O Batismo Cristão. William R. Downing

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O Batismo Cristão. William R. Downing"

Transcrição

1

2 O Batismo Cristão William R. Downing.

3 Traduzido do original em Inglês A Catechism on Bible Doctrine (Version 1.7) An Introductory study of Bible Doctrine in the Form of a Catechism with Commentary By W. R. Downing Copyright 2008 O presente volume consiste somente em um excerto da obra supracitada Publicado por P.I.R.S. PUBLICATIONS Um Ministério da Sovereign Grace Baptist Church ( Publicações Impressas nos Estados Unidos da América ISBN Todos os direitos reservados somente ao autor. Nenhuma parte deste livro deve ser reproduzida em qualquer forma que seja sem a permissão prévia do autor. Tradução por Hiriate Luiz Fontouro Revisão por Paul Cahoon, Benjamin Gardner, Albano Dalla Pria e Erci Nascimento Edição Inicial por Calvin G. Gardner Revisão Final por William Teixeira e Camila Rebeca Almeida Edição Final e Capa por William Teixeira Imagem da Capa: São Paulo perante o Areópago, por Rafael (Domínio Público) 1ª Edição: Fevereiro de 2016 As citações bíblicas usadas nesta tradução são da versão Almeida Corrigida Fiel ACF Copyright 1994, 1995, 2007, 2011 Sociedade Bíblica Trinitariana do Brasil. Publicado em Português como fruto de uma parceria entre os websites oestandartedecristo.com e PalavraPrudente.com.br, com a graciosa permissão do amado autor W. R. Downing (Copyright 2008) e do amado, saudoso e agora glorificado, Calvin G. Gardner.

4 O Batismo Cristão Por William R. Downing [Excerto de Um Catecismo de Doutrina Bíblica, por William R. Downing Parte IX] Pergunta 155: Quais são as duas Ordenanças da igreja Neotestamentária? Resposta: As duas Ordenanças da igreja Neotestamentária são o Batismo e a Ceia do Senhor. Mateus 28:19: Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo. 1 Coríntios 10:16: Porventura o cálice de bênção, que abençoamos, não é a comunhão do sangue de Cristo? O pão que partimos não é porventura a comunhão do corpo de Cristo?. Comentário A Igreja de Roma tem sete sacramentos: Batismo, Crisma, Eucaristia, Penitência, Extrema Unção, Santa Ordem e Matrimônio. O Protestantismo mantém dois, o Batismo e a Ceia do Senhor. Estes dois, Batistas e alguns Evangélicos chamam de Ordenanças, como estas têm sido comandadas por nosso Senhor (Lat. ordinare colocar em ordem). Um sacramento (Gr. musterion, mistério; Lat. sacramentum, secreto, e sacer, sagrado ) é um ritual físico que postula algo misterioso e além dos elementos físicos na comunicação da graça. Histórica e teologicamente, portanto, o termo Ordenança distingue o Batismo e a Ceia do Senhor como sendo apenas simbólicos e representativos em natureza, e os considera como meios da graça somente na medida em que conduzem a mente e o coração a serem focados nas realidades espirituais assim simbolizadas. O termo não pressupõe qualquer significado místico como meio da graça. Pergunta 156: O que é Batismo? Resposta: O Batismo é uma Ordenança do Novo Testamento, instituída pelo Senhor Jesus Cristo, para servir à pessoa batizada como um símbolo e testemunho da sua união com o seu Senhor em Sua morte, sepultamento e ressurreição de vida. Mateus 28:19. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.

5 Veja também: Mateus 3:7-17; 28:18-20; Marcos 1:4; 16:16; Atos 1:21-22; 2:36-41; 19:1-4; Romanos 6:2-6; 1 Coríntios 1:13-17; 1 Pedro 3: Comentário O primeiro e determinante distintivo dos Batistas não é que nós imergimos aqueles que demonstram uma profissão de fé credível no Senhor Jesus Cristo. É, antes, que nós consistentemente sustentamos as Escrituras, tanto na doutrina quanto na prática e, portanto, batizamos somente os crentes, e isso por imersão de acordo com o ensino e exemplo bíblico. Sola Scriptura é, de fato, o principal distintivo Batista do qual todos os outros distintivos bíblica e logicamente seguem. Veja a Pergunta 13. O Batismo, se realizado biblicamente e sobre um sujeito bíblico, é ao mesmo tempo um ato de obediência, identificação e submissão. Ele é o primeiro ato de obediência, o primeiro testemunho externo do novo crente correspondendo à Palavra de nosso Senhor: Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado (Marcos 16:16). Esta afirmação revela que aquele que está verdadeiramente convertido desejará estar exteriormente identificado com e em obediência à Palavra de seu Senhor e Salvador (Atos 2:36-42; 8:36-38; 9:17-19). Ela também refuta a ideia de que o Batismo é essencial para a salvação. Segundo, é um ato de identificação. Os termos Gr. baptizein e baptisma derivam da raiz baph, que significa profundidade. Estes termos denotam literalmente mergulhar ou lavar por imersão. Há também um uso figurado da palavra batizar, significando identificar ou uma mudança de identidade. João, o Batista, era João o Identificador, ou seja, ele não apenas imergia seus convertidos, mas era o único cujo ministério era preparar um povo para o Senhor e identificá-lo para Israel (Mateus 3:13-17; João 1:29-33). Nosso Senhor mesmo, em Sua tristeza e sofrimento, usou este termo em sentido figurado de sua própria identificação com os nossos pecados (Mateus 20:22-23; Marcos 10:38-39; Lucas 12:50). Nenhum sentido de identificação, no entanto, deve substituir a verdade do Batismo por imersão. Com o que ou com quem os crentes são, então, identificados? O ato de ser sepultado na água do Batismo e então levantado da água é o símbolo da união do crente com Cristo (Romanos 6:3-5). Esta união espiritual, que o Batismo nas águas simboliza, é uma união tanto em Sua morte quanto em Sua ressurreição. Veja a Pergunta 77. A união na morte de Cristo significa necessariamente que o poder reinante do pecado foi quebrado. O verdadeiro crente comete atos de pecado (1 João 2:1), mas ele já não vive em pecado como um princípio reinante de sua vida (Romanos 6:6, 14; 1 João 3:9). A união em sua ressurreição

