Aula 03. Execução. Título executivo judicial (art. 475-N, CPC) e título executivo extrajudicial (art. 585, CPC)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aula 03. Execução. Título executivo judicial (art. 475-N, CPC) e título executivo extrajudicial (art. 585, CPC)"

Transcrição

1 Turma e Ano: Magistratura Estadual 2015/2016 Matéria / Aula: Processo Civil 03 Professor: Raphael Corrêa Monitor: Yasmin Aula 03 Execução Panorama Histórico da Execução A Execução teve relevantes mudanças com a Lei nº /05. Hoje nós temos a fase de processo de conhecimento e fase executória, entre elas existe uma intimação, diferente do panorama anterior. Quando em 1994 houve a inserção da tutela antecipada no Código de Processo Civil, passamos a usufruir de efeitos da sentença que só seria possível ao final do processo. Essa tutela tem natureza jurídica de decisão interlocutória, que tem como características o fato de não ser uma decisão definitiva e sim uma decisão provisória; a cognição do juízo ser sumária e a decisão pode ser revogável a qualquer tempo (precária). Para que essa decisão seja efetivada é necessária uma intimação. Logo, para que as tutelas jurisdicionais sejam efetivas, seja ela sentença, decisão interlocutória ou acórdão, é melhor dispor da intimação e que o processo seja encarado como um todo e dentro dele tenham diversas fases. O processo passa a ser chamado de sincrético ou misto. Título executivo judicial (art. 475-N, CPC) e título executivo extrajudicial (art. 585, CPC) Não é possível conceituar os títulos judiciais e extrajudiciais. A definição deles é legal, ou seja, estão presentes no rol dos artigos 475-N e 585, do CPC. A tentativa do legislador era acabar com processo autônomo de execução para os títulos executivos judiciais, porém, ainda existem 05 títulos que, embora sejam judiciais, demandam a instauração de um novo processo. São eles: (i) sentença arbitral; (ii) homologação de sentença estrangeira; sentença penal condenatória transitada em julgado; (iv) quando da revisão criminal restar indenização e (v) quando a Fazenda Pública for executada. Dentro desses 05 títulos acima haverá processo executivo e não fase executiva.

2 Execução Provisória X Definitiva: é definitiva quando ocorre o trânsito em julgado e é provisória quando houver pendência de recurso. A pendência do recurso não significa propriamente ter havido interposição dele, mas basta ter prazo para sua interposição. Há possibilidade de execução, enquanto pendente o recurso, desde que o mesmo seja admitido no efeito devolutivo. A execução definitiva é aquela que acontece de um título transitado em julgado. Dessa forma, a execução de um título executivo extrajudicial será sempre definitiva, mas se for execução de um título executivo judicial poderá ser provisória (quando tiver possibilidade de recurso e no efeito devolutivo) ou definitiva. Os recursos poderão ser recebidos nos efeitos suspensivo ou devolutivo, excepcionalmente serão recebidos somente no efeito devolutivo (art. 520 do CPC). Não é o recurso que atribui efeito. Questão: Por que contra a Fazenda só é possível a execução quando do trânsito em julgado? Por que o legislador criou a execução provisória? Porque não existe hipótese da Fazenda Pública ser insolvente. A execução provisória existe por conta da possibilidade do executado cair em insolvência. Logo, o fundamento da execução definitiva contra a Fazenda não é a necessidade de precatório e sim o fato da Fazenda não ser insolvente. Por isso contra ela só cabe execução definitiva. No entanto, o risco de insolvência não é requisito para ter a execução provisória. OBS: Quando o título não for executivo utiliza-se o nulla executio sine titulo. O título judicial e extrajudicial será executivo quando ele for certo, líquido e exigível. Se faltar um desses requisitos, ele não será executivo. Certo é quando respeita alguma forma prescrita em lei ou quando houver tipicidade, se não respeita a formalidade o título não será certo. Exigível quando houver necessidade de implementar uma condição ou um termo. Líquido é tudo aquilo que certeza e exigibilidade não respondem (quanto se deve, a quem se deve, a quem cabe a escolha do que se deve, etc). Feito isso, inaugura-se a fase de cumprimento de sentença ou o processo autônomo de execução. O cumprimento de sentença vai cuidar de cumprir um título judicial e o processo autônomo vai cuidar de um título judicial (dentro das 5 hipóteses) e extrajudicial.

3 Se o título não for executivo, faltar liquidez, é possível o processo autônomo? Não, é preciso passá-lo no processo de conhecimento para que a sentença daquele processo lhe dê liquidez. Após ocorrerá o cumprimento de sentença. Liquidação Houve uma sentença ilíquida. Necessária a liquidação para torná-lo um título executivo. 1 Liquidação incidental feita pelo credor: Não é fase processual, é incidente dentro do cumprimento de sentença. Pode haver análise pericial. Ex: Atualização Monetária - Sai hoje uma sentença: Rafael deve a Marcos 100 mil reais desde a data da citação, que foi a 6 anos atrás. Esta sentença não é líquida, pois exige atualização monetária. Neste caso, não é preciso instaurar uma fase de liquidação e sim trazer dentro da fase de cumprimento de sentença uma memória de cálculo, não é preciso instauração de outra fase. 2 Liquidação por arbitramento: Há necessidade que haja análise pericial. A liquidação por arbitramento ocorre porque as partes convencionaram; porque o objeto discutido impedia a análise pericial ou porque a sentença assim determinou. Entre a sentença e o cumprimento de sentença ocorrerá a fase de liquidação. 3 Liquidação por artigos Pretende a demonstração de fato novo (art. 475-F, CPC). Fato novo é a ideia de fato desconhecido a época do processo de conhecimento. Embora esse fato seja desconhecido, ele precisa ter uma ligação com o processo, com o que foi discutido no processo de conhecimento. Da sentença de liquidação caberá agravo de instrumento, ver artigo 475-H, CPC. Execução Toda execução (cumprimento de sentença e processo autônomo de execução) tem uma fase primeira chamada de cumprimento voluntário e uma fase segunda chamada de execução forçada.

