TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO. Prof. Luis Fernando Alves

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO. Prof. Luis Fernando Alves"

Transcrição

1 1 TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO Prof. Luis Fernando Alves

2 2 4. PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA EXECUÇÃO

3 4.1. PRINCÍPIOS DA NULLA EXECUTIO SINE TITULO E DA EXECUÇÃO SEM TÍTULO PERMITIDA 3 O que significa Nulla Executio Sine Titulo? O significado é não há execução sem titulo. Pode-se dizer que tradicionalmente ( CPC versão original) o processo de execução tinha por fundamento o título executivo previsto na lei ( numerus clausus) por possuir conforme a doutrina diz: abstração ou eficácia abstrata. O que significa a eficácia abstrata do título? O título executivo é tradicionalmente definido como a condição necessária e suficiente para a realização do processo de execução, permitindo que se satisfaçam os atos executivos independentemente de averiguação judicial, quanto à efetiva existência do direito que lhe é subjacente.

4 4.1. PRINCÍPIOS DA NULLA EXECUTIO SINE TITULO E DA EXECUÇÃO SEM TÍTULO PERMITIDA 4 O princípio Nulla Executio Sine Titulo é compatível com o atual CPC após as reformas? Percebe-se que esta concepção ajusta-se tão-somente ao processo de execução regulado no livro II do CPC que previu taxativamente o rol de títulos executivos. Qual a nova concepção do CPC? A nova concepção é não haver predefinição legal sobre quais fatos são capazes de autorizar a realização de atos executivos, sendo que o juiz deverá avaliar caso a caso, quais são as situações merecedoras de tutela executiva. EX: Decisão que antecipa os efeitos da tutela; Sentenças Executivas nos art.s 461 e 461-A; Ações de despejo) Tem carga de executividade

5 4.1. PRINCÍPIOS DA NULLA EXECUTIO SINE TITULO E DA EXECUÇÃO SEM TÍTULO PERMITIDA 5 O legislador, no entanto a nosso ver, com razão, optou por outro caminho: ao revogar a regra antes contida no artigo 583 do CPC, deixou claro que, embora o título executivo possa ser requisito para a obtenção de algumas das modalidades de tutela executiva, nem toda execução tem por base um título executivo. O princípio da nulla executio sine titulo, assim convive com um principio que lhe é oposto, já que há situações em que se autoriza a execução, embora inexistente titulo executivo que lhe sirva de base. (MEDINA, José Miguel Garcia. Processo Civil Moderno: Execução. 2ª ed. rev. Atual. São Paulo> RT, v.3)

6 4.2. PRINCÍPIO DA TIPICIDADE E DA ATIPICIDADE DAS MEDIDAS EXECUTIVAS 6 TIPICIDADE: A esfera jurídica do executado somente poderá ser afetada por formas executivas taxativamente estipuladas pela norma jurídica. A existência de um rol expresso de medidas executivas permite antever de que modo a execução se realizará. ATIPICIDADE: Ausência de modelo legalmente predefinido a ser observado. Há uma multiplicidade de mdeidas executivas diversas que podem ser aplicadas.

7 4.2. PRINCÍPIO DA TIPICIDADE E DA ATIPICIDADE DAS MEDIDAS EXECUTIVAS 7 Qual Princípio é aplicado na execução civil após as reformas legislativas? Há manifestações dos dois princípios, conforme a seguir: Execução por quantia certa: prepondera o princípio da tipicidade das medidas executivas. Execução nas obrigações de fazer ou não fazer e entrega de coisa: instituiu o princípio da atipicidade das medidas executivas. ( vide art. 461 e 461-A)

8 4.3. PRINCÍPIOS DA AUTONOMIA E DO SINCRETISMO ENTRE COGNIÇÃO E EXECUÇÃO 8 CARACTERÍSTICAS DO PRINCÍPIO DA AUTONOMIA: Preponderou no processo de execução na versão original do CPC/73; A execução tanto de título judicial quanto extrajudicial, era sempre um processo autônomo; Os processos de conhecimento e execução seriam puros ; As eventuais defesas do executado deveriam ser apresentadas em processo distinto ( embargos)

9 4.3. PRINCÍPIOS DA AUTONOMIA E DO SINCRETISMO ENTRE COGNIÇÃO E EXECUÇÃO 9 APÓS A REFORMA COM A LEI /05 COMO FICOU O PRINCÍPIO DA AUTONOMIA? Atualmente, apenas a execução de titulo extrajudicial é que constitui um processo autônomo; (com as ressalvas da execução de sentença arbitral, penal condenatória, estrangeira ou contra a fazenda pública). A execução de sentença condenatória passou a ser mera fase do processo de conhecimento. Agora fala-se em fase cognitiva e fase executiva ou sincretismos entre cognição e execução; A sentença nos casos dos arts. 461 e 461-A já são executivas e os atos executivos se realizam no mesmo processo;

10 PRINCÍPIOS DA MÁXIMA EFETIVIDADE (UTILIDADE) E DA MENOR RESTRIÇÃO POSSÍVEL ( MENOR ONEROSIDADE) Tais princípios norteam quanto às medidas executivas a serem realizadas; Informa que para a realização de todos os atos executivos deverá o juiz, ao mesmo tempo em que se busca obter a maior vantagem ao credor, providenciar para que tais atos realizem-se do modo menos prejudicial ao devedor; Art. 659, 2º do CPC expressa a UTILIDADE e o art. 620 do CPC expressa o princípio da MENOR ONEROSIDADE. Quando por vários meios o credor puder promover a execução, o juiz mandará que se faça pelo modo menos gravoso para o devedor.

