IMAGE AS A SERVICE (IAAS): PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS DO SATÉLITE ZY-3 VIA WEB

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "IMAGE AS A SERVICE (IAAS): PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS DO SATÉLITE ZY-3 VIA WEB"

Transcrição

1 IMAGE AS A SERVICE (IAAS): PROCESSAMENTO DIGITAL DE IMAGENS DO SATÉLITE ZY-3 VIA WEB André Augusto Gavlak 1 Eduardo Henrique Geraldi Araújo 2 Lúcio Muratori de Alencastro Graça 3 1 Imagem - Soluções de Inteligência Geográfica Departamento de Marketing de Indústria 2 Imagem - Soluções de Inteligência Geográfica Departamento de Operações 3 Imagem - Soluções de Inteligência Geográfica Diretoria de Inovação e Negócios Estratégicos RESUMO Imagens de sensoriamento remoto de alta resolução vêm sendo usadas para uma série de atividades de planejamento, monitoramento e tomada de decisão visando o desenvolvimento sustentável da sociedade. O satélite chinês de sensoriamento remoto ZY-3 (ZiYuan-3) operado pela empresa estatal SASMAC (Satellite Surveying and Mapping Application Center) é um exemplo de uma nova geração de plataformas com sensores de alta resolução espacial focados em mapeamento sistemático e que contribuem para um entendimento mais profundo da superfície terrestre e sua dinâmica. Desta forma, o objetivo deste trabalho é criar um ambiente web, onde seja possível realizar o Processamento Digital de Imagens (PDI) de forma remota e em tempo real (on-the-fly), através da cloud, visualizar os resultados em um Sistema de Informações Geográficas na Web e permitir que tais resultados sejam acessíveis para qualquer tipo de dispositivo. Os resultados do trabalho mostram uma alta performance no que diz respeito ao PDI, onde funcionalidades são executadas rapidamente, sem utilização do processador local, memória RAM e do disco rígido do computador, gerando resultados temporários armazenados na cloud, que podem ou não serem exportados de forma definitiva para um computador pessoal ou servidor. Tais resultados permitem uma redução de custos financeiros e também aumentam a agilidade na tomada de decisão. ABSTRACT High resolution imagery have been used for many activities like urban planning, environmental monitoring and decision making trying to support the society sustainable development. The Chinese remote sensing satellite ZY-3 (ZiYuan-3) operated by the state company SASMAC (Satellite Surveying and Mapping Application Center) is an example of a new generation of platforms with high spatial resolution sensors focused on systematic mapping and contributing to a deeper understanding of the Earth's surface and its dynamics. Thus, the objective of this work is to create a web environment where it is possible to perform Digital Image Processing (DIP) remotely and in real time (on-the-fly) through the cloud, view results in a Web Geographic Information System (GIS Web) that allow such results to be accessible to any device. The findings show high performance regarding the DIP, where functionalities are implemented quickly, without the use of local processor, RAM and the computer's hard disk, creating temporary results stored in the cloud, which may or may not be exported to a definitive file in a personal computer or server. Such results lead to a reduction of financial costs and also increase the agility in decision making.

2 1. INTRODUÇÃO Imagens de sensoriamento remoto de alta resolução vêm sendo usadas para uma série de atividades de planejamento, monitoramento e tomada de decisão visando o desenvolvimento sustentável da sociedade. O satélite chinês de sensoriamento remoto ZY-3 (ZiYuan-3) operado pela empresa estatal chinesa SASMAC (Satellite Surveying and Mapping Application Center) é um exemplo de uma nova geração de plataformas com sensores de alta resolução espacial focados em mapeamento sistemático e que contribuem para um entendimento mais profundo da superfície terrestre e sua dinâmica. O ZY-3 foi lançado em 2012 é foi desenhado para mapeamento topográfico e monitoramento ambiental através de um par estereoscópico de sensores. Ele carrega 3 câmeras que produzem imagens forward, backward e nadir, além de um sensor multiespectral com uma banda no infravermelho próximo (FANG & CHEN, 2012). Entretanto, manipular e processar estes dados o enorme volume de dados atuais necessita de profissionais altamente capacitados, hardware adequado e softwares específicos de processamento digital de imagens (PDI), o que acaba por dificultar a geração de produtos da informação que atendam às necessidades dos órgãos públicos e privados. Atualmente se observa uma forte tendência de utilização da Computação em Nuvem - cloud (BUYYA et al, 2009) para estruturação de ambientes computacionais que permitam o processamento remoto de dados de forma segura e simples. Através da cloud empresas e usuários tradicionais são capazes de acessar aplicações sob demanda em qualquer localidade, a qualquer momento e em qualquer dispositivo (desktop e mobile), com um esforço mínimo de gerenciamento. Estes avanços têm criado novos paradigmas, transformando o desenvolvimento de software como nós o conhecíamos e o tornando algo consumível como serviço (Software as a Service SaaS) ao invés de poder ser executado apenas em computadores individuais. Hoje em dia, é comum acessar conteúdos pela internet sem ter conhecimento sobre a infraestrutura física que está hospedando tais aplicativos. Recentemente, estas duas tendências tem convergido, fazendo com que o processamento digital de imagens possa ser realizado na cloud, através de sistemas de informação geográfica (GIS, em inglês). na web. 2. OBJETIVOS O objetivo deste trabalho é simular um ambiente web, onde seja possível realizar o PDI de forma remota e em tempo real (on-the-fly), através da cloud, visualizar os resultados em um Web GIS e permitir que tais resultados sejam acessíveis para qualquer tipo de dispositivo. Serão utilizados métodos de geração de cache e vínculos dinâmicos para visualização das imagens do satélite ZY-3, diversas ferramentas de PDI (filtros, realces, índices de vegetação e outros produtos de valor agregado) também estarão disponíveis e haverá um catálogo online de imagens em uma interface amigável e intuitiva. Ou seja, será criada uma estrutura completa capaz de fornecer Imagens como um Serviço (Image as a Service - Iaas). 3. REFERENCIAL TEÓRICO 3.1 Imagens de satélite & Processamento Digital de Imagens Sensoriamento Remoto pode ser definido como a ciência de adquirir, processar e interpretar imagens que registram a interação entre a matéria e a radiação eletromagnética (SABBINS, 1996). Como dito, um dos principais produtos do sensoriamento são imagens, geralmente orbitais e que visam a observação da terra nas áreas de recursos naturais, ocupação humana, planejamento urbano e regional, dentre outras. Imagens de satélite são importantes para diversas aplicações, tais como: 1. São um background natural para muitas aplicações GIS, sendo geralmente utilizadas para apoiar a navegação; 2. Interpretação direta para extração de feições geográficas, como rodovias, hidrografia, moradias e outros aspectos relevantes da paisagem; 3. Fonte para digitalização de mapas vetoriais usando GIS (2D e 3D); 4. Validação de dados vetoriais, pois sempre surgem questões sobre a confiabilidade de determinados dados vetoriais e geralmente diferentes imagens de satélite são utilizadas para verificar a consistência destes dados. Imagens de satélite são a base da maioria dos mapeamentos realizados através de Sistemas de Informações Geográficas. Muitas organizações necessitam gerenciar catálogos de imagens de diversas fontes e que vêm crescendo cada vez mais rápido. Com a grande a quantidade de dados emergem dificuldades em gerencia-los, processa-los e distribui-los para seus usuários. O valor das imagens de satélite é maior quando um grande número de usuários tem acesso rápido e fácil a elas. Os procedimentos convencionais de gerenciamento, processamento e distribuição consomem muito tempo, e os usuários podem ter dificuldades em acessar e utilizar as imagens sem um software com interface simples. Quando uma nova imagem é gerada por um sensor, antes dos usuários a utilizarem, é preciso esperar até que ela seja processada,

