História do Escotismo do Mar

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "História do Escotismo do Mar"

Transcrição

1 Chefe IM Rickson Barcelos Arrais e ex-membro da equipe Regional do mar. História do Escotismo do Mar Em 1908, BP pediu a seu irmão, Warrington Baden-Powell que escrevesse um livro para que meninos praticassem o escotismo nas lagoas, nos rios e nos mares como eles haviam feito na infância. No mesmo ano apareceu na Inglaterra a primeira tropa do mar, a tropa Gibraltar. Aperfeiçoado em 1909, foi organizado em 1910 e teve a publicação do manual para escoteiros do mar em 1911, quando começou a surgir mais tropas do Mar na Inglaterra e logo no mundo todo devido ao estímulo da literatura. Em 1910, no Encouraçado Minas Gerais, chegava ao Brasil, e oficiais da Marinha de Guerra, traziam os primeiros manuais escoteiros em inglês, uniformes e os primeiros escoteiros brasileiros (pois haviam feito suas promessas na Inglaterra), filhos de alguns desses sub oficiais. O comandante desse navio chamava-se AMÉLIO DE AZEVEDO MARQUES, e junto com os demais marinheiros foi o introdutor do Escotismo no Brasil. Estes marinheiros assim que chegaram no Rio de Janeiro abriram uma tropa escoteira no bairro do Catumbi, próximo onde hoje é o Sambódromo, na Rua do Chichorro número 13. (existe na faxada da casa uma placa alusiva a fundação deste grupo hoje extinto)

2 Encouraçado Minas Gerais No Brasil não foi diferente, as praticas de atividades náuticas, as sedes escoteiras dentro de Clubes Navais, as tropas mantidas pela Marinha ou com Chefes que eram marinheiros, os ambientes aquáticos para atividades cosntantes eram comuns desde de 1910, porém não fora organizado como modalidade, aos moldes da Inglaterra, inicialmente. A Missão José Bonifácio, em 1919, foi realizada pela imensa costa brasileira sob o comando de Frederico Villar, trazendo à pátria milhares de brasileiros que viviam ignorados do Brasil, isolados em praias, os pescadores. Durante a 1ª Guerra Mundial esses pescadores de norte a sul auxiliaram a Marinha Brasileira com grande patriotismo montando guarda, repassando informações e observando os mares, acolhendo e dando de comer aos soldados brasileiros, protegendo assim a costa do país. Nessa Missão eram organizadas colônias de pesca agrupando esses isolados homens e suas famílias. Em cada colônia foi aberta uma escola para as crianças e jovens, filhos destes pescadores. No desenvolver dessa missão, foram de extremo a extremo do país, desde o Rio Grande/RS a Belém/PA pela costa, e quando chegaram no Pará, na cidade de Belém, foram convidados pelo então tenente Benjamin Sodré, que servia naquele local, a assistir a cerimônia de Promessa dos primeiros escoteiros daquele estado, chefiados por ele.

3 Os oficiais da Missão José Bonifácio ficaram tão empolgados com o que viram que resolveram levar aqueles escoteiros para visitar o navio Cruzador da Missão. Foram colocadas na água para uso destes escoteiros as pequenas e médias embarcações daquele navio. Como aqueles meninos e rapazes eram moradores de regiões ribeirinhas e praianas, tiveram uma facilidade enorme para usar aquelas embarcações e se divertir, e foi dessa visão que o Tenente Benjamin Sodré, os Comandantes Frederico Villar e Gumercindo Loretti e demais tiveram a idéia de constituir no Brasil um escotismo próprio para o Mar, os Escoteiros do Mar. Com o retorno do cruzador, partindo dessa idéia, voltaram parando de colônia em colônia de pesca e orientando que fossem abertos Grupos de Escoteiros do Mar nas escolas destas colônias em ambiente náutico. Deste trabalho organizaram-se os primeiros Grupos Escoteiros do Mar, o Santos, o Jequiá, o 10º Grupo e o Cabo Frio, sendo que destes o 10º Grupo, já existia como Grupo Básico mantido pela Marinha e com atividades nauticas, convertendo-se em Grupo do Mar. Finalmente em 7 de Setembro de 1921 foi fundada a Confederação Brasileira de Escoteiros do Mar.

