O complexo teníase-cisticercose engloba, na realidade, duas doenças distintas,

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O complexo teníase-cisticercose engloba, na realidade, duas doenças distintas,"

Transcrição

1 O que é? O complexo teníase-cisticercose engloba, na realidade, duas doenças distintas, com sintomatologia e epidemiologia totalmente diferentes: as cisticercoses correspondem, no estádio adulto, aos cestódios Taenia solium e Taenia saginata e as respectivas formas larvares, Cysticercus cellulosae e Cysticercus bovis. As primeiras têm como hospedeiros intermediários os suínos e as últimas, os bovinos. O C. cellulosae requer maiores atenções em saúde pública, uma vez que os ovos da T. solium infectam o homem desenvolvendo cisticercos nos tecidos, com repercussões mais graves ao provocar a neurocisticercose e a cisticercose intraocular, podendo localizar-se, ainda, em outras regiões também preocupantes, do mesmo modo que o parasitismo pelas formas adultas. Ciclo evolutivo No ciclo evolutivo da Taenia solium existem dois hospedeiros: o definitivo, que é o homem, que aloja a fase adulta do parasito no intestino delgado e o intermediário, que pode ser o suíno ou o homem, no qual se desenvolvem as formas larvárias do parasito. Assim como ocorre na Taenia solium, a Taenia saginata precisa de dois hospedeiros para completar seu ciclo evolutivo. Um é o homem, que é o hospedeiro definitivo (único a possuir a fase adulta do parasita). O outro hospedeiro chamado de intermediário, pois nele só ocorre a fase larvar (cisticerco) é o bovino. Ao comer a carne crua ou mal passada dos bovinos que contenha as larvas da Taenia (cisticercos), o homem passa a desenvolver a doença chamada teníase, também

2 conhecida como solitária. Um homem infectado pode eliminar milhões de ovos ao dia, livres nas fezes, cada um contendo cerca de ovos com embriões, que podem sobreviver na pastagem durante vários meses. Como é transmitida? A teníase é adquirida através da ingestão de carne bovina ou suína mal cozida, que contém as larvas. Quando o homem ingere, acidentalmente, os ovos de T. solium, adquire a cisticercose. A cisticercose humana por ingestão de ovos de T. saginata não ocorre ou é extremamente rara. Também contribuem para que ocorra a transmissão o hábito pouco higiênico de evacuar a céu aberto, ou existência de sanitários sem as devidas fossas, o costume de criar porcos com lixo e detritos de todo tipo. Assim, ao defecar em locais abertos, o homem possibilita a dispersão dos ovos pelo ambiente ao redor. Ao serem expostos ao sol, as fezes secam, tornam-se mais leves que as partículas de pó e são lançados a grandes distâncias pelo vento, o que pode provocar a contaminação de rios,

3 plantações, lagoas, etc. Assim, essa água contaminada pode ser utilizada em criações de porcos, na irrigação de hortas, no consumo humano, provocando a proliferação da doença e a manutenção do Complexo Teníase-Cisticercose. Sinais clínicos Teníase: irritabilidade, insônia, anorexia ou apetite exagerado, perda de peso, dor abdominal, distúrbios digestivos, náuseas, vômitos, diarréia alternada com constipação, sensação de dor de fome. Muitas infecções são assintomáticas, exceto pelo incômodo de ter segmento de vermes emergindo pelo ânus. Cisticercose no animal: Em condições naturais, os bovinos acometidos por cisticercose não manifestam sinais clínicos, geralmente as lesões são visíveis apenas nas avaliações post-mortem. Porém, durante a fase de disseminação, quando os sintomas estão presentes, pode-se observar em casos de infecção intensa: dificuldade na apreensão de alimentos, na mastigação e até mesmo uma pseudo-paralisia do maxilar inferior, no caso de infecção maciça dos músculos mastigadores e da língua; tosse seca e quitinosa quando localizados nos músculos ou da submucosa da laringe, além de transtornos cerebrais.

4 Cisticercose no homem: Quando localizada no sistema nervoso central (Neurocisticercose), os sinais clínicos variam de acordo com o número de cisticercos, seu estado de desenvolvimento, variedade morfológica e com sua localização no sistema nervoso central e as reações no paciente. As manifestações clínicas mais frequentes são: crises epilépticas, síndrome de hipertensão intracraniana, meningite cisticercótica, distúrbios psíquicos e síndrome medular. A localização ocular causa redução da visão, irites, uveites, retinites e conjuntivites. Ao lado mostra uma ressonância magnética de um cérebro humano com diversos cisticercos. Diagnóstico Em animais: o diagnóstico anatomopatológico constitui-se o de maior importância, pois a identificação da cisticercose, por ocasião do abate dos animais, é indispensável ao sucesso dos programas de prevenção à teníase humana. Em humanos: o meio de diagnóstico mais utilizado é por imagem através da tomografia computadorizada ou ressonância magnética nuclear, porém poderá ser realizado através do exame do líquido cefalorraquidiano incluindo os testes imunológicos de ELISA, imunofluorescência indireta, imunodifusão dupla, hemoaglutinação indireta.