3 carregada em um banco de dados e disponibilizada através de um sistema de distribuição. Este é um processo lento e oneroso, que pode ser superado a partir da automatização deste fluxo de trabalho em um sistema na cloud. Os requisitos dos usuários de imagens de satélite variam desde necessidades mais básicas como utiliza-las como um background para visualização, até demandas mais avançadas como análises estatísticas baseadas nos valores dos pixels. A lista a seguir demonstra alguns destes requisitos: 1. Acessar grandes áreas em alta resolução: usuários devem ser capazes de visualizar grandes áreas em qualquer escala, em diferentes projeções cartográficas sem precisar selecionar imagens ou tiles específicos. 2. Uso múltiplo: usuários necessitam acessar a mesma imagem em aplicações Web e Desktop. 3. Rapidez: Imagens devem estar acessíveis de forma quase instantânea em qualquer escala. 4. No tempo certo: usuários comumente demandam as imagens mais atuais. Para algumas aplicações, como resposta à desastres naturais, este fator é crítico. 5. Metadados: Acesso à metadados sobre as imagens (individuais ou mosaicadas), como data, produtor e parâmetros do sensor são fundamentais. 6. Análise: usuários avançados utilizam imagens para análises espaciais e extração automática de feições, em um ou vários momentos no tempo (análises multi-temporais). O volume de imagens cresce exponencialmente a medida que se vai derivando subprodutos delas, como ortoimagens, classificações, segmentações e etc. Mesmo quando já se utiliza uma imagem processada, existe um custo substancial de tempo, de armazenamento e financeiro necessários para carregar o conteúdo vindo de um ambiente servidor. 3.2 O satélite ZiYuan-3 (ZY-3) Lançado em 09 de Janeiro de 2012, o ZiYuan-3 (ZY-3) é o primeiro satélite chinês civil de alta resolução voltado para mapeamento. A missão é orientada para criação e mapas temáticos e sistemáticos nas escalas 1:50000 e 1:25000 (GRAÇA et al., 2014; XIAOMING et al., 2013). O satélite possui quatro sensores, sendo um multispectral e um Pancromático (Nadir), um de visada frontal (Forward) e outro de visada posterior (Backward) que permitem a construção de pares estéreos para geração de modelos digitais de elevação (D ANGELO, 2013). As imagens vêm sendo amplamente utilizadas para mapeamento e topografia, agricultura, floresta, conservação ambiental, mitigação de desastres naturais, planejamento urbano, navegação, dentre outras aplicações. TABELA 1 - PLATAFORMA Características Especificações Veículo Lançador CZ-4B carrier rocket Local de lançamento Taiyuan Satellite Launching Center Carga 2630 kg Duração da missão 5 anos Ciclo de revisita 5 dias (15 o de Inclinação) / 59 dias no Nadir Altitude orbital 505 km Inclinação orbital Horário de cruzamento no Equador 10:30 AM Órbita Sol-síncrona TABELA 2 - CÂMERA TRIPLE LINEAR-ARRAY Características Número de sensores 3 (nadir, forward, backward) Comprimento de onda μm Resolução espacial 2.1m (nadir); 3.5m (forward e backward) Distância focal 1700mm Área imageada 51km (nadir); 52km (forward e backward) Tamanho do Pixel 7 μm (nadir); 10 μm (forward e backward) Campo de visada 6º Resolução radiométrica 10 bits

4 Número de sensores 1 Comprimento de onda Resolução espacial Distância focal Campo de visada Tamanho do pixel Resolução radiométrica TABELA 3 - CÂMERA MULTISPECTRAL Características Azul: nm Verde: nm Vermelho: nm Infravermelho: nm 5.8 m 1750mm 51km 20 μm 10 bits Estão disponíveis os seguintes produtos extraídos do satélite ZY-3, sendo que para este trabalho foram utilizadas apenas imagens sensor corrected : 1. Sensor corrected: A atitude da plataforma e suas efemérides são aplicadas à imagem com o objetivo de realizar correções relativas à radiometria e à ótica do sensor. 2. DOM (Digital Orthographic Map): Correções radiométricas, gemétricas e da ótica do sensor são aplicadas aos dados. A precisão do produto depende da qualidade dos pontos de controle de campo ou do modelo digital de elevação utilizado. 3. DSM (Digital Surface Model) & DTM (Digital Terrain Model): O modelo digital de superfície (DSM) é gerado automaticamente pela combinação das imagens frontais e posteriores, com resolução espacial mínima de 3.5 metros. A partir de técnicas de restituição semi-automatizada, também é possível a produção do modelo digital de terreno (DTM), com o mesmo nível de qualidade presente no DSM. 4. DLG (Digital Linear Graphic): O Digital Linear Graphic é o produto resultante da aplicação de técnicas de mapeamento digital, tais como vetorização estereoscópica em 3D e restituição topográfica. 3.3 Image as a Service Existem diversos trabalhos que discutem o processamento e compartilhamento de imagens de satélite e sistemas de informações geográficas através de serviços web (DENG et al., 2004; AULICINO, 2006; PICHLER & HOGEWEG, 2009; ZHAO et al., 2012; DENG et al., s.a.). Com os recentes avanços científicos e tecnológicos, diversas empresas privadas, muitas vezes em parceria com universidades e institutos de pesquisa têm disponibilizado uma série de ferramentas (I3geo, MapServer, ArcGIS Server, Geoserver e etc.) que visam suportar este tipo de demanda. Neste trabalho será utilizado o ArcGIS Server, da Esri Inc., visto que sua matriz de funcionalidades é mais ampla que os demais produtos existentes, tendo módulos específicos para processamento digital de imagens. O ArcGIS Server é um completo sistema de informação geográfica baseado em servidor. Ele apresenta de forma nativa aplicações e serviços para gestão de dados espaciais, visualização e análise espacial. Também permite a publicação e compartilhamento de dados geográficos, mapas, modelos e etc. Com isto, é possível criar aplicações web, desktop e mobile consumindo estas informações geográficas (PICHLER & HOGEWEG, 2009). Com esta ferramenta, é possível criar uma ampla gama de serviços web, incluindo de imagens. Estas imagens podem ser armazenadas em um servidor e se tornar diretamente acessíveis via serviços WMS (Web Map Services), WCS (Web Coverage Services) e KML Services. A possibilidade de utilizar estes serviços, que são abertos e especificados pelo OGC (Open Geospatial Consortium), faz com que não seja necessário nenhum tipo de conversão do formato dos dados a serem disponibilizados. Enquanto o servidor processa unicamente os dados solicitados pelo cliente, o ArcGIS Server é capaz de realizar reprojeções e comprimir as imagens para serem utilizadas em redes com baixa largura de banda. O ArcGIS Image Extension for Server amplia as capacidades do ArcGIS Server para permitir gerenciar um grande volume de imagens e também servi-las como serviços, incluindo metadados detalhados e produtos derivados de técnicas de PDI. O PDI é realizado de forma instantânea (on-the-fly), sendo possível realizar realces, extração de bandas, fusão (pansharpening), assim como correções geométricas, reprojeções, recortes e ortorretificações. Esta capacidade permite criar diversos produtos a partir de um único conjunto de dados, sem redundância de informação ou pré-processamento (PICHLER & HOGEWEG, 2009). O ArcGIS Desktop também possui um plug-in especifico para o ZY-3 desenvolvido pela Esri China que otimiza diversos processamentos através da leitura dos metadados das imagens.

