acima de 10 milhões Todas as etapas de todos os processos Obras NCB (LPN) Entre 10 milhões e 500mil Todas as etapas de todos os processos Shopping Abaixo de 500mil A cargo da UGP, com revisão posterior do Banco. Servicos de consultoria Licitação Limites () Revisão Prévia Firmas SBQC SMC SQC Acima de 500mil Abaixo de 500mil Entre 200mil e 100mil Abaixo de 100mil Abaixo de 100mil Todas as etapas (a) Todas as etapas (b) Todas as etapas do primeiro processo. Termos de Referência e Lista Curta (b) Consultor Individual Seção V Guidelines de Consultoria Acima de 50mil Abaixo de 50mil Relatório de avaliação e CVs. Termos de Referência e relação dos consultores Termos de Referência (a) Lista Curta composta por 6 proponentes pré-selecionados, sendo no máximo 2 por país. (b) Lista Curta composta por 6 proponentes nacionais pré-selecionados. TODAS AS CONTRATACOES DIRETAS SERÃO SUJEITAS A REVISÃO PREVIA

3 Referência Nº Estimado Revisão pelo BIRD (Prévia/Posterior) início do processo Preparar Documentos de Licitação/(Edital) Não Objecão do BIRD Publicar Edital Abertura Pública do edital Avaliar Propostas Elaborar Relatório de Julgamento das Propostas Não Objecão do BIRD Notificar Adjudicação Elaborar Não Objecão do BIRD Assinatura contrato Início CATEGORIA DE DESEMBOLSO: OBRAS DOCUMENTOS AVALIAÇÃO CONTRATO COMPONENTE 2 - PROTEÇÃO, CONSERVAÇÃO E MELHORIA DO APROVEITAMENTO DOS RECURSOS NATURAIS SUBCOMPONENTE COMBATE ÀS PERDAS DE ÁGUA NA INFRA-ESTRUTURA HÍDRICA ESTADUAL Obras de manutenção da infra-estrutura hídrica estadual de (b) Shopping Posterior 10/1/10 25/1/10 4/2/10 6/3/10 9/3/10 16/3/10 17/3/10 22/3/10 23/3/10 25/3/10 5 meses 25/8/10 combate às perdas de água. SUBCOMPONENTE PROGRAMA DE PEQUENAS OBRAS DE CONTENÇÃO DE SEDIMENTOS (b) Construção das obras de contenção (1o ano) Shopping Posterior 9/6/09 24/6/09 4/7/09 3/8/09 6/8/09 13/8/09 14/8/09 19/8/09 20/8/09 22/8/09 4 meses 22/12/09 SUBCOMPONENTE OBRAS DE CONSERVAÇÃO E REABILITAÇÃO DE ESTRUTURAS EXISTENTES Programa de conservação e reabilitação da infra-estrutura hídrica estadual. COMPONENTE 3 - INFRA-ESTRUTURA HÍDRICA (e) Obras de Recuperação das barragens(prioridade 1) NCB Previa 24/8/09 8/10/09 15/10/09 30/10/09 29/11/09 2/12/09 9/12/09 16/12/09 17/12/09 22/12/09 29/12/09 3/1/10 5/1/10 5 meses 1/6/10 SUBCOMPONENTE NOVAS ESTRUTURAS HÍDRICAS Obras de ampliação da capacidade de sistemas adutores existentes. Obras de ampliação do sistema produtivo da adutora Monsenhor (c) 4, NCB Previa 10/2/09 27/3/09 3/4/09 18/4/09 18/5/09 21/5/09 28/5/09 4/6/09 5/6/09 10/6/09 17/6/09 18/6/09 20/6/09 6 meses 20/12/09 Expedito. SUBCOMPONENTE PROGRAMA DE ABASTECIMENTO DE PEQUENAS COMUNIDADES (b) Construção de Obras Hidroambietais Shopping Posterior 10/4/09 25/4/09 5/5/09 4/6/09 7/6/09 14/6/09 15/6/09 20/6/09 21/6/09 23/6/09 6 meses 23/12/ Construção de Obras Hidroambietais Programa de manutenção e ampliação da rede de dessalinizadores e painéis solares. (c) Obras de recuperação e de ampliação de instalações de sistemas de dessalinização Shopping Posterior 25/4/09 10/5/09 20/5/09 19/6/09 22/6/09 29/6/09 30/6/09 5/7/09 6/7/09 8/7/09 6 meses 8/12/ Implantação de sistemas de abastecimento de água em pequenas comunidades. (b) Obras com fornecimento de bens para 2 comunidades Shopping Posterior 20/1/09 4/2/09 14/2/09 16/3/09 19/3/09 26/3/09 27/3/09 1/4/09 2/4/09 4/4/09 3 meses 4/7/09 ( c) Obras civis em fornecimento de bens para 15 comunidades 1, NCB Previa 2/5/09 16/6/09 23/6/09 8/7/09 7/8/09 10/8/09 17/8/09 24/8/09 25/8/09 30/8/09 6/9/09 7/9/09 9/9/09 5 meses 9/2/10

4 Categoria Estimado início do processo Início do Componente 1 - GERENCIAMENTO DOS RECURSOS HÍDRICOS Sub-componente Aspectos Legais e Institucionais Estudos de estratégia e planejamento institucional do sistema gestor da SEMARH/RN e do IGARN e atualização e adequação do arcabouço legal para a gestão dos recursos hídricos do RN. Empresa de Consultoria SBQC 9/2/ /9/ ,5 meses* 8/23/ Programas de capacitação, treinamento e reforço institucional do sistema gestor SEMARH/RN - IGARN - cursos Apoio à instalação de comitês de bacia e a formação de associações de usuários de água (AUAs). Empresa de Consultoria SQC 7/30/ /15/ meses 11/14/ (a) Apoio na definição das estratégias Consultoria Individual CI 7/10/2009 8/15/ meses 8/14/ (b) Apoio a equipe da SEMARH Consultoria Individual CI 8/3/2009 9/15/ meses 9/14/ Implementação do plano diretor de informática - PDI (a) de equipamentos de informática (1o ano) Bens Shopping 3/3/2009 6/16/ meses 8/14/ (b) de softwares (1o ano) Bens Shopping 9/6/ /22/ meses 12/21/ Programa de uso racional e economia de água (a) Apoio ao Programa de uso racional de economia de água Consultoria Individual CI 7/10/2009 8/15/ meses 8/14/ Fortalecimento institucional (a) Apoio Técnico à co-executora EMATER para Construção de Obras Hidroambientais e de Retenção de Sedimentos Consultoria Individual CI 5/28/2009 6/15/ meses 6/14/ (b) Apoio Técnico ao IGARN para o Desenvolvimento de atividades de monitoramento Quantitativo dos Recursos Hídricos Superficiais no RN Consultoria Individual CI 6/10/2009 8/3/ meses 8/2/ (c) Apoio Técnico ao IGARN para odesenvolvimento de atividades de monitoramento Qualitativo dos Recursos Hídricos Superficiais no RN Consultoria Individual CI 6/10/2009 8/3/ meses 8/2/2010 * Aditivo de prazo: 2,5 meses

