Não armazene suas fotos no Facebook

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Não armazene suas fotos no Facebook"

Transcrição

1 Não armazene suas fotos no Facebook Carolina Guerra Libério Universidade CEUMA Resumen O presente artigo aborda as mudanças nos hábitos de guarda e veiculação social de fotos na transição do analógico para o digital. Analisar a fotografia no momento atual significa refletir sobre os seus usos como meio de comunicação, tanto interpessoal, quanto massivo. Uma foto é sempre uma mensagem que será passada para alguém, e esta dimensão da fotografia como mensagem se torna particularmente presente na era digital, em que fotos são realizadas cada vez mais visando o compartilhamento social. O artigo questiona, para além do compartilhamento, as possibilidades de conservação da memória fotográfica digital. Abstract The present paper questions the possible changes in habits of safekeeping and sharing of photos in the transicion from analogical to digital technology. To analize photography nowadays means to reflect upon its usage as a mean of communication, as much in an interpersonal level, as in a social and massive way. A photo is always a message to be conveyed to someone, and this particular dimension of photography becomes even more present in the digital age, in which photography is increasingly more directed to social sharing. The paper questions, beyond the matters of sharing, the potentials and possibilities of preservating memories in the context of digital photography. Palabras clave: Fotografia; Imagem Digital; Facebook; Memória Não armazene suas fotos no facebook No livro Mediated memories in the digital age (2007) a teórica holandesa José van Dijck discute as transformações que a fotografia digital traz para o âmbito da reconstrução da memória pessoal a partir de imagens. Segundo a autora a transferência da fotografia para o campo da linguagem digital modifica o lugar central reservado à prática fotográfica. A autora considera que, se antes era prioridade tratar a foto como um objeto a ser guardado para 1

2 posterior memória, com a fotografia digital vemos uma maior valorização dos usos comunicativos e performativos da imagem. Se antes a fotografia era guardada e exibida para poucos escolhidos, hoje em dia ela é publicizada em meio a uma rede de transmissão e recepção de mensagens, o que a torna um tipo diferente de enunciação: Quando as fotos se tornam uma linguagem visual veiculada por um meio de comunicação, o valor das imagens individuais diminui, enquanto o significado geral de comunicação visual aumenta.(djick, 2007, p.115). Isto leva a um outro tipo de relação do produtor fotográfico amador com a imagem produzida. A partir da inserção das imagens pessoais em grandes redes de distribuição, a seleção das imagens fotográficas passa a ser considerada a partir de categorias do compartilhamento, mais do que relacionadas a preocupação de guarda e de registro: (...) as fotografias parecem estar sendo cada vez mais usadas como ferramentas de comunicação em tempo real do que como meio de guardar momentos da vida para memória posterior.(dijck, 2007, p.99). Toda e qualquer visualização de imagem digital é apenas uma aparição desta imagem. Saindo do léxico do mágico e reentrando na terminologia computacional, toda aparição de uma imagem digital é uma atualização da imagem que, enquanto permanece não vista, é apenas virtual. Portanto, não são só os novos espaços de exibição da imagem digital que estão em fluxo, mas a própria imagem passa a ser também um código flutuante sempre pronto a ser reatualizado. O componente de transformação da imagem em diferentes meios não é novo, ele está no cerne do surgimento da imprensa ilustrada do início do século XX (SZARKOWSKY, 1989, p.178), que trouxe transformações tanto à prática do fotógrafo quanto à percepção social da fotografia. A partir do momento que a fotografia se integra aos meios de comunicação, o que vemos é o surgimento de outros processos de enunciação fotográfica. Um dos grandes problemas iniciais desta adaptação da fotografia aos meios de comunicação era justamente a transposição da informação fotográfica de base analógica para páginas de jornais e revistas, dificuldade hoje já superada, especialmente após a popularização do uso da fotografia digital. O digital transforma o processo de adaptação da imagem para transmissão em massa em um processo mais rápido, mais econômico e mais preciso, a partir da substituição da matriz material, como um negativo de vidro, por exemplo, por uma matriz numérica, 2