11 PRINCÍPIOS DA MÁXIMA EFETIVIDADE (UTILIDADE) E DA MENOR RESTRIÇÃO POSSÍVEL ( MENOR ONEROSIDADE) Exemplo clássico em que pode se dar a crise dos princípios acima: Admissibilidade de lanço de valor inferior ao da avaliação, em segunda praça ou leilão x O art. 692 do CPC dispõe que o juiz não poderá aceitar lanço que importe preço vil. Como o juiz deve agir nessa situação já que a norma não traça critérios objetivos? OBS: É importante observar a conjugação dos dois princípios sem o sacrifício total de algum. Outro critério interessante é observar o lapso temporal entre a avaliação e a arrematação.

12 4.5. PRINCÍPIO DA PATRIMONIALIDADE 12 A execução recai sobre o patrimônio do devedor, sobre os seus bens, e não sobre sua pessoa. Art. 591 CPC: O devedor responde, para o cumprimento de suas obrigações, com todos os seus bens presentes e futuros, salvo as restrições estabelecidas em lei. Há casos de responsabilidade pessoal? Sim, somente no caso do devedor de alimentos. OBS: NÃO HÁ MAIS POSSIOBILIDADE DA PRISÃO DO DEPOSITÁRIO INFIEL

13 4.6. PRINCÍPIO DO EXATO ADIMPLEMENTO 13 Tal princípio informa que o credor deve, dentro do possível, obter o mesmo resultado que seria alcançado caso o devedor tivesse cumprido voluntariamente a obrigação. A lei mune o juiz de meios de coerção e sub-rogação. A execução deve ser específica ( art.s 461 e 461-A). Informa também que a execução se limite aquilo que seja suficiente para o cumprimento da obrigação ( art. 659 CPC).

14 4.7. PRINCÍPIO DA DISPONIBILIDADE 14 Informa que o credor em regra poderá desistir da execução a qualquer tempo sem a necessidade do consentimento do devedor ( art. 569 do CPC); Há casos que necessita da anuência do devedor, quais sejam: Se a execução estiver embargada, e se os embargos não versarem apenas questões processuais. E as custas em caso de desistência? Ficará a cargo do credor o pagamento das custas e honorários advocatícios

15 BIBLIOGRAFIA 15 ASSIS, Araken de. Manual da execução. 9. ed. rev., amp. e atual. São Paulo: Revista dos Tribunais, DINAMARCO, Cândido Rangel. Instituições de direito processual civil. 2.ed. rev. atual. São Paulo: Malheiros Editores, v. 4. THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de direito processual civil: processo de execução e processo cautelar. 38. ed. São Paulo: Forense, v. 2. MEDINA, José Miguel Garcia. Processo Civil Moderno: Execução. 2ª ed. rev. Atual. São Paulo> RT, v.3

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução

PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução PROCESSO CIVIL IV EXECUÇÃO introdução Prof. Dra. Liana Cirne Lins Faculdade de Direito do Recife Universidade Federal de Pernambuco Programa Teoria geral da execução o Conceito, natureza e finalidade da

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Noções gerais da execução com advento da Lei 11.232/05 Jeordane Quintino Faria Como citar este artigo: FARIA,Jeordane Quintino. Noções gerais da execução com advento da lei 11.232/05.

Leia mais

Processo Civil. Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais. ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/ :00:15

Processo Civil. Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais. ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/ :00:15 8 Processo Civil Tutela Executiva, Tutelas de Urgência e Procedimentos Especiais 2016 ProcessoCivil_vol_8.indb 3 28/10/2015 18:00:15 capítulo 1 EXECUÇÃO Leia a lei: Arts. 566 e seguintes do CPC. 1.1 Noções

Leia mais

Princípios Específicos do. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda

Princípios Específicos do. Profª. MSc. Maria Bernadete Miranda Princípios Específicos do Processo de Execução Objetivos O objetivo da aula não é rediscutir os Princípios no Código de Processo Civil já por demais debatido, mas sim registrar as novidades relevantes

Leia mais

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana. Princípios Gerais da

Conteúdos/ Matéria. Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Tipo de aula. Semana. Princípios Gerais da PLANO DE CURSO DISCIPLINA: EXECUÇÃO CÍVEL (CÓD. ENEX 60132) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências Textos, filmes

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Execução Trabalhista: aula 1. Professora: Maria Inês Gerardo Site:

DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Execução Trabalhista: aula 1. Professora: Maria Inês Gerardo Site: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO Execução Trabalhista: aula 1 Professora: Maria Inês Gerardo Site: Facebook: Maria Inês Gerardo MARIA INÊS GERARDO Graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 COMPONENTE CURRICULAR: Direito Processual Civil III CÓDIGO: DIR-465 Pré-requisito: Direito Processual Civil II Período Letivo:

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Embargos do devedor Ulisses Gabriel O presente estudo tem como mote analisar o instituto dos embargos do devedor, mormente após o advento da Lei 11.232/05, analisando no primeiro

