Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem"

Transcrição

1

2 Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem John Piper

3 Traduzido do original em Inglês Male and Female He Created Them in the Image of God By John Piper Via: DesiringGod.org Copyright 2015 Desiring God Foundation Tradução por José Antônio de Araújo Neto Revisão por Camila Almeida Capa por William Teixeira 1ª Edição: Janeiro de 2016 Salvo indicação em contrário, as citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel ACF Copyright 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil. Traduzido e publicado em Português pelo website oestandartedecristo.com, com a devida permissão do Ministério Desiring God Foundation (DesiringGod.org), sob a licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International Public License. Você está autorizado e incentivado a reproduzir e/ou distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, as fontes originais e o tradutor, e que também não altere o seu conteúdo nem o utilize para quaisquer fins comerciais.

4 Homem e Mulher, Deus os Criou à Sua Imagem Por John Piper E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. 27 E criou Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou. 28 E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. (Gênesis 1:26-28.) Eu quero pensar com vocês nesta manhã sobre três coisas ensinadas neste texto. Uma delas é que Deus criou os seres humanos. A segunda é que Deus nos criou à Sua imagem. A terceira é que Deus nos criou homem e mulher. É possível acreditar nestas três verdades e não ser um Cristão. Afinal, elas são todas ensinadas nas Escrituras Judaicas. Portanto, um bom judeu crente nas Escrituras aceitaria essas verdades. Mas mesmo que você possa acreditar nestas três verdades e não ser um Cristão, todas elas apontam para o Cristianismo. Todos elas exigem a perfeição que vem com a obra de Cristo. É disso que eu quero falar, especialmente no que diz respeito à terceira verdade, que fomos criados à imagem de Deus como homem e mulher. 1. Deus Criou os Seres Humanos. Tomemos a primeira verdade: que os seres humanos foram criados por Deus. Eu acho que isso exige uma explicação. POR QUE Ele nos criou? Quando você faz algo, você tem uma razão para fazê-lo. Mas será que o mundo como nós o conhecemos nos dá uma resposta adequada a essa pergunta? O Antigo Testamento fala do homem trazendo o mundo sob seu domínio. Ele fala de ser criado para mostrar a glória de Deus (Isaías 43:7). Fala da terra sendo cheia do conhecimento da glória do Senhor. Mas o que vemos? Vemos um mundo em rebelião contra o Criador. Nós vemos as Escrituras Judaicas chegando a um final com a história da criação totalmente inacabada e a esperança da glória ainda por vir. Então, apenas acreditar que Deus criou os seres humanos da forma como as Escrituras Judaicas ensinam que Ele fez carece do restante da história a ser contada, ou seja, o Cristianismo. Somente em Cristo o propósito da criação pode ser alcançado.

5 2. Deus Nos Criou à Sua Imagem. Ou tomemos a segunda verdade, por exemplo: Deus nos criou à Sua imagem. Certamente isso deve ter algo a ver com o porquê estamos aqui. Seu propósito em fazer-nos deve ter algo maravilhoso a ver com o fato de que não somos sapos ou lagartos, pássaros ou até macacos. Nós somos seres humanos à imagem de Deus, somente nós e nenhum outro animal. Mas que confusão nós fizemos com esta dignidade impressionante. Somos como Deus? Bem, sim e não. Sim, somos como Deus, mesmo sendo pecaminosos e incrédulos há uma semelhança. Sabemos disso porque em Gênesis 9:6, Deus disse a Noé: Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem. Em outras palavras, mesmo em um mundo onde abunda o pecado (com a existência do homicídio) os seres humanos ainda têm a imagem de Deus. Eles não podem ser mortos como ratos e mosquitos. Você perde sua vida se você matar um ser humano (Veja Tiago 3:9). Mas somos como aquela imagem que Deus nos criou para ser? Essa imagem não é manchada, às vezes, quase sendo irreconhecível? Você sente que é semelhante a Deus como você deveria ser? Então, aqui novamente a crença de que fomos criados à imagem de Deus exige uma consumação, neste caso uma redenção, uma transformação, uma espécie de recriação. E isso é exatamente o que o Cristianismo traz. Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus, não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras. Revesti-vos da nova natureza criada à semelhança de Deus, em verdadeira justiça e santidade (Efésios 2:8-10; 4:24). Deus nos criou à Sua imagem, mas ficamos manchados e quase irreconhecíveis e Jesus é a resposta. Ele vem pela fé, Ele perdoa, Ele limpa, e Ele inicia um desígnio de recuperação chamado santificação que terminará na glória que Deus destinara aos seres humanos desde o princípio. Sabendo que fomos criados à imagem de Deus, o nosso pecado e corrupção implora por uma resposta. E Jesus é essa resposta. 3. Deus Nos Fez Macho e Fêmea. A terceira verdade nestes versículos é que Deus nos fez macho e fêmea. E isso também aponta para o Cristianismo e implora pela consumação de Cristo. Como? Em duas maneiras, pelo menos. Uma vem do mistério do casamento. A outra vem da feiura histórica do relacionamento macho-fêmea sob o pecado.