6 de vida significa, necessariamente, que o mesmo Espírito que ressuscitou o Senhor dos mortos agora habita e torna-se a graciosa dinâmica da vida do crente. Assim Paulo pôde categoricamente declarar: O pecado não terá domínio sobre vós (Cf. Romanos 6:1-14). Os crentes não estão mais sob um mero princípio externo de comando, mas um princípio interno de graça capacitadora. Veja a Pergunta 95. Nós sustentamos que Romanos 6:3-5 refere-se a nossa união com Cristo, e o termo batizado é usado no sentido figurado. Se esta passagem se referisse ao Batismo com água literal, então, um forte argumento poderia ser feito pela regeneração batismal. Tomar a terminologia figuradamente tanto refuta a ideia da regeneração batismal, quanto também se estabelece a importância e necessidade tanto do modo e o sujeito do Batismo, ou seja, o Batismo do crente por imersão. Terceiro, o Batismo é um ato de submissão. Algumas passagens afirmam que os ouvintes foram batizados em Nome do Senhor Jesus (por exemplo: Atos 2:38; 8:16; 19:5). Isto não contradiz Mateus 28:18-20, que ensina claramente o batismo em nome da Divindade Triuna. Estas passagens ao contrário enfatizam que os crentes pública e voluntariamente estão sob o Senhorio de Jesus Cristo: sob a autoridade de Seu Nome (Atos 2:36; Romanos 10:9; 2 Coríntios 4:5). Isto teve grande significado para os judeus e prosélitos que foram convertidos do Judaísmo, e outros de origens pagãs, que tomaram o Nome do Senhor Jesus publicamente no Batismo. Ele significava uma ruptura definitiva com a antiga vida e religião deles, e frequentemente com famílias e todos os relacionamentos passados. Ele ainda deve transmitir o mesmo. Você foi biblicamente batizado? Você identificou-se publicamente com o Senhor Jesus Cristo e Seu povo? Pergunta 157: Qual é o modo bíblico e quem são os sujeitos adequados para o Batismo? Resposta: O modo bíblico é por imersão e os únicos sujeitos apropriados são os crentes. Atos 8:35-38: Então Filipe, abrindo a boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus. 36 E, indo eles caminhando, chegaram ao pé de alguma água, e disse o eunuco: Eis aqui água; que impede que eu seja batizado? 37 E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus. 38 E mandou parar o carro, e desceram ambos à água, tanto Filipe como o eunuco, e o batizou. Veja também: Mateus 3:5-9; Marcos 1:5, 8; Marcos 16:16; Lucas 3:7-8; Atos 2:38-39, 41; 8:12; 9:17-18; 10:44-48; 16:14-15; 1 Coríntios 1: Comentário

7 E quanto ao modo de Batismo? O termo Gr. rhantizein denota polvilhar; a palavra proschusis denota derramar ou aspersão; e a palavra louō denota lavagem ou banho. Estes são os termos do Novo Testamento, e poderiam ter facilmente sido usados para batismo (baptizein, baptisma) se estes designassem o modo. No entanto, tanto o modo quanto os sujeitos podem ser argumentados a partir dos termos decorrentes do termo raiz baph (profundidade), o simbolismo do batismo nas águas, e sua relação bíblica com a união do crente com Cristo. Se, como Romanos 6:1-14; Gálatas 3:27; Colossenses 2:12 ensina claramente, a união do crente com Cristo é descrita sob a figura do Batismo, então tanto o modo quanto os sujeitos estão estabelecidos. Veja a Pergunta 156. Primeiro, apenas a submersão e a imersão seriam apropriadamente transmitidas pela terminologia utilizada. Segundo, somente estas poderiam simbolizar adequadamente a união na morte e ressurreição de nosso Senhor. Terceiro, somente os crentes têm o direito e o privilégio de identificar-se simbolicamente com nosso Senhor nesta união espiritual. Historicamente, a imersão era o modo habitual e normal do Batismo, mesmo na Igreja de Roma, até pelo menos o século XII. Por que, então, os argumentos para a aspersão infantil? Primeiro, estes derivam de uma mentalidade sacramentalista que no início da história da igreja substituiu o símbolo pela realidade e resultou no erro da regeneração batismal (c. 150 AD). O Pedobatismo tornou-se arraigado por decreto imperial até o quinto século sob os Imperadores Justino e Justiniano. Os Reformadores do século XVI mantiveram este conceito sacramentalista em uma forma modificada. A partir do terceiro século em diante, o batismo clínico por derramamento ou aspersão foi praticado pela Igreja Estatal em casos de doença ou morte iminente. A grande transição de imersão para aspersão, no entanto, não prevaleceu, mesmo no Protestantismo, até o século XVI. Em segundo está a ideia de que o Batismo é supostamente esse de lavagem ou limpeza, em vez de mergulho, e o significado triplo que o Novo Testamento dá a entender. Vários argumentos têm sido feitos para a aspersão ou derramamento como um modo adequado para o Batismo. Tais argumentos baseiam-se em passagens que falam figuradamente sobre ser lavado no sangue de Cristo, a lavagem da regeneração ou a lavagem dos pecados (Atos 22:16; Tito 3:5; 1 Pedro 20-21). Quanto ao termo baptisma, é usado da lavagem de mesas, sendo alegado que não poderiam ser imersas (Marcos 7:4). O termo

8 mesa (klinōn) no entanto, refere-se a uma cama de doente, almofada ou colchão, que pode ser imerso. Do Antigo Testamento Grego (A Septuaginta), duas passagens foram utilizadas no argumento pela aspersão: a primeira é Isaías 52:15: Assim borrifará muitas nações.... A palavra traduzida como borrifar (thaumazein) corretamente significa assustar, e isso por si só se encaixa de forma coerente no contexto da v O segundo texto é Daniel 4:33, em que o termo ebaphē deve ser tomado como uma hipérbole, batizado, ou seja, encharcado com o orvalho do céu. Nenhum destes deixa de lado o modo bíblico de imersão, o único que está de acordo com a terminologia e uso bíblico. O ensino claro do Novo Testamento da imersão dos crentes não pode simplesmente ser anulado por um outro sujeito e outro modo, sem alterar todo o significado do Batismo. Tal seria uma contradição absoluta da verdade revelada. Em terceiro lugar, a maioria dos protestantes tendem a se posicionar, por assim dizer, no Antigo Testamento, e ver o Novo Testamento pelos olhos do Antigo. Os Batistas se posicionam no Novo Testamento, e veem o Antigo Testamento pelos olhos do Novo, ou seja, os Protestantes, nunca tendo totalmente saído da sombra de Roma, têm uma perspectiva predominantemente dominada pelo Antigo Testamento, enquanto os Batistas têm uma perspectiva decididamente Neotestamentária. Assim, tanto o Romanismo e muito do Protestantismo têm uma tendência a exercer uma mentalidade do Antigo Testamento, que vê o Novo Testamento como uma mera continuação do Antigo, negando, em essência, o princípio completo da revelação progressiva nas Escrituras do Antigo Testamento da sombra (contorno escuro, tipo) (Hebreus 10:1) para a realidade (cumprimento, antítipo) do Novo Testamento cumprida em realidades do Evangelho. Afirma-se que os ritos e cerimônias do Antigo Testamento foram meramente substituídos por novos ritos e cerimônias do Novo em vez de verdades plenas e finais do Evangelho, ou seja, que o Batismo substituiu a circuncisão como um sinal da aliança e a Ceia do Senhor substituiu a Páscoa. Esta é a fonte de ideias, tais como o sacerdócio Romano com os seus alegados poderes místicos, paramentos e rituais, e a ideia de que o Batismo substituiu a circuncisão. O argumento que o Batismo substituiu a circuncisão como o sinal ou selo da aliança foi usado pela primeira vez por Ulreich Zwingli e Heinrich Bullinger em suas disputas com os Anabatistas no início do século XVI, e tem sido trazido até o presente como o argumento essencial para o Pedobatismo Protestante. Deve-se notar que em Romanos 4:9-11, um dos principais textos-prova para este argumento, que Abraão foi circuncidado como um crente, e que a circuncisão foi para ele pessoalmente um selo de sua fé, a fé que ele tinha antes de sua circuncisão! O antítipo do Evangelho do Novo Testamento na circuncisão é a regeneração, a circuncisão espiritual, e não o Batismo; é uma operação espiritual realizada apenas por Deus em cortar a carne para que esta não tenha a preeminência (Romanos 2:28-29; Romanos 6:1-14; Colossenses 2:11-13). Se o Batismo é o sinal ou selo da (Nova ou Evangélica) aliança, então se refere