Leia mais

DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV

DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 8º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR137 1. EMENTA: Aspectos gerais da execução. Liquidação de sentença. Execução de

Leia mais

CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA

CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA CURSO DE DIREITO PLANO DE ENSINO DE DISCIPLINA 1) IDENTIFICAÇÃO Código DIR282 Nome DIREITO PROCESSUAL CIVIL III diurno Créditos 04 Carga horária total 68 horas/aula (17 aulas) Semestre letivo 1.º/2012

Leia mais

Processo PLANO DE ENSINO. Prof. Luis Fernando Alves

Processo PLANO DE ENSINO. Prof. Luis Fernando Alves 1 Teoria Geral do Processo PLANO DE ENSINO Prof. Luis Fernando Alves www.professorluisfernando.jur.adv.br 1. EMENTA 2 O Estado, o processo e a tutela jurisdicional. Fontes das normas processuais. Princípios

Leia mais

Aula 03. Execução. Título executivo judicial (art. 475-N, CPC) e título executivo extrajudicial (art. 585, CPC)

Aula 03. Execução. Título executivo judicial (art. 475-N, CPC) e título executivo extrajudicial (art. 585, CPC) Turma e Ano: Magistratura Estadual 2015/2016 Matéria / Aula: Processo Civil 03 Professor: Raphael Corrêa Monitor: Yasmin Aula 03 Execução Panorama Histórico da Execução A Execução teve relevantes mudanças

Leia mais

Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO. Prof. Glauco Gumerato Ramos. jun/2008

Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO. Prof. Glauco Gumerato Ramos. jun/2008 Escola Superior da Advocacia-Geral da União (ESAGU) DEFESA DO EXECUTADO Prof. Glauco Gumerato Ramos jun/2008 1 Conceito de executado Executado: Devedor (=executado) na etapa de cumprimento da sentença

Leia mais

PLANO DE ENSINO. INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes

PLANO DE ENSINO. INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes DADOS PLANO DE ENSINO INSTITUIÇÃO DE ENSINO: Universidade Federal do Amazonas UFAM CURSO: Direito PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes DISCIPLINA Direito Processual Civil II PRÉ-REQUISITO Direito

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Dr. Francisco José Rodrigues de Oliveira Neto. Segunda 10:10 h / terça 10:10 h

PLANO DE ENSINO. Dr. Francisco José Rodrigues de Oliveira Neto. Segunda 10:10 h / terça 10:10 h UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO Campus Universitário - Trindade - Caixa Postal 476 88040-900 - Florianópolis - Santa Catarina Fone: (048) 3721-9815

Leia mais

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil. [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa]

Descomplicando o Novo Código de Processo Civil.   [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Descomplicando o Novo Código de Processo Civil www.carreiradoadvogado.com.br www.carreiradoadvogado.com.br [NOME DA EMPRESA] [Endereço da empresa] Página 1 Página 2 Sobre a Autora Flávia Teixeira Ortega

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DE JATAÍ - CESUT A s s o c i a ç ã o J a t a i e n s e d e E d u c a ç ã o EMENTA: 1. TEORIA GERAL DA EXECUÇÃO 2. PARTES NO PROCESSO DE EXECUÇÃO 3. COMPETÊNCIA 4. REQUISITOS NECESSÁRIOS PARA REALIZAR QUALQUER EXECUÇÃO 5. FASE DE CUMPRIMENTO DE SENTENÇA 5.1 CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III PROFESSOR: ELVIO FERREIRA SARTÓRIO TURMA: 5FM PLANO DE CURSO - 2010/01 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Leia mais

Renovação de Reconhecimento pela Portaria CEE/GP 211/08 de 28 de abril de D.O.E. 29/04/2008 Autarquia Municipal

Renovação de Reconhecimento pela Portaria CEE/GP 211/08 de 28 de abril de D.O.E. 29/04/2008 Autarquia Municipal DE DIREITO PROCESSUAL 2013 EMENTA Do Processo Cautelar: características, pressupostos, classificação e competência. Procedimentos cautelares comuns e específicos. Tutelas de urgência e da evidência no

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Cumprimento de sentença - títulos executivos judiciais Bruno Soares de Souza * Para que se promova uma execução é necessário que o credor preencha alguns requisitos de ordem processual,

Leia mais

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas.

É preciso diferenciar a natureza jurídica da antecipação de tutela da decisão de antecipação de tutela, não sendo expressões sinônimas. Turma e Ano: Flex A (2014) Matéria / Aula: Processo Civil / Aula 24 Professor: Edward Carlyle Conteúdo: Antecipação de Tutela: Efetividade, Momento do Requerimento; Revogação e Modificação; Fungibilidade;

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3

SUMÁRIO PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3 SUMÁRIO PREFÁCIO... XXV APRESENTAÇÃO... XXIX PARTE I PROCESSO DE EXECUÇÃO CAPÍTULO 1 JURISDIÇÃO, EFETIVIDADE DO PROCESSO E A SATISFAÇÃO DOS DIREITOS... 3 1. INTRODUÇÃO E NOÇÃO CONCEITUAL DE EXECUÇÃO...