4 Esta fundação aconteceu em um memorável acampamento realizado no Saco de São Francisco, enseada de Jurujuba, um dos encantadores recantos da Baía de Guanabara, no litoral fluminense, onde existe uma pedra com uma placa que lembra esta data. Destacam-se como pioneiros desta gloriosa jornada o então Ten. Benjamin Sodré (o Velho Lobo), o Tenente-Aviador Gelmirez de Mello (o Polvo Velho), Comandante Frederico Villar, Comandante Gumercindo Loretti, Professor Gabriel Skinner, e o Almirante Raja Gabaglia. Logo, àqueles primeiros grupos vieram se juntar a Confederação do Mar,os grupos: Jurujuba, Copacabana, São João da Barra, Caju, Saquarema, Pará, Maranhão, Paquetá, Euclides da Cunha, Marcílio Dias e outros mais, sendo que os últimos já sem as características determinantes de Grupos de Colônias de Pescadores que marcaram a maioria dos Grupos organizados inicialmente. Em 1924, a Confederação Brasileira de Escoteiros do Mar, que se preocupava em unir as diferentes formas de praticar o Escotismo no Brasil, juntamente com os Escoteiros Católicos e Fluminenses fundaram a UEB (União dos Escoteiros do Brasil) no Clube Naval, sua primeira sede, no Centro do Rio de Janeiro (a primeira sede da UEB, dentre outras, foi cedida pela Marinha através da Federação do Mar ). Com essa unificação as Confederações passaram a se chamar Federações. Não é possível se pensar em Escoteiros do Mar sem se associar à idéia de embarcações. Para suprir este problema inicial, valiam-se os Grupos de embarcações alugadas, particulares emprestadas e doadas pela Marinha. Não tardou muito a simpatia do povo vir ao encontro dos rapazes e o primeiro navio apareceu Escoteiro do Mar, escaler a quatro remos e velas, oferecido pela população da Ilha de Paquetá. Um outro navio foi comprado para o 10º Grupo, seria o Loretti tão vinculado às glórias marinheiras dos Escoteiros do Mar da Guanabara e que hoje ainda existe. Pouco tempo decorria da sua organização, teve a Federação do Mar a atenção e o auxílio oficial da Marinha de Guerra, trazendo vantagens e facilidades para o Escotismo do Mar de todos os tipos. Assim, em Aviso nº de do Exmo. Sr. Ministro da Marinha, criou o primeiro Regulamento dos Escoteiros do Mar, que deveria ser seguido por todos. Recursos materiais e apoio moral foram fatores de acentuado e seguro desenvolvimento propiciado ao Movimento que se iniciava. A Marinha de Guerra trouxe o Escotismo ao Brasil em 1910 e na década de 20 garantia o desenvolvimento do Escotismo do Mar. Embarcações, instalações, pessoal para instrução foram cedidos ou facilitados aos Escoteiros do Mar, não só na então Capital Federal, como nos estados. Após o Loretti veio o Parnaíba, o Celine, a Pérola e assim foi crescendo a flotilha que, em 1933 já formavam cerca de duas dezenas de Navios distribuídos pelos diversos estados da União dos Escoteiros do Brasil, constituindo o seu Departamento de Mar. Em 1929, uma patrulha de Escoteiros do Mar é enviada à Inglaterra a fim de tomar parte no Jamboree da Maioridade. É esta a primeira participação dos Escoteiros do Mar do Brasil em atividades internacionais. Em 1934, possuía uma sede instalada num dos pavilhões da Lavanderia do Loide Brasileiro, junto às docas do Mercado Velho, onde se ergue hoje o Edifício da Caça e Pesca, na praça XV de Novembro, no Rio de Janeiro.

5 Em 1935, concretizando uma idéia de Bonifácio Borba, é formado o primeiro Círculo de Pioneiros (CIPI),magnífica e primeira contribuição para o desenvolvimento do pionerismo entre nós, tendo em vista que os Pioneiros, ou Rovers,quase não existiam no Brasil, e quando existiam, eram de forma desordenada, aleatória e isolada. Bonifácio, que era Comissário Internacional da UEB, teve contatos diretos com B-P e trouxe, dentre vários, materiais específicos para o Ramo Pioneiro, como o folheto sobre Pioneiros do Dr. Griffin que falava das virtudes e da távola pioneira e da mística pioneira também tratada por Baden-Powell no Escotismo para Rapazes. Logo este folheto foi traduzido pela equipe Almirante Barroso do Clã Tiradentes do 10º Grupo, o primeiro Clã a ser formado no Brasil. Em março de 1935, é impresso o primeiro número da revista O Escoteiro do Mar, revista essa que impulsionaria o crescimento da Federação do Mar, e que trazia grande diversidade de assuntos e matérias destinando-se a transmitir técnica marinheira, ensinamentos doutrinários, as Músicas, e todo o tipo de cultura mundial através de textos traduzidos de várias culturas. Neste mesmo ano foram criadas as Comissões Regionais do Mar nos Estados, subordinadas ao órgão Nacional da Federação do Mar. De 1921 a 1936,passados 15 anos, muitas vocações foram descobertas, tendo tido neste período cerca de rapazes entre 11 e 18 anos e futuramente seriam encontrados exercendo cargos e postos das mais elevadas responsabilidades na Marinha de Guerra, na Marinha Mercante e em organizações esportivas veleiras do País. Surpreendente eram os bem reunidos pelos Escoteiros do Mar, reunindo uma flotilha nacional que formavam cerca de 40 embarcações, material de campo e de adestramento. Em 1937, a Marinha de Guerra entregou ao usufruto da bela e imponente Ilha da Boa Viagem aos Escoteiros do Mar. Nesta ilha que se encontra à entrada da Baía de Guanabara foi construída uma casa o Castelo da Boa Viagem, que seria um posto de guarda fundamental para a proteção da Baia de Guanabara, existindo uma condição que quando necessário for o uso da Ilha pela Marinha, esta passa a guarda da mesma, retornado logo após o uso, aos Escoteiros do Mar. Nesta Ilha fica sediado o 4º G. E. Mar Gaviões do Mar, que guarda suas chaves.

6 Ilha da Boa Viagem Em 1938, adquiriam os Escoteiros do Mar a sua primeira Base Naval própria localizada no Porto de Maria Angu, em Olaria, subúrbio do Rio de Janeiro onde foi construído estaleiro e oficina de construção e reparo naval, por muitos anos até quando foi construída a Avenida Brasil e esta base perdeu a saída para o mar, sendo sua posse passada para a exploração pela região Escoteira do Rio de Janeiro com o fim de reverter fundos para a manutenção das embarcações dos Grupos do Mar. Em 7 de junho de 1957 foi adquirida a Base Oeste na Ilha do Governador, Rio de Janeiro/RJ a qual existe até hoje e é a sede do 71º G.E. do Mar Almirante Waldemar Mota. Em Setembro de 1941, existiam Grupos do Mar em dezesseis Unidades da República: Amapá, Pará, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Distrito Federa, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. A Sede Nacional era no quarto pavimento do Edifício da Caça e Pesca, na então Capital Federal, em sede expressamente mandada construir pelo então Ministro da Agricultura Dr. Fernando da Costa, em reconhecimento ao relevante papel que o Escotismo representava na formação da nacionalidade e no preparo da juventude para as tarefas do porvir. O efetivo era de homens, a frota nacional atingira o total de 73 embarcações; um Campo-Escola funcionando na Ilha da Boa Viagem, na Baía de Guanabara; uma Base Naval instalando-se no Porto de Maria Angu no Rio de Janeiro; 32 fundeadouros localizados em 14 Estados; uma Revista já no seu quinto ano de existência; uma seção de impressos escoteiros com uma coleção de 150 modelos; uma Escola Nacional de Chefes no 14º Curso; 7 Escolas regionais de Chefes em 7 Comissões Regionais. Em 1950, se desfaz a Federação Brasileira de Escoteiros do Mar, sendo anexada como Modalidade na UEB, porém sua estrutura continuou funcionando até finais dos anos 60.