6 O Mistério do Casamento Considere o mistério do casamento. Em Gênesis 2:24, logo após o relato de como a mulher foi criada, Moisés (o escritor de Gênesis), diz: Por isso o homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher, e serão uma só carne. Ora, quando o apóstolo Paulo cita este versículo em Efésios 5:31, ele diz, Grande é este mistério, digo-o, porém, a respeito de Cristo e da Igreja. E, com isso como pista, ele desvenda o significado do casamento: é um símbolo do amor de Cristo pela Igreja, representado na liderança amorosa do marido para com sua esposa; e é um símbolo da alegre submissão da Igreja a Cristo representado na relação da mulher em relação ao marido. Ele chama Gênesis 2:24 um mistério porque Deus não revelou claramente todos os Seus propósitos para o casamento entre homem e mulher em Gênesis. Houve sinais e indicações no Antigo Testamento de que o casamento era como a relação entre Deus e Seu povo. Mas só quando Cristo veio o mistério do casamento foi explicado com pormenores. Ele foi criado para ser um retrato da aliança de Cristo com Seu povo, Seu compromisso com a igreja. Veja, então, como o fato de Deus criar o homem e a mulher e, em seguida, ordenar o casamento como a relação em que um homem deixa pai e mãe e se une à sua mulher como este ato de criação e esta ordenança do casamento convocam a revelação de Cristo e Sua igreja. Eles exigem o Cristianismo como a revelação do mistério. Este é um pensamento muito estranho para a maioria das pessoas, até mesmo a maioria dos Cristãos, porque o casamento é uma instituição secular, bem como Cristã. Você o encontra em todas as culturas, e não apenas nas sociedades Cristãs. Por isso não somos propensos a pensar em todos os casamentos não-cristãos que conhecemos como símbolos misteriosos da relação de Cristo com a Igreja. Mas eles são, e nossa própria existência como homem e mulher no casamento clama por Cristo fazer-se conhecido em Sua relação com a igreja. O Cristianismo completa a nossa compreensão da aliança do casamento. Deixe-me pintar um quadro para você aqui e dar-lhe um toque que você pode não ter pensado antes. Cristo está vindo novamente a esta terra. Assim como você viu Ele ir, Ele virá de novo, disseram os anjos. Então, imagine aquele dia comigo. Os céus são abertos e a trombeta soa e o Filho do Homem aparece nas nuvens com poder e grande glória e com dezenas de milhares de santos anjos que brilham como o sol. Ele os envia para reunir os escolhidos desde os quatro ventos e levanta dentre os mortos os que morreram em Cristo. Ele dá-lhes corpos novos e gloriosos como o Seu próprio, e transforma o restante de nós num abrir e fechar de olhos para estarmos aptos para a glória. A preparação de longa data da noiva de Cristo (a igreja!) está finalmente completa e Ele a

7 toma pelo braço e a leva para a mesa. O banquete das bodas do Cordeiro começou. Ele está à cabeceira da mesa e um grande silêncio cai sobre os milhões de santos. E Ele diz: Este, meus amados, era o significado do casamento. É para isto que tudo apontava. É por isso que Eu criei vocês machos e fêmeas e ordenei a aliança de casamento. Daqui em diante não haverá mais casamento e o dar em casamento, pois a realidade final chegou e a sombra pode passar (veja Marcos 12:25; Lucas 20:34-36). Agora lembre-se do que estamos fazendo: estamos tentando ver que a terceira verdade, que Deus nos criou à Sua imagem como homem e mulher, aponta para o Cristianismo como a sua conclusão. E eu disse que Ele faz isso de duas maneiras. A primeira foi pelo mistério do casamento. A criação dos seres humanos como macho e fêmea fornece a estrutura necessária para a criação da ordenança do casamento. Você não pode ter o casamento sem masculino e feminino. E o significado do casamento não é conhecido na sua essência ou plenitude até que nós o vejamos como uma parábola da relação de Cristo com a Igreja. Assim, a criação como masculino e feminino aponta para o casamento e o casamento aponta para Cristo e a igreja. E, portanto, a crença de que Deus nos criou à Sua imagem como homem e mulher não é completa sem o Cristianismo, sem Cristo e Sua obra salvadora para a igreja. A Feiura Histórica do Relacionamento Masculino-Feminino Ora eu disse que havia outra maneira pela qual a criação macho e fêmea à imagem de Deus apontava para o Cristianismo como a conclusão necessária, ou seja, de sua distorção na feiura histórica das relações homem-mulher. Deixe-me tentar explicar. Quando o pecado entrou no mundo, o efeito sobre o nosso relacionamento macho e fêmea foi devastador. Deus vem a Adão, depois que ele comeu o fruto proibido e pergunta o que aconteceu. Adão diz em Gênesis 3:12, A mulher que me deste me deu do fruto da árvore e eu comi. Em outras palavras, é culpa dela (ou Sua por dá-la a mim!), por isso, se alguém deve morrer por comer o fruto, é melhor que seja ela! Naquele instante você tem o início de toda violência doméstica, de todo o abuso, estupro, insulto, de todas as formas de menosprezo à mulher que Deus criou à Sua imagem. Gênesis 3:16 pronuncia uma maldição sobre o casal caído: à mulher, Deus diz: Multiplicarei grandemente a tua dor, e a tua conceição; com dor darás à luz filhos; e o teu desejo será para o teu marido, e ele te dominará. Em outras palavras, o resultado do pecado e da

