ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE"

Transcrição

1 ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA EXECUÇÃO DE SCRIPTS EM BANCO DE DADOS DO GEMCO ANYWHERE. Introdução Este manual aborda os procedimentos para atualização de bancos de dados do sistema Gemco. A atualização dos scripts é um procedimento importante que faz parte das rotinas de manutenção do sistema. Com a atualização dos scripts são criadas tabelas, campos e feitos ajustes essenciais à estrutura do banco de dados. Ao receber uma nova versão do aplicativo Gemco ou modulares, o banco de dados deve estar atualizado, ou seja, com os scripts executados, para que esta versão funcione adequadamente. Abordaremos os procedimentos de como obter os scripts, de sua organização, nomenclatura, execução e erros comuns que pode-se enfrentar. 2. Escopo As instruções deste manual atendem todos os produtos Bematech Gemco na base de dados SQL Server ou Oracle. 3. Obtenha os scripts Existem dois meios para a obtenção dos scripts: Via CD enviado pela Bematech (pasta scripts ) Via FTP BBS Bematech (www.bematech.com.br) Via BBS, siga os seguintes passos:. Acesse e clique em Área restrita. 2. Selecione BBS Gemco e entre com o usuário e a senha fornecidos pela Bematech, selecione os arquivos em Recebimento e copie para um diretório de controle dos Scripts em sua máquina. Observação: Se não possuir nenhum usuário e senha, solicite ao Suporte Bematech. A BBS armazena os arquivos por tempo limitado, onde a cada 3 meses é realizada uma limpeza automática dos arquivos disponibilizados. Por isso salientamos a importância de sempre copiar os arquivos para a Estação ou Servidor assim que disponíveis.

2 4. Organize os scripts Organize seus scripts. A organização é fundamental para que não haja faltas na ordem de execução e para que tenhamos o histórico do que já foi executado. Sugerimos a criação de um pasta scripts no diretório C:\Suporte\ do próprio servidor ou estação administrativa no Data Center. Abaixo desse diretório crie duas pastas: Executados e Novos. Assim, teríamos a seguinte estrutura: C:\Suporte\Scripts\Executados C:\Suporte\Scripts\Novos No banco de dados à tabela GEMCO_SCRIPTS_EXECUTADOS registra os scripts executados. Para listar os scripts executados, execute o seguinte comando no SQL Query Analizer (SQL Server) ou SQL Plus (Oracle): select * from gemco_scripts_executados order by script 5. Nomenclaturas padrão dos bancos de dados Como referência, ao implantar o sistema Gemco, adotamos a seguinte nomenclatura para os bancos de dados: SQL Server Oracle Produção dbgemco GEMCO Treinamento e testes dbtreinamento TREINO Demonstração dbdemo DEMO CEP dbcep CEP 6. Tipos e ordem de execução dos scripts Os arquivos para atualização ou manutenção do banco de dados possuem a extensão.sql e são denominados scripts. Os scripts podem ser de dois tipos: banco de dados ou segurança. Nomenclatura para SQL Server: Scripts de banco de dados: IPLAA0000.SQL Scripts de segurança: SQDDMMAA.SQL Scripts de banco de dados - Modular: MODAA0000.SQL Nomenclatura para Oracle: Scripts de banco de dados: IPLAA0000.ORA Scripts de segurança: ORDDMMAA.SQL Scripts de banco de dados - Modular: MODAA0000.ORA

3 Onde AA é o ano em que o script foi desenvolvido (exemplo: 3 refere-se a scripts do ano de 203). Onde MOD é o modular em que o script foi desenvolvido (exemplo: FIN refere-se a scripts do modular Financeiro). Ordem de execução A ordem de execução dos scripts para atualizar o banco de dados deve respeitar a sequência de AA (Ano) e depois a sequência Numérica. Já a execução dos scripts de segurança deve respeitar a sequência da Data. Exemplo (no caso, para scripts SQL Server): Suponha que tenham sido recebidos os seguintes scripts: Script Data Hora Tamanho IPL3000.SQL 28/2/203 4:30 60 SQ2093.SQL 2/09/203 9:59 22 IPL40002.SQL 25/0/204 5:34 8 SQ0304.SQL 03/0/204 7: FIN400.SQL 02/02/204 3:02 20 Primeiro, deverão ser executados os scripts para atualização do banco de dados: Script Data IPL3000.SQL 28/2/203 IPL40002.SQL 25/0/204 FIN400.SQL 02/02/204 Depois, deverão ser executados os scripts para atualização da segurança do Gemco. Script Data SQ2093.SQL 2/09/203 SQ0304.SQL 03/0/ Procedimento para executar os scripts em SQL Server Os scripts deverão ser executados conforme a ordem apresentadas no tópico 7, através do utilitário MS Query Analyzer ou SQL Server Management Studio.. SQL Server Informe o nome do Servidor de Banco de Dados 2. Login Name gemco 3. Password gemco (ou a senha definida) 4. Ok

4 5. Após a conexão, certifique-se de que o banco apropriado esteja selecionado na barra de ferramentas. Na pasta identificada por QUERY, na metade superior da tela:. Escolha no Menu principal a opção FILE, OPEN 2. Na caixa OPEN FILE, selecione o arquivo.sql 3. OPEN < ENTER > 4. Execute o script clicando na a opção QUERY, EXECUTE ou pressione as teclas CTRL+E. Repita os passos à 4 para todos os scripts novos que ainda não foram executados. Lembre-se sempre de seguir a sequência conforme explicado no tópico Procedimento para executar os scripts em Oracle Os scripts deverão ser executados conforme a ordem apresentadas no tópico 7, através do utilitário SQL Plus. Conecte-se com o servidor, preenchendo as seguintes informações:. Username GEMCO (no Oracle, o usuário determina qual é a base de dados que sera atualizada) 2. Password GEMCO (ou a senha definida) 3. Host String String de conexão com o servidor de banco de dados 4. Ok < ENTER > 5. No prompt identificado por SQL> Exemplo: <ENTER> Repita o passo 5 para todos os novos scripts restantes.

