Princípios da internacionalização de software Dan Moore

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Princípios da internacionalização de software Dan Moore"

Transcrição

1 Princípios da internacionalização de software Dan Moore Para fazer certo, comece do princípio E antes de qualquer outra coisa! A internacionalização de software cria, em um aplicativo, suporte a várias localidades, onde localidade (locale) significa [um] subconjunto de ambiente de usuários que define convenções para uma cultura específica, geralmente incluindo o idioma (conceito extraído de O suporte a várias localidades permite que o usuário escolha a que lhe parecer mais adequada, facilitando o uso do aplicativo em questão. É melhor fazer o processo de internacionalização durante a criação do aplicativo, já que acrescentar depois esse tipo de suporte pode ser caro e complicado. No artigo a seguir, examinaremos os principais componentes internacionalizados de um aplicativo Web e detalharemos alguns princípios comuns a todos os esforços de internacionalização de software. Esse aplicativo, criado em Java com um back-end Oracle, foi desenvolvido inicialmente pela Zia Consulting (http://www.ziaconsulting.com) e fornece cotações de equipamentos para indivíduos em 27 países. As bibliotecas de software citadas neste artigo são do padrão Java; outras linguagens podem ter ou não o mesmo nível de suporte. Os três aspectos principais envolvidos na internacionalização de um aplicativo são: encontrar a localidade preferencial do usuário dentro do conjunto de localidades disponíveis exibir informações adequadas à localidade escolhida questões operacionais Observe que a internacionalização é apenas metade do processo quando o aplicativo é capaz de lidar com localidades diferentes, deve-se fornecer a ele as informações e os dados específicos a cada uma delas. Esse processo se chama localização, e este artigo não abordará esse assunto. Encontrando a localidade apropriada Em primeiro lugar, um usuário deve ser associado a uma localidade. Trata-se de uma configuração como outra qualquer. É essencial permitir que o usuário escolha explicitamente a localidade adequada. Há algumas dicas que o computador do usuário pode fornecer: no Microsoft Windows, existe uma chave Country no Registro 1, e os navegadores podem fornecer as preferências de uma localidade específica e comunicá-las ao servidor, em um processo chamado negociação de idioma (http://www.w3.org/international/questions/qawhen-lang-neg, em inglês). 1 Para obter mais informações, verifique o tópico How to read, add or modify Windows registry entries with REGEDIT (Como ler, acrescentar ou modificar entradas do Registro do Windows com o REGEDIT), no site de Rob van der Woude (http://www.robvanderwoude.com/index.html). O artigo pode ser encontrado se você clicar no link Batch files da seção Scripting da home page. Página 1 de 8

2 No entanto, embora isso possa servir como ponto de partida para um item de software, certamente não é a resposta completa. O sistema operacional pode estar configurado incorretamente, ou o usuário pode estar no cibercafé de um país estrangeiro, com as configurações adaptadas para o usuário típico do lugar, mas não para ele. Quando a localidade de um aplicativo não está definida corretamente, o usuário típico culpa o aplicativo e não o sistema operacional ou o navegador. E, ao contrário de outras opções de configuração, é comum inutilizar um aplicativo pela escolha incorreta da localidade. Existem também requisitos comerciais que exigem que o usuário escolha sua localidade, independentemente da configuração da máquina. Por exemplo, no sistema de cotações ao qual se refere este artigo, os usuários talvez precisem receber a cotação em dólares norte-americanos. Isso ocorre com freqüência quando empresas multinacionais têm uma entidade de compras que lida apenas com cotações em dólar. Caixa de diálogo de instalação de localidade no GFTPKlient Em resumo, o melhor método para descobrir a localidade mais adequada a um usuário é perguntar. Em aplicativos de desktop, isso geralmente ocorre no momento da instalação, como indicado na ilustração acima. Em um aplicativo Web, é um pouco mais complexo, mas geralmente ele não deve solicitar a localidade de preferência caso reconheça que a solicitação veio de um usuário cuja localidade preferencial já é conhecida. Ao perguntar claramente ao usuário, o aplicativo demonstra estar preparado para lidar com várias localidades e permite que o usuário escolha uma localidade adequada, independentemente das configurações existentes. Naturalmente, temos aqui um problema de inicialização: em que idioma deve ser colocada a consulta inicial sobre localidade? Existem duas opções: use um mínimo denominador comum - um idioma que seja amplamente conhecido pelo público-alvo - ou use uma imagem com instruções simples em vários idiomas. O motivo de usar uma imagem em vez de texto é que os usuários talvez não tenham fontes instaladas para todos os idiomas aceitos. Além disso, a aparência de uma imagem é melhor do que uma série de pontos de interrogação, que é como alguns sistemas operacionais exibem os caracteres que não reconhecem. Página 2 de 8