9 necessariamente apenas aos crentes, ou seja, aqueles que são regenerados. Aqueles da Antiga Aliança eram circuncidados, os do Novo ou Evangelho Pacto passam por uma circuncisão espiritual, ou seja, regeneração. Assim, de forma consistente e inevitávelmente somos trazidos ao Batismo de crentes. Veja a questão 83. (Nota: O tipo nunca é igual totalmente ao antítipo ou realização. Levamos em conta que o tipo, o sinal do Antigo Testamento ou sombra era meramente preparatório. Nem todos os circuncidados foram incluídos na aliança, por exemplo, Ismael e muitos israelitas eram apenas nominalmente o povo da aliança. A regeneração, o antítipo ou realização, dá a plenitude e a finalidade da verdade. Todos os regenerados estão incluídos na Nova ou Aliança Evangélica). Além disso, a Páscoa não foi substituída pela Ceia do Senhor, mas foi cumprida no próprio Cristo (1 Coríntios 5:7). Você já foi biblicamente batizado em obediência à, em identificação com, e em submissão ao nosso Senhor? Pergunta 158: Os filhos de crentes professos devem ser batizados? Resposta: Os filhos dos crentes professos não devem ser batizados, porque não há mandamento nem exemplo nas Escrituras para o Batismo deles. Atos 2:38-39: E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo; 39 porque a promessa vos diz respeito a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe, a tantos quantos Deus nosso Senhor chamar. Atos 16:32-34: E lhe pregavam a palavra do Senhor, e a todos os que estavam em sua casa. 33 E, tomando-os ele consigo naquela mesma hora da noite, lavou-lhes os vergões; e logo foi batizado, ele e todos os seus. 34 E, levando-os à sua casa, lhes pôs a mesa; e, na sua crença em Deus, alegrou-se com toda a sua casa. Veja também: Marcos 16:16; Atos 2:41; 8:35-39; 18:8; 22: Comentário É indiscutível que o Novo Testamento ensina claramente o Batismo de crentes, e que o

10 modo simboliza a união dele com Cristo, ou seja, um sepultamento e uma ressurreição espirituais. Veja a Pergunta 77. Sustentar outra maneira seria necessariamente mudar o sentido, o modo e os sujeitos do Batismo. Os argumentos para batismo infantil ou Pedobatismo, em oposição ao Batismo de crentes são: Primeiro, que o Batismo substituiu a circuncisão, e, por isso, os filhos de crentes professos devem ser batizados. Já foi demonstrado que apenas para Abraão, pessoalmente, a circuncisão foi como um selo da justiça da fé que ele já possuía, ou seja, Abraão foi circuncidado como um crente (Romanos 4:9-11). Veja a Pergunta 157. O Novo Testamento não tem qualquer exemplo da prática de Pedobatismo. O argumento que a transição da circuncisão para o Batismo foi tão grande e penetrante que ele não precisa ser mencionado é um argumento de silêncio que contradiz os fatos e práticas conhecidos. Segundo, que os batismos domésticos no Novo Testamento devem ter incluído os filhos também é contrário aos fatos conhecidos, como em cada exemplo está registrado que toda a família ouviu o Evangelho e creu. Terceiro, um dos principais textos-prova, Atos 2:39, estende a promessa de a vós e a vossos filhos, mas também estende a promessa do Evangelho a todos os que estão longe, a tantos quantos o Senhor nosso Deus chamar. Omitir a última parte do versículo não fortalece o argumento para o Pedobatismo. Existe um perigo inerente em considerar os infantes, isto é, os bebês e as crianças pequenas como filhos da aliança ou dentro dos limites da igreja, e de alguma forma no contexto da graça salvadora embora distantes do Evangelho e da fé pessoal. A regeneração presuntiva pode provar em muitos casos ser um obstáculo ao Evangelho e evangelismo, pois ao tornarem-se adultas, as crianças podem tornar-se confiantes de sua salvação sem a necessidade de crer e de arrependerem-se de seus pecados. Onde está a sua confiança e a sua esperança de salvação? Está colocada no Senhor Jesus Cristo pela fé? Em qualquer lugar ou qualquer outra pessoa que nunca salvará você? Sola Scriptura! Sola Gratia! Sola Fide! Solus Christus! Soli Deo Gloria!