8 maldição na nossa era é o conflito entre os sexos. Este versículo não é uma descrição de como as coisas devem ser. Essa é a descrição do modo amaldiçoado como as coisas serão enquanto o pecado reinar, dominando homens e mulheres afastados de Deus. Este não é o sentido de macho e fêmea à imagem de Deus. É a feiura do pecado. Ora, como é que esta feiura aponta para o Cristianismo? Ela aponta para o Cristianismo porque implora pela cura que o Cristianismo traz para a relação entre homens e mulheres. Se Deus nos criou à Sua imagem como homem e mulher, isso implica na igualdade de personalidade, igualdade de dignidade, respeito mútuo, harmonia, complementaridade, um destino unificado. Mas onde está tudo isso na história do mundo? Está na cura que Jesus traz. Duas Observações Sobre A Cura Que Jesus Traz. Há tanta coisa a dizer aqui. Mas, permita-me mencionar apenas duas coisas O Destino de Ser Criado Macho e Fêmea Primeiro, Pedro diz em 1 Pedro 3:7, que um marido e uma esposa cristã são coerdeiros da graça da vida. O que isso significa? Isso significa que em Cristo homens e mulheres recuperam o que se entende por ser criado macho e fêmea à imagem de Deus. Isso significa que, juntos como macho e fêmea serão a imagem vindoura da glória de Deus e juntos como coerdeiros herdarão a glória de Deus. A criação como homem e mulher à imagem de Deus (quando você a vê ao lado do pecado) implora pela conclusão da cura que vem com a obra transformadora de Cristo e da herança que Ele comprou para os pecadores. Cristo recupera do pecado a realidade de que homem e mulher são coerdeiros da graça da vida O Significado do Celibato como Macho e Fêmea A outra coisa a falar sobre a forma como Cristo transforma as coisas ao redor e supera a feiura da nossa hostilidade e cumpre o destino de ser criado homem e mulher à imagem de Deus é encontrada em 1 Coríntios 7. Ali Paulo diz algo quase inacreditavelmente radical para aqueles dias: Aos solteiros e às viúvas eu digo que é bom para eles permanecerem como eu... o homem solteiro cuida das coisas do Senhor e como agradar ao Senhor... a mulher solteira cuida das coisas do Senhor e como ser santa de corpo e espírito... Digo isso... não para colocar qualquer restrição sobre vocês, mas para... garantir a sua completa devoção ao Senhor (1 Coríntios 7:8, 32-35).

9 Você vê o que isso implica? Isso implica que a cura que Jesus traz ao homem e mulher criados à imagem de Deus não depende de casamento. Na verdade a experiência de Paulo como homem solteiro (e o modelo de Jesus como um homem solteiro) ensinou-lhe que há uma espécie de sincera devoção ao Senhor possível ao homem ou à mulher solteiros que não é geralmente a porção dos santos casados. Outra maneira de dizer isso é esta: o casamento é uma instituição temporária para esta era até a ressurreição dos mortos. A essência do seu significado e propósito é representar a relação de Cristo com a Igreja. Mas quando a realidade chega, a representação, como sabemos, será deixada de lado. E não haverá nem casamento nem dar-se em casamento na era porvir. E aqueles que foram solteiros e dedicados ao Senhor vão sentar-se à ceia das bodas do Cordeiro como completos coerdeiros da graça da vida. E de acordo com a sua devoção ao Senhor e os seus sacrifícios serão recompensados com afetos e relacionamentos e alegrias além de toda imaginação. Resumo Então, permita-me resumir o que vimos. 1. Deus criou os seres humanos. E como o Antigo Testamento encerra, este fato impressionante exige o restante da história, o Cristianismo, para fazer sentido do que Deus estava para fazer. Seus propósitos na criação são incompletos sem a obra de Cristo. 2. Deus nos criou À SUA IMAGEM. Mas temos prejudicado tanto a imagem que mal a reconhecemos. Portanto esta verdade implora pela conclusão do Cristianismo, porque o que Jesus faz é recuperar o que foi perdido. Isso é chamado de nova criação em Cristo. A imagem é restaurada em justiça e santidade. 3. Deus nos criou à Sua imagem COMO MACHO E FÊMEA. E isso também implora pela conclusão na verdade do Cristianismo. Ninguém pode compreender plenamente o que significa ser homem e mulher em casamento até que vejam que o casamento é destinado a retratar Cristo e a igreja. E ninguém pode saber o verdadeiro destino de ser criado homem e mulher à imagem de Deus até que eles saibam que homem e mulher são coerdeiros da graça da vida. E, finalmente, não se pode compreender plenamente o significado do celibato como homem e mulher à imagem de Deus até que eles aprendam a partir de Cristo, que na era porvir não haverá casamento, e, portanto, o destino glorioso de ser do sexo masculino e feminino à imagem de Deus não é dependente do casamento, mas da devoção ao Senhor.

10 Portanto, se debruce sobre essas verdades: Deus criou você; Ele te criou à Sua imagem; e Ele te criou macho ou fêmea para que você possa ser absoluta e radicalmente e exclusivamente dedicado ao Senhor. Sola Scriptura! Sola Gratia! Sola Fide! Solus Christus! Soli Deo Gloria!

