25 de Janeiro de 2009

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "25 de Janeiro de 2009"

Transcrição

1 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público COPEL Edital 03/008 Formação de Cadastro de Reserva 5 de Janeiro de 009 PROVA: Função: TÉCNICO INDUSTRIAL ELETROTÉCNICA/ELETRÔNICA SÊNIOR Técnico de Operações do COS (Centro de Operação do Sistema) Nº DO CARTÃO NOME (LETRA DE FORMA) ASSINATURA INFORMAÇÕES / INSTRUÇÕES: Verifique se a prova está completa: questões de números a 50 A compreensão e a interpretação das questões constituem partes integrantes da prova, razão pela qual os fiscais não poderão interferir 3 Preenchimento do Cartão-Resposta: - Preencher para cada questão apenas uma resposta; - Preencher totalmente o espaço correspondente, conforme o modelo: - Usar caneta esferográfica, escrita normal, tinta azul ou preta; - Para qualquer outra forma de preenchimento, a leitora anulará a questão O CARTÃO-RESPOSTA É PERSONALIZADO NÃO PODE SER SUBSTITUÍDO, NEM CONTER RASURAS Duração total da prova: 4 horas e 30 minutos

2 Pág TÉCNICO INDUSTRIAL DE ELETROTÉCNICA-ELETRÔNICA SÊNIOR Função: Técnico de Operação do COS 0 Um transformador fabricado para operar em 60Hz foi levado a trabalhar em um sistema nas mesmas condições, porém a única diferença é a sua freqüência de trabalho, que passou de 60 Hz para 400 Hz Quais são as conseqüências dada a alteração da freqüência? II Motores de fase dividida apresentam dois enrolamentos no estator: o enrolamento principal e o enrolamento auxiliar Como em um motor bifásico, os eixos deste enrolamento estão defasados entre si em 90º elétricos no espaço III Motores com partida a capacitor também são motores de fase dividida, mas o deslocamento da fase no tempo entre as duas correntes é obtido por meio de um capacitor em paralelo com o enrolamento auxiliar IV Motores de histerese possuem rotor cilíndrico, liso em aço magneticamente duro, sem enrolamentos nem dentes Ele é colocado no interior de um estator ranhurado, tendo enrolamentos distribuídos, projetados para produzir, tão aproximadamente quanto possível, uma distribuição de fluxo senoidal espacial O motor de histerese é inerentemente silencioso e produz rotação suave em sua carga I As perdas no ferro por Foucault permanecem inalteradas, pois B f permanece inalterado II As perdas no ferro para freqüências mais elevadas são menores, e o rendimento do transformador aumenta III O transformador não opera nessa freqüência IV As perdas no ferro aumentam com o aumento da freqüência Está (ão) CORRETA (S): A) A afirmativa I B) A afirmativa II C) As afirmativas I e IV D) As afirmativas II e III E) As afirmativas I e II 0 A associação de dois transformadores em paralelo exige alguns cuidados quanto a sua qualidade e A suas características, que devem ser observadas: I Mesma relação de transformação II Mesmo defasamento angular III Mesmo módulo da impedância e módulo do ângulo percentual Está (ão) CORRETA (S): A) As afirmativas I e II B) As afirmativas II e III C) As afirmativas I e III D) As afirmativas I, II e III E) Nenhuma das alternativas 03 Sobre motores de indução, pode-se afirmar: I Motores de indução de pólos sombreados possuem usualmente pólos salientes com uma porção de cada pólo envolvida por uma espira de cobre em curto-circuito, chamada bobina de arraste A) Todas as afirmativas B) As afirmativas II, III e IV C) As afirmativas I, III e IV D) As afirmativas I, II e IV E) As afirmativas I, II e III 04 Calcular o valor do capacitor de indução monofásico de,5 kw, 0 V e 60 Hz, cuja reatância capacitiva é de -5ohms A) 00 µf B) 0 µf C) 77 µf D) 77 µf E) 7 µf 05 Com referência a geradores síncronos, podemos considerar que: I De modo geral o termo enrolamento de armadura diz respeito a um enrolamento ou grupo de enrolamentos que conduz corrente alternada II Em máquinas CA, síncronas ou as de indução, os enrolamentos de armadura alojam-se no estator III Tipicamente, as máquinas síncronas apresentam um segundo enrolamento, ou conjunto de enrolamentos, que conduz corrente contínua e que é usado para produzir o fluxo principal de operação da máquina IV O enrolamento de campo em uma máquina CC encontra-se no rotor, ao passo que em uma máquina síncrona encontra-se no estator A) Todas as afirmativas B) As afirmativas II, III e IV C) As afirmativas I, III e IV D) As afirmativas I, II e III E) As afirmativas I e III

3 Pág 06 Os motores síncronos são uma nova opção para melhorar o fator de potência dentro das indústrias, onde a exigência sobre esse o fator de potência deve ser maior que 0,85 Assim, pode se afirmar que: I Os motores síncronos, por possuírem fonte de excitação separada, podem ser sobreexcitados, fazendo com que a corrente avance em relação à tensão, melhorando o fator de potência de uma instalação II Um gerador síncrono de uma usina pode atuar como um motor síncrono a vazio e corrigir o fator de potência de linhas de distribuição III Em um motor síncrono, a carga pode ser aplicada mesmo sem ter atingido a velocidade de sincronismo IV A partida de um motor síncrono se dá com tensão reduzida por meio de um autotransformador de partida, reator ou resistência série A) Todas as afirmativas B) As afirmativas I, II e IV C) As afirmativas I, III e IV D) As afirmativas II, III e IV E) As afirmativas I e II 07 (ANULADA) Com relação à Norma Brasileira NBR- 540, para Instalações de Baixa Tensão, podemos afirmar: I Aplica-se para circuitos elétricos alimentados sob tensão nominal igual ou menor a 000 V, em corrente alternada, ou a 500 V, em corrente contínua II Aplica-se para instalações de iluminação pública III Aplica-se para toda fiação e toda linha elétrica que não sejam cobertas pelas normas relativas aos equipamentos de utilização IV Aplica-se a equipamentos para supressão de perturbações radioelétricas, na medida em que não comprometem a segurança das instalações V Aplica-se a instalações de cercas eletrificadas A) Todas as afirmativas B) As afirmativas I, III, IV e V C) As afirmativas I, II e IV D) As afirmativas II, III e V E) As afirmativas I, III e IV 08 Em uma instalação industrial, a potência medida é de 80 kw e a potência reativa é de 60 kvar Calcular o fator de potência e a potência aparente A) 0,8, 00 kva 0,9 B) 0,8, 0 kva 0,8 C) 0,75, kva 0,9 D) 0,8, 0 kva 0,8 E) 0,75, 00 kva 0,8 09 Em instalações rurais utilizam-se alimentadores a partir da rede de distribuição Assim, podemos afirmar que: I O fornecimento aos consumidores rurais isolados é feito em baixa tensão pela norma ABNT para Baixa Tensão (NBR-540) II Os sistemas monofásicos utilizados são: sistema fase / fase sistema fase / neutro sistema multifilar com retorno pela terra MRT III Normalmente, essas redes são construídas em estruturas idênticas às utilizadas para o sistema trifásico, o que facilita a sua conversão para um sistema trifásico com apenas a instalação do 3º condutor IV O secundário do transformador é monofásico, disponibilizando os dois terminais do enrolamento como se fossem duas fases e uma derivação central aterrada, cumprindo a função do neutro V Dessa forma, por exemplo, a instalação possuirá uma tensão entre os terminais externos de 0 V e 0 V entre quaisquer desses terminais e o terminal central aterrado A) Todas as afirmativas B) As afirmativas I, III, IV e V C) As afirmativas I, III e IV D) As afirmativas II, III, IV e V E) As afirmativas III, IV e V 0 Sobre instalações elétricas, pode-se afirmar: I A representação de uma instalação elétrica, ou parte dela, é feita por meio de símbolos gráficos em esquemas unifilar, multifilar e funcional II Para localizar o ponto de iluminação dentro de qualquer ambiente, é preciso traçar as diagonais para achar o centro do cômodo e, nesse centro, localiza-se o símbolo da lâmpada III Os modernos relés de impulso substituem as tomadas elétricas IV Potência ou carga instalada é definida pelo número de interruptores e tomadas elétricas V Nas instalações elétricas em geral, os condutores são insubstituíveis na função de transportar a energia elétrica necessária ao bom funcionamento de todos os equipamentos elétricos (Calcular o fator de potência de uma instalação se: I=00 A, E=0 V e P=35 kw)

4 Pág 3 A) Todas as afirmativas B) As afirmativas I, II, III e IV C) As afirmativas I, II, IV e V D) As afirmativas III, IV e V E) As afirmativas I, II e V No quadro, temos uma população representada por variáveis contínuas: classes fi 3,5 -- 4,5 00 4,5 -- 5,5 00 5,5 -- 6, ,5 -- 7,5 00 7,5 -- 8,5 00 Dados os seguintes somatórios: 5 i= 5 f x f i= 5 i= 5 i= 5 i= = 000 i i i = 6000 ( x - µ ) i f i ( x - µ ) 3 i f i ( x - µ ) 4 i f i = 00 = 0 = 3600 Quanto à assimetria e à curtose, pelo método dos momentos, podemos afirmar que a distribuição é: A) Simétrica e Leptocúrtica B) Simétrica e Mesocúrtica C) Simétrica e Platicúrtica D) Assimétrica Positiva e Leptocúrtica E) Assimétrica Positiva e Platicúrtica Sejam cinco urnas com bolas coloridas contendo dez cada uma, dispostas: Vermelha Branca Azul Urna 6 3 Urna 6 Urna 3 8 Urna Urna Escolhe-se arbitrariamente uma urna e extrai-se uma bola Se a bola é vermelha, a probabilidade de ter sido extraída da Urna 3 é de: A) 40% B) 6% C) 8% D) 80% E) 0% 3 No gráfico, representada a Ogiva de Galton Crescente, podemos rapidamente encontrar a seguinte informação: Fi(%) 00% 75% 50% 5% 0% xi A) Moda B) Mediana C) Média D) Desvio Padrão E) Coeficiente de Variação 4 (ANULADA) Na figura, são representados alguns ícones de funções do Microsoft Word Os ícones que representam as funções copiar, colar e verificação ortográfica são, respectivamente: A) Os ícones 0, e 5 B) Os ícones, 0 e 7 C) Os ícones 9, 7 e 8 D) Os ícones 0, e 8 E) Os ícones 9, 0 e 4 5 Um chuveiro elétrico, quando ajustado para a posição verão, dissipa uma potência de 00 W Quando ajustado para a posição inverno, dissipa uma potência de 3300 W Considere que uma determinada pessoa toma um banho por dia e que o tempo médio do banho no verão é de 0 minutos e no inverno é de 5 minutos Considere também que essa mesma pessoa altera o ajuste do chuveiro (inverno/verão) para a respectiva época do ano Qual a economia de energia quando se compara apenas o consumo entre um mês de inverno e um mês de verão? A) kj B) 0 kwh C) 49,5 J D) 0000 kwh E) 7500 J

5 Pág 4 6 Qual é a alternativa que representa a resistência equivalente vista pelos pontos a e b do circuito? A) 8 Ohm B) 8 Ohm C) 8 Ohm D) 38 Ohm E) 48 Ohm 7 Uma fonte de tensão trifásica equilibrada, configurada em estrela, de seqüência abc tem tensão de fase de 7 V rms À fonte de tensão descrita são conectadas três cargas monofásicas, sendo uma em cada fase, cujas impedâncias são: z =(5+j4) Ω, z =(4+j5) Ω e z 3 =(5-j5) Ω Com base nessa descrição, considere as afirmativas: I A diferença de fase entre as correntes de linha é de 0º II A corrente de neutro é nula III As tensões de linha na carga têm módulo aproximadamente igual a 0 V IV As cargas têm o mesmo fator de potência Marque a alternativa CORRETA: A) A afirmativa I é verdadeira B) A afirmativa III é verdadeira C) A afirmativa II é verdadeira D) A afirmativa IV é verdadeira E) Todas as afirmativas são falsas 8 O circuito da figura (A) representa o modelo elétrico de uma fonte real de tensão cuja resistência interna é r Quando não está conectada, a tensão da fonte, medida por meio dos seus terminais a e b, é de V (V) Ao conectar uma carga R (Ω), como ilustrado na figura (B), a tensão medida nos mesmos terminais cai para V (V) A partir dessa descrição, qual das alternativas representa o cálculo da resistência interna da fonte? V V V R r = + R Ω V V r = R + R Ω V V r = R R Ω V V r = Ω VR R A) = R ( Ω) r B) ( ) C) ( ) D) ( ) E) ( ) 9 Um conjunto de motores trifásicos é conectado a uma fonte de tensão trifásica por meio de cabos de impedâncias não desprezíveis A fonte de tensão e todos os motores estão ligados em estrela A concessionária de energia considera que o sistema está balanceado e o fator de potência da carga não está passível de multa Com base nessa descrição, considere as afirmativas: I A medição do módulo da corrente de neutro da fonte de tensão corresponde a 0% do módulo da corrente de linha II A equipe de manutenção deve ser acionada para dimensionar um banco de capacitores para corrigir o fator de potência III A potência aparente por fase, absorvida pelo conjunto de motores, não corresponde a um terço da potência aparente total fornecida pela fonte IV A potência total entregue pela fonte corresponde a três vezes a potência por fase entregue pela fonte A) As afirmativas I e IV B) As afirmativas II e III C) As afirmativas I e III D) As afirmativas II e IV E) As afirmativas III e IV 0 Um circuito RLC paralelo é submetido a um transitório, conforme ilustra o gráfico da corrente no indutor na figura Com base nessas informações e na figura, avalie as afirmativas: I O tipo de resposta descrito é denominado superamortecido II A freqüência de oscilação é de aproximadamente 0,5 Hz III O circuito encontrava-se descarregado antes do início do transitório IV O circuito permanecerá com energia armazenada após o fim do transitório

6 Pág 5 A) As afirmativas I e IV B) As afirmativas II e III C) As afirmativas II e IV D) As afirmativas I e III E) As afirmativas III e IV O diagrama da figura representa uma combinação de ligações de lâmpadas com vários interruptores Todas as lâmpadas são de 40 W e 7 V Os terminais A e B dessa combinação são ligados a uma tensão de 0 V Considere que todos os interruptores estão abertos Qual é a alternativa que representa a potência média fornecida pela fonte? A) 5 W B) 5 W C) 35 W D) 45 W E) 55 W 3 O circuito da figura foi projetado para produzir uma tensão elevada, quando a chave é aberta, e gerar uma fagulha no centelhador Qual combinação submeterá pelo menos uma lâmpada a uma tensão fora das especificações? Qual é a alternativa que corresponde ao valor máximo da tensão que pode surgir nos terminais do centelhador? A) 00 V B) kv C) 00 kv D) 000 kv E) 0 kv A) Fechando-se S, S 3 e S 4 B) Fechando-se S, S e S 3 C) Fechando-se S, e S 3 D) Fechando-se S, S e S 4 E) Fechando-se S, e S 3 O circuito da figura é alimentado por uma fonte de tensão senoidal, dada por: v(t)=00 cos(000t) (V) 4 Mantendo a carga Z L inalterada, reduza o circuito A da figura para o modelo representado pelo circuito B A partir do modelo reduzido, determine, respectivamente, o valor de V th e o valor de Z th Qual das alternativas satisfaz aos valores solicitados?

7 Pág 6 IV O determinante da matriz dos coeficientes do sistema é igual a zero A) As afirmativas I e II B) As afirmativas I, II e IV C) As afirmativas I, II e III D) As afirmativas III e IV E) Todas as afirmativas 7 Com relação ao estudo de Binômio de Newton, considere as seguintes afirmativas: A) V = 5 j35 ( V ) e Z = 45 + j45 ( Ω) th th B) V = 5 + j35 ( V ) e Z = 45 j45 ( Ω) th th C) V = 00 j00 ( V ) e Z = 50 + j50 ( Ω) th th D) V = 00 j00 ( V ) e Z = 0 + j0 ( Ω) th th E) V = 0 j60 ( V ) e Z = 80 + j40 ( Ω) th th 5 Com relação ao estudo de função linear e linha reta, considere as seguintes afirmativas: I O gráfico da função linear f(x) = x é uma reta que contém as bissetrizes do primeiro e terceiro quadrantes II O gráfico da função f(x) = 3 é uma reta paralela ao eixo x III A reta r que passa pelos pontos: A(3,) e B(-3,-) tem coeficiente angular igual a ½ IV A equação da reta que tem coeficiente angular igual a e passa pelo ponto P(-,4) é definida por y = - x + 6 A) As afirmativas I e II B) As afirmativas I e III C) As afirmativas I, II e III D) As afirmativas II e IV E) As afirmativas I, II e IV 6 Dado o sistema linear: x 8y = 4 x 4y = c Considere as seguintes afirmativas: I O sistema não tem solução para c II O sistema apresenta infinitas soluções para c = III O sistema tem solução única para c = I ( a + b) = a + 3b a + 3ba + b II O coeficiente de x 3 no desenvolvimento de ( x + 3) 5 é 70 III O coeficiente de x 5 no desenvolvimento de ( x + 3) 5 é 3 IV A soma dos coeficientes de ( x + 3) 5 é 35 São VERDADEIRAS as afirmativas: A) I e II, apenas B) I e III, apenas C) Todas as afirmativas D) II e IV, apenas E) I, II e IV, apenas 8 Dados os vetores = (,, ), considere as seguintes afirmativas: u r, v r = (,,0 ) w r = (,0,) r r r r r r I u ( v + w) = i + 4 j 6k II O vetor w r é unitário III v r = 5 r r IV w v + u = (,0, ) Está (ão) CORRETA (S): A) As afirmativas I e II B) As afirmativas I e III C) As afirmativas II e IV D) A afirmativa III E) As afirmativas I, II e IV r 9 Com relação ao estudo de Progressão Aritmética (PA), considere as seguintes afirmativas: I A seqüência (-, 4, -8, ) é uma PA finita II n = 7 é o número de termos da PA (74, 95, 6,, 00) III O número de múltiplos de 3 entre e 00 é igual a 30 IV Para calcular a razão de uma PA, basta calcular a diferença entre um termo, a partir do segundo, e seu sucessor e

8 Pág 7 A) A afirmativa II B) As afirmativas II e III C) As afirmativas I, II e III D) As afirmativas III e IV E) Todas as afirmativas 30 Com relação ao estudo de limite e continuidade, considere as seguintes afirmativas: Se x, x > 3 f ( x) = x +, x 3 A) As afirmativas II e IV B) As afirmativas I, II e III C) As afirmativas I e II D) As afirmativas I, II e IV E) Todas as afirmativas 33 Sendo o gráfico da função y = a sen( bx), então a e b valem, respectivamente: I Quando x tende a três, por valores menores que três, o limite é cinco, isto é, lim f ( x) = 5 II Não existe o limite lim f ( x) x 3 III f(3) = 5 IV f é contínua em x = 3 x 3 A) As afirmativas II e IV B) As afirmativas I, II e III C) As afirmativas I e II D) As afirmativas III e IV E) Todas as afirmativas 3 Com relação ao estudo de números complexos, sabendo que i =, considere as seguintes afirmativas: i I e π = 4 II Se z = 3 + i então z = i 3 III i = i 37 IV i = i A) As afirmativas I e II B) As afirmativas I e III C) As afirmativas II e IV D) As afirmativas I, II e III E) As afirmativas I, II e IV 3 Com relação ao estudo de equações trigonométricas, considere as seguintes afirmativas: I II III IV o 6 + sen 75 = 4 π S = x R / x = + kπ ou π x = 3 + kπ 4 é o 4 conjunto solução da equação sen x = cos x π sen + x = cos x cos35 o = A) a = e b = B) a = - e b = C) a = e b = D) a = - e b = E) a = e b = 34 Dez técnicos industriais devem ser agrupados em quartetos para uma seqüência de plantões na implantação de uma nova subestação De quantas maneiras diferentes podem ser formados os quartetos? A) 5040 B) 0000 C) D) 0 E) As placas dos veículos registrados no Brasil possuem três letras e quatro algarismos Para os veículos emplacados no estado do Paraná, a seqüência de letras inicia-se em AAA e vai até BEZ Quantas seqüências diferentes de letras são possíveis nesse caso? A) 86 B) 60 C) 806 D) 936 E) Em certa usina hidroelétrica, foi adquirido um instrumento de medição por R$ ,00 Após 5 anos de uso, esse instrumento estará totalmente

9 Pág 8 depreciado, ou seja, não terá valor residual algum Considerando que a depreciação deve ocorrer de forma linear no tempo, a equação que representa o valor residual y (em R$) desse equipamento em função do tempo t (em anos) será dada por: A) y t = 0 B) y + 6t = C) y = 6t D) 70000y + 6t = E) y = 70000t (ANULADA) Para que o determinante da matriz a seguir seja nulo, o valor de x deve ser: A) Menos de 4 metros de altura B) Entre 4 e 8 metros de altura C) Entre 8 e metros de altura D) Entre e 6 metros de altura E) Mais de 6 metros de altura 40 José e Carlos, sócios em uma microempresa, fabricam e vendem dois tipos de pranchas de surfe: long board e short board Na semana passada, José vendeu 5 long board e 4 short board, contabilizando uma entrada de R$ 5800,00 No mesmo período, Carlos recebeu R$ 5900,00 pela venda de 6 short board e 4 long board A diferença de preço entre os dois tipos de prancha é igual a: 4 x 3 4 A) R$ 450,00 B) R$ 65,00 C) R$ 800,00 D) R$ 350,00 E) R$ 50,00 A) 5 x 3 B) 3 x C) x D) x 3 E) 3 x 5 38 Para um teste de medida de resistência elétrica em redes de transmissão, serão feitos oito experimentos No primeiro, será medida a resistência de um cabo de 000m A cada novo experimento, o comprimento do cabo é duplicado Qual o comprimento do cabo utilizado no oitavo experimento? A) 64km B) 8km C) 8km D) 6km E) 56km 39 Uma barragem construída no sistema de concreto compactado a rolo compressor tem, na sua base, 40m de espessura e, no topo, 8m de espessura A seção transversal do centro da barragem é representada a seguir A barragem tem:

10 Pág 9 urgência e obstáculos para os investimentos previstos no plano PORTUGUÊS O texto a seguir serve de base para as questões 4 a 46 CRISE, SUSTENTABILIDADE E EDUCAÇÃO Neste final de 008 pudemos presenciar algumas transformações que puseram a pensar economistas, cientistas políticos e especialistas em gestão de políticas públicas A primeira diz respeito ao presidente eleito nos EUA, que se diferencia em diversos aspectos de seus predecessores: formação acadêmica mais sólida, um estilo mais transparente, uma proposta de mudança que reconsidera o papel do Estado na economia Uma segunda se relaciona ao aprofundamento da crise econômica e financeira, que tem feito despencar as bolsas em todo o mundo e desaparecer o crédito e que põe uma parte do planeta tecnicamente em recessão A mudança que completa o ciclo é a tardia, mas oportuna, inclusão do enfrentamento do aquecimento global na esfera federal americana, ecoando um processo há algum tempo presente na agenda de alguns Estados americanos e muitos países da OCDE Na verdade, os três temas se entrelaçaram na campanha presidencial e, mais fortemente ainda, na transição que antecede a posse de Barack Obama O presidente eleito optou por um caminho de elevado risco: ao se apresentar como o candidato da mudança, elevou as expectativas, num cenário difícil em que a arrecadação de impostos não será o forte em face das novas funções do Estado americano Ao contrário, com a crise há uma expectativa de gastos públicos elevados para assegurar a saúde (entre outros serviços sociais) não só de cidadãos desassistidos, mas também de empresas à beira da falência, como o pacote para bancos e a indústria automobilística O aquecimento global é agora reconhecido pelos mais céticos e até pelo presidente Bush, que, como nos lembra Holbrook na Foreign Affairs de outubro, só o fez após perder sete anos e meio se recusando a abordar o tema O mesmo não se passou na campanha: os dois candidatos presidenciais, John McCain e Obama, levaram a sério o aquecimento global Obama apresentou um plano mais completo, com taxas ambiciosas de redução de emissões e um mecanismo de mercado (o chamado cap and trade) já adotado por alguns governos estaduais A vitória de Obama coloca a possibilidade de adoção do seu plano como algo viável, embora haja receios de que o agravamento da crise (inclusive com uma brutal redução do preço do barril de petróleo) traga menor sentido de Mas a crise pode significar uma oportunidade de aumento dos investimentos em eficiência energética e de uso de fontes de energia alternativas, entre os quais o etanol [] Fundos aparecem para o investimento em tecnologias que possam fazer face aos riscos para o planeta, tanto com base em orçamentos públicos como no sistema cap and trade, mecanismo de mercado que cria limites para as emissões de gases de um determinado setor Com base nos limites estabelecidos, são lançadas permissões de emissão e cada participante do esquema determina como cumprirá esses limites A negociação de permissões de emissão é o centro desse sistema, e as empresas que têm mais emissões do que o total convencionado são obrigadas a comprar uma quantidade suficiente de permissões para ficar dentro dos limites As empresas que ficarem abaixo das metas de emissão podem, então, vender permissões [] Mas há um elemento necessário à sustentabilidade do planeta que se evidenciou pouco na fala do novo presidente americano nos últimos dias: a relação entre a crise e a educação Os EUA vêm desenvolvendo nos últimos anos o No Child Left Behind, que, embora com possibilidades importantes de aperfeiçoamento, tem competentemente enfatizado o que é mais importante na educação: a aprendizagem de crianças e jovens, desenvolvendo métricas e avaliando a educação oferecida a partir do desempenho de crianças e jovens em testes padronizados As escolas mal avaliadas têm recebido assistência técnica do governo para recuperar a aprendizagem Obama diz em seu site de campanha que vai reestruturar o programa para evitar que os professores tenham de focar apenas nos testes A afirmação faz sentido, já que a educação não deve ter como finalidade avaliações: estas apenas geram medidas para que se possa saber como andam os estudantes, promover correções de rumo e informar os cidadãos sobre resultados da aplicação do dinheiro dos seus impostos Preocupou-me, porém, que o núcleo da frase seja o professor Ele é o principal ator do processo, não a finalidade da educação Temos quatro anos para avaliar os avanços ou retrocessos de Obama em gestão da crise, meio ambiente e educação, três elementos na construção da solidariedade intergeracional Afinal, que mundo entregaremos às novas gerações? Fonte: COSTIN, Claudia O Estado de S Paulo, 0 dez 008, pa 4 Assinale a alternativa que NÃO apresenta uma informação interpretável a partir da leitura do texto