4 O cumprimento voluntário ocorre pela intimação ou citação do sujeito. Ao término do prazo para cumprimento voluntário, ocorre a execução forçada. O ato que inaugura a execução forçada é a penhora. Por que na obrigação de pagamento de quantia certa a publicação da sentença não faz o acontecimento do cumprimento voluntário? Pois a sentença ainda não é líquida, falta atualização monetária, logo, é preciso a intimação para dar início ao cumprimento voluntário (art. 475-J, CPC). Nas obrigações de fazer, não fazer e entregar o momento do cumprimento voluntário se dá com a publicação da sentença. Essa sentença é autoexequível, do contrário, faltará liquidez para dar seguimento ao cumprimento de sentença. Ex: Sentença diz pague 15 mil e entregue cavalo. É obrigação de dar quantia certa e de entregar. A obrigação de entregar cavalo é líquida e a quantia de 15 mil é ilíquida, mas essa iliquidez não demanda uma fase de liquidação. É possível inaugurar a fase de cumprimento de sentença em relação às 02 obrigações. O cumprimento voluntário já está acontecendo em relação à entrega do cavalo a partir da publicação da sentença, porém em relação aos 15 mil é necessária provocação. Se as obrigações não forem cumpridas dentro do prazo estipulado caberá a execução forçada. A execução forçada da obrigação de dar quantia certa se inicia com a penhora do valor a ser pago, mais multa de 10%, e a iniciação da execução forçada da entrega da coisa se inicia por busca e apreensão. Caso o oficial de justiça não encontre o bem, no caso o cavalo, será necessária a mensuração de quanto vale o cavalo, neste momento ocorrerá a liquidação por arbitramento. Se, no entanto, com a publicação da sentença, o devedor recorrer, essa execução será provisória. Se mais adiante o recurso for provido, aquele que antes era exequente, quando se executa provisoriamente a coisa, trás prejuízo a aquele que entes era executado. É necessário apurar o prejuízo através de liquidação, após será prolatada sentença, que deverá ser cumprida. Aquele que antes era devedor passa a ser credor. Dessa forma, é possível executar provisoriamente, mas há pendência de recurso. Se houver provimento do recurso, a execução perde seus efeitos naquilo que o provimento tocar. Ex2: Sentença que trata de cavalo e de 15 mil reais. Contra essa sentença foi proposto recurso de apelação. É necessária análise desse recurso, saber qual foi o seu efeito, se foi recebido no duplo efeito. Se for recebido no duplo efeito, não haverá execução provisória. No exemplo exposto, o recurso foi recebido no efeito devolutivo. O momento seguinte é o cumprimento

5 de sentença. Em relação a quantia certa faz-se uma liquidação incidental, para atualização do valor, e em relação ao cavalo a sentença fixa 30 dias para o cumprimento. Em relação a quantia é necessário peticionar atualizando o valor e diante disso intimar o devedor para cumprimento voluntário no prazo de 15 dias, a contar da intimação. A execução forçada acontece se com 31 dias não for entregue o cavalo e se com 15 dias não for pago o valor, conforme norma do artigo 475-J do CPC esse valor será acrescido de multa de 10% e ocorrerá a penhora. Em relação ao cavalo ocorrerá a busca e apreensão. Caso o recurso seja provido, o antes apelante/executado não precisa pagar e entregar o cavalo, ele sai de devedor e a passa a uma situação de credor. Imediatamente deve ocorrer a restituição do valor pago e do cavalo. Caso o sujeito tenha prejuízo é necessário iniciar uma fase de liquidação, que termina por intermédio de uma sentença, depois do valor apurado, e que contra ela caberá agravo de instrumento (art. 475-H, CPC). Esse agravo discute se o valor dado pelo perito é ou não o mais adequado. Após, pode começar a execução provisória, aguardando ainda o julgamento do agravo. Se for dado provimento ao agravo, ocorrerá outra liquidação. Tudo isso será chamado de processo. Nos casos em que houver sentença com parte líquida e ilíquida ocorrerá uma fase de cumprimento de sentença e outra de liquidação por arbitramento. Se começa a execução, e o sujeito for intimado para pagamento do valor e este valor já tiver sido pago, caberá impugnação. O simples ato de impugnar não faz atribuir efeito suspensivo ao cumprimento de sentença, significa que deve ser feito requerimento. Se não houver requerimento, o cumprimento de sentença continuará a ocorrer. O juiz poderá atribuir suspensão, quando recebe a impugnação, se houver fumus boni iuris e periculum in mora, até que seja julgada a impugnação. Atos que não importam em expropriação do bem ou em transferência de patrimônio não vão ser atingidos pela suspensão do processo. Suspensão é ato jurisdicional, cuja natureza é de decisão interlocutória, contra ela caberá agravo de instrumento. O artigo 475-M do CPC significa dizer que se o exequente, que virou impugnado, oferecer caução o cumprimento de sentença volta a acontecer. OBS: Não corre prazo prescricional durante o processo suspenso.