11 OUTRAS LEITURAS QUE RECOMENDAMOS Baixe estes e outros e-books gratuitamente no site oestandartedecristo.com. 10 Sermões R. M. M Cheyne Adoração A. W. Pink Agonia de Cristo J. Edwards Batismo, O John Gill Batismo de Crentes por Imersão, Um Distintivo Neotestamentário e Batista William R. Downing Bênçãos do Pacto C. H. Spurgeon Biografia de A. W. Pink, Uma Erroll Hulse Carta de George Whitefield a John Wesley Sobre a Doutrina da Eleição Cessacionismo, Provando que os Dons Carismáticos Cessaram Peter Masters Como Saber se Sou um Eleito? ou A Percepção da Eleição A. W. Pink Como Ser uma Mulher de Deus? Paul Washer Como Toda a Doutrina da Predestinação é corrompida pelos Arminianos J. Owen Confissão de Fé Batista de 1689 Conversão John Gill Cristo É Tudo Em Todos Jeremiah Burroughs Cristo, Totalmente Desejável John Flavel Defesa do Calvinismo, Uma C. H. Spurgeon Deus Salva Quem Ele Quer! J. Edwards Discipulado no T empo dos Puritanos, O W. Bevins Doutrina da Eleição, A A. W. Pink Eleição & Vocação R. M. M Cheyne Eleição Particular C. H. Spurgeon Especial Origem da Instituição da Igreja Evangélica, A J. Owen Evangelismo Moderno A. W. Pink Excelência de Cristo, A J. Edwards Gloriosa Predestinação, A C. H. Spurgeon Guia Para a Oração Fervorosa, Um A. W. Pink Igrejas do Novo Testamento A. W. Pink In Memoriam, a Canção dos Suspiros Susannah Spurgeon Incomparável Excelência e Santidade de Deus, A Jeremiah Burroughs Infinita Sabedoria de Deus Demonstrada na Salvação dos Pecadores, A A. W. Pink Jesus! C. H. Spurgeon Justificação, Propiciação e Declaração C. H. Spurgeon Livre Graça, A C. H. Spurgeon Marcas de Uma Verdadeira Conversão G. Whitefield Mito do Livre-Arbítrio, O Walter J. Chantry Natureza da Igreja Evangélica, A John Gill Natureza e a Necessidade da Nova Criatura, Sobre a John Flavel Necessário Vos é Nascer de Novo Thomas Boston Necessidade de Decidir-se Pela Verdade, A C. H. Spurgeon Objeções à Soberania de Deus Respondidas A. W. Pink Oração Thomas Watson Pacto da Graça, O Mike Renihan Paixão de Cristo, A Thomas Adams Pecadores nas Mãos de Um Deus Irado J. Edwards Pecaminosidade do Homem em Seu Estado Natural Thomas Boston Plenitude do Mediador, A John Gill Porção do Ímpios, A J. Edwards Pregação Chocante Paul Washer Prerrogativa Real, A C. H. Spurgeon Queda, a Depravação Total do Homem em seu Estado Natural..., A, Edição Comemorativa de Nº 200 Quem Deve Ser Batizado? C. H. Spurgeon Quem São Os Eleitos? C. H. Spurgeon Reformação Pessoal & na Oração Secreta R. M. M'Cheyne Regeneração ou Decisionismo? Paul Washer Salvação Pertence Ao Senhor, A C. H. Spurgeon Sangue, O C. H. Spurgeon Semper Idem Thomas Adams Sermões de Páscoa Adams, Pink, Spurgeon, Gill, Owen e Charnock Sermões Graciosos (15 Sermões sobre a Graça de Deus) C. H. Spurgeon Soberania da Deus na Salvação dos Homens, A J. Edwards Sobre a Nossa Conversão a Deus e Como Essa Doutrina é Totalmente Corrompida Pelos Arminianos J. Owen Somente as Igrejas Congregacionais se Adequam aos Propósitos de Cristo na Instituição de Sua Igreja J. Owen Supremacia e o Poder de Deus, A A. W. Pink Teologia Pactual e Dispensacionalismo William R. Downing Tratado Sobre a Oração, Um John Bunyan Tratado Sobre o Amor de Deus, Um Bernardo de Claraval Um Cordão de Pérolas Soltas, Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes Fred Malone Sola Scriptura Sola Gratia Sola Fide Solus Christus Soli Deo Gloria

12 2 Coríntios 4 1 Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; 2 Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. 3 Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. 4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 5 Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus. 6 Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo. 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. 8 Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. 9 Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; 10 Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; 11 E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. 12 De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. 13 E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. 14 Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. 15 Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. 16 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. 17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; 18 Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.

Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration

Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration ANNE DUTTON Traduzido do original em Inglês Anne Dutton's Letters on Spiritual Subjects The New Birth; Regeneration By Anne Dutton Via: GraceGems.org Tradução por Amanda Ramalho Revisão por Camila Almeida

Leia mais

UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS. P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd

UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS. P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd UMA TEOLOGIA PARA A PLANTAÇÃO DE IGREJAS P or G ordon Ta ylor Ha nk Ras t Da vid C a mpbe ll, J im D undas J ohn M ille r B ra d S wyga rd Traduzido do original em Inglês A Theology of Church Planting

Leia mais

In Memoriam: A Song of Sighs

In Memoriam: A Song of Sighs Traduzido do original em Inglês In Memoriam: A Song of Sighs By Susannah Spurgeon Via: GraceGems.org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Dezembro de 2014 Salvo indicação

Leia mais

PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES

PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES PERDÃO PARA OS MAIORES PECADORES Traduzido do original em Inglês Pardon for the Greatest Sinners By Jonathan Edwards Via: The-HighWay.com Tradução por Amanda Ramalho Revisão e Capa por William Teixeira

Leia mais

ORANDO COM O ENTENDIMENTO

ORANDO COM O ENTENDIMENTO ORANDO COM O ENTENDIMENTO John Bunyan Traduzido do Espanhol Título original em Inglês A Discourse Touching Prayer By John Bunyan A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada Via: CimientoEstable.org

Leia mais

COMO SER GUIADO POR DEUS?