5 Prevenção e controle Não ingerir carne crua ou insuficientemente cozida, ou ainda, proveniente de abate clandestino, sem inspeção oficial; Consumir apenas água tratada, fervida ou de fonte segura; Lavar bem as mãos, principalmente após usar o banheiro e antes das refeições; Lavar bem os alimentos como verduras, frutas e hortaliças com água limpa; Irrigar hortas e pastagens com água limpa e não adubar com fezes humanas; Construir sanitários com fossa séptica; Realizar o tratamento dos efluentes de esgotos de forma adequada para que estes não contaminem o solo, a água e os alimentos; Fazer periodicamente exames de fezes em moradores de área rurais.

Aula 06. Olá pessoal, hoje iremos conhecer um parasita muito frequente em nossa região a. Taenia. TAENIA sp. (Teníase e Cisticercose) Introdução

Aula 06. Olá pessoal, hoje iremos conhecer um parasita muito frequente em nossa região a. Taenia. TAENIA sp. (Teníase e Cisticercose) Introdução Aula 06 Teníase e Cisticercose Taenia sp. Olá pessoal, hoje iremos conhecer um parasita muito frequente em nossa região a TAENIA sp. (Teníase e Cisticercose) Introdução Teníases e Cisticercose são duas

Leia mais

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor.

Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Planária, esquistossomo, solitária etc. Corpo achatado dorsoventralmente Vida livre ou parasitas. Surge o sistema excretor. Sistemas: Digestório Incompleto Respiratório Difusão Nervoso Ganglionar Circulatório

Leia mais

Teníase e Cisticercose. Disciplina: Parasitologia Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini

Teníase e Cisticercose. Disciplina: Parasitologia Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini Teníase e Cisticercose Disciplina: Parasitologia Curso: Análises Clínicas 3º. Módulo Docente: Profa. Dra. Marilanda Ferreira Bellini Teníase e Cisticercose Taenia saginata Taenia solium Teníase x Cisticercose

Leia mais

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos

CARACTERÍSTICAS EMBRIONÁRIAS. Simetria bilateral Triblásticos Protostômios Acelomados Ametaméricos FILO PLATELMINTOS Reúne animais com corpo alongado e achatado dorsoventralmente. Inclui animais de vida livre (planárias) encontrados no mar, em água doce e ambientes terrestres úmidos, além de formas

Leia mais

REQUERIMENTO Nº DE 2007

REQUERIMENTO Nº DE 2007 REQUERIMENTO Nº DE 2007 (Do Sr. Carlos Sampaio) Requer o envio de indicação ao Poder Executivo, solicitando a inclusão da neurocisticercose na lista de enfermidades consideradas graves por classificação

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO E MORFOLOGIA GERAL DE HELMINTOS

CLASSIFICAÇÃO E MORFOLOGIA GERAL DE HELMINTOS CLASSIFICAÇÃO E MORFOLOGIA GERAL DE HELMINTOS CLASSES: NEMATODA TREMATODA CESTODA TENÍASE E CISTICERCOSE CLASSIFICAÇÃO FILO Platyelminthes CLASSE Cestoda FAMÍLIA Taeniidae GÊNERO Taenia ESPÉCIE Taenia

Leia mais

Aula de Parasitologia Clínica Michel Parente Gomes

Aula de Parasitologia Clínica Michel Parente Gomes Aula de Parasitologia Clínica Michel Parente Gomes Teníase e Cisticercose Classe: Cestoda Gênero: Taenia Agente etiológico: Taenia solium e Taenia saginata Nome popular: solitárias Teníase e cisticercose:

Leia mais

CISTICERCOSE EM SUÍNOS

CISTICERCOSE EM SUÍNOS CISTICERCOSE EM SUÍNOS CAVALINI, Antonio Carlos Discente da Faculdade de Medicina Veterinária de Garça / SP FAMED/ ACEG NEVES, Maria Francisca ZAPPA, Vanessa Docentes da Faculdade de Medicina Veterinária

Leia mais

SUMÁRIO O PARASITA SOLITÁRIA OU TÊNIA É ADQUIRIDO PELO HOMEM ATRAVÉS DO CONSUMO DE CARNES CRUAS OU MAL COZIDAS INTRODUÇÃO...

SUMÁRIO O PARASITA SOLITÁRIA OU TÊNIA É ADQUIRIDO PELO HOMEM ATRAVÉS DO CONSUMO DE CARNES CRUAS OU MAL COZIDAS INTRODUÇÃO... SUMÁRIO O PARASITA SOLITÁRIA OU TÊNIA É ADQUIRIDO PELO HOMEM ATRAVÉS DO CONSUMO DE CARNES CRUAS OU MAL COZIDAS... 1 1. INTRODUÇÃO... 1 2. TENÍASE HUMANA (SOLITÁRIA)... 3 2.1. COMO OS INDIVÍDUOS ADQUIREM

Leia mais

TENÍASE Homem: Boi ou porco: Contaminação: Sintomas: Tratamento: Profilaxia:

TENÍASE Homem: Boi ou porco: Contaminação: Sintomas: Tratamento: Profilaxia: TENÍASE Homem: hospedeiro definitivo. Boi ou porco: hospedeiro intermediário. Contaminação: ingestão de carne mal passada contaminada com cisticercos; autoinfecção. Sintomas: distúrbios intestinais, dores

Leia mais

COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE

COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE COMPLEXO TENÍASE-CISTICERCOSE MEDEIROS, Fabrícia TOZZETTI, Danilo GIMENES, Roberta email: fabriciamedvet@hotmail.com Acadêmicos da Associação Cultural e Educacional de Garça - FAMED NEVES, Maria Francisca

Leia mais

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago

Parasitoses - Ve V rminoses Prof. Tiago Parasitoses - Verminoses Prof. Tiago INTRODUÇÃO PLATELMINTOS E NEMATÓDEOS: RESPONSÁVEIS POR ALGUMAS PARASITOSES CONHECIDAS COMO VERMINOSES. TENÍASE E ESQUISTOSSOMOSE SÃO CAUSADAS POR PLATELMINTOS; ASCARIDÍASE

Leia mais

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais.

