Capítulo 36 Difração

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 36 Difração"

Transcrição

1 Capítulo 36 Difração

2 O que é a difração? Difração é um fenômeno, manifestado pelo espalhamento da luz de acordo com o princípio de Huygens, que ocorre com as ondas quando elas passam por um orifício ou contornam um objeto cuja dimensão é da mesma ordem de grandeza que o seu comprimento de onda.

3 Augustin-Jean Fresnel O ponto claro de Fresnel A luz é desviada ao passar pela superfície de uma esfera, produzindo um ponto claro no centro da sombra da esfera, conhecido como Ponto Claro de Fresnel.

4 Difração por uma Fenda: A Posição dos Mínimos

5 Difração por uma Fenda: A Posição dos Mínimos Para: D >> a A diferença de caminho entre as duas ondas deve ser λ/

6 Difração por uma Fenda: A Posição dos Mínimos Imaginar mais uma onda representada por r entre a aresta e o centro da fenda Para um caso geral: asen m m 1,,3...

7 1 3 4 Dividir a fenda em N partes: exemplo N = 18 Capítulo 36 Difração Intensidade da Luz Difratada por uma Fenda: Método Qualitativo.. r 18

8 Intensidade: Método Qualitativo

9 Intensidade da Luz Difratada por uma Fenda: Método Quantitativo Da geometria temos: Rsen( / ) E / arco raio E R m Substituindo R: Lembrando que: I m m E c 0 I I m sen / /

10 Intensidade da Luz Difratada por uma Fenda: Método Quantitativo Qual a relação entre a diferença de fase e o ângulo θ a Sabendo que: ( asen ) asen m m Onde: m= 1,, 3... representa a condição de mínimo Entre ondas vizinhas: ( xsen ) x a N

11 Intensidade da Luz Difratada por uma Fenda: Método Quantitativo O que acontece com a largura do máximo central? Quanto maior a razão a/λ mais estreito será o máximo central.

12 Exercício 36.9) Uma fenda de largura a é iluminada com luz branca. A) Para que valor de a o primeiro mínimo de luz vermelha, λ = 650 nm, aparece em θ = 15. B) Qual é o comprimento de onda λ da luz cujo primeiro máximo está em 15, coincidindo assim com o primeiro mínimo de luz vermelha? A) Sabendo que: asen m a 1 sen a,5m B) Sabendo que entre o primeiro e o segundo (m = 1 e ) mínimo deve estar localizado o primeiro máximo secundário, podemos aproximar m = 1,5. Sendo assim: asen asen 1,5 ' ' 1, 5 ' 430nm (Violeta)

13 Exercício 36.9) Uma fenda de 1 mm de largura é iluminada com uma luz cujo comprimento de onda é 589 nm. Uma figura de difração é observada a uma distância de 3 m da fenda. Qual é a distância entre os dois primeiros mínimos situados no mesmo lado do máximo central? Sabendo que: asen m m 1,,3... Determinar θ para o primeiro e para o segundo mínimo. Sabendo que: tan 1 P 1 D Determinar Δy = P P 1 = 1,77mm

14 Difração por uma Abertura Circular sen 1, d Primeiro mínimo para uma abertura circular sen a Primeiro mínimo para uma fenda

15 Difração por uma Abertura Circular Imagens produzidas por lentes são figuras de difração. O importante é resolver dois corpos distantes cuja separação angular é pequena. Critério de Rayleigh Quando o máximo central de uma figura coincide com o primeiro mínimo de outra.

16 θ R Critério de Rayleigh 1 R sen 1, Como os ângulos são pequenos: R 1, d é o menor ângulo para resolver uma imagem. d sen R Critério de Rayleigh R Quanto menor o valor de θ R melhor será a resolução da imagem. Diminuindo λ Aumentando o diâmetro da lente d

17 Critério de Rayleigh

18 Exemplo 36.3) A figura abaixo é uma vista ampliada dos pontos coloridos de uma figura pontilhista. Supondo que a distancia média entre os centros dos pontos é D = mm, que o diâmetro da pupila de olho do observador é de 1,5 mm de diâmetro, e que o critério de Rayleigh deva ser aplicado nessa situação. Qual é a menor distância para a qual os pontos não podem ser resolvidos para nenhuma cor? R 1, e D L d L dd 1, Escolher o menor λ para melhorar a resolução. λ = 400 nm (Violeta). L 6, 1m Menor distância para distinguir as cores dos portos vizinhos.

19 Difração por Duas Fendas

20 Difração por Duas Fendas Interferência por duas fendas estreitas λ >> a = Combinando as duas Figuras Difração por Fenda Dupla + Difração por uma fenda λ ~ a Intensidade: difração por uma fenda Intensidade: difração por duas fenda

21 Difração por Duas Fendas Intensidade: Interferência em Duas Fendas Estreitas ) ' ( cos 4 ) ( 0 I I Intensidade: Difração em Uma Fenda ) ( sen I I m L Intensidade: Difração em Duas Fendas + = Onde: ) ' ( cos ) ( sen I I m dsen ' asen

22 Difração por Duas Fendas L Casos: Fator de Interferência: dsen ' asen Onde: 1 ) ' ( cos 0 ' 0 d Fator de Difração: sen a ) ' ( cos ) ( sen I I m

23 Redes de Difração Exemplo 36.5) Em um experimento de dupla fenda o comprimento de onda λ da luz incidente é 405 nm, a distância d entre as fendas é de 19,44 μm e a largura a das fendas é 4,050 μm. Considere a interferência da luz nas duas fendas e também a difração da luz em cada fenda. a) Quantas franjas podem ser observadas na envoltória do pico central de difração? b) Quantas franjas claras podem ser observadas em um dos dois primeiros máximos da figura de difração? Solução: a) Calcular θ para o primeiro mínimo de difração. Usar θ para determinar o número de franjas m contidas no pico (não esquecer da simetria)! b) Calcular θ para o segundo mínimo de difração. Usar θ para determinar o número de franjas m contidas nesse intervalo (não esquecer de descontar as franjas do máximo central)!