3 No entanto, o uso de imagens tem um custo. Quando você tiver de atualizar e recolocar a mensagem, sairá mais barato fazer com que alguém modifique um trecho isolado do texto. Trabalhar com imagens é mais caro e mais complicado; alguém precisa fornecer o novo texto, e a imagem existente precisa ser modificada, geralmente por um especialista em artes gráficas. Se a imagem for modificada no tamanho ou na forma, o departamento de controle de qualidade (também conhecido como QA, do inglês Quality Assurance), deve se assegurar de que os caracteres inalterados não tenham sofrido modificações. Além das considerações de custo, a opção pela inicialização de localidade para um aplicativo depende muito do público-alvo. Para um aplicativo científico na Web, pode até ser seguro usar o inglês nas instruções iniciais; entretanto, um aplicativo de prateleira talvez precise de um texto simples de inicialização, traduzido para vários idiomas. O aplicativo de cotações, como indicado abaixo, usa as duas opções para usuários desconhecidos, usa um padrão de localidade em inglês norte-americano (como demonstrado pelo texto If your country... ) e, ao mesmo tempo, transporta esses usuários para uma página com mensagens em vários idiomas que pedem que ele Selecione seu país. (O motivo de usar país em vez de localidade nessa mensagem é que os usuários típicos não têm idéia do significado exato de localidade.) O selecionador de localidades do aplicativo de cotações. Página 3 de 8

4 Para obter a maior compatibilidade possível, seja qual for a escolha do usuário, a localidade deve ser armazenada usando os códigos de país e de idioma ISO (International Organization for Standardization). Java usa o código de idioma com duas letras minúsculas seguidas de um espaço sublinhado e do código do país, também com duas letras, em maiúsculas 2. Por exemplo, en_us significa inglês norte-americano, enquanto pt_br quer dizer português brasileiro. O aplicativo Web de cotações usou vários códigos de localidade, principalmente visando à compatibilidade com produtos mais antigos. Essa decisão causou alguns problemas quando novos produtos de software internacionalizados foram integrados ao site foi preciso escrever uma camada de tradução. Se for possível, opte por armazenar as informações de localidade no formato padrão. Depois que o usuário já tiver escolhido a localidade, o aplicativo não deverá mais solicitá-la. Em um software de desktop, isso não é problema, uma vez que o desenvolvedor deve armazenar o valor escolhido no Registro ou em um arquivo de configuração. No entanto, em um software para a Web, é inevitável perguntar novamente. Se o usuário apagar seus cookies ou visualizar o aplicativo em outro computador, o servidor não poderá identificá-lo. Isso significa que a escolha da localidade deve ser a mais fácil possível em um aplicativo Web, pois é provável que ocorra com mais freqüência do que em um aplicativo de desktop. Mas o usuário deve ser capaz de reconfigurar o aplicativo e escolher uma nova localidade. Apesar de o Windows permitir que os usuários adotem uma nova localidade sem necessidade de reinstalação, na prática, é comum os aplicativos de desktop típicos não oferecerem essa opção. Por outro lado e por serem criados para lidar com usuários transitórios os aplicativos Web devem ter maneiras fáceis de alterar a localidade de preferência. No aplicativo de cotações, por exemplo, cada página tem uma caixa suspensa em que o usuário pode selecionar outra localidade. Apresentando informações específicas à localidade Depois que o usuário tiver feito sua escolha, o aplicativo deve responder mostrando informações pertinentes à localidade. O tipo de informação mais importante é o idioma do texto exibido. Outras informações específicas à localidade são: regras comerciais se será mostrado ou não um produto que pode ser ilegal ou que não esteja disponível em determinado país, classificação alfanumérica e formatação de datas e números. Examinaremos cada uma dessas opções no contexto do aplicativo de cotações. A maneira comum de colocar na interface do aplicativo o texto adequado a uma localidade é garantir que todo o texto da interface foi substituído por tokens. Cada token é uma string de chave usada quando o desenvolvedor está criando a interface do usuário. O aplicativo de cotações a que nos referimos como exemplo usou JSPs (Java Server Pages) e bibliotecas de tags, mas esses conceitos aplicam-se a quase todas as tecnologias de exibição. Em arquivos separados, pelo menos um para cada localidade, a chave recebe um valor localizado. 2 Os códigos de idiomas podem ser encontrados em e os códigos de países em As bibliotecas Java usam os códigos ISO nas classes de localidade: Página 4 de 8

5 O valor deve ser armazenado com uma representação UTF (Unicode Transformation Format), que pode usar vários bytes para representar um único caractere. Cada linguagem de programação lida com essa representação de um modo bem específico. No caso de Java, os caracteres UTF são geralmente tratados como caracteres de escape e armazenados no conjunto ISO (para obter mais informações a respeito, visite Uma seqüência UTF de escape tem o seguinte aspecto: \u65e5. Depois que o usuário identifica a localidade preferencial, o aplicativo (representado pela caixa Estrutura na ilustração abaixo) gera a interface correta substituindo todas as chaves pelos valores correspondentes, que são extraídos de um arquivo ou banco de dados (a Área de armazenamento de dados, abaixo). Presume-se que o sistema do usuário esteja configurado corretamente (com as fontes etc.) para a localidade escolhida. Muitas linguagens modernas de programação têm suporte a bibliotecas para essa separação entre valores e chaves, inclusive Java e XUL (XML User Interface Language, parte da estrutura dos aplicativos Mozilla). Se você estiver criando um aplicativo internacionalizado e puder escolher uma linguagem de desenvolvimento, é altamente recomendado que você examine os recursos de internacionalização de cada uma das linguagens de programação consideradas, pois algumas contam com melhor suporte do que outras. Um exemplo de um par valor/chave para localidade inglês norte-americano é: HELLO_KEY=Hello there! Extrair todo o texto presente na interface do usuário é um trabalho tedioso, embora seja possível usar alguma automação. Esse é um motivo importante para internacionalizar o aplicativo desde o início, pois é mais fácil garantir que houve extração de todo o texto quando se faz isso já no começo: o aplicativo tem menos complicadores, e os recursos ou componentes adicionais podem ser internacionalizados um a um. Página 5 de 8