11 Pág 0 A) O aquecimento global, ignorado por Bush por sete anos e meio, foi um dos temas de campanha do novo presidente americano B) O aprofundamento da crise econômica, neste final de ano, comprometeu as bolsas de valores no mundo todo, fez o crédito desaparecer, provocando recessão em todo o planeta C) O presidente americano Barack Obama, com um perfil diferenciado de seus antecessores, é um dos focos de economistas, cientistas políticos e especialistas em gestão de políticas públicas D) Um elemento necessário à sustentabilidade do planeta não foi bem evidenciado pelo novo presidente dos EUA: a relação entre a crise e a educação E) Obama fez uma escolha de risco: apresentar-se como candidato da mudança em um contexto de recessão 4 Em relação ao texto, considere as seguintes afirmativas: A autora não defende seu ponto de vista, por isso o texto é predominantemente expositivo No penúltimo parágrafo, ao introduzir com a conjunção mas, a autora dá maior importância ao que virá na seqüência do que ao que havia dito até então 3 Segundo a autora, o professor é o fim último da educação 4 De acordo com a autora, a educação é o único elemento fundamental para a construção da solidariedade intergeracional Assinale a alternativa CORRETA: A) Somente as afirmativas e 4 são verdadeiras B) Somente as alternativas e 4 são verdadeiras C) Somente as alternativas 3 e 4 são verdadeiras D) Somente a afirmativa é verdadeira E) Somente as alternativas, 3 e 4 são verdadeiras 43 Assinale a alternativa INCORRETA em relação ao emprego do vocabulário e seu significado A) A palavra sustentabilidade (5º parágrafo) é utilizada neste texto para indicar aquilo que tem a qualidade de ser sustentável, mas em outras situações pode significar exatamente o contrário B) Temos quatro anos para avaliar os avanços ou retrocessos de Obama em gestão da crise Nesse contexto, o verbo avaliar equivale a determinar o valor, a fazer avaliação C) A palavra oportuna, empregada no texto (º parágrafo), significa que vem em boa hora, ou seja, no contexto a inclusão do enfrentamento do aquecimento global na esfera federal americana é tardia mas vem a tempo D) No texto, palavra entrelaçaram (º parágrafo) quer dizer enlaçado um no outro, isto é, os três temas ligaram-se um no outro E) A expressão construção da solidariedade intergeracional (6º parágrafo) significa solidariedade construída entre diferentes gerações 44 As conjunções, os pronomes, os numerais, os substantivos, os advérbios estabelecem relação de sentido entre as unidades do texto, ou seja, são elementos de coesão textual A esse respeito, assinale a alternativa INCORRETA A) A expressão o mesmo (3º parágrafo) retoma o fato de o presidente Bush ter-se recusado, por sete anos e meio de mandato, a abordar o tema aquecimento global B) Em A vitória de Obama coloca a possibilidade de adoção do seu plano como algo viável, embora haja receios de que o agravamento da crise (inclusive com uma brutal redução do preço do barril de petróleo) traga menor sentido de urgência, o conectivo embora pode ser substituído por ainda que, sem prejuízo do sentido do período C) A expressão um elemento necessário à sustentabilidade do planeta (5º parágrafo) retoma o plano de Obama apresentado em campanha, ao qual se fez referência no 3º parágrafo D) A expressão ao contrário (º parágrafo) indica idéia oposta Por meio dela, a autora quer dizer que, com a crise, a tendência é que os gastos do Estado sejam maiores que a arrecadação de impostos E) A expressão os três temas (º parágrafo) referese ao presidente eleito nos EUA, ao aprofundamento da crise econômica e financeira e à inclusão do enfrentamento do aquecimento global na esfera federal americana, respectivamente, apresentados no º parágrafo 45 Assinale a alternativa em que o período NÃO esteja devidamente pontuado A) O aquecimento global é agora reconhecido pelos mais céticos, e até pelo presidente Bush que, como nos lembra Holbrook, na Foreign Affairs de outubro, só o fez após perder sete anos e meio, se recusando a abordar o tema B) A afirmação faz sentido, já que a educação não deve ter como finalidade avaliações Estas apenas geram medidas para que se possa saber como andam os estudantes, promover correções de rumo e informar os cidadãos sobre resultados da aplicação do dinheiro dos seus impostos C) Os EUA vêm desenvolvendo nos últimos anos o No Child Left Behind, que - embora com possibilidades importantes de aperfeiçoamento -, tem competentemente enfatizado o que é mais importante na educação: a aprendizagem de crianças e jovens, desenvolvendo métricas e avaliando a educação oferecida a partir do

12 Pág desempenho de crianças e jovens em testes padronizados D) As empresas que ficarem abaixo das metas de emissão podem então vender permissões E) Com base nos limites estabelecidos, são lançadas permissões de emissão, e cada participante do esquema determina como cumprirá esses limites O texto a seguir servirá de apoio para as questões 47 e (ANULADA) Assinale a alternativa que está de acordo com a norma padrão A) A vitória de Obama coloca a possibilidade de adoção do seu plano como algo viável, embora hajam receios que o agravamento da crise (inclusive com uma brutal redução do preço do barril de petróleo) traga menor sentido de urgência e obstáculos para os investimentos previstos no plano B) Mas a crise pode significar uma oportunidade de aumentar os investimentos em eficiência energética e de uso de fontes de energia alternativas, para os quais o etanol C) Os EUA desenvolve nos últimos anos o No Child Left Behind que, embora com possibilidades importantes de aperfeiçoamento tem competentemente enfatizado o que é mais importante na educação A aprendizagem de crianças e jovens, desenvolvendo métricas e avaliando a educação oferecida a partir do desempenho de crianças e jovens em testes padronizados D) Neste final de 008 podemos presenciar algumas transformações cujas quais puseram a pensar economistas, cientistas políticos e especialistas em gestão de políticas públicas E) Obama diz em seu site de campanha que reestruturará o programa a fim evitar que os professores tenham de focar apenas nos testes A afirmação faz sentido, dado que a educação não deve ter como finalidade avaliações, pois estas apenas geram medidas para que se possa saber como andam os estudantes, promover correções de rumo e informar aos cidadãos os resultados da aplicação do dinheiro dos seus impostos Fonte: Disponível em 06// Sobre o texto é CORRETO afirmar: A) Ele foi escrito para anunciar a venda de um escravo B) É um anúncio que foi escrito para chamar atenção para o número de fugas de escravo C) É um anúncio sobre a fuga de escravo e recompensa pela captura e entrega ao seu dono D) É um relato sobre a vida do escravo E) Trata-se de uma denúncia sobre o problema da escravidão 48 Marque a alternativa INCORRETA em relação ao que se afirma sobre ortografia: A) A palavra despezas e elles hoje são registradas, respectivamente, com S (despesas) e com um L apenas (eles), o que prova que a ortografia das palavras é uma convenção que pode ser mudada B) Várias são as regras que padronizam o modo como se grafam as palavras Dado isso, saber a grafia das inúmeras palavras de uma língua é um conhecimento que não depende apenas da memorização C) A palavra pagão, em pagão-se hoje é registrada com M (pagam-se) atendendo à regra que determina que todos os verbos em 3ª pessoa do plural (Eles) devem ser grafados (com exceção do futuro do presente) com M (por exemplo: vendem, compram) D) A ortografia é uma convenção estabelecida aleatoriamente, ou seja, não obedece a regras E) A palavra réis é acentuada segundo a regra que determina que todos os encontros vocálicos abertos, isto é, os ditongos abertos (éi, ói, éu), são acentuados

13 Pág Leia o texto a seguir para responder às questões 49 e 50 De: Jaó da Silva Para: Geraldo do Carmo Gerente do Banco do Brasil NESTA REF: PETIÇÃO DE FINALIZAÇÃO DE CONTA CORRENTE Excelentíssimo Sr Geraldo do Carmo: Sendo cliente desta instituição, venho por meio deste documento solicitar a finalização da conta corrente que mantenho nesta agência A conta de n deverá ser acabada após o décimo dia a contar da apresentação do último cheque emitido - sendo este o de n 3 no valor de R$ 00,00 Assim que minha solicitação for atendida, o talão de cheques e o cartão magnético, com os quais acesso minha conta corrente, serão devolvidos a esta agência por invalidez Tal conta encontra-se com saldo positivo de R$ 4000,00, valor este mais do que (se precisar deposito mais, é só avisar) suficiente para liquidar todos os cheques ainda não compensados, quais sejam os de n0 ao n 3, bem como todas as tarifas e encargos bancários que porventura devam ser quitados Comprometo-me bancar, portanto, com todas as despesas de gastos da conta corrente até o prazo que for achado por bem Passou-se os prazos, o Banco passará a ser responsável por tal conta e arcará com todas as despesas que ficarem pendentemente indevidas e prejuízos eventuais decorrentes de tal fato Sem mais nada para pedir ou esclarecer por hora, assino o presente e despeço-me desejando tudo de bom Santa Fé, 0 de dezembro de 008 Jaó da Silva B) O pronome de tratamento Vossa Excelência- Excelentíssimo é inadequado ao interlocutor, um gerente de banco C) O pronome relativo os quais (º parágrafo) deveria estar no singular (o qual), pois retoma apenas o termo mais próximo, o cartão de crédito (com o qual se acessa a conta bancária), e não o termo o talão de cheques D) Em Assino o presente há um problema de concordância Como se trata de uma carta, deveria ser assino a presente E) As palavras petição finalização (título e º parágrafo) e acabada (º parágrafo) não são adequadas ao contexto Pedido Encerramento e encerrada são respectivamente palavras apropriadas para substituí-las 50 Sobre o texto, considere as afirmativas abaixo e assinale a INCORRETA A) O último parágrafo não está escrito de acordo com a norma padrão, apresenta-se confuso, dificultando a compreensão Uma versão adequada possível seria: Comprometo-me, portanto, com todas as despesas de manutenção da referida conta corrente até o prazo estipulado acima Assim, expirado esse prazo, o CONTRATADO passará a ser responsável por essa conta e arcará com todas as despesas provenientes de sua manutenção indevida e com os prejuízos eventuais decorrentes desse fato B) Sem mais nada para pedir ou esclarecer por hora é uma forma prolixa para o desfecho Bastaria sem mais nada C) A construção valor este mais do que (se precisar deposito mais, é só avisar) suficiente é prolixa, portanto dispensável, e revela uma certa informalidade, inadequada ao contexto de interlocução Bastaria valor suficiente D) Assino o presente e despeço-me desejando tudo de bom revela uma certa informalidade, muito apropriada ao contexto de interlocução E) De um modo geral, o texto revela um autor que precisa melhorar o domínio da escrita de textos de ordem prática como a carta Observe-se, por exemplo, o uso que ele faz de invalidez (º parágrafo), termo que não cabe nesse contexto A expressão adequada seria devidamente invalidados, referindo-se ao talão de cheque e ao cartão magnético 49 (ANULADA) Assinale a alternativa INCORRETA A) O texto é um ofício O ofício é uma correspondência oficial enviada a alguém, normalmente funcionário ou autoridade pública A diferença, em relação à carta, é que nele o endereçamento ao destinatário vai ao final, após o endereço do remetente, e colocado na margem esquerda

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18

PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 27 PROVA ESPECÍFICA Cargo 18 QUESTÃO 41 De acordo com a NBR 5410, em algumas situações é recomendada a omissão da proteção contra sobrecargas. Dentre estas situações estão, EXCETO: a) Circuitos de comando.

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS A respeito de sistemas de distribuição de energia elétrica, julgue os itens a seguir. 4 Ao operar em tensão secundária, um sistema de distribuição de energia elétrica funciona

Leia mais

Técnico em Eletrotécnica

Técnico em Eletrotécnica Técnico em Eletrotécnica Caderno de Questões Prova Objetiva 2015 01 Em uma corrente elétrica, o deslocamento dos elétrons para produzir a corrente se deve ao seguinte fator: a) fluxo dos elétrons b) forças

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Comissão Permanente de Concurso Público PR CONCURSO PÚBLICO 23 / MAIO / 2010 ÁREA / SUBÁREA: ELETROTÉCNICA GABARITO MÁQUINAS ELÉTRICAS

Leia mais

Alternadores e Circuitos Polifásicos ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA

Alternadores e Circuitos Polifásicos ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA Alternadores e Circuitos Polifásicos ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA Alternadores Um gerador é qualquer máquina que transforma energia mecânica em elétrica por meio da indução magnética. Um gerador de corrente

Leia mais

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é:

Questão 3: Três capacitores são associados em paralelo. Sabendo-se que suas capacitâncias são 50μF,100μF e 200μF, o resultado da associação é: Questão 1: A tensão E no circuito abaixo vale: a) 0,5 V b) 1,0 V c) 2,0 V d) 5,0 V e) 10,0 V Questão 2: A resistência equivalente entre os pontos A e B na associação abaixo é de: a) 5 Ohms b) 10 Ohms c)

Leia mais

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples

ÃO AO CURSO LEGENDA WS 01 S 01 ENGENHARIA ELÉTRICA. Valor: 1,0. 1 a QUESTÃO. Tomada de 350 W. Luminária de 250 W monofásica. Interruptor simples CONCURSO DE ADMISSÃ ÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 2009 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 3m 02 g 3m 3m 4m 3m e 6m 4m 6m 6m d 4m 4m 02 02 02 4m 02 S g f 4m S S f e 4m c S d WS ab

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO CURSO DE FORMAÇÃO

CONCURSO DE ADMISSÃO CURSO DE FORMAÇÃO CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 20 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 Seja um circuito RLC série alimentado por uma fonte de tensão e sem energia inicialmente armazenada.

Leia mais

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT

1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT 1ª PARTE: INFORMAÇÃO TECNOLÓGICA ELETROTÉCNICA - IT SUMÁRIO Grandezas 01 1.1 Classificação das Grandezas 01 1.2 Grandezas Elétricas 01 2 Átomo (Estrutura Atômica) 01 2.1 Divisão do Átomo 01 3 Equilíbrio

Leia mais

25 de Janeiro de 2009

25 de Janeiro de 2009 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público COPEL Edital 03/2008 Formação de Cadastro de Reserva 25 de Janeiro de 2009 PROVA: Função: ASSISTENTE TÉCNICO III Motorista III N.º DO CARTÃO

Leia mais

Auto - Transformador Monofásico

Auto - Transformador Monofásico Auto - Transformador Monofásico Transformação de Tensão Transformação de tensão para várias tensões de entrada: U 2, U 3, U 23 = f (U 1 ) 1.1. - Generalidades A função do transformador é transformar a

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A PROVA:

INSTRUÇÕES PARA A PROVA: CONCUSO PÚBLICO POFESSO / ELETOTÉCNICA GUPO MAGISTÉIO eservado ao CEFET-N 16 de setembro de 007 INSTUÇÕES PAA A POVA: Use apenas caneta esferográfica azul ou preta; Escreva o seu nome completo, o número

Leia mais

Circuitos Elétricos Análise de Potência em CA

Circuitos Elétricos Análise de Potência em CA Introdução Circuitos Elétricos Análise de Potência em CA Alessandro L. Koerich Engenharia de Computação Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Potência é a quantidade de maior importância em

Leia mais

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos

Edição Data Alterações em relação à edição anterior. Atualização das informações. Nome dos grupos Instalação de Banco de Capacitores em Baixa Tensão Processo Realizar Novas Ligações Atividade Executar Ligações BT Código Edição Data SM04.14-01.008 2ª Folha 1 DE 9 26/10/2009 HISTÓRICO DE MODIFICAÇÕES

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE POTÊNCIA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TRANSFORMADORES - PERDAS EM VAZIO Potência absorvida pelo transformador quando alimentado em tensão e frequência nominais,

Leia mais

Levantamento da Característica de Magnetização do Gerador de Corrente Contínua

Levantamento da Característica de Magnetização do Gerador de Corrente Contínua Experiência IV Levantamento da Característica de Magnetização do Gerador de Corrente Contínua 1. Introdução A máquina de corrente contínua de fabricação ANEL que será usada nesta experiência é a mostrada

Leia mais

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2

Eletrotécnica Geral. Lista de Exercícios 2 ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO PEA - Departamento de Engenharia de Energia e Automação Elétricas Eletrotécnica Geral Lista de Exercícios 2 1. Condutores e Dispositivos de Proteção 2. Fornecimento

Leia mais

Transformadores trifásicos

Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Transformadores trifásicos Por que precisamos usar transformadores trifásicos Os sistemas de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica

Leia mais

Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais

Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais Retificadores (ENG - 20301) Lista de Exercícios de Sinais Senoidais 01) Considerando a figura abaixo, determine: a) Tensão de pico; b) Tensão pico a pico; c) Período; d) Freqüência. 02) Considerando a

Leia mais

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng.

Transformadores Para Instrumentos. Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Transformadores Para Instrumentos Prof. Carlos Roberto da Silva Filho, M. Eng. Sumário 1. Tipos de Transformadores. 2. Transformadores de Corrente - TCs. 3. Transformadores de Potencial TPs. 4. Ligação

Leia mais

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I

ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I QUALIDADE DE ENERGIA 1-Introdução ELETRÔNICA DE POTÊNCIA I Desde o princípio do método de transmissão de energia elétrica utilizando CA, ou ondas senoidais, o aparecimento de componentes harmônicas é um

Leia mais

LINHA DE EQUIPAMENTOS DIDÁTICOS PARA ÁREA DE ELETROTÉCNICA: DESCRIÇÃO ETC S

LINHA DE EQUIPAMENTOS DIDÁTICOS PARA ÁREA DE ELETROTÉCNICA: DESCRIÇÃO ETC S EQUACIONAL ELÉTRICA E MECÂNICA LTDA. RUA SECUNDINO DOMINGUES 787, JARDIM INDEPENDÊNCIA, SÃO PAULO, SP TELEFONE (011) 2100-0777 - FAX (011) 2100-0779 - CEP 03223-110 INTERNET: http://www.equacional.com.br

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 02/02/2014

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 02/02/2014 Questão 1 Conhecimentos Específicos Técnico em Eletrotécnica Um forno elétrico industrial de 100 kw/440v trifásico é acionado diariamente por cerca de 5 horas e 12 minutos. O consumo mensal (30 dias) de