5 Sub-componente Instrumentos de Planejamento Projeto de revisão e atualização do plano estadual de recursos hídricos Empresa de Consultoria SBQC 6/9/ /15/ meses 4/14/ Estudos de Usos Multiplos da Infra-estrutura Hídrica Estadual Empresa de Consultoria SMC 7/30/2009 3/5/ meses 1/4/ Estudos hidrogeológicos e hidrodinâmicos sobre aquífero barreiras Empresa de Consultoria SBQC 6/22/ /20/ meses 10/20/ Plano de Bacia do Rio Apodi/Mossoró Empresa de Consultoria SBQC 2/15/2010 6/9/ meses 12/9/2011 Sub-componente Instrumentos de Informação Implantação da rede de monitoram. quali-quantitativo dos recursos hídricos e sistemática de monitoram. e operação da infraestrutura hídrica estadual (a) Equipamentos e instalações de estações Bens NCB* 7/15/ /15/ meses 3/14/ (b) Obras civis nos locais de instalação dos equipamentos Serviços de não consultoria shopping 10/7/ /7/ meses 3/6/ (c) Serviços de manutenção da rede (1 ano) Serviços de não consultoria NCB 11/1/2009 1/15/ meses 1/14/ Sistema integrado de informações sobre recursos hídricos. Categoria Estimado início do processo Início do (a) (a) Desenvolvimento do sistema integrado de informações sobre recursos hídricos. Sub-componente Instrumentos de Operação Fortalecimento da outorga e de fiscalização de direitos de uso de água. Apoio a SEMARH no fortalecimento da outorga e fiscalização e de direitos de uso de água. Empresa de Consultoria SBQC 10/5/2009 3/26/ meses 9/26/2011 Consultoria Individual** CI 6/15/2009 6/30/ meses 6/30/ (b) Cadastro de usuários, elaboração de manuais e sistema de fiscalização Empresa de Consultoria SBQC 1/21/2010 5/5/ meses 3/4/2011 Sub-componente Estudos Especiais Estudos e projetos - Resíduos Sólidos - Projeto Executivo do Consórcio de Municípios da Região Seridó Empresa de Consultoria SQC 7/11/2009 9/15/ meses 3/14/2010

6 1.5.2 Desenvolvimento de sistema de monitoramento e avaliação de programas de governo a ser operacionalizado pela SEPLAN/RN Empresa de Consultoria SBQC 4/28/ /22/ meses 10/22/2010 * Segundo acordo com o Banco na última missão, foi passado de ICB para NCB // ** Renovação de de Consultor Individual Categoria Estimado início do processo Início do Componente 2 - PROTEÇÃO, CONSERVAÇÃO E MELHORIA DO APROVEITAMENTO DOS RECURSOS NATURAIS Sub-componente Planos e Projetos Pilotos para Recuperação de Microbacias Hidrográficas 2.1 (a) Diagnóstico da área piloto e plano de ação para recuperação das microbacias do rio Cobra, Salto/Una e Bacia do Rio Potengi Empresa de Consultoria SQC 7/10/ /7/ meses 3/6/ (b) Recuperação das áreas de preservação permanente Empresa de Não Consultoria NCB 9/15/ /30/ meses 5/30/ (c) Recuperação das áreas de reserva legal Empresa de Não Consultoria NCB 9/15/ /30/ meses 5/30/ (d) Implantação de Projetos Produtivos na Microbacia do Rio Cobra Empresa de Não Consultoria Shopping 1/15/2010 3/15/ meses 6/15/ (e) Seviços de topografia planialtimétricos Empresa de Não Consultoria Shopping 8/15/ /15/ meses 12/15/ (f) Elaboração de manual técnico Empresa de Consultoria 5.00 SMC 3/15/2010 5/15/ mês 6/15/ (g) Controle de poluição - recuperação das áreas de retirada de barro Empresa de Não Consultoria Shopping 9/15/ /14/ meses 1/14/2010 Sub-componente Combate as Perdas de Água na Infra-Estrutura Hídrica Estadual 2.2 (a) 2.2 (b) Unidades Terminais Remotas para monitoramento e controle remoto incluindo sensoriamento e macro-medidores Centro de Controle Operacional incluindo computadores, nobreaks, software e impressoras Bens 3, ICB 8/15/ /15/ meses 2/14/2010 Bens Shopping 8/15/ /14/ meses 12/13/ (c) de tubulações, conexões, ventosas, descargas e afins Bens NCB 8/15/ /15/ meses 2/14/ (d) de micro-medidores e conexões Bens 1, ICB 8/15/ /15/ meses 2/14/ (e) 2.2 (f) Serviços de engenharia para sistema de automação e supervisão de operação remota Serviços de montagem para sistema de automação e supervisão de operação remota Serviços de Não Consultoria NCB 8/15/ /30/ meses 3/29/2010 Serviços de Não Consultoria NCB 8/15/ /30/ meses 3/29/ (g) Serviços de engenharia para melhoria de rede secundária Serviços de Não Consultoria Shopping 8/15/ /14/ meses 3/13/2010

7 2.2 (h) Obras e instalações de micromedição Obras Shopping 8/15/ /14/ meses 3/13/2010 Sub-componente Programa de Pequenas Obras de Contenção de Sedimentos 2.5 (a) Projeto das obras Consultoria Individual 3.57 CI 8/30/ /15/ meses 12/14/ (b) Construção das Obras de contenção (1o ano) Obras Shopping 6/9/2009 8/22/ meses 12/21/2009 Componente 3 - INFRA-ESTRUTURA HÍDRICA Sub-componente Obras de Conservação e Reabilitação de Estruturas Existentes Programa de conservação e reabilitação da infra-estrutura hídrica (a) Consultoria: avaliação da segurança de barragens (painel - 4 especialistas) nas barragens de grande porte Consultoria Individual CI 11/28/2008 2/3/ meses* 7/2/ (b) Projetos de recuperação das barragens Empresa de consultoria SMC 8/7/2009 9/21/ meses 11/23/2009 * Aditivo de contrato dos consultores individuais para mais 12 meses, totalizando 17 meses (c) de equipamentos hidromecânicos. Bens Shopping 8/20/ /7/ meses 2/7/ (d) Obras de Recuperação de barragens - Pataxó, Bela Flor e Santo Antonio de Caraúbas Categoria Estimado início do processo Início do Obras Shopping 7/6/2009 8/25/ meses 1/24/ (e) Obras de Recuperação de barragens - Juazeiro, Caraúbas e Alecrim Obras Shopping 7/6/2009 8/25/ meses 1/24/ (f) (g) Obras de Recuperação de barragens - Campo Grande, Rodeador, Passagem das Traíras, Novo Angicos, Cruzeta, Santana de Pau dos Ferros e Beldruega. Obras de Recuperação de barragens - Malhada vermelha, Jesus Maria José, Encanto, Lucrécia, Tourão, Riacho da Cruz II, Bonito II, Santa de Pau dos Ferros, Morcego e Passagem Obras Shopping 7/27/2009 9/12/ meses 2/11/2010 Obras Shopping 7/27/2009 9/12/ meses 2/11/2010

8 3.1.1 (h) Obras de Recuperação de barragens - Brejo e Apanha-Peixe Obras 1, NCB 8/10/2009 9/25/ meses 2/24/ (i) Obras de Recuperação de barragens - Boqueirão de Angicos, Rio da pedra e Boqueirão de Parelhas Obras Shopping 8/10/2009 9/25/ meses 2/24/ (j) Avaliação ambiental das barragens Empresa de Consultoria SQC 8/10/2009 9/25/ meses 1/25/2010 Sub-componente Novas Estruturas Hídricas (a) Construção de obras de ampliação da capacidade de sistemas adutores existentes. Projeto executivo da Ampliação do sistema produtivo da Adutora Monsenhor Expedito Empresa de Consultoria SBQC 10/21/ /12/ meses 5/11/ (b) Supervisão das obras Empresa de Consultoria SBQC 7/5/ /15/ meses 6/14/ (c) (d) Obras de ampliação do sistema produtivo da adutora Monsenhor Expedito. de materiais hidromecânicos para montagem da rede hidráulica da ampliação da adutora Monsenhor Expedito Obras 2, NCB 7/20/ /15/ meses 6/14/2010 Bens 4, ICB 7/10/ /20/ meses 1/19/ (e) de Conjunto Moto-Bomba Bens NCB 9/5/ /15/ meses 1/14/ (f) e instalação de equipamentos elétricos e automação Bens NCB 7/10/ /20/ meses 1/14/ (g) Apoio às atividades de recuperação da APA Bonfim-Guaraíras Serviços de Não Consultoria NCB 8/10/ /20/ meses 11/20/2010 Sub-componente Programa de Abastecimento de Pequenas Comunidades Construção de Obras Hidroambientais (a) Apoio Técnico às Ações que Demandam Obras Hidroambientais do PSP Consultoria Individual CI 4/14/2009 6/15/ meses 6/14/ (b) de Bobinas de Lonas Plásticas de 200 Micras Bens NCB 6/23/2009 9/10/ meses 11/9/ (c) de Bombas Centrífugas Bens Shopping 7/20/2009 9/10/ meses 11/9/ (d) Obras Hidroambientais para 200 Barragens Subterrâneas Obras NCB 9/10/ /22/ meses 5/21/2010 * Inclui aluguel de retroescavadeira com operador, materiais de construção, anéis e tampas pré-moldados. Categoria Estimado início do processo Início do Programa de manutenção e ampliação da rede de dessalinizadores