3 constantemente repetível. Daí para frente é possível que haja perda de qualidade e de informações, mas trata-se das escolhas na forma de atualização desta imagem, e não de uma característica intrínseca, já que no meio digital não existem graus de diferenciação entre originais e cópias. Um exemplo dos modos de existência da fotografia digital: escolher imprimir uma fotografia na impressora de casa, em um papel não especializado terá um resultado estético diferente de imprimi-la em um laboratório especializado. No digital, apenas a matriz numérica pode ser considerada constante, não os resultados posteriores. A conformação de uma matriz numérica não significa que não haverá degradação da informação contida em uma imagem digital. De forma destacada, manter e administrar informações tem se tornado um dos grandes problemas da atualidade. A questão afeta tanto empresas, quanto indivíduos. No caso da fotografia digital, um dos espaços destacados de organização e armazenagem tem sido o dos álbuns de fotografia em redes sociais. Em março de 2010, o site especializado em fotografia digital Petapixel chamava a atenção de seus usuários com o artigo Don t Use Facebook for Photo Storage. Traduzindo literalmente, o titulo do artigo é um aviso: Não use o Facebook para armazenar fotografias. O texto faz referência às estatísticas publicadas no jornal The Washington Post, em matéria realizada pela jornalista Caitlin McDevitt, sobre os modos de uso da fotografia digital nos Estados Unidos: 40% dos lares com câmeras digitais não imprimem mais fotografias; 65% das pessoas compartilhando fotografias on-line o fazem pelo site Facebook; Menos de 33% destas pessoas se dão conta de que o site Facebook armazena fotografias em uma resolução menor. (MCDEVITT, 2010, s.p.) Seguindo as estatísticas apresentadas na pesquisa, o autor do texto, Michael Zhang alarma para a possibilidade de que (...) talvez tenhamos toda uma geração de pessoas que está essencialmente 'jogando fora seus negativos' após fazerem cópias muito pequenas.(zhang, 2010, s/p). A preocupação expressa por Michael Zhang é realista, mas chama atenção no texto os vestígios de uma mutação na economia simbólica de uso, de guarda e de consumo de fotografias. Mais a frente, o autor confabula que: Também é perturbador que a maioria dos usuários não tenha ideia de que, ao armazenar uma fotografia no Facebook e então deletá-la de sua câmera significa que você tenha perdido a imagem original para sempre. Isto é provavelmente porque as fotos do Facebook pareçam simplesmente boas o bastante em uma tela de computador.(zhang, 2010, s/p) 3

4 Talvez a análise mais efetiva sobre a atual conjuntura, em que cada vez imprimimos menos e compartilhamos mais, seja justamente a de um engenheiro do site Facebook. Scott Marlette considera que o importante nos dias de hoje não é o tamanho da imagem armazenada, mas que (...) o valor de uma foto é quem está nela, quando foi tirada e qual memória ou experiência associamos a ela. (MARLETTE apud SUMMERS, 2009, s.p.). Os sites de relacionamento têm se tornado os lugares privilegiados de exibição de imagens pessoais. Nestes sites, o objetivo não é a conservação de arquivos, mas antes o estímulo à circulação social de conteúdos. Neste sentido, parece importar cada vez menos aos usuários que as fotos armazenadas jamais sejam impressas e vistas em suas mãos, pois torna-se mais importante veicular estas imagens em rede, torná-las disponíveis à visualização de amigos, entes queridos ou até mesmo ilustres desconhecidos. O que será de nossa memória? O armazenamento e a guarda das imagens digitais é um dos problemas principais em torno da fotografia digital. No início da computação, uma das principais limitações era a pouca capacidade de armazenamento de memória do computador. De 1950 para cá, o crescimento da possibilidade de armazenamento de informações digitais foi exponencial. Enquanto no princípio a capacidade de armazenamento se restringia à casa dos megabytes, hoje encontramos pequenos dispositivos com capacidade de mais de uma dezena de gigabytes, além da popularização crescente de memórias superiores a um terabyte. Apesar de cada vez maiores em sua capacidade, os dispositivos de armazenagem computacional não são confiáveis. Para assegurar a existência de um arquivo digital, recorremos sempre a uma série de cópias de segurança, seja em outros dispositivos, ou agora, de modo mais proeminente, através do recurso do cloud computing (computação em nuvem) que armazena os arquivos não em um dispositivo material, mas em uma rede de dispositivos. Neste sentido, há tanto modos profissionais de armazenamento por envio via internet, quanto alternativas tão mais baratas, quanto mais inseguras, de dar guarda aos arquivos digitais. A produção de arquivos não para de crescer a uma taxa ainda maior do que cresce a capacidade de armazenagem dos dispositivos computacionais. O problema sendo não apenas de armazenamento, mas também de como lidar com o imenso número de informações que 4

5 armazenamos. No caso de uma pessoa com compulsão fotográfica, o suporte digital torna possível tirar mais de 100 fotos em um dia, ou mesmo em uma hora. Porém, o que acontece com estas imagens? Elas chegam ao menos a serem vistas? Como lidar com tanta informação? No caso da fotografia digital, a maior parte das imagens produzidas em câmeras digitais não chega jamais a ser impressa. Do grande número de imagens produzidas, comparativamente são poucas as que chegam à veiculação publica da internet. Neste sentido, para muitas pessoas, publicar fotos em sites de relacionamento ou de armazenamento fotográfico tem se convertido em um novo hábito de organização e visualização de imagens. Todavia, como nos afirma Dijck, os novos meios virtuais de publicação de imagens não equivalem aos álbuns fotográficos de outrora (2007,p.114). Não há, nos meios de armazenamento digital, nenhuma garantia de guarda a longo prazo, nenhuma certeza de memória. O que há é um fluxo contínuo de informações atualizáveis por tempo indeterminado. Do momento decisivo à decisão por momentos disponíveis Com a fotografia digital cresce o número de imagens que um indivíduo é capaz de produzir em um curto espaço de tempo. Na fotografia profissional, era comum realizar um grande número de imagens, de onde apenas poucas seriam escolhidas para representar o tempo total de duração do ato fotográfico. Os modos de aquisição fotográfica automática, a capacidade de realização de centenas de fotos, mais a possibilidade de revisão imediata da foto realizada contribuem no campo da fotografia digital para um deslocamento da prática de realização de imagens. Com a fotografia digital, há a possibilidade de se produzir em um curto período de tempo, um número cada vez maior de imagens. No entanto, o número de imagens produzidas por um indivíduo não é necessariamente proporcional ao número de imagens que chegam a ser valorizadas e guardadas com cuidado pelo fotógrafo ou qualquer outra pessoa. Mesmo havendo um número cada vez maior de imagens em circulação, isto não significa um aumento no número daquilo que poderíamos chamar de imagens-tesouro: pequenas lembranças de momentos ou pessoas guardadas com cuidado no interior de álbuns, gavetas ou entre as páginas de um livro. 5