6 Nesse ponto, o desenvolvedor deve começar a analisar também o processo de localização: como traduzir, testar e implantar com eficácia todo o texto? No caso de textos armazenados em arquivos, o aplicativo de cotações usou uma combinação de planilhas Excel para entrada de dados, um banco de dados Access para armazenar todas as strings localizadas e vários scripts para extrair e gerar arquivos a serem usados pelo aplicativo Web. Além da mera substituição do valor da chave, talvez convenha colocar conteúdo dinâmico em uma string que será localizada. Geralmente, isso é feito com outro tipo de token para representar o conteúdo dinâmico. Segue-se um exemplo em Java: HELLO_KEY=Olá {0}! Na interface de usuário do aplicativo, não só HELLO_KEY será substituído por Olá {0}!, mas o token {0} poderá ser substituído dinamicamente por qualquer valor que o aplicativo forneça. Essa substituição de token é extremamente útil quando se lida com idiomas que têm outra ordem de sujeito-verbo-objeto. Em Java, existe suporte a bibliotecas para essa funcionalidade. Você pode obter mais informações em Arquivos específicos a localidades funcionam bem quando o texto é raramente alterado. No entanto, no aplicativo de cotações, havia uma quantidade significativa de texto dinâmico principalmente dados de produto. Embora a maioria dos bancos de dados modernos aceite armazenar dados UTF, os desenvolvedores precisam ter certeza de que o banco está configurado corretamente e de que todas as outras ferramentas usadas para manipular esses dados também estejam equipadas para isso. O aplicativo de cotações foi criado em Oracle, que aceita o conjunto de caracteres UTF os desenvolvedores só precisavam se assegurar de que a variável de ambiente NLS_LANG estava definida como american_america.al32utf8. Também foi preciso que outros aplicativos, como o SQL*Loader, estivessem configurados corretamente para lidar com caracteres de byte múltiplo. Tenha cuidado ao usar strings UTF como chaves em tabelas hash ou em bibliotecas de terceiros. Itens que parecem iguais na tela talvez não sejam a mesma string de caracteres UTF. Por exemplo, a combinação de caracteres de acento pode ou não ser usada para representar acentos. (Para saber mais a respeito, consulte as perguntas freqüentes sobre Unicode em Em geral, a formatação de números e datas é executada pelas bibliotecas de idiomas (http://java.sun.com/j2se/1.5.0/docs/api/java/text/dateformat.html). No aplicativo de cotações, em vez de usar formatadores de data e número, foram aproveitados os arquivos específicos à localidade. Foram acrescentadas duas chaves, uma para formatação de números e outra para formatação de datas. Cada uma delas seria extraída e transmitida para a classe adequada de formatação sempre que se exibisse para o usuário uma data ou um número. Isso significa que todas as informações específicas à localidade estavam armazenadas em um arquivo. Além disso, as bibliotecas Java não poderiam processar os códigos do aplicativo para localidades fora do padrão, o que, como mencionado acima, seria necessário para fins de compatibilidade. Página 6 de 8

7 As regras comerciais são extremamente específicas aos aplicativos e são a segunda parte mais importante da internacionalização de um aplicativo a primeira é a exibição da interface no idioma preferencial do usuário. Os desenvolvedores devem estar atentos às regras comerciais relativas às localidades e criar suporte a elas desde o início. Por exemplo, no aplicativo de cotações, usuários em países diferentes teriam conjuntos diferentes de produtos disponíveis. Poucas linguagens ou estruturas fornecerão algum suporte, pois essas regras dependem muito do aplicativo. Dessa forma, os desenvolvedores devem planejar a inclusão de conjuntos de regras personalizadas conforme a localidade escolhida. Observe que isso permite alguns tipos de ataques à segurança se os usuários franceses forem impedidos de comprar determinados itens permitidos aos japoneses, um francês que fale japonês poderá escolher a localidade japonesa e ver os itens proibidos. Como em geral é solicitado que o usuário escolha uma localidade, eles podem driblar algumas regras comerciais que se baseiem nessa escolha. Assim, às vezes é necessário implementar processos comerciais para lidar com questões específicas à localidade. No caso mencionado acima, as centrais de atendimento que perceberem uma cotação indevida poderão escolher ignorá-la ou responder diretamente ao usuário, informando que sua localidade não é permitida. A classificação correta de texto de determinada localidade é uma questão complicada. Mais uma vez, parece haver algum suporte a bibliotecas (http://java.sun.com/j2se/1.5.0/docs/api/java/text/collator.html), mas inicialmente o aplicativo de cotações não aceitava classificações específicas a localidade. No entanto, versões posteriores exigiram que o aplicativo classificasse texto localizado. Em vez de usar o suporte a bibliotecas, foi criada uma interface personalizada para permitir que os usuários comerciais tivessem a opção de definir a ordem de classificação para qualquer coluna em uma tabela. Isso permitiu que os administradores aplicassem à coluna uma classificação alfanumérica padrão, e que os usuários, depois, pudessem alterá-la. Uma vez que todo o texto da interface do usuário tenha sido substituído por tokens, inclusive se for preciso a formatação de datas e números, pode-se executar o aplicativo e testar a interface. A geração de fato da interface de usuário do aplicativo é feita quando este sabe a localidade do usuário, de forma que o idioma, a formatação de números e outros recursos específicos à localidade sejam adequados e exibidos corretamente. Em aplicativos de desktop, isso pode ser feito na instalação; em aplicativos Web, a substituição geralmente é feita em tempo de execução. Questões operacionais A internacionalização é mais do que simplesmente extrair strings de arquivos e descobrir a localidade da preferência de um usuário. Em aplicativos Web, a disponibilidade pode ser um desafio. Implantar novas versões do aplicativo de cotações foi um problema, devido aos variados fusos horários dos países incluídos. A implantação do aplicativo afetou severamente sua disponibilidade durante um curto período pois, quase sempre, em algum lugar ainda era de tarde no horário comercial. Embora os desenvolvedores pudessem visualizar os logs de uso e encontrar um horário nos dias úteis em que um mínimo de pessoas estivesse usando o aplicativo, esse período só servia para implantações rápidas ou alterações de configuração. Em qualquer situação que exigisse mais do que alguns minutos de paralisação, a solução era implantar na noite de sexta-feira ou no sábado, que já é fim de semana em todos os fusos horários. Mas isso não era muito aceito pelos desenvolvedores que davam suporte ao aplicativo. Página 7 de 8

