Relatório Final: Estagio Supervisionado I

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Final: Estagio Supervisionado I"

Transcrição

1 Administração Relatório Final: Estagio Supervisionado I Acadêmico Estagiário: Leonel Ângelo Bahia Dias Professor Orientador: KÁTIA BARREIRO MAGNI

2 Sumario: 1. Introdução Diagnostico Sugestões Considerações finais Referencias bibliográficas Anexos...10

3 Relatório Final de estagio I Academico estagiario: Leonel Angelo Bahia Dias Orientador Interno: Janine Klucznik

4 Introdução: Durante o período de estagio, devera ser realizada uma avaliação, das formas como as ferramentas de marketing, são ou não utilizadas pela empresa, e de que forma estas poderão contribuir para a criação de um sistema de gestão comercial mais agressivo. Respeitando critérios como tempo e orçamento, o estagiário, tentara sugerir idéias que possam ser implementadas dentro da realidade da estrutura da empresa, a qual é formada pelas sócias Janine Klucznik e.tatiane da Rosa, atuando na cidade de Bento Gonçalves e Porto Alegre. Sendo as sócias as próprias executoras das tarefas diárias da empresa, sobra-lhes pouco tempo para a gestão estratégica do negócio Estrutura com a qual as sócias reconhecem, estarem obtendo certo sucesso, pois já estão se aproximando da fase critica de termino e/ou encerramento de novas empresas, que segundo ao Sebrae nacional, varia de 1 a 5 anos, mas possuem a sensação que poderiam estar realizando mais, motivo este, que as levou a acolherem esta proposta de estagio. Nos encontros semanais ocorridos entre agosto e novembro, foi possível conhecer os processos internos da empresa e dar foco aos não existentes, fomentando a necessidade de atenção a eles para o crescimento da empresa.

5 Diagnostico: A empresa esta se encaminhando para o quarto ano de atividade e possui 46 clientes ativos, dos quais em sua grande maioria conquistados através de indicação entre a rede de relacionamento das sócias. Ocorrendo o acumulo do atendimento inicial das empresas, em meses pontuais bem como os segmentos de atuação dos clientes (ver anexo 1). Todo o processo comercial dos serviços da empresa acontece de forma receptiva, demonstrando um índice (arredondado) de 99% indicação e 1% ao acaso, o processo de captação dá-se quando um cliente efetivo indica a empresa para um cliente potencial, onde após contato telefônico, agenda-se reunião de interesse, donde, em sua grande maioria conclui-se em fechamento de contrato. Os clientes em Porto Alegre em sua maioria solicitam uma visita por mês, enquanto os de Bento Gonçalves, exigem no mínimo duas, mas estes se dirigem a sede da empresa. Os afazeres do período de um mês, são divididos da seguinte maneira: entre os dias 25 e 15 do mês seguinte, são realizadas, folha de pagamento e obrigação assessoria, e entre, 16 e 24 contabilização dos afins. A empresa opera com uma margem de inadimplência, que oscila entre 20 e 25 por cento, de sua receita bruta. Não possuem identidade visual; não fazem, uso de redes sociais, não possuem site ou blog. Relacionado a valores, existe a tabela sugerida pelo conselho de contabilidade, mas todos os profissionais possuem liberdade para praticar valores que atendam o mercado e satisfaça suas expectativas de ganhos financeiros ou estratégicos.

6 Sugestões: Após a avaliação realizada nos processos da empresa, e um estudo na analise de SWOT (anexo 2), deu-se por estabelecido a criação de norteadores como VISÃO, MISSÃO e VALORES, bem como implementação do plano de marketing e de gestão comercial, estabelecer metas e objetivos claros; sendo: 2011 Criação de um Blog, com dicas e esclarecimentos sobre serviços e impostos, posteriormente criação do site da empresa. Iniciar o uso de redes sociais on-line (facebook e linkedin) bem como participação em eventos profissionais como feiras, palestras e congressos. Encerrar o ano atendendo 60 clientes, acrescentando 14 novos clientes à carteira da empresa agregar os serviços de auditoria e pericia. Encerrar o ano com 75 clientes. Contratação de quadro funcional. De imediato, será realizada uma pesquisa de mercado, entre os clientes atuais, visando estabelecer se, cerca de 20% (9 clientes) que teriam conhecimento de mais uma empresa a ser apresentada, e iniciar um plano de compensação por estas novas apresentações. Por se tratar de uma empresa de serviços, acredito que a abordagem não deva ficar focada nos 4 Ps do marketing e sim em uma abordagem conhecida como 4 Cs e 4 As. Orientando a empresa em focar seus esforços na área de marketing e comercial, em sincronia com as atuais tendências dos estudos atuais nas referidas áreas. Será criada uma identidade visual para a empresa, com criação e desenvolvimento de logomarca, e definição de cores padrão, novo cartão de visitas. A participação em redes sociais virtuais, inicialmente ficara a cargo das sócias, bem como o desenvolvimento do blog, que será inicialmente administrado e alimentado por ambas, posteriormente as mídias virtuais ficarão a critério de funcionário encarregado. Com o retorno obtido com as novas ações, definir verba a ser investida na estrutura da empresa, em sua divulgação e profissionalização.