5 4. METODOLOGIA 4.1 Material Para execução desse trabalho foram utilizados os softwares ArcGIS for Server Enterprise Advanced com o ArcGIS Image Extension for Server e o ArcGIS for Desktop Advanced. Foram usadas imagens da câmera multiespectral (MUX) e da câmera pancromática de alta resolução ao Nadir (PAN-Nadir) do satélite ZY-3 coletadas no dia 05 de outubro de 2013 e que abrangem alguns municípios do estado do estado do Rio de Janeiro (Fig. 1). Fig. 1 Cobertura da cena do satélite ZY-3 usada no estudo (em azul). 4.2 Métodos As imagens originais utilizadas nesse estudo foram adicionadas a um Mosaic Dataset no SIG ArcGIS Desktop configurado especificamente para suportar imagens multiespectrais (R, G, B, NIR) direcionadas à publicação por meio de serviços de imagens. Devido a essa finalidade optou-se por se utilizar um sistema de coordenadas mais adequado ao ambiente web: Web Mercator Auxiliary Sphere (datum WGS 1984). No momento de sua inclusão, foi selecionado o tipo do sensor (ZY-3) e com isso todas as informações presentes em seus metadados foram automaticamente inseridas no Mosaic Dataset. Desta maneira, as melhores configurações de contraste, realce, fusão e correção geométrica (nesse caso, obtendo dados de arquivo RPC) foram implementadas nas imagens. O Mosaic Dataset então, passou por processos de otimização e aprimoramento com cálculos de estatísticas, overviews e balanceamento de cores. Depois devidamente preparada, a matriz foi direcionada à publicação. A publicação de imagens conta com uma série de parâmetros, ajustes e funcionalidades que podem ser editados pelo publicador. Toda essa configuração pode ser feita no momento da publicação/carga da imagem no servidor e alterada posteriormente no gerenciador de serviços do ArcGIS for Server. Para esse trabalho optou-se na inclusão de serviços de WMS, WCS, Image Service e quatro funções de PDI a serem executados online: Contraste e realce com utilização das 4 bandas espectrais; Índice de Vegetação para Diferença Normalizada (NDVI, na sigla em inglês); Filtro de convolução para detecção de feições horizontais; Máscara para seleção de níveis digitais específicos. Todos os resultados desses processamentos são mostrados em resolução máxima devido à prévia configuração do Mosaic Dataset para geração de imagens fusionadas. O serviço de imagem permite ainda o acesso a todas as informações contidas nos metadados das imagens para seleção e filtragem das cenas com vistas a elaboração de catálogo de consulta. Após a publicação foram realizados testes de compartilhamento e criação de serviços de mapas online. Resumidamente as ações desenvolvidas no trabalho podem ser observadas a seguir (Fig. 2): Mosaic Dataset Adição imagens Otimização Mosaic Publicação Consumo online Fig. 2 Fluxo de trabalho

6 5. RESULTADOS Os resultados do trabalho mostram uma alta performance no que diz respeito ao PDI, onde funcionalidades são executadas rapidamente, sem utilização do processador local, memória RAM e do disco rígido do computador, gerando resultados temporários armazenados na cloud, que podem ou não serem exportados de forma definitiva para um computador pessoal ou servidor. Tais resultados permitem uma redução de custos financeiros e também aumentam a agilidade na tomada de decisão. A Figura 3 mostra a interface web criada, com destaque para as ferramentas de PDI na parte superior da tela. Fig. 3 SIG Web Image as a Service O serviço publicado e armazenado no servidor fica disponível para acesso de diversas formas, tais como ArcGIS Javascript, ArcGIS.com Map, Google Earth e ArcMap (Desktop), como mostra a Figura 4: Fig. 4 Descrição do Serviço de Imagens

7 A seguir são apresentados os resultados dos processamentos feitos online por meio do serviço de imagens publicado (TABELA 4). TABELA 4 - RESULTADOS DOS PROCESSAMENTOS ONLINE Contraste RGB-432 NDVI Filtro de convolução Máscara de níveis digitais A consulta e filtragem das cenas incorporadas no serviço são ferramentas de grande importância para administração, consulta e disponibilização desses produtos. O uso de todas as informações contidas nos metadados das imagens permite que essas ações sejam realizadas para um grande conjunto de dados, otimizando recursos (Fig. 5). Por fim, apontam-se as potencialidades de compartilhamento e publicação desses serviços, bem como de consumo dessas informações em diversas plataformas web, mobile e desktop, inclusive utilizando os padrões internacionais para conteúdo geoespacial. O fato do serviço de imagem ser baseado na forma de catálogo de imagens com footprints, metadados e parâmetros de processamento permite que estes catálogos sejam disponibilizados também como OCG Web Feature Services (WFS), ou ser consumido usando as interfaces livres SOAP ou REST.

8 Fig. 5 Filtragem e consulta de imagens por metadados A solução desenvolvida baseada no ArcGIS Server se mostrou capaz de atender os requisitos de grande parte dos usuários de imagens de satélite, oferencendo funções e dados como serviço web (IaaS). Outro ponto importante são as funcionalidades existentes no Mosaic Dataset do ArcGIS Desktop, que otimizou consideravelmente atividades de pré-processamento, correções geométricas e criação de mosaico. Outro benefício direto é a centralização dos dados, evitando perdas e duplicidade de informações nos computadores dos usuários. AGRADECIMENTOS Agradecemos à empresa Imagem Soluções de Inteligência de Geográfica e à empresa SASMAC pelo suporte na realização deste trabalho. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS AULICINO, L. C. M. Wiss - serviço web para segmentação de imagens: especificação e implementação p. (INPE TDI/1189). Dissertação (Mestrado em Computação Aplicada) - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, São José dos Campos, Disponível em: Acesso: 24 jun BUYYA, R.; YEO, C. S.; VENUGOPAL, S.; BROBERG, J., BRANDIC, I. Cloud computing and emerging IT platforms: Vision, hype, and reality for delivering computing as the 5th utility. Future Generation computer systems, v. 25, n. 6, p , D ANGELO, P. Evaluation of ZY-3 for DSM and ortho image generation. International Archives of the Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, Volume XL-1/W1, ISPRS Hannover Workshop 2013, DENG, M.; LIU, Y.; DI, L. An interoperable web-based classification service for remote sensing data. George Mason University, s. a. Disponível em < Acesso: 15 junho DENG, M.; ZHAO, P.; YANG, Y.; CHEN, A.; DI, L. The Development of A Prototype Geospatial Web Service System for Remote Sensing Data. In. Proceedings of The International Symposium of Photogrammetry, Remote Sensing, and Spatial Information Sciences (ISPRS), FANG, S.; CHEN, Y. Sensor calibration of three-line CCD scanners on ZY-3. In. International Archives of the Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, Volume XXXIX-B1, XXII ISPRS Congress, 25 August 01 September 2012, Melbourne, Australia, 2012.