8 Além disso, do ponto de vista da modelagem de dados, os aplicativos internacionalizados podem dar um pouco de dor de cabeça. Em todas as tabelas que contenham texto a ser exibido para um usuário, existirá uma chave para a tabela de localidades. O aplicativo de cotações ficou com aproximadamente trinta tabelas com chaves externas para a tabela de localidades. Uma alternativa é inserir redundâncias de dados (de-normalize) nas informações de localidade e colocar o código real, em vez de uma chave externa, em todas as tabelas que contiverem texto exibido para o usuário. Quando essa alternativa é escolhida, pode-se usar disparadores para validação e para forçar a exatidão da localidade. Ambas as soluções são perfeitamente razoáveis para atender aos requisitos comerciais e dar suporte ao aplicativo, mas são difíceis de administrar e, o que não é tão importante, um pouco desagradáveis do ponto de vista dos dados. Lições aprendidas O aplicativo de cotações não tinha, de imediato, suporte a todos os 27 países as localidades foram acrescentadas aos poucos. Essa abordagem gradual permitiu resolver questões específicas aos processos, especialmente o de localização. Ela permitiu também que a manutenção e administração do site amadurecessem. O uso de códigos de localidade padrão sempre que possível maximiza a compatibilidade e pode evitar muita dor de cabeça. No entanto, talvez existam fortes razões comerciais proibitivas, e a incompatibilidade poderá ser contornada. A internacionalização deve ser considerada desde o primeiro momento. Além do tédio de extrair todas as strings presentes na interface do usuário, a complexidade do suporte às regras comerciais recomenda a criação de algum suporte em todos os aplicativos, desde o início. Em resumo, a internacionalização de software, seja ele de desktop ou de Web, não é tão difícil assim. Há um número definido de questões a serem tratadas, sendo que a mais longa e tediosa é a extração, para arquivos separados, de todas as strings exibidas. Quase todas as tarefas de internacionalização ficam mais fáceis se forem levadas em conta desde o começo do projeto, em vez de serem deixadas para o final e, do ponto de vista da internacionalização, passar de uma localidade para duas geralmente é mais difícil do que passar de duas para N localidades. A maioria das linguagens modernas de programação tem um amplo suporte a bibliotecas para internacionalização, que deve ser aproveitado sempre que possível. Dan Moore é um consultor independente que tem trabalhado com tecnologias de Web desde Ele colaborou com a Zia Consulting na expansão do aplicativo Web de cotações descrito acima e familiarizou-se com as pegadinhas da localização e internacionalização de software. Dan tem escrito artigos e feito apresentações para grupos técnicos locais sobre temas que vão da internacionalização ao uso de Java no celular e à tecnologia de autenticação Java. Formado em Física pelo Whitman College, ele mantém um blog que abrange vários tópicos técnicos (e umas elucubrações ocasionais) em Página 8 de 8

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 3.4. Novell. 1º de julho de 2013. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 3.4 1º de julho de 2013 Novell Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013

Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5. Guia de gerenciamento de ativos. Julho de 2013 Solução de gerenciamento de sistemas Dell KACE K1000 Versão 5.5 Guia de gerenciamento de ativos Julho de 2013 2004-2013 Dell, Inc. Todos os direitos reservados. Qualquer forma de reprodução deste material

Leia mais

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro

Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Boas Práticas de Desenvolvimento Seguro Julho / 2.012 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/07/2012 1.0 Versão inicial Ricardo Kiyoshi Página 2 de 11 Conteúdo 1. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

MQSeries Everyplace. Leia-me primeiro G517-7010-00

MQSeries Everyplace. Leia-me primeiro G517-7010-00 MQSeries Everyplace Leia-me primeiro G517-7010-00 MQSeries Everyplace Leia-me primeiro G517-7010-00 Primeira Edição (Junho de 2000) Esta edição se aplica ao MQSeries Everyplace Versão 1.0 e a todos os

Leia mais

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC

FileMaker 13. Guia de ODBC e JDBC FileMaker 13 Guia de ODBC e JDBC 2004 2013 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker e Bento são marcas comerciais da

Leia mais

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação.