24 Redes de Difração Para L >> d: w L N de fendas: N = w/d Posições dos máximos: dsen m

25 Redes de Difração dsen m w L Laser de He-Ne Sabendo m, d e θ podemos determinar λ

26 Redes de Difração A Largura das Linhas Ndsen ml Fazendo: sen ml ml ml Nd Máximo Central

27 Redes de Difração O espectroscópio de rede de difração dsen m Linhas de emissão do hidrogênio. Note que a luz que compõe o espectro de hidrogênio é composta por 4 comprimentos de ondas diferentes. As linhas correspondentes a m = 4 encontram-se incompletas pois a rede de difração não foi escolhida de maneira apropriada.

28 Redes de Difração Dispersão e Resolução A Dispersão, D, é definida como o espalhamento das linhas de difração pela rede, associada a diferentes comprimentos de onda. Definição: D D m d cos Δθ é a separação angular entre as linhas cuja variação no comprimento de onda diferem de Δλ. A Resolução de uma Rede de Difração, R, é a variável que relaciona a capacidade de distinguir duas linhas de difração muito próximas. Quanto maior R, mais estreitas serão as linhas de difração e mais fácil será a distinção delas. Definição: R med Δλ méd é a média dos comprimentos de ondas de duas linhas de difração que mal podem ser distinguidas e Δλ é a diferença no comprimento de onda das duas linhas R mn

29 Redes de Difração Exemplo 36.6) Uma rede de difração tem 1,6x10 4 ranhuras uniformemente distribuídas em uma largura w = 5,4 mm a rede é perpendicularmente iluminada por uma lâmpada de vapor de sódio essa luz contem duas linhas muito próximas, conhecidas como dubletos de sódio, de comprimento de onda 589,00 nm e 589,59 nm. a) Qual é o ângulo correspondente ao máximo de primeira ordem para o comprimento de 589,00 nm. b) Usando a dispersão da rede calcule a separação angular das duas linhas de primeira ordem. c) Qual é o menor número de ranhuras que uma rede pode ter sem que se torne impossível distinguir as linhas de primeira ordem do dubleto de sódio? a) Calcular a distância entre as fendas Determinar o ângulo. dsen m b) Calcular a Dispersão. Determinar o ângulo. D m d cos D c) Calcular a Resolução. Determinar o N de ranhuras. R mn R med

30 Difração de Raio-X Lei de Bragg: dsen m D é a distância entre planos atômicos θ é medido com relação à superfície refletora

31 Lista de Exercícios Cap. 36: 3, 7, 8, 9, 10, 13, 14, 16, 1, 4, 9, 31, 33, 39, 41, 53, 55, 61, 67, 73, 87, 111.

Lista de Problemas rad.)

Lista de Problemas rad.) Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Difração Lista de Problemas Problemas extraídos de HALLIDAY, D., RESNICK, R., WALKER, J. Fundamentos

Leia mais

Aula-4 Difração. Curso de Física Geral F-428

Aula-4 Difração. Curso de Física Geral F-428 Aula-4 Difração Curso de Física Geral F-428 A Sunday on La Grande Jatte Georges Seurat (French, 1859-1891) A Sunday on La Grande Jatte -- 1884, 1884-86 Oil on canvas, 81 3/4 x 121 1/4 in. (207.5 x 308.1

Leia mais

EXPERIMENTO 8 DIFRAÇÃO EM FENDA ÚNICA E EM FENDAS MÚLTIPLAS

EXPERIMENTO 8 DIFRAÇÃO EM FENDA ÚNICA E EM FENDAS MÚLTIPLAS EXPERIMENTO 8 DIFRAÇÃO EM FENDA ÚNICA E EM FENDAS MÚLTIPLAS Nesta atividade de laboratório você irá observar e analisar os efeitos provocados quando luz incide em uma fenda simples ou num sistema de muitas

Leia mais

PUC-RIO CB-CTC G2 Gabarito FIS FÍSICA MODERNA Turma: 33-A Nome Legível: Assinatura: Matrícula:

PUC-RIO CB-CTC G2 Gabarito FIS FÍSICA MODERNA Turma: 33-A Nome Legível: Assinatura: Matrícula: PUC-RIO CB-CTC G2 Gabarito FIS1061 - FÍSICA MODERNA 01-11-2013 Turma: 33-A Nome Legível: Assinatura: Matrícula: AS RESPOSTAS PRECISAM SER JUSTIFICADAS A PARTIR DE LEIS FÍSICAS E CÁLCULOS EXPLÍCITOS Não

Leia mais

Física IV. Prática VII Sandro Fonseca de Souza

Física IV. Prática VII Sandro Fonseca de Souza Física IV Prática VII Sandro Fonseca de Souza 1 Normas e Datas Atendimento ao estudante: sexta-feira de 14:00-15:00 na sala 3016 A. Presença é obrigatória as aulas de lab. e os alunos somente podem faltar