9 3.3.2 (a) Apoio a SEMARH no Programa de Manutenção e Ampliação da Rede de Dessalinizadores Consultoria Individual CI 7/5/2009 8/17/ meses 8/16/ (b) Obras de recuperação de sistemas de dessalinizadores. Obras NCB 7/10/2009 9/25/ meses 2/24/ (c) equipamentos de dessalinizadores (peças de manutenção) Bens Shopping 4/10/2009 5/9/ meses 7/9/ (d) e Instalação de novos dessalinizadores Bens 1, NCB* 7/5/2009 9/17/ meses 1/16/ (e) Serviços de manutenção de dessalinizadores. Serviços de não consultoria Shopping 6/10/ /13/ meses 7/13/ (f) Apoio a SEMARH na Coordenação do Programa de Manutenção e Ampliação da Rede de Dessalinizadores Implantação de sistemas de abastecimento de água em pequenas comunidades. Consultoria Individual CI 4/3/2009 4/30/ meses 4/29/ (a) (b) (c) Projetos executivos dos sistemas de abastecimento de água - total de 59 comunidades rurais beneficiadas (15 no entorno da barragem de Santa Cruz e 44 comunidades restantes da meta prevista inicialmente no PSP) Obras de abastecimento Dágua - duas vilas no município de Serra do Mel Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais dos municípios: Cerro Corá, São Tomé, Parelhas Empresa de Consultoria SBQC 6/30/ /23/ meses 4/23/2010 Obras Shopping 1/20/2009 5/29/ meses 8/31/2009 Obras Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 3/15/ (d) Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais dos municípios: Jucurutu, Triunfo Potiguar, Equador Obras Shopping 6/30/ /13/ meses 4/13/ (e) (d) (e) (f) Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais do município de Caicó Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais dos municípios: Santana do Seridó, Cruzeta, Carnaúba dos Dantas Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais do município de Campo Grande Implantação de sistemas de abastecimento dágua em comunidades rurais dos municípios: Tenente Ananias e Santana do Matos Obras Shopping 8/15/ /13/ meses 4/13/2010 Obras Shopping 8/15/ /15/ meses 4/15/2010 Obras Shopping 9/15/ /15/ meses 5/15/2010 Obras Shopping 8/15/ /15/ meses 4/13/ (g) Apoio a SEMARH no Prog. de Abast. Dágua Comunidades rurais Consultoria Individual CI 4/3/2009 4/30/ meses 4/29/ (h) (i) de tubos, curvas, flanges, uniões PVC 40mm e adesivos 175g para uso na instalação de 400 poços tubulares Aqusição de reservatórios para armazenagem e distribuição de água potável Bens NCB 7/15/ /15/ meses 1/15/2010 Bens NCB 7/15/ /15/ meses 1/15/ (j) de materias elétricos para quadro de comando Bens 9.10 Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 12/15/ (l) Aqusição de 25 conjuntos eletrobombas trifásico com motor e bombeador com rotores e eixo em aço inoxidável para poço com diâmetro de 4 polegadas. Bens Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 12/15/ (m) de 375 cataventos com altura mínima de 10m Bens 1, ICB 7/15/ /15/ meses 2/15/ (n) Instalação de 375 poços com catavento Serviços de não consultoria 1, ICB 7/15/ /15/ meses 11/15/ (o) Instalação de 25 poços com bomba Serviços de não consultoria Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 9/15/2010 * De acordo com a última missão do Banco, ficou acordado da alteração de ICB para NCB, mediante justificativa.

10 3.4.1 Recuperação e modernização de perímetros irrigados. Categoria Estimado início do Início do processo Sub-componente Projeto Piloto de Modernização de Perímetros Irrigados (a) Apoio técnico na área de gestão de perímetro irrigado Consultoria Individual CI 4/22/2009 6/8/ meses 6/8/ (b) Elaboração de Projetos Executivos Empresa de Consultoria SMC 6/30/ /30/ meses 12/30/ (c) Recuperação de canais e construção de reservatórios Obras Shopping 8/15/ /15/ meses 1/15/ (d) de equipamentos de irrigação Bens SMC 10/15/ /30/ meses 2/28/ (e) Implantação e recuperação de rede de energia elétrica Obras Shopping 10/15/ /15/ meses 2/15/2010 Componente 4 - UNIDADE DE GERENCIAMENTO DO PROGRAMA Sub-componente Unidade de Gerenciamento do Programa 4.1 (a) Apoio técnico a Gerência de Gestão Consultoria Individual CI 4/15/2009 5/30/ meses 5/30/ (b) Apoio técnico a Área de Informática Consultoria Individual CI 4/15/2009 5/30/ meses 5/30/ (c) Apoio técnico a Gerência de Conservação e Proteção Consultoria Individual CI 4/15/2009 5/30/ meses 5/30/ (d) Apoio técnico a Gerência de Infra-estrutura Consultoria Individual CI 3/14/2009 4/30/ meses 4/30/ (e) Apoio técnico na área financeira Consultoria Individual CI 11/11/2008 2/16/ meses 2/16/ (f) Apoio técnico na área de recursos hídricos Consultoria Individual CI 11/11/2008 5/5/ meses 5/5/ (g) Apoio técnico na área ambietal Consultoria Individual CI 11/11/2008 5/5/ meses 5/5/ (h) Apoio técnico em engenharia civil Consultoria Individual CI 11/11/2008 5/5/ meses 5/5/ (i) Auditoria Empresa de Consultoria SQC 1/9/2009 5/29/ meses 5/29/ (j) de microcomputadores e impressoras Bens Shopping 1/20/2010 5/9/ meses 7/9/ (l) Apoio técnico na operação do SIAF Consultoria Individual CI 4/29/2009 7/7/ meses 7/7/ (m) Apoio técnico na área de Aquisições no âmbito dos procedimentos e normas do Banco Mundial Consultoria Individual CI 6/9/2009 7/15/ meses 7/15/ (n) Aluguel de Veículos* Custos Recorrentes Shopping 9/14/ /2/ meses 11/1/ (o) de 2 Veículos tipo Pick-up Bens Shopping 5/25/2009 6/15/ dias 8/5/2009

