A Realidade Encontrada Imagens do Portal do Cidadão do TCE-PE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Realidade Encontrada Imagens do Portal do Cidadão do TCE-PE"

Transcrição

1 TRANSPORTE ESCOLAR

2 A Realidade Encontrada Imagens do Portal do Cidadão do TCE-PE

3 A Realidade Encontrada Imagens do Portal do Cidadão do TCE-PE

4 A Realidade Encontrada Resumo -Alunos sendo transportados em veículos impróprios, sem autorização do DETRAN: 1.De carga (muitas vezes com animais e mercadorias); 2.Adaptados, sem cinto de segurança e sem os equipamentos obrigatórios; 3.Velhos, com mais de 10 anos de fabricado e mau conservados; 4.Motoristas sem habilitação para transporte de estudantes; 5.Ausência de Projeto ou Projeto inadequado.

5 Fonte: Pesquisa internet A Realidade Encontrada Ocorrência de Acidentes

6 Argumentação dos Gestores / Contra-argumentação 1 Veículos adequados para o transporte escolar não são capazes de rodar nas estradas rurais Os veículos do caminho da escola foram construídos para estradas rurais superando os veículos adaptados, existe micro-ônibus 4x4 2 O custo para utilização dos veículos adequados seria elevado e o município não possui condições financeiras para arcar com esta despesa A utilização de veículos adequados, agregada a otimização das Rotas reduz o custo dos serviços 3 Falta veículos adequados e motoristas habilitados na região para o transporte de estudantes Com a otimização há uma redução sensível na quantidade de veículos, o que possibilita a utilização exclusiva dos amarelinhos, e o serviço ganha escala de profissionalismo

7 Alternativas Programa Caminho da Escola Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate) Otimização de rotas

8 Resolução TC Nº 06/2013 Dispõe sobre procedimentos de controle interno relativos a serviços de transporte escolar a serem adotados pela Administração Direta e Indireta Municipal. Vigente desde outubro/2013 Descumprimento: sansões previstas no artigo 73 da Lei Orgânica do TCE

9 Estrutura e Alcance da Resolução Parte 1 Padronização de conceitos; Parte 2 Organização Interna; Parte 3 Projeto / Termo de Referência Parte 4 Execução

10 Parte 1 - Padronização de Conceitos (artigo 1º) - Rota: é a identificação numérica de um conjunto de Itinerários inter-relacionados ao atendimento de determinado universo de unidades educacionais. Obs.: Idas e voltas, inclusive nos diferentes turnos, em escolas atendidas conjuntamente se referem a mesma rota. Itinerário é um percurso orientado. - Pontos Notáveis: são pontos importantes para caracterização das rotas e para a formação do preço que devem ser devidamente georreferenciados. Obs.: Pontos Notáveis obrigatórios: Ponto de embarque do primeiro aluno, mudanças de revestimentos e escolas.

11 Parte 1 - Padronização de Conceitos (artigo 1º) Sistema de Execução do TE do Município: direto, indireto ou misto, tendo em vista as rotas do Município. Obs.: Fichas de Registro Tipo 01 ou Tipo 02 conforme o caso.

12 Parte 2 Organização Interna (artigo 2º, incisos I e II) - Pasta para cada prestador e para os serviços executados de forma direta, contendo, dentre outros elementos: - Cópia do Projeto Básico/Termo Referência (inclusive modificações); - Cópia da documentação relativa ao Processo Licitatório ou Dispensa, se existirem; - Cópia do contrato, se existir; - Cópia dos dados dos motoristas e dos veículos;

13 Parte 2 Organização Interna (artigo 2º, incisos I e II) Registro individualizado dos serviços de Transporte Escolar (resumo das informações gerais) Obs.: conteúdo conforme o Sistema de Execução do Transporte Escolar do Município Anexos I e II da Resolução. Trata-se de livro, ficha ou listagem computadorizada com resumo com os dados gerais do transporte escolar no Município (quanto a alunos, veículos e rotas)

14 Parte 2 Organização Interna (artigo 2º, incisos I e II) - Cópias dos certificados dos cursos de habilitação dos motoristas; - Cópias referentes à inspeção dos veículos; - Cópia das Fichas de Controle de Execução. Obs.: Prazo de arquivamento: 5 dias da elaboração e, no caso dos comprovantes de despesa, da data do pagamento. Para as Fichas de Controle de Execução, até o 5º dia útil do mês subsequente a realização do serviço.

15 Parte 3 Projeto Básico/Termo de Referência (artigo 2º, inciso II) Necessidade de discriminação das rotas, previsão da quantidade de alunos a serem transportados em cada itinerário e alocação dos veículos (Anexo III); Especificações dos veículos: tipo, número sequencial identificador, itinerários e respectivos turnos a serem atendidos, idade máxima aceitável e capacidade de transporte; Localização georreferenciada por GPS das escolas do Município;

16 Parte 3 Projeto Básico/Termo de Referência (artigo 2º, inciso II) Previsão da quantidade de alunos a serem atendidos para cada escola por turno; Composição analítica dos preços do quilômetro e dos encargos sociais (com indicação das fontes de consulta); Mapa rodoviário do Município em formato eletrônico gerado por softwares de manipulação de dados de GPS com traçado georreferenciado das rotas do TE (gpx etc).

17 Parte 4 Execução (artigo 2º, incisos II e III) Ficha de Controle da Execução (veículo, condutor, horários e alunos transportados nas viagens) (Anexo IV); Adoção de diário ou livro de ocorrências.

18 Informações Adicionais Os artigos 10 e 11 da Lei de Diretrizes e Bases (Lei nº 9.394/96) determinam que os estados devem assumir o transporte escolar dos alunos da rede estadual, enquanto municípios têm a mesma incumbência com relação às escolas da rede municipal (contida também na lei nº /2003). O governo federal tem programas como o Caminho da Escola e o e o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (Pnate), que oferecem recursos para que estados e municípios possam oferecer transporte escolar adequado, inclusive em regiões rurais e de difícil acesso, como aquelas que ficam próximas a rios. Esses programas disponibilizam recursos para a compra de ônibus, lanchas e até mesmo bicicletas.