6 Por maior que seja a quantidade de fotografias que um sujeito seja capaz de produzir, as imagens-tesouro, como seria a imagem da foto de formatura de um filho na parede, parecem se tornar materialmente escassas, ou ao menos, sua economia simbólica passa a ser outra. O lugar de guarda, de cuidado e atenção para estas imagens não é mais necessariamente o porta-retrato na cabeceira, ou o retrato no quadro da parede, mas a tela de fundo de um computador, um avatar em uma rede social, ou a imagem de uma ligação em um celular. Estes novos espaços digitais, em constante fluxo de reatualização, parecem se configurar como novas formas de condensamento da imagem fotográfica, cada vez mais uma imagem fantasmática, já agora em outro sentido. Se antes a fotografia era fantasmática em seus mitos de fluído, de transferências vaporosas da aura para a chapa fotossensível (DUBOIS, 1994), o que há agora de mais fantasmático é o próprio suporte. Armazenamento da imagem do analógico ao digital Os lugares reservados às fotografias na era analógica eram lugares específicos de exibição de imagens impressas, objetos materiais. Dentre estes lugares destacamos: os álbuns fotográficos, feitos para serem folheados; os porta-retratos, lugares de destaque para determinadas fotografias escolhidas; os quadros na parede, no caso de imagens muito importantes, como de formatura ou casamento; ou o interior de objetos pessoais, como carteiras, para-sóis de automóveis. As imagens fotográficas seguiam uma vida própria no mundo das substâncias (AGAMBEM, 2009). No caso dos porta-retratos e dos retratos de parede, estes eram deixados nos espaços comuns de trânsito das pessoas. Os álbuns e fotografias guardadas em objetos pessoais requeriam uma vontade direcionada de revisitar as imagens. Às vezes estas representações permaneciam por tanto tempo no mesmo lugar que chegavam a se tornar invisíveis. No entanto, quando lembradas, poderiam ser revistas, pois permaneciam lá, apesar dos possíveis desgastes químicos. Por vezes se perdiam, mas sempre era possível reencontrá-las. Eram propriamente coisas, objetos materiais e, inadvertidamente, poderíamos esbarrar com uma quando menos esperássemos. O par achado/perdido referente às fotografias impressas em papel não equivale, no caso da fotografia digital, ao par disponível/indisponível. Imagens digitais são imagens virtuais. Toda forma de apresentação de uma imagem digital é um dos modos possíveis de 6

7 sua aparição isto desde que a imagem esteja disponível. Se não houver um programa capaz de acessá-la, ou se houver algum erro no código da imagem, é possível que jamais a vejamos novamente. Faço referência aqui a uma experiência pessoal. Em viagem à cidade de Canela RS, fiz um passeio de teleférico. Durante o passeio, foi tirada uma fotografia por uma câmera automática do estabelecimento local. Como no dia tinha presente equipamento fotográfico próprio, o funcionário do estabelecimento deu como opção transferir o arquivo da imagem, do computador local para a câmera. Assim feito, a imagem aparecia como disponível na visualização da câmera. No entanto, o formato do arquivo era, de algum modo, incompatível com o programa do equipamento. Isto resultou em uma imagem aprisionada, que nunca foi possível transferir para qualquer outro suporte ou dispositivo. Possuo a imagem, a vejo, mas ela me permanece indisponível. Apesar de ser fundamentalmente imaterial, a fotografia digital só pode ser visualizada por equipamentos de existência física, que possuem configurações próprias e, também, um custo. Estes equipamentos são guiados por programações e modos específicos de funcionamento que são inacessíveis a boa parte dos usuários. Mais ainda, estas imagens são construídas em código, e não há nenhuma segurança de que este código vá permanecer o mesmo, e de que poderemos no futuro acessar as imagens que produzimos hoje. A segurança da durabilidade de uma imagem digital é inexistente, já que ela passa a depender de suportes sobre os quais a maior parte da população tem apenas um controle ínfimo, e que ainda estão sujeitos, como quaisquer outros objetos materiais, às intempéries do tempo. A falta de garantia do armazenamento digital se dá também pela sazonalidade dos formatos de gravação. Como acessar hoje em dia uma informação armazenada em um disquete, tecnologia que era tão comum na década de 1990? Que garantia temos que os formatos de arquivamento que utilizamos hoje serão válidos daqui há dez ou vinte anos? Mesmo que Lúcia Santaella e Winfried Nöth afirmem que o caminho da humanidade tenha sido na busca de meios cada vez mais resistentes e imperecíveis de armazenamento (SANTAELLA & NÖTH, 2008, p.138), a atual conjuntura do digital nos faz duvidar e questionar até que ponto está assegurado o acesso futuro ao imenso contingente de imagens e conteúdos culturais que circulam nos dias de hoje. Pois, se o digital favorece o 7