Leia mais

Geradores CC Parte 2 Adrielle C. Santana

Geradores CC Parte 2 Adrielle C. Santana Geradores CC Parte 2 Adrielle C. Santana Aplicações dos Geradores CC Atualmente com o uso de inversores de frequência e transformadores, tornou-se fácil a manipulação da Corrente Alternada. Como os geradores

Leia mais

DESTAQUE: A IMPORTÂNCIA DOS TRANSFORMADORES EM SISTEMAS DE ENERGIA ELÉTRICA

DESTAQUE: A IMPORTÂNCIA DOS TRANSFORMADORES EM SISTEMAS DE ENERGIA ELÉTRICA Capítulo 0 Transformadores DESTAQE: A IMPORTÂNCIA DOS TRANSFORMADORES EM SISTEMAS DE ENERGIA ELÉTRICA Os geradores elétricos, que fornecem tensões relativamente baixas (da ordem de 5 a 5 kv), são ligados

Leia mais

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR

WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR WEG EQUIPAMENTOS ELÉTRICO S S.A. CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC KIT MEDIDAS ELÉTRICAS MANUAL DO PROFESSOR CENTRO DE TREINAMENTO DE CLIENTES - CTC MEDIDAS ELÉTRIC AS MANUAL DO PROFESSOR Manual

Leia mais

Figura 3.17: Campo girante obtido por rotação mecânica das estruturas.

Figura 3.17: Campo girante obtido por rotação mecânica das estruturas. 3.3 Motores de Indução Trifásicos. 3.3.1 Campo Girante Trifásico. A Figura 3.17 apresenta o campo girante produzido por uma estrutura de dois e quatro pólos magnéticos. A Figura também destaca um núcleo

Leia mais

Capítulo 9 TRANSFORMADORES

Capítulo 9 TRANSFORMADORES Capítulo 9 TRANSFORMADORES Esta aula apresenta o princípio de funcionamento dos transformadores com base nas leis de Faraday e Lenz, mostra o papel dos transformadores em um sistema elétrico de corrente

Leia mais

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 9 Instalações para motores elétricos.

Disciplina: Eletrificação Rural. Unidade 9 Instalações para motores elétricos. UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ SETOR DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE SOLOS E ENGENHARIA AGRÍCOLA Disciplina: Eletrificação Rural Unidade 9 Instalações para motores elétricos. Prof. JORGE LUIZ MORETTI

Leia mais

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010

3 - Sistemas em Corrente Alternada. 1 Considerações sobre Potência e Energia. Carlos Marcelo Pedroso. 18 de março de 2010 3 - Sistemas em Corrente Alternada Carlos Marcelo Pedroso 18 de março de 2010 1 Considerações sobre Potência e Energia A potência fornecida a uma carga à qual está aplicada um tensão instantânea u e por

Leia mais

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador.

Figura 8.1 Representação esquemática de um transformador. CAPÍTULO 8 TRANSFORMADORES ELÉTRICOS 8.1 CONCEITO O transformador, representado esquematicamente na Figura 8.1, é um aparelho estático que transporta energia elétrica, por indução eletromagnética, do primário

Leia mais

Atividade prática Partida estrela + cálculos para motores. Medições preliminares bancada R S R T S T R N S N T N

Atividade prática Partida estrela + cálculos para motores. Medições preliminares bancada R S R T S T R N S N T N Atividade prática Partida estrela + cálculos para motores Objetivos da aula Partir motores de indução trifásicos; Entender a ligação estrela e seus conceitos básicos; e Cálculos úteis para motores. Medições

Leia mais

Medidas de mitigação de harmônicos

Medidas de mitigação de harmônicos 38 Apoio Harmônicos provocados por eletroeletrônicos Capítulo XII Medidas de mitigação de harmônicos Igor Amariz Pires* A maneira mais comum de mitigar harmônicos é por meio da utilização de filtros. O

Leia mais

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius

Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição. Professor Jorge Alexandre A. Fotius Aula 08 Instalações Elétricas de Distribuição Professor Jorge Alexandre A. Fotius Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Redes Aéreas Em áreas urbanas com baixa densidade

Leia mais

ENTENDENDO O FATOR DE POTÊNCIA

ENTENDENDO O FATOR DE POTÊNCIA ENTENDENDO O FATOR DE POTÊNCIA Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento - CP Eletrônica S.A. Rua da Várzea 379 CEP: 91040-600 Porto Alegre RS Brasil Fone: (51)2131-2407 Fax: (51)2131-2469 engenharia@cp.com.br

Leia mais

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação

Capítulo III. Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda. Proteção de geradores. Faltas à terra no rotor. Tipos de sistemas de excitação 24 Capítulo III Faltas à terra no rotor e proteções de retaguarda Por Geraldo Rocha e Paulo Lima* Faltas à terra no rotor A função primária do sistema de excitação de um gerador síncrono é regular a tensão

Leia mais

1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova

1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova EE.UFMG - ESCOLA DE ENGENHARIA DA UFMG CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA ELE 0 - CIRCUITOS POLIFÁSICOS E MAGNÉTICOS PROF: CLEVER PEREIRA 1 a Lista de Exercícios Exercícios para a Primeira Prova

Leia mais

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA

TEMA DA AULA PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA TEMA DA AULA TRANSFORMADORES DE INSTRUMENTOS PROFESSOR: RONIMACK TRAJANO DE SOUZA MEDIÇÃO DE GRANDEZAS ELÉTRICAS Por que medir grandezas elétricas? Quais grandezas elétricas precisamos medir? Como medir

Leia mais

RADIOELETRICIDADE. O candidato deverá acertar, no mínimo: Classe B 50% Classe A 70% TESTE DE AVALIAÇÃO

RADIOELETRICIDADE. O candidato deverá acertar, no mínimo: Classe B 50% Classe A 70% TESTE DE AVALIAÇÃO RADIOELETRICIDADE O candidato deverá acertar, no mínimo: Classe B 50% Classe A 70% TESTE DE AVALIAÇÃO Fonte: ANATEL DEZ/2008 RADIOELETRICIDADE TESTE DE AVALIAÇÃO 635 A maior intensidade do campo magnético

Leia mais

RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA

RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA RELAÇÕES DE CORRENTE ALTERNADA A tensão alternada senoidal é a qual utilizamos em nossos lares, na indústria e no comércio. Dentre as vantagens, destacamos: Facilidade de geração em larga escala; Facilidade

Leia mais

Motores de Indução ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA

Motores de Indução ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA ADRIELLE DE CARVALHO SANTANA Motores CA Os motores CA são classificados em: -> Motores Síncronos; -> Motores Assíncronos (Motor de Indução) O motor de indução é o motor CA mais usado, por causa de sua

Leia mais

ESTUDO APLICADO DE UMA EÓLICA

ESTUDO APLICADO DE UMA EÓLICA Temática Energias Renováveis Capítulo Energia Eólica Secção ESTUDO APLICADO DE UMA EÓLICA INTRODUÇÃO Nesta exposição apresentam-se as equações e os conhecimentos necessários para a resolução dos exercícios.

Leia mais

EDI-34 Instalações Elétricas

EDI-34 Instalações Elétricas EDI-34 Instalações Elétricas Plano de Disciplina 2º semestre de 2015 1. Identificação Sigla e título: EDI-34 Instalações Elétricas Curso de Engenharia Civil-Aeronáutica Instituto Tecnológico de Aeronáutica

Leia mais

ET720 Sistemas de Energia Elétrica I. Capítulo 3: Gerador síncrono. Exercícios

ET720 Sistemas de Energia Elétrica I. Capítulo 3: Gerador síncrono. Exercícios ET720 Sistemas de Energia Elétrica I Capítulo 3: Gerador síncrono Exercícios 3.1 Dois geradores síncronos estão montados no mesmo eixo e devem fornecer tensões em 60 Hz e 50 Hz, respectivamente. Determinar

Leia mais

GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS

GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS GLOSSÁRIO MÁQUINAS ELÉTRICAS Motor Elétrico: É um tipo de máquina elétrica que converte energia elétrica em energia mecânica quando um grupo de bobinas que conduz corrente é obrigado a girar por um campo

Leia mais

Circuitos Elétricos Capacitores e Indutores

Circuitos Elétricos Capacitores e Indutores Introdução Circuitos Elétricos e Alessandro L. Koerich Engenharia de Computação Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) e indutores: elementos passivos, mas e indutores não dissipam energia

Leia mais

CAPÍTULO III MOTORES ELÉTRICOS PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO

CAPÍTULO III MOTORES ELÉTRICOS PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO CAPÍTULO III MOTORES ELÉTRICOS PRINCÍPIOS DE FUNCIONAMENTO 3.1 Introdução. 3.1.1 Estator e Rotor. As máquinas elétricas girantes normalmente são constituídas por duas partes básicas: o estator e o rotor.