7 No início dos anos de 1990, a Direção Nacional da União dos Escoteiros do Brasil, sem consulta aos Grupos, aprovou uma regulamentação que retirava o uso dos uniformes de modalidade, implantando a utilização do novo traje, que não fazia distinção de uma modalidade para a outra, a famosa camisa azul e calça jeans. Os Grupos de Mar deram uma lição de união e de tradição. Partindo da iniciativa da então Coordenação Nacional da Modalidade do Mar, formada por três almirantes antigos escoteiros a Chefe Maria Pérola Sodré e o Chefe Jarbas Pinto Ribeiro, foram enviadas cartas a cara Grupo do país desaconselhando o uso do traje novo. Mobilizaram-se de norte a sul do país os Grupos do Mar reivindicando que a tradição fosse mantida, não retirando seus uniformes tradicionais. Logo a Direção Nacional da UEB autorizou que fosse utilizada a camisa na cor branca para os Grupos da Modalidade do Mar e mais adiante o retorno dos uniformes tradicionais para aqueles Grupos que assim desejassem. A autorização abriu precedente para os demais Grupos irmãos de outras modalidades que desejavam manter seus uniformes tradicionais. De norte a sul do país, os Escoteiros do Mar, constituem, hoje, como modalidade de prática do escotismo a mesma fraternidade de aventura que desde o começo, seja em praias, rios, lagoas ou outros ambientes náuticos. Baden-Powell, o fundador do Movimento Escoteiro disse se eu tivesse sido Escoteiro quando jovem, provavelmente teria sido Escoteiro do Mar e não foi atoa que pediu que seu irmão mais velho Warrigton se dedicasse à criação desta forma de escotismo. Ainda temos muito o que dar a nossa juventude pelo meio aquático e aquaviário. Pesquisa feita no CCME Centro Cultural do Movimento Escoteiro Nacional, pelo então Diretor de Estudos e Pesquisas Chefe Andre Torricelli

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR WILKER BARRE TO

ESTADO DO AMAZONAS CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS GABINETE DO VEREADOR WILKER BARRE TO PROJETO DE LEI 033/2015 ALTERA a denominação das ruas Carmem Sampaio e Frederico Fellini, na Vila Humaitá, bairro Colônia Oliveira Machado, Zona Sul da cidade de Manaus e dá outras providências Art.1º

Leia mais

Grande Jogo Naval 2013

Grande Jogo Naval 2013 Grande Jogo Naval 2013 Documento Base HISTÓRICO: O tema O Navio Pirata é uma reedição do tema do Grande Jogo Naval de 1939 e 1973. A primeira edição foi elaborada e dirigida pelo "Polvo Marinho", o memorável

Leia mais

WWW.UJE.COM.BR. Fazendo a Diferença em 21 estados do Brasil. Sempre UNIDOS!

WWW.UJE.COM.BR. Fazendo a Diferença em 21 estados do Brasil. Sempre UNIDOS! Assim que houver interesse em montar a UJE em sua cidade favor, solicitar orientações adicionais pelo E-mail/MSN: uje@uje.com.br WWW.UJE.COM.BR Fazendo a Diferença em 21 estados do Brasil. Sempre UNIDOS!

Leia mais

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008

Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 Avaliação das Contas Regionais do Piauí 2008 A economia piauiense, em 2008, apresentou expansão em volume do Produto Interno Bruto (PIB) de 8,8% em relação ao ano anterior. Foi a maior taxa de crescimento

Leia mais

Comissão Regional de Programa de Jovens Equipe Regional de Radioescotismo

Comissão Regional de Programa de Jovens Equipe Regional de Radioescotismo Comissão Regional de Programa de Jovens Equipe Regional de Radioescotismo 52º JOTA Jamboree no Ar Circular nº 01/2009 APRESENTAÇÃO O QUE É O JAMBOREE NO AR? O Jota é um evento anual do qual participam

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS E DE CONSULTORIA EM GESTÃO EMPRESARIAL POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO DO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO ATIVIDADES DE SEDES DE EMPRESAS

Leia mais

Provão. História 5 o ano

Provão. História 5 o ano Provão História 5 o ano 61 Os reis portugueses governaram o Brasil à distância, até o século XIX, porém alguns acontecimentos na Europa mudaram essa situação. Em que ano a família real portuguesa veio

Leia mais

2. Já quando estiver em número par ela deve ficar o mais próximo do centro e a Esquerda. Por exemplo:

2. Já quando estiver em número par ela deve ficar o mais próximo do centro e a Esquerda. Por exemplo: Bandeiras Uma coisa que confunde muita gente é organização de bandeiras, pouca gente sabe qual é a ordem correta para hasteá-las. Regra Geral A legislação brasileira (em especial a Lei 5700 de 01/09/71)

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO SEGURO (cultura do seguro) www.sindsegsc.org.br A história do seguro remonta a séculos antes de Cristo, quando as caravanas atravessavam os desertos do Oriente para comercializar camelos.

