Explorando a Plataforma Arduino

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Explorando a Plataforma Arduino"

Transcrição

1 Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Curso Profissional de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações 2009/2012 Explorando a Plataforma Arduino Relatório da Prova de Aptidão Profissional Carlos Daniel Bajouco Martins Moço, N.º 17464, 3.º ET Leiria, junho de 2012

2 Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Curso Profissional de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações 2009/2012 Explorando a Plataforma Arduino Relatório da Prova de Aptidão Profissional Carlos Daniel Bajouco Martins Moço, N.º 17464, 3.º ET Orientador Paulo Manuel Martins dos Santos Coorientadora Judite de Jesus Rosa Judas da Cunha Vieira Leiria, junho de 2012

3 Dedicatória Dedico este trabalho aos meus pais, pela sua constante preocupação e apoio. Aos meus amigos, especialmente, o Emanuel por me ter ajudado a superar algumas dificuldades. -i-

4 Agradecimentos Em primeiro lugar, agradeço ao senhor diretor da escola, Dr. Luís Pedro Biscaia, por nos ter apoiado, ao longo do curso. Agradeço à diretora de turma e ex-presidente do conselho executivo da escola, Dr.ª Judite da Cunha Vieira, responsável pela abertura do curso e por ter me ter dado a oportunidade de o concluir. Agradeço ao diretor de curso, Dr. Paulo Manuel Martins dos Santos, que nos acompanhou ao longo destes anos. O meu reconhecimento à empresa Baquelite Liz, S.A. por me ter proporcionado o contacto com o mundo do trabalho. Não posso deixar de agradecer a todos os professores em geral. Quero, ainda, deixar aqui o meu reconhecimento à minha família, sem eles, nada sou. Finalmente, agradeço aos meus colegas que também me ajudaram. - ii -

5 Índice geral Dedicatória...i Agradecimentos...ii Índice geral...iii Outros índices...v Índice de figuras...v Índice de tabelas...v Resumo...vi Palavras-chave...vi 1.Introdução Apresentação de ideias e linhas fundamentais Objetivos a alcançar Estrutura do relatório Desenvolvimento Fundamentação do projeto Métodos e técnicas utilizadas Execução do projeto Código-fonte desenvolvido Conclusão...26 Bibliografia...27 Anexos...28 Anexo 1 O que é necessário para começar a explorar o Arduino iii -

6 Outros índices Índice de figuras Figura 1: Placa Arduino Uno...3 Figura 2: Exemplo de shield para o Arduino Uno...4 Figura 3: Arduino Ethernet Shield...6 Figura 4: Arduino Mega ADK...6 Figura 5: Arduino Motor Shield...7 Figura 6: Arduino Uno (em baixo) com as shields Ethernet (no meio) e VGA (em cima)...8 Figura 7: Esquemático elaborado no EAGLE...9 Figura 8: Desenho da placa de circuito impresso do mostrador - lado dos componentes...10 Figura 9: Desenho da placa de circuito impresso do mostrador - lado das soldaduras...11 Figura 10: Desenho da placa de circuito impresso da shield - face superior...11 Figura 11: Desenho da placa de circuito impresso da shield - face inferior...11 Figura 12: Disposição dos componentes na placa de circuito impresso do mostrador...12 Figura 13: Disposição dos componentes na placa de circuito impresso da shield...12 Figura 14: Esquemático do circuito para testes...14 Figura 15: Circuito de testes montado em protoboard...14 Índice de tabelas Tabela 1 Lista de material iv -

7 Resumo Este projeto visa explorar o microcontrolador Arduino, o seu ambiente de programação em linguagem C e a sua utilização na integração dos jogos do Pong (2 jogadores) e Snake (1 jogador), disponíveis em e O jogo do Pong consiste em duas barras e uma bola visualizáveis num mostrador com matriz de 8x8 LEDs, uma das barras situa-se no lado direito e a outra barra está no lado esquerdo ambas deslocam-se para cima e para baixo, comandadas por dois potenciómetros atuados pelo jogador humano, um dos potenciómetros comanda a barra da esquerda o outro potenciómetro comanda a barra da direita. A bola desloca-se no tabuleiro desviando o seu trajeto quando bate nas barras (raquetas) laterais ou na parede superior ou inferior do tabuleiro, se transpuser uma das laterais o jogador adversário ganha pontos. O jogo termina quando os jogadores esgotarem as bolas disponíveis. O jogo Snake consiste numa cobra pequena que se move para cima e para baixo, para esquerda e para a direita no mostrador, neste jogo a cobra tem de comer as maçãs que vão aparecendo, à medida que as vai comendo o seu comprimento vai aumentando, bem como o grau de dificuldade do jogo. O sistema será instalado numa caixa de madeira ficando os potenciómetros colocados um do lado direito e o outro no lado esquerdo do mostrador. Palavras-chave Microcontrolador, Arduino, potenciómetro, LED -v-

8 1. Introdução O trabalho que eu escolhi e sobre o qual vou falar é o Arduino Uno. Este trabalho foi escolhido, porque o Arduino Uno dá para fazer várias coisas, como por exemplo, fazer robôs, jogos e uma imensidão de outras coisas interessantes. Foi este o projeto que escolhi para a Prova de Aptidão Profissional, porque gostei de ver o Arduino Uno a funcionar com o jogo do Pong e Snake. Também vou falar e mostrar o trabalho que fiz ao longo dos últimos meses Apresentação de ideias e linhas fundamentais Foi esta a ideia escolhida porque visitei um sítio na internet onde vi este componente e gostei do que vi e do que o Arduino Uno faz. Decidi falar sobre o Arduino Uno pelo seu aspeto físico que está bem apresentado e pelo seu funcionamento. Quero, ainda, perceber como é o Arduino Uno, como funciona, e quais são as suas utilizações desde jogos, robôs, dispositivos controlados à distância através de uma rede informática. Para além do Arduino Uno irei falar de mais três outros Arduinos que são: Arduino Ethernet Shield; Arduino Mega ADK; e Arduino Motor Shield Objetivos a alcançar Espero superar as minhas expectativas, perceber mais dos componentes eletrónicos, e entender mais sobre como programar em código de linguagem C o Arduino Uno. -1-

9 1.3. Estrutura do relatório O meu relatório começa por uma breve dedicatória às pessoas de quem gosto. De seguida, vêm os agradecimentos às pessoas que nos acompanharam nestes três anos de curso. Depois o resumo onde faço uma breve apresentação do meu projeto. Segue-se o desenvolvimento onde aprofundo mais circunstanciadamente o desenvolvimento do meu projeto, na fundamentação faço um breve resumo dos componentes Arduino mais importantes, depois mostro as técnicas e os métodos que utilizei para o desenvolvimento do mesmo. Por fim, a conclusão, a bibliografia e os anexos. -2-

10 2. Desenvolvimento O Arduino Uno é um componente muito utilizado pelos entusiastas de eletrónica, este componente dá para fazer inúmeras coisas, desde jogos a robôs e muitos mais. É um componente muito popular Fundamentação do projeto Arduino Uno O Arduino Uno é uma placa com um microcontrolador ATmega328, possui 6 pinos de entrada analógica, 14 pinos de entrada e saídas digitais, 6 dos quais podendo enviar sinais modulados por largura de pulso (PWM). Figura 1: Placa Arduino Uno -3-