5 Apêndice A Principais mensagens de erro ao executar scripts em SQL Server Mensagens na execução normal do script: The command(s) completed successfully. Indica que o comando executado não retorna dados. Ocorre quando o comando executado for: CREATE TABLE, ALTER TABLE (coluna e remoção de constraint), DROP TABLE, CREATE INDEX, DROP INDEX. ( X row(s) affected) Indica que o comando alterou X linhas da tabela em questão. Ocorre quando o comando executado for: INSERT INTO, UPDATE, DELETE, ALTER TABLE (adição: Primary Key, Foreign Key). Caution: Changing any part of an object Indica que o objeto XX (objeto ou coluna) foi name could break scripts and stored renomeado para YY. Informa também que procedures. poderão ocorrer problemas com stored The XX was renamed to YY. procedures ou scripts. Default bound to column. Indica que foi associado um default a determinada coluna de determinada tabela. Default unbound from table column. Indica que foi removida a associação de um default de determinada coluna de determinada tabela. Para script executado mais de uma vez: Server: Msg 274, Level 6, State 6, Line Indica que o objeto XX (tabela, primary key, foreign key ou index) já existe no banco de dados. Server]There is already an object named XX in the database. Server: Msg 2705, Level 6, State 4, Line Indica que a coluna XX já existe na tabela YY. Server]Column names in each table must be unique. Column name XX in table YY is specified more than once. Server: Msg 5335, Level, State, Indica a tentativa de renomear um objeto Procedure sp_rename, Line 332 (Tabela, Primary Key, Foreign Key ou Index) com um nome que já existe no banco de dados. Server]Error: value XX

6 is already in use as a object name and would cause a duplicate that is not permitted. Server: Msg 5225, Level, State, Procedure sp_rename, Line 27 Server]No item by the name of XX could be found in the current database DB, given was input as '(null)'. Indica a tentativa de renomear uma coluna com um nome que já existe no banco de dados. de advertência que poderá retornar: Server: Msg 779, Level 6, State, Line [Microsoft][ODBC SQL Server Driver][SQL Server]Table 'XX' already has a primary key defined on it. Server: Msg 750, Level 6, State, Line Server]Could not create constraint. See previous errors. Server: Msg 370, Level, State 5, Line Server]Cannot drop the table XX, because it does not exist in the system catalog. Server: Msg 93, Level 6, State, Line Server]There is already an index on table XX named YY. Server: Msg 3703, Level, State 7, Line [Microsoft] [ODBC SQL Server Driver][SQL Server]Cannot drop the index XX, because it does not exist in the system catalog. Server: Msg 370, Level, State 5, Line [Microsoft] [ODBC SQL Server Driver][SQL Server]Cannot drop the trigger XX, because it does not exist in the system catalog. Indica tentativa de criar uma primary key na tabela XX, sendo que esta já existe. Indica que a tabela XX não pode ser apagada porque não existe no banco de dados. Indica que o índice YY não pode ser apagado porque já existe no banco de dados. Indica que o índice XX não pode ser apagado porque não existe no banco de dados. Indica que o trigger XX não pode ser apagado porque não existe no banco de dados.

7 Server: Msg 2627, Level 4, State, Line [Microsoft][ODBC SQL Server Driver][SQL Server]Violation of PRIMARY KEY constraint XX. Cannot insert duplicate key in object YY. The statement has been terminated. Server: Msg 547, Level 6, State, Line [Microsoft][ODBC SQL Server Driver][SQL Server]INSERT statement conflicted with COLUMN FOREIGN KEY constraint XX. The conflict occurred in database DB, table YY, column WW. The statement has been terminated. Server: Msg 3728, Level 6, State, Line Server] XX is not a constraint. Server: Msg 3727, Level 6, State, Line Server]Could not drop constraint. See previous errors. Server: Msg 776, Level 6, State, Line [Microsoft] [ODBC SQL Server Driver][SQL Server]There are no primary or candidate keys in the referenced table XX that match the referencing column list in the foreign key YY. Server: Msg 750, Level 6, State, Line Server]Could not create constraint. See previous errors. Indica que violou a primary key XX da tabela YY. Ocorreu uma tentativa de inserir uma linha na tabela com os campos que formam a primary key XX já existente na tabela YY. Indica que violou a foreign key XX da tabela. Ocorreu uma tentativa de inserir uma linha na tabela com um campo WW que deveria existir na tabela YY e não existe. Indica que o objeto XX não foi encontrado no banco de dados e portanto não foi possível executar o comando para eliminar a constraint (Primary Key ou Foreign Key). Ou não existe a constraint ou então possui outro nome. Indica tentativa de criar uma foreign key YY sem existir a primary key na tabela referenciada XX. Mensagens que necessitam da interferência do usuário: Can't allocate space for object X in Indica que o não há mais espaço no log de database DB because the Y segment is transações, e este precisa ser limpo. full. If you ran out of space in Syslogs, Normalmente este erro ocorre quando é um dump the transaction log. Otherwise, use comando muito extenso for executado no banco ALTER DATABASE or sp_extendsegment de dados. Caso a limpeza do log não solucione to increase the size of the segment. o problema, deve-se verificar o tamanho do

8 TEMPDB. Caso o erro persista, deve-se verificar o tamanho do BANCO DE DADOS.

9 Apêndice B Principais mensagens de erro ao executar scripts em Oracle Mensagens na execução normal do script: Table created. Table altered. Index created. Sequence created. X row(s) created. X rows selected. X row(s) updated. X row(s) deleted. Table truncated. Table renamed. Trigger created. Procedure created. PL/SQL procedure successfully completed. Table dropped. Index dropped. Sequence dropped. Trigger dropped. Procedure dropped. Indica que a tabela foi criada com sucesso. Ocorre quando o comando executado for CREATE TABLE. Indica que o comado ALTER TABLE foi realizado com sucesso (Adicionar Coluna, associar Default, criar Primary Key, criar Foreign Keyremover Primary Key, remover Foreign Key ou modificar o tamanho / tipo da coluna). Indica que o índice foi criado com sucesso, através do comando CREATE INDEX. Indica que a sequência foi criada com sucesso. Indica que o comando inseriu X linhas da tabela em questão. Ocorre quando o comando executado for INSERT INTO. Indica número de linhas selecionados pelo comando SELECT (este retorno só aparecerá se o número de linhas retornadas for maior ou igual a 6). Indica que o comando alterou X linhas da tabela em questão. Ocorre quando o comando executado for UPDATE. Indica que X linhas foram removidas da tabela em questão. Ocorre quando o comando executado for DELETE. Indica que a tabela foi truncada, ou seja, todas as linhas da tabela foram removidas. Indica que a tabela foi renomeada. Este é o único objeto que pode ser renomeado no Oracle. Indica que o trigger foi criada com sucesso. Indica que a stored procedure foi criada com sucesso. Indica que o procedimento (Stored Procedure ou um PL/SQL) foi executado com sucesso. Indica que a tabela foi eliminada com sucesso. Indica que o índice foi eliminado com sucesso. Indica que a sequência foi eliminada com sucesso. Indica que o trigger foi eliminada com sucesso. Indica que a stored procedure foi eliminada com sucesso. Para script executado mais de uma vez:

10 Indica que o objeto (tabela, primary key, foreign ORA-00955: name is already used by an key, índice, stored procedure, sequence) já existing object. existe no usuário de banco de dados. Indica que a coluna já existe no usuário de ORA-0430: column being added already banco de dados. exists in table Indica que a tabela já possui primary key. ORA-02260: table can have only one primary key ERROR at line 2: Indica que a tabela já possui foreign key. ORA-02275: such a referential constraint already exists in the table Indica que o trigger XX_TR já existe no usuário ORA-0408: trigger 'XX_TR' already exists de banco de dados. ERROR at line 2: Indica tentativa de criar índice único, sendo que ORA-0452: cannot CREATE UNIQUE este já existe. INDEX; duplicate keys found Mensagens de advertência: ORA-02260: table can have only one primary key ORA-00942: table or view does not exist de dados. ORA-048: specified index does not exist ORA-04080: trigger 'XX_TR' does not exist ORA-0000: unique constraint (GEMCO.XX) violated ORA-0229: integrity constraint (GEMCO.X_FK_Y) violated - parent key not found Indica tentativa de criar uma Primary Key na tabela XX, sendo que esta já existe. Indica que a tabela em questão não pode ser apagada porque não existe no usuário de banco Indica que o índice em questão não pode ser apagado porque não existe no usuário de banco de dados. Indica que o trigger XX_TR não pode ser apagado porque não existe no usuário de banco de dados. Indica que violou a Primary Key ou o índice único XX. Ocorreu uma tentativa de inserir uma linha na tabela com os valores das colunas que formam a Primary Key ou o índice único já existentes na tabela. Indica que violou a foreign key X_FK_Y da tabela. Ocorreu uma tentativa de inserir uma linha na tabela com um campo WW que deveria existir na tabela Y e não existe.

11 ORA-02443: Cannot drop constraint - nonexistent constraint ORA-0244: Cannot drop nonexistent primary key ERROR at line 3: ORA-02270: no matching unique or primary key for this column-list ORA-02266: unique/primary keys in table referenced by enabled foreign keys ORA-00902: invalid datatype ORA-00947: not enough values ORA-02298: cannot enable (GEMCO.XX_FK_Y) - parent keys not found Indica que o objeto não foi encontrado no usuário de banco de dados e portanto não foi possível executar o comando para eliminar a constraint (Primary Key ou Foreign Key). Ou não existe a constraint ou então possui outro nome. Indica que não foi possível eliminar a Primary Key porque esta não existe. Indica tentativa de criar uma Foreign Key sem existir a Primary Key na tabela referenciada. Indica tentativa de eliminar uma tabela que é referenciada por outra com uma Foreign Key. Indica tentativa de criar relacionamento para Foreign Key com colunas de tipos diferentes. Indica tentativa de inserir dados na tabela com número de argumentos do Insert diferente do número do Values. Indica tentativa de criar um relacionamento entre a tabela XX e Y, sendo que o dado da Foreign Key da tabela filho XX não existe na tabela pai Y. Mensagens que necessitam da interferência do usuário: Warning: Trigger created with compilation errors. Warning: Procedure created with compilation errors. ORA-00933: SQL command not properly ended Indica que o trigger foi gerada com erro de compilação. Será necessário corrigi-lo. Para a visualização do erro digitar no prompt do SQL Plus: SQL> show error trigger NOME_DO_TRIGGER <enter> Indica que a stored procedure foi gerada com erro de compilação. Será necessário corrigi-lo. Para a visualização do erro digitar no prompt do SQL Plus: SQL> show error procedure NOME_DA_SP <enter> Indica que o comando não foi terminado apropriadamente. Será necessário corrigi-lo.

