MAIS MARKETING DO QUE COMUNICAÇÃO: UMA AMOSTRA DOS ARTIGOS CIENTÍFICOS PUBLICADOS PELO BOCC

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAIS MARKETING DO QUE COMUNICAÇÃO: UMA AMOSTRA DOS ARTIGOS CIENTÍFICOS PUBLICADOS PELO BOCC"

Transcrição

1 MAIS MARKETING DO QUE COMUNICAÇÃO: UMA AMOSTRA DOS ARTIGOS CIENTÍFICOS PUBLICADOS PELO BOCC Carlos César Domingos do Amaral (USCS/UNIUBE) * João de Deus Dias Neto (USCS/ANHANGUERA) ** Marion Neves Augusto (USCS/ANHANGUERA ) *** Odenir Antonio Trevisani (USCS/MACKENZIE) **** Resumo O presente trabalho originou-se da análise de conteúdo do site especializado em produções científicas, o BOCC Biblioteca On-line de Ciências Sociais (criada em 1999). Nosso objetivo foi compreender os estudos sobre Comunicação e Marketing, sendo que a amostra ficou ao todo com 66 artigos. A partir daí, os separamos em categorias para que fossem caracterizadas as abordagens comuns entre eles. Ao todo, foram seis os eixos temáticos classificados. Entendemos que o Marketing foi mais forte que a Comunicação nos trabalhos selecionados. Palavras-chave: Comunicação. Marketing. BOCC. Análise de Conteúdo. Abstract This work originated from the content analysis website specializing in scientific production, the BOCC - Online Library of Social Sciences (created in 1999). Our goal was to understand the studies on Marketing Communications, and the sample was altogether 66 articles. From there, we split them into categories that were characterized common approaches among them. In all, six were classified themes. We understand that marketing was stronger than the communication works selected. Keywords: Communication. Marketing. BOCC. Content Analysis. * Mestrando em Comunicação na Universidade Municipal de São Caetano do Sul USCS. Jornalista pela Universidade de Uberaba UNIUBE, especialista em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte pelas Faculdades Metropolitanas Unidas FMU. Contato: ** Mestrando no PPGCOM da Universidade Municipal de São Caetano do Sul USCS. Docente da Anhanguera Educacional (Unidade São Bernardo do Campo). Contato: *** Mestranda no PPGCOM da Universidade Municipal de São Caetano do Sul USCS. Docente da Anhanguera Educacional (Unidade São Bernardo do Campo). Contato: **** Mestrando no PPGCOM da Universidade Municipal de São Caetano do Sul USCS. Docente da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Contato: 1

2 Introdução Comunicação e Marketing são assuntos com os quais temos contato, em nosso dia a dia, pois a prática da linguagem, bem como ações de mercado, consumidores e ofertantes se imbricam e se relacionam o tempo todo. Essas duas áreas são alvos de diversos trabalhos no meio acadêmico. Cada autor foca em algum assunto diferente, visto que são campos extensos e existe muito a se explorar, na busca por determinado meio, para publicação destes conteúdos e assim alcançar leitores de diversos lugares do Brasil e do mundo. Nesse ponto é que entra o site BOCC - Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, espaço digital de responsabilidade de Paulo Serra, fundado por Antônio Fidalgo, da Universidade da Beira Interior Covilhã Portugal (BOCC, 1999). O objetivo deste trabalho é quantificar e qualificar o conteúdo postado em formato de artigos científicos, nas seções Comunicação e Marketing, no site BOCC, conhecendo assim os temas que são abordados nos mesmos. Justifica-se este artigo, com base na premissa de que os estudos de Comunicação e Marketing crescem a cada dia, e é importante se conhecer o que autores de diversas universidades trabalham nessas temáticas, principalmente em dois momentos: escolher um tema para se trabalhar e buscar fontes bibliográficas. Como vamos falar de artigos postados no site BOCC, conseguimos acesso a eles, entrando no ciberespaço. Para Santaella (2004, p. 40) o ciberespaço tem uma relação muito forte com a realidade virtual, isso porque os elementos que a compõem são os meios de comunicação múltiplos, convergência das mídias, incluindo a todos, porque existe a capacidade de se reunir e concentrar essas facetas em busca de um objetivo comum. O ciberespaço, segundo Santaella (2004) é visto como qualquer espaço informacional multidimensional, onde seria necessária a interação do internauta ou usuário. Conclusão, ciberespaço é um espaço feito de circuitos informacionais navegáveis. Um mundo virtual da comunicação informática, um universo que se expande indefinidamente mais além da tela, por menor que esta seja, podendo caber até mesmo na palma da nossa mão. (SANTAELLA, 2004, p ) 2

3 Levy (1999, p. 29), entende que o ciberespaço acaba sendo um suporte da inteligência coletiva, sendo que essa possa ser uma das razões do seu desenvolvimento: Toda a história da cibercultura testemunha largamente sobre esse processo de retroação positiva, ou seja, sobre a auto-manutenção da evolução das redes digitais". Metodologia e Protocolo de Pesquisa Para se conhecer os artigos disponíveis no site BOCC, o acessamos e fomos a duas seções, Comunicação e Marketing, para analisar as obras publicadas. Identificamos ao todo 66 artigos e os dividimos na categoria Marketing e Imagem, tendo como objetivo mostrar trabalhos, que buscaram revitalizar produtos e assim dar a oportunidade de se usar um novo rótulo, para manter-se competitivo no mercado. Na categoria Estratégias e Práticas do Marketing os artigos selecionados tiveram, como principal abordagem, formatações de estratégias voltadas para o mix de marketing, envolvendo novas formas de como se vender determinado artigo ou produto, em qualquer plataforma ou lugar, comunicação mercadológica planejada, estudo de comportamento de consumo e demais possibilidades. No item Evolução Tecnológica, destacam-se os serviços de telecomunicação brasileira e os serviços de universalização, ou seja, o acesso das pessoas ao serviço de telecomunicação (internet, telefonia), independente de sua localização e condições socioeconômicas. Por outro lado, ressalta-se a evolução tecnológica como meio de sobrevivência para as empresas, independentemente do segmento em que elas atuam. No que tange a Comunicação e Mídia, destacam-se os meios de comunicação regional e de massa como a TV, sua proliferação e informação passada ao consumidor final. Ainda sobre essa categoria, os artigos relatam a área audiovisual que mesmo estando em ascensão, não respeita a privacidade do cidadão, não levando em consideração sobre o que é de interesse da pessoa, em determinada área. O conteúdo editorial direcionado à Mídia Regional versus Mídia Global descreve o avanço tecnológico nos meios de comunicação, sendo notória a presença de notícias regionais, em menor destaque na mídia. Tanto nos meios eletrônicos (TV, Rádio e Internet) como nos impressos (Jornal e Revista) o espaço direcionado para a propaganda regional diminuiu, devido ao interesse do leitor em estar informado com notícias de interesse nacional e, consequentemente, a redução dos anunciantes presentes nestas mídias. 3