9 GRAÇA, L. M. A.; ARAUJO, E. H. G.; SILVA, E. A.; ISHIKAWA, M. I.; CAMARGO, P. O. The geometric and cartographic characteristics of the ZY-3 images and their usage in the production of cartographic data and GIS applications in Brazil. III International Workshop on Earth Observation and Remote Sensing Applications (EORSA 2014), Changsha, China, PICHLER, G.; HOGEWEG, M.. Improving Access and Use of Imagery using Open and Interoperable Off-the-shelf Technologies. International Symposium on Remote Sensing of Environment (ISRSE), SABINS, F. Remote Sensing: Principles and Interpretation. Freeman & Co., New York, NY, XIAOMING, G.; XINMING, T.; GUO, Z.; XIAOYONG, Z. The geometric accuracy validation of the ZY-3 mapping satellite. International Archives of the Photogrammetry, Remote Sensing and Spatial Information Sciences, Volume XL-2/W1, 2013 & 8th International Symposium on Spatial Data Quality, ZHAO, P.; FOERSTER, T.; YUE, P.. The geoprocessing web. Computers & Geosciences, v. 47, p. 3-12, 2012.

OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO

OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO OBTENÇÃO DE IMAGEM DO GOOGLE EARTH PARA CLASSIFICAÇÃO DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO ROGER TORLAY 1 ; OSVALDO T. OSHIRO 2 N 10502 RESUMO O sensoriamento remoto e o geoprocessamento trouxeram importantes avanços

Leia mais

INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO GEOPROCESSAMENTO. Introdução ao Geoprocessamento. Conceitos básicos 18/06/2015. Conceitos básicos

INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO GEOPROCESSAMENTO. Introdução ao Geoprocessamento. Conceitos básicos 18/06/2015. Conceitos básicos GEOPROCESSAMENTO INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO Prof. Esp. André Aparecido da Silva Introdução ao Geoprocessamento Conceitos básicos Conceitos básicos Componentes de um SIG Entrada de Dados em Geoprocessamento

Leia mais

LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS

LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS LANDSAT-8: Download de imagens através dos sites Earth Explorer e GLOVIS 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar imagens

Leia mais

Engenharia Espacial e Sensoriamento Remoto

Engenharia Espacial e Sensoriamento Remoto lâmina 1 FRENTE Engenharia Espacial e Sensoriamento Remoto SEGMENTO SOLO A AMS Kepler trabalha há 15 anos no Programa Espacial Brasileiro. Iniciamos em 1998 no Programa CBERS (China Brazil Earth Resources

Leia mais

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Aplicações CBERS na Universidade Federal do Rio Grande do Sul Pesquisas CBERS - UFRGS 2001: Início do projeto Participantes: - PPG-SR / CEPSRM - Instituto de Geociências Geodésia Geografia Geologia - Faculdade

Leia mais

Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹

Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹ Análise das técnicas de fusão de imagens aplicadas ao satélite CBERS-2B (CCD-HRC) Claudinei Rodrigues de Aguiar¹ Danielli Batistella¹ 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR Via do Conhecimento,

Leia mais

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro

Cloud Computing. O modelo no cenário Geoespacial. Technology Session Latin America Geospatial Forum. 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Cloud Computing O modelo no cenário Geoespacial Technology Session Latin America Geospatial Forum 15-17 August 2012 Rio de Janeiro Iara Musse Felix Diretora, Santiago e Cintra Consultoria, Brazil Alguns

Leia mais

ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11-13 de Novembro de 2010, São João del-rei, MG; pg 251-257 251

ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11-13 de Novembro de 2010, São João del-rei, MG; pg 251-257 251 ERMAC 2010: I ENCONTRO REGIONAL DE MATEMÁTICA APLICADA E COMPUTACIONAL 11 13 de Novembro de 2010, São João delrei, MG; pg 251 257 251 ANÁLISE DO USO E OCUPAÇÃO DO SOLO DA CIDADE DE VITÓRIAES USANDO A COMPOSIÇÃO

Leia mais

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS

CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS CLOUD COMPUTING: COMPARANDO COMO O MUNDO ONLINE PODE SUBSTITUIR OS SERVIÇOS TRADICIONAIS João Antônio Bezerra Rodrigues¹, Claudete Werner¹, Gabriel Costa Silva² ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí

Leia mais

MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS. Antonio Maria Garcia Tommaselli 1

MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS. Antonio Maria Garcia Tommaselli 1 MODERNAS TECNOLOGIAS PARA COLETA DE INFORMAÇÕES ESPACIAIS Antonio Maria Garcia Tommaselli 1 Abstract: The aim of this paper is to present the current status of the sensors for spatial data acquisition

Leia mais

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais

PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS. Sensores aéreos e orbitais PRODUÇÃO E ATUALIZAÇÃO DE MAPAS Sensores aéreos e orbitais Pilares do Mapeamento 1. Resolução espacial e radiométrica 2. Cobertura multispectral 3. Geometria consistente 4. Automação e resposta rápida

Leia mais

Prospects & Challenges of Business in the Brazilian Geospatial Industry Perspectivas e Desafios de Negócios na Industria Geoespacial Brasileira

Prospects & Challenges of Business in the Brazilian Geospatial Industry Perspectivas e Desafios de Negócios na Industria Geoespacial Brasileira Prospects & Challenges of Business in the Brazilian Geospatial Industry Perspectivas e Desafios de Negócios na Industria Geoespacial Brasileira Claudio Simão President, Hexagon South America & Asia Pacific

Leia mais

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR

GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR GERAÇÃO DE CARTA IMAGEM DO MUNICÍPIO DE PATO BRANCO-PR Ana Laura Reichert CENTENARO 1, Danielli BATISTELLA 1 Gabriela SUZIN 1, Morgana Gabriela RAYMUNDI 1 1 Universidade Tecnológica Federal do Paraná,

Leia mais

Processamento de Imagem. Prof. Herondino

Processamento de Imagem. Prof. Herondino Processamento de Imagem Prof. Herondino Sensoriamento Remoto Para o Canada Centre for Remote Sensing - CCRS (2010), o sensoriamento remoto é a ciência (e em certa medida, a arte) de aquisição de informações

Leia mais

Dados para mapeamento

Dados para mapeamento Dados para mapeamento Existem dois aspectos com relação aos dados: 1. Aquisição dos dados para gerar os mapas 2. Uso do mapa como fonte de dados Os métodos de aquisição de dados para o mapeamento divergem,

Leia mais

As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real

As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real As novas dimensões do GIS: 4D, cloud, móvel, tempo real Wolmar Sabino Gerente Técnico da Área de Governo MundoGEO#Connect LatinAmerica 2013 18 a 20 de Junho São Paulo (SP) Brasil AGENDA BREVE HISTÓRICO

Leia mais

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8

ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 ArcGIS: Rescale em Batch, Composição Colorida RGB e Fusão de Imagens Landsat-8 2013 LANDSAT-8: Informações para Novos Usuários de Imagens Licença: As imagens Landsat-8 são gratuitas; Download: Para baixar

Leia mais

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR

MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR MAPEAMENTO DA COBERTURA VEGETAL DE ÁREAS DE GRANDE EXTENSÃO ATRAVÉS DE MOSAICOS DE IMAGENS DO NOAA-AVHRR Maria G. Almeida 1, Bernardo F. T. Rudorff 2, Yosio E. Shimabukuro 2 graca@dppg.cefetmg.br, bernardo@ltid.inpe.br,