11 O Arduino Uno difere das placas antecessoras por não utilizar o circuito integrado conversor USB-série da FTDI, mas sim o microcontrolador ATmega8U2 programado para conversor USB-série. A largura e o comprimento máximos da placa de circuito impresso (PCB) do Arduino Uno são 68,58 por 53,34mm respetivamente (2,7"x2,1"), com os conetores USB e de alimentação estendendo-se além destas dimensões. Existem quatro furos para permitirem que através de parafusos a placa seja fixada a uma superfície ou encapsulamento. A distância entre os pinos digitais 7 e 8 é de 160mil (milésimos de polegada ou 0,16"), não é múltiplo dos 100mil que separam os outros pinos. O Arduino Uno em si não possui qualquer recurso de rede, porém é comum combinar um ou mais Arduinos Unos. Utilizando extensões apropriadas chamadas de shields, ver figura 2, também o Arduino Uno pode ser usado para desenvolvimento de projetos interativos independentes, ou ainda para ser conectado a outros projetos. Figura 2: Exemplo de shield para o Arduino Uno Este componente eletrónico goza de grande popularidade entre as pessoas entusiastas da eletrónica. Também os músicos e profissionais da arte digital utilizam imenso este microcontrolador. -4-

12 O Arduino Uno dá para fazer diversos projetos, como por exemplo: dá para fazer jogos e passatempos; robôs moveis; projetos que nos ajudam no dia a dia que possam ser controlados remotamente através de uma rede informática. Seguem-se algumas características relevantes: Entrada e saída Cada um dos 14 pinos digitais no Arduino Uno pode ser usado como entrada ou saída usando as funções pinmode(), digitalwrite(), e digitalread(). Estes pinos operam com 5V e cada pino pode fornecer ou receber uma corrente máxima de 40 ma, internamente existe uma resistência de pull-up de kω que por defeito está desligada. Comunicação O Arduino Uno, bem como outros Arduinos, possui diversas formas de comunicação com um computador, com outros Arduinos e mesmo com outros microcontroladores. Proteção de limite de corrente na porta USB O Arduino Uno tem um fusível rearmável que protege a porta USB contra correntes elevadas o que adiciona mais uma camada de proteção para a porta USB. Enquanto a placa estiver em curto-circuito o fusível permanece aberto, fechando numa situação normal de utilização. Programação O Arduino Uno pode ser programado com o software Arduino que se pode descarregar para qualquer sistema operativo Microsoft Windows, Mac OSX ou Linux (http://arduino.cc/en/main/software). Arduino Ethernet Shield O Arduino Ethernet Shield liga a uma rede informática ou à internet em poucos minutos. É só encaixar este módulo à placa do Arduino Uno, ligar à sua rede informática através de um cabo de pares entrançados UTP com ficha RJ45 macho, e seguir algumas instruções simples para começar a controlar o que desejar através da internet. O Arduino Ethernet Shield necessita de uma placa Arduino Uno ou Mega para funcionar. Este módulo possui uma ranhura para inserir um cartão micro-sd, que pode ser usado para armazenar ficheiros para envio através da rede. -5-

13 Figura 3: Arduino Ethernet Shield Arduino Mega ADK Figura 4: Arduino Mega ADK O Arduino Mega ADK é uma placa baseada no microcontrolador ATmega2560. Possui uma interface USB baseada no circuito integrado MAX3421 para ligação a tablets ou telemóveis -6-

14 Android. O módulo possui 16 entradas analógicas e ainda 54 pinos que podem funcionar como entradas ou saídas digitais, dos quais 14 podem ser usados como saídas em modulação por largura de pulso (PWM). O Arduino Mega ADK pode ser alimentado através da ligação USB ou com uma fonte de alimentação independente. A fonte de energia é selecionada automaticamente. Arduino Motor Shield Figura 5: Arduino Motor Shield O Arduino Motor Shield é baseado no L298, que é uma ponte em H dupla, concebidas para cargas indutivas, como relés, eletroímanes, motores de corrente contínua e motores passo a passo. Este módulo permite comandar até dois motores de corrente contínua ou um motor passo a passo, controlando a velocidade e a direção de cada um de forma independente. O Arduino Motor Shield deve ser alimentado apenas por uma fonte de alimentação separada, porque o circuito integrado L298 montado na shiled tem duas ligações de alimentação separadas, uma para a lógica (5V) e a outra para a alimentação do motor (Vin). -7-

15 Gameduino Figura 6: Arduino Uno (em baixo) com as shields Ethernet (no meio) e VGA (em cima) Gameduino é um adaptador de jogos para Arduino Uno (ou qualquer outra placa com uma interface SPI) que funciona como uma simples shield que se monta sobre o Arduino e conta com uma saída para ligação a monitores de vídeo VGA e outra com som estéreo. Para evitar possíveis danos para a placa Arduino em que a shield está montada, recomenda-se a utilização de uma fonte de alimentação externa que forneça uma tensão entre 7 e 12V Métodos e técnicas utilizadas Primeiro que tudo comecei a fazer o esquemático para ligar 64 LEDs numa matriz 8x8 no programa EAGLE, depois de concluído o esquemático, comecei a desenhar as duas placas de -8-

16 circuito impresso, a dos LEDs e a shield a encaixar no Arduino Uno. Depois comecei a testar vários circuitos em protoboard ligados ao Arduino Uno. Basicamente com LEDs, resistências e potenciómetros. O objetivo era aprender como as coisas funcionavam. Para cada exemplo desenvolvi o código em linguagem C no programa Arduino a correr no sistema operativo Linux/Ubuntu Execução do projeto O esquemático que elaborei pode ser observado na figura, nele se pode ver a matriz de LEDs 8x8, com os ânodos ligados por linha, os cátodos por coluna e os dois potenciómetros que ligam às entradas analógicas A4 e A5 e permitem a interação com o Arduino Uno. Figura 7: Esquemático elaborado no EAGLE -9-

17 Depois de ter concluído o esquemático desenhei também no EAGLE duas placas de circuito impresso, uma para o mostrador de LEDs e a outra para encaixar como shield no Arduino Uno. Tiveram de ser de dupla face devido à existência de muitas ligações. Seguem-se as respetivas imagens, as figuras 8 e 9 referem-se ao mostrador de LEDs, as figuras 10 e 11 referem-se à shield para o Arduino Uno e as figuras 12 e 13 dizem respeito à disposição dos vários componentes em ambas as placas. Figura 8: Desenho da placa de circuito impresso do mostrador - lado dos componentes

18 Figura 9: Desenho da placa de circuito impresso do mostrador - lado das soldaduras Figura 10: Desenho Figura da 11: Desenho da placa de circuito impresso placa de circuito impresso da shield - face superior da shield - face inferior

19 Figura 12: Disposição dos componentes na placa de circuito impresso do mostrador Figura 13: Disposição dos componentes na placa de circuito impresso da shield