4 Quanto à categoria Marketing de Comunicação Tecnológica, verificamos que é cada vez maior o seu desenvolvimento. A geração Y, que tem como hábito a utilização de plataformas digitais no consumo de mídia, faz com que os veículos de comunicação e os anunciantes desenvolvam estratégias de marketing direcionadas a este ambiente. Análise dos Resultados Quadro 1 Número de artigos por categoria nas seções de Comunicação e Marketing do BOCC Marketing Estratégias e Práticas Marketing e Imagem Evolução Tecnológica Comunicação e Mídia Marketing de Comunicação Tecnológica Marketing Digital vs. TV Total Marketing Comunicação Fonte: Quadro elaborado pelos autores, com base nos dados coletados no BOCC (1999) A categoria Marketing e Imagem traz seis artigos que abordam de forma massiva como rejuvenescer determinados produtos para que possam voltar aos anúncios e assim buscar uma nova forma de competir no mercado. Dentre os trabalhos analisados podemos destacar alguns, como é o caso de Bezerra e Silva (2006) que demonstrou como a imagem do candidato à presidência Luiz Inácio Lula da Silva teve de ser, de certa forma, modificada para a campanha eleitoral de Aparentemente as estratégias surtiram efeito, já que o presidenciável acabou sendo eleito. Santos (2004) disserta sobre os contextos políticos das eleições para Presidente da República em 1994 e 1998, e analisa a performance do candidato Fernando Henrique Cardoso (FHC) durante esse processo. Concomitantemente, apresenta e compara a estratégia discursiva desse candidato, em ambas as eleições em que saiu vencedor. O artigo caracteriza-se como um estudo comparativo, que analisa as estratégias de marketing eleitoral empregadas nas duas vitórias de FHC, dando ênfase à influência do Plano Real, que teve participação decisiva nas duas campanhas. O autor parte do pressuposto da utilização do plano Real com um viés de caráter eleitoreiro, pois o mesmo acabou com a inflação e trouxe estabilidade econômica ao país. Assim, enfatiza Marketing e Imagem como suporte fundamental em processos eleitorais. 4

5 Rodrigues (2009) escreve sobre os chinelos Havaianas, destacando que a mudança de sua imagem tornou o produto um artigo a ser usado tanto por pessoas comuns, quanto por celebridades. Para que esse objetivo fosse alcançado, foram criadas novas estampas e modelos. Souza (2012) também pesquisou sobre os chinelos Havaianas. O foco desse trabalho foi mostrar a abrangência do produto e sua divulgação, nos mais diversos meios de comunicação, em que todas as classes sociais são alcançadas, transformando esse calçado de borracha em um artigo de moda. Para que chegue a essa meta, é necessário que se repense os quatro pês que segundo Yanaze seriam uma adequação de produto, preço, pontos de venda e publicidade às expectativas do mercado e seus segmentos [que] tornaram-se preocupações fundamentais (YANAZE, 2011, p. 33). Dessa forma, entende-se que a categoria Marketing e Imagem reúne os trabalhos focalizados na aplicação desses quatro elementos. A categoria Estratégias e Práticas de Marketing evidencia claramente, por meio dos artigos analisados, que toda e qualquer organização, quando de sua inserção mercadológica, bem como quando de suas operações, precisa se sustentar em um plano mínimo de marketing. A simples decisão de abrir um negócio se origina de uma intenção, de um objetivo de adentrar a um tipo específico de mercado. Para que se minimizem os prováveis problemas que surgirão, quando de sua solidificação no segmento de atuação, há que se construir formalmente uma descrição de objetivos principais e secundários, que nortearão as operações da empresa. Essas ações devem estar alicerçadas no estabelecimento de prioridades, as quais podem estar fundamentadas em todos os componentes de marketing. Esta composição tem seu eixo principal na oferta que a empresa coloca no mercado: seu produto ou serviço. Nessa categoria Estratégias e Práticas de Marketing Carriço (2009) escreve sobre o panorama da interdisciplinaridade que envolve o segmento de turismo, conceitua interacionismo simbólico e faz uma confrontação entre pacote turístico e a comunicação. Sousa (2002) discorre sobre o resultado de análise sobre a visão de empresários e dirigentes, acerca das políticas de marketing de suas organizações. Conclui que há um distanciamento dos dirigentes às questões e preocupações que norteiam o ambiente de marketing. Desta forma, a autora apregoa que em qualquer tipo de atividade seja ela de comércio, indústria ou serviços, as ações de marketing, neste caso de comunicação, serão irredutivelmente necessárias, para a manutenção da 5

6 competitividade dos negócios. Esta manutenção da competitividade dependerá, em muitos casos, da estratégia escolhida. Nesse sentido, Kotler escreve que: As metas indicam o que uma unidade de negócio deseja atingir: a estratégia é um plano de como chegar lá. Cada negócio deve estabelecer sua própria estratégia para atingir suas metas. Embora muitos tipos de estratégias estejam disponíveis, Michael Porter resumiu-as em três tipos genéricos que fornecem um bom ponto de partida para o pensamento estratégico: liderança total em custos, diferenciação e foco. (KOTLER, 1998, p. 90) Na categoria Evolução Tecnológica, Michalski (2005) destaca os serviços de telecomunicação brasileira e os serviços de universalização, ou seja, o acesso das pessoas ao serviço de telecomunicação (internet, telefonia, etc) independente de sua localização e condições socioeconômicas. Por outro lado, Silva (2005) destaca a evolução tecnológica como meio de sobrevivência para as empresas, independentes do segmento em que elas atuam. As empresas que não se atualizarem, conforme as necessidades dos clientes e do mercado, tendem a fracassar. Com o passar dos anos, é possível observar constantes mudanças e modificações nas formas, estruturas e modelos de trabalho. Percebe-se que essas transformações se dão em função dos avanços tecnológicos, de novos paradigmas no formato de trabalho e a da globalização, que vem rompendo barreiras quanto à raça, cultura, comunicação, dentre outros. Segundo Castells (1999, p. 69): O que caracteriza a atual evolução tecnológica não é a centralidade de conhecimentos e informação, mas a aplicação desses conhecimentos e dessa informação para a geração de conhecimentos e dispositivos de processamento/comunicação da informação, em um ciclo de realimentação cumulativo entre a inovação e seu uso. Kuhn (1995) também destaca que só há evolução quando houver a mudança para um novo paradigma. Assim sendo, com intuito de compreender todas as mudanças que ocorrem na sociedade, é de extrema importância conhecer o desenvolvimento e quais influências surgirão, por meio das novas tecnologias da informação e também da comunicação. Na categoria Comunicação e Mídia, Rodriguez e Soengas (2005) destacm os meios de comunicação regional e de massa como a TV e sua proliferação e informação passada ao consumidor final. Ainda sobre Comunicação e Mídia, Silva (2005) aponta a área audiovisual, que mesmo estando em ascensão, não respeita a privacidade do cidadão, quando desconsidera o que é de interesse da pessoa em determinada área. 6