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação. Novell Linux Desktop www.novell.com 27 de setembro de 2004 INICIALIZAÇÃO RÁPIDA Bem-vindo(a) ao Novell Linux Desktop O Novell Linux* Desktop (NLD) oferece um ambiente de trabalho estável e seguro equipado

Leia mais

Disparando o interpretador

Disparando o interpretador Capítulo 2: Usando o interpretador Python Disparando o interpretador O interpretador é frequentemente instalado como /usr/local/bin/python nas máquinas onde está disponível; adicionando /usr/local/bin

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647

Seu manual do usuário F-SECURE ONLINE BACKUP http://pt.yourpdfguides.com/dref/2859647 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para F-SECURE ONLINE BACKUP. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

FOR PRINTING OR INSTRUCTIONAL USE

FOR PRINTING OR INSTRUCTIONAL USE Your Quick Reference Expert Visão geral B C D E B D Botão Office Exibe um menu de comandos usados com mais freqüência, como, Novo, brir, Salvar como, Imprimir e Fechar. (Este menu substitui o menu rquivo

Leia mais

Token USB Rainbow Ikey2032

Token USB Rainbow Ikey2032 Junho/ Token USB Rainbow Ikey2032 Guia de instalação e alteração da senha (PIN) Página 1 de 14 Junho/ Pré Requisitos para Instalação Dispositivos de Certificação Digital (Token USB Rainbow 2032) Para que

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia do usuário Publicado: 09/01/2014 SWD-20140109134951622 Conteúdo 1 Primeiros passos... 7 Sobre os planos de serviço de mensagens oferecidos para o BlackBerry

Leia mais

Microsoft Office 2007

Microsoft Office 2007 Produzido pela Microsoft e adaptado pelo Professor Leite Júnior Informática para Concursos Microsoft Office 2007 Conhecendo o Office 2007 Visão Geral Conteúdo do curso Visão geral: A nova aparência dos

Leia mais

FileMaker 14. Guia de ODBC e JDBC

FileMaker 14. Guia de ODBC e JDBC FileMaker 14 Guia de ODBC e JDBC 2004 2015 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker e FileMaker Go são marcas comerciais

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows. ntservices série 3.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows. ntservices série 3.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Inspetor de serviços do Windows ntservices série 3.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para fins informativos

Leia mais

Planejando o aplicativo

Planejando o aplicativo Um aplicativo do Visual FoxPro geralmente inclui um ou mais bancos de dados, um programa principal que configura o ambiente de sistema do aplicativo, além de uma interface com os usuários composta por

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

Kerio Exchange Migration Tool

Kerio Exchange Migration Tool Kerio Exchange Migration Tool Versão: 7.3 2012 Kerio Technologies, Inc. Todos os direitos reservados. 1 Introdução Documento fornece orientações para a migração de contas de usuário e as pastas públicas

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Guia do Usuário Português

Guia do Usuário Português Guia do Usuário Português Número do documento: 83000-902-PTBR, Rev. A.1 HID Global Corporation 9292 Jeronimo Road Irvine, CA 92618 Usuário do Edge Solo Copyright 2007 HID Corporation. Todos os direitos

Leia mais

Diveo Exchange OWA 2007

Diveo Exchange OWA 2007 Diveo Exchange OWA 2007 Manual do Usuário v.1.0 Autor: Cícero Renato G. Souza Revisão: Antonio Carlos de Jesus Sistemas & IT Introdução... 4 Introdução ao Outlook Web Access 2007... 4 Quais são as funcionalidades

Leia mais

Características do PHP. Começando a programar

Características do PHP. Começando a programar PHP Introdução Olá pessoal. Desculpe o atraso na publicação da aula. Pude perceber pelas respostas (poucas) ao fórum que a realização da atividade do módulo I foi relativamente tranquila. Assistam ao vídeo

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch

Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch Como Se Cadastrar e Entrar no Site do Novo FamilySearch O novo site do FamilySearch é um aplicativo que oferece uma árvore genealógica, permitindo aos usuários trabalhar com outras pessoas para criar,

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário

BlackBerry Desktop Software. Versão: 7.1. Guia do usuário BlackBerry Desktop Software Versão: 7.1 Guia do usuário Publicado: 2012-06-05 SWD-20120605130141061 Conteúdo Aspectos básicos... 7 Sobre o BlackBerry Desktop Software... 7 Configurar seu smartphone com

Leia mais

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01 EDITORA FERREIRA MP/RJ NCE EXERCÍCIOS 01 GABARITO COMENTADO 01 Ao se arrastar um arquivo da pasta C:\DADOS para a pasta D:\TEXTOS utilizando se o botão esquerdo do mouse no Windows Explorer: (A) o arquivo

Leia mais

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar

Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar Atualização deixa Java mais seguro, mas ainda é melhor desativar seg, 21/01/13 por Altieres Rohr Segurança Digital Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime,

Leia mais

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin.

Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Manual de Solicitação e Instalação de Certificado Digital A3 e-cpf/e-cnpj AC-Correios no dispositivo criptográfico e-token PRO USB Aladdin. Download do Dispositivo Criptográfico e-token PRO USB Aladdin:

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

CURSO Microsoft Project Server. Instalando, Configurando e Administrando o Microsoft Project Server

CURSO Microsoft Project Server. Instalando, Configurando e Administrando o Microsoft Project Server CURSO Microsoft Project Server Instalando, Configurando e Administrando o Microsoft Project Server Conteúdo Programático: 1. Visão Geral. O que é o Project Server / EPM. Arquitetura da Solução de EPM.