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cumprimento de sentença Prof. Luiz Dellore 1. Finalidades dos processos 1.1 Processo de conhecimento: crise de incerteza 1.2 Processo de execução: crise de inadimplemento 2. Requisitos

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença II. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença II. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cumprimento de sentença II Prof. Luiz Dellore 1. Liquidação de sentença: cabível quando o título não determinar exatamente o valor devido pela condenação. Enquanto estiver pendente

Leia mais

Processo Civil. Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais. ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/ :00:15

Processo Civil. Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais. ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/ :00:15 8 Processo Civil Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais 2016 ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/2015 18:00:15 capítulo 1 EXECUÇÃO Leia a lei: Arts. 566 e seguintes do CPC. 1.1 Noções

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Cumprimento de sentença - títulos executivos judiciais Bruno Soares de Souza * Para que se promova uma execução é necessário que o credor preencha alguns requisitos de ordem processual,

Leia mais

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário

Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário Cumprimento provisório da sentença e competência do Juizado Especial Fazendário A Lei n 12.153/09, ao disciplinar os Juizados Especiais Fazendários, omitiu-se quanto ao cumprimento da sentença, porém,

Leia mais

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : AULA 23 12.7) Competência

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 5 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Antecipação dos Efeitos da Tutela Teoria Geral da Execução Execução

Leia mais

Perde a característica de impenhorabilidade o bem oferecido como garantia pelo devedor.

Perde a característica de impenhorabilidade o bem oferecido como garantia pelo devedor. BENS NÃO SUJEITOS À EXECUÇÃO Hipóteses: art. 649, CPC. Lei 8.009/90 Lei do Bem de Família Bem de família legal Bem de família convencional art. 1.711, CC Residência em vários imóveis Bem de família = menor

Leia mais

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3

SUMÁRIO PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3 SUMÁRIO PREFÁCIO... XXV APRESENTAÇÃO... XXIX PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3 1. INTRODUÇÃO E NOÇÃO CONCEITUAL DE EXECUÇÃO...

Leia mais

Processo de Execução no Direito Previdenciário

Processo de Execução no Direito Previdenciário Processo de Execução no Direito Previdenciário Introdução ao Processo de Execução. A Execução contra a Fazenda Pública Previdenciária - Noções Gerais: objeto, partes, requisitos, prazos, procedimento Execução

Leia mais

RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL

RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL RESPONSABILIDADE PATRIMONIAL Sujeição de um bem ou do patrimônio de determinada pessoa ao cumprimento da obrigação. 1. OBRIGAÇÃO E RESPONSABILIDADE DÉBITO RESPONSABILIDADE o Débito (Schuld) Adimplemento

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 11 EXECUÇÃO Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo.

Leia mais

Embargos à Execução e Embargos de Terceiros

Embargos à Execução e Embargos de Terceiros Direito Processual do Trabalho Embargos à Execução e Embargos de Terceiros Os embargos são obstáculos que o devedor procura antepor à execução proposta pelo credor. Art. 884: Garantida a execução ou penhorados

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Programa do curso 1. Cumprimento da sentença na execução por quantia certa 2. Cumprimento de sentença na execução por quantia certa na ação de alimentos

Leia mais

Aula 101. Julgamento conforme o estado do processo (Parte II):

Aula 101. Julgamento conforme o estado do processo (Parte II): Turma e Ano: Direito Processual Civil - NCPC (2016) Matéria / Aula: Julgamento conforme o Estado do Processo (Parte II) / 101 Professor: Edward Carlyle Monitora: Laryssa Marques Aula 101 Julgamento conforme

Leia mais

ASPECTOS RELEVANTES DO PROCESSO DE INSOLVÊNCIA. 35 PERGUNTAS E RESPOSTAS

ASPECTOS RELEVANTES DO PROCESSO DE INSOLVÊNCIA. 35 PERGUNTAS E RESPOSTAS ASPECTOS RELEVANTES DO PROCESSO DE INSOLVÊNCIA. 35 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. Como se processa a liquidação do património do devedor na insolvência? Através da venda do património do devedor; Outra forma,

Leia mais

Módulo Direito e Processo do Trabalho

Módulo Direito e Processo do Trabalho Material Teórico Carreiras Militares Módulo Direito e Processo do Trabalho Aula 5 Parte II A execução e a finalização do Processo do Trabalho Conteudista Responsável: Profª Marlene Lessa cod DPTrabCDSG1108_MilitarPII_a05

Leia mais

Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho

Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho FRANCISCO FERREIRA JORGE NETO Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região; Mestre pela PUC/SP; Professor na Escola Paulista de Direito

Leia mais

Aula 17. II - certidão de interposição do recurso não dotado de efeito suspensivo;

Aula 17. II - certidão de interposição do recurso não dotado de efeito suspensivo; Turma e Ano: Novo Código de Processo Civil Comparado e Comentado (2016) Matéria / Aula: Cumprimento provisório de sentença / Cumprimento de sentença que reconheça obrigação de pagar entre particulares

Leia mais

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas.