7 Dessa forma o ano de 2011 será dedicado a preparar empresa e clientes, para um próximo passo no estagio de serviços / produtos. No campo contábil, foi orientado ainda, aplicar o conhecimento de ambas na gestão financeira da empresa, separando os custos fixos e variáveis, estipulando pró-labores para ambas, avaliação das receitas bruta e liquida, e estipular qual é o percentual a ser reinvestido. Ainda; devido ao índice de inadimplência, que em dados momentos fica entre 20 e 25%, fazer tabulação detalhada do histórico de pagamentos e inadimplências acompanhado de histórico financeiro do período do cliente, lançar em uma avaliação de curva ABC, e se demonstrado nessa, rever a prestação de serviço, ou honorários cobrados. Utilizar as ferramentas de CRM (alguns dos softers já usados na empresa já possuem essa ferramenta) para um controle mais personalizado da vida contábil do cliente, podendo assim oferecer melhores soluções, e obter melhor retorno financeiro dos clientes ativos. Comercialmente, devera ser avaliado um colaborador, que domine técnicas de vendas, e tenha conhecimento em gestão comercial, pois ambas as sócias, hoje não conseguem identificar em seus perfis tais características. Na participação dos eventos sociais, ter uma boa apresentação, que cause impacto, para que ao ser realizado o follow up, o cliente se lembre das sócias, devendo esta apresentação ser a mais breve possivel. Bem como a atenção desprendida com o ciente potencial a mesma deve ser mantida com o cliente efetivo, visando sempre que possível surpreende-los de forma positiva. As sócias concordaram com a viabilidade dos apontamentos, e estão se preparando para sua implementação.

8 Considerações finais: O processo de estagio assistido, foi-me enriquecedor, devido a poder avaliar uma empresa (contábil) da qual desconheço, quase por completo sua atividade fim. Poder sintetizar e esclarecer processos, tornaram-se uma ferramenta rotineira, a receptividade das sócias corroborou para tanto, tecnicamente, todas as sugestões elaboradas neste período poderão ser implementadas. As restrições de uma empresa de pequeno porte, foi-me de um aprendizado impar, pois mesmo inserido no mercado a algum tempo, disponho de empresas que não possuem tantas limitações estruturais e financeiras. Neste caso, foi possível aplicar varias disciplinas, estudadas no decorrer do curso; desde fundamentos da administração e gestão de marketing e vendas, bem como estatística e gestão de recursos patrimonais. Acredito ainda que a grande dificuldade, seja estabelecer o que fazer, sendo assim, em conjunto com as sócias estipulamos no escopo deste modesto projeto, o que NÃO seria feito, o que serviu como norteador, para em vários momentos não agregarmos mais afazeres do que os que competiam a área de marketing e comercial. As referencias bibliográficas utilizadas para embasamento destas avaliações e orientações, apesar de constarem em seis referenciais teóricos, todos seguem de forma clara uma tendência Kotleriana.

9 Referencias Bibliograficas: Kotler, Philip; [2006] Administração de Marketing 12ª edição. São Paulo: Prentice Hall Westwood, John [1996] O Plano de Marketing 2º edição. São Paulo: Pearson M Books Zenone, Luiz Claudio [2003] Marketing da Gestão & Tecnologia. São Paulo: Futura Bonatto, Heitor [2008] Gestão de vendas {cadeira universitária} Porto Alegre: ESADE Gitomer, Jeffrey [2005] A bíblia de Vendas. São Paulo: M books Jantsch, John [2006] Marketing de baixo custo e alto impacto. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil

10 Anexo 1 CLIENTES Omitido a pedido da empresa. Anexo 2 SWOT Pontos Fortes Adaptabilidade Todos os clientes conhecem as diretoras Oportunidades Baixo custo operacional Personalização de serviços Micro empreendedor individual Consultoria, Auditoria e Pericia Pontos Fracos Quadro funcional enxuto Recursos financeiros limitados Faltam 12 meses para liberação de serviços de auditoria e pericia Ameaças Concorrência com grandes escritórios Nota fiscal eletronica Numero cada vez maior de concorrentes

Administração 7ª Série Administração Mercadológica

Administração 7ª Série Administração Mercadológica Administração 7ª Série Administração Mercadológica A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de etapas, acompanhadas pelo professor,

Leia mais

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL METALMECANICO GRANDE ABC

ARRANJO PRODUTIVO LOCAL METALMECANICO GRANDE ABC ARRANJO PRODUTIVO LOCAL METALMECANICO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 02/2010 SERVIÇOS DE CONSULTORIA PARA GESTÃO FINANCEIRA EM CUSTOS E FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA. Contatos Luiz Augusto Gonçalves de

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

1 PREPARAÇÃO PARA INÍCIO DO JOGO... 2 1.1 Cadastro pessoal... 2. 1.2 - Cadastrando -se na empresa... 2

1 PREPARAÇÃO PARA INÍCIO DO JOGO... 2 1.1 Cadastro pessoal... 2. 1.2 - Cadastrando -se na empresa... 2 Sumário 1 PREPARAÇÃO PARA INÍCIO DO JOGO... 2 1.1 Cadastro pessoal... 2 1.2 - Cadastrando -se na empresa... 2 2. CENÁRIO... 3 2.1 Localização da Fábrica... 4 2.2 Produtos... 4 2.3 Demanda... 5 2.4 Eventos...

