Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos"

Transcrição

1 Assemá Salim

2 Novo Regime ITED Decreto Lei nº 123/2009 Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios a construir - Edifícios já construídos

3 Principais alterações NQ1 - Redes de Par de Cobre categoria 6 (mínimo) NQ3 Obrigatoriedade de Fibra Óptica monomodo (OS1 ou OS2)

4 NQ1 - Classes e categorias Categoria Classe Débito Fréquences Frequência 5e D 100Mbit/s* 100 MHz 6 7 E F 1Gbit/s 6 E A A 10Gbit/s 10Gbit/s 7 A F A 10Gbit/s 250 MHz 500 MHz 600 MHz 1000 MHz *É possível 1Gbit/s A escolha da categoria = débito necessário

5 NQ1- Conectorização Regras de conectorização Destorcer no máximo 13 mm (normalizada)

6 NQ3- Fibra óptica Monomodo Os cabos de fibra deve cumprir a norma EN As fibras devem cumprir a norma EN :2004 Ligações do tipo SC/APC (Residencial) e SC ou LC ( Não Residencial) Classes permitidas Fonte: Manual Ited

7 NQ3- Conectores de Fibra Óptica Conectores ópticos ST (Baioneta) ST SC (Push - pull SC LC ("RJ45 do futuro") LC

8 EDIFÍCIOS RESIDENCIAIS

9 Rede de tubagens Extraído apresentação ANACOM

10 ZAP Zona de Acesso Privilegiado 2 RJ 45 categoria tomadas de Fibra óptica SC/APCP + 2 tomadas coaxial

11 ZAP Zona de Acesso Privilegiado Extraído apresentação ANACOM

12 ATI - Principais alterações ITED / ITED2 Mini bastidor a solução ideal 3 tecnologias : Par de cobre Coaxial Fibra óptica monomodo Espaço para 2 componentes activos

13 Novas soluções LCS²

14 Novo conector Novo conector LCS² 1 Passar o cabo pela parte traseira 2 Separar e inserir os condutores < 13mm 3 Adicionar a parte superior do conector 4 Girar para garantir a conexão CLIC!

15 Novas soluções LCS² Escolha a Categoria da sua instalação, a Legrand tem a solução! Cat. 6 A STP Cat. 6 STP Cat. 6 UTP Cat. 5e UTP

16 Novas soluções LCS² A performance da manutenção: novo painel de interligação LCS² CATEGORIAS 6 A,66 e 5e Manutenção simplificada Retiram-se os conectores 1 a 1 com facilidade Sistema de fixação rápida a partir de Julho Com guia cabos Melhor fixação do cabo Sem necessidade de braçadeiras

17 Novas soluções LCS² A performance na identificação: novo painel de interligação LCS² Conjunto 6 etiquetas coloridas Numeradas de 1 a 24 Fornecido com etiquetas coloridas

18 Novas soluções LCS² Redes colectivas Pares de Cobre «110 connect» categoria 6 Cordões 110/110 e 110/ RJ45 com 4 pares e 1 par

19 Novas soluções LCS² A performance da flexibilidade: caixas de distribuição LCS 2 Recebe 2 blocos LCS² Fibraóptica/ RJ 45 Cassete de fibra óptica RJ45 fêmea - fêmea

20 Novas soluções LCS² A performance da identificação Identifica as redes Assegura a protecção de aplicações sensíveis Estruturar e proteger as redes, isolando as aplicações sensíveis

21 Novas soluções LCS² A performance da identificação Identifica e isola por exemplo o equipamento específico no prédio Para identificar as aplicações ligadas ao Injector PoE, tais como, Pontos de acesso, VOIP, Vídeo sobre IP, etc.)

22 Novas soluções LCS² A performance da inovação RJ 45 com controlo de acesso Identifica e restringe uma área A chave desbloqueia Sem a chave o cordão está bloqueado

23 Novas soluções LCS² A performance da inovação RJ 45 com cordão incluído Com cordão (0.9m) Recolhe automaticamente o cordão pressionando um botão Para equipar salas de reunião, quatros de horel, etc.