11 4.1 (p) de passagem Serviços de não consultoria Shopping 11/3/2008 3/6/ meses 9/6/2010 * Inclui a soma das diárias de todos os componentes e aditivo 4.2 (a) Customização do SIGMA e desenvolvimento de módulos específicos para o monitoramento das áreas pilotos. Empresa de Consultoria SQC 6/10/2010 8/21/ meses 1/20/ (b) Apoio técnico de suporte ao sistema Consultoria Individual CI 9/1/ /14/ meses 10/13/ (a) 4.4 (b) 4.4 (c) Serviços de desenvolvimento/criação de material de divulgação para o Programa (arte gráfica, VT s) Empresa especializada em Eventos para locação de equipamentos móveis (stands, tendas, projetor multimídia, etc.) Serviços de produção de material de gráfico (folders, cartilhas, banners, cartazes ) Serviços de não Consultoria Shopping 7/1/2009 9/10/ meses 9/9/2010 Serviços de não Consultoria Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 9/15/2010 Serviços de não Consultoria Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 9/15/ (d) Serviços de confecção de bonés e camisetas Serviços de não Consultoria Shopping 7/15/2009 9/15/ meses 9/15/ (e) Locação de unidade móvel para apoio à divulgação/educação ambiental do Programa PSP, com som e iluminação Categoria Sub-componente Sistemática de Monitoramento e Avaliação do Programa Sub-componente Plano de Divulgação e Comunicação Social do Programa Estimado início do processo Início do Serviços de não Consultoria Shopping 8/15/ /15/ meses 10/15/2011

12 ATUALIZAÇÃO DO PLANO DE AQUISIÇÕES - Rev.II - 05 de Abril de 2009 COMPONENTE TOTAL COMPONENTE 1 4, COMPONENTE 2 6, COMPONENTE 3 22, COMPONENTE 4 1, TOTAL GERAL 34, ELEMENTO DE DESPESA TOTAL EMPRESA DE CONSULTORIA 4, CONSULTOR INDIVIDUAL BENS 16, OBRAS 10, SERVIÇOS DE NÃO CONSULTORIA 3, CUSTOS RECORRENTES TOTAL GERAL 34,967.25

13

O ESTADO DA ARTE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E O SEU CONTEXTO DIANTE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

O ESTADO DA ARTE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E O SEU CONTEXTO DIANTE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE O ESTADO DA ARTE DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E O SEU CONTEXTO DIANTE DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE Caracterização do Rio Grande do Norte - Superfície: 53.306,8 km² 0,62% do território

Leia mais

No presente estudo foram consideradas as seguintes premissas:

No presente estudo foram consideradas as seguintes premissas: 11. ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA O presente capítulo consiste da avaliação econômica do Plano Estadual de Recursos Hídricos. Esta avaliação objetiva quantificar e demonstrar os impactos da implementação

Leia mais

10.3 Cronograma de Implantação e Orçamento

10.3 Cronograma de Implantação e Orçamento 10.3 Cronograma de Implantação e Orçamento A Tabela 85, a seguir, apresenta o Cronograma de Implantação e Orçamento detalhado para os programas propostos com o PERH/PB, objeto do capítulo anterior. Para

Leia mais

Descrição Valores Fonte Categoria

Descrição Valores Fonte Categoria Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized BIRD Componente A - Investimento Produtivo 31,540,00 Projetos de Investimento Produtivo 22,782,00 PIP s 22,782,00

Leia mais

UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES

UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES Plano de Licitação I.Considerações Gerais. Informações sobre o Projeto País: Brasil Mutuário: Estado de São Paulo Nome do Projeto: Projeto de Recuperação de Matas Ciliares Doação Nº.: TF 05509 Secretaria

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS

EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS EDUCAÇÃO AMBIENTAL E GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS EDUCANDO PARA UM AMBIENTE MELHOR Apresentação A Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte SEMARH produziu esta

Leia mais

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG EIXOS E PROGRAMAS EIXO 1 - Uso sustentável dos recursos naturais Programa de fortalecimento do sistema de gestão ambiental Programa de formação e manutenção

Leia mais

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DA POLUIÇÃO COSTEIRA E DE ÁGUAS DO ESPÍRITO SANTO. Projeto Águas Limpas PLANO DE AQUISIÇÕES

PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DA POLUIÇÃO COSTEIRA E DE ÁGUAS DO ESPÍRITO SANTO. Projeto Águas Limpas PLANO DE AQUISIÇÕES 49910 PROGRAMA DE GERENCIAMENTO DA POLUIÇÃO COSTEIRA E DE ÁGUAS DO ESPÍRITO SANTO Projeto Águas Limpas CONTRATO BIRD 7248-BR E OPERAÇÃO DE CRÉDITO ADICIONAL (PAD Nº 43275-BR) I - Geral 1. Informações do

Leia mais

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro.

Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Carta Regional dos Municípios de Itaguaí, Mangaratiba, Seropédica e Rio de Janeiro. Nós, membros do poder público, usuários e sociedade civil organizada, estudantes e profissionais da educação, reunidos

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS -DNOCS. 54ª Reunião do Fórum Interinstitucional de Defesa da Bacia do Rio São Francisco

DEPARTAMENTO NACIONAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS -DNOCS. 54ª Reunião do Fórum Interinstitucional de Defesa da Bacia do Rio São Francisco DEPARTAMENTO NACIONAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS -DNOCS DNOCS 103 ANOS. A SUSTENTABILIDADE DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO: ONTEM, HOJE E O AMANHÃ 54ª Reunião do Fórum Interinstitucional de Defesa da Bacia do Rio

Leia mais

Relatório do Programa - Anexo 2- Tomo I Avaliação Técnica do Programa. Quinto Relatório de Assessoramento Técnico

Relatório do Programa - Anexo 2- Tomo I Avaliação Técnica do Programa. Quinto Relatório de Assessoramento Técnico Relatório do Programa - Anexo 2- Tomo I Avaliação Técnica do Programa Quinto Relatório de Assessoramento Técnico Janeiro / 2006 vv AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUA ANA GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Leia mais

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG

CÂMARA DOS DEPUTADOS Gabinete do Deputado ODAIR CUNHA PT/MG PROGRAMAS ABERTOS MINISTÉRIO DA PESCA Código do Programa 5800020130061 Administração Pública Estadual ou do Distrito Federal Programa 20.122.2113.2000.0001.0001 - Adminstração da Unidade - Nacional A atividade

Leia mais

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA)

Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos. Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações de Educação Ambiental do INEA com foco em recursos hídricos Gerência de Educação Ambiental (GEAM/DIGAT/INEA) Ações: Agenda Água na Escola (SEA); Cartilha de atividades de sensibilização, pesquisa

Leia mais

Órgão de Coordenação: Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente SECTMA

Órgão de Coordenação: Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia e do Meio Ambiente SECTMA 12.4 SISTEMA DE GESTÃO PROPOSTO 12.4.1 ASPECTOS GERAIS O Sistema de Gestão proposto para o PERH-PB inclui órgãos da Administração Estadual, Administração Federal, Sociedade Civil e Usuários de Água, entre

Leia mais

Perspectivas. Uma Agenda para o SINGREH

Perspectivas. Uma Agenda para o SINGREH Perspectivas Uma Agenda para o SINGREH Perspectivas Uma Agenda para o SINGREH Pacto Nacional Pacto Nacional Motivações Pacto Nacional Motivações Visão do Constituinte Um Sistema Nacional SINGREH CNRH -

Leia mais

Outorgas e Licenças de Obras Hidraúlicas no Estado do Rio Grande do Norte

Outorgas e Licenças de Obras Hidraúlicas no Estado do Rio Grande do Norte Outorgas e Licenças de Obras Hidraúlicas no Estado do Rio Grande do Norte IGARN Natal maio/2014 BASE LEGAL PARA A GESTÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS Art. 1º Fundamentos: LEI 9.433/1997 a água é bem de domínio

Leia mais

INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA

INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA INTEGRAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS COM O PLANO DE BACIA COBRANÇA PELO USO DA ÁGUA Reconhecer a água como bem econômico e dar ao usuário uma indicação de seu real valor Incentivar

Leia mais

O que é o PMAT e qual o seu objetivo

O que é o PMAT e qual o seu objetivo BNDES PMAT O que é o PMAT e qual o seu objetivo É uma modalidade de financiamento do BNDES, que tem como objetivo auxiliar na modernização da administração tributária e a melhoria da qualidade do gasto

