LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO"

Transcrição

1 LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DO LOCAL TÉCNICO AO POSTO DE TRABALHO

2

3 LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções do Local técnico ao Posto de Trabalho Ver páginas 03 à 13 LCS 2 Cobre Ver páginas 15 à 21 LCS 2 Fibra Óptica Ver páginas 23 à 27 LCS 2 Quadros e Armários Bastidores Ver páginas 29 à 37 LCS 2 Posto de Trabalho Ver páginas 39 à 47 LCS 2 Serviços Ver páginas 48 à 51 Páginas catálogo Ver páginas 52 à 99

4 02

5 LCS 2 do local técnico ao posto de trabalho LCS 2 LCS 2 Sistema de Cablagem Estruturada Sistema completo com 20 anos de Garantia. O novo LCS 2 cat. 6A (Classe EA ), cat. 6 (Classe E), cat. 5e (Classe D). Os Sistemas foram concebidos para responder às exigências dos novos desafios tecnológicos que cada vez mais necessitam de maior largura de banda. Soluções completas de cobre e fibra óptica. Ver páginas 14 à 47 Sinergias Legrand O novo sistema LCS 2 integra-se perfeitamente com as soluções Legrand: DLP, acessórios de cablagem, caminhos de cabos, etc. Ver páginas 40 à 41 Rumo à convergência de rede. Os produtos de convergência IP (Voz sobre IP, monitorização remota, controlo de acesso IP), também podem fazer parte dos sistemas LCS 2. 03

6 1 SABIA QUE O novo manual ITED exige como categoria mínima de instalação a categoria 6. Ponto de consolidação Tomada RJ 45 Controlo acessos 04

7 LCS Painel de interligação 05

8 2 1 SABIA QUE... O comprimento dos cordões (patch cords) tem de ser maior ou igual a 1 metro. 1 2 Switch Mosaic Cablofil 06

9 LCS Unidade de cablagem Tomada de fibra óptica 07

10 3 SABIA QUE É obrigatória a utilização de fibra óptica monomodo em todos os edifícios. Tomada AVS (Vídeo/Áudio) Sistema DLP 08

11 1 2 LCS Ponto de acesso Wi-Fi RJ 45 com controlo de acessos 09

12 2 4 SABIA QUE Tem de interligar bastidores com fibra óptica monomodo para assegurar a passagem e distribuição de sinais provenientes dos operadores. Tomada RJ RJ 45 com cordão (patch cord) incluído 10

13 1 LCS Cordão (Patch cord) Quadro bastidor 19 11

14 Garantia do sistema Performance dos sistemas Legrand As medições dos componentes LCS 2 e do canal, são validados por laboratórios independentes (3P Third Party Testing e ETL) Destacando a performance da transmissão da cat.6a, performance da instalação, e performance da manutenção. Performance da transmissão da cat. 6A 1 Garantia de 10 Gigabits/s para longas distâncias, apenas com ligeira perda de sinal aos 100 m. Para curta distância (15 m), garante uma boa resistência ao eco (return loss). Performance da instalação 2 Os valores medidos excedem amplamente os requisitos do draft da norma ISO/IEC 11801, 2ª edição, 2ª emenda, proporcionando assim, uma margem de segurança. Performance da manutenção 3 A Legrand compromete-se a fornecer um sistema LCS 2 com durabilidade, atribuindo uma garantia de 20 anos na performance do canal. Nota: Todos os produtos do LCS 2 estão em conformidade com a Directiva RoHS. Categoria 6A Atenuação (db) Perda do sinal Perdas de retorno (db) Resistência ao eco Protocolo de rede suportado LCS 2 ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) TIA/EIA-568-C.2 LCS 2 ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) TIA/EIA-568-C.2 Next (db) Resistência à LCS 2 interferência entre pares (1) ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) ACR-N (db) (Alien Crosstalk Ratio) Potência actual fornecida TIA/EIA-568-C.2 MEDIÇÃO COMPONENTE STP MEDIÇÃO LIGAÇÃO (CANAL) Classe E A / cat. 6 A 500 MHz 250 MHz 500 MHz 250 MHz 10 Giga 1 Giga 10 Giga 1 Giga min máx min. 14 min min. 34 min máx máx min. 20 min min. 46 min máx máx min. 6 min min min máx máx min. 8 min min min. LCS (1) Medidas feitas nos pares 3-6 e 4-5 (2) Valores retirados do draft da norma ISO Edição 2, Emenda 2

15 LCS 2 0 Perdas de retorno (db) NORMA ISO 1801 Edição Frequência (MHz) Medição da perda de retorno (return loss) num canal com classe EA Em cada par, os desempenhos do LCS 2 são significativamente maiores que os valores exigidos pelo draft da Norma ISO 11801, 2ª edição, 2ª emenda. Categoria 6 Atenuação (db) Perda do sinal Perdas de retorno (db) Resistência ao eco Protocolo de rede suportado LCS 2 ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) TIA/EIA-568-C.2 LCS 2 ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) TIA/EIA-568-C.2 Next (db) Resistência à interferência entre pares (1) LCS 2 ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 (2) ACR-N (db) (Alien Crosstalk Ratio) Potência actual fornecida TIA/EIA-568-C.2 MEDIÇÃO COMPONENTE MEDIÇÃO LIGAÇÃO (CANAL) STP FTP UTP Classe E / cat MHz 250 MHz 250 MHz 250 MHz 1 Giga 1 Giga 1 Giga 1 Giga máx máx min. 16 min min. 46 min máx máx min. 16 min min. 46 min máx máx min. 16 min min. 46 min máx máx min. 8 min min min. LCS (1) Medidas feitas nos pares 3-6 e 4-5 (2) Valores retirados do draft da norma ISO 11801, Edição 2, Emenda 2 13

16 14

17 LCS 2 COBRE Um sistema completo até 10 Gbits/s Conectores Ver páginas 16 e 17 LCS 2 COBRE Painéis de interligação Ver páginas 18 e 19 Cordões (patch cords) e cabos Ver páginas 20 e 21 15

18 16

19 Novo conector LCS 2 Performance da instalação 1 2 O novo conector LCS 2 RJ 45 é o elemento central que contribui para a performance do sistema LCS 2. Pode obter uma ligação perfeita em poucos segundos e garantir um melhor desempenho da ligação desde o painel de interligação até à tomada RJ 45 (ver p. 12). LCS 2 COBRE Separar e inserir os condutores Intuitivamente mantém os 13 mm, sem necessidade de medir. Passar o cabo pela parte traseira Visibilidade da marcação conforme código de cores TIA/ EIA. Aceita todos os cabos disponíveis no mercado: UTP, FTP e SSTP. 3 4 Adicionar a parte superior do conector A tampa inserida facilita o movimento. Girar para garantir a conexão Basta rodar, que a lâmina corta simultaneamente o cobre. E, o conector está pronto! Performance em todas as categorias Graças aos conectores LCS 2 cat. 6A 500 MHz - 10 Gigabits/s. LCS 2 cat MHz - 1 Gigabits/s. LCS 2 cat. 5e 100 MHz - 1 Gigabits/s. 2 opções ergonómicas - Posto de trabalho - Painel de interligação 17

20 18

21 LCS 2 Painéis de interligação Performance da manutenção O design dos novos painéis de interligação LCS 2 optimiza a montagem e manutenção. Mantém os cabos organizados com guias, blocos de 6 conectores RJ 45, colocando e retirando cada conector pela parte frontal do painel. LCS 2 COBRE Melhor fixação do cabo Cabo mantido através do seu guia. Simples manutenção Retiram-se os conectores com facilidade. Painéis fornecidos com sistema de fixação rápida Montagem universal em qualquer quadro ou armário bastidor. Os novos painéis LCS 2 também podem ser equipados com Bloco de voz Bloco de difusão vídeo Cassete de fibra óptica 19

22 Cabos e cordões LCS 2 coerência e performance Para assegurar a coerência total dos sistemas LCS 2 Cat. 6A, Cat. 6 e Cat. 5e A Legrand oferece um conjunto de cabos de par entrançado : UTP, FTP, SFTP, SSTP Produção de cabos de alta qualidade Fabricados segundo normas de alta qualidade, com melhor isolamento para reduzir os efeitos de crosstalk e redução da torção dos pares: a qualidade dos cabos Legrand é assegurada para os sistemas LCS 2 Cat. 6A, Cat. 6 e Cat. 5e, garantindo uma excelente performance desde o painel de interligação até à tomada RJ 45. A escolha do revestimento do cabo dependerá do ambiente onde ele é instalado, podendo ser LSFH* ou PVC. O laboratório 3P certificou todos os cabos Legrand para serem compatíveis com as normas ISO/IEC , EN e TIA/EIA B.2-1. * LSFH Low Smoke Free Halogen (ex.:para aplicações em edifícios públicos). Veja páginas catálogo Legrand cat. 6/cat. 5 cabo FTP. Legrand cat. 6 cabo SFTP. Legrand cat. 6A cabo FTP. 20

23 CABO CAT. 7 SFTP 100 OHMS CABO CAT. 6A FTP 100 OHMS CABO CAT. 6 UTP 100 OHMS CABO CAT. 6 FTP 100 OHMS CABO CAT. 6 SFTP 100 OHMS CABO CAT. 5e UTP 100 OHMS CABO CAT. 5e FTP 100 OHMS BAINHA LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a IEC e NFC Ø 7.5 mm cor amarela RAL 1018 LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a IEC e NFC Ø 7.8 mm cor amarela RAL 1018 PVC ou LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a NFC Ø 6.4 mm cor azul RAL 5015 PVC ou LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a NFC Ø 7 mm cor azul RAL 5015 PVC ou LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a NFC Ø 7.7 mm cor azul RAL 5015 PVC ou LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a NFC Ø 5.2 mm cor cinzento claro RAL 7035 PVC ou LSFH de acordo com a norma NFC com efeitos retardadores de chama, em conformidade com a NFC Ø 5.5 mm cor cinzento claro RAL 7035 MARCAÇÃO LEGRAND pares 24 AWG SSTP 100 ohms LSFH CAT MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568B LEGRAND pares 24 AWG FTP 100 ohms LSFH Cat. 6A 500 MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568B LEGRAND ( 4 pares ou 2 x 4 pares) 24 AWG UTP 100 ohms Cat MHz Pela norma ISO 11801,IEC , EN TIA/EIA 568A LEGRAND (4 pares ou 2 x 4 pares) 24 AWG FTP 100 ohms Cat MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568A LEGRAND (4 pares) 24 AWG SFTP 100 ohms Cat MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568A LEGRAND (4 pares ou 2 x 4 pares) 24 AWG UTP 100 ohms Cat.5e 100 MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568A LEGRAND (4 pares ou 2 x 4 pares) 24 AWG FTP 100 ohms Cat.5e 100 MHz Pela norma ISO 11801, IEC , EN TIA/EIA 568A ARMAZENAMENTO/ TEMPERATURA DE TRANSPORTE TEMPERATURA DE FUNCIONAMENTO 0 a +50 C -20 a +60 C 0 a +50 C -20 a +60 C 0 a +50 C -20 a +60 C 0 a +50 C -20 a +60 C 0 a +50 C -20 a +60 C -15 a +70 C +5 a +40 C -15 a +70 C +5 a +40 C LCS 2 COBRE Disponível em várias cores. A partir de Junho 2010 Cordões (patch cords) testados individualmente Os cordões (patch cords) Legrand são certificados pelo laboratório 3P de acordo com as normas em vigor. Veja páginas catálogo Testes em todos os parâmetros Os testes são efectuados em todos os parâmetros: Atenuação, perdas de retorno (return loss), Next (capacidade de resistir às perturbações entre pares), etc. Os cordões que não satisfaçam os critérios são rejeitados. Estes testes de garantia de transmissão e performance são efectuados em cada sistema Legrand, para a classe EA, classe E e Classe D. Cordões Universais Disponível nas versões cat. 6A, cat. 6 e cat. 5e, nos diferentes tipos de cabo UTP, FTP e SFTP, em diversos comprimentos, oferecem assim uma grande flexibilidade na utilização. 21

24 22

25 LCS 2 FIBRA ÓPTICA Uma opção simples e fiável Organizadores de fibra óptica Ver páginas 24 a 25 LCS 2 FIBRA ÓPTICA Conectividade das fibras Ver páginas 26 a 27 23

26 24

27 LCS 2 Organizador de Fibra Óptica Completa acessibilidade e facilidade no enrolamento O novo organizador de Fibra Óptica LCS 2 proporciona um melhor conforto na instalação e manutenção. Reforço que facilita a abertura e o fecho, inclinadas a 30 para uma melhor acessibilidade. O enrolamento das fibras é assegurado pelos acessórios de enrolamento. LCS 2 FIBRA ÓPTICA Organizador de fibra óptica 19 Pode ser equipado até 4 blocos de fibra. Altura: 1U 30 Gestão do cabo mais facilitada Acessório de enrolamento integrado e parte de trás com formato que facilita a ligação dos cabos de entrada. Acessibilidade total Inclinação a 30. Pode ser composto com todos os blocos de fibra óptica Bloco conector LC Bloco conector SC Bloco conector ST 25

28 Conectorização das Fibras Simplicidade e Performance Legrand As soluções de fibra óptica Legrand incluem o kit de cravação rápida e o cabo de fibra óptica pré conectorizada. Estes 2 métodos são frequentemente utilizados nas ligações entre edifícios e/ou dentro de edifícios, onde as distâncias não ultrapassem os 2 km. 1 2 Kit de cravação O tempo médio para realizar esta conexão é inferior a 3 minutos com a utilização dos conectores rápidos ref à ref , equipados de fábrica com fibra pré-polida. Depois das operações de preparação da fibra já não há necessidade de cola ou polimento, nem de verificar a qualidade da conexão ao microscópio! Os conectores pré-polidos em fábrica e a ferramenta de cravação asseguram que a operação é simples e resulta numa conexão de alta qualidade. Desnudar a fibra Cortar a fibra 3 4 Dica Reserve algumas fibras para futura expansão da instalação (2 fibras no mínimo) Inspeccionar a fibra Inserir a fibra 5 6 Alinhar a fibra Cravar a fibra 26

29 Cabos de fibra óptica pré-conectorizado O que é entregue? Cada ligação é fornecida com um relatório de ensaio. A ligação é constituída por cabo de fibra óptica e conectores em ambas as extremidades. Comprimentos até 50 m são acondicionados em caixas (bobina é opcional) e aqueles com mais de 50 m são fornecidos em bobina. Os conectores são protegidos. Incluído anel para puxar a fibra. Cabo multimodo OM1 62.5/125 µm, OM2 ou OM3 50/125 µm e monomodo OS1 9/125 µm. Cabos de fibra óptica pré-conectorizado à medida: Economize tempo e reduza o risco ao mínimo. Soluções à medida, no qual os cabos são preparados de acordo com as necessidades da instalação. Todos os cabos são testados em fábrica, e acompanhados de um relatório de ensaio. LCS 2 FIBRA ÓPTICA Como encomendar Na fase de preparação da instalação: 1. Determinar o comprimento necessário de cabo. 2. Indicar o tipo de fibra: - Interior, interior/exterior ou exterior - Multimodo 62.5/125 (OM1) ou 50/125 µm (OM2, OM3) ou monomodo 9 / 125 µm (OS1) - Número de fibras: 4, 6, 12, Especifique o tipo de conector: ST, SC ou LC. 4. Forma de acondicionamento: caixa ou bobina. Para mais informação, contacte-nos OM Optical Multimode (Fibra óptica multimodo) OS Optical Single mode (Fibra óptica monomodo) 27

30 28

31 LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS BASTIDORES Instalação fácil e manutenção eficiente Armários Bastidores Ver páginas 30 à 33 LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS Armário Servidor Ver páginas 34 e 35 Quadros Murais Ver páginas 36 e 37 29

32

33 Armários LCS 2 19 Gestão optimizada dos cabos e cordões 1 O design dos novos Armários LCS 2 facilitam a gestão da cablagem e dos cordões (patch cords). Armários Totalmente destacável em caso de dificuldade de acesso. Base para facilitar a entrada de cabos e garantir uma ventilação natural. LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS 5 Mantém o raio de curvatura Painéis passa fios equipados com anéis para guiar os cordões Gestão optimizada de cabos e cordões Guia-cabos na unidade de cablagem e nas laterais do armário. Interface de ligação Protege e mantém o raio de curvatura entre o armário e o caminho de cabos. Facilidade na inserção dos cabos Atrás da unidade de cablagem ou no armário (extensão de 19 placas de entrada com escova). 31

34

35 Armários LCS 2 19 Simplicidade na instalação 1 Os novos armários LCS 2 podem ser facilmente montados e desmontados. Considerável tempo de poupança na instalação e acessibilidade total, graças aos painéis laterais e traseiros removíveis e a uma estrutura que pode ser totalmente desmontada. LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS Marcação simples Marcação dupla dos montantes Exemplo: 7 U no topo e 36 U na base. 2 3 Acessibilidade total Uma estrutura que pode ser completamente desmontada Ligação equipotencial Painéis laterais e traseiros têm uma ligação equipotencial automática. Combinações que respondem a várias necessidades 2 armários de 600 mm com uma unidade de cablagem. 2 armários de 800 mm, lado a lado. 33

36

37 LCS² 19 Armário Servidor Completa acessibilidade 1 O novo armário servidor é desenhado para uma completa acessibilidade. Completa acessibilidade não só ao nível das portas e painéis, mas também através dos pré-cortes nas partes superior e inferior do armário. LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS Portas e painéis com sistema de bloqueio sem chave - Porta frontal com punho. - Porta frontal e traseira perfuradas. 2 3 Inserção dos cabos - Pré-cortes na parte superior com formato 19. Caminho de cabos Suporte de gaveta com fixação sem parafusos Cablofil. 35

38

39 Quadros murais 19 LCS 2 Acesso fácil Acabamento de alta qualidade 1 Os novos quadros bastidores LCS 2 podem ser instalados em qualquer lugar onde a qualidade e a estética sejam importantes. Os painéis laterais removíveis e as entradas de cabos flexíveis (na opção de quadros fixos) facilitam o acesso para uma instalação rápida e de fácil manutenção. Acessibilidade total Também disponível com o corpo giratório (basculante) para facilitar o acesso à parte traseira. Painéis laterais removíveis em todos os quadros LCS 2. 2 LCS 2 QUADROS E ARMÁRIOS Entrada de cabos flexível No formato do sistema DLP. 3 Acabamento de alta qualidade Porta abaulada, em vidro serigrafado. Também disponível na versão de 10 (disponível na cor branca) Quadro para residencial ou pequeno terciário. 37

40 38

41 LCS 2 POSTO DE TRABALHO Facilidade e proximidade no acesso à Rede Caixa de distribuição de zona * Ver página 40 e 41 * Ponto de Consolidação (Consolidation Point) LCS 2 POSTO DE TRABALHO Suportes de instalação Ver páginas 42 e 43 Tomadas RJ 45 Ver páginas 44 e 45 Wi-Fi Ver páginas 46 e 47 39

42 40

43 LCS 2 Caixa de distribuição de zona Consolida e redistribui com total facilidade. A nova caixa de distribuição de zona LCS 2 com ligação às tomadas RJ 45 Mosaic (2 saídas fêmea), garante total flexibilidade na instalação. União fibra óptica/ RJ 45 Composto por 1 bloco de fibra óptica e 1 bloco RJ 45. LCS 2 POSTO DE TRABALHO 2 Blocos de 6 conectores podem ser utilizados para ligar até 12 RJ 45 Fibra óptica Com acessório de enrolar a fibra. LCS 2 Mosaic, tomadas RJ 45 2 saídas fêmea: Conexão rápida e fiável. Instalação em todos os suportes Tomada RJ 45 com 2 saídas fêmea Tomada óptica 2 x ST com 2 saídas fêmea 41

44

45 Suportes de instalação Sistemas de gestão da cablagem 1 2 Rede ao alcance. Na parede com o sistema DLP, no tecto com colunas, no chão com caixas de chão, na secretária com os blocos de escritório, na proximidade com blocos buróticos e mini -colunas. Eles são adequados para todas as configurações do espaço de trabalho. LCS 2 POSTO DE TRABALHO Mini colunas Colunas Cablofil Sistema DLP Caixas de chão Blocos de escritório 7 8 Soluções ponto a ponto: Os sistemas de gestão da cablagem da Legrand permitem a distribuição dos cabos de dados e cabos de energia desde o ponto de entrada até ao posto de trabalho. Blocos buróticos Blocos buróticos 43

46 44 Tomada Mosaic RJ 45 com controlo de acesso

47 Organização e segurança com as novas tomadas Mosaic Identificar as redes para assegurar a protecção de aplicações sensíveis (por exemplo: equipamentos médicos). Identificar e restringir o acesso às redes de fornecimento ininterrupto de energia para garantir o fornecimento contínuo de energia para equipamentos informáticos. No local técnico, no tecto falso, nas caixas de chão e nos blocos a equipar, é necessário identificar as redes especiais. Vídeovigilância, controlo de acessos, regular o ar condicionado, dispositivos sensíveis, etc... As tomadas Mosaic LCS 2 com 3 cores diferentes, são compatíveis com as tomadas de corrente. Estrutura das redes de abastecimento especiais para isolar o equipamento específico no prédio. LCS 2 POSTO DE TRABALHO Estruturar e proteger as redes isolando as aplicações sensíveis. Identificar as redes de informação sensível e controlar o acesso da mesma. A RJ 45 com controlo de acesso garante a segurança da rede que só poderá ser desbloqueada com chave destinada para o efeito. Estrutura das redes de abastecimento remoto (injector PoE) para utilização do telefone (VoIP), aplicações de vídeo sobre IP, etc. Outras tomadas RJ 45 Mosaic Valena Suno 45

48 46

49 Wi-Fi instalado como as tomadas RJ 45 Os Pontos de acesso Wi-Fi podem ser instalados em qualquer lugar onde o acesso à rede de computadores seja necessário. Podem ser instalados em qualquer suporte. A performance e a durabilidade dos produtos são garantidas (ver p.12). Pontos de acesso Wi-Fi: mobilidade essencial... - Em ambientes onde múltiplas redes Wi-Fi operam em conjunto, para optimizar a velocidade disponível em todo o edifício (em conformidade com as normas a +b / g, e n). - Em áreas de recepção e passagem, para fornecer acesso à rede em qualquer parte do edifício (em conformidade com as normas a +b / g, e n). - Em áreas de trabalho compartilhadas, para ligar um computador de forma permanente e fornecer uma conexão sem fio para usuários temporários (em conformidade com as normas a +b / g, e n). LCS 2 POSTO DE TRABALHO Os pontos de acesso Wi-Fi podem ser instalados em qualquer tipo de suporte: Colunas, mini -colunas, Sistema DLP, caixas de chão, etc. LCS 2 injector PoE*: Fonte de alimentação para os pontos de acesso Wi-Fi a partir do painel de interligação 230 V IN Dados (entrada switch) OUT DADOS + POTÊNCIA Cordão Conectores RJ 45 Painel de interligação DADOS + POTÊNCIA Cabos de pares entrançados PoE* Power Over Ethernet (Injector de Potência na rede Ethernet) 47

50 48

51 Novo Software LCS Pro 2 Projecte o seu armário em pouco tempo Com o novo Software LCS PRO 2, pode muito fácil e rapidamente seleccionar os seus produtos, ver e escolher o seu armário, etc. LCS 2 SERVIÇOS Determinação automática Das referências do catálogo, através da selecção das características e opções. Visualização da instalação do armário, possibilidade de eventuais alterações. Para mais informação, contacte um técnico comercial Legrand Facilidade na gestão dos estudos Registos técnicos, orçamentos, impressão do documento. Disponível Julho

52 Formação Profissional Legrand A constante evolução das necessidades e das tecnologias induz uma permanente actualização de normas e regulamentos, implicando novas soluções de produtos e sistemas, assim como, novas regras de projecto e instalação A aquisição destes conhecimentos, quando transformados em novas competências, é um factor decisivo para a competitividade das empresas Consulte em os cursos que lhe permitirão manter-se num nível profissional de topo 50 Acesso ao conhecimento de um líder mundial Com a Formação Profissional Legrand tem acesso directo ao conhecimento e à experiência de um líder mundial de instalações eléctricas e redes de informação Formação Profissional Legrand Todos os cursos têm um carácter muito prático, realista e objectivo, e são animados por formadores com experiência de terreno e que falam a mesma linguagem que vós Formação acreditada A Formação Legrand permite-lhe aumentar a sua qualificação e contribuir para o cumprimento dos requisitos exigidos pela lei laboral no capítulo da Formação Profissional A Legrand Eléctrica, S.A. é uma entidade acreditada pela DGERT (Direcção- -Geral do Emprego e das Relações de Trabalho).

53 Garantia de performance Duas garantias para assegurar a durabilidade das suas instalações A Garantia de 20 anos: Performance A Legrand oferece ao instalador a garantia da continuidade dos níveis de performance dos sistemas LCS 2 Cat. 6A, LCS 2 Cat. 6 e LCS 2 Cat. 5e, na ligação permanente ou no canal ao longo do tempo. A Garantia de 20 anos: Componentes A Legrand oferece ao instalador a possibilidade de prolongar a garantia normal de 2 anos para 20 anos em todos os produtos usados na ligação permanente ou no canal. O prazo de 2 anos de garantia contratual para esses produtos é, assim, alargado para 20 anos. Tomadas Painéis de interligação Cabos e cordões A garantia de performance do canal: O canal é definido pelas normas como sendo um conjunto composto pelos seguintes componentes: painéis de interligação, tomadas RJ 45, cabos, cordões do bastidor e cordões do utilizador. A performance de um canal é medida até um máximo de 100 m (valor definido nas normas TIA/EIA 568, ISO/IEC IS , EN , ITED). Este valor é verificado na fase dos testes e deve permanecer constante ao longo do tempo. A Performance de uma instalação deve resistir ao teste do tempo... É por isso que a Legrand dá uma Garantia de 20 anos dos componentes que fazem parte do canal, e dá uma Garantia de performance do canal ou ligação permanente dos sistemas LCS 2 : Cat.6A, Cat. 6 e Cat.5e. Condições da Garantia de Performance (20 Anos) Como ocorre com qualquer contrato de garantia, há certas condições que devem ser respeitadas, a fim de beneficiar da garantia de performance 20 anos Legrand. Estas condições são facilmente respeitadas por qualquer empresa especializada na área de cablagem estruturada. As principais condições de garantia são as seguintes: (extracto da garantia de performance 20 anos emitida pela Legrand): - Armazenou os produtos que constituem a instalação no estrito respeito das condições de armazenamento adequadas à sua natureza. - Executou a instalação no estrito respeito às regras da arte e às normas em vigor referidas no presente contrato. - Todos os componentes utilizados no Canal do sistema de cablagem são componentes da Legrand Cabling System LCS 2 Cat. 6A, LCS 2 Cat. 6 e LCS 2 Cat. 5e. - Todos os cordões (patch cords) são da marca Legrand. A instalação deve ser construída de acordo com as recomendações de instalação definidas nas normas EN 50174, EN 55022, UTE C e ITED em vigor, no momento da emissão da garantia. Antes da assinatura do contrato de garantia a Legrand, verificará se os resultados dos testes à instalação estão de acordo com os valores especificados nas normas. O instalador tem de enviar para a Legrand 4 documentos: - Resultados dos testes e ensaios à instalação, segundo as normas em vigor. - Formulário 14 Pontos-chave, devidamente preenchido e assinado, tendo respeitado os mesmos. - Lista completa dos produtos instalados - Diagrama da instalação desde o painel de interligação (bastidor) à tomada RJ 45. LCS 2 SERVIÇOS Painéis de interligação Tomadas Cabos Computadores Para Garantias superiores (ex.: 25 anos) contacte um técnico comercial Legrand. Produtos activos 51

54 Tabela de escolha para equipamentos e bastidores configure o seu sistema LCS 2 SELECCIONE AS TOMADAS RJ 45 E OS PONTOS DE ACESSO WI-FI LCS 2 cat. 6A LCS 2 cat. 6 LCS 2 cat. 5e 1 módulo 2 módulos STP Branco UTP Branco STP Branco UTP Branco módulo com inclinação 45 UTP Branco Com controlo de acessos Tomadas a 90 Antimicrobiana RJ 45 com obturador verde RJ 45 com obturador laranja STP Branco UTP Branco STP Branco UTP Branco STP Branco UTP Branco STP Branco FTP Branco STP Branco FTP Branco RJ 45 (2 saídas fêmea) UTP Branco Tomadas duplicadoras Pontos de acesso Wi-Fi Ethernet/Ethernet (PC/PC) UTP Telefone / Ethernet UTP Telefone/Telefone Com RJ 45 a + b/g a+b/g SELECCIONE OS PAINÉIS E BLOCOS LCS 2 Painel interligação equipado com 24 STP conectores UTP Blocos com 6 x RJ 45 STP UTP Bloco obturador Painel a equipar (painel vazio) 19" Painel a equipar (painel vazio) 10" SELECCIONE OS CORDÕES (PATCH CORDS) PARA O BASTIDOR E PARA O UTILIZADOR (ver p. 57, 61 e 67) SSTP UTP UTP SELECCIONE OS CABOS (ver p. 57, 61 e 67) Impedância 100 Ω Impedância 100 Ω Impedância 100 Ω 1 m m m m m m m m m m m m m m SSTP 4 pares 500 m SSTP 4 pares 500 m / m /53 4 pares FTP 500 m /58-2 x 4 pares 500 m m / /51 4 pares UTP 1000 m / x 4 pares 500 m

55 Tabela de escolha para equipamentos e bastidores configure o seu sistema LCS 2 (cont.) SELECCIONE OS EQUIPAMENTOS DE FIBRA ÓPTICA Monomodo Multimodo Blocos LC Para 6 fibras Alta densidade - Para 12 fibras Blocos SC Para 6 fibras Blocos ST Para 6 fibras Cobre/fibra óptica 10/100 base T para 10/100 base SX base T para 1000 base SX/LX Bloco Switch 6 portas x RJ porta LC Organizador de Fibra óptica 1 U Cassetes Fibra óptica para painel a equipar SELECCIONE OS PAINÉIS PASSA-FIOS 19 Metal, 2 eixos 1 U U Plástico com escova 1 U U Metal com escova 1 U U SELECCIONE OS CORDÕES (PATCH CORDS) PARA O BASTIDOR E PARA O UTILIZADOR Blocos de alimentação 9 tomadas Schuko, preto tomadas Schuko, preto Unidade modular 2 U Recebe 16 módulos Mosaic Kit rail DIN IP 2x 2U Para aparelhos modulares LEXIC SELECCIONE OS PAINÉIS E BLOCOS COMPLEMENTARES LCS 2 LCS 2 Painel de voz 1U c/ 4 x 12 portas contactos 3-6/4-5 (digital) Bloco de Voz 12 portas contactos 3-6/4-5 (digital) Ethernet/Ethernet (PC/PC) UTP Blocos duplicadores Telefone / Ethernet UTP Telefone/Telefone Bloco difusão de vídeo 6 x conectores F Bloco Switch 7 portas RJ portas RJ porta LC Injector PoE Power over Ethernet 4 portas

56 Tabela de escolha para equipamentos e bastidores configure o seu sistema LCS 2 (cont.) SELECCIONAR ARMÁRIOS 19 LCS 2 Profund. 600 mm Profund. 800 mm Profund mm 24 U Largura 600 mm U Largura 600 mm U Largura 600 mm U Largura 600 mm Largura 800 mm U Largura 800 mm SELECCIONAR EXTENSÃO DOS ARMÁRIOS 19 LCS 2 Profund. 600 mm Profund. 800 mm 42 U Largura 600 mm Largura 800 mm SELECCIONAR ARMÁRIO SERVIDOR 19 LCS 2 Profund mm Largura 800 mm SELECCIONAR EQUIPAMENTOS PARA ARMÁRIOS 19 LCS 2 Para armário Profund. 600 mm Para armário Profund. 800 mm Para armário Profund mm Unidade de cablagem 42 U Base unidade de cablagem, altura 100 mm Kit de associação Conjunto de 2 bases laterais Base ventilada, altura 100 mm Base com escova, altura 100 mm Interface de ligação Prateleiras fixas Instalação em 2 montantes de 19 Profund. 115 mm Profund. 200 mm Profund. 360 mm Prateleiras fixas. Instalação em 4 montantes de 19 (exclui armário servidor) Prateleiras fixas (com parafusos). Instalação em 4 montantes de Prateleiras telescópica. Instalação em 4 montantes de 19 (exclui armário servidor) Prateleiras telescópica (com parafusos). Instalação em 4 montantes de Conjunto de 2 corrediças Altura 100 mm Altura 200 mm Kit de base para armário P/Largura 600 mm P/ Largura 800 mm SELECCIONAR PLACAS ENTRADA DE CABOS PARA A PARTE SUPERIOR E INFERIOR E PLACAS OBTURADORAS 19 LCS 2 Entrada de cabos com escova (plástico) Obturador (placa lisa em plástico) Entrada de cabos com escova (metal) fixação rápida Obturador (placa lisa em metal) fixação rápida SELECCIONAR EQUIPAMENTO PARA A GESTÃO DA CABLAGEM LCS 2 Conjunto com 3 suportes para a gestão de cablagem Grelha guia - cabos Grelha guia - cabos em U Para armários 1 U U U U U U U U U P/ armário Larg./Profund. 600 mm P/ armário Larg./Profund. 800 mm Para armário Profund mm Para armário 33 U Para armário 42 U Largura 200 mm Largura 400 mm Grelha para a gestão dos cordões Para armário 42 U, Larg. 800 mm Jogo de 2 painéis para a gestão da cablagem na vertical Para armário 42 U, Larg. 800 mm Extensão da Capacidade 12 U Para armário 42 U, Larg. 800 mm SELECCIONAR EQUIPAMENTO E ACESSÓRIOS PARA A GESTÃO TÉRMICA LCS 2 Placas de 19 com ventiladores 3U, com 2 ventiladores ventiladores 230 V 3 ventiladores Gavetas com ventiladores Para armário Profund. 600/800 mm Para armário Profund. 800/1000 mm Termostato Ajustável 5 para 60 C Conjunto 4 rodas Conj. 4 rodas para armário servidor Acessórios Kit de iluminação 230 V Kit basculante Kit de fixação ao chão

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 2ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 2ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO 2ª Edição LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções da sala técnica à estação de trabalho Veja pág. 02 a 15 LCS 2 cobre

Leia mais

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos

Novo Regime ITED. Decreto Lei nº 123/2009. Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios já construídos Assemá Salim Novo Regime ITED Decreto Lei nº 123/2009 Manual ITED, 2ª edição ( obrigatório a partir de 1 de Abril 2010) Aplicação : - Edifícios a construir - Edifícios já construídos Principais alterações

Leia mais

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO pág. 398 Conectores Racks, Gabinetes e Acessórios para VDI pág. 410 Mini gabinetes LCS 2 pág. 424 Gabinete Rack 19 Caixas de distribuição

Leia mais

ATI Modular: um novo conceito

ATI Modular: um novo conceito ATI Modular: um novo conceito A SOLUÇÃO IDEAL PARA OS SEUS PROJECTOS Todos os produtos estão de acordo com as exigências do novo manual ITED ed.2 O novo conceito de ATI O novo ATI - Armário de Telecomunicações

Leia mais

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO 4ª Edição LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções da sala técnica à estação de trabalho Veja pág. 02 a 15 LCS 2 cobre

Leia mais

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA

14 CABOS DE FIBRA ÓTICA FIBRA OTICA 4 4 CABOS DE FIBRA ÓTICA Fibra Ótica com diferentes tipos de cabos: Tight Buffer - Estrutura Fechada Fibra ótica com revestimento em PVC. Usado para ligações dentro de edifícios (cabos, cordões

Leia mais

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A

Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A Legrand Cabling System LCS 2 cat. 6A patch panel, blocos de conectores, patch cords e tomadas RJ45 335 73 335 76 Conector cat. 6a FTP blindado 517 82 327 78 6602 09 6602 13 765 99 Patch panels de montagem

Leia mais

Soluções para escritórios tehalit.office

Soluções para escritórios tehalit.office Soluções para escritórios tehalit.office A oferta tehalit.office foi concebida para dar resposta à maioria dos problemas de distribuição, de correntes fortes e fracas, na alimentação aos postos de trabalho.

Leia mais

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto

DLP-S SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO. Clic! o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas. DLP-S, calhas de encaixe direto o essencial Para distribuição de correntes fortes e fracas DLP-S Encaixe direto, O «Clic» que faltava nas SUAS instalações... SISTEMA DE DISTRIBUIÇÃO SIMPLIFICADO Clic! DLP-S, calhas de encaixe direto

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº1 Cablagem estruturada 1 Introdução Vivemos em plena segunda revolução industrial.

Leia mais

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES

PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES PLANEAMENTO E PROJECTO DE REDES Engenharia de Sistemas e Informática Bibliografia: Engenharia de Redes Informáticas; Edmundo Monteiro e Fernando Boavida; FCA 1 Conteúdo programático Equipamento Passivo

Leia mais

Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre

Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre Newell TM - Catálogo Cablagem Estruturada Fibra Óptica e Cobre SOLUÇÃO DE CONECTIVIDADE Introdução pag 2 Acessórios de FO pag 3 FIBRA ÓPTICA LC pag 4 SC pag 5 ST pag 6 FC pag 7 DATASHEETS Cat 5E pag 8

Leia mais

TEKA ELECTRONICS 81 UTP

TEKA ELECTRONICS 81 UTP 81 UTP CABO U/UTP CAT 5e Cabo com performances até os 100MHz (ANSI/TIA/EIA-568-C2), frequentemente utilizado para redes de voz e dados (100Mbit/s e Gigabit Ethernet). Pares em CCA sólido: 0,51mm (24AWG)

Leia mais

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS

FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS FICHA TÉCNICA PATCH PANEL 24 PORTAS C5e RoHS 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, do tipo 10BASE-T, 100BASE-Tx, 155M ATM, 4/16MB

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Projecto de cablagem estruturada Adriano Lhamas, Berta Batista, Jorge Pinto Leite Março de 2007 Projecto de cablagem Metodologia 1. Definição de requisitos 2. Planeamento 3. Projecto 2 Exemplo Empresa

Leia mais

FORIXTM MODERNA E VERSÁTIL O ESSENCIAL PARA A INSTALAÇÃO SALIENTE

FORIXTM MODERNA E VERSÁTIL O ESSENCIAL PARA A INSTALAÇÃO SALIENTE FORIXTM MODERNA E VERSÁTIL O ESSENCIAL PARA A INSTALAÇÃO SALIENTE ESPECIALISTA MUNDIAL EM INFRAESTRUTURAS ELÉTRICAS E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO PARA EDIFÍCIOS FORIX MODERNA O ESSENCIAL PARA Adapta-se a

Leia mais

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED

PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED PAINEL DE ACESSO FRONTAL CATEGORIA 5 ENHANCED Aplicações imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, uso interno, para cabeamento horizontal ou secundário, em salas de telecomunicações (cross-connect)

Leia mais

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC

Catálogo de. Produtos LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA PRODUTOS INJETADOS MARCAS DISTRIBUÍDAS B5NX-CNC FIBRAS ÓPTICAS E ACESSÓRIOS LABORATÓRIO ÓPTICO FERRAMENTARIA / METALURGIA B5NX-CNC PRODUTOS INJETADOS Catálogo de MARCAS DISTRIBUÍDAS Produtos R A Division of Cisco Systems, Inc. RACKS E ACESSÓRIOS Linha

Leia mais

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO

PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO PRODUTOS E SISTEMAS PARA INSTALAÇÕES ELÉTRICAS E DE COMUNICAÇÃO pág. 398 Conectores Racks, Gabinetes e Acessórios para VDI pág. 410 Mini gabinetes LCS 2 pág. 424 Gabinete Rack 19 Caixas de distribuição

Leia mais

Bastidores para fibra óptica

Bastidores para fibra óptica Apresentação A gama de armários para fibra óptica Olirack foi concebida para a instalação, protecção e isolamento de terminadores e repartidores ópticos. A fibra óptica é um filamento feito de vidro ou

Leia mais

MINICOLUNAS. www.simon.pt. Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões

MINICOLUNAS. www.simon.pt. Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões MINICOLUNAS ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Minicolunas para instalações elétricas de châo para

Leia mais

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23

fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 23 Fibra Óptica fibra optica:layout 1 27-01-2011 00:23 Page 24 FIBRA ÓPTICA Fibra Óptica é um pedaço de vidro com capacidade de transmitir luz. Tal filamento

Leia mais

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS

CABLING CABOS CONECTORES PATCH PANEL 19 ACESSÓRIOS CABLING CABOS 04 CONECTORES 05 PATCH PANEL 19 06 ACESSÓRIOS 07 02 CABLING CABLAGENS DE COBRE O EIA/TIA 568, de 1991, foi o primeiro padrão americano para os sistemas de cableamento estruturado. Em 1995,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Cablagem estruturada Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Abril de 2006 Os problemas Porquê organizar as cablagens? É fácil manter a organização

Leia mais

ARMÁRIOS SUPERSEVER NETLEADER TECNOFFICE ACESSÓRIOS BLADESHELTER

ARMÁRIOS SUPERSEVER NETLEADER TECNOFFICE ACESSÓRIOS BLADESHELTER ARMÁRIOS SUPERSEVER NETLEADER TECNOFFICE ACESSÓRIOS BLADESHELTER 03 05 06 07 08 02 ARMÁRIOS TECNO 700 kg kg por encomenda P profundidade até 1200mm por encomenda Características Pertencem a uma nova geração

Leia mais

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA

CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA CONECTIVIDADE COBRE /FIBRA ÓPTICA 1 Garantia Vitalícia Os sistemas de conectividade 4Lan compostos por cabos, conectores, patch panels e patchcords cumprem com as normas indicadas e te m uma garantia vitalícia,

Leia mais

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE

APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE APOSTILA DE REDES DE COMPUTADORES RESUMO 1º BIMESTRE - 2º SEMESTRE 1 1. CABEAMENTO ESTRUTURADO Cabeamento estruturado é a disciplina que estuda a disposição organizada e padronizada de conectores e meios

Leia mais

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos

Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos Disciplina: Cabeamento de Redes Profª Érica Barcelos CAPÍTULO 4 4. CABEAMENTO ESTRUTURADO- PARTE II Cada nível do subsistema estudado no capítulo anterior foi regulamentado por normas que visam padronizar

Leia mais

FLEXIBILIDADE CAIXA DE PISO DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO. acabamento diferenciado instalação rápida

FLEXIBILIDADE CAIXA DE PISO DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO. acabamento diferenciado instalação rápida CAIXA DE PISO FLEXIBILIDADE DA INFRA ESTRUTURA NA ESTAÇÃO DE TRABALHO PISO ELEVADO, CONTRAPISO, MONOLÍTICO acabamento diferenciado instalação rápida ii LEGRAND SOLUÇÕES INTEGRADAS Comprometida com a melhoria

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V3.2 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 4 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE ÍNDICE...2 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

Armários Redes Estruturadas 2010

Armários Redes Estruturadas 2010 Zona Industrial de Aveiro Apartado 846 Lote 30-A 3801-801 AVEIRO Telefs.: 234 315 744-234 316 197 Fax.: 234 315 838 e-mail: teleflex@teleflex.pt www.teleflex.pt Armários Redes Estruturadas 2010 Qualidade

Leia mais

Comunicações por Computador

Comunicações por Computador Comunicações por Computador António Nabais Grupo de Sistemas e Tecnologias de Informação Escola Superior de Tecnologia Instituto Politécnico do Cávado e do Ave anabais@ipca.pt 2006/2007 Componentes de

Leia mais

LINKEO Confiabilidade, facilidade de instalação e alto nível de performance já conhecidos nos produtos Legrand.

LINKEO Confiabilidade, facilidade de instalação e alto nível de performance já conhecidos nos produtos Legrand. LINKEO QUALIDADE SOB MEDIDA PARA O SEU PROJETO NOVA SOL SOLUÇÃO PARA CABEAMENTO ENTO ESTRUTURADO A LEGRAND É ESPECIALISTA MUNDIAL EM SISTEMAS ELÉTRICOS E DIGITAIS PARA INFRAESTRUTURAS PREDIAIS LINKEO Confiabilidade,

Leia mais

Datasheet. Solução de DATACENTER Bastidores 19 e Acessórios

Datasheet. Solução de DATACENTER Bastidores 19 e Acessórios Datasheet Solução de DATACENTER Bastidores 19 e Acessórios 2011 Armários 19 de Pavimento Qualidade de construção Desde o conceito até ao mais pequeno pormenor. Os produtos Facemate são cuidadosamente projectados

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI GERAÇÃO 3.1 Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 8 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE índice...2 1. Introdução...3 2. Documentos normativos aplicados...3

Leia mais

Soluções DataCenter Servidores

Soluções DataCenter Servidores Apresentação A gama de armários para DataCenter Olirack foi concebida para a instalação de equipamentos de telecomunicações e informáticos. Os espaços DataCenter são projectados para serem extremamente

Leia mais

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS

FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS FIBRA ÓTICA CABOS CORDÃO ÓTICO SIMPLEX OU DUPLEX GAVETAS DE DISTRIBUIÇÃO FIBRA ÓTICA TORPEDOS E CAIXAS PARA JUNTAS ADAPTADORES CONVERSORES DE MEIOS 04 05 0 07 08 09 02 FIBRA ÓTICA TECNOLOGIA ÓTICA Com

Leia mais

ECO HD. Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco 110 Categoria 6 36 Organizadores de cabos 38

ECO HD. Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco 110 Categoria 6 36 Organizadores de cabos 38 Página Patch Panel Patch Panel cat. 6 32 P. Modular 48 portas em 1UR cat.6 32 Patch Panel Modular descar. 24 portas 33 Voice Panel 1UR 50 Portas 34 Bloco 110 e Organizadores Bloco 110 Categoria 5e 35 Bloco

Leia mais

PARA LOCAIS PROFISSIONAIS Novos quadros XL³ 125

PARA LOCAIS PROFISSIONAIS Novos quadros XL³ 125 PARA LOCAIS PROFISSIONAIS Novos quadros XL³ 15 1 3 XL³ 15 ATÉ 15 A DE 1 A 4 FILAS DE 18 MÓDULOS Calha extraível sem ferramenta: cablagem facilitada CABLAGEM FACILITADA EXTRAINDO AS CALHAS As novas funcionalidades

Leia mais

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado

Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Especificação Técnica Sistema de Cabeamento Estruturado Patch Cord Tipo RJ-45 - RJ45 - CATEGORIA 5 Modelo: D8AU Patch Cord com comprimento aproximado de xx metros, com conectores modulares de 8 posições

Leia mais

Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. 6

Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. 6 Conexão RJ45 LCS² KeyStone Cat. 5e / Cat. Referências : 33 / 33 / 338 / 33 ÍNDICE.. 3. 3. 3. 3.3 3.4 4. 5.. 7. 7. 8. 9. 0. Características Apresentação Características Técnicas Características do Material

Leia mais

Invólucros Metálicos. Cajas Salientes

Invólucros Metálicos. Cajas Salientes Invólucros Metálicos. Cajas Salientes ÍNDICE Descrição Aplicações Referências Exemplo de configuração Instalação Informação ténica Exemplos de compatibilidade Dimensões Descrição Caixa metálica para instalação

Leia mais

TOMADAS E INTERRUPTORES

TOMADAS E INTERRUPTORES BORNES COM CONEXÃO AUTOMÁTICA 6110 11 6110 21 6120 11 6120 16 Interruptores Interruptores simples 20 6110 10 1 módulo borne automático 1 20 6110 00 1 módulo 1 10 6110 20 1 módulo com luz (1) 1 10 6120

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2

INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 INSTRUÇÕES GERAIS ARMÁRIO ATI V2.2 MANUAL ITED 1ª EDIÇÃO Para mais informações ou sugestões, contacte o seu distribuidor. Edição 10 Pag 1/8 Mod.100/2 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. DOCUMENTOS NORMATIVOS APLICADOS...3

Leia mais

Cablagem de rede estruturada

Cablagem de rede estruturada Paulo Álvaro De: Saved by Microsoft Internet Explorer 5 Enviado: quarta-feira, 21 de Abril de 2010 11:06 Assunto: Cablagem de rede estruturada Cablagem de rede estruturada André Moreira (andre@dei.isep.ipp.pt)

Leia mais

Distribuidores e painéis de interligação Equipamento activo e chicotes de interligação

Distribuidores e painéis de interligação Equipamento activo e chicotes de interligação Redes Estruturadas O projecto e a instalação de redes de dados em edifícios são actividades reguladas por um conjunto de normas dispersas em diversos documentos, publicados por organismos internacionais.