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14

PLANO DE NEGÓCIO. EMPRESA (inserir logo) SET/14 PLANO DE NEGÓCIO EMPRESA (inserir logo) SET/14 Índice 1 INTRODUÇÃO-Sumário Executivo 04 1.1 Identificação da Empresa 04 1.1.1 Histórico da empresa 04 1.1.2 Definição do modelo de negócio 05 1.1.3 Constituição

Leia mais

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução

Estudo de Caso 2 O CASO HIME. Introdução Estudo de Caso 2 O CASO HIME Introdução Empresa de Tecnologia Localizada no Rio de Janeiro, A Hime Informática se destaca pelo enorme sucesso obtido pelo o Hime System, o primeiro software do mercado a

Leia mais

TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA

TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA 1 TÉCNICA DE VENDAS: UMA ABORDAGEM DIRETA Alan Nogueira de Carvalho 1 Sônia Sousa Almeida Rodrigues 2 Resumo Diversas entidades possuem necessidades e interesses de negociações em vendas, e através desses

Leia mais

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Planejamento e Orçamento 3º trimestre/2014 Julho de 2014 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br

Leia mais

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura.

Table of Contents. Sobre o material. Geo Studio. Apresentação. Mercado de Rastreadores. Mercado de Rastreadores. Equipamentos. Estrutura. Table of Contents Sobre o material Geo Studio Apresentação Mercado de Rastreadores Mercado de Rastreadores Equipamentos Estrutura Estrutrua Localização Pessoal Mercadoria Produtividade da Empresa Automação

Leia mais

Palavras-chaves: Empresa Júnior da Fadergs, Critérios PGPK, site, divulgação.

Palavras-chaves: Empresa Júnior da Fadergs, Critérios PGPK, site, divulgação. 1 Estudo de caso: aplicação dos critérios do PGPK com a implantação do site da Empresa Júnior da Fadergs Melissa Schiavon Lima RESUMO Este estudo em andamento apresenta um estudo de caso relacionando os

Leia mais

Assessoria de Imprensa para a Pastoral da Criança de Santa Rita do Araguaia - GO 1

Assessoria de Imprensa para a Pastoral da Criança de Santa Rita do Araguaia - GO 1 Assessoria de Imprensa para a Pastoral da Criança de Santa Rita do Araguaia - GO 1 Miriam Soares de ARAÚJO 2 Cálita Fernanda Batista de PAULA 3 Vanessa Lopes da SILVA 4 Ana Carolina de Araújo SILVA 5 Universidade

Leia mais

E-book Grátis Como vender mais?

E-book Grátis Como vender mais? E-book Grátis Como vender mais? Emissão: 27/01/2015 Responsável: Luiz Carlos Becker Filho Cargo: Diretor Executivo E-book Grátis Como vender mais? Esse conteúdo pode realmente lhe ajudar: Premissas: Olá,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO SÓCIO ECONÔMICO FACULDADE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS ANA RUTH MESQUITA DOS SANTOS - 05010004901 SIDNEY SOARES DE LIMA 05010004401 TURMA: 01030 TURNO: NOITE PLANO DE NEGÓCIOS

Leia mais

Palestra de Philip Kotler - Tecnologia

Palestra de Philip Kotler - Tecnologia Palestra de Philip Kotler Tecnologia Pesquisa de Mercado, Treinamento de Vendas, Consultoria em Marketing SMGShare Marketing Group Por Helton Haddad Em uma excelente palestra, a autoridade de marketing

Leia mais

Titulo do projeto: O USO DAS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTA DE MARKETING DE VAREJO E INSTITUCIONAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Titulo do projeto: O USO DAS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTA DE MARKETING DE VAREJO E INSTITUCIONAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS IMESB NÚCLEO DE ETENSÃO E PESQUISA (NUPES) Identificação da Faculdade: IMESB Titulo do projeto: O USO DAS REDES SOCIAIS COMO FERRAMENTA DE MARKETING DE VAREJO E INSTITUCIONAL NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS

Leia mais

AUTARQUIA DE ENSINO SUPERIOR DE GARANHUNS - AESGA FACULDADE DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO DE GARANHUNS - FAGA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

AUTARQUIA DE ENSINO SUPERIOR DE GARANHUNS - AESGA FACULDADE DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO DE GARANHUNS - FAGA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO AUTARQUIA DE ENSINO SUPERIOR DE GARANHUNS - AESGA FACULDADE DE CIENCIAS DA ADMINISTRAÇÃO DE GARANHUNS - FAGA CURSO DE ADMINISTRAÇÃO MARKETING II EMPRESA DE CONSULTORIA E TREINAMENTO DE PESSOAL HEIDY VANESSA

Leia mais

Planejamento Estratégico 2014-2023. Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados

Planejamento Estratégico 2014-2023. Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados Planejamento Estratégico 2014-2023 Autores Diretoria da Anpcont com base em consulta aos Programas Associados Objetivos Clarificar as novas diretrizes e objetivos da Associação, face aos crescentes desafios

Leia mais

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS

PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS PLANO DE ENSINO - 1S - 2011 - FACULDADE DE GESTÃO E NEGÓCIOS CURSO: Curso Superior de Tecnologia em Negócios Imobiliários TURNO: Noturno DISCIPLINA: Gestão Mercadológica de Vendas SEMESTRE: 3º semestre

Leia mais

ENDOMARKETING COMO ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO EM UMA USINA DE AÇÚCAR E ALCOOL EM CASTILHO/SP

ENDOMARKETING COMO ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO EM UMA USINA DE AÇÚCAR E ALCOOL EM CASTILHO/SP ENDOMARKETING COMO ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO EM UMA USINA DE AÇÚCAR E ALCOOL EM CASTILHO/SP FERNANDA THAMIRES ULISSES BACURAU Discente do Curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos das Faculdades

Leia mais

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual.

EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. EXP Digital, desenvolvendo soluções personalizadas para sua empresa alcançar a melhor performance no mundo virtual. Somos uma empresa especializada em soluções voltadas ao segmento digital como: criação,

Leia mais

SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA

SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA agenciacem.com.br SOMOS A COMUNICAÇÃO E O MARKETING DE SUA EMPRESA Somos especialistas em gerar resultados através da divulgação de um produto ou serviço, fidelizando o público atual e também trazendo

Leia mais

MOTIM Mostra de Trabalhos e Inovação Mercadológica 1

MOTIM Mostra de Trabalhos e Inovação Mercadológica 1 MOTIM Mostra de Trabalhos e Inovação Mercadológica 1 Camilla P. Brasileiro 2 Claudomilson F Braga 3 Resumo O objetivo deste artigo é descrever a importância da vivencia prática teorizada em sala de aula

Leia mais

Regulamento 30º Top de Marketing ADVB/RS

Regulamento 30º Top de Marketing ADVB/RS Regulamento 30º Top de Marketing ADVB/RS REGULAMENTO 30 TOP DE MARKETING ADVB/RS 1. Da Instituição 1.1. Fica instituído, pela Diretoria da ADVB/RS, o 30º TOP DE MARKETING ADVB-RS. 2. Dos Objetivos: 2.1.

Leia mais

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO

Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Universidade de Cruz Alta UNICRUZ Centro de Ciências Agrárias, Exatas e da Terra Curso de Ciência da Computação PLANO DE ENSINO Curso/Habilitação: CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO Disciplina: Empreendimentos em Informática

Leia mais

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO

O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica e inovadora. Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução O que são

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇÃO DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 8ª REGIÃO O INTERCÂMBIO DE CURSOS ENTRE O TRT8 E O INTERLEGIS RODOPIANO NETO Assessor de Planejamento e Gestão OBJETIVOS 1. Orientar

Leia mais

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil...

Introdução. Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Introdução Um caso real que acontece todos os dias no Brasil... I a n C u n h a Os Conceitos Básicos do Projeto Missão: Fomento a atividade empreendedora tornando

Leia mais

Gestão de Eventos AULA 7. Temas: Captação de Patrocínios

Gestão de Eventos AULA 7. Temas: Captação de Patrocínios Gestão de Eventos AULA 7 Temas: Captação de Patrocínios Captação de Patrocínios Patrocínio é quando uma empresa investe em algo, esperando um retorno positivo, principalmente, para a sua imagem. Para solicitar

Leia mais

Se pudéssemos resumir em tópicos alguns conceitos apresentados na Palestra poderíamos citar os seguintes:

Se pudéssemos resumir em tópicos alguns conceitos apresentados na Palestra poderíamos citar os seguintes: Palestra de Philip Kotler Por Helton Haddad Além de ser um valioso aprendizado em termos de conhecimentos, este evento nos traz a certeza de cada vez mais, as empresas precisam agilizar e acelerar suas

Leia mais

Palavras-chave: Comunicação Estratégica; Composto de Marketing e micro e pequenas empresas.

Palavras-chave: Comunicação Estratégica; Composto de Marketing e micro e pequenas empresas. A COMUNICAÇÃO ESTRATÉGICA E O COMPOSTO DE MARKETING: UMA INTEGRAÇÃO DE SUCESSO NA GESTÃO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DE JOÃO PESSOA Evalena Lima Cabral (1) ; Patrícia Morais da Silva (3), Mitchell Figueiredo

Leia mais

Titulo Pesquisa e Criação em Moda. Autor Iara Mesquita da Silva Braga * Resumo

Titulo Pesquisa e Criação em Moda. Autor Iara Mesquita da Silva Braga * Resumo Titulo Pesquisa e Criação em Moda Autor Iara Mesquita da Silva Braga * Resumo A moda é um setor de mercado complexo, de vasta abrangência de atividades e significados. O atual profissional de moda deve

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DA FAIBI CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DA FAIBI CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO DA FAIBI CAPITULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - O presente conjunto de normas da Faculdade de Filosofia, Ciências

Leia mais

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO

MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO MODELO DE PLANO DE NEGÓCIO 1 Informações sobre o responsável pela proposta. Nome : Identidade: Órgão Emissor: CPF: Endereço: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Telefone: FAX: E-mail Formação Profissional: Atribuições

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS

CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS 2011 CERTIFICAÇÃO DE GESTÃO MPG VERITAS MPG VERITAS 1/1/2011 Você deve ser a mudança que você deseja ver no mundo Mahatma Gandhi SUMÁRIO 1. Introdução 2. Histórico 3. Prêmio MPG VERITAS de gestão 3.1 Gestão