19 Informações Adicionais O programa Caminho da Escola foi criado em 2007 pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), do Ministério da Educação. Seu objetivo é renovar a frota de veículos escolares, além de garantir segurança e qualidade de transporte aos estudantes. Entre 2008 e 2012: municípios adquiriram ônibus escolares = 1,7 milhão de alunos beneficiados; Entre 2010 e 2012: 194 cidades adquiriram 674 lanchas escolares = 13 mil alunos beneficiados; Ainda por meio do Caminho da Escola, 366 cidades adquiriram bicicletas.

20 Informações Adicionais Caminho da Escola O programa consiste na aquisição, por meio de pregão eletrônico para registro de preços realizado pelo FNDE, de veículos padronizados para o transporte escolar. Existem três formas para estados e municípios participarem do Caminho da Escola: 1. com recursos próprios, bastando aderir ao pregão; 2. via convênio firmado com o FNDE; 3. ou por meio de financiamento de bancos oficiais (BNDES e BNB), que disponibilizam linha de crédito especial para a aquisição de ônibus zero quilômetro e de embarcações novas. Acesse:

21 Informações Adicionais Caminho da Escola MODELO ESPECIFICAÇÕES CAPACIDADE PLATAFORMA ELEVATÓRIA VEICULAR QUANT. PREÇO UNIITÁRIO EMPRESA Ônibus Rural Escolar - ORE 1 com comprimento máximo de 7.000mm e capacidade de carga útil líquida de no mínimo 2.000kg, e podendo ser equipado com plataforma elevatória veicular. Ônibus Rural Escolar - ORE 1(4X4) com comprimento máximo de 7.000mm e capacidade de carga útil líquida de no mínimo 1.500kg, e sem plataforma elevatória veicular 23 passageiros adultos sentados ou 29 alunos sentados. Ônibus Rural Escolar - ORE 2 com comprimento máximo de 9.000mm, capacidade 31 passageiros de carga útil líquida de no mínimo 3.000kg, e com adultos sentados eixo traseiro com diferencial equipado com ou 44 alunos dispositivo de bloqueio, podendo ser equipado sentados. com plataforma elevatória veicular. Ônibus Rural Escolar - ORE 3 com comprimento máximo de mm, capacidade 44 passageiros de carga útil líquida de no mínimo 4.000kg, e com adultos sentados eixo traseiro com diferencial equipado com ou 59 alunos dispositivo de bloqueio, e podendo ser equipado sentados. com plataforma elevatória veicular. Registro de preços - Pregão 63/2013 (validade de 25/04/2014 a 24/04/2015) Não 800 Sim 500 Não Não Sim 600 Não Sim 400 R$ ,00 R$ 2.523,25 (72 meses) IVECO LATIN AMERICA R$ ,00 LTDA R$ 2.673,05 (72 meses) R$ ,00 R$ 3.584,07 (72 meses) MARCOPOLO MAN LATIN R$ ,00 AMERICA R$ 4.143,28 (72 meses) INDÚSTRIA E COMERCIO R$ ,00 DE VEICULOS R$ 4.321,22 (72 meses) LTDA R$ ,00 R$ 4.393,24 (72 meses)mercedes- BENZ DO R$ ,00 BRASIL LTDA R$ 4.575,40 (72 meses)

22 Informações Adicionais Criado em 2004, o Pnate tem como objetivo garantir que os alunos dos Ensinos Infantil, Fundamental e Médio, matriculados em escolas públicas de áreas rurais tenham facilidade de acesso aos estabelecimentos de ensino. Consiste na transferência automática de recursos financeiros (sem convênio ou instrumento congênere) para custear despesas com reforma, seguros, licenciamento, impostos e taxas, pneus, câmaras, serviços de mecânica em freio, suspensão, câmbio, motor, elétrica e funilaria, recuperação de assentos, combustível e lubrificantes do veículo utilizado para o transporte de alunos da educação básica pública residentes em área rural. Serve, também, para o pagamento de serviços contratados junto a terceiros para o transporte escolar. Acesse:

23 Informações Adicionais Os valores transferidos diretamente aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios são feitos em nove parcelas anuais, de março a novembro. O cálculo do montante de recursos financeiros tem como base o quantitativo de alunos da zona rural transportados e informados no censo escolar do ano anterior. O valor per capita/ano varia entre R$ 120,73 e R$ 172,24, de acordo com a área rural do município, a população moradora do campo e a posição do município na linha de pobreza. Acesse:

24 Otimização de Rotas Proporciona o aproveitamento máximo da capacidade da frota de veículos adequados para a execução do transporte escolar rural. Toma por base os levantamentos georreferenciados das rotas, com trilhas e pontos de embarque e desembarque de alunos.

25 Otimização de Rotas

26 Otimização de Rotas

27 Otimização de Rotas Rota Extensão (m) Tempo de percurso ** Rota 14 ** ,86 0:28:18 ** Rota 17 ** 9.134,41 0:21:55 ** Rota 15 ** ,00 0:46:48 Total ,27 1:37:01 Rota Extensão (m) Tempo de percurso ** Primário 2** ,79 0:28:17 ** Primário 1** ,62 0:42:52 Total ,42 1:11:10

28 Otimização de Rotas Resultados Alcançados

29 Otimização de Rotas Resultados Alcançados

30 Otimização de Rotas Perspectivas A análise qualitativa (otimização) das rotas permitiu ainda a criação de parâmetros que possibilitam uma projeção do alcance dessa técnica (por exemplo na IRAR)

31 Otimização de Rotas Perspectivas A extrapolação da redução financeira alcançada com a otimização do transporte escolar em todos os municípios do Estado de Pernambuco que possuem zona rural (181 municípios) retorna a economia aos cofres públicos na monta de R$ 258 milhões ao longo de um único mandato eletivo