Leia mais

Universidade Federal do Ma Pós-Graduação em Eng. Elétrica

Universidade Federal do Ma Pós-Graduação em Eng. Elétrica Universidade Federal do Ma Pós-Graduação em Eng. Elétrica Computação Gráfica II Sistemas de Informação Geográfica Prof. Anselmo C. de Paiva Depto de Informática Introdução aos Sistemas de Informação Geografica

Leia mais

Sistemas Sensores. Introdução

Sistemas Sensores. Introdução Sistemas Sensores 5ª Aulas Introdução O sol foi citado como sendo uma fonte de energia ou radiação. O sol é uma fonte muito consistente de energia para o sensoriamento remoto (REM). REM interage com os

Leia mais

INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO. Profª Iana Alexandra Alves Rufino [iana_alex@uol.com.br]

INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO. Profª Iana Alexandra Alves Rufino [iana_alex@uol.com.br] INTRODUÇÃO AO GEOPROCESSAMENTO Profª Iana Alexandra Alves Rufino [iana_alex@uol.com.br] Introdução ao Geoprocessamento Conceitos básicos Componentes de um SIG Exemplos de aplicações Conceitos Geoprocessamento

Leia mais

INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ (IPECE) NOTA TÉCNICA Nº 43

INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ (IPECE) NOTA TÉCNICA Nº 43 GOVERNO DO ESTADO DO CEARÁ SECRETARIA DO PLANEJAMENTO E GESTÃO (SEPLAG) INSTITUTO DE PESQUISA E ESTRATÉGIA ECONÔMICA DO CEARÁ (IPECE) NOTA TÉCNICA Nº 43 AQUISIÇÃO, TRATAMENTO E DISPONIBILIZAÇÃO DE IMAGENS

Leia mais

SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO

SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO SOFTWARES DE GEOPROCESSAMENTO Ferramentas Proprietário para SIG É um conjunto de aplicativos computacionais de Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) desenvolvido pela empresa norte americana Esri

Leia mais

SIG como uma ferramenta de análise espacial Um estudo de caso da saúde no RN

SIG como uma ferramenta de análise espacial Um estudo de caso da saúde no RN SIG como uma ferramenta de análise espacial Um estudo de caso da saúde no RN Adeline M. Maciel, Luana D. Chagas, Cláubio L. L. Bandeira Mestrado em Ciência da Computação (MCC) Universidade do Estado do

Leia mais

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências.

TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS. Tecnologia. Geoprocessamento. Sistemas de Informações Geográficas. Sensoriamento Remoto. Geociências. TECNOLOGIAS GEOESPACIAIS INOVADORAS Tecnologia Geoprocessamento Sistemas de Informações Geográficas Sensoriamento Remoto Geociências Geofísica www.hexgis.com PIONEIRISMO E INOVAÇÃO Idealizada a partir

Leia mais

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS

MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS MAPEAMENTO DIGITAL DE AMBIENTES COSTEIROS COM APOIO DE IMAGENS DE SATÉLITES E DADOS GNSS Gilberto Pessanha Ribeiro ¹, ², ³ gilberto@globalgeo.com.br ¹ Globalgeo Geotecnologias www.globalgeo.com.br ² Faculdade

Leia mais

AVALIAÇÃO DE IMAGENS DO SENSOR QUICKBIRD DE ACORDO COM O DECRETO N. 89.817/84 PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICO

AVALIAÇÃO DE IMAGENS DO SENSOR QUICKBIRD DE ACORDO COM O DECRETO N. 89.817/84 PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICO AVALIAÇÃO DE IMAGENS DO SENSOR QUICKBIRD DE ACORDO COM O DECRETO N. 89.817/84 PADRÃO DE EXATIDÃO CARTOGRÁFICO ENG. CART. DOUTORANDA VIVIAN DA SILVA CELESTINO 1 PROF.DR. RONALDO DOS SANTOS DA ROCHA 2 1-

Leia mais

Processamento Digital de Imagens

Processamento Digital de Imagens Cartografia Digital A AMS Kepler possui equipe de engenheiros cartógrafos e especialistas em Tecnologia da Informação que conferem à empresa um perfil único em Cartografia Digital. Com expertise em Sensoriamento

Leia mais

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas

FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2. 2- Câmaras Fotogramétricas FOTOGRAMETRIA I Prof Felipe: Aulas 1 e 2 2- Câmaras Fotogramétricas Generalidades (fotografia) Elementos Fotografia aérea Espectro Eletromagnético 1 Fotogrametria é a arte, ciência, e tecnologia de obtenção

Leia mais

SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício

SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício SPOTMaps: Imagens de Satélite com Ótimo Custo x Benefício Michael Daamen Eng Agrícola MSc em Geo-Information Sciences Responsável de suporte técnico de produtos e atendimento ao cliente da Astrium Geo

Leia mais

Processamento de Imagens de Sensores Orbitais e Aerotransportados. Michael Steinmayer SulSoft

Processamento de Imagens de Sensores Orbitais e Aerotransportados. Michael Steinmayer SulSoft Processamento de Imagens de Sensores Orbitais e Aerotransportados Michael Steinmayer SulSoft SulSoft Serv. De Proc. De Dados Ltda. Fundada em 1993. Sede em Porto Alegre. Foco em processamento digital de

Leia mais

O que fazemos. Provemos tecnologia e suportamos o sucesso dos nossos clientes

O que fazemos. Provemos tecnologia e suportamos o sucesso dos nossos clientes O que fazemos Provemos tecnologia e suportamos o sucesso dos nossos clientes O ArcGIS evoluiu radicalmente Web GIS Se transformou numa Plataforma, bem desenvolvida, documentada e com alto nível de suporte

Leia mais

CORREÇÃO GEOMÉTRICA AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITE: UMA CONTRIBUIÇÃO NOS ESTUDOS URBANOS INTRODUÇÃO

CORREÇÃO GEOMÉTRICA AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITE: UMA CONTRIBUIÇÃO NOS ESTUDOS URBANOS INTRODUÇÃO CORREÇÃO GEOMÉTRICA AUTOMÁTICA DE IMAGENS DE SATÉLITE: UMA CONTRIBUIÇÃO NOS ESTUDOS URBANOS Gloria Bolívar Durán Universidade Federal de Santa Maria UFSM Centro de Ciências Naturais e Exatas CCNE/Departamento

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I)

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA (I) UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS DISCIPLINA: LEB450 TOPOGRAFIA E GEOPROCESSAMENTO II PROF. DR. CARLOS ALBERTO VETTORAZZI

Leia mais

PROCESSAMENTO DOS DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA E APLICAÇÃO SOBRE A REGIÃO SUL DO BRASIL. Leonid Bakst Yoshihiro Yamazaki

PROCESSAMENTO DOS DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA E APLICAÇÃO SOBRE A REGIÃO SUL DO BRASIL. Leonid Bakst Yoshihiro Yamazaki PROCESSAMENTO DOS DADOS AVHRR DO SATÉLITE NOAA E APLICAÇÃO SOBRE A REGIÃO SUL DO BRASIL Leonid Bakst Yoshihiro Yamazaki Universidade Federal de Pelotas - UFPel Centro de Pesquisas Meteorológicas CPMet

Leia mais

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40

VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 VANTAGENS NO USO DAS IMAGENS DA CÂMARA ADS40 O constante desenvolvimento de sistemas aerotransportados para captação de imagens finalmente trouxe ao mercado os modernos sensores para captação de imagens