Leia mais

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II)

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) A seguir vamos ao estudo das ferramentas e aplicativos para utilização do correio

Leia mais

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp

Informática - Básico. Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Informática - Básico Paulo Serrano GTTEC/CCUEC-Unicamp Índice Apresentação...06 Quais são as características do Windows?...07 Instalando o Windows...08 Aspectos Básicos...09 O que há na tela do Windows...10

Leia mais

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR

Novell. Novell Teaming 1.0. novdocx (pt-br) 6 April 2007 EXPLORAR O PORTLET BEM-VINDO DESCUBRA SEU CAMINHO USANDO O NOVELL TEAMING NAVIGATOR Novell Teaming - Guia de início rápido Novell Teaming 1.0 Julho de 2007 INTRODUÇÃO RÁPIDA www.novell.com Novell Teaming O termo Novell Teaming neste documento se aplica a todas as versões do Novell Teaming,

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 10: Introdução à linguagem PHP O PHP é uma linguagem interpretada de uso livre, utilizada originalmente para o desenvolvimento

Leia mais

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos

Novell Teaming 2.0. Novell. 29 de julho de 2009. Início Rápido. Iniciando o Novell Teaming. Conhecendo a interface do Novell Teaming e seus recursos Novell Teaming 2.0 29 de julho de 2009 Novell Início Rápido Quando você começa a usar o Novell Teaming, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho

Leia mais

Segurança em PHP. Márcio Pessoa. Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças

Segurança em PHP. Márcio Pessoa. Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças Segurança em PHP Desenvolva programas PHP com alto nível de segurança e aprenda como manter os servidores web livres de ameaças Márcio Pessoa Novatec capítulo 1 Conceitos gerais No primeiro capítulo serão

Leia mais

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES

SAP VIRTUAL AGENCY PERGUNTAS FREQUENTES A SAP Virtual Agency é projetada para ajudar os parceiros SAP a obter uma vantagem competitiva no mercado, aproveitando novas tecnologias inovadoras e boas práticas comprovadas para gerar demanda e acelerar

Leia mais

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa

Manual do Usuário. Sistema Financeiro e Caixa Manual do Usuário Sistema Financeiro e Caixa - Lançamento de receitas, despesas, gastos, depósitos. - Contas a pagar e receber. - Emissão de cheque e Autorização de pagamentos/recibos. - Controla um ou

Leia mais

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes

02 - Usando o SiteMaster - Informações importantes 01 - Apresentação do SiteMaster - News Edition O SiteMaster foi desenvolvido para ser um sistema simples de gerenciamento de notícias, instalado em seu próprio computador e com configuração simplificada,

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7

Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Aula 12 Lista de verificação de segurança para o Windows 7 Use esta lista de verificação para ter certeza de que você está aproveitando todas as formas oferecidas pelo Windows para ajudar a manter o seu

Leia mais

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3

Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Manual de Utilização Portal Petronect MT-212-00061-3 Última Atualização 26/05/2015 Portal Petronect Objetivo: Este documento tem como objetivo disponibilizar informações ao fornecedor de modo a auxiliar

Leia mais

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos.

Vamos iniciar a nossa exploração do HTTP baixando um arquivo em HTML simples - bastante pequeno, que não contém objetos incluídos. Wireshark Lab: HTTP Versão 1.1 2005 KUROSE, J.F & ROSS, K. W. Todos os direitos reservados 2008 BATISTA, O. M. N. Tradução e adaptação para Wireshark. Tendo molhado os nossos pés com o Wireshark no laboratório

Leia mais

Guia do Usário Rede i

Guia do Usário Rede i Guia do Usário Rede i Sumário Capítulo 1: Iniciar o aprendizado com o Rosetta Stone.... 1 Acompanhar o curso.......................... 2 Selecionar o curso............................ 3 Iniciar o curso...............................

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa

PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO 2. BASE TEÓRICA. 2.1 Criando Mapas no Excel. 2.2 Utilizando o Mapa PRINCÍPIOS DE INFORMÁTICA PRÁTICA 08 1. OBJETIVO Aprender a utilizar mapas, colocar filtros em tabelas e a criar tabelas e gráficos dinâmicos no MS-Excel. Esse roteiro foi escrito inicialmente para o Excel

Leia mais

Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging

Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging Ajuda do Usuário do Websense Secure Messaging Bem-vindo ao Websense Secure Messaging, uma ferramenta que fornece um portal seguro para transmissão e exibição de dados confidenciais e pessoais em email.

Leia mais

AFS para Windows. Iniciação Rápida. Versão 3.6 S517-6977-00

AFS para Windows. Iniciação Rápida. Versão 3.6 S517-6977-00 AFS para Windows Iniciação Rápida Versão 3.6 S517-6977-00 AFS para Windows Iniciação Rápida Versão 3.6 S517-6977-00 Nota Antes de utilizar estas informações e o produto a que elas se referem, leia as

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Certificado Digital A1

Certificado Digital A1 Certificado Digital A1 Geração Todos os direitos reservados. Imprensa Oficial do Estado S.A. - 2012 Página 1 de 41 Pré-requisitos para a geração Dispositivos de Certificação Digital Para que o processo

Leia mais

Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho

Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho Aula 1 Introdução, e conhecendo a Área de Trabalho Na primeira aula deste curso, mostramos o porquê de começar a trabalhar neste sistema operacional, além das novidades que o sistema possui na sua versão.

Leia mais

WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11

WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11 WEB OF KNOWLEDGE NOTAS DA VERSÃO v5.11 Os recursos a seguir são planejados para a Web of Knowledge em 28 de julho de 2013. Este documento fornece informações sobre cada um dos recursos incluídos nessa

Leia mais

Este tutorial está publicado originalmente em http://www.baboo.com.br/absolutenm/anmviewer.asp?a=30405&z=300

Este tutorial está publicado originalmente em http://www.baboo.com.br/absolutenm/anmviewer.asp?a=30405&z=300 WinRAR: Conheça este excelente compactador de arquivos Introdução: É fato que a Internet está mais rápida com a popularização da banda larga, mas os compactadores de arquivos ainda apresentam muita utilidade

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Trabalhando com banco de dados

Trabalhando com banco de dados Avançado Trabalhando com Aprenda a manipular dados no Excel com a ajuda de outros aplicativos da suíte Office Armazenar e organizar informações são tarefas executadas diariamente por todos nós. Desde o

Leia mais

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO

Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Manual de Apoio à Assinatura Eletrônica DISO Índice Hyperlinks Descanse o mouse na frase, aperte sem largar o botão Ctrl do seu teclado e click com o botão esquerdo do mouse para confirmar. Introdução

Leia mais

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br

Capture Pro Software. Introdução. A-61640_pt-br Capture Pro Software Introdução A-61640_pt-br Introdução ao Kodak Capture Pro Software e Capture Pro Limited Edition Instalando o software: Kodak Capture Pro Software e Network Edition... 1 Instalando

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil...

Sumário INTRODUÇÃO... 3. 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4. 2. Ferramentas e Configurações... 5. 2.1 Ver Perfil... 5. 2.2 Modificar Perfil... Sumário INTRODUÇÃO... 3 1. Acesso ao Ambiente do Aluno... 4 2. Ferramentas e Configurações... 5 2.1 Ver Perfil... 5 2.2 Modificar Perfil... 6 2.3 Alterar Senha... 11 2.4 Mensagens... 11 2.4.1 Mandando

Leia mais

Guia de introdução. Para os administradores do programa DreamSpark

Guia de introdução. Para os administradores do programa DreamSpark Guia de introdução Para os administradores do programa DreamSpark Este documento destaca as funções básicas necessárias para configurar e gerenciar seu ELMS na WebStore do DreamSpark. Versão 2.4 05.06.12

Leia mais

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Olá Aluno Os objetivos específicos desta lição são: - reconhecer o Ubuntu como mais uma alternativa de sistema operacional; - conhecer os elementos da área

Leia mais

- Aula 1 - ARQUITETURA DE COMPUTADORES

- Aula 1 - ARQUITETURA DE COMPUTADORES - Aula 1 - ARQUITETURA DE COMPUTADORES Em arquitetura de computadores serão estudados aspectos da estrutura e do funcionamento dos computadores. O objetivo é apresentar de forma clara e abrangente a natureza

Leia mais

Manual do usuário do Sistema de mensagens expressas de correio de voz Unity 2.3 da Cisco

Manual do usuário do Sistema de mensagens expressas de correio de voz Unity 2.3 da Cisco Manual do usuário do Sistema de mensagens expressas de correio de voz Unity 2.3 da Cisco Revisão: 1º de agosto de 2006, OL-10499-01 Primeira publicação: 1º de agosto de 2006 Data da última atualização:

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Excel 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Adicionar comandos à Barra de Ferramentas

Leia mais

FileMaker Pro 12. Guia de configuração da instalação em rede

FileMaker Pro 12. Guia de configuração da instalação em rede FileMaker Pro 12 Guia de configuração da instalação em rede 2007 2012 FileMaker, Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker, Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara, Califórnia 95054 FileMaker é uma

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY MAIL http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117410

Seu manual do usuário BLACKBERRY MAIL http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117410 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY MAIL. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual do

Leia mais

Guia de Introdução para Transportadoras

Guia de Introdução para Transportadoras IBM Sterling Transportation Management System Guia de Introdução para Transportadoras Data do Documento: 13 de Abril de 2013 IBM Sterling Transportation Management System Guia de Introdução para Transportadoras

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

Enviar Para (Destinatário do Email - Para Revisão) > Botão Office Opções do Word Personalizar Todos os Comandos Enviar para Revisão

Enviar Para (Destinatário do Email - Para Revisão) > Botão Office Opções do Word Personalizar Todos os Comandos Enviar para Revisão Word 2003: Arquivo Novo > Botão Office Novo Abrir... > Botão Office Abrir Fechar > Botão Office Fechar Salvar > Barra de Ferramentas de Acesso Rápido Salvar Salvar > Botão Office Salvar Salvar como > Botão

Leia mais

MPRS SECRETÁRIO DE DILIGÊNCIAS

MPRS SECRETÁRIO DE DILIGÊNCIAS Ola pessoal, PROF MÁRCIO HOLLWEG Segue abaixo os comentários da prova realizada dia 23/02 para o cargo de Secretário de Diligências do Ministério Público do Rio Grande do Sul, uma cobrança boa apresentando