COMO SER GUIADO POR DEUS? COMO SER GUIADO POR DEUS? UMA EXPOSIÇÃO DE PROVÉRBIOS 3:5-6 A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Divine Guidance By A. W. Pink A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada. Via:

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da

21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da 21. Sujeitem-se uns aos outros, por temor a Cristo. 22. Mulheres, sujeite-se cada uma a seu marido, como ao Senhor, 23. pois o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, que

Leia mais

The True Pleasantness of Being a Child of God

The True Pleasantness of Being a Child of God Traduzido do original em Inglês The True Pleasantness of Being a Child of God By R. M. M'Cheyne Via: EternalLifeMinistries.org Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição:

Leia mais

Biography of A.W. Pink

Biography of A.W. Pink Traduzido do original em Inglês Biography of A.W. Pink By Erroll Hulse Via: ChapelLibrary.org Copyright 2013 Chapel Library Tradução por Camila Almeida Revisão e Capa por William Teixeira 1ª Edição: Dezembro

Leia mais

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 1 ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS Prof. Lucas Neto INTRODUÇÃO O FIM DA HUMANIDADE O fim da humanidade na terra será marcada pela gloriosa volta de Jesus e nos desdobramentos dos acontecimentos,

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM 1) Oração Quarta-feira da 5ª Semana da Quaresma Ó Deus de

Leia mais

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA

DILIGÊNCIA NECESSÁRIA DILIGÊNCIA NECESSÁRIA. Traduzido do original em Inglês Diligence Necessary By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's

Leia mais

A Thorn In The Flesh

A Thorn In The Flesh Traduzido do original em Inglês A Thorn In The Flesh By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee.

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Terça-feira da 32ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus de

Leia mais

COPYRIGHT 2016 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ

COPYRIGHT 2016 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ Aviso importante! Esta disciplina é uma propriedade intelectual de uso exclusivo e particular do aluno da Saber e Fé, sendo proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, exceto em breves citações

Leia mais

Paulo. O sofrimento de Paulo

Paulo. O sofrimento de Paulo Paulo O sofrimento de Paulo Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. De todos os lados somos pressionados, mas não desanimados;

Leia mais

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos

YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos YEHOSHUA E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos (Atos 4.12) Quando você se arrepende dos seus pecados e crê

Leia mais

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42

A Quaresma como combate espiritual Dom, 28 de Dezembro de :14 - Última atualização Ter, 19 de Abril de :42 Pe. Henrique Soares da Costa 1. Exorto-vos, irmãos, pela misericórdia de Deus, a que ofereçais vossos corpos como hóstia viva, santa e agradável a Deus: este é o vosso culto espiritual. E não vos conformeis

Leia mais

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased

Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased Traduzido do original em Inglês Cessationism - Proving Charismatic Gifts have Ceased By Dr. Peter Masters Via: MetropolitanTabernacle.Org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida

Leia mais

Lucas: Marcos: o salvador do mundo. o servo sofredor. Mateus: João. o rei prometido. segunda-feira, 10 de setembro de 12

Lucas: Marcos: o salvador do mundo. o servo sofredor. Mateus: João. o rei prometido. segunda-feira, 10 de setembro de 12 Lucas: o salvador do mundo Marcos: o servo sofredor João Mateus: o rei prometido Mateus Marcos Lucas Evangelhos Sinóticos João 90% de material exclusivo O que João omite e que aparece nos evangelhos sinóticos

Leia mais

Os apóstolos serão juízes sobre as 12 tribos de Israel; Mateus 19:28

Os apóstolos serão juízes sobre as 12 tribos de Israel; Mateus 19:28 12. O Reino milenar de Cristo ( Apocalipse 20:1~10) #112r O cap.20 de Apocalipse que estamos estudando, cita no início e no final os mil anos de duração do período do Milênio, todavia não os descreve;

Leia mais

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a

Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a Sei que estou sendo até pretensioso com este trabalho, mas quero que saibam que estou apenas escrevendo o que está em meu coração quando estou a meditar sobre a Bíblia Sagrada, com Fé, Esperança e Caridade

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

Traduzido do original em Inglês. Death of Stephen. By R. M. M'Cheyne

Traduzido do original em Inglês. Death of Stephen. By R. M. M'Cheyne Traduzido do original em Inglês Death of Stephen By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray M'Cheyne Minister of St. Peter's Church, Dundee. Via:

Leia mais

Igreja - Uma face em construção Parte I: Lançando os fundamentos

Igreja - Uma face em construção Parte I: Lançando os fundamentos Parte I: Lançando os fundamentos 1. Obediência - mesmo em contexto de perigo 2. Nada há a fazer sem serem cheios do Espírito 3. Nem tudo entendemos - Nem tudo saberemos 4. Uma visão local precisa dar lugar

Leia mais

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley

Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley Breve Biografia e Seleção de Frases John Wesley John Wesley Não poderia deixar de colocar aqui este servo de Deus, não especialmente ministro de curas, na verdade um dos primeiros avivalistas da história.