7 Com relação à Mídia regional versus Mídia global, podemos considerar o que escreve Canclini: se as ações midiáticas desterritorializadas podem sugerir um crescente processo de homogeneização social e cultural, devemos considerar que a globalização não elimina as diferenças e desigualdades, mas as reordena (CANCLINI apud CAPRINO, 2008, p. 112). Essa reconstituição do noticiário regional, no cenário nacional, faz com que as características dos meios de comunicação local percam algumas de suas atribuições, como exemplo, o valor comunitário, as notícias da comunidade, a opinião de colunistas de uma região ou a notícia destinada a uma população específica se tornam uma nota de prestação de serviço local. Nessa perspectiva, López, Galindo e Villar (1998) destacam que, no passado, os conteúdos das mídias locais se apresentavam como resultado de reuniões, onde a sociedade ou comunidade discutiam em conjunto temas de seu interesse, estando o espectador interpelado mais como cidadão do que consumidor, o que caracterizava a comunicação local atuando na sociedade. Neste ano de 2014, o jornal Folha de São Paulo deixou de incluir em seu editorial a programação de televisão, orientando seu leitor assinante a procurar no site do jornal, via internet, disponível para todo o território nacional. O interesse pela notícia faz com que esse leitor, mesmo recebendo o exemplar de assinante ou adquirindo na banca de jornal da sua cidade, venha a recorrer a uma fonte online para obter a informação, anteriormente disponibilizada no exemplar impresso. Tendo como exemplo ainda o meio jornal, a facilidade de atrair o leitor por meio de plataformas digitais faz com que o periódico impresso venha a ter seus dias contados. É notório o registro de queda de vendas de exemplares de jornal impresso (bancas e assinaturas) o que sinaliza que o leitor assinante (e futuro assinante), está adquirindo no ambiente online, o exemplar completo a um custo muito menor. Por outro lado, o meio rádio tem em suas atribuições o valor comunitário, formador de opinião e a regionalização, o que o identifica como sendo um prestador de serviço, para regiões específicas a que pertence à emissora. Redes de emissoras filiadas às centrais de transmissão fazem com que o noticiário seja transmitido em um mesmo formato e conteúdo, generalizando as informações de um mesmo ambiente, descaracterizando o rádio como fonte de informação daquela cidade específica. A ideia de região ganhou novas concepções nos últimos anos. Desde as últimas décadas do século XX se enfatizou a cultura como ponto de partida para se delimitar uma região, concentrando-se em problemas como 7

8 identificação regional ou identidades regionais. Desse ponto de vista, a região é entendida como um conjunto de relações entre pessoas e lugares determinados. (CAPRINO, 2008, p. 113) A programação de um grupo de emissoras que possuem um mesmo formato e conteúdo, quando transmitida em rede, descaracteriza a notícia local, transmitida em pequenos blocos, não prioriza a identificação daquela cidade como parte das notícias. Emissoras de cidades maiores, com grande alcance de sinal, que atingem cidades circunvizinhas, as quais têm estações de rádio menos potentes e qualidade de programação inferior, fazem com que a preferência dos ouvintes seja migrada para as grandes estações, interferindo na audiência local. Segundo Gonzales e Medeiros (apud GONZALES E QUEIROZ, 2006, p. 45), um exemplo citado é o poder da rádio de Presidente Prudente, interior de São Paulo, que com seu sinal de transmissão ampliado e com melhor qualidade, prejudica as propagandas nas emissoras de pequenas cidades, onde os moradores preferem ouvir a da cidade grande. Bardin (1977, p. 44) entende que o estudo proposto pela linguística está em entender o funcionamento da linguagem utilizada e o que justifica a análise de discurso é conhecer o que está atrás das palavras ditas. Nesse sentido, focando no estudo da língua, que é a linguística, a análise de conteúdo, que foi o propósito desenvolvido neste trabalho, é considerada por Bardin (op. cit.) como uma busca por outras realidades por meio das mensagens. Dessa forma, este artigo teve a intenção de conhecer os rumos que o Marketing e a Comunicação tomaram, com os conteúdos dos artigos de diversos autores que publicaram no BOCC. Contudo, separamos em categorias, para que o entendimento do leitor fosse facilitado. Considerações Finais O BOCC traz muitos temas com artigos publicados; no entanto, na amostra que colhemos, observamos que existem muito mais artigos relacionados ao Marketing do que à Comunicação. Os próprios artigos da categoria Comunicação têm priorizado, como foco, assuntos pertinentes a Marketing. Entendemos e compreendemos que ambas as áreas se misturam em determinados momentos, contudo alguns trabalhos pendem a favor das práticas mercadológicas. Como exemplo disso temos as categorias Evolução Tecnológica e Marketing de Comunicação Tecnológica, por identificarmos que 8

9 existe uma tendência em se vender dentro de novos cenários sociais, nos quais a maioria dos jovens busca o acesso à internet. As novas tecnologias de informação e comunicação (TIC s) se fazem presente nestas análises, como ficou evidenciado no artigo que trata dos serviços prestados por uma operadora telefônica, que alavanca suas vendas pela evolução técnica em suas operações. Embora o BOCC tenha múltiplas publicações disponíveis em seus eixos temáticos, pontos importantes como a missão e os objetivos, que norteiam a sua existência, bem como seu histórico, seus gestores e demais características, não estão exteriorizados/disponíveis, o que dificultou o aprofundamento desta pesquisa. Apesar desses apontamentos, deixamos claro que o BOCC é extremamente importante para a divulgação acadêmica, pois as produções científicas, de todos os níveis de pesquisas, precisam estar alicerçadas em outras obras já publicadas em fontes confiáveis e esses artigos ajudam o pesquisador a desenvolver o seu pensamento, tese ou crítica. A proliferação de sítios digitais destinados ao armazenamento dessas publicações e outros tipos de pesquisas, desde que fundamentada na qualidade necessária aos usuários, sempre é fator de crescimento da ciência e tecnologia. Referências Bibliográficas BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, BEZERRA, A. K. G.; SILVA, F. R. O marketing politico e a importância da imagem marca em campanhas eleitorais majoritárias. BOCC. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, v. 10, p , BOCC Biblioteca Online de Ciências da Comunicação da Universidade da Beira Interior - Covilhã Portugal, Disponível em Acessado em março de CAPRINO, Mônica Pegurer (org.). Comunicação e Inovação. Reflexões contemporâneas. São Paulo: Paulus, CARRIÇO, Raquel Marques Ferreira. Interacionismo e as percepções de compra da experiência turística. Universidade Nova de Lisboa, Disponível em: Acesso em 22 de junho de CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra,