24 Cordões LSFH* Cat6 UTP 1,2,3,5m Cat6 FTP 1,2,3,5m Cat6 SFTP 1,2,3,5m LSFH* Cat6A FTP 1,2,3,5m *LSFH: Low Smoke Free Halogen ( livre de halogéneo )

25 Novas soluções LCS² Cassete de fibra óptica Acesso completo Sistema de apoio ao painel Compatível para 12 pigtails Tampa transparente para identificar a fibra Conectores LC Conectores SC Conectores ST

26 Novas soluções LCS² Organizador de fibra óptica LCS² Gestão do cabo mais facilitada Acessibilidade total Inclinação a 30 Acessórios de enrolamento Pode ser composto com todos os blocos de fibra óptica Conectores LC Conectores SC Conectores ST

27 Fibra Óptica Conversor cobre / Fibra óptica Ocupa 1 bloco Conector SC/RJ45 Alimentador externo multimodo 50 e 62,5µm /100 base T e 100 base FX 1000 base T e 1000 base SX/LX

28 Novas soluções LCS² Cabo e cordões de fibra óptica OM1, OM2, OM3 e OS1

29 Cravação de Fibra Óptica Conectorização por cravação Multimodo 50/125µm e 62,5/125µm SC, LC, ST Monomodo 9/125µm SC, LC Kit de instalação

30 Fusão Fibra Óptica Conexão por fusão Pigtails 10 Gb 50/125 tipo SC ou LC 9/125 tipo SC ou LC Manga termo-retráctil para pigtails

31 Cabo de fibra óptica pré-conectorizado

32 Cabo de fibra óptica pré-conectorizado

33 As tomadas terminais Fibra Óptica Tomadas terminais Galea Life ST e SC SC LC ST

34 Novas soluções LCS² Blocos de fibra óptica LCS Multimodo SC 6 fibras LC 6 fibras alta densidade" Monomodo SC 6 fibras LC 6 fibras LC 6 fibras alta densidade" ST 6fibras Conectores LC Conectores SC Conectores ST Dedicado ao uso de gaveta Óptica ou cassete Óptica

35 Novas soluções LCS² A performance dos componentes activos LCS² Soluçãocompletaparacadaprojecto Integração no painel de interligação LCS² Mínimo espaço para uma rede completa

36 Novas soluções LCS² Novos armários LCS² : uma oferta completa LCS² : Quadros bastidores Armários bastidores Equipamentos 19 Produtos gestão da cablagem Acessórios

37 Novas soluções LCS² Performance da gestão da cablagem Entrada de cabos 19 Gestão optimizada da cablagem Base: facilita o acesso da entrada de cablagem e ventilação natural Interface de ligação : protege a cablagem e respita os raios de curvatura

38 Novas soluções LCS² - Armário Servidor 42 U : 800 x 1000 mm

39 Novas soluções LCS² Mini bastidor LCS² - O ATI do ITED2

40 Novas soluções LCS² Disponível Julho 2010

41 Obrigada

ATI Modular: um novo conceito

ATI Modular: um novo conceito ATI Modular: um novo conceito A SOLUÇÃO IDEAL PARA OS SEUS PROJECTOS Todos os produtos estão de acordo com as exigências do novo manual ITED ed.2 O novo conceito de ATI O novo ATI - Armário de Telecomunicações

Leia mais

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A patch panel, blocos de conectores, patch cords e tomadas RJ45 335 73 335 76 Conector cat. 6a FTP blindado 517 82 327 78 6602 09 6602 13 765 99 Patch panels de montagem

Leia mais

LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções do Local técnico ao Posto de Trabalho Ver páginas 03 à 13 LCS 2 Cobre Ver páginas 15

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Pares de Cobre Ricardo Oliveira Sistemas de Cablagem Mantém-se a utilização das 3 tecnologias Pares de cobre Cabo

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI

INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI INSTRUÇÕES GERAIS ATI_RACK+CATI MANUAL ITED 2ª EDIÇÃO Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 2 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE ÍNDICE... 2 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS

Leia mais

Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados

Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados Debate / Palestra sobre Meios de Transmissão de Dados Escola Secundária João de Barros Corroios Curso Profissional de Gestão de Equipamentos Disciplina de Comunicação de Dados 14-10-2011 Pedro Russo Breve

Leia mais

Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre

Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre SOLUÇÃO DE CONECTIVIDADE Introdução pag 2 Acessórios de FO pag 3 FIBRA ÓPTICA LC pag 4 SC pag 5 ST pag 6 FC pag 7 DATASHEETS Cat 5E pag 8

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Cablagem Fibra Óptica no ITED Ricardo Oliveira Fibra Óptica ITED 3ª edição - Mantém-se a obrigatoriedade de utilização

Leia mais

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA FIBRA OTICA 4 4 CABOS DE FIBRA ÓTICA Fibra Ótica com diferentes tipos de cabos: Tight Buffer - Estrutura Fechada Fibra ótica com revestimento em PVC. Usado para ligações dentro de edifícios (cabos, cordões

Leia mais

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06)