AUDIÊNCIA PÚBLICA: PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E O PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO TRANSPORTE DO ESCOLAR

AUDIÊNCIA PÚBLICA: PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E O PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO TRANSPORTE DO ESCOLAR AUDIÊNCIA PÚBLICA: PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR E O PROGRAMA NACIONAL DE APOIO AO TRANSPORTE DO ESCOLAR Profª. Marcia Adriana de Carvalho Dirigente Municipal de Educação de São Francisco de

Leia mais

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE

Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação FNDE Área...8.515.876,00 km2 População... 190 Milhões de habitantes Urbana... 84,2% Rural 15,8% 1.787 municípios... + 50% Rural Ed. Básica... 53 milhões de

Leia mais

PREFEIRURA MUNICIPAL DE VIANA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Gabinete do Prefeito

PREFEIRURA MUNICIPAL DE VIANA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Gabinete do Prefeito PREFEIRURA MUNICIPAL DE VIANA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Gabinete do Prefeito DECRETO Nº. 569/2012: A Prefeita Municipal de Viana, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais conferidas pelo

Leia mais

TRANSPORTE ESCOLAR PROGRAMAS DE APOIO DO GOVERNO FEDERAL

TRANSPORTE ESCOLAR PROGRAMAS DE APOIO DO GOVERNO FEDERAL TRANSPORTE ESCOLAR PROGRAMAS DE APOIO DO GOVERNO FEDERAL PAULO DE SENA MARTINS Consultor Legislativo da Área XV Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia MAIO/2008 Paulo de Sena Martins 2 2008

Leia mais

Não utiliza ARLA 32. Programa Caminho da Escola 2013 Modelo ORE 2 Ônibus Rural Escolar Reforçado Médio

Não utiliza ARLA 32. Programa Caminho da Escola 2013 Modelo ORE 2 Ônibus Rural Escolar Reforçado Médio Não utiliza ARLA 32 Programa Caminho da Escola 2013 Modelo ORE 2 Ônibus Rural Escolar Reforçado Médio Volksbus 15.190 ODR com encarroçamento Marcopolo Uma marca da MAN Latin America. www.man-la.com Programa

Leia mais

O PAR e a atual visão ministerial

O PAR e a atual visão ministerial O PAR e a atual visão ministerial Plano Nacional de Educação (PNE) Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) Plano de Ações Articuladas (PAR) Plano de Desenvolvimento da Escola (PDE Interativo) (Projeto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 7 DE 23 DE ABRIL DE 2010 Estabelece as normas para que os Municípios, Estados e o Distrito Federal

Leia mais

Ano XVIII - Boletim 23 - Novembro de 2008. Formação pela Escola

Ano XVIII - Boletim 23 - Novembro de 2008. Formação pela Escola Ano XVIII - Boletim 23 - Novembro de 2008 Formação pela Escola SUMÁRIO FORMAÇÃO PELA ESCOLA PROPOSTA PEDAGÓGICA... 03 Renilda Peres de Lima e Anésia Gonçalves PGM 1 - Formação pela Escola e financiamento

Leia mais

Entenda o Fundo Municipal de Educação!

Entenda o Fundo Municipal de Educação! Entenda o Fundo Municipal de Educação! CONSELHEIROS JOSÉ CARLOS ARAÚJO Presidente MARA LÚCIA DA CRUZ Vice - Presidente SEBASTIÃO CEZAR LEÃO COLARES Corregedora ALOÍSIO AUGUSTO LOPES CHAVES LUÍS DANIEL

Leia mais

Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como "primeira etapa da educação básica" (artigo 29) e delega a ela a finalidade

Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como primeira etapa da educação básica (artigo 29) e delega a ela a finalidade Lei de Diretrizes e Bases 9.394/96(LDB) define a Educação Infantil como "primeira etapa da educação básica" (artigo 29) e delega a ela a finalidade de "desenvolvimento integral da criança até seis anos

Leia mais

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência

MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL. Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência MARCOPOLO LANÇA NOVO ÔNIBUS VIALE BRT, O MAIS AVANÇADO PRODUZIDO NO BRASIL Veículo utiliza conceitos inéditos de design, conforto e eficiência A Marcopolo lança o seu mais novo e moderno ônibus urbano,

Leia mais

Programa Caminho da Escola Caminhões e Ônibus

Programa Caminho da Escola Caminhões e Ônibus Programa Caminho da Escola Caminhões e Ônibus AF_FOLHETO_CAMINHO ESCOLA_JOB_070.086.09_(BIRA).indd 1 Caminho da Escola O que é o programa? Uma pesquisa feita em mais de 2.200 municípios do País, aplicada

Leia mais

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Inep VERSÃO PRELIMINAR Brasília DF abril 2005 Cartilha do Transporte Escolar 1 Coordenador-Geral de Estudos Especiais Moisés Domingos

Leia mais

Prefeitura Municipal de Brejetuba

Prefeitura Municipal de Brejetuba INSTRUÇÃO NORMATIVA - SEC Nº 001/2014. DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA A REALIZAÇÃO DE TRANSPORTE ESCOLAR DE ALUNOS MATRICULADOS NA REDE PÚBLICA DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE BREJETUBA-ES. Versão: 001 Aprovação

Leia mais

Guia do Transporte Escolar

Guia do Transporte Escolar Guia do Transporte Escolar Expediente Publicação conjunta do FNDE e Ministério Público: COPEDUC - Comissão Permanente da Educação/GNDH - Grupo Nacional de Direitos Humanos/CNPG - Conselho Nacional de Procuradores

Leia mais

XV CONVENÇÃO DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL 26 a 28 de agosto de 2015 Bento Gonçalves-RS ÁREA 4 CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL E DO TERCEIRO SETOR