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Antecipação de Tutela: Efetividade, Momento do Requerimento; Revogação e Modificação; Fungibilidade;

Leia mais

ANDRÉ LUIZ M. BITTENCOURT.

ANDRÉ LUIZ M. BITTENCOURT. ANDRÉ LUIZ M. BITTENCOURT IMPORTÂNCIA DA ATRIBUIÇÃO DO VALOR DA CAUSA Art.291. Atodacausaserá atribuídovalorcerto,ainda que não tenha conteúdo econômico imediatamente aferível. IMPORTÂNCIA DA ATRIBUIÇÃO

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Execução II defesa do executado. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Execução II defesa do executado. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Execução II defesa do executado Prof. Luiz Dellore PARTE ESPECIAL LIVRO II DO PROCESSO DE EXECUÇÃO TÍTULO I DA EXECUÇÃO EM GERAL TÍTULO II DAS DIVERSAS ESPÉCIES DE EXECUÇÃO TÍTULO

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO

COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO COMISSÃO NACIONAL DE ESTÁGIO E FORMAÇÃO Prática Processual Civil Programa I CONSULTA JURÍDICA 1.1 Consulta jurídica 1.2 Tentativa de resolução amigável 1.3 Gestão do cliente e seu processo II PATROCÍNIO

Leia mais

Planejamento Tributário Empresarial 1

Planejamento Tributário Empresarial 1 Planejamento Tributário Empresarial 1 Processos judiciais tributários A Fazenda poderá promover ação judicial em face do contribuinte devedor por meio das médias: Execução fiscal. Ação cautelar fiscal.

Leia mais

TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO. Prof. Luis Fernando Alves

TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO. Prof. Luis Fernando Alves 1 TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO Prof. Luis Fernando Alves www.professorluisfernando.jur.adv.br 2 4. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO 4.1. PRINCÍPIOS DA NULLA EXECUTIO

Leia mais

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL Disciplina: Direito Processual Civil I Período: 2º EMENTA DIREITO PROCESSUAL 1) DIREITO PROCESSUAL: Conceito; fases civilista, autonomista e finalista; fontes Constituição Federal, Lei Federal e Ordinária,

Leia mais

XVII EXAME UNIFICADO 2ª Fase Civil #ProfessorAoVivo em 12/1/2016 PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso Estudo Dirigido Execução GABARITO

XVII EXAME UNIFICADO 2ª Fase Civil #ProfessorAoVivo em 12/1/2016 PROFESSOR AO VIVO. Revisão Prof. Darlan Barroso Estudo Dirigido Execução GABARITO PROFESSOR AO VIVO Revisão Prof. Darlan Barroso Estudo Dirigido Execução GABARITO 1) Após tramitar perante juízo criminal competente, Maria foi condenada pela prática de crime de dano. A sentença penal

Leia mais

PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. Prof. Luis Fernando

PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA. Prof. Luis Fernando PROCESSO DE EXECUÇÃO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA Prof. Luis Fernando CPC, 475-L Art. 475-I. O cumprimento da sentença far-se-á conforme os arts. 461 e 461-A desta Lei ou, tratando-se de obrigação por quantia

Leia mais

CNEF SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL II (PROCESSO EXECUTIVO) O processo executivo será ministrado em 12 sessões de 2 horas.

CNEF SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL II (PROCESSO EXECUTIVO) O processo executivo será ministrado em 12 sessões de 2 horas. CNEF SUMÁRIOS DE PRÁTICA PROCESSUAL CIVIL II (PROCESSO EXECUTIVO) O processo executivo será ministrado em 12 sessões de 2 horas. 1ª Sessão a) conceito e fim da execução; b) formas do precesso de execução:

Leia mais

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS

LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS LEVANTAMENTO DE INFORMAÇÃO DOS PROCESSOS EXECUTIVOS DADOS GERAIS PROCESSO N.º TRIBUNAL: JUÍZO: SECÇÃO: DATA DE ENTRADA: _ TÍTULO EXECUTIVO: TIPO DE EXECUÇÃO: EXECUÇÃO INICIADA ANTES DE 15/09/2003: FORMA

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana. Princípios Gerais da

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana. Princípios Gerais da PLANO DE CURSO DISCIPLINA: EXECUÇÃO CÍVEL (CÓD. ENEX 60132) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

Direito Processual Civil 3. Mauro Abdon

Direito Processual Civil 3. Mauro Abdon Direito Processual Civil 3 Mauro Abdon 11/02 Neste período estaremos estudando a execução. É importante lembrar que não é mais correto falarmos em processo de execução, pois, devido às recentes reformas,

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. Ação Civil Pública. Tutelas de Urgência. Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. Hugo Nigro Mazzilli