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação 2007/1 ORGANIZAÇÃO BÁSICA DAS DISCIPLINAS CURRICULARES Disciplina: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III Curso: DIREITO Código CR PER Co-Requisito Pré-Requisito

Leia mais

Teoria Geral da Execução

Teoria Geral da Execução Direito Processual Civil FREDERICO OLIVEIRA fjsdeoliveira@gmail.com twitter: @fredoliveira197 Skype: frederico.oliveira42 Teoria Geral da Execução 1 REALIDADE PROCESSO Certificação Efetivação REALIDADE

Leia mais

A Ciência tem uma missão grave: o estudo racional das formas vigentes, sem o qual o legislador vagará na incereza e no erro

A Ciência tem uma missão grave: o estudo racional das formas vigentes, sem o qual o legislador vagará na incereza e no erro PLANO DE AULA i INSTITUIÇÃO DE ENSINO: UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS UFAM CURSO: DIREITO PROFESSOR: Especialista Rafael da Silva Menezes NÍVEL DE ENSINO: SUPERIOR PERÍODO: 5º TURNO: NOTURNO DATA: 10/07/2013

Leia mais

Perspectivas da execução trabalhista com o NCPC

Perspectivas da execução trabalhista com o NCPC Perspectivas da execução trabalhista com o NCPC Homero Batista Mateus da Silva, Autor da coleção Curso de Direito do Trabalho Aplicado 10 volumes Ed. Revista dos Tribunais Protesto extrajudicial Art. 517.

Leia mais

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos...

CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES Considerações As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... Sumário CAPÍTULO 1 CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 21 1.1 Considerações... 21 1.2 As reformas do Código de Processo Civil - Maiores Esclarecimentos... 23 CAPÍTULO 2 ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO

SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO SUMÁRIO PARTE I INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS PARA UMA APROPRIADA POSTULAÇÃO EM JUÍZO 1 INTRODUÇÃO 2 SOLUÇÃO DE LITÍGIOS PERANTE O PODER JUDICIÁRIO 2.1 Estrutura jurisdicional brasileira 2.2 Lide, processo e

Leia mais

THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito processual civil. 42. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005. v. 1.

THEODORO JÚNIOR, Humberto. Curso de Direito processual civil. 42. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2005. v. 1. ÁREA 5 DIREITO PROCESSUAL CIVIL, I, II, III, IV, V e VI DIREITO PROCESSUAL CIVIL I Sujeitos do processo. Litisconsórcio. Intervenção de terceiros. Petição inicial. Causa de pedir. Pedido. Citação. Atos

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Módulo 1 Parte Geral 1

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO. Módulo 1 Parte Geral 1 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Parte Geral 1 FUNÇÃO JURISDICIONAL 1.1 Princípios Constitucionais 1.2 Jurisdição 1.2.1 Princípios da jurisdição 1.2.2 Espécies de jurisdição 1.3 Ação 1.3.1 Teorias 1.3.2

Leia mais

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ

Escola de Ciências Jurídicas-ECJ Posição legal Momento processual Necessidade, finalidade, objeto e limites Natureza jurídica Liquidação na pendência de recurso Liquidação concomitante com execução Modalidades Liquidação de sentença Sumário

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1

Sumário. Capítulo 1 A Situação Concreta Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Sumário Capítulo 1 A Situação Concreta... 1 1.1. Exposição da Situação Concreta e de suas mais de 50 Petições Vinculadas...1 Capítulo 2 Petições Cíveis: Procedimento Comum... 7 2.1. Petição Inicial...7

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Cumprimento de sentença. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Cumprimento de sentença Prof. Luiz Dellore 1. Finalidades dos processos 1.1 Processo de conhecimento: crise de incerteza 1.2 Processo de execução: crise de inadimplemento 2. Requisitos

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO

SUMÁRIO. Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO SUMÁRIO Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO 1.1 Evolução histórica... 19 1.2 Direito estrangeiro... 22 1.3 Denominação... 25 1.4 Conceito... 25 1.5 Abrangência... 26 1.6 Autonomia...

Leia mais

Cumprimento de Sentença e Execução. Ricardo de Carvalho Aprigliano

Cumprimento de Sentença e Execução. Ricardo de Carvalho Aprigliano Cumprimento de Sentença e Execução Ricardo de Carvalho Aprigliano Considerações iniciais Antes da execução Cumprimento de sentença Intimação do devedor pelo DJE na pessoa do seu advogado (art. 513, 2º,I).

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO - 2010/01 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO II PROFESSOR: UDNO ZANDONADE TURMA: 10DM

Leia mais

Direito Processual Civil Executivo. Programa

Direito Processual Civil Executivo. Programa Direito Processual Civil Executivo Programa Rui Pinto Duarte 2010/2011 I Aspectos Gerais 1. Noção de acção executiva 2. O princípio do dispositivo na acção executiva (3.º, 810 e 675-A) 3. Execução individual

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Nova execução de título extrajudicial: possibilidade de parcelamento da dívida e a extensão do benefício ao devedor de título judicial Sandra Aparecida Sá dos Santos NOVA EXECUÇÃO

Leia mais

SUMÁRIO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO 2.1 Organização da Justiça do Trabalho... 59

SUMÁRIO. Capítulo 2 JUSTIÇA DO TRABALHO E MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO 2.1 Organização da Justiça do Trabalho... 59 SUMÁRIO Capítulo 1 INTRODUÇÃO AO DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO 1.1 Evolução histórica... 19 1.2 Direito estrangeiro... 22 1.3 Denominação... 25 1.4 Conceito... 25 1.5 Abrangência... 26 1.6 Autonomia...