12 ORA-0658: unable to create INITIAL extent for segment in tablespace GEMCO_DAT ORA-0555: snapshot too old (rollback segment too small) ORA-0562: failed to extend rollback segment ID = num Indica que não foi possível executar o comando (CREATE TABLE, INSERT INTO) porque não existe mais espaço em disco disponível. Indica que o segmento de rollback habilitado é muito pequeno. Indica que não foi possível aumentar o segmento de rollback identificado por NUM.

Projeto de Banco de Dados: Empresa X

Projeto de Banco de Dados: Empresa X Projeto de Banco de Dados: Empresa X Modelo de negócio: Empresa X Competências: Analisar e aplicar o resultado da modelagem de dados; Habilidades: Implementar as estruturas modeladas usando banco de dados;

Leia mais

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito)

8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) 8. Outros tipos de Transação (Modo de Transação de Autoconfirmação e Modo Implícito) Nos itens anteriores vimos transações do tipo explícitas, ou seja, aquelas que iniciam com BEGIN TRANSACTION. As outras

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

MySQL. Prof. César Melo. com a ajuda de vários

MySQL. Prof. César Melo. com a ajuda de vários MySQL Prof. César Melo com a ajuda de vários Banco de dados e Sistema de gerenciamento; Um banco de dados é uma coleção de dados. Em um banco de dados relacional, os dados são organizados em tabelas. matricula

Leia mais

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005

Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Nome Número: Série Aula Extra Conexão ODBC para aplicações Delphi 7 que usam SQL Server 2005 Proposta do projeto: Competências: Compreender a orientação a objetos e arquitetura cliente-servidor, aplicando-as

Leia mais

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DE SERVICE PACK DO GEMCO ANYWHERE

ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DE SERVICE PACK DO GEMCO ANYWHERE ANEXO TÉCNICO PROCEDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO DE SERVICE PACK DO GEMCO ANYWHERE 1. Objetivo do Service Pack O principal objetivo do Service Pack é permitir que as atualizações sejam feitas de forma simples

Leia mais

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela

SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela SQL Server Triggers Aprenda a utilizar triggers em views e auditar as colunas atualizadas em uma tabela Certamente você já ouviu falar muito sobre triggers. Mas o quê são triggers? Quando e como utilizá-las?

Leia mais

SQL Gatilhos (Triggers)

SQL Gatilhos (Triggers) SQL Gatilhos (Triggers) Laboratório de Bases de Dados Gatilho (trigger) Bloco PL/SQL que é disparado de forma automática e implícita sempre que ocorrer um evento associado a uma tabela INSERT UPDATE DELETE

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 13/11/2009 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Passos para a instalação do SQL Server O MS SQL Server Conceitos relacionais Bancos de dados

Leia mais

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 4 O Componente Trabalhando com conexão ao banco de dados MySQL no Lazarus Ano: 03/2011

Leia mais

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server

Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Segurança de Acesso a Banco de Dados no MS SQL Server Para efetuar com sucesso os exemplos que serão mostrados a seguir é necessário que exista no SQL Server uma pessoa que se conecte como Administrador,

Leia mais

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você por Cristóferson Guimarães Magalhães Bueno e Odilon Corrêa da Silva 1 O objetivo deste artigo é demonstrar como criar um sistema

Leia mais

Python Acessando o Banco de Dados MySQL

Python Acessando o Banco de Dados MySQL Python Acessando o Banco de Dados MySQL ANTONIO SÉRGIO NOGUEIRA PRESIDENTE PRUDENTE SP 2009 1 Sumário 1. Introdução...3 2. Interface MySQL...3 3.Instalando o MySQLdb...3 4.Verificando se o MySQL está instalado...4

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Criar o diagrama entidade associação do exemplo do hotel no Oracle Designer

Criar o diagrama entidade associação do exemplo do hotel no Oracle Designer Criar o diagrama entidade associação do exemplo do hotel no Oracle Designer 1 escolher o tipo de dados de cada atributo 2 escolher as chaves Gerar as tabelas Correr o "Database Design Transformer" 3 Seleccionar

Leia mais

LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO

LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO LOJA ELETRÔNICA MANUAL DE INSTALAÇÃO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de

Leia mais

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS Guia de Criação da Base Produção Paralela INICIAL SEQUENCES, tabelas de BMF e CADASTRO. Atualização de Bancos de Dados. Validações necessárias. IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS OS PROCEDIMENTOS DA

Leia mais

Exemplos de Gatilhos. Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com

Exemplos de Gatilhos. Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Exemplos de Gatilhos Prof. Márcio Bueno {bd2tarde,bd2noited}@marciobueno.com Exemplo 1 Enunciado Crie um gatilho que emita uma mensagem de quantas linhas serão inseridas ou modificadas na tabela authors

Leia mais

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance.

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance. Atualização de Estatísticas Um objeto de estatística pode ser atualizado manualmente pelo usuário, através dos comandos SP_UPDATESTATS e/ou UPDATE STATISTICS. Enquanto que a procedure SP_UPDATESTATS atualiza

Leia mais

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD Oracle. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD Oracle SGBD Oracle Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD Oracle Introdução aos SGBD Base de Dados Colecção de dados que descrevem alguma realidade Sistema de

Leia mais

APOSTILA BÁSICA DE MYSQL

APOSTILA BÁSICA DE MYSQL APOSTILA BÁSICA DE MYSQL História O MySQL foi criado na Suécia por dois suecos e um finlandês: David Axmark, Allan Larsson e Michael "Monty" Widenius, que têm trabalhado juntos desde a década de 1980.

Leia mais

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures)

PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) PROCEDIMENTOS ARMAZENADOS (Stored Procedures) 1. Introdução Stored Procedure é um conjunto de comandos, ao qual é atribuído um nome. Este conjunto fica armazenado no Banco de Dados e pode ser chamado a

Leia mais

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server

Noções de. Microsoft SQL Server. Microsoft SQL Server Noções de 1 Considerações Iniciais Basicamente existem dois tipos de usuários do SQL Server: Implementadores Administradores 2 1 Implementadores Utilizam o SQL Server para criar e alterar base de dados

Leia mais

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) )

CREATE TABLE AUTOR ( cod_autor int not null primary key, nome_autor varchar (60) ) TADS Exercício Laboratório I Analise o modelo de banco de dados abaixo: MUSICA FAIXA Codigo_Musica: INTEGER Nome_Musica: VARCHAR(60) Duracao: NUMERIC(6,2) Codigo_Musica: INTEGER (FK) Codigo_CD: INTEGER

Leia mais

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009

Laboratório 3. Base de Dados II 2008/2009 Laboratório 3 Base de Dados II 2008/2009 Plano de Trabalho Lab. 3: Programação em Transact-SQL MYSQL Referências www.mysql.com MICROSOFT SQL SERVER - Procedimentos do Lado do Servidor (Stored Procedures)

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

CONCORRÊNCIA. 1. Introdução. Recursos exclusivos. Não necessita controle. Abundância de recursos compartilhados. Controle necessário mas mínimo

CONCORRÊNCIA. 1. Introdução. Recursos exclusivos. Não necessita controle. Abundância de recursos compartilhados. Controle necessário mas mínimo CONCORRÊNCIA 1. Introdução Recursos exclusivos Não necessita controle Abundância de recursos compartilhados Controle necessário mas mínimo Harmonia, provavelmente não haverá conflito Recursos disputados

Leia mais

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011

Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2011 Edição 2 Pedreiros da Informação Criando Banco de Dados, Tabelas e Campos através do HeidiSQL

Leia mais

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL BANCO DE DADOS 2 SQL (CREATE TABLE, CONSTRAINTS, DELETE, UPDATE e INSERT) Prof. Edson Thizon SQL SQL ( structured query language ) é uma linguagem comercial de definição e manipulação de banco de dados

Leia mais

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br

Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br 1. Abordagem geral Structure Query Language SQL Guilherme Pontes lf.pontes.sites.uol.com.br Em primeiro plano, deve-se escolher com qual banco de dados iremos trabalhar. Cada banco possui suas vantagens,

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ADMINISTRAÇÃO DE BANCO DE DADOS ARTEFATO 02 AT02 Diversos I 1 Indice ESQUEMAS NO BANCO DE DADOS... 3 CRIANDO SCHEMA... 3 CRIANDO TABELA EM DETERMINADO ESQUEMA... 4 NOÇÕES BÁSICAS SOBRE CRIAÇÃO E MODIFICAÇÃO

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL

APOSTILA BANCO DE DADOS INTRODUÇÃO A LINGUAGEM SQL 1. O que é Linguagem SQL 2. Instrução CREATE 3. CONSTRAINT 4. ALTER TABLE 5. RENAME TABLE 6. TRUCANTE TABLE 7. DROP TABLE 8. DROP DATABASE 1 1. O que é Linguagem SQL 2. O SQL (Structured Query Language)

Leia mais

INTRODUÇÃO. No entanto, o que pode ser considerado um produto (resultado) da criação de BDs?

INTRODUÇÃO. No entanto, o que pode ser considerado um produto (resultado) da criação de BDs? BANCO DE DADOS Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Ciência da Computação Prof. Alexandre Veloso de Matos alexandre.matos@udesc.br INTRODUÇÃO Um Banco

Leia mais

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso):

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso): TRANSAÇÕES 1. Introdução Transação Uma transação é uma unidade lógica de trabalho (processamento), formada por um conjunto de comando SQL, que tem por objetivo preservar a integridade e a consistência

Leia mais

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida

UFCD 787. Administração de base de dados. Elsa Marisa S. Almeida UFCD 787 Administração de base de dados Elsa Marisa S. Almeida 1 Objectivos Replicação de base de dados Gestão de transacções Cópias de segurança Importação e exportação de dados Elsa Marisa S. Almeida

Leia mais

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri

Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Professor Sérgio Furgeri OBJETIVOS DA AULA: Criação de uma base de dados em MS SQL Server e acesso com VB 6. Fazer uma breve introdução a respeito do MS SQL Server 7.0; Criar uma pequena base de dados no MS SQL Server 7.0; Elaborar

Leia mais

Histórico de revisões

Histórico de revisões Apostila 3 Histórico de revisões Data Versão Descrição Autor 30/09/2011 1.0 Criação da primeira versão HEngholmJr CONTEÚDO Exclusão de registros Consultas por Dados de Resumo Group by / Having Funções

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD

Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD Structured Query Language (SQL) Ambiente Simplificado de um SGBD 2 1 Características dos SGBDs Natureza auto-contida de um sistema de banco de dados: metadados armazenados num catálogo ou dicionário de

Leia mais

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9

Bases de Dados 2007/2008. Aula 9 Bases de Dados 2007/2008 Aula 9 1. T-SQL TRY CATCH 2. TRATAMENTO ERROS RAISERROR 3. TRIGGERS 4. EXERCÍCIOS Sumário Referências http://msdn2.microsoft.com/en-us/library/ms189826.aspx (linguagem t-sql) http://www.di.ubi.pt/~pprata/bd/bd0405-proc.sql

Leia mais

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010

BANCO DE DADOS: SQL. Edson Anibal de Macedo Reis Batista. 27 de janeiro de 2010 BANCO DE DADOS: SQL UERN - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Departamento de Ciências da Computação. 27 de janeiro de 2010 índice 1 Introdução 2 3 Introdução SQL - Structured Query Language

Leia mais

Quando se seleciona os modos OS ou XML, arquivos são criados com os registros de auditoria, eles se localizam parâmetro audit_file_dest.

Quando se seleciona os modos OS ou XML, arquivos são criados com os registros de auditoria, eles se localizam parâmetro audit_file_dest. Auditoria é a habilidade do banco de dados Oracle poder gerar logs de auditoria (XML, tabelas, arquivos de SO, ) em atividades suspeitas do usuário, como por exemplo: monitorar o que um determinado usuário

Leia mais

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 Backup PrefSuite Conteúdo 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 3.1. Por PrefDBManager 10 3.2. Por SQL Server 12 3.3. Permissão User

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX.

PgAdmin. O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. 1/20 PgAdmin O pgadmin é um software gráfico para administração do SGBD PostgreSQL disponível para Windows e UNIX. Site para download. Caso queira a última versão - http://www.pgadmin.org/download/ É uma

Leia mais

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37

Sumário. Capítulo 2 Conceitos Importantes... 32 Tópicos Relevantes... 32 Instance... 33 Base de Dados... 36 Conclusão... 37 7 Sumário Agradecimentos... 6 Sobre o Autor... 6 Prefácio... 13 Capítulo 1 Instalação e Configuração... 15 Instalação em Linux... 15 Instalação e Customização do Red Hat Advanced Server 2.1... 16 Preparativos

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.*

MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* MULTIACERVO - VERSÃO 18.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 17.* PARA 18.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd MS-SQL-SERVER C) Procedimentos

Leia mais

Aranda SQL COMPARE. [Manual de Uso] Todos os direitos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1]

Aranda SQL COMPARE. [Manual de Uso] Todos os direitos reservados Aranda Software www.arandasoft.com [1] [1] Aranda SQL COMPARE Versão 1.0 Aranda Software Corporation 2002-2007. Todos os direitos reservados. Qualquer documentação técnica fornecida pela Aranda software Corporation é um produto registrado da

Leia mais

Manual de Integração Oracle R12 x DFe. Versão 1.6 Outubro/2012

Manual de Integração Oracle R12 x DFe. Versão 1.6 Outubro/2012 Manual de Integração Oracle R12 x DFe Versão 1.6 Outubro/2012 Copyright 1991. Synchro Sistemas de Informação Ltda Manual para Integração Oracle R12 x Dfe 1 Índice 1. Revisão... 2 2. Escopo... 3 3. Público

Leia mais

Treinamento sobre SQL

Treinamento sobre SQL Treinamento sobre SQL Como Usar o SQL Os dois programas que você mais utilizara no SQL Server são: Enterprise Manager e Query Analyzer. No Enterprise Manager, você pode visualizar e fazer alterações na

Leia mais

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL.

Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Listando itens em ComboBox e gravando os dados no Banco de Dados MySQL. Prof. Vitor H. Migoto de Gouvêa Colégio IDESA 2012 Edição 7 Listando e Gravando Listando itens em ComboBox e gravando os dados no

Leia mais

PostgreSQL Exemplo MDI

PostgreSQL Exemplo MDI PostgreSQL Exemplo MDI Nesta aula criaremos uma aplicação uma base de dados simples para cadastro de Clientes e Estados. Trabalharemos com o Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) PostgreSQL. E este

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso):

TRANSAÇÕES. Considerando que estes comandos fazem parte de uma TRANSAÇÃO (veremos como indicar isso): TRANSAÇÕES 1. Visão Geral Uma transação é uma unidade lógica de trabalho (processamento) formada por um conjunto de comandos SQL cujo objetivo é preservar a integridade e a consistência dos dados. Ao final

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

SQL. Structured Query Language

SQL. Structured Query Language SQL Structured Query Language Construções básicas Junção de Tabelas Join O uso da operação JOIN numa cláusula FROM especifica como se deseja que as tabelas sejam vinculadas. Use INNER JOIN para associar

Leia mais

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos Elias Praciano O mysqladmin é uma ferramenta de linha de comando que vem junto com a instalação do servidor MySQL e é usada por administradores

Leia mais

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS)

SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL92 DDL( RIS, ACTUALIZAÇÕES E VISTAS) DML (QUERIES, SUBQUERIES,JUNÇÕES, E OPERAÇÕES SOBRE CONJUNTOS) SQL SQL, é uma linguagem de programação que foi desenvolvida para questionar bases de dados relacionais

Leia mais

Structured Query Language (SQL) Aula Prática

Structured Query Language (SQL) Aula Prática Structured Query Language (SQL) Aula Prática Linguagens de SGBD Durante o desenvolvimento do sistema R, pesquisadores da IBM desenvolveram a linguagem SEQUEL, primeira linguagem de acesso para Sistemas

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados 1) Introdução! Em algumas situações, pode ser necessário preservar os objetos

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127

Descrição Tinyint[(M)] Inteiro pequeno. Varia de 128 até +127 Disciplina: Tópicos Especiais em TI PHP Este material foi produzido com base nos livros e documentos citados abaixo, que possuem direitos autorais sobre o conteúdo. Favor adquiri-los para dar continuidade

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.*

MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* MULTIACERVO - VERSÃO 19.* MANUAL PARA CONVERSÃO DA VERSÃO 18.* PARA 19.* CONTEÚDO: A) Procedimentos comuns para todas as arquiteturas B) Procedimentos exclusivos arquitetura com sgbd SqlServer C) Procedimentos

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas;

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de informações relacionadas entre si; Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de Tabelas onde cada linha é um vetor de dados específico;

Leia mais

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server

Click the + sign to add new server details. Clique no sinal de + para adicionar novos detalhes do servidor. Enter a friendly name for your BI Server Click the + sign to add new server details Clique no sinal de "+" para adicionar novos detalhes do servidor Enter a friendly name for your BI Server Digite um nome amigável para o seu BI Server Enter the

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL Helena Galhardas Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 1 Sumário Restrições de Integridade (RIs) em SQL Chave

Leia mais

Linguagem SQL (Parte II)

Linguagem SQL (Parte II) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte II Introdução

Leia mais

1 R$ 50,00 R$ 50,00 reusable object-oriented software 2 Utilizando UML e padrões: uma

1 R$ 50,00 R$ 50,00 reusable object-oriented software 2 Utilizando UML e padrões: uma AUTOR: CESAR AUGUSTO TACLA CRIAÇÃO: 20/5/200 8:24 ÚLTIMA ALTERAÇÃO: 2/5/20 5: TRABALHO DE PADRÕES DE PROJETO ESPECIALIZAÇÃO JAVA 20 INSTRUÇÕES. O trabalho será feito aula a aula de acordo com a matéria

Leia mais

UNISA Universidade de Santo Amaro. http://www.unisa.br. Material de Estudo. Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server. http://www.unisa-sis.

UNISA Universidade de Santo Amaro. http://www.unisa.br. Material de Estudo. Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server. http://www.unisa-sis. UNISA Universidade de Santo Amaro http://www.unisa.br Material de Estudo Módulo I: Básico Banco de dados SQL Server http://www.unisa-sis.info Junho/2010 Objetivo do Workshop Compartilhar e apresentar

Leia mais

Tarefa Orientada 19 Triggers

Tarefa Orientada 19 Triggers Tarefa Orientada 19 Triggers Objectivos: Criar triggers AFTER Criar triggers INSTEAD OF Exemplos de utilização Os triggers são um tipo especial de procedimento que são invocados, ou activados, de forma

Leia mais

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL

INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL INSTALANDO E CONFIGURANDO O MY SQL Este tutorial tem como objetivo mostrar como instalar o banco de dados My SQL em ambiente Windows e é destinado aqueles que ainda não tiveram um contato com a ferramenta.

Leia mais

FAPLAN - Faculdade Anhanguera Passo Fundo Gestão da Tecnologia da Informação Banco de Dados II Prof. Eder Pazinatto Stored Procedures Procedimento armazenados dentro do banco de dados Um Stored Procedure

Leia mais

Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz

Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS. Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz Equipe de Treinamentos BIG SISTEMAS Certificação em Comunicador Processo de Comunicação Entre Filiais Matriz/Filial Filial/Matriz Sumário Certificação em Comunicador Índice de Figuras... 3 Histórico de

Leia mais

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL

Triggers em PostgreSQL. Linguagem de Programação de Banco de Dados. Triggers em PostgreSQL. Triggers em PostgreSQL Prof. Ms. Luiz Alberto Contato: lasf.bel@gmail.com Linguagem de Programação de Banco de Dados Triggers em PostgreSQL Todos os bancos de dados comerciais possuem uma linguagem procedural auxiliar para a

Leia mais

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04

BD SQL Server. Licenciatura em Engenharia Informática e Computação. Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server SGBD SQL Server Licenciatura em Engenharia Informática e Computação Bases de Dados 2003/04 BD SQL Server Criação da Ligação ao SGBD Entrar no Microsoft SQL Server / Enterprise Manager Criar

Leia mais

Banco de Dados SQL (Structured Query Language) Ana Paula Toome Wauke

Banco de Dados SQL (Structured Query Language) Ana Paula Toome Wauke Banco de Dados SQL (Structured Query Language) Ana Paula Toome Wauke Criar banco de dados: mysql> CREATE database 134a; Query OK, 1 row affected (0.00 sec) Deletar banco de dados: mysql> DROP database

Leia mais

Desenvolvimento Web com Struts

Desenvolvimento Web com Struts TREINAMENTOS Desenvolvimento Web com Struts Desenvolvimento Web com Struts2 e JPA2 14 de junho de 2015 As apostilas atualizadas estão disponíveis em www.k19.com.br Sumário i Sobre a K19 1 Seguro Treinamento

Leia mais

JDBC Acessando Banco de Dados

JDBC Acessando Banco de Dados Acessando Banco de Dados Objetivos Entender o que são Drivers. Diferenciar ODBC, JDBC e DRIVERMANAGER. Desenvolver uma aplicação Java para conexão com Banco de Dados. Criar um objeto a partir da classe

Leia mais

trigger insert, delete, update

trigger insert, delete, update 1 Um trigger é um conjunto de instruções SQL armazenadas no catalogo da BD Pertence a um grupo de stored programs do MySQL Executado quando um evento associado com uma tabela acontece: insert, delete,

Leia mais

Trabalhando com MySQL: Uma Introdução

Trabalhando com MySQL: Uma Introdução Trabalhando com MySQL: Uma Introdução 1. A linguagem PHP A linguagem PHP é uma linguagem de programação criada especialmente para o uso em páginas Web. Mas nem por isso ela não pode deixar de ser usada

Leia mais

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS

TECNOLOGIA EM SISTEMAS PARA INTERNET PROJETO DE BANCO DE DADOS Exemplos de Scripts SQL (PostgreSQL) Pizzaria 1 2 Criação de BANCO DE DADOS CREATE DATABASE nome_do_banco; CREATE DATABASE pizzaria; Criação de TABELAS SOMENTE COM CHAVE PRIMÁRIA CREATE TABLE nome_da_tabela

Leia mais

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão:

Nota de Aplicação. Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect 1.0. Suporte Técnico Brasil. Versão: Nota de Aplicação Escrita em Banco de Dados SQL com o Vijeo Citect Versão: 1.0 Suporte Técnico Brasil Especificações técnicas Hardware: Software: Versão: Vijeo Citect 7.40 SP 2 SQL Server 2012 Suporte

Leia mais

Sistema de Controle de Estoque

Sistema de Controle de Estoque FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIAS GESTÃO EM TECNOLOGIA DA INFORMÇÃO TÓPICOS AVANÇADOS EM BANCO DE DADOS Professor: Olegário Correia Neto Alunos: Marcelo Gonçalves, Juliano Pirozelli, João Lucas Pecin,

Leia mais

Bases de Dados 1º semestre

Bases de Dados 1º semestre DepartamentodeEngenhariaInformática 2008/2009 BasesdeDados1ºsemestre Lab1:Introduçãoaoambiente O ficheiro create bank.sql contém um conjunto de instruções SQL para criar a base de dadosdeexemploilustradanafigura1.

Leia mais

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL

Linguagem SQL Sub-linguagem DDL Linguagem SQL Sub-linguagem DDL A SQL - Structured Query Language, foi desenvolvido pela IBM em meados dos anos 70 como uma linguagem de manipulação de dados (DML - Data Manipulation Language para suas

Leia mais

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert...

Conteúdo O que é?... 4 Histórico... 4 Onde Baixar?... 4 Diferença entre Firebird e o Interbase... 4 Como instalar?... 4 Instalando o Ibexpert... Apostila FIREBIRD 1 Firebird Equipe: BARBARA CAROLINE SOUZA DE OLIVEIRA Nº 04 GUILHERME ROBERTO PINTO DE SOUZA Nº 16 JOSÉ ROSA MARTINS NETO Nº 22 RAFAEL ALVES DE SOUSA Nº 36 WELLINGTON COSTA SANTOS OLIVEIRA

Leia mais

Guia de Atualização TOTVS Segurança e Acesso 12.1

Guia de Atualização TOTVS Segurança e Acesso 12.1 06/2015 Sumário 1 Prefácio... 3 1.2 Finalidade... 3 1.3 Público Alvo... 3 1.4 Organização deste Guia... 3 1.5 Documentações Importantes... 3 2 Atualização... 4 2.1 Executando o Updater de Atualização...

Leia mais

INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW

INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW INSTALAÇÃO DO AMBIENTE PRONIM DW SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. INSTALAÇÃO E DESINSTALAÇÃO DA INSTÂNCIA SQL EXPRESS 2008 R2... 6 2.1. Instalação... 6 2.2. Desinstalação... 9 3. INSTALAÇÃO E DESINSTALAÇÃO

Leia mais

Structured Query Language (SQL)

Structured Query Language (SQL) Structured Query Language (SQL) SQL-Breve Histórico : # CREATE, ALTER e DROP; # BEGIN TRANSACTION, ROLLBACK e COMMIT; # GRANT, REVOKE e DENY; 1 Structured Query Language (SQL) Desenvolvida pelo departamento

Leia mais

Um objeto de estatística contém informações de distribuição de valores de uma ou mais colunas de uma tabela ou view indexada

Um objeto de estatística contém informações de distribuição de valores de uma ou mais colunas de uma tabela ou view indexada Desvendando Estatísticas do SQL Server Parte 1 Nesta série de artigos vamos dar um mergulho profundo nas Teorias Probabilísticas (mais conhecido como estatísticas) do SQL Server. Introdução Estatísticas

Leia mais

BANCO DE DADOS II LINGUAGEM SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE. Prof.: Elvis Bloemer Meurer

BANCO DE DADOS II LINGUAGEM SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE. Prof.: Elvis Bloemer Meurer BANCO DE DADOS II LINGUAGEM SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Prof.: Elvis Bloemer Meurer ORLEANS, 2011 1 CAPITULO 6: FUNÇÕES DE GRUPO...4 6.1 OBJETIVOS DESTE CAPÍTULO...4 6.2 FUNÇÕES DISPONÍVEIS...4 6.3

Leia mais