Leia mais

Curso de Extensão. Prof. Antonio Latempa Prof. Rodrigo Nascimento

Curso de Extensão. Prof. Antonio Latempa Prof. Rodrigo Nascimento Curso de Extensão Apresentação Observar e analisar o ambiente externo são essenciais para a empresa que deseja conquistar e manter sua posição no mercado, tanto em relação ao preço quanto ao produto ou

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO FEVEREIRO DE 2011 Telefones: (66) 3422 2461 / 6710 1 1. Apresentação da Incubadora de Empresas I-deia A Incubadora I-deia

Leia mais

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS

SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, ATENDIMENTO E VENDAS SOLUÇÕES EM PRODUTIVIDADE, A Expertise: ² ² ² ² ² Percebendo as necessidades do mercado, nasceu a Expertise Treinamentos no início de 2016. A união de três profissionais, consultores e palestrantes, com

Leia mais

Aula 12. Definição do Orçamento do Plano de Marketing. Profa. Daniela Cartoni

Aula 12. Definição do Orçamento do Plano de Marketing. Profa. Daniela Cartoni Aula 12 Definição do Orçamento do Plano de Marketing Profa. Daniela Cartoni Orçamento do Plano de Marketing Em paralelo ao plano de ação, é necessário que a empresa constitua um orçamento de apoio. Na

Leia mais

Contador 2.0 CONTADOR 2.0: MODELOS DE NEGÓCIOS CONTÁBEIS DE ALTO VALOR. Imagens: depositphotos.com. Roberto Dias Duarte

Contador 2.0 CONTADOR 2.0: MODELOS DE NEGÓCIOS CONTÁBEIS DE ALTO VALOR. Imagens: depositphotos.com. Roberto Dias Duarte Contador 2.0 CONTADOR 2.0: MODELOS DE NEGÓCIOS CONTÁBEIS DE ALTO VALOR Imagens: depositphotos.com www.robertodiasduarte.com.br facebook.com/imposticida contato@robertodiasduarte.com.br Nossa "prosa" SPED

Leia mais

FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS ESTATUTO SOCIAL

FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS ESTATUTO SOCIAL FUNDAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR DA REGIÃO CENTRO-SUL FUNDASUL FACULDADE CAMAQÜENSE DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ADMINISTRATIVAS FACJÚNIOR EMPRESA JÚNIOR DA FACCCA ESTATUTO SOCIAL CAPÍTULO I, DENOMINAÇÃO, SEDE,

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC PROGRAMA DE EDUCAÇÃO CORPORATIVA - PEC CATHO PORTAL CMC 1. CONTEXTO A Catho Educação Executiva é focada no desenvolvimento de talentos, na melhora do desempenho das organizações e na criação de processos

Leia mais

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas

7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 7 perguntas para fazer a qualquer fornecedor de automação de força de vendas 1. O fornecedor é totalmente focado no desenvolvimento de soluções móveis? Por que devo perguntar isso? Buscando diversificar

Leia mais

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO.

AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. AUXÍLIO TRANSPORTE TUDO QUE VOCÊ PRECISA PARA MOSTRAR O SEU TALENTO. ÍNDICE APRESENTAÇÃO...04 MISSÃO E VISÃO DO SISTEMA FIEB... 06 VALORES... 08 OBJETIVOS DO PROGRAMA... 12 APROVEITAMENTO INTERNO... 14

Leia mais

RELATÓRIO SINTÉTICO DAS ATIVIDADES DE AUDITORIA BIÊNIO: FEVEREIRO/2011 A JANEIRO/2013

RELATÓRIO SINTÉTICO DAS ATIVIDADES DE AUDITORIA BIÊNIO: FEVEREIRO/2011 A JANEIRO/2013 ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO CEARÁ Auditoria Administrativa de Controle Interno RELATÓRIO SINTÉTICO DAS ATIVIDADES DE AUDITORIA BIÊNIO: FEVEREIRO/2011 A JANEIRO/2013

Leia mais

CARGO, VAGA, LOCAL DE TRABALHO, CARGA HORÁRIA E REMUNERAÇÃO

CARGO, VAGA, LOCAL DE TRABALHO, CARGA HORÁRIA E REMUNERAÇÃO EDITAL N. 02/2016 RELATIVO AO TERMO DE PARCERIA N. 035/2016 DO INSTITUTO JURÍDICO PARA EFETIVAÇÃO DA CIDADANIA - MINAS GERAIS PROCESSO DE SELEÇÃO DE COLABORADORES PARA ATUAR NA ÁREA-MEIO DOS PROGRAMAS

Leia mais

PONTO DE EQUILÍBRIO (PE) - RESPOSTAS

PONTO DE EQUILÍBRIO (PE) - RESPOSTAS CONSIDERAÇÕES INICIAIS Procuramos com este trabalho de resolução dos 10 (dez) exercícios propostos no site: http://www.fabianocoelho.com.br, levar aos alunos, de maneira simples e didática os cálculos

Leia mais

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia EDITAL 01/2016 O Reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, no uso de suas atribuições, torna pública

Leia mais

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES

Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENAI SESI de Inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES Brasília 2012 Edital SENai SESi de inovação 2012 PERGUNTAS FREQUENTES 3 1)

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 2ª Série Processos Administrativos Administração A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