Leia mais

Programa de Treino de Mar

Programa de Treino de Mar ÍNDICE 1 - APORVELA 1.1 Objectivos 1.2 - Parceiros 1.3 - Programa Jovens e o Mar 2 - PROGRAMA JOVENS E O MAR 3 - TREINO DE MAR 3.1 Treino de Mar 3.2 Organização a Bordo 3.3 Actividades a Bordo e em Terra

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES DOS SERVIÇOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES DOS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

Leia mais

DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: %

DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR: 10,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO: % SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: 06 / 12 / 2013 III ETAPA AVALIAÇÃO ESPECIAL DE GEOGRAFIA 5.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: PROFESSOR(A): VALOR:

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS E REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO

INFORMAÇÕES GERAIS E REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO INFORMAÇÕES GERAIS E REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO 1. O EVENTO - ORGANIZAÇÃO, TEMA, LOCAL e CLIMA O Jamboree Nacional dos Estados Unidos da América (EUA) será realizado de 26 de julho a 4 de agosto de 2010,

Leia mais

TRIBUTO AOS MAÇONS. uma cerimônia aberta emitida pelo. Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil

TRIBUTO AOS MAÇONS. uma cerimônia aberta emitida pelo. Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil TRIBUTO AOS MAÇONS uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Segunda Edição 2008 TRIBUTO AOS MAÇONS Esta cerimônia tem por objetivo apresentar

Leia mais

AS NOSSAS EMBARCAÇÕES

AS NOSSAS EMBARCAÇÕES Trabalho de Projecto AS NOSSAS EMBARCAÇÕES Disciplinas intervenientes: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, História e Geografia de Portugal, Educação Visual e Tecnológica. Tópicos que podem ser tratados

Leia mais

INFORMATIVO Nº 1 Explicação. No próximo ano acontecerá na cidade do Rio de Janeiro o maior evento que reúne a juventude a nível mundial, que é a Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Este evento reúne milhões

Leia mais

KLEIDYR BARBOSA: JUAZEIRENSE É O REI DO PLATINADO EM SÃO PAULO.

KLEIDYR BARBOSA: JUAZEIRENSE É O REI DO PLATINADO EM SÃO PAULO. KLEIDYR BARBOSA: JUAZEIRENSE É O REI DO PLATINADO EM SÃO PAULO. O Blog tem mantido contato nas últimas semanas com Cláudia Costa que reside em São Paulo e é amiga de Kleidyr Barbosa dos Santos que é natural

Leia mais

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TRANSPORTE AQUAVIÁRIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados Norte 0 0,00 0 0 0 0,00 Rondônia

Leia mais

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO

FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO FORMAÇÃO DO TERRITÓRIO BRASILEIRO É claro que o Brasil não brotou do chão como uma planta. O Solo que o Brasil hoje ocupa já existia, o que não existia era o seu território, a porção do espaço sob domínio,

Leia mais

MARINHA DO BRASIL ESCOLA NAVAL

MARINHA DO BRASIL ESCOLA NAVAL MARINHA DO BRASIL ESCOLA NAVAL SOCIEDADE ACADÊMICA PHOENIX NAVAL GRÊMIO DE COMUNICAÇÕES da ESCOLA NAVAL GCEN PY1BJN Estação Oficial 14 º Concurso Batalha Naval do Riachuelo 2015 http://www.gcen.org.br/

Leia mais

História da Habitação em Florianópolis

História da Habitação em Florianópolis História da Habitação em Florianópolis CARACTERIZAÇÃO DAS FAVELAS EM FLORIANÓPOLIS No início do século XX temos as favelas mais antigas, sendo que as primeiras se instalaram em torno da região central,

Leia mais

setembro de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores MUDANÇA REGIONAL E DESIGUALDADE DE RENDA NO BRASIL

setembro de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores MUDANÇA REGIONAL E DESIGUALDADE DE RENDA NO BRASIL 15 setembro de 2014 Fundação Perseu Abramo - Partido dos Trabalhadores MUDANÇA REGIONAL E DESIGUALDADE DE RENDA NO BRASIL Expediente Esta é uma publicação da Fundação Perseu Abramo. Diretoria Executiva

Leia mais

«Concurso Jovem Agricultor Português»

«Concurso Jovem Agricultor Português» «Concurso Jovem Agricultor Português» Como já é tradição, desde há muito, que a Caixa não descura a intenção de apoiar e estimular a economia nacional, assim como outras áreas de interesse, mostrando com

Leia mais

Apêndice F-21C Relatório das Atividades de Dezembro do projeto de educação ambiental PPA para AJA Minas Gerais, Brasil

Apêndice F-21C Relatório das Atividades de Dezembro do projeto de educação ambiental PPA para AJA Minas Gerais, Brasil Apêndice F-21C Relatório das Atividades de Dezembro do projeto de educação ambiental PPA para AJA Minas Gerais, Brasil Groupo AJ na demonstração do modelo de bacia hidrográfica. Preparado para: Susan Kurbis,

Leia mais

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO CONSTRUÇÃO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA CONSTRUÇÃO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO - SERVIÇOS ESPECIALIZADOS PARA, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Estados

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS PROJETO PIONEIRO

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS PROJETO PIONEIRO UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS PROJETO PIONEIRO Pioneira: ALEXANDRA DE PAULA MESSIAS UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL GRUPO ESCOTEIRO CATARATAS PROJETO PIONEIRO O Projeto Pioneiro

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia; Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba; Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos;

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia; Centro Federal de Educação Tecnológica da Paraíba; Centro Federal de Educação Tecnológica de Campos; ANEXO I Instituições Federais de Ensino: a) Colégio Pedro II; b) Instituto Nacional de Educação de Surdos; c) Instituto Benjamin Constant; d) Centros Federais de Educação Tecnológica: Centro Federal de

Leia mais

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO DE ATIVIDADES DE PRESTAÇÃO DE DE INFORMAÇÃO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO DE, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA -

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES

DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS PADRÕES RECENTES Barbara Christine Nentwig Silva Professora do Programa de Pós Graduação em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social /

Leia mais

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS

SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS ESTUDOS & pesquisas INFORMAÇÃO DEMOGRÁFICA E SOCIoeconômica 5 SÍNTESE DE INDICADORES SOCIAIS 2000 IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística Presidente da República Fernando Henrique Cardoso

Leia mais

ESCOLA NAVAL X CONGRESSO ACADÊMICO SOBRE DEFESA NACIONAL (CADN)