XV CONVENÇÃO DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL 26 a 28 de agosto de 2015 Bento Gonçalves-RS ÁREA 4 CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL E DO TERCEIRO SETOR 1 XV CONVENÇÃO DE CONTABILIDADE DO RIO GRANDE DO SUL 26 a 28 de agosto de 2015 Bento Gonçalves-RS ÁREA 4 CONTABILIDADE GOVERNAMENTAL E DO TERCEIRO SETOR ANÁLISE DE VIABILIDADE DO TRANSPORTE ESCOLAR EM

Leia mais

REDE DE VENDAS E SERVIÇOS MARCOPOLO

REDE DE VENDAS E SERVIÇOS MARCOPOLO REDE DE VENDAS E SERVIÇOS MARCOPOLO * Área de Atuação BELÉM - PA (AP - MA)* Fone: 91 3039 1800 Fax: 91 3039 1807 vendas@marconorte.com.br BELO HORIZONTE - MG Fone: 31 3201 1971 Fax: 31 3201 1131 marcobus@marcobus.com.br

Leia mais

O TRANSPORTE ESCOLAR PÚBLICO: CONSIDERAÇÕES ACERCA DO PNATE

O TRANSPORTE ESCOLAR PÚBLICO: CONSIDERAÇÕES ACERCA DO PNATE O TRANSPORTE ESCOLAR PÚBLICO: CONSIDERAÇÕES ACERCA DO PNATE Bruno Leonardo Bezerra da Silva 1 - UFRN Orientadora: Alda Maria Duarte Araújo Castro 2 UFRN RESUMO Tendo em vista a relevância, a pertinência

Leia mais

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas SUMÁRIO 1. Link Aula Anterior; 2. Gestão de Custos X Gastos; 3. Custo Direto, Indireto, Fixo e Variável; 4. Custo Marginal, Histórico, Orçado. 5. Etapas do Custeio;

Leia mais

Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Lei n 11.947/2009 PNAE Programa Nacional de Alimentação Escolar. Art. 1 o Para os efeitos desta Lei, entende-se por alimentação escolar todo alimento oferecido no ambiente escolar, independentemente de

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA DIRETORIA DE ATIVIDADES ESPECIAIS PROCESSO Nº: PMO-11/00096733 UNIDADE GESTORA: Prefeitura Municipal de Vitor Meireles RESPONSÁVEL: Ivanor Boing ASSUNTO:

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 039/2015 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

MUNICÍPIO DE GUARANIAÇU Estado do Paraná CNPJ 76.208.818/0001-66

MUNICÍPIO DE GUARANIAÇU Estado do Paraná CNPJ 76.208.818/0001-66 LEI N.º 809/2014 SÚMULA: Disciplina procedimentos de controle da frota e transporte municipal e da outras providências. aprovou, e eu, Prefeito Municipal sanciono a seguinte A Câmara Municipal de Guaraniaçu,,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Andorinha ESTADO DA BAHIA CNPJ N CNPJ: 16.448.870/0001 68

Prefeitura Municipal de Andorinha ESTADO DA BAHIA CNPJ N CNPJ: 16.448.870/0001 68 DECRETO N º 398/2015, DE 30 DE JULHO DE 2015. Regulamenta a utilização de veículos de transporte escolar adquiridos através do Programa Caminho da Escola e dá outras providências, com fulcro nas disposições

Leia mais

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011

Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2011 Sistema de Informações da Mobilidade Urbana Relatório Geral 2011 Dezembro/2012 Relatório Geral 2011 1 Sumário executivo... 3 2 Mobilidade... 28 2.1 Valores para Brasil (municípios acima de 60 mil habitantes)...

Leia mais

PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA: IMPACTOS DA ASSISTÊNCIA FINANCEIRA DO MEC, ATRAVÉS DO PAR, EM MUNICÍPÍOS DE ALAGOAS

PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA: IMPACTOS DA ASSISTÊNCIA FINANCEIRA DO MEC, ATRAVÉS DO PAR, EM MUNICÍPÍOS DE ALAGOAS PROGRAMA CAMINHO DA ESCOLA: IMPACTOS DA ASSISTÊNCIA FINANCEIRA DO MEC, ATRAVÉS DO PAR, EM MUNICÍPÍOS DE ALAGOAS Calinca Jordania Pergher - UFRGS Resumo: Este artigo objetiva pesquisar a oferta do Programa

Leia mais

Art. 1º Estabelecer normas para o funcionamento do transporte escolar da Rede Pública do Sistema Municipal de Educação do Município de Palmas.

Art. 1º Estabelecer normas para o funcionamento do transporte escolar da Rede Pública do Sistema Municipal de Educação do Município de Palmas. PUBLICADO EM PLACAR Palmas-TO, / / Luzenir Poli Coutinho da Silveira Assessora de Legislação, Normas e Conselhos Matr. 25 745 PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO PORTARIA GAB/SEMED

Leia mais

Presidência da República

Presidência da República Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.880, DE 9 DE JUNHO DE 2004. Institui o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar - PNATE e o Programa de Apoio

Leia mais

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população!

Demanda por um sistema integrado de mobilidade urbana, acessível por órgãos gestores, operadoras de transporte e população! Curso de Gestão da Mobilidade Urbana Ensaio Crítico - Turma 17 Sistema de Informação de Usuários Michel Costa da Silva (*) No Brasil, o crescimento demográfico das grandes capitais, o apoio governamental

Leia mais

Novo Iveco CityClass Escolar: na teoria e na prática, a melhor solução para o transporte escolar municipal.

Novo Iveco CityClass Escolar: na teoria e na prática, a melhor solução para o transporte escolar municipal. Novo Iveco CityClass Escolar: na teoria e na prática, a melhor solução para o transporte escolar municipal. 0088_IVECO_FOLHETO_CITY_CLASS_20_2x2.indd 9/9/ 7:38 PM O que é o programa Caminho da Escola?

Leia mais

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA.

Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Número: 00205.000107/2010-31 Unidade Examinada: Município de Santo Amaro/BA. Relatório de Demandas Externas n 00205.000107/2010-31 Sumário Executivo Este Relatório apresenta os resultados das ações de

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE - SEA INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE - SEA INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DO AMBIENTE - SEA INSTITUTO ESTADUAL DO AMBIENTE RESOLUÇÃO INEA Nº 25 DE 20 DE DEZEMBRO DE 2010 ESTABELECE PROCEDIMENTOS PARA REQUERIMENTO DAS LICENÇAS

Leia mais

Classes multisseriadas e nucleação das escolas: um olhar sobre a realidade da Educação do Campo

Classes multisseriadas e nucleação das escolas: um olhar sobre a realidade da Educação do Campo Classes multisseriadas e nucleação das escolas: um olhar sobre a realidade da Educação do Campo Segundo Fagundes & Martini (2003) as décadas de 1980 e 1990 foram marcadas por um intenso êxodo rural, provocado

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM LOCAÇÃO DE ÔNIBUS (SRP)

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM LOCAÇÃO DE ÔNIBUS (SRP) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de MG Câmpus São João del-rei Diretoria de Administração e Planejamento ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA: CONTRATAÇÃO DE

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO NO FRETAMENTO RODOVIÁRIO INTERMUNICIPAL DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS (Decreto n.º 29.912, de 12/05/89, alterado pelos Decretos nº. 31.105, de 27/12/89 e

Leia mais

LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 4T CS 4X2

LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 4T CS 4X2 LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 4T CS 4X2 SUMÁRIO 1 OBJETO...3 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MÍNIMAS DO VEÍCULO...3 3 OBSERVAÇÕES NA PROPOSTA...5 4 FORNECIMENTO...5 5 GARANTIA...6 2/6 1 OBJETO Caminhão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro;

RESOLUÇÃO Nº 14/98. CONSIDERANDO o art. 105, do Código de Trânsito Brasileiro; RESOLUÇÃO Nº 14/98 Estabelece os equipamentos obrigatórios para a frota de veículos em circulação e dá outras providências. O Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN, usando da competência que lhe confere

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR 2012 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO 2. QUEM PODE EXECUTAR O TRANSPORTE INTERMUNICIPAL COM FINS COMERCIAIS 2.1. QUE TIPO DE EMPRESA

Leia mais

GERENCIAMENTO DE VEÍCULOS

GERENCIAMENTO DE VEÍCULOS 1. OBJETIVO Estabelecer o procedimento padrão a ser implementado na Irapuru Transportes Ltda quanto ao gerenciamento (solicitação e programação) de veículos (carretas e cavalos) da frota própria bem como

Leia mais

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA

TRANSDATA SMART RASTREAMENTO E GESTÃO FROTA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL

POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL (arquivo da Creche Carochinha) Secretaria de Educação Básica CONCEPÇÃO DE EDUCAÇÃO INFANTIL A Educação Infantil é dever do Estado e direito de todos, sem qualquer

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 05/2015 CREMEB 1 -DO OBJETO O objeto do Pregão Presencial é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de rádio-táxi

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze)

PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) *C0051416A* C0051416A CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 409, DE 2015 (Do Sr. Luis Carlos Heinze) Institui isenção da contribuição para o PIS/PASEP, COFINS e CIDE- Combustíveis incidente sobre o óleo

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 210 DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006

MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 210 DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006 MINISTÉRIO DAS CIDADES CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO RESOLUÇÃO Nº 210 DE 13 DE NOVEMBRO DE 2006 Estabelece os limites de peso e dimensões para veículos que transitem por vias terrestres e dá outras providências.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 402 DE 26 DE ABRIL DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 402 DE 26 DE ABRIL DE 2012. RESOLUÇÃO Nº 402 DE 26 DE ABRIL DE 2012. Estabelece requisitos técnicos e procedimentos para a indicação no CRV/CRLV das características de acessibilidade para os veículos de transporte coletivos de passageiros

Leia mais

POR QUE DEVEMOS PLANEJAR O TER?

POR QUE DEVEMOS PLANEJAR O TER? 1 APRESENTAÇÃO O transporte escolar é fundamental para facilitar o acesso e a pemanência dos estudantes nas escolas, especialmente aqueles residentes em áreas rurais. Por isso, todas as ações que visam

Leia mais

Anexo VI VALOR INICIAL DO CONTRATO

Anexo VI VALOR INICIAL DO CONTRATO 1 CONCESSÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE RIO DO SUL SC PLANO DE OUTORGA Anexo VI VALOR INICIAL DO CONTRATO Janeiro/2013 2 ANEXO V Valor Inicial do Contrato

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA.

EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. EDITAL CONCORRÊNCIA 02/2015 ANEXO VI - ESPECIFICAÇÃO DO SISTEMA DE MONITORAMENTO DA FROTA. 1. Sistema de Monitoramento da Frota O Sistema de Monitoramento da Frota será implantado pela concessionária para

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA O REGISTRO NO FRETAMENTO RODOVIÁRIO INTERMUNICIPAL DE TRANSPORTE COLETIVO DE PASSAGEIROS (Decreto n.º 29.912, de 12/05/89, alterado pelos Decretos nº. 31.105, de 27/12/89 e

Leia mais

Registro Técnico de Manutenção

Registro Técnico de Manutenção Documento RTM Registro Técnico de Manutenção APRESENTAÇÃO + PROCEDIMENTOS FROTA OPERAÇÃO URBANA APRESENTAÇÃO No No Veículo Setor Km Chegada Local Proced. Data Hora Temperatura Água o C Pressão Óleo Kg

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO SECRETARIA FEDERAL DE CONTROLE INTERNO RELATO GERENCIAL MUNICÍPIO DE IEPÊ - SP 1. Trata o presente Relato dos resultados gerenciais dos exames realizados