Soluções em gerenciamento da informação

Soluções em gerenciamento da informação Consultoria em marketing de mídias sociais (internet) e identidade visual. Escolha o pacote de serviço para sua empresa ou negócio! e-mail marketing Designer gráfico (criação ou atualização de logomarca,

Leia mais

NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE

NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE 2 NEGOCIAÇÃO DE CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE Quando uma empresa vai pra internet e investe em marketing digital, essas são as 3 coisas que precisam ser feitas: 1- GERAR LEADS 2- TRANSFORMAR LEADS EM CLIENTES

Leia mais

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas

AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS. Reforçar a Competitividade das Empresas AVISO PARA APRESENTAÇÃO DE CANDIDATURAS PROGRAMA OPERACIONAL DA 2014-2020 (MADEIRA 14-20) EIXO PRIORITÁRIO 3 Reforçar a Competitividade das Empresas PRIORIDADE DE INVESTIMENTO (PI) 3.b Desenvolvimento

Leia mais

20 dicas de Marketing Digital

20 dicas de Marketing Digital 20 dicas de Marketing Digital Planos e Metodologias 1/15/2014 1 1 versão: 1.1 Última atualização: 16/01/2014 Porque um plano de marketing digital. Introdução Dicas para elaborar seu plano Metodologia adotada

Leia mais

Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira.

Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira. Universidade Federal do Pará. Centro Sócio Econômico. Curso Ciências Contábeis. Disciplina: Administração Financeira. Professor: Héber Lavor Moreira. Silvanda de Jesus Aleixo Ferreira 0201002501 Belém-PA

Leia mais

O CLIENTE COMO FONTE DE INFORMAÇÃO PARA INOVAÇÃO: INTEGRAÇÃO ENTRE AS DIMENSÕES CLIENTES E RELACIONAMENTO

O CLIENTE COMO FONTE DE INFORMAÇÃO PARA INOVAÇÃO: INTEGRAÇÃO ENTRE AS DIMENSÕES CLIENTES E RELACIONAMENTO O CLIENTE COMO FONTE DE INFORMAÇÃO PARA INOVAÇÃO: INTEGRAÇÃO ENTRE AS DIMENSÕES CLIENTES E RELACIONAMENTO Aliny Francielly de Oliveira Formada em Administração, atuante nos segmentos comércio varejista

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE

COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE www.agenciaatos.com.br COMO FUNCIONA NOSSA CONSULTORIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM VENDAS ONLINE APLICAÇÃO DA CONSULTORIA EM VENDAS ONLINE É assim que os resultados são gerados. No entanto, é

Leia mais

TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL

TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL TECNOLOGIA EM GESTÃO EMPRESARIAL PROJETO INTERDISCIPLINAR - 1º SEMESTRE AAP (Atividade Autônoma de Projeto) Jales 2016 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 2 2 FINALIDADE DO P.I. (PROJETO INTERDISCIPLINAR)... 3 3 PRESENÇA

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA

FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA FACULDADE FAMA ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS RECIFE DEZ/2014 ALEXSANDRA SOARES DA SILVA A NECESSIDADE DE CONSULTORIA NAS EMPRESAS Artigo científico apresentado em

Leia mais

Chamada de Propostas. Comitê Técnico de Videocolaboração CT-Vídeo

Chamada de Propostas. Comitê Técnico de Videocolaboração CT-Vídeo Chamada de Propostas Comitê Técnico de Videocolaboração CT-Vídeo Introdução A RNP mantem, desde 2014, o Comitê Técnico de Videocolaboração (CT-Vídeo), cujo objetivo é estudar o futuro das aplicações em

Leia mais

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos

Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Pesquisa Expectativa dos Pequenos Negócios Gaúchos Planejamento e Orçamento 3º trimestre/2015 Julho de 2015 Educação Empreendedora Consultoria Gestão Inovação Resultados 0800 570 0800 / www.sebrae-rs.com.br

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: projeto experimental; relações públicas, planejamento, terceiro setor, cultura. 1. INTRODUÇÃO

PALAVRAS CHAVE: projeto experimental; relações públicas, planejamento, terceiro setor, cultura. 1. INTRODUÇÃO Projeto Experimental em Relações Públicas: Associação Pró-Cultura - Casa das Artes Regina Simonis 1 Bruna Luisa Henn² Grazielle Betina Brandt³ Universidade de Santa Cruz do Sul RESUMO: O presente trabalho

Leia mais

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br

3ª EDIÇÃO. Agenda. 22 de Setembro 2015. Hotel Grand Mercure São Paulo, SP. Realização: www.corpbusiness.com.br Agenda 3ª EDIÇÃO 22 de Setembro 2015 Hotel Grand Mercure São Paulo, SP Realização: www.corpbusiness.com.br Patrocínio Gold Patrocínio Bronze Apoio Realização: APRESENTAÇÃO O E-LEARNING COMO FERRAMENTA

Leia mais

PARECER N.º 37/CITE/2007

PARECER N.º 37/CITE/2007 PARECER N.º 37/CITE/2007 Assunto: Parecer prévio nos termos do n.º 1 do artigo 51.º do Código do Trabalho e da alínea b) do n.º 1 do artigo 98.º da Lei n.º 35/2004, de 29 de Julho Processo n.º 151 DL-C/2007

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA

CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA CURSO DE BACHARELADO EM HOTELARIA ESTÁGIO SUPERVISIONADO I e II Orientações aos Alunos Julho de 2010 NORMAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º O Estágio Supervisionado I e II são disciplinas integrantes