Leia mais

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO MARIA ALICE HERTEL BENEDET

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO MARIA ALICE HERTEL BENEDET UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE - UNESC CURSO DE DIREITO MARIA ALICE HERTEL BENEDET A (IN) EXIGIBILIDADE DA PENHORA COMO CONDIÇÃO DE ADMISSIBILIDADE PARA A IMPUGNAÇÃO AO CUMPRIMENTO DE SENTENÇA

Leia mais

HORÁRIO E LOCAL DE ATENDIMENTO DE ALUNOS

HORÁRIO E LOCAL DE ATENDIMENTO DE ALUNOS PLANO DE ENSINO 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA CURSO: DIREITO PERÍODO LETIVO: 2017/2 TURMAS: 1 E 2 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II FPD 046 CARGA HORÁRIA TOTAL: 75 CRÉDITOS: 5 TEÓRICA: SIM PRÁTICA:

Leia mais

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL

EMENTA DIREITO PROCESSUAL CIVIL Disciplina: Direito Processual Civil I Período: 2º EMENTA DIREITO PROCESSUAL 1) DIREITO PROCESSUAL: Conceito; fases civilista, autonomista e finalista; fontes Constituição Federal, Lei Federal e Ordinária,

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Pró-Reitoria de Graduação - PROGRAD Plano de Ensino 2017/1 Atenção! Este Plano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

Impenhorabilidade da quantia depositada em caderneta de poupança:

Impenhorabilidade da quantia depositada em caderneta de poupança: Impenhorabilidade da quantia depositada em caderneta de poupança: O valor de até 40 salários e a possibilidade de penhora 1 Márcia Christina Reis Perfetti Milena de Fátima Nunes dos Santos Ferraz 2 Diego

Leia mais

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL

PROF. JOSEVAL MARTINS VIANA PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL PROCESSO DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL Programa do curso 1. Cumprimento da sentença na execução por quantia certa 2. Cumprimento de sentença na execução por quantia certa na ação de alimentos

Leia mais

ACTIO CIVILIS EX DELICTO E A ABREVIAÇÃO PROCESSUAL PENAL: A LEI N /2008 E A MITIGAÇÃO CONSTITUCIONAL

ACTIO CIVILIS EX DELICTO E A ABREVIAÇÃO PROCESSUAL PENAL: A LEI N /2008 E A MITIGAÇÃO CONSTITUCIONAL UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ UNIVALI CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E JURÍDICAS CEJURPS CAMPUS ITAJAÍ CURSO DE DIREITO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA NPJ SETOR DE MONOGRAFIAS ACTIO CIVILIS EX DELICTO E A ABREVIAÇÃO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina DIREITO PROCESSUAL CIVIL

Leia mais

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS GERAIS:

PLANO DE ENSINO OBJETIVOS GERAIS: PLANO DE ENSINO FACULDADE: Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais CURSO: Direito Período: 3 DEPARTAMENTO: Ano: 2016 DISCIPLINA: Teoria Geral do Processo CARGA HORÁRIA: 80 horas PRÉ-REQUISITO: não há.

Leia mais

Foi instituída no ordenamento jurídico brasileiro a partir da Lei. 9079/95, que incluiu os arts A, 1102-B e 1102-C no CPC/73.

Foi instituída no ordenamento jurídico brasileiro a partir da Lei. 9079/95, que incluiu os arts A, 1102-B e 1102-C no CPC/73. AÇÃO MONITÓRIA Observações iniciais Foi instituída no ordenamento jurídico brasileiro a partir da Lei. 9079/95, que incluiu os arts. 1102-A, 1102-B e 1102-C no CPC/73. No NCPC tal matéria é tratada nos

Leia mais

AÇÃO MONITORIA. Elan Marcos de Matos TEIXEIRA¹ Priscila Moreira MARCONDES² Ariane Fernandes OLIVEIRA³ 1. INTRODUÇÃO.

AÇÃO MONITORIA. Elan Marcos de Matos TEIXEIRA¹ Priscila Moreira MARCONDES² Ariane Fernandes OLIVEIRA³ 1. INTRODUÇÃO. AÇÃO MONITORIA Elan Marcos de Matos TEIXEIRA¹ Priscila Moreira MARCONDES² Ariane Fernandes OLIVEIRA³ 1. INTRODUÇÃO. O Presente artigo tem como finalidade discutir o processo monitório e seu respective

Leia mais

SUMÁRIO. 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia recomendada

SUMÁRIO. 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia recomendada Livro: Curso de Arbitragem, 2ª edição Professor Francisco José Cahali SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia

Leia mais

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva.

Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo. No módulo 10, tratamos dos recursos. Agora veremos algumas questões sobre a fase executiva. CURSO DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES DE PROCESSO CIVIL PONTO A PONTO PARA TRIBUNAIS MÓDULO 11 EXECUÇÃO Professora: Janaína Noleto Curso Agora Eu Passo () Olá, pessoal! Chegamos ao nosso décimo primeiro módulo.