11 OUTRAS LEITURAS QUE RECOMENDAMOS Baixe estes e outros e-books gratuitamente no site oestandartedecristo.com. 10 Sermões R. M. M Cheyne Adoração A. W. Pink Agonia de Cristo J. Edwards Batismo, O John Gill Batismo de Crentes por Imersão, Um Distintivo Neotestamentário e Batista William R. Downing Bênçãos do Pacto C. H. Spurgeon Biografia de A. W. Pink, Uma Erroll Hulse Carta de George Whitefield a John Wesley Sobre a Doutrina da Eleição Cessacionismo, Provando que os Dons Carismáticos Cessaram Peter Masters Como Saber se Sou um Eleito? ou A Percepção da Eleição A. W. Pink Como Ser uma Mulher de Deus? Paul Washer Como Toda a Doutrina da Predestinação é corrompida pelos Arminianos J. Owen Confissão de Fé Batista de 1689 Conversão John Gill Cristo É Tudo Em Todos Jeremiah Burroughs Cristo, Totalmente Desejável John Flavel Defesa do Calvinismo, Uma C. H. Spurgeon Deus Salva Quem Ele Quer! J. Edwards Discipulado no T empo dos Puritanos, O W. Bevins Doutrina da Eleição, A A. W. Pink Eleição & Vocação R. M. M Cheyne Eleição Particular C. H. Spurgeon Especial Origem da Instituição da Igreja Evangélica, A J. Owen Evangelismo Moderno A. W. Pink Excelência de Cristo, A J. Edwards Gloriosa Predestinação, A C. H. Spurgeon Guia Para a Oração Fervorosa, Um A. W. Pink Igrejas do Novo Testamento A. W. Pink In Memoriam, a Canção dos Suspiros Susannah Spurgeon Incomparável Excelência e Santidade de Deus, A Jeremiah Burroughs Infinita Sabedoria de Deus Demonstrada na Salvação dos Pecadores, A A. W. Pink Jesus! C. H. Spurgeon Justificação, Propiciação e Declaração C. H. Spurgeon Livre Graça, A C. H. Spurgeon Marcas de Uma Verdadeira Conversão G. Whitefield Mito do Livre-Arbítrio, O Walter J. Chantry Natureza da Igreja Evangélica, A John Gill Natureza e a Necessidade da Nova Criatura, Sobre a John Flavel Necessário Vos é Nascer de Novo Thomas Boston Necessidade de Decidir-se Pela Verdade, A C. H. Spurgeon Objeções à Soberania de Deus Respondidas A. W. Pink Oração Thomas Watson Pacto da Graça, O Mike Renihan Paixão de Cristo, A Thomas Adams Pecadores nas Mãos de Um Deus Irado J. Edwards Pecaminosidade do Homem em Seu Estado Natural Thomas Boston Plenitude do Mediador, A John Gill Porção do Ímpios, A J. Edwards Pregação Chocante Paul Washer Prerrogativa Real, A C. H. Spurgeon Queda, a Depravação Total do Homem em seu Estado Natural..., A, Edição Comemorativa de Nº 200 Quem Deve Ser Batizado? C. H. Spurgeon Quem São Os Eleitos? C. H. Spurgeon Reformação Pessoal & na Oração Secreta R. M. M'Cheyne Regeneração ou Decisionismo? Paul Washer Salvação Pertence Ao Senhor, A C. H. Spurgeon Sangue, O C. H. Spurgeon Semper Idem Thomas Adams Sermões de Páscoa Adams, Pink, Spurgeon, Gill, Owen e Charnock Sermões Graciosos (15 Sermões sobre a Graça de Deus) C. H. Spurgeon Soberania da Deus na Salvação dos Homens, A J. Edwards Sobre a Nossa Conversão a Deus e Como Essa Doutrina é Totalmente Corrompida Pelos Arminianos J. Owen Somente as Igrejas Congregacionais se Adequam aos Propósitos de Cristo na Instituição de Sua Igreja J. Owen Supremacia e o Poder de Deus, A A. W. Pink Teologia Pactual e Dispensacionalismo William R. Downing Tratado Sobre a Oração, Um John Bunyan Tratado Sobre o Amor de Deus, Um Bernardo de Claraval Um Cordão de Pérolas Soltas, Uma Jornada Teológica no Batismo de Crentes Fred Malone Sola Scriptura Sola Gratia Sola Fide Solus Christus Soli Deo Gloria

12 2 Coríntios 4 1 Por isso, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos; 2 Antes, rejeitamos as coisas que por vergonha se ocultam, não andando com astúcia nem falsificando a palavra de Deus; e assim nos recomendamos à consciência de todo o homem, na presença de Deus, pela manifestação da verdade. 3 Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. 4 Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. 5 Porque não nos pregamos a nós mesmos, mas a Cristo Jesus, o Senhor; e nós mesmos somos vossos servos por amor de Jesus. 6 Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo. 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós. 8 Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados. 9 Perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; 10 Trazendo sempre por toda a parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também nos nossos corpos; 11 E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também na nossa carne mortal. 12 De maneira que em nós opera a morte, mas em vós a vida. 13 E temos portanto o mesmo espírito de fé, como está escrito: Cri, por isso falei; nós cremos também, por isso também falamos. 14 Sabendo que o que ressuscitou o Senhor Jesus nos ressuscitará também por Jesus, e nos apresentará convosco. 15 Porque tudo isto é por amor de vós, para que a graça, multiplicada por meio de muitos, faça abundar a ação de graças para glória de Deus. 16 Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. 17 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; 18 Não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas.

ORANDO COM O ENTENDIMENTO

ORANDO COM O ENTENDIMENTO ORANDO COM O ENTENDIMENTO John Bunyan Traduzido do Espanhol Título original em Inglês A Discourse Touching Prayer By John Bunyan A presente publicação consiste em um excerto da obra supracitada Via: CimientoEstable.org

Leia mais

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO

4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO 4. A IMPORTÂNCIA DE SER BATIZADO O batismo nas águas é um dos passos importantes nos primeiros princípios da doutrina de Cristo. Ele não é apenas uma forma ou cerimônia sem sentido, mas uma experiência

Leia mais

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem?

O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? O Batismo nas Águas O que é o batismo nas águas? Por que o fazemos? Como deve ser ministrado, quando e para quem? É UMA ORDENANÇA DE JESUS O batismo é uma ordenança clara de Jesus para todo aquele que

Leia mais

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão.

TIPOS DE BATISMO. Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. TIPOS DE BATISMO Existem historicamente três formas de Batismo: por imersão, por afusão (derramamento) e por aspersão. A forma praticada no Novo Testamento era por imersão, conforme vemos: A palavra grega

Leia mais

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal

Personal Commitment Guide. Guia de Compromisso Pessoal Personal Commitment Guide Guia de Compromisso Pessoal Nome da Igreja ou Evento Nome do Conselheiro Telefone 1. Salvação >Você já atingiu um estágio na vida em que você tem a certeza da vida eterna e que

Leia mais

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo

#61. 10.14 O batismo do Espírito Santo 10.14 O batismo do Espírito Santo #61 Estudamos o novo nascimento e vimos como o Espírito Santo realiza essa obra juntamente com a Palavra de Deus. Tínhamos que entender o novo nascimento e como alguém

Leia mais

Em que sois batizados então? (Atos 19:3)

Em que sois batizados então? (Atos 19:3) Em que sois batizados então? (Atos 19:3) O Senhor Jesus Cristo deu uma ordem expressa aos seus discípulos, quando disse: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer

Leia mais

Primeiros Passos na Vida Cristã

Primeiros Passos na Vida Cristã D I S C I P U L A D O Primeiros Passos na Vida Cristã C a p í t u l o4 NOSSOS DISTINTIVOS PARTE II Discipulador: / / NA ESCOLA DOMINICAL... Ei, Crentildo, esta é a sua classe? Você está matriculado na

Leia mais

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE

Escola da Bíblia Rua Rio Azul, 200, Boa Viagem CEP: 51.030-050 Recife PE AS GRANDES DOUTRINAS DA BÍBLIA LIÇÃO 07 O QUE A BÍBLIA DIZ A RESPEITO DA SALVAÇÃO INTRODUÇÃO Chegamos ao que pode ser o tópico mais importante desta série: a salvação. Uma pessoa pode estar equivocada