Leia mais

Guia do Usuário do Aplicativo Web

Guia do Usuário do Aplicativo Web www.novell.com/documentation Guia do Usuário do Aplicativo Web Filr 1.2 Abril de 2015 Informações legais A Novell, Inc. não faz nenhuma representação ou garantia com relação ao conteúdo ou uso desta documentação

Leia mais

Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling)

Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling) Guia do usuário do Cisco Unified MeetingPlace para Outlook versão 8.5 (MeetingPlace Scheduling) Americas Headquarters Cisco Systems, Inc. 170 West Tasman Drive San Jose, CA 95134-1706 USA http://www.cisco.com

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

Processamento Eletrônico de Documentos / NT Editora. -- Brasília: 2013. 128p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Processamento Eletrônico de Documentos / NT Editora. -- Brasília: 2013. 128p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor Ismael Souza Araujo Pós-graduado em Gerência de Projetos PMBOK UNICESP, Graduado em Tecnologia em Segurança da Informação UNICESP. Professor de concurso da área de informática e consultor em EAD.

Leia mais

Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento

Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento Adobe Acrobat Connect Pro 7 Notas de lançamento Bem-vindo ao Adobe Acrobat Connect Pro 7. Este documento contém informações de última hora sobre produtos que não foram mencionadas na documentação do Connect

Leia mais

Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON

Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON Serviço técnico de Biblioteca e documentação BIBLIOTECA PROF. PAULO DE CARVALHO MATTOS P@RTHENON Botucatu 2013 NOVA FERRAMENTA DE BUSCA INTEGRADA: P@RTHENON 1. Para acessar o P@rthenon: Há três possibilidades

Leia mais

Web & Marketing Digital

Web & Marketing Digital Web & Marketing Digital MANUAL DE UTILIZAÇÃO EMAIL MARKETING 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 1.1. ESTRUTURA DO SISTEMA...PG 03 2. CONTATOS...PG 04 2.1. CRIANDO LISTA DE CONTATOS...PG 04 2.2. IMPORTANDO LISTA DE

Leia mais

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen TM Executive 7.

Sumário. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen TM Executive 7. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen TM Executive 7. As descrições fornecidas neste guia são baseadas no sistema operacional Windows 7. Leia este guia antes de operar este

Leia mais

6 Aplicações Ricas para Internet

6 Aplicações Ricas para Internet 6 Aplicações Ricas para Internet DESENVOLVIMENTO WEB II - 7136 6.1. Evolução das aplicações para web O crescente número de pessoas que usufruem da informatização das tarefas cotidianas, viabilizadas na

Leia mais

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos.

Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Fórmulas e Funções Neste capítulo veremos como se trabalha com fórmulas e funções que são as ferramentas que mais nos ajudam nos cálculos repetitivos. Operadores matemáticos O Excel usa algumas convenções

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...4 3 Como enviar torpedos...6 3.1 Envio

Leia mais

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

5. Links de bibliotecas (off-line) Localiza bibliotecas que tenham uma cópia imp 6. Como entender um resultado de pesquisa. Sobre o Google Acadêmico

5. Links de bibliotecas (off-line) Localiza bibliotecas que tenham uma cópia imp 6. Como entender um resultado de pesquisa. Sobre o Google Acadêmico Sobre o Google Acadêmico Ajuda do Google Acadêmico Dicas de pesquisa avançada Suporte para bibliotecas Suporte para editoras Coloque o Google Acadêmico no seu site Como entender um resultado de pesquisa

Leia mais

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS

APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS APOSTILA BÁSICA INFORMÁTICA: 1. PROCESSADOR DE TEXTOS 1.1 Conhecendo o aplicativo Word 2007 2.EDITOR DE PLANILHAS 3.INTERNET 3.1. Internet: recursos e pesquisas 3.2. Conhecendo a Web 3.3. O que é um navegador?

Leia mais

Fiery Print Server. Impressão de dados variáveis

Fiery Print Server. Impressão de dados variáveis Fiery Print Server Impressão de dados variáveis 2009 Electronics for Imaging, Inc. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. 45088546 30 de

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL. url_response série 4.1 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se

Leia mais

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9

ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 ANDRÉ ALENCAR 1 INFORMÁTICA INTERNET EXPLORER 9 1. JANELA PADRÃO Importante: O Internet Explorer não pode ser instalado no Windows XP. 2. INTERFACE MINIMALISTA Seguindo uma tendência já adotada por outros

Leia mais

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel

Software de gerenciamento do sistema Intel. Guia do usuário do Pacote de gerenciamento do servidor modular Intel Software de gerenciamento do sistema Intel do servidor modular Intel Declarações de Caráter Legal AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESTE DOCUMENTO SÃO RELACIONADAS AOS PRODUTOS INTEL, PARA FINS DE SUPORTE ÀS PLACAS

Leia mais

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 4. Configure pop-ups. www.academiagis.com.br

Série ArcGIS Online I. Aprenda em 20. Módulo 4. Configure pop-ups. www.academiagis.com.br Série ArcGIS Online I Aprenda em 20 Módulo 4 Configure pop-ups Junho/2015 academiagis@img.com.br www.academiagis.com.br 1 Configure pop-ups No módulo 3, você trabalhou com várias propriedades diferentes

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais