BANCOS PERDEM 1100 MILHÕES COM PENSÕES E GRÉCIA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BANCOS PERDEM 1100 MILHÕES COM PENSÕES E GRÉCIA"

Transcrição

1 PUB GADGETS Impressão em revolução P14 Número 1268 Segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012 O JORNAL ECONÓMICO Preço: 1 cênt. Diretor: Guilherme Borba CONSUMIDORES NÃO DISPENSAM INTERNET TELECOM PÁG. 11 BANCOS PERDEM 1100 MILHÕES COM PENSÕES E GRÉCIA PARIS: Turistas enfrentam frio polar CONTAS DE 2011 POR VÍTOR NORINHA MILLENNIUM bcp, BPI e BES perderam quase 1100 milhões de euros no ano passado. As causas são, essencialmente, os custos de transferência dos fundos de pensões para a segurança social, uma medida negociada com o Governo e, no caso do BCP e do BPI, o prejuízo teve que ver com o grande impacto das imparidades geradas com a exposição à dívida grega. Mas estes prejuízos não significam fragilidade do sistema financeiro. Carlos Costa, o Governador do Banco BCP COM LINHA PÚBLICA O plano de recapitalização do Millennium bcp entregue ao Banco de Portugal envolve um aumento de capital destinado a subscrição pelos acionistas privados e inclui a utilização da linha de recapitalização pública, disse Santos Ferreira. de Portugal, veio explicar, na sexta- -feira e durante a conferência da Associação Portuguesa de Bancos, que as instituições portuguesas nunca estiveram, como agora, com níveis tão elevados de solvabilidade. Do lado dos banqueiros, a resposta foi a mesma. O BES sofreu com o impacto dos fundos de pensões, mas Ricardo Salgado afirmou, em conferência, que o banco voltará aos lucros já neste trimestre. O Santander, que teve um lucro de 64,1 milhões de euros, sublinhou, através do novo CEO, António Vieira Monteiro, que a instituição está muito acima DESALAVANCAGEM ABRUPTA O programa de desalavancagem da banca foi estabelecido de forma abrupta, afirmou o CEO do BES, Ricardo Salgado. Adiantou que há esperança de que esses indicadores possam ser atenuados na velocidade a que estão a ser feitos. dos rácios exigidos pelo BdP e pela Troika. O BCP vai recorrer aos fundos públicos, e terá uma nova administração, com forte presença do capital angolano. A administração aproveitou o ano passado para limpar o balanço. Fernando Ulrich, o presidente do BPI, lamentou a má decisão quanto ao investimento em dívida grega, mas afirmou que a desalavancagem estava feita na instituição e os próximos anos são de forte recuperação. Lembrou os excelentes rácios de solvabilidade da instituição e o facto de os depositantes estarem seguros. A banca portuguesa entrou num novo paradigma, em termos de confiança, solvabilidade, transparência e crescimento. A desalavancagem para os 120% do rácio entre crédito e depósitos vai ser antecipado por todos os bancos. Gestores como Ricardo Salgado salientaram a forma abrupta como o objetivo foi definido. VER PÁG. 10 AS TEMPERATURAS negativas e a neve que atingiram a capital francesa não conseguiram afastar os turistas que, no domingo, faziam fila para entrar no Museu do Louvre. A vaga de frio polar que afeta a Europa já causou quase 300 mortos. Foto EPA/Ian Langsdon PUB

2 2 6 de fevereiro de 2012 RADAR RADAR Tenho dito No caso de chegarmos à conclusão de que as culpas são todas da Grécia, não haverá novo programa Jean-Claude Juncker, presidente do Eurogrupo e primeiro-ministro do Luxemburgo, ameaçando Atenas com o fim das ajudas da UE e não descartando a insolvência da Grécia, in Der Spiegel O número 33.ª As taxas Euribor desceram na sexta-feira em todos os prazos, pela 33.ª sessão consecutiva, voltando a registar valores mínimos de dez meses, de acordo com o fixing diário da Federação Europeia de Bancos Bolsa PSI 20 1,81% MAIOR SUBIDA MAIOR DESCIDA Mota-Engil EDP Renováveis 20,12% 2,36% NOTA SERÁ QUE DESCOLÁMOS? JEAN-CLAUDE Juncker deu um murro na mesa! O aviso do presidente do Eurogrupo foi para a Grécia. Afinal, pouco se avançou nas reformas estruturais e nas privatizações. A Grécia parece continuar a querer empurrar com a barriga, dizendo não às sugestões dos credores. Mas o tempo aproxima-se do fim. Juncker antecipa a bancarrota do país dentro de dois meses. É uma jogada de insistência, dirão os analistas. Mas deixar cair a Grécia já foi mais difícil do que é hoje, depois de os credores aceitarem perdas globais da ordem dos 70%. Afinal, mais de dois terços do que emprestaram já assumiram perder, e o restante não será difícil de aceitar como perda. Para a Grécia, a retaliação será terrível, mas, mais do que a Grécia, preocupa-nos quem se segue na lista, e que somos nós. Os dados da Bloomberg indicam que as nossas taxas de juro das obrigações têm caído com força, sobretudo nos prazos médios. Mas são quedas que nos deixam ainda longe da Irlanda, o que significa que eles já descolaram, mas nós ainda não. Vamos ver de que forma somos atingidos pelo ricochete grego. [VN] Fidel reconhece erro nas suas memórias O ex-presidente Fidel Castro reconhece que é um erro acreditar que o socialismo resolve todos os problemas económicos, no seu novo livro de memórias Guerrilheiro do tempo, apresentado no passado sábado, numa cerimónia pública em Havana. O líder da revolução cubana com 85 anos e afastado do poder desde 2006 devido a uma doença falou cerca de seis horas com os convidados na apresentação da obra. CUBA Onda de violência provoca 29 mortos O número de mortos em resultado da onda de violência em São Salvador, Baía, na sexta-feira, durante a greve da polícia militar, subiu para 29, anunciou a secretaria de segurança pública da cidade. Segundo um comunicado, registaram-se 29 mortes em 30 horas. A greve parcial dos polícias começou na terça-feira, por tempo indeterminado, mas a justiça já determinou o seu fim. BRASIL Jumdail planeava ataques terroristas Dois responsáveis da segurança interna das Filipinas revelaram que o comandante Umbra Jumdail do Abu Sayyaf, morto quinta-feira num ataque aéreo apoiado pelos EUA, planeava vários atos terroristas quando foi surpreendido. Umbra Jumdail foi morto na floresta da ilha de Jolo, no sul das Filipinas. Três imolam-se pela liberdade no Tibete Pelo menos três pessoas imolaram-se na província chinesa de Sichuan, em protesto contra as políticas chinesas para com os tibetanos, revelou a rádio Free Ásia. De acordo com a estação patrocinada pelas autoridades americanas, os casos ocorreram sexta-feira, em Seda, na província de Sichuan, sendo que uma das pessoas morreu e as outras duas encontram-se em estado grave. CHINA FILIPINAS AUSTRÁLIA Cheias levam milhares a abandonar casas Milhares de australianos foram deslocadas no passado domingo das suas casas devido ao aumento das inundações que afetam, há uma semana, o nordeste do país. As autoridades aconselharam os 3800 residentes da localidade de Saint George, sudoeste do estado de Queensland, a abandonarem as suas casas para evitarem ficar isolados devido à impossibilidade de construir, a tempo, diques que contivessem as águas. SITES ÀS 20 HORAS DE ONTEM ÁUSTRIA: Cats sobe à cena em Viena de Áustria até 28 de maio Acciona reduz renováveis para metade O grupo espanhol Acciona prevê ter entre 300 a 400 megawatts de novas instalações de energia renovável em Este valor é metade em relação aos 700 megawatts de Caterpillar fecha fábrica no Canadá A Caterpillar vai encerrar a fábrica de locomotivas ferroviárias em Ontário, no Canadá. A medida coloca cerca de 450 trabalhadores na rua, que ganhavam quase o dobro face à unidade dos EUA. Mais 57% de estrangeiros no Brasil O número de trabalhadores estrangeiros no mercado brasileiro aumentou 57% em 2011 em relação ao ano anterior. Em dezembro último, o valor atingia os 1,51 milhões de pessoas. NH Hoteles pode refinanciar dívida A NH Hoteles tem o apoio das entidades representativas de 72% da sua dívida para se refinanciar. O valor corresponde a um crédito sindicado de 650 milhões de euros. A ATRIZ Anique Bosch (à frente, na personagem da gata branca Victoria) e os outros membros do elenco do lendário musical de Andrew Lloyd Webber Cats, num ensaio na tenda montada para albergar o espetáculo em Viena. A capital austríaca recebe a peça até 28 de maio. Foto EPA/Georg Hochmuth

3 NEGÓCIOS 6 de fevereiro de Grupo Urbanos anuncia compra da McLane LOGÍSTICA O GRUPO Urbanos anunciou a compra do operador logístico McLane Portugal, numa operação que pode gerar um volume de faturação de 6,5 milhões de euros este ano. A Urbanos informa, em comunicado, que, com esta aquisição, passa a ser o detentor de uma das maiores áreas de logística em Portugal, com mais de 115 mil metros quadrados de armazéns, prevendo um crescimento de cerca de 25% do volume de faturação. As negociações para a aquisição da McLane Portugal, fundada em 2000, decorreram ao longo dos últimos quatro meses, explicou à agência Lusa o presidente executivo do grupo de logística português, João Pecegueiro. O responsável disse que esta aquisição está integrada numa estratégia de crescimento do grupo, que está a apostar no crescimento por via orgânica e de concentrações ou fusões. Recorde-se que, a 5 de dezembro, o Grupo Urbanos e a TAP anunciaram A EMEL (Empresa Pública Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa) criou um bilhete diário que permite estacionar todo o dia em zonas específicas da cidade por 3 euros, no máximo. Por enquanto, é possível utilizar este bilhete diário na Avenida Brasília (3 euros das 09:00 às 19:00) e, a partir de 13 de fevereiro, pode-se também utilizá-lo junto ao Palácio da Justiça, na Marquês da Fronteira (3 um acordo de princípio para a compra de 50,1% do capital da empresa de assistência nos aeroportos Groundforce, um negócio que já tem o aval da Autoridade da Concorrência, e no qual a Urbanos pretende apostar na racionalização de meios e na criação de sinergias. João Pecegueiro, que se escusou a avançar o valor do negócio anunciado na passada sexta-feira, afirmou que a compra da McLane Portugal vai permitir à Urbanos crescer numa área complementar, uma vez que o grupo não fazia logística de distribuição alimentar e de produtos químicos. Esta aquisição reforça o papel do Grupo Urbanos como operador logístico de integração, disse. O Grupo Urbanos foi fundado há 20 anos e conta atualmente com 434 funcionários. Em 2011, faturou 27 milhões de euros e, para este ano, estima uma faturação de 35 milhões de euros. Emel testa bilhete diário de 3 euros ESTACIONAMENTO Valadares afirma que paga salários em atraso CERÂMICA A ADMINISTRAÇÃO da Cerâmica de Valadares anunciou que já tem uma solução para proceder ao pagamento dos salários em atraso dos trabalhadores da fábrica. A empresa declarou, em comunicado, que assegurou o pagamento através de uma grande encomenda realizada pelo grupo Hagen, possível graças à relação de confiança demonstrada pela Hagen, que aceitou proceder ao pré-pagamento do fornecimento. TAMBÉM DISPONÍVEL NA APLICAÇÃO PARA IPHONE euros) e na Quinta da Luz (2 euros). Estas são as zonas experimentais escolhidas pela EMEL, tendo fonte da empresa admitido que, se este projeto-piloto se confirmar positivo, poderá alargar-se a outras zonas. O bilhete é comprado nos parquímetros dessas zonas, que estão preparados para emitir bilhetes simples e diários. A EMEL indica que pretende melhorar a gestão do estacionamento e mobilidade e adequar os custos de estacionamento às diferentes realidades da cidade. MIANMAR: Ojea conferencia com Aung San Suu Kyi TOMAS Ojea Quintana, relator especial da ONU para Mianmar, em conferência de imprensa na sexta-feira, com a líder do movimento democrático do país, Aung San Suu Kyi, em Yangon. Consta que esta visita decorre de um convite do Governo. Foto EPA/Stringer Sanindusa vai fornecer Aldeia Olímpica SANITÁRIOS A SANINDUSA ganhou o contrato de fornecimento de sanitários para a Aldeia Olímpica de Londres, que vai acolher 16 mil atletas e dirigentes de 200 países, durante os Jogos Olímpicos 2012, revelou a empresa. A Aldeia é composta por 2818 apartamentos a uma curta distância do Estádio em East London e, ao todo, serão fornecidos pela empresa portuguesa Sanindusa cerca de 30 mil peças sanitárias. Esses apartamentos serão aproveitados depois da competição para uso residencial, sendo que 1379 serão destinados a habitação social e 1439 a um segmento de maior luxo, ficando em aberto a possibilidade de a marca portuguesa poder vir a fornecer mais equipamentos. A Sanindusa foi já reconhecida com dois prémios internacionais de Design: o Design Plus (organizado pelo Design Council Alemão) e o Good Design (promovido pelo Museu de Chicago Athenaeum). Inaugurada Douro Marina cria 70 postos de trabalho diretos INFRAESTRUTURAS A DOURO Marina vai criar 70 novos postos de trabalho diretos e mais de 100 indiretos, afirmou o secretário de Estado Adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, António Almeida Henriques, na inauguração da primeira fase do projeto, que corresponde a um investimento de cerca de 6,5 milhões de euros. Aliás, o Governo quer replicar o modelo de investimento no resto do País, disse por seu turno o secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Sérgio Silva Monteiro, defendendo o exemplo de desenvolvimento da infraestrutura, em que a parte pública dá espaço e cria condições e a parte privada desenvolve e gere o risco do negócio. Sublinhou ainda que terminou o modelo segundo o qual o que interessava era fazer rápido porque se pagaria mais tarde. António Almeida Henriques acrescentou que o Governo estará disponível para apostar fortemente na revitalização do tecido empresarial que mereça ser revitalizado e que, do ponto de vista do mercado, prove que tem capacidade para se revitalizar e sobreviver no futuro. A Douro Marina terá estacionamento para 300 embarcações com calado até três metros e comprimento até 20 metros em todas as condições de maré, tendo já mais de 150 pré-reservas; ficam para a segunda fase, cuja conclusão está prevista para julho, os edifícios de apoio e a abertura de uma zona que reunirá espaços comerciais e de restauração, bem como locais para apoio das atividades náuticas. AIP quer propor instrumentos de financiamento EMPRESAS O PRESIDENTE da AIP-CCI, José Eduardo Carvalho, defendeu que a associação deve propor ao Ministério da Economia novos instrumentos de financiamento para as empresas e dinamizar a procura de novos produtos financeiros e de capitalização. A AIP vai ter de dinamizar no tecido empresarial os processos de fusões e aquisições, criar fundos de capital de risco e elaborar e propor ao Ministério da Economia novos instrumentos de financiamento para as empresas e dinamizar a procura de novos produtos financeiros, disse nas comemorações do 175.º aniversário da AIP. O presidente da Associação Industrial Portuguesa-Câmara de Comércio e Indústria (AIP-CCI) defendeu ainda que esta estrutura empresarial deve constituir consórcios de empresas exportadoras e projetos de cooperação com grupos empresariais portugueses fortemente internacionalizados e levar a todo o país um programa de formação para empresários de pequenas e médias empresas na área da gestão e inovação. Na intervenção, elogiou o recente acordo de concertação social e negou que compromisso tripartido se traduza num desequilíbrio profundo e acentuadíssimo das relações laborais ou no retrocesso nos direitos sociais e laborais. BREVES Tecnologia da UC vence Uma tecnologia desenvolvida na Universidade de Coimbra (UC), a LaserLeap (seringa a laser), que permite a administração rápida e eficaz de fármacos através da pele, venceu um desafio internacional de fotónica nos EUA. A LaserLeap foi uma das duas vencedoras no Photonics West Schenker inicia serviço A Schenker Transitários iniciou um serviço ferroviário de mercadorias que, uma vez por semana, vai ligar Portugal à Alemanha e a empresa quer passar a fazer duas ligações semanais no final no primeiro semestre. De acordo com a informação da Schenker Transitários, o percurso de 2700 quilómetros é feito em três dias e as viagens são feitas durante o fim de semana. Citaves vai dispensar 90 A empresa Citaves, matadouro de aves situado na Zona Industrial de Tomar, vai avançar para o despedimento de cerca de 90 trabalhadores, prevendo-se o encerramento daquela unidade de abate, desmanche e embalamento de aves no próximo mês de março. A notícia do despedimento foi adiantada à agência Lusa pelo administrador da empresa, Nuno Ferreira. SIL aposta em mais expositores A organização do Salão Imobiliário de Lisboa aposta, apesar da crise no setor, no reforço de expositores e de público na edição de 2012, anunciada para os próximos dias 9 a 14 de outubro. Este ano, voltam a realizar-se, em simultâneo, as mostras do Salão Imobiliário de Portugal e da Intercasa Concept. Para a edição de 2012, esperam-se 55 mil visitantes e 150 expositores.

4 4 6 de fevereiro de 2012 NEGÓCIOS Tullow acorda exploração no Uganda PETRÓLEO A COMPANHIA petrolífera anglo-irlandesa Tullow Oil assinou um acordo para a exploração de jazidas de petróleo no Uganda, informou o governo do país, noticia a Efe. Este acordo permite também à Tullow a venda de ativos, no valor de 2,9 mil milhões de dólares (2,2 mil milhões de euros), às empresas Total, da França, e CNOOC, da China. As reservas petrolíferas do Uganda, localizadas na sua fronteira oeste com a República Democrática do Congo, estão calculadas em dois mil milhões de barris. A assinatura deste acordo é um passo vital para o desenvolvimento da bacia do Lago Alberto e da indústria de petróleo e gás no Uganda e na África Oriental, afirmou o presidente da petrolífera anglo-irlandesa, Aidan Heavy, citado pelo diário local Daily Monitor. A ministra ugandesa de Energia e Minerais, Irene Muloni, indicou que se construirá uma refinaria no país e que os planos para a construção de um oleoduto só serão considerados se se descobrirem mais jazidas. Las Vegas Sands quer construir em Macau Barómetro Europa é a maior ameaça para a economia mundial A GRANDE maioria dos responsáveis (71,9%) da Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) é da opinião de que a crise da dívida soberana da Zona Euro é a maior ameaça para a economia global, concordando, assim, com as afirmações do primeiro- -ministro japonês, Yoshihiko Noda; apenas 23,4% discordam do governante nipónico, com 4,7% a não se pronunciarem sobre o tema. Esta é uma das conclusões da sexta edição do Barómetro ACEGE/OJE/Rádio Renascença/Netsonda. Em relação à taxa sobre as transações financeiras que Nicolas Sarkozy pretende impor de forma unilateral em França a partir de agosto, metade dos respondentes (51,5%) são da opinião de que o resto da Europa deve seguir o exemplo do chefe de Estado francês, com 42,1% contra. O consenso volta a ser geral no que diz respeito ao regime nacional de tributação de holdings, em que 71,9% dos gestores concordam com a opinião de especialistas de que é dos piores do espaço comunitário, e que a deslocalização de sedes sociais para o estrangeiro acaba por ser um ato de boa gestão, com 18,7% a não concordarem e 9,4% a não se pronunciarem. O Barómetro conta ainda com a questão fixa Como define o seu estado de espírito em relação ao País?, que permite determinar uma tendência. Face à edição de janeiro, os empresários cristãos mostram-se mais negativos, com os moderadamente pessimistas a passarem de 30,3% no mês passado para os atuais 32,2%. Mas onde se notou uma maior subida foi nos francamente pessimistas, de 14,9% em janeiro para 22,2% este mês. Os moderadamente otimistas decresceram, de 29,9 para 23,4%. Também os francamente otimistas diminuíram, de 3,2 para 1,2%. O acordo de concertação social assinado em janeiro fere a doutrina social da Igreja? S im N ã o Casos Percent % % Não Sabe/Não responde % Total % O primeiro-ministro japonês, Yoshihiko Noda, é da opinião de que a crise da dívida soberana da Zona Euro é a maior ameaça para a economia global. Concorda? S im N ã o Casos Percent % % Não sabe/não responde 8 4.7% Total % Deve o resto da Europa seguir o exemplo de Sarkozy, que está planear impor, de forma unilateral, uma taxa (de 0,1%) sobre as transações financeiras a partir de agosto? S im N ã o 4 0 Casos Não sabe/não responde % Percent % % Total % Especialistas afirmam que o regime nacional de tributação de holdings é dos piores do espaço comunitário e que a deslocalização de sedes sociais para o estrangeiro acaba por ser um ato de boa gestão. Concorda? S im N ã o Casos Percent % % Não sabe/não responde % Total % JOGO O PRESIDENTE da Las Vegas Sands, Sheldon Adelson, anunciou ter submetido ao Governo de Macau um novo projeto para a construção de quatro mil quartos de hotel e espaços de jogo na zona de casinos de Cotai. Apresentámos ao governo um projeto de desenvolvimento de quatro mil quartos no lote três de Cotai que a empresa detém e que está ainda por explorar, afirmou Adelson numa teleconferência para apresentação dos resultados da empresa. O Governo concedeu à Sands, em 2007, uma parcela de terreno no Cotai, designada como lote 3, com metros quadrados, tendo a operadora pago um prémio de 594 milhões de patacas (56,5 milhões de euros) e uma renda anual de mais de quatro milhões (381 mil euros). A Sands teve, do Executivo, luz verde para construir aí um hotel de três estrelas com área de jogo, comércio, restauração e estacionamento e um aparthotel de três estrelas, tendo um prazo de 48 meses para aproveitamento do terreno, que terminou em julho de As medidas inscritas no acordo de concertação social são suficientes para substituir a descida da taxa social única e/ou a meia hora de trabalho adicional? S im N ã o Casos Percent % % Não sabe/não responde % Total % Além dos 78 mil milhões de euros garantidos no acordo com a Troika, quanto faltará ainda à economia nacional? Casos Percent. Nada, este empréstimo é suficiente % A t é 1 0 m il m ilh õ e s A t é 2 0 m il m ilh õ e s A t é 3 0 m il m ilh õ e s % 5. 8 % % Cerca de 40 mil milhões % Mais de 50 mil milhões % Não Sabe/Não responde % Total % Como avalia a atuação do atual Governo em relação a estímulos para a economia? A recolha de respostas para o Barómetro mensal, promovido pela ACEGE em parceria com a Rádio Renascença, o OJE e a NETSONDA, decorreu entre as 14h30 de dia 31 de janeiro e as 14h30 de dia 2 de fevereiro, com o envio por a 1050 associados, tendo sido validadas 171 respostas. B o a N o r m a l Como define o seu estado de espírito em relação ao País? M á Casos Percent % % % Total % Casos Percent. Francamente otimista 2 1.2% Moderamente otimista % Nem pessimista nem otimista % Moderamente pessimista % Francamente pessimista % Total % Publicado em todos os dias úteis PROPRIEDADE Megafin Sociedade Editora S.A. - Registo na ERCS N.º N.º de Depósito Legal: /06 SEDE Atrium Saldanha, Prç. Dq. de Saldanha, n.º 1, 3.º andar, fração F Lisboa Tel: Fax: DIRETOR Guilherme Borba EDITORA EXECUTIVA Helena Rua REDAÇÃO Ana Santos Gomes (colaboradora), Armanda Alexandre, Almerinda Romeira, Catarina Costa (revisão), Inês Andrade, Isabel Cabral, Mafalda Simões Monteiro, Pedro Assis Conceição, Pedro Castro, Sandra Martins Pereira (colaboradora) e Vítor Norinha ARTE Carlos Hipólito FOTOGRAFIA Victor Machado PROJETOS ESPECIAIS Paulo Corrêa de Oliveira ÁREA COMERCIAL DIRECTOR João Pereira GESTORES DE CONTAS Alexandra Pinto Isabel Silva André Domingues Miguel Dinis DIRETOR DE CIRCULAÇÃO Jorge Tavares d Almeida PRODUÇÃO João Baptista, Rafael Leitão ÁREA FINANCEIRA Florbela Rodrigues CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO João Lino de Castro (Presidente), GRISA - Gestão Imobiliária e Industrial S.A., Pedro Morais Leitão e Guilherme Borba - IMPRESSÃO SOGAPAL - Soc. Gráfica da Paiã, SA TIRAGEM Nenhuma parte desta publicação incluindo textos, fotografias e ilustrações pode ser reproduzida, por quaisquer meios sem prévia autorização do editor. Membro da: PARA ASSINAR O OJE VÁ JÁ A:

5 PUBLICIDADE 6 de fevereiro de

6 6 6 de fevereiro de 2012 NEGÓCIOS Panasonic prevê prejuízo recorde ELETRÓNICA LVMH antecipa crescimento para este ano A PANASONIC prevê registar um prejuízo recorde de 780 mil milhões de ienes (7,8 mil milhões de euros) no final do presente exercício fiscal, que encerra no próximo dia 31 de março. Refira-se que a multinacional japonesa explica este resultado com as inundações que afetaram a Tailândia, em outubro último, com a valorização do iene e com a quebra das vendas, sentida sobretudo na sua divisão de produtos digitais. No período compreendido entre abril e dezembro de 2011, a fabricante de eletrónica sofreu perdas de 333,8 mil milhões de ienes (3,33 mil milhões de euros). Desta forma, o prejuízo estimado quase duplica o valor avançado em outubro, quando a Panasonic apontava para números vermelhos de 420 mil milhões de ienes (4,2 mil milhões de euros) no encerramento do exercício fiscal, devido aos custos relacionados com a reestruturação das áreas de negócio de televisores e semicondutores. A confirmar-se esta previsão, tratar-se-á do segundo maior prejuízo anual sofrido por uma empresa nipónica, depois das perdas contabilizadas pela Hitachi no ano fiscal de 2008, justificadas, então, pela crise económica e financeira global. Acresce que estes resultados negativos da Panasonic vêm juntar-se aos divulgados, na semana passada, pela sua concorrente doméstica Sony. A companhia, sedeada em Osaka, antecipa um resultado operacional de 30 mil milhões de ienes (300 milhões de euros), em comparação com os 130 mil milhões de ienes (1,3 mil milhões de euros) que esperava em outubro. Nos primeiros nove meses do ano fiscal, a quarta maior fabricante de televisores à escala mundial apurou um lucro operacional de 39,5 mil milhões de ienes (395 milhões de euros), muito abaixo dos 264,3 mil milhões de ienes (2,64 mil milhões de euros) do mesmo período de TAMBÉM DISPONÍVEL EM Espanhóis querem aeroportos no Brasil INFRAESTRUTURAS Royal Caribbean ganha mais 17,8% A FERROVIAL e um consórcio formado por OHL e Aena são as empresas espanholas que vão concorrer aos três aeroportos que serão privatizados pelo Brasil, uma operação que deve envolver um montante de 2,3 mil milhões de euros. A este valor será preciso somar o investimento necessário para melhorar e ampliar as infraestruturas, avançaram à agência Europa Press fontes do setor. Em concreto, trata-se dos aeroportos internacionais de Brasília, Campinas e Guarulhos. Os contratos contemplam a ampliação e posterior exploração das unidades referidas durante um período de entre 20 e 30 anos. OHL e Aena já confirmaram oficialmente que vão apresentar uma proposta para ficarem com os aeroportos, enquanto a Ferrovial também vai entrar no leilão do projeto, em consórcio com a construtora brasileira Queiroz Galvão e com o banco de investimento BTG Pactual. Em sentido contrário, a também espanhola FCC descartou a sua participação. Refira-se que o prazo para as entidades interessadas apresentarem ofertas encerra hoje. Acresce que estas empresas podem avançar com uma proposta pelos três aeroportos, embora apenas possam adjudicar um deles, de acordo com as condições do leilão fixadas pela Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC). Os grupos espanhóis concorrem com outras grandes companhias internacionais. CAMBODJA: Kmher Vermelho condenado por crimes de guerra e contra a humanidade FAMILIARES de vítimas dos Khmer Vermelhos dão oferendas aos monges budistas numa cerimónia do Centro para o Genocídio de Choeung Ek, em Phnom Penh, no Cambodja, a 3 de fevereiro. Nesse mesmo dia, Kaing Guek Eav viu a sua pena por crimes de guerra e contra a humanidade ascender a prisão perpétua, em julgamento de recurso. Foto EPA/Mak Remissa Lucro da Starwood avança 2,5% em 2011 ARTIGOS DE LUXO A LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton reportou um lucro do final do exercício que foi ao encontro das estimativas dos analistas do setor, acrescentando que está bem equipada para manter o crescimento este ano. Desta forma, o resultado líquido da maior fabricante mundial de artigos de luxo avançou 1% para o patamar dos 3,07 mil milhões de euros em 2011, indicou a empresa francesa na passada sexta-feira. Este valor compara com os 3,06 mil milhões de euros de média das 17 estimativas recolhidas pela agência de informação financeira Bloomberg. No entanto, o incremento ascendeu aos 34% quando se exclui um ganho extraordinário que impulsionou o lucro no exercício de 2010, advertiu a LVMH. As vendas anuais do grupo gaulês subiram 16 pontos percentuais para 23,7 mil milhões de euros e 14% excluindo os efeitos de aquisições e flutuações cambiais, acrescentou. A receita do quarto trimestre do ano fiscal avançou 20%, ou 12% sem contabilizar as aquisições e alterações cambiais. A LVMH Moët Hennessy Louis Vuitton informou ainda que vai propor um aumento de 24% do seu dividendo para a fasquia dos 2,6 euros por ação na assembleia-geral de acionistas agendada para o próximo dia 5 de abril. CRUZEIROS France Télécom vende Orange Austria à Hutchison Whampoa TELECOMUNICAÇÕES A FRANCE Télécom anunciou, na passada sexta-feira, que estabeleceu um acordo com a sua parceira Mid Europa Partners para a venda da totalidade do capital da Orange Austria à Hutchison 3G Austria, filial da Hutchison Whampoa. A operadora de telecomunicações francesa, que detém uma participação de 35% no capital social da companhia austríaca (os 65% remanescentes são propriedade da sua sócia) concretizou que a sua participada foi A COMPANHIA de cruzeiros norte- -americana Royal Caribbean registou um resultado líquido de 607,4 milhões de dólares (461 milhões de euros) em 2011, o que representa uma melhoria de 17,8% face ao mesmo período do ano anterior. O volume de negócios da Royal Caribbean totalizou 7,53 mil milhões de dólares (5,73 mil milhões de euros), valor que traduz um crescimento de 11,6% em comparação com o período homólogo, quando tinha faturado 6,75 mil milhões de dólares (5,13 mil milhões de euros). No entanto, a empresa reconhece que o naufrágio do Costa Concordia teve impacto sobre as suas reservas. Este incremento dos resultados foi conseguido apesar do aumento do preço do crude, com a fatura de combustível a encarecer 18,2% em termos homólogos, para os 764 milhões de dólares (581 milhões de euros). HOTELARIA A STARWOOD Hotels ganhou 489 milhões de dólares (372 milhões de euros) no exercício de 2011, em comparação com o lucro de 477 milhões de dólares (363 milhões de euros) contabilizado no ano precedente, evolução que implica uma melhoria de 2,5%, informou a empresa em comunicado. Por seu lado, o volume de negócios anual fixou-se no patamar dos 5,62 avaliada num total de 1,3 mil milhões de euros. A France Télécom acrescentou que espera que a transação gere uma entrada de caixa próxima da fasquia dos 70 milhões de euros. Sublinhe-se que, através desta alienação, a France Télécom prossegue a sua estratégia de desinvestimento em ativos não estratégicos e de reduzido crescimento, colocada em marcha em maio do ano passado. Recentemente, a multinacional gaulesa revelou um entendimento para a venda da sua filial na Suíça à privateequity Apax Partners por um montante próximo dos 1,6 mil milhões de euros. No entanto, a operação ainda está dependente da aprovação por parte das autoridades de regulação competentes. Deste modo, a France Télécom conta encerrar o processo em meados do presente ano. Alguns ativos da Orange Austria, incluindo a operadora móvel Yesss, serão vendidos à Telekom Austria Group por 390 milhões de euros depois de concretizada a aquisição, indicou a Hutchison. mil milhões de dólares (4,28 mil milhões de euros), registando um incremento de 10,9% face a 2010, quando a cadeia hoteleira tinha faturado 5,07 mil milhões de dólares (3,68 mil milhões de euros). Durante o ano passado, a Starwood acrescentou um total de 81 novos hotéis e resorts ao seu portefólio, correspondentes a cerca de quartos. Em sentido inverso, 32 propriedades abandonaram a cadeia norte-americana. Húngara Malév encerra por razões financeiras AVIAÇÃO CIVIL A COMPANHIA aérea húngara Malév anunciou o final das suas operações e o consequente encerramento, justificando a decisão com a situação insustentável gerada pela retirada de confiança dos credores e pela falta de ajudas por parte da União Europeia (UE). A transportadora, que suspendeu a sua atividade desde a madrugada de sexta-feira, após 66 anos de operações quase ininterruptas, tomou esta decisão com a intenção de minimizar potenciais danos.

7 PUBLICIDADE 6 de fevereiro de

8 8 6 de fevereiro de 2012 NEGÓCIOS Lucro do grupo Volvo dispara 61% AUTOMÓVEL O GRUPO industrial Volvo AB segundo maior fabricante mundial de camiões registou um lucro líquido de milhões de coroas suecas (2058 milhões de euros) em 2011, o que equivale a um crescimento dos ganhos de 61% na comparação com os resultados do ano anterior, adianta a Europa Press. A fabricante automóvel sueca esclareceu que o grande aumento do lucro líquido se explica principalmente com a evolução positiva das vendas e com o aumento da rentabilidade da divisão de veículos industriais. A Volvo faturou milhões de coroas suecas ( milhões de euros) no último exercício fiscal, mais 17,2% do que no período homólogo de No último trimestre de 2011, a companhia nórdica teve um resultado líquido positivo de 4798 milhões de coroas suecas (545 milhões de euros), o que equivale a uma subida de 40%, quando comparado com o mesmo período do ano anterior. Entre outubro e dezembro, a faturação do grupo chegou aos milhões de coroas suecas (9830 milhões de euros), montante equivalente a um aumento homólogo de 17,8%. A fabricante sueca adiantou, em comunicado, que as vendas do setor em 2012 têm uma previsão de 220 mil camiões na Europa e 250 mil na América do Norte. O que se traduz numa quebra de vendas de 9,2% no continente europeu e de um crescimento de 16% no mercado norte- -americano. Neste momento, temos um bom balanço entre produção e procura em todo o sistema, incluindo na Europa e nos EUA, revelou Olof Persson, presidente executivo da Volvo. O SALDO ECOLÓGICO AMBIENTE IVONE ROCHA Advogada e sócia da JPAB* Não há almoços grátis. A frase, sobejamente conhecida, aplica-se aos mais diversos setores de atividade económica, mas com muito mais acuidade no que diz respeito às questões ambientais. Junho é já depois de amanhã e é nessa altura que, no Rio de Janeiro (Brasil), as grandes potências mundiais vão ter de remendar aquilo que há três anos ficou por unir em Copenhaga (Dinamarca). A tomada concreta e séria de medidas à escala mundial para que todos contribuam para o bem comum, lucrando, o que implica necessariamente a aplicação do princípio do poluidor-pagador. Só assim é possível incentivar as nações mais poluidoras (sobretudo as de economia emergente ou de crescimento desaustinado) a cuidar melhor dos seus recursos naturais e de forma abrangente. Exemplo: um rio que atravesse dois ou mais países não pode ser despoluído apenas por um deles. Assim, como numa cooperativa agrícola, todos tratam a terra em nome do bem comum, também a Humanidade devia olhar para o planeta como um só espaço, uma imensa propriedade coletiva. Não podemos continuar a viver como se os recursos naturais fossem inesgotáveis e a Natureza imutável aos nossos desmandos. Números recentes das Nações Unidas apontam para que, em meados do presente século, haja entre cerca de 200 milhões a mil milhões de refugiados ambientais. Povos inteiros que, por força das cheias, das secas, das tempestades e de outros fenómenos devastadores, vaguearão à procura de um refúgio que os acolha. E como habitualmente esses êxodos se verificam nos países mais pobres, é mais do que legítimo que olhem para as nações mais ricas como o seu Eldorado, a sua derradeira réstia de esperança. Como alternativa, procuram, dentro dos seus próprios países, melhor sorte nas cidades mais abastadas. O destino, sabe-se, é muitas vezes um bairro de lata nos arredores. E o resto é história. A crise internacional que grande parte do mundo vive atualmente não pode, forçosamente, ser motivo para desviar as atenções da protecção do Ambiente. Por isso, está em andamento uma proposta da União Europeia para apresentar na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, no Rio de Janeiro, a Rio+20. Trata-se da criação de um organismo semelhante à Organização Mundial do Comércio ou da Organização Mundial do Trabalho, mas para o Ambiente. Chamar-se-á Organização Mundial do Meio Ambiente (World Environment Organization, no original) e competirá aos países presentes dar seguimento a um dos maiores feitos em eventos como este. Há muitos países que não estão dispostos a assinar um acordo neste sentido, alguns dos quais motivados pelo imediatismo da crise económica. Mas este argumento não pode justificar tudo, pois aquilo que hoje é encarado como um gasto (prevenção na sustentabilidade) será sinónimo de poupança no futuro. A Humanidade tem de unir-se para evitar continuar nesta via de descontrolo. Vejam-se os exemplos da atual vaga de frio, que já matou centenas de pessoas na Europa, ou das cheias de janeiro na Austrália, que inundaram uma superfície igual à França e Alemanha juntas. Além das perdas humanas (sem preço), os prejuízos foram calculados em dois mil milhões de euros. Em Portugal, é a seca que mata as pastagens, com os consequentes danos para a agricultura nacional. A mão do homem afeta a forma como a Natureza se comporta e é sabido que a cegueira economicista nunca foi boa conselheira. Por isso se deseja que o Rio+20 traga resultados mais animadores do que os conseguidos em Copenhaga. Só assim teremos um saldo ecológico positivo. E todos temos essa dívida para com o mundo. * José Pedro Aguiar-Branco & Associados Ganhos da Hyundai Heavy recuam 91% JAPÃO: Chefes de família afastam os maus espíritos arremessando feijões CONSTRUÇÃO NAVAL A HYUNDAI Heavy Industries, a maior construtora naval mundial, apresentou um declínio do lucro líquido de 91% no quarto trimestre, para 71,3 mil milhões de won (48,7 milhões de euros), refere a agência Bloomberg. O lucro operacional da companhia sul-coreana vendas menos custo das mercadorias vendidas e gastos a- dministrativos caiu para 404,6 mil milhões de won (276,5 milhões de euros) entre outubro e dezembro, menos 62% do que no mesmo período do ano anterior. A construtora de navios justifica a quebra com a redução de preços dos contratos de encomenda conseguidos desde o início da crise financeira em A Hyundai Heavy quer agora focar-se em produtos mais complexos no setor energético, como navios-sonda e unidades de produção flutuantes, para aumentar as margens de lucro. Em 2011, a Hyundai alcançou encomendas recorde de onze navios- -sonda. Os contratos de estaleiro para os navios petrolíferos, navios de contentores e navios de carga a granel diminuíram para metade, totalizando 23 contratos, devido à concorrência feita pela China e também à quebra global de encomendas, causada por um excesso de capacidade no setor. FAMÍLIAS japonesas celebraram, na sexta-feira, o Setsubun. Na cerimónia, os chefes de família atiram feijão pelas portas e janelas das casas para expurgarem todos os males do ano anterior e afastarem os maus espíritos do novo ano. Realizada um dia antes do início da primavera no Japão desde o séc. VIII, segundo o calendário lunar, a tradição tem origem na China. Foto EPA/Everett Kennedy Brown BT Group revê em alta previsões de lucro Jaguar Land Rover projeta parceria local para produzir na China INTERNET O BT Group, maior fornecedor serviços de Internet do Reino Unido, reviu em alta as estimativas para o lucro operacional depois de ter ganho mais subscritores de banda larga. Segundo a Bloomberg, o lucro anual antes de juros, impostos, depreciações, amortizações e custos de redução de postos de trabalho irá exceder os 6 mil milhões de libras (7,2 mil milhões de euros) nos doze meses até março e um ano antes do que a companhia britânica previa inicialmente, revela o comunicado. A BT intensificou a concorrência com os operadores, tendo acelerado em um ano a implantação da banda larga de fibra, avaliada em 2,5 mil milhões de libras (3 mil milhões de euros). A companhia está a contar que os seus serviços de banda larga de alta velocidade compensem a quebra de vendas das ofertas tradicionais de telefone fixo. O BT Group teve vendas de milhões de libras ( milhões de euros) nos últimos nove meses de 2011, menos 4% que no ano anterior. AUTOMÓVEL A JAGUAR Land Rover unidade de veículos de luxo da indiana Tata Motors tem planos para estabelecer uma parceria com a Chery Automobile, para produzir automóveis na China, avança a agência Bloomberg. As duas companhias já terão solicitado a aprovação das autoridades de regulação para estabelecer a joint venture, adiantaram fontes próximas do processo, que acrescentam ainda que a parceria poderá tornar- -se oficial no inicio de abril, durante a exposição automóvel de Pequim. A Tata Motors quer expandir-se no mercado chinês, mas o Governo exige que as fabricantes automóveis estrangeiras trabalhem com fabricantes locais, que terão de deter pelo menos 50% da parceria. Os veículos produzidos na região serão mais baratos, uma vez que não estão sujeitos a direitos de importação. As vendas da Land Rover na China cresceram 63%, para um total de unidades de , enquanto as entregas da Jaguar subiram 92% no primeiro semestre fiscal do exercício que teve início em abril de A companhia indiana espera que o mercado chinês se torne o segundo maior para a Land Rover e o terceiro para a Jaguar, no ano fiscal que termina em março. As entregas globais da Jaguar e da Land Rover subiram 45% em dezembro, a maior subida mensal registada desde junho de 2010, em grande parte devido ao lançamento bem sucedido do Range Rover Evoque. TAMBÉM DISPONÍVEL NA APLICAÇÃO PARA ANDROID

9 NACIONAL E INTERNACIONAL 6 de fevereiro de Juncker admite insolvência GRÉCIA O PRESIDENTE do Eurogrupo e primeiro-ministro do Luxemburgo, Jean-Claude Juncker, ameaçou Atenas com o fim das ajudas da União Europeia e não descartou que a Grécia se veja confrontada com a capitulação e a insolvência. Se a Grécia não aplicar as reformas necessárias, não poderá esperar que se produzam os contributos solidários dos demais, afirmou Juncker em declarações à revista semanal alemã Der Spiegel, citadas pela EFE, nas quais augura a bancarrota do país num prazo de dois meses. No caso de chegarmos à conclusão de que as culpas são todas da Grécia, não haverá um novo programa (de ajudas), o que significa que, em março, se produzirá a declaração de quebra, afirma Juncker. A simples possibilidade da insolvência do país poder acontecer deveria dar aos gregos músculos, ao passo que, neste momento, apenas dão sinais de paralisia, acrescentou, lamentando o atraso no processo de privatizações. A Grécia deveria saber que não vamos ceder no tema das privatizações, advertiu, sublinhando como elemento prejudicial para a imagem do país a existência de elementos corruptos em todos os níveis da administração. Juncker destacou que, antes de uma decisão sobre um novo programa de ajudas, os credores privados terão de ter decidido as respetivas contribuições para o resgate da Grécia e deverá haver conversações com as autoridades helénicas sobre medidas suplementares de poupança. PRESIDENTE NEGA REUNIÃO O presidente do Eurogrupo, Jean- -Claude Juncker, negou a realização de uma reunião de ministros das Finanças da Zona Euro nesta segunda-feira, mas admitiu que venha a ser convocado um encontro dos 17 para mais tarde nesta semana. TAMBÉM DISPONÍVEL NA APLICAÇÃO PARA IPHONE VIETNAME: Partido Comunista conta 82 primaveras NA SEXTA-FEIRA, dia em que se celebrou o 82.º aniversário da fundação do Partido Comunista do Vietname, uma vendedora aguardava, numa rua de Hanói (a capital do país), que os clientes lhe comprassem bandeiras nacionais. Foto EPA/Luong Thai Linh BREVES Municípios negoceiam crédito Os municípios estão a negociar, com o Governo e com a banca, a criação de uma linha de crédito que lhes permita fazer face à dívida de 1,5 mil milhões de euros aos fornecedores, revelou fonte da Associação Nacional de Municípios. Estamos a tentar criar uma linha de crédito, que não tem que ver com os 38 municípios (que estão em risco de rutura financeira), mas tem que ver com a verba de 1,5 milhões de euros que os municípios têm na sua dívida a curto prazo, explicou. Portugal regista maior queda Portugal registou, em dezembro de 2011, a maior queda europeia no comércio a retalho na comparação anual, com uma descida de 8,8%, revelou o Eurostat. No entanto, numa perspetiva mensal, comparando dezembro com novembro, Portugal encontra- -se no extremo oposto, já que foi o Estado-membro da União Europeia (UE) que mais avançou (2,2%). Comissão tem 30 dias A comissão interministerial de acompanhamento do programa Revitalizar, que visa a recuperação de empresas operacionalmente viáveis, tem 30 dias para apresentar soluções, segundo um diploma publicado em Diário da República, na passada sexta-feira. O Programa Revitalizar, anunciado no Conselho de Ministros de 19 de janeiro, pretende facilitar a recuperação de empresas em situação de insolvência e os acordos entre devedores e credores. O estudo anual da Coface sobre insolvências, publicado em janeiro, revelava que o número de falências aumentou 18% entre 2010 e PUB

10 10 6 de fevereiro de 2012 ANÁLISE PREJUÍZOS SEM IMPACTO NA SOLVABILIDADE DA BANCA A transferência dos fundos de pensões para a segurança social teve um impacto muito forte nos prejuízos do Millennium, BPI e BES. A exposição à Grécia foi dramática para o BPI e o BCP. No entanto, o esforço de capitalização dos bancos fez com que estejam ao melhor nível de sempre em termos de solvabilidade. Os depositantes estão a corresponder à expetativa, com o aforro a crescer rapidamente. Por Vítor Norinha (com Lusa) Os três maiores bancos privados portugueses apresentaram prejuízos de quase 1100 milhões de euros durante o ano passado, de acordo com os resultados apresentados esta semana, atribuindo-os essencialmente aos impactos da crise da dívida soberana. O Millennium bcp registou um prejuízo de 786 milhões de euros, seguido do BPI, com um resultado negativo de 203,9 milhões, e do BES, com 108,8 milhões de euros. O Santander, por outro lado, conseguiu um lucro de 64,1 milhões de euros, piorando face aos lucros de 439,6 milhões de euros de No BCP, os fatores extraordinários ascenderam a 972 milhões de euros, a grande fatia dos quais devido às imparidades relacionadas com a Grécia. O core tier 1 do BCP atingiu, no ano passado, o valor mais elevado de sempre, nos 9,4%, "o dobro do que tinha quando começou a crise", frisou o presidente Santos Ferreira, durante a apresentação das contas. No final de 2010, o core tier 1 do BCP era de 6,7%. O BES revelou um prejuízo de 108,8 milhões de euros em 2001, com origem na atividade doméstica. O prejuízo de 108,8 milhões de euros em 2011 contrasta com o lucro de 556,9 milhões de euros, registado em 2010, uma queda que o banco liderado por Ricardo Salgado atribui ao desenvolvimento do processo de desalavancagem financeira, ao reforço das imparidades e à contabilização de encargos de natureza extraordinária no total de 378,3 milhões de euros. A fraca rendibilidade no BES Vida e a transferência do aforro de seguros para os depósitos a prazo tiveram influência. O BES adianta que, excluindo os factos de natureza não recorrente, o resultado teria sido positivo em 166,6 milhões de euros. O BPI apresentou um resultado líquido negativo de 204 milhões de euros, valor que compara com o lucro de 184,8 milhões de euros alcançado em O banco atribui este prejuízo, "sobretudo, (...) ao impacto de imparidades resultantes da exposição à dívida grega (339 milhões de euros negativos) e da transferência do fundo de pensões para a Segurança Social (71 milhões de euros negativos)". No BCP a imparidade relacionada com a dívida pública grega, calculada com base num hair cut de 65%, ascendeu a 346 milhões de euros. Já o goodwill da Grécia custou 147 milhões de euros, enquanto o market to market da dívida pública portuguesa impactou em 91 milhões de euros. O banco registou ainda 271 milhões de euros em imparidades definidas pelo Programa Especial de Inspeção (SIP da Troika). Quanto à transferência do fundo de pensões para a Segurança Social, a mesma teve um custo de 117 milhões de euros. Os recursos de balanço de clientes aumentaram 3,3% para milhões de euros a 31 de dezembro de 2011, "potenciados pelos depósitos de clientes", avançou a instituição. Os depósitos de clientes aumentaram 4,2%, para milhões de euros. A carteira de crédito desceu 6,4% para milhões de euros, com o rácio de transformação de depósitos em crédito evoluiu favoravelmente para 145% no final do ano passado (há um ano era de 164%). O rácio de crédito vencido há mais de 90 dias ficou nos 4,5%, "traduzindo a atual envolvente económico-financeira", explicou o banco, e o rácio de cobertura situou-se em 109,1%. A margem financeira cresceu para 1579,3 milhões de euros, enquanto os custos operacionais subiram para 1634,2 milhões de euros. AJUDA PÚBLICA O BCP adiantou que, a 20 de janeiro, quando entregou o seu plano de recapitalização ao Banco de Portugal, já se previa a necessidade de utilização de dinheiro do Estado para se recapitalizar. O BCP diz ainda que tem recebido manifestações que permitem contar com a participação de investidores de referência em futuro aumento do seu capital. O BCP torna-se, assim, o primeiro banco português a pedir oficialmente o apoio estatal para se recapitalizar, que será fornecido através dos 12 mil milhões de euros reservados O BES está a terminar a avaliação de rating da chinesa Dagong, de modo a explorar os mercados asiáticos do empréstimo da Troika a Portugal, no âmbito do Programa de Assistência Económica e Financeira, especificamente para a recapitalização da banca nacional. Entretanto, Santos Ferreira, o ainda presidente do BCP (que será substituído por Nuno Amado depois da AG de final de fevereiro), disse, em conferência com jornalistas, que os depositantes do banco podem manter as suas poupanças na instituição, considerando, por outro lado, que a atual cotação das ações do BCP não reflete o valor do banco. Santos Ferreira revelou que não está a 100% em termos de saúde e que, face à intenção dos acionistas alterarem o modelo de governação do banco, é natural a sua saída da liderança. Os acionistas defendem a adoção do chamado modelo monista anglo- -saxónico, composto por um conselho de administração, compreendendo uma comissão de auditoria e comissão executiva, e a criação de um conselho estratégico internacional, com vista ao desenvolvimento de uma estratégia de expansão internacional. BES VOLTA AOS LUCROS O presidente do BES, Ricardo Salgado, disse que o banco espera regressar aos lucros já no 1.º trimestre deste ano, depois de ter tido prejuízos de 108,8 milhões de euros em O banco explica o resultado sobretudo com "encargos de natureza extraordinária", como a transferência dos fundos de pensões para a Segurança Social (76 milhões de euros líquido de impostos), perdas no investimento na BES Vida (144 milhões euros líquido de impostos) e prejuízos de 55,4 milhões de euros na venda de créditos internacionais, "necessários para conceder crédito a empresas portuguesas e cumprir com o programa de desalavancagem". Sem estes fatores extraordinários, o banco teria tido lucros de 166,6 milhões de euros, acrescentou. Aquele prejuízo compara com o lucro de 556,9 milhões de euros, registado em 2010, uma queda que o banco liderado por Ricardo Salgado atribui ao desenvolvimento do processo de desalavancagem financeira, ao reforço das imparidades e à contabilização de encargos de natureza extraordinária, no total de 378,3 milhões de euros. No comunicado ao regulador do mercado, o banco ressalva que a solidez financeira foi reforçada: o rácio Core Tier I passou para 9,2%. O presidente do BES, Ricardo Salgado, disse: "Os resultados não foram nada brilhantes, mas também não foram maus de todo". O BES não vai recorrer à linha de recapitalização pública de 12 mil milhões de euros, estando a preparar um aumento de capital na holding que controla o BES, adiantou o presidente do banco. "Quanto a recorrer à linha do Estado, o BES tinha, no fim de 2011, um Ricardo Salgado, presidente do BES rácio core tier 1 de 9,2%, o ajustamento que temos de fazer até junho é módico, não contamos recorrer à linha do Estado", afirmou o presidente do BES. Ricardo Salgado disse ainda que o Estado português vai comprar ao BES cerca de 500 milhões de euros em créditos a empresas públicas este ano. Na quinta-feira, o BPI tinha anunciado que o Estado lhe vai comprar 700 milhões de euros em créditos ao setor público, sendo estes empréstimos a empresas públicas e a autarquias. BES NA CHINA Ricardo Salgado disse ainda, na conferência com jornalistas, que os bancos vão iniciar road shows após as apresentações de resultados. Adiantou que essas ações serão importantes para convencer os mercados do bom trabalho que está a ser feito. Disse: Portugal está fazer bem o seu trabalho, mas ainda não é reconhecido. E as estatísticas oficiais demoram tempo sair, o défice de 2011 só será conhecido em março. O banqueiro considerou que a viagem que o ministro das Finanças fez esta semana a Londres foi positiva e afirmou que os road shows que os bancos vão iniciar servirão não só para afirmar a sua solidez junto dos investidores (apesar dos resultados negativos de 2011) como para demonstrar a eficácia do programa de ajustamento que está a ser levado a cabo pelo Governo. Quanto ao BES, espera regressar aos mercados em 2013, acrescentou Amílcar Pires, administrador financeiro do banco. Para isso, adiantou Salgado, o banco espera diversificar mercados, indo além dos tradicionais, e já está a terminar a avaliação de rating da chinesa Dagong, de modo a explorar os mercados asiáticos. Até lá, o banco quer começar a reduzir a dependência do BCE, aumentar os depósitos e abrandar a concessão de crédito. Ainda assim, o banqueiro sublinhou que o crédito a empresas, que em 2011 caiu 3,1%, subiu 2% se excluído o efeito da venda de créditos internacionais. Além disso, acrescentou, o crédito a empresas exportadoras avançou 12%. Salgado referiu ainda o rácio de transformação de depósitos em crédito, que no banco ficou em 141% em dezembro, afirmando que tem esperança que possam ser atenuados os 120% que os bancos têm de atingir em Por seu lado, o Santander Totta obteve um lucro de 64,1 milhões de euros o ano passado, menos 85,4% do que em relação a 2010, quando foi de 439,6 milhões de euros. António Vieira Monteiro, o novo presidente executivo do banco que substitui Nuno Amado, estreou-se na apresentação dos resultados do Santander Totta em Lisboa, referindo que, para as contas, contribuíram a venda de créditos e títulos realizados no início do ano por 2,5 mil milhões de euros, bem como o reforço de imparidades e provisões de crédito. Segundo António Vieira Monteiro, a conta de resultados reflete a opção estratégica de privilegiar a solidez do balanço, a qualidade dos ativos e a redução da posição junto do Banco Central Europeu, continuando a gerar rentabilidade positiva. No comunicado distribuído na conferência de imprensa, o banco refere que teria apresentado um lucro de 144,9 milhões, menos 60,2% que em 2010, se não fossem os efeitos recorrentes, que prejudicaram as contas. No seu balanço, o Santander revelou que, durante 2010, houve um aumento dos depósitos em 12,1% e uma redução do crédito em 12,6%, em linha com os objetivos de desalavancagem, refere o comunicado. Em termos de rácios de solidez e solvabilidade, o Santander fechou o ano com um core capital de 11,2% e um core tier 1 de 11,7%, muito acima do que é exigido que os bancos tenham no final de 2012 pelas autoridades bancárias e pela Troika. O banco fez, em 2011, um grande esforço de desalavancagem no rácio de transformação, passando de 189,5% em 2010, para 139,5% o ano passado.

11 Editado por Mafalda Simões Monteiro TIC 6 de fevereiro de Lumia 710 já à venda A Nokia anunciou que o Lumia 710 já chegou a Portugal. Este é o segundo smartphone Nokia com Windows Phone comercializado no país por um preço mais acessível (livre de operador, custa 339,90 euros) que o topo de gama Lumia 800. O modelo está diponível em preto e branco, podendo ser personalizado. Malware bate recordes A PandaLabs divulgou que a criação de malware atingiu um novo recorde em 2011, com 26 milhões de novos exemplares em circulação. Segundo o laboratório da Panda Security, este valor representa cerca de um terço de todo o malware alguma vez criado e detetado pela empresa (88 milhões de exemplares). Os trojans (cavalos de Tróia) continuam a dominar e a China, a Tailândia e Taiwan são os países mais infetados. Portugal ocupa a 27ª posição. Microsoft prolonga promoção A Microsoft vai prolongar, até final de fevereiro, a promoção de jogos Xbox 360 e Kinect. Alguns dos títulos que estiveram em promoção em janeiro assim vão continuar, como é o caso do dos jogos para Xbox 360 Fable III Standart e Halo Reach Standard. Entre os jogos Kinect estão títulos como o Gunstringuer Kinect Sports, Kinect Joyride, Dance Central e Kinectimals. Optimus parceiro da Antral A Optimus é o parceiro tecnológico da nova Central Nacional de Táxis Digital, um projeto da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL), que deverá ter 1000 adesões no primeiro ano. A nova central inclui um botão de pânico ligado à Internet e permite uma gestão de frotas mais eficiente, explica a Optimus. O operador assegura as comunicações entre a Central Nacional de Táxis Digital e as viaturas. TIC TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Consumidores não dispensam Internet TENDÊNCIAS Segundo as conclusões de uma análise da Ericsson sobre tendências de consumo, a Internet passou a ocupar um lugar absolutamente essencial para os consumidores. Através do ConsumerLabs, a Ericsson estuda, há mais de 15 anos, os comportamenos e valores das pessoas e o que pensam sobre os produtos e serviços de tecnologias de informação e comunicações (TIC). Nas suas análises, baseia-se em 100 mil entrevistas realizadas em mais de 40 países. Segundo Michael Björn, responsável pelas pesquisas no Consumer- Labs, mesmo em mercados emergentes, quem utiliza telemóveis pela primeira vez acaba por se tornar muito rapidamente num utilizador de Internet. Uma das tendências da análise da Ericsson refere que a conectividade se tornou tão essencial como o ar que respiramos. Segundo a empresa, uma vez ligados, os consumidores afirmam que a Internet é uma das últimas coisas de que estariam dispostos a desistir se tivessem de reduzir as suas despesas. Outra tendência que a Ericsson detetou é que qualquer pessoa pode ser fornecedora de serviços através da criação de novas soluções, como, AT200: Um tablet com apenas 7,7 mm, custa 599 euros por exemplo, aplicações. O papel dos meios de comunicação social na mudança do paradigma da cobertura jornalística dos acontecimentos bem como aquele que os telemóveis desempenham na vida quotidiana são também destacados. O estudo revela que 90% dos utilizadores de smartphones andam sempre com os seus dispositivos, enquanto apenas 80% mencionam andar com dinheiro. A Ericsson sublinha que os consumidores privilegiam a transparência, consideram que a Cloud torna as coisas mais fáceis de usar. Segundo a mesma análise, são as mulheres que impulsionam a adoção de smartphones. Vodafone apresenta soluções para 4G A conectividade é considerada tão essencial como as estradas ou a eletricidade UE investiga privacidade da Google O dispositivo utiliza o sistema operativo Android 3.2 Honeycomb Novo tablet AT200 chega a Portugal TABLET A TOSHIBA disponibilizou, em Portugal, o tablet AT , segundo a empresa, o mais fino do mundo para plataformas de 10,1 polegadas. O novo modelo tem 7,7 mm de espessura, ecrã panorâmico e inclui o sistema operativo Android 3.2 Honeycomb. O design do AT200 foi premiado com um IF Product Design Award. Para se ligar a outros dispositivos, integra várias interfaces e portas: micro-usb, micro SD, Wi-Fi e Bluetooth. A porta micro-hdmi permite também o envio de conteúdos de alta definição para a televisão. Duas câmaras de vídeo (frontal e posterior) compõem ainda o equipamento. Segundo a Toshiba, o tablet permite a visualização de vídeos durante oito horas e, através dele, tem-se acesso ao Android Maket e ao Toshiba Places. O preço de venda ao público recomendado pela marca é de 599 euros. BANDA LARGA MÓVEL A VODAFONE apresentou as suas novas soluções 4G que serão em breve disponibilizadas em Portugal. A Vodafone apresentou dois novos tarifários. O Best Net 4G 50 tem uma mensalidade de 49,99 euros, possibilita velocidades até 50 Mbps (download) e 25 Mbps (upload). O Best Net 4G 100 (mensalidade de 59,99 euros) permite velocidades de 100 Mbps de download e 50 Mbps de upload. O operador anunciou ainda 4G, BLE E WIGIG SNIFFER FILIPE GARCIA Economista, IMF, Informação de Mercados Financeiros uma redução de 40 euros ao preço da Vodafone Connect Pen 4G Ready, que desce para 159,9 euros. A tecnologia 4G permite maiores velocidades e menor tempo de resposta (latência), melhorando a experiência em serviços como jogos multiplayer online, plataformas cloud de alto desempenho ou streaming de áudio e de vídeo, explica o operador. A Vodafone irá progressivamente implementar o 4G em todo o país, começando por 13 capitais de distrito no arranque. INTERNET A UNIÃO Europeia pediu à Google para adiar a entrada em vigor da nova política de privacidade para averiguar se as novas regras não violam a legislação comunitária em matéria de proteção de dados. As novas regras anunciadas recentemente deveriam entrar em vigor a 1 de março. A UE quer entender quais as implicações das novas normas que serão aplicadas a todos os utilziadores europeus de todos os serviços da Google. Novas formas de interação assentam, antes de mais, no desenvolvimento dos protocolos de comunicação. Observemos três standards de comunicação, bem diferentes, que poderão ter importância crescente na vida quotidiana. O 4G é o sucessor das redes móveis 3G e 2G, permitindo comunicar a 100 Mbit/s em alta mobilidade (comboios e automóveis) e a 1 Gbit/s em mobilidade normal. A primeira rede 4G foi disponibilizada em Estocolmo, no final de 2009, com o roll-out para o resto do mundo a acontecer desde então. As vantagens são óbvias, nomeadamente ao nível da telefonia IP, jogos, acesso banda larga e multimédia. O 5G apenas existe como conceito e é a designação escolhida para a fase seguinte da (r)evolução das redes móveis. Ainda mais veloz, deverá permitir computação ubíqua: a capacidade de um utilizador se encontrar conectado a várias tecnologias de acesso sem fios e movimentar-se entre elas. O Bluetooth Low Energy (BLE) está quase nos antípodas do 4G. Trata-se de um protocolo Bluetooth, mas com largura de banda e consumo de energia menores do que o convencional e latência muito baixa. Destina-se a aplicações que comuniquem poucos dados a menos de 50 metros e deverá ser utilizada em contextos de medicina, desporto, segurança e entretenimento. Os chips poderão ser colocados em relógios, cartões, controlos remotos, teclados sem fio, sensores corporais, entre outros, ligando-se a toda a gama de interfaces já existente. Alguns telefones móveis são já compatíveis com o BLE. O WiGig é uma tecnologia que aposta na alta velocidade de transferência dos cartões SD. Por exemplo, um tablet com um cartão SD poderá enviar vídeos e fotos para monitores acoplados nos bancos traseiros de um automóvel, a uma velocidade de 1 GB por segundo. A interação poderá ser instantânea, apenas arrastando ícones, suportando- -se na conectividade do tablet. A Panasonic espera ter o produto no mercado no verão de *

12 12 MERCADOS Dados fornecidos por MNF Gestão de Ativos Toda a informação financeira em Consumer Staples Preço Variação % Variação anual % Max 52 sem. Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Cotação Dividendo Leverage Valorização DEFENSIVAS DE CONSUMO Defensivas de consumo MSCI EURO HEALTH CARE CONSUMER STAPLE Health Care Preço Variação % Variação anual % Max 52 sem. Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,9 BAYER AG , , , , , , , , ,4 SANOFI-AVENTIS , , , , , , , , ,5 Consumer Discretionary Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,5 DAIMLER AG , , , , , , , , ,0 LVMH MOËT HENNES , , , , , , , , ,9 ZON MULTIMEDIA S , , , , , , , , ,0 Cotação Dividendo Leverage Valorização CÍCLICAS DE CONSUMO Telecommunication Services Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,3 DEUTSCHE TELEKOM , , , , , , , , ,1 FRANCE TÉLÉCOM , , , , , , , , ,0 PORTUGAL TEL-REG , , , , , , , , ,7 SONAECOM SGPS SA , , , , , , , , ,2 TELEFÓNI CA , , , , , , , , ,4 Energy Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,8 ENI SPA , , , , , , , , ,2 GALP ENERGIA-B , , , , , , , , ,4 REPSOL YPF SA , , , , , , , , ,8 TOTAL SA , , , , , , , , ,8 Cotação Dividendo Leverage Valorização CÍCLICAS INDUSTRIAIS Industrials Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,0 BRISA , , , , , , , ,5 PHILIPS , , , , , , , , ,2 MOTA ENGIL SGPS , , , , , , , , ,0 SAINT GOBAIN , , , , , , , , ,4 SCHNEIDER ELECTR , , , , , , , , ,2 SIEMENS AG-REG , , , , , , , , ,7 SONAE , , , , , , , , ,7 VINCI SA , , , , , , , , ,9 Information Technology Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,9 NOKIA OYJ , , , , , , , , ,9 SAP AG , , , , , , , , ,9 Materials Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,4 ALTRI SGPS SA , , , , , , , , ,6 ARCELORMITTAL , , , , , , , , ,3 BASF SE , , , , , , , , ,4 CIMPOR-CIMENTOS , , , , , , , , ,1 CRH PLC , , , , , , , , ,0 PORTUCEL EMPRESA , , , , , , , ,9 SEMAPA , , , , , , , SONAE INDÚSTRIA , , , , , , ,9 BREVES PSI20 encerra a subir 1,81% A bolsa de Lisboa avançou 1,81%, para 5490,65 pontos, com 18 ações a valorizar, uma no vermelho e outra inalterada. O PSI20 acompanhou a evolução das congéneres europeias, em grande parte devido ao desempenho de destacar da construtora Mota-Engil. Também as operadoras de telecomunicações deram um contributo positivo para as negociações na sessão de sexta-feira, com a PT a valorizar 6,95%, a Zon a subir 1,99% e a Sonaecom 2,07%. Portugal Telecom recupera A operadora de telecomunicações valorizou em bolsa 6,95% na última sessão, para 4,016 euros, recuperando assim de mínimos de A PT não valorizava neste nível desde maio de 2010, quando se especulava sobre uma OPA da Telefónica à telecom portuguesa, para arrecadar a brasileira Vivo. A subida da cotação na sexta-feira contraria as cinco quedas consecutivas anteriores, sendo esta a segunda valorização da PT em dez sessões. ÍNDICES: PSI 20 E EUROSTOXX 50 Powered by Cíclicas industriais MSCI EURO ENERGY INDUSTRIAL INFO TECHNOLOGY MATERIALS SEGUNDA-FEIRA 6 de fevereiro de 2012 MERCADOS Cíclicas de consumo MSCI EURO TELECOM SERVICE CONSUMER DISCRETIONARY Média , , , , , ,9 CARREFOUR SA , , , , , , , , ,4 DANONE , , , , , , , , ,6 JERÓNIMO MARTINS , , , , , , , ,3 L'ORÉAL , , , , , , , , ,1 UNILEVER NV-CVA , , , , , , , , ,6 GLOSSÁRIO PREÇO/VENDAS Mais um rácio de análise financeira com parecenças com o P/E (divisão do preço da ação pelo resultado líquido por ação), mas aqui a medida é as vendas. É, assim, o preço pago pela ação relativamente ao seu volume de negócios. Quanto mais alto o rácio, maior é a disponibilidade dos investidores a pagar mais por cada unidade de receitas. Logo, uma ação é considerada mais cara quando comparada com outra com um rácio menor. CONSUMER DISCRITIONARY Setor de empresas com maior sensibilidade aos ciclos económicos. Inclui, no segmento industrial, produtos duradouros para a habitação, indústria automóvel, vestuário, têxteis e equipamento de lazer. Já o segmento de serviços inclui hotelaria e restauração, produção e serviços de média, bem como a educação e serviços de consumo. Ou seja, todos os segmentos que produzem e vendem para o consumidor final, mais sensíveis às mudanças de ciclos económicos. CONSUMER STAPLES Todas as empresas que produzem ou vendem para o consumidor final, mas que são menos sensíveis aos ciclos económicos. Este sector inclui as empresas produtoras e distribuidoras alimentares, de bebidas e tabaqueiras. São também incluídos, neste setor, produtos para a habitação não duradouros, como os de limpeza.

13 MERCADOS 13 SEGUNDA-FEIRA 6 de fevereiro de ,2 8,4 8,6 8,8 9 9,2 9,4 9,6 9,8 10 Editado por: Inês Andrade Sensíveis à taxa de juro MSCI EURO FINANCIALS UTILITIES ANÁLISE MACRO A TAXA de desemprego nos EUA surpreendeu o mercado pela positiva, cifrando-se nos 8,7%, o número mais baixo desde janeiro de Foram ainda adicionados mais de 214 mil novos empregos no setor privado, o número mais alto dos últimos nove meses. Animadas por estas notícias, as bolsas mundiais estiveram a subir mais de 1%. EUA: Taxa de Desemprego Fonte: MNF Gestão de Ativos Desde janeiro de 2009 Financials Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % ROE % Tier 1 P/E Price/Book Média , , , ,5% , ,5 BPI , , , , , ,3% , ,8 BCP , , , , , ,2 BES , , , , , , ,8% , ,3 BANIF , , , , B ANCO SANTANDER , , , , , , ,0% , ,7 BBVA , , , , , , ,3% , ,9 BNP PARIBAS , , , , , , ,4% , ,6 CRÉDIT AGRICOLE , , , , , ,6% , ,3 DEUTSCHE BANK-RG , , , , , , ,9% , ,6 ING GROEP NV-CVA , , , , , ,3% , ,6 INTESA SANPAOLO , , , , , , ,4% , ,4 SOC GÉNÉRALE , , , , , ,6% , ,4 UNICREDIT SPA , , , , , ,5% , ,2 Cotação Dividendo Valorização Cotação Dividendo Leverage Valorização SENSÍVEIS À TAXA DE JURO Utilities Preço Variação % Variação anual % Max 52 semanas Min 52 semanas Dividend Yield % Dívida/Capitais Próprios % Dívida/EBITDA P/E EV/EBITDA Média , , , , , ,2 E.ON AG , , , , , , , , ,7 EDP , , , , , , , , ,7 EDP RENOVÁVEIS S , , , , , , , ,2 ENEL SP A , , , , , , , , ,3 GDF SUEZ , , , , , , , , ,0 IBERDROLA SA , , , , , , , , REN-REDE ENERGET , , , , , , , , ,8 RWE AG , , , , , , , , ,9 A MOTA-ENGIL subiu 20,12% para 1,248 euros, na sexta-feira, depois do anúncio da adjudicação de obras em Angola e no Malawi, num total de 900 milhões de euros. Foi a sua maior subida desde 1999, quando a Mota & Companhia lançou uma OPA à Engil. Foto DR BOLSA: Mota-Engil regista melhor sessão desde 1999 ANÁLISE DA SEMANA Facebook perto de entrada em bolsa A GRANDE novidade nos mercados é mesmo o continuar de uma verdadeira euforia, nomeadamente entre as acções tecnológicas, dada a expectativa para a entrada em bolsa do Facebook. Espera-se que o Facebook venha a transacionar a uma valorização extraordinária, muito provavelmente de 100 mil milhões de dólares, logo ao preço da oferta pública, e algumas dezenas por cento acima disso uma vez que seja admitido ao mercado. Isto, a par com dados económicos minimamente favoráveis e com uma tendência de subida estável, está agora a levar a um nível de especulação e sentimento razoavelmente raro. Fora dessa especulação, continuam a existir razões para alguma cautela, pois os preços do imobiliário residencial na China estão em queda clara há já 5 meses e a produção automóvel também já apresenta uma queda de 6,5% face ao ano anterior. Isto torna razoavelmente certo um problema em diversos setores, como sejam o aço, carvão metalúrgico, minério de ferro ou cobre. Também associado a este desenvolvimento na China, continua o BalticDryIndex, que acabou esta semana por fazer mínimos históricos. Naturalmente, uma boa parte desta queda deve-se à entrega constante de novos navios, mas também o final da produção desses navios em excesso deverá colocar mais um problema claro na indústria do aço. Por Paulo Santos, analista Var. Var. Oil & Gas Fecho Unidade Dia 52 Semanas Crude (Brent) 113,08 USD/barril 0,64% 13,19% Gás natural 2,466 USD/1000 pés cúbicos -4,12% -42,70% Gasolina 2,8873 USD/galão 0,36% 18,27% Metais Alumínio 2209 USD/tonelada 2,17% -12,06% Cobre 8540 USD/tonelada 2,92% -15,09% Ouro 1736,31 USD/onça troy -1,32% 28,74% Paládio 705,25 USD/onça troy 0,04% -13,23% Platina 1619,30 USD/onça troy -0,10% -11,59% Prata 33,71 USD/onça troy -1,69% 16,04% Mercadorias Açúcar 23,80 USD/100 libras 1,15% -27,77% Algodão 95,94 USD/100 libras 1,34% -42,81% Arroz 13,74 USD/100 libras 0,88% -12,98% Café 216,23 USD/100 libras 0,30% -13,15% Milho 640,23 USD/bushel -0,41% -5,65% Trigo 658,40 USD/bushel -0,44% -22,86% MATÉRIAS-PRIMAS E MERCADORIAS FOREX Var. Var. Par Cotação Dia 52 Semanas Fonte Fonte: EUR/USD , ,24% ,40% GBP/USD , ,09% ,92% USD/JPY , ,51% ,11% AUD/USD , ,61% ,57% USD/CAD , ,53% ,00% EUR/JPY , ,28% ,03% EUR/CHF , ,17% ,94% USD/CHF , ,43% ,97% GBP/CHF , ,31% ,55% GBP/JPY , ,42% ,69% EUR/CAD , ,76% ,66% CHF/JPY , ,12% ,31% AUD/JPY , ,14% ,12% AUD/NZD , ,09% ,26% NZD/USD , ,50% ,40% Fonte

14 14 6 de fevereiro de 2012 LIFESTYLE L LIFESTYLE IMPRESSORAS IMPRESSÃO EM REVOLUÇÃO O mundo pode já ser digital, mas isso não significa que as fotos nunca devam ser vistas fora de um LCD. Estas impressoras oferecem-lhe fotos de qualidade e deixam-no imprimir a partir do seu telemóvel, ou diretamente de um vídeo, para que possa captar momentos-chave de filmes como, digamos, Instinto Fatal. Ou outro. Editado por Sandra Martins Pereira EM PARCERIA COM Canon PIXMA ip4950, 94 ACESSÍVEL Sem Wi-Fi, terá de enviar imagens via Ethernet ou diretamente por cabo tão terrivelmente 2006, mas, tirando isso, é uma opção sólida atendendo ao preço. As impressões são ricas e detalhadas, com uma foto 4 x 6 a ser impressa em 34 segundos e a custar 0,22 em papel fotográfico de uso corrente. Alguma vez captou algo em vídeo que desejasse transformar numa foto a cores? Problema resolvido. O HD Movie Print permite-lhe percorrer cada frame de um vídeo até encontrar aquele que pretende pena só funcionar para vídeos captados com câmaras da Canon. BELEZA Artistry lança edição limitada Escape to Paradise A Artistry acaba de apresentar a nova linha Escape to Paradise com as cores tendência da próxima estação. Uma edição limitada, em que os tons bronze suaves da paleta BeachFront dão um brilho dourado ao rosto, enquanto a paleta SeaScape apresenta um visual mais glamoroso e fresco. Ambas vêm em embalagens exclusivas, apostando num estilo requintado de maquilhagem de elite. Os dois looks apresentam tonalidades que pretendem relembrar os paradisíacos dias de praia em luxuosos destinos tropicais. A Palete Rosto & Olhos da BeachFront ( 58,26) propõe os tons: Rosto (Brilho Dourado) Quatro tons num só, permitindo diversos acabamentos; Sombras Quatro cores individuais: Rosa Pétala/Bege Dourado/Lavanda Exótica/Pêssego Aveludado. Destaque ainda para o Lápis Delineador Tom Island Violet ( 22,64) e o Brilho Duo Lábios Tom Coral Tropical ( 46,07). A Palete Rosto & Olhos da SeaScape apresenta os tons: Rosto (Esplendor Brilhante) Quatro tons num só; Sombras Quatro cores individuais: Verde-Água Luminoso/Bege Neutro/Púrpura Cintilante/Marron Suave. O Lápis Delineador Tom Lagoon e o Brilho Duo Lábios Tom Orquídea do Pacífico completam esta linha. HP ENVY 110, 249 BEM CONECTADA Esta HP vem com Apple AirPrint (ver à direita) que lhe permite imprimir diretamente de um iphone ou ipad. A HP oferece ainda várias aplicações para permitir a mesma impressão imediata a partir de Facebook, Picasa e Snapfish, e um endereço de para onde pode enviar imagens para imprimir de qualquer ponto do Universo. Com Wi-Fi, USB com PictBridge e leitor de cartão de memória, não lhe faltam formas de aceder às fotos. Apesar das ligações, a Envy só suporta 80 folhas de papel, e uma foto 4x6 de qualidade média demora mais de um minuto a imprimir e custa cerca de 3,5. Lexmark Genesis S815, 400 A POLIVALENTE A Genesis digitaliza super-depressa, envia faxes, copia e imprime documentos e fotos, com o ecrã tátil de 4,2 a cores a controlar tudo, incluindo a configuração Wi-Fi. Pode imprimir diretamente do Twitter, Facebook e Evernote, bem como via USB, cartões SD, MS, xd e MMC. A Genesis produz uma foto 4x6 em 48 segundos, a um custo de 0,21. A qualidade dos resultados é mediana. Pela polivalência, a Genesis receberia cinco estrelas, numa pontuação em que o total fosse precisamente cinco estrelas. Epson PX830FWD, 229 A PROFISSIONAL Com Wi-Fi e AirPrint, a par de um sistema de impressão de seis cores, esta Epson é para fotógrafos que desejem um acabamento de qualidade. Também envia faxes, digitaliza e copia; tudo controlado por um L CD tátil muito útil. Em minutos, pode imprimir um recorte do Evernote, um ficheiro do Google Docs e uma foto do Dropbox utilizando a genial aplicação Epson iprint para iphone e ipad. Há ainda uma porta USB com PictBridge para impressão direta. Uma foto 4 x 6 demora 32 segundos e custa 0,20. Ou seja, qualidade aliada a um custo excelente. Kodak Hero 7.1, 190 A VISTOSA Ostentando um chassis em preto mate com uma risca vermelha há ainda uma versão branca, a Hero parece vigorosa, mas, na verdade, é um tanto lenta, demorando 42 segundos a produzir uma foto a cores a partir dos seus dois cartuchos de tinta. A qualidade de impressão é boa, não ótima, mas, a apenas 0,40/foto, é económica. Tem Wi-Fi integrado para transferir fotos e a aplicação Google Cloud Print permite imprimir a partir de qualquer sítio, embora a app Pic Flick para iphone por vezes perca a ligação. O ecrã tátil para pré-visualizar e editar fotos é uma função útil.

15 LIFESTYLE 6 de fevereiro de LAZER THE TALL SHIPS RACES INVADE O TEJO Sessenta grandes veleiros e cinco mil tripulantes em representação de 49 países vão encher a margem Norte do Rio Tejo para aquele que será, de certo, o maior evento esperado para este verão na capital portuguesa: The Tall Ships Races 2012 Lisboa, que irá decorrer entre 19 e 22 de julho. Durante quatro dias, cerca de um milhão de visitantes percorrerá o recinto de animação entre Santa Apolónia e a Praça do Comércio. Com entrada livre, o público terá oportunidade de visitar os grandes veleiros, assistir a concertos e espetáculos, participar em conferências e workshops sobre o mar e a cidade de Lisboa, já para não falar do grande desfile que terá lugar a 20 de julho, na Rua Augusta, com todas as tripulações. No espaço de um quilómetro, haverá uma zona lounge com pontos de restauração e música ambiente, uma zona de diversão para crianças com atividades, uma zona cultural, onde haverá uma exposição fotográfica e uma tenda para conferências. Os 60 grandes veleiros vão visitar cinco portos - Saint Malo, Lisboa, Cádiz, Coruña e Dublin -, num contacto com cinco culturas diferentes, mas numa única regata. Promovido em Lisboa pela Aporvela, o ponto alto da The Tall Ships Races 2012 Lisboa será o desfile pelo rio Tejo ao final da manhã do dia 22 de julho. Com um potencial mediático a rondar os 3,6 milhões de euros, segundo um estudo independente da Cison, e com gastos do público que geram um retorno local entre os 20 e os 35 milhões de euros, esta regata promete invadir a capital portuguesa com muita cor e alegria, neste verão de PUB

16 16 SEGUNDA-FEIRA 6 de fevereiro de 2012 DESPORTO Lobos entram a perder na neve de Bucareste Foto EPA/Robert Ghement TORNEIO EUROPEU DAS NAÇÕES LIGA INGLESA: Blues deixam fugir vitória no clássico CAHIL (dir.) observa um adversário do Manchester United no clássico da Liga inglesa em que o Chelsea deixou escapar a vantagem de 3-0, que deteve até aos 58 minutos, para permitir o empate a três golos dos red devils em Stamford Bridge. Foto EPA/Kerim Okten A SELEÇÃO portuguesa iniciou, sábado, com uma derrota a participação no Torneio Europeu das Nações de râguebi, ao perder na Roménia, por 15-7, num relvado coberto de neve. Perante condições muito complicadas, com frio e um relvado no Estádio Arco do Triunfo muito maltratado, Portugal foi incapaz de segurar a pressão da Roménia no início da segunda parte, permitindo, a menos de 15 minutos do final, o ensaio decisivo. Os lobos ainda chegaram ao intervalo em vantagem por 7-5, mas acabaram por permitir a reviravolta aos mais poderosos e experientes romenos. Num erro defensivo de Portugal, logo aos sete minutos, a Roménia adiantou-se no marcador com um ensaio de Madalin Lemnaru, mas Daniel Carpo a falhar a transformação. A equipa lusa daria a volta ao marcador aos 22 minutos, com o 19.º ensaio de António Aguilar ao serviço da seleção, após uma jogada de insistência, tendo Pedro Leal, que já tinha falhado uma penalidade, dado os dois pontos extra a Portugal. O árbitro da partida decidiu terminar a primeira parte seis minutos antes do 40, quando Portugal jogava com menos um, depois do cartão amarelo visto por Julien Bardy. No início da segunda parte, Portugal foi remetido à sua zona defensiva e foi conseguindo segurar o ataque romeno, até aos 66 minutos, quando Andrei Ursache fez o ensaio decisivo, com Constantin Gheara a converter a transformação, antes de matar definitivamente a partida aos 80, com uma penalidade. A selecção de Portugal vai disputar o segundo jogo no Torneio Europeu das Nações a 11 de fevereiro, recebendo no Estádio Nacional a congénere da Rússia. Portugal garante 5.º lugar em Israel FED CUP A SELEÇÃO portuguesa de ténis conseguiu a melhor classificação de sempre no torneio do Grupo I da zona euro-africana da Fed Cup, ao derrotar a Bulgária, por 2-0, na atribuição do quinto lugar. Depois de ter terminado na segunda posição a poule C atrás da Grã- Bretanha, Portugal concluiu a participação no torneio, que se disputou Telefónica soma e segue a vencer VOLVO OCEAN RACE O VELEIRO espanhol Telefónica, de Iker Martinez, venceu a segunda manga da terceira etapa da regata Volvo Ocean Race, tornando-se na primeira embarcação a vencer as três primeiras etapas da competição em 22 anos. A equipa espanhola repete o feito do veleiro neozelandês Steinlager 2, comandado por Peter Blake, que, na A selecção portuguesa confirmou o primeiro lugar no grupo D do Campeonato da Europa de futsal, ao vencer a Sérvia por 2-1, no Arena de Zagreb. A equipa portuguesa, que já tinha o passaporte para a fase seguinte da competição garantido, continua assim sedeada na capital da Croácia. O luso-australiano Carl Murray avança com bola a comandar alcateia dos lobos em Eilat, Israel, com dois triunfos nos singulares, acabando a seleção de Leste por prescindir do jogo de pares. No primeiro encontro de singulares frente à Bulgária, Maria João Koehler bateu Isabella Shinikova, pelos parciais de 6/3, 7/5, com Michelle Larcher de Brito a vencer depois com facilidade Dizi Etimova, por duplo 6/1. Esta edição marcou ainda a estreia de Bárbara Luz e Margarida Moura na Fed Cup. edição de 1989/90 então denominada Whitbread Round the World Race, também dominou as três primeiras etapas. Em condições de navegação muito complicadas, com ventos fortíssimos, o monocasco da equipa espanhola demorou 12 dias e 19:58.21 horas para cumprir a segunda manga da etapa. Na classificação geral, o Telefónica soma 95 pontos, mais 24 do que o Groupama, segundo posicionado. O português Ricardo Santos terminou na 67.ª posição a terceira e última volta do Qatar Masters em golfe, no Doha GC, prova que foi encurtada para 54 buracos devido às más condições climatérica. Após ter realizado uma excelente segunda volta, com 68 pancadas, o golfista luso concluiu o percurso com 71 pancadas. Gil Vicente vence Sporting e avança às 1/2 finais TAÇA DA LIGA O GIL VICENTE marcou presença no encontro com o Sporting de Braga das meias-finais da Taça da Liga de futebol, depois de ter vencido o Sporting, em Alvalade, por 1-0, em jogo da última ronda da terceira fase. Bastou um golo de Cláudio, aos 54 minutos, na conversão de um penalty, para o Gil Vicente vencer e eliminar um Sporting em crise, que necessitava de um êxito para assegurar a qualificação no Grupo A. Uma semana depois de ter imposto a primeira derrota na Liga ao FC Porto, em Barcelos, os gilistas voltaram a travar uma equipa grande. O Sporting volta a averbar um resultado negativo, após na última ronda da Liga portuguesa ter ganho ao Beira-Mar, em casa, conquistando o primeiro triunfo neste ano. No outro jogo do Grupo A, o Moreirense impôsse ao Rio Ave, por 1-0, com golo de Luís Pinto, aos 25 minutos. O Gil Vicente vai agora encontrar nas meias-finais da Taça da Liga o Sporting de Braga, que venceu também pela diferença mínima na receção ao Portimonense, com um golo de Hugo Viana alguns metros antes da linha do meio campo. Os bracarenses fecharam as contas do Grupo C só com triunfos, com o Nacional a quedar-se pelo segundo posto. Os madeirenses visitaram o Penafiel e venceram por 2-1, depois de terem estado a perder por 1-0. Sérgio Oliveira (36 ) adiantou os anfitriões, Keita (60 ) igualou e Moreno (78 ) deu o triunfo aos insulares.