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06) REGRAS de EXECUÇÃO António M. S. Francisco (revisão 01/06) INTERNET Para informação completa e detalhada consultar o manual ITED em: http://www.anacom.pt Para informação sobre material (catálogo) para

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15

MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15 MANUAL DE INSTRUÇÕES ATI 3PLAY SÉRIE 15 1- Introdução A ATI 3Play da TEKA foi concebido em conformidade com as prescrições e especificações técnicas do Manual de Infraestruturas de Telecomunicações em

Leia mais

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA 1 Garantia Vitalícia Os sistemas de conectividade 4Lan compostos por cabos, conectores, patch panels e patchcords cumprem com as normas indicadas e te m uma garantia vitalícia,

Leia mais

CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR

CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR CERTIFICAÇÃO DE ENTIDADE FORMADORA ITED-ITUR Atenção: Este formulário está sujeito ao pagamento de uma taxa. TIPO DE CANDIDATURA (Selecionar, pelo menos, uma opção) Certificação de Entidade Formadora ITED

Leia mais

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas DLP-S Encaixe direto, O «Clic» que faltava nas SUAS instalações... SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO Clic! DLP-S, calhas de encaixe direto

Leia mais

CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps. Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos

CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps. Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos CATEGORIA 8 NOVA SOLUÇÃO PARA REDES ETHERNET 40Gbps Renato Flávio Cruz Gerente Técnico - Cabos Agenda Redes atuais para 40 Gbit/s Ethernet Next Generation Cabling: 40GBASE-T Category 8 - Cabos e Conectores

Leia mais

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 2ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 2ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO 2ª Edição LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções da sala técnica à estação de trabalho Veja pág. 02 a 15 LCS 2 cobre

Leia mais

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Manual ITED 2.ª Edição Direcção de Fiscalização Julho de 2010 Novo regime ITED Manual ITED, 2.ª edição linhas orientadoras Regras técnicas Tubagem Cablagem

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 98 99 100 108 116 117 118 120 ESPECIFICAÇÕES GERAIS GRAUS DE PROTECÇÃO ESPECIFICAÇÕES SAFETYMAX ESPECIFICAÇÕES ITED ESPECIFICAÇÕES RAQUITED ESPECIFICAÇÕES CENTRALIZAÇÃO CONTAGEM ESPECIFICAÇÕES QUADRO-COLUNAS

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 4 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE ÍNDICE...2 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Direcção de Fiscalização

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Direcção de Fiscalização Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Direcção de Fiscalização Novo regime ITED Manual ITED, 2.ª edição linhas orientadoras Regras técnicas Tubagem Cablagem Pontos de fronteira Ligações de

Leia mais

ATI 3play - características gerais

ATI 3play - características gerais patente nº 104593 ATI 3play - características gerais Primário e Secundário Cat 6 (classe E). Conectores RJ45, permanent link Cat 6, de acesso exterior para injecção de sinais de equipamento activo ( RC-PC

Leia mais

REDE DE PAR DE COBRE

REDE DE PAR DE COBRE R PR OR R PR OR RÉGUS SUPORTS Réguas QR-00018 loco de isolante. Sistema de ligação por deslocamento. lementos de ligação com possibilidade de desconexão para medição em ambos os lados sem levantar as ligações.

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND

CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND CABEAMENTO ESTRUTURADO LEGRAND PERFORMANCE PARA TODOS OS AMBIENTES ESPECIALISTA MUNDIAL EM SISTEMAS ELÉTRICOS E DIGITAIS PARA INFRAESTRUTURAS PREDIAIS LCS² A solução completa para o seu projeto Sistema

Leia mais

14. ENSAIOS 14.1 ENSAIOS DE REDES DE PARES DE COBRE

14. ENSAIOS 14.1 ENSAIOS DE REDES DE PARES DE COBRE 14 ENSAIOS 177 14. ENSAIOS Os ensaios das ITED são da responsabilidade do instalador que constituirá, assim, um Relatório de Ensaios de Funcionalidade (REF), tal como consta do ponto 14.6. O instalador

Leia mais

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE

LOTE 01 VALOR UNITÁRIO VALOR TOTAL ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE LOTE 01 ITEM DESCRIÇÃO RESUMIDA UNIDADE QUANTIDADE 1.1 Ponto de rede CAT.5E utilizando ponto de consolidação. Os equipamentos e materiais incluem, cabo UTP 4 pares, tomada RJ45 fêmea (obedecendo padrões