ESCOLA NAVAL X CONGRESSO ACADÊMICO SOBRE DEFESA NACIONAL (CADN) ESCOLA NAVAL X CONGRESSO ACADÊMICO SOBRE DEFESA NACIONAL (CADN) 03SET2013 PALAVRAS INICIAIS SUMÁRIO BREVE HISTÓRICO MISSÃO E ORGANIZAÇÃO O ENSINO O CORPO DE ASPIRANTES CONCLUSÃO PALAVRAS INICIAIS SUMÁRIO

Leia mais

Analfabetismo no Brasil

Analfabetismo no Brasil Analfabetismo no Brasil Ricardo Paes de Barros (IPEA) Mirela de Carvalho (IETS) Samuel Franco (IETS) Parte 1: Magnitude e evolução do analfabetismo no Brasil Magnitude Segundo estimativas obtidas com base

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril

DATAS COMEMORATIVAS. CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL 22 de abril Descobrimento do Brasil. Pintura de Aurélio de Figueiredo. Em 1500, há mais de 500 anos, Pedro Álvares Cabral e cerca de 1.500 outros portugueses chegaram

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO. 15 a 20 de julho de 2012. Rio de Janeiro RJ Brasil

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO. 15 a 20 de julho de 2012. Rio de Janeiro RJ Brasil UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO 15 a 20 de julho de 2012 Rio de Janeiro RJ Brasil BOLETIM 1 INFORMAÇÕES GERAIS E REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO 1. TEMA, DATA e LOCAL Tema do Evento:

Leia mais

Boa Viagem. Benjamin Sodré

Boa Viagem. Benjamin Sodré B O A V I A G E M Boa Viagem Benjamin Sodré Todos os quartos domingos de cada mês, desde 1937, o Apostolado de N. Sª da Boa Viagem faz realizar na encantadora e tradicional capela da Ilha Sagrada, uma

Leia mais

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering

Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Processo de seleção do representante brasileiro para o 6º Internacional Scout Gathering Introdução Por ocasião da escolha dos Emirados de Sharjah como capital da cultura islâmica em 2014, e patrocínio

Leia mais

MAR SEM FIM. Redescobrindo a costa brasileira.

MAR SEM FIM. Redescobrindo a costa brasileira. MAR SEM FIM Redescobrindo a costa brasileira. Sempre na busca de uma linguagem inovadora, ao combinar educação e entretenimento, a TV Cultura se tornou a emissora mais premiada do Brasil com sua receita

Leia mais

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011

CENTRO HISTÓRICO EMBRAER. Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira. São José dos Campos SP. Abril de 2011 CENTRO HISTÓRICO EMBRAER Entrevista: Eustáquio Pereira de Oliveira São José dos Campos SP Abril de 2011 Apresentação e Formação Acadêmica Meu nome é Eustáquio, estou com sessenta anos, nasci em Minas Gerais,

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE BASKETBALL Av. Rio Branco, 245-16º Andar - Centro - Rio de Janeiro (RJ) - Cep 20040-009 - BRASIL Tel: (55 21) 2544-3193 - 2544-3316 - Fax: (55 21) 2544 1521 - www.cbb.com..br

Leia mais

Relatório de Pesquisa 2012. Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB

Relatório de Pesquisa 2012. Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB Relatório de Pesquisa 2012 Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB PERFIL DO TURISTA GÊNERO E FAIXA ETÁRIA Gênero Neste ano, ao contrário do registrado no ano Mulher

Leia mais

Plano Nova Sede 2007 UM ANO MUITO IMPORTANTE

Plano Nova Sede 2007 UM ANO MUITO IMPORTANTE Plano Nova Sede Recentemente a Igreja Anglicana, motivada pela necessidade de espaço, pediu ao Grupo a devolução da sede utilizada pelos Carajás. Somos muito gratos à Igreja pelos vários anos de apoio.

Leia mais

Dossier Promocional. Hotel Apartamento Villas de Sesimbra

Dossier Promocional. Hotel Apartamento Villas de Sesimbra Dossier Promocional Hotel Apartamento Villas de Sesimbra 1 1. Contexto e a Oportunidade 2. Localização do Imóvel 3. Características Gerais do Edifício 4. Descrição Detalhada 5. Condições de Comercialização

Leia mais

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187

SUPLEMENTO I SÉRIE ÍNDICE. Ministério da Educação e Ciência. Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187 I SÉRIE Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 Número 187 ÍNDICE SUPLEMENTO Ministério da Educação e Ciência Portaria n.º 292-A/2012: Cria uma experiência-piloto de oferta formativa de cursos vocacionais

Leia mais

ESCOTEIROSDOBRASIL SÃO PAULO DESFILES CÍVICOS

ESCOTEIROSDOBRASIL SÃO PAULO DESFILES CÍVICOS ESCOTEIROSDOBRASIL SÃO PAULO DESFILES CÍVICOS Elmer S. Pessoa DCIM Lenita A. Pessoa - DCIM REGIÃO DE SÃO PAULO Rua Cel. Xavier de Toledo, 316 3º andar São Paulo/SP CEP 01048-000 Centro tel. 3237-1588 www.escotismo.org.br

Leia mais

O Financiamento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) no Brasil. Julho de 2009

O Financiamento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) no Brasil. Julho de 2009 O Financiamento das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) no Brasil Julho de 2009 Introdução Objetivos: - Avaliar as principais características do universo das micro e pequenas empresas (MPEs) brasileiras quanto

Leia mais

Associaçã. ção o Sabesp. Sustentabilidade

Associaçã. ção o Sabesp. Sustentabilidade Associaçã ção o Sabesp Sustentabilidade Associaçã ção o Sabesp História Associação Sabesp teve sua fundação em 1971 pelos funcionários Sr. Sérgio Figueiredo de Mello, Sr. Haroldo Jesler e pelo Prof. Júlio

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica

Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica Ministério de Minas e Energia Consultoria Jurídica LEI N o 5.899, DE 5 DE JULHO DE 1973. Dispõe sobre a aquisição dos serviços de eletricidade da ITAIPU e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

Processo de seleção e preparação dos representantes brasileiros para a Interamerican Leadership Training.