20 Na tabela 1 apresento a lista de material que utilizei no meu projeto. Tabela 1 Lista de material Item n.º Nome Quantidade Descrição/Valor 1 SV1, 2 Ligador com 2x8 pinos SV2 2 R16, R17 2 Potenciómetro de 10kΩ linear 3 R1, R2, 8 Resistência de 10kΩ 1/4W R3, R4, R5, R6, R7, R8 4 D1, D2, 64 D3, D4, D5, D6, D7, D8, LED Ø5mm vermelho D9, D10,, D60, D61, D62, D63, D64 5 JP1, JP2, 4 Ligador de 3 pinos JP3, JP Código-fonte desenvolvido Depois de desenhar os esquemáticos e as placas de circuito impresso, passei para a programação do microcontrolador do Arduino Uno, não sem antes ter montado numa protoboard um circuito simples para testes, conforme figura 14, cuja fotografia se encontra na figura

21 Figura 14: Esquemático do circuito para testes Figura 15: Circuito de testes montado em protoboard

22 Seguidamente descarreguei da internet o programa que se chama Arduino 1.0, onde desenvolvi o código-fonte em linguagem C para alguns exemplos, que se transcreve de seguida: Exemplo 1 /* Nome do programa: pisca4.ino Descrição: Pisca o LED ligado ao pino 4 do Arduino Uno. Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP) Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Data: 26/04/2012 */ /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { // configura o pino digital 4 do Arduino como saída pinmode(4, OUTPUT); } /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() { digitalwrite(4, HIGH); // acende o LED delay(500); // aguarda meio segundo

23 digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED delay(500); // aguarda meio segundo } Exemplo 2 /* Nome do programa: pisca4.ino Descrição: Pisca o LED ligado ao pino 4 do Arduino Uno. Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP) Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Data: 26/04/2012 */ /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { // configura o pino digital 4 do Arduino como saída pinmode(4, OUTPUT); } /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() { digitalwrite(4, HIGH); // acende o LED delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED

24 delay(500); // aguarda meio segundo } Exemplo 3 /* Nome do programa: pisca ino Descrição: Pisca os LEDs ligados aos pinos 4, 5, 10 e 11 do Arduino Uno, na sequência 4 -> 5 -> 10 -> 11 -> 10 -> 5 -> 4 -> 5 ->... Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP) Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Data: 26/04/2012 */ /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { // configura os pinos digitais 4, 5, 10 e 11 do Arduino como saídas pinmode(4, OUTPUT); pinmode(5, OUTPUT); pinmode(10, OUTPUT); pinmode(11, OUTPUT); }

25 /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() { digitalwrite(4, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo digitalwrite(4, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 4 digitalwrite(5, HIGH); // acende o LED ligado ao pino 5 digitalwrite(10, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 10 digitalwrite(11, LOW); // apaga o LED ligado ao pino 11 delay(500); // aguarda meio segundo } Exemplo

26 /* Nome do programa: potenciometro4.ino Descrição: Pisca os LEDs ligados aos pinos 4, 5, 10 e 11 do Arduino Uno, na sequência 4 -> 5 -> 10 -> 11 -> 10 -> 5 -> 4 -> 5 ->... A velocidade da sequência de acendimentos é ajustada através de um potenciómetro ligado ao pino analógico A4. São também enviadas mensagens através da ligação série, que podem ser visualizadas com o Serial Monitor (Ctrl+Shift+M). Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP) Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Data: 26/04/2012 */ /* declaração de constantes e variáveis */ int potpin = A4; // selec. o pino analógico ao qual está ligado o sensor int led1pin = 4; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED1 int led2pin = 5; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED2 int led3pin = 10; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED3 int led4pin = 11; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED4 int potvalue = 0; // variável para guardar o valor analógico do sensor

27 /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { Serial.begin(57600); // inicializa a linha de série para 57600bps // envia mensagem através da linha série Serial.println(" "); // envia mensagem através da linha série // configura os pinos digitais onde estão ligados os LEDs como saídas pinmode(led1pin, OUTPUT); pinmode(led2pin, OUTPUT); pinmode(led3pin, OUTPUT); pinmode(led4pin, OUTPUT); } /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() { // lê o valor analógico presente no cursor do potenciómetro potvalue = analogread(potpin); // envia o valor lido através da linha de comunicação série Serial.write("Leitura: "); Serial.println(potValue, DEC); // faz a sequência de acendimentos digitalwrite(led1pin, HIGH); // acende o LED1 digitalwrite(led2pin, LOW); // apaga o LED2 digitalwrite(led3pin, LOW); // apaga o LED3 digitalwrite(led4pin, LOW); // apaga o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1 digitalwrite(led2pin, HIGH); // acende o LED2 digitalwrite(led3pin, LOW); // apaga o LED3 digitalwrite(led4pin, LOW); // apaga o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1 digitalwrite(led2pin, LOW); // apaga o LED2 digitalwrite(led3pin, HIGH); // acende o LED3 digitalwrite(led4pin, LOW); // apaga o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1-20 -

28 digitalwrite(led2pin, LOW); // apaga o LED2 digitalwrite(led3pin, LOW); // apaga o LED3 digitalwrite(led4pin, HIGH); // acende o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1 digitalwrite(led2pin, LOW); // apaga o LED2 digitalwrite(led3pin, HIGH); // acende o LED3 digitalwrite(led4pin, LOW); // apaga o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1 digitalwrite(led2pin, HIGH); // acende o LED2 digitalwrite(led3pin, LOW); // apaga o LED3 digitalwrite(led4pin, LOW); // apaga o LED4 delay(potvalue); // aguarda algum tempo } Exemplo 5 /* Nome do programa: potenciometro45.ino Descrição: Pisca os LEDs ligados aos pinos 4 e 5 do Arduino Uno a um ritmo ajustado pelo potenciómetro ligado à entrada A4. O potenciómetro ligado à entrada A5 ajusta a intensidade luminosa dos LEDs ligados aos pinos 10 e 11. Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP)

29 Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira Data: 26/04/2012 */ /* declaração de constantes e variáveis */ // seleciona o pino analógico ao qual liga o potenciómetro da temporização int pot1pin = A4; // seleciona o pino analógico ao qual liga o potenciómetro da intensidade int pot2pin = A5; int led1pin = 4; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED1 int led2pin = 5; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED2 int led3pin = 10; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED3 int led4pin = 11; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED4 // variável para guardar o valor analógico do potenciómetro da temporização int pot1value = 0; // variável para guardar o valor analógico do potenciómetro da intensidade int pot2value = 0; /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { // configura os pinos digitais onde estão ligados os LEDs como saídas pinmode(led1pin, OUTPUT); pinmode(led2pin, OUTPUT); pinmode(led3pin, OUTPUT); pinmode(led4pin, OUTPUT); } /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() { // lê o valor analógico presente no cursor do potenciómetro ligado a A4 pot1value = analogread(pot1pin); // lê o valor analógico presente no cursor do potenciómetro ligado a A5 pot2value = analogread(pot2pin); pot2value = pot2value / 4; // cálculo para ajustar ao intervalo digitalwrite(led1pin, HIGH); // acende o LED1-22 -