Leia mais

Concepção de instalações para o abastecimento de água

Concepção de instalações para o abastecimento de água Universidade Federal de Ouro Preto Escola de Minas Departamento de Engenharia Civil CIV 640 Saneamento Urbano Concepção de instalações para o abastecimento de água Prof. Aníbal da Fonseca Santiago Universidade

Leia mais

Treinamento sobre as Diretrizes do Banco Mundial, Termo de Referência e Cálculo de Orçamento. 04 e 05 de Dezembro de 2013

Treinamento sobre as Diretrizes do Banco Mundial, Termo de Referência e Cálculo de Orçamento. 04 e 05 de Dezembro de 2013 Treinamento sobre as Diretrizes do Banco Mundial, Termo de Referência e Cálculo de Orçamento. 04 e 05 de Dezembro de 03 Sumário da Apresentação Sumário da Apresentação I. Por que estamos aqui? II. Programação

Leia mais

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 195

Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 195 Câmara Municipal de Volta Redonda RJ PROGRAMA Nº - 195 Manutenção e Operacionalização da Administração SUB-FUNÇÃO: 122 ADMINISTRAÇÃO GERAL Prover o SAAE de recursos materiais e humanos para o bom desenvolvimento

Leia mais

UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO BANCO MUNDIAL - GEF

UNIDADE DE COORDENAÇÃO DO PROJETO DE RECUPERAÇÃO DE MATAS CILIARES SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE DO ESTADO DE SÃO PAULO BANCO MUNDIAL - GEF Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized ÃInício - Especificações técnicas prontas Preparação do Pedido de Cotação de Preços Não Objeção do Banco Mundial *

Leia mais

CATEGORIAS E GRUPOS PARA ENQUADRAMENTO IMPORTANTE. 1.- Para cada x assinalado, enviar no mínimo 02 (dois) atestados de cada categoria;

CATEGORIAS E GRUPOS PARA ENQUADRAMENTO IMPORTANTE. 1.- Para cada x assinalado, enviar no mínimo 02 (dois) atestados de cada categoria; CATEGORIAS E PARA ENQUADRAMENTO IMPORTANTE 1.- Para cada x assinalado, enviar no mínimo 02 (dois) atestados de cada categoria; 2.- Os atestados deverão: 2.1.- Ser apresentados rigorosamente de acordo com

Leia mais

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Nº. 2268/OC-BR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA RELATÓRIO INICIAL EXERCÍCIO 2011

CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Nº. 2268/OC-BR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA RELATÓRIO INICIAL EXERCÍCIO 2011 CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Nº. 2268/OC-BR PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO URBANO INTEGRADO DO MUNICÍPIO DE CATANDUVA RELATÓRIO INICIAL EXERCÍCIO 2011 1 ÍNDICE 1. RESUMO EXECUTIVO...3 2. O PROGRAMA... 4 2.1 Objetivos...

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO

A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO A SUSTENTABILIDADE DO USO DA ÁGUA SUBTERRÂNEA FRENTE À EXPLORAÇÃO DE AREIAS EM LEITO DE RIOS DO SEMIÁRIDO BRASILEIRO Ricardo Braga; Anderson Paiva; Paulo F Araújo Filho; Jaime Cabral; Arnaldo Vitorino

Leia mais

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições

Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições A. GERAL Anexo 8: Arranjos de Implementação das Aquisições Esta operação é um empréstimo de US$ 240 milhões, voltado a diversos setores. Ela contém um componente SWAP de US$ 237 milhões e um componente

Leia mais

Política Ambiental das Empresas Eletrobras

Política Ambiental das Empresas Eletrobras Política Ambiental das Empresas Eletrobras Versão 2.0 16/05/2013 Sumário 1 Objetivo... 3 2 Princípios... 3 3 Diretrizes... 3 3.1 Diretrizes Gerais... 3 3.1.1 Articulação Interna... 3 3.1.2 Articulação

Leia mais

Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal

Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal Fontes de Financiamento para o segmento de Saneamento junto à Caixa Econômica Federal Piracicaba, 07 de Agosto de 2013 Atuação da CAIXA Missão: Atuar na promoção da cidadania e do desenvolvimento sustentável

Leia mais

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA

PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA PLANO DIRETOR PARA COMBATE ÀS PERDAS EM SISTEMAS DE ABASTECIMENTO PÚBLICO DE ÁGUA A PERDA DE ÁGUA NO ABASTECIMENTO PÚBLICO O índice de perdas é um dos principais indicadores da eficiência da operação dos

Leia mais

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS

BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS BOA GOVERNANÇA PARA GESTÃO SUSTENTÁVEL DAS ÁGUAS URBANAS PROGRAMA DRENURBS Um programa para integrar objetivos ambientais e sociais na gestão das águas Superintendência de Desenvolvimento da Capital -

Leia mais

Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA

Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA Projeto Nacional de Ações Integradas Público-Privadas para Biodiversidade PROBIO II AÇÕES DO MMA COMPONENTE 1: Priorização da Biodiversidade em Setores Governamentais Objetivo: Implementar a Política Nacional

Leia mais

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010

MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS. São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 MUDANÇAS DO CLIMA E OS RECURSOS HÍDRICOS São Carlos, 25 de fevereiro de 2010 A BACIA HIDROGRÁFICA COMO UNIDADE DE PLANEJAMENTO OCUPAÇÃO DA BACIA HIDROGRÁFICA O DESMATAMENTO DAS BACIAS OCUPAÇÃO DA BACIA

Leia mais

Curso de Gestão de Águas Pluviais

Curso de Gestão de Águas Pluviais Curso de Gestão de Águas Pluviais Capítulo 4 Prof. Carlos E. M. Tucci Prof. Dr. Carlos E. M. Tucci Ministério das Cidades 1 Capítulo 4 Gestão Integrada Conceito Marcos Mundiais, Tendência e Estágio Institucional

Leia mais

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa

PMS-MT Cartilha. Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes. Governança Funcionamento do Programa PMS-MT Cartilha Breve histórico e Abrangência Objetivos gerais e benefícios esperados Componentes Fortalecimento da gestão ambiental municipal Contexto e benefícios Tarefas Regularização ambiental e fundiária

Leia mais

ÍNDICE. 1. Apresentação... 3. 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4

ÍNDICE. 1. Apresentação... 3. 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4 Referência: Janeiro 2013 1 ÍNDICE 1. Apresentação... 3 2. O Acordo de Empréstimo E-7383-BR... 4 2.1. Dados do Acordo... 4 2.2. Categorias Descritas no Acordo de Empréstimo... 4 3. A Assistência Técnica

Leia mais

Estado IBGE MUNICIPIO 240010 ACARI 240020 ACU 240030 AFONSO BEZERRA 240040 AGUA NOVA 240050 Alexandria 240060 ALMINO AFONSO 240070 ALTO DO RODRIGUES

Estado IBGE MUNICIPIO 240010 ACARI 240020 ACU 240030 AFONSO BEZERRA 240040 AGUA NOVA 240050 Alexandria 240060 ALMINO AFONSO 240070 ALTO DO RODRIGUES Estado IBGE MUNICIPIO 240010 ACARI 240020 ACU 240030 AFONSO BEZERRA 240040 AGUA NOVA 240050 Alexandria 240060 ALMINO AFONSO 240070 ALTO DO RODRIGUES 240080 ANGICOS 240090 ANTONIO MARTINS 240100 Apodi 240110

Leia mais

ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO

ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO ANEXO XII ATIVIDADES NÃO REALIZADAS POR RESTRIÇÃO DE PESSOAL E DE ORÇAMENTO QUADRO 1 Atividades a não serem realizadas por restrição

Leia mais

Esfera: 10 Função: 18 - Gestão Ambiental Subfunção: 543 - Recuperação de Áreas Degradadas UO: 44101 - Ministério do Meio Ambiente