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. Ação Civil Pública. Tutelas de Urgência. Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. Hugo Nigro Mazzilli Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo Ação Civil Pública. Tutelas de Urgência. Fundo de Defesa dos Direitos Difusos. Hugo Nigro Mazzilli 2013 1 www.mazzilli.com.br 2 Distinguiremos inicialmente:

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração. Prof. Andre Roque

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração. Prof. Andre Roque DIREITO PROCESSUAL CIVIL Recursos III agravo de instrumento e embargos de declaração Prof. Andre Roque 1. Agravo de instrumento: cabimento Somente cabe AI das decisões interlocutórias do CPC, 1015 I -

Leia mais

A1-AT392 10/2/2010 TJ-RS. Tópicos de Legislação Matéria Cível e Processual. Brasília

A1-AT392 10/2/2010 TJ-RS. Tópicos de Legislação Matéria Cível e Processual. Brasília A1-AT392 10/2/2010 TJ-RS Tópicos de Legislação Matéria Cível e Processual Brasília 2010 2010 Vestcon Editora Ltda. Todos os direitos autorais desta obra são reservados e protegidos pela Lei nº 9.610, de

Leia mais

PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS

PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS PARTE I DA TEORIA GERAL DOS JUIZADOS ESPECIAIS CÍVEIS 1 Introdução: a contextualização histórica da gênese da Lei nº 9.099/95 2 As características básicas dos Juizados Especiais Cíveis 2.1 A estrutura

Leia mais

OPOSIÇÕES DO EXECUTADO. Murillo Sapia Gutier 1

OPOSIÇÕES DO EXECUTADO. Murillo Sapia Gutier 1 OPOSIÇÕES DO EXECUTADO Murillo Sapia Gutier 1 1. Considerações iniciais Como salientado em outras aulas, a Tutela jurisdicional executiva visa satisfazer obrigação inadimplida em que é fundada em título

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO - 2010/01 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO II PROFESSOR: UDNO ZANDONADE TURMA: 10DM

Leia mais

INTRODUÇÃO CAPÍTULO I ASTREINTES: CONCEITO, NATUREZA JURÍDICA E PREVISÃO LEGAL CAPÍTULO II A ASTREINTE E O DIREITO COMPARADO...

INTRODUÇÃO CAPÍTULO I ASTREINTES: CONCEITO, NATUREZA JURÍDICA E PREVISÃO LEGAL CAPÍTULO II A ASTREINTE E O DIREITO COMPARADO... INTRODUÇÃO... 25 CAPÍTULO I ASTREINTES: CONCEITO, NATUREZA JURÍDICA E PREVISÃO LEGAL... 31 1.1 Conceito de Astreinte... 31 1.2 Natureza Jurídica... 36 1.3 Previsão Legal... 39 CAPÍTULO II A ASTREINTE E

Leia mais

Prof. Anselmo Prieto Alvarez

Prof. Anselmo Prieto Alvarez Prof. Anselmo Prieto Alvarez apalvarez@pucsp.br Histórico 1-65 leis foram editadas reformando o CPC- Lei Federal de 11 de janeiro de 1973 2- Até 1994 foram 24 alterações. Histórico 3- A partir de 1994

Leia mais

Editora LTr. São Paulo, Localização: 331: (81) C512r Código de barras: STJ

Editora LTr. São Paulo, Localização: 331: (81) C512r Código de barras: STJ LUCIANO ATHAYDE CHAVES Juiz do Trabalho da 21ª Região (RN). Mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte(UFRN). Professor de Direito Processual da Faculdade de Direito da

Leia mais

CONCEITO. (Rocha Azevedo)

CONCEITO. (Rocha Azevedo) FALÊNCIA CONCEITO "é o processo de execução específico, contra empresário ou sociedade empresária insolvente, instaurador de comunhão incidental organizada entre todos os credores, por direitos e obrigações

Leia mais

08/03/2015 APELAÇÃO. Direito Processual Civil II NOÇÃO. Recurso cabível contra as sentenças.

08/03/2015 APELAÇÃO. Direito Processual Civil II NOÇÃO. Recurso cabível contra as sentenças. Direito Processual Civil II FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 APELAÇÃO NOÇÃO Recurso cabível contra as sentenças. Art. 162, 1o, CPC atual:

Leia mais

Direito Processual Civil Executivo. Programa

Direito Processual Civil Executivo. Programa Direito Processual Civil Executivo Programa Rui Pinto Duarte 2010/2011 I Aspectos Gerais 1. Noção de acção executiva 2. O princípio do dispositivo na acção executiva (3.º, 810 e 675-A) 3. Execução individual

Leia mais

Impugnação ao Cumprimento de Sentença. André Pagani de Souza

Impugnação ao Cumprimento de Sentença. André Pagani de Souza Impugnação ao Cumprimento de Sentença André Pagani de Souza 10.05.2017 A impugnação prevista no art. 525 do CPC é um instrumento de defesa do executado na fase de cumprimento de sentença. A impugnação

Leia mais

Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins INSTA: Professor Guilherme Martins

Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins INSTA: Professor Guilherme Martins Prof. Ms. Guilherme Martins Teixeira Borges FACE: Guilherme Martins Periscope: @ProfGuilherm INSTA: Professor Guilherme Martins E-mail: g.martins.borges@hotmail.com Ação de Cobrança Ação de Obrigação de

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Noções gerais da execução com advento da Lei 11.232/05 Jeordane Quintino Faria Como citar este artigo: FARIA,Jeordane Quintino. Noções gerais da execução com advento da lei 11.232/05.

Leia mais

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA EXECUÇÃO) I DA LIQUIDAÇÃO E INÍCIO DA EXECUÇÃO

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA EXECUÇÃO) I DA LIQUIDAÇÃO E INÍCIO DA EXECUÇÃO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL E A CLT (DA EXECUÇÃO) I DA LIQUIDAÇÃO E INÍCIO DA EXECUÇÃO O fundamento legal, está disposto no artigo 889 da CLT, o qual dispõe: Artigo 889 da CLT. Aos trâmites e incidentes

Leia mais

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS

SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS Sumário SUMÁRIO A ESSÊNCIA DO CPC DE 2015 E AS NOVAS TENDÊNCIAS PARA OS CONCURSOS PÚBLICOS... 15 CÓDIGO PROCESSUAL CIVIL... 37 PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 37 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS

Leia mais

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 23 1.1. As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 2. ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO PROCESSO... 29 2.1. Notas introdutórias...

Leia mais

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL

Manual de Prática Trabalhista - 6ª Edição - Cinthia Machado de Oliveira. Título I PETIÇÃO INICIAL Capítulo I PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL SUMÁRIO Título I PETIÇÃO INICIAL PETIÇÃO INICIAL EM DISSÍDIO INDIVIDUAL Fundamento legal... 15 Cabimento... 15 Espécies de ritos do processo do trabalho... 16 Rito sumário... 16 Rito sumaríssimo... 16

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Considerações sobre a Lei 11.232/05 e sua aplicabilidade na execução de título judicial perante o juizado especial cível Francisco Eduardo Gonzaga de Oliveira 1. Introdução O legislador

Leia mais

TÍTULO EXECUTIVO PRINCÍPIO DA TAXATIVIDADE DOS TÍTULOS EXECUTIVOS

TÍTULO EXECUTIVO PRINCÍPIO DA TAXATIVIDADE DOS TÍTULOS EXECUTIVOS TÍTULO EXECUTIVO A execução depende de um título executivo. O título executivo consiste numa espécie de bilhete de ingresso, sem o qual o credor não pode valer-se do procedimento executivo. Ele é o documento

Leia mais

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 1. Para que servem os cálculos trabalhistas? O objetivo é liquidar a sentença Sentença líquida e sentença ilíquida

Leia mais

Gabaritando Execução Trabalhista OAB

Gabaritando Execução Trabalhista OAB Gabaritando Execução Trabalhista OAB 1) (FGV OAB/2012) De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho, assinale a afirmativa correta. a) não há citação para a execução, uma vez que a fase executiva

Leia mais

Tutelas de Urgência no processo coletivo

Tutelas de Urgência no processo coletivo Escola Superior da Procuradoria Geral do Estado Tutelas de Urgência no processo coletivo Hugo Nigro Mazzilli 1 Material www.mazzilli.com.br 2 www.mazzilli.com.br 3 As tutelas de urgência a) Tutela liminar

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1. APRESENTAÇÃO A Pós-Graduação em Direito Processual Civil da FAACZ visa à conjugação das referidas áreas em meio à atualização da legislação em vigor,

Leia mais

INFORME SIMERJ ACORDÃO RELATÓRIO DO ESCRITÓRIO CONTRATADO SÉRGIO BERMUDES

INFORME SIMERJ ACORDÃO RELATÓRIO DO ESCRITÓRIO CONTRATADO SÉRGIO BERMUDES INFORME SIMERJ ACORDÃO RELATÓRIO DO ESCRITÓRIO CONTRATADO SÉRGIO BERMUDES 1. Processo nº 0068400-33.2009.5.01.0023 (23ª Vara do obrigação de fazer decorrente do Dissídio Coletivo 138/98, que deferiu o

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

SUMÁRIO. Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO SUMÁRIO Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO 1.1 Evolução histórica... 19 1.2 Direito estrangeiro... 22 1.3 Denominação... 25 1.4 Conceito... 25 1.5 Abrangência... 26 1.6 Autonomia...

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1

LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Sumário LIVRO I Do Processo de Conhecimento...1 Capítulo 1 Da Jurisdição...3 1.1. Conceito de Jurisdição... 5 1.2. Exercício da Jurisdição Quem Exerce a Jurisdição?...15 1.3. Características da Jurisdição...17

Leia mais

Teoria Geral do Processo

Teoria Geral do Processo Arno Melo Schlichting Teoria Geral do Processo Concreta - Objetiva - Atual Livro 2 3 a Edição SUMÁRIO Apresentação 9 Identificação 11 Natureza... 13 Objetivo... 13 1 Teoria Geral das Ações 15 1.1 Ação,

Leia mais

Direito Processual Civil

Direito Processual Civil Direito Processual Civil FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 da Obrigação de r Título Extrajudicial Procedimento 1 opõe Suspensão da execução

Leia mais

(3) - 10ª Câmara Cível AI nº /2014 decisão - fl. 1

(3) - 10ª Câmara Cível AI nº /2014 decisão - fl. 1 1 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento n.º 0011871-37.2014.8.19.0000 Agravante: VITTORIO E EMANUELLE BAR RESTAURANTE E PIZZARIA LTDA (executado) Agravados: NANCY CLEA KNUPP CASTRO

Leia mais

Novo CPC Processo Civil IV Questões

Novo CPC Processo Civil IV Questões Novo CPC Processo Civil IV Questões Novo CPC Processo Civil IV Questões Banco de Questões com as Respostas Fontes: Universidade Estácio de Sá e AjudaJuridica.com Questão 1: Em ação civil pública, promovida

Leia mais

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil...

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... sumário Parte i execução Fiscal Art. 1 o... 3 1.1. Legitimidade Ativa... 3 1.2. Execução Fiscal contra a Fazenda Pública... 6 1.3. Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... 7 Art. 2 o... 8 2.1.

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO 2.1 Organização da Justiça do Trabalho... 59

SUMÁRIO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO 2.1 Organização da Justiça do Trabalho... 59 SUMÁRIO Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO 1.1 Evolução histórica... 19 1.2 Direito estrangeiro... 22 1.3 Denominação... 25 1.4 Conceito... 25 1.5 Abrangência... 26 1.6 Autonomia...

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL

PADRÃO DE RESPOSTA PEÇA PROFISSIONAL PEÇA PROFISSIONAL Espera-se que o(a) examinando(a) elabore recurso de apelação, dirigido ao próprio juízo que prolatou a decisão (art. 475-M, 3.º, do CPC, art. 496, inciso I, c/c os arts. 513-521 do CPC),

Leia mais

HORÁRIO E LOCAL DE ATENDIMENTO DE ALUNOS

HORÁRIO E LOCAL DE ATENDIMENTO DE ALUNOS PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA CURSO: DIREITO PERÍODO LETIVO: 2017/2 TURMAS: 1 E 2 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II FPD 046 CARGA HORÁRIA TOTAL: 75 CRÉDITOS: 5 TEÓRICA: SIM PRÁTICA:

Leia mais

PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA

PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA SUMÁRIO Nota Introdutória à 3ª edição... 17 PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA Capítulo 1 Tutela executiva e processo do trabalho... 21 1.1. A natureza da atividade jurisdicional executiva trabalhista...

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Nova execução de título extrajudicial: possibilidade de parcelamento da dívida e a extensão do benefício ao devedor de título judicial Sandra Aparecida Sá dos Santos NOVA EXECUÇÃO

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III CÓDIGO: DIR-465 Pré-requisito: Direito Processual Civil II Período Letivo:

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br A REFORMA DO CPC E A EXECUÇÃO DOS ALIMENTOS Maria Berenice Dias* Recentes reformas no processo de execução aboliram o processo de execução dos títulos executivos judiciais. O cumprimento

Leia mais

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil. [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil.   [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Descomplicando o Novo Código de Processo Civil www.carreiradoadvogado.com.br www.carreiradoadvogado.com.br [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Página 1 Página 2 Sobre a Autora Flávia Teixeira Ortega

Leia mais

Rui Duarte Morais QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011

Rui Duarte Morais QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011 Rui Duarte Morais 1 QUANDO A ADMINISTRAÇÃO FISCAL INCUMPRE QUINTAS-FEIRAS DE DIREITO 7 DE JULHO DE 2011 Compensação por Iniciativa do Contribuinte 2 Artigo 90º n.º 1 C.P.P.T. A compensação com créditos

Leia mais

PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA

PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA SUMÁRIO PARTE I PARTE GERAL DA EXECUÇÃO TRABALHISTA Capítulo 1 Tutela executiva e processo do trabalho... 21 1.1. A natureza da atividade jurisdicional executiva trabalhista... 21 1.2. Fixação do marco

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Execução Trabalhista: aula 1. Professora: Maria Inês Gerardo Site:

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Execução Trabalhista: aula 1. Professora: Maria Inês Gerardo Site: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO Execução Trabalhista: aula 1 Professora: Maria Inês Gerardo Site: Facebook: Maria Inês Gerardo MARIA INÊS GERARDO Graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Leia mais

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015)

Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo. 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015) Escola Superior do Ministério Público de S. Paulo 10º Curso de Especialização em Interesses Difusos e Coletivos Mód. III IC e ACP (2015) Hugo Nigro Mazzilli 1 ACP Hoje Tutelas provisórias em ações coletivas

Leia mais

PROGRAMA DIREITO PROCESSUAL CIVIL EXECUTIVO

PROGRAMA DIREITO PROCESSUAL CIVIL EXECUTIVO PROGRAMA DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL EXECUTIVO Docentes: Mariana França Gouveia / Margarida Lima Rego Ano letivo: 2011/2012 Nível do curso: 1.º Ciclo Tipo de unidade curricular: Obrigatória Semestre: 2.º

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL Pós em Direito CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DIREITO PROCESSUAL CIVIL INFORMAÇÕES BÁSICAS ÁREA: Direito Processual Civil COORDENADORES: Rodrigo da Cunha INÍCIO MÓDULO I: 23/02/2018 INÍCIO MÓDULO II: 24/08/2018