8 compartilhamento das mensagens, é também verdade que ele favorece o fluxo interminável de substituição de uma mensagem por outra, sem garantias de conservação das que passaram. REFERÊNCIAS AGAMBEM, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Chapecó, SC: Argos, 2009 DIJCK, José van. Mediated memories in the digital age. Stanford, CA: Stanford University Press, 2007 MCDEVITT, Caitlin. Pros and cons to Facebook's fast-growing role in digital photography. In: The Washington Post. Washington, 14 de março de 2010, Seção Business. Disponível em: < 90.html>. Acesso em 18 de dezembro de SANTAELLA, Lucia ; NÖTH, Winfred. Imagem: Cognição, semiótica, mídia. São Paulo: Iluminuras, SUMMERS, Nick. Don't Expect High-Resolution Photos on Facebook Any Time Soon. In: Revista Newsweek on-line, 27 de outubro de SZARKOWSKI, John. Photography until now. New York: Museum of Modern Art/Bulfinch Press, ZHANG, Michael. Don t Use Facebook for Photo Storage. In: Petapixel. 13 de março de Disponível em: < Acesso em 15 de dezembro de

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Manual do Usuário 2013

Manual do Usuário 2013 Manual do Usuário 2013 MANUAL DO USUÁRIO 2013 Introdução Um ambiente virtual de aprendizagem é um programa para computador que permite que a sala de aula migre para a Internet. Simula muitos dos recursos

Leia mais

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais...

Software. Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais. Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... Software www.imagecomnet.com.br Bem vindo ao mundo do GED e Tecnologias Digitais Gerenciamento Eletrônico de Documentos, Softwares, e muito mais... A Empresa A Imagecom, uma empresa conceituada no ramo

Leia mais

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM

CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM CONCEITOS E APLICAÇÕES DA COMPUTAÇÃO EM NUVEM Rogério Schueroff Vandresen¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense(UNIPAR) Paranavaí-PR-Brasil rogeriovandresen@gmail.com, wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Thursday, October 18, 12

Thursday, October 18, 12 O Site Legado do IFP é uma comunidade online e global dos ex-bolsistas do programa. É um recurso e um lugar para você publicar notícias profissionais, recursos e teses para a comunidade global do IFP,

Leia mais

Prof. Marcelo Henrique dos Santos

Prof. Marcelo Henrique dos Santos POR QUE ESTUDAR COMPUTAÇÃO GRÁFICA? Quem quiser trabalhar em áreas afins: Entretenimento Jogos e filmes Visualização Simulação de fenômenos físicos Arte computadorizada Educação e treinamento Processamento

Leia mais

Manual de conduta nas mídias sociais. colégio magnum cidade nova

Manual de conduta nas mídias sociais. colégio magnum cidade nova Manual de conduta nas mídias sociais colégio magnum cidade nova Manual de conduta nas mídias sociais Práticas de comportamento dos educadores do Colégio Magnum nas mídias sociais A Magnum 2 Introdução

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Histórias, Redes Sociais e Memória

Histórias, Redes Sociais e Memória Histórias, Redes Sociais e Memória h.d.mabuse "A capacidade de lembrar o que já se viveu ou aprendeu e relacionar isso com a situação presente é o mais importante mecanismo de constituição e preservação

Leia mais

Introdução ao GetResponse

Introdução ao GetResponse Guia rápido sobre... Introdução ao GetResponse Neste guia... Aprenda a construir sua lista, a criar envolventes e-mails e a converter contatos em clientes em GetResponse, com acesso aos melhores recursos

Leia mais

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades

Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Computação em Nuvem: Riscos e Vulnerabilidades Bruno Sanchez Lombardero Faculdade Impacta de Tecnologia São Paulo Brasil bruno.lombardero@gmail.com Resumo: Computação em nuvem é um assunto que vem surgindo

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Cloud Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER

CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER CONSTRUÇÃO DE BLOG COM O BLOGGER Blog é uma abreviação de weblog, qualquer registro frequênte de informações pode ser considerado um blog (últimas notícias de um jornal online por exemplo). A maioria das

Leia mais

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250

LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 LINEAR EQUIPAMENTOS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP 09530-250 Recomendações Iniciais SOFTWARE HCS 2005 - VERSÃO 4.2 (Compatível com Guarita Vr4.03 e Vr4.04) Para

Leia mais

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos)

Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Parte A INICIANDO E CONFIGURANDO (5 passos) Primeiros Passos para o Simulador de Ações do FinanceDesktop. Seja bem-vindo(a) ao Simulador de Ações FinanceDesktop. Seu propósito é oferecer um ambiente completo e fácil de usar que permita o registro

Leia mais

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem

UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem UNIDADE II Conhecendo o Ambiente Virtual de Aprendizagem 2.1 Introdução Caro Pós-Graduando, Nesta unidade, abordaremos o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) que será utilizado no curso: o Moodle. Serão

Leia mais

Capítulo 1 - Introdução 14

Capítulo 1 - Introdução 14 1 Introdução Em seu livro Pressman [22] define processo de software como um arcabouço para as tarefas que são necessárias para construir software de alta qualidade. Assim, é-se levado a inferir que o sucesso

Leia mais

Jornalismo Interativo

Jornalismo Interativo Jornalismo Interativo Antes da invenção da WWW, a rede era utilizada para divulgação de informações direcionados a públicos muito específicos e funcionavam através da distribuição de e-mails e boletins.

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos esse manual, significa que você adquiriu um certificado digital AC Link. Manual do Usuário 1 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?...

Leia mais

Editor de Questões E24H

Editor de Questões E24H Editor de Questões E24H Conteúdo: Apresentação O que é o Editor de Questões Objetivos Potencialidades Vantagens adicionais Visualização no site (Quem acessa o Editor de Questões) (não Para quem o Editor

Leia mais

Características do jornalismo on-line

Características do jornalismo on-line Fragmentos do artigo de José Antonio Meira da Rocha professor de Jornalismo Gráfico no CESNORS/Universidade Federal de Santa Maria. Instantaneidade O grau de instantaneidade a capacidade de transmitir

Leia mais

Admistração de Redes de Computadores (ARC)

Admistração de Redes de Computadores (ARC) Admistração de Redes de Computadores (ARC) Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina - Campus São José Prof. Glauco Cardozo glauco.cardozo@ifsc.edu.br RAID é a sigla para Redundant

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Outlook 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Personalize-o Personalize o Outlook.

Leia mais

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli

Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Infraestrutura: devo usar a nuvem? Prof. Artur Clayton Jovanelli Conceitos principais Nuvem Local Dados (informações) Profissional Pessoal Procedimento padrão (modelo) Produzir Armazenar Como era... Como

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais

Etapas de uma campanha de e-mail marketing

Etapas de uma campanha de e-mail marketing Etapas de uma campanha de e-mail marketing Conheça as principais etapas de uma campanha de e-mail marketing, desde o planejamento de ações, até a análise das métricas de resultados. Ao contrário do que

Leia mais

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas

Jovens do mundo todo Conheça outras culturas 5 a a 8 a séries Ensino Fundamental Jovens do mundo todo Conheça outras culturas Softwares Necessários: Microsoft Encarta 2000 Internet Explorer 5,0 Microsoft Publisher 2000 Microsoft Word 2000 Áreas:

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação

Controle de Acesso. Automático de Veículos. saiba mais. automação Controle de Acesso Automático de Veículos Este trabalho tem como objetivo desenvolver uma solução tecnológica que permita o controle dos portões automáticos remotamente através da internet. Aplicando-se

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

Da Prancheta ao Computador...

Da Prancheta ao Computador... Da Prancheta ao Computador... Introdução Como necessidade básica de se localizar ou mesmo para detalhar projetos de quaisquer obras, ao longo do tempo inúmeras formas de representar paisagens e idéias

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1. Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis

IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1. Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis IMPLANTAÇÃO DA BIBLIOTECA VIRTUAL DO INSTITUTO CEPA: RELATO DA EXPERIÊNCIA 1 Ilmar Borchardt Amélia Silva de Oliveira Danilo Pereira Édina Nami Regis Resumo Descreve a implantação da Biblioteca Virtual

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

1ª Edição. Vivaldo Armelin Júnior

1ª Edição. Vivaldo Armelin Júnior 1ª Edição 2014 Comparando Editores de Imagem - FotoMBoé - 2014... 2 Introdução Está saindo do forno mais um e-livro grátis oferecido pelo Site FotoMBoé. Neste serão feitas comparações entre os diversos

Leia mais

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética

Uma Publicação Grupo IPub. Guia. redes sociais para clínica de estética. Guia de redes sociais para clínica de estética Uma Publicação Grupo IPub Guia redes sociais para clínica de estética Guia de redes sociais para clínica de estética Conteúdo 1. Introdução 2. A força das redes sociais para clínica de estética 3. As redes

Leia mais

Computação em Nuvem. Alunos: Allan e Clayton

Computação em Nuvem. Alunos: Allan e Clayton Computação em Nuvem Alunos: Allan e Clayton 1 - Introdução 2 - Como Funciona? 3 - Sistemas Operacionais na Nuvem 4 - Empresas e a Computação em Nuvem 5 - Segurança da Informação na Nuvem 6 - Dicas de Segurança

Leia mais

1 Como seu Cérebro Funciona?

1 Como seu Cérebro Funciona? 1 Como seu Cérebro Funciona? UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC (UFABC) O cérebro humano é capaz de processar as informações recebidas pelos cinco sentidos, analisá-las com base em uma vida inteira de experiências,