Leia mais

Curso de Discipulado

Curso de Discipulado cidadevoadora.com INTRODUÇÃO 2 Este curso é formado por duas partes sendo as quatro primeiras baseadas no evangelho de João e as quatro últimas em toda a bíblia, com assuntos específicos e muito relevantes

Leia mais

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação

Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF. Aula 5 - Justiça e Justificação Domingo, 29/03/2009 Autor: Fábio Ramos A Recapitulação Igreja Batista Fundamental Taguatinga/DF Aula 5 - Justiça e Justificação 1 Visão Geral I) somos servos que servem evangelizando II) perdidos estão

Leia mais

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino

ARTIGOS DE FÉ. I. Deus Trino ARTIGOS DE FÉ As referências bíblicas apoiam os Artigos de Fé e são aqui inseridas por acção da Assembleia Geral de 1976, mas não devem ser consideradas como parte do texto da Constituição. I. Deus Trino

Leia mais

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO

ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO 1 ESTUDOS PARA AS CÉLULAS AS SETE VERDADES ESSÊNCIAIS DO EVANGELHO LIÇÃO Nº 01 DIA 16/06/2014 INTRODUÇÃO: Vamos começar uma nova série de estudos em nossas células. Esta será uma série muito interessante

Leia mais

AS ORDENANÇAS DA IGREJA

AS ORDENANÇAS DA IGREJA AS ORDENANÇAS DA IGREJA O Cristianismo no Novo Testamento não é uma religião ritualista; a essência do Cristianismo é o contato direto do homem com Deus por meio do Espírito. Portanto, não há uma ordem

Leia mais

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments)

Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Capítulo Vinte e Três (Chapter Twenty-Three) Os Sacramentos (The Sacraments) Jesus só deu à Igreja dois sacramentos: batismo nas águas (veja Mt. 28:19) e a Santa Ceia (veja 1 Co. 11:23-26). Estudaremos

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Título original: Doctrine according to Godliness (pg. 255-280) Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto Capa: Raniere Menezes Primeira edição em

Título original: Doctrine according to Godliness (pg. 255-280) Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto Capa: Raniere Menezes Primeira edição em 2 Título original: Doctrine according to Godliness (pg. 255-280) Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto Capa: Raniere Menezes Primeira edição em português: Dezembro/2007 Direitos para o português gentilmente

Leia mais

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado

18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado LIÇÃO 1 - EXISTE UM SÓ DEUS 18 Estudos Bíblicos para Evangelismo e Discipulado A Bíblia diz que existe um único Deus. Tiago 2:19, Ef. 4 1- O Deus que Criou Todas as coisas, e que conduz a sua criação e

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br

Igreja Batista Renovada de Boituva www.igrejabatista.boituvasp.com.br 34 Lição 5 A Quem deve ser batizado? Antes de subir ao céu, o Senhor Jesus Cristo ordenou aos seus discípulos: E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura. Quem crê e for batizado

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO

DECLARAÇÃO DE FÉ 27/06/15 PLANO DE SALVAÇÃO DECLARAÇÃO DE FÉ Pr Josemeire Ribeiro CRM PR 2015 O que é credo? É o que eu creio. PLANO DE SALVAÇÃO QUEDA REDENÇÃO RESTAURAÇÃO Declaração de Fé da IEQ foi compilada por sua fundadora Aimeé Semple McPherson,

Leia mais

Todos Batizados em um Espírito

Todos Batizados em um Espírito 1 Todos Batizados em um Espírito Leandro Antonio de Lima Podemos ver os ensinos normativos a respeito do batismo com o Espírito Santo nos escritos do apóstolo Paulo, pois em muitas passagens ele trata

Leia mais

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã;

O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Pastoral do Batismo Sacramentos Batismo O que é Batismo? > É o sacramento pelo qual renascemos para a vida divina e nos tornamos filhos de Deus. Sacramento da iniciação a vida Cristã; Consiste em derramar

Leia mais

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB)

DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) DECLARAÇÃO DE FÉ ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CONSELHEIROS BÍBLICOS (ABCB) A Igreja de Jesus Cristo está comprometida somente com o Antigo e Novo Testamentos como a única autoridade escrita de fé e conduta.

Leia mais

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE

NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE NÃO É UM JUDEU QUEM O É EXTERIORMENTE. Traduzido do original em Inglês Not a Jew Which is One Outwardly By R. M. M'Cheyne Extraído da obra original, em volume único: The Sermons of the Rev. Robert Murray

Leia mais

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III

A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III 1 A Justificação em Paulo e Tiago George Knight III Nas cartas do apóstolo Paulo, a doutrina da justificação é o maravilhoso ensino bíblico de que Deus nos aceita como justos em Cristo e perdoa nossos

Leia mais

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO

ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDOS NO EVANGELHO DE JOÃO ESTUDO 1 NOVA VIDA O presente curso ajudará você a descobrir fatos da Palavra de Deus, fatos os quais você precisa para viver a vida em toda a sua plenitude. Por este estudo

Leia mais

Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças

Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças Respostas aos Protestantes sobre o Batismo de Crianças Por Jaime Francisco de Moura A Igreja Católica o faz, lembrando que as crianças dos Judeus eram consagradas a Deus, sobretudo os primogênitos, pela

Leia mais

ADORAÇÃO. A. W. Pink

ADORAÇÃO. A. W. Pink ADORAÇÃO A. W. Pink Traduzido do original em Inglês Worship By A. W. Pink Via: PBMinistries.org (Providence Baptist Ministries) Tradução e Capa por William Teixeira Revisão por Camila Almeida 1ª Edição:

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU

A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU O PEREGRINO CRISTÃO OU A VIDA DO VERDADEIRO CRISTÃO: UMA VIAGEM PARA O CÉU Traduzido do original em Inglês The Christian Pilgrim or The True Christian's Life a Journey Towards Heaven By Jonathan Edwards

Leia mais

Discipulado Intensivo -I-

Discipulado Intensivo -I- www.admissao.net Assembleia de Deus - Ministério Missão do Pará Templo Central: Rua Quatorze de Dezembro Nº484 St. Dom Orione CNPJ:08.229.493/0001-48 / (63) 9106 6080 / 8142-2272 / 9985 1805 E-mail:elsonrlima@hotmail.com

Leia mais

Consolidação para o Discipulado - 1

Consolidação para o Discipulado - 1 Consolidação para o Discipulado - 1 Fortalecendo o novo convertido na Palavra de Deus Rev. Edson Cortasio Sardinha Consolidador/a: Vida consolidada: 1ª Lição: O Amor de Deus O amor de Deus está presente

Leia mais

Mantendo uma Posição Firme

Mantendo uma Posição Firme Livro 1 página 65 Lição Nove Mantendo uma Posição Firme (O Batismo e a Membresia na Igreja) Introdução: O batismo e a membresia na igreja säo coisas inteiramente diferentes. Eles estão juntos nesta lição

Leia mais

Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita?

Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita? Estudo Sobre A Ceia Do Senhor: Livre Ou Restrita? Pr. Pedro Almeida 1. Textos: 1- Mt. 26:26-29 2- Mc. 14:22-26 3- Lc. 22:14-20 4- At. 2:42 5- At. 20:7 6-1Co. 10:1-4 7-1Co. 10:15-22 8-1Co. 11:17-34 2. Introdução:

Leia mais

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966.

STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Azusa Revista de Estudos Pentecostais 1 STOTT, John R. W. Batismo e plenitude do Espírito Santo. São Paulo: Vida Nova, 1966. Josias Novak 1 1 A promessa do Espírito Em sua exposição Stott afirma que a

Leia mais

A Defense of Calvinism

A Defense of Calvinism Traduzido do original em Inglês A Defense of Calvinism By C. H. Spurgeon Via SpurgeonGems.org Adaptado a partir de The C. H. Spurgeon Collection, Version 1.0, Ages Software. Tradução por Camila Almeida

Leia mais

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz?

A Unidade de Deus. Jesus Cristo é o Único Deus. Pai Filho Espírito Santo. Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? A Unidade de Deus Quem é Jesus? Como os Apóstolos creram e ensinaram? O que a Bíblia diz? Vejamos a seguir alguns tópicos: Jesus Cristo é o Único Deus Pai Filho Espírito Santo ILUSTRAÇÃO Pai, Filho e Espírito

Leia mais

Sendo Discipulado para Fazer Discípulos

Sendo Discipulado para Fazer Discípulos PIPR Curso de Discipulado II Sendo Discipulado para Fazer Discípulos Treinamento para Formadores de Discípulos O que de minha parte você ouviu [aprendeu]... transmita fielmente a outras pessoas para que

Leia mais

Igreja Internacional da Graça de Deus

Igreja Internacional da Graça de Deus Igreja Internacional da Graça de Deus 1 O Batismo nas Águas Igreja Internacional da Graça de Deus Fevereiro de 2010 São Paulo - Brasil 2 Nova Vida com Jesus J esus respondeu : - Na verdade, na verdade

Leia mais

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa)

BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) BAPTISMO DAS CRIANÇAS (Sem Missa) Cântico de Entrada SAUDAÇÃO E MONIÇÃO INICIAL DIÁLOGO COM OS PAIS E PADRINHOS Que nome escolhestes para o vosso filho? Pais: (dizem o nome do filho). Que pedis à Igreja

Leia mais

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X.

AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. 1 AS VIRTUDES TEOLOGAIS. A VIRTUDE DA FÉ. Catecismo de São Pio X. Precisamos aprender como devemos agir. Já que Deus nos deu tantas coisas boas, é normal que procuremos viver dentro de Sua Lei, praticando

Leia mais

A NOVA ALIANÇA UM ACORDO NOVO E SUPERIOR

A NOVA ALIANÇA UM ACORDO NOVO E SUPERIOR AS ALIANÇAS A NOVA ALIANÇA UM ACORDO NOVO E SUPERIOR OWEN D. OLBRICHT Agora, com efeito, obteve Jesus ministério tanto mais excelente, quanto é ele também Mediador de superior aliança instituída com base

Leia mais

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07

CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO. APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 CONHECENDO O ESPÍRITO SANTO APOSTILA DA CLASSE DE NOVOS MEMBROS Volume 06 de 07 A trindade sempre existiu, mas se apresenta com maior clareza com vinda de Cristo e a redação do Novo Testamento. Por exemplo,

Leia mais

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica

Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Igreja Nova Apostólica Internacional Aspetos inclusivos e exclusivos na fé nova-apostólica Depois de, na última edição, termos abordado os aspetos inclusivos e exclusivos no Antigo e no Novo Testamento,

Leia mais

Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall

Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall Quão perfeito é perfeito? Pode o cristão ser perfeito? Edward Heppenstall Estar em uma posição/condição correta para com Deus é a coisa mais importante da vida. Acima de tudo que fazemos, de tudo que temos,

Leia mais

A Fé que nos gloriamos de professar (continuação)

A Fé que nos gloriamos de professar (continuação) A Fé que nos gloriamos de professar (continuação) Fé cristã: Costume ou Decisão Pessoal É uma decisão livre, da consciência de cada um! As raízes da fé cristã A fé cristã não começou connosco. A fé que

Leia mais

EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM

EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM EXAMINAI TUDO E RETENDE O BEM Quero iniciar este estudo a chamar a atenção do amigo leitor sobre o seguinte versículo da Bíblia: "Antes santificai a CRISTO, como Senhor, em vossos corações; e estai sempre

Leia mais

A Experiência do Novo Nascimento

A Experiência do Novo Nascimento Pr. Patrick Robert Briney Mission Boulevard Baptist Church A Experiência do Novo Nascimento A Série das Verdades do Evangelho (caderno 6) The Born Again Experience Tradução Pr. Anastácio Pereira de Sousa

Leia mais

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é

2º Aquele que não pratica (não pratica a Lei), mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é Muitos, ao ouvirem que o cristão não precisa praticar as obras da Lei, como: guarda do sábado, sacrifício de jejum, uso do véu, devolução de dízimo, etc., logo fazem a seguinte pergunta: A Lei de Deus

Leia mais

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19

Apostila Fundamentos. Batismo nas Águas. batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 Apostila Fundamentos Batismo nas Águas batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo... Mt 28:19 B a t i s m o n a s Á g u a s P á g i n a 2 Batismo nas Águas Este é outro passo que está

Leia mais

QUANTOS EVANGELHOS EXISTEM?

QUANTOS EVANGELHOS EXISTEM? QUAL É O VERDADEIRO EVANGELHO? Qual foi o evangelho que Jesus pregou? Teria Paulo pregado um evangelho diferente aos gentios? Eis aqui, finalmente, a verdade clara sobre o reino de Deus POR QUE existe

Leia mais

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014

Adoração ao Santíssimo Sacramento. Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa. 4 de Março de 2014 Adoração ao Santíssimo Sacramento Catequese Paroquial de Nossa Senhora da Lapa 4 de Março de 2014 Leitor: Quando nós, cristãos, confessamos a Trindade de Deus, queremos afirmar que Deus não é um ser solitário,

Leia mais

Dicionário da Bíblia de Easton

Dicionário da Bíblia de Easton 1 Dicionário da Bíblia de Easton Por M.G. Easton M.A., D.D. Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com A lista abaixo não é uma tradução completa do Dicionário da Bíblia de Easton.