Leia mais

LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 8T CS 4X2

LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 8T CS 4X2 LOTE 01 CAMINHÃO LEVE PBT MÍNIMO DE 8T CS 4X2 SUMÁRIO 1 OBJETO... 3 2 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS MÍNIMAS DO VEÍCULO... 3 3 OBSERVAÇÕES NA PROPOSTA...4 4 FORNECIMENTO...5 5 GARANTIA...6 2/6 1 OBJETO Caminhão

Leia mais

1º Encontro de Capacitação das Controladorias Internas Municipais de Santa Catarina - Florianópolis Introdução

1º Encontro de Capacitação das Controladorias Internas Municipais de Santa Catarina - Florianópolis Introdução BOA TARDE! 1º Encontro de Capacitação das Controladorias Internas Municipais de Santa Catarina - Florianópolis Introdução Experiência consolidada ao longo de 33 Fiscalizações a partir de Sorteios Públicos;

Leia mais

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA

TRANSDATA SMART BILHETAGEM ELETRÔNICA BRASIL ARGENTINA +55 19 3515.1100 www.transdatasmart.com.br SEDE CAMPINAS-SP RUA ANA CUSTÓDIO DA SILVA, 120 JD. NOVA MERCEDES CEP: 13052.502 FILIAIS BRASÍLIA RECIFE CURITIBA comercial@transdatasmart.com.br

Leia mais

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012.

Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA-INMETRO Portaria n.º 656, de 17 de dezembro de 2012. O PRESIDENTE

Leia mais

Impostos sobre Veículos

Impostos sobre Veículos Impostos sobre Veículos Além dos encargos com a sua aquisição, os proprietários de veículos motores, sejam pessoas singulares ou coletivas, têm obrigações fiscais a cumprir anualmente. A aquisição de veículos

Leia mais

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar.

Serviços Scania. Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. Serviços Scania Serviços Scania. Tudo o que o você precisa para cuidar bem do seu Scania, em um só lugar. SERVIÇOS SCANIA Serviços Scania. Máxima disponibilidade do seu veículo para o melhor desempenho

Leia mais

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas;

a) Peso Bruto Total Combinado - PBTC igual ou inferior a 74 toneladas; RESOLUÇÃO CONTRAN Nº 211, de 13/11/2006 Requisitos necessários à circulação de Combinações de Veículos de Carga - CVC, a que se referem os arts. 97, 99 e 314 do Código de Trânsito Brasileiro - CTB. O CONSELHO

Leia mais

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG

Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG Prof. Marcus Tomasi UDESC/ESAG O QUE É O PDDE... Consiste na assistência financeira anual, pelo FNDE, às escolas públicas da educação básica das redes estaduais, municipais e do Distrito Federal. O objetivo

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 416, DE 09 DE AGOSTO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 416, DE 09 DE AGOSTO DE 2012. RESOLUÇÃO Nº 416, DE 09 DE AGOSTO DE 2012. Estabelece os requisitos de segurança para veículos de transporte de passageiros tipo micro-ônibus, categoria M2 de fabricação nacional e importado O CONSELHO

Leia mais

REGULAMENTO DE TRANSPORTES ESCOLARES

REGULAMENTO DE TRANSPORTES ESCOLARES REGULAMENTO DE TRANSPORTES ESCOLARES Aprovado por deliberação da Assembleia Municipal de Azambuja de 19 de Setembro de 2012, publicada pelo Edital n.º 77/2012, de 26 de Outubro de 2012. Em vigor desde

Leia mais

O que você encontrará nesse e-book? Sumário

O que você encontrará nesse e-book? Sumário [ E-BOOK] Sumário O que você encontrará nesse e-book? Lei N.º 13.103/15 Lei dos Motoristas...03 Como fazer controle de jornada...07 Controle de Jornada...09 Portaria Nº 373...17 Conclusão...20 Material

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2552 Dispõe sobre o ressarcimento de diárias e transporte aos Senhores Funcionários, quando em viagem a serviço, reuniões, eventos e treinamentos dentro e fora do Estado, formalmente convocados

Leia mais

PORTARIA INMETRO Nº 364, DE 17 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 21.09.2010

PORTARIA INMETRO Nº 364, DE 17 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 21.09.2010 PORTARIA INMETRO Nº 364, DE 17 DE SETEMBRO DE 2010 DOU 21.09.2010 O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL - INMETRO, no uso de suas atribuições, conferidas

Leia mais

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos

SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO. Uma responsabilidade de todos SEGURANÇA VIÁRIA NO TRABALHO Uma responsabilidade de todos QUEM SOMOS A FUNDACIÓN MAPFRE, instituição criada em 1975 pela MAPFRE, desenvolve atividades de interesse geral na Espanha e em outros países

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE

ESTADO DO MARANHÃO MINISTÉRIO PÚBLICO PROMOTORIA DE JUSTIÇA DE 0000000000000000000000000 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTAMENTO DE CONDUTA OBJETIVANDO GARANTIR TRANSPORTE ESCOLAR DE QUALIDADE que firmam o ESTADUAL, por meio da Promotoria de Justiça de... e o MUNICÍPIO

Leia mais

MUNICÍPIO DE IJUÍ PODER EXECUTIVO

MUNICÍPIO DE IJUÍ PODER EXECUTIVO METODOLOGIA PLANILHA DE CUSTOS O presente documento tem por finalidade descrever a metodologia utilizada para o cálculo do preço do quilometro rodado das linhas de transporte escolar para o ano de 2.014,

Leia mais

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012

REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 REDAÇÃO FINAL MEDIDA PROVISÓRIA Nº 562-A, DE 2012 PROJETO DE LEI DE CONVERSÃO Nº 10 DE 2012 O CONGRESSO NACIONAL decreta: Dispõe sobre o apoio técnico ou financeiro da União no âmbito do Plano de Ações

Leia mais

928-01502-001 - SÃO PAULO

928-01502-001 - SÃO PAULO Avenida Liberdade, 928-01502-001 - SÃO PAULO - 11 3340-0500 D.O.E. - 28/08/2015 PAG. 45 E 46 SEÇÃO I. Portaria Conjunta SEE-SME-1, de 27-8-2015. Define parâmetros comuns à execução do Programa de Matrícula

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.880, DE 9 DE JUNHO DE 2004. Conversão da MPv nº 173, de 2004 Institui o Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar

Leia mais

ANEXO II ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA AOS VEÍCULOS NA OPERAÇÃO DOS SERVIÇOS.