Leia mais

Física IV Ondas Eletromagnéticas parte 3

Física IV Ondas Eletromagnéticas parte 3 Física IV Ondas Eletromagnéticas parte 3 Sandro Fonseca de Souza Marcia Begalli IF-UERJ Difração e a teoria ondulatória da luz tela fonte I/I 0 canto Objeto opaco região de sombra Luz na sombra ou sombra

Leia mais

Difração = Desvio da propagação retilínea da luz

Difração = Desvio da propagação retilínea da luz Aula-4 Difração Difração = Desvio da propagação retilínea da luz Trata-se de um efeito característico de fenômenos ondulatórios, que ocorre sempre que parte de uma frente de onda (sonora, de matéria, ou

Leia mais

DIFRAÇÃO DA LUZ DE UM LASER POR FENDAS

DIFRAÇÃO DA LUZ DE UM LASER POR FENDAS Experimento 6 INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO DA LUZ DE UM LASER POR FENDAS 6.1 OBJETIVOS Estudo da figura de difração da luz por uma fenda fina em função da largura da fenda. Estudo da figura de interferência

Leia mais

Física. Física Moderna

Física. Física Moderna Física Física Moderna 1. Introdução O curso de física IV visa introduzir aos alunos os conceitos de física moderna através de uma visão conceitual dos fenômenos e uma abordagem simplificada das demonstrações.

Leia mais

Escola Politécnica FAP GABARITO DA P2 6 de novembro de 2009

Escola Politécnica FAP GABARITO DA P2 6 de novembro de 2009 P2 Física IV Escola Politécnica - 29 FAP 224 - GABARITO DA P2 6 de novembro de 29 Questão Uma película de óleo de silicone flutuando sobre água é iluminada por uma luz branca a partir do ar. A luz refletida

Leia mais

Aula 9 A Difração. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel

Aula 9 A Difração. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel Aula 9 A Difração Física 4 Ref. Halliday Volume4 Sumário Difração de fenda única circular A difração de Raios-X Relembrando... Uma única fenda com Largura Finita A figura de difração de fenda simples com

Leia mais

Difração. Universidade Federal de Itajubá. Física Geral IV - FIS503

Difração. Universidade Federal de Itajubá. Física Geral IV - FIS503 Difração Universidade Federal de Itajubá Física Geral IV - FIS503 O Experimento de Young (1801) 2 Difração: o princípio de Huygens 3 Difração A difração é mais perceptível quando a abertura é da ordem

Leia mais

Aula 8 Difração. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel

Aula 8 Difração. Física 4 Ref. Halliday Volume4. Profa. Keli F. Seidel Aula 8 Difração Física 4 Ref. Halliday Volume4 ...referente ao assunto com fenda simples Exemplo 36.2 (Sears) a) Em uma figura de difração de fenda única, qual é a intensidade em um ponto onde a diferença

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física Departamento de Física. FIS01184 Física IV-C Área 1 Lista 1

Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Física Departamento de Física. FIS01184 Física IV-C Área 1 Lista 1 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01184 Física IV-C Área 1 Lista 1 1.A luz do Sol no limite superior da atmosfera terrestre tem uma intensidade de

Leia mais

Interferência de duas fendas

Interferência de duas fendas Interferência de duas fendas Experiência de Young natureza ondulatória da luz. As duas fontes coerentes, resultantes da iluminação de duas fendas muito estreitas e paralelas, produz na tela um padrão de

Leia mais

INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO DA LUZ

INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO DA LUZ INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO DA LUZ INTRODUÇÃO A luz é uma onda eletromagnética; portanto é constituída por campos elétrico e magnético que oscilam, periodicamente, no tempo e no espaço, perpendiculares entre

Leia mais

Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva

Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva Prof. Dr. Lucas Barboza Sarno da Silva A luz uma onda eletromagnética Equações de Maxwell S S C C q E. ds 0 B. ds 0 db E. dr dt B. dr i 0 0 0 de dt Velocidade da luz: 1 8 c 310 m / s 0 0 03/09/2015 Prof.

Leia mais

Interferência e Experiência de Young

Interferência e Experiência de Young Nome: nº 2 Professor Caio Interferência e Experiência de Young 1. (UECE 2007) Através de franjas de interferência, é possível determinar características da radiação luminosa, como, por exemplo, o comprimento

Leia mais

ZAB Física Geral e Experimental IV

ZAB Física Geral e Experimental IV ZAB0474 - Física Geral e Experimental IV Experimentos 1 Polarização 2 Difração 3 Espectro Atômico 4 Luminescência Experimento 1 - Polarização Objetivo: Medir a intensidade da luz que atravessa um conjunto

Leia mais

Lista de Problemas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência

Lista de Problemas. Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência Universidade Federal do Rio Grande do Sul Instituto de Física Departamento de Física FIS01044 UNIDADE III Interferência Lista de Problemas Problemas extraídos de HALLIDAY, D., RESNICK, R., WALKER, J. Fundamentos

Leia mais

Laboratório de Física IV Aula 6

Laboratório de Física IV Aula 6 Laboratório de Física IV Aula 6 Prof. Helena h

Leia mais

DIFRAÇÃO E INTERFERÊNCIA

DIFRAÇÃO E INTERFERÊNCIA DIFRAÇÃO E INTERFERÊNCIA Material Utilizado: (Parte C - Difração por Rede) - um conjunto (PASCO OS-8500) constituído de um banco óptico, uma fonte de luz incandescente, dois porta-componentes, uma escala