Leia mais

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57

Tribunais e MPU -Fernando Gajardoni-Camilo Zufelato-Proc Civil-5ed.indb 9 24/03/ :20:57 Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 17 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 17 2. JURISDIÇÃO... 22 2.1. Generalidades e conceito... 22 2.2. Características... 23 2.3. Divisão... 24 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

ERRATA 5. DO CUMPRIMENTO DA SENTENÇA

ERRATA 5. DO CUMPRIMENTO DA SENTENÇA EDITORA JUSPODIVM ERRATA Doutrina» Volume Único Escrevente Técnico Judiciário TJSP (todas as disciplinas) 1ª edição Autores: Flávia Cristina, Lucas Pavione e Júlio Cesar Franceschet Na parte de Direito

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 2013 EMENTA DIREITO CIVIL: Noções gerais. Capacidade Civil e disponibilidade e indisponibilidade de direitos. Atos e negócios jurídicos. Vícios de consentimento. Prescrição

Leia mais

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito

Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS JURISDIÇÃO Generalidades e conceito Capítulo I TEORIA GERAL DO PROCESSO... 21 1. PRINCÍPIOS E NORMAS FUNDAMENTAIS... 21 2. JURISDIÇÃO... 26 2.1. Generalidades e conceito... 26 2.2. Características... 27 2.3. Divisão... 28 3. AÇÃO E PROCESSO...

Leia mais

A Lei 9.099/95 e a multa prevista pelo caput do artigo 475-J do CPC.

A Lei 9.099/95 e a multa prevista pelo caput do artigo 475-J do CPC. A Lei 9.099/95 e a multa prevista pelo caput do artigo 475-J do CPC. Tiago Mendes Cunha, advogado sócio do escritório Haanwinckel Advogados. tiagocunha@hadvogados.com Objetivando garantir um acesso rápido

Leia mais

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27

SUMÁRIO SUMÁRIO. 1. A evolução do MS no sistema constitucional Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27 SUMÁRIO SUMÁRIO..................... 1. A evolução do MS no sistema constitucional... 25 2. Direito líquido e certo a evolução conceitual... 27... 1. MS como tutela jurisdicional diferenciada com cognição

Leia mais

PROCESSO DE EXECUÇÃO x FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

PROCESSO DE EXECUÇÃO x FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA PROCESSO DE EXECUÇÃO x FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA A partir das reformas processuais implementadas pela Lei 11.232/2005 e Lei 11.382/2006, há que se distinguir os dois procedimentos existentes para

Leia mais

Da Execução. Direito Processual Civil Prof. Me. Heitor Miranda Guimarães.

Da Execução. Direito Processual Civil Prof. Me. Heitor Miranda Guimarães. Da Execução Direito Processual Civil Prof. Me. Heitor Miranda Guimarães heitor@heitormirandaguimaraes.com.br Twitter: @advheitor A) OBJETO DA EXECUÇÃO: A) OBJETO DA EXECUÇÃO: Objetiva a expropriação de

Leia mais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais

Regulamento das Cus stas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais A Conta de Custas no Regulamento das Custas Processuais 1 Conceito de taxa de justiça no C.C.J. A taxa de justiça do processo corresponde ao somatório das taxas de justiça inicial e subsequente de cada

Leia mais

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO

ÍNDICE GERAL ÍNDICE SISTEMÁTICO ÍNDICE GERAL Lei 13.105, de 16 de março de 2015 Código de Processo Civil... 19 Referências bibliográficas... 1853 Índice Alfabético-Remissivo do Código de Processo Civil (Lei 13.105/2015)... 1877 ÍNDICE

Leia mais

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos...

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... Sumário CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 21 1.1 Considerações... 21 1.2 As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... 23 CAPÍTULO 2 ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO

Leia mais

5 - As certidões de dívida servem de base à instauração do processo de execução fiscal.

5 - As certidões de dívida servem de base à instauração do processo de execução fiscal. Artigo 12.º [...]1 1 - Os processos da competência dos tribunais tributários são julgados em 1.ª instância pelo tribunal da área do serviço periférico local onde se praticou o ato objeto da impugnação

Leia mais

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts.

Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL TÍTULO I DA JURISDIÇÃO E DA AÇÃO Seção II Do Auxílio Direto Arts. Índice (CPC/2015) Índice (CPC/2015) PARTE GERAL LIVRO I DAS NORMAS PROCESSUAIS CIVIS... 39 TÍTULO ÚNICO DAS NORMAS FUNDAMENTAIS E DA APLICAÇÃO DAS NORMAS PROCESSUAIS... 39 CAPÍTULO I DAS NORMAS FUNDAMENTAIS

Leia mais

LEI Nº , DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005.

LEI Nº , DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. LEI Nº 11.232, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2005. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Altera a Lei nº 5.869, de 11 de janeiro de 1973 Código de Processo Civil, para estabelecer a fase de cumprimento das sentenças no processo

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical INFORMAÇÕES SOBRE A CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS. Guilherme Brandão Advogado

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical INFORMAÇÕES SOBRE A CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS. Guilherme Brandão Advogado TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical INFORMAÇÕES SOBRE A CERTIDÃO NEGATIVA DE DÉBITOS TRABALHISTAS Guilherme Brandão Advogado Como se sabe, a Lei nº 12.440, de 7 de julho de 2011 instituiu a Certidão Negativa

Leia mais