ANEXO II ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA AOS VEÍCULOS NA OPERAÇÃO DOS SERVIÇOS. EDITAL CONCORRÊNCIA 01/2015 ANEXO II ESPECIFICAÇÃO REQUERIDA AOS VEÍCULOS NA OPERAÇÃO DOS SERVIÇOS. Este Anexo apresenta as especificações requeridas para os veículos que deverão compor a frota do Sistema

Leia mais

Normas de A c e s s i b i l i d a d e para o Transporte Coletivo

Normas de A c e s s i b i l i d a d e para o Transporte Coletivo Normas de A c e s s i b i l i d a d e para o Transporte Coletivo OBJETIVOS: - Apresentar aos clientes e empresários de veículos do transporte coletivo urbano e rodoviário de passageiros esclarecimentos

Leia mais

QUESTIONÁRIO DO MERENDA ESCOLAR. MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)

QUESTIONÁRIO DO MERENDA ESCOLAR. MERENDA ESCOLAR Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) Este questionário tem por objetivo orientar a participação do cidadão na gestão pública a partir do controle das despesas públicas efetuadas e da oferta de sugestões aos órgãos do governo, para que estes

Leia mais

CAMINHÃO MERCEDES-BENZ 1720 A UM 4x4 FORA DE ESTRADA MILITARIZADO

CAMINHÃO MERCEDES-BENZ 1720 A UM 4x4 FORA DE ESTRADA MILITARIZADO CAMINHÃO MERCEDES-BENZ 1720 A UM 4x4 FORA DE ESTRADA MILITARIZADO O mais novo caminhão militar brasileiro é o Mercedes-Benz 1720 A, versão militarizada do modelo civil recentemente lançado no Brasil. O

Leia mais

DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999

DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999 DECRETO N 17349 DE 26 DE FEVEREIRO DE 1999 Regulamenta a Lei nº 2582, de 28 de outubro de 1997, que instituiu o Serviço de Transporte Coletivo de Passageiros sob o regime de fretamento e dá outras providências.

Leia mais

BRASIL FRET e 16º ENCONTRO DAS EMPRESAS DE FRETAMENTO E TURISMO. A nova regulamentação do fretamento interestadual

BRASIL FRET e 16º ENCONTRO DAS EMPRESAS DE FRETAMENTO E TURISMO. A nova regulamentação do fretamento interestadual BRASIL FRET e 16º ENCONTRO DAS EMPRESAS DE FRETAMENTO E TURISMO A nova regulamentação do fretamento interestadual 21 de outubro de 2015 Agência Nacional de Transportes Terrestres Áreas de Atuação: TRANSPORTE

Leia mais

Custo do transporte de resíduos sólidos urbanos em cidade de pequeno porte.

Custo do transporte de resíduos sólidos urbanos em cidade de pequeno porte. Custo do transporte de resíduos sólidos urbanos em cidade de pequeno porte. Luzenira Alves Brasileiro Universidade Estadual Paulista UNESP Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira FEIS Departamento de

Leia mais

Unidade Meta. DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar da Educação Infantil (de 0 a 5 anos) no Município de Japeri.

Unidade Meta. DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar da Educação Infantil (de 0 a 5 anos) no Município de Japeri. SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO PROGRAMA: MANUTENÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL Nº 071 DIAGNÓSTICO: Cabe à Secretaria cuidar do Ensino Fundamental (1 ao 9 ano) no Município de Japeri. DIRETRIZES: Custear as

Leia mais

Art. 208... O dever do Estado com a Educação será efetivado mediante a garantia de:

Art. 208... O dever do Estado com a Educação será efetivado mediante a garantia de: CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 208... O dever do Estado com a Educação será efetivado mediante a garantia de: VII -... programas suplementares de material didático-escolar, transporte, alimentação e assistência

Leia mais

Localização e Inteligência Móvel. Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar.

Localização e Inteligência Móvel. Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar. Localização e Inteligência Móvel Com a iguard todos os caminhos levam sua empresa onde ela precisa chegar. 1 2 Localização e Inteligência Móvel Todos os dias sua empresa enfrenta grandes desafios para

Leia mais

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso das atribuições legais,

RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE TRANSPORTES, no uso das atribuições legais, RESOLUÇÃO SMTR Nº 2578 DE 23 DE JUNHO DE 2015. Regulamenta o treinamento dos motoristas do Serviço de Transporte Individual de Passageiros em Veículos de Aluguel a Taxímetro e a homologação de instituições

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

Andraplan Administração Empresarial Ltda. A essência da consultoria.

Andraplan Administração Empresarial Ltda. A essência da consultoria. Andraplan Administração Empresarial Ltda. A essência da consultoria. Publicação de domínio público reproduzida na íntegra por Andraplan Administração Empresarial Ltda. Caso tenha necessidade de orientações

Leia mais

LICITAÇÃO Transporte Coletivo Natal

LICITAÇÃO Transporte Coletivo Natal LICITAÇÃO Transporte Coletivo Natal Aspectos Gerais do Serviço Atual Transporte Coletivo Convencional: 06 Empresas 80 linhas 622 veículos operacionais 4.461 viagens DU 4.029.918 Km operacional Transporte

Leia mais

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO

PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO PROVA TEÓRICA DE TRÂNSITO Prova nº 01 1. Qual a idade que uma pessoa deve ter para se habilitar nas categorias (D) e (E)? (a) vinte e um anos (b) dezessete anos (c) dezoito anos (d) dezenove anos 2. Qual

Leia mais

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento

5. Abreviaturas: CNS - Cartão Nacional do SUS. DEA Desfibrilador Externo Automático. IN - Instrução Normativa. PA Pronto Atendimento Lei Municipal nº 5.383, de 22 de novembro de 2012 Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno do Município de Vila Velha ES e dá outras providências; Decreto Municipal nº 297, de 11 de dezembro de 2012

Leia mais

Evolução do congestionamento

Evolução do congestionamento Evolução do congestionamento Crescimento populacional estável Taxa de motorização crescente 2025 2005 Surgimento de novos pólos de atração de viagens Deslocamentos na cidade Rede de transporte para 2016

Leia mais

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL, entendendo a necessidade do mercado em serviços relacionados a segurança e proteção do patrimônio, reúne as melhores tecnologias em soluções de segurança e geolocalização.