Processo de seleção e preparação dos representantes brasileiros para a Interamerican Leadership Training. Processo de seleção e preparação dos representantes brasileiros para a Interamerican Leadership Training. Introdução Durante a XXV Conferência Interamericana Escoteira, realizada entre os dias 19 e 21

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

ATA DA 2ª REUNIÃO DA DIRETORIA DE ESPORTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS - AMB, realizada às 14h do dia 03 (três) de fevereiro do ano de

ATA DA 2ª REUNIÃO DA DIRETORIA DE ESPORTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS - AMB, realizada às 14h do dia 03 (três) de fevereiro do ano de ATA DA 2ª REUNIÃO DA DIRETORIA DE ESPORTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS BRASILEIROS - AMB, realizada às 14h do dia 03 (três) de fevereiro do ano de 2012, no Hotel Brasília Palace em Brasília, sob a presidência

Leia mais

As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água

As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água Sede Monárquica Água e Esgoto As primeiras concessões para saneamento e abastecimento de água Em 12 de agosto de 1834, o Rio de Janeiro foi designado município neutro, por ato adicional à Constituição

Leia mais

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Eu posso dizer para "NÃO" filho? meu Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu

Leia mais

Breve História do Agrupamento 554 Olhão

Breve História do Agrupamento 554 Olhão Breve História do Agrupamento 554 Olhão O Escutismo em Olhão tem já uma grande caminhada, sobretudo desde a fundação do Grupo 6 da AEP, os nossos irmãos Escoteiros de Portugal. O CNE viria mais tarde,

Leia mais

TERMO ADITIVO AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2003/2004

TERMO ADITIVO AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2003/2004 TERMO ADITIVO AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2003/2004 Companhia Acordante Petróleo Brasileiro S/A - PETROBRAS, sociedade de economia mista, com sede na Avenida República do Chile, 65, Rio de Janeiro -

Leia mais

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho

Erradicação do Trabalho Infantil. Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Erradicação do Trabalho Infantil Secretaria de Inspeção do Trabalho Departamento de Fiscalização do Trabalho Estrutura do MTE para o Combate ao Trabalho Infantil a Serviço da Rede de Proteção à Infância.

Leia mais

Sala de Imprensa Notícias do Enem

Sala de Imprensa Notícias do Enem Imprimir Fechar janela Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Sala de Imprensa Notícias do En 07 de fevereiro de 2007 Inep divulga os resultados do En 2006 por UF e Maioria

Leia mais

Circuito Usiminas de Cultura

Circuito Usiminas de Cultura 5 Itaúna, 23 de maio de 2014 Miss Comerciária Estadual neste sábado Circuito Usiminas de Cultura resgatam histórias de Itaúna, poderá ser conferida no Varal Fotográfico, da CINEAR. Ele vai reunir fotografias

Leia mais

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista?

As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? As Grandes navegações: a conquista da América e do Brasil. Descobrimento ou Conquista? Navegar era preciso, era Navegar era preciso navegar... Por quê? O que motivou o expansionismo marítimo no século

Leia mais

CONCURSO UNIVERSITÁRIO DE ENSAIOS AMAZÔNIA AZUL: O MAR QUE NOS PERTENCE

CONCURSO UNIVERSITÁRIO DE ENSAIOS AMAZÔNIA AZUL: O MAR QUE NOS PERTENCE CONCURSO UNIVERSITÁRIO DE ENSAIOS AMAZÔNIA AZUL: O MAR QUE NOS PERTENCE REGULAMENTO DO CONCURSO 1 DO OBJETIVO Com o objetivo de promover uma reflexão mais aprofundada sobre a importância do mar para o

Leia mais

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E SERVIÇOS RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO ATIVIDADES FINANCEIRAS, DE SEGUROS E RELACIONADOS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

Amplia-se a rede de esgoto na capital da República

Amplia-se a rede de esgoto na capital da República Distrito Federal Água e Esgoto Amplia-se a rede de esgoto na capital da República Com a proclamação da República, em 1889, a Inspetoria Geral de Obras Públicas passou a se chamar Inspeção Geral das Obras

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR

Bíblia para crianças. apresenta O ENGANADOR Bíblia para crianças apresenta JACÓ O ENGANADOR Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:M. Maillot; Lazarus Adaptado por: M Kerr; Sarah S. Traduzido por: Berenyce Brandão Produzido por: Bible for Children

Leia mais

REGULAMENTO DO GRANDE JOGO ESCOTEIRO REGIONAL DE 2013

REGULAMENTO DO GRANDE JOGO ESCOTEIRO REGIONAL DE 2013 REGULAMENTO DO GRANDE JOGO ESCOTEIRO REGIONAL DE 2013 ITEM 1 ASPECTOS GERAIS 1.1 O Grande Jogo Regional Escoteiro 2013 é a maior atividade escoteira regional, constante do calendário anual. Esse ano será

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE ALUNA: ORIENTADORA: TERESA FARIA NOVEMBRO 2011 AGRADECIMENTOS AGRADEÇO A TODOS QUE ACREDITARAM,

Leia mais

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes

Menu. Comidas típicas. Contribuições para o Brasil e Ijuí. Significado da bandeira Árabe. Costumes Árabes Componentes: Sabrina, Lucille,Giovana, M, Lucas C, João Vitor Z, Samuel. Disciplina: Estudos Sociais, Informática Educativa, Língua Portuguesa. Professores: Uiliam Michael, Cristiane Keller, Daniele

Leia mais

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros

PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009. Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros 1 of 5 11/26/2010 2:57 PM Comunicação Social 26 de novembro de 2010 PNAD - Segurança Alimentar 2004 2009 Insegurança alimentar diminui, mas ainda atinge 30,2% dos domicílios brasileiros O número de domicílios