Leia mais

Procedimentos Especiais Unidade I

Procedimentos Especiais Unidade I Procedimentos Especiais Unidade I 1. Introdução 1.1 Processo como entidade complexa. a)internamente o processo se manifesta como relação jurídica de direito público, entre o Estado-juiz e as partes Relação

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO - 20/02 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL III PROFESSORA: MARCELA CÂMARA TURMA: Oferta Especial

Leia mais

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25

SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 SUMÁRIO 1. CONSIDERAÇÕES PREAMBULARES... 23 1.1. As reformas do Código de Processo Civil maiores esclarecimentos... 25 2. ASPECTOS RELEVANTES DA TEORIA GERAL DO PROCESSO... 29 2.1. Notas introdutórias...

Leia mais

Des. Sebastião Ribeiro Martins Tribunal de Justiça do Piauí

Des. Sebastião Ribeiro Martins Tribunal de Justiça do Piauí Des. Sebastião Ribeiro Martins Tribunal de Justiça do Piauí A LEI DO PROTESTO DE TÍTULOS Lei nº 9.492, de 10 de Setembro de 1997. (Define competência, regulamenta os serviços concernentes ao protesto de

Leia mais

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS

INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS 16 TÍTULO: AS TÉCNICAS DE EXECUÇÃO DO NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: DIREITO INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DAS FACULDADES METROPOLITANAS

Leia mais

PROCESSO CIVIL 1. PEDIDO

PROCESSO CIVIL 1. PEDIDO 1 PROCESSO CIVIL PONTO 1: Pedido PONTO 2: Espécies de Pedido PONTO 3: O Pedido e as Prestações Periódicas PONTO 4: Obrigação Indivisível PONTO 5: Cumulação de Pedidos PONTO 6: Interpretação do Pedido PONTO

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO

Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Centro de Ciências Sociais e Humanas Departamento de Direito PLANO DE ENSINO 1) IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA Disciplina Direito Processual Civil

Leia mais

DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV. CH total: 72h. SEMESTRE DE ESTUDO: 8º Semestre

DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV. CH total: 72h. SEMESTRE DE ESTUDO: 8º Semestre DISCIPLINA: Direito Processual Civil IV CH total: 72h SEMESTRE DE ESTUDO: 8º Semestre TURNO: Matutino / Noturno CÓDIGO: DIR137 1. EMENTA: Aspectos gerais da execução. Liquidação de sentença. Execução de

Leia mais

Pré - Requisito: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Pré - Requisito: CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRASÍLIA - UniCEUB FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS Curso: DIREITO Créditos: 05 Carga Horária: 075 Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Professora: Débora Soares Guimarães

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV

DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV 1 DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV FABAC PROF.: Fábio Rogério França Souza EXECUÇÃO CIVIL: TEORIA GERAL 1. INTRODUÇÃO: O processo de conhecimento é voltado à declaração da existência ou inexistência da relação

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Execução II defesa do executado. Prof. Luiz Dellore

DIREITO PROCESSUAL CIVIL. Execução II defesa do executado. Prof. Luiz Dellore DIREITO PROCESSUAL CIVIL Execução II defesa do executado Prof. Luiz Dellore PARTE ESPECIAL LIVRO II DO PROCESSO DE EXECUÇÃO TÍTULO I DA EXECUÇÃO EM GERAL TÍTULO II DAS DIVERSAS ESPÉCIES DE EXECUÇÃO TÍTULO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO JULIANA BORINELLI FRANZOI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO JULIANA BORINELLI FRANZOI UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO JULIANA BORINELLI FRANZOI CUMPRIMENTO DE SENTENÇA: QUANDO SE INICIA O PRAZO DE QUINZE DIAS ESTABELECIDO NO ARTIGO

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2015

PLANO DE ENSINO 2015 1. INFORMAÇÕES GERAIS PLANO DE ENSINO 2015 1.1 PROFESSOR: MARCELO AUGUSTO DA SILVEIRA 1.2 DEPARTAMENTO: DIREITO PÚBLICO 1.3 DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1.4 SÉRIE: 3 ANO TURMAS: A e B TURNOS: DIURNO

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2014/02 Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e / ou da Coordenação. DISCIPLINA: DIREITO PROCESSUAL CIVIL IV EXECUÇÃO CIVIL PROFESSOR: LUIZ GUSTAVO TARDIN

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.273.104 - PR (2011/0199155-9) RELATOR : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA RECORRENTE : AGUINALDO SOARES ADVOGADO : CLEUSA MARA KLIMACZEWSKI RECORRIDO : CECÍLIA SEBASTIÃO ADVOGADO :

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O I IDENTIFICAÇÃO Curso: Direito Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO Ano Letivo: 2016 Semestre: 2º Semestre Turno:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma AGRAVO DE PETIÇÃO. ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA. PENHORA SOBRE DIREITOS DO DEVEDOR FIDUCIANTE. POSSIBILIDADE. É possível a penhora recair sobre os direitos já incorporados ao patrimônio do devedor

Leia mais

EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE

EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE As Alterações introduzidas pela Lei nº 11.232/2005 Apresentação de monografia

Leia mais

O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO

O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO O protesto como forma de desafogo do poder judiciário à luz do novo código de processo civil SERGIO LUIZ JOSÉ BUENO O Alcance decorrente dos novos fins do procedimento para protesto: Desafogo do Poder