Apresentam simetria bilateral o corpo pode ser dividido longitudinalmente em duas partes iguais. OS PLATELMINTOS Prof. André Maia III. Os Platelmintos Características São vermes dotados de corpo geralmente achado dorsoventramente. São destituídos de sistemas respiratório e circulatório. São animais

Leia mais

CISTICERCOSE BOVINA EM PROPRIEDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: INVESTIGAÇÃO E FATORES DE RISCO

CISTICERCOSE BOVINA EM PROPRIEDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: INVESTIGAÇÃO E FATORES DE RISCO CISTICERCOSE BOVINA EM PROPRIEDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG: INVESTIGAÇÃO E FATORES DE RISCO Franceilde Chagas da Silva 1 ; Adriano Pittourscheg 2. 1. Acadêmica do curso de Medicina Veterinária;

Leia mais

Taxonomia. Taeniidae ase, Cisticercose e Hidatiose Hospedeiros. Morfologia - Adulto. Morfologia Adulto

Taxonomia. Taeniidae ase, Cisticercose e Hidatiose Hospedeiros. Morfologia - Adulto. Morfologia Adulto Taxonomia Família Taeniidae ase, Cisticercose e Hidatiose Hospedeiros Filo Plathyhelminthes Classe Cestoda Família Taeniidae Gênero Taenia Taenia saginata Taenia solium Gênero Echinococcus Echinococcus

Leia mais

Platelminthes. Características. Teníase Taenia soliun. Platelminthes. Parasitologia Aplicada à Farmácia 4/10/2010. Klisiowicz, D.R.

Platelminthes. Características. Teníase Taenia soliun. Platelminthes. Parasitologia Aplicada à Farmácia 4/10/2010. Klisiowicz, D.R. Platelminthes Platelminthes Características Classe Cestoda Família Taeniidae Gênero Taenia Espécies Taenia solium Taenia saginata (Taeniarhynchus saginatus) Gênero Echinococcus Espécie Echinococcus granulosus

Leia mais

Características Gerais

Características Gerais Características Gerais São vermes achatados; Ausência de sistema respiratório/circulatório Outros sistemas muito simples; Apresentam simetria bilateral; São parasitas; Características Gerais Platelminto

Leia mais

Prof. Dorival Filho Zoologia

Prof. Dorival Filho Zoologia EMBRIOLOGIA Qual a vantagem de haver um terceiro folheto embrionário? A partir de um terceiro folheto, novos tecidos podem se formar, como mostra a tabela abaixo. Portanto, um animal triblástico possuirá

Leia mais

Questões Parasitologia- 1ª Prova

Questões Parasitologia- 1ª Prova Universidade Federal do Pampa Curso de Nutrição Disciplina Parasitologia Questões Parasitologia- 1ª Prova - Ascaridíase 1- A patogenia da Ascaridíase é complexa, pois envolve vários tipos de formas pela

Leia mais

Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre. Professora: Daniela Freu

Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre. Professora: Daniela Freu Revisão para o teste de Ciências 3º trimestre Professora: Daniela Freu Solo e a saúde O lixo depositado de forma irregular e muitos esgotos sem tratamento lançados diretamente no solo podem atrair organismos

Leia mais

Universidade Federal de Pelotas Departamento de Veterinária Preventiva Toxoplasmose Zoonoses e Administração em Saúde Pública

Universidade Federal de Pelotas Departamento de Veterinária Preventiva Toxoplasmose Zoonoses e Administração em Saúde Pública Universidade Federal de Pelotas Departamento de Veterinária Preventiva Toxoplasmose Zoonoses e Administração em Saúde Pública Fábio Raphael Pascoti Bruhn Por que estudar a toxoplasmose Zoonose Nos EUA,

Leia mais

CYSTICERCUS BOVIS E CYSTICERCUS CELLU- LOSAE: ENDOPARASITAS DE IMPORTÂNCIA NO COMÉRCIO DA CARNE

CYSTICERCUS BOVIS E CYSTICERCUS CELLU- LOSAE: ENDOPARASITAS DE IMPORTÂNCIA NO COMÉRCIO DA CARNE CYSTICERCUS BOVIS E CYSTICERCUS CELLU LOSAE: ENDOPARASITAS DE IMPORTÂNCIA NO COMÉRCIO DA CARNE José Maurício Gonçalves dos Santos* Mário César Romio Brandão Barros** RESUMO: A cisticercose é uma zoonose

Leia mais

CISTICERCOSE SUÍNA REVISÃO DE LITERATURA

CISTICERCOSE SUÍNA REVISÃO DE LITERATURA CISTICERCOSE SUÍNA REVISÃO DE LITERATURA Amanda Sampietro Nogueira 1,Claudia Regina Chemin Borsoi 1, Jaqueline Hortência da Silva Barros 1, Orlando Cândido de Lara Neto 1, Glenda Maris de Barros Tartaglia

Leia mais

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos:

Platelmintos. platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes. Vermes achatados dorso-ventralmente. Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium - Taenia saginata Platelmintos