Esfera: 10 Função: 18 - Gestão Ambiental Subfunção: 543 - Recuperação de Áreas Degradadas UO: 44101 - Ministério do Meio Ambiente Programa 1305 Revitalização de Bacias Hidrográficas em Situação de Vulnerabilidade e Degradação Ambiental Numero de Ações 18 Ações Orçamentárias 101P Recuperação e Preservação da Bacia do Rio São Francisco

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS - SEMARH SECRETÁRIO JULIANO SOUSA MATOS

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS - SEMARH SECRETÁRIO JULIANO SOUSA MATOS GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA GOVERNADOR DO ESTADO JAQUES WAGNER SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS - SEMARH SECRETÁRIO JULIANO SOUSA MATOS (PERÍODO 2007 À 2011) EUGÊNIO SPENGLER ( PERÍODO 2011

Leia mais

O PROBLEMA MUNDIAL DA ÁGUA Você sabia que:

O PROBLEMA MUNDIAL DA ÁGUA Você sabia que: O PROBLEMA MUNDIAL DA ÁGUA Você sabia que: 1.1 bilhão de pessoas - uma em cada cinco - não tem água potável para consumirem 2.4 bilhões de pessoas - duas em cada cinco - vivem sem saneamento básico 3.4

Leia mais

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral

Esfera Fiscal. Subfunção Administração Geral Governo do do Amazonas Secretaria de de Planejamento e Desenvolvimento Econômico SEPLAN Sistema de Planejamento, Orçamento e Gestão do do Amazonas SPLAM Pág. 3 de 2001 - da 25000 - Secretaria de de Infraestrutura

Leia mais

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento

Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Em busca da sustentabilidade na gestão do saneamento: instrumentos de planejamento Marcelo de Paula Neves Lelis Gerente de Projetos Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental Ministério das Cidades Planejamento

Leia mais

Apresentação do Modelo SISAR: envolvimento da população, gestão compartilhada, pagamentos dos serviços e resultados obtidos

Apresentação do Modelo SISAR: envolvimento da população, gestão compartilhada, pagamentos dos serviços e resultados obtidos SEMINÁRIO REGIONAL DE SANEAMENTO RURAL Apresentação do Modelo SISAR: envolvimento da população, gestão compartilhada, pagamentos dos serviços e resultados obtidos Campinas(SP), 23 de Junho 2015 Mobilização

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO PRODUTO E RELATÓRIO DOS PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES

PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO PRODUTO E RELATÓRIO DOS PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES PLANO MUNICIPAL DE SANEAMENTO BÁSICO PRODUTO E RELATÓRIO DOS PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES JULHO/2015 FOLHA DE REVISÃO Rev. Data Elaboração Verificação Aprovação Descrição da Revisão 0 07/2015 PREFEITURA

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+

Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ Ministério de Minas e Energia Centrais Elétricas Brasileiras S.A. Eletrobras ANEXO VI DESCRIÇÃO DO PROJETO ENERGIA+ CONTRATAÇÃO DE EMPRESA PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ORGANIZAÇÃO DE CONGRESSOS, EXPOSIÇÕES,

Leia mais

Elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Verde

Elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Verde Agência Nacional de Águas - ANA Contrato Nº 031/ANA/2008 Elaboração do Plano de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do Rio Verde Relatório de Metas RP-04 Maio / 2010 0 10/05/10 Emissão Inicial Revisão

Leia mais

Revisado em 20/01/2011 1

Revisado em 20/01/2011 1 PROESF Fase 2 Aquisições e Contratações Regras Gerais Revisado em 20/01/2011 1 Contrato de Empréstimo: - Regras para Aquisições e Contratações; - Diretrizes do Banco Mundial; - Contrato aprovado pelo Congresso

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Anexo de Metas e Prioridades

Governo do Estado do Rio Grande do Norte Sistema Integrado para Administração Financeira Anexo de Metas e Prioridades Programa 1704 - APOIO À AGRICULTURA FAMILIAR 17000 - Secretaria de Estado da Agricultura, da Pecuária e da Pesca Fortalecer a agricultura familiar, através de um conjunto de ações implementadas em parceria

Leia mais

Palavras-chave: Recursos hídricos; participação comunitária.

Palavras-chave: Recursos hídricos; participação comunitária. Título: Recursos Hídricos: a participação social como requisito para o financiamento de projetos Tema: Recursos Hídricos Autora: Luciana Cibelle Araujo dos Santos Co-autoras: Marize Castro e Isabela dos

Leia mais

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT

Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Obras do Sistema de Esgotamento Sanitário Rondonópolis MT Sistema Condominial de Esgotamento Sanitário Elmo Locatelli Ltda PAC/BNDES BACIA D-E Parque Universitário BACIA I Coletor Vila Goulart 300 mm Instalações

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE ORÇAMENTO E CONTROLE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS Drenagem de Bacias SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PROGRAMA Nº - 035 Garantir a captação e drenagem das bacias hidrográficas; Eliminar pontos de alagamento junto a córregos e canais; Proteger as margens

Leia mais

Gestão da Qualidade da Água. Monica Porto Escola Politécnica da USP

Gestão da Qualidade da Água. Monica Porto Escola Politécnica da USP Gestão da Qualidade da Água Monica Porto Escola Politécnica da USP Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos A lei 9.433, de 8.1.97, que institui a Política Nacional de Recursos Hídricos e

Leia mais

Departamento de Águas e Energia Elétrica

Departamento de Águas e Energia Elétrica 13 de Novembro de 2012 Departamento de Águas e Energia Elétrica O DAEE foi criado há 60 anos, em 12/12/1951, tendo como principais competências, no âmbito do Estado de SP: Elaborar o planejamento, os estudos,

Leia mais

APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... MISSÃO... VISÃO... POLÍTICA DA QUALIDADE... VALORES...

APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... MISSÃO... VISÃO... POLÍTICA DA QUALIDADE... VALORES... APRESENTAÇÃO QUEM SOMOS... A L3 Engenharia Ambiental é uma empresa de consultoria, serviços, desenvolvimento e execução de projetos ambientais, que possui como foco o desenvolvimento sustentável e desenvolve

Leia mais

PROGRAMA PROREDES BIRD

PROGRAMA PROREDES BIRD ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DA INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA PROGRAMA PROREDES BIRD TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR INDIVIDUAL PARA APOIO TÉCNICO À GESTÃO DOS PROJETOS DE RESTAURAÇÃO

Leia mais

Manual Operacional do PROESF Fase 2 Revisão 1 Volume 4 SUMÁRIO

Manual Operacional do PROESF Fase 2 Revisão 1 Volume 4 SUMÁRIO !!! SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1 LINHAS DE AÇÃO FINANCIÁVEIS: COMPONENTE III... 4 2 LISTA POSITIVA... 11 2.1.1 INDICADORES DE DESEMPENHO FEDERAL COMPONENTE III. 13 2.1.2 INDICADORES DE GATILHO DA FASE 2 PARA

Leia mais

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL O Seminário Sul Brasileiro vem sendo organizado desde 2005, como um evento paralelo a Suinofest, festa gastronômica de derivados da carne suína, por um grupo formado pela UERGS, ACI-E, EMATER e Secretaria

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO

MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO MUNICÍPIO DE SÃO LEOPOLDO ELABORAÇÃO DOS PLANOS MUNICIPAIS E REGIONAL DE SANEAMENTO BÁSICO DOS MUNICÍPIOS DO CONSÓRCIO PRÓ-SINOS PRODUTO 4 CONCEPÇÃO DOS PROGRAMAS, PROJETOS E AÇÕES NECESSÁRIAS. AÇÕES PARA

Leia mais

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA

FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA FORUM DO IMPACTO DA CRISE NA MICRO, PEQUENA E MÉDIA INDÚSTRIA LINHAS DE FINANCIAMENTO E ACESSO AO CRÉDITO PARA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SÃO PAULO 13 / 4 / 09 ACESSO AO CRÉDITO PARA AS MICROS E