Leia mais

Simple Storage. Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa

Simple Storage. Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa Simple Storage Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança e a economia que sua empresa precisa Simple Storage Storage Orientado ao objeto: Armazenamento de arquivos com a segurança

Leia mais

TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO

TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO TUTORIAL: INSTALANDO O SKYPE (VOIP - VOZ SOBRE IP) - ATUALIZAÇÃO Com a popularização da banda larga, uma das tecnologias que ganhou muita força foi o VOIP (Voz sobre IP). Você com certeza já deve ter ouvido

Leia mais

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo

Manual Sistema MLBC. Manual do Sistema do Módulo Administrativo Manual Sistema MLBC Manual do Sistema do Módulo Administrativo Este documento tem por objetivo descrever as principais funcionalidades do sistema administrador desenvolvido pela MLBC Comunicação Digital.

Leia mais

Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0

Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0 Como Configurar Catálogos de Correio Eletrônico com o MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos

Leia mais

Introdução. 1. O que é e-commerce?

Introdução. 1. O que é e-commerce? Introdução As vendas na internet crescem a cada dia mais no Brasil e no mundo, isto é fato. Entretanto, dominar esta ferramenta ainda pode ser um mistério tanto para micro quanto para pequenos e médios

Leia mais

ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos. Tutorial do Facebook

ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos. Tutorial do Facebook ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos Tutorial do Facebook Autora: Edimara Heis 1 Sumário 1. O que é o Facebook?... 3 2. Como faço para cadastrar-me no Facebook?... 3 2.1 Etapa 1... 5 2.2 Etapa

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Agosto 2006 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

10 aplicativos para celulares e tablets que ajudam o empreendedor a gerenciar

10 aplicativos para celulares e tablets que ajudam o empreendedor a gerenciar 10 aplicativos para celulares e tablets que ajudam o empreendedor a gerenciar http://oglobo.globo.com/economia/emprego/empreendedorismo/10-aplicativos-para-celulares-tablets-queajudam-empreendedor-gerenciar-12001052#ixzz2xbs7stst

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Tela Principal. 2) Criação do CD para ser entregue ao cliente.

Tela Principal. 2) Criação do CD para ser entregue ao cliente. Tela Principal 1 1 Tela Principal 1) Coloque o e-mail que deseja receber o pedido enviado pelo cliente. Recomendamos emails da gmail ou hotmail, pois alguns provedores como yahoo ou terra, bloqueiam o

Leia mais

Mídia Brasil Online Manual do Usuário

Mídia Brasil Online Manual do Usuário 1) Menu Principal O Menu Principal se estende no topo da tela do MBO, apresentando as seguintes opções: Clicar sobre cada uma dessas opções permite o acesso às diferentes seções do site. 2) Funções do

Leia mais

Manual WebAdmin News

Manual WebAdmin News Manual WebAdmin News 20/12/2008 Login: Com a integração das páginas de notícias ao site atual da empresa, você consegue publicar notícias e artigos com a cara da sua empresa, sem precisar conhecer os detalhes

Leia mais

http://dinheiroganhe.com

http://dinheiroganhe.com Você pode distribuir, imprimir, compartilhar por e-mail ou citar em seu site ou blog, desde que o conteúdo não seja alterado e que a fonte original seja citada. http://dinheiroganhe.com SUMÁRIO 1. Introdução...3

Leia mais

Certificado Digital e-cpf

Certificado Digital e-cpf Página1 Certificado Digital e-cpf Manual do Usuário Página2 Índice Apresentação... 03 O que é um Certificado Digital?... 03 Instalando o Certificado... 04 Conteúdo do Certificado... 07 Utilização, guarda

Leia mais

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL Portal do Servidor Publico Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL 1 Indice Apresentação do Portal... 03 Acesso ao Portal do Servidor Publico... 04 Solicitar Senha... 04 Disponibilidade do Portal... 06

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Tutorial 5 Questionários

Tutorial 5 Questionários Tutorial 5 Questionários A atividade Questionário no Moodle pode ter várias aplicações, tais como: atividades de autoavaliação, lista de exercícios para verificação de aprendizagem, teste rápido ou ainda

Leia mais

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes

Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Portfólio fotográfico com o tema Unicamp Caroline Maria Manabe Universidade Estadual de Campinas Instituto de Artes Introdução Como foi explicitado no Projeto de Desenvolvimento de Produto, a minha intenção

Leia mais

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae

E-books. Guia para Facebook Ads. Sebrae E-books Sebrae Marketing e Vendas Guia para Facebook Ads Por que investir no facebook Ads? Tipos de anúncios Como funciona o sistema de pagamentos Criando anúncios Métricas Autor Felipe Orsoli 1 SUMÁRIO

Leia mais

Guia do Usuário. Introdução

Guia do Usuário. Introdução Guia do Usuário Introdução Nosso objetivo ao criar o Auditorbook foi valorizar o tempo de profissionais que realizam auditorias, verificações ou inspeções. Com este aplicativo desenvolvido pela VL Corrêa