Leia mais

Geradores de Corrente Contínua UNIDADE 2 Prof. Adrielle de Carvalho Santana

Geradores de Corrente Contínua UNIDADE 2 Prof. Adrielle de Carvalho Santana Geradores de Corrente Contínua UNIDADE 2 Prof. Adrielle de Carvalho Santana INTRODUÇÃO Um gerador de corrente continua é uma máquina elétrica capaz de converter energia mecânica em energia elétrica. Também

Leia mais

MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos

MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos MOTORES ELÉTRICOS Princípios e fundamentos 1 Classificação 2 3 Estator O estator do motor e também constituido por um núcleo ferromagnético laminado, nas cavas do qual são colocados os enrolamentos alimentados

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES

CONCURSO DE ADMISSÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO ENGENHARIA ELÉTRICA CADERNO DE QUESTÕES 2014 1 a QUESTÃO Valor: 1,00 A figura acima apresenta o circuito equivalente monofásico de um motor de indução trifásico

Leia mais

MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05

MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05 MOTORES DE INDUÇÃO MONOFÁSICOS CAPÍTULO 05 2 5.1 Introdução Os motores elétricos pertencem a dois grandes grupos: os de corrente contínua e os de corrente alternada. Os motores de indução se enquadram

Leia mais

Eletromecânicos de Manutenção Industrial

Eletromecânicos de Manutenção Industrial Eletromecânicos de Manutenção Industrial 2013/ 2014 1 Motor de indução trifásico Máquina capaz de transformar energia elétrica em energia mecânica 2 Motor elétrico Noções fundamentais Máquina destinada

Leia mais

Introdução à Máquina Síncrona

Introdução à Máquina Síncrona Apostila 2 Disciplina de Conversão de Energia B 1. Introdução Introdução à Máquina Síncrona Esta apostila descreve resumidamente as principais características construtivas e tecnológicas das máquinas síncronas.

Leia mais

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS

CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS CAPÍTULO 2 - TIPOS DE MÁQUINAS ASSÍNCRONAS TRIFÁSICAS 2.1 INTRODUÇÃO O objetivo do presente trabalho é estudar o funcionamento em regime permanente e em regime dinâmico da Máquina Assíncrona Trifásica

Leia mais

25 de Janeiro de 2009

25 de Janeiro de 2009 Pontifícia Universidade Católica do Paraná Concurso Público COPEL Edital 0/2008 Formação de Cadastro de Reserva 25 de Janeiro de 2009 PROVA: Função: ENGENHEIRO ELETRICISTA PLENO Eng. Planejamento Sistemas

Leia mais

Aula 19. Modelagem de geradores síncronos trifásicos

Aula 19. Modelagem de geradores síncronos trifásicos Aula 19 Modelagem de geradores síncronos trifásicos Geradores Em problemas de fluxo de potência normalmente são especificadas as tensões desejadas para a operação do gerador e calculadas as injeções de

Leia mais

Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL. Introdução

Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL. Introdução Capítulo 11 MOTORES ELÉTRICOS DE CORRENTE CONTÍNUA E UNIVERSAL Esta aula apresenta o princípio de funcionamento dos motores elétricos de corrente contínua, o papel do comutador, as características e relações

Leia mais

CASA DA MOEDA DO BRASIL

CASA DA MOEDA DO BRASIL CASA DA MOEDA DO BRASIL SETEMBRO 00 TÉCNICA 01 - Você recebeu do fiscal o seguinte material: LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. a) este caderno, com o enunciado das 30 questões das Provas Objetivas,

Leia mais

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA

LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA LIVRETO EXPLICATIVO LIVRETO EXPLICATIVO ENERGIA ATIVA E REATIVA DEZEMBRO/2009 ELABORADO POR: CLÁUDIO F. DE ALBUQUERQUE ENG ELETRICISTA EDITADO POR: NELSON FUCHIKAMI LOPES ENG ELETRICISTA Índice 1 O que

Leia mais

Sistemas de Força Motriz

Sistemas de Força Motriz Sistemas de Força Motriz Introdução; Os Dados de Placa; Rendimentos e Perdas; Motor de Alto Rendimento; Partidas de Motores; Técnicas de Variação de Velocidade; Exemplos; Dicas CONSUMO DE ENERGIA POR RAMO

Leia mais

Revisão. Gerador Síncrono Tensão induzida no enrolamento do estator

Revisão. Gerador Síncrono Tensão induzida no enrolamento do estator Revisão Gerador Síncrono Tensão induzida no enrolamento do estator Revisão Motor de Indução Geração do campo girante do estator Revisão Motor de Indução Velocidade de rotação do campo girante do estator

Leia mais

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO

MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO Dados do cliente Proprietário: Roney Casagrande CPF: 765.425.990-53 Endereço: Estrada Pinhal da Serra, n 04452, Interior Cidade: Pinhal da Serra RS CEP: 95.390-000 Dados da

Leia mais

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO CAPÍTULO 03

QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO CAPÍTULO 03 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO CAPÍTULO 03 2 Capítulo 03 QUADRO DE DISTRIBUIÇÃO Figura 01 Entrada de energia residencial Figura 02 Quadro de Distribuição Monofásico com DR (Disjuntor ou Interruptor) Geral 3 Figura

Leia mais

Questão 3: Um resistor de 10Ω é alimentado por uma tensão contínua de 50V. A potência dissipada pelo resistor é:

Questão 3: Um resistor de 10Ω é alimentado por uma tensão contínua de 50V. A potência dissipada pelo resistor é: Questão 1: Dois resistores de 1Ω e 2Ω, conectados em série, são alimentados por uma fonte de tensão contínua de 6V. A tensão sobre o resistor de 2Ω é: a) 15V. b) 2V. c) 4V. d) 5V. e) 55V. Questão 2:A resistência

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO 1. Eletricidade, Máquinas e Medidas Elétricas: 1.1. Princípios da Eletrodinâmica: Tensão Elétrica, Corrente Elétrica, Resistores Elétricos, Potência Elétrica e Leis de OHM; 1.2. Circuitos

Leia mais

. analogamente. Np Ns. a = Ns

. analogamente. Np Ns. a = Ns - Transformadores O transformador é um equipamento elétrico formado por bobinas isoladas eletricamente em torno de um núcleo comum. A bobina que recebe energia de uma fonte ca é chamada de primário. A

Leia mais

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA. Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica. Prof.

DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA. Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica. Prof. DIRETORIA DE EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA Disciplina: Máquinas e Automação Elétrica Prof.: Hélio Henrique INTRODUÇÃO IFRN - Campus Mossoró 2 MOTORES TRIFÁSICOS CA Os motores

Leia mais

Máquinas Eléctricas I

Máquinas Eléctricas I I Máquinas Síncronas Luis Pestana Resumo Máquinas Síncronas Generalidades Principio de funcionamento Aspectos construtivos O gerador síncrono em carga com cargas isoladas Curvas de regulação ligado a um

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE CURSO DE ENGENHARIA ELÉTRICA LABORATÓRIO 9: Acionamento de Motores Assíncronos Trifásicos e Monofásicos Objetivo: Verificar alguns tipos de acionamento de motores elétricos de indução trifásicos e monofásicos. Teoria: Os motores elétricos,

Leia mais

COMPENSAÇÃO DE REATIVOS EM LINHAS DE TRANSMISSÃO UTILIZANDO COMPENSADORES ESTÁTICOS FIXOS

COMPENSAÇÃO DE REATIVOS EM LINHAS DE TRANSMISSÃO UTILIZANDO COMPENSADORES ESTÁTICOS FIXOS COMPENSAÇÃO DE REATIVOS EM LINHAS DE TRANSMISSÃO TILIZANDO COMPENSADORES ESTÁTICOS FIXOS Paulo H. O. Rezende, Fabrício P. Santilho, Lucas E. Vasconcelos, Thiago V. Silva Faculdade de Engenharia Elétrica,

Leia mais

20 m. 20 m. 12. Seja L a indutância de uma linha de transmissão e C a capacitância entre esta linha e a terra, conforme modelo abaixo:

20 m. 20 m. 12. Seja L a indutância de uma linha de transmissão e C a capacitância entre esta linha e a terra, conforme modelo abaixo: ENGENHEIRO ELETRICISTA 4 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÕES DE 11 A 25 11. Um sistema de proteção contra descargas atmosféricas do tipo Franklin foi concebido para prover a segurança de uma edificação

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 7 ESPECIALIDADE: ENGENHEIRO ELETRICISTA PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - DISCURSIVA LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

PROBLEMAS DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS

PROBLEMAS DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS PROBLEMAS DE MÁQUINAS ELÉCTRICAS 1. Um dinamo octopolar de 600 r.p.m. com enrolamento em série de 300 condutores activos tem um fluxo por pólo de 5x10 6 Maxwell. Calcule a força electromotriz produzida.