Leia mais

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES Engenharia de Sistemas e Informática Bibliografia: Engenharia de Redes Informáticas; Edmundo Monteiro e Fernando Boavida; FCA 1 Conteúdo programático Equipamento Passivo

Leia mais

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO 4ª Edição LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções da sala técnica à estação de trabalho Veja pág. 02 a 15 LCS 2 cobre

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA projectos de engenharia de edifícios lda Azinhaga do Torre do Fato 5C Esc.1-1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA

Leia mais

Camada Física Camada Física Camada Física Função: A camada Física OSI fornece os requisitos para transportar pelo meio físico de rede os bits que formam o quadro da camada de Enlace de Dados. O objetivo

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

Índice. Página 1 de 7

Índice. Página 1 de 7 Índice 1 - Objectivos...2 2 - Legislação aplicável...2 3 - Enquadramento legal...2 3.1 - Limites de fornecimento...2 3.2 - Descrição de encargos...2 3.2.1 - Encargos do adjudicatário...2 3.3 - Encargos

Leia mais

Redes de Computadores. Cablagem

Redes de Computadores. Cablagem Redes de Computadores Cablagem Meios físicos de transmissão guiados! Cabos coaxiais! Cabos de pares entrançados! Cabos de fibra óptica 2 Cabo coaxial Malha de cobre Condutor de cobre Revestimento externo

Leia mais

ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA

ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 6 ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 135 6. ADAPTAÇÃO DOS EDIFÍCIOS CONSTRUÍDOS À FIBRA ÓPTICA 6.1 PROJECTO DE ALTERAÇÃO DE EDIFÍCIOS - ITED As infra-estruturas de telecomunicações construídas

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI GERAÇÃO 3.1 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 8 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE índice...2 1. Introdução...3 2. Documentos normativos aplicados...3

Leia mais

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem Redes de Computadores Sistemas de cablagem Sumário! Sistemas de cablagem: Normalização Estrutura Tipos de cablagem e comprimentos Dimensionamento Componentes 2 Sistemas de cablagem! Devem ser instalados

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 MANUAL ITED 1ª EDIÇÃO Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 10 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO pág. 398 Conectores Racks, Gabinetes e Acessórios para VDI pág. 410 Mini gabinetes LCS 2 pág. 424 Gabinete Rack 19 Caixas de distribuição

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 APRESENTAÇÃO CORPORATIVA 2014 Política de Qualidade Atender as expectativas dos nossos clientes e requisitos regulamentares com a participação de todos os funcionários, buscando a melhoria contínua em

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais

DOMÓTICA, VIDEOPORTEIRO E SISTEMAS DE SEGURANÇA

DOMÓTICA, VIDEOPORTEIRO E SISTEMAS DE SEGURANÇA 17 DOMÓTICA, VIDEOPORTEIRO E SISTEMAS DE SEGURANÇA 207 17. DOMÓTICA, VIDEOPORTEIRO E SISTEMAS DE SEGURANÇA 17.1 INTRODUÇÃO Para que os investidores, operadores e ocupantes possam usufruir dos edifícios

Leia mais

Suportes e acessórios da Série AutoDome

Suportes e acessórios da Série AutoDome Vídeo Suportes e acessórios da Série Suportes e acessórios da Série www.boschsecurity.com/pt u u u u u Caixas de fonte de alimentação de 24 Vac, 120 Vac e 230 Vac Montagem pendente em parede, em esquina,

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

Caixa Dio Completa (carregada com Kit Dio, adaptadores e pigtail )

Caixa Dio Completa (carregada com Kit Dio, adaptadores e pigtail ) Caixa Dio Completa (carregada com Kit Dio, adaptadores e pigtail ) 24 Fibras, 48 Fibras ou 72 Fibras(SM ou MM) Esta caixa DIO completa permite ao usuário configurar o DIO de 1U de acordo com a sua necessidade.

Leia mais

Curso Instalador ITED

Curso Instalador ITED Curso Instalador ITED Formação de Actualização UFCD ITED A + ITED B Abril de 2015 Canalizações ITED Ricardo Oliveira Canalizações - Conceitos Classificação de PD Pontos de distribuição Classifica-se como

Leia mais

ESQUEMA DE LIGAÇÃO. Modulos ACO no DDC Secundário. Reserva. Módulos Triplos no DDC Secundário. Sinal de Telefone proveniente do.

ESQUEMA DE LIGAÇÃO. Modulos ACO no DDC Secundário. Reserva. Módulos Triplos no DDC Secundário. Sinal de Telefone proveniente do. Esquema de Ligação dos es de Cobre provenientes da Coluna para os Modulos ACO no DDC Primário Esquema de Ligação dos Modulos ACO no DDC Secundário Chicote de Interligação de 4 pares proveniente do DDC

Leia mais

Série 10 - Calhas para Instalações Elétricas e Telecomunicações

Série 10 - Calhas para Instalações Elétricas e Telecomunicações Aparelhos Fornecidos Semi-Montados com Espelho 47121 S TOMADA 2P BR 10 1.88 47122 S TOMADA 2P C/OBTURADOR BR 10 2.59 47131 S TOMADA SCHUKO BR, LR, VM 10 2.43 47132 S TOMADA SCHUKO C/OBTURADOR BR, LR, VM

Leia mais

TABELA DE PREÇOS. PESO UNITÁRIO (kg) PESO EMBALAGEM (kg) VOLUME UNITÁRIO (dm3) VOLUME EMBALAGEM (m3)

TABELA DE PREÇOS. PESO UNITÁRIO (kg) PESO EMBALAGEM (kg) VOLUME UNITÁRIO (dm3) VOLUME EMBALAGEM (m3) 21011 INTERRUPTOR UNIPOLAR 5603011044589 1,30 EUR 10 100 0,055 0,55 0,230000004 0,0023 85365080 21012 INTERRUPTOR LUMINOSO 5603011044596 2,95 EUR 10-0,05304 0,530400015 0,228 0,00228 85365080 21013 INTERRUPTOR

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 04. Meios Físicos de Transmissão Prof. Ronaldo Introdução n

Leia mais

Instalações ITED Generalidades

Instalações ITED Generalidades Módulo ITED-1 UFCD 6085 Instalações ITED Generalidades 1. Considerações prévias, Legislação, normas e regulamentos em vigor (manual ITED). 2. Simbologia utilizada nas ITED. 3. Sistemas de Cablagem em par

Leia mais

Estimativa. Unioeste 42617/2014 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital

Estimativa. Unioeste 42617/2014 Cod. Fornecedor Classificação Vlr.Un. Total. Setor Processo Item edital Filtrado por ( : = '' ) E ( Validade: >= 03/06/2015 ) E (Imprimir quantidades por setor de consumo = Não) Página 1 de 1 Fornecedor Classificação Vlr.Un. -------Em haver------- 440 8400 Abraçadeira p/ Eletroduto

Leia mais

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC

Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Cabo Óptico Pré-Conectorizado LC/SC Tipo do Produto Descrição Cabo Óptico Pré-Conectorizado Cabo óptico de construção tipo tight buffer (indoor ou indoor/outdoor) pré-conectorizado em fábrica com conectores

Leia mais

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA CAB Cabeamento Estruturado e Redes Telefônicas

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010 PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR PARA ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS 21 de Dezembro de 2010 Anexo B Descrição dos Conteúdos Programáticos dos Módulos de Formação 2 ITED

Leia mais

Sistema de Cablagem Fibra Óptica

Sistema de Cablagem Fibra Óptica Sistema de Cablagem Fibra Óptica Distribuição vertical (bypass) Repartidor secundário Repartidor geral Ligação inter-edifícios (bypass) 61 SISTEMA DE CABLAGEM FIBRA ÓPTICA OS COMPONENTES DA FIBRA ÓPTICA

Leia mais

Legrand Cabling Systems

Legrand Cabling Systems Legrand Cabling Systems Módulo VIII Solução Legrand Linha completa de produtos para sistemas de Cabeamento Estruturado 03/2016 CENTRO DE SUPORTE TÉCNICO / FORMAÇÃO Paulo Morais (31) 9 9922-4489 paulo.morais@psmgestec.com.br

Leia mais

SignalTEK II. idealnwd.com

SignalTEK II. idealnwd.com Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

A entrada subterrânea, ligada à CEMU, é realizada com 2 tubos com diâmetros = 50 mm.

A entrada subterrânea, ligada à CEMU, é realizada com 2 tubos com diâmetros = 50 mm. Moradia unifamiliar REDES DE TUBAGENS REDE INDIVIDUAL 1 Tubo 25 mm da CEMU (Caixa de Entrada da Moradia Unifamiliar) até ao ATI (Armário de Telecomunicações Individual), para passagem dos cabos de pares

Leia mais

GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1

GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1 GENERALIDADES SOBRE INFRAESTRUTURAS DE TELECOMUNICAÇÕES EM EDIFÍCIOS (ITED) JORNADAS TÉCNICAS DE ELETROTECNIA - 1 POUCO DE HISTÓRIA 1981 DL 188/81 estabelece o regime legal para o surgimento do Instituto

Leia mais

Boletim de Novo Produto

Boletim de Novo Produto Boletim de Novo Produto NP 308P Conectores FiberExpress Brilliance Instaláveis em Campo Brilhantes na concepção e instalação, os conectores FiberExpress Brilliance transformam a terminação de fibras ópticas

Leia mais

Os ensaios descritos neste capítulo estão adequados aos Níveis de Qualidade (NQ) definidos no ponto 1.2.

Os ensaios descritos neste capítulo estão adequados aos Níveis de Qualidade (NQ) definidos no ponto 1.2. 6 ENSAIOS Na realização de ensaios nas ITED, a entidade certificadora e o instalador deverão ter em consideração o projecto técnico e os requisitos do presente Manual ITED. 6.1 GENERALIDADES O presente

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações:

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6. PERGUNTA 1: Os itens 15 e 16 do termo de referência, referentes aos treinamentos, trazem as seguintes determinações: Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 6 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

Escrito por LdeR Domingo, 28 Março :49 - Actualizado em Segunda, 24 Outubro :42

Escrito por LdeR Domingo, 28 Março :49 - Actualizado em Segunda, 24 Outubro :42 O objectivo deste artigo é efectuar um resumo das principais alterações ao Manual ITED (Prescrições e Especificações Técnicas das Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios). Manual ITED - 2ª Edição

Leia mais

Meios de transmissão. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006

Meios de transmissão. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Redes de Computadores Meios de transmissão Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Meios de transmissão Redes de Computadores 1 Meios de transmissão Asseguram

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 6 Cabeamento Residencial APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 6 Cabeamento Residencial Cabeamento residencial Sistema que integra os serviços de telecomunicações em uma residência: Rede local de computadores, acesso à internet, controle

Leia mais

APARELHAGEM DE EMBEBER

APARELHAGEM DE EMBEBER Interruptor Unipolar METALIZADA - Prata A Série APOLO 000 prima pelas linhas direitas e traços elegantes. O seu design actual confere um toque minimalista e de requinte à sua decoração. Disponível em cores

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Cablagem estruturada Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Os problemas Porquê organizar as cablagens? É fácil manter a organização

Leia mais

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ pour PARA les professionnels PROFISSIONAIS de electricidade de l ÉleCTRICITÉ FORMAÇÃO Corte e Protecção Concepção e certificação de quadros e armários eléctricos até 400 A Curso ref. M.11.001.12 Objectivos

Leia mais

Soluções V.D.V. Videovigilância IP Redes. Armários, Bastidores & Acessórios. Sistema de Cablagem. Fibra Óptica. Sistema de Cablagem.

Soluções V.D.V. Videovigilância IP Redes. Armários, Bastidores & Acessórios. Sistema de Cablagem. Fibra Óptica. Sistema de Cablagem. Videovigilância IP Redes Armários, Bastidores & Acessórios Sistema de Cablagem Fibra Óptica Sistema de Cablagem Cobre Soluções V.D.V. Voz - Dados - Vídeo Porquê escolher GIGAMEDIA? Os produtos GIGAMEDIA

Leia mais

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins

Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Curso: Sistemas de Informação Disciplina: Redes de Computadores Prof. Sergio Estrela Martins Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a leitura

Leia mais

WWW.QUITERIOS.PT FECHADURAS BARRAMENTOS REFORÇO PARA CAIXAS ACESSÓRIOS PARA FIBRA ÓPTICA PRATELEIRAS CHASSI PARA ATE ACESSÓRIOS PARA COAXIAL

WWW.QUITERIOS.PT FECHADURAS BARRAMENTOS REFORÇO PARA CAIXAS ACESSÓRIOS PARA FIBRA ÓPTICA PRATELEIRAS CHASSI PARA ATE ACESSÓRIOS PARA COAXIAL ACESSÓRIOS 90 91 91 92 92 94 94 95 95 FECHADURAS BARRAMENTOS REFORÇO PARA CAIXAS ACESSÓRIOS PARA FIBRA ÓPTICA PRATELEIRAS CHASSI PARA ATE ACESSÓRIOS PARA COAXIAL ACESSÓRIOS PARA PAR DE COBRE FERRAMENTAS

Leia mais

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS Conectividade 6A Linha de Bandejas Ópticas HDX Linha de Racks ITMAX Linha de Racks Fechados Acessórios de Organização Produtos de alta densidade FTP UTP Descarregado Azul/Branco/Bege

Leia mais

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013

Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 2013 Comando Militar do Nordeste SRP nº 09/2013 B2IT Serviços de Multimídia e Telecom LTDA 18/10/2013 Aos Órgãos da Administração Pública Ref.: Ata de Registro de Preços conforme preceitua o Decreto Nº

Leia mais

Painel Guia Cabo Painel Cego 19 Gaveta de Sobra - Cordões Gaveta de Sobra - Tubo Loose

Painel Guia Cabo Painel Cego 19 Gaveta de Sobra - Cordões Gaveta de Sobra - Tubo Loose s Painel slim Mini TOA 12 TOA 48 Compact P12 P24 Fix Flex Vision Protect Intercon 1 Intercon 2 Intercon Ultra Office Double Atlas Pentamax Fit Painel Guia Cabo Painel Cego 19 Gaveta de Sobra - dões Gaveta

Leia mais

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX

CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX CORDÃO ÓPTICO MONOFIBRA OU DUPLEX Tipo do Produto Cordão Óptico Família do Produto TeraLan Descrição Cordão Óptico é o cabo óptico monofibra ou duplex com conector óptico nas duas extremidades Aplicação

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

Catálogo Geral. Soluções em Fibra Óptica ACESSÓRIOS DE LIMPEZA FERRAMENTAS. www.fiberfos.pt - +351 212 593 983 - tfo.portugal@tfosolutions.

Catálogo Geral. Soluções em Fibra Óptica ACESSÓRIOS DE LIMPEZA FERRAMENTAS. www.fiberfos.pt - +351 212 593 983 - tfo.portugal@tfosolutions. ACESSÓRIOS DE LIMPEZA FERRAMENTAS Soluções em Fibra Óptica Catálogo Geral 1 Quem Somos? Criada em Novembro de 2005 a FIBERFOS - Tecnologia em Fibra Óptica, Lda, inicialmente conhecida como FIBEROPT Portugal

Leia mais

I TUR Redes de Nova Geração

I TUR Redes de Nova Geração I TUR Redes de Nova Geração Workshop - Telecomunicações - ISEP / 2009 01 de Julho de 2009 Direcção de Fiscalização PONTOS DE ANÁLISE ÍNDICE Objectivos Enquadramento geral ITUR/ ITED Linhas Gerais e específicas

Leia mais

CAIXAS DE CHÂO DE PROFUNDIDADE REDUZIDA

CAIXAS DE CHÂO DE PROFUNDIDADE REDUZIDA CAIXAS DE CHÂO DE PROFUNDIDADE REDUZIDA ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Características Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Invólucros

Leia mais

RapidNet. Categoria 6 CM/UTP RapidNet 6 Vias 46

RapidNet. Categoria 6 CM/UTP RapidNet 6 Vias 46 RapidNet Página Soluções de Cabos de Cobre e Fibra RapidNet a melhor solução para Data Centers 44 Aplicação 44 Benefícios 44 Disponibilidade do Produto em Cobre 45 Disponibilidade do Produto em FO 45 Categoria

Leia mais

Tipos de Cabeamento de Rede. Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br

Tipos de Cabeamento de Rede. Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br Tipos de Cabeamento de Rede Prof. Rafael Gross rafael.gross@fatec.sp.gov.br Tipos de Cabeamento Cabo Coaxial; Cabo Par Trançado; Cabo de Fibra Óptica. Cabo Coaxial Um dos primeiros cabos utilizados em

Leia mais

SignalTEK II. idealindustries.com.br

SignalTEK II. idealindustries.com.br Economize dinheiro usando apenas um equipamento multifuncional ao invés de testadores de fibra e Power over Ethernet (PoE) separados Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação de cabos,

Leia mais

NaviTEK II. idealnwd.com. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre

NaviTEK II. idealnwd.com. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação dos cabos e a resolução dos problemas de

Leia mais

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Tipo do Produto Cabo Óptico Pré-Conectorizado Descrição Cabo Óptico de construção tipo " tight buffer" (indoor ou indoor/outdoor) ou cordão multifibra (somente indoor)

Leia mais

Ficha técnica: Série IntelliTone Pro 200 LAN Toner and Probe

Ficha técnica: Série IntelliTone Pro 200 LAN Toner and Probe Ficha técnica: Série IntelliTone Pro 200 LAN Toner and Probe Todos os dias, instaladores de cabeamento e técnicos da rede lidam com as deficiências de ferramentas de localização de cabos baseadas numa

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010

PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS PARA. 21 de Dezembro de 2010 PROCEDIMENTOS PARA ACREDITAÇÃO DE ACÇÕES DE FORMAÇÃO ITED E ITUR PARA ENGENHEIROS E ENGENHEIROS TÉCNICOS 21 de Dezembro de 2010 Índice 1 Enquadramento... 3 2 Referencial Formativo... 4 2.1 Módulos de formação...