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007

ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 ANDRÉ APARECIDO DA SILVA APOSTILA BÁSICA SOBRE O POWERPOINT 2007 CURITIBA 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO AO MICROSOFT POWERPOINT 2007... 3 JANELA PRINCIPAL... 3 1 - BOTÃO OFFICE... 4 2 - FERRAMENTAS DE ACESSO

Leia mais

Como fazer uma apresentação

Como fazer uma apresentação Como fazer uma apresentação Etapas para fazer uma apresentação Definição dos 1 objectivos da apresentação de acordo com as necessidades e o perfil da audiência Preparação de uma linha de trabalho de um

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.11 1

MANUAL VERSÃO 2.11 1 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 O QUE É O EOL?... 3 3 ACESSO AO CLIENTE... 3 4 ACESSANDO O EOL... 3 5 TELA INICIAL... 4 6 EXAMES ADMISSIONAIS... 5 7 MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 8 EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO

Leia mais

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno

MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno 1 MANUAL PARA UTILIZAÇÃO DO MOODLE FACULDADE INTERAÇÃO AMERICANA VIRTUAL - Versão: Aluno Acessando o sistema 1- Para acessar a Faculdade Interação Americana Virtual digite o seguinte endereço: http://ead.fia.edu.br/

Leia mais

CSF FasTest SOLUÇÕES DE OUTPUT DE PAGAMENTO

CSF FasTest SOLUÇÕES DE OUTPUT DE PAGAMENTO CSF FasTest SOLUÇÕES DE OUTPUT DE PAGAMENTO CSF FasTest Reduzindo o esforço empregado nos testes Os testes são a faca de dois gumes da composição de documentos: durante o ciclo de vida de seu documento,

Leia mais

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches

PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E O USO INTEGRADO DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Sérgio Abranches A presença de tecnologias digitais no campo educacional já é facilmente percebida, seja pela introdução de equipamentos diversos,

Leia mais

EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA

EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA EDITAL PARA A MOSTRA DE FOTOGRAFIA HISTÓRIA E MEMÓRIA EM SAÚDE DOS TERRITÓRIOS DE VIDA A Rede Unida Norte vem por meio deste, tornar público o presente Edital da Mostra de Fotografia História e Memória

Leia mais

Etapas da criação de uma campanha de email marketing

Etapas da criação de uma campanha de email marketing Etapas da criação de uma campanha de email marketing EMAIL MARKETING Como já vimos, e-mail marketing é o uso do e-mail como uma ferramenta de marketing direto, possibilitando que uma empresa ou marca atinja

Leia mais

Manual para uso do HELPDESK

Manual para uso do HELPDESK EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 1 de 14 Manual para uso do HELPDESK Visão Cliente EXACTUS Suporte e Atendimento - versão 1.0 Página 2 de 14 Introdução O serviço possui um pacote com todas

Leia mais

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital

WHITEPAPER. Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital WHITEPAPER Guia de compra para câmeras IP: tudo o que você precisa saber antes de adquirir a sua solução digital Câmera IP ou câmera analógica? Se você está em dúvida sobre a aquisição de uma solução analógica

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Alternar entre o

Leia mais

like a Boss mandic Um GUIA para você escolher bem, e se tornar uma Autoridade em Serviços de Compartilhamento de Arquivos na Nuvem.

like a Boss mandic Um GUIA para você escolher bem, e se tornar uma Autoridade em Serviços de Compartilhamento de Arquivos na Nuvem. BOX like a Boss Um GUIA para você escolher bem, e se tornar uma Autoridade em Serviços de Compartilhamento de Arquivos na Nuvem. mandic CLOUD SOLUTIONS Mais e mais empresas buscam soluções para dar suporte

Leia mais

Usar o Office 365 em seu telefone Android

Usar o Office 365 em seu telefone Android Usar o Office 365 em seu telefone Android Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu telefone Android para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde

Leia mais

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente

SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente SIMARPE Sistema de Arquivo Permanente Documentos formam a grande massa de conhecimentos de uma organização seja ela privada ou pública, esses documentos em sua maioria são parte do seu patrimônio. A Gestão

Leia mais

Photozig Albums Express 1.0.302

Photozig Albums Express 1.0.302 Photozig Albums Express 1.0.302 Comentários Principal Photozig Albums Express Crie álbuns de fotografias facilmente através deste software inteiramente gratuito e surpreendente! Downloads: 128.603 Tamanho:

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Feira de História da Família da Estaca DIRETRIZES TÉCNICAS ATUALIZAÇÃO DE MARÇO DE 2014

Feira de História da Família da Estaca DIRETRIZES TÉCNICAS ATUALIZAÇÃO DE MARÇO DE 2014 Feira de História da Família da Estaca DIRETRIZES TÉCNICAS ATUALIZAÇÃO DE MARÇO DE 2014 2014 Intellectual Reserve, Inc. Todos os direitos reservados. Impresso nos Estados Unidos da América. Aprovação do

Leia mais

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores.

