Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS485"

Transcrição

1 Manual Técnico Arduino Supervisório MODBUS & Conversor RS Todos os direitos reservados Página 1 de 27

2 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Arduino Supervisório MODBUS...3 Conversor RS Características...4 Sobre o RS485 & MODBUS...5 Diagrama de Conexões Para Testes de Bancada...6 Como Ligar FTDi Basic No Arduino Supervisório...8 Siga a orientação mostrada nas fotos abaixo para conectar seu Arduino FTDi Basic da Serial Link no Arduino Supervisório MODBUS...8 Veja também o manual do Arduino FTDi Basic no link abaixo:...8 Identificando Conectores & Jumpers...9 Detalhes Sobre o Arduino Supervisório...16 Configurando Jumpers...18 Exemplo 1 Teste de Bancada Comunicando 2 Arduinos...21 Código do Exemplo Exemplo 2 Ligando 4 Arduinos em Rede...23 Código do Exemplo Todos os direitos reservados Página 2 de 27

3 Introdução Neste manual veremos os detalhes técnicos de dois produtos, concebidos para funcionar em conjunto, formando uma rede MODBUS, via comunicação RS485. Arduino Supervisório MODBUS Arduino Supervisório que a gente já conhece, mas nessa versão, integrado com um circuito de comunicação RS485. Totalmente configurável por jumpers, o módulo RS485 integrado no Arduino Supervisório, é muito versátil. Tão versátil que pode ser destacado! Isso mesmo! Você pode cortar o Módulo RS485 fora do Arduino Supervisório e ambos continuarão funcionando separadamente. Conversor RS485 Conversor RS485 é um Módulo Avulso que pode ser ligado em um FTDi, um Arduino UNO, NANO etc. Na verdade o Conversor RS485 é igual ao Módulo Integrado RS485 do Arduino Supervisório, com algumas pequenas diferenças. A primeira é dele ser avulso. A segunda é que seu conector tem uma pinagem diferente do RS485 integrado. Mas possui todos os jumpers de configuração e a mesma funcionalidade do módulo integrado. Foi pensado dessa forma para ser um acessório de bancada, onde você pode ligar seu Arduino UNO nesse Conversor RS485 e ligar os fios no Arduino Supervisório MODBUS, para testar a comunicação MODBUS. No manual veremos também código de exemplo para você poder efetuar os testes de funcionamento do seu equipamento Todos os direitos reservados Página 3 de 27

4 Características Arduino Supervisório MODBUS Aceita alimentação 5VDC e 12VDC Proteção contra curto-circuito na entrada de 12VDC Exclusivo Conector FTDi Serial Link para carregar a programação do Arduino sem precisar tirar o chip da placa. Todas as portas do Arduino UNO disponíveis para conexão via bornes parafusáveis, garantindo melhor fixação contra vibrações. Portas Auxiliares também dispostas em bornes AREF, RST, GND Nesta versão temos também bornes para fixação dos fios da Comunicação RS485 Possibilidade de cortar o módulo integrado RS485 fora e utilizar o Arduino Supervisório sozinho Jumpers de Configuração do Módulo RS485 7 jumpers, sendo: 1x Jumper de GND (desativado) 1x Jumper EN Decide se envia ou recebe, 2x na linha da Serial, 1x de resistor terminador (120R), 2x resistores de pull-up/down (470R) Conector Auxiliar RS485 caso o módulo seja cortado para também poder ser usado separadamente Conversor RS485 Apenas alimentação 5VDC Acessório indispensável para testes de bancada Integra plataformas como PC, Android, Arduino UNO, Raspberry Pi, através da Serial, convertendo em RS485. Oferece integração simples usando apenas 5 fios: 5V, GND, EN, RX, TX (não necessariamente nessa ordem, vide ordem correta abaixo) Possui também os Jumpers de Configuração do Módulo RS485 7 jumpers, sendo: 1x Jumper de GND (desativado) 1x Jumper EN Decide se envia ou recebe, 2x na linha da Serial, 1x de resistor terminador (120R), 2x resistores de pull-up/down (470R) Borne com terminais parafusáveis para ligação dos fios da Comunicação RS485, compatíveis com a linha Supervisório da Serial Link Todos os direitos reservados Página 4 de 27

5 Sobre o RS485 & MODBUS RS485 É o código determinado por uma norma de engenharia para definir a comunicação entre equipamentos. Essa norma RS485 em especial é muito interessante pois determina níveis lógicos de sinal, com tensões que ultrapassam os 30V positivos e negativos! Essa característica é muito interessante para comunicação a longas distâncias! O Protocolo RS485, como é conhecida essa norma de engenharia da comunicação, por suas características, consegue lidar com distâncias de até 2Km! Isso tudo em apenas dois fios trançados! MODBUS O mais interessante da aplicação do Protocolo RS485 é a possibilidade de definir endereços para cada Nó da Rede, ou seja, para cada Equipamento ligado em série pelos dois fios, formando uma rede de comunicação, conforme veremos adiante. Veremos código para implementar essa Rede conhecida por MODBUS e como comunicar com os equipamentos ligados na rede de forma individual Todos os direitos reservados Página 5 de 27

6 Diagrama de Conexões Para Testes de Bancada Efetue as conexões fornecidas no diagrama abaixo para poder executar os exemplos desse manual. Repare que serão necessários adicionalmente dois itens: Arduino FTDi Basic (fabricado e vendido pela Serial Link, separadamente) Arduino UNO (chines ou original italiano, comprado a parte) Conversor RS485 N/A TX RX 5V EN GND Arduino UNO D1 (TX) D0 (RX) D3 A B 2015 Todos os direitos reservados Página 6 de 27

7 Diagrama de Conexões (Cont.) A B + - Arduino Supervisório MODBUS Conectar aqui o ATMega328 Conectar aqui o FTDI Basic para carregar a programação 2015 Todos os direitos reservados Página 7 de 27

8 Como Ligar FTDi Basic No Arduino Supervisório Siga a orientação mostrada nas fotos abaixo para conectar seu Arduino FTDi Basic da Serial Link no Arduino Supervisório MODBUS. Veja também o manual do Arduino FTDi Basic no link abaixo: Todos os direitos reservados Página 8 de 27

9 Identificando Conectores & Jumpers Arduino Supervisório MODBUS Tendo em mãos sua placa do Arduino Supervisório com RS485 integrado, vamos verificar onde estão localizadas as portas, as posições dos bornes e também conectores auxiliares e jumpers. Portas Digitais Compatíveis com padrão de pinagem do Arduino UNO. A única diferença está na identificação dos pinos D0 e D1, que no Arduino Supervisório aparecem como RX e TX, respectivamente. Portas digitais 0 a 9: Portas digitais 10 a 13: 2015 Todos os direitos reservados Página 9 de 27

10 Portas Analógicas Arduino Supervisório possui 6 portas analógicas, desde A0 até A5, conforme foto: Alimentação 5VDC & 12VDC Contando com um Regulador de Tensão, o Arduino Supervisório aceita alimentação 5V (corrente contínua) e também 12V (corrente contínua) ATENÇÃO Não ligue AC (corrente alternada) em nenhum borne de alimentação! Borne de Alimentação 5VDC Todos os direitos reservados Página 10 de 27

11 Borne de Alimentação 12VDC + - Portas Auxiliares As portas auxiliares do Arduino Supervisório encontram-se no mesmo conector da Alimentação 5VDC, conforme foto: Portas Auxiliares 2015 Todos os direitos reservados Página 11 de 27

12 Conector RS485 Integrado ao Arduino Supervisório, temos os bornes do Conector RS485, onde devemos ligar os fios trançados da Rede MODBUS Todos os direitos reservados Página 12 de 27

13 Jumpers de Configuração RS485 Ligamos todos os equipamentos da Rede MODBUS em série, através de dois fios trançados para evitar interferência magnética externa. Como muitos Arduinos Supervisório podem ser ligados na mesma Rede, muitos jumpers de configuração de fazem necessários para ajustar cada Arduino da Rede com uma configuração diferente. Na rede RS485 temos algumas características interessantes, vejamos a imagem da Rede MODBUS abaixo: Repare que os equipamentos da ponta precisam ativar o resistor terminador de 120 ohms. E que também um deles precisa ativar os resistores de pull-up/down. Já os outros equipamentos da Rede RS485 não precisam, então todos esses detalhes são configurados através do sete (07) jumpers disponíveis na plataforma MODBUS da Serial Link Todos os direitos reservados Página 13 de 27

14 Veja abaixo na foto onde estão localizados os Jumpers e também a numeração deles que utilizaremos adiante nesse manual ) Jumper do GND Sem uso, apenas um pino extra de GND. (Não conectado) 2) Jumper do EN Chaveia entre Transmissão/Recepção (ENABLE) 3) Jumper do RX Jumper da linha Serial RX (desligar quando for subir programação no Arduino) 4) Jumper do TX Jumper da linha Serial TX (desligar quando for subir programação no Arduino) 5) Jumper de Pull-Up Ligado no Resistor 470R que vai para o positivo (VCC) 6) Jumper do Terminador Ligado no Resistor 120R terminador da Rede RS485 7) Jumper de Pull-Down Ligado no Resistor 470R que vai para o terra (GND) 2015 Todos os direitos reservados Página 14 de 27

15 Conector FTDi Por se tratar de um Arduino Supervisório REV2.1 Red Dragon, temos nessa placa também o Conector FTDi, para carregar códigos do Arduino sem precisar retirar o chip ATMega da placa! O Arduino FTDi Basic da Serial Link foi desenvolvido para esse fim e deve ser conectado nesse conector da foto abaixo: Conector FTDi 2015 Todos os direitos reservados Página 15 de 27

16 Detalhes Sobre o Arduino Supervisório O Arduino Supervisório é bem simples de ser utilizado, pois ele funciona como um Arduino UNO qualquer. Veja tabela comparativa abaixo: Característica Arduino UNO Conversor USB/Serial integrado SIM NÃO Saídas digitais D0~D13 SIM SIM Saídas Analógicas A0~A5 SIM SIM Alimentação 5V/GND SIM SIM Alimentação 12V/GND SIM (VIN) SIM Portas Auxiliares RST e AREF SIM SIM Regulador de Tensão 3V3 SIM NÃO Arduino Supervisório Como podemos ver, as únicas diferenças são entre o Conversor USB/Serial e o Regulador de Tensão 3,3V. No caso do Conversor USB/Serial, o Arduino UNO possui um ATMega16u2 integrado na placa para essa tarefa; bem como componentes auxiliares e o conector USB, tudo integrado na placa. Já o Arduino Supervisório não possui o Conversor USB/Serial integrado, pois como ele é voltado para ser utilizado em máquinas que possuem vibrações, o circuito é bem minimalista e robusto; portanto esse circuito (que serve apenas na bancada) foi separado no Arduino FTDi Basic, que é um outro produto Serial Link vendido separadamente: Dessa forma o cliente precisa comprar apenas um Arduino FTDi Basic para gravar quantos Arduinos Supervisório quiser! Além de ser mais econômico, basta deixar o Arduino FTDi Basic já conectado no cabo USB para atualizar o código da máquina, sem precisar desmontar nada! Basta apenas chegar perto com um Notebook e espetar o FTDi Basic no conector FTDi do Arduino Supervisório! 2015 Todos os direitos reservados Página 16 de 27

17 Módulo Integrado RS485 A novidade dessa versão de Arduino Supervisório é o Módulo RS485 integrado, que traz uma característica muito interessante para a plataforma Supervisório: A possibilidade de ligar vários Arduinos em Rede! Dessa forma é possível integrar várias máquinas, reduzindo o custo, sem se preocupar com distâncias, pois o RS485 é conhecido pela sua confiabilidade de conexão em cabos trançados de até 2Km! Vamos ver os exemplos Todos os direitos reservados Página 17 de 27

18 Configurando Jumpers A princípio, 7 parece um número muito grande de jumpers para configurar, mas não é tão complicado assim! Um deles ainda não tem uso e serve como um pino auxiliar de GND. Ele é o primeiro Jumper, conforme foto: 1 Dois deles são os da linha da Serial, que ligam os circuitos do RX e TX (e que devem ser desligados ao carregar programas pelo FTDi) conforme foto abaixo: Todos os direitos reservados Página 18 de 27

19 O jumper principal da Rede MODBUS é o que ativa o resistor de 120 ohms. Esse resistor é chamado de terminador e só precisa ser ativado nos Arduinos das pontas, ou seja, no primeiro Arduino e no último da Rede. 6 Outros dois jumpers importantes na Comunicação RS485 são os de pull-up/down da Rede. Eles são responsáveis por criar um divisor resistivo na alimentação positiva (pull-up) e negativa (pull-down). Estes jumpers precisam ser ativados em apenas 1 dos Arduinos da Rede toda. Ou seja, basta ativar esses jumpers em qualquer um dos Arduinos da rede e desligar em todos os outros. Costuma-se ativar esses jumpers de elevação no primeiro ou no último Arduino (sempre nos Arduinos das pontas) Todos os direitos reservados Página 19 de 27

20 Por último e não menos importante temos o Jumper do ENABLE, que funciona como uma chave para decidir se o módulo está transmitindo ou recebendo. Veremos isso na parte do código, mas basta colocar esse pino em estado lógico para transmitir e em estado baixo para receber. Esse jumper fica normalmente conectado e não precisa mexer. 2 A placa do Arduino Supervisório MODBUS acompanha todas as capinhas dos jumpers Todos os direitos reservados Página 20 de 27

21 Exemplo 1 Teste de Bancada Comunicando 2 Arduinos Para esse exemplo, vamos conectar os fios conforme mostrado mais acima neste manual, no diagrama de teste de bancada. O que vamos fazer é bem simples: 1. Ligamos o Módulo Avulso RS485 no Arduino UNO 2. Conectamos os fios trançados entre o Módulo Avulso e o Integrado de RS Ligamos alimentação no Arduino Supervisório 4. Ligamos o Arduino UNO na USB do computador. 5. Pronto! É simples assim! Se você quiser, pode adicionar alguns LEDs em série com resistores nas portas do Arduino Supervisório para ver eles acendendo conforme os comandos enviados pelo Arduino UNO. Código do Exemplo 1 Cod1Transmissor.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, HIGH); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW void loop() // Acionando 4 LEDs que ficam no Receptor for (int i = 0; i < 4; i++) switch(i) // acionando Arduino (A) do BUS // pulsando 1 led por segundo // sequencialmente case 0: Serial.println("A1000"); break; case 1: Serial.println("A0100"); break; case 2: Serial.println("A0010"); break; case 3: Serial.println("A0001"); break; delay(1000); 2015 Todos os direitos reservados Página 21 de 27

22 Cod1Receptor.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN char endereco = 'A'; // definir aqui o endereco do Arduino no BUS String inputstring = ""; // string q recebe os dados boolean stringcomplete = false; // terminou de receber string? void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, LOW); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW // Ativando as portas dos LEDs de verificacao // LEDs nas portas digitas 4, 5, 6, 7, 8 for (int i = 4; i < 8; i++) pinmode(i, OUTPUT); void loop() if (stringcomplete) // verificando se comando eh pra mim if (inputstring.charat(0) == endereco) for (int i = 1; i < 5; i++) if (inputstring.charat(i) == '1') digitalwrite(3 + i, 1); else digitalwrite(3 + i, 0); // limpa string inputstring = ""; stringcomplete = false; void serialevent() while (Serial.available()) char inchar = (char)serial.read(); inputstring += inchar; if (inchar == '\n') stringcomplete = true; 2015 Todos os direitos reservados Página 22 de 27

23 Exemplo 2 Ligando 4 Arduinos em Rede Neste outro exemplo veremos como comunicar o Arduino Uno com 3 outros Arduinos Supervisórios, formando uma Rede com 4 Arduinos no total! Se você adicionalmente quiser montar os LEDs conforme a foto abaixo, o código de teste forma um efeito bem interessante! 2015 Todos os direitos reservados Página 23 de 27

24 Código do Exemplo 2 Cod2Transmissor.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, HIGH); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW void loop() // Acionando 4 LEDs que ficam no Receptor for (int i = 0; i < 4; i++) // acionando Arduino (A) do BUS switch(i) // pulsando 1 led por segundo // sequencialmente case 0: Serial.println("A1000"); break; case 1: Serial.println("A0100"); break; case 2: Serial.println("A0010"); break; case 3: Serial.println("A0001"); break; // acionando Arduino (B) do BUS switch(i) // pulsando 1 led por segundo // sequencialmente case 0: Serial.println("B1000"); break; case 1: Serial.println("B0100"); break; case 2: Serial.println("B0010"); break; case 3: Serial.println("B0001"); break; // acionando Arduino (C) do BUS switch(i) // pulsando 1 led por segundo // sequencialmente case 0: Serial.println("C1000"); break; case 1: Serial.println("C0100"); break; case 2: Serial.println("C0010"); break; case 3: Serial.println("C0001"); break; delay(1000); 2015 Todos os direitos reservados Página 24 de 27

25 Cod2ReceptorA.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN char endereco = 'A'; // definir aqui o endereco do Arduino no BUS String inputstring = ""; // string q recebe os dados boolean stringcomplete = false; // terminou de receber string? void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, LOW); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW // Ativando as portas dos LEDs de verificacao // LEDs nas portas digitas 4, 5, 6, 7, 8 for (int i = 4; i < 8; i++) pinmode(i, OUTPUT); void loop() if (stringcomplete) // verificando se comando eh pra mim if (inputstring.charat(0) == endereco) for (int i = 1; i < 5; i++) if (inputstring.charat(i) == '1') digitalwrite(3 + i, 1); else digitalwrite(3 + i, 0); // limpa string inputstring = ""; stringcomplete = false; void serialevent() while (Serial.available()) char inchar = (char)serial.read(); inputstring += inchar; if (inchar == '\n') stringcomplete = true; Serial Link Comunicações & Serviços 2015 Todos os direitos reservados Página 25 de 27

26 Cod2ReceptorB.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN char endereco = 'B'; // definir aqui o endereco do Arduino no BUS String inputstring = ""; // string q recebe os dados boolean stringcomplete = false; // terminou de receber string? void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, LOW); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW // Ativando as portas dos LEDs de verificacao // LEDs nas portas digitas 4, 5, 6, 7, 8 for (int i = 4; i < 8; i++) pinmode(i, OUTPUT); void loop() if (stringcomplete) // verificando se comando eh pra mim if (inputstring.charat(0) == endereco) for (int i = 1; i < 5; i++) if (inputstring.charat(i) == '1') digitalwrite(3 + i, 1); else digitalwrite(3 + i, 0); // limpa string inputstring = ""; stringcomplete = false; void serialevent() while (Serial.available()) char inchar = (char)serial.read(); inputstring += inchar; if (inchar == '\n') stringcomplete = true; Serial Link Comunicações & Serviços 2015 Todos os direitos reservados Página 26 de 27

27 Cod2ReceptorC.ino int enablepin = 3; // endereco do pino EN char endereco = 'C'; // definir aqui o endereco do Arduino no BUS String inputstring = ""; // string q recebe os dados boolean stringcomplete = false; // terminou de receber string? void setup() Serial.begin(9600); pinmode(enablepin, OUTPUT); delay(10); digitalwrite(enablepin, LOW); // para enviar //colocar esse pino em HIGH // para receber //colocar esse pino em LOW // Ativando as portas dos LEDs de verificacao // LEDs nas portas digitas 4, 5, 6, 7, 8 for (int i = 4; i < 8; i++) pinmode(i, OUTPUT); void loop() if (stringcomplete) // verificando se comando eh pra mim if (inputstring.charat(0) == endereco) for (int i = 1; i < 5; i++) if (inputstring.charat(i) == '1') digitalwrite(3 + i, 1); else digitalwrite(3 + i, 0); // limpa string inputstring = ""; stringcomplete = false; void serialevent() while (Serial.available()) char inchar = (char)serial.read(); inputstring += inchar; if (inchar == '\n') stringcomplete = true; Serial Link Comunicações & Serviços 2015 Todos os direitos reservados Página 27 de 27

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla

Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Manual Técnico Módulo Ponte H Dupla Introdução Módulo de Ponte H dupla para controlar dois motores DC ou um motor de passo bipolar. Com este módulo é possível controlar o sentido de rotação de motores

Leia mais

Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos

Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos Projeto No. 11 Display de Leds de 7 Segmentos O objetivo deste projeto é demonstrar a utilização do display de led de 7 segmentos controlado diretamente a partir das portas do Arduino. Material necessário:

Leia mais

Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos

Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos Projeto No. 12 Display de Led de 7 Segmentos O objetivo deste projeto é demonstrar a utilização de um display de led de 7 segmentos controlado diretamente a partir das portas digitais do Arduino. Material

Leia mais

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands.

Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Este tutorial mostra como utilizar as ferramentas Send Mail e Web Commands. Antes de começamos certifique-se de estarem com o programa instalado, com sua conta e licenças ativas. Neste tutorial não irei

Leia mais

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet

Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet Hacking Class Controlando tomadas da sua casa via Internet O que precisamos para controlar uma tomada via Web Microcontrolador Relê, transistor, diodo e resistor PC ou um shield Ethernet ou wifi para seu

Leia mais

Robótica com Arduino

Robótica com Arduino Robótica com Arduino Nesta apresentação veremos conceitos sobre contadores, estrutura de condição if, e trabalharemos com a comunicação Serial entre o Arduino e o Computador. Professor: Paulo Marcos Trentin

Leia mais

Programação Básica em Arduino Aula 2

Programação Básica em Arduino Aula 2 Programação Básica em Arduino Aula 2 Execução: Laboratório de Automação e Robótica Móvel Variáveis são lugares (posições) na memória principal que servem para armazenar dados. As variáveis são acessadas

Leia mais

RESULTAR EM "CHOQUE ELÉTRICO", FOGO, ENTRE OUTROS.

RESULTAR EM CHOQUE ELÉTRICO, FOGO, ENTRE OUTROS. ReleShield LER E OBSERVAR AS SEGUINTES ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES ANTES DE USAR ESTE PRODUTO. A NÃO OBSERVÂNCIA DESTAS INSTRUÇÕES PODE RESULTAR EM "CHOQUE ELÉTRICO", FOGO, ENTRE OUTROS. ESTES EVENTOS PODEM

Leia mais

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre

ACENDENDO AS LUZES. Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre ACENDENDO AS LUZES Capitulo 2 - Aula 1 Livro: Arduino básico Tutor: Wivissom Fayvre Projeto 1 LED piscante Neste capitulo, todos os projetos utilizam luzes LED s de diversas formas. Em relação ao hardware,

Leia mais

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações.

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. A partir de agora, iremos conhecer o hardware do Arduino e suas caracteristicas

Leia mais

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado

InteropMix 2014. Arduino e Internet das Coisas. Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado InteropMix 2014 Arduino e Internet das Coisas Leandro Ramos Leonardo Toledo Robson Machado 29/novembro/2014 http://www.eaduino.com.br 2 Arduino Arduino é uma plataforma de hardware e software open source

Leia mais

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin

Robótica com Arduino. Resistores. Professor: Paulo Trentin Robótica com Arduino Resistores Professor: Paulo Trentin O que é? Componente que resiste a passagem de certa corrente no circuito. "o valor da resistência elétrica é obtido mediante a formação de um sulco

Leia mais

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB.

Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre este Minicurso Viabilizado pela Organização do ERI MS; Apoiado pelo grupo ArduinoMS; Agradecimentos especiais ao do SENAC e UCDB. Sobre o Ministrante: Samuel Cavalcante Engenheiro de Computação (UNIDERP)-

Leia mais

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA

OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA MANUAL DO USUÁRIO OPT-700 - CONVERSOR SERIAL PARA FIBRA ÓPTICA JUL / 05 OPT-700 VERSÃO 1 TM FOUNDATION O P T 7 0 0 M P smar www.smar.com.br Especificações e informações estão sujeitas a modificações sem

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO 0 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CÂMPUS CURITIBA CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO PROJETO INTEGRADO: COBERTURA AUTOMATIZADA COM DETECTOR DE CHUVA CURITIBA 2010 1 TAISA DAIANA DA COSTA PROJETO

Leia mais

Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader

Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader Manual Técnico Arduino Programador Supervisório Gravador de Bootloader Seriallink.com.br 2014 Todos os direitos reservados Página 1 de 19 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Características...3 Downloads...3

Leia mais

Manual Técnico. Arduino Programador Supervisório. [ Seu Arduino não é mais reconhecido pelo PC? ] Saiba como consertar você mesmo!

Manual Técnico. Arduino Programador Supervisório. [ Seu Arduino não é mais reconhecido pelo PC? ] Saiba como consertar você mesmo! Manual Técnico Arduino Programador Supervisório [ Seu Arduino não é mais reconhecido pelo PC? ] Saiba como consertar você mesmo! 2014 Todos os direitos reservados Página 1 de 12 Sumário Manual Técnico...1

Leia mais

BEC- Bafômetro Embutido em Carros

BEC- Bafômetro Embutido em Carros BEC- Bafômetro Embutido em Carros Síntia Rodrigues Moreira Fernanda Rodrigues da Silva Márcia Jorge do Carmo Renata Cristina Guimarães Sofia Pereira Campos Agosto de 2014 1 1 Introdução O consumo de álcool

Leia mais

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação

2014 Lumikit Sistemas para Iluminação Manual Placa DMX 16 pixels RGB 2014 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.2 16/10/2015 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 3 3. DIMENSÕES

Leia mais

Manual Placa DMX 10 pixels RGB

Manual Placa DMX 10 pixels RGB Manual Placa DMX 10 pixels RGB 2011 Lumikit Sistemas para Iluminação rev.0 26/08/2011 Lumikit Sistemas para Iluminação www.lumikit.com.br 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONEXÕES DA PLACA... 4 3. DIMENSÕES

Leia mais

Manual DataMax (Instalação)

Manual DataMax (Instalação) DataQuest Manual (Instalação) Configuração geral do sistema Este manual se destina a orientar o instalador do sistema quanto às ligações e configurações da placa DMH-1. O sistema utiliza como controladores

Leia mais

Programação em Arduino

Programação em Arduino Programação em Arduino Módulo Básico Material produzido para o projeto Oficina de Robótica por: Anderson Luiz Fernandes Perez Renan Rocha Darós Contatos: Universidade Federal de Santa Catarina - anderson.perez

Leia mais

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY!

Arduino Hack Day PROMOVA VOCÊ TAMBÉM UM ARDUINO HACK DAY! Arduino Hack Day Evento promovido por entusiastas, universidades e empresas Colaborativo e participativo Informações técnicas e troca de experiências Elétron Livre apoia a iniciativa emprestando materiais,

Leia mais

Robô Wi-Fi controlado via Internet com Arduino e Shield Ethernet

Robô Wi-Fi controlado via Internet com Arduino e Shield Ethernet Robô Wi Fi controlado via Internet com Arduino e Shield Ethernet Robô Wi-Fi controlado via Internet com Arduino e Shield Ethernet Esse é um robô com 3 rodas feito com motores DC e controlado pelo Arduino

Leia mais

Módulo de Conversão RS232/RS485

Módulo de Conversão RS232/RS485 Descrição do Produto O módulo de comunicação é um conversor bidirecional RS232/RS485 ou RS232/RS422 da Série FBs. Pode ser utilizado como interface com outros modelos de controladores ou aplicações, sendo

Leia mais

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI

Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Cornélio Procópio Coordenação de Eletrotécnica Microcontrolador Arduino: Aplicação em controle PI Autor: Prof. Alessandro N. Vargas

Leia mais

1 Componentes da Rede Gestun

1 Componentes da Rede Gestun PROCEDIMENTO PARA DETECÇÃO DE FALHAS EM REDES DATA: 23/06/14. Controle de Alterações DATA 23/06/14 MOTIVO Versão Inicial RESPONSÁVEL Márcio Correia 1 Componentes da Rede Gestun -Módulo de comunicação:

Leia mais

Entrada de dados com botões

Entrada de dados com botões Entrada de dados com botões Escola CDI Professor: Paulo Marcos Trentin Interruptor Quando está aberto, nenhuma corrente passa por ele. Seu símbolo: Ao pressioná-lo, toda corrente passa por ele, e esta

Leia mais

Programação do Arduino. Parte 1. IDE Wiring

Programação do Arduino. Parte 1. IDE Wiring Programação do Arduino Parte 1 IDE Wiring Ambiente de programação: IDE Wiring Barra de título Menu Barra de ferramentas Janela de edição Janela de status Ambiente de programação: IDE Wiring Compilação

Leia mais

Professor: Fernando Krein Pinheiro

Professor: Fernando Krein Pinheiro Professor: Fernando Krein Pinheiro Quem sou eu: Fernando Krein Pinheiro, bacharel em Ciência da Computação e Especialista em Educação Técnica e Tecnológica. Possui conhecimento nas áreas de algoritmos

Leia mais

PROJETO. Ponte Digital. http://www.pontedigital.hpg.ig.com.br/ Luciano Daniel Amarante - carabina@pop.com.br Ricardo Watzko - rw@netuno.com.

PROJETO. Ponte Digital. http://www.pontedigital.hpg.ig.com.br/ Luciano Daniel Amarante - carabina@pop.com.br Ricardo Watzko - rw@netuno.com. Ponte levadiça digital... Projeto semestral primeira fase de 2003 Engenharia de Computação 4 período Em breve aqui novos projetos... Página inicial Pré-projeto Projeto FOTOS e Vídeos Funcionamento Esboços

Leia mais

(21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br

(21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Manual do Usuário Placa CLPIC Índice 1. Introdução... 03 2. Chapeado da Placa... 04 3. Conector

Leia mais

Minicurso Arduino JACEE 2012

Minicurso Arduino JACEE 2012 Minicurso Arduino JACEE 2012 1. Introdução O que é o Arduino? Arduino é uma plataforma de prototipagem eletrônica criado com o objetivo de permitir o desenvolvimento de controle de sistemas interativos,

Leia mais

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL

Introdução ao Arduino. Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Introdução ao Arduino Pessanha Santos ASPOF EN-AEL Programa 1. Introdução à plataforma de desenvolvimento Arduino 2. Análise à sua constituição 3. Software de desenvolvimento Arduino 4. Estrutura e Sintaxe

Leia mais

Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2. 1-Instalações Necessárias. P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB.

Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2. 1-Instalações Necessárias. P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB. Resumo da Instalação do Modelo HC-1180 Modbus RTU 150924V1.2 1-Instalações Necessárias P1- Drive USB para Windows do Conversor RS- 485 para USB. P2- Programa Supervisório HC-1180 Rodelta. P3- Instalação

Leia mais

Motor de Passo - Arduino

Motor de Passo - Arduino Escola de Engenharia Departamento de Engenharia Mecânica Mestrado em Engenharia Mecatrónica Motor de Passo - Arduino Unidade de Crédito Máquinas de Comando Numérico 20 643 José António Barbosa Goncalves

Leia mais

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia

Módulo WCM200. Controlador WSI250 - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador WSI250 - HI Tecnologia W i re l e s s S i g n a l I n t e r fa c e O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador WSI250 da HI tecnologia

Leia mais

Manual PROTO-BEE Versão 1.1 Julho/2012 (nota na última página deste) www.rogercom.com Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Fones: +55 82 3277-1185 / Cel.

Manual PROTO-BEE Versão 1.1 Julho/2012 (nota na última página deste) www.rogercom.com Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Fones: +55 82 3277-1185 / Cel. Manual PROTO-BEE Versão 1.1 Julho/2012 (nota na última página deste) www.rogercom.com Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Fones: +55 82 3277-1185 / Cel. +55 82 9945-4854 Brasil O adaptador PROTO-BEE Descrição

Leia mais

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP

Cabeça de Rede de Campo PROFIBUS-DP Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma cabeça escrava para redes PROFIBUS-DP do tipo modular, podendo usar todos os módulos de E/S da série. Pode ser interligada a IHMs (visores

Leia mais

Arduino e Processing. Professor: Paulo Marcos Trentin Escola CDI Videira

Arduino e Processing. Professor: Paulo Marcos Trentin Escola CDI Videira Arduino e Processing Professor: Paulo Marcos Trentin Escola CDI Videira O que é Processing? É uma linguagem criada em 2001 por Casey Reas e Benjamin Fry, na época estudantes do MIT. Seu objetivo é server

Leia mais

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br

Manual do Usuário. ccntelecom.com.br Manual do Usuário ccntelecom.com.br PD-FIBER (1 Gbps, 7 Ramais/Clientes) O PD-FIBER é um equipamento constituído de uma placa que concentra alguns produtos já conceituados da CCN Telecom, de forma a reduzir

Leia mais

Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG

Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG Arduino Aula 4 SHIELDS: BLUETOOTH, ETHERNET E EMG O que são Shields? Placas de circuito que podem ser conectadas ao Arduino, encaixando-se perfeitamente por cima dele, e expandindo suas capacidades Ethernet

Leia mais

CURSO ARDUINO AUTOMATION

CURSO ARDUINO AUTOMATION KIT EDUCACIONAL CURSO ARDUINO AUTOMATION Manual do Usuário Revisão 1 Renato Aloi (07/10/2014) Revisão 2 Renato Aloi (19/11/2014) 2014 Todos os direitos reservados Página 1 de 185 Sumário Descrição do Kit

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes January 28, 2013 Gabriel Vasiljević Felipe Fernandes Minicurso de Arduino January 28, 2013 1 / 34 Sobre Sobre o minicurso: Duração de 20 horas Certificado

Leia mais

Módulo de Comunicação

Módulo de Comunicação Descrição do Produto O módulo de comunicação é a interface de comunicação da Série FBs que adiciona 2 portas de comunicação as UCPs da Série FBs. O módulo ativa as portas de comunicação PORT3 (RS-232)

Leia mais

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo

SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo SENSOR DE LUMINOSIDADE Com indicador de intervalo Este projeto refere-se à construção de um sensor de luminosidade com o uso de um LDR (Light Dependent Resistor), com as seguintes características: 1. Luminosidade

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

Entradas Digitais. PdP. Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006

Entradas Digitais. PdP. Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006 TUTORIAL Entradas Digitais Autores: Luís Fernando Patsko e Tiago Lone Nível: Intermediário Criação: 27/12/2005 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer

Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Conjunto Sensor IR Para quem tem fome de vencer Introdução: Muito obrigado por adquirir este produto. Ele foi projetado de forma a oferecer a melhor performance possível dentro de sua aplicação. Fornecemos

Leia mais

Lojamundi Tecnologia Sem Limites br

Lojamundi Tecnologia Sem Limites  br Projeto utilizando LDR GBK Robotics Arduíno O objetivo deste projeto é controlar o estado de um LED (aceso ou apagado) através da verificação de luminosidade do ambiente utilizando um sensor de luminosidade

Leia mais

Prá$cas Arduino. Manoel Neto

Prá$cas Arduino. Manoel Neto Prá$cas Arduino Manoel Neto Hello blink // Pin 13 has an LED connected on most Arduino boards. // give it a name: int led = 13; // the setup rou$ne runs once when you press reset: void setup() { // ini$alize

Leia mais

Minicurso de Arduino

Minicurso de Arduino Minicurso de Arduino Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo August 28, 2015 Gabriel Vasiljević Wanderson Ricardo Minicurso de Arduino August 28, 2015 1 / 45 Roteiro do curso O que é o Arduino (especificações,

Leia mais

Microterminais 16 e 44 Teclas RS 485

Microterminais 16 e 44 Teclas RS 485 Microterminais 16 e 44 Teclas RS 485 Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Fev./2003 Índice Apresentação 3 Especificação Técnica 3 Características Elétricas: 3 Características Mecânicas: 4 Instalação

Leia mais

Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX. Manual V3.9

Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX. Manual V3.9 Conversor Ethernet Serial CES-0200-XXX-XX Manual V3.9 Parabéns! Você acaba de adquirir o Conversor Ethernet Serial CES-0200 que orgulhosamente foi desenvolvido e produzido no Brasil. Este é um produto

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Seguidor de Linha. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Seguidor de Linha Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 2.0 REVISÃO 1211.19 Sensor Smart Seguidor de Linha 1. Introdução Os sensores seguidores de linha são sensores que detectam

Leia mais

Projeto No. 10 Relógio com LCD

Projeto No. 10 Relógio com LCD Projeto No. 10 Relógio com LCD O objetivo deste projeto é criar um relógio digital a partir de um módulo Real Time Clock (RTC) e um display LCD 16x2. Neste projeto usaremos as bibliotecas RTClib.h e LiquidCrystal.h.

Leia mais

WiFiShield. Introdução

WiFiShield. Introdução WiFiShield Obrigado por adquirir o WiFiShield do Laboratório de Garagem. Através deste manual, você conhecerá maiores detalhes sobre este produto, para iniciar seus projetos com Arduino e integração com

Leia mais

Manual do Usuário - NKPROX

Manual do Usuário - NKPROX Manual do Usuário NKPROX Manual do Usuário - NKPROX Neokoros TI - Biometric Technology Índice 1 - Apresentação e Características Gerais...3 2 - Placa BMC - Especificações...4 2.1 - Conectores (pinagem

Leia mais

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321

CENTRAL DE ALARME SEM FIO AS-321 CENTRAL DE E SEM FIO AS- CARACTERÍSTICAS DO APARELHO - Central de alarme sem fio com setor misto ( com e/ou sem fio ); - Caixa plástica com alojamento para bateria selada de 7 A/H; - Carregador de bateria

Leia mais

PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID

PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID 1 PROTÓTIPO DE CONTROLE DE ACESSO POR RFID Alexsandro Monteiro de Oliveira Antônio Carlos Almeida Eunice de Lassalete Sebastião Bartolomeu RESUMO O projeto de controle de acesso por RFID consiste no desenvolvimento

Leia mais

LED STRIP DRIVER 9 CHANNELS

LED STRIP DRIVER 9 CHANNELS LED STRIP DRIVER 9 CHANNELS GUIA RÁPIDO DE USO Integre sua comunicação digital com recursos de iluminação por LEDs, tornando seus conteúdos mais eficazes e seus ambientes mais marcantes e atrativos. Pronto

Leia mais

INTRODUÇÃO AO ARDUINO DUE, CANAL DIGITAL, FUNÇÃO DELAY

INTRODUÇÃO AO ARDUINO DUE, CANAL DIGITAL, FUNÇÃO DELAY INTRODUÇÃO AO ARDUINO DUE, CANAL DIGITAL, FUNÇÃO DELAY INTRODUÇÃO A Plataforma Arduino é considerada plataforma aberta, ou seja, qualquer pessoa pode efetuar uma melhoria em um código, biblioteca e disponibilizá-la

Leia mais

Manual informativo versão Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM

Manual informativo versão Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Manual informativo versão Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Manual do adaptador CON-USBBEE XPlus - Página 2 Para conectar os módulos XBee/XBee-Pro (IEEE802.15.4, ZB, Wi-Fi e

Leia mais

Linha de Módulos de Comando

Linha de Módulos de Comando RKM SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO E CONTROLE LTDA. Rua Catão Coelho, 215 PORTO ALEGRE RS Fone: (51) 3029-3250 www.rkmautomacao.com.br Linha de Módulos de Comando RKM Aurora MANUAL DE CONFIGURAÇÃO Rev. 1.0 Abril

Leia mais

Manual Técnico Arduino Supervisório RTC (Real Time Clock)

Manual Técnico Arduino Supervisório RTC (Real Time Clock) Manual Técnico Arduino Supervisório RTC (Real Time Clock) 2014 Todos os direitos reservados Página 1 de 17 Sumário Manual Técnico...1 Introdução...3 Características...4 Módulos Integrados...5 Arduino Supervisório

Leia mais

Manual de Montagem de Expe rimento utilizando placa Modelixino 2.6

Manual de Montagem de Expe rimento utilizando placa Modelixino 2.6 Manual de Montagem de Expe rimento utilizando placa ino 2.6 Est e m anual é uma referência para a conexão de component es, utiliz ando o M odelixino 2.6, ele apresent a uma idéia com a flexibilidade que

Leia mais

A idéia hardware sugerida é colocar a placa entre o PC e o microcontrolador, conforme mostrado no esquema abaixo.

A idéia hardware sugerida é colocar a placa entre o PC e o microcontrolador, conforme mostrado no esquema abaixo. Circuito de gravação (AVR programmer) Introdução Nossa proposta, nesta parte do trabalho, é apresentar um circuito para gravação ISP (In-System- Programming) para microcontroladores AVR. Este circuito,

Leia mais

ARDUINO UNO Guia do Usuário

ARDUINO UNO Guia do Usuário ARDUINO UNO Guia do Usuário Heco Mecatrônica Ltda. e-mail: vendas@hecomecatronica.com.br Visite nosso site: www.hecomecatronica.com.br Loja Virtual: shop.hecomecatronica.com.br Guia do Usuário - Página

Leia mais

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica

Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica 1 Uma Fonte de Alimentação para a Bancada de Eletronica João Alexandre da Silveira autor do livro Experimentos com o Arduino Apresentação Uma bancada de Eletronica é um pequeno laboratório de montagens

Leia mais

João Alexandre da Silveira ARDUINO. Cartilha para Programação em C

João Alexandre da Silveira ARDUINO. Cartilha para Programação em C João Alexandre da Silveira ARDUINO Cartilha para Programação em C Para Interfaces Simples de Hardware - Edição 1.0 Pinos Digitais usados para deteção ou transmissão de controles digitais Funções em C:

Leia mais

Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto)

Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto) Leitor ATG25A-CT (Cabo Preto) Esse leitor é para ser usado conectado à uma controladora através das interfaces Wiegand, Abatrack, RS232 ou RS485. Ao colocar-se o tag ativo dentro do seu limite de leitura,

Leia mais

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51

Arduíno. Adriano Cruz. 16 de setembro de 2013. Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Arduíno Adriano Cruz 16 de setembro de 2013 Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 1 / 51 Section Summary 1 Introdução 2 Eletrônica 3 Hardware Adriano Cruz () Arduíno 16 de setembro de 2013 2 /

Leia mais

UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B

UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO. Junho de 2005. ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B UNIDADE DE SAÍDA ESTENDIDA ÓPTICA ELO.2148/O MANUAL DO USUÁRIO Junho de 2005 ELO Sistemas Eletrônicos S.A. 5045840068-B Índice Índice... i Introdução...1-1 Conteúdo Deste Manual...1-1 Onde Obter Mais

Leia mais

Relatório Técnico Final

Relatório Técnico Final Cama Hospitalar Relatório Técnico Final Igor Bertuol Plácido Negrão Lucas Santos Stavitzki Guilherme Nunes Nogueira Neto 4º Bimestre Visto: Igor Bertuol Plácido Negrão Lucas Santos Stavitzki Sumário 1.0

Leia mais

Prática 8: Comunicação SPI. 8.1 Introdução e objetivos. 8.2 Princípios básicos do protocolo SPI

Prática 8: Comunicação SPI. 8.1 Introdução e objetivos. 8.2 Princípios básicos do protocolo SPI Prática 8: 8.1 Introdução e objetivos Comunicação SPI O protocolo SPI (serial peripheral interface) é um método de comunicação utilizado para interconectar dispositivos ou chips de tal forma que estes

Leia mais

Manual de funcionamento Esteira transportadora

Manual de funcionamento Esteira transportadora Manual de funcionamento Esteira transportadora Sumário 1. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 2 2. ITENS DO SISTEMA... 3 2.1. PLACA DE COMANDO... 3 2.1.1. Sinalizador... 3 2.1.2. Botão pulsador... 3 2.1.3. Chave comutadora...

Leia mais

Tutoriais PET-Tele. Tutorial sobre sistema de controle de acesso RFID (Versão: A2015M01D21)

Tutoriais PET-Tele. Tutorial sobre sistema de controle de acesso RFID (Versão: A2015M01D21) Universidade Federal Fluminense UFF Escola de Engenharia TCE Curso de Engenharia de Telecomunicações TGT Programa de Educação Tutorial PET Grupo PET-Tele Tutoriais PET-Tele Tutorial sobre sistema de controle

Leia mais

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO

REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO REDE CABEADA CFTV MANUAL DO USUÁRIO Sumário Página 4: Quadro completo Disjuntores Transformador isolador Protetor elétrico Fonte primária VT CFTV Funcionalidades Baterias Página 6: Ponto de distribuição

Leia mais

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 -

TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - TopPendrive Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 1 - Índice Manual de Instruções TopPendrive - MP07301-01 Rev 06-03/05/2010 PG - 2 - ÍNDICE 1 APRESENTAÇÃO... 3 1.1 ACESSÓRIOS

Leia mais

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos!