Leia mais

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína

Departamento de Água e Esgoto Sanitário de Juína 1) DOS OBJETIVOS: 1.1) Disciplinar e normatizar os procedimentos do Setor de Frotas (Transportes); 1.2) Proteger o Patrimônio Público contra o uso indevido, bem como atender a legislação em vigor e evitar

Leia mais

ALTERAÇÕES NA LEI GERAL DAS MICROEMPRESAS, EMPRESAS DE PEQUENO PORTE E DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL

ALTERAÇÕES NA LEI GERAL DAS MICROEMPRESAS, EMPRESAS DE PEQUENO PORTE E DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL ALTERAÇÕES NA LEI GERAL DAS MICROEMPRESAS, EMPRESAS DE PEQUENO PORTE E DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL Porto Alegre 26 de Julho de 2010 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE FINANÇAS E TRIBUTAÇÃO presidencia.cft@camara.gov.br

Leia mais

Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira

Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira Anexo IV.2 Instruções para Elaboração do Estudo de Viabilidade Econômico-financeira PREFEITURA MUNICIPAL DE VOLTA REDONDA ÍNDICE 1 ANÁLISE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA CONCESSÃO... 2 1.1Planilha 1 Demonstração

Leia mais

Considerando o que consta do Processo nº 80000.038562/2009-10;

Considerando o que consta do Processo nº 80000.038562/2009-10; RESOLUÇAO N o 412 DE 09 DE AGOSTO DE 2012 Dispõe sobre a implantação do Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos SINIAV em todo o território nacional. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO, no

Leia mais

COLETA de LIXO. Recolher e transportar resíduos e encaminhá-lo:

COLETA de LIXO. Recolher e transportar resíduos e encaminhá-lo: COLETA de LIXO Conceituação: Recolher e transportar resíduos e encaminhá-lo: 1. A uma estação de transbordo ou 2. À usina de triagem ou 3. Sítio de destinação final. 1 Coleta Deve ser efetuada em cada

Leia mais

TRANSPORTE ESCOLAR: UM DIREITO?

TRANSPORTE ESCOLAR: UM DIREITO? TRANSPORTE ESCOLAR: UM DIREITO? MELGAÇO, Lucas da Silva 1 - UFC MIRANDA, Naíola Paiva de 2 - UFC KERN, Edith Rodrigues Morgado 3 - UFC COLAÇO, Raquel Ferreira 4 - UFC Grupo de Trabalho - Políticas Públicas,

Leia mais

ITINERÁRIOS DA POLÍTICA DE TRANSPORTE ESCOLAR 1. Palavras chaves: Transporte escolar - políticas públicas programas federais e estadual.

ITINERÁRIOS DA POLÍTICA DE TRANSPORTE ESCOLAR 1. Palavras chaves: Transporte escolar - políticas públicas programas federais e estadual. ITINERÁRIOS DA POLÍTICA DE TRANSPORTE ESCOLAR 1. Calinca Jordânia Pergher Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Instituto Federal Farroupilha calincap@gmail.com RESUMO: O estudo tem como objetivo

Leia mais

Ass.: Programa de Financiamento à Aquisição de Veículos de Transporte Escolar PROESCOLAR

Ass.: Programa de Financiamento à Aquisição de Veículos de Transporte Escolar PROESCOLAR CARTA-CIRCULAR Nº 36/2007 Rio de Janeiro, 20 de agosto de 2007 Ref.: FINAME Ass.: Programa de Financiamento à Aquisição de Veículos de Transporte Escolar PROESCOLAR O Superintendente da Área de Operações

Leia mais

Segmento Eletricitário na Visão da Montadora 16.06.2015. Andria Cristina Giusti

Segmento Eletricitário na Visão da Montadora 16.06.2015. Andria Cristina Giusti Segmento Eletricitário na Visão da Montadora Andria Cristina Giusti Agenda 1 MAN Latin America 2 Informações de Mercado 3 Volkswagen Sob Medida 4 Segmento Eletricitário 5 Tendências Página 2 256 anos MAN

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 23/2015 =SRP VIGÊNCIA 06/04/15 a 05/04/16 AULA DE CAMPO

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 23/2015 =SRP VIGÊNCIA 06/04/15 a 05/04/16 AULA DE CAMPO PREGÃO ELETRÔNICO Nº 23/2015 =SRP VIGÊNCIA 06/04/15 a 05/04/16 AULA DE CAMPO OBS.: AS AUTORIZAÇÕES DEVEM SER SOLICITADAS A CECOM evani@ufpr.br Item Especificação do Produto UNID QUANT 1 2 3 Hospedagem.

Leia mais

MUNICÍPIO DE JARAGUÁ DO SUL SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO DE PASSAGEIROS VIAÇÃO CANARINHO LTDA

MUNICÍPIO DE JARAGUÁ DO SUL SISTEMA DE TRANSPORTE PÚBLICO DE PASSAGEIROS VIAÇÃO CANARINHO LTDA 1. Histórico da Empresa O Serviço Público de Transporte Coletivo de Passageiros em Jaraguá do Sul teve seu início em 1968, sendo prestado por uma empresa da cidade de Blumenau. Em meados de 1970 é fundada

Leia mais