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014)

SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) SINAIS POSITIVOS TOP 20 (atualizado a 10JUL2014) 1. Taxa de Desemprego O desemprego desceu para 14,3% em maio, o que representa um recuo de 2,6% em relação a maio de 2013. Esta é a segunda maior variação

Leia mais

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico

Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Boletim Econômico Edição nº 89 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Crise não afeta lucratividade dos principais bancos no Brasil 1 Lucro dos maiores bancos privados

Leia mais

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1

1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas fogem para o estrangeiro 1 Tema de Pesquisa: Construção 02 de Outubro de 2012 Revista de Imprensa 02-10-2012 1. (PT) - i, 02/10/2012, Construção civil. Empresas "fogem" para o estrangeiro 1 2. (PT) - i, 02/10/2012, Precários lançam

Leia mais

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 %

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 % DESTAQUES página 3 O total de Proveitos Operacionais foi de 592,9 M, a registar uma subida de 15 % quando comparado com o ano anterior, a refletir um crescimento significativo no volume de negócio das

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 31 de Julho de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Queda nos lucros da banca retira 80 milhões ao Fisco. Resultados dos quatro maiores bancos privados caíram mais de 40% no primeiro

Leia mais

07/01/2009 OJE Economia contrai 0,8% este ano e terá entrado em recessão em 2008 A crise financeira e a recessão mundial vão provocar este ano uma contracção de 0,8% na economia nacional, penalizada pela

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

NEWSLETTER Nº 8 AGOSTO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES

NEWSLETTER Nº 8 AGOSTO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES NEWSLETTER Nº 8 AGOSTO CONHECIMENTO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE EFICIÊNCIA VALOR POTENCIAMOS O VALOR DAS ORGANIZAÇÕES Resultado da cimeira "particularmente positivo para Portugal" A cimeira europeia de quinta-feira

Leia mais

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9

Caixa acelera. expansão em Angola. Controlo da parceria com Totta. será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 Caixa acelera expansão em Angola Controlo da parceria com Totta será antecipado para liderar no financiamento às PME Empresas 8 e 9 BANCA CGD antecipa controlo do Caixa Totta e acelera expansão em Angola

Leia mais

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS

ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS A CULPA É DO TEMPO? Porque o clima já não é o que era e os desastres naturais se sucedem com maior frequência e severidade, muitos deles agravados pela mão humana, a indústria de seguros e resseguros debate-se

Leia mais

Estatísticas de Seguros

Estatísticas de Seguros Estatísticas de Seguros 2009 Autoridade de Supervisão da Actividade Seguradora e de Fundos de Pensões Autorité de Contrôle des Assurances et des Fonds de Pensions du Portugal Portuguese Insurance and Pension

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP ****

INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** INTERVENÇÃO Dr. José Vital Morgado Administrador Executivo da AICEP **** Gostaria de começar por agradecer o amável convite da CIP para participarmos nesta conferência sobre um tema determinante para o

Leia mais

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Quarta-feira, 23 de Abril de 2008 1. BCE ameaça subir juros para controlar preços (págs. 1 e 16) Com a subida dos preços, há uma viragem nas expectativas: em vez de

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos

Os Desafios da Fileira da Construção. As Oportunidades nos Mercados Externos Os Desafios da Fileira da Construção As Oportunidades nos Mercados Externos Agradeço o convite que me foi dirigido para participar neste Seminário e felicito a AIP pela iniciativa e pelo tema escolhido.

Leia mais

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO

Conjuntura da Construção n.º 77 O SETOR CONTINUA EM CRISE MAS EMPRESÁRIOS ACREDITAM NA RECUPERAÇÃO FEPICOP - FEDERAÇÃO PORTUGUESA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO E OBRAS PÚBLICAS Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais

Leia mais

01 _ Enquadramento macroeconómico

01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico 01 _ Enquadramento macroeconómico O agravamento da crise do crédito hipotecário subprime transformou-se numa crise generalizada de confiança com repercursões nos mercados

Leia mais

Apreciação Parlamentar n.º 130/XII

Apreciação Parlamentar n.º 130/XII Apreciação Parlamentar n.º 130/XII Decreto-Lei n.º 181-A/2014, de 24 de dezembro, que «aprova o processo de reprivatização indireta do capital social da TAP, Transportes Aéreos Portugueses, S. A.» Foi

Leia mais

Novembro 2008. XXXIV Congresso APAVT - Macau

Novembro 2008. XXXIV Congresso APAVT - Macau Novembro 2008 XXXIV Congresso APAVT - Macau Revista de Imprensa 12-12-2008 1 - RTP 1, 23-11-2008, Férias no Natal 2 - Expresso, 22-11-2008, Portugal vendido na Ásia 3 - Jornal de Notícias, 22-11-2008,

Leia mais

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt

Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt Soluções de seguro de créditos no apoio à exportação. COSEC - Estamos onde estiver o seu negócio. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos 2012 1 2 Sobre a COSEC O que é o Seguro de Créditos

Leia mais

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p.

Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. Lucro Líquido de R$ 239 milhões no 1T15, crescimento de 34%; Margem EBITDA de 9,6%, com aumento de 0,7 p.p. No 1T15, a receita líquida totalizou R$ 5,388 bilhões, estável em relação ao 1T14 excluindo-se

Leia mais

S. R. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

S. R. MINISTÉRIO DAS FINANÇAS RELATÓRIO SOBRE REGIME DE CAPITALIZAÇÃO PÚBLICA PARA O REFORÇO DA ESTABILIDADE FINANCEIRA E DA DISPONIBILIZAÇÃO DE LIQUIDEZ NOS MERCADOS FINANCEIROS (REPORTADO A 25 DE MAIO DE 2012) O presente Relatório

Leia mais

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 Revista de Imprensa 12-05-2010 1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 3. Económico Online, 03-05-2010,

Leia mais

Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses 15 Julho 2011

Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses 15 Julho 2011 Exercício de stress test Europeu: Resultados principais dos bancos portugueses Julho Esta nota resume as principais características e resultados do exercício de stress test realizado ao nível da União

Leia mais

Choques Desequilibram a Economia Global

Choques Desequilibram a Economia Global Choques Desequilibram a Economia Global Uma série de choques reduziu o ritmo da recuperação econômica global em 2011. As economias emergentes como um todo se saíram bem melhor do que as economias avançadas,

Leia mais

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda.

Relatório de Gestão & Contas - Ano 2012 RELATÓRIO DE GESTÃO. Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. RELATÓRIO DE GESTÃO Resende e Fernandes, Construção Civil, Lda. 2012 ÍNDICE DESTAQUES... 3 MENSAGEM DO GERENTE... 4 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO... 5 Economia internacional... 5 Economia Nacional... 5

Leia mais

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O

tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O tem Soares dos Santos mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos - P3O Soares dos Santos tem mais dinheiro na bolsa que China e Angola juntos A subida das acções da Jerónimo Martins levou a família

Leia mais

IMPRENSA Resumo Diário 20 e 19 SET 2015

IMPRENSA Resumo Diário 20 e 19 SET 2015 [domingo, 20] 1. Entrevista. Manuel Castro Almeida: "Os municípios vão poder atribuir dinheiro à criação de empresas". Secretário de Estado do Desenvolvimento Regional garante que as primeiras verbas dos

Leia mais

PT Wi-Fi: Internet em Movimento

PT Wi-Fi: Internet em Movimento PT Wi-Fi: Internet em Movimento Clipping de Media (05 a 09 de Dezembro de 2003) Meio: Diário Económico Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 6 Meio: Jornal de Negócios Data: 09 de Dezembro de 2003 Pág.: 8

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Designação: VICTORIA PPR Acções

Leia mais

Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 11 Novembro 2014. Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia

Boletim Mensal de Economia Portuguesa. N.º 11 Novembro 2014. Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia Boletim Mensal de Economia Portuguesa N.º 11 Novembro Gabinete de Estratégia e Estudos Ministério da Economia GPEARI Gabinete de Planeamento, Estratégia, Avaliação e Relações Internacionais Ministério

Leia mais

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008

PORTUGAL Economic Outlook. Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 PORTUGAL Economic Outlook Carlos Almeida Andrade Chief Economist Julho 2008 Portugal: Adaptação a um novo ambiente económico global A economia portuguesa enfrenta o impacto de um ambiente externo difícil,

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009

RESUMO DE IMPRENSA. Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009 RESUMO DE IMPRENSA Quinta-feira, 22 de Janeiro de 2009 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Banca está a subir spreads a quem renegoceia crédito à habitação. Quer prorrogar o prazo do contrato? Pode custar-lhe mais.

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008

RESUMO DE IMPRENSA. Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008 RESUMO DE IMPRENSA Quarta-feira, 10 de Setembro de 2008 JORNAL DE NEGÓCIOS 1. Funcionários públicos antecipam reforma usando a mobilidade. Redução de trabalhadores à espera de decisão do ministro (págs.

Leia mais

Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior

Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior Estatísticas de Operações e Posições com o Exterior Apresentação do novo sistema de reporte de informação Março 2013 Esquema da Apresentação Área de Empresa Comunicação de Operações e posições com o exterior

Leia mais

ECONOMIA. Esquema financeiro provoca buraco de 3 mil milhões em empresas públicas. Gostava muito que as gentes não se resignassem

ECONOMIA. Esquema financeiro provoca buraco de 3 mil milhões em empresas públicas. Gostava muito que as gentes não se resignassem JOÃO DUQUE Fundos de arrendamento podem ajudar as famílias E14 LUÍS MARQUES Estamos a caminho de um caos, de um caos político E12 JOÃO VIEIRA PEREIRA Constituição: mais que mudar é preciso incluir limites

Leia mais

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011

O incumprimento entre empresas aumenta, em comparação com 2011 Lisboa, 29 de Maio de 2013 Estudo revela que os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico se agravaram em 2012 - As empresas estão menos optimistas relativamente à recuperação

Leia mais

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015

CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA. 22 de junho de 2015 CONCLUSÕES DA REUNIÃO EMPRESARIAL PORTUGAL - ESPANHA UMA UNIÃO EUROPEIA MAIS FORTE 22 de junho de 2015 A União Europeia deve contar com um quadro institucional estável e eficaz que lhe permita concentrar-se

Leia mais

Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A.

Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco Espírito Santo, S.A. 1 de 5 04-08-2014 8:34 www.bportugal.pt O Banco e o Eurosistema > Intervenções públicas Intervenção do Governador Carlos da Silva Costa sobre a decisão de aplicação de uma medida de resolução ao Banco

Leia mais

CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt

CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt CRESCER COM SEGURANÇA. CÁ DENTRO E LÁ FORA. www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Porquê a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida 2 Sobre a COSEC Quem somos

Leia mais

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada.

Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS. Informação não auditada. Reuters: BANIF.LS Bloomberg: BANIF PL ISIN: PTBAF0AM0002 www.banif.pt/investidores 2015 1S2015 RESULTADOS CONSOLIDADOS Lisboa, 7 de Agosto de 2015 Informação não auditada. RESULTADOS CONSOLIDADOS: Janeiro

Leia mais

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP

Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP Perspetivas de colaboração Portugal China, Apoios à internacionalização e o papel da AICEP AIMINHO Braga, 24 de Outubro, 2014 1 P a g e Distintas Entidades aqui presentes, Senhores Empresários, Minhas

Leia mais

Contabilidade Social Carmen Feijó [et al.] 4ª edição

Contabilidade Social Carmen Feijó [et al.] 4ª edição Contabilidade Social Carmen Feijó [et al.] 4ª edição CAPÍTULO 5 BALANÇO DE PAGAMENTOS Professor Rodrigo Nobre Fernandez Pelotas 2015 2 Introdução O balanço de pagamentos é o registro contábil de todas

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Deliberação n.º 5/XII 1.ª

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Deliberação n.º 5/XII 1.ª PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar Projeto de Deliberação n.º 5/XII 1.ª Auditoria a realizar pelo Tribunal de Contas ao processo de nacionalização do BPN-Banco Português de Negócios e ao processo

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS

RESULTADOS CONSOLIDADOS 2012 RESULTADOS CONSOLIDADOS Lisboa, 8 de Fevereiro de 2013 A presente informação anual não foi sujeita a auditoria. Processo de Recapitalização A 31 de Dezembro de 2012 foi anunciada a aprovação por parte

Leia mais

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001

BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 BANCO ESPIRITO SANTO RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 2 RESULTADOS DO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2001 ASPECTOS MAIS RELEVANTES: SIGNIFICATIVO CRESCIMENTO DA ACTIVIDADE DESIGNADAMENTE A CAPTAÇÃO DE RECURSOS

Leia mais

Relatório de evolução da atividade seguradora

Relatório de evolução da atividade seguradora Relatório de evolução da atividade seguradora 1.º Semestre 214 I. Produção e custos com sinistros 1. Análise global 2. Ramo Vida 3. Ramos Não Vida a. Acidentes de Trabalho b. Doença c. Incêndio e Outros

Leia mais

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5

1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1. 3. (PT) - Diário Económico, 25/09/2012, Unicer antecipa crescimento de 15% das vendas em Angola 5 Tema de pesquisa: Internacional 25 de Setembro de 2012 Revista de Imprensa 25-09-2012 1. (PT) - Turisver, 20/09/2012, Pedro Duarte 1 2. (PT) - Jornal de Negócios - Negócios Mais, 25/09/2012, Bluepharma

Leia mais

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA

C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA C&M CENÁRIOS 8/2013 CENÁRIOS PARA A ECONOMIA INTERNACIONAL E BRASILEIRA HENRIQUE MARINHO MAIO DE 2013 Economia Internacional Atividade Econômica A divulgação dos resultados do crescimento econômico dos

Leia mais

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015

COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 COMUNICADO RESULTADOS TRIMESTRAIS (Não auditados) 28 de Maio de 2015 Sociedade Comercial Orey Antunes, S.A. Sociedade Aberta Rua Carlos Alberto da Mota Pinto, nº 17 6A, 1070-313 Lisboa Portugal Capital

Leia mais

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise?

Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? Na minha opinião como estão as empresas a atravessar a crise? O sector empresarial sente a crise como está a sentir a restante sociedade. A elevada taxa de desemprego de 12,3% traduz bem o drama social

Leia mais

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011

PORTUGAL - INDICADORES ECONÓMICOS. Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011. Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 Evolução 2005-2011 Actualizado em Setembro de 2011 Unid. Fonte 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 Notas 2011 População a Milhares Hab. INE 10.563 10.586 10.604 10.623 10.638 10.636 10.643 2º Trimestre

Leia mais

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas)

COMUNICADO 9M 2015 COMUNICADO 9M 2015. (Contas não auditadas) COMUNICADO 9M 2015 (Contas não auditadas) 30 novembro 2015 1 1. EVOLUÇÃO DOS NEGÓCIOS 1.1. ÁREA FINANCEIRA A Área Financeira do Grupo concentra as atividades financeiras, incluindo a Orey Financial e as

Leia mais

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração

no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do Orçamento Estado 2010 no Sistema Financeiro Carlos David Duarte de Almeida Vice-Presidente do Conselho de Administração As consequências do OE 2010 no Sistema Financeiro Indice 1. O

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO

ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1 ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1 Abrandamento da atividade económica mundial ENQUADRAMENTO MACROECONÓMICO 1.1. Evolução da conjuntura internacional A atividade económica mundial manteve o abrandamento

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 93 Exposição na abertura do encontro

Leia mais

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final

Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final A1 Privatização dos CTT arranca com reestruturação da rede em fase final Tipo Meio: Internet Data Publicação: 11-06-2013 Meio: URL: Sábado Online http://www.sabado.pt/ultima-hora/dinheiro/privatizacao-dos-ctt-arranca-com-reestruturacao-da.aspx

Leia mais

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos

PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS Grupo Parlamentar. Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª. Financiar o investimento para dever menos Projeto de Resolução n.º 684/XII/2.ª Financiar o investimento para dever menos Em Março de 2009 o do PCP apresentou o Projeto de Resolução nº 438/X Medidas de combate à crise económica e social que, entre

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 1 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO Resumo de Imprensa Terça-feira, 1 de Abril de 2008 1. Prestação da casa atinge máximos (págs. 1, 24 e 25) A prestação mensal do crédito à habitação voltou a subir: Em Março, a Euribor

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica

Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica 27 de Janeiro, 2010 13ª edição Anual do CEO Survey da PricewaterhouseCoopers em Davos Gestores mundiais mais confiantes na recuperação económica Cerca de 40% dos CEOs prevê aumentar o número de colaboradores

Leia mais

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003

COMUNICADO Resultados Consolidados do BCP no segundo trimestre de 2003 BANCO COMERCIAL PORTUGUÊS, S.A. Sociedade Aberta Sede: Praça D. João I, 28, Porto Mat. CRC do Porto: 40.043 NIPC: 501.525.882 Capital Social Registado: 3.257.400.827 Euros COMUNICADO Resultados Consolidados

Leia mais

BCE e bancos exigem que Sócrates peça intervenção do FMI e Sócrates cede imediatamente Pág. 1

BCE e bancos exigem que Sócrates peça intervenção do FMI e Sócrates cede imediatamente Pág. 1 BCE e bancos exigem que Sócrates peça intervenção do FMI e Sócrates cede imediatamente Pág. 1 BANQUEIROS OBRIGAM SOCRATES A PEDIR A INTERVENÇÃO ESTRANGEIRA, E O VALOR DAS ACÇÕS DOS 4 BANCOS DO PSI20 AUMENTOU

Leia mais

1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1. 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2

1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1. 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013, Ordem dos Engenheiros 2 Tema de Pesquisa: Internacional 20 de Agosto de 2013 Revista de Imprensa 20-08-2013 1. (PT) - Correio da Manhã, 20/08/2013, Escassez de efectivos 1 2. (PT) - Diário de Notícias da Madeira, 20/08/2013,

Leia mais

IMPRENSA Resumo Diário 14 AGO 2015

IMPRENSA Resumo Diário 14 AGO 2015 1. Economia terá crescido 1,6% no segundo trimestre. INE divulga hoje estimativa para o PIB do segundo trimestre. Se economistas acertarem, registo pode ser o melhor da legislatura. A economia portuguesa

Leia mais

IMPRENSA Resumo Diário 6 AGO 2015

IMPRENSA Resumo Diário 6 AGO 2015 1. Governo aumenta apoios às PME para investirem em novos equipamentos. Revisão em alta dos apoios comunitários subiu mais no Norte, mas sem perda de exigência, diz o Executivo. O Governo decidiu aumentar

Leia mais

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES

RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2015: A COFACE APRESENTA LUCRO DE 66 MILHÕES DE EUROS, APESAR DE UM AUMENTO DE SINISTROS EM PAÍSES EMERGENTES Crescimento de volume de negócios: + 5.1% a valores e taxas

Leia mais

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA

REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA 1 REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE S. JOÃO DA MADEIRA ACTA Nº 26/2006 - DEZEMBRO --- DATA DA REUNIÃO: Sete de Dezembro de dois mil e seis. ------------------------- --- LOCAL DA REUNIÃO: Sala

Leia mais

IMPRENSA Resumo Diário 16 JUN 2015

IMPRENSA Resumo Diário 16 JUN 2015 1. Braga de Macedo. Bancarrota desordenada prejudica Grécia e zona euro no seu todo. Economistas contactados pelo i temem que onda de choque de um default grego chegue a Portugal. Ninguém pode garantir

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. TODOS OS INVESTIMENTOS TÊM RISCO

Leia mais

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau)

Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau) Plano de Acção para a Cooperação Económica e Comercial (2007-2009) 2ª Conferência Ministerial, 2006

Leia mais

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro

SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR. Viana do Castelo, 11de Fevereiro SEMINÁRIO EXPORTAR, EXPORTAR, EXPORTAR Viana do Castelo, 11de Fevereiro www.cosec.pt COSEC Companhia de Seguro de Créditos, S.A. 2014 Índice Sobre a COSEC Seguro de Créditos Soluções à medida em resumo

Leia mais

Situação Económico-Financeira Balanço e Contas

Situação Económico-Financeira Balanço e Contas II Situação Económico-Financeira Balanço e Contas Esta parte do Relatório respeita à situação económico-financeira da Instituição, através da publicação dos respectivos Balanço e Contas e do Relatório

Leia mais

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa?

Porque é que o Turismo. é essencial para a Economia Portuguesa? Porque é que o Turismo é essencial para a Economia Portuguesa? 14 milhões de hóspedes Vindos do Reino Unido, Alemanha, Espanha, França, Brasil, EUA Num leque de países que alarga ano após ano. 9,2 % do

Leia mais

SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS

SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS SALÃO AUTOMÓVEL AEP / GABINETE DE ESTUDOS MARÇO DE 2009 1 MERCADO AUTOMÓVEL 1. Vendas de ligeiros de passageiros novos na Europa Tendo como fonte o Comunicado de 16 de Janeiro de 2009 divulgado pela ACAP,

Leia mais

Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português

Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 17.3.2010 C(2010)1733 final Assunto: Auxílio estatal N 80/2010 Portugal Prorrogação do regime de recapitalização português Excelência, I. ASPECTOS PROCESSUAIS 1. Em 20 de Maio

Leia mais

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO Maia, 11 de março de 2015 Reforço de posições de liderança em Portugal, internacionalização e compromisso com famílias em 2014 SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO 1. PRINCIPAIS DESTAQUES DE 2014:

Leia mais

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013

Earnings Release. Press Release. Resultados anuais 2012. 28 de fevereiro de 2013 2009 Earnings Release Resultados anuais 2012 Press Release 28 de fevereiro de 2013 01 Comunicado Lisboa, Portugal, 28 de fevereiro de 2013 A Portugal Telecom é um operador geograficamente diversificado,

Leia mais

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^" "^ T á2o anos que a

dívida das empresas Dividendos são mais atractivos que H ^^ ^ T á2o anos que a Dividendos são mais atractivos que dívida das empresas Algumas das maiores empresas do PSI 2O, como a Portugal Telecom e a EDP, têm uma taxa de rentabilidade dos dividendos mais elevada que os juros pagos

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS 1

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS 1 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS 1 Sandra Figueiredo 1. Aspectos econômicos e jurídicos das instituições financeiras O Aparecimento das instituições financeiras foi motivado pelas relações

Leia mais

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org sintetel@sintetel.org.

RESUMO DE NOTÍCIAS. Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações do Estado de São Paulo www.sintetel.org sintetel@sintetel.org. CLARO S/A APRESENTA PROPOSTA VERGONHOSA Depois de enrolar ao máximo o início das negociações, a Claro S/A teve a cara de pau de oferecer APENAS 6% de reajuste salarial, índice muito abaixo da inflação.

Leia mais

BUSINESS BRIEFING MAIO 2012 INTRODUÇÃO

BUSINESS BRIEFING MAIO 2012 INTRODUÇÃO BUSINESS BRIEFING Análise IPD 2011 MAIO 2012 INTRODUÇÃO O Investment Property Databank (IPD) é um índice que analisa o retorno do investimento institucional direto em ativos imobiliários, assumindo-se

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril

RESUMO DE IMPRENSA. Terça-feira, dia 14 de Abril DIÁRIO ECONÓMICO RESUMO DE IMPRENSA Terça-feira, dia 14 de Abril 1. Egípcios querem comprar negócio da PT em Marrocos. Os Egípcios da Orascom Telecom pretendem ficar com a operação da PT em Marrocos. Está

Leia mais

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital.

Northern Telecom Ltd (Nortel). Isto devido ao seu atraso na substituição da tecnologia analógica pela digital. MOTOROLA A empresa alcançou um faturamento global da ordem de US$ $37.6 bilhões em 2000. É líder mundial em sistemas e serviços eletrônicos avançados. Atuando de maneira globalizada em 45 países, mais

Leia mais

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

Resumo de Imprensa. Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 Resumo de Imprensa Segunda-feira, 14 de Abril de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Crise custa 860 milhões aos bancos portugueses (págs. 1, 4 a 6) Quase mil milhões. É este o custo da crise internacional para os

Leia mais

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 28 de Outubro de 2008

Resumo de Imprensa. Terça-feira, 28 de Outubro de 2008 Resumo de Imprensa Terça-feira, 28 de Outubro de 2008 DIÁRIO ECONÓMICO 1. Euribor deve cair para 3,5% em Janeiro (págs. 1, 4 a 10) Mercados apostam que a taxa de referência dos empréstimos da casa vai

Leia mais

ALVES RIBEIRO - INVESTIMENTOS FINANCEIROS, SGPS, S.A. ANEXO ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INDIVIDUAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 (Montantes em Euros, excepto quando expressamente indicado) 1. NOTA INTRODUTÓRIA

Leia mais

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010

Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado. Batalha, 8 Julho de 2010 Encontro Nacional de Instaladores da APIRAC-Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado Batalha, 8 Julho de 2010 As vossas necessidades... O apoio aos Empreendedores e às PME s

Leia mais

China: crise ou mudança permanente?

China: crise ou mudança permanente? INFORMATIVO n.º 36 AGOSTO de 2015 China: crise ou mudança permanente? Fabiana D Atri* Quatro grandes frustrações e incertezas com a China em pouco mais de um mês: forte correção da bolsa, depreciação do

Leia mais

CONFERÊNCIA DISTRIBUIÇÃO DE SEGUROS E PRODUTOS FINANCEIROS FERNANDO FARIA DE OLIVEIRA

CONFERÊNCIA DISTRIBUIÇÃO DE SEGUROS E PRODUTOS FINANCEIROS FERNANDO FARIA DE OLIVEIRA CONFERÊNCIA DISTRIBUIÇÃO DE SEGUROS E PRODUTOS FINANCEIROS FERNANDO FARIA DE OLIVEIRA 28 de Novembro de 2014 AGENDA FUNÇÕES DA BANCA E DOS SEGUROS BANCASSURANCE E ASSURBANK RACIONAL E CONDICIONANTES EVOLUÇÃO

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014

Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Resultado Líquido da Reditus aumenta 57,7% no 1º semestre de 2014 Proveitos Operacionais de 60,8 milhões de euros (+ 8,1%) EBITDA de 5,6 milhões de euros (+ 11,1%) Margem EBITDA 9,2% (vs. 8,9%) Resultado

Leia mais

VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D. Condições de Enquadramento

VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D. Condições de Enquadramento VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO, EMPEENDEDORISMO, E I&D Condições de Enquadramento Portaria nº 57-A/2015 de 27 de Fevereiro de 2015 0 VALES SIMPLIFICADOS - INTERNACIONALIZAÇÃO, INOVAÇÃO,

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Eurovida Companhia de Seguros de Vida, S.A. - Sede Social: 1099-090 Lisboa - Portugal - CRCL / Pes. Col. 504 917 692 Capital Social 7.500.000 Euro Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO

Leia mais

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA MENSAGEM DE ANO NOVO DE SUA EXCELÊNCIA O PRESIDENTE DA REPÚBLICA --- EMBARGO DE DIVULGAÇÃO ATÉ ÀS 21:00 HORAS DE 01.01.13 --- Palácio de Belém, 1 de janeiro de 2013 --- EMBARGO DE DIVULGAÇÃO ATÉ ÀS 21:00

Leia mais

CHINA Apresentação de Casos de Sucesso

CHINA Apresentação de Casos de Sucesso CHINA Apresentação de Casos de Sucesso Parceiro e membro da IMCN: KK Yeung Management MERCAL CONSULTING GROUP A Member of IMCN- International Management Consultancies Network ÍNDICE DA APRESENTAÇÃO 1.

Leia mais