30 digitalwrite(led2pin, HIGH); // acende o LED2 analogwrite(led3pin, pot2value); // ajusta intensidade do LED3 analogwrite(led4pin, pot2value); // ajusta intensidade do LED4 delay(pot1value); // aguarda algum tempo digitalwrite(led1pin, LOW); // apaga o LED1 digitalwrite(led2pin, LOW); // apaga o LED2 analogwrite(led3pin, pot2value); // ajusta intensidade do LED3 analogwrite(led4pin, pot2value); // ajusta intensidade do LED4 delay(pot1value); // aguarda algum tempo } Exemplo 6 /* Nome do programa: movimento45.ino Descrição: Sinaliza a rotação anti-horária do cursor do potenciómetro 1 acendendo o LED 1, enquanto a rotação horária é sinalizada pelo LED 2. Sinaliza a rotação anti-horária do cursor do potenciómetro 2 acendendo o LED 3, enquanto a rotação horária é sinalizada pelo LED 4. Não havendo movimento dos cursores dos potenciómetros todos os LEDs mantém-se apagados. Autor(es): Carlos Daniel Bajouco Martins Moço Turma: 3.º ET Disciplina: Prova de Aptidão Profissional (PAP) Curso: C P de Técnico de Eletrónica e Telecomunicações Escola: Escola Secundária Afonso Lopes Vieira

31 Data: 26/04/2012 */ /* declaração de constantes e variáveis */ // seleciona o pino analógico ao qual está ligado o potenciómetro 1 int pot1pin = A4; // seleciona o pino analógico ao qual está ligado o potenciómetro 2 int pot2pin = A5; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED1 int led1pin = 4; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED2 int led2pin = 5; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED3 int led3pin = 10; // seleciona o pino digital ao qual está ligado o LED4 int led4pin = 11; // variável para guardar o valor analógico do potenciómetro 1 int pot1value = 0; // variável para guardar o valor analógico do potenciómetro 2 int pot2value = 0; // variável para guardar o valor analógico anterior do potenciómetro 1 int pot1valueold = pot1value; // variável para guardar o valor analógico anterior do potenciómetro 2 int pot2valueold = pot2value; int potgap = 1; // define a sensibilidade para evitar o ruído nas leituras /* função de inicialização do microcontrolador, executada uma só vez */ void setup() { // configura os pinos digitais onde estão ligados os LEDs como saídas pinmode(led1pin, OUTPUT); pinmode(led2pin, OUTPUT); pinmode(led3pin, OUTPUT); pinmode(led4pin, OUTPUT); } /* função principal do programa, executada continuamente */ void loop() {

32 // lê os valores analógicos dos potenciómetros 1 e 2 pot1value = analogread(pot1pin); pot2value = analogread(pot2pin); if (pot1value < (pot1valueold - potgap)) { digitalwrite(led1pin, HIGH); } if (pot1value > (pot1valueold + potgap)) { digitalwrite(led2pin, HIGH); } if (pot2value < (pot2valueold - 2)) { digitalwrite(led3pin, HIGH); } if (pot2value > (pot2valueold + 2)) { digitalwrite(led4pin, HIGH); } delay(100); // aguarda algum tempo // apaga todos os LEDs digitalwrite(led1pin, LOW); digitalwrite(led2pin, LOW); digitalwrite(led3pin, LOW); digitalwrite(led4pin, LOW); // guarda os valores lidos para futura comparação pot1valueold = pot1value; pot2valueold = pot2value; }

33 3. Conclusão O meu projeto consistiu em falar sobre o Arduino Uno, para conseguir concluir este projeto foi preciso ter uma grande capacidade de autonomia e persistência, aspetos esses que se foram desenvolvendo à medida que o concebia, planeava e executava. A execução do projeto da Prova de Aptidão Profissional envolveu um grande esforço e dedicação. Para além das competências técnicas e diversas capacidades que o trabalho exigiu, penso que foi benéfico para mim a nível profissional e a nível social, uma vez que no futuro irei enfrentar outros projetos tão ou mais importante que este. Naturalmente que, no decorrer da realização do projeto da Prova de Aptidão Profissional senti diversas dificuldades, as quais só puderam ser ultrapassadas com a capacidade de trabalho que foi desenvolvida em mim, com o apoio do professor Paulo Santos e da colaboração de alguns dos meus colegas

34 Bibliografia [1] Ping Pong com Matriz de Leds 8 8 e Arduino Bruno Soares, acedido a 20 de setembro de 2011, em [2] Snake on a 8x8 led matrix Arduino Forum, acedido a 27 de setembro de 2011, em [3] Arduino LCD Super Mario Game YouTube, acedido a 27 de setembro de 2011, em [4] Aprenda Arduino: Robótica para Iniciantes / robotics for beginners YouTube, acedido a 25 de outubro de 2011, em v=kzuro9axgh0. [5] Arduino + Servo Motor + Wireless Playstation Controller YouTube, acedido a 03 de novembro de 2011, em [6] led matrix Snake - arduino powered YouTube, acedido a 03 de novembro de 2011, em [7] Sítio de internet do Arduino, acedido a entre 27 de setembro de 2011 a 26 de abril de 2012, em [8] Gameduino: Consola de Jogos para Arduino Loja Virtual da Aliatron, acedido a 22 de março de 2012, em products_id=

35 Anexos

36 Anexo 1 O que é necessário para começar a explorar o Arduino Arduino Uno Cabo USB AB

37 Fonte de alimentação de 9VAC 1,5A Outros componentes eletrónicos à medida das necessidades

38 Ferramenta de programação do Arduino, descarregar de

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre ACENDENDO AS LUZES Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre Projeto 1 LED piscante Neste capitulo, todos os projetos utilizam luzes LED s de diversas formas. Em relação ao hardware,

Leia mais

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Introdução ao Arduino Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Programa 1. Introdução à plataforma de desenvolvimento Arduino 2. Análise à sua constituição 3. Software de desenvolvimento Arduino 4. Estrutura e Sintaxe

Leia mais

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Introdução Módulo de Ponte H dupla para controlar dois motores DC ou um motor de passo bipolar. Com este módulo é possível controlar o sentido de rotação de motores

Leia mais

Arduino. Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica

Arduino. Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica Arduino Wanderson Souza wandersonsouza.info@gmail.com Professor de Robótica About me Tecnólogo em Computação - ETER Licenciado em Computação - UEPB Professor de Robótica Pedagógica desde 2008 Grupo de

Leia mais

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio Coordenação de Eletrotécnica Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Autor: Prof. Alessandro N. Vargas

Leia mais

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485

Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485 2015 Todos os direitos reservados Página 1 de 27 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Arduino Supervisório MODBUS...3 Conversor RS485...3

Leia mais

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB.

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre este Minicurso Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre o Ministrante: Samuel Cavalcante Engenheiro de Computação (UNIDERP)-

Leia mais

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações.