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL 1 DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL PONTO 1: Sentença SENTENÇA, COISA JULGADA A aula terá o seguinte enfoque: - Definição de sentença - Modificação da sentença - Efeitos da sentença - Tutela

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças

Sumário Capítulo 1 Prazos Capítulo 2 Incompetência: principais mudanças Sumário Capítulo 1 Prazos 1.1. Forma de contagem: somente em dias úteis 1.2. Prática do ato processual antes da publicação 1.3. Uniformização dos prazos para recursos 1.4. Prazos para os pronunciamentos

Leia mais

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI Curso de Arbitragem 1 Curso de Arbitragem 10 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 1. INTRODUÇÃO... 23 1.1 Introdução às alternativas adequadas de resolução de disputas... 25 1.2 Breve histórico... 30 1.3 Bibliografia

Leia mais

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA - PED

PLANO DE ENSINO DA DISCIPLINA - PED Disciplina: Teoria Geral do Processo Civil Professora: Gabriela Cristine Buzzi Período: 3º semestre Ano Letivo: 2017/1 Carga Horária: 72 h/a Turno: Noturno Ementa: Considerações Gerais. Acesso à justiça

Leia mais

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor...

SUMÁRIO. Agradecimentos... Nota do autor... SUMÁRIO Agradecimentos......... 7 Nota do autor............. 9 Abreviaturas...... 11 Prefácio da jq edição...... 31 1. Introdução...... 33 2. Estado e Direito...... 41 2.1. Estado... 41 2.2. As Declarações

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br

BuscaLegis.ccj.ufsc.Br BuscaLegis.ccj.ufsc.Br A execução da prestação de alimentos e a nova técnica de cumprimento de sentença Daniel Roberto Hertel * Elaborado em 05.2008. Resumo: trata da execução da prestação de alimentos,

Leia mais

FILIAIS. AMAZONAS/RONDÔNIA/RORAIMA/ACRE Rua Costa Azevedo, 56 Centro Fone: (92) Fax: (92) 3633-

FILIAIS. AMAZONAS/RONDÔNIA/RORAIMA/ACRE Rua Costa Azevedo, 56 Centro Fone: (92) Fax: (92) 3633- Rua Henrique Schaumann, 270, Cerqueira César São Paulo SP CEP 05413-909 PABX: (11) 3613 3000 SACJUR: 0800 055 7688 De 2ª a 6ª, das 8:30 às 19:30 E-mail: saraivajur@editorasaraiva.com.br Acesse: www.saraivajur.com.br

Leia mais

16/09/2012 DIREITO PROCESSO PENAL I. Processo penal I

16/09/2012 DIREITO PROCESSO PENAL I. Processo penal I DIREITO I 9ª - Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 Processo penal I 2 1 AÇÃO PENAL É o direito público subjetivo do Estado Administração, de pedir ao Estado a aplicação do direito penal objetivando

Leia mais

Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho

Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho Curso de férias: Atualidades em Processo do Trabalho FRANCISCO FERREIRA JORGE NETO Desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região; Mestre pela PUC/SP; Professor na Escola Paulista de Direito

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO MONOCRÁTICA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECISÃO MONOCRÁTICA fls. 89 Registro: 2015.0000670996 DECISÃO MONOCRÁTICA Agravo de Instrumento Processo nº 2188099-95.2015.8.26.0000 Relator(a): Milton Carvalho Órgão Julgador: 36ª Câmara de Direito Privado Decisão nº 12573.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE DIREITO DIREITO PROCESSUAL CIVIL III PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS FACULDADE DE DIREITO DIREITO PROCESSUAL CIVIL III PLANO DE ENSINO PLANO DE ENSINO DADOS Instituição de Ensino: Universidade Federal do Amazonas. Curso: Direito. Professor: Rafael da Silva Menezes. DISCIPLINA Direito Processual Civil III PERÍODO 7º PRÉ-REQUISITO FDP -

Leia mais

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil...

1.1. Legitimidade Ativa Execução Fiscal contra a Fazenda Pública Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... sumário Parte i execução Fiscal Art. 1 o... 3 1.1. Legitimidade Ativa... 3 1.2. Execução Fiscal contra a Fazenda Pública... 6 1.3. Aplicação Subsidiária do Código de Processo Civil... 7 Art. 2 o... 8 2.1.

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br INÍCIO DO PRAZO PARA PAGAMENTO VOLUNTÁRIO DE SENTENÇA CONDENATÓRIA: ANÁLISE DOS ARTIGOS 475- B E 475- J DO CPC Janete Ricken Lopes De Barros* Introdução Trata o presente artigo da

Leia mais

FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM. LivroAS pdf corrigido indb 3 26/07/ :14:50

FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM. LivroAS pdf corrigido indb 3 26/07/ :14:50 FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM LivroAS 7073 - pdf corrigido - 26.07.2011.indb 3 26/07/2011 15:14:50 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 9 1 INTRODUÇÃO... 19 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução

Leia mais

TÍTULO EXECUTIVO PRINCÍPIO DA TAXATIVIDADE DOS TÍTULOS EXECUTIVOS

TÍTULO EXECUTIVO PRINCÍPIO DA TAXATIVIDADE DOS TÍTULOS EXECUTIVOS TÍTULO EXECUTIVO A execução depende de um título executivo. O título executivo consiste numa espécie de bilhete de ingresso, sem o qual o credor não pode valer-se do procedimento executivo. Ele é o documento

Leia mais

Gustavo Filipe Barbosa Garcia CPC. Novo. e Processo do Trabalho. 39 e 40 de 2016 do TST. Conforme a Lei / ª edição Revista e atualizada

Gustavo Filipe Barbosa Garcia CPC. Novo. e Processo do Trabalho. 39 e 40 de 2016 do TST. Conforme a Lei / ª edição Revista e atualizada Gustavo Filipe Barbosa Garcia Novo CPC e Processo do Trabalho 39 e 40 de 2016 do TST Conforme a Lei 13.467/2017 3ª edição Revista e atualizada 2017 CAPÍTULO 1 ORGANIZAÇÃO ESTRUTURAL DO CPC DE 2015 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas:

AULA 1) Ementa. Disposições administrativas: Curso: DIREITO Disciplina: TEORIA GERAL DO PROCESSO (Matutino) quinta-feira 10:10 a 12:40 hs Ementa Direito Material e Direito Processual: conceito, natureza, posição enciclopédica, divisão. Fontes do

Leia mais

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Trabalhista PLANO DE CURSO

CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Trabalhista PLANO DE CURSO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria nº 378 de 27/05/15-DOU de 28/05/15 Componente Curricular: Direito Processual Trabalhista Código: DIR-460 Pré-Requisito: Direito do Trabalho I Período Letivo: 2016.2

Leia mais

TUTELA JURISDICIONAL

TUTELA JURISDICIONAL TUTELA JURISDICIONAL Júnior Fernando BELLATO 1 Daniela Martins MADRID 2 RESUMO: O presente trabalho tem a finalidade de estudar as diferentes espécies de tutelas jurisdicionais, em especial a Tutela Executiva.

Leia mais

Disciplina PRÁTICA JURÍDICA III - (Matriz de 2009) ANO 5º ANO

Disciplina PRÁTICA JURÍDICA III - (Matriz de 2009) ANO 5º ANO 5º Página 1 de 6 A EMENTA: Elaboração de peças processuais. Exames de autos findos em original ou em cópias. Técnicas de redação jurídica. Prática de ajuizamento, defesa e acompanhamento de ações cíveis

Leia mais

Ações judiciais na locação de imóveis urbanos de acordo com o novo CPC

Ações judiciais na locação de imóveis urbanos de acordo com o novo CPC Ações judiciais na locação de imóveis urbanos de acordo com o novo CPC Alessandro Schirrmeister Segalla Denis Donoso Aleksander Mendes Zakimi Pedro Luiz Nigro Kurbhi 14-17 de Setembro de 2015 @kurbhi kurbhi.blogspot.com

Leia mais

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito

26/08/2012 PROCESSO PENAL I. PROCESSO PENAL I Relação com os outros ramos do direito I 5ª -Parte Professor: Rubens Correia Junior 1 I Relação com os outros ramos do direito 2 1 Relação do direito Processual Penal com outros ramos do Direito e ciências auxiliares Direito Constitucional.

Leia mais

FACELI FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES DAÍSE DE OLIVEIRA MOURA DIEGO DEMUNER MIELKE JANE DOS SANTOS PARIS

FACELI FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES DAÍSE DE OLIVEIRA MOURA DIEGO DEMUNER MIELKE JANE DOS SANTOS PARIS FACELI FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DE LINHARES DAÍSE DE OLIVEIRA MOURA DIEGO DEMUNER MIELKE JANE DOS SANTOS PARIS JURISDIÇÃO, PROCESSO E AÇÃO LINHARES ES OUTUBRO / 2011 DAÍSE DE OLIVEIRA MOURA DIEGO DEMUNER

Leia mais

FACULDADE ESCOLA PAULISTA DE DIREITO. Curso de Direito - Bacharelado

FACULDADE ESCOLA PAULISTA DE DIREITO. Curso de Direito - Bacharelado 1 Faculdade Escola Paulista de Direito Curso de Direito - Bacharelado Professor: Ementa: Maria Cecília de Araujo Asperti C/H: 80 h/a Disciplina: Teoria Geral do Processo ANO: 2014 Ementa Ementa: PLANO

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO

LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO LEGALE - PÓS GRADUAÇÃO DIREITO ACIDENTÁRIO Recurso Ordinário / Contrarrazões / Recurso Adesivo Professor: Rogério Martir Doutorando em Ciências Jurídicas e Sociais, Advogado militante e especializado em

Leia mais

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 Componente Curricular: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II

COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 Componente Curricular: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II COLEGIADO DO CURSO DE DIREITO Autorizado pela Portaria no3.355 de 05/12/02-DOU de 06/12/02 Componente Curricular: DIREITO PROCESSUAL CIVIL II Código: DIR-369c Pré-requisito: Direito Processual Civil I

Leia mais

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145

C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 C U R S O D IREITO Autorizado pela Portaria no 131, de 13/01/11, publicada no DOU no 11, de17/01/11, seção 1, pág.145 Componente Curricular: Direito Processual Civil II Código: DIR-369c Pré-requisito:Direito

Leia mais