Leia mais

EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA

EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA CURSO: ENGENHARIA - UFSCar - TURMA 09.904-0 Profa. Dra. Ignez Caracelli - DF 17 de novembro de 2016 EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA Exercícios extraídos do livro Fundamentos de Física volume 4: Óptica e Física

Leia mais

Figura 1 - Onda electromagnética colimada

Figura 1 - Onda electromagnética colimada Biofísica P12: Difração e interferência 1. Objectivos Observação de padrões de difração e interferência Identificação das condições propícias ao aparecimento de fenómenos de difração e interferência Aplicação

Leia mais

Física 4. Guia de Estudos P1

Física 4. Guia de Estudos P1 Física 4 Guia de Estudos P1 1. Introdução O curso de física IV visa introduzir aos alunos os conceitos de física moderna através de uma visão conceitual dos fenômenos e uma abordagem simplificada das demonstrações.

Leia mais

Interferência de ondas: está relacionada com a diferença de fase entre as ondas. A diferença de fase entre duas ondas pode mudar!!!!

Interferência de ondas: está relacionada com a diferença de fase entre as ondas. A diferença de fase entre duas ondas pode mudar!!!! Interferência de ondas: está relacionada com a diferença de fase entre as ondas. Construtiva: em fase Destrutiva: fora de fase A diferença de fase entre duas ondas pode mudar!!!! Coerência: para que duas

Leia mais

Física IV Poli Engenharia Elétrica: 5ª Aula (19/08/2014) Interferência em Filmes Finos (Películas Delgadas)

Física IV Poli Engenharia Elétrica: 5ª Aula (19/08/2014) Interferência em Filmes Finos (Películas Delgadas) Física IV Poli Engenharia Elétrica: 5ª Aula (19/08/2014) Prof. Alvaro Vannucci Na última aula vimos: Na experiência de fenda-dupla, aplicando o método dos fasores para somar os campos elétricos das ondas

Leia mais

Ondas Interferência

Ondas Interferência Ondas - 2010 Interferência Profa. Ana Barros 1º Semestre 2011 Interferência Princípio de Huygens A Lei da Refração Difração O Experimento de Young Intensidade das Franjas de Interferência Interferência

Leia mais

12/7/2016. Interferência e Difração. Física A FISICA A. Ignez Caracelli. Ignez Caracelli. Difração em fenda dupla

12/7/2016. Interferência e Difração. Física A FISICA A. Ignez Caracelli. Ignez Caracelli. Difração em fenda dupla FISICA 4-099040-A Interferência e Difração Parte 2 1 Difração em fenda dupla 2 1 Difração em fenda dupla Padrão de interferência para duas fendas muito estreitas a

Leia mais

Cap. 22 Óptica Ondulatória

Cap. 22 Óptica Ondulatória Cap. 22 Objetivos Usar o modelo de onda luminosa Reconhecer as evidências da natureza da onda luminosa Calcular padrões de interferência produzido por fendas duplas e redes de difração Compreender como

Leia mais

O Elétron como Onda. Difração de Bragg

O Elétron como Onda. Difração de Bragg O Elétron como Onda Em 1924, de Broglie sugeriu a hipótese de que os elétrons poderiam apresentar propriedades ondulatórias além das suas propriedades corpusculares já bem conhecidas. Esta hipótese se

Leia mais

8.2. Na extremidade de uma corda suficientemente longa é imposta uma perturbação com frequência f = 5 Hz que provoca uma onda de amplitude

8.2. Na extremidade de uma corda suficientemente longa é imposta uma perturbação com frequência f = 5 Hz que provoca uma onda de amplitude Constantes Velocidade do som no ar: v som = 344 m /s Velocidade da luz no vácuo c = 3 10 8 m/s 8.1. Considere uma corda de comprimento L e densidade linear µ = m/l, onde m é a massa da corda. Partindo

Leia mais

Interferência de ondas de luz

Interferência de ondas de luz Interferência de ondas de luz Experimento de Young Thomas Young (1773-1829) Interferência produzida por fendas duplas Difração da luz em um orifício circular Princípio de Huygens max min max S 1 min max

Leia mais

FIS Redes de difração e interferometria Prof. Basílio X. Santiago

FIS Redes de difração e interferometria Prof. Basílio X. Santiago FIS02014 - Redes de difração e interferometria Prof. Basílio X. Santiago Redes de difração e interferômetros No texto anterior, quantificamos a dispersão da luz por um prisma e aproveitamos esse caso específico

Leia mais

Teoria - Difração e Interferência

Teoria - Difração e Interferência Objetivos Teoria - Difração e Interferência Observar os fenômenos de difração e interferência da luz; Medir o diâmetro de um fio de cabelo. Introdução Um feixe de luz coerente, ao atravessar uma fenda

Leia mais

TRABALHO Nº 1 DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE ONDA DE UMA RADIAÇÃO DUPLA FENDA DE YOUNG

TRABALHO Nº 1 DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE ONDA DE UMA RADIAÇÃO DUPLA FENDA DE YOUNG TRABALHO Nº 1 DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO DE ONDA DE UMA RADIAÇÃO DUPLA FENDA DE YOUNG Pretende-se realizar a experiência clássica de Thomas Young e utilizar o padrão de interferência de duas fontes pontuais

Leia mais

Espectroscopia. Átomo de Hidrogênio

Espectroscopia. Átomo de Hidrogênio Espectroscopia Espectroscopia Um gás monoatômico, quando tem seus átomos excitados, emite luz numa cor característica do elemento químico que o compõe. O gás neon, por exemplo, emite luz vermelho-alaranjada,

Leia mais

1) Descreva e explique detalhadamente um sistema de filtragem espacial do tipo 4f.

1) Descreva e explique detalhadamente um sistema de filtragem espacial do tipo 4f. 1 LISTA 6 Óptica de Fourier 1) Descreva e explique detalhadamente um sistema de filtragem espacial do tipo 4f. 2) Desenhar qualitativamente como se veria o padrão de difração da grade mostrada na figura

Leia mais

EXERCÍCIOS PARA A LISTA 8 CAPÍTULO 22 ÓPTICA ONDULATÓRIA

EXERCÍCIOS PARA A LISTA 8 CAPÍTULO 22 ÓPTICA ONDULATÓRIA Exercícios Conceituais QUESTÃO 1. A figura ao lado mostra a imagem projetada em uma tela num experimento com fenda dupla. Para cada item a seguir, o espaçamento entre as franjas irá aumentar, diminuir

Leia mais

Escola Politécnica FAP GABARITO DA PS 12 de dezembro de 2006

Escola Politécnica FAP GABARITO DA PS 12 de dezembro de 2006 PS Física IV Escola Politécnica - 2006 FAP 2204 - GABARITO DA PS 12 de dezembro de 2006 Questão 1 Uma onda eletromagnética plana harmônica de freqüência f propaga-se no vácuo no sentido positivo do eixo

Leia mais

Física IV. Difração. Sears capítulo 36. Prof. Nelson Luiz Reyes Marques. Capítulo 36 Difração

Física IV. Difração. Sears capítulo 36. Prof. Nelson Luiz Reyes Marques. Capítulo 36 Difração Física IV Difração Sears capítulo 36 Prof. Nelson Luiz Reyes Marques Difração e a Teoria Ondulatória da Luz Difração e a Teoria Ondulatória da Luz A difração é um fenômeno essencialmente ondulatório, ou

Leia mais

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 1

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 1 Experimento 2 A emissão da luz por diferentes fontes Objetivo: Construir um modelo para a emissão de luz por uma fonte não puntiforme. Material utilizado! caixa escura! máscaras! fonte de luz 1 com lâmpadas

Leia mais

Estrutura física da matéria Difração de elétrons

Estrutura física da matéria Difração de elétrons O que você pode aprender sobre este assunto... - Reflexão de Bragg - Método de Debye-Scherer - Planos de rede - Estrutura do grafite - Ondas de matéria - Equação de De Broglie Princípio: Elétrons acelerados

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Bloco 02: O DUBLETO DO SÓDIO Os níveis de energia de um átomo de hidrogênio calculados pela equação de Schrödinger são

Leia mais

Descrição das Atividades

Descrição das Atividades Criminalística - A Física auxiliando a Polícia a desvendar crimes Bloco - Difração de Raio-X O estudo da difração do laser a partir do LP, DVD e do CD será utilizado como forma analógica a fim de sensibilizar

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III. Exercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA

INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III. Exercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA INSTITUTO POLITÉCNICO DE BRAGANÇA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E DE GESTÃO FÍSICA III Eercícios teórico-práticos FILIPE SANTOS MOREIRA Física 3 (EQ) Eercícios TP Índice Índice i Derivadas e integrais

Leia mais

Fundamentos físicos da Sismoestratigrafia

Fundamentos físicos da Sismoestratigrafia Fundamentos físicos da Sismoestratigrafia Ondas em meios sólidos elásticos Uma onda é uma perturbação da matéria que se propaga em uma direção, ou seja, as partículas em um determinado ponto de um meio

Leia mais

defi departamento de física

defi departamento de física defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt Diâmetro de um fio com laser Instituto Superior de Engenharia do Porto Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino de Almeida,

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C.

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO. Revisão: Campos se criam mutuamente. Prof. André L. C. ONDAS ELETROMAGNÉTICAS:3 Prof. André L. C. Conceição DAFIS CAPÍTULO 33 HALLIDAY, RESNICK. 8ª EDIÇÃO Ondas eletromagnéticas Revisão: Campos se criam mutuamente Lei de indução de Faraday: Lei de indução

Leia mais

Transmissão de informação sob a forma de ondas

Transmissão de informação sob a forma de ondas Transmissão de informação sob a forma de ondas Adaptado da Escola Virtual (Porto Editora) 1 2 1 3 ONDAS: fenómenos de reflexão, absorção e refração Quando uma onda incide numa superfície de separação entre

Leia mais

A difração descreve as modificações sofridas por ondas eletromagnéticas quando são obstruídas. Por exemplo, a frente de onda da Figura 1 abaixo.

A difração descreve as modificações sofridas por ondas eletromagnéticas quando são obstruídas. Por exemplo, a frente de onda da Figura 1 abaixo. 1 Difração A difração descreve as modificações sofridas por ondas eletromagnéticas quando são obstruídas. Por exemplo, a frente de onda da Figura 1 abaixo. Figura 1: Frente de onda obstruída por obstáculo.

Leia mais

Óptica Física Interferência e difracção

Óptica Física Interferência e difracção Óptica Física Interferência e difracção Diferença de fase e coerência Interferência em filmes finos Interferência gerada por duas fendas Difracção por fenda única Difracção de Fraunhofer e Fresnel Redes

Leia mais

INTERFERÊNCIA. S 1 r 1 P S 2 r 2 E 1

INTERFERÊNCIA. S 1 r 1 P S 2 r 2 E 1 INSTITUTO DE FÍSICA DA UFBA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO DISCIPLINA : FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL IV-E (FIS 4) INTERFERÊNCIA Sejam duas fontes puntiformes de luz S e S e um ponto P situado a

Leia mais

Difração de raios X. Ciência dos Materiais

Difração de raios X. Ciência dos Materiais Difração de raios X Ciência dos Materiais A descoberta dos raios X Roentgen 1895 Mão da Sra. Roentgen Mão do Von Kolliker 1ª radiografia da história Tubo de Crookes 3-99 DIFRAÇÃO DE RAIOS X Difração de

Leia mais

1304 Difração de elétrons

1304 Difração de elétrons 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Máximo F. da Silveira Instituto de Física UFRJ Tópicos Relacionados Reflexão de Bragg, método Debye-Scherrer, planos de rede,

Leia mais

Biologia Estrutural. Ondas e Lei de Bragg. Prof. Dr. Walter Filgueira de Azevedo Jr. wfdaj.sites.uol.com.br Dr. Walter F. de Azevedo Jr.

Biologia Estrutural. Ondas e Lei de Bragg. Prof. Dr. Walter Filgueira de Azevedo Jr. wfdaj.sites.uol.com.br Dr. Walter F. de Azevedo Jr. Biologia Estrutural Ondas e Lei de Bragg Prof. Dr. Walter Filgueira de Azevedo Jr. Resumo Fenômenos Ondulatórios Pulso de Ondas Ondas Onda Eletromagnética Radiação Eletromagnética Interferência Representação

Leia mais

Aula do cap. 17 Ondas

Aula do cap. 17 Ondas Aula do cap. 17 Ondas O que é uma onda?? Podemos definir onda como uma variação de uma grandeza física que se propaga no espaço. É um distúrbio que se propaga e pode levar sinais ou energia de um lugar

Leia mais

INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO

INTERFERÊNCIA E DIFRAÇÃO FERNANDO JESUS DE OLIVEIRA N o. Matr. 9901048-7 CARLOS ALBERTO BARBOSA N o. Matr. 9901027-4 SÉRGIO WENER CHULA PARADA N o. Matr. 9901004-5 VIRGÍNIA MONTEIRO ARAÚJO TEIXEIRA N o. Matr. 65914-9 10 º período

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Física FÍSI CA II BACHARELADO EM QUÍMICA

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Física FÍSI CA II BACHARELADO EM QUÍMICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto Departamento de Física USP FÍSI CA II BACHARELADO EM QUÍMICA CUBA DE ONDAS 1.Objetivos Estudar os fenômenos de reflexão,

Leia mais

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS

CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS CIÊNCIAS DA NATUREZA E SUAS TECNOLOGIAS Lista de Exercícios de Física / 1º ano De sonhos e Professor(a): Renan Oliveira Data: / / 2016. Aluno(a): 1. (FUVEST SP/2014) Um prisma triangular desvia um feixe

Leia mais

Exercício cálculo de irradiância

Exercício cálculo de irradiância Exercício cálculo de irradiância Uma fonte plana Lambertiana de diâmetro d = r s e radiância L é colocada no foco objecto de uma lente convergente de distância focal f e diâmetro D. Assume-se r s

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 3 PROPRIEDADES CORPUSCULARES DA RADIAÇÃO Edição de novembro de 2011 CAPÍTULO 3 PROPRIEDADES CORPUSCULARES DA RADIAÇÃO ÍNDICE 3.1- Efeito

Leia mais

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água.

1-A figura 1 a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. REFRAÇÃO- LEI DE SNELL DESCARTES -A figura a seguir mostra um feixe de luz incidindo sobre uma parede de vidro que separa o ar da água. Os índices de refração são,00 para o ar,,50 para vidro e,33 para

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS - ONDAS

LISTA DE EXERCÍCIOS - ONDAS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE FÍSICA - DEPARTAMENTO DE FÍSICA GERAL DISCIPLINA: FIS 1 - FÍSICA GERAL E EXPERIMENTAL II-E www.fis.ufba.br/~fis1 LISTA DE EXERCÍCIOS - ONDAS 013.1 1. Considere

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO Sala de Estudos FÍSICA - Lucas trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO 1. (Puccamp 1995) Um feixe de luz monocromática, que se propaga no meio 1 com velocidade

Leia mais

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº Valor: 10 Nota:.. 1. (Ufsm 011) Na figura a seguir, são representados um objeto (O) e a sua imagem (I) formada pelos raios de

Leia mais

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido

Raios de luz: se propagam apenas em uma. direção e em um sentido A luz é uma onda eletromagnética, cujo comprimento de onda se inclui num determinado intervalo dentro do qual o olho humano é a ela perceptível. O seu estudo é a base da óptica. Raios de luz: se propagam

Leia mais

ESPECTROSCOPIA ÓTICA

ESPECTROSCOPIA ÓTICA INSTITUTO DE FÍSICA DA UFBA DEPARTAMENTO DE FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO DISCIPLINA: ESTRUTURA DA MATÉRIA I (FIS101) ESPECTROSCOPIA ÓTICA I. OBJETIVOS DO EXPERIMENTO: 1. Familiaridade com um espectrômetro ótico

Leia mais

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ)

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Sérgio Ferreira de Lima http://aprendendofisica.net/rede/blog/category/aprofundamento/ cp2@sergioflima.pro.br Óptica Geométrica: Estudo dos fenômenos

Leia mais

O espectro eletromagnético

O espectro eletromagnético Difração de Raios X O espectro eletromagnético luz visível raios-x microondas raios gama UV infravermelho ondas de rádio Comprimento de onda (nm) Raios Absorção, um fóton de energia é absorvido promovendo

Leia mais

Lei de Gauss Φ = A (1) E da = q int

Lei de Gauss Φ = A (1) E da = q int Lei de Gauss Lei de Gauss: A lei de Gauss nos diz que o fluxo total do campo elétrico através de uma superfície fechada A é proporcional à carga elétrica contida no interior do volume delimitado por essa

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna

Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Universidade Federal do Paraná Departamento de Física Laboratório de Física Moderna Bloco 0: AS LINHAS DE BALMER Introdução A teoria quântica prevê uma estrutura de níveis de energia quantizados para os

Leia mais

DIFRAÇÃO DE FRAUNHOFFER

DIFRAÇÃO DE FRAUNHOFFER DIFRAÇÃO DE FRAUNHOFFER Fernando Tamariz Luna Universidade Estadual de Santa Cruz - UESC, Departamento de Ciências Eatas e Tecnológicas - DCET, curso de Física, Bacharelado e Licenciatura. 6to Laboratório

Leia mais

COMPROVAÇÃO DA NATUREZA DAS ONDAS DA LUZ E DETERMINAÇÃO DO COMPRI- MENTO DE ONDAS.

COMPROVAÇÃO DA NATUREZA DAS ONDAS DA LUZ E DETERMINAÇÃO DO COMPRI- MENTO DE ONDAS. Óptica Óptica ondulatória Difração em fendas múltiplas e grades COMPROVAÇÃO DA NATUREZA DAS ONDAS DA UZ E DETERMINAÇÃO DO COMPRI- MENTO DE ONDAS. Estudo da difração em fendas duplas com diversas distâncias

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA O conhecimento das propriedades da luz nos permite explicar por que o céu é azul, funcionamento dos olhos, e dispositivos

Leia mais

Interferência e Difração

Interferência e Difração FÍSICA Física PARA 4 - BIOTECNOLOGIA 099040-A FÍSICA Física PARA 4 - BIOTECNOLOGIA 099040-A Interferência e Difração 1 Interferência e Difração Relembrando... 2 1 Conceitos: ondas ondas progressivas ondas

Leia mais

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo:

1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 42, cos 42 e tg 42. Resolução Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Atividades Complementares 1. Com o auxílio de régua graduada e transferidor, calcular sen 4, cos 4 e tg 4. Traçamos uma perpendicular a um dos lados desse ângulo: Medimos, com auxílio da régua, os lados

Leia mais

INTERFERÊNCIA E DIFRACÇÃO DE LUZ

INTERFERÊNCIA E DIFRACÇÃO DE LUZ INTERFERÊNCIA E DIFRACÇÃO DE LUZ OBJECTIVO Esta experiência consiste em estudar efeitos de interferência de duas fontes luminosas, ou da difracção de luz por fendas ou objectos opacos. Em ambos os casos

Leia mais

C. -20 nc, e o da direita, com +20 nc., no ponto equidistante aos dois anéis? exercida sobre uma carga de 1,0 nc colocada no ponto equidistante?

C. -20 nc, e o da direita, com +20 nc., no ponto equidistante aos dois anéis? exercida sobre uma carga de 1,0 nc colocada no ponto equidistante? Profa. Dra. Ignez Caracelli (DF) 30 de outubro de 2016 LISTA DE EXERCÍCIOS 2: ASSUNTOS: FORÇA DE COULOMB, CAMPO ELÉTRICO, CAMPO ELÉTRICO PRODUZIDO POR CARGA PONTUAL - DISTRIBUIÇÃO DISCRETA DE CARGAS, CAMPO

Leia mais

Óptica. Difracção. (nas

Óptica. Difracção. (nas Óptica Difracção Até agora limitamo-nos a estudar problemas em que tínhamos 2 fontes a emitir radiação, que depois interferia num alvo. Mas se em vez de termos 2 fontes tivermos um número muito elevado

Leia mais

Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente, como:

Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente, como: Atividade extra Fascículo 8 Física Unidade 18 Exercício 1 Adaptado de UERGS 2000 Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente,

Leia mais

carga do fio: Q. r = r p r q figura 1

carga do fio: Q. r = r p r q figura 1 Uma carga Q está distribuída uniformemente ao longo de um fio reto de comprimento infinito. Determinar o vetor campo elétrico nos pontos situados sobre uma reta perpendicular ao fio. Dados do problema

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 2 RADIAÇÃO TÉRMICA E CORPO NEGRO Edição de janeiro de 2009 CAPÍTULO 2 RADIAÇÃO TÉRMICA E CORPO NEGRO ÍNDICE 2.1- Radiação Térmica 2.2-

Leia mais

O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações

O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações O Espectroscópio de Rede de Difração Fundamentos e Aplicações Introdução Em 1814, o físico alemão Joseph von Fraunhofer repetiu o experimento clássico de Newton ao passar um feixe de luz do Sol através

Leia mais

Fenómenos ondulatórios

Fenómenos ondulatórios Sumário UNIDADE TEMÁTICA 2. 2- Comunicação de informação a longas distâncias. 2.2- Propriedades das ondas. - Reflexão e refração de ondas. - Leis da reflexão e da refração. - Índice de refração de um meio.

Leia mais

Se um feixe de luz laser incidir em uma direção que passa pela borda da caixa, fazendo um ângulo θ com a vertical, ele só poderá iluminar a moeda se

Se um feixe de luz laser incidir em uma direção que passa pela borda da caixa, fazendo um ângulo θ com a vertical, ele só poderá iluminar a moeda se 1. (Udesc 2011) Considere uma lâmina de vidro de faces paralelas imersa no ar. Um raio luminoso propaga-se no ar e incide em uma das faces da lâmina, segundo um ângulo θ em relação à direção normal ao

Leia mais

Polarização de Ondas

Polarização de Ondas Polarização de Ondas 1. polarização de Ondas. Considere uma onda transversal se propagando numa corda, na qual as direções de oscilação são totalmente aleatórias. Após a passagem da onda pela fenda, a

Leia mais

228 Interferômetro de Michelson

228 Interferômetro de Michelson 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Osvaldo Guimarães PUC-SP & Otávio Augusto T. Dias IFT-SP Tópicos Relacionados Interferência, comprimento de onda, índice de refração,

Leia mais

Aula 4 Ondas Eletromagnéticas

Aula 4 Ondas Eletromagnéticas Aula 4 Ondas Eletromagnéticas Física 4 Ref. Halliday Volume4 Relembrando... Ótica Geométrica Lei da Reflexão Lei de Refração (Lei de Snell) Onde n é o índice de refração e é adimensional. Relembrando...

Leia mais

Cap 23 - Ótica Geométrica

Cap 23 - Ótica Geométrica Cap 23 - Ótica Geométrica Ótica Geométrica Descreve o comportamento da luz em situações onde sua natureza ondulatória (efeitos de interferência/difração) não fica evidente, e onde ela pode ser modelada

Leia mais

Lei de Gauss. O produto escalar entre dois vetores a e b, escrito como a. b, é definido como

Lei de Gauss. O produto escalar entre dois vetores a e b, escrito como a. b, é definido como Lei de Gauss REVISÃO DE PRODUTO ESCALAR Antes de iniciarmos o estudo do nosso próximo assunto (lei de Gauss), consideramos importante uma revisão sobre o produto escalar entre dois vetores. O produto escalar

Leia mais

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA

NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA NOTAS DE AULAS DE FÍSICA MODERNA Prof. Carlos R. A. Lima CAPÍTULO 5 PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DA MATÉRIA Edição de janeiro de 2009 CAPÍTULO 5 PROPRIEDADES ONDULATÓRIAS DA MATÉRIA ÍNDICE 5.1- Postulados

Leia mais

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc.

Comunicações Ópticas. Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Comunicações Ópticas Profº: Cláudio Henrique Albuquerque Rodrigues, M. Sc. Corpos luminosos e Corpos iluminados O Sol, as estrelas, uma lâmpada ou uma vela, acesas, são objetos que emitem luz própria,

Leia mais

3 Fundamentos teóricos para a montagem experimental

3 Fundamentos teóricos para a montagem experimental 3 Fundamentos teóricos para a montagem experimental 3.1. Disposição geométrica Dos muitos processos de monocromatização conhecidos, o princípio fundamental foi mantido para a montagem experimental a que

Leia mais

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 17 ÓPTICA E TELESCÓPIOS

INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 17 ÓPTICA E TELESCÓPIOS Introdução à Astrofísica Lição 16 Óptica e Telescópios INTRODUÇÃO À ASTROFÍSICA LIÇÃO 17 ÓPTICA E TELESCÓPIOS Nessa lição iremos estudar a chamada óptica geométrica, de maneira que possamos ter uma compreensão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL Laboratório de Física Moderna I Análise de Espectros Atômicos com o Espectrômetro com Prisma Objetivo Familiarizar-se e aprender

Leia mais

3. Achar a equação da esfera definida pelas seguintes condições: centro C( 4, 2, 3) e tangente ao plano π : x y 2z + 7 = 0.

3. Achar a equação da esfera definida pelas seguintes condições: centro C( 4, 2, 3) e tangente ao plano π : x y 2z + 7 = 0. Universidade Federal de Uerlândia Faculdade de Matemática Disciplina : Geometria Analítica (GMA00) Assunto: Superfícies, Quádricas, Curvas e Coordenadas Professor Sato 4 a Lista de exercícios. Determinar

Leia mais

Resolução de exercícios Parte 1

Resolução de exercícios Parte 1 Resolução de exercícios Parte 1 Capítulo 1 (4 exercícios) 1. Uma fonte luminosa emite uma potência igual a 3mW. Se as perdas totais do sistema somam 45dB, qual deve ser a mínima potência detectável por

Leia mais

Física IV Escola Politécnica GABARITO DA P2 15 de outubro de 2013

Física IV Escola Politécnica GABARITO DA P2 15 de outubro de 2013 Física IV - 4320402 Escola Politécnica - 2013 GABARITO DA P2 15 de outubro de 2013 Questão 1 Luz monocromática de comprimento de onda λ incide sobre uma fenda S. Um espelho metálico plano está a uma distância

Leia mais

Qual a cor da substância que deu origem ao espectro da Figura 1? a) Azul. b) Verde. c) Violeta. d) Laranja. e) Vermelho.

Qual a cor da substância que deu origem ao espectro da Figura 1? a) Azul. b) Verde. c) Violeta. d) Laranja. e) Vermelho. 1. (Enem 2014) É comum aos fotógrafos tirar fotos coloridas em ambientes iluminados por lâmpadas fluorescentes, que contêm uma forte composição de luz verde. A consequência desse fato na fotografia é que

Leia mais