Leia mais

Motores Síncronos ADRIELLE C SANTANA

Motores Síncronos ADRIELLE C SANTANA Motores Síncronos ADRIELLE C SANTANA Motores Síncronos Possuem velocidade fixa e são utilizados para grandes cargas, (em função do seu alto custo que faz com que ele não seja viável para aparelhos menores)

Leia mais

Circuitos Elétricos Circuitos Magneticamente Acoplados

Circuitos Elétricos Circuitos Magneticamente Acoplados Introdução Circuitos Elétricos Circuitos Magneticamente Acoplados Alessandro L. Koerich Engenharia de Computação Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) Os circuitos que estudamos até o momento

Leia mais

MÁQUINAS 1 CAPÍTULO 9

MÁQUINAS 1 CAPÍTULO 9 MÁQUA 1 CAÍTULO 9 TRAFORMADOR O transformador é um componente utilizado para converter o valor da amplitude da tensão de uma corrente alternada. O transformador é uma máquina elétrica que transfere energia

Leia mais

É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA PADRÃO (NÃO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA FORMAÇÃO PARA INGRESSO NO CORPO AUXILIAR

É PERMITIDO O USO DE CALCULADORA PADRÃO (NÃO MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA FORMAÇÃO PARA INGRESSO NO CORPO AUXILIAR MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE ENSINO DA MARINHA Prova : Amarela (PROCESSO SELETIVO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO PARA INGRESSO NO CORPO AUXILIAR DE PRAÇAS DA MARINHA /PSCAP/2011) É PERMITIDO O USO

Leia mais

CONCEITOS TEORICOS ESSESNCIAIS

CONCEITOS TEORICOS ESSESNCIAIS EXEÊNCA CCUTOS C SÉE COEÇÃO DO FATO DE OTÊNCA OBJETOS: - Aprender a ler os valores dos capacitores de poliéster e cerâmico; - erificar o comportamento do indutor em corrente alternada; - erificar o comportamento

Leia mais

Recuperação Final Física 3ª série do EM

Recuperação Final Física 3ª série do EM COLÉGIO MILITAR DOM PEDRO II SEÇÃO TÉCNICA DE ENSINO Recuperação Final Física 3ª série do EM Aluno: Série: 3ª série Turma: Data: 09 de dezembro de 2015 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Esta prova

Leia mais

CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA: ELETRÔNICA

CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO / ÁREA: ELETRÔNICA 7 CEFET CARGOS DE CLASSE D TÉCNICO DE ELETRÔNICA E TÉCNICO DE LABORATÓRIO LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 01 - O candidato recebeu do fiscal o seguinte material: a) este CADERNO DE QUESTÕES, com

Leia mais

Nota Técnica 003/2010

Nota Técnica 003/2010 Nota Técnica 003/2010 Produto: Crowbar Aplicação: Acionamento da resistência de descarga em motores síncronos Serão discutidos os tópicos a seguir: 1) Conceito de Motores Síncronos 2) Determinação da Resistência

Leia mais

Introdução. Aplicações

Introdução. Aplicações Motor de Passo Introdução Os motores de passo preenchem um nicho único no mundo dos motores controlados. Estes motores são usualmente empregados em aplicações de medição e de controle. Aplicações Aplicações

Leia mais

Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B

Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B Laboratório de Conversão Eletromecânica de Energia B Prof a. Katia C. de Almeida 1 Obtenção Experimental dos Parâmetros do Circuito Equivalente do Motor de Indução Monofásico 1.1 Introdução 1.1.1 Motores

Leia mais

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP

Capítulo VII. Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos. Manutenção elétrica industrial. Características. Conceitos. Organização do SMP 50 Capítulo VII Sistema de manutenção planejada e em motores elétricos Por Igor Mateus de Araújo e João Maria Câmara* O Sistema de Manutenção Planejada (SMP) é formado por instruções, listas e detalhamento

Leia mais

REVISÃO ENEM. Prof. Heveraldo

REVISÃO ENEM. Prof. Heveraldo REVISÃO ENEM Prof. Heveraldo Fenômenos Elétricos e Magnéticos Carga elétrica e corrente elétrica. Lei de Coulomb. Campo elétrico e potencial elétrico. Linhas de campo. Superfícies equipotenciais. Poder

Leia mais

Departamento de Engenharia Elétrica Conversão de Energia I Lista de Exercícios: Máquinas Elétricas de Corrente Contínua Prof. Clodomiro Vila.

Departamento de Engenharia Elétrica Conversão de Energia I Lista de Exercícios: Máquinas Elétricas de Corrente Contínua Prof. Clodomiro Vila. Departamento de Engenharia Elétrica Conversão de Energia I Lista de Exercícios: Máquinas Elétricas de Corrente Contínua Prof. Clodomiro Vila. Ex. 0) Resolver todos os exercícios do Capítulo 7 (Máquinas

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17

APRESENTAÇÃO... 13. Unidade 1: Revisão de eletricidade básica. 1.1 Primeiras palavras... 17. 1.2 Problematizando o tema... 17 ........... Sumário APRESENTAÇÃO.... 13 Unidade 1: Revisão de eletricidade básica 1.1 Primeiras palavras.... 17 1.2 Problematizando o tema... 17 1.3 Texto básico para estudos.... 17 1.3.1 Tensão Contínua

Leia mais

TLA-Capacitores 1 NORMA PARA INSTALAÇÃO DE BANCO DE CAPACITORES EM BAIXA TENSÃO ÍNDICE PÁG.

TLA-Capacitores 1 NORMA PARA INSTALAÇÃO DE BANCO DE CAPACITORES EM BAIXA TENSÃO ÍNDICE PÁG. ÍNDICE 1. OBJETIVO...2 2. RESPONSABILIDADES...2 3. CONCEITUAÇÃO...2 3.1 CAPACITOR...2 3.2 CARGAS NÃO LINEARES...2 3.3 BANCO CAPACITIVO...2 3.4 CARGA INSTALADA...2 3.5 POTÊNCIA ATIVA...2 3.6 POTÊNCIA...2

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Considerando que um transformador monofásico será submetido aos ensaios de curto-circuito e a vazio para determinação dos parâmetros do seu circuito equivalente, o qual deverá

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Princípios de Instrumentação Biomédica. Módulo 4

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Princípios de Instrumentação Biomédica. Módulo 4 Universidade Federal do Rio de Janeiro Princípios de Instrumentação Biomédica Módulo 4 Faraday Lenz Henry Weber Maxwell Oersted Conteúdo 4 - Capacitores e Indutores...1 4.1 - Capacitores...1 4.2 - Capacitor

Leia mais

3 Potência Reativa. 3.1. Definição

3 Potência Reativa. 3.1. Definição Potência Reativa 25 3 Potência Reativa A previsão de potência reativa tem significância técnica e econômica, pois o balanço de reativos em um Sistema de Energia Elétrica muitas vezes exige a instalação

Leia mais

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100.

Analisando graficamente o exemplo das lâmpadas coloridas de 100 W no período de três horas temos: Demanda (W) a 100 1 100 100. Consumo Consumo refere-se à energia consumida num intervalo de tempo, ou seja, o produto da potência (kw) da carga pelo número de horas (h) em que a mesma esteve ligada. Analisando graficamente o exemplo

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONVERSORES DE ENERGIA Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONVERSORES DE ENERGIA Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular CONVERSORES DE ENERGIA Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Engenharia Electrotécnica e de Computadores 3. Ciclo

Leia mais

3 Faltas Desbalanceadas

3 Faltas Desbalanceadas UFSM Prof. Ghendy Cardoso Junior 2012 1 3 Faltas Desbalanceadas 3.1 Introdução Neste capítulo são estudados os curtos-circuitos do tipo monofásico, bifásico e bifase-terra. Durante o estudo será utilizado

Leia mais

Números Complexos. Note com especial atenção o sinal "-" associado com X C. Se escrevermos a expressão em sua forma mais básica, temos: = 1

Números Complexos. Note com especial atenção o sinal - associado com X C. Se escrevermos a expressão em sua forma mais básica, temos: = 1 1 Números Complexos. Se tivermos um circuito contendo uma multiplicidade de capacitores e resistores, se torna necessário lidar com resistências e reatâncias de uma maneira mais complicada. Por exemplo,

Leia mais

Potência ativa (W): é a que realmente produz trabalho, isto é, faz os motores e os transformadores funcionarem.

Potência ativa (W): é a que realmente produz trabalho, isto é, faz os motores e os transformadores funcionarem. Fator de Potência e sua correção A energia elétrica consumida em uma instalação industrial é composta basicamente por duas parcelas distintas, que são: BANCO DE CAPACITORES Nota: Energia consumida por

Leia mais

MANUTENÇÃO ELÉTRICA INDUSTRIAL * ENROLAMENTOS P/ MOTORES CA *

MANUTENÇÃO ELÉTRICA INDUSTRIAL * ENROLAMENTOS P/ MOTORES CA * MANUTENÇÃO ELÉTRICA INDUSTRIAL * ENROLAMENTOS P/ MOTORES CA * Vitória ES 2006 7. ENROLAMENTOS PARA MOTORES DE CORRENTE ALTERNADA A maneira mais conveniente de associar vários condutores de um enrolamento

Leia mais

Capítulo 8 - MOTORES ELÉTRICOS

Capítulo 8 - MOTORES ELÉTRICOS Capítulo 8 - MOTORES ELÉTRICOS 8.1 - Motores de Corrente Contínua 8.2 - Motores de Corrente Alternada 8.3 - Motores Especiais 8.4 - Exercícios Propostos Na natureza a energia se encontra distribuída sob

Leia mais