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores. Curitiba, 03 de Dezembro de 2014. CLIENTE: Vidri FONE: 3272-9598 RESPONSÁVEL: Luciano Plataforma e-commerce Ideal Loja Apresentação: A Plataforma e-commerce Ideal Loja, é uma plataforma própria em uso

Leia mais

Mais rendimento do pessoal, graças a processos eficientes

Mais rendimento do pessoal, graças a processos eficientes O DocuWare nos recursos humanos Solution Info Mais rendimento do pessoal, graças a processos eficientes Currículos, correspondência, recomendações, declarações de rendimentos, e muito mais montanhas de

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.1. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Nextel Cloud Manual do Usuário Versão 1.0.1 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Manual do Usuário Nextel Cloud 1 Índice 1 Índice... 2 2 Nextel Cloud... 3 3 Instalação

Leia mais

EXEMPLO: Processo para atualização da hora Processo para monitoramento da necessidade de proteção de tela. Figura 4-1 - Exemplo

EXEMPLO: Processo para atualização da hora Processo para monitoramento da necessidade de proteção de tela. Figura 4-1 - Exemplo 4 PROCESSOS Os primeiros sistemas operacionais permitiam que apenas um processo fosse executado por vez. Dessa maneira, este processo tinha todo o sistema computacional a sua disposição. Os atuais sistemas

Leia mais

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS]

[MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] 2011 [MANUAL DE INTEGRAÇÃO PARA SITES DE MEMBROS] Destinado a usuários que desejam vender conteúdo premium, disponível em sites de membros, através da plataforma Hotmart. Versão do documento: 1.0, 11/04/2011.

Leia mais

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO

Adapti - Technology Solutions www.adapti.net Leonor cardoso nº 331 Fone : (041) 8844-7805 81240-380 Curitiba - PR MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO 1 Índice Administração de Documentos...2 Lista de documentos criados...3 Criando um novo documento...3 Barra de ferramentas do editor...4 Editando um documento...7 Administrando suas

Leia mais

Guia De Criptografia

Guia De Criptografia Guia De Criptografia Perguntas e repostas sobre a criptografia da informação pessoal Guia para aprender a criptografar sua informação. 2 O que estamos protegendo? Através da criptografia protegemos fotos,

Leia mais

storemore Descubra como ser mais produtivo e simultaneamente ter o melhor entretenimento móvel

storemore Descubra como ser mais produtivo e simultaneamente ter o melhor entretenimento móvel storemore ELEVADA CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO Descubra como ser mais produtivo e simultaneamente ter o melhor entretenimento móvel O que é o StoreMore? É a solução de armazenamento de alta-capacidade desenvolvida

Leia mais

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD

Manual do usuário Certificado Digital e-cpf. Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Manual do usuário Certificado Digital e-cpf Parabéns! Ao ter em mãos este manual, significa que você adquiriu um Certificado Digital DOCCLOUD Índice Apresentação 03 O que é um Certificado Digital? 04 Instalando

Leia mais

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário

Cadastramento de Computadores. Manual do Usuário Cadastramento de Computadores Manual do Usuário Setembro 2008 ÍNDICE 1. APRESENTAÇÃO 1.1 Conhecendo a solução...03 Segurança pela identificação da máquina...03 2. ADERINDO À SOLUÇÃO e CADASTRANDO COMPUTADORES

Leia mais

MANUAL DO INGRESSANTE. Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline

MANUAL DO INGRESSANTE. Matrícula Online. www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline MANUAL DO INGRESSANTE Matrícula Online www.ingresso.ufu.br/sistemas/matriculaonline O Sistema de Matrícula Online da UFU dispensa a necessidade de o ingressante ir presencialmente para realizar a sua Solicitação

Leia mais

Sobre o portal. Tráfego. Possibilidades de cooperação

Sobre o portal. Tráfego. Possibilidades de cooperação Sobre o portal Tráfego O Estheticon oferece informações abrangentes sobre medicina estética. Ele foi desenvolvido como um portal educacional, permitindo que os pacientes encontrem detalhes de médicos e

Leia mais

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno

Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Guia de Acesso Rápido AVA Ambiente Virtual de Aprendizagem Aluno Introdução O Ambiente de Aprendizagem, ou AVA, é um aplicativo web onde os educadores e alunos podem disponibilizar materiais didáticos,

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos

Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Google Drive: Acesse e organize seus arquivos Use o Google Drive para armazenar e acessar arquivos, pastas e documentos do Google Docs onde quer que você esteja. Quando você altera um arquivo na web, no

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

ArcSoft Total Media. HDCam 2.0

ArcSoft Total Media. HDCam 2.0 ArcSoft Total Media HDCam 2.0 1 Introdução Guia de Início Rápido O ArcSoft Total Media HDCam é um software de área de trabalho que combina gerenciamento de mídia e capacidades de reprodução. Gerenciamento

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS. Prof. M.Sc. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS ESPECIALIZAÇÃO EM ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS Microsoft Office PowerPoint 2007 Prof. M.Sc. Fábio Hipólito Julho / 2009 Visite o site:

Leia mais