Leia mais

PESQUISA Práticas de Comunicação Digital OBJETIVO Traçar um panorama da utilização das mídias sociais nas redações dos principais jornais do país. principais práticas uso profissional e/ou pessoal existência

Leia mais

MANUAL DO PALESTRANTE

MANUAL DO PALESTRANTE MANUAL DO PALESTRANTE Fundador e Curador Victor Duarte Realização Instituto Líder Coaching Seja bem vindo, Obrigado por aceitar o convite de fazer parte desse time fantástico de palestrante, nesta 2 edição

Leia mais

perfis de investimento

perfis de investimento perfis de investimento Índice 3 Apresentação 3 Como funciona a gestão de investimentos da ELETROS? 5 Quais são os principais riscos associados aos investimentos? 6 Como são os investimentos em renda fixa?

Leia mais

Ramirez. FeeMensal. Proposta de Assessoria de Publicidade e Marketing

Ramirez. FeeMensal. Proposta de Assessoria de Publicidade e Marketing Ramirez publicidade gráfica FeeMensal Proposta de Assessoria de Publicidade e Marketing PUBLICIDADE PARA SUA EMPRESA R.p g Nos dias atuais os investimentos em comunicação respeitam planejamentos muito

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Este material resulta da reunião de fragmentos do módulo I do Curso Gestão Estratégica com uso do Balanced Scorecard (BSC) realizado pelo CNJ. 1. Conceitos de Planejamento Estratégico

Leia mais

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC

CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC CESTEC- CENTRO DE SERVIÇOS EM TECNOLOGIA E INOVAÇÃO DO GRANDE ABC TERMO DE REFERÊNCIA Nº 14/2010 CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE EMPRESA CONSULTORIA/ASSESSORIA PARA APOIO AO DESENVOLVIMENTO DO PROJETO PROGRAMA

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK

PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK PLANO DE COMUNICAÇÃO PLANO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PARA A VIRTUALLINK - Equipe de Comunicação Multimídia e Relações Públicas: Márcio Lobato Nayanne Pacheco 1. - OBJETIVO: A presente proposta objetiva estruturar

Leia mais

EDITAL 001/2015 EMPRESA JÚNIOR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA

EDITAL 001/2015 EMPRESA JÚNIOR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA EDITAL 001/2015 EMPRESA JÚNIOR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ASSESSORES JUNHO 2015 A CHRONOS JR - EMPRESA JÚNIOR DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, nos termos do Estatuto da Empresa Júnior do

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS DO CEFET-SP Capítulo I DA NATUREZA E SUAS FINALIDADES Art. 1º O estágio baseia-se na Lei nº. 11.788, sancionada em 25 de setembro de 2008. Parágrafo

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

Edital do Processo Seletivo 2013/2 Chamada complementar

Edital do Processo Seletivo 2013/2 Chamada complementar C.E.S.A.R.EDU Unidade de Educação do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife MESTRADO PROFISSIONAL EM ENGENHARIA DE SOFTWARE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU Recomendação MEC/CAPES N o. 234_6/2006/CTC/CAPES

Leia mais

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015

Carteira Recomendada RENDA FIXA segunda-feira, 4 de maio de 2015 1. Alocação recomendada para Maio de 2015 Classe de Ativo Carteira Conservadora* Carteira Moderada* Carteira Agressiva* Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Curto Prazo Longo Prazo Pós-Fixado

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Empreendedorismo Administração A Atividade Prática Supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de etapas,

Leia mais

0806evandro@gmail.com 2 Acadêmico do Curso de Administração do Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos. E-mail:

0806evandro@gmail.com 2 Acadêmico do Curso de Administração do Instituto Federal Farroupilha Campus Júlio de Castilhos. E-mail: ANÁLISE AMBIENTAL DE UMA EMPRESA DE ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS Evandro Dallanora 1 Evandro Leão de Freitas 2 Luciana Perazzolo Cristofaria 3 Camila Coletto 4 1 INTRODUÇÃO O presente trabalho trata de uma análise

Leia mais

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Av. Oraida Mendes de Castro, 6000, Novo Silvestre CEP 36570-000 Viçosa/MG Tel/fax: 31 3899 2602

Incubadora de Empresas de Base Tecnológica CENTEV/UFV Av. Oraida Mendes de Castro, 6000, Novo Silvestre CEP 36570-000 Viçosa/MG Tel/fax: 31 3899 2602 EDITAL 03.2014 - SELEÇÃO DE NOVAS EMPRESAS PARA O PROGRAMA DE PRÉ - INCUBAÇÃO DE EMPRESAS DA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA CENTEV/UFV. O Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa

Leia mais

SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA

SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA SITE - INFORMAÇÕES DE FRANQUIA PROJETO As lojas Havaianas foram idealizadas para oferecer aos consumidores uma experiência completa com a marca. O modelo de franquia foi adotado porque acreditamos que

Leia mais

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde

Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online Dicas e orientações sobre o e-commerce de produtos e serviços de saúde Boas Práticas em Saúde Online 1 Expediente 2015 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Leia mais