Leia mais

INTRODUÇÃO : Através de toda a Bíblia, a santificação tem sido um elemento essencial

INTRODUÇÃO : Através de toda a Bíblia, a santificação tem sido um elemento essencial ESCOLA BIBLICA DOMINICAL LIÇÃO 01 e 02 ANO BASE 2011 Aplicado em 13 e 20/02/2011 TEMA: SANTIFICAÇÃO TEXTO AUREO : "Eu sou o Senhor, vosso Deus; portanto, vós vos consagrareis e sereis santos, porque eu

Leia mais

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento?

OS SACRAMENTOS. O que é um Sacramento? OS SACRAMENTOS Os sacramentos da nova lei foram instituídos por Cristo e são sete, a saber: o Batismo, a Crisma ou Confirmação, a Eucaristia, a Penitência, a Unção dos Enfermos, a Ordem e o Matrimônio.

Leia mais

O ministério na Igreja

O ministério na Igreja Igreja Nova Apostólica Internacional O ministério na Igreja Desde os seus primórdios que a Igreja Nova Apostólica se define como uma Igreja do ministério. O artigo que se segue contém informações acerca

Leia mais

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO

BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 BATISMO COM ESPÍRITO SANTO 1 Cantai de júbilo a Deus, força nossa; celebrai o Deus de Jacó.2 Salmodiai e fazei soar o tamboril, a suave harpa com o saltério.3 Tocai a trombeta na Festa da Lua Nova, na

Leia mais

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009. Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote ARQUIDIOCESE DE FLORIANÓPOLIS ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO NA ABERTURA DO ANO SACERDOTAL 19 de junho de 2009 Fidelidade de Cristo, fidelidade do Sacerdote 1 - MOTIVAÇÃO INICIAL: Dir.: Em comunhão

Leia mais

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula

revista FIDELIDADE - A vida cristã dinâmica Preparando a aula Plano de aula Base bíblica: João 3.1-23 Texto áureo: Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus (João 3.5). Preparando a aula Ore

Leia mais

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO

CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO CRISTOLOGIA: DOUTRINA DE CRISTO ETERNIDADE DEUS PAI LOGUS ESPIRITO SANTO A TRINDADE 1Jo.5.7 LOGUS QUER DIZER PALAVRA OU VERBO SE REFERE AO FILHO NA ETERNIDADE I - SUA PRÉ-EXISTÊNCIA 1 - SUA EXISTÊNCIA

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

SUA SEGURANÇA COM DEUS

SUA SEGURANÇA COM DEUS SUA SEGURANÇA COM DEUS Deus deseja que você tenha convicções em sua vida espiritual. Seu pai celestial não quer que você viva com dúvidas e inseguranças acerca de sua condição espiritual e relacionamento

Leia mais

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio

EBD ADU 2011. Aulas sobre o Espírito Santo e você. Prefácio Aulas sobre o Espírito Santo e você. EBD ADU 2011 Prefácio 1. Quem é o Espírito Santo? 2. Os símbolos do Espírito Santo 3. O Espírito Santo e as Escrituras 4. Da criação até o nascimento de Jesus 5. Do

Leia mais

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA

IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA IGREJA DE CRISTO INTERNACIONAL DE BRASÍLIA ESCOLA BÍBLICA MÓDULO I - O NOVO TESTAMENTO Aula XXII A PRIMEIRA CARTA DE PEDRO E REFLEXÕES SOBRE O SOFRIMENTO Até aqui o Novo Testamento tem dito pouco sobre

Leia mais

www.projetocasteloforte.com.br

www.projetocasteloforte.com.br Igreja Uma Comunidade Missionária Sermão pregado no Domingo, 23 de Junho de 2013 Por Josep Rossello Bispo Diocesano da Igreja Anglicana Reformada do Brasil, Na Igreja Anglicana do Vale do Paraíba Em São

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO

CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO CELEBRAÇÃO DO MATRIMÓNIO Assinatura do Registo A assinatura do Registo será colocada na Liturgia, conforme prática local ou critério do Oficiante. Celebração da Santa Ceia No caso de ser pedida a Celebração

Leia mais

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ

DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ EBD DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ DOUTRINAS BÁSICAS DA VIDA CRISTÃ OLÁ!!! Sou seu Professor e amigo Você está começando,hoje, uma ETAPA muito importante para o seu CRESCIMENTO ESPIRITUAL e para sua

Leia mais

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER

LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER LEITURA BÍBLICA A BÍBLIA LER INTRODUÇÃO: Qualquer que seja meu objetivo, ler é a atividade básica do aprendizado. Alguém já disse: Quem sabe ler, pode aprender qualquer coisa. Se quisermos estudar a Bíblia,

Leia mais

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15

Sumário. Prefácio...3. 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5. 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 1 Sumário Prefácio...3 1. As evidências da ressurreição de Cristo...5 2. Se Jesus está vivo, onde posso encontrá-lo?...15 Comunidade Presbiteriana Chácara Primavera Ministério de Grupos Pequenos Março

Leia mais

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker

O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker 1 O Amor Soberano de Deus: Nosso Conforto Prof. Robert D. Decker Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto / felipe@monergismo.com O assunto me designado pelo comitê foi posto na forma de uma pergunta: A

Leia mais

Lição 9 Completar com Alegria

Lição 9 Completar com Alegria Lição 9 Completar com Alegria A igreja estava cheia. Era a época da colheita. Todos tinham trazido algo das suas hortas, para repartir com os outros. Havia muita alegria enquanto as pessoas cantavam louvores

Leia mais

PRINCIPIOS ELEMENTARES DA DOUTRINA DE CRISTO

PRINCIPIOS ELEMENTARES DA DOUTRINA DE CRISTO PRINCIPIOS ELEMENTARES DA DOUTRINA DE CRISTO Um estudo em Hebreus 6 INDICE 1- O Fundamento 2- Arrependimento 3- Fé em Deus 4- Doutrina dos Baptismos 4.1 Baptismo nas Águas 4.2 Baptismo com Espirito Santo

Leia mais

Plano de salvação e História de salvação

Plano de salvação e História de salvação Igreja Nova Apostólica Internacional Plano de salvação e História de salvação O artigo que se segue aborda a questão de como a salvação de Deus se evidencia na realidade histórica. A origem do pensamento

Leia mais

CREDO MISSIONAL. Eu Creio...

CREDO MISSIONAL. Eu Creio... CREDO MISSIONAL Eu Creio... 1. Nas Escrituras Sagradas, a Bíblia Sagrada, Antigo e Novo testamentos, como a Palavra de Deus, infalível, e a temos como nossa única regra de fé e prática. Entendemos que

Leia mais

Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã.

Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã. Tema 03 - Dimensão da Mística (Processo Teológico-espiritual. Qual é o sentido da minha vida? ). Titulo 01 - Introdução à Teologia da Espiritualidade Cristã. NEI DE SÁ (Ms. Teologia Pastoral PUC-SP) Introdução

Leia mais

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico

MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO. Estudo Bíblico MISSÃO E CRESCIMENTO DA IGREJA IGREJA: CORPO VIVO DE CRISTO Estudo Bíblico Bispo Luiz Vergílio / Caxias do Sul/RS Abril de 2009 Ministerial de Pastores e Pastoras 1 MISSÃO DA IGREJA E CRESCIMENTO I. IGREJA

Leia mais

OEVANGELHO DE JESUS CRISTO

OEVANGELHO DE JESUS CRISTO OEVANGELHO DE JESUS CRISTO O QUE É O EVANGELHO DE JESUS CRISTO? O evangelho de Jesus Cristo é o plano de nosso Pai Celestial para a felicidade e salvação* de Seus filhos. É chamado o evangelho de Jesus

Leia mais

Os Mandamentos da Igreja

Os Mandamentos da Igreja Os Mandamentos da Igreja Por Marcelo Rodolfo da Costa Os mandamentos da Igreja situam-se na linha de uma vida moral ligada à vida litúrgica e que dela se alimenta CIC 2041 Os Mandamentos da Igreja tem

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock

As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock As BOAS NOVAS PARA VOCÊ Por Charles Brock Estudo bíblico baseado no Evangelho de João BOAS NOVAS PARA VOCÊ Lição 1 OS PROBLEMAS DO HOMEM 1. O evangelho de João foi escrito para que que Jesus é o Cristo,

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA A IMPORTÂNCIA DAS OBRAS DE FÉ William Soto Santiago Cayey Porto Rico 16 de Março de 2011 Reverendo William Soto Santiago, Ph. D. CENTRO DE DIVULGAÇÃO DO EVANGELHO DO REINO http://www.cder.com.br E-mail:

Leia mais

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO

QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO QUARESMA TEMPO DE REFLEXÃO E AÇÃO Disponível em: www.seminariomaiordebrasilia.com.br Acesso em 13/03/2014 A palavra Quaresma surge no século IV e tem um significado profundo e simbólico para os cristãos

Leia mais

Spurgeon versus Hipercalvinismo 1

Spurgeon versus Hipercalvinismo 1 Spurgeon versus Hipercalvinismo 1 David J. Engelsma Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto 2 A influente Banner of Truth Trust, na Escócia, acabou de publicar (1995) o livro Spurgeon v. Hyper-Calvinism:

Leia mais

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós.

Lausperene. Senhor Jesus, Eu creio que estais presente no pão da Eucaristia. Senhor, eu creio em Vós. Lausperene Cântico: Dá-nos um coração Refrão: Dá-nos um coração, grande para amar, Dá-nos um coração, forte para lutar. 1. Homens novos, criadores da história, construtores da nova humanidade; homens novos

Leia mais

SEMANA 1 DIA 1 4 5 SEMANA 1 DIA 1. Leitura Bíblica

SEMANA 1 DIA 1 4 5 SEMANA 1 DIA 1. Leitura Bíblica SEMANA 1 DIA 1 4 DIA 1 At Responderam eles: Crê no Senhor Jesus, e serás 16:31 salvo Jo Mas a todos quantos O receberam, deu-lhes a 1:12-13 autoridade para se tornarem filhos de Deus: aos que creem no

Leia mais

SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9

SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9 SERMÃO: PERMANECER EM JESUS CRISTO. JOÃO 15 : 1-9 Hino inicial = 13. Hino final = 303. IASD Central = 02/07/2011. INTRODUÇÃO Bom dia! Convidamos você a abrir sua Bíblia no Evangelho de São João, capítulo

Leia mais

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o

É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o 3 - Eucaristia O que é a Eucaristia? É o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando

Leia mais

BATISMO. Sua primeira narrativa Bíblica.

BATISMO. Sua primeira narrativa Bíblica. BATISMO Podemos iniciar este assunto dizendo-lhe(s) que, ao analisarmos o Novo Testamento, notaremos que duas ordenanças foram passadas por Jesus de forma direta e incisiva à igreja, e são elas o Batismo

Leia mais

9 MARCAS DE UMA. Mark dever. Estudos de Quarta - IBRVN

9 MARCAS DE UMA. Mark dever. Estudos de Quarta - IBRVN 9 MARCAS DE UMA IGREJA SAUDÁVEL Mark dever Estudos de Quarta - IBRVN 9 Marcas 1. Pregação Expositiva 2. Teologia Bíblica 3. Evangelho 4. Conversão 5. Evangelização 6. Membresia 7. Disciplina 8. Discipulado

Leia mais

Jesus Ensinou o Batismo

Jesus Ensinou o Batismo O Batismo: CONOZCA Santo (Mateus 28:18, 19). AL MAESTRO Jesus, aproximando-se, falou-lhes, dizendo: Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações,

Leia mais

CURSO BÍBLICO DE DISCIPULADO NOME: DATA: / /

CURSO BÍBLICO DE DISCIPULADO NOME: DATA: / / ESTUDO Nº 01 O AMOR E O PLANO DE DEUS Este é o primeiro de uma série de Estudos sobre o PLANO DE DEUS EM SUA VIDA. Todas as passagens que você vai examinar nesta série de lições são encontradas no Evangelho

Leia mais

Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012. 4 Domingo de Quaresma, Ano B. 17-18 de Março de 2012. «A Fé»

Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012. 4 Domingo de Quaresma, Ano B. 17-18 de Março de 2012. «A Fé» Carta pastoral do Bispo Charles Morerod para a Quaresma de 2012 4 Domingo de Quaresma, Ano B 17-18 de Março de 2012 «A Fé» Carta pastoral do Bispo Charles Morerod 4 Domingo de Quaresma, Ano B 17-18 de

Leia mais

a beleza da profissão de fé cristã

a beleza da profissão de fé cristã DIOCESE DE LEIRIA-FÁTIMA 2012-2013 ANO DA FÉ O Credo dos Apóstolos: a beleza da profissão de fé cristã Catequese para a celebração comunitária da profissão de fé do Povo de Deus Apresentação e sugestões

Leia mais

Israel: A testemunha de Deus

Israel: A testemunha de Deus Israel: A testemunha de Deus Há aproximadamente 700 anos antes de Cristo, Deus fez uma declaração curiosa acerca de Israel. Usando o profeta Isaías, o SENHOR falou: Israel é cenário do cumprimento de muitas

Leia mais

Missionários, o que é Missão?

Missionários, o que é Missão? Missionários, o que é Missão? É um chamado de Deus e da Igreja a ser respondido. É o chamado batismal. Tornar Jesus Cristo mais conhecido, mais amado, mais adorado: Conhecer a Jesus é o melhor presente

Leia mais

Orações. para todas as horas. 170 orações para diversas circunstâncias

Orações. para todas as horas. 170 orações para diversas circunstâncias Orações para todas as horas 170 orações para diversas circunstâncias Apresentação A oração nos liga ao sagrado, coloca-nos em contato íntimo e profundo com o Pai. Existem vários formas de rezar, muitas

Leia mais