Leia mais

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir

Aumentar Diminuir Procura Tela Cheia Imprimir ADAPTER CABLE M8v CATEGORIA 5 ENHANCED Sistemas de Cabeamento Estruturado para tráfego de voz, dados e imagens, segundo requisitos da norma ANSI/TIA/EIA-568A, incluindo o adendo 5 (Categoria 5e), para

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS

DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS DTN WEBEX NOVOS PRODUTOS Conectividade 6A Linha de Bandejas Ópticas HDX Linha de Racks ITMAX Linha de Racks Fechados Acessórios de Organização Produtos de alta densidade FTP UTP Descarregado Azul/Branco/Bege

Leia mais

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback

Meios de transmissão. Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Professor Leonardo Larback Meios de transmissão Na comunicação de dados são usados muitos tipos diferentes de meios de transmissão. A escolha correta dos meios de transmissão no projeto

Leia mais

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout

Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Cabo Óptico Pré Conectorizado Fanout Tipo do Produto Cabo Óptico Pré-Conectorizado Descrição Cabo Óptico de construção tipo " tight buffer" (indoor ou indoor/outdoor) ou cordão multifibra (somente indoor)

Leia mais

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores:

Vejamos, então, os vários tipos de cabos utilizados em redes de computadores: Classificação quanto ao meio de transmissão Os meios físicos de transmissão são os cabos e as ondas (luz, infravermelhos, microondas) que transportam os sinais que, por sua vez, transportam a informação

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e

FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e FICHA TÉCNICA JACK RJ-45 C5e 1- Aplicação: Este produto aplica-se a sistemas de cabeamento estruturado, para tráfego de voz, dados e imagens, em conformidade com os requisitos estabelecidos na Norma ANSI/TIA/EIA-568B.2

Leia mais

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática

Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Curso Técnico Integrado em Manutenção e Suporte em Informática Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores 04. Meios Físicos de Transmissão Prof. Ronaldo Introdução n

Leia mais

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ

FORMAÇÃO. PROFISSIONAIS de electricidade. pour PARA les professionnels. de l ÉleCTRICITÉ pour PARA les professionnels PROFISSIONAIS de electricidade de l ÉleCTRICITÉ FORMAÇÃO Corte e Protecção Concepção e certificação de quadros e armários eléctricos até 400 A Curso ref. M.11.001.12 Objectivos

Leia mais

Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET

Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET ValveConnectionSystem Sistema de ligação para electroválvulas e distribuidores, compatíveis com bus de terreno PROFIBUS-DP, INTERBUS-S, DEVICE-NET P20.PT.R0a O SISTEMA V.C.S. O sistema VCS é um conjunto

Leia mais

Soluções DataCenter Secções

Soluções DataCenter Secções Apresentação A gama de armários para DataCenter Olirack foi concebida para a instalação de equipamentos de telecomunicações e informáticos. Os espaços DataCenter são projectados para serem extremamente

Leia mais

Cabeamento Estruturado. Norma 568

Cabeamento Estruturado. Norma 568 Cabeamento Estruturado Norma 568 1 Resumo Evolução da Norma; Onde e como utilizar a norma; Conhecer como a norma ANSI/EIA/TIA 568B está dividida em subsistemas; D e s c r e v e r a s c a r a c t e r í

Leia mais

Cabeamento Estruturado

Cabeamento Estruturado Cabeamento Estruturado Infra-estrutura de cabeamento metálico ou óptico, capaz de atender a diversas aplicações proporcionando flexibilidade de layout, facilidade de gerenciamento, administração e manutenção

Leia mais

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão

09/08/2015 DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES. Tecnologia em Jogos Digitais. Mídias (meios) de transmissão Tecnologia em Jogos Digitais Mídias (meios) de transmissão DISCIPLINA: TECNOLOGIA DE REDES DE COMPUTADORES Mídias físicas: composta pelo cabeamento e outros elementos componentes utilizados na montagem

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS

ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS 06.09.000 SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO 06.09.001 - EQUIPAMENTOS ATIVOS Tipo: Gabinete Rack do tipo bastidor com porta e ventilação forçada 24U x 19"x 670mm, com porta de

Leia mais

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06)

REGRAS de EXECUÇÃO. António M. S. Francisco (revisão 01/06) REGRAS de EXECUÇÃO António M. S. Francisco (revisão 01/06) INTERNET Para informação completa e detalhada consultar o manual ITED em: http://www.anacom.pt Para informação sobre material (catálogo) para

Leia mais

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto.

Mezzo Compensação. cozinhas. Hottes > hottes tradicionais grande conforto. descrição técnica. p. 926. hotte de cozinha tradicional Conforto. Hottes > hottes tradicionais grande conforto cozinhas Mezzo Compensação hotte de cozinha tradicional Conforto vantagens Compensação integrada. Filtros de choque montados de série. Iluminação encastrada

Leia mais

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos

Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Gestão de Redes e Sistemas Distribuídos Setembro 2006 Conceitos fundamentais Evolução das Redes (parte I) Sumário???? Módulo I: Conceitos fundamentais Evolução das redes Tipos de Redes Sistemas de Cablagem

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA

CARROS DE APOIO À INDUSTRIA Carros de Mão Carros Ligeiros com Carros para Cargas Médias/Elevadas Carros Armário com e sem Prateleiras Carros com Banca de Trabalho Carros de Apoio à Industria Carros de Reboque Carros para Escritóio

Leia mais

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO)

UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) Par Trançado UTP ( PAR TRANÇADO SEM PROTEÇÃO) O cabo UTP é composto por pares de fios, sendo que cada par é isolado um do outro e todos são trançados juntos dentro de uma cobertura externa, que não possui

Leia mais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais

Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento Estruturado Metálico em Edifícios Comerciais Cabeamento estruturado - definição Sistema de cabeamento capaz de prover tráfego de gêneros de informações diferenciadas dentro de um mesmo sistema

Leia mais

HARTING News IP 65/67. Julho, 2004. Flexibilidade e facilidade de instalação mediante o repetidor PROFIBUS PRC 67-10

HARTING News IP 65/67. Julho, 2004. Flexibilidade e facilidade de instalação mediante o repetidor PROFIBUS PRC 67-10 Neste número: Novos Dispositivos para PROFIBUS HARTING amplia a sua gama de dispositivos para PROFIBUS, Repetidores e Conversores RS-485, para oferecer maiores possibilidades de instalação de uma rede

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Curso Tecnológico de Redes de Computadores Disciplina: Infraestrutura de Redes de Computadores - 1º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA 01 Conceitos

Leia mais

ARMÁRIOS PARA SERVIDORES E DE REDE ARMÁRIOS PARTICIONADOS COM SECÇÕES INDEPENDENTES SALAS E CORREDORES FECHADOS DATA CENTER OLIVETEL SA

ARMÁRIOS PARA SERVIDORES E DE REDE ARMÁRIOS PARTICIONADOS COM SECÇÕES INDEPENDENTES SALAS E CORREDORES FECHADOS DATA CENTER OLIVETEL SA ARMÁRIOS PARA SERVIDORES E DE REDE ARMÁRIOS PARTICIONADOS COM SECÇÕES INDEPENDENTES SALAS E CORREDORES FECHADOS DATA CENTER ÍNDICE Contents Informação geral, normas e conformidade CE 1 Apresentação 1 Normas