10 GONZALES, Lucilene; QUEIROZ, Adolpho. Sotaques Regionais da Propaganda. São Paulo: Arte & Ciência, KOTLER, Philip. Administração de Marketing Análise, Planejamento, Implementação e Controle. São Paulo: Atlas, KUHN, T. A estrutura das revoluções científicas. São Paulo: Perspectiva, LEVY, Pierre. Cibercultura. São Paulo: Ed. 34, LÓPEZ, Xosé; GALINDO, Fermín; VILLAR, Manuel. El valor social de la información de proximidad. Revista Latina de Comunicação Social, número 7, La Laguna (Tenerife) In FERREIRA, Paulo O lugar da imprensa local e regional nas políticas da comunicação. Universidade do Minho. LIVRO DE ACTAS 4º SOPCOM, MICHALSKI, Hans-Jürgen Michalski. A universalização do serviço telefônico no Brasil Disponível em: Acesso em 22 de junho de RODRIGUES, Breno Anderson. Sandálias Havaianas: do Pobre ao Nobre. Monografia. Curso de Comunicação Social da Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa-PB Disponível em Acessado 22em junho de RODRIGUEZ, Isabel; SOENGAS, Xosé. A representación da realidade galega na Televisión de Galícia Disponível em Acesso em 22 de junho de SANTAELLA, Lucia. Navegar no ciberespaço. O perfil cognitivo do leitor imersivo. São Paulo: Paulus, SANTOS, Paulo Henrique dos. Estratégias de Marketing utilizadas nas campanhas presidenciais de FHC em 1994 e 1998: uma análise a partir do surgimento do real Disponível em Acesso em 22 de junho de SILVA, Manuel José Lopes da. Audiovisual e interesse público Disponível em Acesso em 22 de junho de SOUSA, Danielle Andrade. O marketing como prática estratégica na comunicação publicitária Disponível em Acesso em 22 de junho de

11 SOUZA, Natália Carioca Ozanam de. Sandálias Havaianas: marca, moda e divulgação Disponível em Acessado em junho de YANAZE, Mitsuru Higuchi. Gestão de Marketing e Comunicação: avanços e aplicações. São Paulo: Saraiva,

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Publicidade e Propaganda 2011-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Publicidade e Propaganda 2011-2 DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO CAMPANHA DE POSICIONAMENTO

Leia mais

PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM PRODUTO DE INCENTIVO A FAVOR DAS ENTIDADES DA TV COMUNITÁRIA

PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM PRODUTO DE INCENTIVO A FAVOR DAS ENTIDADES DA TV COMUNITÁRIA 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( X ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA PRODUÇÕES AUDIOVISUAIS COMO UM

Leia mais

Usuários Únicos. Visitas. Pageviews. Educação 6,3% Celebridades 8,0% Esportes 9,2% Notícias 14,5% Família 7,1% Entretenimento 13,1% Negócios 6,7%

Usuários Únicos. Visitas. Pageviews. Educação 6,3% Celebridades 8,0% Esportes 9,2% Notícias 14,5% Família 7,1% Entretenimento 13,1% Negócios 6,7% Lançado em julho de 2000, o clicrbs é um portal de internet voltado às comunidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Com mais de 100 canais, os usuários encontram o conteúdo dos jornais, das rádios

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 19-CEPE/UNICENTRO, DE 6 DE MARÇO DE 2009. Aprova o Curso de Especialização em Mercados Emergentes em Comunicação, modalidade modular, a ser ministrado no Campus Santa Cruz, da UNICENTRO. O

Leia mais

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES

AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES AOS CANDIDATOS À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL PROPOSTAS DE POLÍTICAS PARA A ÁREA DAS COMUNICAÇÕES 1 Apresentação 1. As comunicações, contemporaneamente, exercem crescentes determinações sobre a cultura,

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 444 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO SOBRE AS METODOLOGIAS PARA O DESIGN DE INTERFACES DIGITAIS E PRODUTOS MIDIÁTICOS 1

LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO SOBRE AS METODOLOGIAS PARA O DESIGN DE INTERFACES DIGITAIS E PRODUTOS MIDIÁTICOS 1 LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO SOBRE AS METODOLOGIAS PARA O DESIGN DE INTERFACES DIGITAIS E PRODUTOS MIDIÁTICOS 1 Patrícia Marques da Silva 2 ; Aline Cardoso Militão 3 ; Sônia Cristina Soares Dias Vermelho

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA

EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DO CURO DE PUBLICIDADE E PROPAGANDA LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de

Leia mais

Mídia e Comunicação Cenário e desafios para a democracia e a liberdade de expressão. Veridiana Alimonti, advogada do Idec e integrante do Intervozes

Mídia e Comunicação Cenário e desafios para a democracia e a liberdade de expressão. Veridiana Alimonti, advogada do Idec e integrante do Intervozes Mídia e Comunicação Cenário e desafios para a democracia e a liberdade de expressão Veridiana Alimonti, advogada do Idec e integrante do Intervozes Liberdade de Expressão! Para quem? Marco internacional

Leia mais

Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital

Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital Métodos e Práticas na Formação Inicial e Desenvolvimento Profissional do Professor de Matemática em uma Plataforma Digital Carla de Araújo 1 GD13 Educação Matemática e Inclusão Resumo: Tendo em vista as

Leia mais

Estratégias de marketing digital como diferencial competitivo para pequenas empresas

Estratégias de marketing digital como diferencial competitivo para pequenas empresas IX WORKSHOP DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA DO CENTRO PAULA SOUZA São Paulo, 15 e 16 de outubro de 2014 Estratégias Globais e Sistemas Produtivos Brasileiros ISSN: 2175-1897 Estratégias de marketing digital

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS

CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO SUPERIOR DE GRADUAÇÃO PUBLICIDADE E PROPAGANDA GRADE DETALHADA DO CURSO COM AS EMENTAS DAS DISCIPLINAS Cultura Brasileira 1º PERÍODO O fenômeno cultural. Cultura(s) no Brasil. Cultura regional e

Leia mais

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS

MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS CURSO DE JORNALISMO MANUAL PARA ELABORAÇÃO DE MONOGRAFIAS E PROJETOS EXPERIMENTAIS 1 1 ÁREAS TEMÁTICAS Respeitada a disponibilidade de carga horária dos professores orientadores e a escolha dos alunos,

Leia mais

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing

Marcele Bastos. o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas. Fundamentos de marketing. o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Especialista em Gestão - ênfase em Marketing o Graduada em Comunicação Social - Relações Públicas o Docente universitária na disciplina Fundamentos de marketing o 12 anos de experiência em comunicação

Leia mais

Web site Espia Amazonas 1

Web site Espia Amazonas 1 1 Web site Espia Amazonas 1 Lidiane CUNHA 2 Adália CORDEIRO 3 Breno CABRAL 4 Iara RODRIGUES 5 Marcela MORAES 7 Gabrielle NASCIMENTO 8 Faculdade Boas Novas, Manaus, AM RESUMO O web site Espia Amazonas foi

Leia mais

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno)

Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Ementa das disciplinas optativas 2011.1 (em ordem alfabética independente do curso e do turno) Disciplina Ementa Pré- requisito C.H. Curso Assessoria de Comunicação Conhecimento geral, reflexão e prática

Leia mais

Mídia e Região na Era Digital: Diversidade Cultural & Convergência Midiática. (org. Anamaria Fadul e Maria Cristina Gobbi)

Mídia e Região na Era Digital: Diversidade Cultural & Convergência Midiática. (org. Anamaria Fadul e Maria Cristina Gobbi) Mídia e Região na Era Digital: Diversidade Cultural & Convergência Midiática (org. Anamaria Fadul e Maria Cristina Gobbi) XI Colóquio Internacional de Comunicação para o Desenvolvimento Regional (9,10,11

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.)

Resenha. Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Resenha Inovação: repensando as organizações (BAUTZER, Daise. São Paulo: Atlas, 2009.) Patrícia Morais da Silva 1 Superar as expectativas do mercado atendendo de forma satisfatória as demandas dos clientes

Leia mais

A Rotina de Atualização na TV Uol: Produção, Participação e Colaboração 1. Thais CASELLI 2. Iluska COUTINHO 3

A Rotina de Atualização na TV Uol: Produção, Participação e Colaboração 1. Thais CASELLI 2. Iluska COUTINHO 3 A Rotina de Atualização na TV Uol: Produção, Participação e Colaboração 1 RESUMO Thais CASELLI 2 Iluska COUTINHO 3 Universidade Federal de Juiz De Fora, Juiz de Fora, MG Este trabalho verifica como é a

Leia mais

CANAIS 14 UHF 22 da NET

CANAIS 14 UHF 22 da NET www.facebook.com/tvredepaulista www.twitter.com/tvredepaulista www.youtube.com/tvredepaulista www.projectocom.com.br tvredepaulista Fundação Cultural Anhanguera R. Dr. Leonardo Cavalcanti, 56 Centro Jundiaí/SP

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO/ 2013 Curso: Graduação: Habilitação: Regime: Duração: COMUNICAÇÃO SOCIAL BACHARELADO MATRIZ CURRICULAR PUBLICIDADE E PROPAGANDA SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

BOLETIM. Taxa de desemprego anual na RMSP é a menor em 20 anos

BOLETIM. Taxa de desemprego anual na RMSP é a menor em 20 anos A taxa média anual de desemprego, na Região Metropolitana de São Paulo RMSP, diminuiu de 11,9% para 10,5%, entre 2010 e 2011, atingindo seu menor valor nos últimos 20 anos. Essa é uma das informações divulgadas

Leia mais

ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE RÁDIO EM MEIOS DIGITAIS APLICADOS NA EDUCAÇÃO E NO DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO.

ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE RÁDIO EM MEIOS DIGITAIS APLICADOS NA EDUCAÇÃO E NO DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO. 986 ESTUDO EXPLORATÓRIO SOBRE RÁDIO EM MEIOS DIGITAIS APLICADOS NA EDUCAÇÃO E NO DESENVOLVIMENTO CORPORATIVO. Ricardo Fadul Domingues - Regional Uni-FACEF Silvio Carvalho Neto - Uni-FACEF INTRODUÇÃO O

Leia mais

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino

Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino Título: A formação do professor para o uso do jornal na sala de aula no ensino fundamental Resumo O projeto de iniciação científica está vinculado à pesquisa Uso do jornal em sala de aula e compreensão

Leia mais

INTERNET, HIPERTEXTO E GÊNEROS DIGITAIS: NOVAS POSSIBILIDADES DE INTERAÇÃO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com.

INTERNET, HIPERTEXTO E GÊNEROS DIGITAIS: NOVAS POSSIBILIDADES DE INTERAÇÃO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com. INTERNET, HIPERTEXTO E GÊNEROS DIGITAIS: NOVAS POSSIBILIDADES DE INTERAÇÃO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com.br 1. Introdução A rede mundial tem permitido novas práticas

Leia mais

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS

INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS INCLUSÃO E DIVULGAÇÃO DAS ATIVIDADES DE GERAÇÃO DE RENDA DAS ALUNAS DO PROGRAMA MULHERES MIL DE SÃO JOÃO DA BARRA NAS REDES SOCIAIS Resumo Solange da Silva Figueiredo; Isabel Cristina da Silva Gonçalves;

Leia mais

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE

CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE CAMPANHAS ELEITORAIS E COMUNICAÇÃO MIDIÁTICA: CICLOS DE MUDANÇA E CONTINUIDADE 48 Monalisa Soares Lopes Universidade Federal do Ceará (UFC) monalisaslopes@gmail.com Os estudos da política contemporânea,

Leia mais

A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões. O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em

A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões. O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em Propaganda Eleitoral 6.05.200 A. Introdução A intenção é introduzir o tema para instigar a troca de opiniões O Partido acumula boas experiências a partir do debate iniciado em + - 998 O tema esquentou

Leia mais

PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) Curso de Internet para Profissionais de Saúde

PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) Curso de Internet para Profissionais de Saúde PROGRAMA DE INTERIORIZAÇÃO DO TRABALHO EM SAÚDE (PITS) INTRODUÇÃO UNIDADE 1 Módulo 1: Curso de Internet para Profissionais de Saúde Internet e a Ciência O papel da internet na formação dos profissionais

Leia mais

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1

A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 A Comunicação Mercadológica como Fator de Vantagem Competitiva Empresarial 1 Tiago Miranda RIBEIRO 2 Kenney Alves LIBERATO 3 Thays Regina Rodrigues PINHO 4 PALAVRAS-CHAVE: comunicação; marketing; estratégia.

Leia mais

Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão

Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão SET 2014 A SET (Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão) é a principal associação de profissionais que trabalham com tecnologias e sistemas operacionais

Leia mais

Contextos sobre o crescimento dos cursos de Publicidade e Propaganda

Contextos sobre o crescimento dos cursos de Publicidade e Propaganda Contextos sobre o crescimento dos cursos de Publicidade e Propaganda TOMITA, Iris Y. mestre Unicentro - PR RESUMO A expansão dos cursos de Publicidade e Propaganda nos anos 1990 reflete um contexto histórico

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

Aplicação. Análise multidimensional da exposição da marca da empresa ou entidade na mídia.

Aplicação. Análise multidimensional da exposição da marca da empresa ou entidade na mídia. Aplicação A pesquisa de Observatório 3D é a análise multidimensional da exposição da marca da empresa ou instituição na mídia. Indicadores calculados a partir da análise da exposição da marca, por tipo

Leia mais

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL.

SUMÁRIO A REDE BAHIA. 5 PAPELARIA. 13 O JORNAL CORREIO. 5 DESDOBRAMENTO DE CONTEÚDO. 14 A RÁDIO CBN. 5 COMUNICAÇÃO E ENVOLVIMENTO EDITORIAL. SUMÁRIO A REDE BAHIA... 5 O JORNAL CORREIO... 5 A RÁDIO CBN... 5 SEMINÁRIOS AGENDA BAHIA 2015... 7 DESENVOLVIMENTO REGIONAL... 8 DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL... 9 DESENVOLVIMENTO PRODUTIVO... 10 DESENVOLVIMENTO

Leia mais

INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO

INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO INTERNAUTA, O HOMEM E O MITO No ano 2000, surgiu no mundo uma nova geração de seres. Esses estranhos personagens postulavam que a realidade virtual era mais importante do que a vida real. Comunicavam-se

Leia mais

A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1

A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1 A experiência da Assessoria de Comunicação dos grupos de Educação Tutorial na UFJF 1 Isabela LOURENÇO 2 Caio Cardoso de QUEIROZ 3 Francisco José Paoliello PIMENTA 4 Universidade Federal de Juiz de Fora,

Leia mais

Um jornal não pode ser global se não tiver uma operação no mercado Brasileiro.

Um jornal não pode ser global se não tiver uma operação no mercado Brasileiro. Um jornal não pode ser global se não tiver uma operação no mercado Brasileiro. O EL PAÍS faz parte do grupo PRISA, um dos maiores grupos de comunicação no mundo e líder de mídia em muitos dos países de

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing e Design Digital

Pós-Graduação em Marketing e Design Digital Marketing e Design Digital Pós-Graduação em Marketing e Design Digital Aula Inaugural - 28 de abril de 2015 Aulas aos sábados, das 8h às 15h Valor do curso: R$ 16.482,00 À vista com desconto: R$ 15.657,00

Leia mais

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas

O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas O advento das mídias sociais digitais e o mercado de trabalho para o profissional de relações públicas Julie Caroline de Alcântara Universidade do Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: juliealcantara.31@gmail.com

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1

Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Jornalismo cultural na internet e a proposta do site Movamente 1 Letícia BARROSO 2 Thaís PEIXOTO 3 Centro Universitário Fluminense Campus II- Campos/RJ RESUMO: A falta de espaço nos veículos convencionais

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING DESAFIOS PARA O SÉC. XXI A globalização, que obrigará a empresa a comparar-se com o que há de melhor no mundo. A necessidade de educar, treinar, motivar e liderar talentos.

Leia mais

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas

Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Comunicação estratégica como diferencial competitivo para as organizações Um estudo sob a ótica de Administradores e Relações Públicas Ana Carolina Trindade e-mail: carolinatrindade93@hotmail.com Karen

Leia mais

Comunicação Comunitária: Uma Análise de Conteúdo do Jornal-Laboratório Portal Comunitário¹

Comunicação Comunitária: Uma Análise de Conteúdo do Jornal-Laboratório Portal Comunitário¹ Comunicação Comunitária: Uma Análise de Conteúdo do Jornal-Laboratório Portal Comunitário¹ RESUMO Vinícius SABINO¹ José TOLEDO² Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, PR Universidade Estadual

Leia mais

INFLUÊNCIAS DE APARELHOS DIGITAIS MÓVEIS NO PROCESSO ENSINO - APRENDIZAGEM DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1

INFLUÊNCIAS DE APARELHOS DIGITAIS MÓVEIS NO PROCESSO ENSINO - APRENDIZAGEM DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 Resumo: INFLUÊNCIAS DE APARELHOS DIGITAIS MÓVEIS NO PROCESSO ENSINO - APRENDIZAGEM DE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 QUEIROZ, Joyce Duarte joyceduart@hotmail.com QUEIROZ, Antônia Márcia Duarte Instituto

Leia mais

Mídia, linguagem e educação

Mídia, linguagem e educação 21 3 22 Mídia, Linguagem e Conhecimento Segundo a UNESCO (1984) Das finalidades maiores da educação: Formar a criança capaz de refletir, criar e se expressar em todas as linguagens e usando todos os meios

Leia mais

A OFERTA DE CONTEÚDO MULTIPLATAFORMA NA TELEVISÃO ABERTA BRASILEIRA ENTRE OS ANOS DE 2005 E 2011

A OFERTA DE CONTEÚDO MULTIPLATAFORMA NA TELEVISÃO ABERTA BRASILEIRA ENTRE OS ANOS DE 2005 E 2011 Ciências Humanas e Sociais Comunicação A OFERTA DE CONTEÚDO MULTIPLATAFORMA NA TELEVISÃO ABERTA BRASILEIRA ENTRE OS ANOS DE 2005 E 2011 Ingo A.F. von Ledebur 1 Thiago H. Ruotolo da Silva 2 Gabriela Rufino

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Plano de Curso 2012

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS. Plano de Curso 2012 1. EMENTA Origem e desenvolvimento dos conceitos e concepções de Letramento. Usos e funções sociais da escrita. Letramento e oralidade. Letramento, alfabetização e alfabetismo: conceitos, indicadores e

Leia mais

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha

Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação da Campanha XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Divulgação do novo telefone da Central de Atendimento da Cemig: Análise da divulgação

Leia mais

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso:

MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital Objetivo do curso: Com carga horária de 420 horas o curso MBA em Gestão Estratégica e Marketing Digital é desenvolvido em sistema modular, com 01 encontro por bimestre (total de encontros no curso: 04) para avaliação nos

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL REDE GAZETA Vitória, ES Janeiro 2010. 1ª Revisão Janeiro 2011. 2ª Revisão Janeiro 2012. POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA REDE GAZETA IDENTIDADE CORPORATIVA Missão

Leia mais

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS.

TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: MARKETING DIGITAL, ESTRATÉGIA FUNDAMENTAL PARA O CRESCIMENTO DAS EMPRESAS. CATEGORIA: CONCLUÍDO

Leia mais

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer

Nome do programa, pesquisa ou produto: Almanaque IBOPE Pesquisa: Demografia Hábitos de lazer 1 Data de elaboração da ficha: Abr 2007 IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Dados da organização Nome: IBOPE - Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística Endereço:

Leia mais

I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos

I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos LABORATÓRIO DE CONVERGÊNCIA DE MÍDIAS PROJETO DE CRIAÇÃO DE UM NOVO AMBIENTE DE APRENDIZADO COM BASE EM REDES DIGITAIS. 1 Palavras-chave: Convergência,

Leia mais

Estrela Serrano JORNALISMO POLÍTICO EM PORTUGAL

Estrela Serrano JORNALISMO POLÍTICO EM PORTUGAL A/484566 Estrela Serrano JORNALISMO POLÍTICO EM PORTUGAL A cobertura de eleições presidenciais na imprensa e na televisão (1976-2001) Edições Colibri Instituto Politécnico de Lisboa ÍNDICE Introdução 23

Leia mais

Propaganda ideológica. Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia

Propaganda ideológica. Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia Propaganda ideológica Baseado no livro: O que é Propaganda Ideológica de Nelson Jahr Garcia Propagandas: comerciais e eleitorais Estão em todo parte: televisão, rádio, cartazes; veículos; objetos... As

Leia mais

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP

Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista, Bauru, SP Movimentos sociais e internet: uma análise sobre as manifestações de 2013 no Brasil Lucas Arantes Zanetti 1 Lívia Cadete da Silva 2 Orientadora: Caroline Kraus Luvizotto 3 Universidade Estadual Paulista,

Leia mais

CONSELHO CURADOR EBC RECOMENDAÇÃO Nº 02/2014. Considerando o inciso I do Art. 17 da Lei 11.652 de 2008;

CONSELHO CURADOR EBC RECOMENDAÇÃO Nº 02/2014. Considerando o inciso I do Art. 17 da Lei 11.652 de 2008; CONSELHO CURADOR EBC RECOMENDAÇÃO Nº 02/2014 Dispõe sobre propostas para adequação do Plano de Trabalho 2015 da EBC. Considerando o inciso I do Art. 17 da Lei 11.652 de 2008; Considerando que o Plano de

Leia mais

TV VE - uma experiência em webjornalismo participativo na produção de conteúdo audiovisual sob a ótica da comunidade da Vila Embratel 1

TV VE - uma experiência em webjornalismo participativo na produção de conteúdo audiovisual sob a ótica da comunidade da Vila Embratel 1 I Jornada de Pesquisa e Extensão Trabalhos Científicos TV VE - uma experiência em webjornalismo participativo na produção de conteúdo audiovisual sob a ótica da comunidade da Vila Embratel 1 Márcio Carneiro

Leia mais

Considerações sobre a Galáxia da Internet: uma revisão da obra de Manuel Castells frente ao panorama atual da Internet

Considerações sobre a Galáxia da Internet: uma revisão da obra de Manuel Castells frente ao panorama atual da Internet Considerações sobre a Galáxia da Internet: uma revisão da obra de Manuel Castells frente ao panorama atual da Internet Maria Clara Aquino 1 O livro A Galáxia da Internet: reflexões sobre a Internet, os

Leia mais

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO

EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO EMENTÁRIO DO CURO DE JORNALISMO LET 02630 LÍNGUA PORTUGUESA Noções gerais da língua portuguesa. Leitura e produção de diferentes tipos de textos, em especial os relativos à comunicação de massa. Os tipos

Leia mais

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NA INTERNET: UMA ANÁLISE DAS ATIVIDADES DO LIVRO DIDÁTICO DO ENSINO MÉDIO Elaine Vasquez Ferreira de Araujo (UNIGRANRIO) elainevasquez@ig.com.br RESUMO Este artigo discute

Leia mais

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO

WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO WEB SITE COMO MEDIADOR DE LEITURA E LETRAMENTO Juliana da Silva Cabral PIBID Universidade Estadual da Paraíba/ julianacabralletras2@gmail.com Janaína da Costa Barbosa PIBID Universidade Estadual da Paraíba/

Leia mais

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados

Datafolha, propaganda e eleitores nos estados Datafolha, propaganda e eleitores nos estados 23 de agosto de 2010 1. Vitória de Dilma no 1º turno Bastou uma semana de horário eleitoral gratuito em rádio e televisão ao lado do presidente Lula para Dilma

Leia mais

4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA. 4.1. Apresentação

4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA. 4.1. Apresentação 4. CURSO DE EDUCAÇÃO NA DIVERSIDADE E CIDADANIA 4.1. Apresentação O Curso de Educação na Diversidade e Cidadania é um curso de formação continuada de professores de educação básica, com carga horária de

Leia mais

Por que ouvir é fundamental.

Por que ouvir é fundamental. Por que ouvir é fundamental. Apresentação GRUPO ATTITUDE SA Líder na América Latina em comunicação de negócios e construção de relacionamentos para incremento da reputação Atuação no âmbito estratégico

Leia mais

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA 1 CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PUBLICIDADE E PROPAGANDA EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS BRUSQUE (SC) 2012 2 SUMÁRIO 1ª FASE... 4 01 INTRODUÇÃO A PUBLICIDADE E PROPAGANDA... 4 02 HISTÓRIA DA ARTE... 4 03 COMUNICAÇÃO

Leia mais

AMBIENTES ONLINE: que formato tem o ambiente que os jovens procuram online?

AMBIENTES ONLINE: que formato tem o ambiente que os jovens procuram online? AMBIENTES ONLINE: que formato tem o ambiente que os jovens procuram online? Edgar Marcucci Reis 1 Jéssica Naiara dos Santos Batista 2 Resumo: O artigo apresenta uma visão sobre os ambientes online encontrados

Leia mais

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA

RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA RELATÓRIO DE ANÁLISE DA MÍDIA CLIPPING SENADO FEDERAL E CONGRESSO NACIONAL NOTICIÁRIO MAIO DE 2010 SEAI 05/2010 Brasília, junho de 2010 Análise de Notícias Senado Federal e Congresso Nacional 1. Mídia

Leia mais

Uso das redes sociais na Biblioteca Etec de Embu: ferramenta para o incentivo à leitura

Uso das redes sociais na Biblioteca Etec de Embu: ferramenta para o incentivo à leitura Uso das redes sociais na Biblioteca Etec de Embu: ferramenta para o incentivo à leitura Rodrigo Batista de Almeida¹ ¹Bibliotecário na Etec de Embu CRB-8/8320 Sociedade da informação SABBAG, Paulo Yazigi.

Leia mais

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Maio, 2014 1 Índice 1. Introdução 3 2. Cenário do acesso

Leia mais

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL

1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1 MINUTA DO PLANO DE COMUNICAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SOCIAL 1.1 APRESENTAÇÃO O Plano de Comunicação e Participação Social subsidiará a elaboração do Plano Diretor de Mobilidade Urbana, criando as bases para

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL Prof. Dr. José Alberto Carvalho dos Santos Claro Mestrado em Gestão de Negócios Universidade

Leia mais

1. JORNAL DO COMÉRCIO

1. JORNAL DO COMÉRCIO M í d i a k i t o n l i n e //Mídia kit online 1. JORNAL DO COMÉRCIO Jornal de economia e negócios do RS O Jornal do Comércio é um veículo diferenciado, que atinge mais de 214 mil leitores diários em todo

Leia mais

Blitz JPB Zona de contato e estratégia de aproximação com o público 1

Blitz JPB Zona de contato e estratégia de aproximação com o público 1 Blitz JPB Zona de contato e estratégia de aproximação com o público 1 Zuila Frutuoso David Duarte e Roberta Matias Simões Marques de Azevedo, mestrandas do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo Profissional

Leia mais

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1.

ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. ENADE Publicidade e propaganda: uma análise da tipologia de questões dos ciclos 2006, 2009 e 2012 1. Profa Dra Nanci Maziero Trevisan 2 Professora e pesquisadora da Universidade Anhanguera de Santo André

Leia mais

O DEBATE POLÍTICO NO TWITTER NAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2014 NO BRASIL

O DEBATE POLÍTICO NO TWITTER NAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2014 NO BRASIL 47 O DEBATE POLÍTICO NO TWITTER NAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS DE 2014 NO BRASIL Claudio Luis de Camargo Penteado Professor Adjunto da Universidade Federal do ABC claudio.penteado@ufbabc.edu.br Denise Hideko

Leia mais

Programa do Curso. Cultura da mobilidade e Educação: desvendando possibilidades pedagógicas

Programa do Curso. Cultura da mobilidade e Educação: desvendando possibilidades pedagógicas UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA UNEB DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO CAMPUS I MESTRADO EM EDUCAÇÃO E CONTEMPORANEIDADE LINHA DE PESQUISA: JOGOS ELETRÔNICOS E APRENDIZAGEM GRUPO DE PESQUISA: COMUNIDADES VIRTUAIS

Leia mais

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico

O Dia D. 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE. e a culturalização de um. posicionamento estratégico O Dia D e a culturalização de um posicionamento estratégico 12º Prêmio Destaque em Comunicação SINEPE Centro Universitário Franciscano uma universidade para suas aspirações Santa Maria é um polo educacional

Leia mais

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015.

ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. ANEXO V À RESOLUÇÃO Nº XX/2015, DE XX DE XXXX DE 2015. 1 OBJETIVO O objetivo deste documento é estipular um plano de ação para criar e gerenciar perfis do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia

Leia mais

PERFIL DO PROFISSIONAL ARQUIVISTA PARA ATUAR COM A GESTÃO DOCUMENTAL EM AMBIENTES EMPRESARIAIS

PERFIL DO PROFISSIONAL ARQUIVISTA PARA ATUAR COM A GESTÃO DOCUMENTAL EM AMBIENTES EMPRESARIAIS PERFIL DO PROFISSIONAL ARQUIVISTA PARA ATUAR COM A GESTÃO DOCUMENTAL EM AMBIENTES EMPRESARIAIS CARDOSO, Débora Regina 1 debora.cardoso@click21.com.br VALENTIM, Marta Lígia Pomim 2 valentim@marilia.unesp.br

Leia mais

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão

. Indice. 1 Introdução. 2 Quem Somos. 3 O que Fazemos. 4 Planejamento. 5 Serviços. 6 Cases. 9 Conclusão . Indice 1 Introdução 2 Quem Somos 3 O que Fazemos 4 Planejamento 5 Serviços 6 Cases 9 Conclusão . Introdução 11 Segundo dados de uma pesquisa Ibope de 2013, o Brasil ocupa a terceira posição em quantidade

Leia mais

As Tecnologias de Informação e Comunicação para Ensinar na Era do Conhecimento

As Tecnologias de Informação e Comunicação para Ensinar na Era do Conhecimento As Tecnologias de Informação e Comunicação para Ensinar na Era do Conhecimento Nirave Reigota Caram Universidade Sagrado Coração, Bauru/SP E-mail: nirave.caram@usc.br Comunicação Oral Pesquisa em Andamento

Leia mais

Moda e Internet: Uma reflexão sobre a ascensão dos blogs de moda no Ceará. Moema Mesquita da Silva Braga 1 Rafael Alves 2

Moda e Internet: Uma reflexão sobre a ascensão dos blogs de moda no Ceará. Moema Mesquita da Silva Braga 1 Rafael Alves 2 Moda e Internet: Uma reflexão sobre a ascensão dos blogs de moda no Ceará. Moema Mesquita da Silva Braga 1 Rafael Alves 2 Resumo: Com a ascensão das novas tecnologias muitos campos de saber estão aos poucos

Leia mais

REFLEXÕES SOBRE O APRENDER PARA SABER E O SABER PARA ENSINAR: ACTUAIS DESAFIOS PARA UMA FORMAÇÃO PERMANENTE DE PROFESSORES

REFLEXÕES SOBRE O APRENDER PARA SABER E O SABER PARA ENSINAR: ACTUAIS DESAFIOS PARA UMA FORMAÇÃO PERMANENTE DE PROFESSORES REFLEXÕES SOBRE O APRENDER PARA SABER E O SABER PARA ENSINAR: ACTUAIS DESAFIOS PARA UMA FORMAÇÃO PERMANENTE DE PROFESSORES Andréia Serra Azul da Fonseca 1 Maristela Lage Alencar 2 Sinara Mota Neves 3 Universidade

Leia mais

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009

AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 AVISO DE RETIFICAÇÃO II CREDENCIAMENTO N.º 502/2009 O SESI/SENAI - PR, torna pública a RETIFICAÇÃO referente ao Edital de CREDENCIAMENTO N.º 502/2009, conforme segue: Fica Incluído no ANEXO III - ÁREAS

Leia mais

Joaozinho, o repórter 1. Fábio Willard de OLIVEIRA 2 Tárcio ARAUJO 3 Moises Henrique Cavalcante de ALBUQUERUQUE 4

Joaozinho, o repórter 1. Fábio Willard de OLIVEIRA 2 Tárcio ARAUJO 3 Moises Henrique Cavalcante de ALBUQUERUQUE 4 Joaozinho, o repórter 1 Fábio Willard de OLIVEIRA 2 Tárcio ARAUJO 3 Moises Henrique Cavalcante de ALBUQUERUQUE 4 Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN. RESUMO O documentário Joãozinho,

Leia mais

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana

Equipe da GCO: 1. Carlos Campana Gerente 2. Maria Helena 3. Sandro 4. Mariana Gerência de Comunicação GCO tem por finalidade planejar, organizar, coordenar e controlar as atividades de comunicação e editoriais do Confea. Competências da GCO 1. Organizar e executar projetos editoriais:

Leia mais

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015

Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 Clipping de Imprensa Pesquisa UPP: O que pensam os policiais Outubro de 2015 A relevância e credibilidade dos resultados da pesquisa UPP: O que pensam os policiais foram, sem dúvida, pontos de partida

Leia mais

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br

Desde 2008. Mídia Kit 2015. encontrasãopaulo. www.encontrasaopaulo.com.br Desde 2008 Mídia Kit 2015 encontrasãopaulo www.encontrasaopaulo.com.br Introdução O Mídia Kit 2015 do guia online Encontra São Paulo tem o objetivo de contextualizar a atuação do site no segmento de buscas

Leia mais

Julho de 2009 Pesquisa Online Global de Consumidores da Nielsen Confiança, Valor e Envolvimento com Publicidade

Julho de 2009 Pesquisa Online Global de Consumidores da Nielsen Confiança, Valor e Envolvimento com Publicidade Julho de 2009 Pesquisa Online Global de Consumidores da Nielsen Confiança, Valor e Envolvimento com Publicidade Informações Gerais A Nielsen recentemente pesquisou mais de 25.000 consumidores online em

Leia mais

definição, conceitos e passo a passo

definição, conceitos e passo a passo Sites e blogs: definição, conceitos e passo a passo Ana Paula Bossler Pedro Zany Caldeira Diego Venturelli Introdução O suporte de comunicação mais utilizado em todo o mundo é a Internet, um repositório

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 17 Discurso no encerramento do Fórum

Leia mais

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1

Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 Rastreamento da notícia: a produção jornalística no Jornal De Fato 1 André Luís da SILVA 2 Tamara de Sousa SENA 3 Marcília Luzia Gomes da Costa MENDES 4 Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró,

Leia mais

A EDUCAÇÃO ALIADA AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTIC)

A EDUCAÇÃO ALIADA AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTIC) A EDUCAÇÃO ALIADA AS NOVAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO (NTIC) José Wellithon Batista Zacarias (1); Programa de Pós Graduação, Faculdade Leão Sampaio - wellithonb@gmail.com RESUMO No mundo informatizado

Leia mais