Leia mais

2 Conceitos de transmissão de dados

2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 2 Conceitos de transmissão de dados 1/26 2.2 Meios físicos de transmissão de dados 2/26 Tipos de meios de transmissão Pares de fios Pares entrançados Cabo coaxial Fibras

Leia mais

NaviTEK II. idealindustries.com.br. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre

NaviTEK II. idealindustries.com.br. Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Economize dinheiro usando um único equipamento multifuncional para testar redes de fibra e de cobre Aumente a eficiência simplificando e acelerando a instalação dos cabos e a resolução dos problemas de

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº1 Cablagem estruturada 1 Introdução Vivemos em plena segunda revolução industrial.

Leia mais

ETHERNET INDUSTRIAL AMBIENTES AGRESSIVOS

ETHERNET INDUSTRIAL AMBIENTES AGRESSIVOS ETHERNET INDUSTRIAL AMBIENTES AGRESSIVOS AMBIENTES AGRESSIVOS A Ethernet está presente em ambientes terciários e industriais já há vários anos, essencialmente pelas aplicações de escritório e gestão. Mais

Leia mais

Apresenta suas funções, como utilizar testes e como interpretar os resultados encontrados.

Apresenta suas funções, como utilizar testes e como interpretar os resultados encontrados. Prefácio: Este manual descreve como utilizar o Switch Conversor de Mídia da GTS Network dos seguintes Modelos: 75.1806C - 75.1806T - 75.1806C.S25-75.3107S - 75.1906C.SWA25-75.1906C.SWB25-75.3006C.SWA20

Leia mais

Cabeamento Estruturado O Cabeamento

Cabeamento Estruturado O Cabeamento Cabeamento Estruturado O Cabeamento Prof. Msc. Otávio Massashi omine@catolica-es.edu.br Tópicos Introdução às Redes O Cabeamento Categorias (par trançado) Blindagem Introdução às Redes As redes de computadores

Leia mais

UFSM-CTISM. Comunicação de Dados Meios de Transmissão Aula-03

UFSM-CTISM. Comunicação de Dados Meios de Transmissão Aula-03 UFSM-CTISM Comunicação de Dados Meios de Transmissão Aula-03 Professor: Andrei Piccinini Legg Santa Maria, 2012 Par trançado Cabo coaxial Fibra óptica Meios Não-guiados Transmissão por rádio Microondas

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Objetivos: Camada física

Leia mais

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br

GPON. Rede Óptica Passiva GigabitG. Leonardo F. Oliveira. Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON Rede Óptica Passiva GigabitG Leonardo F. Oliveira Especialista Lato Sensu em Rede de Computadores Leonardo@uesb.edu.br GPON O que égpon? Utilização da fibra óptica para interligar pontos distantes

Leia mais

Elementos ativos de rede e meios de transmissão. Eduardo Max A. Amaral Aula 5

Elementos ativos de rede e meios de transmissão. Eduardo Max A. Amaral Aula 5 Elementos ativos de rede e meios de transmissão Eduardo Max A. Amaral Aula 5 Hub Os hubs são dispositivos concentradores, responsáveis por centralizar a distribuição dos quadros de dados em redes fisicamente

Leia mais

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568

Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568 Técnico de Manutenção e Suporte em Informática Cabeamento Estruturado Unidade 3 NORMA ANSI EIA/TIA 568 Prof. Leandro Cavalcanti de Almeida leandro.almeida@ifpb.edu.br @leandrocalmeida Já imaginou a bagunça...

Leia mais

Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte. SERVIDOR RACK TIPO 02 Médio Porte

Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte. SERVIDOR RACK TIPO 02 Médio Porte Na tabela a seguir os abusos e desreipeitos à Lei são apresentados: ITEM QTDE ATA 1 10 2 10 3 15 4 10 5 4 6 5 7 5 8 5 9 5 10 10 11 30 12 30 DESCRIÇÃO SERVIDOR RACK TIPO 01 Pequeno Porte SERVIDOR RACK TIPO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Formação do Cadastro de Reserva

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino Americana. Ata de Formação do Cadastro de Reserva 05/10/2015 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração LatinoAmericana Ata de Formação do Cadastro de de abertura: 16/09/2015 09:02

Leia mais

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO pág. 398 Conectores Racks, Gabinetes e Acessórios para VDI pág. 410 Mini gabinetes LCS 2 pág. 424 Gabinete Rack 19 Caixas de distribuição

Leia mais