Leia mais

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA

ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA projectos de engenharia de edifícios lda Azinhaga do Torre do Fato 5C Esc.1-1600-299 Lisboa www.promee.pt geral@promee.pt ESTÁDIO UNIVERSITÁRIO DE LISBOA EDIFÍCIOS DO DRIVING RANGE E CLUB HOUSE LISBOA

Leia mais

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem

Redes de Computadores. Sistemas de cablagem Redes de Computadores Sistemas de cablagem Sumário! Sistemas de cablagem: Normalização Estrutura Tipos de cablagem e comprimentos Dimensionamento Componentes 2 Sistemas de cablagem! Devem ser instalados

Leia mais

Com o intuito de inovar sem deixar a qualidade e

Com o intuito de inovar sem deixar a qualidade e LINHA DE PRODUTOS ATTIC Com o intuito de inovar sem deixar a qualidade e a relação custo benefício de lado, a Attic apresenta ao mercado soluções com acabamento impecável, modernos e resistentes. A pintura

Leia mais

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET 2010/2011 1 Tipos de Cabos Cabos eléctricos São cabos, normalmente fabricados em cobre (ou de outro material condutor), que transmitem os

Leia mais

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede

NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B. Projeto Físico de Rede NORMA ANSI/EIA/TIA 568 - B O PADRÃO BASEIA-SE NOS SEIS PRINCIPAIS COMPONENTES DE UM SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO, QUE SÃO: 1 FACILIDADE DE ENTRADA (Entrance Facility) : É COMPOSTA POR HARDWARE DE

Leia mais

1. Descrição Física. O tampo deverá ser vazado para passagem dos cabos, para cada computador.

1. Descrição Física. O tampo deverá ser vazado para passagem dos cabos, para cada computador. LABORATÓRIO DE REDES DE COMPUTADORES (REDE FÍSICA E REDE LÓGICA) 1. Descrição Física Este laboratório é o ambiente ideal para aulas práticas e teóricas visando capacitar o aluno para o planejamento de

Leia mais

Pialplus Refletindo beleza e tecnologia

Pialplus Refletindo beleza e tecnologia Refletindo beleza e tecnologia A Pialplus é referência absoluta no mercado porque tem soluções adequadas a todos os tipos de projetos e ambientes. Seus produtos atendem às necessidades de disponibilização

Leia mais

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas

Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas ESCOLA PROFISSIONAL VASCONCELLOS LEBRE Curso de Instalação e Gestão de Redes Informáticas FICHA DE TRABALHO Nº3 José Vitor Nogueira Santos Topologia de Redes Fibra Óptica e Wireless - 0830 Mealhada, 2009

Leia mais

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização

Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios. Manual ITED 2.ª Edição. Direcção de Fiscalização Infra-estruturas de Telecomunicações em Edifícios Manual ITED 2.ª Edição Direcção de Fiscalização Julho de 2010 Novo regime ITED Manual ITED, 2.ª edição linhas orientadoras Regras técnicas Tubagem Cablagem

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

InfraEstrutura de Redes

InfraEstrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul InfraEstrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Cabeamento Estruturado

Leia mais

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO

LEGRAND CABLING SYSTEM 2. 4ª Edição PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO 4ª Edição LEGRAND CABLING SYSTEM 2 PERFORMANCE DA SALA DE TELECOMUNICAÇÕES À ÁREA DE TRABALHO LEGRAND CABLING SYSTEM 2 LCS 2 Soluções da sala técnica à estação de trabalho Veja pág. 02 a 15 LCS 2 cobre

Leia mais

ANEXO A.1 Especificações dos Bens de Mobiliário. Lote 1 - Mobiliário de Escritório. # Artigo Características do Artigo Cadeiras

ANEXO A.1 Especificações dos Bens de Mobiliário. Lote 1 - Mobiliário de Escritório. # Artigo Características do Artigo Cadeiras # Artigo Características do Artigo Cadeiras 1.1 Cadeira giratória sem braços 1.2 Cadeira giratória com braços - Cadeira giratória sem braços. - Mecanismo com estrutura e componentes em aço e de contacto

Leia mais

ATI 3play - características gerais

ATI 3play - características gerais patente nº 104593 ATI 3play - características gerais Primário e Secundário Cat 6 (classe E). Conectores RJ45, permanent link Cat 6, de acesso exterior para injecção de sinais de equipamento activo ( RC-PC

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES

MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES MEMORIAL DESCRITIVO E DE ESPECIFICAÇÕES SISTEMA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO OBRA: ESCOLA DE ENSINO PROFISSIONALIZANTE PROJETO PADRÃO PROPRIETÁRIO: MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site :

Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Telefone : FAX: E-mail : Site : Nome : Empresa : Cargo : Endereço : Cidade: CEP: Telefone : FAX: E-mail : Site : Assinatura Local e Data IMPORTANTE: Preencher os dados completos e em letra legível pois, em caso de aprovação, as informações

Leia mais

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes

UTP Unshielded Twisted Pair - UTP ou Par Trançado sem Blindagem: é o mais usado atualmente tanto em redes domésticas quanto em grandes redes Definição Cabeamento para uso integrado em comunicações de voz, dados e imagem preparado de maneira a atender diversos layouts de instalações, por um longo período de tempo, sem exigir modificações físicas

Leia mais

Índice. Acessórios...17 Kit fixação...17 Bandejas...18 Tetos...18 Gavetas de ventilação...18 Calha de tomada...19

Índice. Acessórios...17 Kit fixação...17 Bandejas...18 Tetos...18 Gavetas de ventilação...18 Calha de tomada...19 Índice W31 - Womer Server - em Aço...4 W32 - Womer Server - Perfil Arredondado/ em Aço...5 W35 - Max Server Aluminum/ em Alumínio...6 W39 - Max Server Aluminum Perfil Arredondado/ em Alumínio...7 W38 -

Leia mais

Redes de Dados e Comunicações

Redes de Dados e Comunicações Redes de Dados e Comunicações Prof.: Fernando Ascani Cabo Par Trançado Conector-RJ 45 A norma EIA/TIA padronizou o conector RJ-45 para a conectorização de cabos UTP. Para a conectorização do cabo UTP,

Leia mais

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO:

QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: CABEAMENTO DE REDE QUANDO TRATAMOS SOBRE MEIOS DE TRANSMISSÃO, DEVEMOS ENFATIZAR A EXISTÊNCIA DE DOIS TIPOS DESSES MEIOS, SENDO: MEIO FÍSICO: CABOS COAXIAIS, FIBRA ÓPTICA, PAR TRANÇADO MEIO NÃO-FÍSICO:

Leia mais

Módulo 4 Testes de Cabos

Módulo 4 Testes de Cabos CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 4 Testes de Cabos Fundamentos para o Teste de Cabos em Frequência Ondas Uma onda é energia que se propaga de um lugar para outro. Pode ser definida como um distúrbio

Leia mais

1. Descrição do Produto

1. Descrição do Produto 1. Descrição do Produto Os repetidores óticos FOCOS/PROFIBUS AL-2431 e AL-2432 destinam-se a interligação de quaisquer dispositivos PROFIBUS, assegurando altíssima imunidade a ruídos através do uso de

Leia mais

Comandos. Comando domótico de 3 canais estéreo com sintonizador FM. Ecrã táctil. Sintonizador FM com RDS e 12 Memórias de FM.

Comandos. Comando domótico de 3 canais estéreo com sintonizador FM. Ecrã táctil. Sintonizador FM com RDS e 12 Memórias de FM. Para que tenha prazer ao desfrutar do sistema Comandos O comando é o seu principal ponto de acesso a todas as funcionalidades do sistema PRIMUS. Para isto a AKP desenhou e desenvolveu todos os seus comandos

Leia mais

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado

Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Planejamento de Redes e Cabeamento Estruturado Projeto e Instalação Prof. Deivson de Freitas Introdução Nenhuma área de tecnologia cresceu tanto como a de redes locais (LANs) A velocidade passou de alguns

Leia mais

Redes de Computadores. Cablagem

Redes de Computadores. Cablagem Redes de Computadores Cablagem Meios físicos de transmissão guiados! Cabos coaxiais! Cabos de pares entrançados! Cabos de fibra óptica 2 Cabo coaxial Malha de cobre Condutor de cobre Revestimento externo

Leia mais