Leia mais

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre

Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre Projeto Alvorada: ação onde o Brasil é mais pobre N o Brasil há 2.361 municípios, em 23 estados, onde vivem mais de 38,3 milhões de pessoas abaixo da linha de pobreza. Para eles, o Governo Federal criou

Leia mais

O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES

O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES O PETIANO E O RETORNO AS COMUNIDADES POPULARES: COMPARTILHAMENTO ENTRE SABERES POPULARES E ACADÊMICOS NO ESPAÇO DE PRÉ-UNIVERSITÁRIOS POPULARES TIERRE OTIZ ANCHIETA 1 MÔNICA HEITLING 2 TAINAN SILVA DO

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL PROJETO DE LEI Nº 668, DE 2015

COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL PROJETO DE LEI Nº 668, DE 2015 COMISSÃO DE RELAÇÕES EXTERIORES E DE DEFESA NACIONAL PROJETO DE LEI Nº 668, DE 2015 Determina a obrigatoriedade de demarcação das áreas de pesca, lazer ou recreação das praias banhadas por mar, lagoas

Leia mais

DIRETORIA DE MÉTODOS EDUCATIVOS. Boletim Informativo 2013. Acampamentos Escolares 2013 Escoteiros do RN

DIRETORIA DE MÉTODOS EDUCATIVOS. Boletim Informativo 2013. Acampamentos Escolares 2013 Escoteiros do RN Boletim Informativo 2013 Acampamentos Escolares Informações Atividade de incentivo a integração entre grupos escoteiros antigos e recém formados para que juntos possam trocar experiências e aprender na

Leia mais

INDICADORES DEMOGRÁFICOS E NORDESTE

INDICADORES DEMOGRÁFICOS E NORDESTE INDICADORES DEMOGRÁFICOS E SOCIAIS E ECONÔMICOS DO NORDESTE Verônica Maria Miranda Brasileiro Consultora Legislativa da Área XI Meio Ambiente e Direito Ambiental, Organização Territorial, Desenvolvimento

Leia mais

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas.

salto em distância. Os resultados tiveram diferenças bem significativas. 1 Análise de comparação dos resultados dos alunos/atletas do Atletismo, categoria infanto, nos Jogos Escolares Brasiliense & Olimpíadas Escolares Brasileira. Autora: Betânia Pereira Feitosa Orientador:

Leia mais

Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados

Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados Instituto de Arqueologia constrói castelo islâmico em Anchieta, no Rio de Janeiro (RJ), e atrai interessados Instituto mantém o Museu da Humanidade com itens que mostram a evolução do homem. Crianças fazem

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 54 Discurso na cerimónia de inauguração

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 2 o Bimestre geografia Escola: Nome: Data: / / Turma: Leia o trecho da letra da música abaixo e, em seguida, responda às questões. [...] Eu já cantei no Pará Toquei sanfona em Belém

Leia mais

A ESCOLA DE MINAS DE OURO PRETO COMO PRODUTORA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO

A ESCOLA DE MINAS DE OURO PRETO COMO PRODUTORA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO A ESCOLA DE MINAS DE OURO PRETO COMO PRODUTORA DE CONHECIMENTO CIENTÍFICO Gisela Morena de Souza 1 Universidade Federal de Ouro Preto RESUMO: QUANDO FUNDADA EM 1876, A ESCOLA DE MINAS DE OURO PRETO FEZ

Leia mais

Lideranças do movimento Moinhos Vive relembram luta dos bairros de Porto Alegre (RS) contra especulação imobiliária

Lideranças do movimento Moinhos Vive relembram luta dos bairros de Porto Alegre (RS) contra especulação imobiliária Lideranças do movimento Moinhos Vive relembram luta dos bairros de Porto Alegre (RS) contra especulação imobiliária Casarões da Luciana de Abreu estão há 11 anos em disputa na Justiça Foto: Ramiro Furquim/Sul21

Leia mais

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada.

Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. Unidos convergindo para um só ideal. O crescimento e a produtividade dos segmentos de asseio e conservação e segurança privada. ASSIM É O A IMPORTANTE CONTRIBUIÇÃO DOS EXECUTIVOS DOS SEAC S E SINDESP S

Leia mais

Após a leitura do texto em apresentação de imagens, Cleide a partir da metodologia de leitura popular da Bíblia utilizada pelo CEBI indagou:

Após a leitura do texto em apresentação de imagens, Cleide a partir da metodologia de leitura popular da Bíblia utilizada pelo CEBI indagou: A segunda noite da Semana de Fé e Política 2013 - Juventude, Cultura e Espiritualidade ocorr eu ontem no Centro Pastoral S ã o Jos é do Bel é m com cerca de 60 participantes, dentre estes um significativo

Leia mais

TUDO COMEÇOU... Após alguns meses...

TUDO COMEÇOU... Após alguns meses... TUDO COMEÇOU... Muitas pessoas participaram pra que a igreja São José Operário existisse, no início a irmã Catarina saiu de casa em casa convidando os moradores do bairro pra participar de um culto dominical,

Leia mais

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia

Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Bloco de Recuperação Paralela DISCIPLINA: Geografia Nome: Ano: 2º Ano 1º Etapa 2014 Colégio Nossa Senhora da Piedade Área do Conhecimento: Ciências Humanas Disciplina:

Leia mais

Autoridades competentes a emitir certificado de conformidade. nos termos do art. 23 da Convencao de Haia de 1993

Autoridades competentes a emitir certificado de conformidade. nos termos do art. 23 da Convencao de Haia de 1993 SCS Quadra 09 Lote C Torre A PRESIDÊNCIA DA REPÜBLICA Ed. Parque Cidade Corporate SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS AUTORIDADE CENTRAL ADMINISTRATIVA FEDERAL felefone 2027-3755 autoridadecentral@sdh.aov.br

Leia mais

AVENTURA SÊNIOR REGIONAL 2015

AVENTURA SÊNIOR REGIONAL 2015 AVENTURA SÊNIOR REGIONAL 2015 09 Á 12 DE OUTUBRO DE 2015 ASSÚ/RN INFORMATIVO II INFORMAÇÕES GERAIS E REGRAS PARA PARTICIPAÇÃO 1. Organização, Tema, Data, Local e Clima. A União dos Escoteiros do Brasil

Leia mais

Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros

Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros 1 2 Lobitos Exploradores Pioneiros Caminheiros Objetivo: ajudar cada jovem a envolver-se ativamente e de forma consciente no seu próprio desenvolvimento. Principais características: centrado no indivíduo

Leia mais

História e Teologia de Missões

História e Teologia de Missões MISSÕES BRASILEIRAS O Gigante começa a despertar Esta é uma área de pesquisa ainda com pouca exploração. Imigrantes forma os principais instrumentos de evangelização. O primeiro grupo veio em 1558, quando

Leia mais

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA

REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA REVOLTAS DURANTE A REPÚBLICA VELHA Unidade 2, Tema 2 e 3. Págs. 50 53 Personagem. Pág. 55 e 64 Ampliando Conhecimentos. Págs. 60-61 Conceitos Históricos. Pág. 65 Em foco. Págs. 66-71 GUERRA DE CANUDOS

Leia mais

Presidenta da República Federativa do Brasil Dilma Rousseff. Vice-Presidente Michel Temer. Ministro de Estado do Esporte Orlando Silva de Jesus Júnior

Presidenta da República Federativa do Brasil Dilma Rousseff. Vice-Presidente Michel Temer. Ministro de Estado do Esporte Orlando Silva de Jesus Júnior Presidenta da República Federativa do Brasil Dilma Rousseff Vice-Presidente Michel Temer Ministro de Estado do Esporte Orlando Silva de Jesus Júnior Secretário Executivo Waldemar Manoel Silva de Souza

Leia mais

Fundamentos do Escotismo

Fundamentos do Escotismo Apresentação O Escotismo é um movimento educacional para jovens, com a colaboração de adultos, voluntário, sem vínculos político-partidários, que valoriza a participação de pessoas de todas as origens

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 2 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 3 Variáveis de conteúdo... 3 %Pessoas

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO. 15 a 20 de julho de 2012. Rio de Janeiro RJ Brasil BOLETIM 3

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO. 15 a 20 de julho de 2012. Rio de Janeiro RJ Brasil BOLETIM 3 UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL V JAMBOREE NACIONAL ESCOTEIRO 15 a 20 de julho de 2012 Rio de Janeiro RJ Brasil BOLETIM 3 EQUIPE DE SERVIÇO, PROGRAMA e TRANSLADO 1. EQUIPE DE SERVIÇO Programa de Turismo

Leia mais

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife

1. Leia a reportagem e observe o mapa a seguir. Troca de figurinhas da Copa é mania entre crianças e adultos no Recife 3ºano 1.3 HISTÓRIA & GEOGRAFIA 2º período 11 de junho de 2014 Cuide da organização da sua avaliação, escreva de forma legível, fique atento à ortografia e elabore respostas claras. Tudo isso será considerado

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 Retratos da Sociedade Brasileira: Problemas e Prioridades do Brasil para 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA

Leia mais

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIONAL RIO GRANDE DOS SUL GRUPO ESCOTEIRO SANTA CRUZ 181/RS RELATÓRIO. Levando Alegria aos moradores da ASAN

UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIONAL RIO GRANDE DOS SUL GRUPO ESCOTEIRO SANTA CRUZ 181/RS RELATÓRIO. Levando Alegria aos moradores da ASAN UNIÃO DOS ESCOTEIROS DO BRASIL REGIONAL RIO GRANDE DOS SUL GRUPO ESCOTEIRO SANTA CRUZ 181/RS RELATÓRIO Levando Alegria aos moradores da ASAN Período fevereiro/2013 a julho/2013 Relatório do Projeto desenvolvido

Leia mais

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009

FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 FLUXO FABRICAÇÃO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES, REBOQUES E CARROCERIAS POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR SP CEP: 12236-660 www.unianhanguera.edu.br ADMINISTRAÇÃO Colaborativa Disciplina: DPP Prof º. Tutor Presencial Trabalho, emprego e empregabilidade Área de atuação pesquisada 1. Engenheiro Petroquímico

Leia mais

95º Grupo Escoteiro José Passos de Souza Júnior. Clã Hammen-Döin. Fórum Jovem 95

95º Grupo Escoteiro José Passos de Souza Júnior. Clã Hammen-Döin. Fórum Jovem 95 95º Grupo Escoteiro José Passos de Souza Júnior Clã Hammen-Döin Fórum Jovem 95 Ideia: A ideia principal do Fórum Jovem é promover o protagonismo jovem no escotismo. Fomentar o espírito de liderança nos

Leia mais

A- COMANDOS DO RAMO LOBO

A- COMANDOS DO RAMO LOBO A- COMANDOS DO RAMO LOBO A - Vozes de comando a - lobo! LOBO! Utilizado para obter atenção da seção toda. Oriente-os para quando ouvirem esse comando pararem, calarem e prestarem atenção ao comando ou

Leia mais

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009

FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA - 2009 Entradas e Saídas de Mercadorias Base 2009 FLUXO TELECOMINICAÇÕES SEM FIO, POR UNIDADE DA FEDERAÇÃO NO ESTADO DA PARAÍBA

Leia mais

A venda do conceito Outer. está acima da venda de nossos produtos. Breno Bulus - sócio e designer

A venda do conceito Outer. está acima da venda de nossos produtos. Breno Bulus - sócio e designer Tudo começou a partir do sonho de desenvolver uma marca sólida e de personalidade única no cenário carioca, com o objetivo de fornecer lazer e bem estar. E foi com essa ideia na cabeça que em 2004 foi

Leia mais