Leia mais

Giardíase Giardia lamblia

Giardíase Giardia lamblia UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Campus Itaqui Curso de Nutrição Parasitologia Giardíase Giardia lamblia Mestrando : Félix Munieweg felix_muniewe@hotmail.com Classificação taxonômica G. lamblia G. intestinalis

Leia mais

3º FILO - PLATELMINTOS

3º FILO - PLATELMINTOS PLATELMINTOS 3º FILO - PLATELMINTOS Platelmintos platys = achatado + helmintos = vermes Vermes achatados dorso-ventralmente Exemplos: - Schistosoma mansoni - Dugesia tigrina (planária) - Taenia sollium

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS CURSO: NUTRIÇÃO

FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS CURSO: NUTRIÇÃO FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS CURSO: NUTRIÇÃO Taenia sp Profª Cyntia Cajado Taxonomia Filo: Platyhelminthes Classe: Cestoda Família: Taenidae Hermafroditas Corpo achatado dorsoventralmente Gênero:

Leia mais

Toxoplasmose. Zoonose causada por protozoário Toxoplasma gondii. Único agente causal da toxoplasmose. Distribuição geográfica: Mundial

Toxoplasmose. Zoonose causada por protozoário Toxoplasma gondii. Único agente causal da toxoplasmose. Distribuição geográfica: Mundial Toxoplasmose Zoonose causada por protozoário Toxoplasma gondii Único agente causal da toxoplasmose Distribuição geográfica: Mundial Hospedeiros: a) Hospedeiros finais ou definitivos: - felideos (gato doméstico

Leia mais

Disciplina de Parasitologia

Disciplina de Parasitologia Disciplina de Parasitologia Curso de Medicina 2016 Aula 09/06/16: Revisão Trematódeos e Cestódeos Profa. Dra. Juliana Quero Reimão Esquistossomose mansônica Características epidemiológicas Nordeste sudeste

Leia mais

Neurocisticercose: uma revisão bibliográfica Neurocysticercosis: a bibliography review

Neurocisticercose: uma revisão bibliográfica Neurocysticercosis: a bibliography review ARTIGO INÉDITO Neurocisticercose: uma revisão bibliográfica Neurocysticercosis: a bibliography review GERSON ROBERTO MARTINS 1 KARINE VACCARO TAKO 2 RESUMO: A cisticercose humana é a doença causada pelas

Leia mais

Aula 4. Atividades. Mapeado o genoma do Schistosoma mansoni, parasito causador da esquistossomose

Aula 4. Atividades. Mapeado o genoma do Schistosoma mansoni, parasito causador da esquistossomose Aula 4 1. Leia a notícia a seguir. Atividades IV. o mapeamento genético do verme pode auxiliar no controle dos problemas ambientais, como a falta de saneamento básico. V. resolverá definitivamente os problemas

Leia mais

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior.

2- DESCREVA a função de cada um dos TIPOS de alimentos da questão anterior. Atividade de Estudo - Ciências 4º ano Nome: 1- A alimentação é muito importante para manter o corpo forte e saudável. Os alimentos podem ser classificados em 3 tipos: construtores, reguladores e energéticos.

Leia mais

Doenças veiculadas por água contaminada

Doenças veiculadas por água contaminada Doenças veiculadas por água contaminada FORMAS DE CONTAMINAÇÃO Contato da pele com água contaminada; Ingestão de água contaminada; Ausência de rede de esgoto, falta de água ou práticas precárias de higiene;

Leia mais

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre

Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Biologia Professor Vianna 2ª série / 1º trimestre Módulo 3 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS 1 Ao abrir o envelope com o resultado de seu exame parasitológico de fezes, Jequinha leu Positivo para ovos de Ascaris

Leia mais

INFORME-NET DTA TAENIA SOLIUM/TENÍASE MANUAL DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS

INFORME-NET DTA TAENIA SOLIUM/TENÍASE MANUAL DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS INFORME-NET DTA Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Centro de Vigilância Epidemiológica - CVE MANUAL DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS TAENIA SOLIUM/TENÍASE 1. Descrição da doença - a cisticercose

Leia mais

GIARDÍASE. Profª Drª Iana Rafaela F. Sales

GIARDÍASE. Profª Drª Iana Rafaela F. Sales GIARDÍASE Profª Drª Iana Rafaela F. Sales ianarafaela@gmail.com INTRODUÇÃO PRIMEIRO PROTOZOÁRIO INTESTINAL HUMANO A SER CONHECIDO Animalúnculos móveis em suas próprias fezes (1681) INTRODUÇÃO MORFOLOGIA

Leia mais

A profilaxia consiste na educação sanitária, em cozinhar bem as carnes e na fiscalização da carne e seus derivados (lingüiça, salame, chouriço,etc.

A profilaxia consiste na educação sanitária, em cozinhar bem as carnes e na fiscalização da carne e seus derivados (lingüiça, salame, chouriço,etc. CICLO DA TENÍASE 1. Ao se alimentar de carnes cruas ou mal passadas, o homem pode ingerir cisticercos (lasvas de tênia). 2. No intestino, a larva se liberta, fixa o escólex, cresce e origina a tênia adulta.

Leia mais

são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', ( plati = chato, helmintos

são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', ( plati = chato, helmintos PLATELMINTOS CARACTERÍSTICAS GERAIS são animais que possuem o corpo alongado e achatado, com aspectos de fita. São conhecidos por'' vermes chatos'', (plati= chato, helmintos =vermes). *trata-se de animais

Leia mais

3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE

3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE 3º TRIMESTRE REVISÃO DE CIÊNCIAS PARA O TESTE Daniela Freu DOENÇAS DISSEMINADAS PELO SOLO Tétano doença grave causada pela bactéria Clostridium tetani, encontrada no solo ou em materiais enferrujados.

Leia mais

NA MEDICINA VETERÍNÁRIA

NA MEDICINA VETERÍNÁRIA Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Instituto t de Veterinária i Departamento de Epidemiologia e Saúde Pública CESTÓDEOS DE IMPORTÂNCIA NA MEDICINA VETERÍNÁRIA Adivaldo Henrique da Fonseca Prof.

Leia mais

Filo Platyhelminthes. Planos de Simetria

Filo Platyhelminthes. Planos de Simetria Filo Platyhelminthes Características: Do grego, platy = plano + helmins = verme Animais de corpo alongado e achatado dorsoventralmente; Maioria aquática (marinhos e dulcícolas). Os terrestres vivem em

Leia mais

Toxoplasmose. Filo: Apicomplexa (porque possui complexo apical)

Toxoplasmose. Filo: Apicomplexa (porque possui complexo apical) Toxoplasmose Parasito Reino: Protozoa Filo: Apicomplexa (porque possui complexo apical) Ordem: Eucoccidiida Família: Sarcocystidae Gênero: Toxoplasma Espécie: Toxoplasma gondii - É uma doença cosmopolita.

Leia mais

8/8/2012. Larva cenuro semelhante a um cisticerco, mas com numerosos escólices invaginados. Ex. Taenia multiceps

8/8/2012. Larva cenuro semelhante a um cisticerco, mas com numerosos escólices invaginados. Ex. Taenia multiceps Platyhelminthes Filo Cestoda Classe Cestodaria Eucestoda Sub-classe Cyclophyllidea Ordem Taeniidae Taenia spp. Gênero Echinococcus Ciclo indireto - digenéticos Parte anterior escólex com 4 ventosas com

Leia mais

Toxoplasma gondii. Ciclo de vida e patogênese com foco para imunodeprimidos

Toxoplasma gondii. Ciclo de vida e patogênese com foco para imunodeprimidos Toxoplasma gondii Ciclo de vida e patogênese com foco para imunodeprimidos INTRODUÇÃO O Toxoplasma gondii é um protozoário intracelular obrigatório, para que seu ciclo de vida esteja completo, precisa

Leia mais

SAIBA COMO SE PREVENIR CONTRA A TOXOPLASMOSE

SAIBA COMO SE PREVENIR CONTRA A TOXOPLASMOSE SAIBA COMO SE PREVENIR CONTRA A TOXOPLASMOSE Antônio Marcos Guimarães* Do Woong Kim** Gizela Melina Galindo** Maria de Lourdes Oliveira Souza*** Milton Carlos Grim Costa** Miriam Aparecida dos Santos**

Leia mais

São doenças relacionadas à água contaminada. Sua transmissão pode acontecer de algumas formas:

São doenças relacionadas à água contaminada. Sua transmissão pode acontecer de algumas formas: São doenças relacionadas à água contaminada. Sua transmissão pode acontecer de algumas formas: Ingestão dessa água; Contato com água contendo fezes ou urina; Falta de higiene pessoal; Comer frutas e verduras

Leia mais

PARASITOSES EMERGENTES e OPORTUNISTAS

PARASITOSES EMERGENTES e OPORTUNISTAS PARASITOSES EMERGENTES e OPORTUNISTAS Parasitoses emergentes: Doenças parasitárias comuns em animais e que têm sido assinaladas com maior frequência no homem ultimamente. Parasitoses emergentes Motivos:

Leia mais

Características gerais

Características gerais Características gerais Já foram denominados Aschelminthes. São vermes de corpo cilíndrico e com pontas afinadas. Podem ser aquáticos, terrestres ou parasitas. Possuem tubo digestivo completo. São triblásticos

Leia mais

Hidatidose. Sabrina Vizeu 1 e Ivo Kohek Jr. 2

Hidatidose. Sabrina Vizeu 1 e Ivo Kohek Jr. 2 Sabrina Vizeu 1 e Ivo Kohek Jr. 2 Hidatidose É abordado neste artigo o trabalho realizado pela Secretaria Estadual da Saúde (SES) a respeito da Hidatidose, doença parasitária crônica, que acomete herbívoros

Leia mais

ROTAVÍRUS Juliana Aquino

ROTAVÍRUS Juliana Aquino Juliana Aquino A infecção pelo rotavírus varia de um quadro leve, com diarréia aquosa e duração limitada à quadros graves com desidratação, febre e vômitos. Estima-se que essa doença seja responsável por

Leia mais

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto

INFECÇÕES. Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto INFECÇÕES Prof. Dr. Olavo Egídio Alioto Definição É a colonização de um organismo hospedeiro por uma espécie estranha. Numa infecção, o organismo infectante procura utilizar os recursos do hospedeiro para

Leia mais

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona.

Tratamento Com freqüência, é possível se prevenir ou controlar as cefaléias tensionais evitando, compreendendo e ajustando o estresse que as ocasiona. CEFALÉIAS As cefaléias (dores de cabeça) encontram-se entre os problemas médicos mais comuns. Alguns indivíduos apresentam cefaléias freqüentes, enquanto outros raramente as apresentam. As cefaléias podem

Leia mais

NEUROCISTICIRCOSE: A DIFERENÇA DO SISTEMA PRIVADO PARA O SITEMA PUBLICO.¹

NEUROCISTICIRCOSE: A DIFERENÇA DO SISTEMA PRIVADO PARA O SITEMA PUBLICO.¹ NEUROCISTICIRCOSE: A DIFERENÇA DO SISTEMA PRIVADO PARA O SITEMA PUBLICO.¹ RIEGER, Erin John ² ; VARGAS, Amanda³; TEXEIRA, Andressa 4 ; BICCA, Ana Paula 5 ; HAAG, Fabiana 6 ; SANTOS, Jossana dos 7 ; NICOLLI,

Leia mais

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno

Os Invertebrados. Prof. Luis Bruno Os Invertebrados Prof. Luis Bruno Os Poríferos Animais simples que habitam o planeta; Não apresentam órgãos; Sésseis; Maioria de ambiente marinho, mas existem poucas espécies de água doce; São animais

Leia mais

Giardia lamblia. Profª Me. Anny C. G. Granzoto

Giardia lamblia. Profª Me. Anny C. G. Granzoto Giardia lamblia Profª Me. Anny C. G. Granzoto 1 CLASSIFICAÇÃO TAXONÔMICA Reino Protista Subreino Protozoa Filo Sarcomastigophora Subfilo Mastigophora Classe Zoomastigophora Ordem Diplomonadida Flagelos

Leia mais

CESTÓIDES. Taenia solium Taenia saginata Hymenolepis nana Diphyllobothrium latum Dipylidium caninum

CESTÓIDES. Taenia solium Taenia saginata Hymenolepis nana Diphyllobothrium latum Dipylidium caninum CESTÓIDES Taenia solium Taenia saginata Hymenolepis nana Diphyllobothrium latum Dipylidium caninum 1 VERTEBRADOS Aspecto geral de um cestóide adulto 2 Sistemas Excretor e Nervoso em Cestóides Hospedeiro

Leia mais

MITOS E VERDADES DA CARNE SUÍNA

MITOS E VERDADES DA CARNE SUÍNA Informativo Técnico N 03/Ano 02 março de 2011 MITOS E VERDADES DA CARNE SUÍNA Gustavo Nogueira Diehl * Pesquisas realizadas na década de 90 mostraram que a população brasileira considerava como principal

Leia mais

Cestóides: Taenia e Echinococcus. Felipe Seixas

Cestóides: Taenia e Echinococcus. Felipe Seixas Cestóides: Taenia e Echinococcus Felipe Seixas Cestóides Características: Classe Cestoda; Corpo geralmente em forma de fita; São segmentados, providos anteriormente de um órgão de fixação (escólex) que

Leia mais

9º ano em AÇÃO. Assunção contra o mosquito!

9º ano em AÇÃO. Assunção contra o mosquito! Paz e Bem 9º ano em AÇÃO Assunção contra o mosquito! Informações sobre o mosquito Mosquito doméstico Hábitos Reprodução Transmissão vertical DENGUE Transmissão: principalmente pela picada do mosquito

Leia mais

Profa. Carolina G. P. Beyrodt

Profa. Carolina G. P. Beyrodt Profa. Carolina G. P. Beyrodt Agente etiológico: Toxoplasma gondii (Protozoário coccídeo do Filo Apicomplexa) Histórico Isolado em 1908 de um roedor do deserto: Ctenodactylus gondii 1923 descrição do primeiro

Leia mais

Platelmintos. Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose

Platelmintos. Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose Platelmintos Principais Verminoses: Esquistossomose ou Barriga d`água. Teníase. Cisticercose Esquistossomose ou Barriga d`água Agente Etiológico: Schistosoma mansoni. Hospedeiro Intermediário: Biomphlaria

Leia mais

ZOOTECNIA I (Suínos) 3/30/2016. Evolução, Situação e Perspectivas da suinocultura Plano da aula. Suinocultura Unesp, Campus de Jaboticabal

ZOOTECNIA I (Suínos) 3/30/2016. Evolução, Situação e Perspectivas da suinocultura Plano da aula. Suinocultura Unesp, Campus de Jaboticabal UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Jaboticabal Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias ZOOTECNIA I (Suínos) 1 Evolução, Situação e Perspectivas da suinocultura Plano

Leia mais

31. Uma característica importante dos vírus é que eles são parasitas intracelulares obrigatórios. Isto ocorre porque:

31. Uma característica importante dos vírus é que eles são parasitas intracelulares obrigatórios. Isto ocorre porque: PASES 2 a ETAPA TRIÊNIO 2004-2006 1 o DIA GAB. 1 17 BIOLOGIA QUESTÕES DE 31 A 40 31. Uma característica importante dos vírus é que eles são parasitas intracelulares obrigatórios. Isto ocorre porque: a)

Leia mais

A NEUROCISTICERCOSE HUMANA, SUAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS E SEUS POSSÍVEIS DIAGNÓSTICOS.

A NEUROCISTICERCOSE HUMANA, SUAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS E SEUS POSSÍVEIS DIAGNÓSTICOS. 1 A NEUROCISTICERCOSE HUMANA, SUAS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS E SEUS POSSÍVEIS DIAGNÓSTICOS. RESUMO A neurocisticercose é considerada a mais importante infecção do sistema nervoso central e consiste sério

Leia mais

É um termo usado nas águas que, após utilização humana, apresentam as suas características naturais elevadas.

É um termo usado nas águas que, após utilização humana, apresentam as suas características naturais elevadas. ESGOTO É um termo usado nas águas que, após utilização humana, apresentam as suas características naturais elevadas. Conforme o uso predominante: Comercial Industrial Doméstico No Brasil são produzidos

Leia mais

Toxoplasmose Roteiro da Aula

Toxoplasmose Roteiro da Aula Doenças de veiculação hídrica e ingestão de alimento contaminado Toxoplasmose oocisto/cisto Ascaridíase - ovos Amebíase - cistos Giardíase - cistos Oxiuríase - ovos Teníase / cisticercose cisto/ovos Ancilostomíase

Leia mais

Doenças do Sistema Nervoso

Doenças do Sistema Nervoso SISTEMA NERVOSO Doenças do Sistema Nervoso Alzheimer degenerativa, isto é, que produz atrofia, progressiva, com início mais frequente após os 65 anos, que produz a perda das habilidades de pensar, raciocinar,

Leia mais

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ

Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Colégio São Paulo-Teresópolis/RJ Disciplina: Ciências Data: /09/2015 Prof: Carolina série/ano: 6 o Ensino: Fundamental II 3 a Etapa Exercícios ( ) Prova:( ) ESTUDO DIRIGIDO P1 3 a ETAPA - GABARITO 1 Analise

Leia mais

Giardia duodenalis Giardíase

Giardia duodenalis Giardíase Parasitologia Biotecnologia Giardia duodenalis Giardíase Prof. Paulo Henrique Matayoshi Calixto Características Primeiramente descrita em 1681 por Anthon van Leeuwenhoek em suas próprias fezes; Acomete

Leia mais

http://dx.doi.org/10.4322/rbcv.2015.314 23 Complexo teniose-cisticercose: ocorrência em abatedouro de bovinos e conhecimento de estudantes do ensino médio e consumidores no Estado de São Paulo, Brasil*

Leia mais

DOENÇAS INFECCIOSAS DE CÃES

DOENÇAS INFECCIOSAS DE CÃES DOENÇAS INFECCIOSAS DE CÃES Rafael Fighera Laboratório de Patologia Veterinária Hospital Veterinário Universitário Universidade Federal de Santa Maria DOENÇAS INFECCIOSAS MUITO COMUNS DE CÃES NO RS VERMINOSE

Leia mais

Giardíase. - É a principal parasitose intestinal (com maior incidência do que a ascaridíase e a amebíase).

Giardíase. - É a principal parasitose intestinal (com maior incidência do que a ascaridíase e a amebíase). Giardíase Parasito Reino: Protozoa Filo: Sarcomastigophora (porque possui flagelo) Ordem: Diplomonadida Família: Hexamitidae Gênero: Giardia Espécie: Giardia lamblia - É a principal parasitose intestinal

Leia mais

Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA

Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA HELMINTOLOGIA Yara Bandeira Azevedo, M.Sc. HELMINTOLOGIA Filos: Platyhelminthes, Aschelminthes, Acanthocephala Platyhelminthes: - Classe TREMATODA (Schistosoma mansoni e Fasciola hepática) - Classe CESTODA

Leia mais

[ERLICHIOSE CANINA]

[ERLICHIOSE CANINA] [ERLICHIOSE CANINA] 2 Erlichiose Canina A Erlichiose Canina é uma hemoparasitose causada pela bactéria Erlichia sp. Essa bactéria parasita, geralmente, os glóbulos brancos (neste caso, Erlichia canis)

Leia mais

Estrongiloidíase. - São 52 espécies pertencentes à família Strongyloididae, mas apenas o S. stercoralis é patogênico para o homem.

Estrongiloidíase. - São 52 espécies pertencentes à família Strongyloididae, mas apenas o S. stercoralis é patogênico para o homem. Estrongiloidíase Parasito Reino: Animalia Filo: Nemathelminthes Classe: Nematoda Família: Strongyloididae Gênero: Strongyloides Espécies: Strongyloides stercoralis - São 52 espécies pertencentes à família

Leia mais

CRYPTOSPORIDIUM PARVUM/CRIPTOSPORIDIOSE

CRYPTOSPORIDIUM PARVUM/CRIPTOSPORIDIOSE INFORME-NET DTA Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo Coordenadoria dos Institutos de Pesquisa - CIP Centro de Vigilância Epidemiológica - CVE MANUAL DAS DOENÇAS TRANSMITIDAS POR ALIMENTOS CRYPTOSPORIDIUM

Leia mais

Classe Nematoda. Ascaridíase

Classe Nematoda. Ascaridíase Classe Nematoda - Os parasitos pertencentes a essa classe possuem características em comum, como: - São pseudocelomados; - Possuem sistema digestório completo; - Alguns são geo-helmintos (verdadeiros),

Leia mais

Vigilância Sanitária de Alimentos. Bactérias causadoras de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs)

Vigilância Sanitária de Alimentos. Bactérias causadoras de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs) Vigilância Sanitária de Alimentos Bactérias causadoras de Doenças Transmitidas por Alimentos (DTAs) Doenças Transmitidas por Alimentos Surto: Dois ou mais envolvidos que ingeriram um alimento em comum

Leia mais

Características Gerais Classe Turbellaria Classe Trematoda Classe Cestoda. Platelmintos. Prof. Thiago Lins do Nascimento. tiagolinsnasc@gmail.

Características Gerais Classe Turbellaria Classe Trematoda Classe Cestoda. Platelmintos. Prof. Thiago Lins do Nascimento. tiagolinsnasc@gmail. Platelmintos Prof. Thiago Lins do Nascimento tiagolinsnasc@gmail.com 2014 1 / 33 Sumário Características Gerais 1 Características Gerais 2 Características garais Sistema Digestório 3 Risco à saúde: esquistossomose

Leia mais

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral;

25/03/2014. Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; FILO PLATYHELMINTES FILO NEMATODA(NEMATELMINTOS) Vermes achatados dorsoventralmente; Vida livre e parasitas; Triblásticos; Acelomados; Protostômios; Simetria bilateral; Revestimento Vida livre : muco e

Leia mais

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1

Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26. Page 1 Platelmintos Capítulo 7 - Aulas 25 e 26 Page 1 Características Gerais Platy = achatado ; helminthes = verme Simetria bilateral (ocorre pela 1ª vez); Apresenta uma cabeça com gânglios nervosos organizados;

Leia mais

Complexo Teníase - Cisticercose

Complexo Teníase - Cisticercose Complexo Teníase - Cisticercose Nomes populares Teníase: Tênia, Solitária Cisticercose: Canjiquinha, Lombriga na Cabeça Agente causador Taenia solium - Suínos Taenia saginata - Bovinos Espécies acometidas

Leia mais

Nematódeos. cutânea. - infecção muco-cutânea. Classificação

Nematódeos. cutânea. - infecção muco-cutânea. Classificação Nematódeos - infecção muco-cutânea cutânea Classificação Reino: Animalia Filo: Aschelminthes Classe: Nematoda Ordem: Rhabditorida Família: Strongyloididae Espécie: Strongyloides stercoralis Nematódeos

Leia mais

NEUROCISTICERCOSE E SEU DIAGNÓSTICO ATRA- VÉS DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA E TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA

NEUROCISTICERCOSE E SEU DIAGNÓSTICO ATRA- VÉS DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA E TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA NEUROCISTICERCOSE E SEU DIAGNÓSTICO ATRA- VÉS DA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA E TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA Revista UNILUS Ensino e Pesquisa v. 13, n. 31, abr./jun. 2016 ISSN 2318-2083 (eletrônico) Williane Mendes

Leia mais

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios.

Platelmintos: Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios. Platelmintos: Vermes Achatados Apresentam simetria bilateral; Acelomados Tubo digestivo incompleto; Ocorre o processo de cefalização (acúmulo de órgãos sensoriais na direção do movimento). Existem três

Leia mais

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS

BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS BIOLOGIA - 1 o ANO MÓDULO 57 PLATELMINTOS E NEMATELMINTOS ixação F ) (UFF) Os platelmintos pertencem ao primeiro grupo de animais a possuir um sistema excre-or. Este é bastante primitivo, formado

Leia mais

1) Conceitos e definições:

1) Conceitos e definições: SANEAMENTO: A EDUCAÇÃO AMBIENTAL E A MELHORIA DAS CONDIÇÕES DE VIDA - COLETA E TRATAMENTO DE ESGOTOS 1) Conceitos e definições: 1.1) Esgoto: É um sistema destinado a escoar e tratar os dejetos dos diversos

Leia mais

FORMA TUMORAL DA CISTICERCOSE CEREBRAL

FORMA TUMORAL DA CISTICERCOSE CEREBRAL FORMA TUMORAL DA CISTICERCOSE CEREBRAL DIAGNOSTICO PELA TOMOGRAFIA COMPUTADORIZADA MILTON Κ. SHIBΑΤΑ * EDUARDO BIANCO* FERNANDO ALVES MOREIRA ** GILBERTO MACHADO DE ALMEIDA *** Na tomografia computadorizada

Leia mais

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Disciplina de Parasitologia CISTICERCOSE. Carlos E. Cavasini Ricardo L. D. Machado

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Disciplina de Parasitologia CISTICERCOSE. Carlos E. Cavasini Ricardo L. D. Machado Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto Disciplina de Parasitologia TENÍASE E CISTICERCOSE Carlos E. Cavasini Ricardo L. D. Machado 2009 INTRODUÇÃO TENÍASE E CISTICERCOSE são duas entidades mórbidas

Leia mais

IMTSP. Doenças Transmitidas por Alimentos e Água. Profa. Dra.Luciana R. Meireles J. Ekman Laboratório de Protozoologia

IMTSP. Doenças Transmitidas por Alimentos e Água. Profa. Dra.Luciana R. Meireles J. Ekman Laboratório de Protozoologia IMTSP Doenças Transmitidas por Alimentos e Água Profa. Dra.Luciana R. Meireles J. Ekman Laboratório de Protozoologia lrmeirel@usp.br Gastroenterites Ingestão de água e alimentos microorganismos patogênicos

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SAÚDE NÃO É AUSÊNCIA DE DOENÇA! Exercícios em sala de aula. Coletando informações

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SAÚDE NÃO É AUSÊNCIA DE DOENÇA! Exercícios em sala de aula. Coletando informações SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM 1 SAÚDE NÃO É AUSÊNCIA DE DOENÇA! Exercícios em sala de aula Página 3 1. Resposta pessoal. Neste momento, é importante que os alunos se sintam à vontade para registrar ideias prévias

Leia mais