+ BENEFÍCIOS PARA SUA ENTIDADE CONHEÇA NOSSAS SOLUÇÕES

+ BENEFÍCIOS PARA SUA ENTIDADE CONHEÇA NOSSAS SOLUÇÕES + BENEFÍCIOS PARA SUA ENTIDADE CONHEÇA NOSSAS SOLUÇÕES CDL CARTÕES +FACILIDADE Com o objetivo de oferecer soluções para facilitar a vida dos associados e seus funcionários, a FCDL-MG se uniu à Valle Express,

Leia mais

Atividades Complementares Curso de Gestão em Recursos Humanos

Atividades Complementares Curso de Gestão em Recursos Humanos Atividades Complementares Curso de Gestão em Recursos Humanos APRESENTAÇÃO As Atividades Complementares (AC) são práticas curriculares de caráter independente, interdisciplinar e transversal que visam

Leia mais

CISD Centro Integrado de Soluções e Desenvolvimento Apoio:

CISD Centro Integrado de Soluções e Desenvolvimento Apoio: CISD Centro Integrado de Soluções e Desenvolvimento Apoio: Rádio Norte FM 104,9Mhz 1 2 Cursos Disponíveis: 1. Curso de Técnicas de Negociação e Vendas... 4 2. Motivação e Produtividade... 5 3. Curso de

Leia mais

I FEIRA DO EMPREENDEDOR DE VILA VELHA

I FEIRA DO EMPREENDEDOR DE VILA VELHA I FEIRA DO EMPREENDEDOR DE VILA VELHA 1. CARACTERIZAÇÃO DO PROJETO: Título: I FEIRA DO EMPREENDEDOR DE VILA VELHA Tema: O Empresário frente as mudanças econômicas e perspectivas Público-Alvo: Empresários

Leia mais

Projeto de Extensão 1 IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO

Projeto de Extensão 1 IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO 1 IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO Título: PROJETO DE GESTÃO E VALORIZAÇÃO DE PESSOAS Data de realização: a partir de 2013 Local de realização: IESUR Clientela: Colaboradores e acadêmicos do IESUR Unidade organizadora

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2014 São Luis de Montes Belos Goiás Faculdade Montes Belos Curso de Engenharia Agronômica São Luis de Montes Belos - Goiás COORDENADOR

Leia mais

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade

Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Titulo do Case: Transforme a sociedade com a força do empreendedorismo social Categoria: Prática Interna Temática: Sociedade Resumo: Quanto custa um projeto? As possíveis respostas são inúmeras. Os números

Leia mais

Breve descrição. Público-alvo

Breve descrição. Público-alvo 2014 Breve descrição Somos uma empresa que busca ampliar e valorizar a reputação dos nossos clientes, utilizando estratégias de marketing que influenciarão diretamente no aumento de suas receitas de vendas,

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo

Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo Universidade de São Paulo Faculdade de Arquitetura e Urbanismo Regulamento do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo XI. Orientadores e Coorientadores A orientação visa tanto a criação de

Leia mais

HABITAÇÃO É A NOSSA MARCA QUAL É A SUA?

HABITAÇÃO É A NOSSA MARCA QUAL É A SUA? MÍDIA KIT HABITAÇÃO É A NOSSA MARCA QUAL É A SUA? 2 Para o Secovi Rio, não há conquista maior que representar com excelência os condomínios, as imobiliárias e as administradoas do Rio de Janeiro. São mais

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR PDP

MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR PDP MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR SECRETARIA DO DESENVOLVIMENTO DA PRODUÇÃO DEPARTAMENTO DE MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS MANUAL OPERACIONAL PLANO DE DESENVOLVIMENTO PRELIMINAR

Leia mais

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ.

ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. ESCRITÓRIO MODELO DA FACULDADE DO GUARUJÁ. Prof. Marat Guedes Barreiros Agosto/2013 Introdução É notória nos dias de hoje a dificuldade dos alunos egressos das Faculdades em obter emprego nas empresas

Leia mais

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA

PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA PlusPixel Marketing Digital SOMOS MAIS SOCIAIS DO QUE NUNCA Proposta de Marketing Digital Design inox Marketing de Resultados A PlusPixel vem oferecendo seus serviços desde o início da internet, isso nos

Leia mais

MARKETING DE VENDAS. Maiêutica - Curso de Processos Gerenciais

MARKETING DE VENDAS. Maiêutica - Curso de Processos Gerenciais MARKETING DE VENDAS Alcioni João Bernardi Prof. Ivanessa Felicetti Lazzari Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI Processos Gerenciais (EMD0130) Prática do Módulo IV 27/11/12 RESUMO Este trabalho

Leia mais

O que é comunicação visual?

O que é comunicação visual? artesanato Boletim comunicação visual para o artesanato O que é comunicação visual? Esse meio de comunicação, muitas vezes, é melhor do que o escrito, principalmente quando se deseja utilizar a mensagem

Leia mais

Política de investimento cultural 3M

Política de investimento cultural 3M Política de investimento cultural 3M 1. Objetivo A presente política tem por finalidade estabelecer os critérios para investimento em projetos e programas culturais e que sejam passíveis de usufruírem

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I Prestação de Serviço de Assessoria de Comunicação

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I Prestação de Serviço de Assessoria de Comunicação ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA I Prestação de Serviço de Assessoria de Comunicação 1. DA JUSTIFICATIVA O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Santa Catarina CAU/SC, por sua criação recente e característica

Leia mais