A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! Prof. Cláudio Oliveira Prof. Humberto Zanetti Prof. Júlio Vansan A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos e sistemas de automação para leigos! 1 O que é Arduino? Uma plataforma

Leia mais

MANUAL REDE CABEADA UTP

MANUAL REDE CABEADA UTP MANUAL REDE CABEADA UTP volt.ind.br 1-QUADRO COMPLETO 2-DISJUNTOR 3-PROTETOR ELÉTRICO 4-FONTE PRIMÁRIA VT 800 5-BATERIAS 6-PD (PONTO DE DISTRIBUIÇÃO) volt.ind.br Pág. 1 1-QUADRO COMPLETO: Equipado por

Leia mais

3. Cite o nome e características do ponto mais alto e do ponto mais baixo de uma onda?

3. Cite o nome e características do ponto mais alto e do ponto mais baixo de uma onda? Exercícios: 1. Sobre:Ondas Responda: a. O que é a Natureza de Ondas? b. O que origina as Ondas Mecânicas? c. As Ondas Mecânicas se propagam no vácuo? Explique a sua resposta. d. Quais são os elementos

Leia mais

Manual informativo CON-USBBEE Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM

Manual informativo CON-USBBEE Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Manual informativo CON-USBBEE Julho/2012 www.rogercom.com.br Copyright, 1999-2012 ROGERCOM Manual do adaptador CON-USBBEE - Página 2 Para conectar os módulos XBee/XBee-Pro (IEEE 802.15.4 e ZB) ao computador,

Leia mais

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA

ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA ITSCAM ITSLUX/SUPERLUX GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA Versão 2.0 Julho 2013 linhas 300 a 411 GUIA DE INSTALAÇÃO RÁPIDA - ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX Para a instalação rápida da ITSCAM-ITSLUX/SUPERLUX, devem-se seguir

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba

Prof. Cláudio Oliveira. Prof. Humberto Zanetti. Coordenador - Fatec Jundiaí. Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba Prof. Cláudio Oliveira Coordenador - Fatec Jundiaí Prof. Humberto Zanetti Professor - Fatec Jundiaí Coordenador - Etec de Itatiba A ideia! Criar uma plataforma de prototipagem de componentes eletrônicos

Leia mais

Interface para ligação com. Display Remoto WT75 WT125 WT200. Manual Técnico. Versão 1, Revisão 3.4. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Interface para ligação com. Display Remoto WT75 WT125 WT200. Manual Técnico. Versão 1, Revisão 3.4. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Interface para ligação com Display Remoto WT75 WT125 WT200 Manual Técnico Versão 1, Revisão 3.4 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes no conversor RS232 Ethernet (21)4063-9798 (11)4063-1877 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores da

Leia mais

Figura 01 Visão Geral da Placa

Figura 01 Visão Geral da Placa 1. Hardware O kit de FPGA é formado por periféricos que possibilitam sua interação com sinais de áudio, display gráfico e alfanumérico, comunicação serial e USB, codec de áudio, chaves para simulação e

Leia mais

Placa Acessório Modem Impacta

Placa Acessório Modem Impacta manual do usuário Placa Acessório Modem Impacta Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. A Placa Modem é um acessório que poderá ser utilizado em todas as centrais

Leia mais

blueberry Documentation Versão 1.0

blueberry Documentation Versão 1.0 blueberry Documentation Versão 1.0 Felipe Dau, Felipe S. Ruffo, Gabriel Rubino, Gustavo D. de Oliveira 29 November, 2015 Conteúdo 1 Sobre 1 2 Instalação 3 2.1 blueberrywsn (Raspberry Pi)......................................

Leia mais

Tutorial de Utilização do CellControl SMS I/O em rede DXNET com CLP Dexter µdx série 200

Tutorial de Utilização do CellControl SMS I/O em rede DXNET com CLP Dexter µdx série 200 Tutorial de Utilização do CellControl SMS I/O em rede DXNET com CLP Dexter µdx série 200 julho/2010 GSControl Automação Ltda. Rua Washington Luiz, 675 ITC Conjunto 1101 Centro Porto Alegre RS CEP 90010-460

Leia mais

Disparando eventos com o Asterisk. Fernando Mercês

Disparando eventos com o Asterisk. Fernando Mercês Disparando eventos com o Asterisk Fernando Mercês Fernando Mercês Apresentação fernando@mentebinaria.com.br Bacharelando em Ciência da Computação e com formação técnica em eletrônica, Fernando Mercês é

Leia mais

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio.

- Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Easy Servo Driver MANUAL Atenção: - Leia cuidadosamente este manual antes de ligar o Driver. - A Neoyama Automação se reserva no direito de fazer alterações sem aviso prévio. Sumário 1. LEGENDA DE PART-NUMBER...

Leia mais

Datasheet Componentes Eletrônicos

Datasheet Componentes Eletrônicos Datasheet Componentes Eletrônicos Caixa de Pilhas... 2 LED (mini lâmpada)... 2 Conector INT... 3 HUB... 3 Sensor de Luz... 4 Circuito Relé... 4 Circuito Buzz... 5 Sensor de Ímã... 6 Ponte H com Relés...

Leia mais

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR

1. INTRODUÇÃO COMPUTADOR 1. INTRODUÇÃO O objetivo deste manual é apresentar, de uma forma simples e rápida, o básico de programação, sendo assim iremos focar apenas nos conceitos que são importantes para Arduino e sistemas embarcados

Leia mais

CONVERSOR ISOLADOR RS232 / RS485 I-7520

CONVERSOR ISOLADOR RS232 / RS485 I-7520 CONVERSOR ISOLADOR RS232 / RS485 I-7520 Introdução Obrigado por ter escolhido nosso CONVERSOR ISOLADOR RS232 / RS485 I-7520. Para garantir o uso correto e eficiente do I-7520, leia este manual completo

Leia mais

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605 Suporta os microcontroladores: PIC16F877A, PIC18F452, PIC18F4520, PIC18F4550, PIC 18F876A, PIC18F252, PIC18F2550 e outros com 28 e 40 pinos O Kit de desenvolvimento ACEPIC PRO V2.0 foi projetado tendo

Leia mais

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1 Easy Lab Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14 www.dma.ind.br DMA Electronics 1 A DMA ELECTRONICS projeta e fabrica sistemas para aquisição e registro de dados com conexão a um computador do tipo PC.

Leia mais