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. A partir de agora, iremos conhecer o hardware do Arduino e suas caracteristicas

Leia mais

Disparando eventos com o Asterisk. Fernando Mercês

Disparando eventos com o Asterisk. Fernando Mercês Disparando eventos com o Asterisk Fernando Mercês Fernando Mercês Apresentação fernando@mentebinaria.com.br Bacharelando em Ciência da Computação e com formação técnica em eletrônica, Fernando Mercês é

Leia mais

Servo Motores. Jener Toscano Lins e Silva

Servo Motores. Jener Toscano Lins e Silva Governo do Estado de Pernambuco Secretaria de Educação Secretaria Executiva de Educação Profissional Escola Técnica Estadual Professor Agamemnon Magalhães ETEPAM Servo Motores Jener Toscano Lins e Silva

Leia mais

Datasheet Componentes Eletrônicos

Datasheet Componentes Eletrônicos Datasheet Componentes Eletrônicos Caixa de Pilhas... 2 LED (mini lâmpada)... 2 Conector INT... 3 HUB... 3 Sensor de Luz... 4 Circuito Relé... 4 Circuito Buzz... 5 Sensor de Ímã... 6 Ponte H com Relés...

Leia mais

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Arduíno Adriano Cruz 16 de setembro de 2013 Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Section Summary 1 Introdução 2 Eletrônica 3 Hardware Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 2 /

Leia mais

Minicurso Arduino JACEE 2012

Minicurso Arduino JACEE 2012 Minicurso Arduino JACEE 2012 1. Introdução O que é o Arduino? Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica criado com o objetivo de permitir o desenvolvimento de controle de sistemas interativos,

Leia mais

Controle remoto por Bluetooth

Controle remoto por Bluetooth Controle remoto por Bluetooth Introdução Esse tutorial tem como objetivo, facilitar a montagem do controle e drive de potência voltado a modalidades que necessitam de controle remoto, seja robô sumo de

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo August 28, 2015 Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo Minicurso de Arduino August 28, 2015 1 / 45 Roteiro do curso O que é o Arduino (especificações,

Leia mais

Motor de Passo - Arduino

Motor de Passo - Arduino Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Mecânica Mestrado em Engenharia Mecatrónica Motor de Passo - Arduino Unidade de Crédito Máquinas de Comando Numérico 20 643 José António Barbosa Goncalves

Leia mais

Programação em Arduino

Programação em Arduino Programação em Arduino Módulo Básico Material produzido para o projeto Oficina de Robótica por: Anderson Luiz Fernandes Perez Renan Rocha Darós Contatos: Universidade Federal de Santa Catarina - anderson.perez

Leia mais

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY!

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY! Arduino Hack Day Evento promovido por entusiastas, universidades e empresas Colaborativo e participativo Informações técnicas e troca de experiências Elétron Livre apoia a iniciativa emprestando materiais,

Leia mais

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado InteropMix 2014 Arduino e Internet das Coisas Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado 29/novembro/2014 http://www.eaduino.com.br 2 Arduino Arduino é uma plataforma de hardware e software open source

Leia mais

RESULTAR EM "CHOQUE ELÉTRICO", FOGO, ENTRE OUTROS.

RESULTAR EM CHOQUE ELÉTRICO, FOGO, ENTRE OUTROS. ReleShield LER E OBSERVAR AS SEGUINTES ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ANTES DE USAR ESTE PRODUTO. A NÃO OBSERVÂNCIA DESTAS INSTRUÇÕES PODE RESULTAR EM "CHOQUE ELÉTRICO", FOGO, ENTRE OUTROS. ESTES EVENTOS PODEM

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO 0 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO PROJETO INTEGRADO: COBERTURA AUTOMATIZADA COM DETECTOR DE CHUVA CURITIBA 2010 1 TAISA DAIANA DA COSTA PROJETO

Leia mais

Robótica com Arduino CDI. Professor: Paulo Marcos Trentin

Robótica com Arduino CDI. Professor: Paulo Marcos Trentin Robótica com Arduino CDI Professor: Paulo Marcos Trentin Apresentações Professor: Paulo Marcos Trentin Email: paulo@paulotrentin.com.br Site: www.paulotrentin.com.br Graduando 9ª fase do curso de Ciências

Leia mais

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos!

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! Prof. Cláudio Oliveira Prof. Humberto Zanetti Prof. Júlio Vansan A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! 1 O que é Arduino? Uma plataforma

Leia mais

Robótica com Arduino

Robótica com Arduino Robótica com Arduino Nesta apresentação veremos conceitos sobre contadores, estrutura de condição if, e trabalharemos com a comunicação Serial entre o Arduino e o Computador. Professor: Paulo Marcos Trentin

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes January 28, 2013 Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes Minicurso de Arduino January 28, 2013 1 / 34 Sobre Sobre o minicurso: Duração de 20 horas Certificado

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet O que precisamos para controlar uma tomada via Web Microcontrolador Relê, transistor, diodo e resistor PC ou um shield Ethernet ou wifi para seu

Leia mais

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba Prof. Cláudio Oliveira Coordenador - Fatec Jundiaí Prof. Humberto Zanetti Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos

Leia mais

Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos

Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos O objetivo deste projeto é demonstrar a utilização do display de led de 7 segmentos controlado diretamente a partir das portas do Arduino. Material necessário:

Leia mais

Prof. Ivair Teixeira INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO

Prof. Ivair Teixeira INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO INTEGRAÇÃO ANDROID & ARDUINO FACULDADE ANHANGUERA DE CAMPINAS Unidade 2 Via norte ivair.teixeira@anhanguera.com Coordenador dos cursos de: CC SI TADS - Redes App Inventor é uma ferramenta baseada em nuvem

Leia mais

Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos

Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos O objetivo deste projeto é demonstrar a utilização de um display de led de 7 segmentos controlado diretamente a partir das portas digitais do Arduino. Material

Leia mais

Prá$cas Arduino. Manoel Neto

Prá$cas Arduino. Manoel Neto Prá$cas Arduino Manoel Neto Hello blink // Pin 13 has an LED connected on most Arduino boards. // give it a name: int led = 13; // the setup rou$ne runs once when you press reset: void setup() { // ini$alize

Leia mais

BEC- Bafômetro Embutido em Carros

BEC- Bafômetro Embutido em Carros BEC- Bafômetro Embutido em Carros Síntia Rodrigues Moreira Fernanda Rodrigues da Silva Márcia Jorge do Carmo Renata Cristina Guimarães Sofia Pereira Campos Agosto de 2014 1 1 Introdução O consumo de álcool

Leia mais

arduino = new roboticalivre(); Arduino Marcus Fazzi

arduino = new roboticalivre(); Arduino Marcus Fazzi arduino=newroboticalivre(); Arduino MarcusFazzi arduino::whatis(); Placadedesenvolvimentomicrocontrolada, Podereceberdadosdoambienteatravésdeuma grandevariedadedesesores; PodeafetaroambientecontrolandoLEDs,

Leia mais

TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB

TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB TÍTULO: BRAÇO MECÂNICO AUTOMATIZADO USANDO UM CONTROLADOR ARDUINO GUIADO POR UM SENSOR DE COR RGB CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO

Leia mais

1Manual do Program-ME... 6

1Manual do Program-ME... 6 1Manual do Program-ME... 6 1.1Componentes para Program-ME / Arduino... 6 1.2Aplicações práticas... 7 1.3O que é Arduino... 8 1.3.1Características técnicas do Arduino/Program-ME... 8 1.3.2Program-ME v1.0

Leia mais

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo Este projeto refere-se à construção de um sensor de luminosidade com o uso de um LDR (Light Dependent Resistor), com as seguintes características: 1. Luminosidade

Leia mais

O Laboratório de Garagem

O Laboratório de Garagem Oficina de Robótica O Laboratório de Garagem O Laboratório de Garagem foi fundado em 2010 e tem como proposta ser uma iniciativa voltada para a integração, colaboração e apoio aos desenvolvedores independentes

Leia mais

Arduino e Proteus (Tutorial)

Arduino e Proteus (Tutorial) Arduino e Proteus (Tutorial) Por Felipe Gomes Flores Para quem trabalha com projetos ou apenas os faz por hobby sabe que há situações em uma boa idéia surge do nada e às vezes não há como reproduzi-la

Leia mais

Ficha 1. Conjunto de informação básica, essencial para utilizar sensores e actuadores.

Ficha 1. Conjunto de informação básica, essencial para utilizar sensores e actuadores. Ficha 1 Conjunto de informação básica, essencial para utilizar sensores e actuadores. Sítio: Elearning UAb Unidade curricular: FATAC - Sensores e Actuadores (DMAD 2013-14) Livro: Ficha 1 Impresso por:

Leia mais

Arduino e Python. Do It Yourself! Luís Bruno Jefferson Jarden Francisco Marcelino

Arduino e Python. Do It Yourself! Luís Bruno Jefferson Jarden Francisco Marcelino Arduino e Python Do It Yourself! Luís Bruno Jefferson Jarden Francisco Marcelino Arduino e Python Faça Você Mesmo! Quem Somos Jefferson Jardem Luís Bruno jeffersonjardem@gmail.com luisbrunu@gmail.com Francisco

Leia mais

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05

Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Tutorial de Eletrônica Aplicações com 555 v2010.05 Linha de Equipamentos MEC Desenvolvidos por: Maxwell Bohr Instrumentação Eletrônica Ltda. Rua Porto Alegre, 212 Londrina PR Brasil http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG

Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG O que são Shields? Placas de circuito que podem ser conectadas ao Arduino, encaixando-se perfeitamente por cima dele, e expandindo suas capacidades Ethernet

Leia mais

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA PUCPR ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CCET

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA PUCPR ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CCET 1 PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA PUCPR ENGENHARIA DA COMPUTAÇÃO CCET FERNANDO BRASIL BABONI PEDRO AUGUSTO CORSI DO NASCIMENTO VICTOR HUGO SIQUEIRA GOMES MM - MAGNET MANAGER CURITIBA 2011 2 FERNANDO BRASIL

Leia mais

ARDUINO KIT INICIANTE V3.0

ARDUINO KIT INICIANTE V3.0 ARDUINO KIT INICIANTE V3.0 Parabéns por adquirir o Kit Arduino Iniciante da RoboCore! Este material é composto por 10 experimentos, que são intitulados módulos e projetos. O intuito principal é que o usuário

Leia mais

OMNI-3MD. Placa Controladora de 3 Motores. Disponível Biblioteca para Arduino. Manual de Hardware. Outubro de 2013

OMNI-3MD. Placa Controladora de 3 Motores. Disponível Biblioteca para Arduino. Manual de Hardware. Outubro de 2013 OMNI-3MD Placa Controladora de 3 Motores Disponível Biblioteca para Arduino Manual de Hardware Outubro de 2013 Copyright 2013, SAR - Soluções de Automação e Robótica, Lda. 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Especificações...

Leia mais

Microcontrolador Modelix 3.6

Microcontrolador Modelix 3.6 Curso de Robótica 1 Curso de Robótica Introdução à robótica O desenvolvimento da robótica surgiu da necessidade de se aperfeiçoar processos de fabricação, no sentido de melhorar a qualidade dos produtos.

Leia mais

TÍTULO: JANELA AUTOMATIZADA QUE OPERA A PARTIR DE DADOS METEOROLÓGICOS OBTIDOS POR SENSORES

TÍTULO: JANELA AUTOMATIZADA QUE OPERA A PARTIR DE DADOS METEOROLÓGICOS OBTIDOS POR SENSORES TÍTULO: JANELA AUTOMATIZADA QUE OPERA A PARTIR DE DADOS METEOROLÓGICOS OBTIDOS POR SENSORES CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ENGENHARIAS INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE SANTA CECÍLIA

Leia mais

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores.

PROJETO DE PESQUISA. Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. PROJETO DE PESQUISA 1. Título do projeto Automação residencial utilizando dispositivos móveis e microcontroladores. 2. Questão ou problema identificado Controlar remotamente luminárias, tomadas e acesso

Leia mais

Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli Kendy Zan Minakawa Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos

Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli Kendy Zan Minakawa Prof. Ricardo Ribeiro dos Santos 2 o. Encontro DESTACOM Despertando Talentos em Computação Introdução ao Arduino Conceitos Gerais e Programação Hewerson Antonio Perdomo Jacquet Luana Loubet Borges Ricardo Espindola de Aguiar Riccieli

Leia mais

Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino

Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino Alarme Automotivo com mensagem para móvel utilizando Arduino Maycon Cirilo dos Santos¹, Wyllian Fressatti¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil mayconsi2012@gmail.com, wyllian@unipar.br

Leia mais

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual

Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual Comutador USB KVM Comutador USB KVM com áudio, 2 portas Comutador USB KVM com áudio, 4 portas Manual DS-11403 (2 portas) DS-12402 (4 portas) NOTA Este equipamento foi testado e está em conformidade com

Leia mais

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands.

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Antes de começamos certifique-se de estarem com o programa instalado, com sua conta e licenças ativas. Neste tutorial não irei

Leia mais

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO

RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO RECONHECIMENTO DE VOZ UTILIZANDO ARDUINO Jessica Garcia Luz, Wyllian Fressatti Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil jessica.garcia.luz@gmail.com wyllian@unipar.br Resumo. Este artigo

Leia mais

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC. Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO CENTRAL DETECÇÃO INCÊNDIO YAZIC Modelo FP4-4 Zonas Programáveis MANUAL DE INSTALAÇÃO E PROGRAMAÇÃO Introdução A FP4 é uma Central de Detecção de Incêndio Convencional, equipada com 4 zonas de detecção,

Leia mais

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1 Easy Lab Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14 www.dma.ind.br DMA Electronics 1 A DMA ELECTRONICS projeta e fabrica sistemas para aquisição e registro de dados com conexão a um computador do tipo PC.

Leia mais

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine

Manual. Controle de motores via Bluetooth. William Trevine A Manual Controle de motores via Bluetooth 1 William Trevine Sumário 1 Introdução... 4 2 Características... 5 3 Instalação... 6 3.1 Alimentação... 7 3.2 Motores... 8 3.3 Liga e desliga... 9 3.4 Saídas

Leia mais

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA

O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Quim. Nova, Vol. 38, No. 3, S1-S6, 2015 O USO DE UM SENSOR DE LUZ LINEAR COMO RECURSO DIDÁTICO PARA DEMONSTRAR PRINCÍPIOS DE DIFRAÇÃO E ESPECTROSCOPIA Fernando Arruda Mendes de Oliveira a,b, Eduardo Ribeiro

Leia mais

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é apresentar, de uma forma simples e rápida, o básico de programação, sendo assim iremos focar apenas nos conceitos que são importantes para Arduino e sistemas embarcados

Leia mais

XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 SENSOR DE TEMPERATURA WIRELESS

XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 SENSOR DE TEMPERATURA WIRELESS XIX Congresso Nacional de Estudantes de Engenharia Mecânica - 13 a 17/08/2012 São Carlos-SP Artigo CREEM2012 SENSOR DE TEMPERATURA WIRELESS Antonio Carlos Lemos Júnior, Ednaldo Lopes Rosa e Leandro Aureliano

Leia mais

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS

Manual. Autonomus MANUAL DO INSTALADOR AUTONOMUS Manual Autonomus 1. Apresentação: A interface celular Pináculo AUTONOMUS dispõe de uma entrada para a conexão de linha telefônica convencional. Por utilizar um módulo celular GSM, ela dispensa o uso de

Leia mais

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330.

BLOCKGAS. Sistema de Monitoração e Alarme de vazamento de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás SB330. Este módulo é parte integrante do sistema de detecção de gás. É composto por um circuito inteligente (microcontrolado) que recebe o sinal gerado por um sensor eletrônico de gás, processa sua calibração

Leia mais

Projeto Chave. Felipe Cezario de Andrade.

Projeto Chave. Felipe Cezario de Andrade. Felipe Cezario de Andrade. Projeto Chave Projeto apresentado como requisito Parcial para avaliação do Programa de Aprendizagem em Física III e requisito para o programa de Aprendizagem em RPE, do Curso

Leia mais

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin Robótica com Arduino Resistores Professor: Paulo Trentin O que é? Componente que resiste a passagem de certa corrente no circuito. "o valor da resistência elétrica é obtido mediante a formação de um sulco

Leia mais

Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores

Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores Universidade Federal do Pará Laboratório de Sensores e Sistemas Embarcados (LASSE) Sistemas de Aquisição de Dados Baseado em Microcontroladores Rodrigo Williams Rodrigues Ataíde rodrigowra@ufpa.br 26 de

Leia mais

Professor: Fernando Krein Pinheiro

Professor: Fernando Krein Pinheiro Professor: Fernando Krein Pinheiro Quem sou eu: Fernando Krein Pinheiro, bacharel em Ciência da Computação e Especialista em Educação Técnica e Tecnológica. Possui conhecimento nas áreas de algoritmos

Leia mais

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS

Kit Laboratório de Robótica Escolar 411 PLUS CNPJ 56.233.497/0001-42 0 CNPJ 56.233.497/0001-42 1) Melhor Custo x Benefício do Mercado Brasileiro. 2) Peças e Componentes para diversos usos. 3) Manual de Referência do Software Modelix System Starter.

Leia mais

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006

SOLUTION. Painel Convencional de Alarme de Incêndio. SOLUTION - Sistema de Detecção e Alarme de Incêndio. Revisão 1.1 Maio de 2006 SOLUTION Painel Convencional de Alarme de Incêndio TABELA DE CONTEÚDO Capitulo 1: Descrição do Produto... 2 1.1: Características...2 1.2: Especificações...2 Capitulo 2: Lógica de Detecção e Alarme de Incêndios...

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Claudio Roberto Ferretto Junior. Éric Guimarães Zeni. Jub Gomes da Costa WINDOWS X.

Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Claudio Roberto Ferretto Junior. Éric Guimarães Zeni. Jub Gomes da Costa WINDOWS X. Pontifícia Universidade Católica do Paraná Claudio Roberto Ferretto Junior Éric Guimarães Zeni Jub Gomes da Costa WINDOWS X Curitiba 2013 Claudio Roberto Ferretto Junior Éric Guimarães Zeni Jub Gomes da

Leia mais

Potenciometer [Potenciômetro] - Ligado ao eixo de saída do servo, monitora a posição do mesmo.

Potenciometer [Potenciômetro] - Ligado ao eixo de saída do servo, monitora a posição do mesmo. Servomotores Este pequeno tutorial tem como finalidade auxiliar no entendimento de um dos componentes básico utilizados na construção de robôs móveis. www.sumoderobos.org Compilado por André Santos Agosto

Leia mais

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC.

Manual do instalador Box Output AC Rev. 0.01.000. Figura 01 Apresentação do Box Output AC. Pág. 1/10 Apresentação Equipamento para acionamento de cargas em corrente alternada 110/220V. Comunicação com outros dispositivos por rede CAN. 6 entradas digitais para acionamento local ou remoto. 6 entradas/saídas

Leia mais

LUMIKIT PRO X4 / RACK INTERFACE QUICK GUIDE

LUMIKIT PRO X4 / RACK INTERFACE QUICK GUIDE LUMIKIT PRO X4 / RACK INTERFACE QUICK GUIDE LEIA O MANUAL ANTES DE UTILIZAR O PRODUTO! Considerações importantes, leia antes de usar o produto: A diferença entre a interface Lumikit PRO X4 e Lumikit PRO

Leia mais

TUTORIAL Arduino Nano

TUTORIAL Arduino Nano Conceito: O é uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, projetada com um microcontrolador Atmel AVR com circuitos de entrada/saída embutido que podem ser facilmente

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

Manual de Instruções para a Placa de Testes da FPGA Max3064A da Altera

Manual de Instruções para a Placa de Testes da FPGA Max3064A da Altera Instituto Superior de Engenharia do Porto ISEP Manual de Instruções para a Placa de Testes da FPGA Max304A da Altera Ano lectivo 2004/2005 3º do Bacharelato do curso de Engenharia Electrotécnica Electrónica

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

FICHA TÉCNICA DO PRODUTO FICHA TÉCNICA DO PRODUTO A barra sinalizadora Winglux-S oferece uma solução moderna de sinalização com tecnologia 100% digital. Equipada com módulos de 4 ou 8 LEDs de 1W - 45 Lumens (típico) conhecidos

Leia mais

CNC 8055. Educacional. Ref. 1107

CNC 8055. Educacional. Ref. 1107 CNC 855 Educacional Ref. 7 FAGOR JOG SPI ND LE FEE D % 3 5 6 7 8 9 FAGOR JOG SPI ND LE FEE D % 3 5 6 7 8 9 FAGOR JOG SPI ND LE FEE D % 3 5 6 7 8 9 FAGOR JOG SPI ND LE 3 FEE D % 5 6 7 8 9 FAGOR JOG SPI

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores

Attack 1.35. Software de controle e Monitoração de amplificadores Attack 1.35 Software de controle e Monitoração de amplificadores 1 Índice 1 Hardware necessário:... 3 1.1 Requisitos do computador:... 3 1.2 Cabos e conectores:... 3 1.3 Adaptadores RS-232 USB:... 4 1.4

Leia mais

1 Utilizando o Protoboard

1 Utilizando o Protoboard Ensino Médio Integrado em Automação Industrial Sistemas Digitais e Projeto Integrador Professor: Rafael Garlet de Oliveira 1 Utilizando o Protoboard Aula Prática 1 É um equipamento utilizado para montagens

Leia mais

ARDUINO UNO Guia do Usuário

ARDUINO UNO Guia do Usuário ARDUINO UNO Guia do Usuário Heco Mecatrônica Ltda. e-mail: vendas@hecomecatronica.com.br Visite nosso site: www.hecomecatronica.com.br Loja Virtual: shop.hecomecatronica.com.br Guia do Usuário - Página

Leia mais

MANUAL REDE CABEADA UTP

MANUAL REDE CABEADA UTP MANUAL REDE CABEADA UTP volt.ind.br 1-QUADRO COMPLETO 2-DISJUNTOR 3-PROTETOR ELÉTRICO 4-FONTE PRIMÁRIA VT 800 5-BATERIAS 6-PD (PONTO DE DISTRIBUIÇÃO) volt.ind.br Pág. 1 1-QUADRO COMPLETO: Equipado por

Leia mais

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino

Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Introdução a Robótica, do NXT ao Arduino Com Alex Aquino III Workshop de Sistemas Embarcados do Semiárido do Nordeste & 3 Workshop Técnico Científico de Computação De 12 a 15 de Março de 2013 em Mossoró/RN

Leia mais

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964

CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101. Versão 1.03, Agosto 2006 ERP:30303964 1 CENTRALNGSG101.DOC CENTRAL DE ALARME DE incêndio MODELO NGSG101 Manual de Instalação e de Operação INDICE 1. Generalidades 2. Especificações técnicas 3. Estrutura e configuração 3.1 Aspecto exterior

Leia mais

Eletrônica & Robótica open-source

Eletrônica & Robótica open-source Eletrônica & Robótica open-source Vinicius Senger Fundador Globalcode e Programador até a morte Agenda Introdução Arduino Circuitos e componentes Ingressando na eletrônica / robótica Projetos Globalcode

Leia mais

ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes

ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes ARDUINO Um Guia Básico para Iniciantes Conheça essa plataforma de prototipagem eletrônica Um pouco de teoria A convite do amigo de longa data Paulo Brites preparei esse post sobre o Arduino. Esse ano o

Leia mais

Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS

Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS Márcio Gomes Assessoria de Inclusão Digital SMED Porto Alegre - RS Conceitos, referências e programações básicas com Arduino Agosto 2014 O conteúdo deste material é publicado sob a licença Creative Commons.

Leia mais

TS-320240 Display Gráfico Serial

TS-320240 Display Gráfico Serial TS-320240 Display Gráfico Serial TS-320240 - v1.3-161205 - pg 1 O display gráfico serial TS-320240 combina um módulo serial com um display gráfico de 320x240 pontos. Este conjunto recebe dados serialmente

Leia mais

CPBR7 - Concurso Leve seu robô

CPBR7 - Concurso Leve seu robô 1 CPBR7 - Concurso Leve seu robô #ProjetO_Ohm JEFFERSON FERREIRA PALHETA Email: jefferson.e.etc@gmail.com Curriculum Lattes: http://lattes.cnpq.br/6065504211568124 Belém-PA, Janeiro de 2014 2 Sumário 1.

Leia mais

Acendendo as luzes. Projeto 1 LED piscante. Componentes necessários. capítulo 2. Protoboard. LED de 5 mm. Resistor de 100 ohms * Fios jumper

Acendendo as luzes. Projeto 1 LED piscante. Componentes necessários. capítulo 2. Protoboard. LED de 5 mm. Resistor de 100 ohms * Fios jumper capítulo 2 Acendendo as luzes Projeto 1 LED piscante Protoboard LED de 5 mm Resistor de 100 ohms * Fios jumper * Esse valor pode ser diferente, dependendo do LED que você utilizar. O texto explicará como

Leia mais

PORTUGAL. MTL-Portable. Manual de Utilizador V0.02

PORTUGAL. MTL-Portable. Manual de Utilizador V0.02 PORTUGAL MTL-Portable Manual de Utilizador V0.02 Conteúdo 1. Início... 3 2. Notas gerais... 3 3. Colocação do d sistema em funcionamento... 4 4. Software / Firmware... 4 5. O Slider... 5 6. O controlador...

Leia mais

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário;

ANEXO I. Medidas (Largura, Altura, Profundidade): 45 mm, 20 mm, 15 mm; Parafusos e porcas para fixação e espaçadores se necessário; ANEXO I Lista de peças com características pré-definidas. Peças que não possuem características aqui descritas podem ser escolhidas de forma a serem integradas com as peças dos Anexos II e III e a placa

Leia mais

POL-100. Dispositivo de diagnóstico. Manual de utilizador. Verificação do loop analógico

POL-100. Dispositivo de diagnóstico. Manual de utilizador. Verificação do loop analógico Honeywell Life Safety Iberia C/Pau Vila, 15-19 08911 BADALONA (BARCELONA) Tel.: 93 497 39 60 Fax: 93 465 86 35 www.honeywelllifesafety.es Dispositivo de diagnóstico POL-100 Verificação do loop analógico

Leia mais

Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica. André F. Núñez

Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica. André F. Núñez Uma Introdução ao ARDUINO e suas Aplicações na Robótica André F. Núñez O que é Arduino? Arduino é uma plataforma open-source de protótipos eletrônicos baseados em hardware e software flexível e fácil de

Leia mais

Introdução. àeletrônica com Arduino. Felipe Nascimento Martins. VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes

Introdução. àeletrônica com Arduino. Felipe Nascimento Martins. VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes v. 4-2013 VIII Jornada de Iniciação Científica, Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ifes Introdução àeletrônica com Arduino O trabalho Introdução à Eletrônica com Arduino de foi licenciado com uma

Leia mais

UMA PROPOSTA DE ENSINO DE FÍSICA PARA TURMAS NOTURNAS. Material Didático para o Professor

UMA PROPOSTA DE ENSINO DE FÍSICA PARA TURMAS NOTURNAS. Material Didático para o Professor UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Instituto de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física Mestrado Profissional em Ensino de Física UMA PROPOSTA DE ENSINO DE FÍSICA PARA TURMAS NOTURNAS

Leia mais

Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 -

Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 - T e c n o l o g i a Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. INTRODUÇÃO Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700

Leia mais

Apostila de Arduino. Gabriel Vasiljević

Apostila de Arduino. Gabriel Vasiljević Apostila de Arduino Gabriel Vasiljević February 1, 2013 1 Contents 1 Introdução 3 1.1 O que é Arduino?................................. 3 1.2 Por que usar Arduino?.............................. 3 1.3 O

Leia mais

Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial

Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial UNIVERSIDADE PAULISTA CAMPUS BRASILIA Alunos das Turmas EE8P30/EE9P30 Robótica: A aplicação de um Robô em Planta Industrial Brasília 2011 SUMARIO 1 Caracterização... 3 2 Objetivo... 4 3 Metodologia...

Leia mais