Leia mais

Comparação entre classificadores por pixel e por região com imagem SPOT-5 para o estado de Minas Gerais

Comparação entre classificadores por pixel e por região com imagem SPOT-5 para o estado de Minas Gerais Comparação entre classificadores por pixel e por região com imagem SPOT-5 para o estado de Minas Gerais Fernanda Rodrigues Fonseca 1 Thiago Duarte Pereira 1 Luciano Vieira Dutra 1 Eliana Pantaleão 1 Corina

Leia mais

Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE

Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE Sistemas de suporte à qualidade de imagens: uma inovação na estação terrena do INPE Alexandre Maia de Almeida Flávio Pimentel Duarte Marco Aurélio Oliveira da Silva Antonio José Machado e Silva Gisplan

Leia mais

ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING

ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING ESTRUTURAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE IMAGENS ORBITAIS PARA WEBMAPPING RAFAELA S. NIEMANN 1 ; SOPHIA D. RÔVERE 2 ; WILSON A. HOLLER 3 N 10508 RESUMO A organização de imagens de satélite direcionada à implementação

Leia mais

MEDRAL Geotecnologias 2011. Apresentação UNESP

MEDRAL Geotecnologias 2011. Apresentação UNESP Apresentação UNESP Julho de 2012 MEDRAL Geotecnologias Nossa História A Medral nasceu em 25 de abril de 1961, em Dracena (SP), oferecendo soluções de engenharia para o setor energético Aos poucos, a empresa

Leia mais

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação

Leia mais

- ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar para 10.

- ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar para 10. Agenda Sistema ArcGIS 10.1 Conectados ao Mundo pela Geografia Novidades: - ArcGIS for Desktop - ArcGIS for Server - ArcGIS Online - ArcGIS for Mobile - ArcGIS for Developers - Bons motivos para migrar

Leia mais

ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2)

ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2) ArcGIS 1: Introdução ao GIS (10.2) Duração: 02 dias (16 horas) Versão do ArcGIS: 10.2 Material didático: Português Descrição Este treinamento ensina o que é o GIS e o que você pode realizar com ele. Trabalhando

Leia mais

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho

GEOPROCESSAMENTO. Herondino Filho GEOPROCESSAMENTO Herondino Filho Sumário 1. Introdução 1.1 Orientações Avaliação Referência 1.2 Dados Espaciais 1.2.1 Exemplo de Dados Espaciais 1.2.2 Aplicações sobre os Dados Espaciais 1.3 Categoria

Leia mais

Por que Geoprocessamento?

Por que Geoprocessamento? Um pouco sobre a NOSSA VISÃO Processamento Digital é um endereço da Web criado pelo geógrafo Jorge Santos com objetivo de compartilhar dicas sobre Geoprocessamento e Software Livre. A idéia surgiu no ano

Leia mais

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental

Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Disciplina: Monitoramento e Controle Ambiental Prof.: Oscar Luiz Monteiro de Farias Sensoriamento Remoto aplicado ao Monitoramento Ambiental Andrei Olak Alves 2 espectro visível ultravioleta Sol infravermelho

Leia mais

Cerrado Online: Plataforma de Distribuição de Informações Geográficas Produzidas pelo Programa de Monitoramento de Desmatamentos do Bioma Cerrado

Cerrado Online: Plataforma de Distribuição de Informações Geográficas Produzidas pelo Programa de Monitoramento de Desmatamentos do Bioma Cerrado Cerrado Online: Plataforma de Distribuição de Informações Geográficas Produzidas pelo Programa de Monitoramento de Desmatamentos do Bioma Cerrado Levindo Cardoso de Medeiros 1 Nilson Clementino Ferreira

Leia mais

10 FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM COMPARAÇÃO DE FUSÃO ENTRE AS IMAGENS DO SATÉLITE RAPID EYE, CBERS E SPOT.

10 FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM COMPARAÇÃO DE FUSÃO ENTRE AS IMAGENS DO SATÉLITE RAPID EYE, CBERS E SPOT. 10 FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM COMPARAÇÃO DE FUSÃO ENTRE AS IMAGENS DO SATÉLITE RAPID EYE, CBERS E SPOT. Thalita Dal Santo 1 Antonio de Oliveira¹ Fernando Ricardo dos Santos² A técnica de fusão

Leia mais

EXTRACÇÃO DE SOMBRA A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO

EXTRACÇÃO DE SOMBRA A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO EXTRACÇÃO DE SOMBRA A PARTIR DE IMAGENS DE SATÉLITE DE ALTA RESOLUÇÃO Classificação Não Supervisionada, Reclassificação de Imagem e Classificação Orientada a Segmento Morna Nandaia Ricardo Silva SUMÁRIO

Leia mais

ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE

ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE ESTUDO DE CASO: ÍNDICE DE UMIDADE DO SOLO UTILIZANDO IMAGENS DO SENSOR MODIS PARA O MUNICÍPIO DE BELEM DO SÃO FRANCISCO, PE Pabrício Marcos Oliveira Lopes 1, Glawber Spíndola Saraiva de Moura 2 1 Prof.

Leia mais

A Geografia como Plataforma Tecnológica. Criando Oportunidades de Transformação

A Geografia como Plataforma Tecnológica. Criando Oportunidades de Transformação A Geografia como Plataforma Tecnológica Criando Oportunidades de Transformação GIS está Progredindo Se aproveitando de grandes avanços Cloud GIS Conhecimento Geográfico Online Nos capacitando a Repensar

Leia mais

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE

SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene Delazari Grupo de Pesquisa em Cartografia e SIG da UFPR SIG Aplicado ao Meio Ambiente - 2011 GA020- SIG APLICADO AO MEIO AMBIENTE Prof. Luciene S. Delazari -

Leia mais

Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento. Lúbia Vinhas 13/05/2008

Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento. Lúbia Vinhas 13/05/2008 Arquiteturas, Padrões e Serviços para Geoprocessamento Lúbia Vinhas 13/05/2008 Desejo saber estatísticas sobre áreas queimadas. Desejo fazer análises por localização, por classes de uso ou ainda por seleção

Leia mais

Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância

Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância 1. Introdução. I Jornada de Educación em Percepción Remota en el ámbito de Centro América y el Caribe Título da Palestra: Ensino Aprendizagem de Processamento de Imagens CBERS na modalidade a Distância

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão

Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão 01 Sistemas de Informação Geográfica (SIG) para Agricultura de Precisão Rodrigo G. Trevisan¹; José P. Molin² ¹ Eng. Agrônomo, Mestrando em Engenharia de Sistemas Agrícolas (ESALQ-USP); ² Prof. Dr. Associado

Leia mais

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL

ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL ESTUDO COMPARATIVO DE FERRAMENTAS COMPUTACIONAIS QUE UTILIZAM GEOPROCESSAMENTO E TECNOLOGIA BIM PARA DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS DE ENGENHARIA CIVIL 1. INTRODUÇÃO E REFERENCIAL TEÓRICO A área de geoprocessamento

Leia mais

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa

Características dos Sensores. Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa Características dos Sensores Aula 3 Professor Waterloo Pereira Filho Docentes orientados: Daniela Barbieri Felipe Correa TAMANHO DO PIXEL Alta Resolução Média Resolução Cobertura Sinótica Meteorológicos

Leia mais

Sistema de Informações Geográficas

Sistema de Informações Geográficas UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE Pós Graduação Ecologia e Manejo de Recursos Naturais Sistema de Informações Geográficas Prof. Fabiano Luiz Neris Criciúma, Março de 2011. A IMPORTÂNCIA DO ONDE "Tudo

Leia mais

Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica

Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica Powered by TCPDF (www.tcpdf.org) Mapa índice digital na CPRM: recurso a serviço da disseminação da informação cartográfica Isabel Angela dos Santos Matos (CPRM) - isabel.matos@cprm.gov.br Resumo: Este

Leia mais

Geoprocessamento com Software Livre. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias

Geoprocessamento com Software Livre. Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias Geoprocessamento com Software Livre Anderson Maciel Lima de Medeiros Consultor em Geotecnologias SUMÁRIO O que é Software Livre? A GLP GNU Geoprocessamento Algumas Geotecnologias Geotecnologias Livres

Leia mais

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015

GIS Cloud na Prática. Fabiano Cucolo 26/08/2015 GIS Cloud na Prática Fabiano Cucolo 26/08/2015 Um pouco sobre o palestrante Fabiano Cucolo fabiano@soloverdi.com.br 11-98266-0244 (WhatsApp) Consultor de Geotecnologias Soloverdi Engenharia www.soloverdi.com.br.

Leia mais

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE

SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA FORNECIMENTO DE IMAGENS DE SATÉLITE COMPANHIA HIDRO ELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO - CHESF DIRETORIA DE ENGENHARIA E CONSTRUÇÃO - DE SUPERINTENDÊNCIA DE PLANEJAMENTO DA EXPANSÃO - SPE DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE - DMA DIVISÃO DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 3 RESTAURAÇÃO DE IMAGENS Qualquer tipo de tratamento de imagens deve ser efetuado antes de seu registro, ou seja, com a imagem original. As imagens CBERS aparecem com aspecto

Leia mais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto. Características das Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Características das Imagens Orbitais 1 - RESOLUÇÃO: O termo resolução em sensoriamento remoto pode ser atribuído a quatro diferentes parâmetros: resolução espacial resolução espectral

Leia mais

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas

O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas O Mercado Geoespacial e a Atuação da Santiago & Cintra Consultoria: Entendimento das Necessidades, Aplicações e Soluções Integradas Iara Musse Felix Diretora de Desenvolvimento de Negócios da Salvador

Leia mais

Levantamento sobre Computação em Nuvens

Levantamento sobre Computação em Nuvens Levantamento sobre Computação em Nuvens Mozart Lemos de Siqueira Doutor em Ciência da Computação Centro Universitário Ritter dos Reis Sistemas de Informação: Ciência e Tecnologia Aplicadas mozarts@uniritter.edu.br

Leia mais

2 sandra@univap.br. Palavras-chave: Georreferenciamento, dados de Sensoriamento Remoto, Google Earth TM.

2 sandra@univap.br. Palavras-chave: Georreferenciamento, dados de Sensoriamento Remoto, Google Earth TM. PROPOSTA METODOLÓGICA PARA INTEGRAÇÃO DE DADOS E FERRAMENTAS DO GOOGLE EARTH. SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICA PARA COMPATIBILIZAR BASES CARTOGRÁFICAS HISTÓRICAS: UM ESTUDO DA CIDADE DE MANAUS, AMAZONAS

Leia mais

Gabriel Carvalho Business Developer

Gabriel Carvalho Business Developer Gabriel Carvalho Business Developer ESTRUTURA DA CORPORAÇÃO Geosystems Metrology Captura, referência, analise, processo e armazenamento de valiosa informação geográfica, permitindo, em muitos casos, os

Leia mais

SOFTWARES PARA GESTÃO DE FAZENDAS DE ALGODÃO NO BRASIL

SOFTWARES PARA GESTÃO DE FAZENDAS DE ALGODÃO NO BRASIL SOFTWARES PARA GESTÃO DE FAZENDAS DE ALGODÃO NO BRASIL Ziany Neiva Embrapa Algodão 10º Congresso Brasileiro do Algodão 03 de setembro de 2015. Foz do Iguaçu, PR, Brasil. ANÁLISE DE SOFTWARES PARA GESTÃO

Leia mais

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA

MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA MONITORAMENTO DE ÁREAS DE PROTEÇÃO PERMANENTE ATRAVÉS DE IMAGENS E ORTOFOTOS GERADAS POR VANTS E FOTOGRAMETRIA Guilherme Sonntag Hoerlle*, Jaerton Santini, Nicole Becker Portela, Suane Wurlitzer Bonatto,

Leia mais

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo

Governo Federal / Governo Estadual. Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Governo Federal / Governo Estadual Imagem suportando a Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais INDE Carlos Toledo Plenária Desafios comuns Governança de dados espaciais; Informação geográfica é um ativo

Leia mais

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO

SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO SENSORIAMENTO REMOTO APLICADO AO CADASTRO URBANO 04/04/2013 Leonardo Scharth Loureiro Silva Sumário 1 Fundamentos básicos de Sensoriamento Remoto 2 Levantamento aerofotogramétrico para fins de cadastro

Leia mais

Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente

Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente Sensoriamento Remoto Orbital e Cartografia Derivada para Florestas e Meio Ambiente. Afinal de contas, como tudo isso começou?. Conceitos básicos. Principais sensores orbitais. Cartografia para Florestas

Leia mais

O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1. Gustavo da Silveira

O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1. Gustavo da Silveira O que há de novo no ArcGIS for Desktop 10.1 Gustavo da Silveira ArcGIS está avançando rapidamente Introduzindo novas funcionalidades Geospatial Platform Geoservices Crowdsourcing Social Networks Sharing

Leia mais

PORTAL DE COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DO SNIRH PORTAL TO SHARE GEOGRAFICAL INFORMATION FROM SNIRH

PORTAL DE COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DO SNIRH PORTAL TO SHARE GEOGRAFICAL INFORMATION FROM SNIRH PORTAL DE COMPARTILHAMENTO DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS DO SNIRH Maurício Silva 1 & Marco Silva 2 & Sergio Barbosa 3 Resumo O presente artigo apresenta os desenvolvimentos criados para a construção e disponibilização

Leia mais

Sistemas de Informação Geográfica Aplicados

Sistemas de Informação Geográfica Aplicados Sistemas de Informação Geográfica Aplicados Exercício 4 A região de Pombal é conhecida pela presença de argilas especiais negras e cinzentas com parâmetros químicos e mineralógicos que lhe conferem grande

Leia mais

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana.

Os mapas são a tradução da realidade numa superfície plana. Cartografia Desde os primórdios o homem tentou compreender a forma e as características do nosso planeta, bem como representar os seus diferentes aspectos através de croquis, plantas e mapas. Desenhar

Leia mais

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014

Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Boas vindas!!! Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Dinâmica Webinar 10 Mitos Geo Resultados da Pesquisa 16 de julho de 2014 Arquivos & Certificados Webinar 10 Mitos Geo Resultados

Leia mais

CURSOS POR VIDEOCONFERÊNCIA

CURSOS POR VIDEOCONFERÊNCIA CURSOS POR VIDEOCONFERÊNCIA MODÚLOS BÁSICOS Introdução ao Sensoriamento Remoto com uso do ENVI - 12 horas Introdução ao Sensoriamento Remoto Bases físicas do Sensoriamento Remoto Sistemas de sensores.

Leia mais

Mapserver Servidor de Mapas. João Araujo

Mapserver Servidor de Mapas. João Araujo Mapserver Servidor de Mapas João Araujo Por que fazer mapas? Mapas têm tido papel prepoderante nas atividades humanas por milhares de anos. Desde o início, mapas eram usados para mostrar onde as coisas

Leia mais

Detecção de mudanças em imagens oriundas de sensoriamento remoto, usando conjuntos fuzzy.

Detecção de mudanças em imagens oriundas de sensoriamento remoto, usando conjuntos fuzzy. Detecção de mudanças em imagens oriundas de sensoriamento remoto, usando conjuntos fuzzy. Marcelo Musci Baseado no artigo: Change detection assessment using fuzzy sets and remotely sensed data: an application

Leia mais

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA

Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA Conceitos Iniciais MARCEL SANTOS SILVA DPI - INPE Criada em 1984, a Divisão de Processamento de Imagens (DPI) faz parte da Coordenação Geral de Observação da Terra/OBT do Instituto Nacional de Pesquisas

Leia mais

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS

UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS UFGD FCA PROF. OMAR DANIEL BLOCO 4 PROCESSAMENTO DE IMAGENS Executar as principais técnicas utilizadas em processamento de imagens, como contraste, leitura de pixels, transformação IHS, operações aritméticas

Leia mais

SÍNTESE Termo de Referência de Sistema de Informação Geográfica

SÍNTESE Termo de Referência de Sistema de Informação Geográfica SÍNTESE Termo de Referência de Sistema de Informação Geográfica Objetivo Geral O objetivo do desenvolvimento de um sistema de informações geográficas para a bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul é integrar

Leia mais

FOTOGRAMETRIA DIGITAL. Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos

FOTOGRAMETRIA DIGITAL. Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos FOTOGRAMETRIA DIGITAL Rogério Mercandelle Santana Universidade Federal de Viçosa Departamento de Solos O que é Fotogrametria? A Fotogrametria é, segundo a American Society for Photogrammetry and Remote

Leia mais

Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias

Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias Análise de Imagens CBERS da Bacia do Rio São Francisco utilizando Mapas Auto-Organizados de Kohonen e Classificadores K-Médias e Fuzzy C-Médias Cecília Cordeiro da Silva 1 Wellington Pinheiro dos Santos

Leia mais

MundoGEOXperience - Maratona de Ideias Geográficas 07/05/2014

MundoGEOXperience - Maratona de Ideias Geográficas 07/05/2014 MundoGEOXperience - Maratona de Ideias Geográficas 07/05/2014 ANÁLISE DE TÉCNICAS PARA DETECÇÃO DE MUDANÇA UTILIZANDO IMAGENS DO SENSORIAMENTO REMOTO DESLIZAMENTOS EM NOVA FRIBURGO/RJ EM 2011 Trabalho

Leia mais

O Impacto da Mudança do Referencial Geodésico para Usuários de SIG Urbano

O Impacto da Mudança do Referencial Geodésico para Usuários de SIG Urbano O Impacto da Mudança do Referencial Geodésico para Usuários de SIG Urbano Clodoveu Davis Centro de Desenvolvimento e Estudos da PRODABEL Empresa de Informática e Informação do Município de Belo Horizonte

Leia mais

O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR

O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR O USO DE CARTAS TOPOGRÁFICAS E IMAGENS DO GOOGLE EARTH EM ESTUDOS DE IDENTIFICAÇÃO DE TURFAS NOS MUNICIPIOS DE GUARAPUAVA E PINHÃO-PR Machado, F. (UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE - UNICENTRO) ; Pelegrina,

Leia mais

Palavras chave Sistema de Informações Geográficas, Banco de Dados, Geoprocessamento

Palavras chave Sistema de Informações Geográficas, Banco de Dados, Geoprocessamento IMPLANTAÇÃO DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÕES GEOGRÁFICAS PARA O MUNICÍPIO DE TERESÓPOLIS, EM LABORATÓRIO DO UNIFESO José Roberto de C. Andrade Professor do Centro de Ciências e Tecnologia, UNIFESO Sergio Santrovitsch

Leia mais

Sensoriamento Remoto Práticas Avançadas para Processamento Digital de Imagens Orbitais

Sensoriamento Remoto Práticas Avançadas para Processamento Digital de Imagens Orbitais Sensoriamento Remoto Práticas Avançadas para Processamento Digital de Imagens Orbitais Jorge Pereira Santos 1ª versão - 2013 Processamento Digital Geotecnologias e Software Livre www.processamentodigital.com.br

Leia mais

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica

Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação Geográfica Rua Julieta Ferrão, 10-10.ºA 1600-131 Lisboa Tel.: 21 781 66 40 Fax: 21 793 15 33 info@esri-portugal.pt www.esri-portugal.pt Going Spatial - criando e expandindo o alcance do seu Sistema de Informação

Leia mais

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações.

ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA. Declaração de trabalho, serviços e especificações. PROCESSO 014-2014 ANEXO B TERMO DE REFERÊNCIA Declaração de trabalho, serviços e especificações. A Contratada deverá executar o trabalho e realizar os serviços a seguir, indicados de acordo com as especificações

Leia mais

SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais

SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais SIGMACast: Sistema de Informação Geográfica focado em aplicações meteorológicas e ambientais Cíntia Pereira de Freitas¹; Wagner Flauber Araujo Lima¹ e Carlos Frederico de Angelis¹ 1 Divisão de Satélites

Leia mais

SIGWeb Builder: Um Software Livre para Desenvolvimento de SIG Webs

SIGWeb Builder: Um Software Livre para Desenvolvimento de SIG Webs SIGWeb Builder: Um Software Livre para Desenvolvimento de SIG Webs Helder Guimarães Aragão 1,2,3, Jorge Campos 1 1 GANGES Grupo de Aplicações e Análises Geoespaciais Mestrado em Sistemas e Computação -

Leia mais

Avaliação de técnicas de fusão aplicadas à imagem GeoEye

Avaliação de técnicas de fusão aplicadas à imagem GeoEye Avaliação de técnicas de fusão aplicadas à imagem GeoEye André Ferreira Borges Maytê Maria Abreu Pires de Melo Silva Sergio Donizete Faria Marcos Antônio Timbó Elmiro Universidade Federal de Minas Gerais

Leia mais

VANT e fotogrammetria

VANT e fotogrammetria VANT e fotogrammetria Um piscar sobre a tecnologia Emanuele Traversari UFPE - 5 de Julho 2013 1 O que é um VANT O VANT é uma sigla para Veículo Aéreo Não Tripulado: é uma aeronave genérica, criada para

Leia mais

GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS

GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS GEOCODIFICAÇÃO DE ENDEREÇOS Sergio Vicente Denser Pamboukian 1, Gabriella Teixeira Dias Leite 2, Larissa Porteiro Carminato 3 Resumo Muitas vezes, informações referenciadas apenas pelo endereço do seu

Leia mais

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves

Soluções para SMART CITIES. Nuno Alves Soluções para SMART CITIES Nuno Alves Agenda Contexto Organizacional Conceito e Objetivos Intergraph Smart Cities 12/7/2014 2014 Intergraph Corporation 2 Intergraph Corporation Intergraph Intergraph helps

Leia mais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais

Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Potencial do uso da banda do infravermelho próximo na classificação de imagens adquiridas por câmaras digitais Lauriana Rúbio Sartori Nilton Nobuhiro Imai Antônio Maria Garcia Tommaselli Roberto da Silva

Leia mais