Leia mais

CÉU, A BELA CASA DE DEUS

CÉU, A BELA CASA DE DEUS Bíblia para crianças apresenta CÉU, A BELA CASA DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Sarah S. Traduzido por: Judith Menga Produzido por: Bible for Children www.m1914.org

Leia mais

Deus. Coisas físicas Nº1

Deus. Coisas físicas Nº1 A ESSÊNCIA DE TUDO, A Santidade, Retidão e Justiça de Nº1 Deus Deus é diferente de todos os outros seres. Só Ele é infinito e não criado. Todos os demais são finitos e criados. O termo bíblico para essa

Leia mais

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos

1- Salvação Senhor, deixe a Salvação. 3 Amor Permita, Senhor, que meus filhos 1- Salvação Senhor, deixe a Salvação florescer dentro dos meus filhos, para que eles obtenham a Salvação de Cristo Jesus, com glória eterna. (2 Timóteo 2:10) 2 Crescimento na Graça Eu oro para que eles

Leia mais

Jesus e a Sua Mensagem de Saúde. Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós

Jesus e a Sua Mensagem de Saúde. Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós Jesus e a Sua Mensagem de Saúde Como criador do Universo, Ele sabe o que é melhor para nós Agosto de 2008 2 No Princípio, Jesus criou o Céu e a Terra (João 1:1-3, 10). Jesus criou os animais para servir

Leia mais

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE. Traduzido do original em Inglês Not a Jew Which is One Outwardly By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

SALVAÇÃO EXPERIMENTAL

SALVAÇÃO EXPERIMENTAL SALVAÇÃO EXPERIMENTAL A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Experimental Salvation By A. W. Pink Via: ChapelLibrary.Org Copyright Chapel Library Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila

Leia mais

EMPREENDENDO NA CRISE. Thiago Oliveira

EMPREENDENDO NA CRISE. Thiago Oliveira EMPREENDENDO NA CRISE Thiago Oliveira 10 dicas para empreender na crise OPORTUNIDADE AFASTAR-SE DO PESSIMISMO E DE PESSIMISTAS PRATICAR NOSSOS IDEAIS LIDERANÇA MUDAR A MENTALIDADE BUSCAR MELHORIAS REIVENTAR-SE

Leia mais

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU O PEREGRINO CRISTÃO OU A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU Traduzido do original em Inglês The Christian Pilgrim or The True Christian's Life a Journey Towards Heaven By Jonathan Edwards

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

The Total Depravity of Man

The Total Depravity of Man A. W. Pink Traduzido do original em Inglês The Total Depravity of Man By A. W. Pink A presente tradução consiste somente no Capítulo 1, Introduction, da obra supracitada Via: EternalLifeMinistries.org

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

.JESUS! C. H. SPURGEON

.JESUS! C. H. SPURGEON .JESUS! C. H. SPURGEON Traduzido do original em Inglês JESUS! Sermon Nº 1434 Metropolitan Tabernacle Pulpit Volume 24 By C. H. Spurgeon Via SpurgeonGems.org Adaptado a partir de The C. H. Spurgeon Collection,

Leia mais

ADORAÇÃO. A. W. Pink

ADORAÇÃO. A. W. Pink ADORAÇÃO A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Worship By A. W. Pink Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries) Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição:

Leia mais

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor

NOME DO CURSO ORAR É AÇÃO EBA. Nome do professor ORAR É AÇÃO EBA Aprendendo a ORAR com Paulo Ef. 1:15-19. Por isso também eu, tendo ouvido da fé que há entre vós no Senhor Jesus e o amor para com todos os santos, não cesso de dar graças por vós, fazendo

Leia mais

A PÁSCOA 2016 = 7-10/04. UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18

A PÁSCOA 2016 = 7-10/04. UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18 A PÁSCOA 2016 = 7-10/04 UM SÓ POVO Efésios 2: 16-18 A Páscoa A Festa do Pão Ázimo 1 Coríntios 5:6-8 Não é boa a vossa jactância (orgulho). Não sabeis que um pouco de fermento faz levedar toda a massa?

Leia mais

Present Day Evangelism

Present Day Evangelism A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Present Day Evangelism By A. W. Pink Via: EternalLifeMinistries.org Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição: Março de 2015 Salvo

Leia mais

O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM

O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM Bíblia para crianças apresenta O INÍCIO DA TRISTEZA DO HOMEM Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: M. Maillot; Tammy S. O texto bíblico desta história é extraído ou

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016

Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Solenidade da Assunção da Virgem Maria 21 de agosto de 2016 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Celebramos, com intenso júbilo, a vitória da vida sobre a morte inaugurada pelo Cristo e, hoje, realidade Naquela

Leia mais

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo.

Adoração Eucarística. André Batista. texto ser distribuído pela assembleia). Bendiz, ó minha alma, o SENHOR, e todo o meu ser louve o seu nome santo. Adoração Eucarística Subsídios Pastorais www.fatima.pt/documentacao André Batista BATISTA, André Adoração Eucarística. Em VAZ, Carla Abreu, coord. Envolvidos no amor de Deus pelo mundo: Itinerário Temático

Leia mais

Quando alguém que amamos se diz gay

Quando alguém que amamos se diz gay Quando alguém que amamos se diz gay Valdeci Santos Judas 1.17-23 17 Vós, porém, amados, lembrai-vos das palavras anteriormente proferidas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo, 18 os quais vos diziam:

Leia mais

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse

ESCATOLOGIA BÍBLICA. Apocalipse ESCATOLOGIA BÍBLICA O Quinto selo Santos Martirizados 9 Quando ele abriu o quinto selo, vi, debaixo do altar, as almas daqueles que tinham sido mortos por causa da palavra de Deus e por causa do testemunho

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

Os números têm um significado?

Os números têm um significado? Os números têm um significado? Em 600 a.c, aproximadamente, viveu Pitágoras de Samos, conhecido como pensador grego, Pai dos números, filósofo, místico, profeta, estudou e investigou astronomia, geometria,

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

Louvar a Deus. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César. Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014

Louvar a Deus. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César. Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014 Nº 35A 29º Domingo do Tempo Comum - 19.10.2014 Louvar a Deus 1. Dar a Deus o que é de Deus, e a César o que é de César Tu és Amor. Tu és Trindade. Tu és Sabedoria. Tu és segurança. Tu és alegria e paz.

Leia mais

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA

EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA EU SOU O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA. Traduzido do original em Inglês I Am the Way, the Truth, and the Life By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão

CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica. A unidade na fé a caminho da missão CARTA DE PRINCÍPIOS, CRENÇAS E VALORES 1 ALIANÇA CRISTÃ EVANGÉLICA BRASILEIRA Aliança Evangélica A unidade na fé a caminho da missão Nossa Visão Manifestar a unidade da igreja por meio do testemunho visível

Leia mais

A Defense of Calvinism

A Defense of Calvinism Traduzido do original em Inglês A Defense of Calvinism By C. H. Spurgeon Via SpurgeonGems.org Adaptado a partir de The C. H. Spurgeon Collection, Version 1.0, Ages Software. Tradução por Camila Almeida

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou

Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou Havia um certo homem rico, que tinha um administrador; e este foi acusado perante ele de estar esbanjando os seus bens. Quando soube, o rico o chamou e disse-lhe: - Que é isto que ouço de ti? Quero que

Leia mais

Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final. William R. Downing

Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final. William R. Downing Meditações Sobre A Morte e o Juízo Final William R. Downing. Traduzido do original em Inglês A Catechism on Bible Doctrine (Version 1.7) An Introductory study of Bible Doctrine in the Form of a Catechism

Leia mais

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT)

JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) JESUS CRISTO FOI CONCEBIDO PELO PODER DO ESPÍRITO SANTO, E NASCEU DA VIRGEM MARIA (CONT) 11-02-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze Em que sentido toda a vida de Cristo é Mistério? Toda a vida

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos?

19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? 19. O que pensar das pessoas que, sofrendo ingratidão por benefícios prestados, não querem mais fazer o bem, com medo de encontrar ingratos? GUIA PROTECTOR Sens, 1862 Essas pessoas têm mais egoísmo do

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Predestinação. Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Predestinação. Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Aula 15/06/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S S O homem é pecador Romanos 3:9-18 S Pecadores merecem a morte Genesis 2:17, Romanos 6:23 S Portanto, se é para Deus ser justo e dar somente o que

Leia mais

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins

A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins A TEOLOGIA DE GENESIS Márcio Martins O LIVRO DE GENESIS PODE SER CONSIDERADO COMO A BASE TEOLÓGICA DO NOVO TESTAMENTO. GENESIS DE CERTA FORMA ESTÁ MAIS PROXIMO DO NOVO TESTAMENTO DO QUE DO VELHO. VARIOS

Leia mais

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO

BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO BASES DA CONVERSÃO CRISTÃ E DO DISCIPULADO O que é uma pessoa cristã? É a pessoa que acredita que o Deus vivo é revelado em e por meio de Jesus Cristo, que aceita Jesus Cristo como Senhor e Salvador, que

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS 4. a EDIÇÃO 1 O CICLO ENSINO BASICO ORGANIZAÇÃO CURRICULAR E PROGRAMAS EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA EVANGÉLICA PROGRAMA DO 1.º CICLO DO ENSINO BÁSICO À DESCOBERTA DE UM MUNDO DIFERENTE OBJECTIVOS GERAIS:

Leia mais

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13

A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO. Romanos 15:13 A ESPERANÇA QUE VEM DO ALTO Romanos 15:13 - Ora o Deus de esperança vos encha de toda a alegria e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo. Só Deus pode nos dar uma

Leia mais

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT)

ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) ESCOLA DE MISSÕES FORMAÇAO MINISTERIAL TENDA (FMT) A FMT-Escola oferece este Curso para aqueles que tem um chamado para a obra de missões, mas que também queiram servir na igreja local. O CURSO A) CURSO

Leia mais

OS LIVROS POÉTICOS CÂNTICO DOS CÂNTICOS

OS LIVROS POÉTICOS CÂNTICO DOS CÂNTICOS Lição 12 OS LIVROS POÉTICOS CÂNTICO DOS CÂNTICOS Introdução Se existe um livro da Bíblia que mais retrata, de maneira direta, o amor entre um homem e uma mulher, com certeza esse livro é Cântico dos Cânticos.

Leia mais

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU

EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO CAPÍTULO 22 NÃO SEPAREIS O QUE DEUS UNIU - Indissolubilidade do casamento - O divórcio INDISSOLUBILIDADE DO CASAMENTO Lei do Homem Mutável As leis humanas transformam-se

Leia mais

Advento é uma palavra latina, ad-venio,

Advento é uma palavra latina, ad-venio, Advento -Tempo de preparação para o Natal - Advento é uma palavra latina, ad-venio, que significa aproximar-se, vir chegando aos poucos. Durante as quatro semanas do Advento preparamo-nos para o Natal.

Leia mais

18 dicas para ativar sua motivação pessoal e turbinar seus resultados de uma vez por todas. VIVER DE BLOG Página 1

18 dicas para ativar sua motivação pessoal e turbinar seus resultados de uma vez por todas. VIVER DE BLOG Página 1 18 dicas para ativar sua motivação pessoal e turbinar seus resultados de uma vez por todas VIVER DE BLOG Página 1 INTRODUÇÃO Manter o nível de motivação nas alturas nem sempre é tarefa fácil. Por mais

Leia mais

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO

Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO Celebração Comunitária do SACRAMENTO DO BAPTISMO O Baptismo, porta da vida e do reino, é o primeiro sacramento da nova lei, que Cristo propôs a todos para terem a vida eterna, e, em seguida, confiou à

Leia mais

O Crente e o Seu Deus. William R. Downing

O Crente e o Seu Deus. William R. Downing O Crente e o Seu Deus William R. Downing. Traduzido do original em Inglês A Catechism on Bible Doctrine (Version 1.7) An Introductory study of Bible Doctrine in the Form of a Catechism with Commentary

Leia mais

O Homem de bem. Roteiro 7

O Homem de bem. Roteiro 7 O Homem de bem Roteiro 7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo IV A humanidade regenerada Objetivos Relacionar

Leia mais

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos

Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos Classificação de hinos do HPD e cânones por assuntos 1 Advento e Natal 2 Ano Novo 3 Epifania 4 Entrada Triunfal 5 Paixão 6 Páscoa 7 Ascensão 8 Pentecostes 9 Trindade 10 Morte e Vida Eterna, Juízo Final

Leia mais

Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall

Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall Estar em uma posição/condição correta para com Deus é a coisa mais importante da vida. Acima de tudo que fazemos, de tudo que temos,

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

AKNA SOFTWARE. Ação de. Aniversário

AKNA SOFTWARE. Ação de. Aniversário AKNA SOFTWARE Ação de Aniversário AÇÃO DE ANIVERSÁRIO Para realizar uma ação de aniversário, a mensagem precisa estar criada e a lista de contatos já importada. Atenção: a lista de contatos deve ter a

Leia mais

O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la.

O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la. MANUAL DA CATIQUESE O que é preciso para entender a Bíblia? 00:0002:34 Baixar MP3 A resposta da Bíblia A própria Bíblia mostra o que é preciso para entendê-la. Seja qual for a sua formação, a mensagem

Leia mais

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista.

O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Lição 11 A DOUTRINA DO BATISMO NAS ÁGUAS Por: Pr Valdimário Santos O Batismo é mencionado pela primeira vez, no Novo Testamento, quando do ministério de João Batista. Em Mateus 3.1,2 notamos que a mensagem

Leia mais

Por que Natal Vintage?

Por que Natal Vintage? Por que Natal Vintage? ü Vintage é uma palavra emprestada do mundo da moda e da decoração que tem sido utilizada para referir-se a um estilo retrô, que embora antigo, vale no mundo contemporâneo como algo

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral

A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral A DOUTRINA DA TRINDADE NA CFB1689 2:3 A Fundação Da Fundação: A Importância Pastoral Da Doutrina Da Trindade Na CFB1689 2:3 JASON WALTER Traduzido do original em Inglês The Foundation of the Foundation:

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Introdução ao Novo Testamento

Introdução ao Novo Testamento Introdução ao Novo Testamento Prof. Roney Ricardo roneycozzer@hotmail.com Site Teologia & Discernimento A Autoridade do Novo Testamento Em Jesus, os primeiros cristãos tinham descoberto a realidade para

Leia mais

COMO SER UMA MULHER DE DEUS?

COMO SER UMA MULHER DE DEUS? COMO SER UMA MULHER DE DEUS? Transcrição e tradução feita a partir das legendas do vídeo, Como ser una Mujer de Dios (Youtu.be/fsWfO96s0U4) Por: Paul Washer HeartCry Missionary Society http://hcmissions.com

Leia mais

O Ídolo mais Popular

O Ídolo mais Popular O Ídolo mais Popular Serie: O Introdução: Vimos que idolatria é uma ofensa, pois se propõe a destituir e substituir de sua glória: Idolatria tir de Seu devido lugar, digno de adoração, soberano, digno

Leia mais

O que há por trás do véu?

O que há por trás do véu? O que há por trás do véu? Ex 34:29-35 Ao lermos esses versículos, a primeira coisa que observamos é que Moisés era um homem, um líder muito próximo, muito íntimo de Deus! A ponto de ficar com o seu rosto

Leia mais

A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver.

A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver. A Igreja é uma santa sociedade cristã para santa comunhão ordinária e ajuda mútua no culto público a Deus e no santo viver. Richard Baxter Contexto: Os puritanos surgiram para apoiar e desejar a reforma

Leia mais

O Dom do Espírito Santo

O Dom do Espírito Santo Apostila Fundamentos O Dom do Espírito Santo... e recebereis o dom do Espírito Santo. At 2:38 D o n s d o E s p í r i t o S a n t o P á g i n a 2 O Dom do Espírito Santo Este é outro ensino fundamental

Leia mais

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus?

Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? Como você descreveria uma pessoa piedosa, um santo, um homem de Deus? C.S. Lewis Peso de Glória Se você perguntasse a vinte homens íntegros dos nossos dias qual acreditam ser a maior das virtudes, dezenove

Leia mais

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO

3. FALAR SOBRE A VOCAÇÃO 1 CATEQUESE VOCACIONAL 1. ACOLHIMENTO 2. ORAÇÃO INICIAL: A catequese deve iniciar sempre com uma oração conjunta: Todos de pé rezamos pedindo ao Senhor que continue a chamar jovens para a vida sacerdotal

Leia mais