Leia mais

Planejamento Anual de Licitações Out/08 a Abr/10

Planejamento Anual de Licitações Out/08 a Abr/10 Atualização em 10/10/2008 49904 PROJETO MATA BRANCA - UGP BAHIA / ARÁ Descrição Custo Descrição do Contrato Método de Aquisição Licita-ção n o Disponíveis Datas do Processo Licitatório Reunião de Abertura

Leia mais

PROGRAMA ÁGUA NAS ESCOLAS

PROGRAMA ÁGUA NAS ESCOLAS PROGRAMA ÁGUA NAS ESCOLAS Sujeira em caixa d água de escola gera protesto...pais, professores e crianças da escola ficaram surpresos quando, durante o esvaziamento da caixa d água apareceu grande quantidade

Leia mais

A IMPLEMENTAÇÃO DA OUTORGA DE USO DOS RECURSOS HIDRICOS NO ESTADO DO PARÁ

A IMPLEMENTAÇÃO DA OUTORGA DE USO DOS RECURSOS HIDRICOS NO ESTADO DO PARÁ A IMPLEMENTAÇÃO DA OUTORGA DE USO DOS RECURSOS HIDRICOS NO ESTADO DO PARÁ Verônica Jussara Costa Santos Engenheira Sanitarista, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil (área Recursos

Leia mais

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS

Curso Agenda 21. Resumo da Agenda 21. Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS Resumo da Agenda 21 CAPÍTULO 1 - Preâmbulo Seção I - DIMENSÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS CAPÍTULO 2 - Cooperação internacional para acelerar o desenvolvimento sustentável dos países em desenvolvimento e políticas

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Coordenação-Geral de Infraestrutura Urbana e Recursos Naturais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Coordenação-Geral de Infraestrutura Urbana e Recursos Naturais MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Coordenação-Geral de Infraestrutura Urbana e Recursos Naturais Parecer Analítico sobre Regras Regulatórias nº 037/COGUN/SEAE/MF Brasília, 05

Leia mais

OBJETIVOS. Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco.

OBJETIVOS. Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco. I A INTEGRAÇÃO REGIONAL NO BRASIL OBJETIVOS Identificar e caracterizar os objetivos do Projeto Cisternas e da Transposição do rio São Francisco. Assunto 5: O PROJETO CISTERNAS E A TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO

Leia mais

Missão. Objetivos Específicos

Missão. Objetivos Específicos CURSO: Engenharia Ambiental e Sanitária Missão O Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária da Universidade Estácio de Sá tem por missão formar profissionais com sólida formação técnico científica nas áreas

Leia mais

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental

Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental Conteúdo Específico do curso de Gestão Ambiental 1.CURSOS COM ÊNFASE EM : Gestão Ambiental de Empresas 2. CONCEPÇÃO DOS CURSOS: O Brasil possui a maior reserva ecológica do planeta sendo o número um em

Leia mais

Plano de licitações - Abril de 2006

Plano de licitações - Abril de 2006 Public Disclosure Authorized Public Disclosure Authorized Descrição Referência Tipo BENS Licitação por Lotes -Aquisição de equipamento informática e materiais didaticos para 16 1 núcleosde Educacao Especial

Leia mais

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR ÁGUA INTERÁGUAS MANUAL OPERATIVO VOLUME 1

PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR ÁGUA INTERÁGUAS MANUAL OPERATIVO VOLUME 1 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MINISTÉRIO DA INTEGRAÇÃO NACIONAL MINISTÉRIO DAS CIDADES AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO DO SETOR ÁGUA INTERÁGUAS MANUAL OPERATIVO VOLUME 1 Apoio Técnico

Leia mais

Extinção do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem - DNER

Extinção do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem - DNER Programa 0225 GESTÃO DA POLÍTICA DE TRANSPORTES Objetivo Apoiar o planejamento, avaliação e controle dos programas na área de transportes. Público Alvo Governo Ações Orçamentárias Indicador(es) Órgão(s)

Leia mais

Para as categorias e subcategorias assim definidas, o PERH/PB propõe um total de 24 programas, cujos perfis são apresentados a seguir.

Para as categorias e subcategorias assim definidas, o PERH/PB propõe um total de 24 programas, cujos perfis são apresentados a seguir. 10.2 Perfis dos Programas Para as categorias e subcategorias assim definidas, o PERH/PB propõe um total de 24 programas, cujos perfis são apresentados a seguir. PERH/PB Categoria I Desenvolvimento e Articulação

Leia mais

www.pwc.com/br II Simpósio Internacional PwC Inovação em Gestão Pública Abril 2011

www.pwc.com/br II Simpósio Internacional PwC Inovação em Gestão Pública Abril 2011 www.pwc.com/br II Simpósio Internacional PwC Inovação em Gestão Pública Abril 2011 Agenda Projeto Gestão Estratégica de Suprimentos no Governo de MG 1. Introdução 2. Diagnóstico 3. Desenvolvimento/implantação

Leia mais

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica)

Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) Anexo III Contratações de Serviços de Consultoria (Pessoa Física e Jurídica) No decorrer da execução do Projeto, e tão logo sejam definidos os perfis dos consultores necessários para a consecução dos produtos

Leia mais

COMITÊ DE BACIAS PCJ SISTEMA CANTAREIRA CONDICIONANTES DE 2004 CONDICIONANTES PARA 2014 BARRAGENS DE PEDREIRA E DUAS PONTES TRANSPOSIÇÃO DO RIO

COMITÊ DE BACIAS PCJ SISTEMA CANTAREIRA CONDICIONANTES DE 2004 CONDICIONANTES PARA 2014 BARRAGENS DE PEDREIRA E DUAS PONTES TRANSPOSIÇÃO DO RIO COMITÊ DE BACIAS PCJ SISTEMA CANTAREIRA CONDICIONANTES DE 2004 CONDICIONANTES PARA 2014 BARRAGENS DE PEDREIRA E DUAS PONTES TRANSPOSIÇÃO DO RIO PARAÍBA DO SUL ADENSAMENTO POPULACIONAL DA RMC COMITÊ DE

Leia mais

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais:

O sistema ora descrito apresenta as seguintes unidades operacionais: O sistema conta com dois mananciais, ambos com captações superficiais: 3.8 SÃO JOÃO NEPOMUCENO Projeto Preparatório para o Gerenciamento dos Recursos Hídricos do Paraíba do Sul A Companhia de Saneamento de Minas Gerais - COPASA, é o órgão responsável pela operação e manutenção

Leia mais

Programa de Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética ÍNDICE Visão Geral das Perdas na SABESP Programa de Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética Benefícios do Programa Visão Geral das

Leia mais

PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA

PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA PROGRAMA DE TRABALHO PARA ESTRUTURAÇÃO E MODERNIZAÇÃO DA GESTÃO OPERACIONAL DAS LOCALIDADES BENEFICIADAS PELO SISTEMA PRODUTOR SUL- PIRAPAMA SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO; 2. OBJETIVO; 3. LOCALIDADES BENEFICIADAS;

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. No orçamento estimado estão relacionados os materiais, quantitativos e valores necessários para construção da estufa.

TERMO DE REFERÊNCIA. No orçamento estimado estão relacionados os materiais, quantitativos e valores necessários para construção da estufa. TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO A proposição do objeto deste Termo de Referência visa à contratação de Empresa de Engenharia Especializada para construção de uma estufa de plantas com telado em arcos, sistema

Leia mais

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural

Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural Orientações para o Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural 1. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento Ambiental Rural no bioma Amazônia... 2 2. Apoio do Fundo Amazônia ao Cadastramento

Leia mais

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES

DIAGNÓSTICO E DEFINIÇÃO DE SOLUÇÕES Somos uma empresa brasileira, especializada em soluções de automação de máquinas e processos industriais, instalação, comissionamento e segurança de infraestrutura elétrica e de máquinas, microgeração

Leia mais

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados

(E-MAIL): marfa.alessandra@seagro.to.gov.br. Fortalecimento dos Serviços Públicos Selecionados NOME DO PROJETO: PROJETO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL INTEGRADO E SUSTENTÁVEL PDRIS Nº ACORDO EMPRÉSTIMO: 8185-0/BR NÃO OBJEÇÃO - (TERMO DE REFERÊNCIA) Nº DO TDR: 02/2015 DATA: 01/02/2015 COMPONENTE: SUBCOMPONENTE:

Leia mais

A REDE GUARANI/SERRA GERAL EM SANTA CATARINA E O PROGRAMA NACIONAL DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS

A REDE GUARANI/SERRA GERAL EM SANTA CATARINA E O PROGRAMA NACIONAL DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS A REDE GUARANI/SERRA GERAL EM SANTA CATARINA E O PROGRAMA NACIONAL DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS Maria de Fátima Schumacher Wolkmer - Coordenadora Geral (UNIPLAC) Luiz Fernando Scheibe - Coordenador Técnico (UFSC)

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO

INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO INSTITUTO FEDERAL BAIANO CAMPUS URUÇUCA PLANO DE TRABALHO QUADRIÊNIO 2014-2018 EURO OLIVEIRA DE ARAÚJO Euro Oliveira de Araújo, graduado em Licenciatura em Química pela Universidade Estadual da Bahia.

Leia mais

Perspectivas do Setor de Saneamento em relação à Cobrança

Perspectivas do Setor de Saneamento em relação à Cobrança Seminário Cobrança pelo Uso dos Recursos Hídricos Urbanos e Industriais Comitê da Bacia Hidrográfica Sorocaba e Médio Tietê Perspectivas do Setor de Saneamento em relação à Cobrança Sorocaba, 10 de setembro

Leia mais

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA

TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA TERMOS DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. RN SUSTENTÁVEL Nº 032/2013 2. TÍTULO Contratação de consultoria individual especializada em ações de implementação e acompanhamento de Capacitação/Organização

Leia mais

Marco de Política para o Reassentamento Involuntário

Marco de Política para o Reassentamento Involuntário Marco de Política para o Reassentamento Involuntário Introdução O Marco de Políticas serve para orientar as equipes estaduais para os casos em que a construção de infra-estrutura hídrica com financiamento

Leia mais

Enquadramento dos Corpos de Água em Classes segundo os Usos Preponderantes. Correlação com Plano de Bacia, Sistema de Informação e Monitoramento

Enquadramento dos Corpos de Água em Classes segundo os Usos Preponderantes. Correlação com Plano de Bacia, Sistema de Informação e Monitoramento Enquadramento dos Corpos de Água em Classes segundo os Usos Preponderantes Correlação com Plano de Bacia, Sistema de Informação e Monitoramento Plano de Recursos Hídricos Plano diretor de longo prazo que

Leia mais

CAPITULO I DO OBJETIVO

CAPITULO I DO OBJETIVO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE CONSELHO NACIONAL DE RECURSOS HÍDRICOS RESOLUÇÃO N o 144, DE 10 DE JULHO DE 2012 (Publicada no D.O.U em 04/09/2012) Estabelece diretrizes para implementação da Política Nacional

Leia mais

Anexo 9.1.1 b) - Diretrizes Técnicas Mínimas

Anexo 9.1.1 b) - Diretrizes Técnicas Mínimas Anexo 9.1.1 b) - Diretrizes Técnicas Mínimas Folha 1 de 14 APRESENTAÇÃO Este Anexo é dividido em duas partes: A Seção I introduz a descrição da Infra-estrutura de Irrigação de Uso Comum do Projeto Pontal,

Leia mais

PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015

PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015 PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO MATO GRANDE 17/06/2015 1 PROGRAMAÇÃO DO EVENTO 08H ÀS 09H 09H ÀS 09:H30 09H30 ÀS 10H 10H ÀS 10:15 10H15 ÀS 12H 12H ÀS 13H 13H ÀS 13H30 CREDENCIAMENTO ABERTURA DO EVENTO CARACTERIZAÇÃO

Leia mais

Revisão do processo pelo Banco. Início Processo Licitatório. Preparar Doctos. De Licitação/(Edital) Não Objeção do BM.

Revisão do processo pelo Banco. Início Processo Licitatório. Preparar Doctos. De Licitação/(Edital) Não Objeção do BM. Plano de Aquisição para Bens e Serviços - PROACRE Ordem Comp./ Subcomp. Descrição Valor Total Modalidade de Licitação Revisão do processo pelo Banco Início Processo Licitatório Preparar Doctos. De Licitação/(Edital)

Leia mais

ÁGUA SUBTERRÂNEA E MEIO AMBIENTE OUTORGAS E LICENCIAMENTO Palestrante: Maricene Paixão

ÁGUA SUBTERRÂNEA E MEIO AMBIENTE OUTORGAS E LICENCIAMENTO Palestrante: Maricene Paixão 2º SEMINARIO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS CBH ARAGUARI ÁGUA SUBTERRÂNEA E MEIO AMBIENTE OUTORGAS E LICENCIAMENTO Palestrante: Maricene Paixão 22 de agosto de 2014 FUNDAMENTOS DA GESTÃO DE RECURSOS HÍDRICOS I

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços

Pesquisa e Desenvolvimento que geram avanços P&D O compromisso das empresas com o desenvolvimento sustentável por meio da energia limpa e renovável será demonstrado nesta seção do relatório. Nela são disponibilizados dados sobre a Pesquisa, Desenvolvimento

Leia mais

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes:

PROGRAMA INOVACRED /FINEP. Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: PROGRAMA INOVACRED /FINEP Classificação do porte das empresas Empresas com receita bruta anual ou anualizada de até R$ 90 milhões, divididas nos seguintes portes: Porte I empresas com receita operacional

Leia mais

POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007

POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007 Extrato de Programação de POA Emitido Em 19/12/2007 13:15:45 POA 2007 - TCE/MA De 01/01/2007 a 31/12/2007 Identificação Tipo: Projeto Nº de revisão: 1 Última modificação em: 06/03/2007 Setor Responsável:

Leia mais

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015

Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de. Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Banco de Boas Práticas Ambientais: Cases de Reuso de Água Antônio Malard FEAM 09/06/2015 Sumário Legislações de Reuso; Consumo de Água na Indústria; Experiências de Sucesso: Banco de Boas Práticas Ambientais;

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 12.334, DE 20 DE SETEMBRO DE 2010. Estabelece a Política Nacional de Segurança de Barragens destinadas à acumulação de água

Leia mais

Prefeitura Municipal de Aracaju Secretaria Municipal de Planejamento e Orçamento

Prefeitura Municipal de Aracaju Secretaria Municipal de Planejamento e Orçamento 1 TERMO DE REFERÊNCIA Contratação de serviços de Consultor Ambiental para compor a unidade de gerenciamento do Programa Integrado De Desenvolvimento Urbano e Inclusão Social PROCIDADES/BID CONTRATO 2258/OC-BR.

Leia mais

SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA:

SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS CENTRO DE ENGENHARIAS SISTEMAS URBANOS DE ÁGUA E ESGOTO PROJETO 1 DATA DE ENTREGA: 05/10/2015 1. Objetivo A expansão do sistema de abastecimento de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA DE CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA ELABORAÇÃO DE UM PLANO DE GESTÃO PARA REMEDIAÇÃO E PROTEÇÃO DOS RECURSOS HÍDRICOS DA SUB-BACIA ATIBAIA COM ENFASE NO RESERVATÓRIO DE SALTO GRANDE AMERICANA SP TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais